Conduzir um Projeto de PLM
Abordagem e
Retorno de experiência
Denis Debaecker
Mundo PM evento - sept 2009
www.vinci-consulting.com
Quem sou eu?
Denis Debaecker








Engenheiro Graduado da Ecole Centrale de Lyon
25 anos de experiência em PLM :
10 anos na Dassault Systemes, como Project manager e depois Product
Manager
10 anos PLM practice manager / associate partner na Productive Edge
Associates, e depois PEA Consulting, pólo « conseil » do Grupo AREVA
Desde 2007 Partner e Practice Manager na Vinci Consulting
Um livro: PLM (éditions Hermès, 2004); varias palestras
Membro do PLM Lab., Ecole Centrale de Paris
Membro do grupo de Experts PLM (France)
3
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Qual é a natureza da minha experiência ?
A diversidade PLP que eu estudei:
Tamanhos de empresa: da PMI (Pequena e Media Industria) até os maiores
grupos internacionais
Complexidade: do nível básico ao hyper - sofisticado (moveis, peças de reposição,
até submarinos nucleares)
Setores: setores tradicionais do PLM : aeroespacial, automóvel, high tech,
até setores emergentes : bens de consumação, industria de negocio…
Perímetro : da CAO só ou Bureau d’Etudes, até todos os utilizadores de dados
produto; dos projetos de informática de troca de uma aplicação até a estratégia da
design chain post-fusion - aquisição
Algumas das empresas onde eu conduzi missões PLM :
Thales, EADS, Safran, Areva, DCNS, Marine Nationale, Alstom,
Michelin, Valeo, Gemalto, STX, Meyer Werft, PSA, GE …
Além do PLM, eu tenho também experiênça em Supply Chain, reorganização,
Planos diretores IS/IT, para clientes como Orange, Areva, Thales, GE, Armée de
l’air…
4
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Identidade da Vinci Consulting
 Managing Technology & Innovation
consulting services
 Structure
3,5 M€
25 consultants
Paris, Toulouse, Hamburg
Founded 1992
Skills & HR
Lean Engineering
Product
Development
Performance
Hamburg
Paris
Toulouse
PLM & IT governance
 R&D activities & education
PLM certificate, Lean Product development, semantic data
 Customers
mgt,
An Energy
leader
A diversified
high-tech
leader
5
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Conduzir um Projeto PLM : Abordagem e Retorno de Experiência
Etapas de um
Projeto PLM
10 avisos para
bases sólidas
O
problema
Le
problème
As
etapas
Les
étapes
O
eco-sistema
L’écosystème
Top 10
Avisos
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Zooms e
boas praticas
Define
Build & Run
Conclusion
1.1 O Problema
O sonho de um projeto, uma comprida pista route tranqüila…
•
Mesmo quando a pista parece clara e livre…
…os obstáculos podem surgir durante as etapas define, build, run
Indicadores de
performance
faltantes
Utilizadores
não prontos !
Suporte não
disponível
Cruzamento
com projetos
prioritários
SOFTWARE
UPGRADE
AHEAD
PERFO.
