RESPONSABILIDADE SOCIAL
Campanha de Vacinação contra
a poliomielite Pág.5
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7
IIª Série
ABRIL . 2012
FORMAÇÃO
CONTABILIDADE
NO CONTEXTO DO SNCRF Pág.5
FEITOS ENACOL
RELATÓRIO E CONTAS 2011
EM BROCHURA Pág.3
SABER MAIS
NOTÍCIAS
O QUE SÃO ACÇÕES DE UMA EMPRESA
COTADA EM BOLSA? Pág.8
REALIZAÇÃO DA
ASSEMBLEIA-GERAL Pág.3
BREVES
Escreva para o Correio
dos leitores e coloque as
suas questões Pág.2
Em conversa com
Delmira Veiga
Directora do Gabinete de
Qualidade e Segurança
Pág.4
Equipamentos de
protecção individual
(EPI) Pág.6
Conselhos para evitar
assaltos a residências
Pág.7
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7 . IIª Série ABRIL 2012
Editorial
Correio dos Leitores
Antes de mais, para reconfirmar o que tenho dito sempre, que tenho o maior
orgulho de pertencer à FAMÍLIA ENACOL.
Participei num concurso lançado pela ENACOL em Julho de 1984 para ocupação
da vaga de Chefe de Manutenção e Segurança da Instalação de Gás Butano na
Praia, o qual ganhei. Assim, ingressei na ENACOL em 01 de Outubro de 1984,
com um intervalo de 2 anos, portanto já lá vão 25 anos e quase 6 meses de
efectividade nesta casa.
Entrei como Técnico de Manutenção e Segurança na Instalação de Gás Butano
na Praia, em Santiago. Em Março de 1987 fui transferido para a Ilha Sal com
a função de Chefe de Divisão do Sal, assumindo ao mesmo tempo a representação da empresa nessa ilha. Em Junho de 1995 fui transferido para a Praia
com a função de Director Regional de Santiago, mais tarde Director Regional
de Sotavento, assumindo ao mesmo a representação da empresa na ilha e
região. Na altura da mudança de gestão da empresa, do sistema de Comissão
Executiva para o sistema de Direcção Geral, de Outubro de 2001 a Maio de
As contas aprovadas na Assembleia-geral
de 29 de Março levam-nos a afirmar que o
ano 2011 propiciou à ENACOL importantes
resultados.
Entre outros indicadores, destacam-se o
volume de negócios de 18.123.388 contos e
os resultados líquidos de 786.865 contos,
os quais, em relação a 2010, representam
aumentos de 48% e 16%, respectivamente.
O desempenho alcançado, em 2011, ficou
a dever-se a um conjunto de acções, enquadradas em três grandes eixos estratégicos de desenvolvimento: a revitalização do
bunkering no Porto Grande, a liderança do
mercado de 69,9% e o desenvolvimento
organizacional, que permite suportar o negócio e minimizar riscos de gestão.
Ainda durante o exercício económico de
2011, a ENACOL deu continuidade à sua ligação à sociedade, mediante aposta clara em
projectos de responsabilidade social.
É esta performance que nos encoraja e nos
permite almejar continuar com bons resultados neste 2012.
2002, fui membro, com mais dois colegas, da CGO – Comissão de Gestão Operacional, na Sede em S. Vicente. De Maio 2002 a Janeiro de 2003 exerci funções
de responsável pela área da Segurança, Qualidade e Ambiente da empresa.
exercendo estas funções, localmente, e ao mesmo tempo como representante da empresa na ilha.
Após uma formação em Portugal, passei a acumular também funções no segmento do Gás. Por razões que não
interessam explicar de momento, pedi uma desvinculação temporária da empresa, de Outubro de 2006 a Setembro de 2008. No regresso à empresa, participei num concurso interno para ocupação da vaga de Delegado da
ENACOL no Sal, que venci. Assim, passei e exercer estas funções, até a presente data.
Durante todos estes anos, tenho o maior orgulho, como afirmei atrás, de ter pertencido à esta casa, tempo durante o qual tentei sempre dar o meu melhor para seu constante desenvolvimento, consolidação e afirmação.
Assim, a posição que a empresa neste momento ocupa no ranking nacional, com mérito próprio, se deve também
ao meu esforço e dedicação que sempre patenteei.
