SW Soft, Inc
Plesk 7.6 Para Windows
Manual do Cliente
(Revisão 2.0.0)
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
(c) 1999 – 2006
ISBN: N/A
SWsoft, Inc.
13755 Sunrise Valley Drive
Suite 325
Herndon
VA 20171 USA
Phone: +1 (703) 815 5670
Fax: +1 (703) 815 5675
Copyright © 1999-2006 by SWsoft, Inc. Todos os direitos reservados
A distribuição deste trabalho ou derivados do mesmo sob qualquer formato é proibida e requer autorização por
escrito do proprietário dos direitos.
MS Windows, Windows 2003 Server, Windows XP, Windows 2000, Windows NT, Windows 98, and Windows 95 são
marcas registradas de Microsoft Corporation.
www.plugweb.com.br
2
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Índice
Prefácio
6
A Quem se Destina Este
Manual................................................................................................................................. 6
Convenções de
Documentação................................................................................................................ ... 6
Convenções Tipográficas.................................................................................................. 7
Feedback ............................................................................................................................. 7
Plesk Básico
8
Conectando-se ao Plesk.................................................................................................... 9
Se Você Esqueceu Sua Senha
9
Conhecendo Seu Painel de Controle .............................................................................10
Alterando suas Informações de Contato e Senha ........................................................11
Personalizando seu Painel de Controle .........................................................................12
Visualizando Recursos de Permissão e características de Hospedagem em Seu Pacote de
Hospedagem
Implementando Planos de Hospedagem
14
18
Pré-Definindo Conteúdo Para Novos Web Sites...........................................................24
Gerenciando Contas de Hospedagem
25
Alterando a senha de FTP ...............................................................................................25
Atualizando Contas de Hospedagem .............................................................................25
Renovando Contas de Hospedagem
29
Desativando e Reativando Contas de Hospedagem.....................................................29
Alterando o Tipo de Hospedagem de Virtual (Física) para Redirecionamento..........30
Excluindo Contas de Hospedagem ................................................................................30
Checando Permissões.....................................................................................................31
Hospedando Web Sites
32
Configurando uma Conta de Hospedagem para um Web Site ....................................32
Criando SubContas FTP ..................................................................................................39
Publicando um site...........................................................................................................40
Enviando o Site para a Web via FTP
Enviando o Site para a Web via Gerenciador de Arquivos do Plesk
Enviando o Site para a Web via Microsoft FrontPage
Publicando o site com o SiteFácil
40
40
41
44
Visualizando Seu Site ......................................................................................................45
Desenvolvendo Bases de Dados ....................................................................................45
Acessando Dados de um Sistema Externo de Gerenciamento de Banco de Dados 47
Configurando ASP.NET ...................................................................................................48
Instalando Aplicações .....................................................................................................52
Instalando Aplicações Web Java
Instalando Aplicações Web ASP.NET
54
55
Gerenciando Repositório de Aplicações IIS..................................................................56
www.plugweb.com.br
3
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Organizando a Estrutura de Sites com Subdomínios ..................................................58
Configurando Nomes de Domínio Adicionais para um Site (Apelidos de Domínio) .60
Gerenciando Diretórios Virtuais .....................................................................................61
Gerenciando Tipos MIME para Diretórios Virtuais
64
Hospedando Páginas Pessoais em Seu Servidor Web ................................................66
Configurando Acesso FTP Anônimo ao Servidor.........................................................68
Personalizando Mensagens de Erro...............................................................................69
Realizando Operações em Grupo com Domínios.........................................................70
Servindo Nomes de Domínio A Sites Hospedados em Outros Servidores (Redirecionamento de
Domínio)
Personalizando a Configuração da Zona de DNS para Domínios
Configurando Seu Site com DNSs Externos
Garantindo Segurança a Web Sites
71
72
75
77
Protegendo Transações Online em Seu Site com Criptografia SSL...........................77
Utilizando SSL Compartilhada
81
Limitando o Uso de Tráfego Para Seu Domínio ............................................................82
Protegendo Seu Site do Roubo de Banda (Hotlinking) ................................................83
Restringindo Acesso aos Recursos do Servidor Web Com Proteção por Senha .....84
Gerenciando Permissões de Acesso a Arquivos e Pastas..........................................86
Visualizando Estatísticas
89
Automatizando a Geração de Relatórios e Entrega Via E-mail ...................................90
Visualizando Arquivos de Log Não Processados.........................................................93
Fazendo Backup e Restaurando Seus Dados
94
Fazendo Backup de Seu Domínio...................................................................................94
Agendando Backups........................................................................................................95
Restaurando Dados dos Arquivos de Backup ..............................................................96
Gerenciando Arquivos de Backup..................................................................................96
Utilizando Serviços de E-mail
98
Criando Caixas de Mensagens .......................................................................................98
Configurando Seu Programa de E-mail Para Resgatar Mensagens de Sua Caixa de
Mensagens......................................................................................................................100
Acessando Seus E-mails Através de um Navegador Web.........................................102
Protegendo Sua Caixa de Mensagens Contra Spam..................................................103
Configurando e Removendo Apelidos de E-mail
107
Protegendo Sua Caixa de Mensagens de Vírus ..........................................................108
Suspendendo e Reativando Caixas de Mensagem.....................................................109
Removendo Caixas de Mensagens ..............................................................................110
Configurando Redirecionamentos de E-mail ..............................................................111
Configurando Redirecionamento Para Múltiplos Endereços de E-mail
113
Configurando Respostas Automáticas ........................................................................115
Configurando Preferências para Manipulação de E-mails a Usuários Inexistentes117
Executando Operações Em Grupo em Nomes de E-mail...........................................118
Cuidando de Listas de E-mail .......................................................................................118
Habilitando uma Lista de E-mail
www.plugweb.com.br
119
4
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Listas de E-mail
Cadastrando e Descadastrando Usuários
Removendo Listas de E-mail
Agendando Tarefas
Monitorando Conexões ao Painel de Controle e FTP
Acessando o Servidor Via Desktop Remoto (RDP)
Utilizando A Ajuda Para Requisitar Assistência de Seu Provedor de Serviços
www.plugweb.com.br
119
120
120
121
123
125
127
5
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
1
Prefácio
A Quem se Destina Este Manual
Este manual é destinado a revendedores de hospedagem e proprietários de múltiplos domínios que
possuem acesso ao painel de controle Plesk como parte de seus planos de hospedagem ou revenda
dedicada ou compartilhada.
Convenções de Documentação
Antes de começar a utilizar este manual, é importante compreender as convenções de documentação
utilizadas.
www.plugweb.com.br
6
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Convenções Tipográficas
Os seguintes tipos de formatação identificam informações especiais:
Convenção de Formatação
Negrito Especial
Itálicos
Monospace
Pré-formatados
Tipo de Informação
Itens que você deve
selecionar, tais como
opções de menu, botões de
comando ou item de uma
lista.
Títulos de capítulos, seções
e subseções.
Utilizado para enfatizar a
importância de um ponto,
introduzir um termo ou
designar um local de linha
de comando, que deve ser
substituído pelo nome ou
valor real.
Nomes de comandos,
arquivos e diretórios.
Resultados exibidos na tela
em sessões de linhas de
comando; logs; códigofonte em XML, C++ ou
outras linguagens de
programação.
Exemplo
Vá para a aba QoS.
Leia o capítulo
Administração Básica.
Estes, são chamados
Shared VPSs.
Msiexec/i <nome do
arquivo *.msi ou GUID
mencionado
anteriormente>
Instale o Plesk no diretório
“c:\plesk bin”
05:31:49 Admin
John Smith foi
adicionado com
sucesso.
Feedback
Sugestões para melhorias neste manual serão sempre bem-vindas!
Se você tiver algum comentário a fazer sobre esta documentação, ou mesmo se você encontrar uma
maneira para melhorar este manual, nos reporte da forma mais específica que puder. Se encontrar
algum erro, por favor, informe o nome do capítulo, seção ou subseção do texto errôneo para que
possamos localizá-lo de forma eficaz.
Envie seus comentários para manual.usuario@plugweb.com.br.
www.plugweb.com.br
7
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
2
Plesk Básico
O Plesk é o painel de controle que você utiliza para revender serviços de hospedagem
compartilhada e hospedar você mesmo nomes de domínio e web sites.
Você pode gerenciar os domínios hospedados e web sites por conta própria ou delegar permissões a
outros usuários para que gerenciem seus domínios. Neste caso, um ambiente separado de painel de
controle de Administrador de Domínio é criado automaticamente, oferecendo a seus clientes a
capacidade de gerenciar web site e e-mails de acordo com a permissão que você definir.
Utilizando o painel de controle de Administrador de Domínio, um proprietário de site pode:
• Alterar as senhas para acesso ao painel de controle e espaço web via FTP,
• Publicar e visualizar um web site,
• Instalar, gerenciar e remover bases de dados e aplicações Web,
• Solicitar e instalar certificados SSL para tornar transações online seguras (isto é possível para
web sites hospedados em um endereço IP dedicado, que não é compartilhado com outros web
sites),
• Configurar, gerenciar e remover subdomínios,
• Hospedar páginas pessoais para outros usuários,
• Proteger com senha áreas de um web site,
• Personalizar mensagens de erro do servidor,
• Fazer backup e restaurar arquivos de um website, incluindo suas bases de dados e aplicações,
• Agendar backups automáticos,
• Criar, editar, remover caixas de mensagens e protegê-las contra spam e vírus,
• Permitir acesso ao painel individual de administração de e-mail a proprietários de caixas de
mensagens (isto é conveniente quando administrar negócios de hospedagem de e-mail ou criar
caixas de mensagens para outros usuários),
• Criar, editar e remover redirecionamentos de e-mail e respostas automáticas,
• Criar, gerenciar, remover listas de e-mail, inscrever e remover usuários.
Você tem acesso a todos estes recursos a partir de seu painel de controle, então, você não precisará
utilizar nem o painel de controle de Administrador de Domínios nem o painel de controle de
Administrador de E-mails.
Para saber mais sobre o uso do painel de controle de Administração de Domínio, consulte o Manual
do Administrador de Domínio.
www.plugweb.com.br
8
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Conectando-se ao Plesk
1
2
3
4
5
Abra seu navegador e digite o endereço que seu provedor lhe forneceu na barra de endereços.
Por exemplo: https://seudominio.com.br:8443, onde seudominio.com.br é o nome de domínio
de seu servidorweb.
Pressione ENTER. A Tela de login do Plesk será exibida.
Digite seu nome de domínio no campo Login, e digite a senha no campo Password,
fornecidos por seu provedor.
Se este for seu primeiro acesso, selecione o idioma para seu painel de controle a partir da lista
Interface Language. Se você, previamente, especificou o idioma de interface e o salvou em
suas preferências de interface, deixe o valor User Default selecionado.
Clique em Log in.
Nota para revendedores de hospedagem: seus clientes que possuem acesso ao painel de
controle para gerenciar seus próprios web sites precisarão especificar seus nomes de domínio
no campo Login.
Se Você Esqueceu Sua Senha
Se você esqueceu sua senha:
Para restaurar sua senha perdida:
1
2
3
4
5
Na barra de endereços de seu navegador, digite o endereço onde seu painel de controle Plesk
está localizado. Por exemplo, https://domain.com.br:8443.
Pressione ENTER. A tela de login do Plesk será exibida.
Clique no link Forgot your password?.
Digite seu endereço de domínio no campo Login e seu e-mail no campo E-mail.
Clique em OK. Sua senha será enviada para seu endereço de e-mail.
www.plugweb.com.br
9
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Conhecendo Seu Painel de Controle
A interface do painel de controle Plesk é dividida em duas áreas principais: painel de navegação à
esquerda e tela principal, onde as operações são executadas à direita.
Figura 1 – Visualização Padrão do Painel de Controle
O painel de navegação está localizado à esquerda. Ele lhe permite acessar e configurar funções
administrativas:
• Home: Ferramentas de administração de web site e e-mail. Esta área será a mais utilizada.
• Sessions: Gerenciamento das sessões de seus usuários de e-mail e conexões FTP a seu servidor.
Para maiores informações sobre gerenciamento de sessões, consulte o capítulo Monitorando
Conexões ao Painel de Controle e Serviços FTP.
• Log Out: Quando terminar o trabalho no painel de controle, clique neste ícone para finalizar sua
sessão.
• Help Desk: Utilize-o para reportar problemas ao administrador de servidor ou suporte técnico de
seu provedor. Para maiores informações sobre este recurso, consulte o capítulo Utilizando o
Conteúdo Utilizando Ajuda para Solicitar Assistência de Seu Provedor.
• Desktop no grupo SiteFácil: A Tela Desktop é dividida em duas áreas: Tasks e Statistics. Na área
Tasks você pode ter uma visão geral das principais funcionalidades do Painel do Administador.
Na área Statistics, você pode ver quantos usuários e sites existem atualmente no sistema.
• Sites: Nesta tela, você pode ver uma lista dos web sites disponíveis criados com o SiteFácil e
gerenciá-los.
www.plugweb.com.br
10
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Server: Esta página lhe permite acessar funções administrativas do SiteFácil.
Abaixo do ícone Help, há uma área de dicas. Ela lhe fornece uma breve descrição da tela atual ou
das operações disponíveis. Quando você repousar o ponteiro do mouse sobre um elemento do
sistema ou ícone de status, ela exibirá informação adicional.
Para navegar pelo Plesk, você pode , inclusive, utilizar uma barra de atalho: uma seqüência de links
que são exibidos à direita na tela, abaixo da área do banner. Para retornar a uma tela anterior, utilize
o link
Up Level no canto superior direito da tela.
Para encontrar itens em uma lista extensa, utilize as caixas de busca localizadas acima de cada lista
de itens: digite um termo no campo e clique em Search. Uma lista exibirá os itens correspondentes
ao termo solicitado. Para voltar a visualizar todos os itens, clique em Show All. Você pode ocultar
área de busca clicando em Hide Search. Para exibir a área de busca oculta clique em Show Search.
Para filtrar uma lista utilizando determinados parâmetros em ordem crescente ou decrescente, clique
no titulo do parâmetro na coluna de cabeçalho.
Para personalizar seu painel de controle no modo Standard, consulte a seção Personalizando seu
Painel de Controle no modo Standard.
Alterando suas Informações de Contato e Senha
Se precisar atualizar suas informações de contato ou mesmo sua senha:
1
2
Clique em
Domain user no grupo Domain.
Atualize suas informações conforme necessário ou digite uma nova senha e clique em OK.
Se você esqueceu sua senha:
1
2
3
4
5
Na barra de endereços de seu navegador, digite o endereço no qual seu painel de controle está
localizado, por exemplo: https://seudominio.com.br:8443/
Pressione Enter. A tela de login do Plesk será exibida.
Clique no link Forgot your Password?
Digite seu nome de domínio no campo Login e seu e-mail registrado no sistema no campo Email.
Clique em OK. Sua senha será enviada a seu e-mail.
www.plugweb.com.br
11
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Personalizando seu Painel de Controle
Para alterar as preferências em seu painel de controle:
1
2
3
4
Em sua página inicial, clique em
Preferences no grupo Tools.
Especifique o idioma da interface, skin, modelos de personalização da interface.
Se necessário, desmarque a caixa de seleção Prevent working with Plesk until page is
completely loaded e modifique a criação ou conservação de SiteFácil User marcando ou
desmarcando a caixa de seleção apropriada.
Clique em OK.
Para configurar uma imagem de marca que será visível a seus clientes quando eles acessarem o
painel de Controle Plesk:
1
2
3
4
Em sua página inicial, clique em
Logo Setup.
Clique em Browse... para navegar até o arquivo da imagem desejada que você possui em seu
computador local.
Recomendamos o uso de uma imagem de 50 pixels de altura, nos formatos GIF, JPEG ou
PNG e, de preferência, que não ultrapasse 100 Kilobytes para minimizar o tempo de
download.
Se você deseja associar um link à imagem do logo digite a URL no campo Enter new URL
logo.
Clique em OK para enviar.
Para restaurar a imagem da marca oficial do Plesk:
1
2
Em sua página inicial clique em
Clique em Default Logo.
Logo Setup.
Para adicionar um botão personalizado a seu painel de controle Plesk e especifique se seus clientes
o verão em outros painéis de controle:
1
2
Clique em
Custom Buttons no grupo Domain.
Especifique as propriedades do botão:
• Digite o texto que será exibido como descrição de seu botão no campo Button label.
• Escolha a localização para seu botão. Para posicioná-lo na área da direita de sua página inicial,
selecione o valor Domain Administration page como local. Para inseri-lo na área esquerda (painel
de navegação) de seu painel de controle, selecione o valor Navigation pane.
www.plugweb.com.br
12
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Especifique a prioridade do botão. O Plesk irá organizar seus botões personalizados no painel de
controle de acordo com a prioridade definida: quanto menor o número, maior a prioridade. Os
botões são dispostos na ordem da esquerda para a direita.
• Para utilizar uma imagem como botão, digite o caminho de sua localização ou clique em Browse
para encontrá-la em seu computador. É recomendado utilizar o tamanho de 16 x 16 pixels, em
formatos GIF ou JPEG, para um botão a ser localizado no painel de navegação (à esquerda) e o
tamanho 32 x 32 pixels, em formatos GIF ou JPEG, para botões localizados na área principal.
• Digite o link de sua preferência para o qual o botão direcionará no campo URL.
• Utilizando as caixas de seleção, especifique alguns parâmetros a serem adicionados à URL,
como ID de domínio e nome de domínio. Estes dados podem ser utilizados para processamentos
via aplicações web externas.
• No campo Context help tips content, digite a informação extra que será exibida no campo de
Dicas quando você posicionar o mouse sobre o botão.
• Marque a caixa de seleção Open URL in the Control Panel se você deseja que o link de destino
seja exibido na área da direita (principal) do painel de controle. Caso contrário, deixe a caixa de
seleção desmarcada e a URL seja exibida em uma outra janela do navegador.
• Se você deseja tornar este botão visível para usuários de e-mail que acessam o painel, marque a
caixa de seleção Visible to all sub-login.
3
Clique em OK para concluir a criação.
Para remover um botão com link de seu painel de controle:
1
2
Clique em
Custom Buttons no grupo Ferramentas.
Marque a caixa de seleção correspondente ao botão que você deseja excluir e clique em
Remove Selected.
www.plugweb.com.br
13
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
3
Visualizando Recursos de Permissão e
características de Hospedagem em Seu
Pacote de Hospedagem
Para visualizar o endereço IP incluso em seu pacote de hospedagem, em sua página inicial, clique
IP Pool. Seu endereço IP está listado e as seguintes informações complementares serão
em
fornecidas:
• Um ícone na coluna S (Status) exbirá
se seu endereço IP estiver apropriadamente
configurado na interface de rede. Se seu endereço IP foi removido da interface de rede por seu
provedor, um ícone exibirá .
se você estiver alocado em um endereço IP dedicado e
• Um ícone na coluna T (Type), exibirá
se o endereço for compartilhado com outros usuários de seu provedor de serviços. Um
endereço IP dedicado não é utilizado por outros usuários, então você pode usá-lo para hospedar:
Um único Web site de e-commerce protegido com criptografia Secure Sockets Layer ou
Um número qualquer de web sites que não necessitam de criptografia Secure Sockets Layer.
Nota: Endereços IP compartilhados devem ser utilizados para hospedar Web sites que não
sejam de caráter e-commerce (comércio virtual).
• A coluna Certificate exibe qual certificado SSL (para qual nome de domínio) está associado a
um endereço IP. Veja a seção “Protegendo Transações de Comércio Virtual com Criptografia
Secure Sockets Layer” para maiores detalhes.
• A coluna Hosting exibe um número de web sites hospedados em um endereço IP. Para visualizar
os nomes de domínio destes web sites, clique no número da coluna Hosting.
Para visualizar a permissão de recursos para sua conta, em sua página inicial, clique em
Limits. As permissões de recursos são exibidas conforme a seguir:
• Maximum number of domains. O número total de nomes de domínio/web sites que você pode
hospedar no servidor. Isto incluir web sites hospedados no servidor e redirecionadores de
domínio que apontam para web sites hospedados em outros servidores. Apelidos de domínio
(nomes de domínio adicionais para sites hospedados neste servidor) não são limitados por este
tipo de recurso.
• Maximum numer of domain aliases. Exibe o número máximo de apelidos de domínio que podem
ser criados para seus domínios.
www.plugweb.com.br
14
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Maximum number of subdomains. Exibe o número máximo de subdomínios que podem ser
hospedados em seus domínios.
• Disk space. Exibe o total de espaço em disco alocado para sua conta. Este valor é informado em
megabytes. Inclui o espaço em disco ocupado por todos os arquivos associados a seus domínios /
web sites: conteúdo de web sites, bases de dados, aplicações, caixas de mensagens, arquivos de
log e arquivos de backup. Este recurso também e chamado de quota: quando é excedida, os
nomes de domínio e web sites não são suspensos automaticamente, os avisos apropriados são
enviados a seus endereços de e-mail no provedor e o recurso em excesso é indicado por um
ícone correspondente
exibido no painel de controle à esquerda de seu nome de domínio.
• MySQL databases quota e Microsoft SQL databases quota. Exibe o espaço máximo em disco que
as bases de dados MySQL e Microsoft SQL Server, respectivamente, podem ocupar em seus
domínios.
• Maximum amount of traffic. Exibe o valor máximo de dados em megabytes que podem ser
transferidos de seus websites durante um mês. Uma vez que este limite é atingido, os avisos
apropriados são enviados a seus endereços no provedor e o recurso em excesso é indicado por
um ícone correspondente
exibido no painel de controle à esquerda de seu nome de domínio.
• Maximum number of web users. Exibe o número máximo de páginas web pessoais que você pode
hospedar para outros usuários em seus domínios. Este serviço é mais comumente utilizado em
instituições educacionais que hospedam páginas pessoais não comerciais de seus estudantes e
equipe. Estas páginas geralmente têm seus endereços como http://seudominio.com.br/~usuário.
• Maximum number of Microsoft FrontPage subaccounts. Exibe o numero máximo de subcontas do
Microsoft FrontPage que você pode criar em seu domínio.
• Maximum number of MySQL databases e Maximum number of Microsoft SQL server databases.
Exibe o número máximo de base de dados MySQL e Microsoft SQL Server, respectivamente,
que você pode ter em seu domínio.
• Maximum number of mailboxes. Exibe o número máximo de caixas postais que você pode ter em
seu domínio.
• Mailbox quota. Exibe o valor de espaço em disco em kilobytes que pode ser alocado em cada
caixa de mensagens de seu domínio.
• Total mailboxes quota. Exibe o valor total de espaço em disco disponível para todas as caixas de
mensagens em um domínio.
• Maximum number of redirects. Exibe o número máximo de redirecionamentos que podem ser
utilizados em seu domínio.
• Maximum number of mail groups. Exibe o número máximo de grupos de e-mail que podem ser
utilizados em seu domínio.
• Maximum number of autoresponders. Exibe o número máximo de auto-respostas que podem ser
configuradas para seu domínio.
• Maximum number of mailing lists. Exibe o número máximo de listas de e-mail que você pode
executar em um domínio.
• Maximum number of Tomcat applications. Exibe o número máximo de aplicações Java ou applets
que você pode instalar em um domínio.
www.plugweb.com.br
15
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Maximum number of shared SSL links. Exibe o número total de subdomínios (incluindo o próprio
domínio) que podem conectar-se ao domínio Master SSL definido pelo administrador do
servidor.
• Validity period. Exibe o prazo de validade para uma conta de hospedagem. No fim do prazo, seu
domínio/web site será suspenso, seus serviços de e-mail e FTP não mais estarão disponíveis aos
usuários da Internet e você não poderá conectar-se ao painel de controle.
• Maximum numer of IIS applications pools. Especifica o número total de repositórios de aplicações
que seus clientes podem alocar entre seus domínios.
Para visualizar a lista de operações que você pode executar em seu painel de controle, em sua
página inicial, clique em
seguir:
Permissions. As permissões para operações são listadas conforme a
• Access to control panel. Informa se você possui acesso ao painel de controle para gerenciar
domínios e sites.
• Domain creation. Informa se você pode hospedar novos nomes de domínios / web sites no
servidor.
• Physical hosting management. Informa se você pode controlar totalmente contas de hospedagem
para seus sites. Se informar No, então você pode apenas alterar a senha de FTP para acessar seus
espaços web.
• System Access management. Informa se você pode habilitar e desabilitar o acesso ao sistema
através de conexão Remote Desktop.
• Hard disk quota assignment. Informa se você pode configurar o espaço em disco de seu web site.
• Subdomains management. Informa se você pode configurar, modificar e remover subdomínios
em seu domínio.
• Domain aliases management. Informa se você pode configurar nomes de domínio adicionais
alternativos para web sites e permitir que os usuários o façam.
• Log rotation management. Informa se você pode ajustar a limpeza e a manutenção dos arquivos
de logo processados para seu site.
• Anonymous FTP management. Informa se você pode ter um diretório FTP onde todos os usuários
podem baixar e enviar arquivos sem a necessidade de digitar usuário e senha. Para utilizar o
serviço de FTP anônimo, o web site deve residir em um endereço IP dedicado.
• FTP subaccount management. Informa se você pode criar e gerenciar contas FTP adicionais.
• Scheduler management. Informa se você pode agendar tarefas com o gerenciador. Tarefas
agendadas podem ser utilizadas para executar scripts ou utilitários correntes.
• Domain limits adjustment. Informa se você pode distribuir, entre seus domínios, os recursos
oferecidos a você por seu provedor de serviços.
• DNS zone management. Informa se você pode gerenciar a zona DNS de seu domínio.
• Tomcat applications management. Informa se você pode instalar aplicações Java e applets em seu
web site através do painel de controle.
www.plugweb.com.br
16
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Mailing lists management. Informa se você pode utilizar listas de e-mail oferecidas pelo software
GNU Mailman.
• Antivírus management. Informa se você pode utilizar proteção antivírus para filtrar e-mails
recebidos e enviados.
• Backup/restore functions. Informa se você pode utilizar as funcionalidades do painel de controle
para fazer backup e restaurar seu site. Backups agendados e imediatos são suportados.
• Ability to use remote XML interface. Informa se você pode gerenciar web sites remotamente
através de aplicações personalizadas. A interface XML pode ser usada para desenvolver
aplicações personalizadas integradas com web sites, que poderiam ser usadas, por exemplo, para
configuração automática de contas de hospedagem e disponibilidade de serviços aos clientes que
os contratarem a partir de seu site de revenda. As operações na interface remota XML são
limitadas a configurar e remover nomes de domínio / espaços web no servidor, modificar as
preferências relacionadas a domínio e web site e serviços de hospedagem, retornando
informações nos domínios.
• SiteBuilder. Informa se você pode utilizar o SiteFácil para criar e editar seu web site.
• Hosting performance management. Informa se você pode alterar preferências de performance
para seu domínio.
• IIS Application Pool Management. Informa se você pode gerenciar seu conjunto de aplicações IIS.
www.plugweb.com.br
17
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
4
Implementando Planos de Hospedagem
Se você irá revender serviços de hospedagem ou planeja hospedar diversos domínios e web sites,
você pode criar configurações de hospedagem, referentes a modelos de domínio, que irão
simplificar a configuração de contas de hospedagem para novos domínios e web sites. Os modelos
incluem todas as permissões de uso de recursos, permissões e limites que você pode definir para
uma conta de hospedagem, mais configurações de armazenamento de e-mail e estatísticas.
Para implementar um plano de hospedagem (ou simplificar a configuração de múltiplos domínios),
crie um modelo de domínio, e defina os serviços de hospedagem e permissão de recursos de acordo
com seu plano de hospedagem:
Domain Templates no grupo Tools.
1
Em sua página inicial, clique em
2
3
Clique em
Add New Domain Template.
Especifique as propriedades do modelo:
1. Template name. Especifique um nome para este modelo. Durante a configuração de uma
nova conta de hospedagem, você será solicitado a selecionar o requerido modelo pelo seu
nome. Então, recomendamos que você escolha um nome significativo que corresponda a um
de seus planos de hospedagem ou descreva o volume dos recursos permitidos. Por exemplo,
Hospedagem de E-mail, 1GB espaço em disco, 500 caixas de mensagens.
