Rua Rio Bonito, 104 - Fones 2618-1378 - 2692-0081 - 2692-3469 - 2692-6694
Ano XXV - nº 254 - 1ª quinzena de agosto de 2014
Agora é a Nossa Vez
Gasômetro continua
com chacota das obras
V
amos? Então Vamos! Acabou a Copa do Mundo, com
prejuízo imenso, imensíssimo, não só pela derrota que
milhões de pessoas já esperavam, mas pela estagnação em todos os segmentos. Agora, sim, começa o ano, de
olho nas Eleições 2014 dia 5 de outubro com eventual 2º
turno dia 26 do mesmo mês. Só que desta vez, a história é
outra, cujos eleitores bem mais experimentados irão saber
gritar alto os direitos da democracia, como já demonstraram
recentemente no susto aos mandatários. E além de tudo, o
Brasil conta agora, com expoentes da nova geração de eleitores que saberão, com certeza, escolher o político certo
para as almejadas mudanças. É a Hora e a Vez do Povão.
o que bem parece neste
caso, a Palavra não tem
Chá vibra no maior glamour social de julho A
mais o mesmo valor de outrora. Sai prefeito, entra prefeito,
muda-se de construtora, ajus-
ta-se e reajusta-se o preço da
famigerada obra na rua do Gasômetro e, pronto. Parou tudo
de novo. O que será agora?
Vamos ver, na página 2
Vacine-se contra o
perigo da Hepatite B.
Veja detalhes na página 4
C
lube Independência lotado, 20 atrações artísticas. Com isso,
transbordaram as xícaras da Tarde de Chá dia 29 de
julho, ultrapassando os limites de sua realização mensal
de quase 9 anos. O evento contou com a presença de
Ricardo Gonçalves,
nome de rua
no Brás
Astros e Estrelas da Rádio Terra, sob a batuta do próprio
apresentador Anael Lopes. E foi um estrondoso sucesso.
Próximo Chá será dia 26 de agosto com arrecadação de
alimentos para doação ao Lions Club Pary. Página 6
A
rua faz esquina com a Av. Celso
Garcia, onde sempre ocorrem
acidentes por falta de sinalização.
Celso e Ricardo foram jornalistas
e vereadores quase na mesma
época no início do ano 1900/16.
Página 8
Imigrantes festejam
data magna em Museu
Samba da Colorado
agita frase Maktub
C
arnaval 2015. Já está pronto o samba en
redo da Colorado do Brás, trazendo
um tema inédito, bem especial, em homenagem à comunidade árabe no Brasil,
sob o título Maktub, abordando o Destino tal como se preconiza. Página 12
Próxima Edição
16 de agosto
Brás louva Padroeiro em
seu dia 6 de agosto
F
esta do Imigrante. Histórias do pas
sado do Brás Berço de São Paulo. Do Trem Maria Fumaça, da chegada dos primeiros europeus depois
tantos outros povos. As comemorações
foram realizadas dias 20, 26 e 27 de
julho no Museu da Imigração, com a
tipicidade de cada colônia. Página 11
Todo dia
é dia de
Panettone
6
de agosto é uma data bem
especial no bairro do Brás,
em homenagem ao Padroeiro
Bom Jesus. A Igreja de Seu
nome celebrará missas às 8,
10, 15 e 18 horas, encerrando
a seguir com procissão no
quarteirão que lhe entorna.
Além de tudo, haverá quer-
Manos Doces
Mania de vender
barato Mais de
7.000 itens
Visite hoje mesmo a loja de
fábrica e leve para casa os
mais saborosos produtos
Lj. 1 - R. Dr. Almeida Lima, 79 - Brás
Lj. 2 - R. Visc. de Parnaíba, 2.463 - Belém
Lj. 3 - Av. Eduardo Cotching, 1.873 - Vl. Formosa
Lj. 4 - Av. Cons. Carrão, 2.008 - V. Carrão
TELEVENDAS
2799-0311
Tripés e Monopés
Monopé
Manfrotto
560b
575,
R. Xavier de Toledo, 316
11º and. - Centro/SP
3256-5888
3257-2161
3259-7999
46
ANOS
1968-2014
Outras Ofertas:
www.lojaoptisom.com.br
Assistência Técnica:
optisom.com.br
R$
00
4x R$ 143,75 sem juros
Tripé Gorílla
S-015- Digipod
R$
49,00
2x R$ 24,50 sem juros
Tripé Benro
KH-25 c/ Cabeça
Hidráulica
R$
639,00
4x R$ 159,50 sem juros
www.brasiliamaqfer.com.br
Rua Bresser, 548 - Brás - SP
2797-8500
messes com show artístico e
barracas típicas em todos os
finais de semana de agosto,
inclusive com a participação
do Rotary Club Brás com sua
famosa atração “Boca do Palhaço”. A Igreja Bom Jesus do
Brás fica na av. Rangel Pestana, 1.421, fone 3229-1404.
Produtos
de Alta
Qualidade
ao Alcance
de Todos
JORNAL DO BRÁS
2
1ª quinzena de agosto de 2014
Continua a novela Rua do Gasômetro
P
restes a completar três anos,
as obras na rua do Gasômetro
ainda persistem, com várias
calçadas intransitáveis, tubulações
enormes e mangueiras, que ainda
fazem parte da paisagem do Brás,
causando transtornos aos lojistas do
setor madeireiro ali instalados. Há
até o relato de um idoso que tropeçou, teve uma queda e quebrou a
boca no chão, sendo socorrido pelos
próprios lojistas.
Vale lembrar que apenas parte do
canteiro central foi reformada pela
Construtora Fremix, onde existe um
ponto de ônibus. A prometida fiação
subterrânea, prevista no projeto inicial, não chegou.
O prefeito Fernando Haddad
esteve na rua do Gasômetro em setembro de 2013, e havia garantido
ao Jornal do Brás que em março
deste ano tudo estaria concluído.
Resposta da SIURB
A pasta responsável pelas obras é
a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras – SIURB, cuja
assessoria de imprensa enviou nota à
redação, informando o seguinte:
“As obras remanescentes da rua
do Gasômetro ficarão prontas em
2014 e compreendem as obras de
revitalização de uma das ruas mais
importantes do Brás. A primeira
fase, após a retomada das obras,
foi a limpeza do local. Está sendo
executada a complementação dos
seguintes serviços: dutos e caixas
Subprefeito Sé vai debater
questões do Parque D. Pedro
Comissão dos Movimentos So
ciais Organizados dos bairros do
Brás e Parque D. Pedro II, composta pela líder comunitária Marina
Ueno, realizará no próximo dia 9 de
agosto a partir das 10h uma grande
Reunião Plenária com a presença do
subprefeito da Sé, Alcides Amazonas. Serão discutidos na reunião os
seguintes assuntos:
1) Transformação da Praça Dr
Ulisses Guimarães em Parque Central Dr Ulisses Guimarães;
2) Segurança Pública – iluminação adequada, instalação de câmeras de monitoramento, policiamento
intensivo no entorno da Escola Estadual São Paulo, entre outros;
3) Esporte, Recreação, Cultura e
Lazer – instalação de equipamentos
para práticas esportivas e recreativas (playground para crianças e apa-
Devido à contaminação do solo, trabalhos
haviam sido paralisados
relhos de ginásticas para jovens, adultos e idosos), construção de pistas
de cooper, skate e esportes radicais,
espaço para atividades culturais;
4) Lei da Área Escolar de Segurança – ampliação e cumprimento da
Lei 14.492, de 01/08/2007.
O local da reunião será o Teatro da Escola Estadual São Paulo,
sita à rua da Figueira, 500 – Pq.
D. Pedro.
NEGATIVOS DA REGIÃO
Ponto de ônibus
abandonado na Jairo Góes
O ponto de ônibus da rua Jairo Góes está abandonado, com restos da obra da rua do Gasômetro.
PERIGO: Emaranhado de fios na Itapiraçaba
A rua Itapiraçaba oferece grande perigo aos transeuntes
porque um emaranhado de fios de eletricidade está se soltando
no local, criando risco de eletrocutamento.
Fios enroscados em árvore
Próximo dali, na rua João Boemer esquina
com a Santa Clara os fios soltos estão
enroscados em uma árvore, oferecendo
também enorme perigo, e parte está caída
sobre uma faixa de pedestres.
- Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras executou 2.300 m² de
calçadas; 850 m² de plantio de grama; 1.065 m² de pavimento de concreto (faixa e parada de ônibus);
80% da rede de infraestrutura semafórica; 95% da rede de drenagem; e 500 metros da rede de infraestrutura para alimentação dos
trólebus. A atual empresa responsável pela execução do empreendimento retomou as obras em 25 de
junho de 2013”.
Obras são retomadas
no Museu da História
Sujeira, má iluminação e concentração de moradores de rua, além de constantes
assaltos, são preocupações dos moradores
A
subterrâneas da rede elétrica; adequação de guias e sarjetas e do sistema de drenagem; e a última etapa
será a conclusão das calçadas e a
pavimentação da via.
A Eletropaulo iniciou em julho/
2014 a infraestrutura das redes secundárias e primárias, bem como as
caixas dos transformadores e de passagem. Conforme a Eletropaulo conclui um trecho, a SIURB finaliza a
calçada na sequência.
Informamos ainda que a SIURB
E
m nota enviada à nossa
redação, a assessoria de
imprensa da Secretaria de
Estado da Cultura informou
que 110 operários da Construtora CVS trabalham no
futuro Museu da História de
São Paulo, situado na rua
Maria Domitila, 79, cuja
inauguração está prevista
para 2016.
Eis a nota emitida
pela secretaria:
“A previsão é de que o
Museu de História de São
Paulo seja inaugurado em
2016, após restauro completo do prédio que abrigou a
antiga Casa das Retortas.
Atualmente, 110 operários
trabalham no serviço, executando frentes simultâneas:
restauro dos edifícios históricos e construção das novas edificações previstas para o
Museu. As obras do Museu de História foram iniciadas em fevereiro de
2010 e interrompidas no mês seguinte, quando descoberta a existência
de contaminação do solo no terreno.
A partir disso e com acompanhamento da CETESB, ao longo de um ano,
os serviços no local se concentraram
especificamente na descontaminação do solo, imprescindível para a
continuidade das obras. Foi necessário, ainda, readequar o projeto original, que previa um estacionamento e um auditório no subsolo. O serviço de restauro foi retomado em
2011, em paralelo ao da descontaminação, que está sendo finalizado no
momento. Em função destes fatos,
o cronograma foi readequado e as
obras devem ser concluídas no primeiro semestre de 2015”.
Massagista
DJ, Som, Iluminação
[email protected]
[email protected]
98236-3743 - 96807-9249
98601-1987
Diretor Presidente
Milton George Thame – Jornalista Responsável – MTB 8.617
Diretor Administrativo: Antonio Dante Chuchuan – MTB 14.056
Editoria Geral: Eduardo Cedeño Martellotta - MTB 31.993
Diagramação: Luciano F. Maia – Fone: 9 7141-2950
Departamento Comercial: Elifeletti Pereira da Silva
Coordenação de Eventos: Loir Garcia
Diretoria Jurídica: Dr. Arlindo da Silva e Dr. José Moura Gomes
Periodicidade: Quinzenal - dias 1 e 16
Redação e Publicidade: Rua Rio Bonito, 104 – Brás - CEP: 03023-000
Fones: 2618-1378 - 2692-0081 – 2692-3469 – 2692-6694
EDITORA MG LTDA – ME - CNPJ: 00.162.424/0001-52
Site: www.jorbras.com.br - e-mail: [email protected]
Impressão: Mar Mar Gráfica – Fone: 3652-5244
O Jornal do Brás não se responsabiliza pelas opiniões e conceitos
dos colunistas e colaboradores nas matérias aqui publicadas.
Hora
marcada
Rua Valdemar Doria, 61
2693-9253
Assine o Jornal do Brás
Você recebe o Jornal do Brás em sua casa durante um ano.
PARTICIPE, O JORNAL É DE TODOS!!!
Deposite uma TAXA ÚNICA ANUAL de R$ 85,00 para despesas no Banco
Itaú - Agência 0187 - C/C 36.677-8 e envie para o Jornal do Brás
(depto. Assinaturas) com seu nome, data de nascimento, endereço,
CEP, e-mail e telefone.
