SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
FOLHA DE PAGAMENTO
SECCIONAIS
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
O processamento da folha de pagamento, segundo a
Instrução Normativa nº 001/2014 GGG, de 28 de
janeiro de 2014 se dará por meio das seguintes etapas:
I – abertura;
II – prévia;
III - fechamento parcial;
IV - fechamento definitivo.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
O cronograma, abaixo relacionado, para o para o processamento
da folha de pagamento do ano de 2014, está previsto no art. 2º da
IN nº 001/2014.
Mês
Abertura
Prévia
Fechamento Parcial
Fechamento Definitivo
Janeiro
6
10
16
20
Fevereiro
6
12
18
20
Março
6
12
18
20
Abril
4
11
16
22
Maio
6
13
19
21
Junho
6
11
16
18
Julho
7
11
17
21
Agosto
6
12
18
20
Setembro
5
11
17
19
Outubro
6
10
17
21
Novembro
7
12
17
19
Dezembro
1
5
10
12
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Prazo para inclusão na folha:
Art. 3º Os Órgãos Setoriais, Seccionais e Unidades
Administrativas Descentralizadas do Sistema Administrativo de
Gestão de Pessoas que encaminham arquivos para inclusão nos
Sistemas deverão fazê-lo até o dia da Prévia, às 14 horas.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Nomeações e/ou designações para cargo ou função pública
 Previsto no artigo 4º da IN nº 001/2014/GGG;
 As inclusões devem ser encaminhadas pelos setoriais de gestão
de pessoas à GEIMP/SEA;
 Processo administrativo ou e-mail;
 Prazo: Impreterivelmente até às 14:00 do dia da prévia
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Relatório de justificativas de inclusões/alterações da folha de
pagamento
 Previsto no artigo 5º da IN nº 001/2014/GGG;
 Deve ser encaminhado pelos setoriais de gestão de pessoas à
GEREF/SEA com cópia para GAPES/SEF (e-mail);
 Inclusões que impliquem em aumento no valor da folha;
 Prazo: 2 (dois) dias úteis antes do fechamento parcial;
 Excepcionalmente: até às 14:00 do dia do fechamento parcial
(§ 1º do artigo 5º);
 O não envio acarreta cancelamento de retroativos
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Formulário Conferência da Prévia
Art. 10 O processamento da folha está condicionado ao
encaminhamento pelo Órgão ou Entidade do formulário
“Conferência da Prévia” (MCP-031) à Gerência de
Remuneração Funcional - GEREF/DGDP/SEA, até às 14 horas
do dia do Fechamento Definitivo da folha.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Inclusão de restrições no módulo de Controle
Interno do SIGEF
Grupo: Folha de Pagamento
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Impropriedade no envio Relatório de Justificativas da
folha de pagamento
 Registrar os casos em que o Relatório de Justificativas não foi
encaminhado à GEREF/SEA, com cópia para a GAPES/SEF
ou o foi fora do prazo previsto no artigo 5º da Resolução
001/2014 do Grupo Gestor de Governo quando da ocorrência
de variação da folha.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Ausência de segregação de funções nas fases
operacionais de processamento da folha
 Registrar os casos em que o mesmo servidor realiza
procedimentos de cálculo, revisão e implementação de valores
na folha de pagamento.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Ausência de conferência da prévia da folha
 Registrar a ausência de emissão e remessa do formulário
Conferência da Prévia – MCP 031 à GEREF/DGDP/SEA, até
às 16:00 h do dia posterior ao processamento da prévia,
conforme previsto no artigo 10 da Resolução 001/2014 do
Grupo Gestor de Governo.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
ADMISSÃO DE SERVIDORES
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Inclusão de restrições no módulo de Controle
Interno do SIGEF
Grupo: Admissão de servidores
efetivos/temporários
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Nomeação/admissão de candidato aprovado sem a
observância da ordem de classificação
 Registrar os casos de nomeação/admissão de candidato
aprovado sem a observância da ordem de classificação,
conforme
edital
de
homologação
do
resultado
concurso/processo seletivo, sem justificativa fundamentada da
autoridade competente.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Ausência de documento exigido para posse/admissão
 Registrar a ausência de algum documento previsto no anexo
VI da IN TC-11/2011 do Tribunal de Contas do Estado.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Ausência de processo seletivo para contratação de
ACT’s
 Registrar os casos de servidores admitidos em caráter
temporário que não tenham sido submetidos à processos
seletivo, em descumprimento ao disposto no artigo 3º da Lei
Complementar 260/2004.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
 Lei Complementar 260/2004
Art. 3º O recrutamento de pessoal a ser contratado nos termos desta
Lei Complementar será feito mediante processo seletivo simplificado,
dispensado de concurso público, dentro de critérios estipulados pelo
órgão interessado no ajuste, sujeito à ampla e prévia divulgação,
inclusive através do Diário Oficial do Estado.
Parágrafo único. A contratação para atender às necessidades definidas
nos itens I e II do art. 2º desta Lei Complementar, prescindirá de
processo seletivo. (Situação emergência/calamidade pública e
combate a surtos endêmicos, pragas, doenças, etc...)
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Restrição: Servidor ACT desempenhando função diversa daquela
para a qual foi contratado
 Registrar os casos em que o servidor admitido em caráter
temporário esteja desempenhando função diversa daquela para
a qual foi contratado, em descumprimento ao disposto no
artigo 8º, I da Lei Complementar 260/2004.
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
• Lei Complementar 260/2004
Art. 8º O pessoal contratado nos termos desta Lei Complementar
não poderá:
I - receber atribuições, funções ou encargos não previstos no
respectivo contrato;
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL
GERÊNCIA DE AUDITORIA DE PESSOAL
Clóvis Coelho Machado
Gerência de Auditoria de Pessoal
Diretoria de Auditoria Geral
gapes@sef.sc.gov.br
Fone: 3665-1698
Download

Capacitação 2014 - Folha de Pagamentos