2. Mail to nonexistent users. Especifique as opções de distribuição de e-mails: quando alguém
envia uma mensagem de e-mail para um endereço de e-mail que não existe em seu domínio,
o servidor de e-mail em seu domínio aceita a mensagem, a processa e, quando verifica que
não há nenhum recipiente em seu domínio, devolve o e-mail ao remetente com o aviso “este
endereço não aceita e-mails”. Você pode escolher:
alterar o aviso padrão se você não gostar de mensagem (mantenha a opção Bounce marcada e
digite uma nova mensagem no campo),
encaminhar o e-mail não entregue para outro endereço de e-mail (marque a opção Catch to
address e especifique o endereço de e-mail desejado), ou
rejeitar a mensagem sem aceitá-la (marque a opção Discard). Este configuração pode
diminuir a carga do servidor devido a um grande volume de spam, que é, freqüentemente,
direcionado a nomes de usuários gerados randomicamente. Porém, para os spammers, isto
pode, de alguma forma, verificar seu servidor de e-mails para endereços de e-mail válidos.
3. Webmail. Especifica se os usuários de caixas de mensagens neste domínio poderão ler seus
e-mails através de navegadores baseados em aplicação WebMail.
www.plugweb.com.br
18
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
4. Maximum number of domain aliases. Especifica o número de apelidos de domínio que
podem ser usados para este domínio.
5. Maximum number of subdomains. Especifica o número de subdomínios que podem ser
hospedados sob este domínio.
6. Disk space. Exibe o total de espaço em disco alocado para sua conta. Este valor é
informado em megabytes. Inclui o espaço em disco ocupado por todos os arquivos associados
a seus domínios / web sites: conteúdo de web sites, bases de dados, aplicações, caixas de
mensagens, arquivos de log e arquivos de backup. Este recurso também é chamado de quota
flexível: quando é excedida, os nomes de domínio e web sites não são suspensos
automaticamente, os avisos apropriados são enviados a seus endereços de e-mail no provedor
e o recurso excedido é indicado por um ícone correspondente
exibido no painel de
controle à esquerda de seu nome de domínio (veja a lista de nomes de domínio em sua página
inicial). E então, fica a seu critério decidir o que fazer com o domínio:
você pode notificar o proprietário do domínio e suspender o domínio / web site após um
determinado período.
ou
atualizar o plano de hospedagem para seu cliente (veja a seção Atualizando Contas de
Hospedagem para maiores informações).
7. MySQL databases quota e Microsoft SQL databases quota. Exibe o espaço máximo em
disco que as bases de dados MySQL e Microsoft SQL Server, respectivamente, podem
ocupar em seus domínios.
8. Maximum amount of traffic. Exibe o valor máximo de dados, em megabytes, que podem ser
transferidos de seus websites durante um mês. Uma vez que este limite é atingido, os avisos
apropriados são enviados a seus endereços no provedor e o recurso em excesso é indicado por
um ícone correspondente
exibido no painel de controle à esquerda de seu nome de
domínio.
9. Maximum number of web users. Exibe o número máximo de páginas web pessoais que você
pode hospedar para outros usuários em seus domínios. Este serviço é mais comumente
utilizado em instituições educacionais que hospedam páginas pessoais não comerciais de seus
estudantes e equipe. Estas páginas geralmente têm seus endereços do tipo
http://seudominio.com.br/~usuário.
10. Maximum number of Microsoft FrontPage subaccounts. Exibe o número máximo de
subcontas do Microsoft FrontPage que você pode criar em seu domínio.
11. Maximum number of FTP subaccounts. Especifica o número máximo de contas adicionais
de FTP que podem ser criadas em um domínio.
12. Maximum number of MySQL databases e Maximum number of Microsoft SQL server
databases. Exibe o número máximo de base de dados MySQL e Microsoft SQL Server,
respectivamente, que você pode ter em seu domínio.
www.plugweb.com.br
19
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
13. Maximum number of mailboxes. Exibe o número máximo de caixas postais que você pode
ter em seu domínio.
14. Mailbox quota. Exibe o valor de espaço em disco, em kilobytes, que pode ser alocado para
cada caixa de mensagens de seu domínio.
15. Total mailboxes quota. Exibe o valor total de espaço em disco disponível para todas as
caixas de mensagens em um domínio.
16. Maximum number of redirects. Exibe o número máximo de redirecionamentos que podem
ser utilizados em seu domínio.
17. Maximum number of mail groups. Exibe o número máximo de grupos de e-mail que podem
ser utilizados em seu domínio.
18. Maximum number of autoresponders. Exibe o número máximo de auto-respostas que
podem ser configuradas para seu domínio.
19. Maximum number of mailing lists. Exibe o número máximo de listas de e-mail que você
pode executar em um domínio. Para permitir o uso de listas de e-mail, você deve marcar a
caixa de seleção Mailing lists no grupo Preferences.
20. Maximum number of Tomcat applications. Exibe o número máximo de aplicações Java ou
applets que você pode instalar em um domínio.
21. Maximum number of shared SSL links. Exibe o número total de subdomínios (incluindo o
próprio domínio) que podem conectar-se ao domínio Master SSL definido pelo administrador
do servidor.
•
22. Validity period. Exibe o prazo de validade para uma conta de hospedagem. No fim do prazo,
seu domínio/web site será suspenso, seus serviços de e-mail e FTP não mais estarão disponíveis
aos usuários da Internet e você não poderá conectar-se ao painel de controle. Planos de
hospedagem não podem ser automaticamente renovados, então, de forma a trazer o nome de
domínio / web site hospedado de volta ao funcionamento, você deve, manualmente, renovar as
contas de hospedagem: em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado, clique em
Limits, especifique outro termo no campo Validity period, clique em OK, então clique em
Enable no grupo Domain (Home > nome do domínio).
23. Log rotation. Todas as conexões ao servidor Web e requisições para arquivos que não foram
encontrados no servidor, estão registrados nos arquivos de log. Estes aquivos de log são
analisados pelos utilitários de estatísticas executados no servidor, que os exibem na forma de
relatórios gráficos. Se você precisar visualizar o conteúdo destes arquivos de log não
processados para fins de debugging, em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado,
clique em
Log Manager e, então, clique no nome do arquivo de log que você precisa. Para
prevenir que estes arquivos de log fiquem muito grandes, você deve habilitar sua limpeza e
reciclagem automática:
www.plugweb.com.br
20
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
marque a caixa de seleção Enable log rotation,
especifique quando reciclar os arquivos de log,
especifique quantas instâncias de cada arquivo de log armazenar no servidor,
especifique se eles devem ser comprimidos,
especifique se eles devem ser enviados a um endereço de e-mail após seu processamento.
24. Especifique configurações adicionais na seção Preferences.
25. Mailing lists. Marque esta caixa de seleção para habilitar a capacidade de criar e gerenciar
listas de e-mail no domínio.
26. Retain traffic statistics. Especifique o número de meses durante os quais as estatísticas de
consumo de tráfego devem ser armazenadas no servidor.
27. DNS. Especifique se o servidor DNS em seu provedor Web deve agir como nome de servidor
master (primário) ou slave (secundário) para a zona do nome de domínio. Um servidor DNS
primário guarda, ele mesmo, o arquivo de zonas que ele serve, enquanto que o secundário só
obtém uma cópia dessas informações do primário. Normalmente, deixe a opção Master
selecionada.
28. Physical hosting account. Se você vai hospedar não apenas nomes de domínio, mas também
web sites, marque a caixa de seleção Physical hosting e especifique as características da
hospedagem:
• Hard disk quota. Além de especificar a quota flexível, você também pode especificar a cota
máxima, que não permitirá a escrita de outros arquivos no servidor web quando este limite for
atingido. Na tentativa de enviar arquivos, os usuários obterão o aviso de erro “Out of disk
space”.
• SSL Support. A Criptografia Secure Sockets Layer, geralmente, é utilizada para proteger
transferências de dados confidenciais durante transações em web sites de e-commerce que
utilizam endereço IP dedicado. O SSL certifica-se de que o processo de criptografia é aplicado a
um único domínio em um único endereço IP, portanto, cada site que necessite de proteção SSL
deve ser hospedado em um endereço IP dedicado. Os subdomínios são exceções a esta regra,
uma vez que você pode protegê-los com um certificado wildcard(*). Instalar um certificado SSL
em um servidor que hospeda muitos sites de diferentes nomes de domínio em um único endereço
IP é, tecnicamente, possível, contudo, não é recomendado: a criptografia será executada, mas os
usuários receberão mensagens de advertência na tentativa de conectarem-se ao site seguro. Para
permitir criptografia SSL para web sites, marque a caixa de seleção SSL Support.
• SiteBuilder Suport. O SiteFácil é um excelente editor de web sites com interface amigável.
Marque a caixa de seleção Publish site with SiteBuilder para conseguir acesso ao SiteFácil e
construir seu site diretamente de seu Painel de Controle, a partir do ícone
SiteBuilder
Wizard na página de administração de domínio. A versão do SiteFácil disponível no painel de
controle é totalmente funcional e seu uso não é limitado pelo fornecedor (mas você pode ser
restringido de acessá-lo por seu provedor de serviços).
• Blog e Photo Gallery support. Marque a caixa de seleção Create Blog and Photo Gallery
subdomains se você deseja que os subdomínios blog.nomedodominio.com.br e
photo.nomedodominio.com.br sejam criados automaticamente.
www.plugweb.com.br
21
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Microsoft FrontPage support. O Microsoft FrontPage é uma popular ferramenta de criação de
web sites. Para habilitar a publicação e modificação de sites através do Microsoft FrontPage,
marque as caixas de seleção Microsoft FrontPage support e Microsoft FrontPage over SSL support
e configure a opção remote Microsoft FrontPage authoring para enabled.
Nota: O suporte a SSL do Microsoft FrontPage é disponibilizado apenas quando o suporte a
SSL é habilitado em um domínio.
• Support for programming and scripting languages widely used in development of dynamic Web
sites and Server-side Web applications. Especifique quais das seguintes linguagens de
programação e scripts devem ser interpretados, executados ou processados de outra forma pelo
servidor web: Active Server Pages (ASP), Active Server Pages on .NET framework (ASP.NET),
Server Side Includes, PHP processor hypertext (PHP), Common Gateway Interface (CGI), Perl,
Python e Coldfusion.
Nota: Se o suporte a ASP.NET estiver habilitado, a versão 2.0 de ASP.NET será configurada
como padrão. Você pode alterar a versão no menu de seleção correspondente.
• Web statistics. Para que você possa visualizar as informações sobre o número de pessoas que
visitaram o site e as páginas visitadas, selecione um módulo no menu de seleção Web statistics e
marque a caixa de seleção acessible via password protected directory/plesk-stat/, se desejado. Isto
irá instalar o módulo de estatísticas selecionado, que gerará relatórios e os armazenará em um
diretório protegido por senha. O usuário do domínio poderá acessar as estatísticas Web através
do endereço: https://seudominio.com.br/plesk-stat/ utilizando seu nome de usuário e senha de
conta de FTP.
• Custom error documents. Quando os visitantes do site requisitam páginas que o servidor web não
pôde encontrar, ele gera e exibe uma página HTML padrão com uma mensagem de erro. Para
oferecer ao proprietário do domínio a habilidade de criar suas próprias páginas de erro e utilizálas no servidor web, marque a caixa de seleção Custom error documents.
Nota: você pode habilitar o suporte a todas as linguagens de programação e scripts,
estatísticas web e documentos de erro personalizados, em uma só operação, marcando a caixa
de seleção All Services no grupo Services.
• Use dedicated IIS application pool. Esta opção habilita o uso do repositório dedicado de
aplicações ISS para aplicações web em um domínio. Utilizando o repositório dedicado de
aplicações IIS aprimora sensivelmente a estabilidade das aplicações web no domínio devido ao
modo de operação de processos isolados. Este modo fornece a cada web site hospedado no
servidor a possibilidade de alocar um repositório de processo separado para execução de suas
aplicações web. Desta forma, uma instabilidade em uma aplicação não interromperá todas as
outras.
• Maximum CPU use. Para limitar o volume de recursos que o repositório de aplicações ISS do
domínio pode utilizar, desmarque a caixa de seleção Unlimited e insira um valor (em percentual)
no campo.
• Performance. Para evitar o consumo excessivo de tráfego, que pode levar a uma sobrecarga nos
recursos, você pode configurar várias limitações de performance para um domínio.
• Maximum network use. Para limitar a velocidade máxima (medida em KB por segundo) que um
domínio pode compartilhar com todas as suas conexões, desmarque a caixa de seleção Unlimited
e insira um número (em kilobytes) no campo.
www.plugweb.com.br
22
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Connections limiting. Para limitar o número máximo de conexões simultâneas a um domínio,
desmarque a caixa de seleção Unlimited e insira um valor no campo.
4
Clique em OK para completar a criação do modelo.
Durante a configuração de uma conta de hospedagem para um novo domínio / web site, você
selecionará o modelo adequado e a conta de hospedagem será criada e alocará os recursos e
serviços de hospedagem que você especificou.
Para atualizar um plano de hospedagem (ou alterar configurações) para um único domínio ou web
site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Para alocar mais espaço em disco, tráfego e outros recursos, clique em
Limits no grupo
Domain, ajuste as configurações conforme necessário e clique em OK.
Para adicionar recursos de hospedagem, tais como suporte a linguagens de programação e
3
scripts, clique em
clique em OK.
Setup no grupo Hosting, ajuste as preferências conforme necessário e
Para atualizar um plano de hospedagem (ou alterar configurações) para um certo número de
domínios ou Web sites:
1
2
3
Em sua página inicial, marque as caixas de seleção correspondentes aos nomes de domínio
que você deseja.
Clique em
Group Operations localizado acima da lista de domínios.
Modifique as configurações conforme necessário e clique em OK.
Para refletir as alterações de seus serviços do pacote de hospedagem às novas contas criadas:
1
2
3
Em sua página inicial, clique em
Domain Templates no grupo Tools.
Clique no nome do modelo correspondente ao plano de hospedagem que você deseja
atualizar.
Modifique as configurações conforme necessário e clique em OK.
Note que as modificações nos templates não afetam os domínios e web sites existentes.
Para remover um modelo que não mais será utilizado:
1
2
3
Em sua página inicial, clique em
Domain Templates no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção correspondente ao modelo que você não mais utilizará.
Clique em
Remove Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
23
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Pré-Definindo Conteúdo Para Novos Web Sites
Você pode configurar seu painel de controle para, automaticamente, incluir arquivos e diretórios
específicos nos espaços Web criados para novos Web sites hospedados. Pode ser um conjunto de
scripts úteis, mensagens de erro personalizadas, uma página inicial index.html padrão, ou quaisquer
outros arquivos à sua escolha. Estes arquivos podem ser substituídos, editados ou removidos
individualmente.
Para configurar o painel de controle de forma a incluir, automaticamente, seu conteúdo web nos
espaços web:
1
2
3
4
5
6
Em seu sistema de arquivos local, crie os diretórios necessários: httpdocs,
httpsdocs, cgi-bin, anon_ftp, error_docs.
Coloque os arquivos que você deseja dentro dos diretórios criados: páginas web dentro dos
diretórios httpdocs e httpsdocs, scripts no diretório cgi-bin, e mensagens de erro
personalizadas dentro do diretório error_docs.
Comprima os diretórios e arquivos em um arquivo no formato tgz, tar, gz, rar ou zip.
Certifique-se de que os diretórios estão na raiz do arquivo comprimido e não em um
subdiretório.
Conecte-se a seu painel de controle Plesk.
Em sua página inicial, clique em
Skeleton no grupo Tools.
Clique em Browse para localizar o arquivo comprimido em seu computador local, selecione o
arquivo e clique no botão Send File.
Para voltar à estrutura original de diretórios e arquivos web:
1
2
Em sua página inicial, clique em
Clique em Default.
www.plugweb.com.br
Skeleton no grupo Tools.
24
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
5
Gerenciando Contas de Hospedagem
Alterando a senha de FTP
Para alterar a senha de FTP para um proprietário de site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que você deseja.
2
3
4
Clique em
Setup no grupo Hosting,
Especifique a nova senha.
Clique em OK.
Atualizando Contas de Hospedagem
Para modificar as configurações para um domínio ou web site único:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que você deseja.
2
Para alocar mais espaço em disco, tráfego e outros recursos, clique em
permissões de recursos são exibidas conforme a seguir:
Limits. As
• Maximum number of domains. O número total de nomes de domínio/web sites que você pode
hospedar no servidor. Isto incluir web sites hospedados no servidor e redirecionadores de
domínio que apontam para web sites hospedados em outros servidores. Apelidos de domínio
(nomes de domínio adicionais para sites hospedados neste servidor) não são limitados por este
tipo de recurso.
• Maximum numer of domain aliases. Especifique o número máximo de apelidos de domínio que
podem ser criados para seus domínios.
• Maximum number of subdomains. Especifique o número máximo de subdomínios que podem ser
hospedados em seus domínios.
• Disk space. Especifique o total de espaço em disco alocado para uma conta de hospedagem
associada a um domínio. Este valor é informado em megabytes. Inclui o espaço em disco
ocupado por todos os arquivos associados a seus domínios / web sites: conteúdo de web sites,
bases de dados, aplicações, caixas de mensagens, arquivos de log e arquivos de backup. Este
recurso também e chamado de quota flexível: quando é excedida, os nomes de domínio e web
sites não são suspensos automaticamente, os avisos apropriados são enviados a seus endereços
de e-mail no provedor e o recurso excedido é indicado por um ícone correspondente
exibido
no painel de controle à esquerda de seu nome de domínio.
www.plugweb.com.br
25
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• MySQL databases quota e Microsoft SQL databases quota. Especifique o espaço máximo em
disco que as bases de dados MySQL e Microsoft SQL Server, respectivamente, podem ocupar
em seus domínios.
• Maximum amount of traffic. Especifique o valor máximo de dados em megabytes que podem ser
transferidos de seus websites durante um mês. Uma vez que este limite é atingido, os avisos
apropriados são enviados a seus endereços no provedor e o recurso em excesso é indicado por
um ícone correspondente
exibido no painel de controle à esquerda de seu nome de domínio.
• Maximum number of web users. Especifique o número máximo de páginas web pessoais que
você pode hospedar para outros usuários em seus domínios. Este serviço é mais comumente
utilizado em instituições educacionais que hospedam páginas pessoais não comerciais de seus
estudantes e equipe. Estas páginas geralmente têm seus endereços como
http://seudominio.com.br/~usuário.
• Maximum number of Microsoft FrontPage subaccounts. Exibe o numero máximo de subcontas do
Microsoft FrontPage que você pode criar em seu domínio.
• Maximum number of FTP subbacounts. Especifique o número máximo de contas adicionais FTP
que os clientes podem criar em seus próprios domínios.
• Maximum number of MySQL databases e Maximum number of Microsoft SQL server databases.
Especifique o número máximo de base de dados MySQL e Microsoft SQL Server,
respectivamente, que podem ser hospedados em um domínio.
• Maximum number of mailboxes. Especifique o número máximo de caixas postais que podem ser
hospedadas em um domínio.
• Mailbox quota. Especifique o valor de espaço em disco em kilobytes que pode ser alocado em
cada caixa de mensagens de um domínio.
• Total mailboxes quota. Especifique o valor total de espaço em disco disponível para todas as
caixas de mensagens em um domínio.
• Maximum number of redirects. Especifique o número máximo de redirecionamentos que podem
ser utilizados em um domínio.
• Maximum number of mail groups. Especifique o número máximo de grupos de e-mail que podem
ser utilizados em um domínio.
• Maximum number of autoresponders. Especifique o número máximo de auto-respostas que
podem ser configuradas para um domínio.
• Maximum number of mailing lists. Especifique o número máximo de listas de e-mail que o
proprietário de domínio pode executar em um domínio. Para permitir o uso de listas de e-mail,
você deve também marcar a caixa de seleção Mailing lists no grupo Preferences.
• Maximum number of Tomcat applications. Especifique o número máximo de aplicações Java ou
applets que o proprietário de domínio pode instalar em um domínio.
• Maximum number of shared SSL links. Especifique o número total de subdomínios (incluindo o
próprio domínio) que podem conectar-se ao domínio Master SSL definido pelo administrador do
servidor.
• Validity period. Especifique o prazo de validade para uma conta de hospedagem. No fim do
prazo, seu domínio/web site será suspenso, seus serviços de e-mail e FTP não mais estarão
disponíveis aos usuários da Internet e o proprietário de domínio não poderá conectar-se ao painel
de controle.
www.plugweb.com.br
26
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Maximum numer of IIS applications pools. Especifique o número total de repositórios de
aplicações que seus clientes podem alocar em seus domínios.
3
4
Clique em OK.
Para adicionar recursos de hospedagem, tais como suporte a linguagens de programação e
scripts, clique em
desejado:
Setup no grupo Hosting e ajuste os seguintes recursos conforme
• IP Address. Se você tem um número de endereços IP a escolher, selecione o endereço desejado a
partir do menu de seleção IP Adress. Observe que sites de comércio virtual necessitam de um
endereço IP dedicado (que não seja compartilhado com outros sites) para implementar os dados
de criptografia Secure Sockets Layer.
• SSL Support. A criptografia SSL é, geralmente, utilizada para proteger a transferência de dados
confidenciais durante transações online em Web sites de comércio virtual executados em um
endereço IP dedicado. O certificado SSL que participa no processo de criptografia é, geralmente,
aplicado a um único nome de domínio ou endereço único IP, assim, cada site que precisa de
proteção SSL deve ser hospedado em um endereço IP dedicado. Uma exceção a isto são os
subdomínios, que você pode proteger com um certificado wildcard(*). Instalar um certificado
SSL em um servidor Web que hospeda múltiplos web sites com diferentes nomes de domínio em
um único endereço IP (hospedagem compartilhada) é, tecnicamente, possível, porém, não
recomendado: a criptografia será fornecida, mas os usuários receberão mensagens de alerta ao
conectar-se ao site seguro. Para permitir criptografia SSL a um Web site, marque a caixa de
seleção SSL support.
• Certificate. Se você possui um número de certificados SSL a escolher, selecione aquele que
deverá ser usado pelo servidor Web para criptografar transações online neste web site.
• FTP/Microsoft FronPage Login e FTP/Microsoft FrontPage password. Especifique o nome do
usuário e senha que serão utilizados para publicar o site no servidor através de FTP. Confirme a
senha no campo Confirm Password.
• Hard disk quota. Além de especificar a quota flexível, você também pode especificar a cota
máxima que não permitirá a escrita de outros arquivos no servidor web quando este limite for
atingido. Na tentativa de enviar arquivos, os usuários obterão o aviso de erro “Out of disk
space”.
• Access to system. Permite que você acesse o sistema diretamente através de uma conexão
remota de área de trabalho. Porém, permitir acesso ao sistema via RDP também coloca a
segurança do servidor em risco, então, recomendamos que você não o permita, mantendo a
opção Login Disabled selecionada.
• SiteBuilder support. O SiteFácil é um eficiente editor de web site com interface amigável
executado através de interface web. Mantenha a caixa de seleção Publish site with SiteBuilder
marcada para permitir acesso do usuário ao construtor através do painel de controle Plesk
clicando em
SiteBuilder Wizard na pagina de gerenciamento de domínio. A versão do
SiteFácil presente na distribuição padrão do Plesk é totalmente funcional e não é limitado, de
nenhuma forma, pelo seu fabricante (mas você pode ser restringido de acessá-lo por seu
provedor de serviços).
• Microsoft FrontPage support. O Microsoft FrontPage é uma popular ferramenta de criação de
web sites. Para habilitar a publicação e modificação de sites através do Microsoft FrontPage,
www.plugweb.com.br
27
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
marque as caixas de seleção Microsoft FrontPage support e Microsoft FrontPage over SSL support
e configure a opção remote Microsoft FrontPage authoring para enabled.
Nota: O suporte a SSL do Microsoft FrontPage é disponibilizado apenas quando o suporte a
SSL é habilitado em um domínio.
• Support for programming and scripting languages widely used in development of dynamic Web
sites and Server-side Web applications. Especifique quais das seguintes linguagens de
programação e scripts devem ser interpretados, executados ou processados de qualquer outra
forma pelo servidor web: Active Server Pages (ASP), Active Server Pages on .NET framework
(ASP.NET), Server Side Includes, PHP processor hypertext (PHP), Common Gateway Interface
(CGI), Perl, Python e Coldfusion.
Nota: Se o suporte a ASP.NET estiver habilitado, a versão 2.0 de ASP.NET será configurada
como padrão. Você pode alterar a versão no menu de seleção correspondente.
• Web statistics. Para que você possa visualizar as informações sobre o número de pessoas que
visitaram o site e as páginas visitadas, selecione um módulo no menu de seleção Web statistics e
marque a caixa de seleção acessible via password protected directory/plesk-stat/, se desejado. Isto
irá instalar o módulo de estatísticas selecionado, que gerará relatórios e os armazenará em um
diretório protegido por senha. O usuário do domínio poderá acessar as estatísticas Web através
do endereço: https://seudominio.com.br/plesk-stat/ utilizando seu nome de usuário e senha de
conta de FTP.
• Custom error documents. Quando os visitantes do site requisitam páginas que o servidor web não
pôde encontrar, ele gera e exibe uma página HTML padrão com uma mensagem de erro. Para
oferecer ao proprietário do domínio a habilidade de criar suas próprias páginas de erro e utilizálas no servidor web, marque a caixa de seleção Custom error documents.
Nota: você pode habilitar o suporte a todas as linguagens de programação e scripts,
estatísticas web e documentos de erro personalizados de uma vez marcando a caixa de
seleção All Services no grupo Services.
• Use dedicated IIS application pool. Esta opção habilita o uso do repositório dedicado de
aplicações ISS para aplicações web em um domínio. Utilizando o repositório dedicado de
aplicações IIS aprimora sensivelmente a estabilidade das aplicações web no domínio devido ao
modo de operação de processos isolados. Este modo fornece a cada web site hospedado no
servidor a possibilidade de alocar um repositório de processo separado para execução de suas
aplicações web. Desta forma, uma instabilidade em uma aplicação não interromperá todas as
outras.
5
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
28
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para modificar as configurações de um número de domínios ou Web sites:
1
2
3
Em sua página inicial, marque as caixas de seleção correspondentes aos nomes de domínio
que você deseja.
Clique em
Group Operations localizado acima da lista de domínios.
Modifique as configurações conforme necessário e clique em OK.
Renovando Contas de Hospedagem
As contas de hospedagem não podem ser automaticamente renovadas, assim, para voltar a prestar
serviços de hospedagem para um web site ou domínio, você deve, manualmente, renovar a conta de
hospedagem:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Limits.
Especifique outro termo no campo Validity period e clique em OK.
4
Clique em
Enable no grupo Domain.
Desativando e Reativando Contas de Hospedagem
Para suspender um domínio / web site:
1
Em sua página inicial, clique no domínio desejado.
2
Clique em
Disable.
O domínio / web site será suspenso, seus serviços Web, FTP e de e-mail não mais estarão
acessíveis aos usuários da Internet e o proprietário do domínio não poderá conectar-se ao
painel de controle.
Para reativar um domínio / web site:
1
Em sua página inicial, clique no domínio desejado.
2
Clique em
www.plugweb.com.br
Enable.
29
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Alterando o Tipo de Hospedagem de Virtual (Física)
para Redirecionamento
Se você hospedou o site no servidor com uma conta de hospedagem virtual (ou física), e agora você
deseja apenas utilizar o serviço de redirecionamento para este site porque foi movido para outro
servidor, você deve excluir a configuração de hospedagem e redefinir a conta.
Antes de excluir a configuração da hospedagem para um site que foi, previamente, configurado em
uma conta de hospedagem física, assegure-se de que o proprietário do site possui uma cópia local
de seu web site, já que todos os arquivos e diretórios relacionados à ele serão removidos do servidor
quando a conta for excluída.
Para redefinir uma conta de hospedagem:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Delete no grupo Hosting. Confirme a remoção e clique em OK. Todos os
diretórios e arquivos relacionados ao site serão removidos.
3
Clique em
Setup.
Nota: consulte o capítulo Hospedando Web Sites para instruções detalhadas sobre
configurações de contas de hospedagem.
Excluindo Contas de Hospedagem
Para excluir um domínio / Web site e seu conteúdo Web:
1
2
Em sua página inicial, marque a caixa de seleção correspondente ao nome de domínio que
você deseja remover.
Clique em
Remove Selected, confirme a remoção e clique em OK.