LIMIT
55’
to get a file
Ferramentas
locais
Processos
não otimizados
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
(Excel)
7
1.1 O Problema :
Ilustração dos maiores riscos dos projetos PLM
A matriz dos riscos deixa em evidência os maiores problemas
e permite conduzir as ações de gerencia dos riscos
+
Probabilidade

Implicação e
disponibilidade dos
utilizadores
Gerencia insuficiente das

especificidades industriais
 Expressão das
Responsabilidade não
necessidades não
claras
alinhadas com a
 Desenvolvimentos
estratégia
específicos demais


Perda de controle do projeto
(delegada ao integrador )


-
Processos não
performantes / otimizados
Migração dos dados
tardia / incompleta
Formação insuficiente
ou ceda demais
Criticidade
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
+
1.1 O Problema :
Top 5 dos desafios dos grandes programas PLM
 Tomar em conta a complexidade
dos business models
 Expertise Business Process
Reengineering
Entender
& reduzir
a heterogeneidade
Business
 Antecipar a
importância das
migrações e da
conexão aos
sistemas existentes
1
Migrar os
dados
2
5
da mudança
 Aplicar as melhoras
praticas de
arquitetura
Top 5
Desafios
4
 Antecipar a conduta
Construir uma
arquitetura
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Integrar um
contexto
multi-cultural
 Estratégia de core
model
 Representatividade das
equipes
 Entendimento das BU
3
Medir /
melhorar
o retorno sob
investimento
 Passo a passo de
business case
 Expertise de divulgação
1.2 Responder aos problemas – O Passo a passo Projeto PLM :
5 fases & 28 etapas cobrindo o ciclo de vida projeto
Go Live - Kick off
Go / No Go
Oportunidade
Analise do
existente
SI, processos,
dados
Organização
projeto
Visão
alvo
Recadrar,
definir
Impacto
processos e SI
Scenarii e
estratégia de
divulgação
Project Plan,
Planning,
Budget
Pré cadragem
&
arquitetura SI
Analise de riscos
Rentabilidade
Seleção
integrador
Comunicação
plano,
Mudança mgt
plano
Seleção
Progiciel
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Construir
(Build)
Run &
maintain
Divulgar &
estabilizar
Concepção geral,
“Workshop”
Testes
Maintenance
Especificações
Divulgação,
instalações
Upgrades,
novos módulos
Parametrização,
desenvolvimento
Formações
Hosting,
Otimização
Seleção,
limpeza
dos dados
Migração,
carregamento,
teste dos dados
Preparação
da mudança
Conduta de
mudança
Processes
harmonization /
reengineering
Formações
Capitalização
Support
Post go-live
1.2 O Passo a passo projeto, vista das responsabilidades :
Varias áreas de atividades ao longo do projeto
Oportunidade
As-if analysis
& process
assessment
Legenda:
Early project
organization
Management
Integração
Especificar,
integrar,
parametrizar,
testar, suporte
Migração
dos dados
Melhora
processos
Recadrar,
definir
Construir
(Build)
IS / IT & process
Impact analysis
General design
Tests
Maintenance
Specifications
Deployment, roll
out, installations
New releases,
upgrades
Set-up,
development
User trainings
Hosting,
perfo. tuning
Data selection /
organization,
cleansing
Data migration :
upload, tests
Change
Preparation
Manage
transition
Roll out scenario,
roadmap
Target / vision
description
Project Plan,
Planning,
Budget
Pre-scoping
& target IS
architecture
Integrador
Selection
Risk analysis,
Return on
Investment
Communication
plan,
Change mgt plan
Software
Selection
Infra-estrutura
Conduta da
mudança
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Divulgar &
estabilizar
Processes
harmonization /
reengineering
Run &
maintain
Training
Deployments
Capitalize &
optimize
Post go-live
support
1.3 O eco-sistema PLM
Os atores são variados e cada um tem seus pontos de interesses
Igual à uma equipe de rugby, os atores PLM têm capacidades e papeis bem distintos :
Clientes internos : data creators : Bureau d’Etudes, product development, tendering…
data users como a produção, as operações, os serviços…
DSI, integrador , Terceiro; experts e « super users »
sponsoring, management, executivos
Conflitos aparecem e devem ser gerenciados para que cada um acha seu lugar numa
lógica de sinergia, segundo suas competências e engajamentos próprios
Ator
Exemplo de ponto de interesso
Exemplo de Competência / Engajamento
Top mgt,
sponsor
Reduzir os orçamentos, decidir
rapidamente
Dar as orientações, dar suporte para as equipes,
colocar os recursos, estabilizar
DSI
Evitar os riscos técnicos
e os prazos de projetos
Cadrar a arquitetura, aplicar uma gestão de
projeto robusta, antecipar os impactos
Compras
–XX% nas taxas diárias integrador e/ou
nas licenças de softwares
Favorecer uma gestão rigorosa,
Dar visibilidade para os parceiros
integrador
Garantir as margens, evitar a chegada
de concorrentes, ter visibilidade para
manter uma equipe formada
Aplicar métodos rigorosos e eficazes, entregar a
tempo
Software
vendedor
Vender mais módulos e/ou dias de
consulting / arquitetura
Assegurar as funções e performance dos
softwares, comunicar os « roadmap progiciel »
Consultor /
experts
Ser implicado no projeto (faturar dias),
ser reconhecido
Facilitar e desafiar a expressão de necessidade,
evitar os problemas facilitar a mudança…
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
12
1.3 O eco-sistema PLM
Dividir o projeto em work packages e aplicar uma liderança
Project management
Comitê de pilotagem
Síntese,
Planos de ação
Business
meetings
(se precisar)
Revisão rápida
semanal dos
work packages
(30’)
Orientações,
Budget,
Recursos,
Arbitragens…
Equipe Projeto
Decisões
Business
Progiciel,
Conselhos,
Set-up / desenvolvimento
Mudar mgt, formações….
