Ano 7 • Nº 31 • Janeiro/Fevereiro/Março 2013
Casa com
personalidade
Lindos ambientes projetados realçam
os detalhes da decoração
Organização é tudo
Saiba como deixar a cozinha
prática para o dia a dia
Boa gastronomia
O chef Benny Novak destaca
a importância de comer bem
e requinte QUE SUA CASA MERECE
realworks
TODA SOFISTICAÇÃO
SÃO PAULO
Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1749 Tel.: (11) 3064-2353
Av. Cidade Jardim, 929 Tel.: (11) 3078-6558
Shop. D&D . Lj 211 Tel.: (11) 3043-9333
Shop. Lar Center . Lj 316 A Tel.: (11) 2252-2826
Av. República do Líbano, 2070 Tel.: (11) 5052-5988
Av. Vereador Abel Ferreira,586 Tel.: (11) 2966-5005
Av. Pacaembu, 1911 Tel.: (11) 3704-0955
ALPHAVILLE Al Araguaia, 400 Tel.: (11) 4193-2232
CAMPINAS R. Maria Monteiro, 1576 Tel.: (19) 3294-2503
MOGI DAS CRUZES R. São João, 658 Tel.: (11) 4798-1549
60
anos
www.elginmd.com.br
Editorial
A Revista Rossi é editada pela Café
Editora sob a coordenação da área de
Marketing Institucional da Rossi
Conselho Editorial
Marcelo Dadian, Vivian Cukier,
Anelise Castro e Andrea Menezes
Serviço de Atendimento ao Cliente
Ano novo, novas possibilidades. Assim começamos 2013, com foco
em mudanças. Neste início de ano, a Rossi tem a meta de otimizar ainda
mais os processos internos, sempre em busca da máxima excelência de
atendimento aos clientes de todo o Brasil.
Qualidade e versatilidade nos projetos andam junto com o cuidado
em entender as necessidades regionais e atender aos mais diversos gostos e expectativas.
E é pensando nos diferentes perfis e estilos de vida dos clientes que
esta edição da Revista Rossi traz, na seção Morar Bem Decoração, uma
reportagem com ambientes decorados de forma diversa: moderno e jovem, clássico e espaçoso e despojado e colorido. Apresentamos também ideias muito versáteis para montar um apartamento completo com
a mesma linguagem visual da cozinha ao quarto. Tudo harmonioso e de
muito bom gosto.
Na seção Entrevista, acompanhe um bate-papo exclusivo com o premiado chef Benny Novak sobre as tendências da gastronomia e o ambiente ideal para comer bem. Saiba como o crescimento do número de
restaurantes de alta qualidade no Brasil elevou o nível da profissão e
criou a oportunidade de os apreciadores provarem uma culinária cada
vez melhor.
E falando em cozinha, na matéria Comportamento apresentamos as
melhores atitudes para deixar esse ambiente organizado para ajudar no
seu dia a dia. Conheça dicas para arrumar pratos, talheres e até a sua
geladeira da forma ideal.
Ótimo 2013 com muitas realizações, conquistas e novas etapas na
sua vida. Dê asas à sua imaginação e crie uma casa ainda mais feliz e
bonita!
Leonardo Diniz
CEO da Rossi
Editores
Caio Alonso Fontes e Marcos Racy Haddad
Diretora de Redação
Mariana Proença
Diretor de Arte
Marcelo Furquim
Designer
Lygia Lacerda
Diretor Comercial
Marcos Racy Haddad
Executiva de Contas
Andrea Vieira
Administrativo e Atendimento
Thalita Antoniete e Fabiana Santana
Colaboradores
Texto Ana Paula Kuntz, Caroline Marques,
Felipe Ibrahim, Giuliana Bastos, Helio Mattar,
Leonardo Valle, Lorena Amazonas, Luís Souza
e Marina Soares
Fotografia Daniel Ozana/Studio Oz, Edgar
Cesar, Leandro Andrade e Ucha Aratangy
Ilustração Eduardo Nunes e Luciano Veronezi
Revisão
Denise Costa
Foto de capa
Leandro Andrade
Contato
redacaorossi@cafeeditora.com.br
Pré-impressão e impressão
IBEP Gráfica
Administração
Avenida Nove de Julho, 4.877, torre B, cj.42 –
Jardim Paulista
São Paulo (SP) - CEP 01407-200
Tel.: (11) 3586-2233
www.cafeeditora.com.br
contato@cafeeditora.com.br
Tiragem 45.000 exemplares. Projeto de
Conteúdo Customizado. Todos os direitos
reservados. Os textos assinados não
refletem necessariamente a opinião da
revista. Todas as informações técnicas são
de responsabilidade dos autores. Proibida a
reprodução parcial ou total sem autorização
prévia da editora. Jornalista Responsável
Mariana Proença (MTb 42.716)
4
| Revista Rossi
Foto Divulgação
Uma casa feliz
São Paulo e Grande São Paulo
(11) 3038-5566
Demais localidades 0800 733 6000
www.rossiresidencial.com.br
Índice
J A N E I RO | F E V E R E I RO | M A R Ç O 2013 | E D I ÇÃO 3 1
10 Canal do Leitor
Seu meio de contato com a Rossi
12 Boas-vindas
Dicas de cultura, gastronomia, decoração e cursos
16 Rossi Explica
Com pequenas mudanças é possível economizar no dia a dia
18 Produtos
Sugestões para deixar seu escritório mais moderno
20 Comportamento
Ideias para organizar sua cozinha de forma prática e saudável
24 Sustentabilidade
Conheça os diferentes tipos de papel e seu uso
26 Consumo Consciente
Helio Mattar fala da importância do consumo local
28 Desenvolvimento Urbano
Praças para a convivência urbana crescem no Brasil
30 Morar Bem | Arquitetura
Apartamento completo com harmonia e ótimos projetos
36 Morar Bem | Decoração
Cada um com seu estilo: decoração do moderno ao clássico
42 Faça Você Mesmo
Caixas coloridas para decorar o ambiente com versatilidade
44 Meu Projeto
A sala de leitura ganha um lugar de destaque em casa
46 Entrevista
O chef Benny Novak destaca a importância de comer bem
52 Gastronomia
Sanduíches saudáveis são opção para refeições leves
56 Viagem
Curitiba, no Paraná, é roteiro certo para quem gosta de passear
82 Moradas do Mundo
Casa Modernista do Pacaembu, São Paulo (SP)
MAIS ROSSI
60 Destaque do Mês
66 Notícias Rossi
68 Mundo Rossi
69 Lançamentos
70 Acompanhe a Obra
Nossa casa não é só o lugar onde a gente
mora, é o mundo em que a gente vive.
www.rossiresidencial.com.br |
7
Canal do Leitor
Pergunte à Rossi
Envie sua pergunta ou sugestão para revistarossi@rossiresidencial.com.br
Fale conosco
Quero ser cliente Rossi:
Belo Horizonte (31) 3293-4282
Brasília (61) 3039-8629
Campinas (19) 2511-7050
Curitiba (41) 3091-0350
Fortaleza (85) 3022-9130
Goiânia (62) 3096-9060
Manaus (92) 3212-3212
Porto Alegre (51) 3381-0243
Rio de Janeiro (21) 3433-8000
Salvador (71) 3367-2500
São Paulo (11) 5501-7900
Uberlândia (34) 3256-1111
Vitória (27) 3025-9595
Outras cidades 4003-0980
Já sou cliente Rossi:
Implantação
“Adorei a matéria de capa com ideias
de obras de arte para a decoração. Estava em dúvida sobre o estilo de um
quadro que queria para a casa e as
dicas me ajudaram a decidir.”
“O que significa na prática quando um
imóvel está na fase de implantação?”
LUANA MEIRA, Salvador (BA)
R: Luana, obrigado por seu contato. Que
bom que a matéria te ajudou a deixar a sua
casa ainda mais bonita. Temos certeza de
que a solução de um quadro incrementou o
ambiente e trouxe mais estilo para seu lar.
Planta
“Quando comprei o meu apartamento
achei interessante poder escolher entre diferentes opções de planta. Já estou sonhando em como ficará quando
estiver morando com a minha família.”
LUCAS DE OLIVEIRA, Santos (SP)
R: Que bom, Lucas! Em alguns imóveis da
Rossi você tem a possibilidade de escolher a planta que melhor se adapta ao seu
estilo de vida. Fique atento ao prazo dessa escolha, que é informado pela área de
Relacionamentos com Clientes da Rossi
antes de a obra iniciar. Assim você tem a
certeza de que a sua nova casa terá uma
distribuição de ambientes que atenderá
às suas necessidades.
ANDRÉ LACERDA, Porto Alegre (RS)
R: André, implantação é quando os engenheiros civis elaboram uma representação geométrica com a demarcação
das áreas a ser construídas, bem como
a disposição dos elementos externos,
como praças, jardins, quadras e demais
espaços previstos em um terreno, segundo o projeto arquitetônico. É pôr em
prática o que foi pensado pelos profissionais da Rossi.
| Revista Rossi
Executiva de Contas
Andrea Vieira
andrea.vieira@cafeeditora.com.br
(11) 3586-2233
Sou vizinho de
uma obra Rossi:
Sabemos que obras, às vezes, resultam em
mudanças. Por isso, estudamos os hábitos do
bairro e seguimos a legislação para minimizar
transtornos. Caso queira, entre em contato:
São Paulo e Grande
São Paulo (11) 3038-5566
Demais localidades
0800 733 6000 ou
envie um e-mail para
sac@rossiresidencial.com.br
Site Rossi:
Piscina (edição 30)
“Nunca tinha visto uma explicação
sobre o funcionamento de uma piscina. Adorei as informações que
foram publicadas na revista. Agora
vou poder avaliar melhor a limpeza
feita no meu condomínio.”
www.rossiresidencial.com.br
Relações com Investidores:
www.rossiresidencial.com.br/ri
Revista Rossi no site:
www.rossiresidencial.com.br/revista-rossi.aspx
GIULIANA DE PAULA, São Paulo (SP)
R: Que bacana, Giuliana! A manutenção
da piscina é muito importante para manter essa área comum em ordem. Conhecer os principais sinais para cuidar dela
ajuda a saber quais ações são mais importantes no dia a dia do condomínio.
ERR AMOS: Diferentemente do que foi publicado na seção Morar Bem Arquitetura (edição 30): As
fotografias das págs. 32 e 33 são de Marcelo Stammer, as das págs. 34 e 35 são de Ucha Aratang y e as das págs. 36 e 37 de Guilherme Gomes.
10
Quero anunciar:
Rossi no Twitter:
www.twitter.com/Rossi_novidades
Rossi no Facebook:
www.facebook.com/rossiresidencialoficial
Rossi no YouTube:
www.youtube.com/rossioficial
A Revista Rossi reserva-se o direito de selecionar as cartas enviadas e resumi-las para publicação.
Quadros em casa (edição 30)
São Paulo e Grande São
Paulo (11) 3038-5566
Demais localidades
0800 733 6000
Boas-vindas
Novidades pelo Brasil
DESIGN
Novas cores e formas
A Paralela Móvel é uma feira de design mobiliário que há dez
anos apresenta ao público uma seleção criativa e inovadora de
itens do mercado brasileiro. A próxima edição acontece de 18
a 21 de fevereiro. Na palavra dos organizadores, é um painel
do que de melhor se produz em design autoral no País, com
peças de talentos consagrados ao lado de talentos nascentes.
O Banco Baby Bankim foi feito a partir
de botijões de gás com pés de madeira
de demolição e estofamento em lona Pet,
da Bird Design. Estante em formato de
rinoceronte da Acta Design.
Objetos que utilizam novos materiais e seguem uma linha de
produção sustentável sempre têm destaque. Vale deixar avisado: em março no MuBE, em data a definir, acontece também
a Paralela Gift, a versão com foco em objetos de decoração.
SÃO PAULO (SP) - Parque do Ibirapuera, no prédio da Bienal e
www.paralelamovel.com.br
EXPOSIÇÃO
Artista sul-africano premiado
vem ao Brasil
O Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro recebe a exposição
William Kentridge: fortuna, com 38 desenhos, 27 filmes e animações, 184 gravuras e dez esculturas produzidas pelo artista sul-africano entre 1989 e 2012, de 24 de outubro de 2012 a 17 de
fevereiro de 2013. A mostra, especialmente concebida para o Brasil, chega ao País graças à parceria entre o Instituto Moreira Salles
e a Fundação Iberê Camargo – que receberá a exposição em Porto
Alegre de 7 de março a 26 de maio de 2013. Kentridge alcançou visibilidade internacional com a série de curtas-metragens Drawings
for Projection (Desenhos para Projeção). Iniciada em 1989 (o filme mais recente, Other Faces, foi finalizado no ano passado), a
série tem dez filmes que serão mostrados pela primeira vez em
conjunto. A aparência é diferente da que têm as animações convencionais, devido a uma técnica caseira, inventada por Kentridge,
que o artista chama de “cinema da idade da pedra”. Em 2011, ele
recebeu o Kyoto Prize, em reconhecimento a suas contribuições
no campo das artes visuais e da filosofia. No mesmo ano, foi escolhido como Membro Honorário da American Academy of Arts and
Letters e recebeu o título de Doutor Honoris Causa da University
of London. RIO DE JANEIRO (RJ) Instituto Moreira Salles. Rua
Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Tel.: (21) 3284-7400 Mais
informações: www.ims.uol.com.br
12
| Revista Rossi
Rhinoceros (Rinoceronte)
2007 é uma escultura de
William Kentridge, inédita
no Brasil. Desenho para o
filme Stereoscope
(Estereoscópio)1999, com
ar de pintura caseira, uma
das marcas do artista.
