www.
.org
Estadísticas de uso e impacto de las revistas
de la colección SciELO
Adalberto Tardelli <tardelli@bireme.ops-oms.org>
Administración de Fuentes de Información, Gerente
BIREME/OPS/OMS
Taller Latindex para Editores de Revistas Científicas
CONICYT, Santiago de Chile, 5-7 de abril de 2004
www.
.org
uso da publicação eletrônica e o modelo de “open access” para a operação
descentralizada de coleções de periódicos científicos. Contribui para superar o
círculo vicioso que afeta a maioria dos periódicos científicos não indexados no ISI,
MEDLINE e outros índices internacionais.
índice da produção científica brasileira, demais países da AL&C, Espanha e
Portugal, incluindo a produção e publicação de indicadores de desempenho de
periódicos baseado em uso e impacto baseado em citações
lançado em 1997, no Brasil, em projeto de parceria entre a FAPESP e a BIREME.
Apoio do CNPq a partir de 2002.
3 componentes:
Metodologia SciELO – como publicar revistas eletrônicas em coleções
com interface de navegação e recuperação em 3 idiomas ( português,
espanhol e englês ), links com outras fontes de informação, exportação de
meta-dados e medidas de uso e impacto
Sites SciELO – coleções SciELO operadas na Internet com a Metodologia
SciELO. BIREME certifica sites SciELO que obedecem aos critérios de
qualidade. Em operação regular: Brasil, Chile, Cuba e Espanha e SciELO
Saúde Pública. Em processo de certificação: Argentina, Venezuela,
México e Portugal
Rede SciELO – coleções SciELO operadas em rede e integradas por
meio do portal www.scielo.org
1. Modelo SciELO – open access
Rede SciELO em Dezembro de 2003
Brasil
Chile
Cuba*
Espanha*
Saúde Pública
México**
Venezuela**
TOTAL
Início
1998 (10)
1999 (06)
2001 (05)
2001 (03)
2000 (05)
2003 (10)
2000 (04)
* Somente Ciências da Saúde
** Coleções em desenvolvimento
207 títulos
> 2.500 fascículos
> 45.000 artigos
Dez 2003
114
39
11
12
07
10
18
207
Situação da Rede SciELO
coleção
Argentina
Bolivia
Brasil
Chile
Colombia
Costa Rica
Cuba
El Paso
Equador
Espanha
Jamaica
México
Peru
Portugal
Uruguai
Venezuela
Saúde Pública
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
Contato
Em capacitação
Em produção
Operação piloto
Operação regular
SciELO Brasil – dezembro 2003
• 114 títulos
• 1.885 fascículos
• 26.784 artigos
• 665.344 referências citadas
• >2.753.619 acessos a artigos em 2003
• 19% dos títulos indexados por ISI
• 17% dos títulos indexados por MEDLINE
SciELO Brasil – dezembro 2003
Áreas do conhecimento
% (*)
Ciências Agrárias
16
Ciências Biológicas
24
Ciências da Saúde
36
Ciências Exatas e da Terra
13
Ciências Humanas
18
Ciências Sociais Aplicadas
5
Engenharias
7
Linguística, Letras e Artes
1
* Os títulos podem ser classificados em mais de uma área do conhecimento.
Evolução de títulos na SciELO Brasil
114
92
66
54
35
25
9
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Evolução de fascículos SciELO Brasil
1885
1497
1103
777
525
315
141
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Evolução de artigos SciELO Brasil
26784
21711
15752
11063
7273
4277
1858
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Referências bibliográficas
SciELO Brasil
665344
541287
393242
273789
177650
101235
43442
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
Acessos a artigos SciELO Brasil
2753619
2003330
1070983
392512
67713
1999
2000
2001
2002
2003 (out)
SciELO Brasil x JCR
Revistas da
coleção SciELO
Brasil que tiveram
aumento no fator
de impacto no ISI
2001-2002
Título
Fator de impacto JCR
2001
2002
ARQ BRAS MED VET ZOO
0,032
0,116
ARQ NEURO-PSIQUIAT
0,228
0,257
BRAZ ARCH BIOL TECHN
0,050
0,147
BRAZ J MED BIOL RES
0,769
0,802
ECLET QUIM
0,037
0,194
J BRAZIL CHEM SOC
PESQUI AGROPECU BRAS
0,619
0,066
1,036
0,133
PESQUISA VET BRASIL
0,087
0,288
QUIM NOVA
0,444
0,637
DADOS-REV CIENC SOC
REV SAUDE PUBL
0,064
0,134
0,217
0,260
LILACS
CAPES
LILACS
WoS
artigo
SciELO
PUBMED
MEDLINE
MEDLINE
Revista
FAPESP
Cv
ScienTI
CV
Cv
ScienTI
Lattes
OAI
SciELO
SciELO
SHARED
Grupos
Pesquisa
2. Estudo e definição do conjunto de mecanismos e indicadores de
uso e impacto da Coleção SciELO
• Identificar as revistas científicas do núcleo de cada disciplina
• Contribuir para a formulação de políticas de financiamento da produção científica
• Estimar a produtividade de editores, autores, organizações, países etc
• Identificar as tendências e crescimento do conhecimento em diferentes disciplinas
Indicadores de desempenho implantados: medidas de acesso, uso e de
impacto baseado em citações compatível com ISI JCR
Indicadores adicionais que podem ser produzidos
• principais revistas por disciplina
• produtividade de autores
• taxas de crescimento da produção por disciplina
• análises dos padrões e freqüência de citações
• análises de colaboração científica e redes de citações
• índices de isolamento e abertura da produção
• índices de auto-citação por autor e revista
• análises de co-ocorrência de palavras-chave
• fator de leitura de periódicos
3. Desenvolvimento, implantação e operação online de versões
aperfeiçoadas dos sistemas e interfaces do Módulo de
Bibliometria
desenvolvimento e implantação dos sistemas computacionais de produção e
interfaces de operação dos indicadores de uso e impacto da coleção SciELO
Brasil. Plataforma de domínio público operada em Linux e MS-Windows. Uso
de padrões internacionais não proprietários – XML, XSL. WS, etc.
operação online dos relatórios, estatísticas e indicadores de uso e impacto de
modo integrado ao site SciELO.
atende as necessidades dos estudiosos de bibliometria e cienciometria,
agências de apoio à pesquisa em seus processos de avaliação de produção
científica, avaliação de performance de periódicos.
4. Desenvolvimento de uma metodologia para a construção de
dossiês de periódicos científicos para submissão a índices
internacionais
desenvolvimento e experimentação de uma metodologia para a elaboração de
dossiês sobre a performance de periódicos científicos
permite subsidiar com evidências a apresentação de periódicos aos índices
internacionais, como as bases de dados do ISI, NLM, IEEE, etc.
ISI-JCR
MEDLINE
etc, …
SciELO
LILACS,
etc.
……….
…1 2 3 4
……
Conclusões. Impacto do Projeto CNPq SciELO
1•
aprimoramento dos processos relacionados com a composição da
coleção SciELO como núcleo dos periódicos brasileiros de qualidade,
criando assim um índice de referência para políticas e procedimentos
relacionados com avaliação e financiamento da pesquisa científica e a
comunicação eficiente dos seus resultados
2•
avaliação mais completa e precisa da produção científica brasileira, ao
complementar os dados do ISI-JCR com indicadores atualizados e
sistemáticos do conjunto dos periódicos brasileiros de qualidade
3•
impulsionar a participação brasileira na produção científica internacional,
ao promover a inclusão de mais títulos de periódicos nas bases de
dados internacionais
obrigado!
Download

Slide 1