PATENTES, DESENHOS INDUSTRIAIS, CONTRATOS, PROGRAMAS DE COMPUTADOR,
INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS
REVISTA DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL No 2011
21 de Julho de 2009
SEÇÃO I
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
Presidente
Luís Inácio Lula da Silva
MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR
Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
Miguel João Jorge Filho
INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL
PRESIDENTE
Jorge de Paula Costa Ávila
VICE-PRESIDENTE
Ademir Tardelli
CHEFE DE GABINETE
Josefina Sales de Oliveira
DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO E INFORMAÇÃO
TECNOLÓGICA
Sergio Medeiros Paulino de Carvalho
PROCURADORIA GERAL
Mauro Sodré Maia
DIRETORIA DE PATENTES
Carlos Pazos Rodrigues
DIRETORIA DE MARCAS
Terezinha de Jesus Guimarães
DIRETORIA DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA
Breno Bello de Almeida Neves
DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS
Julio Cesar Dutra De Oliveira
REVISTA DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL
Órgão Oficial do INSTITUTO NACIONAL DA
PROPRIEDADE INDUSTRIAL
Lei nº 5648, de 11.12.70 art. 9º e decreto nº 68.104, de
22.01.71, art. 24
SEDE DO INPI
MV - Mayrink Veiga nº 9, Centro - CEP: 20090-910
PM – Praça Mauá nº 7, Centro - CEP: 20081-240
Tel.: PABX (21) 2139-3000
PROCURADORIA
MV – 22º andar
Tel.: (21) 2139-3207
Fax: (21) 2139-3206
DIRMA – Diretoria de Marcas
MV – 27º andar
Tel.: (21) 2139-3217
Fax: (21) 2139-3347
Central de atendimento: (0XX-21) 2139-3158
DIRPA – Diretoria de Patentes
MV – 20º andar
Tel.: (21) 2139-3715
Fax: (21) 2139-3194
DIRTEC – Diretoria de Transferência de Tecnologia
Praça Mauá, nº 7 – 12º andar
Tel.: (21) 2139-3645, 2139-3115
Fax: (21) 2139-3175
DAS – Diretoria de Administração e Serviços
MV – 3º andar
Tel.: (21) 2139-3105, 2139-3123
Fax: (21) 2139-3228
DART - Diretoria de Articulação e Informação Tecnológica
MV – 27º andar
Tel.: (21) 2139-3130
Fax: (21) 2139-3529
DIVISÕES REGIONAIS
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
PARANÁ
Chefe: Renee Fernando Senger
e-mail: diregpr@inpi.gov.br
Rua Marechal Deodoro, 344, 16º andar
Edifício Atalaia, Centro, Curitiba - PR
CEP: 80010-909
Telefone: (41) 3322-4411
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
RIO GRANDE DO SUL
Chefe: Vera Lúcia de Seixas Grimberg
e-mail: diregrs@inpi.gov.br
Av. José de Alencar, 521 – Cobertura 902 – Bairro Menino
Jesus. Porto Alegre - RS - CEP: 90880-481
Telefone: (51) 3226-6909, 3226-6422, 3227-5886
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
SÃO PAULO
Chefe: Maria dos Anjos Marques Buso
e-mail: diregsp@inpi.gov.br
Rua Tabapuã, 41 - 4º andar - Itaim-Bibi
São Paulo - SP - CEP: 04533-010
Telefone: (11) 3071-3434, 3071-3433
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
REPRESENTAÇÕES E POSTOS AVANÇADOS
Acre
Responsável: Amoísio Severiano Freitas
Secretaria de Desenvolvimento Ciência e Tecnologia
BR-364, Km 5, Zona A – Setor 3 Lote “1-A” –
Distrito Industrial - Rio Branco/ Acre - CEP: 69.917-100
Tel./FAX : (68) 3229-6349, 3229-4259, 3229-5556
Horário de Atendimento: 8h às 12h
14h às 17h30
Alagoas
Responsável: Jarbas Agostinho dos Santos
Secretaria do Desenvolvimento Econômico
Av. Da Paz, N.1108 - Centro
Maceió /AL - CEP: 57022-050
Tel.: (82) 3315-1721, 3315-1719, 3315-1720
Horário de Atendimento: 8h às 16h30
Amapá
Responsável: Rosenilda Creuza Silva de Souza
Junta Comercial
Av FAB, 1610 – Centro
Macapá/ AP - CEP: 68906-030
Tel.: (96) 3225-8650
Fax: (96) 3225-8654
Horário de Atendimento: 7h30 às 13h30
Amazonas
Responsável: Aliete Velloso da Silva
SEPLAN – Secretaria do Estado de Planejamento e
Desenvolvimento Econômico
Rua Major Gabriel, 1870 – Praça 14 de Janeiro
Manaus /AM - CEP: 69060-060
Tel.: (92) 2126-1235, 2126-1200
Responsável: Éldia Lourenço de Melo
JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE GOIÁS
Rua 260 - Esquina 259 - Setor Universitário, Quadra 84, Lt.
5 à 8 Goiânia – GO CEP:74640-310
Tel.: (62) 3202-2246, 3202-2262, 3261-4833 Ramal: 279
Horário de Atendimento: 8h às 18h
Maranhão
Responsável: Déa Lourdes Furtado de Oliveira
Secretaria de Estado da Indústria e Comércio
Av. Carlos Cunha s/n° - sala 210
Edifício Nagib Haickel – Calhau/ MA - CEP: 65065-180
Telefone: (98) 3235-8546, ramais 28 e 29
Horário de Atendimento: após às 13h
Mato Grosso
Responsável: Guinara Arcanjo da Silva
Junta Comercial do Estado do Mato Grosso - JUSSEMAT
Av. Historiador Rubens de Mendonça, s/nº - CPA
Cuiabá/ MT - CEP: 78055-500
Tel.: (65) 3613-9557
Horário de Atendimento: 8h às 12h
14h às 16h30
Mato Grosso do Sul
Fechada Temporariamente
Responsável: Maria Urbana de Oliveira
Secretaria de Indústria e Comércio
Junta Comercial/MS
Rua Dr. Arthur Jorge, 1276 - Centro
Campo Grande/MS - CEP: 79070-020
Telefone: (67) 3316-4439, 3316-4429
Horário de Atendimento: 7h30 às 13h30
Pará
Responsável: Paulo Fernando Campos Maciel
SEDECT – Secretaria Estado de Desenvolvimento Ciência
e Tecnologia
Av. Presidente Vargas, 1020 – Campina
Belém /PA - CEP: 66017-000
Telefone: (91) 4009-2534, 4009-2531
Horário de Atendimento: 8h às 13h
14h às 16h
Responsável: Francisco Montandon Guilhermino
SEFA – Secretaria Estadual da Fazenda
Av. Mendonça Furtado, 2797 – Fátima
Santarém /PA - CEP: 68005-020
Telefone: (93) 3063-5634
Horário de Atendimento: 8h30 às 13h
Paraíba
Responsável: Aline Nascimento Duarte
Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico
Rua Feliciano Cisne n° 50 – Jaguaribe
João Pessoa/PB - CEP: 58015-570
Telefone: (83) 3208-3922, 3208-3923, 3242-2545/2729
Horário de Atendimento: 12h às 16h30
Pernambuco
Responsável: Gasparina Freire Castillo
e-mail: reinpi@oi.com.br
Universitária Federal de Pernambuco - UFPE
Av. Prof. Moraes Rego, 1235 – Campus Universitário
Bairro - Engenho do Meio
Recife/PE - CEP: 50670-920
Telefone: (81) 3453-8145, 3271-1223
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
BRASÍLIA
Chefe: Antonio Carlos Pereira Coelho
e-mail: diregdf@inpi.gov.br
SAS - Quadra 2, Lote 1/A
Brasília - DF - CEP: 70070-020
Tel. : (61) 3224-1114
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
BAHIA
Responsável: Flavio José Moreno
Rua Pedro R. Bandeira, 143 – 5º andar
Cidade Baixa – Salvador – Bahia
CEP: 40015-080
Tel.: (71) 3326-9597, 3242-5223
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
CEARÁ
Chefe: Alberto Moreira da Rocha
e-mail: diregce@inpi.gov.br
Rua Doutor Mário Martins Coelho, nº 36
Aldeota - Fortaleza - CE - CEP: 60170-280
Tel.: (85) 3261-1372, 3261-1695
Fax: (85) 3268-1495
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
Responsável: Isis Patrícia Motta
Av. Otávio Mangabeira, 6929 – Multi Shop Boca do Rio
CEP: 41715-000
Tel.: (71) 3281-4148
Horário de Atendimento: 8h às 16h30
Piauí
Responsável: Eliane Fatima Assunção Lima Souza
Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico
Rua Rui Barbosa, n° 805 – Centro – Central-Fácil/SEBRAE
Telefone: (86) 3216-3000 ramal 1403
Horário de Atendimento: 7h30 às 13h30
Espírito Santo
Responsável: Edilamar Gonzaga
Rua Abigail do Amaral Carneiro, 191
Edifício Arábica – 3° andar – salas 312, 314 e 316
Enseada do Suá - Vitória - ES - CEP: 299055-907
Tel.: (27) 3235-7788
Fax: (27) 3315-9823
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
Rio Grande do Norte
Responsável: Kátia R. Maia
Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico
BR 101 - Km 94 - 1 º andar - Lagoa Nova
Natal /RN - CEP: 59064-901
Telefone: (84) 3232-1723
MINAS GERAIS
Chefe: Rafael Jardim Goulart de Andrade
Avenida Amazonas nº 1.909
Santo Agostinho - Belo Horizonte - MG - CEP: 30180-002
Tel.: (31) 3291-5614, 3291-5623
Fax: (31) 3291-5449
Goiás
Rio de Janeiro
Responsável: Eliane Taveira
Representações e Postos Avançados
ASSINF – Av. Alberto Braune, nº 111 Térreo
Nova Friburgo/RJ - CEP: 28613-001
Telefone: (22) 2522-1145, 2522-8452
Horário de Atendimento: 10h às 16h
Responsável: Ledio Ferreira
Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis
Rua Irmãos D’Angelo, nº 48 – 7º andar
Petrópolis/RJ - CEP: 25685-330
Telefone: (24) 2237-1101
Horário de Atendimento: 9h às 11h
13h às 18h
Rondônia
Responsável: Elismarcia da Silva de Oliveira
Av. Pinheiro Machado, nº 326 – Caiari
Porto Velho /RO – CEP: 78900-050
Telefone: (69) 3216-8603
Horário de Atendimento: 8h às 13h
13h às 18h
Roraima
Responsável: Cezar Augusto dos Santos Rosa Junior
Av. Jaime Brasil, 157 - Centro
Boa Vista/ RR - CEP: 69301-350
Tel.: (95) 2121-5370
SANTA CATARINA
Responsável: Roberto Mauro Leitão
Rua Felipe Schimidt, nº 515 – 11º andar – Ático - Centro
Florianópolis /SC - CEP: 88010-001
Tel.: (48) 3223-5227, 3223-4827
Fax.: (48) 3223-4827
Horário de Atendimento: 10h às 16h30
Sergipe
Responsável: Dione Pujals
SEBRAE/SE
Av. Tancredo Neves, n° 5.500 – Bairro América
Aracajú /Sergipe – CEP: 49080-480
Tel.: (79) 2106-7751
PABX: (79) 2106-7700
Tocantins
Responsável: Aitimem Salim
Secretaria da Indústria e Comércio do Estado doTocantins
Esplanada das Secretarias - Praça dos Girassóis, snº Palmas /TO - CEP: 77003-900
Telefone: (63) 3218-2032
Horário de Atendimento: 8h às 12h
14h às 18h
Esta Publicação é de responsabilidade da Coordenação
Geral Modernização e Informática
Telefone: (21) 2139-3447
Índice Geral
RPI 2011 de 21/07/2009
Comunicados
5
Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
-
Presidência do INPI
11
DIRETORIA DE PATENTES
Pedidos de Patentes não anuídos pela ANVISA
13
Exame Formal Preliminar – Índice Remissivo por Depositante
-
Exame Formal Preliminar – Índice Numérico Remissivo
-
Exigências Decorrentes do Exame Formal Preliminar
-
Tabela de Códigos de Despachos e Códigos INID de Pedidos, Patentes (incluindo as de MI/DI
expedidas na vigência da Lei 5772/71) e Certificados de Adição de Invenção
15
Tabela de Códigos de Despachos de Pedidos e Patentes (incluindo as de MI/DI expedidas na
vigência da Lei 5772/71) - Período de Transição (Lei 5772/71)
21
Índice Numérico Remissivo de Pedidos, Patentes e Certificados de Adição de Invenção
23
Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos de Patente e de Certificado de
Adição de Invenção
25
Despachos Relativos a Pedidos, Patentes (incluindo as de MI/DI expedidas na vigência de
Lei 5772/71) e Certificados de Adição de Invenção
91
Pipeline - Publicação para Manifestação de Terceiros
-
Pipeline - Comunicação de Depósito e Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
107
Despachos Relativos a Pedidos e Patentes - Período de Transição (Lei 5772/71)
-
DIRETORIA DE CONTRATOS DE TECNOLOGIA E OUTROS REGISTROS
Tabela de Códigos de Despachos e Códigos INID de Pedidos e Registros de Desenho Industrial
109
Índice Numérico Remissivo de Pedidos e Registros de Desenho Industrial
111
Publicação de Desenhos Industriais
-
Despachos Relativos a Pedidos e Registros de Desenho Industrial
113
Tabelas de Códigos de Despacho em Contratos de Tecnologia e Outros Registros
115
Despachos em Contratos de Tecnologia e em Licença de Uso de Marca
117
Despachos em Registros de Programas de Computador
121
Despachos - Indicações Geográficas
-
PROCURADORIA
Estatísticas
127
Código Internacional de Países e Organizações
133
De conformidade com a Lei nº 5.648, de 11 de dezembro de 1970, esta é a publicação oficial do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, órgão vinculado ao Ministério do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, República Federativa do Brasil, que publica todos os seus atos, despachos e decisões relativos ao sistema de propriedade
industrial no Brasil, compreendendo Marcas e Patentes, bem como os referentes a contratos de Transferência de Tecnologia e assuntos correlatos, além dos que dizem respeito
ao registro de programas de computador como direito autoral.
As established by Law nº 5.648 of december 11, 1970, this is the official publication of the National Institute of Industrial Property, an office under the Ministry of Development,
Industry and Foreign Trade, Federative Republic of Brazil, which publishes all its official acts, orders and decisions regarding the industrial property system in Brazil, comprising
Trademarks and Patents, as well as those refering to Technology Transfer agreements and related matters, besides those regarding software registering as copyright.
D´après la Loi nº 5.648 du 11 décembre 1970, celle-si est la publication officielle de I'Institut National de la Propriété Industrielle, un office lié au Ministère du Développement, de
I’Industrie et du Commerce Extérieur, République Fédérative du Brésil, qui publie tous ses actes, ordres et décisions concernant le système de la propriété industrielle au Brésil,
y compris marques et brevets, aussi que ceux référents aux contracts de transfert de technologie et des sujets afférents, en outre que ceux se rapportant à l'enregistrement des
programmes d´ordinateur comme droit d'auteur.
Según estabelece la Ley nº 5.648 de 11 diciembre 1970, esta es la publicación oficial del Instituto Nacional de la Propiedad Industrial, oficina vinculada al Ministerio del
Desarrollo, Industria y Comercio Exterior, República Federativa del Brasil, que publica todos sus actos, ordenes y decisiónes referentes al sistema de propiedad industrial en
Brasil, comprendendo marcas y patentes así que los referentes a contractos de transferencia de tecnologia y asuntos corelacionados, además de los referentes al registro de
programas de ordenador como derecho de autor.
Laut Gezets Nr. 5.648 vom 11. dezember 1970, ist dies das Amtsblatt des Nationalen Instituts für gewerbliches Eigentum (INPI), eines Organs des Bundesministerium für
Entwicklung, Industrie und Aussenhandel, der Bundesrepublik Brasilien, welches alle Amtshandlungen, Beschlüsse und Entscheidungen über gewerbliches Eigentum in
Brasilien, einschliesslich Warenzeichen und Patente, ebenso wie auch Übertragunsvertrage von Technologie und Computerprogramme als Urheberrecht veroffentlicht.
Comunicados
RPI 2011 de 21/07/2009
Comunicados
RPI 2011 de 21/07/2009
INSTRUÇÕES PARA OS
PAGAMENTOS E COMPROVAÇÃO
DAS RETRIBUIÇÕES.
Leia com atenção
1- Será desconsiderado qualquer procedimento cujo pagamento em cheque não tenha sido compensado
em tempo hábil.
2- Não serão aceitas fichas de compensação (guias) com rasuras em qualquer das vias.
3- Fichas de compensação (guias) recolhidas, originalmente, para determinado serviço não poderão ser
utilizadas para outra finalidade. O interessado deverá solicitar restituição do valor não utilizado.
4- O pagamento da retribuição deverá ser feito de acordo com a tabela vigente na data da publicação do
pedido ou ato a que se referir.
5- Alertamos sobre a mensagem constante nas fichas de compensação (guias) sobre a necessidade de
autenticação bancária das 2(duas) vias.
6- Solicitamos aos usuários que façam o recolhimento das guias de pagamento, preferencialmente, nas
agências do Banco do Brasil S/A.
COMPLEMENTO
7- No caso de Processo em tramitação, é obrigatório a menção do número do processo; data; código da
natureza do serviço e nome do interessado na guia de recolhimento
A ADMINISTRAÇÃO
RPI nº 2011 de 21/07/2009
INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL
COMISSÃO DE CONDUTA PROFISSIONAL
DOS AGENTES DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL
PORTARIA INPI/PR nº 402, de 22/09/08.
Processo nº
524.000
Denunciado
Decisão do
Presidente do INPI
0960/2003
Promark Marcas e Patentes ltda – API nº 1125
(Laurentino Oliveira de Paula – API nº
423/Milton Oliveira de Paula – API nº 425).
Arquivado
2941/2003
Sociedade Civil Braxil Ltda – API nº 1267
(Jefferson Candido de Oliveira – API nº
1451/Maisa Rita Aniceto Candido de Oliveira –
API nº 1504).
Arquivado
2588/2004
ABM – Assessoria Brasileira de Marcas Ltda –
API nº 1323 (Airson Quintino – API nº
526/Celso dos Santos – API nº 524/Marilene
Ferreira de Jesus Guimarães – API nº 541)
Arquivado
4616/2007
O Massaro Marcas e Patentes – API nº 689
(Roberto Massaro – API nº 690/Elaine Éster
Massaro – API nº 879).
Arquivado
2381/2008
ABM – Assessoria Brasileira de Marcas Ltda –
API nº 1323 (Airson Quintino – API nº
526/Celso dos Santos – API nº 524/Marilene
Ferreira de Jesus Guimarães – API nº 541).
Arquivado
COMUNICADO
RETIFICAÇÃO
Informamos que de acordo com as Leis
Municipais nº 16.007 e 16.008/05 e do
Decreto Municipal nº 9.907/72, que a
Prefeitura de Recife considerou feriado
religioso dias 16 e 17/07/09 consagrado
à Nossa Senhora do Carmo, padroeira
da cidade. Em conseqüência, não
haverá expediente na REINPI/PE.
COMUNICADO
Informamos que no dia 02/07/2009 é
feriado em Salvador. É comemorado o
dia da independência da Bahia, por
este motivo não houve expediente na
REINPI/BA.
COMUNICADO
Informamos que em virtude do Feriado
Estadual não houve atendimento na
DIREG-SP no dia 09/07/2009.
Representações e Postos Avançados
INPI - Presidência
RPI 2011 de 21/07/2009
NULIDADES E RECURSOS AO SR. PRESIDENTE DO INPI
DIRTEC
NULIDADES
(11) DI 6201731-4
(45) 10/12/2002
(73) Luis Kenji Ishida (BR/SP) ,
Lourenço Luis Carrieri (BR/SP)
(74) Darré & Moreira
Requerente: Galvanotek Embalagens
Ltda
O titular e o requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(11) DI 6501614-9
(45) 25/10/2005
(73) Giovanni Garboni (BR/RJ)
(74) Crimark Assessoria Empresarial
S/C LTDA
Requerente: Ricardo Machado Muniz
O titular e o requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela manutenção da
concessão do registro, para se
manifestarem no prazo comum de 60
(sessenta) dias.
(11) DI 6600271-0
(45) 09/05/2006
(73) Luciana de Fátima Miglioranzi
Cavini (BR/MG)
(74) Pedro Paulo Miglioranzi
Requerente: Brinquedos Bandeirante
S/A
A titular e a requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(11) DI 6604480-4
(45) 03/04/2007
(73) Giovanni Garboni (BR/RJ)
(74) Crimark Assessoria Empresarial
SC Ltda
Requerente: Ricardo Machado Muniz
O titular e o requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela manutenção da
concessão do registro, para se
manifestarem no prazo comum de 60
(sessenta) dias.
(11) DI 6701909-9
(45) 15/01/2008
(73) CARLOS ALBERTO BREANCINI
(BR/SC)
(74) SANTA CRUZ CONSULTORIA
EM MARCAS & PATENTES LTDA
Requerente: Henrimar Indústria
Comércio Serviço Ltda
O titular e a requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela manutenção da
concessão do registro, para se
manifestarem no prazo comum de 60
(sessenta) dias.
(11) DI 6701969-2
(45) 15/01/2008
(73) ISMAEL REIS (BR/MG)
Requerente: Adacir Pelinson
O titular e o requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(11) DI 6703321-0
(45) 01/04/2008
(73) DOMINGOS CAPORALE
(BR/RS)
(74) REGINA MAGRO POLETTO
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício
O titular deverá tomar conhecimento
do parecer técnico, que concluiu pela
nulidade do registro, para se
manifestar no prazo de 60 (sessenta)
dias.
(11) DI 6704262-7
(45) 21/10/2008
(73) Edson Donizette Alves Pereira
(BR/SP)
(74) Beerre Assessoria Empresarial
Ltda
Requerente: Valdir Aparecido Ferreira
Carneiro
O titular e o requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(11) DI 6704387-9
(45) 17/06/2008
(73) IVANIO ANGELO ARIOLI
(BR/RS)
(74) NORBERTO PARDELHAS DE
BARCELLOS
Requerente: Tabone Indústria e
Comércio de Plásticos Ltda
O titular e a requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(11) DI 6800033-2
(45) 24/06/2008
(73) RECKITT BENCKISER N.V.
(74) DI BLASI, PARENTE, VAZ E
DIAS & ASSOCIADOS LTDA
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício
A titular deverá tomar conhecimento
do parecer técnico, que concluiu pela
nulidade do regiatro, para se
manifestar no prazo de 60 (sessenta)
dias.
(11) DI 6802612-9
(45) 11/11/2008
(73) PEDRO LUIZ SOBREIRA
JUNIOR (BR/SP)
(74) CANNON MARCAS E
PATENTES LTDA
Requerente: Unilever Brasil Ltda
O titular e a requerente deverão tomar
conhecimento do parecer técnico, que
concluiu pela nulidade do registro,
para se manifestarem no prazo
comum de 60 (sessenta) dias.
(publicado na RPI 1955 de
24/06/2008).
DIRPA
DIRPA
RECURSOS
NULIDADES
(11) PI 0017421-1 B1 (45) 25/05/2004
(73) Paulo Sérgio Barci (BR/SP) ,
Valter Felipe Sicchieri (BR/SP) ,
(74) Eliane Sodré Pineschi
Requerente da Nulidade: EXAL
PROJETOS, INDÚSTRIA , Antonio
José de Almeida Meirelles (BR/SP)
COMÉRCIO E ASSISTÊNCIA
TÉCNICA LTDA.
Despacho: De acordo com o artigo
219 inciso II da LPI 9.279/96, a
petição de subsídio ao exame técnico,
018070070502 de 24/10/2007, é não
conhecida por não conter
fundamentação legal , ja que o prazo
de sua interposição se encerrou por
ocasião da decisão de primeira
instância.
DIRTEC
RECURSOS
(21) DI 6702229-4
(22) 02/05/2007
(44) 21/07/2009
(73) VIP ITALIA INDÚSTRIA E
COMÉRCIO DE COSMÉTICOS LTDA
(BR/PR)
(74) ADILSON GABARDO
Recurso conhecido e negado
provimento com base no Art. 2º,
parágrafo único da Resolução nº
116/2004. Mantida a decisão
(Publicada na RPI 1951 de
27/05/2008) pela não devolução do
prazo recorrida. Fica mantido
portanto, o arquivamento do pedido
(21) MU 8002322-3 U2
(22)
16/10/2000
(71) Globalpack Indústria e Comércio
Ltda. (BR/SP)
(74) ANTONIO MAURICIO PEDRAS
ARNAUD
Recorrente: O depositante.
Despacho: Tome conhecimento do
parecer técnico.
(21) PI 0001016-2 A2 (22) 08/03/2000
(71) IGT (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Recorrente: O depositante.
Despacho: Tome conhecimento do
parecer técnico.
(21) PI 0004181-5 A2 (22) 21/08/2000
(71) Rodrigo Cézar Kanning (BR/PR) ,
Ely Costa Cardona de Aguiar
(74) O próprio
Recorrente: O depositante.
Despacho: Tome conhecimento do
(BR/PR) , Luciano Alves Pereira
(BR/PR) , Cássio Daniel Valenga
Silvério (BR/PR) parecer técnico.
(21) PI 0011208-9 A2 (22) 12/05/2000
(71) Jeneric/Pentron Incorporated
(US) , Larry A. Lopez (US)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
Recorrente: O depositante.
Despacho: Tome conhecimento do
parecer técnico.
(21) C1 9604105-6 E2 (22) 19/12/2006
(61) PI9604105-6 14/08/1996
(71) Drebor Indústria de Artefatos de
Borracha Ltda. (BR/MT)
(74) IFEMP Instituto de Fomento
Empresarial Ltda
Recorrente: O depositante.
Despacho: Cumpra as exigências do
parecer técnico.
(21) PI 0008248-1 A2 (22) 18/02/2000
(71) Schlumberger Surenco, S.A. (PA)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia.
Recorrente: O depositante.
Despacho: Cumpra as exigências do
parecer técnico.
12 INPI – Presidência
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Patentes – DIRPA
Pedidos de patentes não anuídos pela ANVISA,
excluídos os que foram indeferidos ou arquivados
definitivamente pelo INPI
(Situação em 09/04/09)
PI 1100035-0
PI 1100039-2
PI 1100076-7
PI 1100133-0
PI 1100266-2
PI 1100533-5
PI 1100547-5
PI 1100663-3
PI 1100689-7
PI 1100756-7
PI 1100769-9
PI 1100950-0
PI 1100999-3
PI 1101002-9
PI 1101009-6
PI 1101051-7
PI 1101197-1
PI 9503036-0
PI 9503468-4
PI 9506272-6
PI 9506596-2
PI 9507494-5
PI 9507615-8
PI 9507618-2
PI 9508019-8
PI 9508151-8
PI 9508287-5
PI 9508664-1
PI 9509708-2
PI 9509819-4
PI 9509925-5
PI 9510533-6
PI 9601276-5
PI 9602626-0
PI 9603267-7
PI 9604878-6
PI9606845-0
PI 9607197-4
PI 9608082-5
PI 9608284-4
PI 9608799-4
PI 9609137-1
PI 9610153-9
PI 9611647-1
PI 9611838-5
PI 9611871-7
PI 9612750-3
PI 9612936-0
PI 9701686-1
PI 9701895-3
PI 9703500-9
PI 9706554-4
PI 9707368-7
PI 9710536-8
PI 9710686-0
PI 9710693-3
PI 9711339-5
14 INPI – Presidência
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Patentes - DIRPA
Tabela de Códigos de Despachos de Pedidos, Patentes
(incluindo as de MI/DI expedidas na vigência da Lei
5772/71) e Certificados de Adição de Invenção
RPI 2011 de 21/07/2009
1. Pedido Internacional
PCT/BR Designado ou Eleito
1.1
Notícias da Publicação Internacional
Comunicação da publicação internacional do
pedido internacional nos termos do Tratado de
Cooperação de Patente - PCT, aguardando o
início da fase nacional, folheto em idioma
original encontra-se à disposição dos
interessados no Banco de Patentes do INPI.
2. Depósito
2.1
1.1.1 Retificação
Retificação da notificação da publicação
internacional por ter sido efetuada com
incorreção.
