A Paz do Senhor!
Chegou a hora de rever e
memorizar o que aprendemos
nas 13 lições da revista
“Moisés, o legislador de Israel”
Muito Importante!
Peça ao Espírito Santo para fazer a diferença
em sua aula!
Ore, leia a Bíblia, consulte sua revista e
estude a lição. Uma boa consulta a outras
obras fidedignas enriquecerá ainda mais seus
conhecimentos.
Tenha uma boa aula e uma ótima semana!
Dúvidas, sugestões?
Entre em contato conosco:
comercial@editorabetel.com.br
Curta nossa página e acompanhe nossas
novidades:
facebook.com/EditoraBetel
“Aquele que leva a preciosa
semente, andando e chorando,
voltará, sem dúvida, com alegria,
trazendo consigo os seus molhos”
Salmos 126.6
Programa Inteligente de
Memorização
“Moisés, o legislador de Israel”
Aprendendo a sabedoria na escola de Deus no
deserto, para ser líder e profeta
2º Trimestre de 2015
Lição 1 – Um Faraó que não conheceu José
Começamos o trimestre abordando profundos assuntos
concernentes à vida de Moisés, um dos maiores e mais
importantes personagens da Bíblia. Na primeira lição,
tratamos do princípio do cativeiro hebreu no Egito, a
poderosa forma divina de administrar os acontecimentos e a
maneira sobrenatural e profética do nascimento de Moisés.
A aflição pode durar um tempo, mas ela possui prazo de
validade. Embora a situação dos hebreus fosse de total
calamidade, Deus estava acompanhando tudo de perto sem
perder um detalhe sequer. Por fim, Moisés nasceu, o povo
foi liberto e Faraó morreu. Nada pôde impedir o agir de
Deus. Em tempos difíceis, coloquemos nossa confiança no
Senhor.
LIÇÃO 2 – Conhecendo as limitações do
tempo
Moisés viveu cento e vinte anos e sua vida pode ser dividida
em três períodos de quarenta anos. Nos primeiros quarenta
anos, ele passou no Egito, sendo cuidado por sua mãe e
aprendendo nas escolas egípcias; no seu segundo ciclo,
passou no deserto vivendo como um pastor de ovelhas,
sendo nutrido pela solidão e ensinado por Deus; em seus
últimos quarenta anos, esteve no deserto com o povo
hebreu, sendo ensinado pelas provações para se tornar
inquestionavelmente o principal personagem do Antigo
Testamento, a figura central do Pentateuco. →
LIÇÃO 2 – Conhecendo as limitações do
tempo
Nesta lição observamos que tudo o que Deus faz deve passar
pelo teste do tempo e agir de forma autônoma pode ser
perigoso e frustrante. Moisés teve uma grande expectativa,
mas aprendeu através da solidão do deserto que o homem
passa por fases distintas até chegar à posição que Deus quer.
Dessas fases, a mais importante é onde se descobre que
precisamos de Deus e que sem Ele nada podemos fazer.
LIÇÃO 3 – O comissionamento de Moisés
O mundo atual está marcado por uma cultura de microondas. A vida atual é apressada e uma palavra não foge de
nosso vocabulário: instantâneo. Porém, na escola do deserto
não é assim, lá nada é instantâneo, porque Deus não produz
santos em massa. →
LIÇÃO 3 – O comissionamento de Moisés
Para iniciar seu ministério libertador, Moisés recebe de Deus
autoridade. Essa autoridade está representada pelo seu
bordão através do qual ele faria os sinais da parte de Deus
(Êx 4.17). Esse poder foi demonstrado através dos
grandiosos sinais diante dos filhos de Israel e de Faraó como
uma forma de legitimá-lo (Êx 4.21). Deus não somente
preparou Moisés, mas lhe deu suporte suficiente para o
cumprimento da sua missão.
LIÇÃO 4 – A missão profética de Moisés
Deus vocacionou a Moisés como profeta para aquela
geração explorada por Faraó e o Egito. Na quarta lição
estudamos o retorno de Moisés desde quando, juntamente
com Arão, se encontra com os líderes de Israel até,
finalmente, todos os hebreus saírem do Egito (Êx 4.29).