Para excluir um subdomínio e seu conteúdo Web:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
Subdomains no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção correspondente ao subdomínio que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected, confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
30
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Checando Permissões
Se alguns scripts em seu site não funcionarem devido a permissões de acesso a arquivos e pastas
definidas incorretamente, utilize a função Check Permissions para checar e restaurar as permissões
de acesso apropriadas para habilitar a execução estável de seus domínios.
Para checar e corrigir permissões em domínios:
1
2
3
Em sua página inicial, marque as caixas de seleção correspondentes aos nomes de domínio
para os quais você deseja executar a correção de permissões.
Clique em
Check Permissions.
Ajuste as configurações conforme necessário:
• Mantenha a caixa de seleção Check-only mode marcada para executar a checagem no modo de
leitura, quando as permissões são apenas checadas (junto com relatórios de erro), mas não
corrigidas. Para corrigir as permissões, desmarque a caixa de seleção Check-only mode.
• Mantenha a caixa de seleção Send notification by e-mail selecionada para receber relatórios sobre
a checagem por e-mail. Por padrão, o e-mail do administrador aparece no campo de entrada.
Você pode especificar o endereço de e-mail que desejar neste campo.
4
Clique em OK. O Plesk ira iniciar a checagem de permissões.
www.plugweb.com.br
31
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
6
Hospedando Web Sites
Configurando uma Conta de Hospedagem para um
Web Site
Para hospedar um web site no servidor:
1
2
3
4
5
6
Em sua página inicial, clique em
Add New Domain.
Especifique o nome de domínio que você registrou. Mantenha a caixa de seleção www
marcada se você deseja permitir que os usuários acessem seu site através do endereço comum
e habitual, como: http://www.seudominio.com.br. Manter o termo www precedendo seu
nome de domínio não lhe custará nada, mas permitirá que seus usuários acessem seu site de
ambas as formas: www.seudominio.com e seudominio.com.
Se você, previamente, criou um modelo de domínio e predefiniu todas as características de
hospedagem e permissão de uso de recursos (conforme descrito no capítulo “Implementando
Planos de Hospedagem”), selecione o modelo desejado a partir da caixa Select template.
Se você possui um endereço de IP para escolher, selecione-o no campo Select IP.
Observe que sites de comércio virtual necessitam de um endereço IP dedicado (que não o
compartilhem com outros sites) para implementar a criptografia de dados Secure Sockets
Layer.
Assegure-se de ter marcado a caixa de seleção Proceed to hosting setup e clique em OK.
Selecione a opção Physical hosting para hospedar o Web site nesta máquina e clique em OK.
Até completar este procedimento, seu painel de controle irá configurar o nome do servidor de
domínio nesta máquina para servir a novos nomes de domínio e preparar o servidor web para
o novo Web site: um novo arquivo de zona com registros de recursos apropriados será
adicionado aos arquivos de configuração do Domain Name Server, um espaço web será
criado dentro do diretório do servidor web e as contas de usuário necessárias serão criadas no
servidor.
Nota: se seu site estiver hospedado em outra máquina, e você desejar configurar o servidor
DNS de seu painel de controle para servir apenas a zona de DNS daquele site, selecione a
opção Frame forwarding ou Standard forwarding. Com o redirecionamento padrão, um usuário
é redirecionado ao site e o atual endereço é exibido no navegador do usuário, então, ele
sempre saberá que foi direcionado para outro lugar. Com o redirecionamento via frame, um
usuário é redirecionado ao site sem saber que o site, na verdade, reside em outro local. Por
exemplo: seu cliente possui um site pessoal gratuito em seu próprio provedor de serviços de
Internet gratuito, e o endereço do Web site é http://www.geocities.com/~minhapagina. O
cliente adquiriu, ainda, o nome de domínio www.dominio.com.br e deseja que você ofereça o
redirecionamento para aquele site pessoal. Neste caso, normalmente, você poderia escolher o
serviço Frame forwarding. Veja o capítulo “Servindo Nomes de Domínio para Sites
www.plugweb.com.br
32
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Hospedados em Outros Servidores (Redirecionamento de Domínio)” para maiores detalhes.
7
Especifique as propriedades da conta de hospedagem:
• SSL Support. A criptografia SSL é, geralmente, utilizada para proteger a transferência de dados
confidenciais durante transações online em Web sites de comércio virtual executados em um
endereço IP dedicado. O certificado SSL que participa no processo de criptografia é, geralmente,
aplicado a um único nome de domínio ou endereço único IP, assim, cada site que precisa de
proteção SSL deve ser hospedado em um endereço IP dedicado. Uma exceção a isto são os
subdomínios, que você pode proteger com um certificado wildcard(*). Instalar um certificado
SSL em um servidor Web que hospeda múltiplos web sites com diferentes nomes de domínio em
um único endereço IP (hospedagem compartilhada) é, tecnicamente, possível, porém, não
recomendado: a criptografia será fornecida, mas os usuários receberão mensagens de alerta ao
conectar-se ao site seguro. Para permitir criptografia SSL a um Web site, marque a caixa de
seleção SSL support.
• FTP/Microsoft FronPage Login e FTP/Microsoft FrontPage password. Especifique o nome do
usuário e senha que serão utilizados para publicar o site no servidor através de FTP. Repita a
senha no campo Confirm Password.
• Hard disk quota. Especifique o volume de espaço em disco, em megabytes, alocado para espaço
web deste site. Este recurso também é chamado de quota máxima, que não permitirá a escrita de
outros arquivos ao espaço web quando o limite for alcançado. Na tentativa de inserir arquivos,
os usuários receberão a mensagem “Out of disk space”. As quotas máximas devem ser
habilitadas no sistema operacional do servidor, assim, se você vir o aviso “Hard disk quota is not
supported” à direita do campo Hard Disk quota, mas deseja utilizá-las, contate seu provedor ou
administrador de servidor e solicite a habilitação deste recurso.
• Access to system. Permite que você acesse o sistema diretamente através de uma conexão
remota de área de trabalho. Porém, permitir acesso ao sistema via RDP também coloca a
segurança do servidor em risco, então, recomendamos que você não o permita, mantendo a
opção Login Disabled selecionada.
• SiteBuilder support. O SiteFácil é um eficiente editor de web site com interface amigável
executado através de interface web. Mantenha a caixa de seleção Publish site with SiteBuilder
marcada para permitir acesso do usuário ao construtor através do painel de controle Plesk
clicando em
SiteBuilder Wizard na pagina de gerenciamento de domínio. A versão do
SiteFácil presente na distribuição padrão do Plesk é totalmente funcional e não é limitado, de
nenhuma forma, pelo seu fabricante (mas você pode ser restringido de acessá-lo por seu
provedor de serviços). Mantenha a caixa de seleção Create Blog and Photo Gallery subdomains
marcadas se você deseja criar os subdomínios blog.nomedodominio.com.br e
photo.nomedodominio automaticamente.
• Microsoft FrontPage support. O Microsoft FrontPage é uma popular ferramenta de criação de
web sites. Para habilitar a publicação e modificação de sites através do Microsoft FrontPage,
marque as caixas de seleção Microsoft FrontPage support e Microsoft FrontPage over SSL
support, configure a opção Microsoft FrontPage authoring para enabled e especifique o usuário e
senha nos campos Microsoft FrontPage Administrator’s login e password.
Nota: O suporte a SSL do Microsoft FrontPage é disponibilizado apenas quando o suporte a
SSL é habilitado em um domínio.
www.plugweb.com.br
33
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Support for programming and scripting languages widely used in development of dynamic Web
sites and Server-side Web applications. Especifique quais das seguintes linguagens de
programação e scripts devem ser interpretados, executados ou processados de qualquer outra
forma pelo servidor web: Active Server Pages (ASP), Active Server Pages on .NET framework
(ASP.NET), Server Side Includes, PHP processor hypertext (PHP), Common Gateway Interface
(CGI), Perl, Python e Coldfusion. Clique em select all para selecionar todas as linguagens
disponíveis de uma só vez. Clique em clear all para desmarcar todas as caixas de seleção.
Nota: Se o suporte a ASP.NET estiver habilitado, a versão 2.0 de ASP.NET será configurada
como padrão. Você pode alterar a versão no menu de seleção correspondente.
• Web statistics. Para que você possa visualizar as informações sobre o número de pessoas que
visitaram o site e as páginas visitadas, selecione um módulo no menu de seleção Web statistics e
marque a caixa de seleção acessible via password protected directory/plesk-stat/, se desejado. Isto
irá instalar o módulo de estatísticas selecionado, que gerará relatórios e os armazenará em um
diretório protegido por senha. O usuário do domínio poderá acessar as estatísticas Web através
do endereço: https://seudominio.com.br/plesk-stat/ utilizando seu nome de usuário e senha de
conta de FTP.
• Custom error documents. Quando os visitantes do site requisitam páginas que o servidor web não
pôde encontrar, ele gera e exibe uma página HTML padrão com uma mensagem de erro. Para
oferecer ao proprietário do domínio a habilidade de criar suas próprias páginas de erro e utilizálas no servidor web, marque a caixa de seleção Custom error documents.
Nota: você pode habilitar o suporte a todas as linguagens de programação e scripts,
estatísticas web e documentos de erro personalizados, em uma só operação, marcando a caixa
de seleção All Services no grupo Services.
• Certificate. Se você possui um número de certificados SSL a escolher, selecione aquele que
deverá ser usado pelo servidor Web para criptografar transações online neste web site.
• Use dedicated IIS application pool. Esta opção habilita o uso do repositório dedicado de
aplicações ISS para aplicações web em um domínio. Utilizando o repositório dedicado de
aplicações IIS aprimora sensivelmente a estabilidade das aplicações web no domínio devido ao
modo de operação de processos isolados. Este modo fornece a cada web site hospedado no
servidor a possibilidade de alocar um repositório de processo separado para execução de suas
aplicações web. Desta forma, uma instabilidade em uma aplicação não interromperá todas as
outras.
8
Clique em OK.
Agora, seu servidor está pronto para acomodar o novo web site e o proprietário do mesmo
pode publicá-lo no servidor. Para instruções sobre a publicação de um Web site, consulte a
seção “Publicando um Site” deste manual.
Nota: se você transferiu este nome de domínio de outro servidor Web, você deve atualizar o
endereço do servidor DNS junto ao órgão responsável pelo registro de domínios de modo que
apontem para o nome de seu servidor: conecte-se ao site da empresa responsável pelo registro
de seu domínio, localize os formulários utilizados para gerenciar os apontadores de servidor
de domínio e substitua as configurações atuais de servidor DNS por seus nomes de servidor.
As informações dos novos nomes de servidor levam até 48 horas para propagar no sistema
DNS.
www.plugweb.com.br
34
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Por padrão, novos web sites que você configurar sem a ajuda de modelos de domínio, têm
permissão de consumo de tráfego (transferência de dados) e espaço em disco ilimitados.
Para limitar o volume de recursos que este site pode consumir:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Limits.
Ajuste as permissões de uso de recursos conforme necessário:
• Maximum number of domain aliases. Especifique o número de apelidos de domínio que podem
ser usados para este domínio.
• Maximum number of subdomains. Especifique o numero de subdomínios que podem ser
hospedados sob este domínio.
• Disk space. Especifique o total de espaço em disco alocado para a conta de hospedagem. Este
valor é informado em megabytes. Inclui o espaço em disco ocupado por todos os arquivos
associados a este domínio / web site: conteúdo de web sites, bases de dados, aplicações, caixas
de mensagens, arquivos de log e arquivos de backup. Este recurso também e chamado de quota
flexível: quando é excedida, os nomes de domínio e web sites não são suspensos
automaticamente, os avisos apropriados são enviados a seus endereços de e-mail no provedor e o
recurso excedido é indicado por um ícone correspondente
exibido no painel de controle à
esquerda de seu nome de domínio (veja a lista de nomes de domínio em sua página inicial). E
então, fica a seu critério decidir o que fazer com o domínio:
você pode notificar o proprietário do domínio e suspender o domínio / web site após um
determinado período.
ou
atualizar o plano de hospedagem para seu cliente (veja a seção Atualizando Contas de
Hospedagem para maiores informações).
•
MySQL databases quota e Microsoft SQL databases quota. Especifique o espaço máximo em
disco que as bases de dados MySQL e Microsoft SQL Server, respectivamente, podem ocupar
em um domínio.
• Maximum amount of traffic. Especifique o valor máximo de dados em megabytes que podem ser
transferidos do website durante um mês. Uma vez que este limite é atingido, os avisos
apropriados são enviados a seus endereços no provedor e o recurso em excesso é indicado por
um ícone correspondente
exibido no painel de controle à esquerda de seu nome de domínio.
Quando um web site começa a atrair mais visitantes e necessita de maior tráfego, considere
atualizar o plano de hospedagem (veja instruções sobre atualização de planos abaixo).
• Maximum number of web users. Especifique o número máximo de páginas web pessoais que o
proprietário do domínio pode hospedar para outros usuários em seus domínios. Este serviço é
mais comumente utilizado em instituições educacionais que hospedam páginas pessoais não
comerciais de seus estudantes e equipe. Estas páginas geralmente têm seus endereços do tipo
http://seudominio.com.br/~usuário. Se você deseja habilitar a execução de scripts em páginas
pessoais, marque a caixa de seleção Allow the users scripting.
• Maximum number of Microsoft FrontPage subaccounts. Especifique o número máximo de
subcontas do Microsoft FrontPage que podem ser criadas em seu domínio.
www.plugweb.com.br
35
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Maximum number of MySQL databases e Maximum number of Microsoft SQL server databases.
Especifique o número máximo de base de dados MySQL e Microsoft SQL Server,
respectivamente, que podem ser hospedadas em um domínio.
• Maximum number of mailboxes. Especifique o número máximo de caixas postais que podem ser
hospedadas em um domínio.
• Mailbox quota. Especifique o valor de espaço em disco, em kilobytes, que pode ser alocado para
cada caixa de mensagens de um domínio.
• Total mailboxes quota. Especifique o valor total de espaço em disco disponível para todas as
caixas de mensagens em um domínio.
• Maximum number of redirects. Especifique o número máximo de redirecionamentos que podem
ser utilizados em um domínio.
• Maximum number of mail groups. Especifique o número máximo de grupos de e-mail que podem
ser utilizados em um domínio.
• Maximum number of autoresponders. Especifique o número máximo de auto-respostas que
podem ser configuradas para um domínio.
• Maximum number of mailing lists. Especifique o número máximo de listas de e-mail que você
pode criar em um domínio. Para permitir o uso de listas de e-mail, você deve marcar a caixa de
seleção Mailing lists no grupo Preferences.
• Maximum number of Tomcat applications. Especifique o número máximo de aplicações Java ou
applets que você pode instalar em um domínio.
• Validity period. Especifique o prazo de validade para uma conta de hospedagem. No fim do
prazo, o domínio/web site será suspenso, seus serviços de e-mail e FTP não mais estarão
disponíveis aos usuários da Internet e o proprietário do domínio não poderá conectar-se ao painel
de controle. Planos de hospedagem não podem ser automaticamente renovados, então, de forma
a trazer o nome de domínio / web site hospedado de volta ao funcionamento, você deve,
manualmente, renovar as contas de hospedagem: em sua página inicial, clique no nome de
domínio desejado, clique em
clique em OK, então clique em
4
Limits, especifique outro termo no campo Validity period,
Enable no grupo Domain (Home > nome do domínio).
Clique em OK.
Para permitir que o proprietário do site conecte-se ao painel de controle para gerenciar seu site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
Domain User no grupo Domain.
Marque a caixa de seleção Allow domain administrator’s access.
Digite a senha para acessar painel de controle do proprietário do site.
Por razões de segurança, recomenda-se que a senha tenha mais de 8 símbolos e contenha uma
combinação de letras, números e pontuação; palavras do dicionário e nomes próprios devem
ser evitados.
www.plugweb.com.br
36
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
5
6
7
8
Especifique as configurações referentes à aparência do painel de controle, se desejado:
idioma da interface, tema (skin), limite de números de caracteres que podem aparecer nos
botões personalizados criados no painel de controle pelo proprietário do site.
Mantenha a caixa de seleção Allow multiple sessions marcada para permitir que o proprietário
do site tenha diversas sessões simultâneas no painel de controle.
Mantenha a caixa de seleção Prevent users from working with the control panel until interface
screens are completely loaded. Isto irá proibir os usuários de enviarem dados ou executarem
operações até que o painel de controle esteja pronto para aceitá-los.
Especifique as operações que o proprietário do site poderá executar em seu painel de
controle:
• Physical hosting management. Habilite ou desabilite o total controle conta de hospedagem e
espaço web.
• Hard disk assignment. Habilite ou desabilite o proprietário do site a ajustar a cota máxima no
espaço em disco alocado para seu espaço web.
• Subdomains management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a configurar, modificar e
remover subdomínios.
• DNS zone management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a gerenciar a zona de DNS
de seu domínio. Isto é recomendado apenas para usuários experientes.
• Log rotation management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a configurar a limpeza e
reciclagem dos arquivos de log processados.
• Scheduler management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a agendar tarefas com o
Organizador. Tarefas agendas podem ser utilizadas para executar scripts ou utilitários de tempos
em tempos.
• Anonymous FTP management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a possuir um diretório
FTP onde todos os usuários possam enviar arquivos e fazer downloads sem a necessidade de
informar nome de usuário e senha. Um web site deve residir em um endereço IP dedicado para
que possa utilizar FTP anônimo.
• Tomcat applications management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a instalar
aplicações e applets Tomcat Java no site.
• System Access management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a acessar o sistema
através de interface de trabalho remota.
• Mailing lists management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a utilizar listas de e-mail.
• Backup/restore functions. Habilite ou desabilite o proprietário do site a utilizar os instrumentos
do painel de controle para fazer backup e restaurar seu site. Backups agendados e sob demanda
são suportados.
• Antivírus management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a utilizar a proteção antivírus
no lado do servidor para filtrar e-mails recebidos e enviados.
• SiteBuilder. Habilite ou desabilite o proprietário do site a utilizar o SiteFácil para criar e editar
seu site.
• Hosting Performance Management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a alterar as
preferências de performance da hospedagem para seu domínio.
www.plugweb.com.br
37
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• IIS Application Pool Management. Habilite ou desabilite o proprietário do site a gerenciar seu
repositório de aplicações IIS.
9
10
Especifique as informações de contato do proprietário do site.
Clique em OK.
Agora, você pode informar ao cliente o endereço do painel de controle, seu nome de usuário e
senha. A URL é https://<nome_de_dominio>:8443, onde <nome_de_dominio> é o nome de
domínio do cliente sem o www. O nome de login que o proprietário do site deve especificar para
conectar-se ao painel de controle é seu nome de domínio, por exemplo, seudominio.com.br.
Se você precisar hospedar muitos domínios em sua máquina que apontarão para outros sites
hospedados em outros servidores, você deve configurar o redirecionamento de domínio. Consulte o
capítulo “Servindo Nomes de Domínio para Sites Hospedados em Outros Servidores
(Redirecionamento de Domínio)” para maiores informações.
www.plugweb.com.br
38
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Criando SubContas FTP
Esta seção concentra-se na criação e configuração de subcontas de FTP. Os usuários de domínio
podem criar, editar e excluir subcontas de FTP. As subcontas de FTP estão disponíveis em cada
domínio e o número máximo de subcontas de FTP não é limitado. O valor padrão para o número
mínimo é 0, não ilimitado. Esta limitação pode ser alterada nos limites do domínio.
Para criar uma nova subconta de FTP:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
5
Na aba FTP subaccounts, clique em
Add New FTP Subaccount.
Especifique o nome da subconta de FTP no campo FTP subaccount name.
Especifique o Home directory clicando em
e selecionando o diretório em questão.
Você pode também especificar seu caminho diretamente no campo.
Digite uma nova senha nos campos New password e Confirm password.
Por padrão, o Hard disk quota está configurado como Unlimited. Para alterar este valor,
desmarque a caixa de seleção Unlimited e digite o novo valor em megabytes no campo Hard
disk quota.
Se necessário, marque a caixa de seleção Read permission. Os usuários da subconta de FTP
poderão visualizar o conteúdo do diretório inicial e baixar arquivos daí.
Se necessário, marque a caixa de seleção Write permission. Os usuários da subconta de FTP
poderão criar, visualizar e excluir diretórios e arquivos do diretório inicial.
Se você não oferecer nenhuma permissão, a conexão à subconta de FTP será realizada, mas o
diretório inicial não será exibido aos usuários.
Clique em OK. Uma nova subconta será adicionada.
6
7
8
9
10
FTP Management no grupo Hosting.
Para alterar as configurações de uma subconta de FTP existente:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
FTP Management no grupo Hosting.
Na aba FTP subaccounts, clique no nome do subdomínio em questão na lista.
Especifique as novas configurações e clique em OK.
Para remover uma subconta de FTP:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
FTP Management no grupo Hosting.
Na aba FTP Subaccounts, marque a caixa de seleção correspondente ao nome da subconta
Remove Selected.
que você deseja remover e clique em
Confirme a remoção e clique em OK. A subconta de FTP será removida.
4
www.plugweb.com.br
39
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Publicando um site
Publicar seu site significa fazer upload de páginas web, scripts e arquivos gráficos que compõem
seu site para seu espaço na web de qualquer um dos seguintes modos:
• Através de conexão FTP;
• Através do gerenciador de arquivos do Plesk;
• Através do software Microsoft FrontPage;
• Através do SiteFácil.
Enviando o Site para a Web via FTP
1
2
3
4
Conecte-se ao servidor com um programa de FTP cliente, utilizando informações de conta
FTP que seu provedor lhe enviou.
Habilite o modo passivo se você utiliza firewall.
Envie os arquivos e diretórios que deverão ser acessados através de protocolo http para o
diretório httpdocs, e arquivos/diretórios que devem ser transferidos de forma segura com
protocolo SSL para o diretório httpsdocs.
Envie seus scripts CGI para o diretório cgi-bin.
Finalize sua sessão FTP.
Enviando o Site para a Web via Gerenciador de Arquivos do Plesk
1
2
Conecte-se ao painel de controle Plesk.
Clique no nome de domínio desejado.
3
4
Clique em
File Manager no grupo Hosting.
Crie e envie arquivos e diretórios.
Envie os arquivos e diretórios que devem ser acessíveis via protocolo HTTP para o diretório
httpdocs, e arquivos/diretórios que devem ser transferidos seguramente com protocolo
SSL para o diretório httpsdocs. Envie seus scripts CGI para o diretório cgi-bin.
• Para criar um novo diretório em sua localização atual, clique em
grupo Tools, especifique o nome do diretório e clique em OK.
Add New Directory no
• Para criar novos arquivos no diretório desejado, clique em
Add New File no grupo Tools, na
seção File creation especifique o nome do arquivo, marque a caixa de seleção Use html template
se você quiser que o gerenciador de arquivos insira algumas tags html ao novo arquivo, e clique
em OK. Uma página será exibida permitindo-lhe inserir o conteúdo ou código html formatado de
um novo arquivo. Após terminar, clique em OK.
www.plugweb.com.br
40
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Para enviar um arquivo de sua máquina local, clique em
Add New File no grupo Tools,
especifique o caminho de localização no campo File source (ou utilize Browse para localizar o
arquivo), e clique em OK.
Ao enviar conteúdo da web através do gerenciador de arquivos e FTP, seu painel de controle,
automaticamente, configura as permissões de acesso apropriadas para arquivos e diretórios. Para
alterar as permissões de arquivos e diretórios, clique em . Para maiores informações sobre o
sistema de permissões, consulte a seção Gerenciando Acesso e Permissões para Arquivos e
Diretórios.
• Para pré-visualizar uma página web em seu navegador, clique em
• Para renomear um arquivo ou diretório, clique em
.
. Digite um novo nome e clique em OK.
• Para copiar ou mover um arquivo ou diretório para outro local, selecione o respectivo arquivo ou
Copy/Move. Especifique o
diretório marcando a caixa de seleção apropriada e clique em
destino para o arquivo ou diretório a ser copiado ou renomeado, então clique em Copy para
copiar ou Move para movê-lo.
• Para atualizar a data de criação do arquivo ou diretório, clique em
será atualizado de acordo com o horário local.
Touch. O horário marcado
• Para calcular o tamanho de arquivos selecionados, marque as caixas de seleção correspondentes
aos arquivos cujo tamanho você deseja consultar e clique em
Size.
• Para remover um arquivo ou diretório, marque a caixa de seleção correspondente de clique em
Remove Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
Enviando o Site para a Web via Microsoft FrontPage
O Microsoft FrontPage trabalha com dois tipos de web sites: baseados em disco e baseados no
servidor. Em linhas gerais, os web sites baseados em disco são aqueles que você cria em seus
diretórios locais, em seu computador e, mais tarde, publica-os no servidor. Um site baseado no
servidor é aquele que você cria e manipula diretamente no servidor web, sem precisar do próximo
passo da publicação. Esta seção lhe fornece instruções para publicar apenas os web sites baseados
em disco.
Você pode publicar web sites baseados em disco tanto por FTP quanto por HTTP. Se seu servidor
executa Extensões do Microsoft FrontPage, você publica seu site em um local HTTP. Por exemplo:
http://meudominio.com.br/MeuSite. Se seu servidor suporta FTP, você publica seu site em um local
FTP. Por exemplo: ftp://ftp.meudominio.com.br/minhaPasta.
Após a publicação, você pode gerenciar seu site através das Extensões do Microsoft FrontPage.
www.plugweb.com.br
41
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para acessar a interface de gerenciamento do Microsoft FrontPage Server Extensions:
1
2
Conecte-se ao Plesk.
Clique no nome de domínio que desejar.
3
4
Clique em
FrontPage Management.
De acordo com as configurações do Microsoft FrontPage support para o domínio, um dos
seguintes ícones será exibido próximo de
Add New FrontPage Subaccount:
• Clique em
FrontPage Webadmin para gerenciar um site que não é protegido por SSL.
• Clique em
FrontPage-SSL Webadmin para gerenciar um site com SSL habilitado.
5
Digite seu nome de login e senha de administrador do Microsoft FrontPage e clique em OK.
Para instruções sobre o uso das extensões Microsoft FrontPage, consulte o web site da Microsoft.
Publicando a partir do Microsoft FrontPage via FTP
Para publicar arquivos através de FTP:
1
2
3
4
Abra o Microsoft FrontPage.
Abra o web site do Microsoft FrontPage: abra o menu Arquivo e selecione o item Abrir Web.
Vá até a visualização Remote Web site: clique na aba Web Site e, então, no botão Remote Web
Site na parte inferior da janela.
Configure as propriedades de seu web site remoto:
• Clique no botão Remote Web Site Properties no canto superior direito da janela.
• Selecione FTP como o servidor web remoto.
• No campo Remote Web site location, digite o nome do host (por exemplo,
ftp://ftp.seudominio.com.br).
• No campo FTP directory, digite seu diretório FTP, se sua empresa de hospedagem lhe
providenciou um. Deixe em branco se não estiver especificado.
• Marque a caixa de seleção Use Passive FTP se seu computador ou sua rede estiver protegido por
um firewall.
5
6
Clique em OK para conectar ao site remoto.
Clique no botão Publish Web site no canto inferior direito da janela.
www.plugweb.com.br
42
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Publicando a partir do Microsoft FrontPage via HTTP
Para publicar arquivos através de HTTP em um servidor que suporta Microsoft FrontPage
Extensions:
1
2
3
4
5
6
7
Abra o Microsoft FrontPage.
Abra o web site do Microsoft FrontPage: abra o menu Arquivo e selecione o item Abrir Web.
Vá até a visualização Remote Web site: clique na aba Web Site e, então, no botão Remote Web
Site na parte inferior da janela.
Clique no botão Remote Web Site Properties no canto superior direito da janela.
Na aba Remote Web Site, abaixo de Remote Web Server type, clique em FrontPage ou
SharePoint Services.
No campo Remote Web site location, digite o endereço da Internet, incluindo o protocolo, do
web site remoto em que você deseja publicar arquivos e diretórios – por exemplo,
http://www.seudominio.com.br – ou clique em Browse para localizar o arquivo.
Siga um dos procedimentos abaixo:
• Para utilizar Secure Sockets Layer (SSL) para estabelecer um canal de comunicação seguro e
prevenir a captação de informações críticas, clique em Encryption connection required SSL).
Para utilizar conexões SSL em seu servidor web, o servidor deve estar configurado com um
certificado seguro de uma entidade certificada reconhecida. Se o servidor não suportar SSL,
desmarque esta caixa de seleção. Do contrário, você não poderá publicar pastas e arquivos no
web site remoto. Se você não está certo acerca de seu servidor suportar ou não SSL, informe-se
com seu administrador de servidor ou com seu provedor de serviços de Internet.