Editor software,
integrador ,
Consultante / expert
Comitê projeto
Definição,
cadragem,
arquitetura
Decisões Técnico funcionais
Diretivas
Orientações
Pedidos,
planning
Equipe WP
reunião semanal
Problemas,
Riscos,
Planning…
Necessidades,
revisão das
especificações,
testes…
Responsável de
Workpackage
Equipe Work package
~ 6 pessoas,
« super users »
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Perguntas
técnicas,
apresentações
Conduzir um Projeto PLM : Abordagem e Retornos de Experiência
Etapas de um
Projeto PLM
The issue
The steps
The PLM
Eco-system
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
10 avisos para
bases sólidas
Top
Top10
10
Conseils
Conseils
Zooms e
boas praticas
Define
Build & Run
Conclusion
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
Uma estratégia clara para os que tomam decisões
 O passo a passo PLM :
 Representa um investimento importante
 Tem grandes impactos na organização
 Precisa do acordo e do suporte do Top Management
 Os que tomam decisões « métier »:
 Têm cada vez mais um posicionamento estratégico
 Têm uma tendência em ter perfis de DG / CEO
 Não têm mais necessariamente uma bagagem ou raciocínio técnico
 Vender o PLM para quem toma as decisões « métier » é essencial:
 A argumentação PLM deve ser claramente explicada
 Os objetivos PLM devem ser alinhados com a estratégia de empresa
16
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
1. Determinar os desafios e ganhos do PLM
Usar uma metodologia conhecida para identificar os ganhos típicos
Implement a Global
Product Strategy
Maximize
Revenues with
Localized Products
Increase Mature
Product Revenues
Listen to the Voice
of the Product
Improve Product
Visibility
Manage more
effectively with
PLM Information
Get Product Data
under control
Clean Up Product
Development
Automate Productrelated Processes
with workflows for
Increased
Productivity
Benefícios
do PLM
Information Reuse
Avoid Reinventing
the Wheel
17
[Source : John VIN00-COM-0909a
Stark AssociatesCopyright
and SofTech,
Inc.] 2009
Vinci Consulting
Collaboratively
Develop the Best
Product
Maximize
resources
Develop the right
product
Listen to the Voice
of the Customer
Re-Engineer
Product-RelatedProcesses
Check for ValueAdded - Streamline
Reduce Product
Time to Market
with better
Application
Integration
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
1. Hierarquizar os desafios segundo a estratégia
Defensivo
Profitabilidade
Consolidar as vantagens
atuais
Conceber no melhor custo
Melhorar a colaboração
(Interna e « aval »)
Fabricar no melhor custo
Reutilizar
Critérios :
 Time to market
 Custo de possessão,
 Diversidade / estandardização
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Adaptativo
Flexibilidade
Colaborativo
Link
comercio –produto
Estandardizar os produtos
Identificar as
exigências
Harmonizar os
processos
Ofensivo
Crescimento
Saber traduzir as novas
necessidades
Aumentar o
perímetro da oferta
Time to market
Facilitar a
Tomada de patentes
Co-inovar,
Melhorar a reatividade
Colaborar
na parte « amont »
Estratégia :
 Fazer / fazer fazer?
 Standard / diversificada ?
 Custos / QD ?