CARBURAÇÃO
INJEÇÃO
Carretos
e Viagens
Atendimento particular
Garantia de 3 meses
9 6262-2073
9 7191-9577
CIRO BLECK
MECÂNICA GERAL
E INJEÇÃO
Auto Socorro, Inclusive aos
Sábados, Domingos e Feriados
2292-6134
97275-7635
Marquinhos
Av. Carlos de Campos, 648
95197-7282 TIM
99936-0955 VIVO
98805-8703 CLARO
RAMAR-CAR
• Recuperamos
Parachoques
• Polimentos Especiais
• Cristalização
• Funilaria e Pintura
Rua Catumbi, 346
97633-9351 c/ Raul
JORNAL DO BRÁS
1ª quinzena de agosto de 2014
Plano Diretor orientará desenvolvimento
da cidade pelos próximos 16 anos
3
Participação popular marcou todo o processo de revisão do Plano Diretor Estratégico (PDE). Foram realizadas 114 audiências públicas desde
abril do ano passado, que contaram com a participação de 25.692 pessoas. Projeto foi aprovado pela Câmara e será sancionado amanhã.
O principal objetivo do
novo PDE é reequilibrar de
forma sustentável o desenvolvimento da cidade, enfrentando as desigualdades socioterritoriais. O plano objetiva levar ofertas de empregos para
regiões com grande quantidade de moradores e estimular
a produção de moradias para
pessoas de baixa renda em
regiões próximas aos eixos de
mobilidade, além de valorizar
o transporte público e não
motorizado.
Entre as novidades estão a
duplicação das áreas demar-
Brás bairro da Fé abriga
Templo de Salomão
ído em Jerusalém há mais de
2.000 anos, trouxe um grande
impacto para a região, e movimenta o comércio legal e
informal, sobretudo com a venda de produtos evangélicos,
relógios, roupas temáticas e
bíblias do templo, suvenires e
até réplicas da construção.
E
m uma área de 28.275 m²,
foi inaugurado na noite de
31 de julho último, o Templo
de Salomão, no bairro do
Brás.
A cerimônia contou com a
presença da presidente Dilma
Rousseff, vice-presidente Michel Temer, do prefeito Fernando Haddad e do governador Geraldo Alckmin e esposa Lu Alckmin, entre outras
autoridades.
Durante o evento, houve
o bloqueio das principais ruas
do entorno do templo, como
João Boemer, Carlos Botelho e avenida Celso Garcia,
e interdição parcial de vias,
pela CET.
Orçado em R$ 680 milhões, o templo foi erguido
durante cerca de quatro anos
pela Igreja Universal do Reino de Deus, e tem área total
de 100.000 m² (construção
quatro vezes maior que o Santuário de Aparecida). Sua capacidade é para 10.000 pessoas sentadas, e conta com
estacionamento para 1.200
veículos, além do bolsão para
estacionamento de ônibus fretados na rua Cachoeira.
O Templo de Salomão,
uma réplica do que foi destru-
• Self-service
com churrasco
• Refeição p/Kilo
• Marmitex
• 30 Tipos de Saladas
• 16 Pratos Quentes
SOBREMESA GRÁTIS
Não à Imprensa
Uma restrição lamentavelmente esdrúxula caracterizou o evento de forma inexplicável, eis que nem a imprensa local nem nenhum
jornal tiveram acesso à cerimônia, com o fim de documentar o memorável acontecimento cristão. Foi exclusivamente uma solenidade
reservada, para convidados
rigorosamente escolhidos
dentro dos interesses da
Igreja Universal, tal qual a
TV Record de sua propriedade. Repórteres e fotógrafos de toda mídia impressa
tiveram que cumprir suas
missões a distância, além
portão de ferro, transbordante de seguranças da igreja,
entre imenso aparato policial e militar.
áreas verdes como o extremo Sul da cidade.
Participação popular
Todo o processo de revisão do Plano Diretor Estratégico (PDE) contou com a participação popular. Começou
primeiro com iniciativa do Poder Executivo em abril do ano
passado e, depois, da Câmara Municipal, iniciado em outubro. No total, foram realizadas 114 audiências públicas
que contaram com a participação de 25.692 pessoas, que
deram 10.147 contribuições
para o aprimoramento do pla-
General Francisco
Batista Torres de Melo
O
Grupo Guararapes, com
sede em Fortaleza, Ceará, afirmou há algum tempo
que o PODER é o sonho do
homem. Mandar, ser dono
da VERDADE faz com que
os povos tenham ditadores
que são capazes das maiores barbaridades. Deixar o
Poder, só com a morte - assassinato ou suicídio. Stalin
morreu de morte natural;
Cesar foi assassinado e Hitler chegou ao suicídio. Esta
introdução é bem apropriada para despertar a curiosidade do que vem abaixo.
O Encantamento do
Poder faz com que os que
lá estão não desejem sair.
Os ditadores provam essa
assertiva.
Getúlio Vargas é um dos
exemplos interessantes. Praticamente ditador de 1930 até
1945. O Poder com o tempo
cansa e o povo sente a necessidade de mudar. Getúlio, político mestre, sentiu que a partir de 1940 sua estrela ia diminuindo de brilho. Vai à direita, vem ao centro e manobra para continuar no Poder.
Seu amigo, de longas jornadas,
“Onde você
envcontra o
melhor da moda”
• Cintos
• Couros
• Calçados
• Forros
• Sintéticos • Bolsas
Aviamentos p/
(11) 3227-0238 - 3227-8294
Fax: 3316-1203
Av. Rangel Pestana, 2084 • Brás
(11)
2695-1406
Tramitação
Após a discussão nas oficinas nas subprefeituras e
abertura de consulta pública
com recebimento de propostas pela internet, o texto do
novo Plano Diretor Estratégi-
co foi entregue para a Câmara Municipal em 26 de setembro do ano passado. Após 58
audiências públicas, um texto
substitutivo ao Projeto de Lei
688/2013 foi votado e aprovado em primeira discussão no
último 30 de abril com 46 votos favoráveis e dois contrários. Em 30 de junho, os vereadores aprovaram, em segunda votação, o projeto com 26
emendas com 44 votos favoráveis e oito contrários.
Para garantir a transformação e efetivar as diretrizes
do novo Plano Diretor dentro
do desenho da cidade, as próximas etapas serão as revisões das leis de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo,
além dos planos regionais. A
minuta da proposta de revisão
da Lei de Zoneamento deverá ser apresentada em até 180
dias à Câmara Municipal. O
planejamento é que sejam realizadas 32 oficinas nas subprefeituras, em paralelo com
audiências públicas temáticas,
além de consultas via internet.
Os planos regionais serão discutidos após essa fase.
O Encantamento do Poder
Rua Jairo Goes, 58 - Brás
Deus seja glorificado!
no. Foram 5.684 propostas
feitas nos encontros presenciais e outras 4.463 feitas pela
internet em ferramentas como
o site Gestão Urbana, sendo
1.826 por fichas online, 902
pelo mapa colaborativo, 1.204
na minuta participativa disponibilizada na rede e 531 no site
da Câmara.
[email protected]
www.ciodamoda.com.br
Gen. Goes Monteiro, procura-o, em 1945. Getúlio pergunta-lhe: o que você veio fazer
aqui? Vim acabar com o Estado Novo. Getúlio entendeu,
mas continuou firme. Amigos
lançaram o continuísmo e ele
foi posto para fora. O povo
queria mudar. Eram outros
tempos. O Encantamento
do Poder fê-lo voltar e só saiu
com o suicídio.
Napoleão Bonaparte é outro exemplo. Do fim do século XVIII, até 1815, ensanguentou a Europa, derrotou
reis, impérios, mudou o mundo e após a derrota de 1812,
frente à Rússia e a revolta alemã, é destituído do Poder e
abriga-se na Ilha de Elba. Volta em 1815, como querendo
ser “Salvador da França”.
Derrotado em Waterloo, corre para Paris e tudo faz para
se permanecer no Poder. È
CNPJ: 20.568.798/0001-80 - Valor do anúncio: R$ 760,00
O
prefeito Fernando Ha
ddad sancionou na tar
de do dia 31 de julho,
o novo Plano Diretor Estratégico (PDE), que traz as diretrizes para orientar o desenvolvimento e o crescimento da
cidade de São Paulo pelos próximos 16 anos. A sanção do
plano, que substitui o vigente
aprovado em 2002 e que começou a ser discutido de forma participativa desde abril do
ano passado, aconteceu em
cerimônia no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer, no
Ibirapuera, zona sul.
cadas como Zonas Especiais
de Interesse Social (ZEIS)
destinadas à produção de moradias, sendo 60% das construções obrigatoriamente para
famílias com renda até três
salários mínimos. Empreendimentos habitacionais que forem construídos próximos de
estações de metrô ou corredores de ônibus terão aumento do
potencial construtivo permitido,
intensificando o uso destes espaços bem servidos de infraestrutura de transporte.
O PDE também cria os
perímetros especiais de incentivo ao desenvolvimento econômico, onde empreendimentos não residenciais ou de uso
misto tem isenção da outorga
onerosa e o potencial construtivo mais elevado. A criação
da Macroárea de Estruturação Metropolitana define um
território estratégico na relação de São Paulo com os demais municípios da metrópole
e ao contrário do plano
de 2002, a Zona Rural voltou
a existir na cidade com demarcação. A medida serve para
evitar a expansão urbana em
uma histórica dramática - os
dias em que por lá passa, é
afastado do Poder e vai morrer, na Ilha de Santa Helena.
O Brasil, no momento
atual (Eleição de 2014), é um
quadro bem parecido com
Getúlio e Napoleão. Doze
anos de Poder. O povo cansou. Sente que há necessidade de um novo ar. Mentem para ficar encastelados,
no Poder. É O Encantamento do Poder. A descida do barco começa. O sol
diminui de intensidade, mas
é preciso continuar mandando. Roubos, decretos e o
emprego de “O Fim Justifica os Meios” é utilizado, a
pleno vapor. Perder o Poder,
nunca. Só que o povo quer
outras caras e até novas
mentiras.
É a Lei da História.Vão
perder a Eleição.
General-de-Divisão do
Exército Brasileiro, Francisco Batista Torres de
Melo, foi Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo em 1976
e atualmente é coordenador do Grupo Guararapes
– www.fortalweb. com.br/
grupoguararapes
VOTE
DEPUTADA
ESTADUAL
Gilda do
Samba
PRP
44.445
Prestigie quem prestigia a Cultura
JORNAL DO BRÁS
4
Hepatite B mata 700.000 pessoas
ao ano no mundo
Vacina está disponível nos postos de saúde de todo o País
O
dia 28 de julho marcou a luta
mundial contra a hepatite, doença infecciosa que causa comprometimento da função do fígado. Tão
severo quanto o tipo C, a hepatite B
faz cerca de 700 mil vítimas ao ano
no mundo. A boa notícia é que, no
Brasil, a doença pode ser prevenida
gratuitamente.A vacina contra a hepatite B está disponível na rede pública - para todas as pessoas até 49
anos de idade - e nas clínicas privadas - para todas as idades. Para estar protegido contra a doença, são
necessárias três doses. Assim como
o vírus da AIDS, o da hepatite B é
sexualmente transmissível, porém
seu contágio atinge altos índices,
chegando a ser 100 vezes maior do
que por HIV. A vacinação contra a
hepatite B foi introduzida no Brasil
há 15 anos, o que faz com que a
maioria dos novos casos sejam notificados em pessoas nascidas antes
de 1999. “Assim como em outras
campanhas, a cobertura vacinal da
hepatite B em bebês e crianças é
muito grande. O maior problema está
na conscientização de jovens e adultos, faixa etária que, em sua maioria, não está vacinada e é sexualmente ativa”, comenta o Dr. Renato
Kfouri, Presidente da SBIM - Sociedade Brasileira de Imunizações. “É
importante que as pessoas sexualmente ativas entendam a gravidade
e as consequências da doença”,
complementa.A população adulta
apresenta uma taxa de até 10% de
infecção crônica, possibilitando a
evolução da doença para a cirrose e
para o câncer de fígado. Um dos
maiores perigos da hepatite B é a
ausência de sintomas, pois muitas
vezes a doença evolui progressivamente sem apresentar indícios e,
quando a infecção é detectada, o
câncer de fígado pode ter se manifestado. Esse tipo de tumor já figura
entre as três primeiras causas de
morte por câncer em homens e uma
das principais causas nas
mulheres.”Além da imunidade contra a hepatite B, a vacina oferece
proteção contra outra doença que
pode levar à morte, o câncer hepático causado pelo vírus B. O benefício dessa imunização é de extrema
importância para a saúde da população, sendo considerada uma das primeiras formas de prevenção contra
um tipo muito significativo de câncer”, comenta a Dra. Carla Domingues, Coordenadora do Programa
Nacional de Imunizações - PNI.Não
é à toa que a hepatite B é uma grande preocupação para as autoridades
brasileiras. Estudos realizados entre
1999 e 2010 mostram que a doença
cresceu em todas as regiões do País.