GASTRONOMIA
De encher
os olhos
CINEMA
Fotos Exposição: William Kentridge; Gastronomia: Mauro Holanda; Outras: Divulgação
Temporada de óperas
e balés
A filial de Alphaville
do restaurante português Trindade conta
com uma decoração
feita para impressionar
os clientes. O projeto é assinado pelo arquiteto Maurício
Karam. O salão tem 680 m², com
pé-direito de 5 metros. Há uma estação
de sofás em tons rosados, separados das mesas por cortinas de
voil branco, além de árvores no salão e um bar revestido de
madeira de demolição e com balcões espelhados. Para completar a sofisticação do ambiente, a artista plástica Kika Goldstein
elaborou um painel de 9 metros, feito em pintura acrílica sobre
lona reciclada. A imagem, dividida em três cenas, retrata o Bairro
Alto, da cidade de Lisboa. Entre os pratos, preparados pela chef
portuguesa Ilda Vinagre, o destaque fica por conta do Bacalhau
à Gomes de Sá, que leva lascas de bacalhau com batatas, azeitonas pretas, cebola, azeite, ovos e salsinha. ALPHAVILLE (SP)
– Shopping Iguatemi, Alameda Rio Negro, 111 – (11) 4209-1720 e
www.trindaderestaurante.com.br
A Rede Cinemark apresenta a temporada 2012/2013 do
The Royal Opera House (ROH) de Londres. Começou em outubro, mas ainda dá tempo: em janeiro, será transmitida La
Bohème, ópera de Giacomo Puccini, dirigida por John Copley, que traz um panorama da vida parisiense de 1830. Em
quatro atos, a ópera conta a trágica história de amor entre a
florista Mimi, interpretada pela soprano Maija Kovalevska, e
o poeta Rodolfo, papel do tenor Rolando Villazón. O espetáculo seguinte é a ópera Carmen, de Georges Bizet, que entra
em cartaz em fevereiro. A montagem traz a cantora Anna
Caterina Antonacci como a cigana Carmen e o tenor Jonas
Kaufmann como o soldado Don José, seduzido e depois desprezado por ela. Em março, a rede exibe A Bela Adormecida,
balé com música de Tchaikovsky e coreografia de Marius Petipa. A produção de Monica Mason e Christopher Newton
revitaliza a montagem clássica de 1946. As transmissões
acontecem em diversas salas do País, entre elas os complexos nos shoppings das capitais e interior. Os ingressos
podem ser adquiridos pela internet ou na bilheteria, que recebe o evento duas semanas antes de cada espetáculo. Os
valores variam entre R$ 60 (inteira) e R$ 25 (meia). Mais
informações: www.cinemark.com.br
www.rossiresidencial.com.br |
13
Boas-vindas
MÚSICA
Osesp
pronta
para 2013
A Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp) realiza
o concerto de abertura da temporada 2013 com
três apresentações, nos dias 28 de fevereiro, 1º e 2
de março. No programa está a execução de obras de
Richard Strauss, Maurice Ravel e Guillaume Connesson. Os espetáculos acontecem na sede da Osesp, a
Sala São Paulo. Mais informações: www.osesp.art.br
ARTESANATO
Cerâmicas coloridas para a casa
emprego de técnicas de modelagem e esmaltação. As peças
são executadas no ateliê, onde passam pela primeira queima,
feita em forno elétrico a 900°. Depois de esmaltadas, passam
pela segunda queima, feita em forno a gás, o que permite imprimir efeitos diversos nos esmaltes, uma das principais características da queima de alta temperatura, a 1300°. No ateliê, a
artista e designer também ministra cursos. SÃO PAULO (SP)
Atelier Vanessa Branco. Rua Aureliano Leal, 43, Água Fria –
(11) 2975-3084 e www.vanessabranco.com.br
Fotos Divulgação
O Atelier Vanessa Branco mantém uma exposição permanente,
com a exclusiva abertura de forno, com peças produzidas pela
artista em cores e formas diversas. “É uma oportunidade interessante para o público conhecer algumas etapas da criação e
produção de cerâmicas, que, em todas as sociedades, esteve
presente nas obras de arte e utilitários. Preservar e propagar
essa técnica é uma das nossas missões”, explica a ceramista
e artista plástica. Vanessa apaixonou-se pela cerâmica há mais
de uma década e, desde então, iniciou pesquisas, inovando no
14
| Revista Rossi
FOTO ARTE
Paisagens que decoram
A Turquia é um dos destinos turísticos mais procurados no momento e a jovem fotógrafa Bella Tozini, de 32 anos, esteve recentemente nesse país para
fotografar as paisagens fascinantes e a cultura diversificada, e levar esse lugar
tão especial como obra de arte
para dentro de casa. Mas não se
trata de uma gravura qualquer e
sim de uma foto fine art, ou seja,
com imagem artística, com ótima
impressão, papel de qualidade e
tudo mais para valorizar e contribuir com a decoração do ambiente em que ficará exposta. As fotografias assinadas pela artista
são comercializadas em edições
limitadas (o compromisso com tiragem reduzida agrega valor à foto
arte) e apresentam certificado de
autenticidade. QUANTO Unidades
de 20 x 30 cm (de um total de 40
exemplares) com moldura simples,
vidro e passpatour custam R$ 390.
ONDE www.bellatozini.com
DECORAÇÃO
Móveis desenhados
pela natureza
Foi aberta no fim de 2012 a primeira loja Arte e Floresta, que inaugura a marca
de móveis feitos a partir de madeira desvitalizada. Diferente da madeira de demolição, que já foi usada em alguma construção, essa matéria-prima é recolhida diretamente da natureza. São galhos secos, troncos caídos e
raízes mortas que são transformados em mesas, aparadores
e bancos de formatos únicos. As madeiras mais usadas
são bálsamo, peroba-rosa, vinhático, chimbuva, ipê, cerejeira, jacarandá e acácia, e vêm principalmente de
fazendas da Bahia e do Mato Grosso. SÃO PAULO
(SP) Avenida Açocê, 400 – Moema. Tel. (11) 43048007 e www.artefloresta.com.br
Cursos
Selecionamos alguns de gastronomia,
dança, artesanato e arte para você
inovar e praticar em casa
SÃO PAULO (SP)
Vinho básico
A importância da rolha, as uvas, como avaliar o
custo-qualidade e degustar um vinho são alguns
tópicos do curso da Associação Brasileira de
Sommeliers (ABS). Carga horária 8 aulas semanais (3 horas cada) Quanto R$ 960 Onde ABS –
Rua Gomes de Carvalho, 1.327 Mais informações www.abs-sp.com.br e (11) 3814-1269
Fotografia como hobby
Ensina a tirar o melhor proveito das câmeras
digitais compactas, com noções de luz, zoom,
composição do quadro e Photoshop. Na unidade Angélica, as aulas começam em 21/3 e na
Groenlândia, em 25/3. Carga horária 36 horas
Quanto R$ 1.200 Onde Escola Panamericana
de Arte e Design Mais informações (11) 36618511 e www.escola-panamericana.com.br
Gastronomia
Especialmente para jovens mestres-cucas
entre 9 e 14 anos, a escola de cozinha Wilma
Kövesi dá noções de organização, higiene, segurança e ensina receitas para os pequenos
prepararem. Dias 23 e 24 de janeiro, para aproveitar o período de férias escolares. Carga horária 6 horas Onde Rua Cristiano Viana, 224
Mais informações www.wkcozinha.com.br
BRASÍLIA (DF)
Artesanato
A feira Scrap & Patch Brasília reunirá mais de 30
expositores para apresentar novas ferramentas
e produtos para fazer scrapbooking, patchwork,
pinturas e outros tipos de artesanato. Quanto
R$ 10 (feira) Onde Unique Palace – SCES trecho
2, conjunto 42 – Setor de Clubes Esportivos Sul
Mais informações www.wrsaopaulo.com.br
CURITIBA (PR)
Dança em grupo
A XI edição do Curso Intensivo de Danças Circulares Giraflor, de 14 a 19 de janeiro, traz um
repertório que inclui 40 coreografias de diversas tradições, além de aula sobre a história das
danças e técnicas corporais. Haverá traslado
do Shopping Curitiba, por R$ 30. Carga horária 50 horas Quanto R$ 1.935 Onde Casa de
Retiros São Francisco – Campo Largo Mais informações www.dancascirculares.org
www.rossiresidencial.com.br |
15
Rossi Explica
Perguntas e respostas para dúvidas do dia a dia. Tem alguma sobre sua casa?
Envie para a gente no revistarossi@rossiresidencial.com.br
Quanto é possível economizar
no dia a dia
Sem abrir mão do conforto, alterar pequenos hábitos contribui para
a preservação do meio ambiente e reduz a conta mensal da sua casa
Por Mariana Proença Ilustração Luciano Veronezi
ESCOVAR OS DENTES: Se uma pessoa escova os dentes em 5 minutos,
com a torneira não muito aberta, gasta 12 litros de água. No entanto,
se molhar a escova e fechar a torneira enquanto escova e, ainda, enxaguar a boca com um copo de água, consegue gastar só 0,5 litro. Que
diferença, não? No bolso isso chega a R$ 10 por mês e R$ 120 por ano.
TOMAR BANHO: Usar uma
ducha por 15 minutos, com
o registro meio aberto, consome 135 litros de água. Se
fechamos o registro ao nos
ensaboar e reduzimos o tempo
para 5 minutos, o consumo cai
para 45 litros. Economia de
R$ 27,50 por mês ou R$ 330
ao ano para uma casa onde vivem duas pessoas.
VASO SANITÁRIO: Não use a privada
como lixeira ou cinzeiro e nunca utilize
a descarga à toa, pois isso gasta muita
água. As descargas na parede gastam
cerca de 14 litros de água por acionamento. Vasos sanitários com caixa acoplada
gastam em média de 3 a 6 litros de água
a cada descarga, o que representa uma
economia anual de R$ 172.
AR-CONDICIONADO: Evite o consumo
em dias frescos. O ideal é fazer a ventilação cruzada, ou seja, abrir janelas
da sala e do quarto para que produzam
uma corrente de ar. Em dias quentes,
ligue o ar e deixe todas as portas e
janelas fechadas. Com oito horas de
funcionamento, em uma potência térmica de 9.000 BTU/h, um aparelho
consome 180 kWh por mês ou R$ 54.
Com a economia de quatro horas por
dia, você terá uma redução de R$ 27
no fim do mês ou de R$ 324 ao ano.
16
COMPUTADOR: Vale a pena desligar o
computador, mesmo que seja na hora do
almoço. A energia gasta pelo aparelho
ligado e sem uso é de 0,12 kWh por
hora. Essa uma hora terá sido responsável por mais de R$ 1 na conta mensal
e de R$ 12 no ano.
| Revista Rossi | A planta de referência é do imóvel Praças Sauípe, Serra (RJ).
ÁREA DE SERVIÇO: Uma lavadora com
capacidade para 5 kg de roupa gasta
135 litros por lavagem. Procure acumular uma quantidade grande de roupas
para ligar a máquina. Se você lavar
roupa duas vezes por semana, gastará
R$ 5 por mês. Se a lavagem for diária,
seu consumo é três vezes maior. No
ano, a economia é de R$ 120.
PIA: Reduza em três vezes o consumo de água ao lavar a louça. Em
15 minutos com a torneira aberta, mais de 240 litros de água são
usados. Se abrir só para enxaguar, o gasto cai para 80 litros. O valor
médio por mil litros de água é de R$ 5. A economia por mês seria de
R$ 12 ou de R$ 144 ao ano.
FOGÃO: Não jogue óleo
usado na pia. Um litro
do produto polui até 25
mil litros de água.
GELADEIRA: A vedação deste eletrodoméstico
é muito importante. Isso evita que o frio saia e o
calor de fora entre, o que exigirá que a geladeira
trabalhe mais para resfriar. O consumo médio
de uma geladeira é de 55 kWh por mês e corresponde a 30% de uma conta de luz.
COMPRAS: Faça a tradicional listinha. Em média, um
terço do que compramos em
alimentos vai direto para o lixo,
porque compramos a mais e
ele estraga. Em um ano, cada
família média brasileira acumula um desperdício de 255,5
kg de comida.
A CONTA DA ECONOMIA
TV: Economiza muito desligar
os aparelhos pelo botão liga/
desliga e não apenas no controle remoto. Uma TV ligada 6
horas por dia consome mensalmente uma média de 15,3
kWh. Em stand-by somam-se
mais 4,30 kWh. Reduza em
25% o consumo de energia.
Em 30 dias com a TV fora
do stand-by você economiza
quase R$ 2 ou R$ 24 ao ano.
TERRAÇO: Regue as
plantas pela manhã
ou à noite, para evitar
o desperdício causado
pela evaporação. Dê
preferência ao uso do
regador e economize
água cada vez que molhar suas plantas.
Ao fazer todas essas pequenas mudanças de
hábito e praticar um consumo consciente no
seu dia é possível garantir um melhor futuro
para o nosso planeta e economizar ao fim de
um ano o valor total médio de R$ 1.246.
De acordo com a Organização Mundial da
Saúde (OMS), cada pessoa necessita de 110
litros de água por dia para atender às necessidades de consumo e higiene. No entanto,
no Brasil, o consumo por pessoa pode chegar
a mais de 200 litros/dia. Ou seja, o brasileiro
gasta 32.850 litros a mais de água por ano, o
que equivale a um acréscimo de R$ 164,25 na
nossa conta pessoal no fim do mês.
www.rossiresidencial.com.br |
17
Produtos
Conecte-se
Sugestões para deixar o seu cantinho do
computador completo e muito mais organizado
Por Caroline Marques
ORGANIZADOR
Ele nos deixa livres dos fios e cabos e o ambiente mais clean. No tamanho ideal para fios de
fones de ouvidos e cabos USB. ONDE Kalunga –
lojas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito
Federal e Paraná e no site: www.kalunga.com.br
e (11) 3346-9966 QUANTO R$ 13,80
PORTA-LÁPIS
E CANETAS
Em formato de tampa de caneta,
é feito de plástico rígido. Medidas: 25 x 8cm. ONDE Laris (11)
5521-1326 – www.laris.com.br
QUANTO R$ 109
CADEIRA HERMAN MILLER
Feita pelos designers Don Chadwick e Bill Stumpf, tem suporte natural e próprio para a região
baixa da coluna; seu formato permite a ventilação, diminui a pressão do corpo na cadeira, reduz
a pressão sob as pernas e permite movimentos naturais e sem esforço tanto para a frente, quanto
para trás. Além disso, proporciona apoio correto em qualquer posição. ONDE Novo Ambiente –
Rua Redentor, 4 – (21) 2523-5468 – Rio de Janeiro (RJ), e Rua Ramos Batista, 152, 7º Andar –
(11) 3062-3351 – São Paulo (SP) – www.issoehermanmiller.com.br QUANTO R$ 4.849
18
| Revista Rossi
PORTA-OBJETOS
Feito de alumínio com parte imanada. Ideal
para documentos, revistas e cartões. Medidas:
33 x 22 x 5 cm (A x L x P). ONDE Conceito:
Firma Casa – Alameda Gabriel Monteiro da
Silva, 1.522 – São Paulo (SP) – (11) 3068-0380 –
www.conceitofirmacasa.com.br
QUANTO R$ 210
PEN DRIVE
Da marca Victorinox, tem formato de canivete e garante alta segurança
na transferência de dados. Nas cores rosa, prata e azul e com duas capacidades de armazenamento (4 GB e 8 GB). Medidas: 5,8 x 0,7 x 1,6 cm
(C x A x L). ONDE Tabacaria Lee – Shopping Pátio Higienópolis – Avenida
Higienópolis, 618 - São Paulo (SP) – (11) 3823-2705 – www.victorinox.com
QUANTO R$ 281 (4 GB) e R$ 386 (8 GB)
POP PHONE
Projetado pelo designer francês David Turpin, é
100% compatível com produtos Apple. Permite
acesso às funções do telefone ao fazer chamadas,
possui sistema de redução de ruído, alto-falante
e microfone. ONDE Sergio K Home – Rua Oscar
Freire, 1.143, São Paulo (SP) – (11) 3083-1789 –
www.sergiok.com.br QUANTO R$ 349
SCANNER PORTÁTIL
Para digitalização de arquivos PDF e JPEG,
Fotos Divulgação
monocromática ou colorida. Tem tecnologia
bluetooth para transferência rápida de arquivos
digitalizados. Medidas· 26 x 2,3 x 2,2 cm
(C x L x A). ONDE Kalunga – (11) 3346-9966 –
www.kalunga.com.br QUANTO R$ 399
www.rossiresidencial.com.br |
19
Comportamento
Cores e tamanhos A dica é agrupar
as louças por modelo. Manter na
mesma fileira os copos iguais e
empilhar os pratos e pires por tipo.
Tudo à mão Separe os panos de prato
por cor e tamanho. As facas maiores e os
utensílios longos podem ficar em gavetas
organizados por tamanho, para facilitar
na hora de usar.
20
| Revista Rossi
Uma cozinha
que funciona
Veja como deixar tudo organizado para não se
atrapalhar na hora de preparar uma deliciosa receita
Por Ana Paula Kuntz Fotos Leandro Andrade
M
esmo para quem gosta de cozinhar - e especialmente para quem não
gosta - não há nada mais chato do que precisar de um utensílio e não
encontrá-lo. Tudo fica mais difícil quando não se sabe onde está aquela faca ótima, o ralador some ou a panela ideal está perdida no fundo da gaveta.