Foi e é honroso ter pertencido e pertencer a esta família, ter tido a colaboração de todos os trabalhadores desta
casa com os quais trabalhei e trabalho, convivi e convivo, não importando qual a sua posição hierárquica na
empresa. A estes trabalhadores, colaboradores e amigos que angariei, um muito obrigado por me terem apoiado
e aturado.
ENACOL SEMPRE, COM ENERGIA POSITIVA.
Carlitos Fortes
Director-geral
E o que dizem as nossas crianças?
O tema para a próxima edição é:
“Um poema para a minha Mãe”
Envie os trabalhos para o email: energia@enacol.cv ou entregue a sua carta
Ellene Cibelle – 9 anos
A ENACOL na minha ilha
Delegado da ENACOL
ILHA DO SAL
Regressei ao Sal, em Janeiro de 2003. Dessa data até Março de 2006, continuei
Conto convosco!
na Direcção de Marketing ou nos Delegados da Ilha a que pertence.
JOSÉ PINTO CARVALHO
Este espaço está reservado para si.
Escreva-nos, ponha-nos as suas dúvidas, conte-nos as suas histórias
ou faça-nos sugestões, sobre o tema que quiser.
Escreva para o email: energia@enacol.cv ou entregue a sua carta na
Direcção de Marketing ou nos Delegados da Ilha a que pertence.
03
REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA-GERAL
NOTÍCIAS
Realizou-se no dia 29 de Março, a 16ª Assembleia-geral Ordinária da ENACOL. Um dos principais pontos da Ordem de trabalhos foi apreciar e deliberar sobre o Relatório e Contas do ano de 2011.
Foi com grande regozijo de todos os membros presentes, que ficou patente
o grande desempenho empresarial da ENACOL durante 2011, em que a nossa
Empresa fechou o ano detendo 69,9% da quota do mercado, resultado
este, que ultrapassou as expectativas.
Dos resultados líquidos da Empresa, bastante positivos, 60% foram destinados à distribuição dos dividendos. Assim, o valor de 472$19 por acção,
agradou bastante aos accionistas. As contas do exercício ficaram aprovadas, sem qualquer ressalva dos Relatórios de Auditoria Externa e do Conselho Fiscal.
FEITOS ENACOL
PRIMEIRA REUNIÃO
EM VÍDEO-CONFERÊNCIA
A sala de formação da Sede recebeu no dia 2 de Abril, a primeira reunião em vídeo-conferência. Este feito vai proporcionar que
reuniões entre as estruturas de Santiago e de S. Vicente passem a
ser realizadas à distância.
Um passo dado pelo nosso Gabinete de Sistemas de Informação
que vem promover um contacto mais eficiente e minimizar as dificuldades provenientes da nossa descontinuidade territorial.
APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO
E CONTAS 2011 EM BROCHURA
À semelhança dos anos anteriores, o nosso Relatório e
Contas irá ser publicado, de forma que ao ser consultado,
transmita toda a nossa energia, credibilidade e sensibilidade na nossa gestão vocacionada para servir cada vez
melhor todos os accionistas, colaboradores, clientes e demais parceiros.
O enquadramento gráfico propõe vários olhares sobre o
Mar de Cabo Verde, que tanto significado teve e tem para
as nossas gentes: o mar enquanto fonte de rendimento,
de lazer e de inspiração para os nossos poetas.
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7 . IIª Série ABRIL 2012
EM CONVERSA COM...
ENTREVISTA DO mÊS
Delmira Helena Almeida Sousa Veiga é Directora do Gabinete de Qualidade e Segurança da ENACOL. Tem 35 anos, nasceu em S. Vicente e passou a sua infância
entre o Mindelo (durante as aulas) e a Praia (férias). Estudou na faculdade de
Administração Pública na Universidade do Minho, em Braga. É casada e mãe de
dois filhos (Catarina com 3 anos e Bruno com 1 ano). Nos tempos livres, o que mais
gosta de fazer é criar/inventar, e encontra isso na culinária e no artesanato.
Ultimamente tem-se dedicado mais à culinária do que ao artesanato porque não
tem um espaço onde possa trabalhar sem comprometer a segurança dos filhos,
uma vez que trabalha com materiais cortantes e muitas vezes de pequenas dimensões. Mas isso não quer dizer que esteja desligada deste hobby, está sim a
pesquisar e coleccionar “projectos” principalmente na área da reciclagem e que
possam ser executados em família.
