FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS
CURSO DE PSICOLOGIA
FILOSOFIA
PROF. DANIEL DA SILVA MARTINS
http://danielmartins.jimdo.com
dds.danielmartins@gmail.com
daniel.arquivos@hotmail.com
FILOSOFIA HOJE
1. Comunicação que se estabelece nas praticas
2.
3.
4.
5.
diárias;
Relações concretas e conflituosas que se dão na
medida que se busca ocupar espaços sociais.
Exemplos: na família, trabalho, educação, na
religião, sindicatos, clubes, etc.;
Na busca da auto afirmação social;
Na disputa por espaço técnico SOCIAL;
Nas definições do ser HOMEM / MUILHER.
!!!!!!!!!
Introdução
 A origem da filosofia
PHILO = amizade
 SOPHIA = sabedoria
 “... a sabedoria pertence aos deuses , mas os
homens podem desejá-la, tornando-se
filósofos” ( Pitágoras – Sc V a.C. )
 ... O filósofo é movido pelo desejo de
observar, contemplar, julgar e avaliar pelo
desejo de saber,
 Sempre desvendo as duvidas geradas pelo
desejo de conhecer.
A filosofia Grega
 Busca
um conhecimento racional, lógico e
sistemático da realidade natural e humana;
 Busca da origem e causas do mundo e
suas transformações;
 Busca da origem e causas das ações
humanas;
 Busca da origem do próprio pensamento;
A EXPLICAÇÃO DO MUNDO
DISCURSO
MITO
LOGOS
“FANTASIA”
RAZÃO
TRADIÇÃO COLETIVA
ELABORAÇÃO INDIVIDUAL
NÃO SUJEITO À CRÍTICA
SUJEITO À CRÍTICA
EXPLICAÇÃO DO MUNDO / COSMOS
Mito
Do grego. mythos, 'fábula', pelo lat. mythu.
S. m.
1. Narrativa dos tempos fabulosos ou
heróicos.
2. Narrativa na qual aparecem seres e
acontecimentos imaginários, que simbolizam
forças da natureza, aspectos da vida humana,
etc.
3. Representação de fatos ou personagens
reais, exagerada pela imaginação popular,
pela tradição, etc.
Logo(s)
Vem do Grego = palavra
S. m. Filos.
1. O princípio de inteligibilidade; a razão.
2. Segundo Heráclito (v. heraclitismo), o
princípio supremo de unificação, portador do
ritmo, da justiça e da harmonia que regem o
Universo.
3. Segundo Platão (v. platonismo), o
princípio de ordem, mediador entre o mundo
sensível e o inteligível.
Fenômenos!!Como explicálos!
TRANSIÇÃO DO MITO
 SURGIMENTO DE
UMA NOVA ORDEM
 ENFRAQUECIMENTO
 DA EXPLICAÇÃO
ECONÔMICA E
SOCIAL:
 MITOLÓGICA
 ATIVIDADES
MERCANTIS
 ATIVIDADES
POLÍTICAS
 (CIDADES-ESTADO)
NATURALISMO
EXPLICAR
COSMOS
(ORDEM/HARMONIA
RAZÃO)
RAZÃO HUMANA
A CHAVE DA EXPLICAÇÃO DO
MUNDO FÍSICO (“PHYSIS”)
ESTÁ NO PRÓPRIO MUNDO, E
NÃO FORA DELE.
RECONSTRUIR
O NEXO CAUSAL ENTRE OS
FENÔMENOS DA NATUREZA
(CAUSALIDADE)
X
CAOS
(AUSÊNCIA DE ORDEM)
RACIONALIDADE DA
REALIDADE
PENSAMENTO GREGO
A
NATUREZA OPERA OBEDECENDO A LEIS E
PRINCÍPIOS NECESSÁRIOS.
 AS LEIS NECESSÁRIAS E UNIVERSAIS DA NATUREZA
PODEM SER PLENAMENTE CONHECIDAS
POR
NOSSO PENSAMENTO.
PRÁTICAS HUMANAS, ISTO É, A POLÍTICA, AS
RACIONALIDADES, AS ARTES DEPENDEM NÃO SÓ
DA VONTADE LIVRE DO HOMEM, MAS TAMBÉM DA
DISCUSSÃO, DA DELIBERAÇÃO, DE UMA ESCOLHA,
PASSIONAL
OU
RACIONAL,
DE
NOSSAS
PREFERÊNCIAS INDIVIDUAIS SEGUNDO CERTOS
VALORES E PADRÕES ESTABELECIDOS PELOS
PRÓPRIOS HOMENS.
 AS
Responda:
1. O QUE É FILOSOFIA?
2. COMO A FILOSOFIA PODE INTERFERIR NO
SEU PROCESSO DE INTEGRAÇÃO SOCIAL ?
3. QUAIS SÃO SEUS MITOS?
4. É POSSÍVEL VIVER SEM ESSES MITOS? COMO?
5. COMO VOCÊ COMPREENDEU MITO E LOGO?
6. A FILOSOFIA HOJE ESTA Relações concretas e
conflituosas que se dão na medida que se busca
ocupar espaços sociais. EXPLIQUE:
Download

Document