Portanto, vale a pena tirar algumas horas para pôr sua cozinha em ordem, com
cada coisa em seu lugar.
De acordo com a personal organizer Roberta Ramos, administradora de empresas com especialização pela National Association of Professional Organizers
(Napo), na maioria das vezes o ponto crítico da organização na cozinha são as panelas. “Geralmente, as pessoas as colocam onde tem espaço, sem se preocupar em deixar à mão as peças de uso mais frequente”, diz. Por exemplo,
quem usa muito a frigideira não deve deixá-la embaixo de outras
panelas, e quem usa bastante a wok - aquela panelona redonda
de duas alças - não deve aproveitar para colocar coisas miúdas
dentro dela. “O objetivo é sempre facilitar a vida. A praticidade deve prevalecer à estética, principalmente na cozinha.”
Há algumas soluções que valem para todo tipo de cozinha. Por exemplo: a gaveta de talheres do dia a dia deve conter uma divisória para separar garfos, facas e colheres, para
você pegar o que precisa facilmente, até de olhos fechados. Se
houver um jogo usado com menos frequência – um de prata, por
exemplo – ele pode ser guardado em uma gaveta que não tenha a
divisória, mas é aconselhável amarrar peças iguais com um arame ou elástico. Utensílios de cabos muito longos, que não cabem nessas divisões, podem
ser colocados de pé em um pote fundo (procurando bem, você pode encontrar
alguma coisa dando sopa para essa finalidade, como um pote de achocolatado ou
um vidro de azeitonas).
COPOS, POTES E PACOTES
Na parte dos copos, a dica é agrupá-los por modelo. “O correto é sempre manter na mesma fileira os copos iguais. A partir da peça que está na frente, já se
identificam as que estão atrás”, explica Roberta. O mesmo vale para os pratos,
que devem ser empilhados por tipo. Inclusive os pires. As xícaras, porém, não
devem ser empilhadas, pois a alça não permite que fiquem bem encaixadas, e
essa instabilidade pode formar uma “Torre de Pisa”, pronta para despencar a
qualquer momento.
www.rossiresidencial.com.br |
21
Comportamento
Outro dilema são os potes plásticos. Há quem prefira guardá-los com suas respectivas tampas, mas Roberta alerta para dois possíveis problemas. “Fechados, os
recipientes podem ficar impregnados de cheiro de comida. E também ocupam mais
espaço dentro do armário”, explica a especialista. A solução, portanto, é colocar um
dentro do outro, do maior para o menor, e guardar as tampas ao lado. E o mesmo vale
para as panelas. “Algumas pessoas não gostam de ficar procurando a tampa correspondente, mas, nesse caso, é um pequeno esforço que vale a pena. É mais higiênico.”
Para funcionar bem, uma cozinha tem que ter também a despensa em ordem.
Assim também é com a geladeira, que não deixa de ser um tipo de armário refrigerado. Os alimentos que não precisam de refrigeração também não precisam
de muito segredo para ser acondicionados. Pacotes de macarrão ou de biscoitos,
sacos de arroz e feijão, depois de abertos, devem ser fechados com arame ou fita
adesiva. A personal organizer ensina que quem quiser ir além pode valorizar a
decoração da cozinha transferindo esses alimentos para potes próprios. “O melhor é sempre seguir um padrão de formas e cores para destacar a estética”, diz.
Os fabricantes de geladeiras, aliás, já seguem um consenso e muitas vezes já indicam no manual de instrução o melhor lugar para acondicionar os
alimentos que precisam de refrigeração. Hoje em dia, por exemplo, os modelos modernos destinam um espaço nas prateleiras internas - e não mais na
porta da geladeira - para guardar os ovos. O abre e fecha os expõe demais a
variações de temperatura e a trepidação pode rachar a casca. Os gavetões no
pé da geladeira são destinados a frutas, verduras e legumes, por estarem na
parte menos fria, já que ela fica longe do congelador (o frio excessivo pode
queimar, especialmente, as folhas). Por outro lado, a prateleira mais alta é o
espaço ideal para queijos, patês e outros alimentos que estragam com mais
facilidade. Com esses cuidados, certamente sua performance como chef vai
ganhar mais agilidade e destreza. Pode experimentar.
Praticidade Para facilitar, procure manter
as tampas e as panelas juntas no mesmo
gaveteiro. No dia a dia, a divisória de
talheres é muito importante e deixa tudo
no lugar. O ideal para os potes plásticos é
ficarem destampados para ocupar menos
espaço e evitar odores.
SUA GELADEIRA SEMPRE EM ORDEM
Queijos, carnes
cruas, massas
Sucos e
condimentos
Iogurte, leite,
requeijão, ovos
Frutas e doces
(os que não
contêm leite)
Refrigerantes
Verduras e
legumes
22
| Revista Rossi
Ilustração: Luciano Veronezi
Bolos, tortas,
pudins e sobras
de alimentos
Sustentabilidade
Conheça os
tipos de papel
Qual é a melhor opção para o planeta?
Por Mariana Proença
Q
uatro milhões de toneladas de papel são reciclados anualmente no Brasil, um volume equivalente a 43,5% do total
consumido no País em 12 meses. Existem hoje no mercado brasileiro quatro tipos de papel que podem ser usados para impressão, produção de cadernos, panfletos de divulgação ou livros,
por exemplo. Por isso, antes de escolher qual tipo usar, o indicado é
pesquisar as vantagens e desvantagens de cada um.
PAPEL BRANCO COMUM
É um amontoado de fibras vegetais, como tronco de árvores, normalmente de pinus e eucalipto. É o tipo mais conhecido e
utilizado no Brasil.
COMO É FEITO? Depois de a árvore ser cortada e descascada, os pedaços são cozidos e misturados a uma série de produtos químicos
que fazem a madeira virar pasta de celulose. Sob reações químicas,
ela se torna branca e depois é seca e prensada.
VANTAGEM Seu custo é o mais baixo entre o de todos os papéis, pois
a produção em alta escala barateia os gastos do fabricante.
DESVANTAGEM Sobram resíduos tóxicos no uso da madeira e também no processo de branqueamento. Além disso, sua produção é
responsável pelo desmatamento de florestas.
O QUE É?
PAPEL CERTIFICADO
Papel produzido a partir de florestas plantadas, formadas por reflorestamento. Possui selos como o Forest Stewardship
Council (FSC) ou o Carbon Footprint – que informa ao consumidor o
total de carbono que o produto emitiu na atmosfera ao ser produzido.
COMO É FEITO? A produção é semelhante à do papel branco comum
com a transformação da madeira em pasta celulose. O cloro é evitado pelos fabricantes no branqueamento, pois esse químico é um
O QUE É?
24
| Revista Rossi
dos grandes vilões para o meio ambiente.
VANTAGEM A procedência da madeira, geralmente eucalipto, é conhecida, pois 100% da produção usa matéria-prima proveniente de
áreas de reflorestamento.
DESVANTAGEM Alguns estudos indicam que o cultivo do eucalipto
nescessita de um consumo elevado de água, tornando o solo da
região árido e reduzindo o volume dos lençóis freáticos.
PAPEL RECICLADO
O QUE É? Também conhecido comercialmente como Reciclato. Ele
tem cor bege e seu uso já se consolidou entre muitas empresas e
consumidores.
COMO É FEITO? A partir do reaproveitamento de papel recolhido pelas próprias fábricas (75%) ou por catadores (25%).
VANTAGEM Pode evitar o corte de 15 a 20 árvores, dependendo do
tipo de papel que será produzido.
DESVANTAGEM O custo é mais elevado para o consumidor final, que paga,
em média, 10% a mais em comparação com o preço do papel comum.
PAPEL PLÁSTICO RECICLADO
Papel de cor branca, mais resistente. O modelo foi desenvolvido na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
COMO É FEITO? Modelo sintético fabricado com plástico descartado
pós-consumo, como garrafas de água, potes de alimentos e embalagens de material de limpeza.
VANTAGEM Bastante resistente e indicado para aplicações que necessitam de barreira à umidade e à água, como rótulos de garrafas, outdoors, etiquetas, livros escolares e cédulas de dinheiro. Em
2009 começou a ser usado pela indústria Vitopel.
DESVANTAGEM Difícil acesso, pois ainda está em início de produção no Brasil.
Fotos iStockphoto.com
O QUE É?
FONTE:
www.ecodesenvolvimento.org
Reúso Papéis que antes iam para o lixo recebem
tratamento especial na fábrica de reciclagem.
www.rossiresidencial.com.br |
25
Consumo Consciente
Compras locais em vez de globais
O
primeiro ponto, básico, para caminhar na direção de uma
economia sustentável é considerar que o processo de evolução é gradual. Melhor valorizar cada mudança correta do
que criticar aquelas que ainda não ocorreram. Para isso, é preciso
criar um novo conjunto de valores. Trata-se de um processo de longo
prazo que exige a mobilização e participação de todos.
Dentro desse processo, o Akatu lançou um documento com
dez propostas indicando os caminhos que permitem construir uma
nova sociedade de consumo. Um dos dez passos apresentados é o
de um modelo de produção e consumo local maior do que a produção global. A priorização das compras locais significa a escolha,
dentro do possível, de produtos e serviços mais próximos, o que
resulta em menores deslocamentos de transporte e na geração de
riqueza na microrregião. Isso já ocorre Brasil afora, por exemplo,
por meio de organizações comunitárias na produção e comercialização de produtos típicos regionais.
Com isso, há um incentivo à economia local, o que pode proporcionar a geração de novas ocupações e a inovação em produtos
e serviços. Isso gera um ciclo virtuoso que agrega valor à cadeia
produtiva local, aumenta a riqueza da região e, se houver relações
produtivas mais justas, impulsiona a redistribuição de riquezas e a
redução da desigualdade social.
Há também maior circulação de riquezas na comunidade, já
que ocorre aumento do número de transações econômicas dentro e
fora da região. Nesse aspecto, saem ganhando o consumidor morador da comunidade, pois tem maior acesso ao crédito; o empreendi-
mento e os empreendedores, que têm a possibilidade de prosperar;
a região, que ganha mais e melhores postos de trabalho, e atrai
novos investimentos; além do possível ganho em qualidade de vida
e infraestrutura local.
Melhor que vender a fruta é vender o suco; melhor que derrubar a árvore é vender essências, óleos, produtos de fibra; melhor
que exportar o minério bruto é vender o produto, o aparelho, a máquina; melhor que comprar produtos que viajam longas distâncias
é incentivar a criação de indústrias locais desses mesmos produtos.
E mais, o consumidor também pode ficar mais atento e ajudar
a fiscalizar, pois, já que a produção está próxima dele, é mais fácil
saber quais são e como trabalham os fornecedores, se a empresa
produtora pratica no dia a dia os valores de responsabilidade social
e ambiental; se não há desvios de conduta, vazamentos de efluentes, processos poluidores, desrespeito aos preceitos de trabalho
decente ou aos direitos humanos...
Enfim, uma gama de atributos que a empresa deve respeitar
e que podem ser premiados pelo consumidor ao comprar aquele
produto ou serviço ou punidos por ele ao valorizar outros fornecedores que avalie mais responsáveis. Até nisso o desenvolvimento
local é mais vantajoso, afinal, em meio à livre concorrência diante
das mesmas condições de competição, as empresas serão incentivadas a superar as boas práticas de suas concorrentes para ganhar
a preferência do consumidor.
De modo geral, todos ganham: a sociedade, o meio ambiente, a
economia, as pessoas. Nada melhor!.
*Helio Mattar é doutor em engenharia industrial pela Universidade Stanford (EUA) e diretor-presidente do Instituto Akatu pelo Consumo
Consciente (www.akatu.org.br).
26
| Revista Rossi
Ilustração Eduardo Nunes
Por Helio Mattar*
Em
Emprojeto
umEm
projeto
um
completo,
projeto
completo,
design,
completo,
design,
elegância
design,
elegância
elegância
Em um
um
projeto
completo,
elegância
Em um
projetodesign,
completo,
design, elegância
e
e funcionalidade
e funcionalidade
das
das esquadrias
das esquadrias
de
de alumínio
de
nunca
alumínio
nunca
são
nunca
são demais.
são demais.
e funcionalidade
funcionalidade
das esquadrias
esquadrias
de alumínio
alumínio
nunca
são demais.
demais.
e funcionalidade
das esquadrias
de
alumínio
nunca são demais.
C
C
M
M
Y
Y
CM
CM
MY
MY
CY
CY
CMY
CMY
K
K
abamento
Acabamento
arredondado
Acabamento
arredondado
e sem arestas
arredondado
e sem
| Versatilidade
arestas
e sem
| Versatilidade
arestas
no uso| de
Versatilidade
no
fecho
uso ou
de fechadura
fecho
no usooudefechadura
| fecho ou | fechadura |
abamento arredondado
e sem arestas
| Versatilidade
no uso| de
fecho ou fechadura
Acabamento
arredondado
e sem arestas
Versatilidade
no uso de| fecho ou fechadura |
ias tipologias
Várias |tipologias
Acessórios
Várias| tipologias
Acessórios
em nylon para
| em
Acessórios
nylon
um deslizamento
para
em um
nylon
deslizamento
para
suaveum
e sem
deslizamento
suave
ruídoe das
semsuave
folhas
ruído e|das
semfolhas
ruído| das folhas |
ias tipologias | Acessórios
em nylon para
um deslizamento
suaveum
e sem
ruído das suave
folhas e| sem ruído das folhas |
Várias tipologias
| Acessórios
em nylon para
deslizamento
sign limpo
Design
e sofisticado
limpo
Design
e sofisticado
| Perfil
limpo
deereforço
|sofisticado
Perfil de
integrado.
reforço
| Perfilintegrado.
de reforço integrado.
sign limpo e sofisticado
| Perfil
deereforço
integrado.
Design
limpo
sofisticado
| Perfil de reforço integrado.
a quem Para
valoriza
quem
a aparência,
valoriza
Para quem
a sem
aparência,
valoriza
abrir amão
sem
aparência,
dos
abrirbenefícios
mão
semdos
abrir
que
benefícios
mão
um dosque
benefícios
um
que um
a quem valoriza a aparência,
abrir amão
dos benefícios
quemão
um dos benefícios que um
Para quemsem
valoriza
aparência,
sem abrir
duto pode
produto
oferecer,
pode
produto
asoferecer,
esquadrias
pode
as oferecer,
esquadrias
da Linha Imperial
asda
esquadrias
Linha
2.5Imperial
dadaBelmetal
Linha
2.5 Imperial
da Belmetal
2.5 da Belmetal
duto pode oferecer, produto
as esquadrias
da Linha Imperial
2.5 dadaBelmetal
pode oferecer,
as esquadrias
Linha Imperial 2.5 da Belmetal
a escolha
sãocerta.
a escolha
sãocerta.
a escolha certa.
a escolha certa. são a escolha certa.
nheça aConheça
completa
a Conheça
completa
linha de aesquadrias,
linha
completa
de esquadrias,
linha
fachadas
de esquadrias,
efachadas
gradis efachadas
gradis e gradis
nheça a completaConheça
linha de aesquadrias,
fachadas
e gradis fachadas e gradis
completa
de
Belmetal,
da Belmetal,
para projetos
da para
Belmetal,
residenciais
projetos
pararesidenciais
projetos
e linha
comerciais.
residenciais
eesquadrias,
comerciais.
e comerciais.