• Para remover tipos de código específicos das páginas web conforme elas são publicadas, na aba
Optimize HTML, selecione as opções que você deseja.
• Para alterar as opções padrão de publicação, selecione as opções desejadas.
8
9
Clique em OK para conectar-se ao site remoto.
A visualização de Remote Web site exibirá arquivos que você possui em seus sites locais
remotos.
Clique no botão Publish Web site no canto inferior direito da janela.
Criando Contas Adicionais do Microsoft FrontPage
Se você está trabalhando em um web site em conjunto com outra pessoa ou subdomínios para
outros usuários, você pode precisar criar contas adicionais do Microsoft FrontPage (subcontas).
Para criar uma nova subconta de Microsoft FrontPage para um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que você deseja.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New FrontPage Subaccount.
Especifique um nome de usuário e senha para esta subconta.
www.plugweb.com.br
FrontPage Management em sua página inicial.
43
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
5
6
Se você deseja limitar o espaço em disco que poderá ser usado por esta subconta, desmarque
a caixa de seleção Unlimited e digite o valor desejado em megabytes no campo Hard disk.
Quando o limite especificado for excedido, o proprietário da subconta não poderá adicionar
arquivos ao seu espaço web.
Clique em OK quando finalizar a criação de uma nova subconta de Microsoft Extensions.
Para alterar as configurações de uma subconta existente de Microsoft FrontPage:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
FrontPage Management em sua página inicial.
Clique na subconta desejada na lista.
Ajuste as configurações necessárias e clique em OK para salvar as alterações.
Para remover uma conta existente de Microsoft FrontPage:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
FrontPage Management em sua página inicial.
Marque a caixa de seleção correspondente à conta que deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Publicando o site com o SiteFácil
Para publicar seu site com o SiteFácil:
1
2
Conecte-se a seu painel de controle.
Clique no nome de domínio desejado.
3
Clique em
Setup em sua página inicial e verifique se a caixa de seleção Publish Site
with SiteFácil está marcada. Clique em OK para retornar a sua página inicial.
4
5
Clique em
SiteBuilder Wizard.
Após carregar o SiteFácil, siga as instruções contidas no manual do SiteFácil para publicar
seu site.
www.plugweb.com.br
44
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Visualizando Seu Site
Uma vez que você publicou seu site em um espaço da web, você pode querer certificar-se de que
está tudo funcionando corretamente no atual ambiente de hospedagem. Você pode visualizar seu
site utilizando o navegador de sua preferência, mesmo se as informações sobre seu domínio de
domínio ainda não tiverem sido propagadas no DNS (Domain Name System). Note que scripts CGI
ou Macromedia Flash não funcionarão durante a visualização.
Para visualizar um site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Site Preview no grupo Hosting.
Desenvolvendo Bases de Dados
Se seu servidor suporta aplicações de processamento de dados ou é apropriado para gerar páginas
web dinamicamente, é provável que você precise de uma base de dados para armazenar e retornar
informações. Você pode tanto criar uma nova base de dados para seu site quanto importar seus
dados previamente armazenados em um banco de dados MySQL ou Microsoft SQL Server.
Para criar uma nova base de dados em sua conta de hospedagem:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Adicionar Nova Base de Dados.
Insira o nome desejado para o Banco de Dados.
Recomendamos que você escolha um nome que inicie com um símbolo do alfabeto latino e
contenha apenas símbolos alfanuméricos e símbolos relevantes (até 64 símbolos).
Selecione o tipo de base de dados que você irá utilizar: MySQL ou Microsoft SQL Server.
Clique em OK.
5
6
7
8
Banco de Dados.
Para configurar as informações do administrador da base de dados, clique em
Add New
Database User.
Insira o nome do usuário e senha que serão utilizados para acessar o conteúdo da base de
dados.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
45
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para importar uma base de dados existente:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New Database.
Insira o nome desejado para o Banco de Dados.
Recomendamos que você escolha um nome que inicie com um símbolo do alfabeto latino e
contenha apenas símbolos alfanuméricos e símbolos relevantes (até 64 símbolos).
Selecione o tipo de base de dados que você irá utilizar: MySQL ou Microsoft SQL Server.
Clique em OK.
5
6
7
8
9
10
11
12
Databases.
Para configurar as informações do administrador da base de dados, clique em
Add New
Database User.
Insira o nome do usuário e senha que serão utilizados para acessar o conteúdo da base de
dados. Clique em OK.
Clique em
DB Webadmin no grupo Tools.
Uma interface para o gerenciador de base de dados phpMyAdmin (ou phpMSAdmin) será
exibida em uma nova janela do navegador.
Clique em Query Window no menu de navegação à esquerda.
Clique na aba Import Files.
Selecione o arquivo de texto que contém os dados e clique em Go.
Clique no link Insert data from a text file.
Para gerenciar suas bases de dados e seus conteúdos, utilize seu gerenciador preferido de
MySQL ou Microsoft SQL ou gerenciador web de bases de dados que estiver acessível no
Plesk (Home > Databases > Databases name > DB WebAdmin).
Para remover uma base de dados e seu conteúdo:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Databases no grupo Services.
Marque a caixa de seleção correspondente à base de dados que você deseja remover.
Se esta caixa de seleção estiver desabilitada, significa que sua respectiva base de dados está
sendo utilizada por uma aplicação e você poderá removê-la apenas desinstalando a própria
aplicação.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
4
5
Se você colabora com outras pessoas no gerenciamento de seu web site e deseja permitir a elas
acesso à base de dados, você deve criar contas de usuário separadas para cada pessoa.
www.plugweb.com.br
46
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para criar uma conta de usuário de base de dados:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Databases no grupo Serviços.
Clique no nome da base de dados em questão. Uma lista de usuários será exibida.
4
5
Clique em
Add New Database User.
Insira um nome de usuário e senha que serão utilizados para acessar o conteúdo da base de
dados. Clique em OK.
Para remover uma conta de usuário de base de dados:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
6
Em sua página inicial, clique em
Databases no grupo Services.
Clique no nome da base de dados em questão. Uma lista de usuários será exibida.
Marque a caixa de seleção correspondente à conta de usuário que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Para alterar a senha de um usuário de base de dados:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Em sua página inicial, clique em
Databases no grupo Serviços.
Clique no nome da base de dados em questão. Uma lista de usuários será exibida.
Clique no nome do usuário da base de dados.
Digite uma nova senha e clique em OK.
Acessando Dados de um Sistema Externo de
Gerenciamento de Banco de Dados
Se você deseja acessar dados de um sistema externo de gerenciamento de banco de dados, você
pode utilizar os drivers de Open Database Conectivity (ODBC). Por exemplo, se você possui um
programa que acessa dados em uma base de dados SQL, o ODBC lhe permitirá utilizar o mesmo
programa para acessar os dados em uma base de dados Visual FoxPro.
Antes de utilizar o ODBC para acessar dados de um sistema gerenciador específico, você deve criar
uma conexão ODBC.
www.plugweb.com.br
47
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para adicionar uma nova conexão ODBC:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que desejar.
2
Clique em
3
4
5
6
7
Clique em
Add New ODBC DSN.
Especifique o nome da conexão ODBC e descrição.
Selecione o driver desejado no campo Driver.
Clique em OK.
Escolha as opções apropriadas na tela de configuração do driver.
Normalmente, você deve especificar o caminho para a base de dados, informações de usuário
e outras opções de conexão. Note que as opções atuais dependerão do tipo de driver
selecionado.
Clique em Test para testar a conexão que você criou. Clique em Finish para completar a
criação.
8
ODBC Settings no grupo Serviços.
Para alterar configurações de uma conexão ODBC existente:
1
2
3
4
Clique em
ODBC Settings no grupo Serviços.
Clique no nome da conexão em questão na lista.
Altere as configurações conforme necessário.
Clique em Test para testar a conexão. Clique em Finish para salvar as alterações.
Para remover conexões ODBC redundantes:
1
2
3
Clique em
ODBC Settings no grupo Serviços.
Marque a caixa de seleção correspondente à conexão que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
Configurando ASP.NET
ASP.NET é um conjunto flexível de ferramentas e tecnologias web que lhe permite empregar um
número de aplicações baseadas em framework ASP.NET. O Plesk suporta ambas as versões 1.1.x e
2.0.x do framework .NET.
Para mudar a versão do framework .NET:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
www.plugweb.com.br
ASP.NET em sua página inicial.
48
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
3
4
5
Clique em Change Version no grupo Ferramentas. Se este botão estiver ausente, apenas uma
versão do framework .NET está disponível. Você pode ver o número da versão no campo
Framework Version.
Selecione o número da versão desejada em clique em OK.
Clique em OK para salvar as alterações.
Você pode clicar em
Setup em sua página inicial e selecionar a versão do framework .NET no
menu Microsoft ASP.NET support.
A maioria das configurações ASP.NET que precisam ser, normalmente, customizadas de forma que
as aplicações ASP.NET funcionem do modo desejado, podem ser editadas através do Plesk.
Para configurar o ASP.NET em seu domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
ASP.NET em sua página inicial.
Configure as strings que determinam a conexão ao banco de dados para aplicações ASP.NET
que utilizam bases de dados. Esta opção é disponível apenas para ASP.NET 2.0.x.
• Para adicionar uma string, digite os dados necessários nos campos Name e Connection
Parameters e clique em
próximo a eles.
• Para remover uma string, clique em
próximo a eles.
• Nota: Quando você abre uma página de configuração de ASP.NET pela primeira vez, são
exibidos exemplos de parâmetros de conexão com construções comuns. Você pode excluí-los e
especificar suas próprias strings.
• Configure mensagens de erro personalizadas que serão retornadas pelas aplicações ASP.NET no
campo Custom Error Settings:
• Para configurar o modo de mensagens de erro personalizadas, selecione a opção apropriada no
menu Custom Error mode:
On – habilita as mensagens de erro personalizadas.
Off – desabilita as mensagens de erro e os detalhes de erros que seriam exibidos.
RemoteOnly – as mensagens de erro personalizadas são exibidas somente para clientes remotos,
e os erros ASP.NET são exibidos para o host local.
• Para adicionar uma nova mensagem de erro personalizada (que será aplicada se o modo Off não
estiver selecionado), digite os valores nos campos Status Code e Redirect URL e clique em .
Status Code define o código do status HTTP, resultando num redirecionamento para a página de
erro.
Redirect URL define o endereço web da página de erro apresentando informações sobre o erro ao
cliente.
• Para remover uma mensagem de erro personalizada, clique em
4
próximo a ela.
Configure parâmetros de compilação no campo Compilation and Debugging:
• Para determinar a linguagem de programação a ser utilizada como padrão na compilação
dinâmica de arquivos, escolha uma entrada a partir da lista Page default language.
www.plugweb.com.br
49
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Para habilitar a compilação retail binaries, deixe a caixa de seleção Enable debugging
desmarcada.
• Para habilitar a compilação debug binaries, marque a caixa de seleção Enable Debugging. Neste
caso, fragmentos do código fonte contendo erros serão exibidos em uma página de mensagens de
diagnósticos.
Nota: ao executar aplicações no modo debug, ocorrerá uma performance elevada de memória.
É recomendado utilizar o modo debug quando testar uma aplicação e desabilitá-lo antes de
desenvolver a aplicação no ambiente real.
5
Configure parâmetros de codificação para aplicações ASP.NET na seção Globalization
Settings:
• Para configurar uma codificação adotada em todas as requisições enviadas, digite o valor da
codificação no campo Request encoding (o valor padrão é UTF-8).
• Para configurar uma codificação adotada em todas as respostas, digite o valor da codificação no
campo Response encoding (o valor padrão é UTF-8).
• Para configurar uma codificação que deve usada como padrão para analisar arquivos .aspx,
.asmx e .asax, digite o valor da codificação no campo File encoding (o valor padrão é Windows1252).
• Para configurar uma cultura que deve ser usada como padrão para processar requisições
enviadas, selecione o item apropriado a partir da lista Culture.
• Para configurar uma cultura que deve ser usada como padrão quando processar buscas para uma
pesquisa dependente da localidade, selecione o item apropriado a partir da lista UI Culture.
6
Defina um nível de segurança de acesso ao código para aplicações ASP.NET no campo Code
Access Security. O nível de segurança CAS é uma zona de segurança na qual a execução da
aplicação é determinada, definindo a quais recursos do servidor as aplicações terão acesso
Nota: Uma aplicação determinada com nível de segurança muito baixo não funciona
corretamente. Para maiores informações, sobre níveis de permissões, consulte:
http://msdn.microsoft.com/library/enus/dnnetsec/html/THCMCh09.asp?frame=true#c09618429_010
7
Habilite o uso scripts auxiliares no campo Script Library Settings. Esta opção está disponível
apenas para ASP.NET 1.1.x.
• Se você precisar usar scripts auxiliares (especificamente, scripts que implementam objetos para
validação de campos de dados), forneça as configurações para biblioteca de scripts do
framework .NET.
Insira o caminho iniciando com o diretório raiz do domínio precedido por “/” no campo Path to
Microsoft script library.
ou
Clique no ícone da pasta próximo ao campo Path to Microsoft script library e indique sua
localização.
• Para iniciar a auto-instalação de arquivos contendo os scripts para o local especificado, marque a
caixa de seleção Install. Se os arquivos já existirem aí, eles serão sobrescritos.
www.plugweb.com.br
50
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Nota: A especificação das configurações da biblioteca de scripts é necessária se os controles
de validação web são utilizados em seu web site.
8
Configure os parâmetros de sessão de cliente no campo Session Settings:
• Para configurar o modo de autenticação padrão para aplicações, selecione o item apropriado a
partir da lista Authentication mode.
Nota: O modo de autenticação Windows deve ser selecionado se nenhuma forma de
autenticação IIS for utilizada.
• Para configurar o tempo que a sessão pode ficar inativa antes de ser abandonada, digite o valor
apropriado em minutos no campo Session timeout.
9
Clique em OK para aplicar todas as alterações.
Nota: O Plesk suporta configurações separadas para diferentes versões de framework .NET
(1.1.x e 2.0.x).
Para restaurar as configurações padrão ASP.NET:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Set to Default.
Confirme a restauração e clique em OK.
ASP.NET em sua página inicial.
De modo a possibilitar a execução de aplicações ASP.NET que utilizam diferentes versões de
framework .NET em um domínio, o Plesk permite configurar a versão de framework por diretório
onde as aplicações são desenvolvidas.
Para escolher a versão do framework .NET para um diretório web:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
Clique no diretório para o qual deseja definir uma versão do framework e clique em
ASP.NET no grupo Ferramentas.
Selecione a versão desejada do framework .NET e ajuste as demais configurações conforme
necessário.
Clique em OK.
4
5
www.plugweb.com.br
Web Directories no grupo Hosting.
51
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Instalando Aplicações
Para agregar valor a seu web site utilizando recursos como livro de visitas, fóruns, contadores de
acessos, galerias de fotos e soluções e-commerce, você pode instalar as respectivas aplicações a
partir do repositório de aplicações do Plesk (Home > nome do domínio > Application Vault). O
número e variedade de aplicações disponíveis dependem da política de seu provedor e seu plano de
hospedagem.
Para instalar aplicações em seu site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Application Vault no grupo Hosting. Uma lista de aplicações instaladas em
seu site será exibida.
3
Clique em
Add New Application no grupo Ferramentas. Uma lista das aplicações
disponíveis para instalação será exibida.
Para visualizar a Ajuda de determinada aplicação, clique no ícone . A página de Ajuda
contendo informações gerais sobre esta aplicação será exibida em uma nova janela de
navegador.
4
5
6
7
8
9
Para especificar o site em que você deseja instalar e executar a aplicação, selecione-o a partir
da lista Target Domain no canto superior direito da tela.
Para especificar qual aplicação será instalada, selecione o botão de rádio correspondente à
aplicação de sua escolha.
Clique em
Install.
Especifique se você deseja criar um link para a interface da aplicação e posicioná-lo em sua
página inicial do painel de controle.
Especifique as preferências de instalação e outras informações que podem ser requeridas pela
aplicação (estas informações podem variar) e clique em OK após concluir.
Se você optou por criar um botão de link dentro de seu painel de controle Plesk, especifique
as seguintes propriedades:
• Digite o texto que será exibido em seu botão no campo Button label.
• Escolha a localização de seu botão. Para posicioná-lo no quadro principal do painel de controle
(à direita), selecione o valor Domain Administration page como local. Para posicioná-lo no painel
de navegação (à esquerda) do Plesk, selecione o valor Navigation pane.
• Especifique a prioridade do botão. O Plesk organizará seus botões personalizados no painel de
controle de acordo com a prioridade que você definir: quando mais baixo o valor, maior será a
prioridade. Os botões serão dispostos na ordem da esquerda para a direita.
• Para utilizar uma imagem como botão, digite seu caminho ou localização em seu computador ou
clique em Browse para indicar o arquivo desejado. É recomendado utilizar imagens de 16 x 16
pixels, formato JPEG ou GIF, para botões a serem inseridos no painel de navegação à esquerda e
imagens de 32 x 32 pixels, formato JPEG ou GIF, para botões a serem inseridos no quadro
principal no painel de controle.
www.plugweb.com.br
52
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Digite o link que será associado ao botão no campo URL.
• Utilizando as caixas de seleção, especifique se deseja incluir determinados dados como ID de
domínio e nome de domínio a serem transferidos com a URL. Estes dados podem ser utilizados
para processamentos por aplicações web externas.
• No campo Context tip contents, digite a informação que será exibida quando você posicionar o
ponteiro do mouse sobre o botão.
• Marque a caixa de seleção Open URL in the Control Panel se você deseja que o link de destino do
botão seja exibido no quadro à direita (principal) do painel. Do contrário, a URL será aberta em
uma nova janela do navegador.
• Se você deseja que este botão fique visível para os usuários de e-mail aos quais você permitiu
acesso ao painel de controle, marque a caixa de seleção Visible to all sub-logins.
10
Clique em OK para completar a criação.
Agora, a aplicação está instalada e você pode inserir um link para ela nas páginas de seu site, por
exemplo, em sua página inicial. De outro modo, você e seus usuários terão acesso a esta aplicação
digitando sua URL, que pode ser longa demais para memorizar.
Para acessar a interface web de uma aplicação, siga as instruções:
1
2
3
Digite o endereço da aplicação em seu navegador. Por exemplo:
http://www.seudominio.com.br/forum/.
Vá até Home > nome do domínio > Application Vault, e clique no ícone , correspondente à
aplicação.
Se você optou por adicionar um botão com link durante o processo de instalação da
aplicação, então, em sua página inicial, clique no respectivo botão na tela de administração de
domínio (Home > nome do domínio) ou no painel de navegação à esquerda.
Para reconfigurar uma aplicação ou alterar a senha de administrador da aplicação:
Vá até Home > nome do domínio > Application Vault, e clique no ícone
aplicação.
correspondente à
Para desinstalar uma aplicação:
1
2
Vá até Home > nome do domínio > Application Vault e marque a caixa de seleção
correspondente à aplicação que você não mais necessita.
Clique em
Remove Selected. A aplicação será desinstalada e suas bases de dados serão
removidas do servidor.
Se você deseja que certa aplicação web seja iniciada quando alguém acessa um domínio, crie uma
aplicação padrão de domínio.
www.plugweb.com.br
53
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para criar uma aplicação padrão para um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Application Vault no grupo Hosting. Uma lista das aplicações instaladas no
site será exibida.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome da aplicação do site que você deseja
definir como padrão e clique em
Default. Clique em OK para confirmar a criação da
aplicação padrão do site.
3
Agora, quando um usuário digitar o endereço do domínio em seu navegador (por exemplo,
http://domínio.com.br), ele será levado à aplicação padrão do site.
Instalando Aplicações Web Java
Além das aplicações disponíveis no recurso Application Vault, você pode instalar pacotes de
aplicações web Java no formato web de arquivo (WAR). Estas aplicações Java não são distribuídas
com o Plesk, portanto, você deve obtê-las separadamente.
Para instalar uma aplicação:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Em sua página inicial, clique em
3
Clique em
Enable no grupo Ferramentas.
Isto vai iniciar o serviço TomCat, que oferece um ambiente para o código Java ser executado
em cooperação com um ambiente de servidor web.
4
5
Clique em
Add New Web Application.
Especifique o caminho para o pacote da aplicação que você deseja instalar ou clique em
Browse para localizá-lo.
Este pode ser um pacote de aplicação em formato WAR salvo em seu computador.
Clique em OK.
6
TomCat no grupo Serviços.
Agora, a aplicação está instalada e seu respectivo acesso foi adicionado à lista de aplicações Java
instaladas (Home > nome do domínio > TomCat).
Para acessar a interface web de uma aplicação, siga uma das instruções:
Vá em Home > nome do domínio > TomCat e clique em seu respectivo link na coluna Path.
Digite o endereço em seu navegador. Por exemplo: http://seudominio.com.br:9080/aplicacao/.
www.plugweb.com.br
54
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para interromper, iniciar ou reiniciar uma aplicação:
1
2
Vá a Home > nome do domínio > TomCat para abrir uma lista das aplicações instaladas.
Localize a aplicação na lista e utilize os ícones à direita da lista para executar as operações:
• Para iniciar uma aplicação, clique no ícone
.
• Para interromper uma aplicação, clique no ícone
• Para reiniciar uma aplicação, clique no ícone
.
.
Para desinstalar uma aplicação, vá até Home > nome do domínio > TomCat e marque a caixa de
seleção correspondente à aplicação que você não mais necessita. Clique em
Remove Selected. A
aplicação será desinstalada e sua base de dados será removida do servidor.
Instalando Aplicações Web ASP.NET
Além das aplicações disponíveis em Application Vault, você pode instalar pacotes de aplicações
web ASP.NET em arquivos formato WAR. Estas aplicações não são distribuídas com o Plesk,
portanto, você deve obtê-las separadamente.
Para instalar uma aplicação:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
será exibida.
3
Clique em
Install New Web Application no grupo Ferramentas. Uma lista das aplicações
disponíveis para instalação será exibida. Para especificar qual aplicação deseja instalar,
marque seu respectivo botão de rádio.
Clique em
Install.
Especifique a pasta do domínio na qual a aplicação será instalada, o nome da base de dados
da aplicação e clique em Install.
4
5
TomCat no grupo Serviços. Uma lista das aplicações instaladas em seu site
Agora, a aplicação está instalada e você pode inserir um link para ela nas páginas de seu site, por
exemplo, em sua página inicial. Do contrário, você e seus usuários terão acesso à aplicação
digitando sua URL na barra de endereços do navegador, a qual pode ser muito extensa para
memorizar.
Para acessar a interface web de uma aplicação, siga um dos procedimentos:
• Digite a URL em seu navegador. Por exemplo: http://seudominio.com.br/forum/.
• Vá até Home > ASP.NET Web Applications, e clique no ícone
www.plugweb.com.br
, correspondente à aplicação.
55
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para reconfigurar uma aplicação ou alterar a senha de administrador da aplicação:
Vá até Home > nome do domínio > ASP.NET Web Applications, e clique no ícone
aplicação.
correspondente à
Para desinstalar uma aplicação:
1
2
Vá até Home > nome do domínio > ASP.NET Web Applications e marque a caixa de seleção
correspondente à aplicação que você não mais necessita.
Clique em
Remove Selected. A aplicação será desinstalada e suas bases de dados serão
removidas do servidor.
Se você deseja que certa aplicação web seja iniciada quando alguém acessa um domínio, crie uma
aplicação padrão de domínio.
Para criar uma aplicação padrão para um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Em sua página inicial, clique em
ASP.NET Web Applications no grupo Hosting. Uma
lista das aplicações instaladas no site será exibida.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome da aplicação do site que você deseja
definir como padrão e clique em
Default. Clique em OK para confirmar a criação da
aplicação padrão do site.
3
Agora, quando um usuário digitar o endereço do domínio em seu navegador (por exemplo,
http://domínio.com.br), ele será levado à aplicação padrão do site.
Gerenciando Repositório de Aplicações IIS
Para habilitar pool de aplicações IIS para todos os seus domínios:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Enable.
Para limitar o volume de recursos de sua CPU que sua aplicação poderá usar, marque a caixa
de seleção Enable CPU monitoring e forneça um número (em porcentagem) no campo
Maximum CPU use(%).
Clique em OK.
5
IIS Application Pool em sua página inicial.
Uma vez habilitado o repositório de aplicações, todas as suas aplicações web poderão utilizá-lo.
www.plugweb.com.br
56
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para interromper todas as aplicações executadas no repositório de aplicações, clique em
Application Pool e clique em
Stop. (Home > nome do domínio > IIS Application Pool).
Para iniciar todas as aplicações no repositório de aplicações, clique em
clique em
IIS Application Pool e
Start (Home > nome do domínio > IIS Application Pool).
Para reiniciar todas as aplicações no repositório de aplicações, clique em
clique em
IIS
IIS Application Pool e
Recycle (Home > nome do domínio > IIS Application Pool).
Isto pode ser útil se algumas aplicações são conhecidas por terem escape de memória ou se
tornarem instáveis após permanecerem em execução por um longo tempo.
Para habilitar o repositório de aplicações IIS para um domínio:
1
Em sua página inicial, selecione um domínio da lista.
2
Clique em
3
4
Clique em
Enable.
Para limitar o volume de recursos da CPU que o repositório de aplicações deste domínio pode
utilizar, marque a caixa de seleção enable CPU monitoring e forneça um número (em
porcentagem) no campo Maximum CPU use.
Clique em OK.
5
IIS Application Pool.
Para desabilitar o repositório de aplicações IIS para um domínio:
1
Em sua página inicial, selecione um domínio da lista.
2
Clique em
3
4
Clique em
Disable.
Clique em OK.
IIS Application Pool.
Para desabilitar o repositório de aplicações IIS para todos os seus domínios:
1
Em sua página inicial, selecione os domínios na lista.
2
Clique em
3
4
Clique em
Disable.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
IIS Application Pool.
57
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Organizando a Estrutura de Sites com Subdomínios
Subdomínios são nomes de domínio adicionais que lhe possibilitam:
• Organizar de forma lógica a estrutura de seu site
• Hospedar Web sites adicionais ou partes de um site do mesmo servidor sem a necessidade de
investir no registro de novos nomes de domínio.
Um exemplo do uso de subdomínios:
Você possui o Web site seu-produto.com dedicado à promoção de seu produto (digamos, um
software). Para publicar manuais do usuário, tutoriais e listas de dúvidas freqüentes, você pode
organizar um subdomínio “userdocs” para que seus usuários possam acessar a documentação online
diretamente através do nome de subdomínio userdocs.seu-produto.com.
Para configurar um subdomínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New Subdomain.
Selecione seu respectivo Hosting Type e clique em OK:
Subdomains.
• Selecione Physical hosting para criar um servidor virtual para o domínio.
• Selecione Subdomain on subfolder para criar um subdomínio virtual. Subdomain on subfolder
utilizará uma estrutura física para o domínio. A criação de uma conta separada de usuário de
FTP não será possível: a conta de usuário FTP do domínio será utilizada.
5
6
Digite o nome de subdomínio. Este pode ser, por exemplo, um tópico do site, departamento
da organização, ou qualquer outra combinação de letras, números e hífens (tamanho de até 63
caracteres). Para adicionar o prefixo WWW, marque a caixa de seleção apropriada.
O nome do subdomínio deve iniciar com um caractere do alfabeto. Nomes de subdomínio
não diferenciam letras maiúsculas de minúsculas.
Se você está criando um subdomínio em uma subpasta, especifique a localização física para
os arquivos do subdomínio no campo Site home directory:
• Desmarque a caixa de seleção Create physical directory for subdomain e especifique o diretório
para localizar o diretório em
existente à direita do campo httpdocs. Você pode clicar no ícone
questão, selecioná-lo e clicar em OK.
• Mantenha a caixa de seleção Create physical directory for subdomain marcada para criar um
diretório físico correspondente como o mesmo nome do subdomínio.
