Administração de negócios franco-brasileiros no Brasil:
Análise dos fatores de sucesso ou fracasso a partir de alguns cases
Franca, 23 de Maio de 2011
Palestra Frédéric Donier
Conselheiro Câmara de Comércio França-Brasil de São Paulo
Sócio Diretor Crescendo Consultoria
© Crescendo Consultoria
Crescendo Consultoria – São Paulo – Tel: +55 11 35251 7322 – e-mail: crescendo@crescendo-consult.com.br
Sumário
•
Introdução
•
Contextualização dos negócios França-Brasil
•
Aspectos culturais nas relações empresariais França-Brasil
•
Caso de sucesso e caso de fracasso
•
Conclusões e perspectivas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 2
CV resumido: Frédéric DONIER
•
•
•
EDUCAÇÃO
– Master of Science em Engenharia pela Ecole des Mines de St-Etienne (França)
– Especialização em mercado de capitais e finanças pela FGV-SP
– Certificação internacional em Coaching pela International Coaching Community (ICC)
– Fluência em 4 idiomas : português, francês, inglês e espanhol
EXPERIÊNCIA
– 17 anos de consultoria internacional de alta gestão na Europa e América Latina junto a multinacionais e
empresas nacionais de grande porte
– Anteriormente 2 anos na diplomacia francesa e 5 anos em posições executivas em indústrias multinacionais
com atuação na França, Reino Unido, USA e Brasil.
– Conhece o Brasil desde 1976, onde estabeleceu residência permanente em 1995
– Foi Diretor da EUROGROUP, grupo internacional de consultoria de gestão
– Foi Vice-Presidente da SOLVING INTERNATIONAL (atual SOLVING EFESO)
– Atualmente é Sócio fundador da CRESCENDO, consultoria em gestão da mudança, organização e estratégia
que atua em 10 países com foco especial no Brasil e na França
– Freqüentes palestras, artigos e entrevistas junto a mídia brasileira e internacional
– Administrador eleito da Câmara de Comércio França-Brasil (SP) e Líder do Comitê de Empreendedorismo
– Presidente da Intermines Brésil, associação de alumni no Brasil das Ecoles des Mines francesas, e
Coordenador delegado da Paristech Alumni Brésil
– Professor convidado de Inteligência Estratégica, Gestão do Conhecimento e Gestão da Mudança da FIA no
International MBA, MBA executivo e da FIPE no MBA de Inteligência Competitiva e Estratégica
– Membro da Diretoria do SCIP Brasil (Strategy & Competitive Intelligence Professionals)
EXPERTISE
– Formulação e execução estratégica
– Inteligência estratégica / Inteligência baseada em redes humanas
– Coaching de equipes de direção e coaching executivo
– Integração pos-fusão, re-estruturações e gestão da mudança
– Organização, Management 2.0
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 3
Apresentação de Câmara de Comércio França-Brasil - CCFB
•
Fundada no Rio de Janeiro há 111 anos, em 17 de março de 1900, a Câmara de
Comércio França-Brasil conta hoje com mais de 850 associados entre empresas
francesas e brasileiras de todos os portes e áreas de atuação e pessoas físicas.
•
A CCFB é uma associação sem fins lucrativos que visa ao desenvolvimento das relações
econômicas, financeiras, comerciais, industriais, técnicas, culturais e sociais entre a
França e o Brasil.