Belmetal, para projetos
residenciais
e comerciais.
da Belmetal,
para projetos
residenciais e comerciais.
w.belmetal.com.br
www.belmetal.com.br
www.belmetal.com.br
w.belmetal.com.br
www.belmetal.com.br
O PAULO SÃO
- SP (FILIAL
PAULO &
-SÃO
SP
MATRIZ)
(FILIAL
PAULO(11)
&- MATRIZ)
SP
3879-3200
(FILIAL(11)
&|MATRIZ)
3879-3200
BALNEÁRIO
(11)
| BALNEÁRIO
3879-3200
CAMBORIÚ| -CAMBORIÚ
BALNEÁRIO
SC (47) 3263-8300
- CAMBORIÚ
SC (47)| 3263-8300
BELO
- SC
HORIZONTE
(47)
| BELO
3263-8300
HORIZONTE
- MG| (31)
BELO
3490-9300
-HORIZONTE
MG (31)| 3490-9300
CAMPINAS
- MG (31)
| -CAMPINAS
3490-9300
SP
|- CAMPINAS
SP
OCRITÓRIO
PAULO (ESCRITÓRIO
- DE
SP VENDAS)
(FILIAL &SÃO
MATRIZ)
(11)
3879-3200
BALNEÁRIO
CAMBORIÚ
| |BELO
HORIZONTE
- -MG
3490-9300
CAMPINAS
SP
PAULO
- (19)
SP
(FILIAL
&|(19)
MATRIZ)
3879-3200
| -BALNEÁRIO
(47)
3263-8300
| (31)
BELO
HORIZONTE
- -MG
(31)
|| CAMPINAS
(ESCRITÓRIO
DE
(19)
VENDAS)
3233-6533
DE
|VENDAS)
3233-6533
CURITIBA
-| PR
CURITIBA
3233-6533
(41)(11)
3376-6463
- PR
| CURITIBA
(41) |3376-6463
FORTALEZA
-SC
PR(47)
(41)|3263-8300
3376-6463
FORTALEZA
- CECAMBORIÚ
(85) 4012-6800
- FORTALEZA
CE- SC
(85)
| 4012-6800
GOIÂNIA
- CE (85)
|GO
GOIÂNIA
4012-6800
(62)
3931-9100
- GO
| GOIÂNIA
(62)|| 3931-9100
PORTO
GOALEGRE
(62)
| -3490-9300
PORTO
3931-9100
ALEGRE
PORTO ALEG
CRITÓRIO
DE
(19)
3233-6533
CURITIBA
-PORTO
PR
(41)
3376-6463
| ALEGRE
FORTALEZA
- CE
4012-6800
GOIÂNIA
-PE
GO
(62)| 2102-6800
3931-9100
PORTO
DE
(19)
3233-6533
CURITIBA
- PR
3376-6463
| FORTALEZA
CE
4012-6800
| GOIÂNIA
- GO
(62)
3931-9100
PORTO
ALEG
S (LOJA -VAREJO)
RS VENDAS)
(LOJA(51)
VAREJO)
-(ESCRITÓRIO
RS
3337-1011
(LOJA
(51)VAREJO)
3337-1011
| |VENDAS)
PORTO
(51)
ALEGRE
| 3337-1011
- RS
ALEGRE
(51)
| |PORTO
3374-9410
- RS
(51)
3374-9410
| (41)
RECIFE
- RS
(51)
-(85)
|PE
3374-9410
RECIFE
(81)
2102-6800
- PE
| | RECIFE
(81)- 2102-6800
| RIBEIRÃO
-(85)
(81)
PRETO
RIBEIRÃO
- SP||PRETO
(16)
RIBEIRÃO
3969-9460
-ALEGRE
SP (16)
PRETO
3969-9460
- SP| (16)
3969-94
SDE
(LOJA
VAREJO)
(51)-RIO
3337-1011
|SALVADOR
PORTO
ALEGRE
- RS
3374-9410
- PE
(81)
2102-6800
| | RIBEIRÃO
PRETO
- SP| (16)
3969-9460
RS
(51)
3337-1011
|SALVADOR
PORTO
ALEGRE
-ES
(51)
3374-9410
| - RECIFE
-SOROCABA
(81) 2102-6800
RIBEIRÃO
PRETO
- SP (16)
JANEIRO
RIO
DE
- RJ
JANEIRO
(21)
2136-6800
DE
- (LOJA
RJJANEIRO
(21)VAREJO)
|2136-6800
- RJ (21)
| 2136-6800
–SALVADOR
BA (71)
2103-6800
|–(51)
BA
(71) |2103-6800
SERRA
– BA| (71)
- RECIFE
| RS
2103-6800
SERRA
(27)
3337-8926
- ES
| (27)
SERRA
|3337-8926
SOROCABA
ES (27)
3337-8926
| -SOROCABA
- PE
SP (UNIDADE
SPFABRIL)
(UNIDADE
(15)
- SP
FABRIL)
3238-8090
(UNIDADE
(15) 3238-8090
FABRIL)
(15) 3969-94
3238-80
DE JANEIRO - RJ (21)RIO
2136-6800
| SALVADOR
– BA (71) 2103-6800
| SERRA
- ES 2103-6800
(27) 3337-8926
| SOROCABA
- SP (UNIDADE
FABRIL) (15)
DE JANEIRO
- RJ (21) 2136-6800
| SALVADOR
– BA (71)
| SERRA
- ES (27) 3337-8926
| SOROCABA
- SP3238-8090
(UNIDADE FABRIL) (15) 3238-80
Desenvolvimento Urbano
Território coletivo
As praças públicas são um espaço de convivência entre
diferentes grupos. Tópico importante do planejamento
urbano, elas representam espaços de integração nas cidades
T
alvez a imagem que mais venha à memória seja a do ‘banco da praça’, da infância, do primeiro beijo e do futebol
com os amigos. Mais do que os memoráveis bancos, as praças públicas são um espaço reservado para que os moradores de
pequenas e grandes cidades possam compartilhar um território
destinado à convivência.
Para isso, as praças necessitam de estrutura adequada e cuidados, tanto do poder
público quanto da população. Lixeiras,
placas de sinalização e iluminação
garantem que a segurança e a limpeza sejam mais efetivas.
E se é um espaço de convivência é preciso valorizar a harmonia.
A própria estrutura pode facilitar,
principalmente quando há lugares
reservados para práticas esportivas,
pistas para caminhada, ciclofaixas etc.
Animais de estimação também merecem o
seu cantinho. Na recém-reformada Praça Roosevelt, em São Paulo
(SP), foi criado um jardim para que cães e gatos possam passear e
brincar tranquilamente. Mas os donos precisam ficar atentos e levar
sacolinhas plásticas para recolher o cocô dos seus animaizinhos.
Em São Paulo, uma antiga região onde funcionou por muitos
anos um incinerador de lixo municipal acabou causando, com sua
desativação, a inutilização de uma grande área urbana. Após uma
bem-sucedida parceria público-privada a área foi revitalizada e
28
| Revista Rossi
transformou-se na Praça Victor Civita, no bairro de Pinheiros.
Hoje a Praça é espaço de convivência garantido para crianças
e seus cachorrinhos, skatistas, pessoas em suas caminhadas e em
suas aulas de Ioga. Além de promover esporte e qualidade de
vida, a praça oferece espaço para projetos culturais e artísticos
com temas como sustentabilidade. O prédio onde antes funcionava a sede do incinerador municipal de Pinheiros foi reformado
e ganhou ares contemporâneos, com salas onde são oferecidos
cursos de línguas, jardinagem e artesanato. Além disso, há um
espaço para shows gratuitos, com uma plateia para 400 pessoas.
A Hôtel de Ville (em português ‘prefeitura’) não é apenas a
sede da Prefeitura de Paris. Ela está localizada em uma das praças mais importantes do mundo, palco de episódios relevantes da
história, como a Revolução Francesa. A praça passou por diversas
transformações. Hoje é um espaço integrador; no inverno ganha
pista de patinação, no verão recebe areia, cadeiras e guarda-sóis,
onde franceses e turistas podem
curtir uma ‘praia’ em plena
capital francesa. É espaço multiuso, que abriga
desde eventos políticos
a feiras culturais. A
partir dela é possível
visitar os principais
pontos turísticos de
Paris, como a famosa
Torre Eiffel.
Fotos Praça Victor Civita: Divulgação; Praça Roosevelt: Leandro Andrade; Hôtel de Ville: iStockphoto.com
Por Felipe Ibrahim
Cu
m
ar
u
D
em
ol
içã
o
mbmideias
M
ul
tis
tra
to
Rossi e Indusparquet
asatisfaçãodaescolha
satisfaçãoda
A líder mundial em pisos
de madeira tropical tem muito
que comemorar. Afinal, são 42
anos de história e 30 de atuação pelo
mundo. Quem tem Indusparquet tem
madeira de verdade e o melhor do design,
com ampla linha de produtos. Com rigoroso
processo de qualidade e compromisso ambiental, a
Indusparquet escolheu fazer parte do melhor: sua vida.
indusparquet.com.br
Morar Bem | Arquitetura
Diálogo possível
Garantir que o mesmo estilo prevaleça em
todos os ambientes parece uma tarefa
simples, mas que precisa de dicas para um
resultado final equilibrado
Por Leonardo Valle
30
| Revista Rossi
E
quilíbrio e beleza são duas palavras que caminham juntas
num projeto de decoração. Sendo assim, de nada adianta
quebrar a cabeça para combinar cores e estampas no living,
se o lavabo e o quarto seguem um estilo completamente diferente.
Mais do que incoerente, o resultado final pode ficar esteticamente
estranho para quem olha de fora. Para ajudar nessa tarefa de harmonização, listamos as dicas de dois projetos que conseguiram se
manter praticamente iguais por inteiro. E o melhor: sem deixar de
respeitar as particularidades de cada cômodo.
TOQUE CONTEMPORÂNEO
Um casal arrojado pede um apartamento com personalidade. Assim, o desenvolvimento de um projeto com bases neutras e toques
coloridos foi fundamental para deixar o imóvel de 150 m2 com a
cara dos moradores: ela, advogada e ele, publicitário. “A nossa proposta era montar um pano de fundo branco para que eles escolhessem seus próprios elementos decorativos. Isso deixou a casa menos
fria e mais pessoal”, conta Paula Farage, da Quinta Arquitetura,
Design e Paisagismo, de Brasília (DF).
As cores, aliás, ajudaram a harmonizar a sala de estar e a de jantar.
O detalhe amarelo no armário, por exemplo, foi escolhido pelos mora-
dores em conjunto com a arquiteta. A mesma tonalidade
aparece ainda nos quadros
da artista plástica Cris Conde e no centro de mesa. Já as
cadeiras multicores de Philippe
Starck foram essenciais para quebrar a monotonia da sala de estar.
POUCOS E BONS
A escolha de móveis e acessórios de acabamento arredondado não
foi por acaso. A mesa, a luminária e as cadeiras ajudaram a dar
dinamismo ao ambiente. Além disso, os arquitetos optaram por utilizar poucas peças de mobiliário – porém, todas grandes – para dar
a impressão de maior amplitude.
Outra curiosidade é que a escolha de móveis versáteis ajudou
a otimizar o espaço. O copeiro faz as costas do sofá e ainda oferece
espaço para adega e cafeteira. “Desenhado pelo escritório, ele é
baixo e comprido. Suas proporções foram pensadas para alongar o
perfil transversal da sala sem causar sensação de confinamento”,
justifica Paula.
www.rossiresidencial.com.br |
31
Morar Bem | Arquitetura
ESCRITÓRIO INFORMAL
Seguindo a linha da área social, o escritório também ganhou elementos
descolados. Um exemplo é a estante com portas basculantes. Alguns
nichos não possuem fechamento e, com isso, pode-se ver a parede pintada ao fundo. “A composição dos cheios e vazios proporcionou informalidade ao home office”, descreve a arquiteta. Já a distribuição do espaço
foi pensada para evitar que os moradores ficassem voltados diretamente para a parede. Mas para que os fios não prejudicassem a funcionalidade do cômodo, passou-se a fiação pelos pés da mesa.
À LA ALMODÓVAR
Apesar de serem fãs de espaços limpos e brancos, os moradores
também tinham referências de decoração kitsch e bem-humorada,
inspirada em filmes e artistas. Todo esse repertório pautou a escolha do piso de porcelanato branco e preto. “A ideia foi quebrar
esse excesso de limpeza visual proporcionado pelas paredes, teto,
armários e bancadas, trazendo jovialidade ao ambiente”.
ÚNICO E ESPECIAL
Por ser um local de descanso, o quarto também não permitiria o uso de
muitas cores. Optou-se, então, por uma única peça colorida: um hack
azul que abriga toda a fiação e pontos para a TV. Atrás da cabeceira
foram colocadas ainda cômodas para guardar roupas. Mas o grande
destaque da marcenaria é a sapateira, que pega toda a extensão lateral
da cama. “A ideia era criar um móvel visualmente leve e que não preenchesse toda a parede, do piso ao teto”, finaliza a arquiteta.
32
| Revista Rossi
www.rossiresidencial.com.br |
33
Morar Bem | Arquitetura
DÉCOR PROVENÇAL
Solteira e sem filhos, a moradora deste apartamento de 78 m2, de
São Paulo (SP), desejou imprimir em cada cantinho do lar sua paixão pela França. O estilo escolhido, claro, foi o provençal, caracterizado por móveis em pátina, peças de madeira bem trabalhadas
e combinação de tecidos listrados e florais. “A maior parte dos
móveis da sala já era do acervo da moradora. O que fizemos foi
adequá-los ao estilo proposto. Assim, os tecidos do sofá, poltronas e
cadeiras foram trocados e a mesa de centro recebeu pintura branca”, lembra Carolina Danielian, arquiteta responsável pelo projeto.
IDEIAS ROMÂNTICAS
Os detalhes fizeram a diferença na hora de compor uma atmosfe-
34
| Revista Rossi
MISTURA FINA
Estampas florais e listradas podem ocupar o mesmo
cômodo, desde que suas cores ou padrões sejam parecidos.
Além disso, deve-se considerar a delimitação do espaço.
“Desenhos muito pequenos ou coloridos podem sufocar um
ambiente que já é compacto”, ensina Carolina.
ra provençal. E, como a área de estar do apartamento é integrada,
os acessórios escolhidos serviram tanto para o living quanto para
a sala de jantar. “Por exemplo, o espelho possui uma moldu-
Fotos Págs. 30 a 33: Edgard Cesar; Págs. 34 e 35: Divulgação
ra de madeira e recebeu
acabamento em pátina
bege. O resultado foi
um ar super romântico. O mesmo vale
para o lustre branco
de metal, que é decorado com flores”,
comenta a arquiteta.
Já para que a cozinha dialogasse com o
restante do apartamento,
seus móveis foram mantidos
também na tonalidade branca.
Mas com uma diferença: optou-se
por acabamentos em linhas retas, que
proporcionaram interação harmônica com os
elementos cheios de detalhes da sala.
QUARTO PARA RELAXAR
A necessidade de fazer do quarto um ambiente confortável não impossibilitou que o cômodo recebesse toques provençais. Para evitar
cores vibrantes, estampas na tonalidade vermelha ficaram de fora.