1.2
1.2.1
Pedido Retirado
Comunicação da perda do efeito do pedido
internacional no Brasil: por retirada do pedido
ou da designação pelo depositante; pelo
pedido internacional ter sido considerado
retirado em virtude dos artigos 12 (3), 14 (1)
(b), 14 (3) (a) ou 14 (4) do PCT; se a
designação do Brasil é considerada retirada
em virtude do artigo 14 (3) (b); se o
depositante não cumpriu as determinações
referentes à entrada do pedido na fase
nacional, isto é, não apresentação do pedido
na fase nacional dentro dos prazos
estabelecidos pelo artigo 22 ou 39 do PCT,
conforme o caso.
1.3
2.4
Publicação Anulada
Anulação da publicação da retirada do pedido
por ter sido indevida.
1.2.2 Republicação
Republicação da publicação da retirada do
pedido por ter sido efetuada com incorreção.
Notificação - Fase Nacional - PCT
Notificação da entrada na fase nacional do
pedido internacional depositado através do
Tratado de Cooperação de Patentes - PCT. O
prazo para requerimento do pedido de exame
é contado a partir da data do depósito
internacional. Não sendo o exame requerido,
pelo depositante ou qualquer interessado, no
prazo de 36 (trinta e seis) meses do depósito
internacional, o pedido será arquivado.
Publicado o arquivamento do pedido, poderá
ser requerido, no prazo de 60 (sessenta) dias,
o seu desarquivamento. Não sendo requerido
o desarquivamento no prazo anteriormente
citado,
o
pedido
será
considerado
definitivamente arquivado. Os interessados
podem adquirir no Banco de Patentes do
CEDIN/INPI o folheto com o relatório
descritivo, reivindicações, desenhos e resumo
do pedido, tanto em sua forma original quanto
em sua versão em português.
2.5
Notificação de Depósito de Pedido de
Patente ou de Certificado de Adição de
Invenção
Notificação de depósito de pedido de patente
ou de certificado de adição de invenção. O
pedido de patente será mantido em sigilo
durante 18 (dezoito) meses a contar da data
da prioridade mais antiga. Decorrido esse
prazo, será publicado para conhecimento
público. O depositante pode, porém, requerer
a antecipação da publicação. O prazo de sigilo
de 18 (dezoito) meses para o pedido de
Certificado de Adição de Invencão é contado
da data do depósito do pedido principal.
Quando houver ocorrido a publicaçao do
pedido principal, o pedido de Certificado de
Adição de Invencão será imediatamente
publicado. Os depósitos são designados de
acordo com a natureza requerida: Invenção
(PI), Modelo de Utilidade (MU) e Certificado de
Adição de Invencão (C ). Os pedidos
depositados através do PCT são notificados
no subitem 1.3.
Notificação de Depósito do Pedido Dividido
Notificação de pedido dividido de um pedido
de patente depositado anteriormente. Em
relação ao pedido original, o pedido dividido
tem a mesma data de depósito e, se for o
caso, o correspondente benefício da
prioridade reivindicada. O pedido dividido é
considerado como estando na mesma fase
processual do pedido original.
Exigência - Art. 21 da LPI
O pedido requerido pela petição citada não
atende formalmente ao disposto no art. 19 da
LPI e/ou às demais disposições quanto à sua
forma, tendo sido recebido provisoriamente.
Não tendo sido possível uma ciència ao
interessado diretamente no processo ou por
via postal, fica o requerente obrigado a sanar,
em 30 ( trinta ) dias a contar desta data, as
exigências estabelecidas. Não sendo a
exigência cumprida com a apresentação da
documentação correspondente no prazo
acima, o depósito não será aceito e a
documentação ficará à disposição do
interessado.
2.6
Publicação Anulada
Anulada a publicação por ter sido indevida.
2.7
Republicação(*)
Republicação da publicação da notificação de
depósito do pedido por ter sido efetuada com
incorreção.
3. Publicação do Pedido
1.3.1 Retificação
Retificação da notificação da fase nacional PCT por ter sido efetuada com incorreção.
1.3.2 Publicação Anulada
Anulação da notificação da entrada na fase
nacional através do PCT por ter sido indevida.
interessado, no prazo de 36 (trinta e seis)
meses do depósito, o pedido será arquivado.
Publicado o arquivamento do pedido, poderá
ser requerido, no prazo de 60 (sessenta) dias,
o seu desarquivamento. Não sendo o
requerido o desarquivamento no prazo
anteriormente
citado,
o
pedido
será
considerado definitivamente arquivado.
3.1
3.2
Publicação Antecipada
Publicação
do
pedido
depositado,
a
requerimento do depositante. Aplicam-se as
disposições do subitem 3.1.
3.5
Publicação do Pedido Retirado
Publicação do pedido retirado. Encerrada a
instância administrativa. Pode ser adquirido no
Banco
de
Patentes
do
Centro
de
Documentação e Informação Tecnológica do
INPI - CEDIN - o folheto com o relatório
descritivo, reivindicações, desenhos e resumo
do pedido.
3.6
Publicação
do
Pedido
Arquivado
Definitivamente - Art. 216 §2º e Art. 17 §2º
da LPI
Publicação
de
pedido
definitivamente
arquivado devido à não apresentação de
procuração ou devido à apresentação de um
pedido posterior
Encerrada a instância
administrativa. Pode ser adquirido no Banco
de Patentes do Centro de Documentação e
Informação Tecnológica do INPI - CEDIN - o
folheto
com
o
relatório
descritivo,
reivindicações, desenhos e resumo do pedido.
3.7
Publicação Anulada
Anulação da publicação do pedido por ter sido
indevida.
3.8
Retificação
Retificação da publicação do pedido por ter
sido efetuada com incorreção que não
impossibilita sua identificação. Tal publicação
não implica na alteração da data de
publicação do pedido de patente e nos prazos
decorrentes da mesma.
4. Pedido de Exame
4.3
4.3.1 Publicação Anulada
Anulação da publicação do desarquivamento
do pedido por ter sido indevida.
4.3.2 Republicação
Republicação
da
publicação
do
desarquivamento do pedido por ter sido
efetuada com incorreção.
6.Exigências Técnicas e Formais
Publicação do Pedido de Patente ou de
Certificado de Adição de Invenção
Publicação do pedido depositado (Art. 30 da
LPI), podendo ser adquirido no Banco de
Patentes do Centro de Documentação e
Informação Tecnológica do INPI - CEDIN - o
folheto
com
o
relatório
descritivo,
reivindicações, desenhos e resumo do pedido,
por quem se interessar. Não sendo o exame
requerido, pelo depositante ou qualquer
Desarquivamento - Art. 33 parágrafo único
da LPI.
Desarquivado o pedido, arquivado por falta de
pedido de exame (cf. item 11.1), para
prosseguir seu andamento.
6.1
Exigência - Art. 36 da LPI
Suspensão do andamento do pedido de
patente
que,
para
instrução
regular,
aguardará o atendimento ou contestação das
exigências formuladas. Caso a exigência não
tenha sido explicitada no despacho da RPI, o
depositante poderá requerer cópia do parecer
através do formulário modelo 1.05. A não
16
6.6
6.7
manifestação do depositante no prazo de 90
(noventa) dias desta data acarretará o
arquivamento definitivo do pedido.
Exigência - Art. 34 da LPI
Suspensão do andamento do pedido de
patente para que sejam apresentados todos
os documentos relativos às objeções, buscas
de anterioridade e resultados de exame para
concessão de pedido correspondente em
outros países quando houver reivindicação de
prioridade,
documentos
necessários
à
regularização do processo e exame do pedido,
ou a tradução simples do documento hábil
referido no § 2º do art. 16, caso esta tenha
sido substituída pela declaração prevista no §
5º do mesmo artigo. Caso a exigência não
tenha sido explicitada no despacho RPI, o
depositante poderá requerer cópia do parecer
através do formulário modelo 1.05. A não
manifestação do depositante no prazo de 60
(sessenta) dias desta data acarretará o
arquivamento do pedido.
Outras Exigências
Outras exigências que não as especificadas
nos subitens anteriores (6.1 e 6.6).
Suspensão do andamento do pedido de
patente que, para instrução regular da patente,
aguardará pelo prazo de 60 (sessenta) dias o
atendimento da exigência formulada. Caso a
exigência não tenha sido explicitada no
despacho da RPI, o depositante poderá
requerer cópia do parecer através do
formulário modelo 1.05.
6.8
Exigência Anulada (**)
Anulação da exigência por ter sido indevida.
6.9
Publicação Anulada
Anulação da publicação da exigência por ter
sido indevida.
6.10
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Tabela de Códigos de Despachos
comprovantes
dos
pagamentos
correspondentes
ao
cumprimento
de
exigência e a complementação da anuidade.
O não cumprimento no prazo de 60 (sessenta)
dias acarretará o arquivamento do pedido.
8.6
8.7
7.2
Publicação Anulada
Anulada a publicação de conhecimento do
parecer técnico por ter sido indevida.
7.3
7.4
Republicação
Republicação da publicação de conhecimento
do parecer técnico por ter sido efetuada com
incorreção.
Ciência relacionada com o art. 229 da LPI
O exame técnico concluiu que o pedido atende
aos requisitos estabelecidos pelos artigos 8 e
36 da LPI. O deferimento do mesmo está
condicionado à obtenção da anuência de que
trata o art. 229 da LPI da Lei 9.279/96,
conforme redação dada pela Lei 10.196/2001
8. Anuidade do Pedido
Exigência de Complementação de
Anuidade
O depositante deverá complementar, de
acordo com a tabela vigente na data da
complementação,
o
pagamento
da
anuidade especificada, por meio do formulário
modelo
1.02
acompanhado
dos
do
8.9
Publicação Anulada
Anulada a publicação por ter sido indevida
8.10
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
8.11
Manutenção do Arquivamento
Manutenção do Arquivamento Mantido o
arquivamento do pedido uma vez que não foi
requerida a restauração nos termos do
disposto no art. 87 da LPI, encerrando a
instância administrativa.
9.2.1 Decisão Anulada (**)
Anulação da decisão de indeferimento do
pedido por ter sido indevida.
9.2.2 Publicação Anulada
Anulada a publicação de indeferimento por ter
sido indevida.
9.2.3 Republicação
Republicação da publicação de indeferimento
por ter sido efetuada com incorreção.
9.2.4 Manutenção do Indeferimento
Mantido o indeferimento uma vez que não foi
apresentado recurso dentro do prazo legal.
10.Desistência
10.1
Desistência Homologada
Notificação da homologação da desistência do
pedido de patente, apresentada pelo
depositante, acarretando o encerramento do
processo administrativo.
10.5
Desistência não Homologada
Notificação
da
não
homologação
desistência do pedido de patente.
9.1
Deferimento
Deferido o pedido de patente. Desta data corre
o prazo de 60 (sessenta) dias para o
pagamento e comprovação, através do
formulário modelo 1.02, da retribuição para
expedição da carta-patente. O pagamento
desta retribuição poderá ainda ser efetuado
dentro dos 30 (trinta) dias subseqüentes,
independente de notificação na RPI. O não
pagamento e sua comprovação nos prazos
acima
determinados
acarretará
o
arquivamento definitivo do pedido.
da
10.6
Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho por ter sido indevido.
10.7
Publicação Anulada
Anulada a publicação por ter sido indevida
10.8
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
9. Decisão
11. Arquivamento
11.1
Arquivamento - Art. 33 da LPI
Arquivado o pedido uma vez que não foi
requerido o pedido de exame no prazo
previsto no Art. 33 da LPI. Desta data corre o
prazo de 60 (sessenta) dias para o
depositante requerer o desarquivamento,
através do formulário 1.02, mediante
pagamento da retribuição específica de
desarquivamento e do pagamento do pedido
de exame sob pena de arquivamento
definitivo.
9.1.1 Decisão Anulada (**)
Anulação da decisão de deferimento por ter
sido indevida.
11.1.1 Arquivamento definitivo - Art. 33 da LPI
Arquivado definitivamente o pedido uma vez
que não foi requerido o desarquivamento.
9.1.2 Publicação Anulada
Anulada a publicação de deferimento por ter
sido indevida.
11.2
Arquivamento - Art. 36 §1° da LPI
Arquivado definitivamente o pedido de
patente, uma vez que não foi respondida a
exigência formulada.
11.4
Arquivamento - Art. 38 § 2° da LPI
Arquivado definitivamente o pedido de
patente, uma vez que não foi comprovado o
pagamento da retribuição de expedição da
carta-patente.
11.5
Arquivamento - Art. 34 da LPI
Arquivado o pedido, uma vez que não foram
atendidas as exigências previstas no Art. 34
da LPI. Desta data correm simultaneamente o
prazo
de
60
(sessenta)
dias
para
apresentação de recurso e o prazo de 3 (três)
meses para requerimento de restauração do
andamento do pedido, mediante formulário
modelo
1.02,
com
o
pagamento
correspondente à restauração juntamente com
o cumprimento de exigência acompanhado da
respectiva taxa.
9.1.3 Republicação
Republicação da publicação de deferimento
por ter sido efetuada com incorreção.
9.1.4 Retificação
Retificação da publicação de deferimento por
ter sido efetuada com incorreção. Tal
publicação não implica na alteração da data
do deferimento e nos prazos decorrentes da
mesma.
9.2
8.5
restauração
Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho por ter sido indevido.
7. Ciência de Parecer
Conhecimento de Parecer Técnico
Suspenso o andamento do pedido para que o
depositante se manifeste, no prazo de 90
(noventa) dias desta data, quanto ao contido
no parecer técnico. A cópia do parecer técnico
poderá ser solicitada através do formulário
modelo
1.05. A não manifestação ou a
manifestação considerada
improcedente
acarretará a manutenção do posicionamento
técnico anterior.
Restauração
Notificação quanto à
andamento do pedido.
8.8
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
7.1
Arquivamento - Art. 86 da LPI
Arquivado
o
pedido
por
falta
de
pagamento de anuidade dentro do prazo ou
por não cumprimento de exigência de
complementação de pagamento de anuidade.
Desta
data
corre
o
prazo
de
3
(três) meses para o depositante requerer a
restauração
do
andamento
do
pedido por meio do formulário modelo 1.02
acompanhado
dos
comprovantes
referentes ao pagamento da restauração e
conforme
o
caso:
da
cópia
do
pagamento correspondente a anuidade paga
fora
do
prazo;
do
pagamento
correspondente à anuidade em débito; ou do
pagamento
correspondente
a
complementação
depositante poderá, no prazo de recurso,
requerer a sua transformação em pedido de
patente de invenção ou modelo de utilidade,
nos termos do Art. 76 § 4º da LPI.
Indeferimento
Indeferido o pedido por não atender aos
requisitos legais, conforme parecer técnico. A
cópia do parecer técnico poderá ser solicitada
através do formulário modelo 1.05. Desta data
corre o prazo de 60 (sessenta) dias para
eventual recurso do depositante. No caso de
pedido de certificado de adição indeferido por
não ter o mesmo conceito inventivo, o
DIRPA - Tabela de Códigos de Despachos 17
RPI 2011 de 21/07/2009
11.6
Arquivamento do Pedido-Art. 216 §2° da
LPI
Arquivado definitivamente o pedido de
patente, uma vez que não foi apresentada a
procuração devida no prazo de 60 (sessenta)
dias contados da prática do primeiro ato da
parte no processo.
11.6.1 Arquivamento da Petição-Art. 216 §2º da
LPI
Arquivada a petição, uma vez que não foi
apresentada a procuração devida no prazo de
60 (sessenta) dias contados da prática do ato.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do interessado.
11.11 Arquivamento - Art. 17 § 2º da LPI
Arquivado definitivamente o pedido de
patente, uma vez que foi efetuado depósito
posterior nos termos do Art. 17 § 2º da LPI.
11.12 Art. 26 parágrafo único da LPI
Arquivado o
pedido, uma vez que o
requerimento de divisão está em desacordo
com o disposto no Art. 26 da LPI. Desta data
corre o prazo de 60 (sessenta) dias para
eventual recurso ao depositante.
11.13 Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho de arquivamento do
pedido por ter sido indevido.
11.14 Publicação Anulada
Anulada a publicação de arquivamento do
pedido por ter sido indevida.
12.8
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
15. Outros Referentes a Pedidos
15.7
15.8
15.9
Petição Não Conhecida
Não conhecimento da petição apresentada em
virtude do disposto nos Arts. 218 ou 219 da
LPI.
Petição Sustada
Sustado o conhecimento da petição para
aguardar providências necessárias ao seu
conhecimento.
Perda de Prioridade
Perda da prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no artigo 16
§ 7º da LPI.
15.11 Alteração de Classificação
Alterada a classificação do pedido para melhor
adequação.
15.12 Renumeração
Alterada a numeração por ter sido numerado
indevidamente.
11.16 Restauração
Notificação quanto à
andamento do pedido.
15.14 Notificação de Decisão Judicial
Notificação de decisão judicial referente ao
pedido.
do
11.17 Arquivamento do pedido de Certificado de
Adição de Invenção – Art. 77 da LPI
Arquivado o pedido de Certificado de Adição
de Invenção uma vez que não há uma patente
de invenção da qual o mesmo possa ser
acessório.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do depositante.
12. Recurso
12.2
12.3
12.6
12.7
Recurso Contra o Indeferimento
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra o indeferimento do
pedido de patente ou do certificado de adição
de invenção, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para apresentação de contrarazões por qualquer interessado. Poderá ser
requerida cópia do recurso através do
formulário modelo 1.05.
15.24.3 Negado o exame prioritário do pedido de
patente
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que o requerimento
apresentado não atende ao disposto na
Resolução INPI nº 132/06 de 17/11/06.
15.30 Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos
subitens anteriores por ter sido indevida.
15.31 Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho referente a qualquer
um dos subitens anteriores
por ter sido
indevido.
15.32 Decisão Anulada (**)
Anulação da decisão referente a qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido indevida.
15.33 Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
15.10 Mudança de Natureza
Mudada a natureza e alterado o número do
pedido.
11.15 Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
restauração
apresentado atende ao disposto na Resolução
INPI nº 132/06 de 17/11/06.
16. Concessão de Patente ou
Certificado de Adição
de Invenção
16.1
Concessão de Patente ou Certificado de
Adição de Invenção
Expedição da carta-patente ou do certificado
de adição de invenção. O título acha-se à
disposição do interessado no setor
competente do INPI. Desta data corre o prazo
de 6 (seis) meses para interposição de
nulidade administrativa por qualquer
interessado (Art. 51 da LPI ).O certificado de
adição é acessório da patente, tem a data final
de vigência desta e a acompanha para todos
os efeitos legais.
16.2
Publicação Anulada
Anulada a publicação da concessão por ter
sido indevida.
16.3
Retificação
Retificação da publicação da concessão da
patente por ter sido efetuada com incorreção
que não impossibilita sua identificação. Tal
publicação não implica na alteração da data
de publicação
da concessão da patente e
nos prazos decorrentes da mesma.
16.4
Concessão Anulada
Anulada a concessão da patente por ter sido
indevida.
15.21 Numeração Anulada
Anulada a numeração do pedido de patente
15.22 Devolução de Prazo Concedida
Notificação de devolução de prazo uma vez
que não foi possível ciência ao interessado
diretamente no processo. Desta data corre o
prazo adicional concedido no despacho. O
prazo será de, no mínimo 15 (quinze) dias e,
no máximo, o prazo legal dos atos
correspondentes (Art. 221 da LPI e AN 127
item 12).
15.22.1 Devolução de Prazo Negada
Negada a solicitação de devolução de prazo
uma vez que não ficou comprovada a justa
causa conforme definida no Art. 221 da LPI. A
cópia do parecer poderá ser solicitada através
do formulário 1.05. Desta data corre o prazo
de 60 (sessenta) dias para eventual recurso
do interessado.
17.Nulidade Administrativa
15.23 Pedido “SUB JUDICE”
Notificação de ação judicial referente a pedido.
Recurso Contra o Arquivamento
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra o arquivamento do
pedido de patente, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para apresentação de contrarazões por qualquer interessado. Poderá ser
requerida cópia do recurso através do
formulário modelo 1.05.
15.24 Notificação de requerimento de exame
prioritário de pedido de patente.
O exame prioritário do pedido de patente só será
iniciado após ter sido atendido o disposto no
parágrafo único do art. 31 da LPI e nos arts. 33 e
84 da LPI, bem como transcorridos 24 meses da
data de seu depósito, para garantir que todos os
pedidosde patente depositados com data
anterior já tenham sido publicados.
Outros Recursos
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra a decisão proferida
pela DIRPA, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para apresentação de contrarazões por qualquer interessado. Poderá ser
requerida cópia do recurso através do
formulário modelo 1.05.
15.24.1 Notificação de exame prioritário, de
Ofício, de pedido de patente.
O exame prioritário do pedido de patente só será
iniciado após ter sido atendido o disposto no
parágrafo único do art. 31 da LPI e nos arts. 33 e
84 da LPI, bem como transcorridos 24 meses da
data de seu depósito, para garantir que todos os
pedidos de patente depositados com data anterior
já tenham sido publicados.
Publicação Anulada
Anulada a publicação de notificação do
recurso por ter sido indevida.
15.24.2 Concedido o exame prioritário do pedido
de patente
Concedido o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que o requerimento
17.1
Notificação de Interposição de Nulidade
Administrativa
Notificação, ao titular da patente, de
instauração de processo administrativo de
nulidade. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
titular (Art. 52 da LPI). Poderá ser requerida
cópia do processo de nulidade através do
formulário modelo 1.05.
17.2
Publicação Anulada
Anulação da publicação de notificação da
instauração de processo administrativo de
nulidade por ter sido indevida.
17.3
Republicação
Republicação da publicação de notificação da
instauração de processo administrativo de
nulidade por ter sido efetuada com incorreção.
18. Caducidade
18
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Tabela de Códigos de Despachos
18.1
18.3
18.4
18.5
18.6
Notificação de Pedido de Caducidade
Notificação, ao titular da patente, da
instauração do processo de caducidade por
falta de exploração por requerimento de
terceiros e/ou de ofício. Poderá ser requerida
cópia do processo de caducidade através do
formulário modelo 1.05.
Caducidade Deferida
Declarada a caducidade da patente por falta
de exploração. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do titular
(Art. 212 da LPI). A decisão da caducidade
produzirá efeitos a partir da data do
requerimento ou da publicação da instauração
de ofício do processo. Poderá ser requerida
cópia do parecer através do formulário modelo
1.05.
21.2
21.6
21.8
Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho da extinção da patente
por ter sido indevido.
21.9
Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos
subitens anteriores por ter sido indevida.
22.21 Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho referente a qualquer
um dos subitens anteriores
por ter sido
indevido.
21.10 Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
22.22 Decisão Anulada (**)
Anulação da decisão referente a qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido indevida.
Recurso contra o Indeferimento da
Caducidade
Interposição de recurso ao Presidente do INPI
contra o indeferimento do pedido de
caducidade, objetivando o reexame da
matéria. Poderá ser requerida cópia do
recurso através do formulário modelo 1.05.
22. Outros Referentes a Patentes e
Certificados de Adição de
Invenção
22.2
Petição Não Conhecida
Não conhecimento da petição apresentada em
virtude do disposto nos Arts. 218 ou 219 da
LPI.
22.3
Petição Sustada
Sustado o conhecimento da petição para
aguardar providências necessárias ao seu
conhecimento.
22.4
Pedido de Licença Compulsória Para
Exploração de Patente
Notificação de requerimento de licença
compulsória para exploração da patente e
seus certificados, se for o caso, face ao
disposto no Art. 68 da LPI. Desta data corre o
prazo de 60 (sessenta) dias para manifestação
do titular. Ver publicação correspondente na
seção da Diretoria de Transferência de
Tecnologia.
19. Notificação de Decisão Judicial
Notificação de Decisão Judicial
Comunicação de decisão judicial referente à
patente.
Publicação Anulada
Anulada a publicação de comunicação de
decisão judicial por ter sido indevida.
Retificação
Retificação da publicação de comunicação de
decisão judicial ter sido efetuada com
incorreção.
21. Extinção de Patente e
Certificado de Adição de
Invenção
21.1
Extinção - Art. 78 inciso I da LPI
Extinção - Art. 78 inciso V da LPI
Notificação da extinção da patente e seus
certificados, se for o caso, uma vez que após
solicitação do INPI o titular deixou de
comprovar a obrigação decorrente do Art. 217
da LPI.
22.14 Arquivamento da Petição-Art. 216 §2º da LPI
Arquivada a petição, uma vez que não foi
apresentada a procuração devida no prazo de
60 (sessenta) dias contados da prática do ato.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do interessado.
Recurso
contra
o
Deferimento
da
Caducidade
Interposição de recurso ao Presidente do INPI
contra o deferimento do pedido de
caducidade, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
interessado. Poderá ser requerida cópia do
recurso através do formulário modelo 1.05.
18.13 Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
19.3
Extinção - Art. 78 inciso IV da LPI
Notificação da extinção da patente e seus
certificados, se for o caso, dada a não
restauração prevista no Art. 87 da LPI. A
patente é considerada extinta na data final do
prazo legal (nove meses) do primeiro
pagamento devido que deixou de ser
efetuado.
22.12 Oferta de Licença de Patente
Notificação de oferta de licença (ou renovação
da mesma) para exploração da patente (Art.
64 § 1º da LPI). O interessado poderá obter
cópia na íntegra das condições contratuais
oferecidas pelo titular (AN 127 item 8),
mediante solicitação através do formulário
modelo 1.05.
22.13 Desistência da Oferta de Licença
Notificação da desistência da oferta de licença
pelo titular (Art. 64 § 4º).
21.7
18.12 Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos
subitens anteriores por ter sido indevida.
19.2
Extinção - Art 78 inciso II da LPI
Notificação da extinção da patente e seus
certificados, se for o caso, pela homologação
da renúncia apresentada pelo seu titular.
Homologada a renúncia, a patente será
considerada extinta na data da apresentação
da renúncia.
Caducidade Indeferida
Denegado o pedido de caducidade da patente.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do interessado (Art. 212
da LPI).Poderá ser requerida cópia do parecer
através do formulário modelo 1.05.
18.10 Desistência de Caducidade
Notificação de desistência do pedido de
caducidade.
18.11 Decisão Anulada (**)
Anulação da decisão da caducidade por ter
sido indevida.
19.1
prazo adicional concedido no despacho. O
prazo será de, no mínimo 15 (quinze) dias e,
no máximo, o prazo legal dos atos
correspondentes (Art. 221 da LPI e AN 127
item 12).
Notificação da extinção da patente e seus
certificados, se for o caso, pela expiração do
prazo de vigência de proteção legal.
22.5
Exigências Diversas
Formulada exigência para adequação ou
cumprimento de disposições legais no prazo
de 60 (sessenta) dias desta data. Caso a
exigência não tenha sido explicitada no
despacho da RPI, o titular poderá requerer
cópia do parecer através do formulário modelo
1.05.
22.10 Outros Recursos
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra a decisão proferida
pela DIRPA, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
interessado. Poderá ser requerida cópia do
recurso através do formulário modelo 1.05.
22.11 Devolução de Prazo
Notificação de devolução de prazo uma vez
que não foi possível ciência ao interessado
diretamente no processo. Desta data corre o
22.15 Patente “SUB JUDICE”
Notificação de ação judicial
patente.
referente a
22.20 Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos
subitens anteriores por ter sido indevida.
22.23 Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
23. Processamento de Pedidos
Segundo Artigos 230 e 231 da
Lei 9279/96
23.1
Notificação de Pedido Depositado
23.1.1 Notificação de Depósito de Pedido Dividido
Notificação de pedido dividido de um pedido
depositado anteriormente. Em relação ao
pedido original, o pedido dividido tem a
mesma data de depósito. O pedido dividido é
considerado como estando na mesma fase
processual do pedido original.
23.2
Exigência
Suspenso andamento do pedido que,para
instrução regular, aguardará o atendimento da
exigência formulada em 90 ( noventa ) dias,
desta data
23.3
Publicação do Pedido para Manifestação de
Terceiros
Publicado o pedido uma vez que já foi
apresentada
a
declaração
de
não
comercialização até a data do depósito. Desta
data corre o prazo de 90 (noventa) dias para
apresentação, por qualquer interessado, de
manifestação quanto ao atendimento ao
disposto no caput do art. 230 da Lei 9279/96.
23.4
Notificação
Depositante
23.5
Anuidade
23.6
Arquivamento
23.7
Denegação do Pedido
23.8
Recurso
23.9
Expedição da Patente
para
Contestação
do
DIRPA - Tabela de Códigos de Despachos 19
RPI 2011 de 21/07/2009
23.10 Publicação Anulada
23.11 Republicação
23.12 Retificação
23.13 Deferimento
Deferido o pedido. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para o pagamento e
comprovação, através do formulário 1.02, da
retribuição para expedição da carta-patente. O
pagamento desta retribuição, poderá ainda ser
efetuado dentro dos 30 (trinta) dias
subsequentes, independente de notificação da
RPI. O não pagamento e sua comprovação
nos prazos acima acarretará o arquivamento
definitivo do pedido.
