FISCALIZAÇÃO DO CREA-SC
Como as entidades de
classe podem fortalecer e
melhorar as ações na
área de fiscalização?
O papel das entidades de
classe junto ao Sistema
Confea/Crea e à sociedade
As Entidades de Classe desempenham um papel
muito importante no Sistema e no desenvolvimento
do país, estado e principalmente na sua região.
O papel das entidades de classe
Todo estatuto de uma Entidade de Classe, com raras exceções,
determina como missões e compromissos centrais:
- zelar pela ética profissional;
- promover a cidadania;
- defender a sociedade;
- lutar pela valorização profissional;
- contribuir com a qualidade de vida;
- representação e defesa da categoria;
- atualização e aperfeiçoamento profissional;
- Congraçamento /integração entre os associados – familiares.
Vocês já pararam para avaliaram com atenção se isto é feito?
O papel das entidades de classe
É, sem dúvida um grande desafio, um ato de coragem,
de grande abnegação, de sacrifício familiar e, por
vezes, profissional, o papel que assumem os
dirigentes e membros das diretorias das entidades
associativas.
Muitas vezes não reconhecido pelos profissionais
associados.
O papel das entidades de classe
As Entidades podem desenvolver um importante papel
de conscientização e fiscalização junto a comunidade
profissional e da sociedade. Tem um papel relevante
no desenvolvimento sustentável local.
O papel das entidades de classe
Uma comunidade onde não há uma entidade de
classe independente, representativa, atuante, com
certeza fica mais venerável a interesse escusos, a
conflitos, a decisões político -administrativas menos
transparentes, menos justas para toda a sociedade
local.
O papel das entidades de classe
Para o sistema e os profissionais que representa:
maior aviltamento salarial e de honorários,
acobertadores e leigos exercendo com mais
liberdade nosso papel profissional e a sociedade sem
a devida proteção, padece.
O papel das entidades de classe
A FISCALIZAÇÃO É RESPONSABILIDADE DE TODOS...
... Inclusive das entidades de classe que por seu
compromisso assumido com o repasse de recursos do
sistema CONFEA – CREAs assume uma
responsabilidade ativa na fiscalização ...
Mas o que especificamente elas podem e
devem fazer?
Como as entidades podem
fortalecer e melhorar as ações na
área de fiscalização?
Com a participação ativa de seu
representante nas Câmaras fomentando
atividades a serem fiscalizadas;
Como as entidades podem
fortalecer e melhorar as ações na
área de fiscalização?
Com participação ativa nos colegiados de
inspetores discutindo os roteiros e ações de
fiscalização, discutindo os resultados obtidos
e estabelecendo novas áreas e metas a
serem alcançadas;
Como as entidades podem
fortalecer e melhorar as ações na
área de fiscalização?
Com o fornecimento de informações acerca
do desrespeito ao exercício profissional em
atividades correlatas aos profissionais do
Conselho;
Como as entidades podem
fortalecer e melhorar as ações na
área de fiscalização?
Com o apoio na formalização de convênios
com outros órgãos públicos, com a troca de
informações e com a realização de
fiscalizações conjuntas;
Como as entidades podem
fortalecer e melhorar as ações na
área de fiscalização?
Com a participação como membros dos
colegiados de inspetores acompanhando a
fiscalização em sua área de atuação...
O papel das entidades de classe
A atuação do CREA e dos profissionais será mais
valorizada e reconhecida pela sociedade se existir
uma FORTE E SADIA PARCERIA do Conselho com as
Entidades de Classe.
Só assim teremos um Conselho mais forte e profissões
mais valorizadas e dignificadas.
Eng. Paulo Ruaro
ruaro@crea-sc.org.br
fiscalização@crea-sc.org.br
Download

O papel das entidades de classe no sistema CONFEA - CREA-SC