•
A CCFB é administrada através de uma estrutura federal sediada no Rio de Janeiro, e
através de suas entidades regionais em 4 capitais do Brasil , Rio de Janeiro, São Paulo,
Minas Gerais, Curitiba assim como uma representação no Rio Grande do Sul
•
Mais informações disponíveis através do site www.ccfb.com.br
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 4
As Áreas de Atuação da Crescendo:
Consultoria em Gestão da Mudança, Organização e Estratégia
• Definição de Identidade e Visão
Compartilhada
• Formulação Estratégica
• Inteligência de Mercado
• Implantação Sustentável (Brasil / Europa)
• Gestão Estratégica do Capital Cliente
• Execução Estratégica Norteada
(Balanced Scorecard)
• Gestão Orquestrada de Projetos
• Inteligência Estratégica
Participativa
Estratégia:
Revitalizar os
Modelos
de Negócios
Orquestração :
Alinhar
Estratégia,
Organização e
Viabilizar
Gestão da
Pessoas
Organizações
Mudança:
de Alto
Energizar os
Desempenho
Talentos Humanos
• Transformação Participativa das Organizações
• Integração pós-fusão
• Processos de internacionalização
• Parcerias/JV em contextos multiculturais
• Modos de funcionamento
• Eficácia Coletiva / Coaching de Equipe
• Boas Práticas Gerenciais
• Coaching Executivo
• Gestão de Crise
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 5
Conquistamos reconhecimento internacional exportando
soluções do Brasil para uma dezena de países a serviço de
grandes e médias empresas francesas e brasileiras
Sede Crescendo - São Paulo
Representação comercial
Localização de projetos Crescendo
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 6
O ponto de observação deste apresentação contempla duas
dimensões em relação a nossa temática de hoje
•
No nível micro através da experiência adquirida acompanhando no campo clientes
com suas problemáticas estratégicas, organizacionais e de implantação no Brasil
•
No nível macro, através da experiência associativa (CCFB, associações de alumni),
acadêmica (FIA / FIPE / ESG) et pessoal acompanhando as grandes transformações
socioeconômicas e políticas que testemunhamos no Brasil nos últimos 25 anos
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 7
Sumário
•
Introdução
•
Contextualização dos negócios França-Brasil
•
Aspectos culturais nas relações empresariais França-Brasil
•
Caso de sucesso e caso de fracasso
•
Conclusões e perspectivas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 8
Os últimos anos recolocaram o Brasil em uma posição
de destaque dentro do cenário econômico mundial
1900-80 – A decolagem




1980-94: O mergulho na crise
Industrialização
Maior crescimento mundial (~7%)
Modernização e grandes projetos
Emergência de uma ‘soft power’




O país do futuro
O eterno país do futuro
Crise da dúvida
Estagnação econômica (<2%)
Hiperinflação
Crise social
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
1995-2010: A re-decolagem




Estabilização econômica
Crescimento reencontrado (~4%)
Redução da pobreza
Inserção global
O país do presente
Página 9
O Brasil vem desenvolvendo uma economia dinâmica,
possuindo vantagens comparativas naturais relevantes
que o projetam hoje como 7ª potência econômica mundial
Crescimento do PIB por zona geográfica
2008
2009
2010
2011e
2012e
Brasil
+5,1
-0,6
+7,5
+4,5
+4,1
França
+0,1
-2,5
+1,5
+1,6
+1,8
Zona Euro
+0,4
-4,1
+1,7
+1,6
+1,8
China
+9,6
+9,2
+10,3
+9,6
+9,5
-2,6
+2,8
+2,8
+2,9
EUA
Fonte:FMI Outlook maio de 2011
1.
2.
•Superficie Total: 8.514.876 km2
48% da América do Sul
3.
•População Total: 193 milhões de habitante
3 vezes mais que a França
 2,7% da população mundial
4.
5.
6.
Um setor de agro-business rico que representa 25% do PIB
nacional e um 1/3 dos empregos no Brasil .
Com as descobertas do pré-sal de 2007 o Brésil pode se tornar a
8ª reserva de petróleo do mundo.
O país possuir o maior potencial hidrelétrico do mundo (255
milhões de KW, 80% da energia do país)
O grupo Vale é a segundo produtor mundial de minérios
Embraer est o 3º fabricante de aviões no mundo.