25. Anotação de Alteração de nome
e/ou sede, de Transferência e de
Limitação ou Ônus de Pedido, Patente
e Certificado de Adição de Invenção.
25.1
25.2
23.14 Decisão Anulada
23.15 Expedição Anulada
23.16 Outros
23.17 Ciência Relacionada com o Art. 229 da LPI
O exame técnico concluiu que o pedido atende
aos requisitos estabelecidos pelos artigos 229
a 231 da LPI. O deferimento do mesmo está
condicionado à obtenção da anuência de que
trata o art. 229 da LPI da Lei 9.279/96,
conforme redação dada pela Lei 10.196/2001
23.18 Notificação de Interposição de Nulidade
Administrativa
Notificação ao titular da patente, de
instauração de processo administrativo de
nulidade. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
titular (Art. 52 da LPI). Poderá ser requerida
cópia do processo de nulidade através do
formulário modelo 1.05
24. Anuidade de Patente
24.2
24.3
Exigencia
de
Complementação
de
Anuidade
O
titular
deverá
complementar,
de
acordo com a tabela vigente na data da
complementação,
o
recolhimento
da
anuidade especificada, por meio do formulário
modelo
1.02
acompanhado
dos
comprovantes
dos
pagamentos
correspondentes
ao
cumprimento
da
exigência e a complementação da anuidade.
O não cumprimento no prazo de 60 (sessenta)
dias acarretará a extinção da patente nos
termos do no art. 87 da LPI.
Notificação da extinção da patente para
fins da restauração nos termos do art. 87
da LPI.
Notificação da extinção da patente por falta de
pagamento de anuidade, por pagamento de
anuidade fora do prazo ou por não
cumprimento
de
exigência
de
complementação de pagamento de anuidade.
Desta data corre o prazo de 3 (três) meses
para o titular requerer a restauração da
patente. A restauração deve ser requerida por
meio do formulário modelo 1.02, companhado
dos
comprovantes
dos
pagamentos
correspondentes à restauração e à anuidade
ou sua complementação. Caso não seja
requerida a restauração a patente será
extinta de acordo com o disposto no inciso IV
do art. 78 da LPI.
24.4
Restauração
Notificação quanto à restauração da patente.
24.5
Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho referente a qualquer
um dos subitens anteriores
por ter sido
indevido.
24.6
Publicação Anulada
Anulação da publicação referente a qualquer
um dos subitens anteriores por ter sido
indevida.
24.7
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido efetuada
com incorreção.
Transferência Deferida
Notificação do deferimento da transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
Transferência em Exigência
Exigência referente ao pedido de transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para cumprimento da
exigência
formulada,
sob
pena
de
indeferimento da transferência.
25.4
Alteração de Nome Deferida
Notificação do deferimento da alteração de
nome requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
25.5
Alteração de Nome Indeferida
Notificação do indeferimento da alteração de
nome requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
25.7
25.8
25.9
Republicação da publicação de qualquer um
dos subitens anteriores por ter sido indevida.
25.12 Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos
subitens anteriores por ter sido efetuada com
incorreção.
25.13 Anotação de Limitação ou Ônus
Notificação referente à anotação de limitação
ou
ônus
conforme
indicado
no
complemento
Transferência Indeferida
Notificação do indeferimento da transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
25.3
25.6
25.11 Republicação
Alteração de Nome em Exigência
Exigência referente ao pedido de alteração
nome requerida. Desta data corre o prazo
60 (sessenta) dias para cumprimento
exigência
formulada,
sob
pena
indeferimento da alteração.
de
de
da
de
Alteração de Sede Deferida
Notificação do deferimento da alteração de
Sede requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
PR. INPI - Presidência
Nulidade Administrativa - Intimação para
Manifestação
Notificação ao titular da patente e ao
requerente da nulidade, da emissão de
parecer do INPI para manifestação. A
manifestação deverá ser apresentada no
prazo de 60(sessenta) dias, desta data após o
que o processo será decidido. O interessado
poderá requerer cópia do parecer através do
formulário DIRPA Modelo 1.05.
Nulidade Administrativa - Decisão
A decisão da nulidade encerra a instância
administrativa.
Recurso - Exigência
Recurso - Exigência - Art. 214 da LPI
Formulada exigência para complementação
das razões oferecidas a título de recurso no
prazo de 60 (sessenta) dias desta data.
Havendo ou não manifestação sobre a
exigência dar-se-á prosseguimento ao exame
do recurso. Caso a exigência não tenha sido
explicitada no despacho da RPI, o interessado
poderá requerer cópia do parecer através do
formulário DIRPA Modelo 1.05.
Recurso - Decisão
A decisão do recurso é final e irrecorrível na
esfera administrativa.
Alteração de Sede Indeferida
Notificação do indeferimento da alteração de
Sede requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
Alteração de Sede em Exigência
Exigência referente ao pedido de alteração
Sede requerida. Desta data corre o prazo
60 (sessenta) dias para cumprimento
exigência
formulada,
sob
pena
indeferimento da alteração.
Considerações Finais
Solicitação de Cópias:
de
de
da
de
25.10 Despacho Anulado (**)
Anulação do despacho referente a qualquer
um dos subitens anteriores
por ter sido
indevido.
1 - Os pedidos de fotocópias podem ser
solicitados na sede do INPI/RJ ou nas
delegacias e representações do INPI
constantes da primeira página da RPI.
(*)
Quando a republicação se referir a item de
publicação que envolva o prazo para tomada
de providências, o prazo contar-se-á a partir da
data da republicação.
(**)
A toda publicação que envolva anulação de
ato ou despacho caberá justificativa no
processo adminstrativo.
20
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Tabela de Códigos de Despachos
(62)
Códigos para
Identificação de Dados
Bibliográficos
(INID)
(11)
(21)
(22)
(30)
(43)
(45)
(51)
(54)
(57)
(61)
Número da Patente
Número do Pedido
Data do Depósito
Dados da Prioridade Unionista (data de
depósito, país, número)
Data da Publicação do Pedido
Data da Concessão da Patente/Certificado
de Adição de Invenção
Classificação Internacional
Título
Resumo
Dados do Pedido ou patente principal do qual
o presente é uma adição (número e
data de depósito)
(66)
(71)
(72)
(73)
(74)
(81)
(85)
(86)
(87)
Dados do pedido original do qual o presente é
uma divisão (número e dadta de depósito)
Dados da Prioridade Interna (número e data de
depósito)
Nome do Depositante
Nome do Inventor
Nome do Titular
Nome do Procurador
Países Designados
Data do Início da Fase Nacional
Número, Idioma e Data do Depósito
Internacional
Número, Idioma e Data da Publicação
Internacional
Diretoria de Patentes - DIRPA
Tabela de Códigos de Despachos de Pedidos e
Patentes (incluindo as de MI/DI expedidas na
vigência da LEI 5772/71)
Período de Transição - LEI 5772/71 (CPI)
RPI 2011 de 21/07/2009
11.30
Arquivamento Definitivo – Art. 18 § 1º da
Lei 5772/71
Notificação da retirada definitiva do pedido
de patente uma vez que não foi requerido o
pedido de exame no prazo previsto pelo Art
18 § 1º, tendo o prazo expirado na vigência
da Lei 5772/71.
11.31
Arquivamento Definitivo - Falta de
Cumprimento de Exigência
Notificação do arquivamento definitivo do
pedido uma vez que não houve manifestação
do depositante quanto à exigência formal;
exigência técnica ou exigência referente ao
Art. 20, tendo o prazo de cumprimento
expirado na vigência da Lei 5772/71.
12.1
13.1
13.2
15.1
15.2
Arquivamento do Pedido de Patente por
Comprovação Intempestiva de Anuidade AN 082/86 item 4.1
Notificação do arquivamento automático do
pedido de patente, ocorrido durante a
vigência
da
Lei
5772/71,
por
intempestividade de comprovação
de
anuidade. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para o depositante requerer a
restauração do andamento do pedido através
do formulário modelo 1.02, com o
recolhimento correspondente à restauração.
15.3
Arquivamento do Pedido de Patente por
Falta de Comprovação e Recolhimento de
Anuidade - AN 082/86 item 4.1
Notificação do arquivamento automático do
pedido de patente, ocorrido durante a
vigência da Lei 5772/71, por falta de
comprovação e recolhimento de anuidade.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta)
dias para o depositante requerer a
restauração do andamento do pedido através
do formulário modelo 1.02, com o
recolhimento correspondente à restauração,
devendo anexar a guia de recolhimento
referente à anuidade devida. No caso de
arquivamento indevido, o depositante deverá,
no prazo acima, apresentar o comprovante
de recolhimento tempestivo, através do
formulário modelo 1.02, isento de retribuição.
Recurso Contra o Deferimento
Notificação de recurso, interposto na vigência
da Lei 5772/71, contra o deferimento do
pedido de patente, objetivando o reexame da
matéria. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
depositante. Poderá ser requerida cópia do
recurso através do formulário modelo 1.05.
Notificação
para
Pagamento
da
Retribuição Relativa à Expedição da
Carta-Patente dos Pedidos Deferidos na
Vigência da Lei 5772/71
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta)
dias para o pagamento e comprovação de
retribuição para expedição da carta-patente.
O não pagamento e sua comprovação no
prazo acima determinado acarretará o
arquivamento definitivo do pedido.
15.3.1
Publicação Anulada
Anulação da publicação de notificação para
recolhimento por ter sido indevida.
Arquivamento do Pedido de Patente por
Comprovação
e
Recolhimento
Intempestivo de Anuidade - AN 082/86
item 4.1
Notificação do arquivamento automático do
pedido de patente, ocorrido durante a
vigência
da
Lei
5772/71,
por
intempestividade
de
comprovação
e
recolhimento de anuidade. Desta data corre
o prazo de 60 (sessenta) dias para o
depositante requerer a restauração do
andamento do pedido através do formulário
modelo
1.02,
com
o
recolhimento
correspondente à restauração.
15.4
Aquivamento do pedido de patente de
Modelo ou Desenho Industrial por falta de
recolhimento de anuidade/comprovação –
AN 082/86 item 4.1
Notificação do arquivamento automático do
pedido de patente, ocorrido durante a
vigência da Lei 5772/71, por falta de
recolhimento/comprovação de anuidade.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta)
dias para o depositante requerer a
restauração do andamento do pedido através
do formulário 1.02, com o recolhimento
correspondente à restauração, não sendo
necessário o recolhimento da(s) anuidade(s).
No caso de arquivamento indevido, o
depositante deverá, no prazo acima,
apresentar o comprovante do recolhimento
tempestivo através do formulário modelo
1.02, isento de retribuição.
Arquivamento do Pedido de Patente por
Falta de Comprovação e Recolhimento de
Anuidade e Comprovação e Recolhimento
Intempestivo de Anuidade - AN 082/86
item 4.1
Notificação do arquivamento automático do
pedido de patente, ocorrido durante a
vigência da Lei 5772/71, por falta e por
intempestividade
de
comprovação
e
recolhimento de anuidade. Desta data corre
o prazo de 60 (sessenta) dias para o
depositante requerer a restauração do
andamento do pedido através do formulário
modelo
1.02,
com
o
recolhimento
correspondente à restauração, devendo
anexar a guia de recolhimento referente à
anuidade devida. No caso de arquivamento
indevido, o depositante deverá, no prazo
acima, apresentar o comprovante de
comprovação e recolhimento tempestivo,
através do formulário modelo 1.02, isento de
retribuição.
15.13
Extinção da Garantia de Prioridade
Notificação da extinção da garantia de
prioridade por não ter sido requerido o
privilégio dentro dos prazos previstos no Art
7º da Lei 5772/71.
18.2
Caducidade - Art 50 da Lei 5772/71
Notificação de caducidade automática da
patente por não ter sido efetuada a
comprovação do pagamento da respectiva
anuidade no prazo legal encerrado na
vigência da Lei 5772/71.
MDIC - MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,
INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR
Recurso - Interposição
Notificação de interposição, na vigência da
Lei 5772/71, de recurso ao Ministro do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio
Exterior contra a decisão proferida pelo
Presidente do INPI, objetivando o reexame
da matéria.
Recurso - Decisão
A decisão do recurso, interposto na vigência
da Lei 5772/71, pelo Ministério do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio
Exterior encerra a instância administrativa..
DIRETORIA DE PATENTES - DIRPA
Índice Numérico Remissivo de Pedidos, Patentes
(incluindo as de MI/DI expedidas na vigência da
Lei 5772/71) e Certificados de Adição de Invenção
RPI 2011 de 21/07/2009
C1
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
9604105-6
7901280-9
8000484-9
8001768-1
8001872-6
8002222-7
8002322-3
8002346-0
8002530-7
8002873-0
8002958-2
8002972-8
8100203-3
8101219-5
8102344-8
8102644-7
8102837-7
8103404-0
8103409-1
8200320-3
8200531-1
8200539-7
8200707-1
8201162-1
8201428-0
8201470-1
8201508-2
8201523-6
8201564-3
8201740-9
8202194-5
8202211-9
8202518-5
8202859-1
8202947-4
8203095-2
8203108-8
8203278-5
8203443-5
8301683-0
8302315-1
8400554-8
8401655-8
8402444-5
8402639-1
8402640-5
8402654-5
8402713-4
8402950-1
8501649-7
8501771-0
8600710-6
8600810-2
8602664-0
8603028-0
8700215-9
8700226-4
8700313-9
8700562-0
8700631-6
8700721-5
8701109-3
8701119-0
8701129-8
8701130-1
8701131-0
8701138-7
8701144-1
8701313-4
8701363-0
8701395-9
8701396-7
8701500-5
8701548-0
8701876-4
8702015-7
8702019-0
8702049-1
8702092-0
8702105-6
8702237-0
8702293-1
8702295-8
PR
11
24.5 104
9.2
100
9.1
98
6.7
96
15.22 103
PR
11
11.1.1101
7.1
96
9.2
100
9.1
98
17.1 104
8.7
98
6.1
94
7.1
96
25.4 105
9.1
98
11.1.1101
6.1
94
6.1
94
15.24 103
15.24 103
6.1
94
6.1
94
15.24 103
9.1
98
6.1
94
6.1
94
6.1
94
9.1
98
6.1
94
9.1
98
6.1
94
6.1
94
6.1
94
6.1
94
6.1
94
7.1
96
6.1
94
15.24 103
15.24 104
15.24 103
15.24 104
15.24 104
11.1.1101
11.1.1102
11.1.1102
7.1
96
15.24 104
15.24 104
11.1.1102
15.24 103
11.1.1102
15.24 104
15.24 103
15.24 104
6.1
94
15.24 103
3.1
41
3.6
89
3.5
88
3.1
42
3.1
42
3.1
42
3.1
42
3.1
43
3.1
43
3.1
43
3.6
89
3.1
43
3.1
44
3.1
44
3.1
44
3.1
44
3.6
89
3.1
45
3.1
45
3.1
45
3.1
45
3.1
46
15.30 104
3.1
46
3.1
46
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
MU
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
8702304-0
8702365-2
8702395-4
8702396-2
8702397-0
8702418-7
8702425-0
8702446-2
8702458-6
8702460-8
8702461-6
8702472-1
8702484-5
8702521-3
8702545-0
8702578-7
8702587-6
8702594-9
8702615-5
8702616-3
8702627-9
8702656-2
8702661-9
8702683-0
8702703-8
8702751-8
8702757-7
8702763-1
8702775-5
8702794-1
8702799-2
8702837-9
8702868-9
8702875-1
8801660-9
8802520-9
0000313-1
0000693-9
0001016-2
0001330-7
0001673-0
0001753-1
0001813-9
0002193-8
0002993-9
0003219-0
0003352-9
0003371-5
0004126-2
0004181-5
0004238-2
0004365-6
0004416-4
0004583-7
0004750-3
0005339-2
0005419-4
0005427-5
0005488-7
0006095-0
0006309-6
0006309-6
0006463-7
0006583-8
0006666-4
0006681-8
0006955-8
0006972-8
0007595-7
0007656-2
0007919-7
0008143-4
0008248-1
0008257-0
0008275-9
0008331-3
0008345-3
0008447-6
0008717-3
0008753-0
0008763-7
0008815-3
0008835-8
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
11.6
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.2
3.1
7.1
9.1
PR
9.1
8.11
7.1
6.1
9.1
9.1
6.1
7.1
25.1
15.31
PR
15.22
9.1
25.1
7.1
6.1
9.2
9.1
9.1
6.1
9.2
7.1
15.11
9.1
7.1
7.1
9.1
9.2
12.2
7.1
7.1
7.1
7.1
PR
9.1
9.2
7.1
6.1
7.1
7.1
7.1
7.1
6.1
6.1
46
47
47
47
47
48
48
48
102
49
49
49
49
50
50
50
50
51
51
51
51
52
52
52
52
52
53
53
53
53
54
54
54
54
88
55
97
99
11
99
98
97
95
99
99
95
97
104
104
11
103
99
105
97
95
101
99
99
95
101
97
103
99
97
97
99
101
102
97
97
97
97
11
99
101
97
95
97
97
97
97
95
95
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0008939-7
0008951-6
0009038-7
0009164-2
0009167-7
0009208-8
0009218-5
0009299-1
0009299-1
0009314-9
0009325-4
0009427-7
0009520-6
0009815-9
0009844-2
0010033-1
0010066-8
0010282-2
0010397-7
0010476-0
0010487-6
0010560-0
0010599-6
0010986-0
0010997-5
0011004-3
0011051-5
0011208-9
0011247-0
0011247-0
0011403-0
0011578-9
0012218-1
0012259-9
0012588-1
0012696-9
0012696-9
0012869-4
0013112-1
0013112-1
0013126-1
0013133-4
0013136-9
0013142-3
0013175-0
0013214-4
0013248-9
0013289-6
0013362-0
0013372-8
0013416-3
0013615-8
0013710-3
0013710-3
0013749-9
0014123-2
0014196-8
0014255-7
0014295-6
0014378-2
0014378-2
0014678-1
0014859-8
0014859-8
0014897-0
0014983-7
0015110-6
0015110-6
0015244-7
0015879-8
0015887-9
0016024-5
0016044-0
0016261-2
0016578-6
0016591-3
0016657-0
0016756-8
0017337-1
0017421-1
0017486-6
0100017-9
0100148-5
7.1
9.1
7.1
7.1
7.1
6.1
6.1
7.1
15.11
6.1
6.1
6.1
7.1
6.1
7.1
9.1
9.1
9.2
6.1
7.1
9.2
6.1
6.1
6.1
7.1
6.1
15.22
PR
6.1
15.11
7.1
7.1
9.1
6.1
7.1
7.1
15.11
7.1
7.1
15.11
7.1
9.2
9.2
6.1
7.1
9.2
7.1
6.1
6.1
6.1
7.1
9.2
7.1
15.11
7.1
6.1
7.1
6.1
6.1
7.1
15.11
6.1
6.1
15.11
9.2
6.1
7.1
15.11
9.1
7.1
6.1
9.2.1
9.1
6.1
7.1
7.1
7.1
6.1
6.1
PR
7.1
9.1
15.24
97
99
97
97
97
95
95
97
103
95
95
95
97
95
97
99
99
101
95
97
101
95
95
95
97
95
103
11
95
103
97
97
99
95
97
97
103
97
97
103
97
101
101
95
97
101
97
95
95
95
97
101
97
103
97
95
97
95
95
97
103
95
95
103
101
95
97
103
99
97
95
101
99
95
97
97
97
95
95
11
97
99
104
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0100629-0
0100901-0
0100911-7
0100977-0
0101695-4
0101958-9
0102027-7
0102244-0
0102273-3
0102434-5
0102480-9
0102570-8
0102619-4
0102660-7
0103113-9
0103573-8
0103601-7
0103795-1
0103873-7
0104183-5
0104347-1
0104447-8
0104520-2
0104563-6
0104626-8
0104985-2
0105260-8
0105462-7
0106250-6
0106256-5
0106831-8
0106838-5
0107367-2
0107368-0
0107616-7
0108113-6
0108324-4
0108382-1
0108383-0
0108530-1
0108800-9
0108814-9
0108873-4
0108960-9
0109116-6
0109208-1
0109287-1
0109633-8
0109754-7
0109762-8
0109830-6
0109879-9
0109898-5
0109973-6
0109974-4
0110013-0
0110075-0
0110170-6
0110817-4
0110858-1
0111045-4
0111253-8
0111314-3
0111372-0
0111942-7
0113239-3
0113254-7
0113566-0
0114038-8
0114074-4
0114085-0
0114151-1
0114180-5
0114185-6
0114251-8
0114326-3
0114429-4
0114794-3
0114805-2
0114859-1
0115203-3
0115218-1
0115225-4
9.1
7.1
6.1
9.1
7.1
7.1
7.1
8.11
6.1
9.1
6.1
7.1
6.1
9.1
7.1
7.1
6.1
7.1
6.1
6.8
6.1
6.1
7.1
6.1
6.1
7.1
8.8
9.1
6.1
9.1
7.1
7.1
7.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
9.1
7.1
9.1
9.1
6.1
6.1
9.1
6.1
6.1
6.1
7.1
7.1
7.1
7.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
7.1
9.1
6.1
6.1
7.1
6.1
7.1
6.1
6.1
6.1
9.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
6.1
7.1
7.1
6.1
6.1
9.1
100
97
95
100
97
97
97
98
95
100
95
97
95
100
97
97
95
98
95
96
95
95
98
95
95
98
98
100
95
100
98
98
98
95
95
95
95
95
95
95
100
98
100
100
95
95
100
95
95
95
98
98
98
98
95
95
95
95
95
95
95
98
100
95
95
98
95
98
95
95
95
100
95
95
95
95
95
95
98
98
95
96
100
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0115408-7
0115499-0
0115589-0
0115691-8
0115803-1
0115864-3
0116209-8
0116533-0
0116594-1
0116631-0
0116632-8
0116635-2
0116733-2
0116821-5
0116839-8
0116957-2
0116964-5
0116979-3
0117059-7
0117064-3
0117074-0
0117100-3
0200271-0
0200500-0
0202385-7
0202851-4
0203546-4
0203646-0
0203718-1
0204625-3
0204859-0
0205363-2
0205857-0
0207333-1
0207524-5
0207805-8
0207806-6
0207807-4
0207808-2
0208100-8
0209974-8
0210148-3
0210198-0
0210279-0
0210435-0
0210465-2
0210484-9
0210490-3
0210717-1
0210718-0
0211209-4
0211522-0
0211684-7
0211763-0
0211893-9
0211945-5
0212200-6
0212201-4
0212342-8
0213248-6
0213253-2
0213267-2
0213609-0
0213972-3
0214901-0
0215062-0
0215817-5
0215818-3
0215833-7
0216019-6
0216027-7
0300024-9
0301289-1
0301343-0
0301524-6
0301807-5
0301865-2
0301964-0
0302006-1
0302026-6
0302265-0
0302287-0
0302740-6
9.1
100
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
7.1
98
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
7.1
98
6.1
96
8.7
98
6.1
96
9.1
100
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
25.9 105
6.1
96
7.1
98
7.1
98
7.1
98
9.2
101
11.1.1102
15.24 104
11.1.1102
7.1
98
7.1
98
6.1
96
6.1
96
6.1
96
6.1
96
7.1
98
11.1.1102
7.1
98
11.1.1102
6.1
96
11.1.1102
6.1
96
6.1
96
6.1
96
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.6. 102
11.1.1102
6.1
96
7.1
98
6.1
96
11.1.1102
11.1.1102
15.11 103
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
15.11 103
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
7.1
96
11.1.1102
6.1
94
7.1
96
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
15.24 103
15.24 104
25.4 105
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0302892-5
0303544-1
0303592-1
0303710-0
0303949-8
0304379-7
0305078-5
0305645-7
0305814-0
0306051-9
0307003-4
0309504-5
0309610-6
0309652-1
0309729-3
0309752-8
0309798-6
0309809-5
0309951-2
0309952-0
0309958-0
0310013-8
0310037-5
0310096-0
0310100-2
0400657-7
0402517-2
0402627-6
0403002-8
0403095-8
0403401-5
0403795-2
0403859-2
0404530-0
0406233-7
0417343-0
0501016-0
0501022-5
0501191-4
0501443-3
0502395-5
0503580-5
0505211-4
0506989-0
0508185-8
0514307-1
0517168-7
0519716-3
0519725-2
0519776-7
0519777-5
0519778-3
0519779-1
0520656-1
0520706-1
0520799-1
0603436-5
0604015-2
0604136-1
0604159-0
0604516-2
0606581-3
0606719-0
0606736-0
0606818-9
0606823-5
0606824-3
0606825-1
0606828-6
0606829-4
0606830-8
0606831-6
0606832-4
0606833-2
0606834-0
0606835-9
0606836-7
0606842-1
0606843-0
0606844-8
0606845-6
0606846-4
0606847-2
7.1
96
15.7 102
9.2
100
9.2
100
11.1.1102
6.1
94
15.24 103
11.1.1102
15.24 104
11.1.1102
15.24 104
15.9 102
15.9 102
1.3.1 91
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.9 103
15.24 104
15.24 104
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
11.1.1102
15.24 104
15.24 104
15.24 104
7.1
96
11.1.1102
9.1
98
15.24 104
15.24 104
25.1 104
15.24 104
11.1.1102
9.2
100
1.3
25
1.3
25
1.3
25
1.3
26
1.3
26
1.3
26
1.3.1 91
1.3.1 91
1.3.1 91
1.3.1 91
1.3
26
1.3
27
1.3
27
15.24 104
15.24 104
15.24 104
15.24 104
15.24 104
1.3
27
1.3
27
1.3
28
1.3
28
1.3
28
1.3
28
1.3
29
1.3
29
1.3
29
1.3
29
1.3
29
1.3
30
1.3
30
1.3
30
1.3
30
1.3
30
1.3
31
1.3
31
1.3
31
1.3
31
1.3
31
1.3
31
24
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Índice Numérico Remissivo
0606848-0
0606851-0
0606852-9
0606853-7
0606854-5
0606855-3
0606856-1
0606857-0
0606858-8
0606859-6
0606860-0
0606861-8
0606862-6
0606863-4
0606864-2
0606865-0
0606867-7
0606868-5
0606869-3
0606870-7
0606871-5
0606872-3
0606873-1
0606876-6
0606877-4
0606880-4
0606881-2
0606884-7
0606885-5
0606886-3
0606887-1
0606888-0
0606889-8
0606890-1
0606891-0
0606892-8
0606893-6
0606894-4
0606895-2
0606896-0
0606897-9
0606898-7
0606900-2
0606901-0
0617903-7
0617907-0
0617914-2
0700152-5
0700360-9
0700867-8
0700920-8
0700968-2
0700978-0
0701165-2
0701200-4
0701262-4
0702222-0
0702244-1
0702694-3
0702756-7
0703097-5
0703112-2
0703118-1
0703151-3
0703285-4
0704020-2
0704129-2
0704173-0
0704190-0
0704211-6
0704214-0
0704223-0
0704228-0
0704283-3
0704287-6
0704291-4
0704292-2
0704297-3
0704308-2
0704311-2
0704312-0
0704314-7
0704324-4
0704337-6
0704353-8
0704358-9
0704367-8
0704379-1
0704434-8
0704435-6
0704459-3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
1.3
6.7
6.7
6.7
11.6
25.9
15.24
3.6
7.1
15.24
3.1
3.1
3.6
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
32
32
32
32
33
33
33
33
34
34
34
34
34
35
35
35
35
35
36
36
36
36
36
37
37
37
37
37
38
38
38
38
39
39
39
39
40
40
40
40
40
41
41
41
96
96
96
102
105
104
89
96
104
55
55
89
55
55
56
56
56
56
57
57
57
57
57
57
58
58
58
58
59
59
59
59
60
60
60
60
61
61
61
61
61
62
62
62
62
63
63
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0704479-8
0704482-8
0704502-6
0704521-2
0704704-5
0704725-8
0704739-8
0704754-1
0704803-3
0704832-7