E, quando olhamos para fora das
fronteiras, os números também as-
sustam: mais de 2 bilhões de pessoas no mundo já foram contaminadas
pelo vírus.
Como prevenir a hepatite B
Como a infecção por hepatite B pode
ser transmitida pelo contato com sangue, sêmen, fluidos vaginais e outros
fluidos corporais de alguém que já
tem infecção por hepatite B, a única
forma efetiva de prevenção é a
vacinação.Com indicação para todas as pessoas até 49 anos no mercado público, a Sanofi Pasteur, a Divisão de Vacinas da Sanofi, contribui em parceria com o Instituto Butantan para o fornecimento desta
vacina ao PNI, garantido assim a
disponibilização para toda a rede
pública em um esquema vacinal dividido em três doses: 0, 1 e 6
meses.Independentemente da idade, alguns grupos específicos também podem se vacinar no SUS Sistema Único de Saúde: gestantes,
manicures e pedicures, profissionais
do sexo, militares, profissionais de
saúde, caminhoneiros, usuários de
drogas, pessoas que fazem sexo
com pessoas do mesmo sexo, coletores de lixo e tatuadores.Além disso, pessoas de todas as faixas etárias também podem ser vacinadas
nas clínicas privadas de todo o País.
Sintomas da hepatite B
Após a infecção, os sintomas podem demorar até seis meses para
aparecer, sendo que os primeiros
são: fadiga, falta de apetite, dores
nos músculos e nas articulações,
febre baixa e pele amarelada e urina escurecida.Mesmo num quadro
crônico, com o fígado danificado, os
pacientes podem não apresentar sintomas. Ao longo do tempo, essas
pessoas podem ter sintomas de lesão hepática crônica e cirrose do
fígado.
Fonte: Ketchum Estratégia.
Se vamos viver mais,
como vamos viver?
Para quem fica a responsabilidade de cuidar dos idosos da família?
40% das pessoas que cuidam de idosos doentes são idosas também
Eduardo
Chvaicer
Sabemos que o
envelhecimento da
população
já
está
acontecendo, pois as
famílias têm menos filhos estão preocupadas cada vez mais com a vida
profissional. Mas vamos nos questionar. Se estamos envelhecendo,
como vamos viver? Quem cuidará
de nós? Ainda, quem cuidará do próprio familiar cuidador?
Uma pesquisa realizada recentemente pela USP (Universidade de
São Paulo) constatou que 40% das
pessoas que cuidam de idosos doentes são também idosas e, principalmente, mulheres. Elas assumem este
papel, pois não querem atrapalhar a
vida profissional ou pessoal dos seus
filhos, não pedem ajuda, e assim,
agregam funções que muitas vezes
são dolorosas e desgastantes. E o
impacto na saúde do cuidador idoso
é enorme. Com uma carga maior de
estresse, ele está mais propenso a
ter problemas físicos e psicológicos
do que a população idosa em geral.
Percebemos que por causa do desgaste, ele acaba negligenciando a
saúde do outro, não por querer, mas
pelas condições e estruturas em que
se encontra.
Só em São Paulo vivem 1,4 milhão de idosos acima de 60% (12%
da população). A maioria tem duas
doenças ou mais (80%). Entre 80 e
90 anos, 20% deles apresentam algum tipo de demência – a partir dos
90 anos, esse número é de 40% e
pode piorar. Imagine ter de cuidar do
marido que não tem nenhuma recordação? Acreditem, é triste e doloroso, pois os idosos com demência esquecem e voltam a ser crianças e
essa realidade é dura demais para
quem não tem o preparo profissional
e psicológico. Assim, é fundamental
a ajuda de um cuidador profissional.
Quando não existe a figura desta
pessoa qualificada para a função,
quem assume a responsabilidade de
cuidar do idoso tende a sofrer calada e pode ficar com depressão, fadi-
ga, frustração, além de reduzir o convívio social e diminuir a autoestima.
Pode até se tornar intolerante e amarga, distanciando-se da pessoa cuidada e da família. Em casos extremos,
pode morrer antes mesmo do idoso
cuidado.
Por isso, cuide e dê carinho aos
seus pais, pois eles passaram uma
grande parte de suas vidas cuidando
de você. Além disso, sabemos que
vamos também passar por isso. Talvez caiba a você cuidar do seu marido ou da sua esposa, pois seus filhos podem não ter tempo para tal;
ou ainda, as necessidades podem ser
outras onde quem precisará de ajuda será você. Por isso, reflita e veja
como pode ajudá-los para tornar o
dia a dia do idoso mais ameno, tranquilo e o mais importante: Feliz!
Eduardo Chvaicer é empresário e máster franqueado da Right
at Home (www.rahbrasil.com.br)
no Brasil, líder mundial em cuidados com idosos em domicílio
Fonte: Versátil Comunicação
Estratégica.
1ª quinzena de agosto de 2014
Saúde da Mulher
Paiva
Netto
N
o
Brasil, um
dos fatores que
merecem
especial
conscientização da sociedade é o elevado
índice de cesarianas, procedimento que traz maiores riscos às mães
e aos bebês. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda
que, no máximo, 15% dos partos
sejam cesarianas. Por aqui, temos
52%, chegando a 88% na rede privada. Foi o que concluíram a Fundação Oswaldo Cruz e o Ministério da Saúde, na pesquisa “Nascer no Brasil: Inquérito
Nacional
sobre Parto
e Nascimento”, noticiada em
29 de maio
deste ano.
Bem a propósito, em 28/5, celebramos o Dia Internacional de
Luta pela Saúde da Mulher e o Dia
Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Vê-se que o desafio prossegue. É mais que diário, é
de todas as horas. Essa indispensável frente de trabalho consta dos
oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) das Nações
Unidas a serem cumpridos até
2015. Segundo o 5º Relatório Nacional de Acompanhamento dos
ODM, apresentado pelo governo
brasileiro em 23/5, houve significativo avanço em nosso país na redução da morte materna. O número, que em 1990 era de 143, passou, em 2011, para 63,9 óbitos a
cada 100.000 nascimentos. Contudo, provavelmente não conseguiremos atingir a meta de 35 óbitos de
mulheres no decorrer da gravidez,
do parto ou até 42 dias após nascer o bebê, conforme publicou o
“Jornal de Brasília” (24/5).
É indicativo de que um esforço
maior precisa ser feito na busca de
soluções ou correção de rumos.
Mas não permitamos esmorecimento, pois, com o real compromisso de todos, até o considerado impossível pode ser realizado.
DESEMBARGADOR
LIBÓRNI SIQUEIRA
“Não sejamos felizes sem que
outros o sejam também”. Essa frase
do desembargador Libórni Siqueira, que lhe inspira a própria existência, guarda afinidade com todos
os seres humanos de bem que desejam construir tempos melhores
para as populações.
Nosso amigo preside a Associação de Solidariedade à Criança
Excepcional (ASCE), a Faculdade
de Reabilitação da ASCE, no Rio
de Janeiro, e o Centro Educacional
Integrado (CEI), em Duque de Caxias/RJ.
Recebi dele um exemplar do
meritório livro “Liturgia do Amor
Maior”, cujo conteúdo nos revela
a generosidade de
sua Alma.
Assim me
endereçou: “Ao
nobre
Mestre
dr. Paiva
Netto,
nossa homenagem
à sua cultura e relevante solidariedade humana. Receba o fraterno
abraço do Libórni Siqueira.
29.5.14”.
Gratíssimo!
AMBIENTE
DIFERENCIADO
Recentemente, o Centro Comunitário de Assistência Social da
LBV, em Brasília, ao lado do Templo da Boa Vontade, recebeu a visita do tenente-coronel-aviador,
Mauro Rogério, da Força Aérea
Brasileira (FAB). Ao conhecer as
dependências e as atividades socioeducacionais ali desenvolvidas,
entusiasmado, ele interagiu com as
crianças e as incentivou a nunca
desistirem de seus sonhos. E fez
este comentário: “Percebi disciplina, ordem e respeito quando
cheguei aqui. Todas as crianças,
sem exceção, veem no professor uma autoridade. Esses valores que a LBV tem passado
estão se perdendo por aí. É um
ambiente diferenciado e existe
um trabalho muito nobre sendo
feito aqui”.
Seja sempre bem-vindo!
José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.
[email protected] —
www.boavontade.com
Prefeitura oferece curso
para melhor idade
A
capital paulista está envelhecen
do e o número de idosos – pessoas com mais de 60 anos – vem subindo rapidamente e já somam 11,89%
de todos os habitantes da cidade. A longevidade em alta é um bom sinal, mas
também traz grandes desafios aos administradores públicos nas questões de
saúde e assistência social.
Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, em convênio com
a Secretaria de Direitos Humanos da
Presidência da República, organizou
um curso destinado à formação de líderes comunitários comprometidos
com os movimentos sociais voltados
ao direito da pessoa idosa, com o objetivo de colocar esta população como
protagonista na escolha de políticas
mais adequadas a sua realidade.
O curso terá duração de dois meses e meio com aulas duas vezes por
semana, entre os dias 18 de agosto e
17 de outubro. Para os moradores de
cinco subprefeituras, incluindo a da
Mooca, o curso será ministrado na
sede da Subprefeitura da Vila Prudente, na avenida do Oratório, 172.
Inscrições e informações através do
email [email protected]
sp.br ou pelos telefones: 3113-9908/
3113-9704. Cada subprefeitura terá
dez vagas para interessados.
IMÓVEIS - ALUGA-SE
Sua casa
em
São Paulo
[email protected]
1974
40
ANOS
2014
Impressos em Off-Set - Silk Screen
Relevo - Americano - Notas Fiscais
Cartões Fotográficos - Envelopes - Pastas
Conhecimento de Transportes Recibo
Provisório - de Serviços - Folders - Folhetos
Rua 21 de Abril, 432 - Fone: 2694-1268
• Av. José Maria Fernandes - Pq. Novo Mundo (casa p/ comércio-sobrado) = R$ 2.500,00 + R$
184,00(IPTU)
• Rua Eng Franco Zampari nº 106 - Casa Verde - 1º andar e cobertura = R$ 2.500,00 + R$ 190,00(IPTU)
• Rua Cap. Mor Passos X Rio Bonito (salas de 25 a 35 mts2 + 1 banheiro, salões com 80 mts2; 04
banheiros + área de serviço com mezanino)
1. Sala nº 23(esquina) = R$ 1.300,00 + R$ 112,00(IPTU) + R$ 20,00(limpeza escadas); Salas nº 01
CRECI: 37097
- 03 - 15 - 17 - 19 e 21(frente) = R$ 1.000,00 + R$ 100,00(IPTU) + R$ 20,00(limpeza das escadas);
Salas nº 04 - 14 - 16 - 18 - 20 - 22 e 24(fundos) = R$ 1.000,00 + R$ 100,00(IPTU) + R$ 20,00(limpeza
das escadas); Rio Bonito nº 1285 - 1293 = R$ 3.000,00 + IPTU(± R$ 260,00) e Salão Rio Bonito nº 1295 (esquina) = R$
4.000,00 + R$ 254,00
• Rua Padre Lima nº 251 = R$ 4.000,00 + R$ 286,00(IPTU)
• Rua Ulisses Cruz nº 579 - apto. 114 - Bloco 01 - Edifício Juruá = R$ 1.200,00 + R$ 350,00 (condomínio) + R$ 150,00(IPTU)
• Rua Rio Bonito nº 1476/1478 = salão 450mts2 = R$ 8.000,00 + IPTU R$ 794,00
• Rua das Olarias nº 36/38 = salão = R$ 6.000,00 + IPTU
• Rua das Olarias, 48 - salão comercial = R$ 7.500,00 + IPTU
• Rua das Olarias, 63 - sobrado comercial = R$ 1600,00 + IPTU
• Edifício Aquarella Pari , rua Paulo Andrighetti 1200 Pari apto 75 m² , área de lazer completa mobiliado, R$ 2000,00 .