No lugar delas, investiu-se num tecido branco e bege para revestir
a cabeceira. Detalhes e curvas foram bem trabalhados no abajur
e nos objetos do criado-mudo. Dessa forma, o lugar ficou muito
relaxante e adequado para um quarto feminino.
www.rossiresidencial.com.br |
35
Morar Bem | Decoração
Cada um com
seu estilo
A personalidade dos moradores de uma casa pode
estar refletida em cada detalhe da decoração
Por Caroline Marques
36
| Revista Rossi
P
ara que a casa acompanhe o estilo de
seus moradores, é preciso que eles
definam quais detalhes não podem
faltar em cada espaço. É preciso garimpar em
lojas de móveis, escolher estampas, posicionar
aquele objeto trazido da viagem inesquecível,
ter um cômodo dedicado a um hobby. Tudo
isso é válido e deve ser considerado.
Três famílias aceitaram mostrar para a
Revista Rossi como transformaram seus
lares em cantos cheios de requinte e super-originais. Veja como foram feitos os projetos.
MODERNO E JOVEM COM
PEÇAS DE DESIGN
As arquitetas Fernanda e Marina Dubal,
da Dad Arquitetura, são responsáveis pelo
projeto do apartamento em que a primeira
vive com o marido, Felipe Vieira Ponto da
Cunha, que é médico. Além da paixão pelo
design, o casal adora cozinhar. Por isso,
decidiu fazer uma cozinha integrada. Os
utilitários à mostra acabam fazendo parte
da decoração, já que são charmosos e coloridos. Ficam expostos em uma barra de
madeira com ímã, próximos à batedeira e
ao liquidificador, que são coloridos e dão
elegância ao ambiente. O conjunto prova
que eletrodomésticos podem decorar.
A bancada que avança para a sala e se
comunica com a cozinha foi projetada em
compensado revestido e laminado preto
com um vidro laqueado.
O gosto do casal pelo design fica evidente na escolha dos móveis e objetos presentes em todos os cômodos da casa, como
a cadeira DKR e a mesa de centro ETR,
ambas de Charles & Ray Eames e que servem de apoio sem interferir na composição,
pela leveza e elegância do desenho clássico. Na sala de estar, também se destacam
a poltrona Diz e o banco Sônia, de Sérgio
Rodrigues, criando um espaço para receber
amigos e familiares.
www.rossiresidencial.com.br |
37
Morar Bem | Decoração
Na área embaixo da escada, fica um
pequeno aparador de design retrô com
uma vitrola dos anos 50. Ao lado, a mesa
de jantar para cinco pessoas. "Adoramos
receber amigos e, por isso, temos banquetas altas, que servem de apoio quando há
mais convidados do que a mesa principal
38
| Revista Rossi
comporta. Como gostamos de cozinhar, decidimos agregar o charme do espaço à funcionalidade", conta Fernanda.
O piso e a laje em concreto aparente
remetem à arquitetura modernista, com
formas mais puras e materiais minimalistas. "Optamos pelo cimento queimado
para o piso porque ele harmoniza com o
concreto aparente da laje. Para as paredes, escolhemos pintura acrílica", comenta a arquiteta e moradora.
DECORAÇÃO CLÁSSICA,
COM MUITO ESPAÇO
No lar de um escritor, não pode faltar o lu-
gar para os livros. Assim é o apartamento
de Marcelo Cezar. O morador queria que
seus livros, material de escritório, revistas,
CDs e coleções ficassem organizados, com
muito aproveitamento de espaço.
Para auxiliar no projeto, Marcelo
contou com a dupla de arquitetos Adine
Woda Moraes e Artur Jorge Soares Ferreira. O apartamento tem 82 m², incluindo
um dormitório com closet e um escritório.
Segundo Adine, a moradia é cheia de surpresas nos espaços sempre aproveitados
com meticulosas medidas para encaixe
de todos os seus pertences. Um dos exemplos é o armário do closet e também as
estantes do escritório, lugares onde
foram projetadas prateleiras para acomodar os pertences de Marcelo.
A decoração do apartamento tem estilo
clássico. Um dos exemplos é o rodapé alto,
que combina com o piso de porcelanato
na sala, na varanda e na cozinha, além dos
quadros e dos espelhos. O resultado é um
estilo que reflete a personalidade de Marcelo e que, segundo Adine, deixa o lar com
ares da década de 20. Os ambientes misturam estampas e padrões variados nos revestimentos, tapetes, cadeiras e almofadas. "A
mescla de cores e tecidos é marcante, mas
não agride", comenta Adine.
www.rossiresidencial.com.br |
39
Morar Bem | Decoração
A cozinha foi integrada à sala para
ampliar o espaço, com paredes decoradas de azulejos azuis. “A esse
ambiente demos um toque mais
antiquado, com cor mais escura para humanizá-lo. Foi usado
vidro laqueado na porta do armário porque traz lembranças
da casa da vila onde o morador
passou a infância”, diz Adine.
Já no lavabo, o objetivo era dar
sofisticação ao pequeno espaço
e para isso utilizamos um papel
de parede vinho e dourado.
PROJETO DESCONTRAÍDO
E ACONCHEGANTE
A arteterapeuta Fabiana Morillo e o per-
40
| Revista Rossi
sonal trainer Leonel Mota Ribas têm dois
filhos, de 5 meses e 4 anos. Como queriam
um clima tranquilo em casa, pediram para
a arquiteta Cris Negreira, do Estúdio On,
desenvolver um projeto que seguisse essa
linha. “A reforma remodelou os espaços
para um casal que adora cor e materiais
naturais. Com elementos personalizados e
muito aconchegantes, a sensação é de um
ambiente despojado", aponta Cris.
A suíte do casal reflete sua personalidade, que preza pelos momentos de bem-estar e relaxamento. Ali, o criado-mudo
dá apoio à cama, que possui cabeceira
feita de madeira de demolição. “A rede foi
uma opção da moradora, que queria ter
um lugar para descansar, e fica perto da lareira”, ressalta Cris. No banheiro do casal,
Fotos Págs 36 a 38 e 41: Divulgação; Págs 39 e 40: Ucha Aratangy
foi colocada uma bancada de limestone
– pedra calcária muito usada em paredes, pisos e áreas externas – e armários
de madeira freijó. Na parede e no piso, foi
utilizado porcelanato branco fosco com
detalhes de pastilha de vidro.
A utilização de materiais rústicos,
como madeira e tijolos, também foi um
pedido da moradora. “Além de muita madeira de demolição, usada em painéis, móveis e até na cabeceira na cama do casal,
há toques de cor por toda parte, o que faz
aumentar a sensação de um lar aconchegante”, diz a arquiteta.
www.rossiresidencial.com.br |
41
Faça Você Mesmo
Caixas coloridas
Com lindos objetos dê nova vida ao ambiente e decore a sua casa
Material: • Lixa nº220 • Tinta acrílica branca • Pincel • Lápis • Régua • Tesoura • Verniz • Papelão • Fita Durex
• Tecido ou papel de presente • Fita dupla face • Caixas de madeira de diferentes tamanhos • Nível
1
Comece lixando as caixas para
tirar qualquer rebarba e deixá-las
bem lisinhas.
5
2
3
Pinte de branco todas as caixas e
lembre-se de sempre usar o pincel
no mesmo sentido (passe quantas
demãos achar necessário).
4
Deixe as caixas secarem. Depois
que a tinta estiver bem seca, passe
uma demão de verniz (brilhante
ou fosco, de acordo com sua
preferência). Reserve.
Enquanto isso, meça os fundos
das caixas e recorte os papelões
no mesmo tamanho. Dica: ao
medir, desconsidere a largura das
bordas.
7
6
Forre os papelões com papel
ou tecido estampado, como
se estivesse embrulhando um
presente. Prenda com fita durex
afixando-a na parte que não for
ficar à mostra.
Usando a fita dupla face, prenda as caixas na parede nos lugares desejados,
lembrando-se de verificar o peso das
caixas e o que vai dentro para comprar
a fita mais adequada. A fita colocada
no sentido horizontal afixa melhor.
Se precisar, use um nível para que as
caixas fiquem retas e simétricas.
Suas caixas estão prontas! Decore com os objetos
preferidos e você terá um lindo ambiente.
42
| Revista Rossi
8
Texto e produção: Lygia Lacerda Fotografia: Daniel Ozana/Studio Oz
Depois de fixadas as caixas na parede,
encaixe com cuidado o papelão no fundo
delas. Desse modo você pode mudar a
estampa quando quiser.
Meu Projeto
3,60 m
Sala de leitura
2,50 m
O casal dono do apartamento queria ficar mais próximo dos netos e trocou sua casa de muitos anos no ABC por um apartamento na Vila Mariana. Eles aproveitaram a mudança para criar um lar mais moderno, mas sem deixar de lado as características da
antiga residência, que também abrigava um ateliê. Para tanto, quadros pintados pelo proprietário e parte da mobília antiga foram
incorporados ao novo lar. Um exemplo são as poltronas da foto, que foram repaginadas e revestidas de tecido vermelho, dando
nova vida e destaque aos móveis. O casal possui um bom acervo literário e solicitou que ele ficasse exposto na casa. Outro
pedido foi que não houvesse televisão na sala. Juntamos esses dois desejos e criamos uma biblioteca para acomodar a coleção.
Para tanto, construímos um mobiliário moderno e funcional – como com a instalação da escada, para facilitar o manuseio dos
livros. As poltronas vermelhas foram incorporadas à biblioteca para trazer cor e jovialidade em meio à marcenaria
escura e clássica. O resultado foi um ambiente aconchegante, útil e ótimo para receber visitas.
Mario Catani é arquiteto em São Paulo (SP) e foi o responsável pelo projeto do apartamento do casal.
44
| Revista Rossi
Texto Lorena Amazonas Foto Leandro Andrade
Espaço aconchegante e prático para um casal relaxar
e apreciar os livros prediletos com música ambiente
Entrevista
Estilo, conforto e
boa comida
Fã de uma linha mais clássica, mas sem perder a conexão
com a urbanidade, o chef Benny Novak defende a volta às
raízes na cozinha e o bem-estar de seus clientes
Por Giuliana Bastos
S
e em algum aspecto, pode-se considerar que a alta gastronomia é arte,
no caso de Benny Novak o conceito
é perfeitamente aplicável. Chef e restaurateur em São Paulo, Benny está criando, ao
lado de seu sócio, Renato Ades, um pequeno império de casas de alto padrão que são
premiadas anualmente em um mercado
muito competitivo. Seus restaurantes sempre apresentam ambientes únicos, cheios
de mimos, obras de arte, confortáveis sofás,
iluminação baixa e música ambiente escolhida a dedo pessoalmente pelo empresário.
Detalhes que cativam de gourmets e críticos
mais exigentes a celebridades como Fernando Henrique Cardoso, Adriane Galisteu,
Zeca Camargo e Lília Cabral.
46
| Revista Rossi
CHARME E ACONCHEGO
O primeiro tijolo do grupo foi colocado em um simpático bistrô chamado Ici (aqui, em francês), construído
em frente ao Cemitério da Consolação, em
2002. Contrariando todas as previsões de
mau agouro da localização do restaurante,
em poucos meses, tornou-se o francês mais
disputado da cidade. As longas esperas tornaram-se frequentes, e, em menos de dois
anos, o bistrô teve de mudar de endereço
para conseguir acolher adequadamente a
extensa (e fiel) clientela que cativou.
O encantamento se deu, em parte, pela
gastronomia sincera, criativa e altamente
técnica, que remete às origens do chef, filho de judeus e recém-chegado de Londres,
Crédito ascqcqvqvq
www.rossiresidencial.com.br |
47
Entrevista
Steak tartare, um dos clássicos do Ici
Bistrô; no detalhe, a sobremesa pain perdu
48
| Revista Rossi
Gosto de mesas de
madeira e adoro
cadeiras com braços
porque imprimem um
clima bem casual. É
preciso ter conforto
acima de tudo
onde cursou a Le Cordon Bleu. Mas o que
também conquistou os frequentadores do
antigo Ici foi a ambientação delicada, romântica e afrancesada que aproveitava de
maneira bastante inteligente os cerca de
50 m2 do sobrado em Higienópolis. O charme não se perdeu com a mudança. Ainda
no bairro, a casa ganhou mais conforto,
mas manteve o clima de bistrô, agora com
ar mais elegante.
Pouco tempo depois, Benny resolveu
apostar em outra paixão: a cozinha italiana. Localizada no miolo dos Jardins, badalado bairro paulistano, a Tappo Trattoria
trouxe um saboroso desafio ao empresário:
como se diferenciar em uma cidade que
possui milhares de restaurantes italianos. A solução veio de Nova York, cidade
na qual o chef se inspirou para dar um ar
cosmopolita àquela cozinha. Não demorou
para se tornar outro hit da gastronomia
paulistana, mas com estilo próprio, cheio
de personalidade.
TRAILER PAULISTANO
Mais recente, a última empreitada do
restaurateur explorou a urbanidade. O
210 Diner presta uma homenagem aos
diners norte-americanos, em uma casa
com fachada que lembra um trailer, um
daqueles que vemos em centenas de fil-
O moules-frites é um dos pratos
mais pedidos do restaurante francês
mes de Hollywood. No espaço interno, a
ambientação reforça o conceito, bastante
descolado, com sofás, dizeres nas paredes,
luminárias de néon e uma mesa comunitária que fica bem em frente à cozinha.
O sucesso já laureado da casa – que recentemente conquistou o título de Melhor
Hambúrguer Gourmet de São Paulo, pela
mais respeitada publicação de gastronomia da cidade – comprova o que o chef
defende: “para comer bem, é preciso ter
um ambiente antes de tudo confortável,
mas, na cozinha, não pode faltar a boa comida”. Veja a entrevista exclusiva que ele
concedeu à Revista Rossi.
Revista Rossi: Qual a sua relação com a
decoração dos seus restaurantes?
Benny Novak: Participo ativamente na escolha da decoração e do estilo dos restaurantes.
Revista Rossi: Que tipo de preocupação
um restaurateur precisa ter para acolher bem seus clientes?
Benny Novak: Como comensal, preciso
me sentir à vontade e confortável nos
restaurantes que frequento. Isso inclui o
som, a iluminação, o conforto do mobiliário. Procuro pensar assim quando crio os
meus restaurantes.
Revista Rossi: Como é o ambiente perfeito para fazer refeições fora de casa?
Benny Novak: Onde a decoração não te incomode nem visualmente nem fisicamente.
É preciso ter conforto acima de tudo.
www.rossiresidencial.com.br |
49
Entrevista
O charmoso clima de
bistrô predomina na Tappo
Trattoria; no detalhe, o
Spaghetti à Carbonara
Acho que um
bom fogão com
forno é um dos itens
mais importantes.
A tendência hoje
é voltar a fazer as
receitas clássicas
50
Revista Rossi: Você costuma jantar em
um ambiente mais sofisticado ou prefere um balcão de cozinha do tipo americano?
Benny Novak: Sou um cara simples, me
adapto a qualquer lugar dependendo da
ocasião.
Revista Rossi: E do que você não abre
mão na sua cozinha?
Benny Novak: De boa comida!
Revista Rossi: Alguns acreditam que
a cozinha é o principal espaço de uma
casa. O que você acha disso?
Benny Novak: Acho que, com o boom
da gastronomia no Brasil, surgiram vários
'gastrogourmets' amadores, que adoram cozinhar em casa. Isso fez com que a cozinha
agora tenha uma participação e importância maiores na área social da casa.