Nome
Delmira Helena Almeida Sousa Veiga
Função
1) Como descreve o seu percurso profissional?
Meu percurso tem sido bastante diversificado o que é gratificante pois implica
aprendizagem constante de novas coisas/áreas. Terminado o curso fui assistente, durante um semestre no Instituto
politécnico em Bragança porque, após
este período, surgiu a oportunidade
de ir trabalhar na Multinacional Delloite. Nem pensei duas vezes pois era uma
oportunidade única de aprender ainda
mais sobre vários assuntos tanto em termos de consultoria como de auditoria e
como bónus, ser parte de uma das Big 5
(maiores empresas de Auditoria/consultoria do mundo). Foi nesta empresa que
surgiu depois o convite para trabalhar
em Cabo-Verde numa empresa da área
de construção civil e aqui o meu amor à
terra, a vontade de regressar, é que falou
mais alto, deixei tudo e vim para Praia.
Mas não me sentia realizada e procurei
outros voos. Pedi a demissão e concorri para uma vaga na Lux-Development
(agencia Luxemburguesa que gere os projectos de cooperação entre Luxemburgo
e Cabo-Verde). Motivou-me o trabalhar
com projectos e a perspectiva de dominar a minha língua preferida… o Francês.
Mas… depois apareceu a oportunidade
de trabalhar na ENACOL, empresa que conhecia desde dos meus 5 anos, que faz
parte das minhas lembranças de infância
e claro está, oportunidade integrar numa
empresa que estava a crescer e que tinha
muitos desafios pela frente. Falei com a
Manager e ela entendeu meus motivos,
mudei mais uma vez com armas e bagagens para S. Vicente… mudei-me para a
ENACOL. Hoje olho para trás e vejo que foi
a única relação que durou tanto tempo
(até agora) eheheheh, pois tenho tido
o privilégio de ser confrontada permanentemente com desafios não deixando
espaço para muita rotina, coisa que não
gosto. Prova disso é que ao longo destes 9 anos tem aparecido propostas, mas,
por ora, tenho decidido sempre ficar.
2) Tem alguma personalidade que seja a
sua fonte de inspiração?
Sim, muitas… mas indico os meus pais
que são exemplo de que com dedicação
e esforço conseguimos realizar nossos sonhos e ultrapassar as dificuldades.
3) Quais os principais desafios ao longo
da sua carreira na ENACOL?
O melhor momento e o mais difícil? O
Projecto de Gestão da Qualidade foi e
continua a ser o meu maior desafio (agora ainda mais com o acréscimo das novas
áreas de Segurança e Ambiente) e também o que me proporcionou momentos
mais difíceis da minha vida profissional
motivado pela resistência de colaboração
de colegas, choques de personalidades,
enfim imensas coisas que muitas vezes
me fizeram chegar às lágrimas. O meu
melhor momento… ainda não chegou…
mas chegará!
4) O Quais são os seus desejos e planos
profissionais para o futuro?
O meu maior desejo é ver a empresa certificada. Eu sinto que valeu a pena os
momentos menos bons do projecto, sinto
que valeu a pena o esforço, as brigas, as
Directora do Gabinete de Qualidade
e Segurança
Idade:
35 anos
Naturalidade:
S. Vicente
lágrimas… mas também é verdade que
não me sinto inteiramente realizada, é
como faltasse algo. No dia que a ENACOL
for certificada será o meu melhor momento e por isso meus planos se resumem, por ora, a não deixar cair o que o
projecto conseguiu.
6) Para terminar, uma mensagem que
gostaria de deixar aos seus colegas/colaboradores?
Os desafios que a vida no coloca à frente
não é para nos paralisar ou desmoralizar,
são apenas formas de descobrirmos do
que somos capazes. Por isso, perante desafios não devemos baixar os braços mas
sim levanta-los e ir à luta.
05
CAMPANHA DE VACINAÇÃO
CONTRA A POLIOMIELITE
RESPONSABILIDADE SOCIAL
A Saúde é um dos eixos eleitos pela ENACOL na Responsabilidade Social que assume. Neste sentido, colaborou com a última campanha pela erradicação total da Poliomielite, levada a
cabo no país, no mês passado e recomendada pela Organização
Mundial da Saúde.