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
1. Determinar os ganhos do PLM & hierarquizar os objetivos
Objetivos
Contribuições do PLM
Ex de Prioridade ( fixada de 1 à 3)

Time to market
Desenvolver a tempo os novos produtos
Acelerar a resposta para chamada de oferta
 Reduzir o time to market
1

Produtividade
Reduzir as tarefas sem valor somada em concepção e em gestão das
modificações
Harmonizar os processos
1

Colaborativo
Colaborar com Centros de Pesquisa delocalizados, parceiros, fornecedores:
Design Anywhere, Build Anywhere
Intercambiar a distancia
Racionalizar,
Modularização
deixar comparáveis os produtos
e modularização para reforçar a reutilização e as economias de
Estandardização
1
2
escala
Sourcing
Offshoring de estudos,
Facilitar o Sourcing

Qualidade
de compra, aproveitar os paises de baixo custo
Melhorar a fiabilidade / a segurança produto
e os custos de não qualidade
Reduzir as não-conformidades
Antecipar as modificações
1
2
Capitalização
Capitalização
das decisões técnicas (dossiê justificativo)
simulação – CAO
Históricos das modificações e validações
Link
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
2. Ilustrar os ganhos
Se basear em problemas concretos e recentes
Implement a Global
Product Strategy
Maximize
Revenues with
Localized Products
Improve Product
Visibility
Manage more
effectively with
PLM Information
Increase Mature
Product Revenues
Listen to the Voice
of the Product
Information Reuse
Taxa de
Avoid Reinventing
reutilização
the Wheel
baixa
20
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Wrong
Feature
Delivered
Retrofit
Get Productnecessário
Data
under control
Automate Productrelated Processes
Clean Up Product
with workflows for
Development
Increased
Productivity
Benefícios
PLM
Develop the right
Collaboratively
product
Develop the Best
Listen Unadequate
to the Voice
Product
Demais
of theOptions
Customer
Modificações
Maximize
List
tardias
resources
Rebut,
Trabalhos
sob garantia
Re-Engineer
Product-RelatedProcesses
Check for ValueAdded - Streamline
Reduce Product
Time to Market
with better
Application
Atrasos
Integration
do projeto
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
3. Explicar os conceitos do PLM
Não simplificar demais as praticas existentes
Identificar
Identify
Preparar
Plan
Record
Gravar
Referência
Reference
Configurations
Configurações
Referência
Reference
Configurations
Configurações
Eand
verificar
checka
Conformidade
Conformance
Especificação
Técnicas
Sistema
System
System
System
96X99-00
96X99-01
96X99-02
?
Change
n°1
Equipamento
Definição
Pasta
Gerenciar
Manage as
evoluções
Changes
25.03
15.01
Part
Part
96A80-00
21
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3D
2D
Part
96A80-01
3D’
2D’
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
4. Propor casos concretos de utilização (use cases)
Demonstrar a implicação das equipes P&D / industrialização
Entrega
das boas
funcionalidades
Archi EE
PPP ELE
ASEE
BSI
T
CMB
BSM
T
Screens A+, C-
T
Captor Text
T
Mailing
T
CDPL
PPP STR
PB
Windows
Cielo
LUCH
Cover
22
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
STRP
EDP
T
T
Captor HP
HdC
Bundle
T?
T
EEHS
FCP
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
5. fazer pesquisas quantitativas
Deixar visíveis as expectativas das equipes
Você é informado quando seus dados de entrada são
modificados ?
6%
10%
9%
Tem certeza da versão de seus dados de entrada?
13%
5%
12%
10%
18%
31%
41%
19%
26%
Yes, for 100% of the input data
Yes, for 50% of the input data
No
Yes, for 75% of the input data
Yes, for 25% of the input data
Do not know
Yes, for 100% of the changes
Yes, for 50% of the changes
No
Yes, for 75% of the changes
Yes, for 25% of the changes
Do not know
Quais foram para você as conseqüências de não ter sido informado a tempo das evoluções ?
Atrasos. Trabalho a mais e fora do orçamento.
Livráveis de ma qualidade (PPM). Escolhas de
fornecedor único. Performance funcional abaixo das
exigências. Estresse para todos...‘
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Atrasos no lançamento e em
produção. Coisas a jogar fora.