IMÓVEIS - VENDE-SE
• Sobrado Rua Paschoal Malatesta nº 86 = R$ 980.000,00
• Rua Itapeti nº 936 - apto. 111 - 11º andar - Jd. Anália Franco, 04 suítes, 04 vagas, 02 salas, copa cozinha, lavabo, 220 mts
uteis = R$ 1.250.000,00
• Rua Dr. Fomm nº 173 - apto. 88 - 8º andar - Belenzinho, 2 dorm, sala, cozinha, banheiro, área de servir, piso frio, garagem s/
cobertura, elevador, jardim, portaria 24 hs, ± R$ 200,00 condomínio = R$ 200.000,00 - aceita permuta
• Rua Bernardo Jose nº 180 - Barro Branco, 04 suítes, piscina, churrasqueira, copa, cozinha, lareira, garagem 05 carros.
• Rua Martin Afonso nº 214 Belém , apto novo , só entrar e morar , todo reformado , 54 m² , 02 dormts, cozinha planejada, área
de lazer. Excelente oportunidade, preço sob consulta.
Rua Coronel Moraes, 381 - Pari - Fones: 2618-4744 e 2081-8811
ATACADO
E VAREJO
Entregamos os
Pedidos
Malhas para Fardo, Papel, Sacos para Lixo,
Fitilho, Durex, Sacolas e Sacos Plásticos
Rua Carlos Botelho, 63
Fone: 2692-0079 / Fax: 2693-4685
www.fardopel.com.br
JORNAL DO BRÁS
1ª quinzena de agosto de 2014
5
Ampliação do Simples pode
dilatar carga tributária
e publicidade, entre outras.
Se a Lei entrar em vigor,
além de um número muito
maior de empresas poderem
aderir ao sistema simplificado de tributação, também
ocorrerão outras vantagens,
como estabelecimento de um
mecanismo mais racional para
a substituição tributária e diminuição da burocracia para
as micro e pequenas empresas.
FOTO: MARCOS ANTONIO SÁ
O
projeto de lei que al
tera o regime de tri
butação das micro e
pequenas empresas e universaliza o acesso do setor de
serviços ao Simples Nacional, também conhecido como
Supersimples, só aguarda a
sanção da presidente Dilma
Rousseff. Contudo, apesar de
ser vendida como uma grande melhoria para as empresas de serviços que passarão
a poder se encaixar nesse sistema, especialistas já apontam que não será tão positivo assim.
“Realmente existirá um
benefício que será a simplificação do sistema tributário,
sendo que as empresas terão
que recolher apenas um tributo praticamente frente aos
inúmeros atualmente. Entretanto, a mordida continuará
sendo pesada, já que o percentual do Supersimples será
alto, o que ocasionará diversos casos de aumento da carga tributária”, explica Welinton Mota, diretor tributário da
Confirp Consultoria Contábil.
O contraditório é que com
a simplificação será necessário para a empresa um bom
planejamento tributário, antes
da opção, com a tributação
pelo Lucro Presumido sendo
mais vantajosa principalmente
para aquele que possuem fa-
turamento mais alto, visto que
a alíquota total incidente sobre estes será mais onerosa
caso optem pelo Simples
Nacional.
Entenda essa
ampliação
“Nos moldes que vem caminhando, o principal critério
para inscrição será o faturamento anual (atualmente R$
360 mil para as microempresas e R$ 3,6 milhões para as
pequenas) e não mais a ativi-
dade das empresas”, acrescenta o diretor da Confirp.
Dentre as empresas que
serão beneficiadas estão as
de medicina veterinária, medicina, laboratórios, enfermagem, odontologia, psicologia,
psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia,
fonoaudiologia, nutrição, vacinação, bancos de leite, fisioterapia, advocacia, arquitetura, engenharia, medição,
cartografia, topografia, geologia, corretagem, jornalismo
DIVULGUE
Sua Empresa ou Serviço por apenas
R$ 100,00 Medida 7x4 cm
Jornal do Brás
Faça isso de 15 em 15 dias
e colha os resultados Basta
ligar para nossa Redação
2692-6694 - 2692-3469
Hospital Geral
CLINICÓRDIS
Agora tem atendimento com Médicos
Especializados. Consulta Popular
para todas as Famílias
Av. Paes de Barros, 1.327
2606-7500
O que é o Supersimples
“O Simples Nacional, ou
Supersimples, é um regime
simplificado de pagamento de
tributos que beneficia as micro e pequenas empresas.
Para aderir, além da limitação
de faturamento, era fundamental que a atividade da
empresa possibilitasse, e é
isso que está alterando. Contudo, as empresas também
não poderão aderir se os sócios possuírem impedimentos”, detalha Mota.
Para as empresas que faturam pouco o programa é
muito vantajoso, além de ter
o benefício da simplificação
dos processos. Com o Simples Nacional as micro e pequenas empresas fazer o recolhimento de oito impostos
- seis federais, um estadual
(ICMS) e um municipal (ISS)
- por meio de uma única guia.
Só é excluída a contribuição
previdenciária.
Veja mais alguns dos vários benefícios para as micro
e pequenas empresas se o
projeto for aprovado:
· Diminuição dessas empresas submetidas a substituição tributária;
· Desenvolvimento de Cadastro Nacional Único, tendo o CNPJ como identificador e unificação do processo
de obtenção de inscrições;
· Tratamentos diferenciados para que essas empresas
obtenhas alvarás e outros benefício análogos;
· Incentivo a exportação
com alteração na carga tributária;
· Facilidade para essas
empresas emitirem Nota Fiscal, com criação de sistema
nacional informatizado sem
custos;
· Diminuição dos valores
das multas relativas a obrigações acessórias.
Fonte: Confirp Consultoria Contábil.
Lojão do Brás agora
tem Cartão Próprio
Expectativa com o novo serviço é aumentar
em 10% o faturamento
O
Lojão do Brás, rede va
rejista especializada em
moda feminina, masculina infantil, acessórios, enxoval
completo de bebê e moda
casa, lança o seu Cartão Próprio.
Com objetivo de aumentar o crédito de seus
consumidores e ampliar as
possibilidades de compra,
o cartão poderá ser utilizado em todas as unidades
da rede Lojão do Brás. A
operação acaba de iniciar
nas unidades da capital e
nas lojas de Santo André
e São Bernardo.
O cartão é administrado
pela Cred-System, tradicional empresa especializada
na concessão de crédito
para clientes das classes
econômicas emergentes,
não bancarizados e autônomos, atuante há mais 17
anos no mercado.
Fonte: Máxima Assessoria de Imprensa.
JORNAL DO BRÁS
6
1ª quinzena de agosto de 2014
Chá reluz em Show de Rádio
Sob os acordes da música “Segura na Mão de Deus” interpretada pelo próprio autor Carlos Mendes, de mãos dadas aos 20 demais artistas
presentes, a Tarde de Chá 29 de julho reluziu no Clube Independência literalmente lotado. O retumbante espetáculo já era bem esperado,
preconizado pela Caravana Anael Lopes da Rádio Terra AM 1.330. Durante o evento, o Jornal do Brás arrecadou alimentos que foram doados
para a Escola Nova 4E da rua Bresser, 2.701. A próxima Tarde de Chá será dia 26 de agosto em prol de entidade atendida pelo Lions Club Pary.
Cobertura
Eduardo Martellotta
Eduardo Tourinho
Loir e a Kamila com K coordenaram
o show artístico
Ele chegou e arrasou. Anael Lopes da Rádio
Terra, recebe aí da Loir a caneca símbolo
do Chá Jornal do Brás
Compositor Paulo Nascimento e cantor Osvaldo
San. Astros de primeira grandeza na Tarde de Chá
Dario e Dony Rei chegaram e encantaram
em brilhante show
Vibrante show. E Carlos Mendes cantou “Segura
na Mão de Deus” ao lado de todos os artistas
presentes. A seguir, o padre Enivaldo fez a
benção do evento
Brinquinho e Lucas de Alencar comandam
vibrante programa na TV Aberta canal 9 aos
sábados. Vieram na festa com o Dr Sampaio,
da Ilha de Verão
Alô Cigano! É o Célio Roberto de volta à Tarde de
Chá. Começou cantando Ave Maria logo após a
participação do padre Enivaldo.
E completou com outras lindas canções
O Cantador do Nordeste Eduardo Rodrigues
faz o forró acontecer em Lá Maior
Eu juro. Pik
Massaru exalta
Leonardo entre
outras bonitas
canções de seu
estilo. Voz suave,
aveludada, Pik
agrada e encanta.
Diego Jimenez, aplaudidíssimo como sempre no
Show do Chá. Ele vai voltar em maior estilo no
último chá do ano, dia 25 de novembro e depois
no jantar dia 10 de dezembro
Cremilda, Aparecida, Geni, Maria, Nailda, Cida e
Maria Lúcia foram as ganhadoras dos kits Rugol
Que foto, meu Deus, que foto! É a Valda Rolim da
tradicional empresa cosmética Rugol, que mais uma
vez trouxe kits de beleza para sorteio no evento
Ela veio. E
como sempre
transbordou
as xícaras do
chá com o
doce de sua
graça, voz e
brejeirice.
Betty Max, é
bom demais
curtir seu
show
E a Magali
Facchioli
cantou sua
felicidade no
evento,
presente pela
primeira vez no
Chá
Alto, elegante, tipo Lorde, cantor de belo estilo.
Klebber Max é o Filhinho Querido da Betty,
trilhando com imensa Luz seu caminho.
E distribuiu rosas brancas para as fãs
26 de agosto
No próximo Chá,
dia 26 de agosto,
teremos a presença
do cantor Carlos
Ranger
Aqui fazemos a entrega dos alimentos doados no
evento, para a Escola Nova 4E, representada pelo
diretor Ailton Fernandes e Claudineia, na foto
com as participantes da Tarde de Chá
E a Rita ganhou o
vaso de porcelana
ofertado pelo
Vinicius da Hila
Officina do Vidro
Show Room rua
Belém, 72
E, por fim, a Alaíde, aí na foto com dona
Antônia, levou a linda fruteira
xadrezada no sorteio da Hila
Marinalva e Maria do Brás ganharam os brindes
ofertados por Dona Lena do
Projeto Amamos São Paulo
Desfile Luciella
Confecções. Quem
participa leva a
camisola ou short-doll
de cetim para casa
Também a Marlene ganhou o jogo
de copos de porcelana da Hila
ILHA DE VERÃO
TECIDOS
R. João Boemer,416
99516-6530
2695-1685
[email protected]
Indústria e Comércio de Confecções
• Cordões personalizados • Sungas para Short
• Elástico e Viés • Aviamentos para Bonés
Rua Cachoeira, 1081 - Brás
Fones: 2291-6917 / 2693-2963 / 2292-5280 - 2694-7921
www.ilhadeverao.com.br - email: [email protected]
2291-8956 - 2692-3091 - 2693-4367
JORNAL DO BRÁS
11 de Agosto
Um dia de Direito
1ª quinzena de agosto de 2014
Curiosidades sobre Cursos
Jurídicos no Brasil
lembramos que o dispositivo constitucional que permitiu a criação
dos cursos jurídicos era o inciso
XXXIII do art. 179 da Constituição do Império:
Francisco, num prédio antigo, famoso pela sua arquitetura repleta de
arcadas. E foi nessa escola que apareceram algumas das comemorações tradicionais de 11 de agosto.
A criação de cursos jurídicos veio
resolver um problema cultural do
nosso País, pois os jovens brasileiros que desejassem estudar Ciências Jurídicas e Sociais tinham necessidade de ir para a Europa onde, em
geral, procuravam a Faculdade de
Coimbra.
Dia do Direito
Lembrando a criação dos cursos
jurídicos no Brasil, há 171 anos, nesse dia comemora-se o Dia do Direito, ciência que trata da defesa e da
preservação da ordem, da lei e dos
costumes.
O
s primeiros cursos jurídicos no
Brasil foram criados em 1827
em São Paulo e Olinda, com a fundação de duas faculdades de Direito. Em 1854, a Faculdade de Olinda
foi transferida para Recife.
Uma das mais antigas e das mais
tradicionais faculdades de Direito do
Brasil é a da Universidade de São
Paulo, que fica no Largo de São
Dia do Pindura
Como no dia 11 de agosto os advogados fazem festa, os estudantes
de Direito criaram, há muitos anos,
uma festa “especial”: a do pindura.