0704929-3
0704937-4
0705059-3
0705167-0
0705168-9
0705172-7
0705175-1
0705176-0
0705180-8
0705245-6
0705256-1
0705277-4
0705295-2
0705297-9
0705299-5
0705319-3
0705338-0
0705345-2
0705362-2
0705404-1
0705427-0
0705441-6
0705442-4
0705447-5
0705452-1
0705466-1
0705527-7
0705555-2
0705561-7
0705572-2
0705593-5
0705629-0
0705670-2
0705673-7
0705709-1
0705744-0
0705793-8
0705868-3
0705873-0
0705875-6
0705876-4
0705882-9
0705924-8
0705979-5
0705987-6
0705996-5
0706126-9
0706134-0
0706141-2
0706157-9
0706187-0
0707568-5
0707571-5
0711516-4
0714448-2
0714550-0
0714857-7
0800110-3
0800909-0
0801315-2
0801316-0
0801342-0
0801348-9
0801352-7
0803004-9
0803040-5
0803493-1
0803538-5
0804084-2
0804678-6
0804711-1
0804741-3
0804824-0
0804892-4
0804927-0
0804956-4
0804966-1
0804982-3
0804994-7
0804995-5
0805006-6
3.1
3.1
3.1
3.1
3.6
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
15.24
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.2
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
63
63
63
64
89
64
64
65
65
65
65
66
66
66
66
66
67
67
67
68
68
68
68
69
69
69
69
69
70
70
70
71
71
71
71
71
71
72
72
72
72
72
73
73
73
73
104
73
74
74
74
74
75
75
75
76
76
76
76
77
77
77
77
78
78
78
78
78
79
79
79
79
80
80
80
80
80
81
88
81
81
81
82
82
82
83
83
83
83
84
84
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0805010-4
0805027-9
0805033-3
0805054-6
0805068-6
0805069-4
0805070-8
0805134-8
0805143-7
0805202-6
0805215-8
0805229-8
0805241-7
0805269-7
0805335-9
0805361-8
0900702-4
0900703-2
0900704-0
0900705-9
0900706-7
0900707-5
0900708-3
0900709-1
0900710-5
0900711-3
0900712-1
0900713-0
0900714-8
0900715-6
0900716-4
0900717-2
0900718-0
0900719-9
0900720-2
0900721-0
0900722-9
0900723-7
0900724-5
0900725-3
0900726-1
0900727-0
0900728-8
0900729-6
0900730-0
0900731-8
0900732-6
0900733-4
0900734-2
0900735-0
0900736-9
0900737-7
0900738-5
0900739-3
0900740-7
0900741-5
0900742-3
0900743-1
0900744-0
0900745-8
0900746-6
0900747-4
0900748-2
0900749-0
0900750-4
0900751-2
0900752-0
0900753-9
0900754-7
0900755-5
0900756-3
0900757-1
0900758-0
0900759-8
0900760-1
0900761-0
0900762-8
0900763-6
0900764-4
0900765-2
0900766-0
0900767-9
0900768-7
0900769-5
0900770-9
0900771-7
0900772-5
0900773-3
0900774-1
0900775-0
0900776-8
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
3.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
84
84
84
85
85
85
85
86
86
86
86
86
87
87
87
87
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
92
93
93
93
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0900777-6
0900778-4
0900779-2
0900780-6
0900781-4
0900782-2
0900783-0
0900784-9
0900785-7
0900786-5
0900787-3
0900788-1
0900789-0
0900790-3
0900791-1
0900792-0
0900793-8
0900794-6
0900795-4
0900796-2
0900797-0
0900798-9
0900799-7
0900800-4
0900801-2
0900802-0
0900803-9
0900804-7
0900805-5
0900806-3
0900807-1
0900808-0
0900809-8
0900810-1
0900811-0
0900812-8
0900813-6
0900814-4
0900815-2
0900816-0
0900817-9
0900818-7
0900819-5
0900820-9
0900821-7
0900822-5
0900823-3
0900824-1
0900825-0
0900826-8
0900827-6
0900828-4
0900829-2
0900830-6
0900831-4
0900832-2
0900833-0
0900834-9
0900835-7
0900836-5
0900837-3
0900838-1
0900839-0
0900840-3
0900841-1
0900844-6
0900845-4
0900846-2
0900847-0
0900848-9
0900849-7
0900850-0
0900851-9
0900852-7
0900853-5
0900854-3
0900856-0
0900857-8
0900858-6
0900859-4
0900860-8
0900861-6
0900862-4
0900863-2
0900864-0
0900865-9
0900866-7
0900867-5
0900868-3
0900869-1
0900870-5
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
2.1
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
93
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
94
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
0900871-3
0900872-1
0900873-0
0900874-8
0900875-6
0900877-2
1101137-8
9303129-7
9509805-4
9600028-7
9604066-1
9605053-5
9605329-1
9605640-1
9607960-6
9610012-5
9612693-0
9700269-0
9701620-9
9702483-0
9702707-3
9704728-7
9705485-2
9705652-9
9705685-5
9706296-0
9706644-3
9708566-9
9709107-3
9710012-9
9710273-3
9710733-6
9712028-6
9712618-7
9712927-5
9713148-2
9713324-8
9714187-9
9714392-8
9715054-1
9715288-9
9715289-7
9801028-0
9801141-3
9801335-1
9802777-8
9803067-1
9803082-5
9803580-0
9803833-8
9804250-5
9804469-9
9805411-2
9806849-0
9807742-2
9808011-3
9808112-8
9808542-5
9808874-2
9808908-0
9809720-2
9809804-7
9810061-0
9810213-3
9810687-2
9811126-4
9811750-5
9812646-6
9813752-2
9814174-0
9814214-3
9814340-9
9814488-0
9814521-5
9814641-6
9815239-4
9815264-5
9815264-5
9815625-0
9815735-3
9815758-2
9815832-5
9816293-4
9900060-1
9900605-7
9900792-4
9900955-2
9901020-8
9901020-8
9901434-3
9901495-5
2.1
94
2.1
94
2.1
94
2.1
94
2.1
94
2.1
94
23.2 107
24.4 104
15.23 103
25.7 105
6.7
96
25.3 105
9.1
98
25.4 105
12.2 102
9.2
100
7.1
96
9.2
100
25.4 105
12.2 102
7.1
96
9.1
98
7.1
96
6.7
96
7.1
96
7.1
96
12.2 102
6.1
94
24.5 104
6.1
94
6.1
94
6.1
94
7.1
96
16.3 104
7.1
96
7.1
96
7.2
98
9.1
98
7.1
96
7.1
96
7.1
96
7.1
96
7.1
96
25.1 104
6.1
94
11.1.1102
6.1
94
7.1
96
7.1
96
7.1
97
7.1
97
7.1
97
9.1
98
9.2
100
6.1
94
9.2
100
9.1
98
9.2
100
9.1
98
6.1
94
6.1
94
9.1
98
25.1 104
9.1
98
9.1
98
9.2
100
9.2
100
9.2
100
9.2
100
9.2
100
9.1
98
9.1
98
6.1
94
6.1
94
9.2
100
9.1
98
9.1
98
15.11 103
9.1
99
7.1
97
7.1
97
6.1
94
11.12 102
9.1
99
9.2
100
9.2
100
9.2
100
6.1
94
15.11 103
9.1
99
6.1
94
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
PI
9901729-6
9901922-1
9902077-7
9902268-0
9902622-8
9903247-3
9903824-2
9903972-9
9905016-1
9905047-1
9905325-0
9905690-9
9905904-5
9906202-0
9906261-5
9906754-4
9906950-4
9907013-8
9907255-6
9907350-1
9907490-7
9907961-5
9908524-0
9908814-2
9908833-9
9909095-3
9909107-0
9909201-8
9909567-0
9909739-7
9909742-7
9910359-1
9910478-4
9910508-0
9910821-6
9910947-6
9911178-0
9911182-9
9911575-1
9911754-1
9911853-0
9911868-8
9911918-8
9912014-3
9912064-0
9912088-7
9913040-8
9913123-4
9913532-9
9913542-6
9913824-7
9914012-8
9914240-6
9914578-2
9914595-2
9914679-7
9914771-8
9914895-1
9915026-3
9915216-9
9915231-2
9915276-2
9915367-0
9915421-8
9915503-6
9915832-9
9915950-3
9916065-0
9916153-2
9916345-4
9916345-4
9916369-1
9916547-3
9916576-7
9916579-1
9916646-1
9916691-7
9916955-0
9917251-8
9917251-8
9917285-2
9917346-8
9917352-2
9917622-0
9917622-0
9917688-2
9917710-2
9917716-1
6.1
9.2
7.1
9.2
7.1
9.1
9.2
9.1
9.2
11.4
9.2
6.7
6.1
15.22
9.1
17.1
9.1
7.1
7.1
7.1
9.1
7.1
9.1
7.1
6.1
6.1
9.2
6.1
9.1
9.2
7.1
1.3.1
6.1
6.1
9.2
7.1
9.2
6.1
6.1
9.1
9.2
9.1
9.1
9.1
9.1
9.1
9.2
6.1
6.1
7.1
9.2
6.1
6.1
6.1
9.1
9.1
7.1
15.11
7.1
9.1
7.1
7.1
9.1
7.1
6.1
15.11
7.1
6.1
9.1
7.1
15.11
6.1
9.1
7.1
9.2
9.1
6.1
7.1
7.1
15.11
7.1
9.2
9.1
7.1
15.11
2.4
7.1
2.4
94
100
97
101
97
99
101
99
101
102
101
96
94
103
99
104
99
97
97
97
99
97
99
97
94
94
101
94
99
101
97
91
94
94
101
97
101
94
94
99
101
99
99
99
99
99
101
94
94
97
101
94
94
94
99
99
97
103
97
99
97
97
99
97
95
103
97
95
99
97
103
95
99
97
101
99
95
97
97
103
97
101
99
97
103
94
97
94
Diretoria de Patentes - DIRPA
Notificação - Fase Nacional - PCT
Publicação de Pedidos de Patente e de
Certificado de Adição de Invenção
RPI 2011 de 21/07/2009
1. Pedido Internacional PCT/BR Designado ou Eleito
1.3
NOTIFICAÇÃO - FASE NACIONAL - PCT
(21) PI 0506989-0 A2 (22) 23/02/2005
1.3
(30) 10/03/2004 CN 200410008410.7
(51) H04L 12/28 (2009.01)
(54) MÉTODO DE OBTENÇÃO DE BALANÇO DE CARGA ENTRE
DISPOSITIVOS DE PONTO DE ACESSO EM UMA REDE DE ÁREA LOCAL
SEM FIO
(57) MÉTODO DE OBTENÇÃO DE BALANÇO DE CARGA ENTRE
DISPOSITIVOS DE PONTO DE ACESSO EM UMA REDE DE ÁREA LOCAL
SEM FIO. A presente invenção se refere a um método para obtenção de
balanceamento de carga entre pontos de acesso em um rede de área local sem
fio, aplicável a redes sem fio em que múltiplos pontos de acesso proporcionam
conexão sem fio para uma pluralidade de estações móveis sem fio. No método,
um ponto de acesso mestre, o qual permite o acesso de uma estação móvel
sem fio, é eleito através do intercâmbio de mensagens entre os múltiplos pontos
de acesso, enquanto o restante dos múltiplos pontos de acesso é designado
como pontos de acesso escravos que recusam acesso a estação móvel sem
fio. A presente invenção supera deficiências do estado da técnica, no qual
balanço de carga é obtido pela dependência em um controlador de serviços
externo do acesso aos pontos ou somente pode ser aplicado a grupo específico
de estações. Adicionalmente, a presente invenção resolve o problema de
obtenção de balanço dinâmico de cargas entre pontos de acesso pela utilização
efetiva dos recursos válidos.
(71) Zte Corporation (CN)
(72) Wei Wang, Haiyun Li, Zhanli Wangi
(74) D'Mark Registros de Marcas e Patentes S/C Ltda
(85) 25/08/2006
(86) PCT CN2005/000213 de 23/02/2005
(87) WO 2005/086420 de 15/09/2005
container usando uma ou mais unidades de monitoramento montadas no
container. Preferivelmente, as unidades de monitoramento incluem um
suprimento de energia, sensores usando energia refletiva com parâmetros
programáveis, identificação de sensor globalmente única, capacidade de
registro em uma linha de tempo, memória de longo prazo e a capacidade para
retransmitir informações com tecnologia de RFID. O hardware de
monitoramento programável da unidade de monitoramento detecta mudanças
significativas nas saídas dos sensores como um evento de gatilho. O hardware
de monitoramento programável inclui memória para armazenamento das
informações de identificação do container. Os sensores podem incluir
dispositivos convencionais que detectam várias formas de energia, inclusive luz
visível, luz infravermelha, campos magnéticos, energia de rádio freqúência e
som. Em uma incorporação, uma unidade de monitoramento é montada dentro
de um container de transporte adequado para o transporte de longa distância. O
evento de gatilho pode ser usado em segurança na detecção de violação.
(71) Fairfield Industries, Inc. (US)
(72) Raymond Lynn Neff, Fred Barrett
(74) Cavalcanti e Cavalcanti Advogados
(85) 29/09/2006
(86) PCT US2005/009380 de 22/03/2005
(87) WO 2005/093456 de 06/10/2005
(21) PI 0514307-1 A2 (22) 15/08/2005
1.3
(30) 20/08/2004 US 10/922,451
(51) A63F 3/06 (2009.01), A63F 13/12 (2009.01)
(54) SISTEMA BINGO COM ORDEM DINÂMICA DO RESULTADO DO JOGO
(57) SISTEMA BINGO COM ORDEM DINÂMICA DO RESULTADO DO JOGO.
Um método, aparato, e produto de programa para conduzir jogos do bingo que
inclui usar um servidor (101) para coletar pedidos do jogo do jogo a partir de
uma pluralidade de estações de jogador (103). Um primeiro jogador e pelo
menos um jogador adicional podem apresentar pedidos múltiplos do jogo do
jogo, e um servidor (101) pode separar os pedidos do jogo do jogo em pelo
menos dois jogos do bingo e conduzir simultaneamente os jogos do bingo. Os
resultados para os jogos do bingo são exibidos em uma estação de jogador
(103) em uma ordem determinada dinamicamente baseada pelo menos em
parte na ordem na qual os resultados do jogo tornam-se disponíveis a partir do
servidor (101).
(71) Multimedia Games, INC. (US)
(72) Clifton Lind, Jefferson C. Lind
(74) Guerra ADV
(85) 21/02/2007
(86) PCT US2005/028887 de 15/08/2005
(87) WO 2006/023417 de 02/03/2006
(21) PI 0508185-8 A2 (22) 22/03/2005
1.3
(30) 29/03/2004 US 10/813,150
(51) G01S 13/75 (2009.01)
(54) APARELHO DE MONITORAMENTO SEM FIO
(57) APARELHO DE MONITORAMENTO SEM FIO. O sistema da invenção
inclui um método para monitorar mudanças no estado ou na condição de um
26
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
peça de peito em contato com a superficie.
(71) 3M INNOVATIVE PROPERTIES COMPANY (US)
(72) THOMAS E. DRUMMOND, HATIM M. CARIM, CRAIG D. OSTER
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(85) 29/06/2007
(86) PCT US2005/046520 de 21/12/2005
(87) WO 2006/073854 de 13/07/2006
(21) PI 0517168-7 A2 (22) 08/12/2005
1.3
(30) 10/12/2004 EP 042929752
(51) H04L 9/08 (2009.01), H04L 9/30 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA TRANSMISSÃO DE MENSAGENS ENTRE UM
EMISSOR E AO MENOS UM RECEPTOR, E SISTEMA PARA
IMPLEMENTAÇÃO DE TAL MÉTODO
(57) MÉTODO PARA TRANSMISSÃO DE MENSAGENS ENTRE UM
EMISSOR E AO MENOS UM RECEPTOR, E SISTEMA PARA
IMPLEMENTAÇÃO DE TAL MÉTODO. Compreendendo as seguintes etapas: criptografia da mensagem (m) a ser transmitida, por meio de uma chave (a)
associada a esse emissor; - envio da mensagem criptografada em um módulo
de conversão, que compreende uma chave de conversão ( a→b) e uma
função de conversão; - conversão da mensagem criptografada recebida no
módulo de conversão em uma mensagem criptografada de modo a poder ser
decriptada por uma chave (b) específica desse receptor, sendo que essa
conversão é efetuada sem que a mensagem inicial apareça em texto legível no
módulo de conversão; - envio da mensagem convertida a esse receptor; decriptação dessa mensagem transformada recebida por esse receptor, por
meio da chave especifica b; o método é caracterizado pelo fato de a chave de
conversão ( a→b) do módulo de conversão depender de um valor não-trivial
elevado à potência da chave (a) destinada ao emissor e da chave (b) destinada
ao receptor. A presente invenção relaciona-se ainda a um sistema de
transmissão de mensagens entre um emissor e ao menos um receptor, sendo
esse sistema adaptado para implementar o método da invenção.
(71) Nagra France Sas (FR)
(72) Abdelkrim Nimour
(74) Marcas Marcantes e Patentes Ltda
(85) 11/06/2007
(86) PCT EP2005/056613 de 08/12/2005
(87) WO 2006/061420 de 15/06/2006
(21) PI 0519716-3 A2 (22) 21/12/2005
1.3
(30) 30/12/2004 US 60/640497
(51) A61B 7/02 (2009.01)
(54) ESTETOSCÓPIO
(57) ESTETOSCÓPIO. É provido um estetoscópio compreendendo: um
membro receptor de som (12) para receber sons, o membro receptor de som
capaz de transmitir o som por ele recebido; um fone de cabeça acoplado ao
membro receptor de som para receber som transmitido pelo membro receptor
de som; meios para reduzir o ruido por atrito, os mencionados meios
associados ao membro receptor de som para reduzir ruído causado pela
movimentação relativa entre uma superficie e o membro receptor de som da
(21) PI 0519725-2 A2 (22) 20/12/2005
1.3
(30) 22/12/2004 SE 0403151-4
(51) B08B 9/46 (2009.01), A61J 1/22 (2009.01), B67D 5/56 (2009.01), G01N
21/90 (2009.01)
(54) MÉTODO EM UM PROCESSO, TAL COMO UM PROCESSO
FARMACÊUTICO, MÉTODO DE MONITORAÇÃO DE UM PROCESSO DE
TRANSPORTE DE UMA QUANTIDADE DE MATERIAL, DISPOSITIVO DE
PROCESSAMENTO, E, USO DE UM VASO DE PROCESSAMENTO, OU UMA
TUBULAÇÃO LIGADA EM TAL VASO
(57) MÉTODO EM UM PROCESSO, TAL COMO UM PROCESSO
FARMACÊUTICO, MÉTODO DE MONITORAÇÃO DE UM PROCESSO DE
TRANSPORTE DE UMA QUANTIDADE DE MATERIAL, DISPOSITIVO DE
PROCESSAMENTO, E, USO DE UM VASO DE PROCESSAMENTO, OU UMA
TUBULAÇÃO LIGADA EM TAL VASO. É apresentado um dispositivo e um
método em processamento, tal como em um processamento farmacêutico. Pelo
menos é transmitido um sinal em uma estrutura de processamento que é
adaptada para receber materiais. O sinal propagado é recebido e um valor de
parâmetro do mesmo é comparado com um valor de referência. A presença de
materiais ou qualquer outra alteração geométrica na estrutura de
processamento é avaliada com base em comparação. O sinal poderá estar na
forma de uma onda eletromagnética, como por exemplo, uma microonda.
Também é apresentado o uso de um vaso de processamento, ou de um tubo
ligado a tal vaso.
(71) ASTRAZENECA AB (SE)
(72) Staffan Folestad, Lubomir Gradinarsky
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(85) 20/06/2007
(86) PCT SE2005/001974 de 20/12/2005
(87) WO 2006/068598 de 29/06/2006
(21) PI 0520656-1 A2 (22) 07/11/2005
1.3
(30) 05/11/2004 US 60/625,480
(51) B29C 41/08 (2009.01), B29C 41/36 (2009.01), B29C 41/52 (2009.01),
B29C 41/42 (2009.01), B29C 33/46 (2009.01)
(54) MÉTODO DE PRODUÇÃO DE PRODUTOS ELÁSTICOS E MECANISMO
DE PRODUÇÃO DE PRODUTOS ELÁSTICOS SOBRE A SUPERFÍCIE DE
UMA FÔRMA
(57) METODO DE PRODUÇAO DE PRODUTOS ELÁSTICOS E MECANISMO
DE PRODUÇÃO DE PRODUTOS ELÁSTICOS SOBRE A SUPERFICIE DE
UMA FORMA. Prevê um método e mecanismos para produzir produtos
flexíveis, adaptáveis e/ou elásticos consistindo principalmente de material, tal
como elastômeros naturais e outros polímeros sintéticos; o método e
mecanismo para produzir produtos elásticos pela pulverização do material do
produto sobre uma fOrma de tal objeto, e método e mecanismo para criar
produtos perfurados através da pulverização do material do produto sobre uma
superfície perfurada ou superfície parcialmente respirável; a invenção também
fornece métodos e mecanismos para realizar o revestimento de fibra de lado
duplo do produto e/ou pelo menos o revestimento da superfície do produto no
lado em frente à parede, sem a necessidade de remover o produto da parede; o
método e mecanismo também permitem a fácil remoção do produto da fôrma;
as fOrmas de tal objeto também são fornecidas.
(71) Tamicare Ltd. (US)
(72) Ehud Giloh, Shmuel Grinshpan
(74) Tinoco Soares & Filho Ltda
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 27
(85) 04/05/2007
(86) PCT IB05/0004148 de 07/11/2005
(87) WO 2006/092666 de 08/09/2006
(21) PI 0520706-1 A2 (22) 22/12/2005
1.3
(51) B21B 1/46 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA A FABRICAÇÃO DE TIRAS DE AÇO E INSTALAÇÃO
PARA A PRODUÇÃO DE TIRAS DE AÇO A PARTIR DE PLACAS FINAS
(57) PROCESSO E INSTALAÇÃO RELACIONADA PARA A PRODUÇÃO DE
TIRAS DE AÇO SEM INTERRUPÇÃO DA CONTINUIDADE. É descrito um
processo para a fabricação de tiras de aço sem interrupção da continuidade,
compreendendo uma etapa de lingotamento contínuo para placas finas com
uma alta "vazão de massa", uma etapa de corte e um aquecimento
subseqtiente em forno, seguida por uma etapa de laminação em múltiplas
cadeiras, em que a temperatura média do produto na entrada da laminação é
maior que a temperatura superficial, que é igual a pelo menos 1.100 °C, menor
que a medida na área central interna em cerca de 100 0C. É também descrita
uma instalação para a realização de tal processo, em que, na entrada de um
forno (25; 34), possivelmente do tipo por indução, combinada com um túnel de
manutenção de temperatura (36), é provida uma tesoura (3) para dividir (24; 34)
uma placa (22; 32) proveniente do lingotamento contínuo (21; 31) em peças, em
que a distância entre a saída do dito lingotamento contínuo e a entrada no
laminador de acabamento (29; 39) não é maior que 100 m.
(71) Giovanni Arvedi (IT)
(72) Giovanni Arvedi
(74) MOMSEN, LEONARDOS & CIA.
(85) 27/05/2008
(86) PCT IT2005/000754 de 22/12/2005
(87) WO 2007/072515 de 28/06/2007
(21) PI 0520799-1 A2 (22) 23/11/2005
1.3
(51) B05D 5/00 (2009.01), B29C 39/00 (2009.01), B44C 1/20 (2009.01), B44C
5/04 (2009.01), B60R 13/00 (2009.01), G09F 7/00 (2009.01)
(54) MÉTODO DE PRODUÇÃO DE ELEMENTOS DECORATIVOS,
PARTICULARMENTE INSÍGNIAS
(57) Método de produção de elementos decorativos, particularniente insígnias.
O método de produção de um ou mais elementos decorativos, particularmente
insígnias (38), compreende as etapas de: termoformação de filme de múltiplas
camadas (10) que compreende primeira camada protetora transparente (12),
segunda camada decorativa (14) que contém pelo menos um pigmento e
terceira camada de sustentação (16) de material plástico termoformável, de
maneira a formar recessos (28) no filme (10); despejamento nos recessos (28)
de resina endurecedora (30) que se adere à terceira camada (16) do filme (10);
aplicação de folha de cobertura (32) à terceira camada (16) do filme (10), de
forma a englobar a resina despejada (30) que sofre processo de
endurecimento; e corte do filme (10) em volta dos recessos (28), de forma a
produzir elemento decorativo estratificado que compreende parte do filme (10),
camada de resina (30) e parte da folha (32).
(71) Demak S.R.L. (IT)
(72) Maurizio Gastaldi, Alberto Menozzi
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(85) 20/05/2008
(86) PCT IT2005/000685 de 23/11/2005
(87) WO 2007/060695 de 31/05/2007
(21) PI 0606581-3 A2 (22) 10/01/2006
1.3
(30) 18/01/2005 US 60/644859
(51) A01K 45/00 (2009.01), A01K 41/02 (2009.01), F24D 15/00 (2009.01)
(54) APARELHO DE INJEÇÃO IN OVO, MÉTODO DE PROCESSAMENTO DE
UMA PLURALIDADE DE OVOS MANTIDA NAS RESPECTIVAS CAVIDADES
DE UM SUPORTE DE OVOS, E, APARELHO DE PROCESSAMENTO DE
OVO
(57) APARELHO DE INJEÇÃO IN OVO, MÉTODO DE PROCESSAMENTO DE
UMA PLURALIDADE DE OVOS MANTIDA NAS RESPECTIVAS CAVIDADES
DE UM SUPORTE DE OVOS, E, APARELHO DE PROCESSAMENTO DE
OVO. São providos métodos e aparelhos para detectar de forma precisa e
confiável a presença de ovos em cavidades de uma cadela de ovos. Um
aparelho de injeção in ovo inclui uma pluralidade de dispositivos de injeção
configurada para injetar substâncias em uma respectiva pluralidade de ovos
mantida nas respectivas cavidades de uma cartela de ovos, e um sensor
associado com cada cavidade da cartela de ovos que detecta a presença de um
ovo nela. Cada sensor comunica se um ovo está ou não presente em uma
respectiva cavidade a um respectivo dispositivo de injeção. Cada sensor pode
ser configurado para detectar posição da ferramenta de injeção, em que a
posição da ferramenta de injeção indica se um ovo está ou não presente em
uma respectiva cavidade.
(71) EMBREX, INC. (US)
(72) John H. Hebrank
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(85) 17/07/2007
(86) PCT US2006/000702 de 10/01/2006
(87) WO 2006/078499 de 27/07/2006
(21) PI 0606719-0 A2 (22) 11/01/2006
1.3
(30) 11/01/2005 US 60/643,264; 10/03/2005 US 60/660,873
(51) H04L 27/34 (2009.01)
(54) MÉTODOS E EQUIPAMENTO PARA TRANSMITIR DADOS EM
CAMADAS E NÃO EM CAMADAS VIA MODULAÇÃO EM CAMADAS
(57) MÉTODOS E EQUIPAMENTO PARA TRANSMITIR DADOS EM
CAMADAS E NÃO EM CAMADAS VIA MODULAÇÃO EM CAMADAS. Um
controlador de camada de controle de acesso a meios (MAC) pode gerenciar
dados de camada base e dados de camada de aperfeiçoamento em um sistema
de modulação em camadas. O controlador de camada MAC pode processar
tanto dados de camada base quanto dados de camada de aperfeiçoamento e
mapear os simbolos codificados em uma constelação de modulação em
camadas quando ambos estiverem presentes. Se os dados para uma das
camadas terminarem, então o controlador de camada MAC pode gerar e
fornecer dados de enchimento predeterminado à camada à qual faltam dados
adicionais, O controlador de camada MAC pode enviar um sinal de controle ao
hardware da camada física de modo a fazer com que o hardware mapele os
sinais em camadas que têm os dados de enchimento em uma constelação de
sinais modificada, O controlador MAO pode também gerar uma mensagem de
overhead que indica a ocorrência dos dados de enchimento, O receptor pode
receber a mensagem de overhead e pode utilizar as informações para
configurar o receptor para a constelação de modulação em camadas ou a para
a constelação de sinais modificada.
(71) QUALCOMM INCORPORATED (US)
(72) RAJEEV KRISHNAMURTHI, MURALI RAMASWAMY CHARI, SHUSHEEL
GAUTAM, RAJIV VIJAYAN, SEONG TAEK CHUNG, BRUCE COLLINS
(74) Montaury Pimenta, Machado & Lioce
28
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
(85) 10/07/2007
(86) PCT US2006/001014 de 11/01/2006
(87) WO 2006/076451 de 20/07/2006
(21) PI 0606736-0 A2 (22) 13/02/2006
1.3
(30) 11/02/2005 GB 0502949.1; 22/12/2005 GB 0526124.3
(51) A61K 31/52 (2009.01), A61K 31/58 (2009.01), A61P 11/00 (2009.01)
(54) COMBINAÇÃO DE COMPOSTOS E ESTERÓIDES DE METILXANTINA
PARA TRATAR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS CRÔNICAS
(57) COMBINAÇÃO DE COMPOSTOS E ESTERÓIDES DE METILXANTINA
PARA TRATAR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS CRÔNICAS. É apresentado o
uso de um derivado de metilxantina como teofilina e um esterólde em uma
combinaçâo sinérgica para o tratamento de doenças pulmonares obstrutivas
crônicas, onde a combinação é administrada pela rota inalada para
administração pulmonar.