Varias paradas de produção…’
‘JOKER…’
23
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
6. Fazer Benchmark
Pesquisar uma tendência geral mais do que uma comparação precisa
4. Advanced
Process
Maturity Level
3. Process
2. Corporate
Project
1. First initiatives
0. No initiative
Concurrents:
C1
C2
24
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
C3
C4
C5
C6
C7
C8
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
7. Construir um business case
Obter um engajamento dos lideres nos ganhos esperados
Ilustração
Top 35 Breakdowns
( nb of breakdowns)
Ganhos
esperados
13 - Calculat eur essence et d iesel
0 9 - B at t eries
54 - A ut res
0 8 - B ase mo t eur
A analise Pareto
mostra que
2 a 5% dos
problemas
são ligados à
gestão de
Configuração
2 7 - Faisceaux / co nnect iq ues
14 - Cap t eur (rég ime, aac, air et p éd ale)
4 1 - Réservo ir
10 - B SI / B SM
3 9 - Ref ro id issement
3 8 - Pilo t ag e d ép o llut io n
3 3 - Inject io n essence et d iesel
2 9 - Freinag e
2 6 - Emb rayag e
12 - B V M
2 5 - Echap p ement
2 4 - Direct io n assist ée
3 0 - Fuit e d e carb urant
0 7 - A ut o rad io
4 9 - Net t o yag e vit re / p ro ject eur
3 6 - Ouvert ure / f ermet ure o uvrant s
3 2 - Fusib les
19 - COM 2 0 0 0 / 2 0 0 2
0 4 a - A nt ivo l d irect io n
0 3 - A lt ernat eur
2% dos
problemas
51 - A irb ag / ceint ure
4 5 - Turb o
4 2 - Ro ue/ p neu
2 2 - Co mmand e d e vit esses
Manager
qualidade
2 0 - Co mb iné
18 - Climat isat io n
17 - Circuit d e ref ro id issement
16 - Cap t eur d e t emp érat ure
0 4 - A nt ivo l / Démarreur
0 1 - A llumag e (b o ug ies et b o b ines)
0
200
400
600
800
1000
1200
Métrico
Sample
Problemas
% de problema ligado à
gestão de Configuração
19 000
• 360
• 2%
problemas
• 950
• 5%
25
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Hipóteses
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
8. Estimar e quantificar os ganhos esperados
Garantir o respeito das regras corporate do calculo de rentabilidade (ROI)
Time-Driven Activity Based Costing (TDC)
Recursos =
Total custos
recorrentes
Indutores
de custo
Estimativa
de custo
unitário
Custo
unitário de
produção
26
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Atividades =
Capacidade
de
Produção
Indutor de
atividade
Estimativa
dos tempos
de produção
Custos das
referencias
= Serviços
fornecidos
Consumação de
capacidade para
responder à
demanda
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
9. Selecionar os argumentos pertinentes
Equilibrar os ganhos tangíveis e intangíveis
 Qual é o alvo dos planos de ação em curso ?
 Quais serão os objetivos do próximo plano de melhoria?
 Quem será responsável da performance?
…
27
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
2.1 Top 10 avisos para bases sólidas
10. Vender o projeto e comunicar em interno
Convencer os aliados de chamar para eles a maioria silenciosa
Opinião frente ao PLM
Aliados
Atentismo
Centro de
Pesquisa
Engenharia
sistema
Qualidade
Oponentes
Métodos,
Industrialização
29
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Conduire un Projet PLM : Approche et Retours d'Expérience
Etapes d’un
Projet PLM
The issue
The steps
The PLM
Eco-system
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
10 Conseils pour des
fondations solides
Top 10
Conseils
Zooms et
bonnes pratiques
Define
Define
Build
Build&&Run
Run
Conclusion
Conclusion
3.1 Boas Praticas PLM – Definir - Delimitar:
O estudo de oportunidade
Diagnostico, O Que Esta Em Jogo, Delimitação, Priorização das necessidades
Estudo econômico, Plano de ação
As perguntas a se fazer
Perímetro e timing ?