Entretanto, trabalhamos mais o aspecto de sua missão
profético-libertadora.
Como profeta, Moisés expressou os pensamentos, desígnios
e avisos do Senhor, ou seja, cumpriu o seu ministério.
Podemos dizer que Moisés foi: excelência e excelente. Na
pele de um homem saído das cinzas, o Senhor fez ressurgir
uma das maiores autoridades que esse mundo já pôde ver.
Um representante legal de Sua Palavra e poder.
LIÇÃO 5 – Moisés, o guia dos filhos de Israel
Guiar o povo de Deus em meio ao deserto não foi uma tarefa
fácil, mas Moisés pediu a ajuda do Eterno e, assim, foi capaz
de prover as necessidades do povo. Suas virtudes, aliada à
sua intimidade com Deus, foram essenciais para a condução
dos filhos de Israel até a entrada da Terra Prometida. Para
Deus e para Moisés, o deserto foi o melhor lugar para que os
filhos de Israel fossem reeducados para um
autoconhecimento, conhecimento da vontade de Deus e a
cristalização de uma adoração exclusiva ao Deus vivo.
LIÇÃO 6 – Moisés, um sábio recebendo
conselhos
A ilustre visita de Jetro, que trazia consigo pessoas muito
queridas, bem como os sábios conselhos administrativos
ligados ao campo jurídico, revolucionaram o trabalho de
Moisés e a história de Israel. Nesta lição concluímos que o
líder cristão, por mais capacitado que seja, não conseguirá
realizar suas tarefas sem a ajuda de auxiliares. Ninguém
pode fazer a obra de Deus sozinho. O líder cristão precisa de
conselheiros dados por Deus que o ajudem. Sigamos o
exemplo de Moisés que, ouvindo sábios conselhos,
conseguiu conduzir o povo de Deus até à Terra Prometida.
LIÇÃO 7 – Oração, a busca mais sublime de
Moisés
Temos autoridade para mudar o mundo por meio da oração.
Quando Deus disse “dominai, sujeitai” (Gn 1.26-28), Ele
estava instituindo o governo do mundo para que a
associação com o homem fosse essencial para o
cumprimento de Seus propósitos. Moisés não somente
desfrutou daquilo que Deus disse, mas também daquilo que
Deus é. Começar o dia de joelhos é ter certeza de encontrar
a paz necessária para prosseguir juntamente com a direção
do que realizar. Moisés não dava um passo sem antes
consultar o Senhor, lição que deveríamos colocar em prática
em nossos dias.
LIÇÃO 8 – Revelando as impurezas da alma
Todos aqueles que querem viver piedosamente em Deus
serão perseguidos e sempre se tornarão alvo do inimigo. É
comum ao que peleja estar sempre atento e pronto para
esses ataques. A única surpresa é quando o inimigo está
camuflado na pele de nossos próprios irmãos. Arão e Miriã
jamais entenderam a posição que ocupavam, eles queriam
caminhar paralelamente, fazendo divisão. Queriam ter honra
própria, mas enveredaram pelo caminho errado. Provérbios
nos ensina que, diante da honra, vai a humildade, isso foi
tudo o que lhes faltou. A rebelião tem raízes no próprio
Satanás, pai de todas as rebeliões (1Sm 15.23).
LIÇÃO 9 – Construindo bezerros de ouro
O pedido dos israelitas não significava necessariamente que
esses indivíduos estivessem rejeitando ao Senhor, eles
queriam Deus, mas um Deus de acordo com o que suas
mentes imaginavam (Êx 32.1). O bezerro de ouro pode ser
qualquer coisa que ainda está abrigada em nossos corações
e nos encaminha a identificar ao Senhor não de modo
sobrenatural, mas humano, resultando numa fé que não foi
construída naquilo que Deus disse, a qual nos leva a
satisfação e nunca à transformação.