“ART. 179 – A inviolabilidade dos
Direitos Civis, e Políticos dos Cidadãos Brasileiros, que tem por base a
liberdade, a segurança individual e a
propriedade é garantida pela Constituição do Império pela maneira seguinte:
XXXIII – Colégios e Universidades, aonde serão ensinados os elementos das Ciências, Belas Letras
e Artes.”
No dia 11 de agosto grupos de
estudantes da Faculdade de Direito
do Largo de São Francisco costuma
ir jantar, beber e comer à vontade
nos restaurantes da cidade. Na hora
da conta, surge a ordem do “pindura” e os donos do estabelecimento
devem ficar com o prejuízo em honra da data.
Pesquisa:
Filomena Pécora.
Neide Lopes Ciarlariello, na foto com a
escritora e jornalista Thais Matarazzo,
é neta do saudoso seresteiro
Paraguassu, do Brás.
([email protected] )
P
ode parecer algo inacreditável
para os mais novos, já nascidos
na chamada “era digital”, mas há
menos de 25 anos a internet era um
sonho, algo desconhecido para a
maioria da população mundial, que
não poderia imaginar, nem de longe,
o quanto essa novidade iria impactar em suas vidas e transformar as
relações humanas.
O embrião do que se conhece
hoje como internet surgiu durante a
Guerra Fria, na década de 60, para
fins militares, por razões estratégicas. Segundo relatos, o surgimento
da internet se deu em vista da necessidade dos Estados Unidos descentralizarem as informações, evitando assim a sua perda no caso de um
ataque, além de manter a comunicação, através desta rede.
Um fato curioso dessa história
ocorreu em outubro de 1969, quando da transmissão da primeira mensagem (ou e-mail), a qual continha a
palavra “login”, porém após a transmissão das letras “l” e “o”, o sistema ou computador parou de funcionar, representando um misto de sucesso e fracasso este importante
episódio da história da internet.
A internet foi sendo desenvolvida e, na década de 90, atingiu a população em geral (antes apenas restrita às questões militares e acadêmicas). Aqui no Brasil, foi também
por volta dessa época que surgiram
os primeiros embriões da internet.
Apesar de todo esse desenvolvimento mundial da internet, também
surgiram novos problemas, até então desconhecidos, como casos de
vírus, spams, e de novas maneiras
de cometimento de crimes.
Uma das diversas novidades trazidas pela internet foram as chamadas bitcoins (moedas virtuais), que
surgiram por volta de 2009, constituindo uma alternativa aos demais
meios de pagamento digital. Porém
as bitcoins sofreram recentemente,
no ano de 2014, dois duros golpes,
com o fechamento de dois dos maiores bancos de bitcoins - o banco
FOTO: CRISTOVÃO BERNARDO
Aspectos curiosos da evolução
N
da Internet e as Leis
Luiz Flávio Filizzola D’Urso
japonês fechou após o desaparecimento de quase US$ 400 milhões e
o banco canadense após o furto de
cerca de US$ 600 mil, em bitcoins.
Afinal de contas, uma rede que
movimenta bilhões de dólares por
ano não iria ficar livre da ação de
criminosos.
Para se ter uma ideia do tamanho do e-commerce (comércio virtual) no mundo, divulgou-se que ele
deve movimentar cerca de 53 bilhões
de dólares em 2016, segundo a Kantar Worldpanel. Outro dado alarmante está presente no estudo divulgado
pela empresa McAfee em junho do
corrente ano, segundo o qual, os crimes cibernéticos custam anualmente cerca de US$ 445 bilhões à economia global.
No Brasil, o cibercrime também
já é uma realidade, conforme aponta relatório da Symantec, que atribui prejuízos em razão de cibercrimes de cerca de 18,7 bilhões de reais, isso apenas entre julho 2012 e
agosto de 2013.
Diante da grandeza desses números, do desenvolvimento do comércio e das relações humanas, havia a
necessidade de uma legislação brasileira que estabelecesse um regramento nessa área, e assim surgiu o
Marco Civil da Internet no Brasil.
Buscou-se, então, disciplinar a internet em nosso país, pela aprovação, agora em 2014, desse Marco
Civil (Lei 12.965/14), que ficou co-
7
nhecido também como “A Constituição da Internet”, estabelecendo princípios, garantias, direitos e deveres
para o uso da Internet, e tratando de
importantes temas relativos a ela,
tais como liberdade de expressão,
neutralidade da rede, guarda de registros, dentre outros.
Portanto, assim como está ocorrendo com o dinheiro, e também com
alguns crimes, sem falar em nossas
relações humanas (através das chamadas redes sociais), parece que a
vida de todos está se tornando, a cada
dia, mais virtual e menos real, restando necessária maior atenção por
parte de nossos legisladores para que,
a exemplo do que foi realizado pelo
advento do Marco Civil da Internet,
haja uma constante atualização legislativa, a acompanhar e tentar organizar esse “mundo paralelo”, pois
ao contrário do que muitos pensam,
a internet não é uma “terra sem leis”.
Luiz Flávio Filizzola D’Urso é
Advogado Criminalista, pós-graduado em Direito Penal Econômico e Europeu pela Faculdade de
Direito da Universidade de Coimbra (Portugal) em parceria com o
IBCCRIM, membro da Comissão
de Direito Penal da OAB/SP,
membro da Comunidade de Juristas de Língua Portuguesa (CJLP)
e integra o escritório de advocacia D’Urso e Borges Advogados
Associados.
ão há como falar na criação dos
cursos jurídicos no Brasil sem
nos lembrarmos que “ foi no território livre das Arcadas que as palavras
e os documentos históricos tiveram
sentido patriótico e de verdadeira
expressão dos direitos dos cidadãos”
(Dr. Alvaro Vilaça Azevedo).
E não há como se falar nas Arcadas sem nos lembrarmos que aquele pedaço de chão, hoje denominado
Largo São Francisco, foi escolhido
em 1.642 por Frei Francisco das
Neves para ser construído o primeiro convento da Ordem Franciscana
no Brasil, conforme Alvará concedido pelo Rei Felipe III de Portugal
em 28 de novembro de 1.624. Assim
é que referida área foi doada pela
Câmara. Tal escolha foi fulcrada no
entendimento do Frei Francisco das
Neves porque o local era perto de
água corrente, e estar mais protegido dos ventos.
Foi construído em taipa com 2
andares tendo assoalho de tábuas.
Dentro dele havia uma capela com
a imagem de Nª Sª da Piedade.
Bem mais tarde, em 1823 surgiu
a necessidade de se criar pelo menos um curso jurídico no Brasil, ao
ser discutido o Estado em que se instalaria tal curso, São Paulo estava
mais ou menos fora de cogitação
porque havia na época um grande
preconceito com a nossa forma de
expressão, ou seja, o “sotaque paulista”, e quando Fernandes Pinheiro
propôs a instalação dos cursos jurídicos em São Paulo a critica assim
se manifestou:
“ . . . é reconhecido que o dialeto
de São Paulo é o mais notável. A
mocidade do Brasil fazendo ali seus
estudos, contrairia pronúncia mui
desagradável.”
E ele rebateu pois entendia que:
“ Em São Paulo o clima é temperado, os víveres não são caros e
não há distrações, que ficam à mão
as províncias de Minas, Rio Grande do Sul e as do interior, e por isso
julgo aquela cidade mui própria
para assento de uma universidade.
As mesmas razões me inclinam
para Olinda...”
Voltando aos Cursos Jurídicos,
Vejam que curioso, na época entendeu-se que o DIREITO seria a
primeira ciência a ser ensinada,
como garantidor e regulador social
e como fundamento do Estado Constitucional.
A proposta para a criação dos
cursos jurídicos trazia consigo a premência de formar pessoas capazes
de administrar o país e que tivessem
formação político-jurídica, voltados
para os interesses nacionais.
Ocorre que o governo imperial
não lograva êxito nas tentativas de
controlar o conteúdo político dos cursos, gozando assim a instituição paulista que havia recebido o nome de
ACADEMIA DE DIREITO DE
SÃO PAULO, de grande autonomia
no ensino que ministrava.
A Lei que instituiu os Cursos Jurídicos foi chama de LEI DE 11 DE
AGOSTO, em seu artigo primeiro,
tal como transcrito em pintura numa
parede da Sala da Congregação da
Faculdade de Direito do Largo São
Francisco:
“LEI DE 11 DE AGOSTO DE
1.827
DOM PEDRO PRIMEIRO
POR GRAÇA DE DEOS E UNANIME ACCLAMAÇÃO DOS POVOS, IMPERADOR CONSTITUCIONAL E DEFENSOR PERPÉTUO DO BRASIL. FAZEMOS
SABER A TODOS NOSSOS
SUBDITOS QUE A ASSEMBLEA
GERAL DECRETOU, E NÓS
QUEREMOS A LEI SEGUINTE:
ART. 1º - CREAR-SE-ÃO
DOUS CURSOS DE
SCIÊNCIAS JURÍDICAS E
SOCIAES, UM NA CIDADE DE
S. PAULO E OUTRO NA DE
OLINDA, E NELLES NO ESPAÇO DE CINCO ANNOS E EM
NOVE CADEIRAS, SE ENSINARÃO AS MATÉRIAS SEGUINTES:
DADA NO PALACIO DO RIO
DE JANEIRO AOS ONZE DIAS
DO MEZ DE AGOSTO DE MIL
OITOCENTOS E VINTE-SETE,
SEXTO DA INDEPENDÊNCIA E
DO IMPERIO.”
Finalizando, quero reafirmar que
dessa forma foi iniciada a nossa
emancipação intelectual e política,
da qual muito nos orgulhamos, nós
os brasileiros e em particular, nós
advogados (as) que temos o privilégio e a grande responsabilidade
de fazer cumprir as leis, quando
justas e lutar por suas reformas
quando se afastam da justiça e do
direito.
Fonte: “Arcadas – 1827-1997
– Ana Luiza Martins e Heloisa
Barbuy”.
Colaboração: Neide Lopes Ciarlariello
JORNAL DO BRÁS
8
1ª quinzena de agosto de 2014
Ricardo Gonçalves, poeta, jornalista
e vereador, viveu no Brás
A Mídia e o Cidadão
Eduardo Cedeño
Martellotta
A
rua Dr Ricardo Gon
çalves, localizada no
Brás, faz uma justa homenagem a Ricardo Mendes
Gonçalves, nascido em São
Paulo em 8 de agosto de 1883.
Utilizava os seguintes pseudônimos: Bruno de Cadiz e D.
Ricardito. Proveniente de antiga estirpe paulistana, viveu
grande parte de sua infância
na cidade de Ribeirão Preto,
São Paulo, onde seus genitores se haviam instalado.
Desde cedo Ricardo se
estampado sobre Floriano
Peixoto, e que muitos chegaram a duvidar que fosse de autoria do futuro
poeta.
Ingressando na Faculdade de Direito de São
Paulo, em 1905, revelouse melhor cultor da poesia
do que do Direito. Manifestaram-se logo as qualidades de apreciável orador. Tornou-se muito amigo de dois consagrados literatos: Monteiro Lobato e Godofredo Rangel.
Vivência no Belenzinho
Ricardo Gonçalves e os
amigos fundaram uma república e um jornalzinho: O Minarete. A casa ficava no bairro do Belenzinho e era um
chalé amarelo, no fundo do
quintal se levantava garbosa
paineira. Ali o jovem poeta
compôs os melhores versos,
que só foram reunidos em li-
A rua é pequena, porém, tem um grande nome, Ricardo Gonçalves
revelou grande amante das
coisas do espírito. Após estudar o português, cujos segredos aprendeu com relativa facilidade, conseguiu, sem auxílio de ninguém, aprender o
francês. Escreveu os primeiros versos entre os 11 e 12
anos. Publicou-os, no ano seguinte, no jornal O Leque, de
São Simão, SP, dando-lhe o título de Cromo. Começou, em
seguida, a aparecer entre as
pessoas da família Gonçalves
um jornalzinho manuscrito denominado O Martelo. Todo ele
era feito pelo menino. Causou
espanto, certa vez, um artigo
Ruy Martins
Altenfelder Silva
A
Início da rua Ricardo Gonçalves na esquina com avenida Celso
Garcia, que também foi vereador e jornalista
Trabalhou para diversos
jornais entre eles o Comércio
de São Paulo e Estadinho.
Foi também repórter do
jornal O Correio Paulistano.
