GT SOBRE AVALIAÇÃO DO CURSO DE
PEDAGOGIA: QUESTÕES NORTEADORAS
“ Era uma vez Uma rainha que vivia em um grande castelo.
Ela tinha uma varinha mágica que fazia as pessoas bonitas
ou feias, alegres ou tristes, vitoriosas ou fracassadas.
Como todas as rainhas,ela também tinha um espelho mágico.
Um dia, querendo avaliar sua beleza, também ela perguntou
ao espelho:
- Espelho, espelho meu, existe alguém mais bonita do que eu?
O espelho olhou bem para ela e respondeu:
- Minha rainha, os tempos estão mudados. Esta não é uma
resposta assim tão simples. Hoje em dia, para responder a sua
pergunta eu preciso de alguns elementos mais claros.
Atônita, a rainha não sabia o que dizer. Só
lhe ocorreu lhe perguntar:
- Como assim?
-Veja bem, respondeu o espelho.
Em primeiro lugar, preciso saber
porque a Vossa Majestade fez essa
pergunta, ou seja, o que pretende
fazer com a minha resposta.
Pretende apenas levantar dados
sobre o seu ibope no castelo?
Pretende examinar seu nível
de beleza, comparando-o com o
de outras pessoas, ou sua
avaliação visa ao
desenvolvimento de sua
própria beleza, sem nenhum
critério externo?
-É uma avaliação
considerando a norma ou
critérios predeterminados? De
toda forma, é preciso, ainda,
que a Vossa Majestade me
diga se pretende fazer
classificação dos resultados.
Depois, ainda tem o
seguinte , continuou o
espelho:
-Como vou fazer essa
avaliação?
-Devo utilizar análises
continuadas?
-Utilizo a observação?
E continuou o espelho:
-Além disso, eu preciso que a Vossa Majestade
me defina com que bases devo fazer essa
avaliação. Devo considerar o peso, a altura,
a cor dos olhos, o conjunto? Quem devo
consultar para fazer essa análise?
Por exemplo: se consultar somente os
moradores do castelo, vou ter uma resposta;
por outro lado, se utilizar parâmetros
nacionais, poderei ter outra resposta.
-Entre a turma da copa ou mesmo
entre os anões, a Branca de Neve
ganha estourado. Mas, se
perguntar aos seus conselheiros,
acho que minha rainha terá o
primeiro lugar.
Finalmente, concluiu o espelho:
-Será que estou sendo justo?
Tantos são os pontos a
considerar...”
Adaptado de Utilization-Focused Evaluation.
Londres, Sage Pub., 1997, de Michel Quinn
Patton).
UM CONTO SOBRE AVALIAR...
concepção de Avaliação
complexidade da avaliação
critérios de avaliação
função da avaliação
sujeitos envolvidos
QUAIS AS CONCEPÇÕES NORTEADORAS DO PROJETO PEDAGÓOGICO
DO CURSO DE PEDAGOGIA?
POR QUE AVALIAR O CURSO DE PEDAGOGIA?
COMO DESENCADEAR ESSE PROCESSO DE AVALIAÇÃO? A PARTIR DE
QUAIS CRITÉRIOS? DE QUAIS INDICADORES?
QUE CONCEPÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA DEVE NORTEAR A
AVALIAÇÃO DESSE CURSO?
Uma avaliação institucional que vise à transformação e ao
aperfeiçoamento do CEDU pressupõem alguns princípios:
Avaliação total e
coletiva da
instituição –
globalidade
Continuidade
Respeito à
identidade da
instituição
Não punição/ Não
premiação
Unidade de
linguagem
Legitimidade
Competência
técnicometodológica
Meta de todos: definir a nossa proposta teóricometodológica de avaliação, considerando:
A concepção norteadora de avaliação e de
Formação de Pedagogos;
Objetivos do Curso de Pedagogia do CEDU-UFAL;
Perfil do Licenciado em Pedagogia;
Eixos Formativos;
Dimensões e Indicadores de avaliação
(PORTARIA MEC No 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 ).
Dimensões e Indicadores para avaliação de um
curso (MEC)
Infraestrura
Docente
Pedagógica
Dimensão Pedagógica
Se avalia a dimensão didático- pedagógica do curso,
considerando indicadores como:
perfil do egresso, objetivos do curso, metodologias
empregadas, matriz curricular, conteúdos curriculares,
coerência da bibliografia, relação teoria-prática, integração com
os sistemas públicos de ensino (parceria com atividades de
estágios, pesquisa e extensão), atendimento ao discente e
auto-valiação do curso.
Dimensão Docente
Se avalia o corpo docente do curso, considerando os
indicadores:
Composição do corpo docente, titulação e formação acadêmica dos
professores e coordenação do curso;
Experiência em docência (educação básica e educação superior) de
todos os professores;
Regime de trabalho dos professores (20, 40 horas/ DE/ Substituto…)
Produção científica dos professores;
Número de disciplinas e alunos (de acordo com o número de vagas),
por docente;
Dimensão Infraestrutura
Se avalia as instalações físicas para o funcionamento do curso, considerando
os indicadores:
Sala para professores e reuniões;
Gabinetes de trabalho para os professores;
Salas de aula;
Acesso dos alunos à informática;
Registros Acadêmicos;
Acervo de livros e periódicos (bibliografia básica e bibliografia
complementar);
Sistema de Informatização da Biblioteca;
Ambientes para estudos individuais dos alunos;
Brinquedoteca;
Outros laboratórios de ensino;
Download

Apresentacao GT Semana de Pedagogia