Revista Rossi: Você prefere cozinhas de
linha mais clean ou aquelas cheias de
panelas penduradas, que trazem o clima de interior?
Benny Novak: Gosto dos dois tipos de cozinha: adoro cozinha de fazenda, bem tradicional, e gosto da cozinha clean também.
Mas não um clean com ares futuristas, porque aí já acho brega.
| Revista Rossi
Revista Rossi: O que sugere para quem
está decorando a casa agora? Há algum
item indispensável na cozinha?
Benny Novak: Para quem está montando
a casa e gosta de cozinhar, um bom fogão é
um dos itens mais importantes.
Revista Rossi: O que considera uma
tendência em cozinhas hoje?
Benny Novak: Pensando na parte gastronômica, acho que a tendência hoje é voltar a fazer
as receitas clássicas, sair e fugir um pouco das
espumas e desconstruções, e voltar às raízes.
Fotos Tadeu Brunelli/Divulgação
Revista Rossi: E em casa, como é a sala
de jantar dos sonhos?
Benny Novak: Gosto de mesas longas de
madeira e adoro cadeiras com braços porque imprimem um clima bem casual.
Ambiente descontraído do 210
Diner; no detalhe, o Piggie Burger,
com costelinha de porco e molho
barbecue; abaixo, a fachada da
casa, que imita um trailer
Revista Rossi: Há algo que inventaram para
a cozinha que te surpreendeu? Por exemplo,
aquelas pias que são de um material que serve
também como tábua de cortar carnes ou alguma invenção do tipo?
Benny Novak: Essas pias são ótimas mesmo! Apesar de eu ter uma queda pelo rústico e clássico.
Revista Rossi: Como imagina que seja a cozinha
do futuro?
Benny Novak: Espero que volte a ser rústica na decoração e com a praticidade e a tecnologia, que vem
se desenvolvendo numa velocidade absurda.
www.rossiresidencial.com.br |
51
Gastronomia
Sanduíche: uma
maneira simples
de comer bem
Com os ingredientes certos, o lanche pode
substituir uma refeição completa e se
tornar uma opção saudável para o dia a dia
Por Marina Soares
52
| Revista Rossi
A
rroz, feijão, salada e frango grelhado. Esse é o exemplo
de um prato saudável, ao contrário dos sanduíches. Estes nunca podem substituir uma refeição, certo? Errado.
De vez em quando, é possível trocar o arroz de cada dia por um
apetitoso sanduíche com ingredientes adequados.
A nutricionista Roseli Rossi explica que é possível fazer do sanduíche uma refeição saudável, mas aconselha a não tornar isso um
hábito. Isso porque nosso organismo precisa de grãos, boa quantidade de legumes, verduras e proteínas, e isso tudo não cabe em
um lanche. “Eu oriento os meus pacientes a substituírem apenas o
jantar pelo lanche, pois o almoço é a principal refeição do dia”, conta a especialista. Mas isso não significa que não se possa saborear
um lanchinho em algum dia da semana, em algum momento, desde
que se faça a escolha certa dos ingredientes.
Um sanduíche saudável deve conter carboidratos provenientes de pães. Os integrais também contêm fibras, que auxiliam
no bom funcionamento dos intestinos. Se optar por outro tipo de
pão, uma dica é retirar o miolo para reduzir a quantidade de calorias. Deve conter também ingredientes com proteínas magras
e saudáveis, como frango, peito de peru, atum ou sardinha. Como
fonte de vitaminas, minerais e mais fibras, as verduras, legumes
ou frutas são excelentes opções de complemento. Alimentos com
gorduras saudáveis que podem dar um sabor diferente ao lanche
são azeite, nozes, castanhas e amêndoas.
O LANCHE DE CADA DIA
A chef e nutricionista Flávia Semenow ensina uma receita de
sanduíche rápido e fácil de preparar.
O BÁSICO
Uma boa pedida para quem tem uma rotina corrida, com
pouco tempo para preparar as refeições
INGREDIENTES
• 2 fatias de pão de forma integral
• 4 fatias de blanquet de peru
• 1 tomate em rodelas
• 1 colher de chá de requeijão light
• Manjericão fresco e pimenta-do-reino a gosto
PREPARO Passe requeijão no pão de forma e, em seguida, coloque a quantidade de tomate desejada, o blanquet de peru e o
manjericão fresco. Se desejar, finalize com pimenta-do-reino.
www.rossiresidencial.com.br |
53
Gastronomia
A nutricionista Roseli Rossi ensina a fazer um sanduíche mais
original ainda, porém, ele requer um pouco mais de tempo
para o preparo.
OS OVOS MEXIDOS
A receita é muito saborosa! O resultado final vale a pena e
incrementa a sua refeição
INGREDIENTES
• 2 fatias de pão de forma integral
• 2 fatias finas de peito de peru
• 2 ovos
• ¼ prato de sobremesa de alface crespa (crua)
• 3 fatias médias de tomate
• ¼ de cebola pequena (crua)
• ½ colher de sopa de salsinha (crua)
• ½ colher de sopa de orégano (seco)
PREPARO
Bata os ovos e reserve. Higienize os tomates, a cebola, a
alface e a salsinha. Refogue a cebola cortada em rodelas e
tempere com sal e orégano e acrescente os ovos batidos e
o peito de peru picadinho. Deixe cozinhar, mexendo sempre.
Desligue o fogo e acrescente a salsinha picada. Abra o pão
ao meio, toste-o em forno, espalhe o recheio de ovos acebolados, arrume as folhas de alface e as fatias de tomate. Sirva
a seguir. Rende para duas pessoas.
Para uma pessoa que tem hábitos alimentares incorretos,
como almoçar frituras e pouca salada, é preferível comer um
bom sanduíche todos os dias para começar a entrar em uma rotina mais adequada. Depois de se acostumar a uma alimentação
mais saudável, pode partir para refeições mais completas com
arroz e feijão e deixar o lanche para ocasiões especiais.
Cada alimento é fonte de um nutriente específico, portanto
nenhum deles deve ser deixado de lado. O mais importante é
ter uma alimentação variada, equilibrada, nutritiva e saborosa.
SANDUÍCHE LIGHT DE SALMÃO
E ESPINAFRE
Receita bem original e de baixa caloria, para refrescar em
dias quentes.
INGREDIENTES
• 1 fatia de pão integral
• 2 colheres (sopa) de queijo cottage
• 40 g de espinafre cozido
• 100 g de salmão defumado e fatiado
• Dill para polvilhar
PREPARO
Veja mais informações e outras opções de sanduíches
www.flaviasemenow.com.br
www.minhavida.com.br
www.nutricaoemfoco.com.br
54
| Revista Rossi
Fotos iStockphoto.com
Esquente o pão na frigideira por no máximo 2 minutos. Cozinhe o espinafre. Misture cottage com espinafre cozido e coloque sobre o pão. Acrescente o salmão e polvilhe dill.
NOVIDADES
• M a i s de 3 0 0 m ode lo s de p or c e l a n ato
• M a r c a s n a c ion a i s e i m p orta da s a pr on ta e n t r e g a
• At e l ie r de cort e s e se rv iço s pe rs on a l i za d o s
• C i m e n t íc io s , pa s t il h a s e c e r â m ic a s
• Pr oj e to s pa g in a d o s e m e diç ã o
L oj a s R e c e s a : A L P H AV I L L E ( 1 1 ) 4 6 8 8 . 0 4 1 5 A N Á L I A F R A N C O ( 1 1 ) T e l : 2 2 2 5 . 0 6 2 6 AV. B R A S I L ( 1 1 ) 3 0 8 8 . 7 2 4 7 D I A D E M A ( 1 1 ) 4 0 7 1 . 3 6 3 3
MOEM A (11) 5053.5353 MORUMBI (11) 2204.0099 SANTO ANDRÉ (11) 4990.5454
www.recesa.com.br
Viagem
Jardim das Sensações
56
| Revista Rossi
Boa para morar,
ótima para passear
Uma das cidades com melhor qualidade de vida do Brasil,
conhecida por seus parques e praças, Curitiba também
conquista pela arquitetura e gastronomia
Por Luís Souza
F
amosa pela qualidade de vida, um
dos melhores locais para morar
no Brasil de acordo com pesquisas
nacionais, Curitiba (PR) impressiona pela
limpeza e organização, e também pelo bom
funcionamento do sistema de transporte público e pela preservação do meio ambiente.
Além disso, a cidade encanta pela sua beleza e aguça todos os sentidos dos viajantes.
A capital paranaense recebeu, em 2010,
a distinção de metrópole mais verde entre outras 17 da América Latina, segundo um estudo
sobre meio ambiente apresentado na Cúpula
Climática Mundial de Prefeitos, realizada no
México. Por isso, conhecer Curitiba significa
ter uma oportunidade de visitar muitos parques – são mais de 30, todos com infraestrutura para recreação e prática de esportes. O mais
procurado pelos turistas é o Jardim Botânico,
com seus canteiros geométricos e a famosa
estufa de metal e vidro.
Inaugurado em 1991, inspirado em parques franceses, o Jardim Botânico estende
seu tapete de flores aos visitantes logo na
entrada, de onde se podem escolher trilhas,
algumas pela mata nativa que o parque
preserva. Esses trajetos podem levar ao Museu Botânico e ao espaço cultural Frans
Krajcberg. No entanto, o que chama
mais atenção é a estufa, com sua estrutura metálica que lembra um palácio.
Prepare a máquina fotográfica, pois
é uma das atrações mais procuradas
pelos turistas no Brasil. Depois de
conseguir o melhor clique, entre nesse
“palácio transparente”. Lá dentro, há um
mostruário de espécies botânicas, que é referência nacional, e uma fonte de água.
Outra trilha do Jardim Botânico ficou
conhecida como “jardim das sensações”.
São 200 metros que o visitante percorre de
olhos vendados, tateando as plantas, sentindo seu perfume, ouvindo o barulho do
vento e de uma cascata.
CONSTRUÇÕES INUSITADAS
Em Curitiba, também vale seguir o roteiro
de construções inusitadas, pois elas abrigam as melhores atrações. Um exemplo é
o Museu Oscar Niemeyer e seu impressionante prédio em formato de olho aberto,
revestido de vidros escuros. Obra-prima do
mais famoso arquiteto brasileiro, o museu
foi inaugurado no final de 2002 e abriga
exposições de Artes Visuais, Arquitetura e
Design. O acervo tem três mil peças de importantes artistas nacionais de vários movimentos, como Tarsila do Amaral, Candido
Portinari e o próprio Niemeyer.
A Ópera de Arame é outra obra arrojada que não pode ficar fora do roteiro.
www.rossiresidencial.com.br |
57
O teatro, com estrutura tubular e teto transparente, é um dos cartões-postais curitibanos. Vale conferir a programação do local,
que recebe todo tipo de espetáculo, dos
populares aos clássicos. A casa faz parte
do Parque das Pedreiras, entre lagos, vegetação típica e cascatas. Ali também está o
Espaço Cultural Paulo Leminski, que pode
receber, ao ar livre, 20 mil pessoas.
CULTURAL E CHEIA DE VIDA
A cidade também encanta pelo dinamismo.
Ao mesmo tempo em que prédios modernos
ganham vez, as raízes não são esquecidas,
seja homenageando os imigrantes, seja preservando as construções históricas. Exemplo
disso é a revitalização da tradicional Praça
Tiradentes, no coração do Centro, onde fica a
Catedral da cidade. Nessa área, em 29 de
março de 1693, ocorreu a fundação de Curitiba. Em 2008, parte da praça recebeu um
novo piso, de vidro, que revela traços da cidade do passado, como as reminiscências de
58
| Revista Rossi
um conjunto arquitetônico do século 19.
Outra atração imperdível é o Memorial
Ucraniano, no Parque Tingui. Ali se conhecem réplicas de edificações que mostram o
estilo típico da arquitetura dos imigrantes.
A mais importante é a de uma das mais
antigas igrejas ortodoxas do Brasil, originalmente construída em Mallet, no interior do
estado. Também inesquecível é a exposição
de pêssankas, os coloridos ovos pintados à
mão, com desenhos que simbolizam proteção e longevidade, e que são uma tradição
de Páscoa no país europeu.
CAPITAL GOURMET
A Ucrânia também marca presença na gastronomia curitibana. Inaugurado em 2000,
como um restaurante de pratos típicos ucranianos, o Durski é hoje especializado em
culinária internacional. A carta de vinhos já
ganhou o prêmio do Guia Quatro Rodas como
a melhor do Brasil, e o restaurante é sempre
citado como o mais sofisticado da cidade.
Para os saudosos, o cardápio ainda lista menus ucraniano e polonês.
Mas Curitiba oferece opções gastronômicas de quase todos os tipos. Muitas delas estão
no bairro nobre do Batel (que concentra a vida
noturna e hotéis), como o elegante italiano
DOP Cuinca e o famoso Barolo Trattoria. O
bairro de Santa Felicidade, por sua vez, agrega
cantinas, onde o rodízio de massas é a atração.
Quem gosta de quitutes pode reservar
os domingos para visitar a Feira de Arte e
Artesanato do Largo da Ordem, também
conhecida como a Feirinha do Largo. Além
de barracas de acarajés, pierogis eslavos,
empanadas argentinas, tacos mexicanos e
docinhos artesanais, os turistas encontram
mais de mil barracas com objetos de decoração, pinturas, livros, bolsas, bijuterias,
lembrancinhas da cidade e antiguidades.
Por fim, vale dizer que uma das melhores
maneiras de conhecer todas essas atrações é
usar a Linha Turismo, uma linha de ônibus
especial que circula pelos principais pontos
turísticos de Curitiba. Os ônibus passam a
cada 30 minutos, percorrendo aproximadamente 45 quilômetros em cerca de duas horas e meia. O serviço Leva & Traz Grátis é um
projeto que oferece transporte gratuito aos turistas hospedados em hotéis conveniados para
bares, restaurantes, casas de shows, teatros e
shoppings. O agendamento deve ser feito com
uma hora de antecedência. Mais informações:
www.levaetrazgratis.com.br.
Fotos Museu Oscar Niemeyer: Carlos Renato Fernandes ; Outras: Divulgação
Viagem
DICAS DOS LEITORES
JOSIANE LIMA, 30, assistente de marketing
na Rossi Curitiba
GUSTAVO CARVALHO DE LIMA, 53
PARQUES
“Estão por toda a extensão da cidade. Um dos melhores é o Barigui,
um ícone de Curitiba onde você encontra natureza e beleza juntas. É
muito utilizado para a prática de esportes, como corrida e caminhada.”
“Restaurante elegante, sempre ganha prêmios por sua carne. Os proprietários também tocam uma rede de hamburguerias que faz sucesso.”
Rodovia do Café (BR 277), km 0, Santo Inácio - (41) 3339-8975
Rua Jaime Reis, 262, São Francisco – (41) 3013-2300
LINHA TURISMO
MADERO PRIME STEAKHOUSE
SHOPPING ESTAÇÃO
“É outro destaque que temos, um ônibus que faz um passeio por
toda a cidade com uma única tarifa. Dá para conhecer quase todos
os pontos turísticos assim.”
