Novos desafios e
velhos direitos?
Velhos desafios e novos
direitos?
Uma grande história...
-avanços, retrocessos, desafios -
• Movimento Criança
prioridade absoluta
• ECA
• Conselhos de Direitos
• Comitês, fóruns, comissões,
grupos...
• Planos Nacional, Estaduais,
Municipais
Se compreendemos a exploração
sexual como uma problemática
social, então podemos enfrentála!!!
Por isso, que o enfrentamento
precisa:
Articulação, Mobilização, promoção de
direitos, prevenção, atendimento,
responsabilização, conhecimento da
realidade
tendo como princípio o protagonismo
infanto juvenil
No conhecimento da
realidade
Não há muita coisa nova...
O que mudou foi o olhar e a
atitude de parte da sociedade
- outra parte continua com
velhas e arraigadas crenças e
práticas-
O MUNDO EM QUE VIVEMOS
Crianças e adolescentes
estão inseridas em um mundo de
contradições
• econômicas (direitos X mercado)
• políticas ( democracia X criminalização
dos movimentos)
• ideológicas ( senso comum X outro
mundo possível)
Então, a primeira pergunta é:
com qual olhar vemos a
exploração sexual ?
• O olhar nebuloso sobre a
sexualidade nos impede de enxergar
o trabalho
• A exploração está inserida nas
relações de trabalho
• Acontece como as demais cadeias
produtivas (por dentro delas,
paralela e complementar a elas)
• Mulheres, crianças e adolescentes
produzem mercadoria e, por vezes
são mercadorias que produzem
mercadorias
Mercado Sexual
• Demanda – quem são, o que
pensam, por que compram sexo? O
quê realmente querem comprar?
• Oferta – quem são, o que querem, o
que sonham… porque se
submetem…
• Mercado – quanto lucra, como
funciona, quem são os donos?
O conhecimento sobre o mercado sexual
nos ajudaria a compreender a problemática
e enfrentá-la
Alguns aprendizados…
• Políticas públicas estão muito aquém
dos sonhos fabricados pelo consumo
• Representação social de
provisoriedade do trabalho
• Lícito e ilícito caminham juntos
• O mercado chega sempre antes dos
empreendimentos…
• Quando o empreendimento acaba,
deixa tatuagens culturais…
Aprendizados...
• A exploração sexual ocorre por meio
de trocas: financeira, material e
simbólica
• Sexualidade de homens e mulheres
mantém compreensão machista
cujo controle impõe
responsabilidades somente às
mulheres
• Os preconceitos e discriminações
presentes em toda a sociedade se
sedimentam no mercado sexual
• As políticas locais justificam o desenvolvimento pela absorção e
absolvição dos impactos
É preciso criar algo novo?
Náo. É preciso criar um jeito novo
de trabalhar com o que temos.
• Quando um projeto de desenvolvimento chega, é
necessário que tenhamos
chegado antes
• Quando sabemos que há tanta
descrença, é preciso reacender
a esperança
• Quando estamos sozinhos, é
preciso juntar gente
Uma realidade se muda com
sociedade forte, mobilizada e
revitalizada de esperança.
Por isso,
o que podemos fazer
juntos?
Quem mais temos que
buscar para esta roda?
Qual o tamanho do nosso
sonho?
e da nossa coragem?
Estela Márcia Scandola
scandola@terra.com.br
www.comitenacional.org.br
Download

Oferta, Demanda e Mercado Sexual Entre aprenderes e