7
Se você está criando subdomínios com hospedagem física, especifique uma conta de usuário
FTP para ela:
• Se o subdomínio contiver uma parte de seu site que você mesmo gerenciará, mantenha a opção
Use the FTP user account of the main domain selecionada.
www.plugweb.com.br
58
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Se este subdomínio contiver um web site separado que pertencerá a ou será gerenciado por outra
pessoa, marque a opção Create a separate user account for this subdomain e especifique o nome
de usuário e senha que serão utilizados para acessar o espaço web via FTP e publicar o conteúdo
do site. Especifique o espaço em disco no campo apropriado em megabytes ou mantenha a caixa
de seleção Unlimited marcada. Quando o limite especificado for excedido, você não mais poderá
adicionar arquivos ao espaço web, e editar os arquivos existentes poderá corrompê-los.
8
9
10
11
Mantenha a caixa de seleção Publish site with SiteBuilder marcada para poder acessar o
SiteFácil e construir o site através da interface do Plesk. Quando a opção Publish site with
SiteBuilder é selecionada, um site será criado no SiteFácil. Todos os parâmetros de
publicação serão configurados nos caminhos pré-definidos: para subdomínios com Physical
hosting - /subdomains/SUBDOMAINNAME/httpdocs/SiteFácil; para subdomínios com
Subdomain on subfolder - /httpdocs/SUBDOMAINNAME/.
Se você optar por habilitar Microsoft FrontPage Support, marque a caixa de seleção
apropriada. Habilite ou desabilite Remote Microsoft FrontPage authoring selecionando as
opções apropriadas.
Especifique o suporte às linguagens de programação no grupo Serviços selecionando as
linguagens desejadas. Utilize select all ou clear all para selecionar todas ou desabilitar todas
as linguagens disponíveis.
Se o suporte a ASP.NET for desabilitado no domínio para o qual você está criando o
subdomínio, ele também estará indisponível em Subdomain on subfolder. No caso de o
suporte a ASP.NET for habilitado para o domínio, ASP.NET também estará habilitado para o
subdomínio criado em uma subpasta.
Para completar a criação, clique em OK. Pode levar até 48 horas para que as informações
sobre o novo subdomínio propaguem no Domain Name System (DNS) e se tornar disponível
para os usuários na Internet.
Para publicar conteúdo web no espaço web do subdomínio, siga as instruções apresentadas na seção
Publicando seu Site.
Para visualizar o conteúdo web publicado no subdomínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Subdomains.
Clique no ícone
correspondente ao nome do subdomínio.
Para remover um subdomínio e seu conteúdo web:
1
Em sua página inicial, clique no domínio desejado.
2
3
Clique em
Subdomains.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome de subdomínio que você deseja remover e
clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK. A configuração do subdomínio e seu conteúdo web
serão removidos do servidor.
4
www.plugweb.com.br
59
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Nomes de Domínio Adicionais para um
Site (Apelidos de Domínio)
Se você registrou, com uma empresa especializada, vários domínios que você apontar para o mesmo
site que você possui hospedado neste servidor, você deve configurar apelidos de domínio.
Se você precisa servir a múltiplos domínios que apontam a um website hospedado em outro
servidor, você deve configurar redirecionamentos de domínio: veja a seção “Servindo Nomes de
Domínio para Sites Hospedados em Outros Servidores (Redirecionamentos de Domínios)” para
maiores instuções.
Para configurar um apelido de domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio para o qual você deseja configurar nomes
adicionais de domínio.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add Domain Aliases.
Digite o apelido de domínio desejado, por exemplo, apelido.com.
Os apelidos podem conter letras, dígitos e hífens. Cada parte do apelido de domínio entre
pontos não deve ser maior do que 63 símbolos.
Selecione o tipo de apelido de domínio: Web+FTP ou Web+FTP+Mail.
Se você deseja que e-mails dirigidos aos endereços de e-mail sob o apelido de domínio sejam
redirecionados para os endereços de e-mail em seu domínio original, selecione
Web+FTP+Mail.
Exemplo: Você possui o endereço de e-mail email@seudominio.com.br. Você configurou um
apelido para seu domínio, por exemplo, apelido.com. Se você deseja receber e-mails em sua
caixa de mensagens email@seudominio.com.br quando forem enviados para
email@apelido.com, selecione a opção Web+FTP+Mail como tipo de apelido de domínio.
Clique em OK.
5
6
Domain Aliases.
Para alterar as propriedades de um apelido:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Domain Aliases em sua página inicial.
Clique no nome de apelido cujas propriedades você deseja alterar.
4
Clique em
www.plugweb.com.br
Preferences no grupo Tools.
60
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para modificar registros na zona DNS de um apelido de domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Domain Aliases em sua página inicial.
Clique no nome de apelido cujas propriedades você deseja alterar.
4
5
Clique em
DNS.
Adicione, edite ou remova os registros conforme necessário:
Add New DNS Record. Especifique os valores
Para adicionar um registro à zona, clique em
necessários e clique em OK para escrever os valores na zona.
Para modificar um registro, na coluna Host, clique no link correspondente ao registro desejado.
Para remover um registro, marque a caixa de seleção correspondente ao registro que você deseja
remover e clique em
Remove Selected.
Para aprender mais sobre modificação de registros DNS e outras opções relacionadas a DNS,
consulte as seções Personalizando Configurações de Zona de DNS para Domínios e Servindo Sites
com Servidores de Nomes de Domínio Externos.
Para remover um apelido de um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que você deseja.
2
3
4
5
Clique em
Domain Aliases.
Marque a caixa de seleção correspondente ao apelido que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Gerenciando Diretórios Virtuais
Um diretório virtual no Plesk é um link para um diretório físico existente que está presente no disco
do servidor.
Para criar um novo diretório virtual em um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Web Directories em sua página inicial. Você está na raiz de seu web site
agora.
Vá até o diretório no qual você deseja criar um novo diretório virtual.
4
5
Clique em
Add New Virtual Directory.
Especifique os parâmetros necessários:
• Name – especifique o nome do diretório virtual.
www.plugweb.com.br
61
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Path – especifique o caminho do diretório virtual:
Marque a caixa de seleção Create physical directory with the same name as virtual directory para,
automaticamente, criar um diretório físico com o mesmo nome que o diretório virtual que você
está criando.
Desmarque a caixa de seleção Create physical directory with the same name as virtual directory e
especifique o caminho no campo para selecionar o diretório físico que já existe.
• Script source Access – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários acessem o
código fonte se alguma das permissões Read ou Write estão definidas. Os códigos fonte incluem
scripts de aplicações ASP.
• Read Permission – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários vejam arquivos ou
diretórios e suas propriedades associadas.
• Write Permission – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários enviem seus arquivos
e suas propriedades associadas ao diretório virtual ou alterem o conteúdo em um arquivo com
permissão de escrita. O acesso com escrita é permitido apenas se o navegador suportar a
propriedade PUT do protocolo HTTP 1.1.
• Directory browsing – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários vejam uma lista em
hipertexto dos arquivos e diretórios do diretório virtual.
• Log visits – marque esta caixa de seleção se você deseja armazenar informações sobre as visitas
ao diretório virtual.
• Create application – marque esta caixa de seleção para tornar o diretório virtual uma Aplicação
IIS. O diretório se torna logicamente independente do restante do web site.
• Execute permissions – selecione o nível apropriado de execução de programa permitido ao
diretório virtual.
None – permite acesso apenas a arquivos estáticos como HTML ou imagens.
Scripts only – permite apenas scripts, não arquivos executáveis.
Scripts and Executables – remove todas as restrições para que todos os tipos de arquivos possam
ser executados.
6
Clique em OK ara concluir a criação.
Nota: Você pode, ainda, criar um novo diretório físico utilizando esta propriedade. No
procedimento descrito anteriormente, ao invés de clicar em
clique em
Add New Virtual Directory,
Add New Directory, especifique o nome do diretório e clique em OK.
Para alterar as preferências de um diretório virtual existente em um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
Encontre o diretório cujas preferências você deseja alterar e clique em
Preferences.
Altere as preferências do diretório virtual:
4
www.plugweb.com.br
Web Directories.
, ou clique em
62
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Name – especifique o nome do diretório virtual.
• Path – especifique o caminho para o diretório físico ao qual o diretório virtual está associado.
• Script source Access – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários acessem o
código fonte se alguma das permissões Read ou Write estão definidas. Os códigos fonte incluem
scripts de aplicações ASP.
• Read Permission – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários vejam arquivos ou
diretórios e suas propriedades associadas.
• Write Permission – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários enviem seus arquivos
e suas propriedades associadas ao diretório virtual ou alterem o conteúdo em um arquivo com
permissão de escrita. O acesso com escrita é permitido apenas se o navegador suportar a
propriedade PUT do protocolo HTTP 1.1.
• Directory browsing – marque esta caixa de seleção para permitir que usuários vejam uma lista em
hipertexto dos arquivos e diretórios do diretório virtual.
• Log visits – marque esta caixa de seleção se você deseja armazenar informações sobre as visitas
ao diretório virtual.
• Create application – marque esta caixa de seleção para tornar o diretório virtual uma Aplicação
IIS. O diretório se torna logicamente independente do restante do web site.
• Execute permissions – selecione o nível apropriado de execução de programa permitido ao
diretório virtual.
None – permite acesso apenas a arquivos estáticos como HTML ou imagens.
Scripts only – permite apenas scripts, não arquivos executáveis.
Scripts and Executables – remove todas as restrições para que todos os tipos de arquivos possam
ser executados.
• Enable parent paths – marque esta caixa de seleção para permitir pontos duplos no nome do
caminho quando se referir a pastas acima do atual diretório. Isto habilita os usuários a moverem
para cima uma estrutura de pastas sem saber o nome da pasta ou o local em que ela se encontra
na hierarquia. Se esta opção estiver marcada, os diretórios-pai não deverão ter a opção
Permissão de execução marcada em suas preferências para que as aplicações não tenham a
habilidade de execução de programas não autorizados nos caminhos anteriores.
• Enable run in MTA – marque esta caixa de seleção para permitir a execução de aplicações no
modo multithreaded apartment (MTA). Do contrário, as aplicações serão executadas no modo
single-threaded apartment (STA). Utilizando STA, cada repositório de aplicações é executado
num processo dedicado. Com MTA, muitos repositórios de aplicações concorrentes são
executados em uma corrente, o que ode aumentar a performance em alguns casos.
• Enable default content page – marque esta caixa de seleção para permitir o uso de documentos
padrão para o atual diretório web. O documento padrão é enviado quando usuários acessam o
diretório na Web sem um nome de arquivo específico (por exemplo, utilizando ‘http://
www.site.com.br’ ao invés de ‘http://www.site.com.br/index.html’). Se esta caixa de seleção
estiver desmarcada e a caixa de seleção Directory browsing estiver marcada ao mesmo tempo, o
servidor web retornará a mensagem de serro “Access Forbidden”.
• Default documents search order – especifique a ordem na qual o IIS busca pelo documento
padrão, enviando ao usuário o primeiro arquivo disponível que encontrar. Se nenhuma
correspondência for encontrada, o IIS comporta-se do mesmo modo quando o conteúdo padrão
da página está desabilitado.
www.plugweb.com.br
63
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Enable anonymous Access – marque esta caixa de seleção se quiser tornar o diretório público
para que os usuários web possam acessá-lo sem autenticação.
• Require SSL – marque esta caixa de seleção para habilitar o acesso exclusivo SSL à pasta.
5
Clique em OK para salvar as alterações.
Para remover um diretório virtual existente:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção correspondente ao diretório que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Para abrir um diretório em seu navegador, clique em
.
Para gerenciar permissões para um diretório, clique em . Consulte a seção Gerenciando
Permissões de Acesso a Arquivos e Pastas para maiores informações.
Para configurar ASP.NET para o diretório no qual você está no momento, clique em
ASP.NET.
Gerenciando Tipos MIME para Diretórios Virtuais
Tipos Multipurpose Internet Mail Exchange instruem um navegador web ou aplicação de e-mail
sobre como manipular arquivos recebidos de um servidor. Por exemplo, quando um navegador Web
requisita um item em um servidor, ele também requisita o tipo MIME do objeto. Alguns tipos
MIME, como gráficos, podem ser exibidos dentro do navegador. Outros, tais como documentos
processadores de palavras, exigem uma aplicação externa auxiliar para serem exibidos.
Quando um servidor web entrega uma página Web para o cliente navegador Web, ele também envia
o tipo MIME do dado que está sendo enviado. Se há um documento em anexo num formato
específico, o ISS também informa a aplicação do cliente sobre o tipo MIME do arquivo anexado. A
aplicação do cliente, então, entende como processar ou exibir o dado recebido através do IIS.
O IIS pode, somente, operar arquivos de tipos MIME registrados. Estes tipos podem ser definidos
no nível global do IIS e no nível do domínio ou diretório virtual. Tipos MIME definidos
globalmente são herdados por todos os domínios e diretórios virtuais, enquanto que aqueles
definidos no nível do domínio ou diretório virtual são utilizados apenas a área onde foram
definidos. Do contrário, se o servidor web receber uma requisição para um arquivo com tipo MIME
não registrado, ele retornará o erro 404.3 (Not Found).
www.plugweb.com.br
64
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para adicionar um novo tipo MIME para um diretório virtual em um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
6
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Navegue até o requerido diretório virtual e acesse-o
Selecione a aba MIME Types.
Clique em Add New MIME Type.
Digite o nome da extensão do arquivo no campo Extension. Os nomes de extensão de
arquivos devem iniciar com um ponto (.) ou um asterisco (*) para servirem a todos os
arquivos que a utilizam.
Especifique o tipo de conteúdo do arquivo no campo Content.
Você pode tanto selecionar o valor apropriado a partir da lista quanto definir um novo tipo de
conteúdo. Para isso, selecione Custom... e digite o tipo de conteúdo no campo apropriado.
Clique em OK quando terminar a criação.
7
8
9
Para editar um tipo MIME para um diretório virtual em um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
6
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Navegue até o requerido diretório virtual e acesse-o.
Selecione a aba MIME Types.
Selecione o tipo MIME desejado na lista.
Digite o nome da extensão do arquivo no campo Extension. Os nomes de extensão de
arquivos devem iniciar com um ponto (.) ou um asterisco (*) para servirem a todos os
arquivos que a utilizam.
Especifique o tipo de conteúdo do arquivo no campo Content.
Você pode tanto selecionar o valor apropriado a partir da lista quanto definir um novo tipo de
conteúdo. Para isso, selecione Custom... e digite o tipo de conteúdo no campo apropriado.
Clique em OK para salvar as alterações.
7
8
9
Para remover um tipo MIME de um diretório virtual em um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
6
7
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Navegue até o requerido diretório virtual e acesse-o.
Selecione a aba MIME Types.
Marque a caixa de seleção correspondente ao tipo MIME que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
65
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Hospedando Páginas Pessoais em Seu Servidor Web
Você pode hospedar, em seu servidor web, páginas pessoais de indivíduos que não necessitam de
domínios próprios. Este serviço é popular em instituições educacionais que hospedam páginas
pessoais não comerciais de seus estudantes e colaboradores.
Estas páginas, geralmente, têm o endereço do tipo http://seudominio.com.br/~usuario, porém, você
pode configurar páginas web pessoais com endereços alternativos, como
http://usuario@seudominio.com.br, se preferir.
Para alocar uma página web pessoal em seu servidor, disponibilizar um espaço web separado e uma
conta FTP para publicação:
1
Em sua página inicial, clique no nome do domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Preferences.
Se você deseja permitir acesso a páginas pessoais pelo endereço alternativo tipo
http://usuario@seudominio.com.br, marque a caixa de seleção Enable webuser@example.com
Access format.
Por padrão, as páginas web possuem endereços do tipo http://seudominio.com.br/~usuario.
Se você deseja permitir a execução de scripts inclusos nas páginas pessoais, marque a caixa
de seleção Allow the web users scripting.
Clique em OK.
As configurações que você definiu nos passos 3 e 4 são comuns para todas as páginas
pessoais que você possa hospedar em seu servidor. Então, você não precisará passar pelos
passos 3 e 4 da próxima vez que configurar um espaço web para uma página pessoal.
5
6
7
8
9
10
11
Web Users no grupo Hosting.
Clique em
Add New Web User.
Especifique um nome de usuário e senha que serão utilizados para acessar o espaço web
através de FTP e publicar a página.
Você pode usar apenas caracteres alfanuméricos em minúsculas, hífen e símbolos relevantes
no nome de usuário. Este, deve iniciar com um caractere do alfabeto. Não pode conter
espaços em branco. A senha não poderá conter nomes repetidos, espaços em branco, nome de
usuário e deve conter entre 5 e 14 caracteres.
Especifique as linguagens de programação que devem ser suportadas na página web.
Por exemplo, se a página for escrita em PHP, marque a caixa de seleção PHP support.
Se você deseja limitar o valor do espaço em disco que será utilizado para alocar o conteúdo
da página web, desmarque a caixa de seleção Unlimited e digite o valor desejado em
megabytes no campo Hard disk quota.
Quando o limite especificado for excedido, o proprietário da página não poderá adicionar
arquivos a seu espaço web.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
66
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Agora, você pode informar os dados da conta FTP a seu usuário, para que ele possa publicar seu
conteúdo em sua respectiva página.
Para alterar a senha de FTP para um usuário de página web:
1
Em sua página inicial, clique no nome do domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Web Users no grupo Hosting.
Clique no nome de usuário que desejar.
Digite a nova senha nos campos New Password e Confirm Password.
Clique em OK.
Para disponibilizar maior espaço em disco para o proprietário da página web:
1
Em sua página inicial, clique no nome do domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Web Users no grupo Hosting.
Clique no nome de usuário que desejar.
Insira o novo valor do espaço em disco, em megabytes, no campo Hard disk quota.
Clique em OK.
Para remover uma conta de usuário web e sua respectiva página pessoal:
1
Em sua página inicial, clique no nome do domínio desejado.
2
3
Clique em
Web Users no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção à direita do nome de usuário que deseja remover e clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
4
www.plugweb.com.br
67
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Acesso FTP Anônimo ao Servidor
Se você hospeda seu site em um endereço IP dedicado, você pode configurar um diretório para o
site onde outros usuários possam, anonimamente, baixar ou enviar arquivos através de FTP. Uma
vez que o FTP anônimo é habilitado, os usuários poderão conectar-se a ftp://ftp.seudominio.com.br
com o nome de usuário anônimo e qualquer senha.
Para permitir acesso FTP anônimo:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
FTP Management no grupo Hosting.
Clique na aba Anonymous FTP.
4
5
Para ativar o serviço de FTP anônimo, clique em
Enable.
Para configurar uma mensagem de boas-vindas a ser exibida quando os usuários se
conectarem ao site FTP, marque a caixa de seleção Display login message e digite o texto da
mensagem no campo apropriado.
Note que nem todos os clientes FTP exibem mensagem de boas vindas.
Para permitir que os visitantes enviem arquivos ao diretório de entrada, marque a caixa de
seleção Allow uploading to incoming directory.
Para permitir que usuários criem subdiretórios no diretório de entrada, marque a caixa de
seleção Allow creation of directories in the incoming directory.
Para permitir o download de arquivos do diretório de entrada, marque a caixa de seleção
Allow downloading from the incoming directory.
Para limitar o espaço em disco que poderá ser utilizar pelos arquivos enviados, desmarque a
caixa de seleção Unlimited correspondente à opção Limit disk space in the incoming directory e
especifique o valor em kilobytes. Isto é o espaço em disco: os usuários não poderão adicionar
mais arquivos ao diretório quando o limite for alcançado.
Para limitar o número de conexões simultâneas ao servidor FTP, desmarque a caixa de
seleção Unlimited correspondente à opção Limit number of simultaneous connections e
especifique o número de conexões permitidas.
Para limitar o consumo de banda para conexões anônimas ao FTP, desmarque a caixa de
seleção Unlimited correspondente à opção Limit downloading fot this virtual FTP domain e
digite o valor máximo de tráfego em kilobytes por segundo.
Clique em OK.
6
7
8
9
10
11
12
Para modificar configurações para servidor anônimo FTP ou desabilitá-lo:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
FTP Management no grupo Hosting.
Clique na aba Anonymous FTP.
Ajuste as configurações conforme necessário e clique em OK. Para desabilitar o FTP
anônimo, clique em
www.plugweb.com.br
Disable no grupo Ferramentas.
68
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Personalizando Mensagens de Erro
Quando os visitantes de seu site acessarem páginas que não estão disponíveis, o servidor web gera e
exibe uma página HTML padrão com uma mensagem de erro. Estas mensagens de erro podem
informar os problemas, mas elas geralmente não dizem como resolvê-los ou como levar os
visitantes de volta. Além disso, o visual destas páginas não agrada muito.
Você pode criar suas próprias páginas de erro e utilizá-las em seu servidor. Com o Plesk, você pode
personalizar as seguintes mensagens de erro:
• 400 Bad File Request. Geralmente, significa que a sintaxe utilizada para a URL está incorreta
(por exemplo, letras maiúsculas que deveriam ser minúsculas, marcações errôneas de
pontuação).
• 401 Unauthorized. O servidor está procurando por uma chave criptografada do cliente e não a
está encontrando. Ainda, uma senha incorreta pode ter sido digitada.
• 403 Forbidden/Access denied. Similar ao 401; uma permissão especial é necessária para acessar
o site – uma senha ou nome de usuário se for uma questão de registro.
• 404 Not Found. O servidor não pôde encontrar o arquivo requisitado. O arquivo pode ter sido
movido ou excluído, ou foi fornecido o endereço errado da URL. Este é o erro mais comum.
• 500 Internal Server Error. Não pôde retornar o documento HTML devido a problemas de
configuração no servidor.
Para configurar o Plesk de modo que exiba suas mensagens de erro personalizadas:
1
2
3
Habilite o suporte para documentos de erro através do Plesk. Em sua página inicial, clique no
nome de domínio desejado e clique em
Setup. Marque a caixa de seleção Custom Error
Documents. Clique em OK.
Se você acessa o Plesk remotamente, conecte-se a sua conta FTP no servidor do Plesk e vá ao
diretório error_docs. Se você acessa o Plesk localmente, vá até
/vhosts/seudominiocom.br/error_docs/.
Edite ou substitua os respectivos arquivos. Certifique-se de ter preservado os nomes corretos
de arquivos:
• 400 Bad File Request - bad_request.html
• 401 Unauthorized - unauthorized.html
• 403 Forbidden/Access denied - forbidden.html
• 404 Not Found - not_found.html
• 500 Internal Server Error - internal_server_error.html
4
Aguarde algumas horas até que seu servidor seja reiniciado. Após um certo período, o
servidor passará a utilizar seus documentos de erro.
www.plugweb.com.br
69
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Realizando Operações em Grupo com Domínios
Para poupar tempo e esforços, você pode alterar as configurações de múltiplos domínios
hospedados em uma só vez. Este recurso é chamado operações em grupo.
Para executar operações em grupo em múltiplos domínios:
1
2
3
4
Clique no atalho Domains no painel de navegação à esquerda.
Marque as caixas de seleção correspondentes aos nomes de domínio para os quais você
deseja executar a mesma operação.
Clique em
Group Operations.
Na seção Limits, você pode ver a lista de todos os limites específicos de domínio. Para alterar
um certo limite, selecione o menu de opções apropriado à esquerda da lista. Ajuste as
configurações conforme necessário:
• Selecione Unlimited para remover o limite correspondente.
• Selecione Value e digite o valor numérico para alterar o limite correspondente ao valor
especificado.
• Selecione Increase(+), selecione o tipo de valor (unidades específicas ou porcentagem) e digite o
valor numérico para aumentar o limite correspondente através do valor especificado (em
unidades específicas ou porcentagem).
• Selecione Decrease(-), selecione o tipo de valor (unidades específicas ou porcentagem) e digite o
valor numérico para diminuir o limite correspondente através do valor especificado (em
unidades específicas ou porcentagem).
• Mantenha o valor Do not change selecionado para deixá-los como estão.
5
6
7
8
Na seção Hosting, você pode ver a lista de parâmetros de hospedagem. Para alterar uma certa
disponibilidade de recurso para os domínios, selecione o botão de rádio apropriado para
habilitar (Enable), desabilitar (Disable) ou não alterar (Do not change) para deixá-los como
estão.
Na seção Preferences, você pode ver a lista de preferências de domínio. Para configurar um
certo parâmetro de preferência para os domínios, selecione o botão de rádio apropriado para
habilitar (Enable), desabilitar (Disable) ou não alterar (Do not change) para deixá-los como
estão.
Na seção Services, você pode definir a disponibilidade de vários serviços de domínio. Para
isto, selecione o botão de rádio apropriado para habilitar (Enable), desabilitar (Disable) ou não
alterar (Do not change) para deixá-los como estão.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
70
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
7
Servindo Nomes de Domínio A Sites
Hospedados em Outros Servidores
(Redirecionamento de Domínio)
Se você precisa servir um nome de domínio ou múltiplos nomes de domínio que apontam para um
web site hospedado em outro servidor:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Em sua página inicial, clique em
Add New Domain.
Especifique o nome do domínio.
Mantenha a caixa de seleção www marcada se você deseja permitir que os usuários acessem o
site através de uma URL comum e habitual do tipo www.seudominio.com.br. Possuir o www
precedendo o nome de domínio permitirá que os usuários tenham acesso ao site através de
quaisquer uma das formas: www.seudominio.com.br e domínio.com.br.
Mantenha a opção Create domain without template selecionada no menu Select Template.
Se você possui um número de endereço IP a escolher, selecione-o a partir da lista Select an IP
address. Note que sites de comércio eletrônico necessitam de um endereço IP dedicado (não
compartilhado com outros sites) para implementar a criptografia de dados Secure Sockets
Layer.
Assegure-se de que a caixa de seleção Proceed to hosting setup esteja marcada e clique em
OK.
Escolha dentre as opções de redirecionamento: Frame forwarding ou Stardard forwarding.
Com o redirecionamento padrão (segunda opção), o usuário é redirecionado ao site e a URL
atual é exibida em seu navegador, assim, ele sempre saberá que foi redirecionado para outro
endereço. Com o redirecionamento via frame, o usuário é redirecionado para outro site sem
saber que este reside em outro local. Por isso, o tipo Frame forwarding deve ser preferido.
Clique em OK.
Especifique o destino da URL: o endereço atual do web site para o qual você deseja que o
domínio aponte.
Clique em OK.
Repita os passos de 1 a 9 para adicionar quantos redirecionamentos forem necessários.
www.plugweb.com.br
71
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P I T U L O
8
Personalizando a Configuração da Zona
de DNS para Domínios
Para cada novo nome de domínio, seu painel de controle, automaticamente, cria a zona de DNS de
acordo com as configurações anteriormente definidas por seu provedor. Os nomes de domínio
devem funcionar corretamente com a configuração automática, contudo, se você precisa executar
modificações personalizadas na zona de nome de domínio, você pode fazê-lo através de seu painel
de controle.
Para visualizar os registros em uma zona DNS de um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
solicitado.
DNS no grupo Serviços. Uma tela exibirá todos os registros para o domínio
Para adicionar um novo registro à zona:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New DNS Record no grupo Ferramentas.
Selecione um tipo de fonte de registro e especifique os dados apropriados:
DNS no grupo Serviços.
• Para um registro A, você precisa fornecer o nome de domínio para o qual você deseja criar o
registro A. Se você está apenas definindo o registro A para seu domínio, deixe o campo
disponível vazio. Se você está definindo um registro A para um nome de servidor, você deve
fornecer os dados apropriados para o mesmo (por exemplo, ns1). Então, insira o endereço IP
apropriado que será associado ao nome de domínio.
• Para um registro NS, você precisa fornecer o nome de domínio para o qual você deseja criar o
registro NS. Se você está definindo um registro NS para um domínio, deixe o campo disponível
em branco. Então, digite o nome apropriado do servidor no respectivo campo. Forneça o nome
completo (por exemplo, ns1.meunomedeservidor.com.br).
• Para um registro MX você precisa inserir o nome do domínio para o qual deseja criá-lo. Para o
domínio principal, simplesmente deixe o respectivo campo em branco. Você então precisará
inserir seu Mail Exchanger, que seria o nome do servidor de e-mail. Se você estiver rodando um
servidor de e-mail remoto chamado "mail.meudominio.com.br" você precisará apenas inseri-lo
no campo apropriado. Você também precisará ajustar a prioridade para este servidor. Selecione a
prioridade através da caixa de seleção: 0 sendo a mais alta e 50 sendo a mais baixa. Lembre-se
que você também precisará inserir o registro A apropriado e o registro CNAME se necessário
para o servidor de e-mail remoto.
www.plugweb.com.br
72
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Para um registro CNAME você primeiro precisa inserir o apelido que será criado. Depois deve
ser inserido o nome do domínio para o qual será criado o apelido. Qualquer domínio pode ser
inserido, já que ele não necessita estar no mesmo servidor
• Para um registro PTR você primeiro precisa inserir o endereço/máscara de IP para o qual quer
definir o ponteiro. Então insira o nome de domínio apropriado para esse IP ser traduzido.