LIÇÃO 10 – Os últimos conselhos de um
grande líder
Moisés reúne o povo e relembra os fracassos da geração
passada, ensina a nova geração a não cometer os erros de
seus pais e revela-lhes os propósitos de Deus durante os
longos quarenta anos de caminhada errante pelo deserto.
Nesta lição vimos que tudo o que é novo pode surpreender e
a nova terra estava cheia de perigos ao redor. As instruções
conduziam a nova geração a aproximar- se de Deus, a temêLo e a obedecer-lhe. Chegou o dia do cumprimento da
promessa; passou um ciclo, mas outro ciclo se iniciaria e uma
nova história seria escrita por aquela geração.
LIÇÃO 11 – A fé heroica de Moisés
O escritor do livro de Hebreus destila grandeza quando
revela as renúncias de Moisés pela fé. As decisões tomadas
pelo patriarca apresentam o alcance do poder divino.
Sabemos que a graça cobre o mais vil entre os pecadores,
mas a história de Moisés nos ensina que Deus também salva
nobres, príncipes e cultos. Moisés percebia que os prazeres
do pecado eram passageiros (Hb 11.25). Vendo que o tempo
havia chegado, teve coragem para renunciar. Ele sabia que a
vida não era longa o bastante e não queria comparecer
diante de Deus como alguém que rejeitou o direito de servir
(Lc 14.33).
LIÇÃO 12 – O último encontro de um
grande herói
Moisés é um dos tipos que mais se assemelham a Cristo,
principalmente na morte. Até hoje não se sabe onde ele foi
sepultado. Em comparação com o Senhor Jesus Cristo,
ninguém vai adorar junto ao túmulo do mediador do antigo
concerto nem do Mediador do novo porque seus corpos não
estão lá.
Na penúltima lição aprendemos que Moisés mostrou apenas
uma parte do que Deus é capaz de realizar, e Cristo deixou
claro que o homem poderia fazer coisas ainda maiores (Jo
14.12). Nada nos foi omitido, basta apenas descobrir como
alcançar. Que o Senhor nos dê a planta do caminho e a sede
necessária para beber dessa água tão salutar.
LIÇÃO 13 – Os aspectos da vida de Moisés
Na última lição extraímos algumas importantes verdades da
história de vida do grande homem que foi Moisés. Sua vida
nos faz lembrar que as providências divinas são sempre
sobrenaturais, estranhas e inesperadas para nós. Como
Moisés, somos tentados a sentir-nos desencorajados e até
com o pensamento de que o Senhor se esqueceu de nós (Êx
3.7-10). →
LIÇÃO 13 – Os aspectos da vida de Moisés
A vida de Moisés nos apresenta a combinação perfeita para
grandes feitos. A unidade da pessoa divina com a humana.
Deus liberou o Seu poder para operar miraculosamente
através de um simples instrumento humano. Moisés se
tornou um exemplo a ser seguido e as mesmas palavras ditas
a Josué se dirigem também a nós: “Como fui com Moisés
também serei contigo” (Js 1.5).
Nossa Mensagem para você, aluno da EBD
Prezado (a) aluno (a) da Escola Bíblica Dominical, a paz do
Senhor! Muito obrigado por ter caminhado conosco durante
o 2º Trimestre de 2015. Esperamos ter contribuído para o
enriquecimento de seus conhecimentos. Que Deus possa lhe
abençoar e lhe dar forças para continuar conosco nesta
árdua, mas recompensadora tarefa, de semear a “boa
semente”. Agradecemos também ao comentarista deste
trimestre, Pastor Belchior Martins da Costa, pelas
edificantes lições ministradas ao longo desses três meses
que se passaram.
Contamos com a sua presença em nossas próximas aulas
dominicais. Deus abençoe você e toda a sua família.
Editora Betel, Junho de 2015
Referências
Bíblia Sagrada – Concordância, Dicionário e Harpa Editora Betel
Revista Jovens e Adultos: Moisés, o legislador de
Israel, 2º Trimestre 2015 - Editora Betel
Download

PIM - Jovens e Adultos – 2º Trimestre de 2015