O poeta Ricardo Gonçalves viajou pela Itália, em 1907
e 1908. Participou, na volta,
ativamente dos movimentos
operários, defendendo, na
praça pública, suas ideias socialistas. Colou grau em
1912. Tentou a advocacia,
sem resultado. Enveredou
pela política, conseguindo eleger-se vereador à Câmara
Municipal de São Paulo.
Suicídio no Brás
Em 11 de outubro de 1916,
no interior do Hotel Brasil, no
bairro do Brás, acompanhado
da esposa, Ricardo Gonçalves
suicidou-se por motivo passional, com tiro de revólver. Tinha 33 anos.
Finalizando, o poeta e jor-
vro, após a sua morte, com
prefácio de Monteiro Lobato:
“Ipês”, lançado em 1922. Outro ponto de reunião do grupo
do Minarete era no antigo
Café Guarani, na rua 15 de
novembro, onde ficou sendo
conhecido como a Caniçalha.
Como orador o poeta saudou
Rui Barbosa, na cidade de
Santos, e recebeu elogios do
grande republicano. No 1º ano
da Faculdade, participando do
concurso dos melhores trabalhos, em prosa e verso, obteve o 1º lugar nos versos, enquanto Lobato ganhava o prêmio em prosa.
nalista Fernando Góes, que
ocupou a Cadeira 32 da Academia Paulista de Letras, assim definiu Ricardo Gonçalves: “Bela, estranha figura a
desse Ricardo Mendes Gonçalves, tantas vezes evocado
por Monteiro Lobato, não só
com saudade, mas com exaltada admiração. Cenas, quadros, aquarelas, às vezes,
manchas de uma admirável
frescura da vida interiorana,
com a natureza inteira florindo em ipês e em bogaris, mas
também com o homem do
campo, e a sua simplicidade,
e o seu sentimento”.
A rua Ricardo Gonçalves
começa na esquina com a
avenida Celso Garcia e seu
término é na rua Xavantes.
Em mapa de 1913, a rua Ricardo Gonçalves era chamada de rua Ponte Preta. O
logradouro foi oficializado
pelo Ato 972 de 24 de agosto de 1916.
Final da rua na Xavantes
Eis aqui, um poema de Ricardo Gonçalves:
Nhá Carola
“Arrepanhando o vestido
De chita azul, nhá Carola,
Põe feijão na caçarola
Para o almoço do marido.
Dorme um cachorro estendido
À porta da casinhola;
Gritam galinhas de Angola
No terreiro bem varrido.
Enquanto chia a panela,
A moça vai à janela,
A ver se o marido vem.
Mas entra logo zangada
Porque na volta da estrada
Não aparece ninguém”.
Fonte: Livro Poesia Brasileira para a Infância,
de Cassiano Nunes e Maria da Silva Brito
(São Paulo, Saraiva, 1968).
Pesquisa Brasileira de
Mídia, encomendada
pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência
da República ao Ibope, traz
algumas novidades, mas basicamente ajuda a confirmar
e dimensionar tendências já
detectadas aqui e no exterior.
Suas conclusões certamente
poderão balizar a comunicação mais eficiente do governo
com a população, especialmente nas chamadas mídias
eletrônicas (rádio, tv e internet), já que tanto as emissoras quanto os programas e sites oficiais são pouco lembrados e ainda menos assistidos.
De acordo com o levantamento, a televisão é a campeã
inconteste de audiência em
todo o país, pois 65% dos brasileiros se postam diariamente, por mais de três horas, diante da telinha. Esse percentual sobe para 82%, quando
considerados aqueles que a
assistem cinco ou seis dias
por semana. Surpresa, pelo
menos para quem não está
muito familiarizado com estudos sobre a mídia, é a forte
preferência declarada dos telespectadores por noticiários
e outros programas de cunho
jornalístico, que bate em 80%,
deixando em segundo lugar as
novelas, com 48%.
O rádio vem em segundo
lugar, mas com um dado que
desmente sua penetração nos
estados com ocupação mais
refeita. No Centro-Oeste, por
exemplo, 52% da população
nunca ouve rádio, o mesmo
que acontece com 51% dos
moradores da Região Norte.
A maior audiência está no Rio
Grande do Sul, com 72% dos
gaúchos sintonizando suas
emissoras preferidas pelo
menos uma vez por semana.
O último lugar fica com o
Maranhão (9%). Não foi
abordado na pesquisa o quesito programas mais ouvidos,
o que daria mais clareza ao
perfil dos ouvintes.
O terceiro lugar do
ranking já pertence à internet,
embora 53% da população nacional ainda não acessem
esse meio de comunicação,
enquanto 26% ficam ligados
na web durante a semana,
com uma média diária de mais
de três horas e meia. Nenhuma surpresa: a internet é a
campeã entre os jovens menores de 25 anos (77%) e a
menos cotada entre os maiores de 65 anos (3%). Com
68% das citações, as redes
sociais aparecem com as
mais acessadas, com prevalência do Facebook – uma
tendência que estatísticas
mais recentes sinalizam com
já sendo abandonada pelos
mais jovens. Aliás, o Facebook, com 38%, é o site mais
procurado por quem está interessado em informação, seguida por portais essencialmente jornalísticos e ligados
à mídia impressa, como o
Globo.com, G1 e UOL. Entre os entrevistados, em respostas de múltipla escolha, o
acesso à internet por celular
registra sensível avanço, com
40% das citações, contra os
80% dos computadores.
Quando se chega à mídia
impressa, é sensível a queda
da leitura de jornais e revistas
entre os hábitos dos brasileiros: 70% e 85%, respectivamente, nunca abrem um jornal ou uma revista – fato que
vem confirmar as previsões
de que esses meios de comunicação estão fadados ao desaparecimento. Já os mais otimistas alimentam a esperança de que, com esses tradicionais veículos de comunicação, aconteça o mesmo que
ocorreu com o cinema, condenado à morte quando a televisão se popularizou. Ou
seja, que os jornais e revistas
consigam sobreviver e até se
fortalecer numa simbiose
com os outros meios que ameaçam sua sobrevivência. Além
disso, é bom não confundir o
meio com a mensagem, pois
o bom jornalismo pode ser
exercido em outras mídias que
não a impressa. E mais, como
demonstra a preferência pelos programas noticiosos de
tv, a fome pela informação
não está desaparecendo entre
as pessoas; ao contrário, só
faz crescer.
Num importante quesito,
entretanto, mídia impressa
leva nítida vantagem. Quando está em jogo credibilidade, ou a confiança na notícia
recebida, 53% dos leitores
acreditam no que leem nos
jornais, enquanto apenas 28%
dos usuários põem fé nas informações postadas nas redes
sociais. Outro ponto a observar na pesquisa é o peso da
oferta de serviços de interesse da população. Por exemplo, no amplo sistema de
emissoras, programas e sites
mantido e alimentado pelo
governo federal, apenas dois
sites receberam citações de
acesso acima dos 10% e ambos com foco em assuntos de
grande interesse: o do Ministério da Educação, com
12,6%, e o da Receita Federal, com 12,3%.
Na análise das várias segmentações estatísticas apresentadas pela Pesquisa Brasileira de Mídia, aparece um forte sinal. O acesso aos meios
de comunicação tem relação
direta com dois indicadores
sociais nos quais o Brasil não
brilha, apesar de avanços recentes: a escolaridade e o nível de renda. Ou seja, quem
tem mais anos de estudo e orçamento mais folgado, poderá ser um cidadão mais bem
informado e com maior visão
de mundo. Será, por exemplo,
um eleitor mais consciente na
escolha de seus representantes; um melhor pai ou um
melhor professor para as crianças e jovens; um indivíduo
mais preparado para usufruir
os direitos – e para cumprir
os deveres – da cidadania; e
assim por diante. Por tudo
isso, para quem se interessa
pelo tema, é sempre importante lembrar de aliar as pesquisas de mídia à qualidade do
conteúdo que elas transmitem.
Ruy Martins Altenfelder
Silva é presidente do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista
de Letras Jurídicas.
LIBRA
Despachante
DETRAN
Legislação de
Documentos
• Transferência
• Licenciamento
• Renovação de CNH
Rua Uruguaiana, 418
2692-3491
2292-1153
V&M
Gestão Patrimonial
[email protected]
www.agbrasimoveis.com.br
Av. Rangel Pestana, 1.692
Brás - São Paulo
Comércio de Tecidos
e Confecções
1/2 Malha 100%Alg., Tecidos 100%
Polyester em Geral, Moleton,
Cotton, Punhos, Liganete,
Viscolaycra, Gorgurão, Forro
R. João Boemer, 449 - www.vmmalhas.com.br
Tel/Fax: 2796-5979
Tel.: 2081-3273
APOSENTADORIA
Há mais de 10 anos na
assessoria previdenciária
• Aposentadoria por Tempo de Contribuíção • Aposentadoria Especial • Auxílio Doença - Aposentadoria por Invalidez
• Contagem de Tempo para Aposentadoria • Revisões de
Aposentadoria e Pensões • Desaposentação: Se aposentou e continuiou trabalhando (tem chances de aumentar a
renda p/ o teto R$ 4.390,24) • Acidente de Trabalho /
Pensão por Morte.
3214-4043 - 9 7264-4301
JORNAL DO BRÁS
10 de Agosto - Dia dos Pais
Filomena Pécora
O
s filhos têm muitos modos de tra
tar o pai, que vai mudando com
a idade:
“Papai”, quando são bem pequenos;
“Paiê”, já maiorzinhos;
“Paizinho”, quando chegam com
as notas vermelhas;
“Paizão”, na adolescência e querem uns trocados;
E, finalmente, “Pai”, quando já
são adultos.
Eu prefiro apenas “Pai”, acho
mais forte.
Forte como devem ser todos os
pais, para contrabalançar com o coração mole das mães.
A mãe fala, ensina o dia inteiro,
mas as crianças pouco ouvem, porque sabem que ela perdoa tudo e até
esconde do pai as traquinagens que
fazem durante o dia.
Já o pai, não que ele ponha medo,
mas impõe mais respeito. Quando dá
uma ordem ou faz um pedido, a criança vai rapidinho.
A mãe é mais complacente. Quando quer algo, diz: “filhinho, será que
você pode ir à padaria para a mamãe?”. Este modo de falar dá a criança o direito de dizer não, não posso.
Ela não perguntou?
O pai não, ele diz: “meu filho, vá
buscar meus chinelos, por favor!”
A criança vai correndo e feliz, porque o pai está tratando-a como um
adulto, e pensa: “puxa, como meu pai
é durão!”
Agora não pensem os pais que por
serem mais energéticos do que as
mães, os filhos os querem. É puro en-
gano.
Os filhos têm sempre no pai o seu
ídolo, por isso, a responsabilidade dos
pais é muito grande, porque os filhos vão sempre imitá-lo, e você tem
que fazê-los entender que quando
você diz sim, é sim e quando diz não,
é não.
Assim, nunca terão o dissabor de
vê-lo jogar-se ao chão, espernean-
do quando
quer algo, até
convencê-lo
pelo cansaço.
Quando ele
tiver seus próprios filhos, vai
se lembrar
desses fatos, e
vai ver que
você estava
certo.
Às vezes,
o pai fica com
ciúmes da mulher, porque os
filhos a mimam
mais do que a
ele, mas eu tenho certeza de
que muitas vezes eles têm
vontade de
beijá-lo e abraçá-lo, mas tem
medo. Não ligue, beije e
abrace-o para
ele ter coragem de retribuir e você
verá como é
bom.
Independente da idade que ele tenha, se tiver vontade de lhe fazer um
afago, faça.
A gente tem que chegar ao fim
da estrada, não com arrependimento do que fez e sim do que não fez.
O pai é tão importante quanto a
mãe na vida de uma pessoa, cada
um com o seu papel.
Feliz Dia dos Pais a todos!
1ª quinzena de agosto de 2014
Dia dos Pais surgiu
há mais de 4.000 anos
Antão Ouriques de Farias
S
egundo as minhas pesquisas so
bre o dia de homenagem aos pais,
o primeiro a comemorar o Dia dos
Pais foi um jovem chamado Elmseu,
na Babilônia, há mais de 4.000 anos.
Ele teria esculpido em argila algo
parecido com um cartão para seu
pai. No entanto, a instituição de uma
data para comemorar o dia especial
é muito recente.
