PET-SAÚDE - EXPERIÊNCIAS DE UM GRUPO MULTIPROFISSIONAL
Roberto Vasconcellos Maffei Junior, Ana Paula Gauer, Cintia Karin R. Rosanova, Giovana
Binda, Leticia Carlesso, Odete Silva, Vinícius Anzolin, Deborah Cristina Amorim, Ana Cristina
Dos Santos, Flavia Mocelin Camargo, Rogério S. Barcala.
Acadêmico do 9º período do curso de graduação em Psicologia da Universidade Comunitária
da Região de Chapecó – UNOCHAPECÓ. Pesquisa vinculada ao PET-Saúde (Programa de
Educação do trabalho em Saúde) Ministério da Saúde
robertovm@unochapeco.edu.br
Introdução: O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PETSaúde é regulamentado pela Portaria Interministerial nº 421, de 03 de março
de 2010, disponibilizando bolsas para tutores, preceptores (profissionais dos
serviços) e estudantes de graduação das áreas da saúde. Como uma das
ações intersetoriais direcionadas para o fortalecimento de áreas estratégicas
para o Sistema Único de Saúde - SUS, de acordo com seus princípios e
necessidades, o programa tem como pressuposto a educação pelo trabalho,
sendo uma das estratégias do Programa Nacional de Reorientação da
Formação Profissional em Saúde, o PRÓ-SAÚDE, implementado no país
desde 2005. O PET-Saúde tem como fio condutor a integração ensino-serviçocomunidade, e é uma parceria entre o Ministério da Saúde e da Educação.
Objetivo: Apresentar as experiências de um grupo de trabalho do PET-Saúde
desenvolvidas no Centro de Saúde da Família Santo Antônio em Chapecó/SC.
Metodologia: O trabalho desenvolvido ocorre por meio de encontros
quinzenais aos sábados no período matutino das 08h00min às 12h00min e
encontros de dispersão semanais. A tutoria tem a função de supervisão
docente-assistencial, exercida em campo, a qual exerce papel de orientação de
referência para os profissionais e/ou estudantes. A preceptoria agrega como
função a supervisão por área específica de atuação ou de especialidade
profissional, dirigida aos profissionais de saúde. Os acadêmicos desenvolvem
vivências em serviço e atividades de pesquisa, visando à produção e à
disseminação de conhecimento relevante na área da saúde e às atividades de
iniciação ao trabalho. Resultados: O grupo é formado por profissionais e
acadêmicos dos mais variados cursos da área da saúde, incluindo
enfermagem, nutrição, fisioterapia, medicina e psicologia. As ações realizadas
em conjunto vêm resultando na atuação interdisciplinar dos estudantes na rede
assistencial, oportunizando um processo de aprendizagem por meio de
vivências na realidade e reorientando o processo de trabalho local. Esse
trabalho interdisciplinar auxilia as estratégias de aproximação entre os
diferentes atores e profissionais, estimulando novas práticas e experiências;
fortalece a inserção destes novos atores, propiciando momentos de reflexão,
corrobora no processo de educação permanente dos trabalhadores e na
formação dos novos profissionais. As vivências evidenciaram a importância do
trabalho em equipe multiprofissional e da indissociabilidade entre realidadegraduação, teoria e prática. Considerações finais: A adoção dessas ações
interdisciplinares vem permitindo a troca e compartilhamento de saberes entre
os profissionais e estudantes para enfrentarem com mais eficácia uma
situação-problema, além de qualificar a formação acadêmica-profissional de
cada um.
Palavras-chave: PET-Saúde. Interdisciplinar. Ensino-serviço-comunidade.
Download

PET-SAÚDE - EXPERIÊNCIAS DE UM GRUPO