Ataque ou defesa ?
Ruptura ou pequenos passos ?
Processos ou ferramentas em 1o ?
Qual projeto locomotiva
Os obstáculos a administrar





Compreensão insuficiente do PLM
Budgets reduzidos, prioridades ERP
Barreiras culturais, imobilismo
« Sclérose » processos
Heterogeneidade dos dados e SI
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Os 5 Retornos de experiência
1.
2.
3.
4.
5.
As verdadeiras alavancas nos processos encontrara
O concreto sem parar procurara
O nível de detalhe dos estudos adaptara
O imobilismo muitas vezes combatera
Por incrementos teu projeto construirá
3.1 Boas Praticas PLM – Definir e Delimitar:
Afinar o perímetro PLM a partir dos componentes ciclados
Gerencia as configurações produto : asdesigned, as-built..., & options and variantes
Gerencia os portfolios projetos,
os compara segundo o interesso
deles, custo, data, risco...
Gerencia a definição produto :
nomenclaturas, referencias,
documentos,
Gerencia e encontra os
componentes (make or buy)
Gerencia a industrialização,
os M-BOM
Valida a definição produto pelos
cálculos / simulações
Cria os dados geométricos produto
em 2D, 3D, mecânica, eletrônica,
desenhos...
Revisão numéricas 3D multi atores
Gerencia & desenha as exigências
Gerencia os ciclos de vida modifs (ECR,
ECO...)
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Acesso multi-utilizadores securizado
aos dados produto, segue o histórico e
as versões
Gerencia todos os tipos de
documentos ligados ao
produto
Difusão (via internet)
Collaborate interno /
externo (clientes,
fornecedores)
Cria documentos : word, Xel,
pdf, xml
Gerencia os status dos
dados e automatiza os
processos
infra-estrutura para a
segurança e a proteção /
salva
3.1 Boas Praticas PLM – seleção progiciels:
Metodologia de seleção
 Uma metodologia rigorosa de seleção limita as discussões tardias posteriores
•Filtro, escolha de gamas de progiciels
1)
2)
•Estabelece os critérios funcionais,
técnicas, estratégicas e os pondera
Mercado
Long list (se precisar)
Os critérios devem corresponder aos resultados do estudo de
oportunidade : perímetro, objetivos estabelecidos…
3)
•Teste segundo os scenarii,
demonstrações, visitas
Document Mgt
Ergonomics 10,0
Parts Mgt
8,0
Administration (1) 6,0
Classification Mgt
4,0
2,0
Access
BOM Mgt
0,0
to data
Collaboration
Configuration mgt
Requirement mgt
Routings
Engineering change Mgt
Exemplo : Nota funcional ponderada : 7,3 / 10
33
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
>30
4 to 6
Pre-seleção
Short-list
2 (or 3)
Teste & visitas
alvo
1
Esclarecer o budget e suas
hipóteses: quantidade de utilizadores,
tomar em conta os custos internos,
formações…
3.1 Boas Praticas PLM – Especificar & Integrar (build):
Alguns perigos e perguntas chaves para os workshop
Se você não sabe o que fazer nos workshop de especificação…
… segue algumas pistas de discussão :
Efetividades : Quando devo aplicar uma modificação ? Em qual exemplar ?
Comonalidade das referencias / sob sistemas : Eles podem pertencer a um ou
vários projetos / produtos ? Quem é mestre, como gerenciamos as evoluções ?
Arquitetura produto modulares : como reutilizar, evitar que uma pequena
evolução da uma grande quantidade de mudanças de versões ?
Mudar a codificação : significativa ou não ? Múltipla ? Única ?
Migrar os dados : Quais ? O que em primeiro ? Big bang ou por pedaços?
Validação de referencia / documento : quem em primeiro ? Quem tem os direitos?
Validação eletrônica ?
Interface PLM – ERP : quem é mestre, onde são gerenciadas as ferramentas, as
gamas ? Dentro de qual ferramenta modificamos os Manufacturing BOM ?
… Desculpa, não tem pratica melhor aplicável a todos para esses assuntos…
Eles pedem sua reflexão !