• Para um registro TXT, você poderá inserir uma string arbitrária, que pode ser uma descrição ou
registro SPF.
• Para um registro SRV, forneça o nome do serviço, nome do protocolo, número da porta e alvo.
Você pode, também, especificar a prioridade do serviço e peso do serviço nos campos
apropriados.
5
Clique em OK para enviar os dados.
Para remover uma fonte de registro da zona:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
DNS no grupo Serviços.
Marque a caixa de seleção correspondente ao registro que deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Para restaurar a configuração original da zona de acordo com os parâmetros de configuração
definidos por seu provedor:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Default.
A partir da lista IP Address, selecione o endereço IP a ser utilizado na restauração da zona e
especifique se um apelido www é necessário para o domínio.
Confirme a restauração e clique em OK. A configuração da zona será recriada.
5
DNS no grupo Serviços.
Para modificar os dados no registro Start of Authority (SOA) de um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
DNS no grupo Serviços.
Selecione a aba Zone Settings.
Especifique os valores desejados:
• Refresh Interval. Esta é a freqüência com a qual os nomes de servidores secundários checam,
com o nome primário de servidor, se alguma mudança foi feita no arquivo da zona de domínio.
O Plesk configura o valor padrão de três horas.
www.plugweb.com.br
73
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Retry Interval. Este é o tempo que um servidor secundário aguarda antes de tentar uma nova
transferência com erro. Este valor é, normalmente, menor que o intervalo de atualização. O Plesk
o configura com o padrão de uma hora.
• Expire Interval. Este é o tempo no qual um servidor secundário pára de responder a consultas,
após um intervalo de atualização interrompido. O Plesk define este valor com o padrão de uma
semana.
• Minimum TTL. Este é o tempo que um servidor secundário deve armazenar uma resposta
negativa. O Plesk configura este valor com o padrão de um dia.
• Default TTL. Este é o período de tempo que outros servidores DNS devem armazenar os registros
em memória. O Plesk define este valor com o padrão de um dia.
5
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
74
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
9
Configurando Seu Site com DNS Externos
Se você hospeda seu web site neste servidor e possui um servidor DNS que não necessita de outros
dispositivos para operar agindo como servidor primário (master), você pode optar por configurar o
servidor DNS de seu painel de controle para operar como servidor secundário (slave):
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
5
6
Clique em
Switch no grupo Ferramentas.
Especifique o endereço IP do servidor DNS primário (master).
Clique em Add.
Repita os passos de 1 a 5 para cada web site que necessitar de um nome de servidor
secundário nesta maquina.
DNS.
Para fazer com que o servidor DNS do painel de controle aja como primário para uma zona:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
DNS.
3
Clique em
restaurados.
Switch no grupo Ferramentas. Os registros originais para a zona serão
Se você hospeda seu site neste servidor e conta inteiramente com outras máquinas para executar o
DNS para seu site (existem dois servidores de nome externos – um primário e um secundário),
desabilite o serviço de DNS do painel de controle para cada site servido por um servidor de nome
externo:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
Clique em
Disable no grupo Ferramentas. Desabilitando o serviço de DNS para a zona
irá atualizar a tela, então apenas uma lista dos servidores permanecerá.
DNS.
Nota: Os registros de nome de servidor listados não têm efeito sobre o sistema. São
apresentados na tela apenas links clicáveis para que você possa validar a configuração da
zona mantida nos nomes de servidores externos autorizados.
4
Repita os passos de 1 a 3 para desabilitar o serviço de nome de domínio local para cada site
configurado com servidores de nome de domínio externos.
www.plugweb.com.br
75
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para validar a configuração da zona mantida nos servidores autorizados:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
DNS.
Adicione os dados apontando para os nomes de servidores apropriados que estão autorizados
4
Add New DNS Record, especifique o
para a zona na lista de registros de DNS: clique em
nome de servidor, clique em OK. Repita este procedimento para cada nome de servidor que
você deseja testar. Os registros serão exibidos na lista.
Clique nos registros que você acabou de criar. O Plesk encontrará os arquivos da zona a partir
de um nome de servidor remoto e checará os registros para certificar-se de que as fontes do
domínio estão corretamente resolvidas. Os resultados serão interpretados e exibidos na tela.
www.plugweb.com.br
76
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
10
Garantindo Segurança a Web Sites
Protegendo Transações Online em Seu Site com
Criptografia SSL
Se você está utilizando um serviço de comércio eletrônico, você precisa tornar seguras todas as
transações entre seus clientes e seu site. Para proteger dados valiosos, tais como números de cartão
de crédito e outras informações pessoais de identificação de roubo, você deve utilizar o protocolo
Secure Sockets Layer, que criptografa todos os dados os transfere seguramente pela conexão SSL. E
mesmo se alguém interceptar os dados com más intenções, as informações não poderão ser
desencriptadas e utilizadas.
Para implementar o protocolo Secure Sockets Layer em seu servidor web, você deve adquirir um
certifcado SSL de um fornecedor certificado reconhecido (estes fornecedores são chamados
Certificate Authorities), e então instalar este certificado em seu site. Para habilitar a proteção SSL,
você deve hospedar seu site em um endereço IP dedicado, que não é compartilhado com outros web
sites.
Existem inúmeras entidades certificadas para se escolher. Ao considerar uma, verifique sua
reputação e credibilidade. Saber há quanto tempo ela atua no mercado e quantos clientes ela possui
lhe ajudar a fazer a escolha certa.
Seu painel de controle Plesk oferece facilidades na compra de certificados SSL da GeoTrust Inc.
Para adquirir um certificado SSL através da loja online MyPleskCom e tornar seu site seguro:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Em sua página inicial, clique em
Certificados no grupo Serviços. Uma lista dos
certificados SSL que você possui em seu repositório será exibida.
3
4
Clique em
Adicionar certificado.
Especifique as propriedades do certificado:
• Nome do certificado. Este irá ajudá-lo a identificar o certificado no repositório.
• Nível de criptografia, Escolha o nível de criptografia para seu certificado SSL. Recomendamos
que você escolha um valor maior que 1024 bit.
• Especifique a localização e o nome da organização. Os valores que você fornecer não devem
exceder o comprimento de 64 símbolos.
www.plugweb.com.br
77
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Especifique o nome de domínio para o qual você deseja adquirir o certificado SSL. Este deve ser
um nome completo e válido de domínio. Exemplo: www.seudominio.com.br.
• Insira o endereço de e-mail do administrador.
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
Assegure-se que de que todas as informações fornecidas estão corretas e precisas, pois elas
serão utilizadas para gerar sua chave privada.
Clique em Buy Cert. Sua chave privada e pedido de assinatura do certificado serão gerados –
não os exclua. A página de login do MyPlesk.com será exibida em uma nova janela de
navegador.
Conecte-se a uma conta existente no MyPlesk.com e você será levado aos procedimentos
passo a passo da compra do certificado.
Escolha o tipo de certificado que você deseja adquirir.
Clique em Proceed to Buy e solicite o certificado. A partir da lista Approver E-mail, selecione
o e-mail correto do aprovador. O e-mail do aprovador é um endereço de e-mail que pode
confirmar que o certificado para o nome de domínio específico foi requerido por uma pessoa
autorizada.
Uma vez que o pedido de seu certificado é processado, a GeoTrust.Inc lhe enviará uma
confirmação por e-mail. Após receberem sua confirmação, eles enviarão o certificado para
seu e-mail.
Quando receber seu certificado SSL, salve-o em sua máquina ou rede local.
Volte ao repositório Certificados SSL (Home > nome do domínio > Certificates).
Clique em Browse no meio da página e localize o certificado salvo. Selecione-o e clique em
Enviar Arquivo. Este processo enviará e instalará o certificado no servidor contra as chaves
privadas correspondentes.
Volte à sua tela de administração de domínio (Home > nome do domínio) e clique em
Setup no grupo Hosting.
Selecione o certificado SSL que você deseja instalar a partir da lista Certificate.
Se não for exibida a lista Certificate na tela, significa que você está em uma conta de
hospedagem compartilhada; assim, você precisará atualizar seu pacote de hospedagem e
adquirir um endereço IP dedicado com seu provedor se hospedagem.
Marque a caixa de seleção SSL Support e clique em OK.
www.plugweb.com.br
78
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para tornar seu site seguro com um certificado SSL de outras entidades certificadas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Certificates no grupo Services. Uma lista dos certificados SSL que você
possui em seu repositório será exibida.
3
4
Clique em
Add New Certificate.
Especifique as propriedades do certificado:
• Nome do certificado. Este irá ajudá-lo a identificar o certificado no repositório.
• Nível de criptografia, Escolha o nível de criptografia para seu certificado SSL. Recomendamos
que você escolha um valor maior que 1024 bit.
• Especifique a localização e o nome da organização. Os valores que você fornecer não devem
exceder o comprimento de 64 símbolos.
• Especifique o nome de domínio para o qual você deseja adquirir o certificado SSL. Este deve ser
um nome completo e válido de domínio. Exemplo: www.seudominio.com.br.
• Insira o endereço de e-mail do administrador.
• Assegure-se que de que todas as informações fornecidas estão corretas e precisas, pois elas serão
utilizadas para gerar sua chave privada.
• Clique em Solicitar. Sua chave privada e pedido de assinatura do certificado serão gerados – não
os exclua. A página de login do MyPlesk.com será exibida em uma nova janela de navegador.
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
Assegure-se de que todas as informações fornecidas estão corretas e precisas, pois a partir
delas sua chave privada será gerada.
Clique em Request. Sua chave privada e seu pedido de assinatura de certificado serão gerados
e armazenados no repositório.
Clique em , faça o download do arquivo do pedido de assinatura de certificado e salve-o
em sua máquina.
Após salvar, abra o arquivo em um editor de texto, copie o texto entre as linhas -----BEGIN
CERTIFICATE REQUEST----- e -----END CERTIFICATE REQUEST----- para sua área de
transferência.
Utilizando um programa cliente de e-mail de sua preferência, crie uma nova mensagem de email e cole o texto da área de transferência. Envie esta mensagem para a entidade
certificadora que criará um certificado SSL de acordo com as informações que você forneceu.
Quando receber seu certificado, salve-o em sua máquina ou rede local.
Volte ao repositório Certificados SSL (Home > nome do domínio > Certificados).
Clique em Browse no meio da página e navegue até o local onde o certificado foi salvo.
Selecione-o e clique em Enviar Arquivo. Este processo enviará e instalará o certificado no
servidor contra as chaves privadas correspondentes.
Volte à tela de administração de domínio (Home > nome do domínio > Certificates) e clique
Configurações no grupo Hosting.
em
Selecione o certificado SSL que você deseja instalar a partir da lista Certificados.
Se não for exibida a lista Certificados na tela, significa que você está em uma conta de
www.plugweb.com.br
79
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
15
hospedagem compartilhada; assim, você precisará atualizar seu pacote de hospedagem e
adquirir um endereço IP dedicado com seu provedor se hospedagem.
Marque a caixa de seleção Suporte para SSL e clique em OK.
Se você não quiser pagar por um certificado SSL, mas ainda assim precisa tornar seu site seguro,
você pode criar um certificado próprio e instalá-lo em seu servidor web. Ele providenciará a
criptografia dos dados; contudo, os navegadores de seus clientes exibirão mensagens de aviso
dizendo que seu certificado não é reconhecido por uma entidade autorizada. Além disso, utilizar
certificados próprios não é recomendado por não conquistar a confiança do usuário e muito
facilmente poderá afetar suas compras online.
Para tornar seu site seguro com um certificado próprio SSL:
1
Em sua página inicial, selecione o nome de domínio desejado.
2
Clique em
Certificados no grupo Services. Uma lista dos certificados SSL que você
possui em seu repositório será exibida.
3
4
Clique em
Adicionar certificado.
Especifique as propriedades do certificado:
• Nome do certificado. Este irá ajudá-lo a identificar o certificado no repositório.
• Nível de criptografia, Escolha o nível de criptografia para seu certificado SSL. Recomendamos
que você escolha um valor maior que 1024 bit.
• Especifique a localização e o nome da organização. Os valores que você fornecer não devem
exceder o comprimento de 64 símbolos.
• Especifique o nome de domínio para o qual você deseja adquirir o certificado SSL. Este deve ser
um nome completo e válido de domínio. Exemplo: www.seudominio.com.br.
• Insira o endereço de e-mail do administrador.
5
Clique em Self Signed. Seu certificado será gerado e armazenado no repositório.
6
Volte à tela de administração de domínio (Home > nome do domínio) e clique em
Configurações no grupo Hosting.
Selecione o certificado SSL que você deseja instalar a partir da lista Certificados.
Se não for exibida a lista Certificados na tela, significa que você está em uma conta de
hospedagem compartilhada; assim, você precisará atualizar seu pacote de hospedagem e
adquirir um endereço IP dedicado com seu provedor se hospedagem.
Marque a caixa de seleção Suporte para SSL e clique em OK.
7
8
www.plugweb.com.br
80
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para desinstalar um certificado de seu site e desabilitar a proteção SSL:
1
Certifique-se de que o certificado que você deseja remover não está sendo usado no
momento:
2
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado e, então, clique em
Configurações. A lista Certificate indica qual certificado SSL está sendo usado atualmente.
Se o certificado que você deseja remover está em uso, você deve, primeiramente, liberá-lo
selecionando outro certificado na lista Certificate e clicar em OK.
Remova o certificado do repositório.
Para remover permanentemente um certificado do repositório, em sua página inicial clique
3
4
5
7
8
Certificados no grupo Serviços.
em
Marque a caixa de seleção correspondente ao certificado que você deseja remover e clique
Remover selecionados.
em
Confirme a remoção e clique em OK.
Desabilite o suporte a SSL se você não mais o utilizará.
9
10
Em sua página inicial, clique em
Configurações.
Desmarque a caixa de seleção SSL Support e clique em OK.
6
Utilizando SSL Compartilhada
SSL compartilhada é um meio de tornar seguro o acesso a seu site com SSL (Secure Sockets Layer)
sem comprar um certificado SSL você mesmo. Websites que empregam SSL compartilhada, na
verdade, estão utilizando certificados compartilhados por outro domínio. O domínio que
compartilha seu certificado SSL com outros é chamado Master SSL Domain.
Nota: Antes de poder usar a SSL compartilhada, o Master SSL Domain deve ser configurado
por seu administrador de servidor.
Para utilizar um certificado SSL do Master SSL Domain, habilitando SSL compartilhada:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
SSL compartilhado em sua página inicial.
Marque a caixa de seleção Habilitar SSL.
Especifique o nome do diretório virtual no campo correspondente. O diretório virtual com o
nome fornecido será criado no Máster SSL Domain. Este diretório será utilizado para acessar
site através do SSL. Por exemplo, suponhamos que você tem um domínio
meudominio.com.br. O Master SSL Domain é definido como master_ssl_domain.com.br e o
nome do diretório virtual que você forneceu é meu_virtual_dir. Neste caso, para acessar seu
site via SSL, você precisa utilizar o seguinte endereço:
https://master_ssl_domain.com.br/meu_virtual_dir.
www.plugweb.com.br
81
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Nota: você não pode utilizar seu nome de domínio (exemplo: meudominio.com.br) para
acessar seu site via SSL se estiver utilizando SSL compartilhado.
5
6
7
Selecione o diretório onde o conteúdo protegido está localizado em seu domínio. Os
documentos dentro do diretório especificado serão acessíveis somente através de SSL. Você
pode escolher apenas entre httpdocs ou httpsdocs como diretório alvo.
Para tornar seu domínio acessível via SSL apenas, marque a caixa de seleção Require SSL.
Clique em OK.
Para interromper o uso do certificado SSL do Master SSL Domain, desabilitando o SSL
compartilhado:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
SSL compartilhado em sua página inicial.
Desmarque a caixa de seleção Habilitar SSL.
Clique em OK.
Limitando o Uso de Tráfego Para Seu Domínio
Para evitar o consumo excessivo de banda, que pode exceder os recursos disponíveis, você pode
configurar várias limitações de performance para seu domínio.
Para limitar o consumo de banda para um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
Performance no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção Enable bandwidth throttling.
Digite o valor máximo (medido em KB por segundo) que um domínio ode compartilhar com
suas conexões no campo Maximum network use (KB/S).
Clique em OK.
5
Para limitar o número máximo de conexões web a um domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Performance no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção Enable connections limiting.
Digite o número máximo de conexões simultâneas no campo Conections limited to.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
82
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Protegendo Seu Site do Roubo de Banda (Hotlinking)
Hotlinking (também chamado parasita de arquivos, link remoto, link direto ou roubo de banda) é
um termo utilizado para descrever uma situação em quem uma página web de um proprietário de
domínio liga diretamente as imagens (ou outros arquivos multimídia) ao servidor web de outro
proprietário de domínio, geralmente utilizando uma tag <IMG>. Se um domínio sofre hotlink, seus
proprietários podem vir a ter problemas de uso excessivo de banda.
Para proteger seu domínio de hotlink:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Enable para habilitar a proteção de hotlink.
Especifique as extensões de arquivos que você deseja proteger do hotlink (por exemplo, .jpg,
.bmp etc) no campo Protected Files extension. Quando listar uma grande quantidade de
extensões, separe-as com espaços.
Clique em OK.
5
Hotlink Protection no grupo Hosting.
Você pode, ainda, gerenciar a lista de domínios que são permitidos a ligarem diretamente aos
arquivos de seu domínio.
Para adicionar um domínio à lista de domínios amigáveis:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Hotlink Protection no grupo Hosting.
Digite o nome do domínio no campo Friendly Domains.
Clique em Add.
Repita os passos 2 e 3 para adicionar outros domínios, se necessário, e clique em OK quando
concluir a operação.
Para remover um domínio da lista de domínios amigos:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Hotlink Protection no grupo Hosting.
Selecione o domínio no campo Friendly Domains.
Clique em Remove.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
83
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Restringindo Acesso aos Recursos do Servidor Web
Com Proteção por Senha
Se você possui URLs em seu site que apenas usuários autorizados podem ver, restrinja o acesso a
estas URLs através de proteção por senha.
Para proteger com senha uma URL de seu site e especificar usuários autorizados:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Web directories no grupo Hosting.
Na aba General, clique no nome requerido a partir da lista de Diretórios Web e selecione a
aba Protection. Ou você pode clicar no ícone
correspondente ao diretório que deseja
proteger.
4
Clique em
5
6
Para adicionar usuários autorizados clique em
Add New User no grupo Tools.
Especifique o nome de usuário e senha que serão utilizados para acessar a área protegida. A
senha deve conter entre 5 e 14 símbolos. Clique em OK.
7
Clique em
Preferences para digitar uma descrição de recursos ou uma mensagem de
boas vindas que seus usuários verão quando visitarem sua área protegida no campo Realm
Access text. Clique em OK.
Para adicionar mais usuários autorizados para este recurso protegido, repita os passos 5 e 6.
8
Protect para configurar uma proteção.
Para adicionar um usuário autorizado de uma URL protegida:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Na aba General, clique no nome requerido a partir da lista de Diretórios Web e selecione a
aba Protection. Ou você pode clicar no ícone
correspondente ao diretório que deseja
proteger.
4
5
Clique em
Add User no grupo Tools.
Especifique o nome de usuário e senha que serão utilizados para acessar a área protegida. A
senha deve conter entre 5 e 14 símbolos.
Clique em OK.
6
www.plugweb.com.br
84
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para alterar a senha de um usuário autorizado de uma URL protegida:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Na aba General, clique no nome requerido a partir da lista de Diretórios Web e selecione a
correspondente ao diretório que deseja
aba Protection. Ou você pode clicar no ícone
proteger.
Clique no nome do usuário na lista de usuários de diretórios protegidos.
Especifique a nova senha e confirme-a.
Clique em OK.
4
5
6
Para cancelar uma permissão de acesso a diretório protegido de um usuário:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Em sua página inicial, clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Na aba General, clique no nome requerido a partir da lista de Diretórios Web e selecione a
aba Protection. Ou você pode clicar no ícone
correspondente ao diretório que deseja
proteger.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome do usuário.
Clique em
Remove Selected. Confirme a operação e clique em OK.
4
5
Para remover a proteção de senha tornar o recurso disponível para o público:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Web Directories no grupo Hosting.
Na aba General, clique no nome requerido a partir da lista de Diretórios Web e selecione a
aba Protection. Ou você pode clicar no ícone
correspondente ao diretório que deseja
proteger.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome do diretório do qual você deseja remover
a proteção.
Clique em
Remove Selected. A proteção será removida e o conteúdo do diretório será
acessível para o público sem restrições.
4
5
www.plugweb.com.br
85
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Gerenciando Permissões de Acesso a Arquivos e
Pastas
O Plesk fornece configuração de permissões a arquivos e pastas, incluindo a definição de
permissões especiais e permissões hierárquicas, similarmente ao modo apresentado na interface
Windows.
Nota: Por razões de segurança, as permissões para Administradores, SISTEMA e Usuário
Plesk de Domínio não podem ser alteradas ou removidas.
Para remover configurações de permissões para um grupo ou usuário:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
File Manager no grupo Hosting.
Clique no ícone
correspondente ao requerido arquivo ou pasta.
Selecione o nome desejado na lista Group or user names e clique em
Nota: Os ícones
objeto pai.
5
6
7
8
próximo a ele.
aparecem indisponíveis para dados com permissões herdadas de um
Selecione a entrada desejada.
Demarque a caixa de seleção Allow inheritable permissions from the parent to propagate to
this object and all child objects. Include these with entries explicity definied here.
Selecione a entrada novamente em clique em .
Clique em OK.
Para configurar, alterar ou remover permissões de um grupo ou usuário:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
File Manager no grupo Hosting.
Clique no ícone
correspondente ao requerido arquivo ou pasta.
Para configurar permissões para um grupo ou usuário que não estão relacionados na lista
Group or user names, selecione o requerido grupo/usuário a partir da caixa localizada acima
da lista e clique em : o usuário/grupo aparecerá na lista. Selecione-o.
Para alterar ou remover permissões de um grupo ou usuário, clique no nome requerido na
lista Group or user names.
Para permitir ou negar permissões a um grupo/usuário selecionado, marque as caixas de
seleção Allow ou Deny correspondentes às permissões listadas em Permissions for [user/group
name].
5
6
Nota: Se as colunas das caixas de seleção Allow e/ou Deny estiverem desabilitadas, significa
que as permissões correspondentes são herdadas de uma pasta pai.
www.plugweb.com.br
86
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
7
8
9
Para negar uma permissão que é herdada de um objeto pai permitido, marque as caixas de
seleção necessárias em Deny. Isto irá cancelar as permissões herdadas para este arquivo ou
pasta.
Para dar uma permissão que é herdada de um objeto pai negado, desmarque a caixa de
seleção Allow inheritable permissionsa from the parent to propagate to this object and all child
objects. Include these with entries explicity definied here: isto removerá as permissões
herdadas. Marque, então, as caixas de seleção em Allow e Deny.
Clique em OK.
Para configurar herança de permissões:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
File Manager no grupo Hosting.
Clique no ícone
correspondente ao requerido arquivo ou pasta.
Para fazer com que o(a) arquivo/pasta herde permissões de um objeto pai (se ele não tiver)
marque a caixa de seleção Allow inheritable permissionsa from the parent to propagate to this
object and all child objects. Include these with entries explicity definied here.
Para fazer com os(as) arquivos/pastas que estiverem contidos nesta pasta herdem as
permissões de pasta definidas aqui, marque a caixa de seleção Replace permission entries on
all child objects with entries shown here that apply to child objects.
Clique em OK.
5
6
Você pode também configurar, alterar e remover permissões especiais incluindo o gerenciamento
avançado de herança de permissões de pastas. No modo de gerenciamento de permissões Advanced,
muitas entradas de permissões podem ser associadas com um único grupo ou usuário, cada um
contendo diferentes parâmetros de configuração. Ainda, a lista de permissões no modo Advanced é
mais detalhada e oferece mais oportunidades para refinamentos de permissões de pastas/arquivos.
Ela contém permissões que não podem ser vistas na interface Microsoft Windows, mas está
presente nas combinações das permissões nativas do Microsoft Windows. Elas são Controle de
Leitura, Controle de Escrita e Controle de Execução.
Para configurar, alterar ou remover permissões especiais de arquivos/pastas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
File Manager no grupo Hosting.
Clique no ícone
correspondente ao requerido arquivo ou pasta.
Clique em Advanced.
• Para criar uma entrada de permissão para um grupo ou usuário, selecione o nome requerido na
lista Group or user names e clique em .
• Para configurar ou alterar permissões de arquivo/pastas para um grupo ou usuário, selecione o
nome requerido na lista Group or user names, marque as caixas de seleção desejadas Allow ou
Deny correspondentes às permissões listadas em Permissions for [user/group name].
• Para remover uma permissão de entrada para um grupo ou usuário, selecione o nome requerido
na lista Group or user names e clique em .
www.plugweb.com.br
87
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Para fazer com que objetos filho de uma pasta herde suas permissões definidas em Permissions
for [user/group name], marque a caixa de seleção Replace permission entries on all child objects
with entried shown here that apply to child objects e marque as caixas de seleção na lista Apply
onto:, que correspondem aos objetos para os quais você deseja herdar permissões.
5
Clique em OK.
Nota: Você também pode acessar toda a relação de permissões clicando em Web Directories
em sua página inicial, navegando pela estrutura do site, clicando no diretório requerido e
clicando em Permissions no grupo Tools.
www.plugweb.com.br
88
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
11
Visualizando Estatísticas
Para descobrir o volume de tráfego e espaço em disco utilizados por um site, na lista de domínios na
parte inferior de sua página inicial, veja as colunas Disk Usage e Traffic.
Para descobrir estatísticas detalhadas sobre o consumo de tráfego de um site, clique em
Traffic
em sua página inicial e selecione o site desejado clicando em seu nome na coluna Domain Name.
Para descobrir quantas pessoas visitaram um site, de que países e que páginas elas visualizaram:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Report.
Visualize as estatísticas para as páginas web ou arquivos baixados ou enviados para
específicas áreas de seu site:
• Para visualizar as estatísticas de páginas transferidas de seu site a partir de protocolo de
transferência de hipertexto (http), clique em
Web Stats.
• Para visualizar as estatísticas de páginas transferidas de seu site por protocolo de transferência
segura de hipertexto (HTTPS), clique em
Web Stats SSL.
• Para visualizar estatísticas de arquivos transferidos a partir de protocolo de transferência de
arquivos (ftp), clique em
FTP Stats.
• Para visualizar o tráfego consumido por mês, clique em
Traffic History.
• Para visualizar o tráfego consumido por FTP, serviços de Web e e-mail neste domínio, clique em
Traffic.
• Alternativamente, você pode visualizar as estatísticas Web de um site acessando a seguinte
URL: https://seudominio.com.br/plesk-stat. Quando solicitado, insira as informações de login e
senha para sua conta FTP.
• Para visualizar um relatório detalhado de recursos de servidor e serviços de hospedagem
utilizados por um nome de domínio / web site específico, clique no nome de domínio desejado e
clique em
Report. Um relatório será exibido.
• Para visualizar um relatório consolidado sobre todos os web sites e contas de hospedagem, em
sua pagina inicial, clique em
www.plugweb.com.br
Report. Um relatório será exibido.
89
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Operações comuns em relatórios:
• Para obter maiores detalhes, selecione a opção Full Report na lista Report.
• Para ajustar o volume de informações presentes em um relatório, clique em
Customize, e
então modifique um modelo de relatório existente (para isto, clique em nome de modelo de
Add New Layout).
relatório) ou crie um novo modelo de relatório (para isto, clique em
Depois, especifique a quantidade de informação que você deseja em cada seção do relatório:
selecione None se você não deseja nenhuma informação, selecione Summary se você deseja uma
visão resumida ou, selecione Full, se você precisa de um relatório detalhado. Marque a caixa de
seleção Use as default report e clique em OK. Para excluir um modelo de relatório personalizado,
marque a caixa de seleção correspondente ao nome do modelo de relatório e clique em
Remove Selected.