Como o nome diz, era uma estação de trem que foi restaurada. Tem
várias opções de gastronomia e até museus. Também recomendo a
unidade da Livraria Curitiba, que fica dentro.”
www.urbs.curitiba.pr.gov.br/PORTAL/linha_turismo/
Avenida Sete de Setembro, 2775, Rebouças – (41) 2101-9000
CAROLINE VALADA BECKER, 25, professora
SERVIÇO
Jardim Botânico
Rua Eng°. Ostoja Roguski, s/n° - Jardim Botânico - Curitiba (PR)
(41) 3264-6994
Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico - Curitiba (PR)
(41) 3350-4400 – www.museuoscarniemeyer.org.br
Ópera de Arame
Rua João Gava, s/n°. – Abranches - Curitiba (PR) - (41) 3355-6071
Torre Panorâmica
Rua Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 – Mercês Curitiba (PR) - (41) 3339-7613
CAFÉ DO MERCADO
“Tem o melhor café da cidade, de marca própria. Também dá para
comprar o pó moído na hora e levar de lembrança.”
Avenida Sete de Setembro, 1.865 - boxes 61 e 437, Mercado Municipal,
Centro – (41) 3362-7912
FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA
“É o maior e mais importante do Brasil e atrai gente de todo lugar. Acontece sempre em março e abril e deixa a cidade respirando teatro.”
www.festivaldecuritiba.com.br
Memorial Ucraniano (Parque Tingui)
Avenida Fredolin Wolf, s/n° - São João – Curitiba (PR)
(41) 3240-1103
Durski
Rua Jaime Reis, 254 – São Francisco – Curitiba (PR)
(41) 3225-7893 - www.durski.com.br
DOP Cucina
Rua Teixeira Coelho, 235 – Batel - Curitiba (PR)
(41) 3022-1221 - www.dopcucina.com.br
Barolo Trattoria
Avenida Silva Jardim, 2.487 - Batel - Curitiba (PR)
(41) 3243-3430 - www.barolotrattoria.com.br
www.rossiresidencial.com.br |
59
Destaque do Mês
Um bairro
privativo
em São Paulo
O Paulistano, com casas, apartamentos e um
clube completo, destaca-se como um dos
maiores projetos da Rossi
F
az tempo que São Paulo não vê namoros na porta das casas,
crianças brincando na rua, amigos sentados na calçada. Felizmente, as coisas mudam. É com essa proposta que o Paulistano Bairro Privativo chega à maior cidade do País. No coração
do bairro do Morumbi, o projeto é o maior da Rossi em São Paulo e
uma realização em parceria com a Even. São mais de 155 mil m2 de
terreno em um condomínio fechado com ampla estrutura de lazer;
são mais de 8.000 m2 de área construída com casas e apartamentos,
bosque com 17.000 m2 e um centro comercial com 12 lojas e 12
escritórios. O bairro privativo oferecerá aos seus moradores toda a
infraestrutura sem que eles precisem sair para buscar serviços básicos. Além disso, a região ainda tem tudo à mão, como escolas, bancos, padarias, supermercados, restaurantes e o Shopping Jardim Sul.
Para Rubens Júnior, diretor da Regional São Paulo, o grande
diferencial do projeto é que os futuros moradores “podem desfrutar de passeios pelas ruas do bairro com toda a segurança e ter um
clube privativo com inúmeras atividades esportivas e sociais. Isso
tudo com o charme de uma pequena cidade onde os moradores
terão excelente qualidade de vida”.
APRECIAR A PAISAGEM
Um dos grandes destaques do bairro privativo é a área verde, criada e projetada especialmente pelo paisagista Sergio Santana.
As árvores, os gramados e toda a integração com a natureza foram
um grande desafio para o plano paisagístico. A proposta geral do
projeto era criar grandes bosques de cobertura vegetal arbórea
que resgatassem a cobertura vegetal de Mata Atlântica que existia
na região de São Paulo. “São poucas as oportunidades que aparecem na carreira em que temos o privilégio de criar um contexto
paisagístico para um bairro”, avalia Sergio.
60
| Revista Rossi
Sergio Santana é formado em
Arquitetura Paisagística pela
Louisiana State University,
Estados Unidos. Iniciou a
carreira como síndico, jardineiro
e motorista. Tem 34 anos de
profissão e realiza projetos
de criação própria como
residências, condomínios,
empresas e hotéis.
www.rossiresidencial.com.br |
61
Destaque do Mês
Casa Living, de 92 m2
Os valores simples do dia a dia também serviram de inspiração para o projeto, como caminhar, apreciar a paisagem, assistir
ao pôr do sol, ver a chuva cair no bosque e nadar na piscina,
tudo isso como parte da rotina das pessoas que moram ali. A
qualidade do plano diretor do Paulistano também está presente na entrada do bairro privativo, circundada por áreas verdes
na recepção aos moradores. Uma grande paisagem natural com
muita qualidade de vida.
CASAS E APARTAMENTOS VERSÁTEIS
Um bairro é naturalmente formado de casas e apartamentos, e no
Paulistano não é diferente, são 1.055 unidades. Mas, em um bairro
planejado, tornam-se maiores as possibilidades de deixar todo o entorno harmonioso para uma melhor convivência. Foi pensando nisso
que o arquiteto Jonas Birger, responsável pelo projeto de arquitetura do bairro, desenvolveu as principais propostas do Paulistano. Do nível do pavimento térreo dos prédios, avistam-se as casas e a
natureza. Das casas, por sua vez, as pessoas poderão ver prédios distantes e espaçados. “A riqueza deste projeto é que pudemos controlar
a implantação de todas as edificações, posicionadas corretamente no
terreno, com muita sinergia. O Paulistano é alternativa de vida urbana. Ele responde ao que São Paulo quer. É um projeto de sonhos”.
Para Milena Grahl, gerente da Rossi, destaca-se também a segurança: “as casas e apartamentos não precisam de grades. Por ser
62
| Revista Rossi
Jonas Birger
sempre gostou
de desenhar e
tinha o sonho de
ser desenhista
de automóveis. É
arquiteto formado
pelo Mackenzie
e há mais de 20
anos faz parte
do seleto grupo
de escritórios
de arquitetura
que atuam
especialmente
no mercado de
projetos para
residências.
Apartamento Living, de 110 m2
um condomínio fechado, as ruas internas são privativas e terminam em praças. O morador pode passear à noite sem se preocupar
com a questão da segurança, já que o condomínio contará com
uma portaria com acessos independentes para moradores, visitantes e prestadores de serviços”.
Com o objetivo de atender a diversos perfis de moradores, o bairro
conta com cinco tamanhos diferentes de casas e três metragens de
apartamentos, todos com varanda gourmet. Os tamanhos variam de
92 a 230 m2. Nas casas de três dormitórios e suíte, há salas de estar
e jantar e varanda com churrasqueira. Nas de quatro dormitórios e
suíte, há salas de estar e jantar, home theater e varanda com churrasqueira. E nas maiores do bairro, com 230 m2, quatro suítes distribuídas
também em sala íntima, salas de estar e jantar, home theater e varanda com churrasqueira.
Os apartamentos de três dormitórios e suíte contam com salas
de estar e jantar, ampla varanda com churrasqueira e acesso
direto para a cozinha. Nas opções de quatro dormitórios e duas
suítes, tanto de 141 m2 quanto de 177 m2, há espaços amplos
para salas de estar e jantar, lavabo, varanda com churrasqueira
e acesso pela cozinha. Todas as sete torres contam com opção de
cobertura duplex. O objetivo de integrar varanda, cozinha e sala é
aumentar o convívio social dentro do imóvel. Outro destaque fica
para a vista dos apartamentos, que, ao longe, atinge torres da Avenida Paulista, principal região paulistana.
www.rossiresidencial.com.br |
63
Destaque do Mês
ÁREAS COMUNS DE CLUBE
Além dos espaçosos apartamentos e casas, todos os ambientes
foram projetados com decoração de duas renomadas arquitetas,
Patrícia Anastassiadis e Debora Aguiar. A modernidade e a versatilidade dos ambientes ganharam vida com o trabalho dessas
profissionais, que buscaram o que há de mais contemporâneo
para dentro do bairro. Para Debora Aguiar o grande diferencial do
Paulistano é o megaclube maravilhoso com 30 itens de lazer, que
“oferece o que o morador procura”. As áreas são amplas, como a
brinquedoteca para as crianças, com oficinas. Além de ateliê
para aulas de cerâmica, há também um healthy club.
São inúmeras as opções de lazer distribuídas em 8.000 m2 de
área construída. A academia será composta de piscina coberta com
raia de 25 metros, sala de musculação, sala de pilates e ioga, duas
salas de ginástica, sala de spinning, sala de artes marciais, piscina
de hidromassagem, SPA com salas de massagem, salão de beleza e
um complexo de diferentes campos esportivos. Os moradores terão
um verdadeiro clube à disposição sem precisar sair de casa ou pagar mensalidade para utilizá-lo. “É um projeto que atende a várias
gerações e idades. Tem muito amor, alegria e muita vida. Vai haver
muitas atividades, mas também muito sossego com a alameda das
casas e a vegetação exuberante”, destaca Debora.
Ao circular pelas alamedas, os moradores terão a sensação de estar em uma cidade do interior que, a poucos metros, dá acesso a todas
as opções paulistanas. Para Patrícia Anastassiadis, o principal ponto
positivo do projeto “foi resgatar o conceito de comunidade”. Os futuros moradores terão o melhor do urbano, porém de forma controlada
e privativa. O principal foco deste projeto são as pessoas e seu estilo
de vida. A proposta é viver com liberdade rodeado de uma decoração
pautada pelo contemporâneo, com mesclas de uma proposta brasileira e internacional. “Há a mistura do mármore em contraponto com as
fibras e a madeira com muito aconchego”, destaca Patrícia. O Paulistano Bairro Privativo é, sem dúvida, um projeto muito inovador.
64
| Revista Rossi
Cinema
Paulistano Bairro Privativo
Localização Rua David Ben Gurion, 955 – Morumbi, São
Paulo (SP)
Área privativa das unidades
Casas 92 m2 (3 dormitórios e 1 suíte), 126 m2 (4 dormitórios e 1 suíte) e 230 m2 (4 suítes).
Apartamentos 110 m2 (3 dormitórios e 1 suíte),
141 m2 (4 dormitórios e 2 suítes) e 177 m2 (4 dormitórios
e 2 suítes).
Coberturas duplex 194 m2 (3 dormitórios e 1 suíte),
216 m2 e 217 m2 (4 dormitórios e 2 suítes).
Total de unidades 768 aptos e 287 casas = 1.055
Telefone 5501-7900
Estágio em obras
Realização Rossi e Even
Confira mais informações sobre este e outros
imóveis no site www.rossiresidencial.com.br
www.rossiresidencial.com.br |
65
Notícias Rossi
Decorado,
eu quero
Conheça os profissionais que fazem os
decorados da Rossi e o que eles projetam para
os futuros moradores se sentirem em casa
Decorado Rossi Itapeti 792, São Paulo (SP)
QUEM MONTA OS APARTAMENTOS DECORADOS?
Antes de escolher o apartamento, os clientes visitam os decora-
66
| Revista Rossi
FERNANDA
MARQUES
A jovem profissional paulistana tem participações na
Casa Cor e, em seu escritório, realiza projetos que
mesclam a essência de seu
estilo, limpo e contemporâneo, com arte e design.
dos, que servem tanto para o futuro morador ter uma ideia mais
clara da funcionalidade do imóvel, quanto para ele receber dicas
de decoração. Raul Pêgas é arquiteto especialista nesses projetos.
Há mais de 20 anos ele e sua equipe realizam esse trabalho em
conjunto com a Rossi. Para ele o principal objetivo de um decorado é “mostrar ao futuro morador a potencialidade daquele imóvel,
fornecer opções de layout e, além disso, encantá-lo”.
Fernanda Marques, arquiteta paulistana que há mais de
sete anos realiza parcerias com a Rossi, destaca que o projeto
Fotos Divulgação
S
onhar com o novo lar e ter ideias para o espaço em que se
vai viver é tarefa das mais prazerosas. Tudo nasce de um
projeto de vida em busca de um lugar onde se possa chegar
para renovar as energias e passar grande parte de nossa vida.
O primeiro contato com o futuro novo lar acontece quando se
visita o modelo decorado. Lá todos os projetos e desejos se tornam
reais. Sala, quartos, cozinha e banheiro ganham mais relação com
a nossa vida e dão asas aos sonhos.
A Rossi conhece a importância do decorado e idealiza esse espaço com todo o carinho e cuidado para os novos moradores. Construir o seu lar ideal passa pelo momento de ter acesso a opções
diferentes, a alternativas para o espaço, a cores e formas inéditas e
a materiais recém-lançados.
A Revista Rossi conversou com dois arquitetos renomados
que já realizaram diversos decorados da Rossi e quis saber deles
o que há de mais gratificante e também desafiador nesse trabalho.
Decorado Arte Parque, Porto Alegre (RS)
RAUL PÊGAS
deve inspirar o futuro
proprietário. “Nós profissionais temos experiência no trato dos espaços,
na melhor forma de otimizá-los e
torná-los interessantes. Um decorado, em
essência, é para isto: mostrar como o apartamento pode ser aproveitado em sua totalidade.”
DIFERENTES PERFIS
Para agradar diferentes perfis de moradores, o maior desafio é usar
uma linguagem de gosto geral, porém instigante. Pêgas destaca
que é necessário “deixar o decorado amplo, com equipamentos tais
como: mobiliário fixo, mobiliário solto, eletroeletrônicos bem distribuídos e não atravancados, com circulação fácil, e criando pontos
de interesse em cada ambiente”. O decorado deve estar no meio-termo entre o criativo e o funcional.
A sintonia com o perfil de cada morador é muito importante.
Segundo Fernanda, “é preciso estar atento ao que o morador al-
Há quatro décadas em Porto
Alegre, faz projetos gerais de
arquitetura e tem especial
interesse em decorados. É
parceiro da Rossi há 20 anos
e gostou muito da receptividade que gerou o decorado
Arte Parque.
meja em termos de qualidade de vida. Por exemplo, uma varanda
gourmet pode ser mais útil a um solteiro com muitos amigos do
que a um casal sem filhos, que pouco recebe”, ela analisa.
Muitos futuros moradores aproveitam a oportunidade de circular pelos decorados para anotar ideias, registrá-las em fotos e já
se ver ali na nova casa. Para os profissionais responsáveis por esse
momento é gratificante a receptividade gerada a cada decorado
entregue. Para a Rossi é a realização de um novo projeto que tem a
missão de atender a cada sonho, aos gostos e estilos de cada lar.
www.rossiresidencial.com.br |
67
Mundo Rossi
Imóveis Rossi
Acreditamos que as necessidades humanas estão em constante evolução.
Por isso, temos como missão empreender soluções imobiliárias inovadoras, tendo
como foco as pessoas, a comunidade e o meio ambiente. Conheça nossos imóveis,
acompanhe o andamento das obras e as instalações de condomínios pelo Brasil.