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3.1 Boas Praticas PLM – Melhorar os processos
Um ponto nevrálgico… que pede coragem
«O imobilismo esta andando. Nada poderá pará-lo! » (E Faure)
O que a gente escuta de vez enquanto :
« O PLM deve se adaptar a nossos processos e nossa organização »
Pode ate ter boas razões, mas isso não é sempre
possível, e representa um custo considerável
« Aqui, é especial… »
E realmente tão diferente ?
Isso é um bom motivo para não se mexer ?
Um projeto PLM encontra muitas vezes a resistência à mudança:
medo do desconhecido, suspeição de perda do controle da complexidade
produto,
não ser mais imprescindível compartilhando sua sabedoria…
Ao inverso, o PLM é algumas vezes apresentado como o remédio milagroso,
fácil e amigável, prontinho na sua caixa (ou sua lâmpada de gênio?)
Se não fazemos nada : automatizar processos pesados não vai trazer os ganhos
substanciais que pode se esperar de processos otimizados e bem ferramentados
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3.2 Boas Praticas PLM – Especificar e construir :
Melhorar / harmonizar os processos – um ponto essencial…
O grau de harmonização pode ser localizado mais ou menos alto
Nível de
comonalidade
Ambiente Business
Business Processes
Unidades
?
Regras de gestão
Aplicações
Corp.
Infra-estrutura SI
Suite progicielle
36
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Business integrados
Standardization
Mesmas configurações
Mesmos módulos
Compartilhamento das plataformas IS / IT
Standardization progiciel
3.2 Boas Praticas PLM – Especificar e construir :
Melhorar / harmonizar os processos – um ponto essencial…
2
As-Is
4
Business processes
existentes
1. Workshop de avaliação estabelecem a situação inicial e os
processos prioritários
2. Esses são modelizados
3. A maturidade esta avaliada
4. Devido à experiência e as boas praticas, os processos são
refeitos
5. Os processos novos são então formalizados e validados
6. Uma analise de divergência permite então construir o
plano de ação de aplicação
5
1
Processos alvo
Reconfiguração
Workshop de
avaliação
3
6
Avaliação da maturidade
dos processos
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Gap analysis
Plano de ação
3.2 Boas Praticas PLM – Gerenciar o projeto :
Industrializar a relação integrador e as prestações
Gestão relação Cliente
Gestão
terceirização
Gestão mudança
Gestão capacidade
Estimação
Gestão incidente
Gestão conhecimento
Gestão nível serviço
Planejamento
Gestão
Realização
demandas
Entrega
Gestão planning
1. Definir um catalogo de prestações estandardizadas :
 analise, especificação, arquitetura, parametrização-desenvolvimento,
maintenance, suporte, formações…
2. Industrializar as prestações & serviços
 Um processo conhecido e compartilhado (contratualizar, seguir valorar,
faturar…)
 Implicação no planning e na visibilidade
 Utilização de unidades de obra, separação em etapas contratualizadas
reduzidas
3. Otimizar pelo seguimento e pela medição da satisfação
 Desafiar frequentemente o circuito necessidade  especificação :
E realmente uma necessidade útil para a maioria, alinhado com a estratégia ?