• Para imprimir o relatório, clique em
Print. O relatório será exibido em uma janela separada
do navegador. Selecione a opção File > Print no menu do navegador para imprimir o relatório.
• Para enviar o relatório por e-mail, digite o e-mail do destinatário no campo localizado ao lado
direito do grupo Report group e clique em
Send by E-mail. Se você mesmo é o destinatário,
então não precisa especificar o endereço de e-mail: o sistema assume por padrão que você é o
destinatário e especifica seu endereço de e-mail cadastrado em sua conta do painel de controle.
• Para obter relatórios gerados automaticamente e entregues via e-mail diariamente, semanalmente
Report Delivery e siga as instruções fornecidas na seção
ou mensalmente, clique em
Automatizando a Geração de Relatórios e Entrega Via E-mail.
Automatizando a Geração de Relatórios e Entrega Via
E-mail
Para receber relatórios detalhados em seu domínio de forma regular:
Report.
1
Em sua página inicial, clique em
2
Clique em
3
4
Clique em
Add Delivery Schedule.
Para receber o relatório em seu endereço de e-mail registrado no sistema, selecione o valor
the client na lista Deliver to. Para receber o relatório em outro endereço de e-mail, selecione a
opção e-mail address | specify e digite o endereço de e-mail.
Selecione o intervalo de entrega a partir da lista Delivery frequency. Você pode receber o
relatório a cada dia, semana ou mês.
Clique em OK.
5
6
www.plugweb.com.br
Report Delivery.
90
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para alterar a rotina de entrega de um relatório detalhado de domínio/web site:
Report.
1
Em sua página inicial, clique em
2
3
Clique em
Report Delivery.
Na coluna Frequency, clique no link correspondente à rotina de entrega que você gostaria de
alterar.
Ajuste as configurações e clique em OK.
4
Para parar de receber o relatório de status da conta:
Report.
1
Em sua página inicial, clique em
2
3
Clique em
Report Delivery.
Marque a caixa de seleção correspondente à rotina de entrega e clique em
Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
Remove
Para receber relatórios detalhados sobre um web site / domínio específico em situação regular:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Report.
3
Clique em
Report Delivery.
4
5
Clique em
Add Delivery Schedule.
Para receber o relatório em endereço de e-mail registrado no sistema, selecione o valor client
a partir do menu Deliver. Para receber o relatório em outro endereço de e-mail, selecione a
opção e-mail address | specify e digite o endereço de e-mail.
Selecione a rotina de entrega a partir da lista Delivery frequency. Você pode receber o
relatório diariamente, semanalmente ou mensalmente.
Clique em OK.
6
7
Para alterar a rotina de entrega de relatórios de domínio / web site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Report Delivery.
Na coluna Frequency, clique no link correspondente à rotina de entrega que você gostaria de
alterar.
Ajuste as configurações conforme desejado e clique em OK.
5
www.plugweb.com.br
Report.
91
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para parar de receber o relatório de status da conta:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Report Delivery.
Marque a caixa de seleção correspondente à rotina de entrega e clique em
Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
Report.
Remove
92
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Visualizando Arquivos de Log Não Processados
Todas as conexões ao servidor web e pedidos de arquivos que não foram encontrados pelo servidor
estão registrados em arquivos de log. Estes arquivos de log são analisados pelos utilitários de
estatísticas executados no servidor, que os apresentam na forma de gráficos e relatórios. Você pode
fazer o download destes arquivos de log para seu computador para serem processados por outros
utilitários de estatísticas ou visualizar seu conteúdo para fins de limpeza do servidor.
Para evitar que os arquivos de log fiquem muito “pesados”, você deve habilitar sua limpeza e
reciclagem automáticas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Log Manager no grupo Hosting.
3
Clique em
Log Rotation no grupo Tools.
4
Clique em
Enable no grupo Tools. Se você vê apenas
Disable aí, significa que a
reciclagem de logs já está ativada.
Especifique quando reciclar os arquivos e quantas instâncias de cada arquivo de log
armazenar no servidor. Também especifique se eles devem ser comprimidos e enviados para
um endereço de e-mail após o processamento.
Clique em OK.
5
6
Para visualizar o conteúdo de um arquivo de log ou fazer o download para seu computador:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Log Manager no grupo Hosting. Uma lista dos arquivos de log será exibida.
Para especificar o número de linhas do fim do arquivo que você deseja visualizar, insira um número
no campo abaixo do grupo Preferences.
Para visualizar o conteúdo de um arquivo de log, clique em seu nome de arquivo.
Para fazer o download do arquivo para seu computador, clique em
que você precisa.
correspondente ao arquivo
Para remover um arquivo de log processado do servidor, marque a caixa de seleção correspondente,
clique em
Remove Selected, confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
93
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
12
Fazendo Backup e Restaurando Seus
Dados
Com a atual versão dos utilitários de backup e restauração instalados em seu painel de controle,
você pode:
Fazer backup de seu domínio (Web site). O arquivo de backup incluirá todos os dados relacionados à
sua conta (exceto partes de recursos e permissões para executar operações em seu painel de
controle), domínio (web site) e serviços de e-mail, incluindo o conteúdo de caixas de mensagens,
configurações antispam e antivírus.
Backups agendados.
Restaurar seus dados de arquivos de backup.
Seus clientes com permissão de uso dos utilitários de backup e restauração podem fazer cópias de
segurança e resgatar suas próprias configurações de conta e Web sites através do painel de controle.
Seus clientes encontrarão atalhos para seus repositórios de backup em (Home > Backup).
Fazendo Backup de Seu Domínio
Para fazer backup de seu domínio (web site):
1
Clique no nome de domínio desejado em sua página inicial.
2
Clique em
3
4
Clique em
Create Backup no grupo Tools.
Especifique o método de backup:
Backup no grupo Domain.
• Criar arquivo de backup e armazenar no repositório – o arquivo de backup é criado e
armazenado no servidor Plesk.
• Não armazenar arquivo de backup, apenas fazer download – o arquivo de backup é criado no
servidor Plesk e, assim que estiver finalizado, você faz o download para seu computador. Depois
que o download foi concluído, o arquivo de backup é excluído do servidor Plesk.
• Criar arquivo de backup e armazenar no servidor FTP – o arquivo de backup é criado no
servidor local do Plesk e armazenado no servidor FTP de sua escolha. Se você selecionar esta
opção, você deve especificar o caminho ao servidor FTP, as credenciais FTP (nome de usuário e
senha) e o diretório base FTP nos campos correspondentes.
www.plugweb.com.br
94
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
5
6
7
8
9
10
Especifique o nome do arquivo de backup no campo Backup file name e comentários
adicionais no campo Comments.
Marque a caixa de seleção Suspended domain se você deseja suspender todas as atividades do
domínio durante o backup. Note que domínios suspensos não estão disponíveis aos visitantes.
Marque a caixa de seleção Notify by e-mail se você deseja ser notificado por e-mail sobre o
backup.
Clique em Back Up.
O backup será iniciado e o progresso será exibido.
Após a conclusão do processo de backup você poderá ver uma janela exibindo os resultados
do backup, incluindo erros, se eles forem encontrados. Clique em OK.
Agendando Backups
Para agendar backup de seu domínio (web site):
1
Clique no nome de domínio que você deseja em sua pagina inicial.
2
Clique em
3
4
5
Clique em
Scheduled Backup Settings no grupo Tools.
Especifique quando e com que freqüência o backup será realizado.
Escolha a localização do repositório de arquivos de backup:
Backup no grupo Tools.
• Domain dumps – os arquivos de backup são armazenados no servidor do Plesk.
• FTP – os arquivos de backup são armazenados no FTP remoto. Se você selecionar esta opção,
você deve especificar o caminho ao servidor FTP, as credenciais de FTP (nome de usuário e
senha) e o diretório base FTP nos campos base correspondentes na página FTP Account
Properties (Home > nome do domínio > Backup > FTP Account Properties).
6
7
8
9
10
Especifique o número máximo de arquivos de backup armazenados no campo
correspondente.
Especifique a combinação de símbolos com as quais os nomes dos arquivos de backup
iniciarão. Isto irá lhe ajudar a identificá-los entre os arquivos de backup.
Marque a caixa de seleção Suspend Domain se você deseja suspender todas as atividades de
domínio durante o backup. Note que domínios suspensos não estão disponíveis aos visitantes.
Clique em
Enable no grupo Tools.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
95
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Restaurando Dados dos Arquivos de Backup
Para restaurar um domínio (Web site):
1
Clique no nome do domínio desejado em sua página inicial.
2
3
4
Clique em
Backup no grupo Tools.
Clique sobre o nome do arquivo de backup que você precisa.
Marque a caixa de seleção Suspend domain se você deseja suspender todas as atividades de
domínio durante a restauração. Note que domínios suspensos não estão disponíveis para os
visitantes.
Marque a caixa de seleção Notify by e-mail e especifique o e-mail se você desejar ser
notificado sobre a restauração.
Clique em Restore.
Após a conclusão do processo de restauração, será exibida uma janela com os resultados da
restauração, incluindo erros, se eles forem encontrados.
Clique em OK.
5
6
7
8
Gerenciando Arquivos de Backup
Seus arquivos de backup estão armazenados em seu próprio repositório de backup, acessível
clicando em
Backup em sua página inicial. Em seu repositório de backup, você pode:
• Enviar arquivos de backup armazenados em outro computador;
• Fazer o download dos arquivos de backup para outro computador;
• Remover arquivos redundantes de backup do repositório de backup.
Para enviar arquivos de backup ao repositório de backup:
1
Clique no nome do domínio desejado em sua página inicial.
2
3
4
5
Clique em
Backup no grupo Tools.
Clique em Browse... e selecione o arquivo de backup desejado.
Clique em Upload.
Clique em OK.
O arquivo de backup será enviado a seu repositório de backup.
www.plugweb.com.br
96
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para enviar arquivos de backup ao repositório de backup do FTP:
1
Clique no nome de domínio desejado em sua página inicial.
2
3
4
Clique em
Backup no grupo Tools.
Clique em FTP Account Properties.
Especifique o caminho ao servidor FTP, as credenciais FTP (nome de usuário e senha) e o
diretório base FTP nos campos correspondentes.
Clique em OK. Você retornará à tela anterior.
Clique em Browse... e selecione o arquivo de backup desejado.
Clique em FTP Upload.
Clique em OK.
5
6
7
8
O arquivo de backup será enviado a seu repositório de backup.
Para fazer download de arquivo de backup do repositório de backup:
1
Clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
Backup no grupo Tools.
Clique no ícone
correspondente ao arquivo de backup que você deseja baixar.
Selecione o local em que você deseja salvar o arquivo de backup e clique em Save.
O arquivo de backup será salvo a partir do repositório de backup para o local de seu computador
que você especificou.
Para remover arquivos de backup do repositório de backup:
1
Clique no nome do domínio que você deseja em sua página inicial.
2
3
4
5
Clique em
Backup no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção correspondente ao arquivo de backup que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
97
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
13
Utilizando Serviços de E-mail
Você pode utilizar inúmeros diferentes serviços de e-mail com uma única conta de e-mail. Por
exemplo, você pode ter um endereço de e-mail que aceitará mensagens como qualquer outra caixa
de mensagens padrão, encaminhar a um determinado número de destinatários e enviar uma resposta
automática para o remetente original da mensagem.
Criando Caixas de Mensagens
Se você deseja ter um endereço de e-mail associado a seu site, como em
seunome@seudominio.combr, você pode criar uma caixa de mensagens. Para isso:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New Mail Name.
Seu nome de domínio é exibido à direita do símbolo @, então você precisa apenas especificar
o nome desejado para a caixa postal.
Este pode ser, por exemplo, seu primeiro nome e último nome separados por um ponto, um
nome de departamento ou qualquer outro texto em símbolos latinos. O nome deve ser curto o
bastante para se lembrar. Pode conter números, linhas de separação e símbolos relevantes.
Especifique uma senha que será utilizada para acessar sua caixa de mensagens.
Assegure-se de que a caixa de seleção Mailbox esteja marcada.
Clique em OK.
5
6
7
Mail no grupo Services.
Agora, sua caixa de mensagens foi criada no servidor do provedor e você configurar o programa de
e-mail de sua preferência tanto para enviar quanto para receber mensagens através de sua caixa de
mensagens.
www.plugweb.com.br
98
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para criar caixas de mensagens para outros usuários:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Adicionar endereço de e-mail.
Seu nome de domínio é exibido à direita do símbolo @, então você precisa apenas especificar
o nome desejado para a caixa postal. Este pode ser, por exemplo, seu primeiro nome e último
nome separados por um ponto, um nome de departamento ou qualquer outro texto em
símbolos latinos. O nome deve ser curto o bastante para se lembrar. Pode conter números,
linhas de separação e símbolos relevantes.
Especifique uma senha que será utilizada para acessar sua caixa de mensagens.
Assegure-se de que a caixa de seleção Mailbox esteja marcada.
Se necessário, limite a quantidade de espaço em disco que esta caixa de mensagens poderá
utilizar. Para isto, sob Mailbox quota, marque a opção Enter Size e insira o valor desejado em
kilobytes.
Para permitir ao proprietário da caixa de mensagens gerenciar sua própria caixa de
mensagens através de um painel de administração da mesma, marque a caixa de seleção
Control Panel Access e especifique o idioma para o painel de controle do usuário.
Clique em OK.
5
6
7
8
9
Mail no grupo Services.
Agora, a caixa de mensagens foi criada e um painel de administração de e-mail separado foi
configurado no Plesk. Para acessá-lo, o proprietário da caixa de mensagens deve visitar a URL
https://seudominio.com.br:8443, digitar seu endereço de e-mail no campo Login e a senha para a
caixa de mensagens no campo Password. Então, clique em Login.
www.plugweb.com.br
99
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Seu Programa de E-mail Para Resgatar
Mensagens de Sua Caixa de Mensagens
Para configurar o Microsoft Outlook Express:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Abra o Microsoft Outlook Express.
Clique em Ferramentas > Contas...
Clique na aba E-mail para visualizar a lista de suas contas de e-mail.
Clique no botão Adicionar > e selecione o item Mail.
Digite seu nome da forma como deseja que apareça nas mensagens enviadas e clique em
Avançar >.
Digite seu endereço de e-mail e clique em Avançar >.
Selecione o protocolo do servidor de entrada de e-mails.
Apesar de o Plesk suportar ambos os protocolos POP3 e IMAP, recomendamos que você
utilize IMAP, pois esta opção mantém seus e-mails no servidor e permite que você os acesse,
mais tarde, de outros locais e por outros meios, por exemplo, através de um navegador
Webmail.
Especifique o nome de domínio como servidor de entrada e saída de e-mails (por exemplo:
seudominio.com.br), e clique em Avançar >.
Digite seu endereço de e-mail no campo Account name (por exemplo:
seunome@seudominio.com.br).
Digite sua senha. Esta deve ser a senha que você especificou durante a criação da caixa de
mensagens no Plesk.
Mantenha o campo Lembrar Senha selecionado, se você não desejar inserir sua senha cada
vez que seu programa de e-mail conecte ao servidor para checar novas mensagens e clique
em Avançar >.
Para finalizar a configuração de seu programa de e-mail, clique em Concluir.
www.plugweb.com.br
100
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para configurar o Mozilla Thunderbird:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Abra o Mozilla Thunderbird.
Clique em Ferramentas > Configurações de Conta…
Clique em Adicionar Conta. O assistente de contas será exibido.
Mantenha a opção Conta de E-mail selecionada e clique em Avançar >.
Digite seu nome da forma como deseja que apareça nas mensagens enviadas.
Digite seu endereço de e-mail.
Por exemplo, seunome@seudominio.com.br. Clique em Avançar >.
Selecione o protocolo do servidor de entrada de e-mails.
Apesar de o Plesk suportar ambos os protocolos POP3 e IMAP, recomendamos que você
utilize IMAP, pois esta opção mantém seus e-mails no servidor e permite que você os acesse,
mais tarde, de outros locais e por outros meios, por exemplo, através de um navegador
Webmail.
Especifique o nome de domínio como servidor de entrada e saída de e-mails (por exemplo:
seudominio.com.br), e clique em Avançar >.
Na tela Nome de Usuário, preencha o campo com seu endereço de e-mail (por exemplo,
seunome@seudominio.com), e clique em Avançar >.
Digite o nome que você deseja utilizar para identificar esta conta (por exemplo, E-mail do
Trabalho) e clique em Avançar >.
Verifique se as informações fornecidas estão corretas e clique em Concluir.
Clique em OK para fechar o Assistente de Configuração de Contas.
www.plugweb.com.br
101
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Acessando Seus E-mails Através de um Navegador
Web
Você pode ler seus e-mails e compor novas mensagens mesmo se estiver longe do computador de
sua casa ou do trabalho. Para isso, você deve, primeiramente, habilitar o acesso a e-mail pelo
domínio na web.
Para habilitar o acesso web a e-mails:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
5
Clique em
Preferences.
Marque a caixa de seleção WebMail.
Clique em OK.
Mail.
Nota: A ativação ou desativação de webmail para seu domínio envolve modificações na zona
DNS, portanto, ocorrerá um certo atraso quando ativar ou desativar o webmail devido à
velocidade do mecanismo de registro de DNS.
Agora, você pode acessar seus e-mails pela web. Localize um computador com conexão à Internet,
por exemplo, uma Lan House, e siga um dos procedimentos:
• Abra o navegador web e digite o endereço: http://webmail.seudominio.com.br, onde
seudominio.com.br é o nome de seu domínio de e-mail (a parte do e-mail à direita do símbolo
@). Pressione ENTER. Uma tela de login será exibida. Digite seu endereço de e-mail e senha e
cliquem em Log in.
• Abra o navegador web e digite o endereço para acessar seu painel de controle Plesk, por
exemplo: https://seudominio.com:8443. Pressione ENTER. Conecte-se ao Plesk, clique no nome
de domínio desejado na lista e clique em
Mail no grupo Services. Clique no ícone
à
WebMail. Uma
direita de seu endereço de e-mail, ou clique em seu endereço e clique em
tela de login será exibida e seu nome de usuário estará previamente preenchido. Digite sua senha
e clique em Log in.
www.plugweb.com.br
102
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Protegendo Sua Caixa de Mensagens Contra Spam
Uma vez que você começa a utilizar e-mail, você está sujeito a receber uma certa quantidade de
mensagens que, como você pode imaginar, captaram seu endereço por engano, pois você não
conhece o remetente e tampouco se inscreveu para receber aquele informativo ou requisitou o
produto ou serviço que aquelas mensagens trazem. Estas mensagens de e-mail não desejadas são
chamadas e-mail comercial não solicitado, contudo, a maioria das pessoas prefere chamá-las de email em massa, lixo eletrônico ou spam.
Além de anúncios de publicidade, você pode receber mensagens de e-mail que, falsamente,
declaram ser de empresas legítimas, como bancos ou leilões online. Estas mensagens podem dizer,
por exemplo, que as informações de sua conta precisam ser atualizadas, e para isso, você deve clicar
no link que eles disponibilizam na mensagem, O link leva a um web site falso, o qual foi
configurado por fraudadores para roubar suas informações secretas, como nomes de usuário,
senhas, números de cartões de crédito e contas bancárias. Este tipo de mensagem é enganosa e pode
lhe causar sérios danos.
Para evitar receber tais correspondências indesejáveis, não publique seu endereço pessoal de e-mail
em fóruns ou livros de visita porque os spammers recolhem os endereços de e-mail da própria
Internet. Deste modo, seu endereço de e-mail pode ir parar nas listas dos spammers e você recebera
toneladas de spam. Se você precisar publicar seu endereço de e-mail, crie um endereço de e-mail
descartável – apelido de e-mail – para sua caixa de mensagens e publique-o no lugar no endereço
original. Todas as mensagens enviadas ao apelido de e-mail chegarão em sua caixa de mensagens
normalmente. Uma vez que você começa a receber spam, remova aquele apelido de e-mail e crie
um novo. Se você possui uma caixa de mensagens em outro domínio ou servidor de e-mail, você
pode configurar um direcionador de e-mail descartável.
Aconselhamos você a não ler e-mails de spam quando recebê-los, apenas delete de uma vez.
Mesmo que você os leia, não os responda e não clique naqueles links “clique aqui para se
inscrever”: Os spammers saberão que seu endereço de e-mail é válido e você receberá ainda mais
spam. O Spam existe porque as pessoas compram os produtos ou serviços divulgados nestas
mensagens. Então, se você não gosta de spam, não suporte spammers – não compre através deles.
Para habilitar a filtragem de spam para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
Assegure-se de que o filtro de spam esteja habilitado: veja se o status do Filtro de Spam
consta como On no grupo Info. Se estiver como Off, solicite a seu provedor para habilitá-lo.
5
6
7
8
Clique em
Spam Filter no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção Enable spam filtering.
Clique em OK.
Clique em
Up Level para retornar à página de gerenciamento da caixa de mensagens.
www.plugweb.com.br
103
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Agora, todos os e-mails indesejados serão filtrados no servidor. Por padrão, o filtro de spam não
exclui e-mails spam, apenas adiciona os cabeçalhos “X-Spam-Flag: YES” e “X-Spam-Status: Yes”
às mensagens e a linha de texto "*****SPAM*****" no início do campo “assunto” de cada
mensagem reconhecida como spam. Estas configurações podem ser melhoradas se você preferir
filtrar os e-mails com um programa de filtragem instalado em seu computador – uma vez que os emails foram entregues à sua caixa de mensagens.
Se você contar apenas com o filtro de spam instalado no servidor, você pode configurá-lo de modo
a excluir, automaticamente, mensagens suspeitas recebidas. Para configurar o filtro de spam, siga as
instruções abaixo.
Para configurar o filtro de spam para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio que você deseja.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
Clique em
desejado:
Spam Filter no grupo Tools. Configure os parâmetros a seguir conforme
• User Server wide settings. Marque esta opção se seu provedor ou administrador de servidor
preparou listas negras e brancas de endereços de e-mail que você gostaria de utilizar juntamente
com suas próprias restrições. Listas negras, exibidas no grupo Black list, incluem endereços de email de spammers e Listas brancas, exibidas no grupo White list, incluem endereços de e-mail de
correspondentes ou entidades de confiança. Se a caixa de seleção Use Server wide settings
estiver desabilitada, isto é, não selecionável, significa que não há parâmetros de filtro de spam
pré-configurados neste servidor.
• Hits required for spam. Esta característica ajusta a sensibilidade do filtro de spam. O
SpamAssassin executa um determinado número de diferentes testes no conteúdo e linha de
assunto de cada mensagem. Assim, cada mensagem atinge um número de pontos. Quanto maior
o número, maior será a probabilidade de a mensagem ser spam. Por exemplo, uma mensagem
contendo o seguinte texto na linha do assunto e do corpo: “Compre Viagra a Preços Baixos!!!”,
atinge 8.3 pontos. Por padrão, a sensibilidade do filtro está configurada de modo que todas as
mensagens que atingirem acima de 7 pontos serão classificadas como spam.
• Se você receber muitas mensagens de spam com esta configuração, tente inserir um valor menor
no campo Hits required for spam, por exemplo, 6.
• Se você está perdendo seus e-mails porque o filtro de spam os considera indesejáveis, tente
reduzir a sensibilidade do filtro de spam inserindo um valor mais alto no campo Hits required for
spam.
Nota: Para, futuramente, melhorar a precisão do filtro de spam, você pode “treiná-lo” em
mensagens de e-mail que recebe (veja a seção Melhorando a Precisão da Detecção de Spam
para maiores instruções).
• What to do with spam mail. Se você está certo de que seu filtro de spam está bem preciso, você
pode configurá-lo para excluir, automaticamente, todas as mensagens recebidas identificadas
como spam. Para isso, selecione a opção Delete. Se você deseja filtrar os e-mails com um
software em seu computador local, selecione a opção Mark as spam and store in mailbox e, então,
especifique como o filtro de spam deve marcar as mensagens identificadas como spam.
www.plugweb.com.br
104
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Os cabeçalhos “X-Spam-Flag: YES” and “X-Spam-Status: Yes” são adicionados por padrão e,
se você preferir, o filtro de spam também irá incluir uma seqüência de texto específica no início
do campo assunto.
5
6
Para salvar suas alterações, clique em OK.
Se você não deseja receber e-mails de remetentes específicos, adicione seus endereços de email à lista negra do filtro de spam.
• Para inserir um dado na lista negra, dentro da aba Black list digite o endereço de e-mail no
campo Email pattern. Por exemplo: nome@spammers.net, *@spammers.net. Um asterisco (*)
significa quaisquer combinações de símbolos. Clique em Add.
• Para remover um dado da lista negra, selecione-o e clique em Remove.
7
Se você quiser se certificar de que não perderá e-mails de determinados remetentes, adicione
seus e-mails à lista branca do filtro de spam.
• Para adicionar um dado à lista branca, dentro da aba White list, digite um endereço de e-mail no
campo Email pattern. Por exemplo: nome@empresa.com, *@empresa.com. Um asterisco (*)
significa quaisquer combinações de símbolos. Clique em Add.
• Para remover um dado da lista branca, selecione-o e clique em Remove.
8
Se você deseja que o filtro de spam considere algumas redes confiáveis:
• Selecione a aba Trusted Networks.
• Para adicionar um dado à lista, insira um endereço de rede no campo abaixo de Network/Mask e
clique em Add. Uma rede é especificada pelo seu endereço inicial de IP nos quatro primeiros
campos do grupo de campos Network/Mask. O quinto campo especifica a máscara de rede. Ela
pode ser um número entre 1 e 32, que exibe quantos bits configurados a “1” a máscara contém.
Por exemplo, para a máscara 255.255.255.0, você deveria especificar 24 como o quinto
parâmetro.
• Para remover um dado da lista, selecione uma rede e clique em Remove.
• Os servidores transmissores em redes de confiança são considerados não para serem
potencialmente operados por spammers, open relays ou proxies abertos. Um servidor de
confiança poderia, de modo concebível, transmitir spam, mas não criá-lo e nem forjar dados do
cabeçalho. A checagem da lista negra de DNS nunca questionará servidores nestas redes.
Você pode aprimorar a precisão da detecção de spam treinando seu filtro de spam nas mensagens de
e-mail que você possui em sua caixa de mensagens.
www.plugweb.com.br
105
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para melhorar a performance da detecção de spam:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
Clique em
5
Clique em
Training no grupo Tools.
Todas as mensagens de e-mail que você tiver em sua caixa de mensagens são exibidas na
tela. Cada mensagem é acompanhada de um ícone na coluna esquerda, que informa se a
mensagem é identificada como spam , não-spam , não identificada - . Se você já
treinou seu filtro de spam em uma mensagem e o resultado ficou armazenado na base de
será exibido na coluna à direita.
dados do mesmo, um ícone
Treine seu filtro de spam. Na maioria dos casos, você pode dizer se uma mensagem é spam
observando o campo Assunto e o nome do remetente. Se estes não lhe derem nenhuma pista,
tente verificar dentro da mensagem utilizando seu programa de e-mail ou interface Webmail
(Home > WebMail).
6
Spam Filter no grupo Tools.
• Para marcar uma mensagem como spam, habilite sua respectiva caixa de seleção e clique em ‘It’s
Spam!’.
• Para marcar uma mensagem como não-spam, habilite sua respectiva caixa de seleção e clique
em ‘It’s Not Spam’.
• Para remover quaisquer informações de uma mensagem da base de dados do filtro de spam,
habilite sua respectiva caixa de seleção e clique em ‘Forget It’.
7
Terminado o treinamento, você pode remover os e-mails spam de sua caixa de mensagens
utilizando seu programa de e-mail ou interface Webmail.
Se você, acidentalmente, fez com que seu filtro de spam aprendesse um grande número de e-mails
spam e vice-versa, é muito provável que ele comece a produzir resultados incorretos. Neste caso,
limpe a base de dados do filtro e repita o treinamento.
Para limpar a base de dados do filtro de spam:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
Clique em
5
6
Clique em
Training no grupo Tools.
Clique no botão Clear.
www.plugweb.com.br
Spam Filter no grupo Tools.
106
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para desabilitar o filtro de spam de uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
Clique em
Spam Filter no grupo Tools, desmarque a caixa de seleção Enable spam
filtering, clique em OK e clique em
Up Level.
Configurando e Removendo Apelidos de E-mail
Você pode visualizar a lista dos apelidos de e-mail utilizados atualmente clicando em
Aliases na página de lista de nomes de e-mail no domínio.