(71) Argenta Discovery Limited (GB)
(72) JUSTIAN CRAIG FOX, MARY FRANCES FITZGERALD, HARRY FINCH
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 18/07/2007
(86) PCT GB2006/000482 de 13/02/2006
(87) WO 2006/085102 de 17/08/2006
(21) PI 0606818-9 A2 (22) 02/05/2006
1.3
(30) 04/05/2005 DE 10 2005 020 738.3; 08/06/2005 DE 10 2005 026 260.0
(51) G02C 5/00 (2009.01), G02C 5/14 (2009.01), G02C 1/02 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO PARA TROCAR PEÇAS DE ORELHA, PEÇAS LATERAIS
E CAVALETE PARA ÓCULOS SEM ARO E PEÇAS DE ORELHA E PEÇAS
LATERAIS PARA ARMAÇÕES DE ÓCULOS DE METAL E PLÁSTICO
(57) DISPOSITIVO PARA TROCAR PEÇAS DE ORELHA, PEÇAS LATERAIS
E CAVALETE PARA ÓCULOS SEM ARO E PEÇAS DE ORELHA E PEÇAS
LATERAIS PARA ARMAÇÕES DE ÓCULOS DE METAL E PLÁSTICO.
Armações de óculos intercambiáveis, nas quais os braços laterais e o cavalete
são presos às lentes ou à parte central da armação dos óculos por um elemento
de sustentação, o elemento de sustentação sendo uma parte de metal na forma
de haste, na forma de trilho ou na forma de chapa com um pino roscado
metálico e um pino de posicionamento metálico adicional ou pino roscado. A
extremidade metálica ou plástica do braço lateral no lado da lente, ou elemento
de conexão entre o elemento de sustentação e o braço lateral metálico ou
plástico, é formada com rebaixos que são adaptados à forma do elemento de
sustentação, apresentam o mesmo comprimento que a parte metálica e
engatam a parte metálica. Os rebaixos no braço lateral formam pelo menos dois
detentores nas interfaces plásticas internas laterais que interagem com o pino
roscado e o pino de posicionamento. Alternativamente, os braços laterais ou os
cavaletes são formados de um material elástico com um rebaixo na forma de
slit, no qual os rebaixos são localizados para receberem ajustadamente na
forma os pinos do elemento de sustentação e para travá-los depois de sua
inserção.
(71) GUENTHER WIED (DE) , MICHAEL STRENZ (DE)
(72) GUENTHER WIED, MICHAEL STRENZ
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 08/08/2007
(86) PCT DE2006/000765 de 02/05/2006
(87) WO 2006/116988 de 09/11/2006
(21) PI 0606823-5 A2 (22) 23/01/2006
1.3
(30) 21/01/2005 GB 0501322.2
(51) A61H 19/00 (2009.01), A61H 23/02 (2009.01), A61H 39/00 (2009.01)
(54) APARELHO DE ESTIMULAÇÃO VIBRATÓRIO
(57) APARELHO DE ESTIMULAÇÃO VIBRATÓRIO. A presente invenção
refere-se a um aparelho de estimulação vibratório que é descrito para uso na
provisão de uma estimulação prazerosa e/ou terapêutica, particularmente na
área genital. Em contraste com os vibradores em formato de falo ou consolo
bem-conhecidos na técnica, o aparelho da presente invenção é de um formato
cônico substancial, com o gerador de vibração internamente próximo da ponta
do cone. Tipicamente, o cone pode ser de 180 mm de largura em sua base e de
115 mm de altura. A amplitude e a frequência da vibração aplicada podem ser
variáveis.
(71) TWISTED PRODUCTS LIMITED (GB)
(72) ALAN JOHN DRISCOLL
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 23/07/2007
(86) PCT GB2006/000228 de 23/01/2006
(87) WO 2006/077436 de 27/07/2006
(21) PI 0606824-3 A2 (22) 24/01/2006
1.3
(30) 24/01/2005 EP 05 100430.7
(51) A47J 31/40 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA PREPARAR UMA COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL
(57) PROCESSO PARA PREPARAR UMA COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL. A
presente invenção refere-se a um processo para preparar uma porção única de
uma composição nutricional compreendendo a introdução de água numa
cápsula descartável contendo uma dose unitária da composição na forma
concentrada, de forma a reconstituir a composição concentrada e operar o
instrumento de abertura contido na cápsula para permitir a drenagem do líquido
resultante diretamente da cápsula para um recipiente receptor. O processo
permite que porções individuais de composições nutricionais, tais como
fórmulas infantis, sejam preparadas com risco substancialmente reduzido ou
mesmo eliminado de contaminação cruzada a partir de porções anteriormente
preparadas.
(71) NESTEC S.A (CH)
(72) Roland Stalder, Zenon Ioannis Mandralis
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 23/07/2007
(86) PCT EP2006/050399 de 24/01/2006
(87) WO 2006/077259 de 27/07/2006
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 29
05018269.0; 24/08/2005 US 60/711,006
(51) A61L 15/44 (2009.01), A61L 27/34 (2009.01), A61L 27/54 (2009.01), A61L
31/12 (2009.01), A61L 31/16 (2009.01), C01B 21/24 (2009.01), A61K 47/30
(2009.01), A61P 31/10 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO CONFIGURADO, PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE
DISPOSITIVO CONFIGURADO, USOS DE POLÍMERO ELUENTE DE ÓXIDO
NÍTRICO(NO), MÉTODO DE TRATAMENTO E USO DE ÓXIDO NÍTRICO(NO)
(57) DISPOSITIVO CONFIGURADO, PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE
DISPOSITIVO CONFIGURADO, USOS DE POLIMERO ELUENTE DE ÓXIDO
NÍTRICO (NO), MÉTODO DE TRATAMENTO E USO DE ÓXIDO NÍTRICO
(NO). A presente invenção refere-se a um dispositivo que permite o tratamento
alvo de infecções causadas por dermatófitos, fungos de levedura e fungos de
mofo, tais como onicomicose e dermatofitose. O dispositivo compreende o
polímero eluente de óxido nítrico (NO) disposto para ficar em contato com a
área infectada, de tal forma que a dose terapêutica de óxido nítrico é eluída do
mencionado polímero eluente de óxido nítrico para a mencionada área. O
polímero eluente de óxido nítrico (NO) é integrado com o veículo, de tal forma
que o veículo, durante o uso, regula e controla a eluição da mencionada
dosagem terapêutica de óxido nítrico (NO). Além disso, é descrito o método de
fabricação correspondente.
(71) Nolabs AB (SE)
(72) Tor Peters
(74) Carolina Nakata
(85) 03/08/2007
(86) PCT EP2006/050889 de 13/02/2006
(87) WO 2006/084910 de 17/08/2006
(21) PI 0606825-1 A2 (22) 16/01/2006
1.3
(30) 21/01/2005 EP 05 001222.8
(51) G10L 19/00 (2009.01)
(54) MÉTODO DE EMBUTIMENTO DE UMA MARCA D'ÁGUA DIGITAL EM
SINAL ÚTIL
(57) MÉTODO DE EMBUTIMENTO DE UMA MARCA D'ÁGUA DIGITAL EM
UM SINAL ÚTIL. Trata-se de um método de embutimento de marca d'água
digital em um sinal útil, em que uma seqúência de bits de marca d'água é
embutida no domínio da freqúência do sinal útil usando modulação de
freqúência adaptativa de duas freqúências dadas ao rastrear amplitudes das
freqúéncias escolhidas do sinal original e modificando-as de acordo com o bit
atual de seqúência de bits de marca d'água.
(71) UNLIMITED MEDIA GMBH (DE)
(72) HANPETER RHEIN
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 23/07/2007
(86) PCT EP2006/000330 de 16/01/2006
(87) WO 2006/077061 de 27/07/2006
(21) PI 0606828-6 A2 (22) 03/02/2006
1.3
(30) 04/02/2005 US 60/650,330
(51) C09K 5/04 (2009.01), C07C 309/00 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO DE MATÉRIA, DISPOSITIVO DE AJUSTE DE
TEMPERATURA E PROCESSOS DE RESFRIAMENTO E AQUECIMENTO DE
OBJETO OU ESPAÇO
(57) COMPOSIÇÃO DE MATÉRIA, DISPOSITIVO DE AJUSTE DE
TEMPERATURA E PROCESSOS DE RESFRIAMENTO E AQUECIMENTO DE
OBJETO OU ESPAÇO. A presente invenção refere-se a ciclo de absorção que
compreende par de refrigerantes que compreende pelo menos um refrigerante
e pelo menos um líquido iônico. A presente invenção também fornece ciclo de
absorção que utiliza gases fluorocarbonetos em líquidos lônicos fluorados. A
presente invenção também fornece método de resfriamento utilizando ciclo de
absorção que compreende par de refrigerantes que compreende pelo menos
um refrigerante e pelo menos um líquido iônico. A presente invenção também
fornece método de aquecimento utilizando ciclo de absorção que compreende
um par de refrigerantes que compreende pelo menos um refrigerante e pelo
menos um líquido jônico.
(71) E.I. Du Pont de Nemours and Company (US)
(72) Mark Brandon Shiflett, Akimichi Yokozeki
(74) Priscila Penha de Barros Thereza
(85) 03/08/2007
(86) PCT US2006/004230 de 03/02/2006
(87) WO 2006/084262 de 10/08/2006
(21) PI 0606830-8 A2 (22) 06/04/2006
1.3
(30) 14/04/2005 US 60/671,121; 06/07/2005 US 11/175,242
(51) C08L 51/06 (2009.01), C08L 67/02 (2009.01), C08L 69/00 (2009.01), C08K
3/00 (2009.01), C08K 5/00 (2009.01)
(54) MISTURAS TERMOPLÁSTICAS E ARTIGOS FEITOS A PARTIR DESTAS
(57) Misturas termoplásticas e artigos feitos a partir destas. Uma composição
termoplástica internamente lubrificada consistindo essencialmente de 5 a 50%
em peso de um policarbonato; de 35 a 90% em peso de um tereftalato de
polialquileno, uma resina de naftanoato de polialquileno, ou a misturas entre
estes; de 0,5 a 4% em peso de uma poliolefina modificada; e opcionalmente,
até 30% em peso de um agente de retardamento de chama, com as
propriedades de resistência à fadiga e estabilidade dimensional balanceadas.
Os artigos moldados a partir da composição da invenção apresentam uma
excelente propriedade de performance de desgaste.
(71) General Electric Company (US)
(72) Nicola Cont, Bo Liu, Xiaomin Zhang, Jayantha Amarasekera
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(85) 03/08/2007
(86) PCT US2006/012812 de 06/04/2006
(87) WO 2006/113142 de 26/10/2006
(21) PI 0606829-4 A2 (22) 13/02/2006
1.3
(30) 11/02/2005 EP 05002936.2; 14/02/2005 US 60/652,759; 23/08/2005 EP
(21) PI 0606831-6 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 04/02/2005 EP 05100795.3
(51) C08F 8/12 (2009.01), C08F 216/06 (2009.01), C08F 226/02 (2009.01)
(54) PROCESSO DE PREPARAÇÃO DE COPOLÍMERO DE ÁLCOOL
VINÍLICO-N-VINILAMINA ALTAMENTE SOLÚVEL EM ÁGUA, COPOLÍMERO
OBTIDO E SEU USO
(57) PROCESSO DE PREPARAÇÃO DE COPOLÍMERO DE ÁLCOOL
VINÍLICO-N-VINILAMINA ALTAMENTE SOLÚVEL EM ÁGUA, COPOLIMERO
OBTIDO E SEU USO. Dito copolímero com um grau de hidrólise superior a
93%, sendo que o dito processo compreende uma reação de hidrólise de um
copolímero de álcool vinílico-N-vinilformamida com um hidróxido de metal
alcalino em metanol, caracterizado pelo fato de o dito processo ser realizado
com mais de 1,5 mole de hidróxido de metal alcalino por mole de unidades de
N-vinilformamida e sem a adição de água. Trata-se também a presente
invenção de um copolímero de álcool vinílico-N-vinilamina altamente solúvel em
água obtido por meio deste processo e o uso do mesmo.
(71) Erkol, S.A. (ES)
(72) Juan Carlos Rodríguez Esteban, Alfredo Seco Carracedo, María Del
Carmen Palau Vall, Joseba Iñaki Iragorri Sainz
(74) Símbolo Marcas e Patentes Ltda
(85) 03/08/2007
(86) PCT EP2006/050452 de 26/01/2006
(87) WO 2006/082157 de 10/08/2006
30
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0606832-4 A2 (22) 21/02/2006
1.3
(30) 22/02/2005 US 60/655,104
(51) A61B 5/00 (2009.01)
(54) MOSTRADOR ICÔNICO DE MARCADORES PARA UM MEDIDOR
(57) MOSTRADOR ICÔNICO DE MARCADORES PARA UM MEDIDOR. A
invenção se refere a um mostrador icônico de marcadores icônicos de préevento ou pós-evento para um medidor, e a um método para marcar uma
concentração de analito com um marcador icônico de pré-evento ou pósevento. O medidor inclui pelo menos um segmento em um mostrador adaptado
para mostrar um marcador icônico de pré-evento ou pós-evento. O usuário
pode interagir com o medidor através de um botão no medidor. O botão permite
ao usuário rolar entre os marcadores icônicos de pré-evento, pós-evento, ou
nenhum deles, permitindo também ao usuário selecionar um ou nenhum dos
marcadores icônicos. Um dispositivo de memória localizado dentro do medidor
armazena a concentração de analito com o marcador icônico de pré-evento,
pós-evento, ou nenhum deles correspondente.
(71) BAYER HEALTHCARE LLC (US)
(72) JULIANNE M. GUARINO, DIJIA HUANG, DANIEL V. BROWN,
LAWRENCE J. BURNS
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/006036 de 21/02/2006
(87) WO 2006/091564 de 31/08/2006
(21) PI 0606833-2 A2 (22) 28/01/2006
1.3
(30) 05/02/2005 DE 102005005399.8
(51) A61K 31/618 (2009.01), C07C 69/88 (2009.01), C07C 311/17 (2009.01)
(54) USO DE 2, 4-DIHIDRÓXI-3-METILBENZOATO, MEDICAMENTO PARA O
TRATAMENTO DA HIPERPLASIA PROSTÁTICA, CARCINOMA DE
PRÓSTATA OU DA ATROFIA MUSCULAR ESPINO-BULBAR, 2,4-DIHIDRÓXI3-METILBENZOATO, PROCESSO PARA O ISOLAMENTO DO ÁCIDO
ATRÁRICO A PARTIR DE UM MATERIAL BIOLÓGICO E PROCESSO PARA A
SÍNTESE DE DERIVADOS DO ÁCIDO ATRÁRICO
(57) USO DE 2,4-DIHIDRÓXI-3-METILBENZOATO, MEDICAMENTO PARA O
TRATAMENTO DA HIPERPLASIA PROSTÁTICA, CARCINOMA DE
PRÓSTATA OU DA ATROFIA MUSCULAR ESPINO-BULBAR, 2, 4DIHIDRÓXI-3-METILBENZOATO, PROCESSO PARA O ISOLAMENTO DO
ÁCIDO ATRÁRICO A PARTIR DE UM MATERIAL BIOLÓGICO E PROCESSO
PARA A SÍNTESE DE DERIVADOS DO ÁCIDO ATRÁRICO. A presente
invenção se refere a um método de isolamento do ácido atrárico a partir de um
material biológico, derivados de ácido atrárico, a síntese química do mesmo, e o
uso do ácido atráríco e dos derivados dos mesmos para o tratamento ou a
produção de um medicamento para o tratamento da hiperpíasia prostática
benigna, carcinoma de próstata ou atrofia muscular espíno-bulbar e como uma
substância básica para o desenvolvimento de outros agentes usados para o
tratamento da hiperpiasia prostática benigna, carcinoma de próstata ou atrofia
muscular espino-bulbar.
(71) Lts Lohmann Therapie-Systeme AG (DE)
(72) Hans-Rainer Hoffmann, Rudolf Matusch, Aria Banianhmad
(74) Martinez & Moura Barreto S/S Ltda
(85) 03/08/2007
(86) PCT EP2006/000749 de 28/01/2006
(87) WO 2006/081997 de 10/08/2006
(21) PI 0606834-0 A2 (22) 13/02/2006
1.3
(30) 11/02/2005 EP 05002935.4; 14/02/2005 US 60/652,760; 23/08/2005 EP
05018269.0; 24/08/2005 US 60/711,006
(51) A61L 27/54 (2009.01), A61L 29/16 (2009.01), A61K 31/74 (2009.01), A61K
31/785 (2009.01), A61L 27/34 (2009.01), A61L 29/08 (2009.01), A61L 31/10
(2009.01), A61L 31/16 (2009.01)
(54) USOS DE ÓXIDO NÍTRICO (NO), DISPOSITIVO NÃO IMPLANTÁVEL
CONFIGURADO, PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE DISPOSITIVO
CONFIGURADO, USO DE POLÍMERO ELUENTE DE ÓXIDO NÍTRICO (NO) E
MÉTODO DE TRATAMENTO
(57) USOS DE ÓXIDO NÍTRICO (NO), DISPOSITIVO NÃO IMPLANTÁVEL
CONFIGURADO, PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE DISPOSITIVO
CONFIGURADO, USO DE POLÍMERO ELUENTE DE ÓXIDO NÍTRICO (NO) E
MÉTODO DE TRATAMENTO. A presente invenção refere-se a um dispositivo
que permite o tratamento alvo de neuropatia, tal como neuropatia periférica
diabética, ou neuropatia e úlceras resultantes da mencionada neuropatia. O
RPI 2011 de 21/07/2009
dispositivo compreende um polímero eluente de óxido nítrico (NO) disposto
para ficar emcontato com a área de tratamento, de tal forma que uma dose
terapêutica de óxido nítrico é eluída do mencionado polímero eluente de óxido
nítrico para a mencionada área. O polímero eluente de óxido nítrico (NO) é
integrado com umveículo, de tal forma que o veículo, durante o uso, regule e
controle a eluição da dosagem terapêutica de óxido nítrico (NO). Além disso, é
descrito um método de fabricação correspondente para o dispositivo.
(71) Nolabs AB (SE)
(72) Tor Peters
(74) Carolina Nakata
(85) 03/08/2007
(86) PCT EP2006/050891 de 13/02/2006
(87) WO 2006/084912 de 17/08/2006
(21) PI 0606835-9 A2 (22) 05/06/2006
1.3
(30) 10/06/2005 US 60/689,475; 06/04/2006 US 11/278,863
(51) H01B 1/00 (2009.01), C08K 7/00 (2009.01)
(54) COMPÓSITOS TERMOPLÁSTICOS DE FIBRAS LONGAS, MÉTODO DE
MANUFATURA DESTES E ARTIGOS DERIVADOS DESTES
(57) Compósitos termoplásticos de fibras longas, método de manufatura destes
e artigos derivados destes. É descrito um compósito de fibra longa e condutor
elétrico o qual oferece uma resistência elétrica superficial e/ou uma resistência
ao impacto melhoradas quando empregado em um produto moldado. O
compósito compreende uma resina termoplástica; fibras de carbono longas; e
fibras de vidro longas; no qual as fibras de carbono longas e as fibras de vidro
longas apresentam um comprimento maior ou igual a cerca de 2 milímetros e
sendo que o compósito de fibra longa e condutor elétrico, ao ser moldado em
8
um artigo, apresenta uma resistência superficial menor ou igual a cerca de 10
ohm por centímetro quadrado e uma resistência ao impacto lzod maior ou igual
a acerca de 10 KJ por metro quadrado.
(71) General Electric Company (US)
(72) Paul M. Atkinson
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(85) 03/08/2007
(86) PCT US2006/021709 de 05/06/2006
(87) WO 2006/135597 de 21/12/2006
(21) PI 0606836-7 A2 (22) 15/02/2006
1.3
(30) 17/02/2005 US 60/653,781; 08/02/2006 US 11/350,172
(51) C08J 7/04 (2009.01), B32B 27/32 (2009.01), B32B 27/36 (2009.01)
(54) FILMES DE POLICARBONATO PROTEGIDOS, APRESENTANDO
ESTABILIDADE TÉRMICA E CONTRA A RADIAÇÃO UV, E MÉTODO DE
FABRICAÇÃO
(57) Filmes de policarbonato protegidos, apresentanao estabilidade térmica e
contra a radiação UV, e método de fabricação. E descrito um filme compósito,
compreendendo uma camada de proteção compreendendo um filme de
poliolefina de adesâo modificada, uma camada de revestimento
compreendendo o produto da reação de um composto reticulável, um iniciador
e um ligante; e uma camada de policarbonato; sendo que a camada de
revestimento é depositada entre a camada de proteção e a camada de
policarbonato, e sendo que a resistência de destaque entre a camada de
proteção e a camada de policarbonato, medida conforme tanto antes quanto
depois do tratamento térmico ou de uma combinação entre um tratamento
térmico e um tratamento por UV do filme compósito, é de cerca de 1 a cerca de
20 centi-Newtons por centímetro, medida empregando um ângulo de destaque
de 180° e medida com uma taxa de destaque de 25,4 cm/min. Também é
descrito um método para a formação de um filme compósito bem como um
artigo compreendendo o filme compósito.
(71) General Electric Company (US)
(72) Wolfgang Abele, Brian Carvill, Michael D. Healy, Kwan Hongladarom,
Michael M. Laurin
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
RPI 2011 de 21/07/2009
(85) 03/08/2007
(86) PCT US2006/005223 de 15/02/2006
(87) WO 2006/088893 de 24/08/2006
(21) PI 0606842-1 A2 (22) 31/01/2006
1.3
(30) 04/02/2005 US 60/650,051
(51) B01D 39/16 (2009.01), B01D 39/20 (2009.01)
(54) SEPARADOR DE AEROSSOL
(57) SEPARADOR DE AEROSSOL. Arranjos de ventilação do cárter são
mostrados. Materiais preferenciais de meios, via úmida, para uso em tais
arranjos são descritos. Também descritos e mostrados estão componentes de
ventilação de cárter exemplares, partes para uso com um meio preferencial
descrito e caracterizado.
(71) DONALDSON COMPANY, INC (US)
(72) ROBERT ROGERS, BRAD KALBAUGH, PAUL KOJETIN, KEH DEMA
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 03/08/2007
(86) PCT US2006/004639 de 31/01/2006
(87) WO 2006/084282 de 10/08/2006
(21) PI 0606843-0 A2 (22) 14/02/2006
1.3
(30) 22/02/2005 EP 05101324.1
(51) C07D 213/75 (2009.01), A61K 31/44 (2009.01), A61P 25/18 (2009.01),
C07D 213/82 (2009.01)
(54) ANTAGONISTAS DE NK 1
(57) ANTAGONISTAS DE NK1. A presente invenção refere-se aos compostos
da fórmula em que R¹/R¹ são hidrogênio ou metila; X é -C(O)N(CH3)- ou N(CH3)C(O)-; e sais de adição de ácido farmaceuticamente aceitáveis dos
mesmos para o tratamento de numerosas condições inflamatórias, hemicrânia,
artrite reumatóide, asma, doença do intestino inflamatório, mediação do reflexo
emético, doença de Parkinson, ansiedade, depressão, psicose, doença de
movimento, vômito induzido, dor, dor de cabeça, hemicrânia, doença de
Alzheimer, esclerose múltipla, atenuação de abstinência de morfina, alterações
cardiovasculares, edema, tal como, edema causado por dano térmico, doenças
inflamatórias crônicas, tais como, artrite reumatóide, asma/hiperreatividade
brônquica e outras doenças respiratórias incluindo rinite alérgica, doenças
inflamatórias do intestino incluindo colite ulcerativa e doença de Crohn, lesão
ocular e doenças inflamatórias oculares, lesão cerebral traumática, doença de
movimento, êmese e distúrbios psicoimunológicos ou psicossomáticos.
(71) F Hoffmann-La Roche AG (CH)
(72) Torsten Hoffmann, Patrick Schnider
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/001310 de 14/02/2006
(87) WO 2006/089658 de 31/08/2006
(21) PI 0606844-8 A2 (22) 21/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 GB 0503506.8
(51) C07D 471/04 (2009.01), A61K 31/519 (2009.01), A61P 35/00 (2009.01)
(54) DERIVADOS DE PIRIDO(2,3-D)PIRIMIDINA SUBSTITUIDA E
COMPOSIÇÃO FARMACÊUTICAS ÚTEIS COMO REMÉDIOS PARA O
TRATAMENTO DE DISTÚRBIOS AUTO-IMUNES
(57) DERIVADOS
DE
PIRIDO(2,3-d)PIRIMIDINA
SUBSTITUÍDA
E
COMPOSIÇÕES FARMACÊUTICAS ÚTEIS COMO REMÉDIOS PARA O
TRATAMENTO DE DISTÚRBIOS AUTO-IMUNES. A presente invenção referese a um grupo de derivados de pirido(2,3-d)pirimidina trissubstitu ido, seus sais
farmaceuticamente aceitáveis, N-óxidos, solvatos e enantiômeros, que
possuem propriedades farmacêuticas desejáveis inesperadas, em particular
que são agentes altamente imunossupressores, e como tal são úteis no
tratamento da rejeição a transplantes e 1 ou no tratamento de certas doenças
inflamatórias. Esses derivados são também úteis na prevenção e tratamento de
distúrbios cardiovasculares, distúrbios do sistema nervoso central, distúrbios
relacionados à TNF-α e distúrbios de proliferação de células.
(71) 4 AZA IP NV (BE)
(72) STEVEN CESAR ALFONS DE JONGHE, PIET ANDRÉ MAURITS MARIA
HERDEWIJN, LING-JIE GAO
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 31
(86) PCT EP2006/001539 de 21/02/2006
(87) WO 2006/087229 de 24/08/2006
(21) PI 0606845-6 A2 (22) 17/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 FR 0501860
(51) C07D 413/04 (2009.01), C07D 231/04 (2009.01), A61K 31/415 (2009.01),
A61K 31/4155 (2009.01), A61P 1/00 (2009.01)
(54) DERIVADOS DE (1,5-DIFENIL-1H-PIRAZOL-3-IL)OXADIAZOL, O
RESPECTIVO PREPARO E A RESPECTIVA APLICAÇÃO EM TERAPÊUTICA
(57) DERIVADOS DE (1,5-DIFENIL-1H-PIRAZOL-3-IL)OXADIAZOL, O
RESPECTIVO PREPARO E A RESPECTIVA APLICAÇÃO EM TERAPÊUTICA.
A presente invenção refere-se a compostos correspondentes à fórmula (I), na
qual: - R1 representa um radical heterocíclico escolhido dentre fórmula (II); - R2
representa uma (C1-C5)alquila ou um ciano; - R3 representa uma fenila não
substituida ou substituida; - R4 representa uma fenila não substituida ou
substituida; assim como seus hidratos ou seus solvatos.
(71) SANOFI-AVENTIS (FR)
(72) Francis Barth, Patrick Gueule, Murielle Rinaldi-Carmona, Didier Van
Broeck, Christian Congy
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT FR2006/000368 de 17/02/2006
(87) WO 2006/087480 de 24/08/2006
(21) PI 0606846-4 A2 (22) 21/02/2006
1.3
(30) 25/02/2005 US 11/065,296
(51) A43B 13/18 (2009.01), A43B 21/26 (2009.01), A43B 21/36 (2009.01), A43B
7/14 (2009.01)
(54) ELEMENTO DE SUPORTE DE CALÇADOS, MEMBRO DE SUPORTE DE
PÉ E DISPOSITIVO DE RECEPÇÃO DE PÉ
(57) ELEMENTO DE SUPORTE DE CALÇADOS, MEMBRO DE SUPORTE DE
PÉ E DISPOSITIVO DE RECEPÇÃO DE PÉ. Elemento de suporte para calçado
e outros produtos incluem: (a) um elemento de base (212, 302) tendo primeira e
segunda superfícies maiores (304, 306); e (b) um braço extensor (216) tendo
uma extremidade livre para engatar uma parte de uma estrutura de calçado. O
braço extensor (216) pode engatar e adicionalmente suportar uma parte de
suporte de calcanhar ou outra parte estrutural de um artigo de calçado ou outro
dispositivo de recepção de pé. Tais dispositivos de recepção de pé podem
incluir: (a) um membro de cobertura de pé (tal como uma gáspea de calçado);
(b) um membro de suporte de pé (tal como uma estrutura de sola de calçado)
engatado com o membro de cobertura de pé, e (c) um membro de reforço
lateral que inclui um braço extensor (216) engatado com pelo menos um do
membro de cobertura de pé ou membro de suporte de pé.