A Poliomielite é uma doença que no passado afectou um grande número das nossas crianças, mas já não se registam casos no
nosso país, há vários anos, graças ao esforço que tem sido feito
pelas estruturas da Saúde.
A ENACOL ajudou nas despesas de combustível das deslocações
das equipas de vacinação em diferentes ilhas.
FORMAÇÃO
CONTABILIDADE NO CONTEXTO
DO SNCRF
Sistema de Normalização Contabilística
e de Relato Financeiro
O fecho das contas constitui uma tarefa importante que os nossos profissionais de
Contabilidade levam a cabo no final de cada mês e de cada exercício económico
anual. Cada vez mais, exige-se da empresa, o maior profissionalismo e celeridade
para o efeito.
Neste contexto, os colaboradores da Direcção Financeira, Dénis Pio e Telma VeraCruz, participaram numa formação intitulada — Contabilidade no contexto do SNCRF
— Sistema de Normalização Contabilística e de Relato Financeiro.
A formação teve como objectivo dotar os participantes dos conhecimentos, das
regras e dos mecanismos da fiscalidade que permitem proceder ao encerramento
das contas anuais da empresa, lidar com os impactos contabilísticos e fiscais, determinar e gerir os resultados.
A acção teve lugar em Mindelo, nos dias 15 e 16 de Março.
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7 . IIª Série ABRIL 2012
EQUIPAMENTOS DE
PROTECÇÃO INDIVIDUAL (EPI)
QUALIDADE, SEGURANÇA E AMBIENTE
EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO
Quando se fala em segurança, muitas vezes utilizam-se os termos de EPI e EPC. O que são, e o porquê de serem importantes é
o objectivo do artigo deste mês.
Ambos os termos referem-se a equipamentos de protecção que
existem nas empresas:
- Os de protecção colectiva (EPC) que são dispositivos utilizados no ambiente de trabalho com o objectivo de proteger os
trabalhadores dos riscos inerentes aos processos, tais como, o
enclausuramento acústico de fontes de ruído, a ventilação dos
locais de trabalho, a protecção de partes móveis de máquinas e
equipamentos, a sinalização de segurança, dentre outros.
- Os de protecção individual, mais conhecidos como EPI, são
dispositivos ou materiais, cuja finalidade é proteger a integridade física do trabalhador durante a sua actividade, ou seja,
neutralizam ou atenuam um possível agente agressivo, contra
o corpo do trabalhador que o usa.
FINALIDADE
Como o próprio nome indica é de uso individual e as empresas recorrem a esse tipo de protecção quando não for possível
tomar medidas colectivas que permitam eliminar os riscos do
ambiente.
A nossa legislação de trabalho sobre segurança e Saúde dos trabalhadores, o Decreto-Lei nº 55/95, estabelece a obrigação das
empresas de fornecerem gratuitamente aos trabalhadores, os
EPI e, aos colaboradores, o dever de usar correctamente esses
equipamentos e zelar pelo seu bom estado de conservação. Paralelamente, no nosso código laboral, a falta culposa de observância das regras de higiene e segurança no trabalho podem
originar despedimento por justa causa.