O Brasil se tornou em 2010 o 4º mercado mundial automobilístico
Fonte: IBGE – PNAD2009 – Itau BBA - BNPParibas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 10
A relação França => Brasil é dinâmica tanto no plano do comércio
(+33% no 1º semestre 2010) quanto no plano dos investimentos diretos
(França 5º investidor no Brésil em 2009)
Tipo de empresa
Presença francesa no Brasil
Globalmente
- 450 empresas estimadas
- 400.000 empregos
Grandes Empresas
- Massiva e histórica
- Quase todo o CAC40
Empresas de
Tamanho
Intermediário (ETI)
- Historicamente modesta; em forte
crescimento desde a crise de
2008
PME
- Ainda reduzida
- Empreendedores individuais
As modalidades de interação com o Brasil
Import Export
11%
8%
Bureau de représentation
21%
6%
54%
Filiale, présence industrielle
Joint-Venture, Partenariat
Autre
Fonte: Pesquisa Crescendo junto a 37 empresas – outubro 2010
*
*
Fonte: BNPParibas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 12
O mercado e a proximidade cultural são os principais atrativos do Brasil
para as empresas francesas em relação aos demais BRICs, ao passo que
as questões tributárias e administrativas permanecem como os seus
calcanhares de Aquiles
As três principais especificidades que
tornam o Brasil mais atrativo entre os BRIC
As três especificidades que tornam o Brasil
menos atrativo entre os BRIC
38%
30%
31%
20%
17%
Mercado
Cultura
10%
Estabilidade
politica/eco
“Provavelmente o melhor “mix” entre os BRICs em termos de crescimento potencial e riscos
Fonte: BNP Paribas
Fonte: Pesquisa Crescendo junto a 37 empresas – outubro 2010
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 13
Os investimentos brasileiros na França são ainda muito modestos com
raras exceções... refletindo uma situação assimétrica nas relações
empresariais França-Brasil
30
empresas
brasileiras
presentes
na França
28,4
Investimentos Diretos Brasileiros no exterior em 2009(%)
22,7
5,6
5,5
4,8
4,6
4
3,6
3
2,8
Fonte: BNPParibas
Principais empresas brasileiras presentes na França
Setor
•Natura
Cosméticos
• Vale
Mineração/logística
•Weg
Motores
• Embraer
Aeronáutica
•Banco do Brasil
Financeira
• TAM
Cia aérea
• Empresas diversas dos segmentos de luxo, jóias, varejo, ....
Diversos
• ....e mais recentemente: Karen Stephens
Calçados
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 15
Sumário
•
Introdução
•
Contextualização dos negócios França-Brasil
•
Aspectos culturais nas relações empresariais França-Brasil
•
Caso de sucesso e caso de fracasso
•
Conclusões e perspectivas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 16
O contexto cultural brasileiro deve ser considerado para
analisar os desafios de uma empresa estrangeira
na gestão da organização e das pessoas
Item de
análise
cultural
PODER
RELAÇÕES
FLEXIBILIDADE
Traço dominante no
Brasil
Impacto ‘lado sol’ em
gestão de pessoas
Impacto ‘lado sombra’ em gestão
de pessoas
• Poder concentrado /
centralizado
• Autocracia ainda é
enraizada
• Agilidade dos processos
decisórios / capacidade
de execução
• Não comprometimento das pessoas
• Delegação para cima
• Não aproveitamento de competências
disponíveis
• Cordialidade
• Tendência ao
coletivismo (vs.
individualismo)
• Pessoas facilmente
mobilizáveis / baixa
resistência a mudança
• Gestão por consenso
• Relações de amizade podem
prevalecer sobre relações profissionais
• Alta complacência / baixa confiança
• Conflitos não explicitados
• Adaptabilidade
• Criatividade
• Abertura para inovação
• Facilidade para lidar com
gestão de crise
• Ausência de rigor / Indisciplina
• Procrastinação / Acomodação
• Esperteza / Lei de Gerson / Tolerância
a comportamentos anti-éticos
Um fator de preocupação agravante no Brasil: a baixa qualidade do sistema educacional
público brasileiro (ensino básico) está levando a uma escassez de talentos nas funções operacionais
Fonte: Betania Tanure / P. Evans / Vladimir Puck - Gestão de Pessoas no Brasil - /Adaptação Crescendo
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 17
Quando bem combinadas e orquestradas dentro de um projeto
empresarial, as culturas Brasileiras e Francesas tendem a
formar uma mistura muito profícua
• Otimismo / Energia
• Criatividade
• Busca de progresso
+
• Rigor
• Método/organização
• Planejamento
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 18
Sumário
•
Introdução
•
Contextualização dos negócios França-Brasil
•
Aspectos culturais nas relações empresariais França-Brasil
•
Caso de sucesso e caso de fracasso
•
Conclusões e perspectivas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 19
Empresas francesas no Brasil
Um case de sucesso : Accor Brasil 1976 - 2006
Fonte: palestra Firmin Antonio na CCFB – 29/09/2010
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 20
Empresas francesas no Brasil
Um case de sucesso : Accor Brasil 1976 - 2006
•
2 alavancas de sucesso decisivas na história da Accor Brasil segundo Firmin Antonio:
– Um sólido e rigoroso norteamento estratégico
• “Planejar para o futuro, para resistir aos períodos incertos, valorizando o homem e o trabalho em
equipe e, acima de tudo, estar sempre atento às oportunidades, para não parar de investir e crescer”
• Para vencer no Brasil, a Empresa teve que:
–
–
–
–
–
PENSAR Grande;
TER Bases Sólidas;
ESTAR voltada para o cliente;
SER Moderna e Flexível;
VIVER em Revolução Permanente*
• A Accor apoiou o seu norteamento estratégico adotando as ferramentas de gestão mais avançadas
tais como o Balanced Scorecard.