(71) NIKE INTERNATIONAL LTD (US)
(72) MICHAEL AVENI, WILLIAM J. CASS, ANTHONY C. DEAN, FRED G.
FAGERGREN, KURT JOSEP STOCKBRIDGE, RANDALL WYSZYNSKI
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/005798 de 21/02/2006
(87) WO 2006/093697 de 08/09/2006
(21) PI 0606847-2 A2 (22) 28/02/2006
1.3
(30) 01/03/2005 US 11/069,788
(51) G06K 19/07 (2009.01), G06Q 10/00 (2009.01), G06Q 50/00 (2009.01)
(54) SISTEMA E MÉTODO PARA MONITORAMENTO DE ETIQUETAS DE ID
USANDO UMA ESTRUTURA DE DADOS DE LEITURAS DE ETIQUETA
(57) SISTEMA E MÉTODO PARA MONITORAMENTO DE ETIQUETAS DE ID
USANDO UMA ESTRUTURA DE DADOS DE LEITURAS DE ETIQUETA. Um
sistema e método de monitoramento de etiquetas em diversos pontos
sucessivos de um processo comercial. Uma leitora tenta ler cada etiqueta em
cada ponto sucessivo. Um processador povoa um banco de dados com
informações correspondentes â leitura de cada etiqueta em cada ponto
sucessivo e a hora de cada leitura. Uma ferramenta que modifica parte das
informações no banco de dados como uma função de outras informações no
banco de dados. As informações modificadas são usadas para monitorar as
etiquetas através do processo comercial.
(71) Kimberly-Clark Worldwid, INC (US)
(72) CARLA K. FIELDS, ANGELA R. ZILLMER, WILLIAM J. RAYNOR JR.
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/007214 de 28/02/2006
(87) WO 2006/094030 de 08/09/2006
32
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
sendo opcionalmente substituído com um ou mais átomos de halogênio e/ou
3
um ou mais grupos alquil C1-4 ou alcoxi C1-4, e em queR é selecionado do
grupo consistindo em resíduos de alquil C1-18, cicloalquil C6-20 , aril C6-20 e
aralquil C7-20, compreendendo as etapas de a) reagir um metil cetona, uma
amina primária, formaldeido e ácido sulfônico, em uma pressão acima de 1,5
bar, opcionalmente em um solvente orgânico, o solvente orgânico contendo
opcionalmente água, para proporcionar sulfonatos de ß-aminocetona Nsubstituída da fórmula (II), em que R1, R2 e R3 são como definidos acima, e b)
hidrogenar assimetricamente os sulfonatos na presença de uma base e um
catalisador, compreendendo um metal de transição e um ligante de difosfina,
em um solvente polar, opcionalmente na presença de água.
(71) LONZA AG (CH)
(72) Walter Brieden, Martin Clausen, John Mcgarrity, Hanspeter Mettler,
Dominique Michel
(74) Orlando de Souza
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/001334 de 14/02/2006
(87) WO 2006/087166 de 24/08/2006
(21) PI 0606848-0 A2 (22) 06/03/2006
1.3
(30) 07/03/2005 US 60/594,037
(51) E21C 37/12 (2009.01)
(54) FERRAMENTA PNEUMÁTICA MANUAL PARA BRITAR ROCHA
(57) FERRAMENTA PNEUMÁTICA MANUAL PARA BRITAR ROCHA. Uma
ferramenta (12) tem um corpo (14) que tem uma abertura (16) que forma um
cilindro (18), que tem um topo e uma base (20 e 22), uma abertura (30) na base
(22) e uma entrada de pressão (44) para comunicação fluida. O cilindro (18)
recebe um pistão (24) e um ímã (23), que é contíguo à entrada de pressão (44)
. Um tubo de pino atuador (26) é recebido na abertura (30) na base (22) do
cilindro (18), e um pino atuador (38) é encaixado no tubo (26) . Uma segunda
abertura (28) pode ser disposta no topo (20) . Um estojo (110) contém a
ferramenta (12), uma mangueira (94), cartuchos (84) e uma bomba (P) . Um
método para utilizar a ferramenta (12) é também contemplado por este. Várias
ferramentas (12) podem ser detonadas ao mesmo tempo, sendo enganchadas
em um tubo de distribuição (95 ou 95')
(71) Carroll Bassett (US)
(72) Carroll Bassett
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/007866 de 06/03/2006
(87) WO 2006/096615 de 14/09/2006
(21) PI 0606852-9 A2 (22) 08/03/2006
1.3
(30) 11/03/2005 US 11/077,670; 07/03/2006 US 11/369,563
(51) C08L 53/02 (2009.01), C08F 297/04 (2009.01)
(54) GÉIS OLEOSOS DE COPOLÍMEROS EM BLOCO COM DISTRIBUIÇÃO
CONTROLADA E ÓLEOS DE ÉSTER
(57) GEIS OLEOSOS DE COPOLÍMEROS EM BLOCO COM DISTRIBUIÇÃO
CONTROLADA E ÓLEOS DE ÉSTER. A presente invenção se refere à
composições de gel oleoso que incluem pelo menos um óleo de éster nãoaromático e um copolímero em bloco aniônico de um mono alquenil e um dieno
conjugado. O copolímero em bloco é seletivamente hidrogenado e tem blocos
terminais de mono alquenil areno e um bloco com distribuição controlada de um
mono alquenil areno e um bloco mediano de dieno conjugado. O óleo de éster é
um composto de éster não-aromático, tal como óleo de soja, óleo de colza e
outros compostos semelhantes.
(71) KRATON POLYMERS RESEARCH B. V. (NL)
(72) David John Saint Clair
(74) Orlando de Souza
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/008235 de 08/03/2006
(87) WO 2006/098980 de 21/09/2006
(21) PI 0606853-7 A2 (22) 22/02/2006
1.3
(30) 25/02/2005 DE 20 2005 003 287.5
(51) E05C 17/20 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO PARA TRAVA DE PORTA
(57) DISPOSITIVO PARA TRAVA DE PORTA. A invenção se refere a um
dispositivo para trava de porta, de modo particular para uma porta de um
veículo a motor, compreendendo: uma barra retentora de porta 2 montada na
porta ou na carroceria para ser articulável, e incluindo um primeiro lado 15 e
uma seção perfilada formada no primeiro lado 15; um primeiro elemento de freio
3 respectivamente disposto na outra parte (porta ou carroceria), que é aplicado
por seções no primeiro lado 15 da barra retentora de porta 2, sob o efeito de
uma pré- carga, e que, com a seção perfilada do primeiro lado 15, define
posições retentoras. O dispositivo inventivo para trava de porta, que permite à
porta ser seletivamente aberta através de posições retentoras definidas, de
modo particular por um batente específico, é produzido, de acordo com a
invenção, de modo que um dispositivo acionador seja associado ao primeiro
elemento de freio 3, e de modo que o dispositivo acionador permita que o
primeiro elemento de freio 3 seja movido de encontro à pré-carga, a fim de nao
ficar mais em contato com o primeiro lado 15 da barra retentora de porta 2.
(71) Edscha AG. (DE)
(72) Frank Sempert, Juan-Emilio Molina-Alvarez, Katja Kottsieper
(74) Orlando de Souza
(85) 21/08/2007
(86) PCT DE2006/000322 de 22/02/2006
(87) WO 2006/089528 de 31/08/2006
(21) PI 0606851-0 A2 (22) 14/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 EP 05003657.3
(51) C07C 213/08 (2009.01), C07C 215/30 (2009.01), C07C 221/00 (2009.01),
C07C 225/16 (2009.01), C07C 303/22 (2009.01), C07C 309/04 (2009.01), C07C
309/07 (2009.01), C07C 309/30 (2009.01), C07D 333/20 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO DE 3-AMINOÁLCOOIS 1SUBSTITUÍDOS ENANTIOMERICAMENTE PUROS
(57) PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO DE 3-AMINOÁLCOOIS 1SUBSTITUÍDOS ENANTIOMERICAMENTE PUROS. É provido um processo
para a preparação de sulfonatos de ß-aminoálcool N-monosubstituído da
fórmula (Ia), (Ib), em que R1 e aril C6-20 ou heteroaril C4-12 , cada um sendo
opcionalmente substituído com um ou mais átomos de halogênio e/ou um ou
mais grupos alquil C1-4, ou alcoxi C1-4, R2 e alquil C1-4, ou aril C6-20, cada aril
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 33
(87) WO 2006/087864 de 09/08/2007
(21) PI 0606854-5 A2 (22) 13/01/2006
1.3
(30) 22/02/2005 US 11/062,642
(51) H04M 1/00 (2009.01)
(54) MÉTODO E APARELHO PARA FACILITAR MODOS ALTERNATIVOS DE
OPERAÇÃO PARA UM DISPOSITIVO DE COMUNICAÇÃO PORTÁTIL
(57) MÉTODO E APARELHO PARA FACILITAR MODOS ALTERNATIVOS DE
OPERAÇÃO PARA UM DISPOSITIVO DE COMUNICAÇÃO PORTÁTIL. Um
dispositivo de comunicações (300) habilitado para suportar uma funcionalidade
de comunicações de voz externa (301) (ou outras comunicações externas de
interesse e escolha) e uma outra funcionalidade (302) tem pelo menos um
primeiro e um segundo modos de operação (304 e 305). O primeiro modo de
operação permite essencialmente toda funcionalidade, enquanto o segundo
modo de operação impossibilita pelo menos muito da outra funcionalidade, em
favor de preservar a viabilidade de pelo menos parte da funcionalidade de
comunicações externas. Um seletor (306) pode selecionar um dado modo de
operaçao com base, pelo menos em parte, em um gatilho 307, que
compreende, por exemplo, uma entrada de usuário e/ou a detecção de uma
condição de preocupaçao.
(71) MOTOROLA , INC. (US)
(72) Yi Q. Li, Ezzat A. Dabbish, Thomas S. Messerges, Larry C. Puhl
(74) Orlando de Souza
(85) 21/08/2007
(86) PCT US2006/001457 de 13/01/2006
(87) WO 2006/091292 de 31/08/2006
(21) PI 0606855-3 A2 (22) 14/12/2006
1.3
(30) 31/01/2006 DE 10 2006 004 308.1
(51) B22D 11/103 (2009.01), B22D 41/12 (2009.01)
(54) CARRO DISTRIBUIDOR COM UM DISPOSITIVO DE ELEVAÇÃO PARA
UMA PANELA INTERMEDIÁRIA
(57) CARRO DISTRIBUIDOR COM UM DISPOSITIVO DE ELEVAÇÃO PARA
UMA PANELA INTERMEDIÁRIA. Carro distribuidor com um dispositivo de
elevação (1) para uma panela intermediária (2) para materiais de aço líquido, de
modo particular em um laminador com veios múltiplos, onde a panela
intermediária (2) é apoiada, de modo a ser suspensa e abaixada, sobre uma
armação condutora (7) por meio de dispositivos com controle eletromecânico ou
hidráulico de elevação (la, lb), evita uma disposição quádrupla de acionamentos
por pistáo/ cilindro e um controle síncrono complicado para segurança do
pessoal e para uma considerável simplificação da construção, pelo fato de ser
previsto somente um único suporte de elevação (9) e somente dois dispositivos
de elevação (la, lb)
(71) SMS DEMAG AG (DE)
(72) Richard Theis, Hans Jürgen Hecken
(74) Orlando de Souza
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/012024 de 14/12/2006
(21) PI 0606856-1 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 01/02/2005 BE 2005/0054
(51) B01D 53/26 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO DE SECAGEM DE GÁS
(57) DISPOSITIVO DE SECAGEM DE GÁS. Dispositivo de secagem de gás,
consistindo em um secador dessecante (2) que faz uso de um tanque de
pressão (4) com uma zona de secagem (5) e uma zona de regeneração (6),
com um meio de adsorçáo e/ou absorção (7) que é alternadamente guiado
através da zona de secagem (5) e zona de regeneração (6); um circuito
primário (8) no qual o secador dessecante acima mencionado (2) é incluído,
que torna possível guiar o gás a ser seco através da zona de secagem (5) do
secador dessecante (2); um circuito secundário (9) que torna possível que uma
parte do gás a ser seco, seja guiada através da zona de regeneração (6) do
secador dessecante (2) e absorva umidade nesse lugar, caracterizado pelo fato
de que o dispositivo também contém um secador de resfriamento (1) que é
inserido a montante do secador dessecante acima mencionado (2) no circuito
primário (8).
(71) ATLAS COPCO AIRPOWER, NAAMLOZE VENNOOTSCHAP (BE)
(72) Bart Etienne Agnes Vanderstraeten, Ben Paul Karl Van Hove
(74) ORLANDO DE SOUZA
(85) 31/07/2007
(86) PCT BE2006/000006 de 26/01/2006
(87) WO 2006/081635 de 10/08/2006
(21) PI 0606857-0 A2 (22) 15/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 RU 2005105495
(51) B29B 9/06 (2009.01), B29C 44/34 (2009.01), B29C 67/20 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA PRODUÇÃO DE PÉROLAS DE POLIESTIRENO
EXPANSÍVEL
(57) MÉTODO PARA PRODUÇÃO DE PÉROLAS DE POLIESTIRENO
EXPANSÍVEL. O método da invenção consiste em alimentar correntes de
polimero fundido e agente expansor para uma zona de mistura, dispersar o dito
agente expansor no fundido polimérico sob agitação com alto cisalhamento em
um primeiro misturador estático, mantendo a dita mistura no segundo
misturador estático sob agitação simultânea com cisalhamento intenso, resfriar
a dita mistura no terceiro misturador estático sob agitação simultânea até uma
temperatura intermediária, resfriar a dita mistura até uma temperatura
necessária para a granulação, extrudar filamentos poliméricos e
subseqúentemente resfriá-los e granulá-los. Durante o processamento, a razão
ponderal da vazão de fundido polimérico, Gp, para a vazão do agente expansor,
GA, fica na faixa entre 13,0 e 19,0, a temperatura no primeiro misturador
estático para misturação sob alto cisalhamento é calculada de acordo com a
fórmula (1), no segundo e no terceiro misturadores estáticos ela é calculada de
acordo com as fórmulas (II) e (III), respectivamente, onde GEAmax é vazão
máxima possível do agente expansor, GEAcorrente é a vazão corrente usada do
agente expansor, e a razão do índice de fluidez (MFI) para o peso molecular
-5
ponderal médio (Mw) fica na faixa entre (0,8 a 12,0) x 10 . O método torna
possível produzir poliestireno na forma de grânulos expansíveis, dentro de uma
ampla faixa de pesos moleculares, e um poliestireno resistente a impacto.
(71)
OBSCHESTVO S
OGRANICHENNOI OTVETSTVNNOST
JU'
PROMPPLASTE 14 (RU) , OTKRYTOE AKTSIONERNOE OBSCHESTOV
'SALAVATNEFTEORGSYNTHES' (RU)
34
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
(72) MAXIM NIKOLAEVICH ROGOV, HALYL HALAFOVICH RAHIMOV,
MARAT HAFISOVICH ISHMIJAROV, SERGEI IVANOVICH MJACHIN, ALEXEJ
VLADIMIROVICH
PROCOPENKO,
ALEXANDR
ALEXEEVICH
KRASHENINNIKOV, IRINA VLADIMIROVNA MJASITSHEVA, LEONID
ISAAKOVICH GINZBURG, EUGENIA MICHAILOVA TARKOVA
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT RU2006/000075 de 15/02/2006
(87) WO 2006/088392 de 24/08/2006
(21) PI 0606860-0 A2 (22) 22/02/2006
1.3
(30) 22/02/2005 EP 05 250995.7
(51) C11D 3/386 (2009.01), C11D 3/12 (2009.01), C11D 3/06 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÕES DETERGENTES
(57) COMPOSIÇÕES DETERGENTES. São descritas composições
detergentes contendo enzimas lipase de alta eficiência e formulações
detergentes específicas compreendendo uma alta alcalinidade de reserva,
maior que 7,5, e menor que 15% em peso, de builders à base de zeólito e de
fosfato. As formulações preferenciais compreendem tensoativos selecionados
entre alquil benzeno sulfonatos em combinação com sulfatos de alquila
etoxilados ou MES ou tensoativos não-iônicos.
(71) THE PROCTER & GAMBLE COMPANY (US)
(72) STEVEN GEORGE PATTERSON, NEIL JOSEPH LANT
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT IB2006/050577 de 22/02/2006
(87) WO 2006/090336 de 31/08/2006
(21) PI 0606858-8 A2 (22) 22/02/2006
1.3
(30) 22/02/2005 EP 05 250998.1
(51) C11D 3/386 (2009.01), C11D 3/12 (2009.01), C11D 3/06 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÕES DETERGENTES
(57) COMPOSIÇÕES DETERGENTES. São descritas composições
detergentes que contêm enzimas lipase de alta eficiência e formulações
específicas de detergente que compreendem menos de 10%, em peso, de
builder à base de zeálito e builder à base de fosfato. As formulações
preferenciais compreendem tensoativos selecionados entre alquil benzeno
sulfonatos em combinação com sulfatos de alquila etoxilados ou MES ou
tensoativos não-iônicos.
(71) The Procter & Gamble Company (US)
(72) NEIL JOSEPH LANT, STEVEN GEORGE PATTERSON
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT IB2006/050576 de 22/02/2006
(87) WO 2006/090335 de 31/08/2006
(21) PI 0606859-6 A2 (22) 21/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 BE 2005/0091
(51) E21B 47/01 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO, BROCA DE PERFURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE
PERFURAÇÃO E/OU SONDAGEM
(57) DISPOSITIVO, BROCA DE PERFURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE
PERFURAÇÃO E/OU SONDAGEM. A presente invenção refere-se a um
dispositivo que compreende um equipamento para medição dos parâmetros de
uma operação de perfuração ou sondagem por meio de uma broca de
perfuração fixada à extremidade de uma coluna de perfuração, sendo que o
equipamento de medição (7) fica alojado em uma câmara (5) feita em um
acoplamento (1, 18) que é projetado para ser interposto entre dois tubos da
coluna de perfuração ou entre a broca de perfuração e um tubo da coluna de
perfuração, ou para constituir um adaptador (18) para uma cabeça de corte (15)
da broca de perfuração de uma coluna de perfuração.
(71) DIAMANT DRILLING SERVICES SA (BE)
(72) SEBÁSTIAN DESMETTE, THOMAS RICHARD, ABDELHAKIM HAHATI
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/001674 de 21/02/2006
(87) WO 2006/087239 de 24/08/2006
(21) PI 0606861-8 A2 (22) 20/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 CH 0302/05
(51) C07C 209/36 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO DE ANILINAS
(57) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO DE ANILINAS. A presente invenção
refere-se a um processo para a preparação de compostos de fórmula (1) onde
os substituintes são como definidos na reivindicação 1, por a) reação de um
composto de fórmula (II) para formar um composto de fórmula (III), b) reação
deste composto na presença de uma base para formar um com- posto de
fórmula (IV) e c) conversão deste composto na presença de um agente redutor
em um composto de fórmula (I).
(71) SYNGENTA PARTICIPATIONS AG (CH)
(72) HARALD WALTER, CAMILLA CORSI, JOSEF EHRENFREUND,
CLEMENS LAMBERTH, HANS TOBLER, HERMANN SHNEIDER
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/001508 de 20/02/2006
(87) WO 2006/087223 de 24/08/2006
(21) PI 0606862-6 A2 (22) 20/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 JP 2005 043619; 21/02/2005 JP 2005 043620; 21/02/2005 JP
2005 043621; 21/12/2005 JP 2005 368602
(51) C11C 3/10 (2009.01), C07C 67/03 (2009.01), C07C 69/58 (2009.01), C07B
61/00 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE ALQUIL ÉSTERES DE ÁCIDO
GRAXO E/OU GLICERINA
(57) PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE ALQUIL ÉSTERES DE ÁCIDO
GRAXO E/OU GLICERINA. A presente invenção refere-se a um processo de
produção usando um catalisador que pode substancialmente suprimir lixiviação
de componentes metais ativos e que exibe alta atividade para ambas as
reações de transesterificação de glicerídeos e esterificação de ácidos graxos
livres contidos em uma gordura ou óleo; e o catalisador. Um processo para
produção de alquil ésteres de ácido graxo e/ou glicerina compreendendo uma
etapa de colocação de gordura ou óleo em contato com um álcool na presença
de um catalisador, em que o catalisador é pelo menos um catalisador
selecionado do grupo consistindo no seguinte (1) a (V): (I) um óxido de metal
tendo uma estrutura ilmenita e/ou uma es- trutura eslirancita; (II) um óxido
contendo um elemento metálico pertencendo ao Grupo 12 e um elemento
metálico pertencendo ao Grupo 4; (III) um óxido misto contendo um elemento
metálico pertencendo ao Grupo 12 e um elemento metálico de transição
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 35
tetravalente; (IV) um óxido de metal contendo zircônio e pelo menos um
elemento metálico selecionado do grupo consistindo em elementos metálicos
pertencendo aos Grupos 4, 5 e. 8; e (V) um óxido de metal contendo óxido de
titânio tipo anatásio e/ou óxido de titânio tipo rutílio, e o óxido de metal contendo
um componente enxofre de 700 ppm ou menos.
(71) NIPPON SHOKUBAI CO., LTD (JP) , RESEARCH INSTITUTE OF
INNOVATIVE TECHNOLOGY FOR EARTH (JP)
(72) Tomoharu Oku, Toshimitsu Moriguchi, Takeo Akatsuka, Masanori
Nonoguchi
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT JP2006/303512 de 20/02/2006
(87) WO 2006/088254 de 24/08/2006
(21) PI 0606863-4 A2 (22) 20/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 FR 0550473
(51) F16C 27/06 (2009.01), F16C 33/10 (2009.01), F16C 33/12 (2009.01)
(54) ELEMENTO DE GUIA
(57) ELEMENTO DE GUIA. A presente invenção se refere a um elemento de
guia em forma de anel (1) utilizada para montar um eixo (2) com atrito e com
uma articulação e/ou capacidade de deslizamento, em que o referido elemento
destina-se a ser montado no diâmetro interno em um suporte. A invenção é
caracterizada pelo fato de que o anel e/ou o eixo está sujeito a uma superfície
de tratamento de enrijecimento, pelo menos na superfície de atrito do mesmo,
por meio de difusão ou transformação estrutural, seguido de um tratamento de
acabamento e um tratamento criado para reduzir a tendência à aderência e o
coeficiente de atrito; sendo que a superfície de atrito do anel (1) formada pelo
diâmetro interno (la) do mesmo, compreende meios que podem ser utilizados
para armazenar graxa; e a periferia externa do anel é solidamente conectada a
um elemento deformável e flexível (3) que pode ser encaixado no diâmetro
interno no suporte.
(71) H. E . F. (FR)
(72) JEAN-CLAUDE BARLERIN, ERIC CHADUIRON
(74) Claudia Christina Schulz
(85) 21/08/2007
(86) PCT FR2006/050148 de 20/02/2006
(87) WO 2006/087500 de 24/08/2006
(21) PI 0606864-2 A2 (22) 20/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 FR 0550474
(51) F16C 33/10 (2009.01), F16C 11/06 (2009.01)
(54) ELEMENTO DE GUIA LUBRIFICADO
(57) ELEMENTO DE GUIA LUBRIFICADO. A presente invenção se refere a um
elemento de guia auto-lubrificante caracterizado pelo fato de que o corpo (1) do
mesmo é fabricado de material altamente resistente ao desgaste e/ou aderência
e corrosão. De acordo com a invenção, cada uma das extremidades do
diâmetro interno (la) está munido de pelo menos uma ranhura (lb) e (lc) cuja
finalidade consiste em impedir que o lubrificante saia da zona de atrito.
Ademais, o diâmetro interno (la) compreende calhas (ld) pelo menos entre as
ranhuras (lb) e (lc) que desembocam pelo menos em uma das referidas
ranhuras e que são utilizadas para armazenar lubrificante.
(71) H. E . F. (FR)
(72) JEAN-CLAUDE BARLERIN, ERIC CHADUIRON
(74) Claudia Christina Schulz
(85) 21/08/2007
(86) PCT FR2006/050146 de 20/02/2006
(87) WO 2006/087498 de 24/08/2006
(21) PI 0606865-0 A2 (22) 15/02/2006
1.3
(30) 21/02/2005 SE 05 00397-5; 01/12/2005 US 60/597,433
(51) A61B 7/04 (2009.01), H04R 1/28 (2009.01), G10K 11/02 (2009.01)
(54) MONITOR DE SOM
(57) MONITOR DE SOM. A presente invenção refere-se a um monitor de som
eletrônico para uso como um estetoscópio, um tratamento de sinal e um método
para tratar os sinais usando o monitor. O monitor de som compreende pelo
menos um transdutor para transformar as vibrações em sinais elétricos (21
7;701 ,702), recurso de filtragem (705), recurso conversor de A/D e DIA
(707,715), recurso de amplificação (703,704,706,716), recurso de
processamento (708), uma câmara de som (215) na qual pelo menos um
transdutor para transformar os sinais elétricos em som (214) é disposto e um
canal de som (212) abrindo dentro da dita câmara de som, o dito canal de som
adaptado para enviar o som da câmara de som (214) através de uma abertura
(218) conectando o canal de som com o ar ambiente.
(71) COMPUTERIZED MEDICAL TECHNOLOGY IN SWEDEN AB (SE)
(72) MAGNUS SÖRLANDER, TAL MARTIN HERER, ADITYA HEERAH
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 21/08/2007
(86) PCT EP2006/050965 de 15/02/2006
(87) WO 2006/087345 de 24/08/2006
(21) PI 0606867-7 A2 (22) 27/01/2006
1.3
(30) 28/01/2005 US 648,639
(51) A61K 39/395 (2009.01), C07K 16/18 (2009.01)
(54) FORMULAÇÃO LÍQUIDA; FORMA DE DOSAGEM UNITÁRIA
FARMACÊUTICA; KIT; RECIPIENTE; MÉTODO PARA AUMENTAR A
ESTABILIDADE DE UM POLIPEPTÍDEO DE LIGAÇÃO A ANTÍGENO NUMA
FORMULAÇÃO; MÉTODO PARA PREPARAR UMA FORMA DE DOSAGEM
UNITÁRIA FARMACÊUTICA; FORMULAÇÃO ESTÁVEL; FORMULAÇÃO; E
PRODUTO TERAPÊUTICO
(57) FORMULAÇÃO LÍQUIDA; FORMA DE DOSAGEM UNITARIA
FARMACÊUTICA; KIT; RECIPIENTE; MÉTODO PARA AUMENTAR A
ESTABILIDADE DE UM POLIPEPTÍDEO DE LIGAÇÃO A ANTÍGENO NUMA
FORMULAÇÃO FARMACÊUTICA LÍQUIDA; MÉTODO PARA PREPARAR A
FORMULAÇÃO; MÉTODO PARA PREPARAR UMA FORMA DE DOSAGEM
UNITÁRIA FARMACÊUTICA; FORMULAÇÃO ESTAVEL; FORMULAÇÃO; E
PRODUTO TERAPÊUTICO. A presente invenção fornece formulações para
manter a estabilidade de polipeptídeos, particularmente, polipeptídeos de
ligação a antígeno terapêuticos, tais como anticorpos e semelhantes, por
exemplo, anticorpos anti-A13. As formulações geralmente incluem um
antioxidante numa quantidade suficiente para inibir a formação de subprodutos,
por exemplo, a formação de agregados de polipeptideo de alto peso molecular,
fragmentos de degradação de polipeptídeo de baixo peso molecular e suas
misturas. As formulações da invenção compreendem opcionalmente um agente
de tonicidade, tal como manitol, e um agente tamponante ou aminoácido tal
como histidina, e dessa forma, as formulações são adequadas para várias
diferentes vias de administração.
