22 DE FEVEREIRO DE 2015
CRIAÇÃO
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
HOMEM E MULHER
A FAMÍLIA DO
QUEDA
CAIM E ABEL
PARAÍSO
Dê olho na Bíblia
Estamos estudando o livro do Gênesis (= no princípio). O escritor
mais aceito pelos estudiosos é Moisés, tendo escrito o livro viajando no
deserto, cerca de 1400 a. C. O objetivo do livro é revelar a verdade sobre
Deus e seu relacionamento com os seres humanos. Nos primeiros 2
capítulos encontramos Deus e a criação. Interessante que o livro começa
com “No princípio Deus criou” e não com Deus era glorioso e eterno, ou
Deus era cheio de beleza e amor. Ele criou, Ele fez algo. Logo, no princípio
Deus foi trabalhar. Após analisar os capítulos 1 e 2 do Gênesis o que
podemos deduzir acerca da criação a respeito de Deus, os seres humanos
e a Criação?
IPB - JAÚ
“Ao Senhor
pertence a terra e
tudo o que nela se
contém, o mundo e
os que nele
habitam.”
(Salmo 24.1)
!1
22 DE FEVEREIRO DE 2015
DEUS
Eterno - sempre
existiu
Único - não existem
outros
deuses
(politeísmo).
Pessoal - não se trata
de uma “força" ou
“poder”, sem recorrer
a
mecanismos
independentes, mas
Deus criou tudo
pessoalmente.
To d o - P o d e r o s o onipotente - criou
tudo o que existe a
partir do nada.
Espiritual - não é
parte da criação física
e, portanto, não está
limitado a ela.
Relacional - deseja
ser conhecido pelos
seres humanos.
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
SERES HUMANOS
Formados à imagem
de Deus - diferente
dos animais.
Homem e Mulher sementes
da
humanidade. A mulher
é “auxiliadora" do
homem,
não
subordinada.
Criados
para
trabalhar - o trabalho
não é consequência
do pecado, mas dom
de Deus.
Guardiões
da
Criação - somos
capacitados para
proteger a criação.
Relacional - fomos
criados para nos
relacionar uns com os
outros e com Deus.
IPB - JAÚ
A CRIAÇÃO
Boa - foi feita para
ser desfrutada e não
evitada (ela não é
maligna).
Planejada - não
aconteceu “por
a c a s o ” , m a s fi
p r o j e t a d a
cuidadosamente por
Deus.
Finita - imensa,
porém possui limites.
Embora criada por
Deus, não deve ser
confundida com
Deus.
Possui
um
proprietário pertence a Deus e
não aos seres
humanos. Logo, deve
ser respeitada.
Fértil - plantas e
animais foram
criados para se
reproduzirem.
Dependente - não
vive por si mesma.
Necessita ser
cultivada e protegida.
!2
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
Dê olho na História
A localização do Éden é algo curioso também. Vamos transcrever o texto de Gênesis 2.
10-14.
E saía um rio do Éden para regar o jardim; e dali se dividia e se
tornava em quatro braços.
11 O nome do primeiro é Pisom; este é o que rodeia toda a terra
de Havilá, onde há ouro.
12 E o ouro dessa terra é bom; ali há o bdélio, e a pedra
sardônica.
13 E o nome do segundo rio é Giom; este é o que rodeia toda a
terra de Cuxe.
14 E o nome do terceiro rio é Tigre; este é o que vai para o lado
oriental da Assíria; e o quarto rio é o Eufrates.
10
Os rios Pisom e Giom não são conhecidos nos dias de hoje, no entanto Tigre e Eufrates sim.
Assim, é possível ter uma idéia da localização do Éden. Veja os mapas acima.
IPB - JAÚ
!3
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
Todo autor quando escreve um livro está inserido num contexto. Moisés estava vivendo
num mundo em que o politeísmo reinava em todos os povos vizinhos. Deste modo, quando
olhamos para o livro de Gênesis, não devemos buscar um tratado científico sobre a origem do
mundo, mas como já mostrado acima, devemos buscar a essência sobre a visão de Deus, a
natureza dele, sua relação com homem e com o universo.
Panorama Geral
Podemos dividir o livro do Gênesis em 4 eventos e 4 pessoas.
1. Criação - Gênesis 1 e 2
1. Abraão - Gênesis 12 a 25
2. Queda - Gênesis 3 a 5
2. Isaque - Gênesis 26
3. Dilúvio - Gênesis 6 a 9
3. Jacó - Gênesis 27 a 36
4. Povos (Babel) - Gênesis 10 e 11
4. José - Gênesis 37 a 50
Até o capítulo 11 os historiadores cristãos datam estes 4 eventos dentro do período de
4004 a 2090 a. C. A partir do capitulo 12 começa a história do povo hebreu.
Estas 4 pessoas viveram dentro do período de 2090 a 1800 a. C. Deste modo, após 300
anos, em 1500 a. C. surge Moisés, autor deste livro.
IPB - JAÚ
!4
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
Fatos e Pessoas
Olhando para a família do paraíso, temos como personagens principais: Deus, Adão, Eva,
Serpente, Caim, Abel e Sete.
O capítulo 3 retrata sobre a queda do homem. Quando a serpente conversa com Eva, ela
apela à 3 características do fruto. Vide o quadro azul. Vale lembrar as tentações de Cristo no
deserto (Mateus 4. 1-11). Vide o quadro verde.
1. Agradável ao paladar
1. Fome x Paladar
2. Atraente aos olhos
2. Olhos x Precipício
3. D e s e j á v e l
de
obter
3. Desejo x Adoração
conhecimento
Vemos que Adão e Eva cederam a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos
bens (vide 1 João 2. 16). No entanto, Jesus, nosso segundo Adão, soube responder a cada ponto
mostrando sua completa dependência e submissão ao Senhor.
1. “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que
procede da boca de Deus."
2. "Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus."
3. “Retire-se, Satanás! Pois está escrito: Adore o Senhor, o seu
Deus, e só a ele preste culto."
A Serpente nos originais hebraicos é chamada de ARUN. Deste modo, quando homem e
mulher comeram do fruto, a partir daí não ornavam mais com o paraíso, mas com a serpente,
sendo chamados de ARUMIN (hebraico = desnudos). Logo, percebendo que estavam nus
pegaram folhas de figueira para se cobrirem, tentando ornar novamente com o paraíso. Quando
Deus encontra Adão e lhe pergunta sobre o que acontecera, Adão se livra da responsabilidade e da
culpa e transfere para a mulher e para Deus. Deste modo, diante do ocorrido Deus expulsa Adão e
Eva do paraíso para que não comam o fruto da Árvore da Vida e fiquem eternamente em pecado.,
sendo portanto enviados para o mundo para cultivar a terra.
Aqui começa a história dos filhos desta família: Caim e Abel. Caim agricultor e Abel pastor
de ovelhas. Ambos trouxeram oferta ao Senhor, mas Deus preferiu a oferta de Abel. Diante disto,
Caim foi tomado de ira e assassinou seu irmão. Assim, Deus colocou um sinal sobre Caim para
que o mesmo não fosse morto, e toda terra que cultivasse não lhe daria fruto. Caim afastou-se da
presença de Deus e foi viver na terra de Node, a leste do Éden. Os descendentes de Caim
moravam em tendas e criavam rebanhos. Também fabricavam todo tipo de ferramentas de bronze
IPB - JAÚ
!5
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
e de ferro (surgiram os metalúrgicos), assim como tocavam harpa e flauta (surgiram os músicos).
Apesar de alguns buscarem agradar a Deus, todavia, a inclinação para o pecado continua,
sobretudo com um homem chamado Lameque (vide Gn 4. 23-24). Muitos ainda continuavam a
escorregar para a trilha da rebeldia. Todos que vieram depois de Adão e Eva enfrentam a mesma
escolha: obedecer ou desobedecer à palavra de Deus.
Por fim, eis que Eva deu a luz à outro filho no lugar de Abel, visto que Caim o matou: Sete
e deste nasceu um filho , a quem deu o nome de Enos. Nessa época começou-se a invocar o nome
do Senhor.
O que tudo isso tem a ver com minha
família?
Vamos começar com a atitude de Adão e Eva. É preciso fazer a seguinte pergunta: O que é
pecado? É simplesmente desobedecer a Deus? A resposta é não!!!
Pecado é o ser humano aceitar a idéia que ele é autosuficiente, que apenas ele mesmo se basta. É quando a criatura
vira as costas para seu criador. Este é o plano do Diabo. Lúcifer
não recruta ninguém para o seu time, pois sabe que o ser humano
é inteligente suficiente para querer ser imagem e semelhança de
Deus e não de Satanás. No entanto, sendo astuto ele apela para
que cada ser humano olhe apenas para o seu ego. Que dê atenção
apenas às suas próprias vontades e desejos. Que cada um se torne
um EGO ABSOLUTO. Foi o que aconteceu com o rei Saul, quando
decidiu ouvir apenas a sua própria voz e não ouvir mais a voz de
Deus (1 Sm 16.14).
Pecado é um grito
de independência
do ser humano
dizendo: “Deus,
eu não preciso de
você!!!"
Você e eu, somos inclinados ao pecado, a sermos auto-suficientes. Por isso é preciso que
morra o Adão que existe em nós, e nasça um segundo Adão, Jesus Cristo (Ef 2. 1-5).
"Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo,
segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora
opera nos filhos da desobediência;
Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos
da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos
pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os
outros também.
Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito
amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas
ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois
salvos)"
IPB - JAÚ
!6
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
Na história de Caim e Abel, notamos algumas situações presentes também em nossa vida.
Em primeiro lugar é importante perceber que quando Caim traz sua oferta a Bíblia diz que Deus
não aceitou Caim e sua oferta, mas Deus aceitou Abel e sua oferta. Ou seja, o aceitar ou não está
relacionado não somente a oferta em si, mas principalmente ao coração de cada um e sua atitude.
Caim traz algo que é fruto da sua obra, do seu trabalho para ofertar; já Abel traz algo sacrificado
(com derramamento de sangue) e o melhor daquilo que tinha (“as partes gordas”do seu rebanho).
Repare que Abel entendeu que depois do pecado, tudo que fosse entregue a Deus como
oferta de adoração era necessário sacrifício, derramamento de sangue, como Deus o fizera quando
utilizou de pele de animais para cobrir a nudez, a vergonha do pecado de Adão e Eva. Assim, a
partir do pecado é necessário que haja derramamento de sangue e sacrifício
para chegar até
Deus, até que se chegue o Cordeiro de Deus que tirará o pecado do mundo, este é Jesus.
Quando Caim tem sua expectativa frustrada sua decisão é pela ira, pela fúria e permitindo
que o pecado o domine. Foi assim que foi levado a assassinar seu irmão Abel.
“Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba
que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas
você deve dominá-lo” - Gênesis 4. 6
Aqui cabe lembrar que somos miseráveis e que somos escravos do pecado.
"Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero,
esse pratico.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o
pecado que habita em mim."
(Romanos 7.19-20 )
Por isso é importante lembrarmos que para nos mantermos livres do pecado é preciso
buscar a Deus todos os dias em nossas casas, seja em oração, na leitura da Bíblia ou na Igreja.
"E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é
luz, e nele não há trevas nenhumas.
Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos nas trevas,
mentimos, e não praticamos a verdade;
mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns
com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo
pecado.
¶ Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós
mesmos, e a verdade não está em nós.
Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar
os pecados e nos purificar de toda injustiça.
Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a
sua palavra não está em nós."
(1 João 1. 5-10)
IPB - JAÚ
!7
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
Momento Hagah - Meditação
1. Como anda sua vida? Quem dirige suas decisões? Você
mesmo? Ou Jesus?
2. Qual o seu relacionamento com Deus? Você tem ofertado
o melhor de sua vida a Deus como Abel? Ou a sua oferta é
como a de Caim?
Releia Gênesis
capítulos 1- 4.
Leia Gênesis 5 a 11
para a próxima aula.
3. Qual sua atitude quando você fica frustrado com suas
expectativas em relação a Deus? O pecado te domina?
Curiosidades
Você já se perguntou de onde veio o Carnaval?
Tem usa origem no culto egípcio a Ísis (deusa romana casada com
Osíris, deus egípcio condutor das almas para o inferno) onde os
“lupercais" = sacerdotes de PAN (deus das guerras que tocava flauta)
tocavam para o povo dançar, e aproveitavam para fazer os
“saturnais”(cultos a Saturno) - festas de libertinagem associadas ao culto
ao deus Dionísio (deus do vinho - representado por um homem gordo
rodeado de belas mulheres). Já em Roma, esse deus era chamado de Baco
e as festas com o culto chamavam-se “bacanais”. Essas festas eram realizadas no início do ano
para comemorar as vitórias dos soldados nas guerras do ano anterior. Na idade Média, passou a
ser chamada de “Festa dos Inocentes” ou dos “Doidos”(veja o filme “O Corcunda de Notre
Dame”). Na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C, através da qual os gregos realizavam seus
cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Passou a ser uma
comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C..3 antes da Quaresma. É um período de
festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. Como o Domingo de Páscoa ocorre
no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera
(no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a Sexta-Feira da Paixão é a
que antecede o Domingo de Páscoa, então a Terça-Feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da
Páscoa. A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela
Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de
privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a
Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "Carnaval" está, desse modo,
relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles",
que, acabou por formar a palavra "Carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e
"valles" significa prazeres. Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem
a Quarta-Feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes
dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira (Terça-Feira Gorda, também conhecida
pelo nome francês Mardi Gras).7 O termo mardi gras é sinônimo de Carnaval. O Carnaval da
Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia, bebia e participava de alegres
celebrações e busca incessante dos prazeres. O Carnaval prolongava-se por sete dias nas ruas,
IPB - JAÚ
!8
22 DE FEVEREIRO DE 2015
EM BUSCA DA FAMÍLIA NA CAMINHADA BÍBLICA
praças e casas da Antiga Roma, de 17 a 23 de dezembro. Todas as actividades e negócios eram
suspensos neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária para fazer o que quisessem
e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por
brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas (Saturnalicius princeps) e as tradicionais fitas de lã
que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno eram retiradas, como se a cidade o convidasse
para participar da folia. No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de
carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao
caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e
progressivamente a festa foi tomando o formato atual. Sobre a origem da palavra, não há
unanimidade entre os estudiosos. Há quem defenda que a palavra Carnaval deriva de carne vale
(adeus carne!) ou de carne levamen (supressão da carne). Esta interpretação da origem
etimológica da palavra leva-nos, indubitavelmente, para o início do período da Quaresma, uma
pausa de 40 dias nos excessos cometidos durante o ano, excessos esses que incluem, segundo a
religião católica, a alimentação. Assim, a Quaresma era, na sua origem, não apenas um período de
reflexão espiritual como também uma época de privação de certos alimentos como a carne.
Versículo da semana - “Encucar…"
“Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos
desejos do seu coração.”
(Salmo 37.4)
Referências Bibliográficas
1. Bruce Wilkinson - Talk Thru the Bible - 2002
2. Bíblia de Estudo facilitado - Philip Yancey e Tim Stafford
3. Mike Beaumont - Guia Prático da Bíblia
4. Sociedade Bíblica do Brasil - Manual Bíblico SBB - 2a Edição Revisada
5. Sue Graves; Sociedade Bíblica do Brasil - O que é a Bíblia? Uma introdução ao Livro da
Fé Cristã.
6. Pregação Pastor Ed René Kivitz (Igreja Batista de Agua Branca IBAB) — Gênesis - parte 4 e 5.
7. Guia Fácil para Entender a Bíblia - Larry Richards.
IPB - JAÚ
!9
Download

do Material - Igreja Presbiteriana de Jaú