Lançamentos
Novos projetos Rossi- pág. 69
Relacionamento com clientes
Imóveis em fase de construção- pág. 70
Instalação do Condomínio
Entrega do novo Rossi Speciale- pág. 72
Acompanhe a Obra
Siga a evolução das nossas obras - pág. 74
68
| Revista Rossi
Lançamentos
Conheça os recentes lançamentos da Rossi. Saiba mais detalhes
sobre os imóveis acessando o site: www.rossiresidencial.com.br
JABOATÃO DOS GUARARAPES (PE)
Nome Alta Vista Piedade
Bairro Piedade
Tipo Residencial vertical
Área das unidades 60,6 m² a 71,3 m²
Número de dormitórios 2 e 3 quartos com suíte
Mais informações 4003-0980
ARACAJU (SE)
Nome Vista Beira Mar
Bairro Farolândia
Tipo Residencial vertical
Área das unidades 106,29 m² a 128 m²
Número de dormitórios 2 e 3 quartos com suíte
Mais informações 4003-0980
www.rossiresidencial.com.br |
69
Acompanhe a Obra
Veja alguns momentos marcantes em obras de São Paulo, São Carlos e Canoas. Para acompanhar
mais detalhes da construção do seu imóvel, acesse www.rossiresidencial.com.br
6
1
DESTAQUES
DOS
EVENTOS
ROSSI
1. Votorantim (SP)
Ana Maria Cesar Cunha
e família em Visita à
Obra no Villa Flora
Condomínio dos Lírios
2
3. Hortolândia (SP)
2. São Paulo (SP)
Nelson de Jesus Santana Júnior e Leiliane Silva em
Visita à Obra no Rossi Ideal Parque Sugaya
70
| Revista Rossi
Fotos Divulgação
3
Marcelo Nascimento da Silva e Renata da Silva
Croda no Dia da Medida no Villa Flora Hortolândia
4
4. Hortolândia (SP)
Rafael Costa Jatobá e
Thamara Nobre Galhardo no Dia da Medida no
Villa Flora Hortolândia
5. Votorantim (SP)
Wagner Rafael Lacerda
Góes e esposa em
Visita à Obra no Villa
Flora Condomínio dos
Lírios
6. São Paulo (SP)
Rodrigo Norberto
Moises, Sirlene Mendes
Vila Nova, Luiz Fernandez Alves e Cibele
Vieira dos Santos em
Visita à Obra no Rossi
Ideal Parque Sugaya
5
6
www.rossiresidencial.com.br |
71
Acompanhe a Obra
INSTALAÇÃO DO CONDOMÍNIO: ROSSI SPECIALE
A Rossi entregou seu primeiro condomínio na Capital Federal em área privilegiada do Gama, onde
os moradores ganharam lazer completo e muito conforto. Em Coquetel e Assembleia realizados em
novembro, o condomínio de 140 unidades foi apresentado aos novos proprietários.
72
| Revista Rossi
Gama (DF)
Instalação do condomínio Rossi Speciale
Localização QI 03 - Setor Leste Industrial
Área privativa das unidades Apartamentos de 60 a
72 m² e coberturas lineares de 135m²
Mais informações www.rossiresidencial.com.br
www.rossiresidencial.com.br |
73
Acompanhe a Obra
Siga a evolução das obras que a Rossi possui em diversas regiões do Brasil. Para acompanhar
mais detalhes da construção do seu imóvel, acesse www.rossiresidencial.com.br
60%
Manaus
Arboretto Praças Residenciais
Aleixo - Fase 1
47%
Manaus
Arboretto Praças Residenciais
Aleixo - Fase 2
39%
Manaus
31%
Manaus
Villa Jardim Lírios - Fase 2
74
Manaus
Villa Jardim Lírios - Fase 3
47%
88%
Villa Jardim Azaléia - Fase 2
59%
Villa Jardim Orquídea - Fase 1
| As informações das obras são referentes ao mês de outubro de 2012.
43%
Manaus
Mais Passeio Mindu
67%
Manaus
76%
Manaus
Villa Jardim Jasmin
100%
Manaus
Life Centro
Life Ponta Negra
Manaus
Villa Jardim Azaléia - Fase 1
62%
Manaus
Manaus
100%
63%
Manaus
44%
Life Parque 10
Manaus
Terraço Vieiralves
67%
Jardim Paradiso Girassol Fase 2
Manaus
Life Flores
Fórum
Manaus
11%
Manaus
Life da Villa
88%
35%
Manaus
Azaleia - Fase 1
Jardim Paradiso Girassol Fase 1
43%
100%
Manaus
Authentic Recife
Manaus
Ideal Torquato - Fase 2
Manaus
Manaus
19%
Manaus
Ideal Torquato - Fase 1
30%
Villa Jardim Lírios - Fase 1
85%
Manaus
Villa Jardim Orquídea - Fase 2
82%
Manaus
Villa Jardim Orquídea - Fase 3
imóvel entregue
Legenda do status da obra:
AMAZONAS
Legenda dos Estados:
BAHIA
23%
Manaus
Fortaleza
Fortaleza
Ideal Vila dos Sonhos - Fase 2
94%
Serra
Rossi Vilas do Mar Open Mall
Fortaleza
85%
59%
3%
Goiânia
Parque Flamboyant 56
10%
Goiânia
Rossi Splendore
91%
Cidade Ocidental
100%
Gama
Rossi Ideal Alto do Lago I
100%
Rossi Ideal Brisas
10%
Brasília
Persona Versare
Residência de Espanha
56%
Terraço dos Pássaros
Brasília
Águas Claras
Parstyle Mall e Residence
Fortaleza
Duets Office Towers - Fase 2
Fortaleza
Patio Messejana
Persona Ventura
85%
85%
Fortaleza
Navegantes Praças
Residenciais - Fase 2
65%
99%
Duets Office Towers - Fase 1
Brasília
Águas Claras
100%
75%
83%
Persona Libertate
GOIÁS
Fortaleza
Ideal Jardim das Margaridas
Brasília
VG Fun Residence
ESPÍRITO SANTO
obra em andamento
87%
76%
44%
Fortaleza
DISTRITO FEDERAL
Salvador
Art Residence
Ideal Vila dos Sonhos - Fase 1
obra iniciada
57%
100%
Goiânia
CEARÁ
Salvador
Vivendas do Aleixo
Due Home Design
obra concluída
Rossi Speciale
51%
Goiânia
Viva Sudoeste
82%
Valparaíso
Rossi Parque Nova Cidade I
www.rossiresidencial.com.br |
75
Acompanhe a Obra
Siga a evolução das obras que a Rossi possui em diversas regiões do Brasil. Para acompanhar
mais detalhes da construção do seu imóvel, acesse www.rossiresidencial.com.br
27%
Valparaíso
34%
Cuiabá
35%
Belo Horizonte
55%
Ananindeua
67%
11%
Curitiba
73%
Curitiba
Rossi Cosmopolitan
25%
76
Ideal Porto de Aldeia - Fase 1
64%
53%
15%
Camaragibe
Ideal Porto de Aldeia - Fase 2
| As informações das obras são referentes ao mês de outubro de 2012.
100%
Curitiba
Recanto Verde - Fase 2
100%
Curitiba
32%
Londrina
Vida Bella - Fase 9
6%
Camaragibe
Rossi Mais Cidade Jardim
Curitiba
Universe Life Square
22%
Uberlândia
Pátio das Palmeiras
Curitiba
Rossi Vanguarda
Belo Horizonte
37%
40%
Ideal Samambaia - Fase 2
94%
Rossi Jardins Praças
Residenciais
Rossi Rio Branco Corporate
Ananindeua
Ideal Samambaia - Fase 1
Belo Horizonte
Rossi Andradas Office
Juiz de Fora
360 Home
Ananindeua
Ideal BR
14%
23%
Juiz de Fora
Rossi Mais Solares
25%
Palhano Business Center Torre II
Rossi Ideal Parque dos Jatobás
Belo Horizonte
Rossi Mais Primavera
Londrina
Campo Grande
Rossi Ópera Prima
Rossi Parque Cidade II
44%
Palhano Business Center Torre I
9%
Itaboraí
Rossi Business Itaboraí
53%
Itaboraí
Rossi Mais Jardim Imperial
imóvel entregue
Legenda do status da obra:
Legenda dos Estados:
GOIÁS
MATO GROSSO
RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro
100%
17%
Serra
57%
86%
76%
Porto Alegre
Rossi Caribe
Porto Alegre
Rossi Estilo
Parnamirim
Ideal Vila Nova - Fase 1
100%
Porto Alegre
97%
Porto Alegre
Croma
16%
Porto Alegre
100%
Tirol Way
Rossi Ideal Esteio Belo
Rossi Fiateci
Rossi Mais Via Carioca
20%
87%
45%
Rio de Janeiro
Natal
Esteio
Vila Verde Residencial
86%
Rossi Mais Maracanã
Rossi Belas Artes
Parnamirim
Ideal Vila Nova - Fase 2
Rio de Janeiro
Mais Recanto Taquara
2%
24%
70%
40%
Rio de Janeiro
Volta Redonda
Rossi Praças Sauípe
Parnamirim
89%
Rossi Mais Engenho Real
Serra
Rossi Praças Reserva
PERNAMBUCO
92%
Rossi Via Office
Rio de Janeiro
Rossi Ideal Vila Cordovil
PARANÁ
Nova Iguaçu
Rossi Exclusivo
Rio de Janeiro
Rossi Barra Único
PARÁ
13%
Nova Iguaçu
Rossi Diamond Flat
72%
MINAS GERAIS
obra em andamento
RIO GRANDE DO SUL
49%
Nova Iguaçu
Rossi Mais Reserva Imperial
obra iniciada
MATO GROSSO DO SUL
RIO GRANDE DO NORTE
67%
Itaboraí
obra concluída
Rossi Arte Parque
96%
Porto Alegre
Rossi Ideal Parque Alto
69%
Porto Alegre
Rossi Parque Ibirapuera
www.rossiresidencial.com.br |
77
Acompanhe a Obra
Siga a evolução das obras que a Rossi possui em diversas regiões do Brasil. Para acompanhar
mais detalhes da construção do seu imóvel, acesse www.rossiresidencial.com.br
84%
Porto Alegre
Rossi Parque Panamby - Fase 1
50%
Porto Alegre
Rossi Parque Panamby - Fase 2
34%
Xangri-lá
81%
Campinas
83%
Campinas
34%
Campinas
38%
Guarujá
Rossi Reserva Enseada
78
Hortolândia
Campinas
Villa Flora Hortolândia Condomínio 5 - Fase 1
| As informações das obras são referentes ao mês de outubro de 2012.
Campinas
100%
79%
Campinas
Splendor
Rossi Ideal Lírio D’água
100%
Hortolândia
33%
Rossi Delos Condomínio 1
Campinas
Rossi Ideal Água Doce
Avalon Hortolândia Condomínio 3
Campinas
Dueto Parque Prado
Rossi Ávila
Campinas
88%
30%
82%
86%
Rossi Mais Jardins
100%
23%
100%
42%
São José
Campinas
Campinas
Campinas
Porto Alegre
Rossi Passeio
Casas de Gaia 1
Rossi Antilhas
Rossi Ideal Água Bela
78%
10%
Rossi Atlantida - Fase 3
Hemisphere
Rossi Delos Condomínio 2
Rossi Parque Panamby - Fase 3
Xangri-lá
Rossi Atlantida - Fase 2
Gemini
Porto Alegre
29%
Xangri-lá
Rossi Atlantida - Fase1
34%
95%
Hortolândia
Villa Flora Hortolândia Condomínio 5 - Fase 2
39%
Marília
Rossi Praças Esmeralda
imóvel entregue
Legenda do status da obra:
Legenda dos Estados:
RIO GRANDE DO SUL
obra concluída
86%
Ribeirão Preto
Osasco Prime Center
Ideal Jardim Ipiranga - Fase 1
6%
Ribeirão Preto
96%
São José do Rio Preto
98%
91%
São Paulo
Rossi Ipiranga One
São Paulo
Rossi Mais Araucária
São Paulo
São Paulo
São Paulo
100%
São Paulo
Lumina - Fase 2
15%
São Paulo
82%
São Paulo
Rossi Atual Saúde
19%
Rossi Mais Itaim Clube
São Caetano do Sul
Reserva Espaço Cerâmica
Estilo Mooca
Paulistano - Fase 3
49%
15%
43%
13%
Reserva do Botânico Jd.
Luxemburgo
62%
34%
80%
7%
Ribeirão Preto
Neo Ribeirão Preto
São Caetano do Sul
Rossi Montês
São Paulo
Ribeirão Preto
Premier Espaço Cerâmica
São José dos Campos
Paulistano – Fase 2
45%
83%
77%
São José do Rio Preto
São Paulo
Ideal Jardim Ipiranga - Fase 2
Rossi Orquidário
Giardino Casas de Veneza
Paulistano - Fase 1
Ribeirão Preto
Santos
Trio Ribeirão Preto
Giardino Casas de Florença
77%
54%
Ribeirão Preto
Reserva do Botânico Jd.
Versailles
obra em andamento
SÃO PAULO
92%
Osasco
obra iniciada
Rossi Ideal Parque Sugaya
55%
São Paulo
Solis Office Moema
91%
Sorocaba
Illimité
www.rossiresidencial.com.br |
79
Acompanhe a Obra
Siga a evolução das obras que a Rossi possui em diversas regiões do Brasil. Para acompanhar
mais detalhes da construção do seu imóvel, acesse www.rossiresidencial.com.br
imóvel entregue
Legenda do status da obra:
Legenda dos Estados:
SÃO PAULO
SERGIPE
29%
Sorocaba
25%
100%
80%
18%
Jardins de França
80
Villa Flora - Cond. Margaridas
7%
Aracaju
Life Universitá
| As informações das obras são referentes ao mês de outubro de 2012.
100%
Taubaté
Rossi Praças Ipê Branco
51%
Votorantim
Villa Flora - Cond. Acácias
31%
Sumaré
Rossi Office Sumaré
Votorantim
Lírios VF Votorantim
obra em andamento
9%
Sumaré
Mistral
Votorantim
obra iniciada
SERGIPE
Sorocaba
Infinita
Aracaju
obra concluída
Rossi Ideal Jacarandás
3%
Aracaju
Altos do Farol
16%
Aracaju
Horizon Jardins
Leo Burnett Tailor Made
Produtos iguais podem ser totalmente diferentes .
Procure saber mais sobre os produtos que você consome.
Por trás de cada produto que consumimos, existem processos de produção que nem
sempre respeitam o homem e o meio ambiente. Infelizmente, ainda é difícil saber
se um produto tem “ficha limpa”. Mas, quando possível, opte por eles. E recuse os de
procedência ilegal. Pode parecer pouco, mas sua atitude faz toda a diferença.
Moradas do Mundo
A Semana de Arte Moderna de 1922 não citou explicitamente a arquitetura como arte de vanguarda. Porém, alguns anos
depois, o ucraniano Gregori Warchavchik veio ao Brasil e iniciou a missão pioneira. No pequeno bairro do Pacaembu – a
cidade de São Paulo tinha na época 900 mil habitantes – foi realizada a inauguração da Casa Modernista, na Rua Itápolis,
em 1930, marcada por uma exposição de arte moderna. Amigos famosos do arquiteto prestigiaram a inovação, entre
eles, Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Mario de Andrade e Lasar Segal. Os preceitos da arquitetura modernista –
uso racional da construção, economia e funcionalidade – orientaram a obra. O objetivo era unir o moderno ao regional.
Grandes janelas, para aproveitar a iluminação natural; diminuição dos espaços de circulação, como grandes corredores e
halls, a fim de ganhar mais espaço nos cômodos; uso de plantas adequadas ao clima da região, bem como cores claras; diminuição dos elementos decorativos e harmonia entre os espaços internos e externos. Houve todo um esforço dos
modernistas para fugir do rebuscamento clássico. Durante 25 anos, a casa esteve alugada, mas em 2010 – ano de comemoração dos 80 anos da Casa – o neto do arquiteto decidiu reformá-la e recuperar os aspectos da construção original.
82
| Revista Rossi
Fotos Editora Globo
Casa bem moderna
Download

Edição 31 - Rossi Residencial