ENSINO A DISTANCIA:
COM QUE BIBLIOTECA?
Profa. Suely Gomes
FACOMB/UFG
AS BIBLIOTECAS NO ENSINO
SUPERIOR

"o acesso adequado aos recursos e serviços bibliotecários é
essencial para que os objetivos do ensino superior sejam
atingidos, independente da localização de alunos, professores ou
programas de ensino”. (Guidelines for Distance Learning Library
Service da ACRL)

“Os membros da comunidade de aprendizagem a distância têm
direito a serviços e recursos de bibliotecas e recursos equivalentes
àqueles previstos para a comunidade acadêmica envolvida no
ensino presencial” (ACRl)

A portaria 301, de 7 de abril de 1998, Artigo 3º., inciso iv:
descrição da infra-estrutura, em função do projeto a ser desenvolvido:
instalações físicas, destacando salas para atendimento aos alunos;
laboratórios; biblioteca atualizada e informatizada, com acervo de
periódicos e livros, bem como fitas de áudio e vídeo.[grifo nosso]
BIBLIOTECAS: CONCEPÇÃO

Para cumprir suas funções, a biblioteca
deve ser concebida como um espaço
privilegiado de interação e encontro entre:
usuário e autor;
 o novo e o antigo;
 entre o científico e o cultural;
 o bibliotecário e os demais funcionários da
biblioteca..

BIBLIOTECAS: CONCEPÇÃO

Assim, toda a estrutura de uma unidade
de informação deve estar orientada para
uma perspectiva humana e todos os
produtos, serviços e procedimentos só
fazem sentido quando as pessoas
(funcionários, usuários e autores) são
tomadas como o parâmetro norteador
para concebê-la.
BIBLIOTECAS TRADICIONAIS

22 bibliotecas em fase de estruturação

Águas Lindas; Alexânia; Alto Paraíso; Anápolis;
Aparecida de Goiânia; Catalão; Cezarina;
Cidade de Goiás; Formosa; Goianésia;
Inhumas; Iporá; Jataí; Mineiros; Morrinhos;
Piranhas; Posse; Rio Verde; São Miguel do
Araguaia; São Simão; Uruaçu; Votuporanga SP
BIBLIOTECAS DOS POLOS

PRIMEIRA ETAPA DO PROJETO
 Formação
e desenvolvimento de acervo
 Automação
 Processamento do acervo
 Qualificação da equipe
 Equipe
de profissionais para dar assessoria: 6
professores, 2 bibliotecários da Bibiblioteca
Central-UFG; 2 profissionais da informática
 Pessoal dos pólos (auxiliares de bibliotecas)
PONDERAÇÕES








A estrutura tradicional é deficiente, irregular e
insuficiente para atender a dinâmica desta modalidade
de ensino
Em muitos municípios a biblioteca do polo é a única
unidade de informação disponível
Não contam com dotação orçamentária
A estrutura construída parte do pressuposto que os
usuários são informacionalmente competentes
As bibliotecas universitárias, com algumas exceções,
não fazem parte da equipe envolvida no ensino a
distância
Há alta rotatividade de pessoal
Não exploram as tecnologias de informação e
comunicação para proporcionar melhores serviços e
produtos
É esta estrutura desejada pelos usuários?
CONCLUSÃO
A melhor estrutura de informação para o
ensino a distância é aquela que agrega os
benefícios das bibliotecas tradicionais com
aquelas digitais.
BIBLIOTECAS PARA O ENSINO A
DISTÂNCIA: PRINCÍPIOS





“o desenvolvimento de acervo físico” dá lugar
ao “desenvolvimento de acesso a conteúdos”
A digitalização de coleções fortalece o
movimento para acesso livre e aberto (OAI) –
princípio da convergência tecnológica
A forma não deve prevalecer sobre os
conteúdos
Aspectos geográficos torman-se cada vez
mais irrelevantes
A colaboração é essencial para ampliar a
acessibilidade de conteúdos
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO

OBJETIVO
 Garantir
e facilitar a todos os usuários o
acesso a recursos informacionais
(eletrônicos, digitais e impressos) de alta
qualidade
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO
COMO?
 Desenvolvimento de uma arquitetura de
biblioteca digital para integração de
diversas fontes de informação em uma
única interface

BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO

COMO?

Desenvolvimento de conteúdos digitais





Compra de material digital (livro eletrônico)
Compartilhamento entre bibliotecas da região de catálogos
eletrônicos
Digitalização de acervos raros
Disponibilização de objetos digitais produzidos na instituição
Varredura em repositórios institucionais e outras bibliotecas
digitais
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO

COMO?

Estruturar serviços que vão ao encontro da
dinâmica, expectativas e necessidades dos
usuários do ensino a distância




Serviço de referência (24/7): telefone 0800; email; salas de bate papo, skype,
msn, online via agendamento
Serviço de reservas: via site ou email
“Document Delivery”: correios; email (digitalizado), courrier ou outros meios que
minimize o tempo para entrega
Serviço de alerta: RSS
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO

COMO?
 Criação
de uma rede de colaboração e
parcerias entre bibliotecas universitárias
para assistência ao aluno a distância



UFG – 6 campi e 22 polos
UEG
IFs (goiano e goiás) 18 campi
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO

COMO?
 Promoção
do letramento informacional do
corpo técnico e dos usuários



Produção de vídeos instrucionais
Produção de tutoriais
Oferta de cursos online
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO
BIBLIOTECA HÍBRIDA: O
PROJETO
COMO?
Qualificação de pessoal em todos os níveis
. Pós-gradução: especialização em
Bibliotecas digitais (INF e FACOMB)
. Nível superior: curso Bacharelado em
Biblioteconomia a distancia
. Nível médio: auxiliares de bibliotecas

OBRIGADA
 suelyhenriquegomes@gmail.com

Download

PPT - ebuco