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Gestão
qualidade
3.2 Bonnes Pratiques PLM – Gérer le projet :
Construire le Plan Projet – Exemple de table des matières
1. Introduction
1.1.Purpose
1.2.Scope
4.Standards and Procedures
5.Activities and Reporting
1.3.Relationships
5.1.Assessments, Audits,
Evaluations, and Reviews
1.4.Constraints and Assumptions
5.2.Special Control Measures
1.5.Quality Management Approach
6.Measurements
1.6.Quality Assurance; Quality Control
7.Schedule
2. Organization
7.1. Master Planning
2.1.Structure
7.2. Roll out principle
2.2.Independence
7.3. Roll out plan
2.3.Authority
2.4.Roles and Responsibilities
3. Resources and Training
8.Candidate Final Sections
8.1.Definitions, Acronyms, Abbreviations
3.1.Staffing
8.2.Open Issues and Future
Considerations
3.2.Other Required Resources
8.3.References and Related Documents
3.3.Additional Tools to be Acquired
8.4.Acknowledgements
3.4.Training
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Appendices
3.2 Boas Praticas PLM - Conduzir a mudança:
Uma atividade a organizar ao longo do projeto inteiro
 A mudança e a comunicação devem ser antecipadas desde as primeiras etapas
Business case
building
Change
Management
Strategy
Training of the
people involved in
the PLM program
Description of the
impacts on the
organization
Management
education to new
processes
User manuals
development
Design user
training manuals
Trainers training &
startup supports
preparation
User training
Savings evaluation
Post go-live
support,
skill transfer
Communication plan
A conduta da mudança envolve entre outras :
 A aplicação de centros de serviços para gerenciar os pedidos, bugs, formações…
 O passo a passo CMMI d para profissionalizar a Gestão de projeto e as prestações
 A transferência de competências entre os fornecedores, a equipe projeto, a cada fase do
projeto
 A importância de explicar o porque do PLM, o que vai mudar nos processos
40
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3.2 Boas Práticas PLM – Conduzir a mudança:
A comunicação : Pensar, construir, divulgar as mensagens certas
Explicar & mobilizar
Project Team
-Built the Project Team Spirit : Office lay out,
Office panels, pictogram, email signature…
BU-Functions Management
-Formal and attractive presentations
in all management meetings
-Email status
Unit & Functions Middle Management
-Email status
PLM Community
-Explain the projects via Newsletter
and Intranet Section
All potential users & management
-Inform and explain the project - processes,
objectives…
- (Intranet, Monthly highlights…)
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Lançar e fazer apropriado
Devido o plano de comunicação e as etapas do projeto, as mensagens
definidas são divulgadas para populações alvos pela mídia
Project Team
-Reinforce the Project Team Spirit :
postcard, gift, event…
BU-Functions Management
-Email status
Unit & Functions Middle Management
-Email Status
-Posters
PLM Community
-Explain the projects via Newsletter
-Video
All potential users & management
-Show benefits, road map …
- (Intranet, Monthly Highlights…)
3.3. Conclusão – Vamos pegar um pouco de perspectiva
Integrar, compartilhar os dados, as configurações, os fluxos, ser flexível…
… mas tem que ficar simples !
1) Se lembrar que os ganhos do PLM são transversais (em interno ou
em empresa estendida)
• L’offshoring amplifica a necessidade de liderar com os intercâmbios
• A maioria dos S.I. industriais são fragmentados / heterogêneos
2) As alavancas de performance são dentro dos processos
• Considerar a melhoria dos processos (Cf. a abordagem Lean engineering)
• A arquitetura S.I. deve facilitar as evoluções e a flexibilidade
3) Adaptar (right-size) a potência de seu PLM à capacidade de mudança
dos utilizadores !
• Ficar coerente com a cultura, a organização, o desejo de mudança
• O básico para todos traz mais do que o high-tech quase…
E sua vez !
42
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
3.3. Para mais informações
denis.debaecker@vinci-consulting.com
PLM, Gestion Collaborative
des Produits »
Editions Hermès, 2004
(en français)
…e também:
www.vinci-consulting.com
43
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Anexo – o Contexto PLM
Os processos impactados
Pesquisar
Desenvolver
Industrializar
Produzir
Definir a estratégia produto
Definir a montagem industrial
Estratégico
Pilotar o portofolio de novos produtos
Manter
Definir a política de
manutenção
Otimizar a
disponibilidade
Colaborar com parceiros e fornecedores (e sourcing)
Tático
Desenhar as exigências
Prever os controles qualidade do
produto
Especificar o produto
Pilotar o projeto de desenvolvimento de um produto
Definir o produto
Operacional
Simular os comportamentos do
produto e validar sua definição
Definir os meios
de produção
Fazer a
manutenção
Elaborar os elementos e meios de apoio
Execução
Gerenciar as demandas de modificações e as evoluções
Gerenciar as configurações do produto
44
VIN00-COM-0909a Copyright Vinci Consulting 2009
Download

Conduzir um Projeto de PLM