(71) WYETH (US)
(72) DONNA L. LUISI, NICHOLAS W. WARNE, ANGELA KANTOR
(74) TRENCH, ROSSI E WATANABE ADVOGADOS
(85) 27/07/2007
(86) PCT US2006/004741 de 27/01/2006
(87) WO 2006/081587 de 03/08/2006
(21) PI 0606868-5 A2 (22) 25/01/2006
(30) 27/01/2005 DE 102005003821.2
1.3
36
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
(51) A61Q 5/10 (2009.01), A61K 8/49 (2009.01), D06P 1/06 (2009.01), D06P
1/32 (2009.01), D06P 1/08 (2009.01), D06P 3/30 (2009.01), D06P 3/14
(2009.01), C09B 44/10 (2009.01)
(54) AGENTES PARA TINGIMENTO DE FIBRAS DE QUERATINA
(57) Agentes para tingimento de fibras de queratina. Os quais compreendem ao
menos um corante azo zwiteriânico com a fórmula geral (I) em que há um
radical de sulfonato de alquila com a fórmula (II)
(71) THE PROCTER & GAMBLE COMPANY (US)
(72) Cecile Pasquier, Eric Tinguely, Otto Göttel, Hans-Jurgen Braun
(74) TRENCH, ROSSI E WATANABE ADVOGADOS
(85) 27/07/2007
(86) PCT US2006/002495 de 25/01/2006
(87) WO 2006/081245 de 03/08/2006
(21) PI 0606871-5 A2 (22) 25/01/2006
1.3
(30) 27/01/2005 US 60/647,618
(51) C07D 403/12 (2009.01), A61K 31/41 (2009.01), A61P 7/02 (2009.01)
(54) "PROCESSOS E COMPOSTOS PARA A PREPARAÇÃO DE DERIVADOS
DE NAFTILINDOL SUBSTITUÍDOS
(57) PROCESSOS E COMPOSTOS PARA A PREPARAÇÃO DE DERIVADOS
DE NAFTILINDOL SUBSTITUÍDOS. A presente invenção refere-se a processos
para a preparação de derivados de naftilindol substituidos de fórmula (1) que
podem ser usados como inibidores de inibidor-1 de ativador de plasminogênio
(PAI-1). Em certas modalidades da invenção, os processos envolvem reações
que incluem uma ou mais de uma oxidação Oppenauer, uma síntese de indol
Fisher, uma clivagem de metil éter ou acoplamento de um metil tetrazol
substituído com um naftol substituído.
(71) WYETH (US)
(72) VLADIMIR A. DRAGAN, JOHN RICHARD POTOSKI, WAYNE G.
MCMAHON, XINXU SHI, JEAN LOUISE HELOM
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 27/07/2007
(86) PCT US2006/002996 de 25/01/2006
(87) WO 2006/081455 de 03/08/2006
(21) PI 0606869-3 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 28/01/2005 EP 05 100580.9
(51) C07D 513/04 (2009.01), A61K 31/429 (2009.01), A61P 33/10 (2009.01)
(54) DERIVADOS ANTI-HELMÍNTICOS DE IMIDAZOL-TIAZOL
(57) DERIVADOS ANTI-HELMINTICOS DE IMIDAZOL-TIAZOL. A presente
invenção refere-se ao novo composto anti-helmíntico [3-(2 ,3,5 ,6-tetraidro-im
idazo[2, 1 -b]tiazol-6-iI)-fenil]-am ida do ácido tetraidrofuran-2-carboxílico e os
sais de adição de ácido e as formas estereoquimicamente isoméricas
farmaceuticamente aceitáveis dos mesmos, bem como a composições
farmacêuticas compreendendo o referido novo composto, processos de
preparação dos referidos composto e composições, e o uso dos mesmos como
um medicamento, em particular no tratamento e prevenção de infecções por
endo e ectoparasitas em animais de sangue quente.
(71) JANSSEN PHARMACEUTICA N. V. (BE)
(72) PAULUS JOANNES LEWIS, KATHLEEN MARIE JEANNE ALICE
VLAMINCK, PIERRE JOSEF HEKTOR VALÈRE OTTEVAERE, OSCAR FRANZ
JOSEPH VANPARIJS, JAN HEERES, PAUL ADRIAAN JAN JANSSEN
(FALECIDO)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 27/07/2007
(86) PCT EP2006/050460 de 26/01/2006
(87) WO 2006/079642 de 03/08/2006
(21) PI 0606870-7 A2 (22) 24/02/2006
1.3
(30) 25/02/2005 JP 2005-051392; 07/12/2005 JP 2005-352787
(51) C07D 209/18 (2009.01), A61K 31/404 (2009.01), A61K 31/405 (2009.01),
A61K 31/41 (2009.01), A61K 31/422 (2009.01), A61K 31/427 (2009.01), A61K
31/428 (2009.01), A61K 31/4709 (2009.01), A61K 45/00 (2009.01), A61P 9/04
(2009.01), A61P 9/06 (2009.01),
(54) COMPOSTO DE INDOL E USO DO MESMO
(57) COMPOSTO DE INDOL E USO DO MESMO. A presente invenção se
refere a um composto representado pela fórmula (I) onde todos os simbolos são
conforme definido no relatório descritivo, um sal do mesmo, um solvato do
mesmo ou uma pró-droga do mesmo, cujo composto apresenta atividade
antagonística do receptor de leucotrieno, a qual se espera de ser mais efetiva
que aquela dos antagonistas de receptores de leucotrieno atualmente usados
em experimentos clínicos. Portanto, o composto da presente invenção é
também de utilidade na prevenção e/ou tratamento de doenças mediadas pelo
receptor de leucotrieno, tais como, as doenças respiratórias (como, por
exemplo, asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crônica, enfisema
pulmonar, bronquite crônica, pneumonia (incluindo pneumonite intersticial)),
síndrome respiratória aguda grave (SARS), síndrome aguda de aflição
respiratória (ARDS), rinite alérgica, sinusite (incluindo sinusite aguda, sinusite
crônica, etc.), e de utilidade como um expectorante ou um agente antítussigeno.
(71) ONO PHARMACEUTICAL CO., LTD (JP)
(72) Takeuchi, Jun, Fujita, Manabu, Nakayama, Yoshisuke
(74) MAGNUS ASPEBY/CLAUDIO SZABAS
(85) 23/08/2007
(86) PCT JP2006/303374 de 24/02/2006
(87) WO 2006/090817 de 31/08/2006
(21) PI 0606872-3 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 28/01/2005 US 60/647,895; 16/03/2005 US 60/662,404
(51) A61K 31/506 (2009.01), A61P 35/00 (2009.01), A61P 9/12 (2009.01)
(54) USO DE PIRIMIDILAMINOBENZAMIDAS PARA O TRATAMENTO DE
DOENÇAS QUE RESPONDEM À MODULAÇÃO DE ATIVIDADE DE TIE-2
QUINASE
(57) USO DE PIRIMIDILAMINOBENZAMIDAS PARA O TRATAMENTO DE
DOENÇAS QUE RESPONDEM À MODULAÇÃO DE ATIVIDADE DE TIE-2
QUINASE. A presente invenção refere-se ao uso de compostos de
pirimidilaminobenzamida para a preparação de um fármaco para tratamento de
doenças que respondem à modulação de quinase, especialmente atividade de
Tie-2 quinase, especialmente para tratamento curativo e/ou profilático de
leucemia, síndromes mielodisplásticas ou hipertensão pulmonar, e a um método
para tratamento de doenças que respondem à modulação de atividade de
quinase, especialmente atividade de Tie-2 quinase.
(71) NOVARTIS AG (CH)
(72) PAUL W. MANLEY, JUERGEN MESTAN, GEORG MARTINY-BARON
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 27/07/2007
(86) PCT EP2006/000686 de 26/01/2006
(87) WO 2006/079539 de 03/08/2006
(21) PI 0606873-1 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 27/01/2005 DE 10 2005 003 922.7
(51) B32B 27/32 (2009.01), B32B 27/08 (2009.01), B65D 35/08 (2009.01)
(54) LAMINADO TUBULAR SOLDÁVEL
(57) LAMINADO TUBULAR SOLDÁVEL. A presente invenção refere-se a uma
embalagem tubular, particularmente um tubo, a um laminado de filmes de
polímero (1), soldável, que apresenta pelo menos um filme de impressão (5)
externo, soldável consigo mesmo, de material baseado em polietileno de alta
densidade (HDPE), e um filme de suporte (3) de polímero interno, soldável com
o filme de impressão (5) e consigo mesmo, cujo ponto de fusão é igual a ou, no
máximo, 20°C menor do que o do filme de impressão (5). Com esse material, a
costura do tubo pode ser realizada a topo ou de modo sobreposto. Se no caso
da realização de costura a topo ocorrer um deslocamento de altura (h) das
bordas de costura opostas (la, lb), o filme de suporte (3) de uma borda também
se une ao filme de impressão (5) da borda oposta, de modo que também sob
essas condições, a custo mantém uma alta estabilidade.
(71) CCL LABEL GMBH (DE)
(72) JÜRGEN ARZ, HARRY JOHLKE, GEORG PESCHER
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 27/07/2007
(86) PCT EP2006/000685 de 26/01/2006
(87) WO 2006/079538 de 03/08/2006
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0606876-6 A2 (22) 25/01/2006
1.3
(30) 28/01/2005 US 648,239
(51) A61K 8/46 (2009.01), A61Q 5/00 (2009.01), A61K 8/27 (2009.01), A61K
8/49 (2009.01)
(54) DIIODOMETIL P-TOLIL SULFONA SOB A FORMA DE UMA DISPERSÃO
DE PARTICULADOS EM UM SOLVENTE LÍQUIDO, EM COMBINAÇÃO COM
UM ATIVO ANTICASPA
(57) DIIODOMETIL P-TOLIL SULFONA SOB A FORMA DE UMA DISPERSÃO
DE PARTICULADOS EM UM SOLVENTE LÍQUIDO, EM COMBINAÇÃO COM
UM ATIVO ANTICASPA. A presente invençào refere-se a uma composição
compreendendo uma quantidade eficaz de diiodometil p-tolil sulfona, presente
sob a forma de uma dispersão de particulados, uma quantidade eficaz de um
tensoativo, e uma quantidade eficaz de um ativo anticaspa.
(71) THE PROCTER & GAMBLE COMPANY (US)
(72) James Robert Schwartz, David Thomas Warnke, David Joseph Kaufman,
Gregory V. Tormos, Theodore Jay Verbrugge
(74) Trench, Rossi e Watanabe Advogados
(85) 27/07/2007
(86) PCT US2006/002493 de 25/01/2006
(87) WO 2006/083630 de 10/08/2006
(21) PI 0606877-4 A2 (22) 25/01/2006
1.3
(30) 28/01/2005 US 648,164
(51) A61K 8/46 (2009.01), A61Q 5/00 (2009.01), A61K 8/27 (2009.01), A61K
8/49 (2009.01)
(54) DIIODOMETIL P-TOLIL SULFONA SOB A FORMA DE UMA DISPERSÃO
DE PARTICULADOS EM UM SOLVENTE LÍQUIDO
(57) DIIODOMETIL P-TOLIL SULFONA SOB A FORMA DE UMA DISPERSÃO
DE PARTICULADOS EM UM SOLVENTE LÍQUIDO. A presente invenção
refere-se a uma composição compreendendo uma quantidade eficaz de
dilodometil p-tolil sulfona, em que a mesma está presente sob a forma de uma
dispersão de particulados em um solvente líquido. Em uma outra modalidade, a
presente invenção refere-se a uma composição em que ao menos cerca de
30% da atividade retida são obtidos mediante a presença da dijodometil p-tolil
sulfona sob a forma de uma dispersão de particulados em um solvente liquido.
Em ainda uma outra modalidade, a presente invenção refere-se a uma
composição em que mais de 70% da diiodometil p-tolil sulfona permanece sob a
forma de uma dispersão de particulados em um solvente líquido.
(71) THE PROCTER & GAMBLE COMPANY (US)
(72) James Robert Schwartz, David Thomas Warnke, David Joseph Kaufman
(74) Trench, Rossi e Watanabe Advogados
(85) 27/07/2007
(86) PCT US2006/002499 de 25/01/2006
(87) WO 2006/083631 de 10/08/2006
(21) PI 0606880-4 A2 (22) 10/02/2006
1.3
(30) 10/02/2005 US 60/651,809
(51) A22C 11/00 (2009.01), A22C 11/02 (2009.01), A22C 13/02 (2009.01)
(54) CARREGADOR DE ESTANTE AUTOMÁTICO CONTÍNUO
(57) CARREGADOR DE ESTANTE AUTOMÁTICO CONTÍNUO. A presente
invenção refere-se a um aparelho para automaticamente entregar salsichas
cruas para uma estante do defumadouro conforme descrito. Um transportador
rotativo contínuo mantém uma pluralidade de bandejas semitubulares
suspensas em argolas. As salsichas são extrusadas para dentro de uma
bandeja em uma estação de carregamento e a bandeja transportada em círculo
pelo transportador para uma estação de descarregamento, onde um braço faz
com que a bandeja incline e role a salsicha sobre uma estante do defumadouro.
(71) Poly-Clip System Corp. (US)
(72) ROBERT PINTO, EGGO HASCHKE
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 08/08/2007
(86) PCT US2006/004966 de 10/02/2006
(87) WO 2006/086753 de 17/08/2006
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 37
(21) PI 0606881-2 A2 (22) 08/02/2006
1.3
(30) 08/02/2005 US 60/650,906; 25/05/2005 US 60/684,369; 24/01/2006 US
60/761,666
(51) C07D 513/04 (2009.01), A61K 31/429 (2009.01)
(54) COMPOSTO DERIVADO DE DIHIDROIMIDAZOTIAZOL, COMPOSIÇÃO
FARMACÊUTICA, SEU USO E PROCESSO PARA A SUA PRODUÇÃO
(57) COMPOSTO DERIVADO DE DIHIDROIMIDAZOTIAZOL, COMPOSIÇÃO
FARMACÊUTICA, SEU USO E PROCESSO PARA A SUA PRODUÇÃO. A
presente invenção refere-se a compostos da fórmula (I): ou sais
farmaceuticamente aceitáveis dos mesmos, exibindo agonismo de 5-HTlA, além
da inibição da recaptação de noradrenalina e opcionalmente também inibição
da recaptação de 5-HT que são usados para o tratamento de obesidade.
(71) PROSIDION LIMITED (GB)
(72) Oscar Barba, Graham John Dawson, Thomas Martin Krulle, Robert John
Rowley, Donald Smyth, Gerard Hugh Thomas
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 08/08/2007
(86) PCT GB2006/050031 de 08/02/2006
(87) WO 2006/085118 de 17/08/2006
(21) PI 0606884-7 A2 (22) 06/02/2006
1.3
(30) 14/02/2005 EP 05101093.2
(51) F16K 17/38 (2009.01)
(54) VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO ATIVADA TERMICAMENTE
(57) VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO ATIVADA TERMICAMENTE. Trata-se
de uma válvula de alívio de pressão ativada termicamente (10) que possui um
pistão (14) normalmente retido em uma posição fechada e sendo móvel para
uma posição aberta caso a válvula (10) seja exposta a uma temperatura
excepcionalmente alta. Uma manga elástica com fendas (20) é disposta dentro
de uma manga (18) de material fusível. No estado não ativado, a manga fusível
(18) mantém a manga elástica (20) em uma condição radialmente comprimida,
em que ela tem um diâmetro interno menor eficaz para reter o pistão (14) na
posição fechada. Quando a manga fusível (18) derrete, a manga elástica (20)
se expande radialmente para um diâmetro maior, permitindo o movimento do
pistão para a posição aberta, em que ele é parcialmente recebido na manga
elástica (20).
(71) Luxembourg Patent Company S.A. (LU)
(72) PAUL KREMER, JACQUES SCHMIT
(74) TAVARES PROPRIEDADE INTELECTUAL LTDA
(85) 31/07/2007
(86) PCT EP2006/050676 de 06/02/2006
(87) WO 2006/084830 de 17/08/2006
38
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(71) INBEV S.A. (BE)
(72) Ian Anderson
(74) TAVARES PROPRIEDADE INTELECTUAL LTDA
(85) 31/07/2007
(86) PCT IB2006/000137 de 26/01/2006
(87) WO 2006/082486 de 10/08/2006
(21) PI 0606885-5 A2 (22) 30/01/2006
1.3
(30) 03/02/2005 US 11/051,202
(51) H01M 2/08 (2009.01), C03C 8/02 (2009.01), C03C 8/14 (2009.01), C03C
8/20 (2009.01), C03C 8/24 (2009.01)
(54) FRITAS DE VEDAÇÃO DE BAIXO TEOR DE ÁLCALIS; E VEDAÇÕES E
DISPOSITIVOS QUE UTILIZAM TAIS FRITAS
(57) FRITAS DE VEDAÇÃO DE BAIXO TEOR DE ÁLCALIS; E VEDAÇÕES E
DISPOSITIVOS QUE UTILIZAM TAIS FRITAS. Trata-se de um dispositivo de
pilha a combustível baseada em óxido sólido que incorpora um material de
vedação resistente à permeação do gás hidrogénio a uma temperatura de
vedação na faixa de temperatura intermediária de 600°C a 900°C, a vedação
tendo um CTE na faixa de 100x 10-7/°C a 120x10-7/°C, em que o material de
vedação consiste, em % de peso, de: (i) frita de vidro a 80% a 100% do peso, a
própria frita de vidro tendo uma composição que inclui, em porcentagem molar,
de: SiO2 a 15-65; Li2O a 0-5; Na2O a 0-5; K20 a 0-10; MgO a 0-5; CaO a 0-32;
Al2O3 a 0-10; B2O3 a 0-50; SrO a 0-25, em que a quantidade total de álcalis é
menor do que 10 em % molar; e (ii) adição de zircônia ou leucita a 0% a 30% do
peso.
(71) CORNING INCORPORATED (US)
(72) JEFFREY E. CORTRIGHT, LISA A. LAMBERSON, PAMELA A. MAUREY,
ROBERT M. MORENA
(74) TAVARES PROPRIEDADE INTELECTUAL
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/003309 de 30/01/2006
(87) WO 2006/083807 de 10/08/2006
(21) PI 0606886-3 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 04/02/2005 GB 0502382.5
(51) B67D 1/14 (2009.01), B61D 1/08 (2009.01), B67D 1/12 (2009.01), F16L
9/22 (2009.01)
(54) CONDUTO DE RESTRIÇÃO DE FLUXO DE BEBIDA E MÉTODOS DE
FABRICAÇÃO E MONTAGEM DESTE
(57) CONDUTO DE RESTRIÇÃO DE FLUXO DE BEBIDA E MÉTODOS DE
FABRICAÇÃO E MONTAGEM DESTE. Trata-se de um conduto (200) que é
adaptado para conduzir um fluido através dele e que proporciona uma restrição
de fluxo (201) através de uma queda de pressão operacional entre uma entrada
de líquido e uma saída dessa restrição. O conduto compreende várias seções
longitudinais cooperativas em encaixe mútuo (202) de um corpo tubular
alongado (203) que encerra uma passagem estendida longitudinalmente (204)
para o fluido passar entre suas respectivas superficies mutuamente opostas
(204a, 204h). As superficies são conformadas de modo que, com as seções
dispostas em relação de união e as partes engatadas em ordem de encaixe
mútuo cooperativo, seja definida a restrição de fluxo entre as respectivas
superficies conformadas.
(21) PI 0606887-1 A2 (22) 30/01/2006
1.3
(30) 31/01/2005 US 60/648,613
(51) G02B 5/124 (2009.01)
(54) MATERIAL LAMINADO RETRO-REFLETOR, MÉTODO PARA FORMAR
ESSE MATERIAL E AVISO QUE INCLUI O MESMO
(57) MATERIAL LAMINADO RETRO-REFLETOR, MÉTODO PARA FORMAR
ESSE MATERIAL E AVISO QUE INCLUI O MESMO. Um material laminado
retro-refletor (10) inclui uma camada de base (12) que inclui um polímero
termoplástico. Uma camada de prismas (16) é posicionada na camada de base
(12). Uma camada de tecido (24) tem um revestimento termoplástico (23) em
um lado da camada de tecido, em que o revestimento termoplástico (23) fica
voltado para a camada de prismas (16) e em que partes da camada de base
(12), camada de prismas (16), revestimento termoplástico (23), e camada de
tecido (24) são fixadas para formarem uma vedação. Um método para formar
um material laminado retro-refletor inclui proporcionar uma camada de base
(12) que inclui um polimero termoplástico com uma camada de prismas (16)
posicionada na camada (12) . Uma camada de tecido (24) dotada de um
revestimento termoplástico (23) em um lado da camada de tecido fica
posicionada com o revestimento termoplástico (23) voltado para a camada de
prismas (16) . Uma matriz é aplicada contra a camada de base (12) e camada
de tecido (24) na presença de calor suficiente para fazer com que o
revestimento termoplástico (23) no tecido e a camada de base (12) prendam
partes da camada de base (12) ao revestimento termoplástico (23) na camada
de tecido (24), formando assim uma estrutura retro-refletora.
(71) REFLEXITE CORPORATION (US)
(72) JAY SOAFT, BROOK JERZYK, JEFF S. STANIUNAS
(74) VIEIRA DE MELLO ADVOGADOS
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/003431 de 30/01/2006
(87) WO 2006/083888 de 10/08/2006
(21) PI 0606888-0 A2 (22) 31/01/2006
1.3
(30) 31/01/2005 US 60/648,538; 18/11/2005 US 60/738,279; 30/01/2006 US
11/343,294
(51) A61B 10/00 (2009.01), A61B 17/00 (2009.01)
(54)
EFETOR
TERMINAL
PARA
INSTRUMENTO
CIRÚRGICO,
INSTRUMENTO CIRÚRGICO E, MÉTODO PARA FORMAÇÃO DO EFETOR
TERMINAL
(57)
EFETOR
TERMINAL
PARA
INSTRUMENTO
CIRÚRGICO,
INSTRUMENTO CIRÚRGICO E, MÉTODO PARA FORMAÇÃO DO EFETOR
TERMINAL. Efetor terminal para um instrumento cirúrgico tendo um corpo
longitudinal com extremidades proximal e distal e, um atuador na extremidade
proximal do corpo inclui um esticador para ser conectado na extremidade distal
do corpo e duas mandíbulas. Cada qual das mandíbulas tem uma seção espiga
(240) pivotalmente conectada para o esticador e para ser conectada ao atuador
para pivotação da mandíbula. A mandíbula tem a seção corpo (221, 223) com
um lado lateral (223) tendo bordas de oposição substancialmente retas e uma
seção proximal (227) conectando o lado lateral para a seção espiga e uma
seção ressalto (225, 229) conectada para o lado lateral e tendo bordas
substancialmente lineares em um ângulo às bordas do lado lateral. As seções
RPI 2011 de 21/07/2009
ressalto e corpo cônico definem um copo para material de biápsia para
recepção ali de uma amostra do tecido e, as bordas de oposição e linear
formam uma superfície de pega para contatar extremidades da amostra do
tecido.
(71) KMS BIOPSY, LLC (US)
(72) MATTHEW A. PALMER, DEREK DEE DEVILLE, KOREY ROBERT KLINE,
THOMAS O. BALES, KEVIN W.SMITH
(74) M C. Araújo Consultoria em Prop Indl Ltda
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/003029 de 31/01/2006
(87) WO 2006/083728 de 10/08/2006
(21) PI 0606889-8 A2 (22) 06/02/2006
1.3
(30) 10/02/2005 FR 0501345
(51) E01C 19/34 (2009.01)
(54) APARELHO COMPACTADOR, MÁQUINA DE CONSTRUÇÃO
(57) APARELHO COMPACTADOR, MÁQUINA DE CONSTRUÇÃO. O
dispositivo de calcar (7) compreende um elemento de calcar (9) a ser destinado
à extremidade (3) de uma derrocadora. O dispositivo da presente invenção
recebe os choques gerados pela derrocadora e transmite os mesmos para os
fragmentos a serem compactados. O dispositivo de calcar tem também uma
armação (8) compreendendo: meios de posicionamento (15, 16, 17, 18) para
posicionamento em relação à derrocadora de modo que o eixo geométrico (11)
da armação (8) seja coincidente com o eixo geométrico (2) da derrocadora,
meios de união que permitem a fixação temporária e removível da armação na
extremidade da derrocadora; meios de orientação transíacional (lO) para guiar o
elemento de calcar em relação à armação; meio para bloquear a rotação do
elemento de calcar em torno do eixo geométrico da armação, e meio (25) para
limitar a amplitude dessa transíação.
(71) Montabert S.A. (FR)
(72) Jean Sylvain Comarmond
(74) Bhering Advogados
(85) 02/08/2007
(86) PCT FR2006/000266 de 06/02/2006
(87) WO 2006/084980 de 17/08/2006
(21) PI 0606890-1 A2 (22) 31/01/2006
1.3
(30) 03/02/2005 US 60/649,959; 12/07/2005 US 60/698,566; 16/11/2005 US
11/282,064
(51) H04L 12/56 (2009.01)
(54) TÉCNICAS PARA ACESSAR UM SISTEMA DE COMUNICAÇÃO SEM FIO
COM CAPACIDADE DE DESSINTONIZAÇÃO
(57) TÉCNICAS PARA ACESSAR UM SISTEMA DE COMUNICAÇÃO SEM FIO
COM CAPACIDADE DE DESSINTONIZAÇÃO. Para acessar um primeiro
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 39
sistema de comunicação, um terminal determina um tempo de transmissão para
uma sonda de acesso, um tempo de resposta esperado a partir do sistema e
um intervalo de tempo protegido com base no tempo de transmissão e/ou
tempo de resposta esperado. O terminal determina um tempo inicial para enviar
a sonda de acesso de tal forma que o intervalo de tempo protegido não se
sobreponha a um intervalo de dessintonização no qual o terminal serve para
monitorar outra freqUência/interface aérea. Tal tempo inicial pode ser ajustado
inicialmente para o final de uma sonda de acesso anterior mais uma duração de
aguardo pseudo-aleatória, podendo ser adiantado ou retardado no tempo, caso
neâessário, por uma duração de tempo selecionada de tal forma que o intervalo
de tempo protegido não se sobreponha ao intervalo de des sintonização.
(71) QUALCOMM INCORPORATED (US)
(72) Abhy A. Joshi, Ramin Rezaiifar, Simon Turner
(74) Montaury Pimenta, Machado & Lioce S/C Ltda
(85) 02/08/2007
(86) PCT US2006/004124 de 31/01/2006
(87) WO 2006/084241 de 10/08/2006
(21) PI 0606891-0 A2 (22) 31/01/2006
1.3
(30) 02/02/2005 US 60/649,550; 30/01/2006 US 11/344,564
(51) C07K 16/28 (2009.01)
(54) ANTICORPOS DR5 E USOS DOS MESMOS
(57) ANTICORPOS DR5 E USOS DOS MESMOS. A presente invenção referese a anticorpos anti-DR5 com propriedades melhoradas, a composições que
compreendem tais anticorpos, a processos e meios para a produção de tais
anticorpos e ao seu uso terapêutico, em particular, no tratamento de câncer.
(71) GENENTECH, INC., (US)
(72) CAMMELIA ADAMS
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 02/08/2007
(86) PCT US2006/003577 de 31/01/2006
(87) WO 2006/083971 de 10/08/2006
(21) PI 0606892-8 A2 (22) 13/01/2006
1.3
(30) 02/02/2005 FI 20050119
(51) B01F 5/10 (2009.01), B01F 5/16 (2009.01), F04D 7/04 (2009.01), F04D
29/66 (2009.01)
(54) MÉTODO E UM APARELHO PARA ALIMENTAÇÃO DE FLUIDO GASOSO
OU LÍQUIDO A UM MEIO
(57) MÉTODO E UM APARELHO PARA ALIMENTAÇÃO DE FLUIDO GASOSO
OU LÍQUIDO A UM MEIO. A presente invenção refere-se a um método e a um
aparelho para alimentação de fluido gasoso ou líquido a um meio. O método e
aparelho de acordo com a presente invenção são adequados em vários campos
da indústria, para mistura de substâncias químicas líquidas e gasosas e
40
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
vapores em um fluxo contendo pelo menos líquido. O método e aparelho, de
acordo com a presente invenção, são especialmente adequados para
alimentação de vapor a suspensões de fibras de indústria de processamento de
madeira. Particularmente, o método e aparelho, de acordo com a presente
invenção, são usados, por exemplo, de tal modo que o fluxo lateral é tomado de
um primeiro meio escoando ao longo de um duto de sucção (16) de uma bomba
centrífuga (10), cujo fluxo lateral é recirculado por meio de um conduíte (18) e
no qual um segundo meio é alimentado por um duto (24), de tal modo que o dito
fluxo lateral e o segundo meio são alimentados ao dito primeiro meio escoando
no duto de sucção (16), antes de tomar o dito fluxo lateral do dito primeiro meio,
em vista da direção de escoamento principal do dito primeiro meio.