Show
Para configurar um apelido de e-mail para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
5
Clique em
Add New Mail Alias.
Insira o nome desejado e clique em OK.
Para remover um apelido de e-mail de uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
Em sua página inicial, clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
Marque a caixa de seleção correspondente ao apelido de e-mail que você deseja remover e
clique em
Remove Selected.
Se você recebe correspondência indesejável em um endereço de e-mail que você não pode ou não
quer remover, considere configurar o filtro de spam para sua caixa de mensagens. Para isso:
Habilite o Filtro de Spam no servidor Plesk, se suportado por seu provedor, e
Instale um software de filtro de spam de sua preferência para atuar com o programa de e-mail no
computador de sua residência ou trabalho.
www.plugweb.com.br
107
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Protegendo Sua Caixa de Mensagens Contra Vírus
Um grande problema que os usuários encontram, freqüentemente, é uma variedade de softwares
maliciosos que se espalham pela Internet, como vírus, worms e Cavalos de Tróia. Os vírus podem
infiltrar-se através de brechas de segurança em seu navegador web, mas eles muito freqüentemente
vêm em sua caixa de mensagens anexados à mensagens de e-mail. O conteúdo e linha de assunto
destas mensagens de e-mail podem conter linhas de texto ou palavras geradas randomicamente, mas
normalmente eles procuram estimular e atrair sua curiosidade para abrir os arquivos anexos. Assim
que você os abre, um vírus infecta seu computador, faz uma leitura de seus contatos e envia a si
próprio para todos os seus contatos utilizando seu nome. Além de distribuírem a si mesmos, os vírus
podem roubar suas informações pessoais, coletar e reportar informações sobre seus hábitos de
navegação, aproveitar-se de sua máquina para executar uma forte campanha de spam ou um Denial
of Service attack. (DoS), criar uma porta para gerenciamento remoto de seu computador e muitas
outras peripécias maliciosas que você não desejaria.
Para proteger seu sistema contra vírus, não abra anexos de mensagens suspeitas, habilite a proteção
antivírus do servidor – se este serviço for oferecido por seu provedor ou administrador – e assegurese de possuir um software firewall e antivírus instalado em seu computador. Além disso, mantenha
seu sistema operacional atualizado e, periodicamente, instale as correções de segurança disponíveis.
Para habilitar a proteção antivírus para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
5
Clique em
Antivírus no grupo Tools.
Escolha o modo desejado de verificação de e-mails. Você pode habilitar a verificação para emails recebidos e enviados nos menus correspondentes. Você pode, ainda, utilizar as
configurações padrão do servidor tanto para e-mails recebidos quanto para enviados.
Clique em OK.
6
Quando uma mensagem de e-mail infectada e recebida, o aviso apropriado é enviado à caixa de
mensagens do proprietário e a mesma é movida para um diretório de quarentena no servidor.
Apenas o administrador do servidor pode visualizar as mensagens infectadas armazenadas no
diretório da quarentena.
www.plugweb.com.br
108
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para desabilitar a proteção antivírus para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail que você precisa.
4
5
6
Clique em
Antivírus no grupo Tools.
Escolha a opção Do not scap for viruses em ambos os menus Incoming mail e Outgoing mail.
Clique em OK.
Suspendendo e Reativando Caixas de Mensagem
Para suspender temporariamente serviços de e-mail para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail cujo serviço de e-mails você deseja suspender.
4
5
6
Clique em
Mailbox no grupo Tools.
Desmarque a caixa de seleção Mailbox.
Clique em OK.
Para reativar um serviço de e-mails para uma caixa de mensagens suspensa:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail cujo serviço de e-mails você deseja suspender.
4
5
6
Clique em
Mailbox no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção Mailbox.
Clique em OK.
Para suspender, temporariamente serviços de e-mail para todas as caixas de mensagens em seu
domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Mail no grupo Services.
3
Clique em
Disable no grupo Tools.
www.plugweb.com.br
109
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para reativar serviços de e-mail para todas as caixas de mensagens em seu domínio:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
Mail no grupo Services.
3
Clique em
Enable no grupo Tools.
Removendo Caixas de Mensagens
Para remover uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Mail no grupo Services.
Marque a caixa de seleção correspondente à caixa de mensagens que você deseja excluir.
Clique em
Remove Selected.
Quando solicitado, confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
110
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Redirecionamentos de E-mail
Para configurar um endereço de e-mail que aceitará mensagens e as encaminhará para outro
endereço de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
5
6
Clique em
Add New Mail Name.
Especifique o nome desejado para o redirecionador de e-mail próximo a Mail name.
O nome de domínio e exibido à direita do símbolo @, assim, você precisa inserir apenas o
nome. Este pode ser, por exemplo, seu primeiro e último nomes separados por um ponto, um
nome de departamento ou quaisquer outros textos em símbolos latinos. O nome deve ser
curto o bastante para se lembrar. Pode conter elementos alfanuméricos, separadores em linha
e símbolos relevantes.
Desmarque as caixas de seleção Mailbox e Control panel access.
Clique em OK.
7
8
9
10
Clique em
Redirect no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção Redirect.
Insira o endereço do e-mail de destino para o qual você deseja encaminhar os e-mails.
Clique em OK.
Mail no grupo Services.
Para configurar um endereço de e-mail que aceitará e-mails, os filtrará com o filtro de spam e então
encaminhará para outro endereço de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
7
Clique em
Add New Mail Name.
Especifique o nome desejado para o redirecionador de e-mail próximo a Mail name.
O nome de domínio e exibido à direita do símbolo @, assim, você precisa inserir apenas o
nome. Este pode ser, por exemplo, seu primeiro e último nome separados por um ponto, um
nome de departamento ou quaisquer outros textos em símbolos latinos. O nome deve ser
curto o bastante para se lembrar. Pode conter elementos alfanuméricos, separadores em linha
e símbolos relevantes.
Assegure-se de que a caixa de seleção Mailbox esteja marcada.
Sem uma caixa de mensagens, você não poderá habilitar o filtro de spam.
Especifique uma senha que será utilizada para acessar a caixa de mensagens: você precisará
limpar o conteúdo da caixa de mensagens periodicamente.
Clique em OK.
8
9
Clique em
Redirect no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção Redirect.
5
6
www.plugweb.com.br
Mail no grupo Services.
111
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
10
11
Insira o endereço do e-mail de destino para o qual você deseja encaminhar os e-mails.
Clique em OK.
Para suspender um redirecionamento de e-mails:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail cujo serviço de redirecionamento você deseja suspender.
4
5
6
Clique em
Redirect no grupo Tools.
Desmarque a caixa de seleção Redirect.
Clique em OK.
Para reativar um redirecionamento de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail cujo serviço de redirecionamento você deseja suspender.
4
5
6
Clique em
Redirect no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção Redirect.
Clique em OK.
Para remover um redirecionador de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail cujo redirecionamento você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Quando solicitado, confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
112
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Redirecionamento Para Múltiplos Endereços de Email
Para configurar um endereço de e-mail que receba mensagens e encaminhe-as para múltiplos outros
endereços de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail desejado.
4
Clique em
5
7
Clique em
Add New Member.
Você deve adicionar, no mínimo, um endereço de e-mail antes de habilitar o
redirecionamento para múltiplos endereços de e-mail.
Forneça o endereço de e-mail externo desejado no campo E-mail e/ou selecione um ou mais
na lista de nomes de contas de e-mail utilizando as caixas de seleção.
Clique em OK.
8
Clique em
6
Mail Group.
Enable.
Para desabilitar o redirecionamento de e-mail para múltiplos endereços de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail desejado.
4
Clique em
Mail Group.
5
Clique em
Disable.
Para adicionar um endereço de e-mail externo à lista de nomes de e-mails que recebem mensagens
encaminhadas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail desejado.
4
Clique em
5
6
7
Clique em
Add New Member.
Insira o endereço de e-mail externo no campo E-mail.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
Mail Group.
113
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para remover um endereço de e-mail externo da lista de nomes de e-mail que recebem mensagens
encaminhadas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail desejado.
4
5
Clique em
Mail Group.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome de e-mail que você deseja remover da
lista.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
6
7
Para adicionar um endereço de e-mail cadastrado em seu servidor à lista de nomes de e-mail que
recebem mensagens encaminhadas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail que você deseja adicionar à lista de assinatura.
4
5
6
7
Clique em
Groups.
Selecione os múltiplos direcionadores de e-mail desejados na lista Available mail groups.
Clique em Add>>.
Clique em OK.
Um endereço de e-mail cadastrado em seu servidor pode também ser adicionado à lista de
assinatura utilizando o procedimento de adição de um endereço externo de e-mail (veja acima).
Para remover um endereço de e-mail registrado em seu servidor da lista de nomes de e-mail que
recebem mensagens encaminhadas:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no nome de e-mail que você deseja remover da lista de assinatura.
4
5
Clique em
Groups.
Selecione os múltiplos direcionadores de e-mail desejados na lista Member of the following
mail groups.
Clique em <<Remove.
Clique em OK.
6
7
Um endereço de e-mail cadastrado em seu servidor pode também ser removido da lista de
assinatura utilizando o procedimento de remoção de um endereço de e-mail externo (veja acima).
www.plugweb.com.br
114
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Respostas Automáticas
Se você sair de férias e não puder checar seus e-mails durante um tempo, você pode deixar um
aviso que será enviado automaticamente a seus correspondentes assim que eles lhe enviarem algum
e-mail. Este procedimento utiliza um recurso de resposta automática, também chamado AutoResposta. Além de notícias de indisponibilidade, as empresas podem utilizar respostas automáticas
para notificar seus clientes de que seus pedidos foram recebidos e serão analisados em breve. As
respostas automáticas podem incluir mensagens pré-formatadas em texto simples ou HTML, além
de poder conter arquivos anexados.
Para configurar uma mensagem automática para uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail para o qual você deseja configurar uma resposta automática.
4
5
Clique em
Autoresponders no grupo Tools.
Se você não irá anexar nenhum arquivo à resposta automática, pule para o passo 5. Para
anexar um arquivo à uma resposta automática:
• Clique em
Attachment Files no grupo Tools.
• Clique em Browse para localizar o arquivo e, uma vez selecionado, clique em Send File.
O arquivo será adicionado ao compartimento de arquivos anexos e você poderá anexá-lo a
inúmeras respostas automáticas.
• Quando terminar, clique em
6
7
Up Level para proceder ao próximo passo.
Clique em Add New Autoresponder no grupo Tools.
Configure a resposta automática:
• Forneça um nome para esta resposta automática no campo Autoresponder name. Por exemplo,
“Aviso de Férias”.
• Se você quiser que esta mensagem automática seja enviada a qualquer mensagem recebida, no
grupo Request, mantenha a opção always respond selecionada. Se você deseja responder
automaticamente apenas a mensagens que contenham um determinado texto no corpo ou no
assunto, marque a opção apropriada e insira a combinação de palavras no campo Request text.
• Por padrão, a linha de assunto dos e-mails recebidos será inserida na resposta automática. Para
utilizar um assunto personalizado, digite-o no campo Answer with subject.
• Como seus correspondentes podem não saber que a mensagem que eles receberam de você é
uma resposta automática, eles podem querer responder a esta mensagem. Então, você deve
especificar um endereço de e-mail como Return adress, do contrário, suas respostas serão
encaminhadas ao endereço da auto-resposta.
• Insira sua mensagem no campo Reply with text.
www.plugweb.com.br
115
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Para limitar a quantidade de respostas automáticas enviadas por dia ao mesmo endereço de email, insira o valor desejado no campo Reply to unique e-mail address not more than abaixo de
Limits. O valor padrão é responder não mais do que dez vezes em um dia para um mesmo
endereço de e-mail.
• Para reduzir a carga do servidor, você pode querer limitar o número de endereços únicos que as
auto-respostas podem se lembrar. Para isto, insira o valor desejado no campo Store up to.
• Se você quiser que seus e-mails sejam encaminhados para outro endereço de e-mail enquanto
você está fora, especifique um endereço de e-mail no campo Forward request to e-mail.
• Anexe seus arquivos, se preferir. Para isto, clique no botão Add New Attachment, marque a caixa
de seleção correspondente ao arquivo que você, previamente, enviou ao servidor e clique em OK.
Para remover um arquivo anexo da resposta automática, marque suas caixas de seleção
correspondentes e clique em
Remove Selected.
8
Clique em OK.
9
Clique em
Enable no grupo Tools.
Para desabilitar uma resposta automática de uma caixa de mensagens:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail para o qual você deseja desabilitar a resposta automática..
4
Clique em
Autoresponders no grupo Tools.
5
Clique em
Disable.
A resposta automática, agora, está desabilitada. Sua configuração não foi excluída do painel de
controle, assim, uma próxima vez que você precisar utilizá-la, repita o procedimento, clicando em
Enable no último passo.
Para excluir uma configuração de resposta automática que você não mais utilizará.
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Clique no endereço de e-mail para o qual você deseja desabilitar a resposta automática.
4
5
Clique em
Autoresponders no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção correspondente ao nome da configuração e clique em
Selected.
www.plugweb.com.br
Remove
116
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Configurando Preferências para Manipulação de Emails a Usuários Inexistentes
Quando alguém envia uma mensagem de e-mail para um endereço que não existe em seu domínio,
o servidor de e-mails, por padrão, aceita o e-mail, o processa e, quando verifica que não existe tal
destinatário no domínio, lê retorna uma mensagem o aviso “este endereço não aceita e-mails”. Você
pode escolher entre:
• Alterar o aviso padrão se você quiser personalizá-lo.
• Encaminhar todos os e-mails ao endereço desejado.
• Rejeitar tais e-mails sem aceitá-los e sem notificar os remetentes.
Esta configuração pode reduzir a carga do servidor de e-mail devido a uma grande quantidade de
spam, que é freqüentemente enviado a nomes de usuário gerados randomicamente. Porém, para
os spammers, isto pode, de alguma maneira, acelerar a verificação de seu servidor de e-mail para
endereços válidos de e-mail.
Para configurar as preferências de todos os e-mails enviados a usuários inexistentes:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
5
Clique em
Preferences.
Escolha a opção desejada e especifique as informações solicitadas.
Clique em OK.
www.plugweb.com.br
Mail no grupo Services.
117
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Executando Operações Em Grupo em Nomes de Email
Para poupar tempo e esforço, você pode alterar as configurações de múltiplos nomes de e-mail de
uma só vez. Esta propriedade é chamada operação em grupo.
Para executar uma operação em grupo em múltiplos nomes de e-mail:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mail no grupo Services.
Marque as caixas de seleção correspondentes aos nomes de e-mail nos quais você deseja
executar operações em grupo.
Clique em
Group Operations.
Configure as preferências conforme necessário:
4
5
• Selecione Enable para habilitar a opção correspondente a todos os nomes de e-mail que você
selecionou para a operação em grupo.
• Selecione Disable para desabilitar a opção correspondente a todos os nomes de e-mail que você
selecionou para a operação em grupo.
• Mantenha Do not change selecionado se você não deseja alterar a opção correspondente.
6
Clique em OK.
Cuidando de Listas de E-mail
Se você deseja enviar ofertas e promoções a seus clientes, newsletters ou informar os visitantes de
seu site sobre recentes atualizações, você deve configurar uma lista de e-mails em seu site e
inscrever seus usuários à ela ou convidá-los a se inscreverem por conta própria.
A lista de e-mails é uma forma conveniente de alcançar um número de leitores de uma só vez: ela
contém uma lista de endereços de e-mail dos assinantes, os quais são combinados em um único
endereço de e-mail sob o qual você enviará seus informativos ou newsletters.
www.plugweb.com.br
118
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Habilitando uma Lista de E-mail
Para criar uma lista de e-mails:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
Clique em
3
4
Clique em
Add New Mailing List no grupo Tools.
Especifique o nome desejado para a lista de e-mails.
Este pode ser, por exemplo, um nome de departamento, um tópico da lista de e-mail ou
qualquer outro texto em símbolos Latinos. O nome deve ser curto o bastante para que se
possa lembrar. Pode conter caracteres alfanuméricos, separadores em linha e símbolos
relevantes.
Especifique o e-mail do administrador da lista de e-mails.
Mantenha a caixa de seleção Notify administrator of the mailing list creation marcada.
Você receberá instruções sobre o uso e gerenciamento da lista de e-mails no e-mail do
administrador que você especificou. Guarde esta mensagem em seus registros.
Clique em OK.
5
6
7
Mailing Lists no grupo Tools.
Você será levado à página onde poderá inscrever seus usuários à sua nova lista de e-mails. Consulte
a seção Cadastrando e Removendo Usuários para maiores informações.
Configurando Listas de E-mail
Sua lista de e-mails está operável com as configurações padrão. Porém, você pode querer
configurar, por exemplo, como habilitar a moderação, filtrar conteúdo das mensagens ou arquiválas. Para fazer isto através do painel de controle:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Em sua página inicial, clique em
Mailing Lists no grupo Tools.
Clique em
próximo ao endereço da lista de e-mails desejada. Note que esta funcionalidade
pode estar desabilitada.
Uma tela de login será exibida.
Digite a senha de administrador e clique em Let me in...
4
Alternativamente, você pode acessar a configuração da lista de e-mails da seguinte forma:
1
2
Em seu navegador web, insira a seguinte URL:
http://lists.<seudominio.com.br>/mailman/admin/<nomedalista> (onde <seudominio.com.br>
é seu nome de domínio e <nomedalista> é o nome de sua lista de e-mails, isto é, a parte à
esquerda do endereço de e-mail antes do súimbolo @).
Uma tela de login será exibida.
Digite a senha de administrador e clique em Let me in...
www.plugweb.com.br
119
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Cadastrando e Removendo Usuários
Para inscrever usuários em sua lista de e-mails:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Mailing Lists no grupo Tools.
Clique no nome da lista de e-mails desejada.
4
5
6
Clique em
Add New Member.
Especifique o endereço de e-mail do usuário.
Clique em OK.
Para remover um usuário da lista de e-mails:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
6
Clique em
Mailing Lists no grupo Tools.
Clique no nome da lista de e-mails desejada.
Marque a caixa de seleção à esquerda do nome do usuário desejado.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
Removendo Listas de E-mail
Para remover uma lista de e-mail de um site:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
4
5
Clique em
Mailing Lists no grupo Tools.
Marque a caixa de seleção correspondente à lista de e-mails que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Quando solicitado, confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
120
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
14
Agendando Tarefas
Se você precisa executar scripts em seu site em períodos específicos, utilize o agendamento de
tarefas no servidor de seu provedor para fazer com que o sistema execute os scripts
automaticamente para você.
Para agendar uma tarefa:
1
Em sua página inicial, selecione o domínio desejado na lista.
2
Clique em
3
4
5
Clique em
Add New Task.
Insira um nome para sua tarefa no campo Description.
Em Scheduler notification, especifique se o agendador deve lhe notificar quando executar esta
tarefa. As seguintes opções estão disponíveis:
Scheduler no grupo Hosting.
• Disabled. Não lhe notifica.
• Send to the default e-mail. Envia uma notificação a seu endereço de e-mail padrão.
• Send to the e-mail | specify. Envia uma notificação ao e-mail especificado no campo
correspondente. Após selecionar esta opção, você deve fornecer um endereço de e-mail no
campo à direita.
6
7
8
9
Especifique qual comando executar. Digite-o no campo Path to executable file. Se você
precisa executar o comando com certas opções, digite-as no campo Arguments.
Selecione a prioridade apropriada no campo Task priority. A prioridade da tarefa pode ser
definida como Low, Normal ou High.
Especifique quando executar seu comando marcando as caixas de seleção apropriadas nos
campos Hours, Days of Month, Months ou Days of Week.
Clique em OK.
Para suspender temporariamente a execução de uma tarefa agendada:
1
Em sua página inicial, selecione o domínio desejado na lista.
2
3
Clique em
Scheduler no grupo Hosting.
Escolha a tarefa que você deseja suspender e clique no nome do comando.
4
Clique em
www.plugweb.com.br
Disable.
121
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para reiniciar o agendamento da tarefa:
1
Em sua página inicial, selecione o domínio desejado na lista.
2
3
Clique em
Scheduler no grupo Hosting.
Escolha a tarefa cuja execução você deseja retomar e clique no nome do comando.
4
Clique em
Enable.
Para desativar uma tarefa agendada:
1
Em sua página inicial, selecione o domínio desejado na lista.
2
3
4
5
Clique em
Scheduler no grupo Hosting.
Marque a caixa de seleção à direita da tarefa que você deseja remover.
Clique em
Remove Selected.
Confirme a remoção e clique em OK.
www.plugweb.com.br
122
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
15
Monitorando Conexões ao Painel de
Controle e FTP
Para verificar quais de seus clientes estão conectados ao painel de controle no momento:
1
Clique em Sessions no painel de navegação à esquerda. Todas as seções, incluindo a sua,
serão apresentadas e os seguintes detalhes serão exibidos:
• Type. Um tipo de usuário do painel de controle que estabeleceu a sessão:
para administradores de domínios.
para proprietário de site ou de domínio.
para proprietário de caixa de mensagens.
• Login. O nome de usuário de quem está conectado.
• IP Address. O endereço IP do qual o painel de controle é acessado.
• Logon time. A data e a hora de quando o usuário se conectou ao painel de controle.
• Idle time. O tempo que o usuário está inativo no painel de controle desde que se conectou.
2
3
Para atualizar a lista de sessões de usuários, clique em
Refresh.
Para finalizar uma sessão de usuário, marque sua respectiva caixa de seleção e clique em
Remove Selected. Confirme a remoção e clique em OK.
Para verificar os usuários que estão conectados a seu servidor via FTP, em qual diretório eles estão
no momento e quais arquivos estão enviando ou baixando do servidor:
1
2
Clique em Sessions no painel de navegação à esquerda.
Clique na aba FTP Sessions. Todas as seções, incluindo a sua, serão apresentadas e os
seguintes detalhes serão exibidos:
• Type. O tipo de usuário que estabeleceu a sessão:
para usuários não cadastrados no painel de controle.
para usuários anônimos de FTP.
para administradores de domínio ou web site.
para administradores de subdomínio.
para usuários web (proprietários de páginas web pessoais sem nomes de domínio
individuais).
• Status. O status atual da conexão FTP.
• FTP user login. O nome de usuário utilizado para acessar a conta FTP.
• Domain name. O domínio a qual o usuário FTP está conectado.
www.plugweb.com.br
123
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
• Current location. O diretório em que o usuário FTP está localizado no momento.
• File name. O nome do arquivo que está sendo manipulado.
• Speed. A velocidade de transferência em Kilobytes.
• Progress, %. O progresso da operação de transferência de arquivos em porcentagem.
• IP Address. O endereço IP a partir do qual a conta FTP está sendo acessada.
• Logon time. O tempo decorrido desde que o momento que o usuário se conectou ao painel de
controle.
• Idle time. O tempo que o usuário está inativo no painel de controle desde que se conectou.
3
4
Para atualizar a lista de sessões de usuários, clique em
Refresh.
Para finalizar uma sessão, marque sua respectiva caixa de seleção e clique em
Selected.
www.plugweb.com.br
Remove
124
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
16
Acessando o Servidor Via Desktop
Remoto (RDP)
A propriedade de acesso remoto ao servidor (RDP) lhe permite conectar-se remotamente ao
servidor Plesk e interagir com este via interface de desktop padrão Microsoft Windows.
Para acessar o servidor via interface de Desktop Remoto:
1
Em sua página inicial, clique no nome de domínio desejado.
2
3
Clique em
Remote Desktop no grupo Hosting.
Configure a resolução de tela para a sessão no menu Screen reslution for terminal session.
Nota: Resoluções maiores exigem mais de sua conexão, diminuindo a velocidade de
interação e consumindo maior tráfego.
4
Escolha o método de conexão de acordo com seu navegador:
• Microsoft RDP Activex – recomendado para uso com o navegador Internet Explorer, uma vez que
pode não funcionar com outros navegadores. Quando utilizar este método pela primeira vez, seu
navegador, automaticamente, instalará o componente ActiveX necessário, se a configurações de
segurança do Internet Explorer permitirem. Se seu navegador exibir alertas de segurança, tente,
temporariamente, diminuir o nível de segurança nas opções do mesmo.
• properoJavaRDP – recomendado para uso com Netscape, Mozilla ou navegadores Firefox, uma
vez que pode não funcionar no Internet Explorer. Apenas as versões e 8.0 e superiores do Opera
são suportadas. Este componente exige Java Runtime Environment (JRE) instalado em seu
sistema. Se você não o tiver, pode fazer o download em
http://java.sun.com/j2se/1.5.0/download.jsp (versão 1.4 e acima) e instale-o antes de utilizar o
recurso de acesso remoto.
Nota: você não precisa instalar JDK (Java Development Kit) para que o recurso RDP
funcione corretamente.
• Se você utiliza Internet Explorer ou Mozilla, você deve abrir o console Terminal Services
Configuration no Microsoft Windows (Start > Administrative Tasks) e configurar a opção
Licensing para Per user na tela Server Settings.
5
6
7
Clique em OK. Uma nova janela será exibida com uma área onde sua interação com a área de
trabalho do servidor estará disponível.
Conecte-se ao sistema. Por padrão, o Plesk utiliza o login de domínio FTP/Microsoft
FrontPage. Você pode fornecer quaisquer login e senha válidos.
Após conectar-se ao sistema você pode começar a trabalhar aí como uma área de trabalho
regular do Windows.
www.plugweb.com.br
125
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para finalizar sua sessão de Área de Trabalho Remota:
Feche a janela do navegador com a sessão do desktop remoto. Assim, a sessão à qual você estava
conectado será fechada, mas ainda estará sendo executada no servidor, então, quando você
conectar-se da próxima vez, você verá a tela da área de trabalho remota da forma como você a
deixou.
ou
Selecione Start > Log off se você quiser abandonar a sessão permanentemente (todas as sessões
correntes consomem recursos do servidor).
www.plugweb.com.br
126
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
C
A P Í T U L O
17
Utilizando A Ajuda Para Requisitar
Assistência de Seu Provedor de Serviços
Se seu provedor de serviços oferece uma solução de Ajuda integrada com o painel de controle,
então você pode utilizá-lo para:
• Reportar seus problemas à equipe de suporte técnico de seu provedor.
• Receber pedidos de ajuda e chamados de assistência de seus próprios clientes – proprietários de
Web site.
Para checar os novos chamados de seus usuários ou para visualizar o status dos chamados que você
enviou:
1
Clique no atalho Help Desk no painel de navegação à esquerda. Todos os chamados enviados
a você e a seus clientes serão listados e as seguintes informações complementares serão
exibidas:
• Id: numero de identificação assinado pelo sistema de envio,
• Ticket Subjetc: um sumário inserido pelo reportador do chamado,
• Reporter Type: o tipo de conta de usuário de painel de controle ou endereço de e-mail de onde o
chamado partiu – cliente, administrador de domínio, usuário de e-mail com acesso ao painel de
controle ou usuário que enviou o chamado por e-mail,
• Reporter Name: o nome da pessoa que enviou o chamado, nomes de domínio para chamados
enviados ou endereços de e-mail para chamados enviados por e-mail,
• Modified: a data em que o chamado foi modificado – um comentário anexado ou status alterado,
• Category: a categoria à qual o chamado está relacionado.
2
Para visualizar o conteúdo do chamado, clique em seu Id ou Subject.
Para encerrar um chamado quando a questão foi resolvida ou para enviar seu comentário:
1
2
3
4
Clique no Help Desk no painel de navegação à esquerda.
Localize o chamado que você deseja e clique sobre seu assunto ou número de identificação.
Para encerrar, reabra o chamado ou envie um comentário, selecione a operação que deseja
executar a partir da lista Ticket Event e insira um novo comentário no campo New Comment,
se necessário.
Clique em OK para enviar.
www.plugweb.com.br
127
Plesk 7.6 Para Windows – Manual do Cliente
Para enviar um novo chamado a seu provedor de serviços:
1
Clique no atalho Help Desk no painel de navegação à esquerda.
2
3
Clique em
Add New Ticket no grupo Tools.
Digite o assunto do chamado, selecione a categoria da questão a que sua dúvida está
relacionada e digite a descrição do problema.
Clique em OK.
4
O chamado agora foi enviado ao sistema e a seu provedor. Você será notificado por e-mail quando
o chamado for resolvido.
www.plugweb.com.br
128
Download

Manual do Cliente