Experiências Nacionais na Abordagem de
Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção
Primária
A Experiência de São Bernardo do Campo
VIII Encontro Nacional de Prevenção da Doença Renal Crônica
Dra. Patrícia Dias Gomes Braz
Médica de Família e Comunidade
Apoio Técnico – DABGC São Bernardo do Campo
Brasília - 2012
São Bernardo do Campo
Cenário Demográfico (2010)
Sete Municípios
A, B, C, D
Ribeirão Pires
Rio Grande da Serra
Mauá
765.203 habitantes
PIB é R$20,5 bi (2006)
IDH de 0.834 (26º município)
Média de 3,2 pessoas por família
Taxa de crescimento anual no período 2000-2010:
0,85% (queda comparativa as últimas décadas).
Região Metropolitana de São Paulo – 39
municípios População abrangida na área de
atuação: 2,6 milhões
Equipamentos de Saúde em 2012:
–
–
–
–
–
–
–
–
–
32 UBS
09 UPAs
02 CAPS III
01 CAPS ad
01 CAPS i
01 CAPS ad juvenil
01 PS Psiquiatria
01 Ambulatório de casos graves psiq.
03 Hospitais municipais
•
•
•
–
–
–
–
–
–
–
Pronto Socorro Central / Hospital de Urgência
Hospital Municipal Universitário/ Hospital da Mulher
Hospital de Ensino Anchieta/ CACON
01 Programa de Internação Domiciliar (PID)
01 CEO / Laboratório de Prótese
02 clínica especializadas e 5 CRE
01 CEREST
03 residências terapêuticas;
01 Republica terapêutica;
04 Farmácias Populares
O PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA E OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA
E EMERGÊNCIA NA BUSCA PELA QUALIFICAÇÃO DO CUIDADO EM SBC
A reestruturação no modelo de cuidado em São
Bernardo é baseada na integração dos diversos níveis
de atenção do sistema de saúde, em especial a rede
básica e os serviços de urgência e emergência,
permitindo assim, uma qualificação no cuidado ao
usuário
• Reestruturação da Rede Básica e Gestão do Cuidado
• Reestruturação da Rede de Urgência e Emergência
• Qualificação do processo de Trabalho e Gestão do Cuidado
REESTRUTURAÇÃO E FORTALECIMENTO
DA ATENÇÃO BÁSICA
AMPLIAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA E GESTÃO DO CUIDADO
Das 32 UBS, 15 já foram
reformadas/ampliadas e 7 estão em processo
de reforma;
92 Equipes de Saúde da Família, com
cobertura de 84,64%;
Modelo de SBC: Saúde da Família ampliada
AMPLIAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA E GESTÃO DO CUIDADO
100% de cobertura
AMPLIAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA E GESTÃO DO CUIDADO
n° Equipes Saúde Bucal
32
19
0
0
2008
2009
2010
23
2011
2012
Projeto Saúde
Bucal nas Escolas
85.000 escolares
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Fachada de UBS
com pórtico
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Recepção
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Acolhimento
Farmácia
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Fraldário
Espaço Criança
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Sala da Comunidade
Escovódromo
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Consultórios
PADRONIZAÇÃO DA ESTRUTURA DAS UBS
Sala Saúde Mental
REORGANIZAÇÃO DA REDE DE
URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
IMPLANTAÇÃO DAS UPAS
8 UPA implantadas
Vila São Pedro
União/Alvarenga
Paulicéia/Taboão
Rudge Ramos
Demarchi/Batistini
Riacho Grande
Baeta Neves
Alves Dias/Assunção
1 em implantação
Silvina/Ferrazópolis
UPA – ATENDIMENTO DE URGÊNCIA
HUMANIZADO E DE QUALIDADE
UPA – ATENDIMENTO DE URGÊNCIA
HUMANIZADO E DE QUALIDADE
UPA – ATENDIMENTO DE URGÊNCIA
HUMANIZADO E DE QUALIDADE
SAMU - 192
12 bases
descentralizadas
4 novas
ambulâncias
(Total: 12 USB/
2 USA)
2 motolâncias
gravação das
chamadas
QUALIFICAÇÃO DO PROCESSO DE
TRABALHO E GESTÃO DO CUIDADO
QUALIFICAÇÃO DO PROCESSO DE TRABALHO
E GESTÃO DO CUIDADO
Territorialização
Educação
Permanente
para os
trabalhadores
Linhas de
Cuidado
Acolhimento
nas UBS
TERRITORIALIZAÇÃO
Serviços de Base Municipal
09 Núcleos de Território
Serviços de base territorial UBS/ UPA