Os tipos de EPI´s utilizados podem variar dependendo do tipo de
actividade ou de riscos que poderão ameaçar a segurança e a
saúde do trabalhador e da parte do corpo que se pretende proteger. Para ilustrar isso apresenta-se um quadro com indicação
dos EPI atendendo aos riscos associados e as partes do corpo
que se pretende proteger:
RISCO
EPI INDICADO
Protecção para crânio
Impactos, perfurações, choque eléctricos, cabelos
arrancados
Capacete de segurança
Protecção visual e facial
Impactos de partículas sólidas quentes ou frias,
de substâncias nocivas (poeiras, líquidos, vapores
e gases irritantes), de radiações (infravermelho,
ultravioleta e calor)
Óculos de segurança | Protectores faciais | Máscaras e escudos para
soldadores
Protecção respiratória
Deficiência de oxigénio, contaminantes tóxicos
(gasosos e partículas)
Respiradores com filtro mecânico | Respiradores com filtros químicos
Respiradores com filtros | Equipamentos de provisão de ar (ou linhas de ar)
Equipamentos portáteis autónomos (de oxigénio e de ar comprimido)
Protecção auricular
O ruído
Protectores de inserção (moldados ou moldáveis)
Protectores externos também conhecidos como orelheiras ou tipo-concha
Protecção de tronco
Projecção de partículas; golpes ligeiros; calor
radiante, chamas; respingo de ácidos, abrasão;
substâncias que penetram na pele, humidade
excessiva
Aventais de couro | Aventais de PVC | Aventais de amianto (para trabalhos
onde o calor é excessivo) | Jaquetas (para trabalhos de soldagem em particular, soldagens em altas temperaturas, trabalhos em fornos, combate
a incêndios)
Protecção de membros
superiores
Golpes, cortes, abrasão, substâncias químicas,
choque eléctrico, radiações ionizantes
Luvas de couro | Luvas de borracha | Luvas de neoprene
Luvas de PVC | Luvas de hexanol | Luvas de tecidos (lona, feltro, lã, amianto,
malha metálica)
Protecção dos membros
inferiores
Cortes por superfícies cortantes e abrasivas,
substâncias químicas, cinzas quentes, frio,
gelo, perigos eléctricos, impacto de objectos
pesados, superfícies quentes, humidade
Sapatos (com biqueira de aço; condutores; anti-fagulhas; isolantes; para
fundição) | Botas de borracha (e outros materiais similares) | Perneiras (de
raspa de couro, são usadas pelos soldadores e fundidores, sendo as mais
longas, são utilizadas em trabalhos com produtos químicos, líquidos ou
corrosivos)
07
CONSELHOS PARA EVITAR
ASSALTOS A RESIDÊNCIAS
SAÚDE E SEGURANÇA
1)
Acostume-se a trancar sempre as portas e os portões de
acesso da sua casa. Não os deixe abertos inutilmente, ainda que por poucos momentos. Os delinquentes valem-se de
nossos descuidos;
11) Os exaustores e aparelhos de ar condicionado devem ser
solidamente presos à base de sustentação que, de sua vez,
deve ser cravada em armação de concreto armado que circunde o orifício feito para sua instalação;
2)
12) Use todos os expedientes para dificultar a acção de de-
Proteja as portas traseiras. Isole aquelas dependências
durante o repouso nocturno trancando as portas intermediárias. Aja da mesma maneira quando se ausentar. Os arrombamentos são mais frequentes através dos acessos dos
fundos da casa;
3)
Não confie a pessoas que não são de total confiança, todas as chaves da casa, mas somente aquelas necessárias;
4) Esteja alerta à presença de suspeitos nas imediações de
sua casa, nos momentos de sua chegada ou na hora de sua
saída;
5) Não admita o ingresso de estranhos em sua casa. As credenciais de carteiro, funcionários das companhias de telefone e de energia eléctrica, etc., devem ser devidamente examinadas e, em caso de dúvida, devem ser confirmadas por
telefone. Sempre que possível alerte os outros familiares, ou
o vizinho mais próximo , quando proibir a entrada de um
deles em sua casa;
6) Não guarde grandes valores em sua casa. Se preferir usar
cofres de segurança em sua casa, guarde sigilo quanto a sua
existência e localização. Sempre que possível instale mais
de um, ficando um deles instalado fora de seus aposentos
particulares;
7) Use cães treinados no lado externo da casa. Cães de estimação e/ou de pequeno porte devem ficar dentro de casa,
principalmente na área dos fundos, onde poderão dar alarme no caso de tentativa de arrombamento;
8) Mantenha sempre à mão os telefones de emergência da
Polícia. Conheça a localização da Delegacia de Polícia da sua
zona. Instrua os seus familiares e empregados de como proceder em caso de perigo iminente ou de simples observação
de suspeitos nas imediações;
9) Procure manter a entrada da sua casa livre de obstáculos
que impeçam sua ampla visão do interior do imóvel. Evite
obras de arte, decorações de jardim , etc., que dificultem sua
própria observação e também a de seus vizinhos, das áreas
de acesso;
10) Se por ventura instalar alarmes sonoros e/ou luminosos,
deverá testá-los periodicamente para sua melhor segurança
e também para que seus vizinhos, devidamente avisados,
reconheçam-nos com facilidade e possam ajudar em caso
de perigo;
linquentes, desde a simples colocação de trincos e travas de
segurança nas portas e janelas, até trancas, correntes e cadeados nos pontos mais vulneráveis;
13) Procure conhecer os seus vizinhos e combinar com eles
medidas de auxílio mútuo. A solidariedade é importante nos
momentos de perigo;
14) Se, não obstante, vier a defrontar-se com delinquentes,
antes de tudo, procure manter-se calmo. Não tente dialogar
ou discutir com eles. Não os encare directamente mas procure memorizar as suas características pessoais, trajes, etc...