–
Uma Cultura Empresarial Forte !
•
•
•
•
A Cultura de Empresa: faz toda a diferença para mobilizar as pessoas
Projeto de Empresa específico construído sobre 3 eixos: Profit, Service, People (PSP)
“Tecnologia e produtos podem ser comprados ou copiados, mas a cultura é única e inimitável”
“Viver uma aventura humana dentro da aventura empresarial !”
Fonte: palestra Firmin Antonio na CCFB – 29/09/2010
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 21
Empresas francesas no Brasil
Um case de fracasso : EDF/Light 1996 - 2006
A cronologia dos fatos:
Evolução da performance 1997-2003
30%
23,4% 22,1%
20%
17,0%
16,8%
15,2%
14%
15,2%
14%
10%
9,1%
10%
6,5%
4,9%
2,4%
-10%
-10,8%
-8%
-9,4%
2T
03
-8%
-12%
-13,1%
-20%
-30%
1T
03
2T
02
1T
02
02
2T
01
1T
01
01
00
99
98
0%
97
% receita líquida
22,2%
18,7%
• 1996: EDF associada a CSN e a 2
utilities americanas (AES e Houston)
ganha o leilão de privatização da Light
• 1999: a Light começa a ter perdas
financeiras após a desvalorização do R$
• 2001/2: CSN, AES e Houston decidem
vender suas participações na Light
• 2006: EDF decide vender o controle da
Light para um consórcio Cemig/AG/
Pactual (mantendo 10%)
• 2009: a valor das ações é multiplicado
por 8 em 3 anos após o turnaround com
a nova gestão
-18,4%
-24,8%
-34,7%
-40%
Resultado Bruto
Lucro/Prejuízo do Exercício
Fonte: Balanços Light / CVM / Análise Crescendo
Resultado Bruto = receita líquida – custo de bens e/ou serviços vendidos
UMA EROSÃO CONTÍNUA E
DRAMÁTICA DA
PERFORMANCE DA LIGHT
ENTRE 1997 E 2002
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 22
Empresas francesas no Brasil
Um case de fracasso : EDF/Light 1996 - 2006
•
Algumas das causas do insucesso no Brasil:
– Achar que o Embaixador da França poderia resolver as principais questões de relacionamento
institucional da empresa no Rio de Janeiro
• A empresa demorou muito tempo para entender o entorno social do negócio e para orquestrar uma
reação organizada contra o fenômeno dos ‘gatos’ nas favelas no Rio que acarretavam perdas de
receitas gigantescas. Perdas Não Técnicas (PNTs) chegaram a representar 23% do faturamento
– Ausência de projeto de empresa mobilizador e de boas práticas de gestão, ao contrário:
• Foram mantidos velhos hábitos da época da Light estatal em relação a gestão humana (ausência de
meritocracia)
• Os sócios não tinham um alinhamento de propósito de longo prazo: era uma aliança oportunística
• A estrutura organizacional negociada entre sócios refletia a divisão de poder entre eles: uma
organização fatiada em silos estanques do topo até o nível operacional sem visão do todo
– Uma ausência de preparo das pessoas chave
• Os gestores franceses expatriados na fase inicial da Light privatizada não tinham, na sua imensa
maioria, nenhuma experiência prévia que se assemelhasse ao desafio cultural e organizacional que
iriam enfrentar no Brasil : alguns deles terminaram sua carreira como os mais jovens aposentados
franceses de sua geração
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 23
Existem vários outros exemplos de sucesso de
implantação de empresas francesas no Brasil
1. Tropicalização da oferta no Brasil
3. Penetração em mercados historicamente
oligopolísticos / fechados
2. Aposta/visão de longo prazo no Brasil
4. Tropicalização da gestão
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 24
Sumário
•
Introdução
•
Contextualização dos negócios França-Brasil
•
Aspectos culturais nas relações empresariais França-Brasil
•
Caso de sucesso e caso de fracasso
•
Conclusões e perspectivas
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 25
A experiência com numerosas empresas Francesas no Brasil
nos leva a extrair alguns fatores impulsionadores assim como
armadilhas (1/2)
Eixos de análise
Fatores impulsionadores
