Gabinete Coordenador do Desporto Escolar
Direcção Regional de Educação do Norte
Centro da Área Educativa de Braga
Reunião de Responsáveis
Grupos/Equipas de
NATAÇÃO
21 de Novembro de 2002
Responsável de Modalidade:
LUIS COVAS / NUNO REININHO
Passar para a
primeira página
Participantes 2001/2002

15 Escolas

18 Grupos/ Equipa

501 Alunos

3 Encontros CAE
 calendarizados

e realizados
6 Encontros Inter-Escolas (calendarizados)

4 realizados
Passar para a
primeira página
Avaliação 2001-02
Aspectos Negativos



Faltas de Comparência nas Actividades
programadas
Não realização de dois dos Encontros
Inter-Escolas (não envio de Relatório)
Participação reduzida no Encontro de
Polo-aquático
Passar para a
primeira página
Avaliação 2001-02
Aspectos Positivos





Estabilidade e Continuidade;
Realização de todas as fases
previstas;
Realização da Acção de Formação de
Juizes/Árbitros
Realização da Acção de Formação
“Polo-aquático no contexto escolar”
Dispersão dos Encontros ao longo do
ano;
Passar para a
primeira página
Informações







Grupo/equipa de competição - 15 alunos
inscritos;
Grupo/equipa de formação – 25 alunos
Podem participar alunos federados.
Os alunos federados terão uma classificação
separada.
Os alunos devem apresentar fichas de
autorização dos Enc. Educação e Declaração
Médica.
Manter as Fichas de Presenças e de Resumo
actualizadas.
Inscrição de novos praticantes.
Passar para a
primeira página
Informações Complementares




Cumprimento dos regulamentos,
nomeadamente do Regulamento Específico
da Modalidade
1ªFase da Formação de Juízes-Árbitros ao nível de Escola (até Dez./02) 6 horas Obrigatória;
Não há Corta Mato Nacional;
Corta Mato Distrital - 18 Janeiro.
Passar para a
primeira página
Grupos de Formação
 Captação de alunos para a prática da
modalidade
 Encontros internos
 Encontros abertos a todos os alunos da
escola
 Encontros inter-escolas
 Seguir as indicações do Regulamento
específico da Natação (GCDE)
Passar para a
primeira página
Grupos de competição - Tarefas

Realizar um controlo regular da prestação dos
alunos inscritos – Dezembro, Fevereiro e Abril
 As escolas que não possuam piscinas com as
dimensões regulamentares, devem procurar a
colaboração de outro estabelecimento de ensino
 Enviar para o CAE os resultados de cada aluno
para se proceder à actualização do Ranking
 Estes resultados servirão para a constituição de
séries (estas serão definidas por prestação/sexo e não
por escalão/sexo).
 Enviar para o CAE os relatórios dos Encontros
Inter-Escolas (incluindo, naturalmente, os
resultados das provas)
Passar para a
primeira página
Níveis técnicos

Iniciação (nível 1)

Caracteriza-se pelo nível adaptação ao meio aquático e
iniciação técnica.


Exercícios ao nível da respiração, equilíbrio e formas facilitadas de
propulsão. Provas de jogos de adaptação ao meio aquático, estafetas,
provas com propulsão apenas através do batimento de pernas numa
técnica, jogos de voleibol aquático ou polo-aquático, etc.
Elementar (nível 2)
Corresponde
a um nível de aperfeiçoamento técnico,
sendo as distâncias/estilos de prova idênticas para todos os
escalões/sexo:
25m

livres | 25m costas | 25m bruços | 4x25m livres
Avançado (nível 3)
É
caracterizado por um nível técnico avançado, em
que as distâncias/estilos definidas são aquelas que darão
apuramento às Fases Regional e Nacional (no caso de se
realizarem). São idênticas para todos os escalões/sexo:
para a | 100m
mariposa | 50m livres | 50m costas | Passar
50m bruços
livres | 100m estilos | 4x25m estilos | 4x50mprimeira
livrespágina
25m
Calendarização dos Encontros
 1º Encontro entre agrupamentos de escolas
(Janeiro – 30 ou sab.)
 Nível 1: jogos aquáticos
 Nível 2: 25L, 25C, 25B, 4x25L misto
 2º Encontro - INTER-ESCOLAS (Março – 19 ou sab.)
 Nível 2: 25L, 25C, 25B, 4x25L
 Nível 3: 50L, 50C, 50B, 4x50L
 3º Encontro (Maio – 8)
Nível 2: 25L, 25C, 25B, 4x25L
Nível 3: 50L, 50C, 50B, 25M, 100E, 100L, 4x50L,
4x25E
4º Encontro (???????)
Passar para
Torneio de Polo-aquático e/ou estafeta
30’a a nadar
(convívio)
primeira página
Escalões etários/Níveis técnicos








Infantil A - 92/93
Infantil B – 90/91
Iniciado – 88/89
Juvenil – 86/87
Júnior – 84/85
Os alunos só podem participar em provas
respeitantes a um dos níveis técnicos
Os alunos não podem transitar para um nível
técnico inferior
Sempre que, em um dos encontros, o aluno transita
para um nível técnico superior, esse facto deve ser
claramente divulgado (só desta forma podemos ter
o ranking devidamente actualizado)
Passar para a
primeira página
Confronto de ideias

Aspectos negativos

Aspectos positivos

Sugestões
Passar para a
primeira página
Comunicação
- Site do GCDE:
www.gcde.min-edu.pt
- E-mail:
desporto.escolar@gcde.min-edu.pt
- Site do CAE BRAGA:
http://alfarrabio.di.uminho.pt/de-braga
- E-mail:
despesc.braga@dren.min-edu.pt
nuno.reininho@dren.min-edu.pt
Passar para a
primeira página
Download

Reunião