A comemoração ao Dia dos Pais
tem uma origem semelhante ao Dia
das Mães, em ambas as datas a ideia
foi praticamente a mesma, fortalecer os laços familiares, o respeito por
aqueles que nos deram a vida.
ai de imortal, tu és imorredouro,
estará sempre em nossas lembranças e dentro dos corações de
cada filho. Teu nome é sagrado, por
isso ao iniciarmos as nossas preces
dizemos, “Pai nosso que estais junto
de nós, e Pai nosso que estais no
céu...” É o nosso criador que deu a ti
a incumbência e o poder de ser o nos-
so pai, para a nossa criação, educação, orientação e amor, para seguirmos nossas vidas com dignidade.
É tão gratificante quando beijamos suas mãos ao pedirmos sua benção, e tu nos responde, abençoo-te,
e que Deus te acompanhe, filho querido, este dia será o mais belo de todos. Como gratidão por tudo que o
Senhor é para nós, seus filhos, olhamos para o alto, com as lágrimas
descendo pelas nossas faces, lágrimas essas de alegria, agradecendo
a Deus por ter-nos dado esse papai
maravilhoso.
Dos seus filhos agradecidos
que nunca os esquecerão, todos
nós, seus filhos.
QUALIDADE DE VIDA
Dece
pção
...
Decepção
pção...
Marisa Moura Verdade
C
aríssimos leitores, depois daque
les 7 a 1 só consegui imaginar a
decepção como tema para esta coluna! A palavra significa o malogro
de uma esperança, é sinônimo de desilusão, desengano, desapontamento; envolve surpresa desagradável,
contrariedade, desgosto. Experiências decepcionantes sempre se relacionam com o fracasso de expectativas ou esperanças pessoais, abrangem decisões e escolhas das quais
nos arrependemos, em vista dos seus
resultados ruins ou desagradáveis.
Expectativas, decepções e tristezas
caminham lado a lado. Não importa
se nossas desilusões são grandes ou
pequenas, todas decorrem de expectativas a respeito de como algo ou
alguém deve ser ou vir a ser. São
reações dolorosas, produzidas por
uma visão de realidade particular,
pré-definida e assumida.
Raramente passamos uma sema-
CARRINHOS
E RODÍZIOS
na sem sofrer desapontamentos. Alguns contratempos somente atrapalham um pouco a rotina diária: não
encontramos o produto que fomos
comprar no supermercado, derramamos café na camisa nova, o namorado chega atrasado ao encontro
marcado... Outras circunstâncias
constituem adversidades que alteram
completamente o panorama existencial. São exemplos de desventuras:
a infidelidade do parceiro romântico,
uma doença grave que ameaça a
própria vida ou a vida de um ente
querido, o fracasso no concurso público que permitiria o desenvolvimento da carreira sonhada.
Não importa se as decepções são
grandes ou pequenas, todas elas têm
algo em comum: resultam de expectativas que determinam como vamos
de encontro ao mundo. O problema é
que os outros também têm suas próprias expectativas. Igualmente, adotam conceitos e valores preferenciais acerca dos modos de ser em relação a si mesmo e aos outros. Diferentes esperanças são fontes de perturbação no dia a dia — quanto mais
altas, maior é o risco da decepção.
Dificilmente encontramos pessoas
continuamente dispostas a agir com
generosidade e desprendimento, em
função de nossos melhores interesses. A tendência mais comum é cada
um tomar cuidados consigo mesmo,
atendendo condições existenciais diferentes das nossas, buscando o próprio caminho da melhor maneira possível. Idealizações a respeito do com-
portamento e das atitudes dos outros
predispõem a frustrações, ansiedades,
desentendimentos e mágoas.
Felizmente, podemos mudar pensamentos e fantasias que promovem
a decepção e a resposta do estresse. O primeiro passo é desafiar pontos de vista inoportunos, responsáveis por nossa irritabilidade e chateação. Isso ocorre quando refletimos
sobre episódios que levaram ao desencanto, avaliando intimamente se
nossas expectativas são tão altas que
ninguém se dispõe a cumpri-las. Esses cuidados renovam a maneira de
pensar circunstâncias que impedem
a caminhada para uma vida melhor.
Há sempre algo a aprender com nossas decepções – especialmente as
mais dolorosas. Desencantos são
oportunidades de autoconhecimento
e ampliação da percepção do mundo. Eles desvendam ilusões inerentes às nossas aspirações mais infladas. Quem pode garantir que nunca
seremos traídos no amor? E desde
quando fracassos não fazem parte
da vida profissional? Afinal, conforme um dito popular, decepção não
mata, ela ensina a viver.
Marisa Moura Verdade é Mestra em Educação Ambiental, Doutora em Psicologia, especializada
em Psico-Oncologia. Autora do
livro Ecologia Mental da Morte.
A troca simbólica da alma com a
morte. (Editora Casa do Psicólogo
&
FAPESP).
E-mail:
[email protected]
lebrar o Dia dos Pais. Em 1910 enviou uma petição à Associação Ministerial de Slogans, cidade dos
EUA.
O primeiro Dia dos Pais foi comemorado no dia 19 de junho de 1910
em Spokane, Washington. A rosa foi
escolhida como flor oficial do evento. Aos pais vivos seriam oferecidas
rosas vermelhas, e aos mortos, rosas brancas.
O presidente Calvin Coolidge
apoiou a ideia de um Dia dos Pais
Nacional e finalmente em 1966, o
presidente Lyndon Johnson assinou
uma proclamação declarando o terceiro domingo de junho como sendo
Dia dos Pais.
Sonora Smart homenageou seu papai
em 1910 e criou o Dia dos Pais nos EUA
Pai de Poder – Pai de Amor
P
9
Sylvio Behring, então diretor do jornal
O Globo, trouxe o Dia dos Pais
para o Brasil, em 1953
Em 1909 a norte-americana Sonora Louise Smart Dodd queria um
dia especial para homenagear o seu
pai, Willian Smart, um veterano da
Guerra Civil que ficou viúvo, ele
criou os seis filhos sozinho em uma
fazenda no Estado de Washington.
A filha Dodd, já adulta, analisou a
força e generosidade de seu pai. Ao
ouvir um sermão dedicado às mães,
teve a ideia de criar um dia para ce-
No Brasil, a ideia de comemorar
o Dia dos Pais partiu do jornalista
Sylvio Behring, foi festejado pela
primeira vez no dia 14 de agosto de
1953, Dia de São Joaquim, patriarca
da família.
A data foi então transferida para
o segundo domingo de Agosto, pois
o dia de domingo é mais propício para
as reuniões em família.
Quero deixar aqui os sinceros
votos de Paz, Amor e União a todas
as famílias e aos Pais de todo Brasil.
A todos os Pais falecidos, o Santo
descanso eterno. Amém.
Antão Ouriques de Farias é
filho do Cariri Paraibano, residente em São Paulo, Advogado, Escritor, Historiador e Pesquisador.
Bolo do Papai
Ingredientes
Massa de chocolate
1 xícara (chá) de margarina sem sal
2 xícaras (chá) de açúcar
5 ovos
Essência de baunilha a gosto
2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de leite
Suco de ½ limão
Recheio
Morangos
Açúcar para polvilhar
2 latas de leite condensado
2 latas de creme de leite
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de margarina
sem sal
6 gemas
Cobertura Chantilly
Modo de Preparo
Massa: na batedeira, bata a margarina e o açúcar até formar um creme
esbranquiçado. Adicione os ovos um a um, a essência de baunilha e bata
bem. Peneire a farinha, o chocolate, o fermento e misture à massa,
mexendo delicadamente.
Aqueça o leite com o suco de limão até talhar. Deixe esfriar e junte à
massa. Unte uma forma com margarina, coloque a massa e leve ao
forno preaquecido a 180º por 40 minutos ou até dourar.
Recheio: lave bem os morangos, pique-os e polvilhe-os com o açúcar.
Deixe descansar por 30 minutos no mínimo. Em uma panela, coloque o
leite condensado, o creme de leite, a farinha, a margarina e as gemas e
cozinhe, mexendo sempre, até ficar em ponto de brigadeiro mole. Desligue
o fogo e misture o morango delicadamente. Reserve.
Montagem: abra o bolo ao meio, recheie e cubra com chantilly batido.
Dr. Rafael Guandaline
de Paula
Cirurgião dentista
CRO-SP 103722
Implantodontista / Próteses /
Endodontia / Cirurgias / Clínico geral
www.crr.com.br
Av. Celso Garcia, 528 sl 29
Fone: 2691-3779
R. Maria Marcolina, 299 - 2698-7070
R. Firmino Witaker, 123 - 2694-2206
JORNAL DO BRÁS
10
Brasense realça memória
do Choro em livro
N
ascido no bairro do
Brás, o professor José
de Almeida Amaral
Júnior escreveu a obra “Cho-
rando na Garoa – Memórias
Musicais de São Paulo”.
O trabalho de Amaral Jr foi
inspirado na paixão pela mú-
sica brasileira e, mais especialmente pelo choro, o primeiro gênero urbano nacional, e
traz uma breve discussão com
base bibliográfica sobre o cenário sócio-econômico do país
ao longo do século XIX, fim
do período colonial até a República. A partir daí, o autor
traça um panorama dos elementos que dão origem a esse
gênero musical.
Entre os entrevistados, estão grandes nomes da música
brasileira, como Izaías Bueno
de Almeida, Laércio de Freitas, Toninho Carrasqueira,
Milton Mori, Proveta, Danilo
Brito, Luizinho 7 Cordas, Edmilson Capelupi, Guta do Pandeiro, Luis Nassif, e outros.
O livro, com um total de
530 páginas, tem prefácio de
autoria de Fernando Faro (lendário produtor TV Cultura).
Na próxima edição, traremos entrevista com o autor
dessa inédita obra cultural, além
dos livros sobre o Brás e o Pari.
Pró-TV fará homenagem aos cantores do rádio
A
Pró-TV – Museu da Te
levisão realizará sessão
de autógrafos do livro “A Rapaziada do Brás” no próximo
dia 9 de agosto, das 10h às
13h, na Casa Amadeus Musical - rua Quintino Bocaiúva,
22, 1º andar, local onde funcionou o antigo prédio da Rádio
Record, e por onde passaram
muitos artistas do Brás.
Na oportunidade, será
prestada homenagem às cantoras Alda Perdigão e Ciça
Marinho (ambas do Brás), aos
cantores Raimundo José e o
saudoso Paraguassu, repre-
sentado pela neta, Dona Neide Lopes Ciarlariello, e outros
do rádio paulista. O livro foi
escrito pela jornalista Thais
Matarazzo, que voltou de Belo
Horizonte após a divulgação
das suas obras na cidade mineira.
O Museu da Televisão
também concederá ao Jornal
do Brás o “Diploma de Honra
ao Mérito”, pelo apoio cultural na divulgação dos lançamentos dos livros da coleção
da Pró-TV.
1ª quinzena de agosto de 2014
Gerações na Redação
M
ilton George fundou o Jornal do Brás dia 20 de outu
bro de 1989. E o Eduardo Martellotta aportou aqui na
redação em janeiro de 2004. Curioso é que ambos são librianos e, como tal, falam a mesma linguagem, cujo principal
dogma do signo é o otimismo, ligado à Amizade.
Jasa faz poema para
o Milton do Jornal
P
oeta Wilson
Jasa e Milton George são
amigos há cerca de 30 anos,
dos tempos do
prédio Zarzur
em 1984 quando lá Milton explodia o Jornal
do Truco no Brasil. Veio o
Jornal do Brás em 1989 e até
aqui sempre juntos. Aliás,
Wilson faz o Varal de Poesias há 15 anos, no último domingo de cada mês no Parque do Piqueri.
Na foto: Eduardo, Trinda-
Cientistas malucos agitam
Museu Catavento
Trabalhadores que iniciam
a semana estressados
Alzira Jorri de Tomei
O mundo corporativo tem
passado por uma série de reestruturações e práticas organizacionais e essa rotina tem
mexido com o comportamento dos trabalhadores. As organizações estão menores,
com menos pessoas fazendo
mais e sentindo-se menos se-
guras. É quando surge a figura do "supertrabalhador", desenvolvendo novas competências: tolerar mau humor dos
colegas de trabalho, obedecer
aos encarregados mal preparados e conviver com a insegurança que o empreendedorismo traz nas grandes metrópoles. A fim de minimizar custos e dinamizar processos, está
havendo um crescente número de funcionários temporários e de serviço autônomo.
Frente a esse cenário de transformações, o debate sobre a
relação entre a saúde organizacional e o estresse ocupacional tem crescido bastante.
