ESTATÍSTICA
Professora Responsável: Thereza Cristina Calmon
de Bittencourt
E-mail: calmon@ufba.br
METODOLOGIA
Aulas expositivas
Resolução de exercícios
RECURSOS
Softwares – Excel, SPSS
Textos - quadro de giz – retroprojetor
Qual é o objetivo da estatística?
Ciência que dispõe de processos apropriados
para recolher, organizar, classificar, apresentar e
interpretar conjuntos de dados"
Dados
Informações
“Tomar decisões”
É objetivo da Estatística extrair informações dos
dados para obter uma melhor compreensão das
situações que representam.
No estudo de um problema envolvendo métodos
estatísticos, estes devem ser utilizados mesmo
antes de se recolher a amostra, isto é, deve-se
planejar a experiência que nos vai permitir recolher
os dados, de modo a que, posteriormente, se possa
extrair o máximo de informação relevante para o
problema em estudo, ou seja para a população de
onde os dados provêm
CONCEITOS BÁSICOS
POPULAÇÃO
Coleção de unidades individuais, que
podem ser pessoas ou resultados
experimentais, com uma ou mais
características comuns, que se
pretendem estudar
Exemplo: Relativamente à população constituída pelos
alunos da sétima série matriculados na Escola João das
Botas, podemos estar interessados em estudar as
seguintes características populacionais:
Altura (em cm) dos alunos: Depois de medir a altura
de cada aluno, obteríamos um conjunto de dados com
o seguinte aspecto:
145, 161, 158, 156, 146, ... ,140, 139, 162
Notas obtidas na disciplina de Português, no 1º
semestre:
10, 7,5, 6,5, 8, 9, 5,5, 5, ... , 9, 6, 7, 8
Nem sempre é possível estudar exaustivamente todos os
elementos da população!
Porquê?
 Pode a população ter dimensão infinita
Exemplo: População constituída pelas pressões
atmosféricas, nos diferentes pontos de uma cidade.
 Pode o estudo da população levar à destruição da
população
Exemplo: População dos fósforos de uma caixa.
 Pode o estudo da população ser muito dispendioso
Exemplo: Sondagens exaustivas de todos os eleitores,
sobre determinado candidato.
Quando não é possível estudar, exaustivamente,
todos os elementos da população, estudam-se só
alguns elementos, a que damos o nome de Amostra.
Conjunto de dados ou observações, recolhidos a
partir de um subconjunto da população, que se
estuda com o objetivo de tirar conclusões para a
população de onde foi recolhida.
Exemplo: Relativamente à população das alturas dos
alunos da sétima série na Escola João das Botas,
consideremos a seguinte amostra, constituída pelas
alturas (em cm) de 20 alunos escolhidos ao acaso:
145, 163, 157, 152, 156, 149, 160, 157, 148, 147,
152, 150, 148, 156, 160, 148, 157, 153, 162
151,
Exemplo 2
É importante a fase de recolha da amostra?
Sim, pois a amostra deve ser tão representativa quanto
possível da População que se pretende estudar, uma vez que
vai ser a partir do estudo da amostra, que vamos tirar
conclusões para a População.
Quando a amostra não representa corretamente a
população diz-se enviesada e a sua utilização pode
dar origem a interpretações erradas!!!!!!!
Recenseamento
Estudo científico de um universo de pessoas,
instituições ou objetos físicos com o propósito de
adquirir conhecimentos, observando todos os seus
elementos, e fazer juízos quantitativos acerca de
características importantes desse universo.
SONDAGEM
Estudo científico de uma parte de uma população com o
objetivo de estudar atitudes, hábitos e preferências da
população relativamente a acontecimentos, circunstâncias
e assuntos de interesse comum.
Numa análise estatística distinguem-se essencialmente
duas fases:
Uma primeira fase em que se procura descrever e
estudar a amostra:
Estatística Descritiva
e uma segunda fase em que se procura tirar conclusões
para a população:
Estatística Indutiva
Exemplo de aplicação da Estatística
Exemplo de aplicação da Estatística
Exemplo de aplicação da Estatística
Esquematicamente temos:
Resumindo, podemos dizer que uma análise estatística
envolve duas fases fundamentais, com objetivos distintos:
1ª Fase : Estatística descritiva
Procura-se descrever a amostra, pondo em evidência as
características principais e as propriedades.
2ª Fase: Estatística Indutiva
Conhecidas certas propriedades (obtidas a partir de uma
análise descritiva da amostra), expressas por meio de
proposições, imaginam-se proposições mais gerais, que
exprimam a existência de leis (na população).
No entanto, ao contrário das proposições deduzidas, não
podemos dizer que são falsas ou verdadeiras, já que foram
verificadas sobre um conjunto restrito de indivíduos, e
portanto não são falsas, mas não foram verificadas para
todos os indivíduos da População, pelo que também não
podemos afirmar que são verdadeiras! Existe, assim, um
certo grau de incerteza (percentagem de erro) que é
medido em termos de Probabilidade
Exemplo
:
Tendo-se concluído, que de uma amostra constituída por
1000 eleitores, 63.5% desses eleitores pensavam votar no
atual Presidente da Câmara, pode-se mostrar que, com
uma confiança de 95%, a percentagem de eleitores da
População de onde foi recolhida a amostra se situa no
intervalo [60.5%, 66.5%].
Campos de aplicação
"Os campos de aplicação da Estatística são muitos e
os mais variados."
Estudos de
mercado
O gerente de uma fábrica de
cafeteiras pretende lançar um
novo produto, pelo que, encarrega
uma empresa especialista em
estudos
de
mercado
para
"estimar" a percentagem de
potenciais
compradores
desse
produto
Medicina
Pretende-se estudar o efeito de
um novo medicamento para curar
determinada doença. É selecionado
um grupo de 20 doentes,
administrando-se
o
novo
medicamento a 10 desses doentes
escolhidos
ao
acaso
e
o
medicamento
habitual
aos
restantes
Controle de Qualidade
O administrador de uma fábrica de parafusos
pretende assegurar-se de que a percentagem de
peças defeituosas não excede um determinado valor,
a partir do qual determinada encomenda poderia ser
rejeitada.
Pedagogia
Um conjunto de pedagogos desenvolveu
uma técnica nova para a aprendizagem da
leitura, na escola primária, a qual,
segundo dizem, encurta o tempo de
aprendizagem relativamente ao método
tradicional.
“Matemática, estatística, exposição de idéias e português
são conhecimentos necessários, mas eu classificaria essas
matérias como ferramentas para a solução de problemas,
ferramentas que ajudam a pensar. “
Stephen Kanitz
Obrigada pela
Download

Exemplo