Sobretudo não reaja, sua vida não tem preço.
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7 . IIª Série ABRIL 2012
O QUE SÃO ACÇÕES DE UMA
EMPRESA COTADA EM BOLSA?
As acções são títulos representativos do capital social das
Sociedades Anónimas.
Cada acção representa uma quota-parte da empresa, cujo
detentor é denominado accionista, sabendo que cada
um limita a sua responsabilidade ao valor das acções que
subscreveu.
Quando se constitui a sociedade, fica estabelecido nos seus
estatutos qual o tipo de acções que se podem emitir, bem
como, o seu valor nominal. Este, é o valor inscrito no título
ou no registo e tem apenas relevância contabilística.
A soma do valor nominal da totalidade das acções corresponde ao capital social da empresa.
As acções conferem ao accionista, o direito:
• A estar presente nas reuniões da Assembleia-geral e a votar;
• A ser informado sobre os negócios da sociedade, em determinadas condições;
• A participar nos lucros da sociedade e a receber dividendos, na proporção das acções detidas;
• A receber dividendos que é uma forma de rendimento
resultante da parcela do resultado líquido apurado pela
empresa, sabendo que essa parcela é determinada em
Assembleia-geral.
• A receber a quota de liquidação se a sociedade for extinta
e na medida em que existam bens no seu património a
distribuir após o pagamento de todos os credores.
No entanto, nos estatutos das sociedades podem encontrarse outros direitos e deveres dos accionistas, bem como limitações ao exercício do direito de voto.
nte o ano 2011
ra
u
d
L
O
C
A
N
E
s
e
lução das cotaçõ
Evo
saber mais
09
CULINÁRIA
TEMPOS LIVRES
BOLO DE BANANA
Ingredientes
Esmagar as bananas, misturar com a manteiga e bater
bem. Junta-se o açúcar. Depois os ovos um a um e por
fim os ingredientes secos.
2 chávenas de farinha de trigo
400 grs de açúcar
6 bananas
Previamente forra-se uma forma com açúcar queimado e
tiras de banana. Enche-se a forma com a mistura. Vai ao
forno pré aquecido durante 40 minutos.
¾ colher de chá de bicarbonato de sódio
½ colher de chá de fermento
4 colheres de sopa bem cheias de manteiga
Baunilha
2 colheres de sopa de canela
Receita gentilmente cedida pela
colaboradora Helena Brito
6 ovos
6 bananas e açúcar para forrar a forma
O MAIS BELO LUGAR DA MINHA ILHA
Ilha do Maio
Foto gentilmente cedida pelo colaborador do Posto de Venda da Enacol, na Ilha do Maio, Paulo Semedo.
APANHADO DO MÊS
APANHADOS
Colaborador Luísa Chantre - Chefe de
Departamento de Contabilidade
Fui apanhada durante o fecho de contas do
ano de 2011.
CORREIO ENACOL
EDIÇÃO Nº 7 . IIª Série ABRIL 2012
QUEBRA-CABEÇAS
Qual o número que falta no meio do quadrado?
8
1
6
3
?
7
4
9
2
As soluções deste quebra-cabeças serão
apresentadas na próxima edição do Correio
ENACOL. Contamos com a colaboração de
todos para nos ajudar nas respostas.
Resultado do passatempo do número anterior
PROVÉRBIOS DO MUNDO
O todo da empresa são pequenas partes
de nós mesmos
Paulo Faine
11
A ENACOL FELICITA
ABRIL
A ENACOL felicita os colaboradores:
Relatório
& Contas 2011
CORREIO ENACOL
FICHA TÉCNICA: Correio Enacol, Jornal mensal interno, Abril 2012
Edição: Enacol, Empresa Nacional de Combustíveis DESIGN E PAGINAÇÃO: MBC Group Tiragem: 250 exemplares
Download

FEITOS ENACOL BREVES NOTÍCIAS FORMAÇÃO SABER MAIS