Armadilhas
1. Visão da Casa Matriz em
relação a filial no Brasil
• Visão pragmática e descentralizada
• Visão centralizadora ‘top down’ que
engessa a dinâmica do negócio a 10.000
kms
2. ‘Mindset’ cultural
• Humildade: ‘estamos aqui para aprender’
• Arrogância: ‘estamos aqui para ensinar’
3. Projeto de Empresa
• Projeto de Empresa tropicalizado e
desenvolvido com os colaboradores locais
• Projeto de Empresa inexistente ou
simplesmente copiado da Casa Matriz
4. Estrutura organizacional
• Organização geográfica resp. pelo P&L
• Autonomia local porem com controles rigorosos
e instalação de contra-poderes ao líder local
• Estruturas complexas com múltiplos reports
a Matriz,
• Estruturas em silo e com baixa autonomia
local
• Modelo de gestão participativo e integrador
• Liberar as energias humanas locais
• Alta confiança e baixa complacência
• Modelo de gestão que replica silos
existentes na Matriz
• Travar as energias humanas com excessivo
autoritarismo / visão crítica
• Baixa confiança e alta complacência
5. Gestão
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 26
A experiência com numerosas empresas Francesas no Brasil
nos leva a extrair alguns fatores impulsionadores
assim como armadilhas (2/2)
Eixos de análise
Fatores impulsionadores
6. Norteamento estratégico
• Sustentado por uma visão de longo prazo (e até
de longuíssimo prazo)
• Norteamento inclusivo de todos os
colaboradores – processo bottom- up - bottom
• Direcionado para o curto prazo e o
oportunismo
• Elaboração do norteamento estratégico
reduzida a cúpula da empresa
7. Parcerias locais
• Parcerias verdadeiras com papeis claros
• Parceiro local acelera curva de aprendizado
sobre especificidades brasileiras
• Pseudo-parcerias sem alinhamento sobre
uma visão de longo prazo e sobre a
governança
8. Adaptação da oferta a
realidade local
• Tropicalização baseada em pesquisa de
campo, pragmatismo e experiências piloto
• Síndrome das ‘vacas sagradas’ francesas
• Inadaptação a estrutura de consumo local
9. Relações institucionais
• Desenvolver redes locais em prol de relacionamentos ganha-ganha com partes interessadas
• Tudo se resolve através das Autoridades
Francesas no Brasil ou da rede parisiense
• Subestimar ou descuidar deste tema
10. Inteligência de Mercado
• Mobilizar os colaboradores locais para contribuir
a construir uma inteligência de mercado
• Apoiar-se apenas na visão de inteligência
provida pela Matriz
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Armadilhas
Página 27
Finalmente entendemos que vários desafios estruturais
Brasileiros podem encontrar contribuições relevantes graça a
cooperação franco-brasileira, universitária e empresarial
AGENDA DE NECESSIDADES ESTRATÉGICAS
DAS EMPRESAS NO BRASIL
CONTRIBUIÇÃO POTENCIAL DA
COOPERAÇÃO EMPRESARIAL E
UNIVERSITÁRIA FRANCO –
BRESILEIRA
Gerir eficazmente os processos de P&D e aumentar a quantidade de
patentes
+++
Construir, operar e manter infra-estruturas que permitirão assegurar
um crescimento sustentável do Brasil
+++
Disponibilizar e desenvolver a utilização de tecnologias limpas (Clean
Tech)
Aumentar o valor agregado da oferta de commodities e produtos de
base: novas tecnologias / serviços
+++
Contribuir a aceleração da inserção das empresas brasileiras na
economia global
+++
Compensar e remediar as carências históricas qualitativas do ensino
fundamental/médio – difundir o espírito científico et desenvolver a
formação contínua junto as empresas
Difundir no setor público a cultura e as práticas de eficácia e
excelência em gestão que existem no setor privado brasileiro
+++
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
+++
+++
Página 28
fred@crescendo-consult.com.br
Fred Donier / Palestra 6º congresso IFBAE 23.05.11
Página 29
Download

Administração de negócios franco