Existe um fator chamado
"Relações Interpessoais" demonstrando que a falta de comunicação, o tempo insufici-
SANTA RITA
Organização
de Despachos
R. Rodovalho da Fonseca, 234
3217-8888
ente para terminar as tarefas
e a discriminação geram transtornos imediatos.
Dados que investigam o
comportamento organizacional, aspectos de saúde e a
constante agonia do trabalhador são fatores preocupantes,
auxiliando na melhoria da qualidade de vida no trabalho.
Também é preciso haver
consciência por parte dos
empresários, no sentido de que
o desconforto vivido no cotidiano pode ser gerado pela
falta de liderança adequada.
Empresas bem gerenciadas
são sinônimo de maior produtividade, competitividade e
satisfação pessoal. Corporação bem conceituada em nível de Recursos Humanos é
o lugar onde seus funcionári-
os entendem as discórdias
como fatores de reflexão para
decisões coerentes, com ajustes saudáveis e aprendizado
mútuo. O estresse não se dá
unicamente por conta de as
empresas estarem doentes; é
um sintoma causado por um
aglomerado de situações, inclusive o cansaço dos finais de
semana atribulados, que pode
ser aliviado pela escolha inteligente dos programas oferecidos nos melhores pontos de
lazer.
Alzira Jorri de Tomei,
brasense, 57 anos, é Docente na Universidade Nove de
Julho, formada em Letras,
Direito e Gestão Administrativa e especialista em
Psicopedagogia.
de, Salete, Elisa, Jasa, Evangelista, Milton e Cícero.
E o Poeta escreveu um
poema sobre a fundação do
Jornal do Brás que foi uma
nobre conquista, divulgador
da Cultura, bem na Capital
Paulista.
O
grupo Ciência Divertida
estará no Catavento Cultural e Educacional, museu de
ciência e tecnologia da Secretaria da Cultura do Estado de
São Paulo, no sábado, 9 de
agosto, com o propósito de disseminar hábitos de vida saudável.
O espetáculo Café da
Manhã Saudável, desenvolvido por pedagogos, é apresentado por dois "cientistas da
nutrição" que falam sobre a
importância da primeira refeição do dia para o crescimento e desenvolvimento do corpo humano e para o rendimento escolar. O "menu maluco"
apresentado pelos cientistas
leva em conta a origem dos
alimentos, os nutrientes indispensáveis ao organismo, os
diferentes grupos de alimentos e as quantidades que devem ser ingeridas diariamente e termina abordando a importância da prática diária de
atividades físicas para uma
vida saudável.
Serviço: Café da Manhã
Saudável
Data: 9/08/2014 (sábado)
Horários: 14h e 15h30
(duas sessões)
Local: Auditório do Museu
Catavento
Duração: 60min
Gratuito
Catavento Cultural e Educacional
Onde: Palácio das Indústrias - Praça Cívica Ulisses
Guimarães, s/no (av. Mercúrio), Parque D. Pedro II
Telefone: 3315-0051 atendimento das 11h às 17h
Quando: terça a domingo,
das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h)
Quanto: R$ 6 e meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. Entrada gratuita aos
sábados.
JORNAL DO BRÁS
1ª quinzena de agosto de 2014
Imigrantes celebram União de Povos
Eduardo Cedeño Martellotta
C
om imenso sucesso, foi realizada pelo Museu da Imigração, dias 20, 26
e 27 de julho últimos a 19ª Festa do Imigrante, com workshops de
dança, oficinas de artesanato, apresentações artísticas e presença da culiná-
11
ria de mais de 30 países, numa celebração de vários povos de contribuíram
com o desenvolvimento de São Paulo.
O Arsenal da Esperança cedeu o espaço para a grandiosa festa, que
registrou enorme presença de público.
Paella española
Coral das Mães Coreanas
Sociedad Folklorica Boliviana
Pratos russos
Paulo e Matilde estiveram na tenda da Espanha, e venderam pratos típicos, como a paella valenciana, a sangria,
feita de vinho, soda, maçã e limão, além dos mini churros
Suco mokochinchi da Bolívia
A Irina, que nasceu na Moldova, apresentou na tenda da
Rússia, pratos típicos como os blinis (panquecas de carne),
os varenikis de batata e queijo, além de doces como o
famoso strudell de maçã e o medovik, bolo feito de mel,
nozes e creme de leite caseiro
Tuchê !
Na tenda da Bolívia, a Cristina, cujo pai é de La Paz,
contou que foram vendidos produtos típicos
como as empanadas e o delicioso suco de pêssego
desidratado (mokochinchi)
Grupo Tanzfreunde da Alemanha
Uma casa portuguesa, com certeza!
La Itália Mia
Grupo de Danças Folclóricas Ucranianas Kyiv,
que pede a Paz imediata
As comidas portuguesas também fizeram sucesso na Festa
do Imigrante. Teve alheira – linguiça portuguesa de carne
de porco, bacalhau ao forno, bifanas, bolinho de bacalhau
(o mais famoso do Museu da Imigração, segundo
Maria Carolina), e também caldo verde
Comida turca e egípcia
Claro que na tenda italiana não deixariam de faltar as
famosas massas: o espaguete, sofióli, caneloni, nhoque e
rondeli. As moquenses Sonia, Natália, Giseli e Analina
estiveram na tenda
Samira exibe a culinária da Turquia e do Egito. Entre os
principais pratos estão o arroz marroquino, feito com
carne, frango, uva passas, amêndoas e nozes, o mijabra, de
arroz, lentilha e cebola frita, o lanche de kafta no pão árabe
com pasta de alho e gergelim, e o mais popular deles, o
Döner Kebab, composto por pão árabe, pasta de alho,
picles, tomate, cebola, batata frita e carne
Tenda do Líbano
Geisa e Sueli
venderam as
comidas típicas
libanesas – falafel,
kibe, esfiha,
charutos de uva e
repolho, coalhada
seca, tabule,
homus e
babaganush,
e os doces halawi,
burma e beklawi
Grupo de Dança Acuarela Paraguaya
Serta Corretora de Seguros
DEDETIZADORA
3442-7197
2285-0120
99849-1371
www.ainfinitadesentupidora.com.br
Orense
Pão quente de hora em
hora, assados em geral,
baguetes, bolos,
doces e salgados
Encomendas
para Festas
Rua Catumbi, 472
2292-5144 / 3459-0627 / 0637
Panificadora
Autos - Motos - Pickp - Vans
Caminhoes Leves - Kombi
Cobertura: Roubo + assistência 24hs.
Antigos e novos
2485-7079 - 97373-7247
c/ José Roberto Pellin
Mercadinho
Belenzinho
Rua Catumbi, 494
2292-5144 / 3459-0627 / 0637
Produtos Nacionais
e Importados.
Tudo para sua Boa
Mesa de Alimentação,
Açougue de Carnes
Nobres, Frutas,
Verduras e Legumes.
JORNAL DO BRÁS
12
MAKTUB!
1ª quinzena de agosto de 2014
Agradecimento
“Durante a minha gestão na
presidência do Lions Clube
de São Paulo – Belém, no
Ano Leonístico 2013/
2014, recebi religiosamente, em minha
residência, os
exemplares Jornal
do Brás.
Na oportunidade,
desejo agradecer e
registrar por essa
deferência, em virtude
de ter-me desligado do
Clube, em junho de 2014”.
Colorado anuncia samba-enredo 2015
Escola faz homenagem à colônia árabe
A
pós um belíssimo des
file no carnaval de
2014 que garantiu a
permanência da agremiação
no Grupo de Acesso, a Colorado do Brás se prepara para
o próximo carnaval buscando
o tão sonhado retorno ao Grupo Especial com o enredo:
“Maktub - Estória de mil e
uma histórias”, desenvolvido
pelo carnavalesco Danilo
Dantas da Colorado.
O enredo foi anunciado
na noite do último dia 1º de
julho em um jantar realizado
no Restaurante Barakiah,
onde a diretoria da Colorado
se reuniu em um clima de
descontração para lançar
oficialmente o enredo do
carnaval 2015 que fará uma
homenagem à comunidade e
costumes árabes.
A escola será a segunda a desfilar pelo Grupo de Acesso em 2015.
Conceitos
Maktub na acepção da filosofia
ba Tahan – coletânea de
1961, exalta a expressão
característica do fatalismo
muçulmano, cujo conceito
no Alcorão em nada difere
do que se vê na Bíblia (vide
Reis 3,7,34 e 83). Sintetiza
tão somente a fórmula clássica, ortodoxa, com o Destino, isto é, “Tinha que
Acontecer”.
Histórica Homenagem
Com esse samba-enredo envolvente, a Colorado
do Brás irá, com certeza,
enaltecer a tradição árabe,
seus templos, Sultões,
Cheiques e Califas, suas
glórias e, acima de tudo,
suas virtudes, a Sabedoria,
Carisma, Simplicidade e Fé
de seu povo.
árabe, significa “Estava Escrito”,
particípio passado do verbo
“Ktab” (escrever). O termo, destaque do escritor Breno Alencar
Bianco no livro Maktub de Mal-
Nova sede
A Colorado do Brás agora está
instalada na rua das Olarias, 283,
sob a presidência do jovem Leandro Donato.
Paulo Kiyosi Suzuki.
GENTE NA LINHA
O padre Enivaldo da Igreja
Bom Jesus fez esta foto
no Rotary Brás em 2010.
Foi um almoço com a
presença também do
então presidente do
Rotary Vila Carrão,
Antonio Gelfusa,
aí com o Milton
Irene e Flávia, boas
amigas que
convivem conosco
nesse sorriso feliz
Amigos da Praça José Brás
Malas da Alegria é só Alegria
Márcia Sakurata e o Grupo Amigos da Praça
M
árcia Sakurata, presidente do
Grupo Amigos da Praça disse
na festa Brás 196 Anos que o grupo
está completando 13 anos. Ela contou também que o Amigos da Praça
faz parte do Instituto Amigos da Praça nos Trilhos da Cidadania, com a
Cerqueira, Sebastião e
Ivo Holanda do SBT
fazem a festa em todos os
cantos e recantos. Como
em todos os anos,
participaram do
Aniversário do Brás.
Shows pelo fone
99339-0701.
Maestrina Lúcia da Igreja Bom Jesus do Brás
predominância de mulheres.
Os objetivos do grupo são lutar
pelo verde no Brás e trazer cidadania por meio de ginástica, caminhada, coral e dança urbana.
As atividades são realizadas de
segunda a sexta-feira das 7h às 8h
Pingo de Ouro
aguarda sua festa
no Parque Benemérito José Brás.
O Amigos da Praça fez uma belíssima apresentação na festa, inclusive com a maestrina Lúcia, que ensina música aos sábados na Igreja
Bom Jesus do Brás, por meio de projeto do Rotary Club Brás.
São Vito volta com os
almoços da 6ª feira
T
radicional evento da rua Yamato, Jardim Japão, a
Festa Pingo de Ouro Menino Jesus de Praga já
está sendo organizada para o dia 28 de setembro.
Quem programa tudo tudinho é a Terezinha, aí na
foto com Loir, Milton e Cleuza Dias.
T
oda 6ª feira tem almoço beneficente das Mam
mas na Associação Beneficente São Vito Mártir,
com renda para as 100 crianças da creche. A Francesca Raffaele disse que as delícias italianas dão água
na boca. Ligue 3227-8234 – rua Fernandes Silva, 96.
Maura Fernandes é compositora
e Seresteira, aí na foto com
seu inseparável violão.
Canta músicas novas e antigas
para todos os gostos.
Fone: 96356-4746.
Carlos Roberto é cantor da
Velha Guarda, seresteiro de
primeira grandeza. Ele mora
na Vila Maria Zélia e agrada
em cheio em todos os eventos
em que se apresenta. Contatos
J Beline 99718-0788.
AUTO POSTO MARIA ZÉLIA
•Conveniência •Troca de Óleo •Ducha
Questão de Bom Atendimento
Rua Jequitinhonha, 138
2694-3808
Promoção: Troca de Óleo 3x no Cartão:
Lavagem Completa Grátis
3xx
sem
juros
Calçados Masculinos e Femininos e Acessórios
2618-3888
Aceitamos Cartões
de Créditos
Rua José Monteiro, 195-A - Brás
www.viascannelli.com.br
Aprenda a jogar Truco
www.trucofpt.com.br
Ligue
2618-1378
2692-3469
E filie-se na
FPT
Download

Edição 254