ESTRUTURA DE MÍNIMA DOS SERVIÇOS DE BASE
TERRITORIAL (UPA – UBS)
Estruturação da cobertura:
UBS 1
9 UPA cobrindo as áreas
abrangidas por 32 UBS
UPA
UBS 2
Foco no acompanhamento do processo de
territorialização e do cuidado ao usuário visando
a integração em rede
UBS 3
ORGANIZAÇÃO DE PAUTAS E ENCAMINHAMENTOS
ELENCADOS DURANTE AS REUNIÕES DE TERRITÓRIO
• Apresentação de PTS desenvolvidos ou que precisem de apoio
• Planilhas das Linhas de Cuidado
–
–
–
–
Casos das repetições de acesso às UPAs
Casos de gestantes menores de idade
Casos de usuários álcool e droga e saúde mental
Casos de situação de violência
• Apresentação de uma análise geral pelas UBS da situação dos
encaminhamentos das UPAs
PERFIL DOS ENCAMINHAMENTOS DAS UPAs
Média de encaminhamentos por UPA fev2011/jan2012
Distribuição de encaminhamentos
segundo prioridade em saúde fev2011/jan2012
800
700
692
600
1%
3%
394
268
300
302
8%
41%
100
102 116 94
GEST
OUTROS
Saúde Mental
13%
Alcóol e droga
243
136
HAS
DM
260
200
1%
5%
472
400
2%
< 1 ano
495
500
2%
Asma
24%
DPOC
ICC
0
fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez jan
Fonte: DAHUE – SS-SBC
LINHA DE CUIDADO – HIPERTENSÃO ARTERIAL
Fluxograma da Linha de Cuidado de Hipertensão Arterial;
Diretrizes:
- Cuidado multiprofissional;
- Educação em Saúde (estímulo a práticas saudáveis);
- Acolhimento;
- Atenção Básica como gestora do cuidado;
REDE
ORGANIZADA
PARA ODACUIDADO
EM SAÚDE
COMPONENTES
E INTERFACES
REDE DE ATENÇÃO
ÀS
HOSPITAIS
ATENÇÃO DOMICILIAR
Regulação
UPA 24H
Informação
SAMU 192
Educação Permanente
SALA DE ESTABILIZAÇÃO
Acolhimento
PROMOÇÃO E PREVENÇÃO
URGÊNCIAS
ATENÇÃO BÁSICA
ACOLHIMENTO COM CLASSIFICAÇÃO
DE RISCO E MAIOR RESOLUTIVIDADE
EDUCAÇÃO PERMANENTE
1. Curso de Especialização para 183
gerentes
2. I Mostra da Saúde – 400 trabalhos,
2000 pessoas
3. Capacitação de 200 Conselheiros de
Saúde
4. Curso de Especialização em Saúde
da Família -260 tarabalhadores
5. Curso Especialização saúde mental
6. EP com ênfase Linha de Cuidado – 9
territórios
7. Curso de capacitação para médicos
socorristas
ACOLHIMENTO, CLASSIFICAÇÃO DE RISCO E AMBIÊNCIA
ORIENTAM OS PROCESSOS DE TRABALHO
UBS
• O
acolhimento
como
mecanismo
de
ampliação/facilitação do acesso;
• O acolhimento como postura, atitude e
tecnologia de cuidado;
• O
acolhimento
como
dispositivo
de
(re)organização do processo de trabalho em
equipe;
• O acolhimento com avaliação do risco
biológico e vulnerabilidade.
• Atendimento das pequenas urgências na
Atenção Básica
PROMOÇÃO DA SAÚDE: PROJETO “DE BEM COM A VIDA” E
ACADEMIAS DE SAÚDE
“De Bem com a Vida”:
projeto conjunto da Secretaria de Saúde com a Secretaria de Esportes e Lazer;
16 educadores sociais (1 para cada 2 UBS);
desenvolvem atividades de Lian Gong, Yoga, Tai Chi Chuan, atividades lúdicas,
leituras, cinema, exercícios posturais, caminhadas, massagens,
atinge um público de 2 mil pessoas
Academias da Saúde:
1 já inaugurada;
Construção de mais 4 academias no município
etc.
Utilização das ferramentas da MFC para melhoria da
qualidade da assistência
Ferramentas utilizadas para qualificação do cuidado:
Abordagem familiar;
Genograma;
Ecomapa;
Projeto Terapêutico Singular;
Atendimento Centrado na Pessoa
Dificuldades encontradas na implementação do cuidado aos
portadores de Hipertensão e Diabetes
Aumento da prevalência das doenças crônicas não
transmissíveis;
Assistência ainda centrada no médico-procedimentomedicamentos;
Baixa qualificação técnica dos profissionais da Atenção
Básica;
Baixa adesão dos pacientes às atividades de promoção
à saúde;
Pequena quantidade de profissionais com formação
para trabalho na Atenção Básica;
OBRIGADA
Departamento de Atenção Básica e Gestão do Cuidado
Secretaria Municipal de Saúde de São Bernardo do Campo
Telefone: (11) 4126-4308 / 4126-4312
departamento.atencaobasica@gmail.com
patymedfamilia@yahoo.com.br
Download

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes