Conhecimentos, Atitudes e
comportamentos em relação ao HIVSIDA nas Escolas Secundárias: um
estudo comparativo entre as cidades de
Maputo, Beira e Lichinga em
Moçambique
Benvindo Felismino Samuel Maloa
Instituições que alojaram o projecto
• Universidade Pedagógica de Moambique. Faculdade de
Ciências da Educação e Psicologia e Universidade
Federal da Bahia, Brasil, Instituto de Psicologia
Papel das instituições:
 Ensino
 Pesquisa
 Estensão
Objectivos do Projecto
 Analisar conhecimentos, atitudes e comportamentos em
relação ao HIV SIDA nos alunos das escolas
secundarias das cidades de Maputo, Beira e Lichinga.
Local de Implementação
 Maputo, Beira e Lichinga
Desafios e constrangimentos
 Realizar pesquisas que abranjam outros nives
escolares,
 Falta de retorno de alguns instrumentos de coleta de
dados,
 Uma certa demora no desembolso dos fundos.
Justificativa
Moçambique situa-se na região mais
afetada pelo HIV-AIDS do mundo, África
subsaariana não é exceção.
Mundo: PVHIV, 2012 (adultos e crianças)
Europa OcidentalEuropa Oriental e Ásia
Central
860 Mil
1.3 Milhão
América do Norte
1.3 Milhoes
Norte de África e Médio
Caraíbe
Oriente
260 Mil
250 Mil
América Latina
1.5 Milhões
África Sub-Sahariana
25. Milhões
Ásia Oriental e Pacífico
880 Mil
Ásia (sul e Sudeste)
3.9 Milhões
Oceania
51 Mil
Total: 35.3 milhões
(69% PVHIV estão na África subsaariana )
Fonte, UNAIDS, 2013
Mundo: Novas infecções do HIV, 2012
(adultos e crianças)
Europa OcidentalEuropa Oriental e Ásia
Central
29 Mil
130 Milhão
América do Norte
48 Mil
Norte de África e Médio
Caraíbe
Oriente
32 Mil
12 Mil
América Latina
86 Mil
África Sub-Sahariana
1.6 Milhões
Ásia Oriental e Pacífico
81 Mil
Ásia (sul e Sudeste)
270 Milhões
Oceania
2100
Total: 2.3 milhões
(+60% Novas infecções foram na África subsaariana )
Fonte, UNAIDS, 2013
Mundo: Falecidos, 2012 (adultos e crianças)
Europa OcidentalEuropa Oriental e Ásia
Central
7600
91000
América do Norte
20000
Norte de África e Médio
Caraíbe
Oriente
17000
11000
América Latina
52000
África Sub-Sahariana
1.2. Milhões
Ásia Oriental e Pacífico
41000
Ásia (sul e Sudeste)
220000
Oceania
1200
Total: 1.6 milhões
(+69% mortes foram na África subsaariana )
Fonte, UNAIDS, 2013
Prevalência da Infecção por HIV em
Mulheres e Homens dos 15-49 Anos em
Percentagem Mocambique, 2009 (INSIDA, 2010)
13,1
11,5
9,2
Mulheres
Homens
Total
O Programa Geração Biz
Implementado em 1999.
A meta do programa é melhorar a saúde
sexual e reprodutiva de adolescentes,
incluindo a redução na incidência de
gravidez precoce,Infecções de
Transmissão Sexual e HIV dentro deste
grupo populacional.
O Problema de Pesquisa
 Considerando que as atitudes são disposições
favoráveis ou não favoráveis em relação aos
diversos objetos atitudinais, em que medida
podem ser identificadas diferenças nas atitudes
frente a AIDS dos alunos das três cidades
Maputo, Beira e Lichinga, nas escolas onde o
Programa Geração Biz foi implementado,
quando comparadas com os alunos de escolas
nas quais ainda não ocorreu a implementação
do dito programa? Também serão encontradas
diferenças no âmbito comportamental e no grau
de conhecimento?
Objetivos
O objetivo central deste estudo é
compreender as atitudes, conhecimentos
e comportamentos dos alunos das
cidades de Maputo, Beira e Lichinga face
ao HIV/AIDS, nas escolas secundárias
onde o programa de sensibilização
Geração BIZ está sendo implementado e
em outras onde não está sendo
implementado.
As atitudes
Organização duradoura de crenças e
cognições, em geral dotada de carga
afetiva pró ou contra um objeto social
definido.
(Rodrigues, 2007)
 O interesse do estudo das atitudes: predizer o
comportamento.
Estudo de Lapière, 1935. mostra a
incongruência entre atitudes e
comportamentos.
Rodrigues, 2007; Leyens & Yzerbyt, 2004
o conhecimento antecipado das atitudes de
uma pessoa permite prever com uma
certa probabilidade o seu comportamento
futuro.
Relação entre atitude e comportamento
pode ser de
– coerência: pessoas que são favoráveis ao
uso do preservativo, nas suas práticas
sexuais usam o preservativo;
– incoerência: a pessoa é a favor do
preservativo, mas não utiliza nas suas
práticas sexuais (Bárbara, Sachetti &
Crepaldi, 2005).
Método
Participantes
362 alunos
157 homens
205 mulheres
Idade mínima 12 anos
Idade máxima 27 anos
Idade media 17, desvio padrão 2.7
Instrumentos de coleta de dados
 a) Questionário sócio-demográfico;
 b) Questionário de medida de conhecimento da
informação cientifica da AIDS (Camargo e
colaboradores, 2005);
• 1- sim; 2- não; 3- estou em duvidas.
 c) Escala de atitudes frente a AIDS (Moriya e
colaboradores, 1994);
• 1- concordo totalmente; 2- concordo em parte; 3estou em dúvida;
4- discordo em parte; 5discordo totalmente
 d) Questionário de intenção comportamental frente ao
HIV-AIDS;
Procedimentos
Foram estabelecidos contatos com o
Ministério da Educação e Cultura de
Moçambique, no sentido de oficializar a
intenção de conduzir pesquisa nas
escolas secundárias, bem como colher
informações acerca do Programa Geração
BIZ.
Critérios para análise dos dados
 O 1º fator a analisar será a região, (Maputo, Beira e
Niassa), o 2º a adoção do Programa geração BIZ .Os
dados serão tratados pela estatística descritiva e
inferencial, nos seguintes termos:
 a) Obtenção da média e desvio-padrão do nível de
conhecimento, atitudes e comportamentos;
 b) Comparação das médias do nível de conhecimento,
atitudes e comportamentos.
Análise dos dados
Grau de conhecimento acerca do
HIV/AIDS
Média e desvio- padrão no grau de
conhecimento em relação ao HIV/AIDS
por cidade
Média e desvio- padrão no grau de
conhecimento em relação ao HIV/AIDS,
por implementação do programa
Geração BIZ
Atitudes em relação ao
HIV/AIDS
Média e desvio- padrão nas Atitudes em
relação ao
HIV/AIDS por cidades
Média e desvio-padrão das Atitudes em
relação ao
HIV/AIDS por Implementação do
programa
Comportamentos em relação ao
HIV/AIDS
Média e desvio-padrão nos
Comportamentos em relação ao
HIV/AIDS por cidades
Média e desvio-padrão nos
comportamentos em relação ao
HIV/AIDS por Implementação do
programa
Resultados
 H1 Corroborada parcialmente, apenas na dimensão correr
risco de infecção no QCRAIDS, os alunos da Beira
obtiveram medias elevadas, ao contrario do que se
esperava na EAFAIDS, os alunos de Maputo obtiveram
medias mais elevadas na dimensão atitude negativa em
relação aos soropositivos;
 H2 Corroborada parcialmente, apenas na dimensão meios
de transmissão, no TCCAIDS, os alunos que participam
nas ações de sensibilização obtiveram medias elevadas,
ao contrario do que se esperava os alunos que participam
nas ações de sensibilização obtiveram médias mais
elevadas na dimensão atitudes negativas em relação aos
Soropositivos na EAFAIDS, assim como na dimensão
correr risco de infecção pelo vírus no QCRAIDS.
Utilidade para a pesquisa
 Abre possibilidade para novas pesquisas, uma vez que
abrangeu apenas algumas cidades,
 Foi validade a EAFAIDS para o contexto mocambicano,
o que vai permitir que o instrumento seja usado para
outras pesquisas do genero,
 Ha possilidade de replicar o estudo em outros contextos
utilizando os instrumentos elaborados para a conducao
do presente estudo.
 Os resultados do estudo podem contribuir para o
melhoramento dos programas de intervencao face ao
HIV AIDS e outras enfermidades.
Obrigado
bfsmaloa@yahoo.com.br
Download

ApresentacaoSeminarioFNI2014BenvindoMaloa