(71) SULZER PUMPEN AG (CH)
(72) TONI HEIKKILÃ, VESA VIKMAN
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 02/08/2007
(86) PCT CH2006/000034 de 13/01/2006
(87) WO 2006/081696 de 10/08/2006
(21) PI 0606893-6 A2 (22) 23/01/2006
1.3
(30) 02/02/2005 EP 05 100703.7
(51) C07D 487/04 (2009.01), C09D 7/12 (2009.01)
(54) ABSORVEDORES DE UV DE BENZOTRIAZOL ALTERADO DE
COMPRIMENTOS DE ONDA LONGOS E USOS DOS MESMOS
(57) ABSORVEDORES DE UV DE BENZOTRIAZOL ALTERADO DE
COMPRIMENTOS DE ONDA LONGOS E USOS DOS MESMOS. A presente
invenção refere-se a novos absorvedores de UV de benzotriazole tendo um
espectro de absorção alterado de comprimento de onda longo com absorvância
significante até 410 a 420 nm. Ainda outros aspectos da invenção são um
processo para sua preparação, uma composição estabilizada de UV contendo
os novos absorvedores de UV e o uso dos novos compostos como
estabilizadores de luz UV para materiais orgânicos.
(71) CIBA Special Chemicals Holding inc. (CH)
(72) Adalbert Braig, Markus frey, Katharina Fritzsche, Walter Fischer
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 02/08/2007
(86) PCT EP2006/050354 de 23/01/2006
(87) WO 2006/082145 de 10/08/2006
(21) PI 0606894-4 A2 (22) 26/01/2006
1.3
(30) 02/02/2005 IN 63/KOL/2005
(51) C08G 77/06 (2009.01), C08G 77/08 (2009.01), C08G 77/10 (2009.01),
C08J 3/03 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO DE UMA EMULSÃO DE
ORGANOPOLISSILOXANO ESTÁVEL
(57) PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO DE UMA EMULSÃO DE
ORGANOPOLISSILOXANO ESTÁVEL. A presente invenção refere-se a um
processo para produção de emulsão de organopolissiloxano de alta viscosidade
estável tendo tamanho de partícula até 150 nanômetros e, em particular, a um
processo de polimerização de emulsão envolvendo um completamento simples,
de custo efetivo, e mais rápida de emulsificação de organopolissiloxano pelo
uso de um homogeneizador padrão, e também polimerização subseqúente do
organopolissiloxano a temperatura controlada. O processo envolve uma
combinação seletiva de emulsificador náo-iônico junto com um pelo menos um
emulsificador aniônico para alcançar a emulsão de tamanho de partícula
desejada. Importantemente, a mistura seletiva de emulsificadores náo-iônicos e
emulsificadores anlônicos tendo valor de HBL da mistura perto de 12-15, e
mantendo uma temperatura de até 50°C é encontrada para favorecer a
obtenção de emulsão estável de partícula baixa com qualquer homogeneizador
padrão, evitando a necessidade de homogeneização de alta pressão.
(71) WACKER CHEMIE AG (DE)
(72) AMIT KUMAR PAUL
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 02/08/2007
(86) PCT EP2006/000690 de 26/01/2006
(87) WO 2006/081978 de 10/08/2006
(21) PI 0606895-2 A2 (22) 02/02/2006
1.3
RPI 2011 de 21/07/2009
(30) 03/02/2005 HU P05 00170
(51) C07D 295/12 (2009.01), A61K 31/495 (2009.01), A61K 31/535 (2009.01),
A61P 25/00 (2009.01)
(54) NOVOS COMPOSTOS COM EFEITO TERAPÊUTICO
(57) NOVOS COMPOSTOS COM EFEITO TERAPÊUTICO. A presente
invenção relaciona-se a novos ligantes com preferência a subtipo de receptor
de dopamina D3 e D2 e serotonina 5-HT1A de fórmula (I); em que A representa
alquil, alquenil, aril, heteroaril, cicloalquil ou um grupo de fórmula -NR1R2, em
que R1 e R2 representam independentemente um substituinte selecionado de
hidrogênio, alquil, alquenil, aril, heteroaril ou cicloalquil, ou R1 e R2 formam com
o átomo de nitrogênio adjacente e opcionalmente com heteroátomos adicionais
um anel heterocíclico; m é um número inteiro de O a 1 ; n é um número inteiro
de 1 a 2, e/ou isômeros geométricos e/ou estereoisômeros e/ou diastereômeros
e/ou sais e/ou hidratos e/ou solvatos destes, aos processos para a produção
dos mesmos, às composições farmacológicas que contêm os mesmos e a seu
uso em terapia e/ou prevenção de uma condição que requer a modulação de
receptores de dopamina e/ou 5-HT1A.
(71) RICHTER GEDEON VEGYÉSZETI GYÁR RT (HU)
(72) Éva Ágainé Csongor, Gyorgy Domany, János Galambos, István Gyertyán,
Béla Kiss, Katalin Sághy, Éva Schmidt
(74) ORLANDO DE SOUZA
(85) 31/07/2007
(86) PCT HU2006/000012 de 02/02/2006
(87) WO 2006/082456 de 10/08/2006
(21) PI 0606896-0 A2 (22) 27/01/2006
1.3
(30) 31/01/2005 US 11/047,477
(51) A61B 17/072 (2009.01)
(54) MATERIAL DE SUSTENTAÇÃO DE PRENDEDOR CIRÚRGICO
(57) MATERIAL DE SUSTENTAÇÃO DE PRENDEDOR CIRÚRGICO. A
presente invenção refere-se a um material de sustentação de linha de grampo
tendo uma superfície adesiva, embalada, e fornecida em forma pronto para uso,
estéril. O material pode ser usado para reajustar grampeadores cirúrgicos para
fornecer uma linha de grampo aperfeiçoada, e com, facilidade de uso
aperfeiçoada.
(71) Synovis Life Technologies, Inc. (US)
(72) B. NICHOLAS ORAY, DANIEL L. MOORADIAN
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/003121 de 27/01/2006
(87) WO 2006/083748 de 10/08/2006
(21) PI 0606897-9 A2 (22) 31/01/2006
1.3
(30) 31/01/2005 EP 05 001967.8
(51) A61K 31/44 (2009.01), A61P 13/10 (2009.01)
(54) USO DO FÁRMACO ANALGÉSICO NÃO OPIÁCEO FLUPIRTINA PARA O
TRATAMENTO DE BEXIGA SUPERATIVA E DOENÇAS ASSOCIADAS
INCLUINDO INCONTINÊNCIA DE URGÊNCIA, PROBLEMAS DE FLUXO
URINÁRIO COMO RESULTADO DE HIPERPLASIA DA PRÓSTATA E
SÍNDROME DE INTESTINO IRRITÁVEL
(57) USO DO FÁRMACO ANALGÉSICO NÃO OPIÁCEO FLUPIRTINA PARA O
TRATAMENTO DE BEXIGA SUPERATIVA E DOENÇAS ASSOCIADAS
INCLUINDO INCONTINÊNCIA DE URGÊNCIA, PROBLEMAS DE FLUXO
RPI 2011 de 21/07/2009
URINÁRIO COMO RESULTADO DE HIPERPLASIA DA PRÓSTATA E
SÍNDROME DE INTESTINO IRRITÁVEL. A presente invenção refere-se à
prevenção, reversão e tratamento médico de disfunção do trato urinário inferior
incluindo instabilidade de bexiga e outras doenças relacionadas conforme
descrito abaixo incluindo problemas do fluxo urinário, urgência e incontinência
como resultado de hiperpíasia da próstata (BPH) e à prevenção, reversão e
tratamento médico da síndrome de intestino irritável (IBS) com especial foco na
IBS tipo constipação-diarréia mista e predominante-diarréia, tanto em seres
humanos como em animais.
(71) ELBION AG (DE)
(72) Chris Rundfeldt, Hildegard Kuss, Regina Draheim, Katrin Bernoester
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 31/07/2007
(86) PCT EP2006/000814 de 31/01/2006
(87) WO 2006/079559 de 03/08/2006
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 41
gelo com facilidade de um fazedor de gelo, sem provocar uma variação na
capacidade da geladeira, ou uma limitação na posição de um compartimento de
congelamento. A geladeira inclui um gabinete de geladeira (100), que inclui um
compartimento de congelamento (300) e um compartimento de refrigeração
(200), um compartimento fazedor de gelo (500), que é disposto no
compartimento de refrigeração, e um dispositivo condutor de ar frio (600), que
conduz o ar frio gerado pelo trocador de calor (310) ao compartimento fazedor
de gelo (500), para permitir a produção de gelo por parte do compartimento
fazedor de gelo.
(71) LG ELECTRONICS ,INC (KR)
(72) Bok Dong Lee, Seung Mok Lee, Kap Rok Han, Chang Woan Yang
(74) NELLIE ANNE DANIEL-SHORES
(85) 31/07/2007
(86) PCT KR2006/000357 de 01/02/2006
(87) WO 2006/083111 de 10/08/2006
(21) PI 0606898-7 A2 (22) 27/01/2006
1.3
(30) 31/01/2005 US 60/648,479
(51) A61K 31/4045 (2009.01), A61K 31/439 (2009.01), A61K 31/5375 (2009.01),
A61K 31/4439 (2009.01), A61P 1/00 (2009.01)
(54) USO DE AGONISTA DE 5-HT4 NA PREPARAÇÃO DE MEDICAMENTOS
E MÉTODO ÚTIL NO ESVAZIAMENTO GÁSTRICO RETARDADO
(57) USO DE AGONISTA DE 5-HT4 NA PREPARAÇÃO DE MEDICAMENTOS
E MÉTODO ÚTIL NO ESVAZIAMENTO GÁSTRICO RETARDADO. A presente
invenção refere-se a um método para o tratamento de esvaziamento gástrico
retardado em um paciente necessitado desse tratamento, que compreende a
administração de uma quantidade eficaz de um agonista de 5-HT4, por
exemplo, tegaserod ou seus sais ou hidratos, ao paciente.
(71) NOVARTIS AG (CH)
(72) DAVID LEWIS EARNEST, MIKHAIL ROJAVIN, GERVAIS TOUGAS
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/002927 de 27/01/2006
(87) WO 2006/083710 de 10/08/2006
(21) PI 0606900-2 A2 (22) 01/02/2006
1.3
(30) 01/02/2005 US 60/649,360; 31/01/2006 US 11/,
(51) H04L 1/00 (2009.01)
(54) MÉTODO E EQUIPAMENTO PARA CONTROLAR UMA TAXA DE DADOS
DE TRANSMISSÃO COM BASE EM REALIMENTAÇÃO RELATIVA A
CONDIÇÕES DE CANAL
(57) MÉTODO E EQUIPAMENTO PARA CONTROLAR UMA TAXA DE DADOS
DE TRANSMISSÃO COM BASE EM REALIMENTAÇÃO RELATIVA A
CONDIÇÕESDE CANAL. Uma entidade de rede inclui um processador
configurado para regular a taxa de dados de transmissões através de um canal
sem fio a partir de uma estação base para uma estação de assinante com base
na realimentação a partir da estação de assinante, a realimentação se
relacionando às condições de canal sem fio, o processador sendo configurado
adicionalmente para determinar uma taxa de dados substituta para uma ou
mais transmissões através do canal sem fio.
(71) QUALCOMM INCORPORATED (US)
(72) Mehmet Gurelli, Mehmet Yavuz, Nagabhushana Sindhushayana, Rajesh
Pankaj, Rashid Attar
(74) Montaury Pimenta, Machado & Lioce
(85) 31/07/2007
(86) PCT US2006/003641 de 01/02/2006
(87) WO 2006/084004 de 10/08/2006
(21) PI 0606901-0 A2 (22) 01/02/2006
1.3
(30) 01/02/2005 KR 10-2005-0008905; 02/02/2005 KR 10-2005-0009362;
17/02/2005 KR 10-2005-0012991; 23/02/2005 KR 10-2005-0014749;
25/02/2005 KR 10-2005-0015693; 25/02/2005 KR 10-2005-0015692;
02/03/2005 KR 10-2005-0017125; 02/03/2005 KR 10-2005-0017123;
(51) F25D 17/08 (2009.01), F25D 11/02 (2009.01), F25D 23/12 (2009.01)
(54) GELADEIRA
(57) GELADEIRA. É divulgada uma geladeira, que permite ao usuário retirar
3. Publicação do Pedido
3.1
PUBLICAÇÃO DO PEDIDO DE PATENTE OU DE
CERTIFICADO DE ADIÇÃO DE INVENÇÃO
(21) MU 8700562-0 U2 (22) 24/05/2007
3.1
(51) B66C 1/44 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM GARRA PARA SUCATA
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM GARRA PARA SUCATA. Constituída
por vários membros individuais (1) articulados por pinos (2) e associados a
roletes para abertura (3) e fechamento (4), em que o fechamento e abertura são
realizados por uma série de cilindros buzo de fechamento (5) radialmente
dispostos em torno de um cilindro de simples efeito de abertura (6), todos
dispostos internamente à garra e protegidos por uma carapaça de proteção
superior (7), sendo a alimentação de fluído destes cilindros hidráulicos (5 e 6)
realizada por tubos metálicos (8) embutidos no corpo da garra.
(71) Oscar Ercole Camusso (BR/RS)
(72) Oscar Ercole Camusso, Renato Morlos
(74) Everton Victório Pires
42
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) MU 8701109-3 U2 (22) 30/07/2007
3.1
(51) A61F 5/56 (2009.01), A47G 9/10 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM TRAVESSEIRO ANTI-RONCO
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM TRAVESSEIRO ANTI-RONCO. É
descrita uma disposição construtiva em travesseiro anti-ronco que compreende
um corpo dotado de enchimento em material diverso (100), dito corpo (100)
apresentando na região interna a disposição de uma estrutura maleável (200)
dotada de um ou mais compartimentos longitudinais (210) para disposição de
cilindros de material flexível (300) que garantem o apoio da região do pescoço e
do queixo, evitando a abertura demasiada da boca e a inclinação da cabeça
que pode provocar ronco e dores na área da coluna cervical.
(71) Iara Pereira Ferreira (BR/RS)
(72) Iara Pereira Ferreira
(74) SKO Oyarzáball Marcas & Patentes Sociedade Simples Ltda.
(21) MU 8701119-0 U2 (22) 30/07/2007
3.1
(51) B65D 1/44 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM CAIXA PARA TRANSPORTE
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM CAIXA PARA TRANSPORTE. É
descrita uma disposição construtiva em caixa para transporte que compreende
uma caixa (100) dotada de regiões vazadas (10) dispostas lineares na
superfície da caixa (100) e arestas com perfil estruturante em formato ondulado
(20), dito perfil (20) com superfície dotada de ondulação longitudinal (21) que se
estende da borda superior à base da caixa (100).
(71) Linpac Pisani LTDA (BR/RS)
(72) Paulo Francisco Webber
(74) SKO - Oyarzáball Marcas & Patentes S/S Ltda.
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) MU 8701129-8 U2 (22) 30/07/2007
3.1
(51) B65F 1/08 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM LIXEIRA
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM LIXEIRA. O presente
modelo de utilidade refere-se a uma nova disposição construtiva introduzida em
lixeira, dotado de dois compartimentos independentes para armazenamento e
contenção de resíduos, sendo um deles removível e passível de realocação em
cima de outros objetos como mesas e pias, permitindo que acondicionem
simultaneamente duas classes de lixo diferentes, havendo assim uma
separação de resíduos. O objetivo do presente modelo de utilidade compreende
uma lixeira que apresenta um corpo (1), dotado de uma abertura superior (2)
para recepcionar o aro superior (3), que ilustra dois orifícios (3') e (3") um
fechado por uma tampa (4) e o outro servindo para encaixe de um outro corpo
menor (5) independente que da mesma forma possui uma abertura superior (6)
a qual é fechada por outra tampa menor (7) e por fim possui uma borda saliente
(8) que possibilita o encaixe junto a abertura (3") do aro (3).
(71) Soprano Eletrometalúrgica e Hidráulica Ltda (BR/RS)
(72) ADELINO MIOTTI
(74) CAPELLA & VELOSO ASSOCIADOS
(21) MU 8701130-1 U2 (22) 30/07/2007
3.1
(51) B65D 1/22 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM CAIXA PLÁSTICA DE TRANSPORTE
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM CAIXA PLÁSTICA DE TRANSPORTE.
É descrita uma disposição construtiva em caixa plástica de transporte que
compreende uma caixa (100) dotada de borda superior que apresenta junto às
arestas de duas faces laterais paralelas a disposição de um par de canaletas
(10) e um par de rebaixos (20) dispostos contíguos às ditas canatetas (10),
sendo o par de canaletas (10) dispostos em uma das faces laterais simétrico ao
par de rebaixos (20) dispostos na face lateral oposta, ditas canaletas (10) que
se estendem na parede interna da caixa desde a borda superior até a base da
dita caixa (100), conformando um ressalto exterior (11) na superfície externa da
caixa, com superfície externa da caixa apresentando duas áreas (30 e 40),
sendo uma primeira área (30) que compreende uma primeira parte da face
lateral direita e uma primeira parte da face lateral esquerda, e uma segunda
área (40), contígua à primeira área (30), que compreende a segunda metade da
face lateral direita e a segunda metade da face lateral esquerda da dita caixa
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 43
(100), dita primeira área (30) que apresenta superfície dotada de formações em
relevo.
(71) LINPAC PISANI LTDA (BR/RS)
(72) PAULO FRANCISCO WEBBER
(74) SKO - Oyarzáball Marcas & Patentes S/S Ltda.
sendo colocado um meio de fixação (150).
(71) Celso Zacharias (BR/RS)
(72) Celso Zacharias
(74) SKO - Oyarzáball Marcas & Patentes S/S Ltda.
(21) MU 8701131-0 U2 (22) 01/08/2007
3.1
(51) E03C 1/12 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO EM LAVATÓRIO INDEPENDENTE
(57) DISPOSIÇÃO EM LAVATÓRIO INDEPENDENTE. O modelo de utilidade
refere-se a uma disposição em lavatório que independe de instalação hidráulica
e sanitária. O lavatório compreende um tampo (1) com uma bacia (2) e uma
bica (3), sendo o conjunto suportado por um balcão (4) que possui em seu
interior um reservatório com água limpa (6) e outro reservatório com água
servida (7). Q reservatório com água limpa possui uma bomba submersa (8)
para recalque da água, através de tubulação (9) até a bica (3). Um pedal (10)
permite o comando da bomba submersa (8) para fornecer água limpa pela bica
(3). Uma tubulação (11) faz a condução da água servida desde a válvula da
bacia (2) até o reservatório (7). Em uma opção construtiva, o lavatório
compreende uma plataforma (5) com rodízios (51) disposta na base do balcão
(4) para permitir o seu deslocamento para fora do balcão (4), facilitando a
substituição dos reservatórios de água limpa (6') e de água servida (7') que se
caracterizam por bombonas de 20 litros. Na tubulação de água limpa (9) do
reservatório (6) até a bica (3) pode ser disposto um aquecedor elétrico (12). A
bombona com água potável (6') é posicionada com o bocal voltado para baixo
sobre um recipiente (61) com furo central (62). O recipiente (61) é disposto
sobre um recipiente de base (63), em cujo interior esta posicionada a bomba
submersa (8). Na tubulação de água servida (11) pode ser introduzido um
conduto de menor diámetro (13) que alcança o fundo do reseryatório (7') e que
possui um sensor de pressão (14) que se conecta a um pressostato (15), isto é,
um relê acionado por pressão. Com esse arranjo, a bomba submersa (8) é
desligada, interrompendo o fluxo de água, sempre que o nível de água servida
no reservatório (7') superar um determinado nível, evitando assim derramar. A
bomba submersa (8) somente volta a funcionar após o esvaziamento do
reservatório (7').
(71) Metalúrgica Universo Ltda (BR/RS)
(72) Erni Alfredo Gebhardt
(74) Custódio de Almeida & CIA
(21) MU 8701144-1 U2 (22) 08/08/2007
3.1
(51) F24H 1/20 (2009.01), F24H 1/50 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA RESERVATÓRIO DE ÁGUA
QUENTE NO FORMATO MULTI TUBOS
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA RESERVATÓRIO DE ÁGUA
QUENTE NO FORMATO MULTI TUBOS. O presente modelo de utilidade
refere-se a uma nova disposição construtiva introduzida em reservatório de
água quente no formato multi tubos conjugado horizontal ou verticalmente para
micro boilers. O objetivo do presente modelo de utilidade compreende um corpo
multi tubos (1), dotado de três cilindros (2) dispostos verticaímente separados
entre si, um cilindro inferior (3) disposto horizontalmente e conectado aos três
cilindros (2), ilustrando em sua face inferior orifício (5) para entrada de água fria
da rede hidráulica da residência e apêndice (9). Lateralmente o cilindro inferior
(3) apresenta orifício (6) para conexão da resistência elétrica (8) que disposta
horizontalmente proporciona maior rendimento, tendo em vista o transito da
água em seu interior, posto que ao aquecer a água que entra pelo orifício (5)
homogeneiza a temperatura interior da água. Superiormente o corpo (1)
apresenta cilindro horizontal (4) dotado de orifício (7) para saída da água
quente. A conjugação dos três cilindro (2), do cilindro inferior (3) e do cilindro
horizontal (4) permitem a concepção de um reservatório de dimensional
reduzido e com grande capacidade de armazenamento de água quente.
(71) TAO PARTICIPAÇÕES LTDA. (BR/RS)
(72) ILO WALTER HOFMANN
(74) CAPELLA & VELOSO ASSOCIADOS LTDA
(21) MU 8701138-7 U2 (22) 06/08/2007
3.1
(51) A47C 7/14 (2009.01), A47C 1/14 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DE ESTRUTURA MODULAR APLICADO EM
CADEIRAS
(57) DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DE ESTRUTURA MODULAR APLICADO EM
CADEIRAS. É descrito um dispositivo de fixação de estrutura modular aplicado
em cadeiras que compreende um corpo único em formato de "U" (100) que
apresenta em uma extremidade a disposição de uma estrutura cilíndrica com
região central vazada (10) disposta ortogonal ao corpo alongado (100) e na
extremidade oposta uma estrutura que apresenta uma derivação (20) que inclui
duas abas simétricas e paralelas (21) com uma região vazada (22) entre as
abas (21), ditas abas (21) que apresentam nas extremidades a disposição de
furos passantes (211) dispostos simétricos, em ditos furos passantes (211)
(21) MU 8701363-0 U2 (22) 29/08/2007
3.1
(51) H01B 7/02 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO EM CABO ELÉTRICO ISOLADO E RECOBERTO
(57) DISPOSIÇÃO EM CABO ELÉTRICO ISOLADO E RECOBERTO. O modelo
de utilidade refere-se a uma disposição introduzida em cabo elétrico com
camada isolante, sobre a qual é aplicado um revestido de uma malha de fibras
de aramida trançada, visando a proteção mecânica e o incremento nas
propriedades térmico-isolantes. O cabo elétrico compreende o condutor (1)
isolado com silicone (2), sendo aplicada, externamente, uma malha de uma ou
mais tranças de fios de aramida (4). Opcionalmente, a malha de fibras de
aramida trançada pode ser substituida por uma camada de fluoropolímero
extrusado ou enfitado (5).
(71) Pan Electric - Indústria Eletroeletrônica Importação e Exportação Ltda
(BR/RS)
(72) ANDRÉ DE BACCO
44
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(74) Custódio de Almeida & CIA
(21) MU 8701395-9 U2 (22) 06/09/2007
3.1
(51) B02B 3/08 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM EQUIPAMENTO DESCASCADOR
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM EQUIPAMENTO DESCASCADOR. E
descrita uma disposição construtiva em equipamento descascador que
compreende uma estrutura portátil (100) e apoiada em rodas (10), acionado por
um motor elétrico, dito equipamento apresentando na região de topo uma
moega de alimentação (20) com um conjunto batedor (30) dotado de um
depósito com superficie telada (31), dito conjunto batedor (30) apresentando
uma saida (32) disposta inferior ao depósito conectado a uma calha externa
(33) e um rotor (40) com paletas (41), apresentando abaixo do conjunto batedor
(30) um ventilador (50) que promove o deslocamento ascendente das cascas
em direção a um duto de descarte (60).
(71) RONALDO MACHADO TENÓRIO (BR/RS)
(72) RONALDO MACHADO TENÓRIO
(74) Mari Lourdes Machado Guerra
(21) MU 8701396-7 U2 (22) 06/09/2007
3.1
(51) F16S 5/00 (2009.01), F16S 3/02 (2009.01), B65D 6/02 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM UNIÃO E ARTICULAÇÃO DE PERFIS
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM UNIÃO E ARTICULAÇÃO DE PERFIS.
O modelo de utilidade refere-se a uma disposição construtiva introduzida em
sistema de união entre perfis que garante a articulação dos mesmos. A
disposição proposta compreende um perfil fêmea (1), um perfil macho (2) e uma
lâmina elástica (3). O perfil fêmea (1) que pode apresentar uma seção
transversal qualquer (11), sendo a ela integrada uma borda longitudinal (12)
composta por uma cavidade (13) interligada a uma canaleta externa (14).
Solidarizada ao dorso da canaleta externa (14) está uma canaleta interna (15).
Um batente (16) faz parte da cavidade (13). O perfil macho (2) que pode
apresentar uma seção transversal qualquer (21), sendo a ela integrada uma
borda longitudinal (22) com uma projeção cilíndrica (23) e um batente (24). Uma
nervura longitudinal (25) é posicionada no perfil (2) afastada da sua borda (22).
A lâmina elástica (3) que possui uma extremidade em rebordo (31) e um suave
arqueamento (32). A montagem do sistema de articulação proposto, na posição
RPI 2011 de 21/07/2009
fechada, é obtida pelo encaixe da projeção cilíndrica (23) do perfil macho (2) no
interior da canaleta externa (14) do perfil fêmea (1). O rebordo (31) da lâmina
elástica (3) é encaixado na canaleta interna (15) do perfil fêmea (1) e restando a
extremidade livre da lâmina calçada na nervura longitudinal (25) do perfil macho
(2). Nessa posição a lâmina elástica (3) está tencionada descrevendo um
arqueamento, cuja força mantém os dois perfis (1 e 2) unidos e articulados e
tendendo a se encostar ou a comprimir um objeto qualquer, por exemplo um
painel do tipo sanduíche, isto é, algumas lâminas justapostas.
(71) Marcus Antônio D'Arrigo (BR/RS)
(72) Marcus Antônio D'Arrigo
(74) Custódio de Almeida & CIA
(21) MU 8701500-5 U2 (22) 04/09/2007
3.1
(51) A43B 13/04 (2009.01), A43B 7/08 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO EM SOLADO DE CALÇADO PARA USO PROFISSIONAL
(57) DISPOSIÇÃO EM SOLADO DE CALÇADO PARA USO PROFISSIONAL.
O modelo de utilidade refere-se a uma disposição construtiva introduzida em
solado de calçado, quer seja sapato, tamanco ou bota, com especial aplicação
no uso profissional. O solado é injetado em elastômero termoplástico - TPE e
apresenta agarradeiras (1) adequadas que são distribuídas na sola (2) e no
salto (3). Imediatamente acima da sola (2) estão dispostos orificios (4) para
ventilação do pé do usuário. Em cada uma das laterais do salto (3) estão
localizadas cavidades (5). No centro do salto (3) está posicionada uma
cavidade anterior (6), aberta na frente e na superfície inferior, e outra cavidade
traseira (8) aberta na superfície inferior. Uma parede vertical (8) é posicionada
transversalmente na cavidade anterior (6). Uma preferencial relação entre a
altura do salto (3) e a espessura da sola (2) que é em torno de 3:1, isto é, 3
unidades de altura do salto para uma unidade de altura da sola.
(71) Joanito Marques de Souza (BR/RS)
(72) Joanito Marques de Souza
(74) Custódio de Almeida & CIA
(21) MU 8701548-0 U2 (22) 29/08/2007
3.1
(51) E06B 3/50 (2009.01), E06B 9/00 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM PORTÃO AUTOMÁTICO
PARA GARAGEM
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM PORTÂO AUTOMÁTICO
PARA GARAGEM. Compreendendo um conjunto de modificações introduzidas
nos sistemas conhecidos, aperfeiçoando o sistema de levantamento com um
contrapeso e cremalheira, com o uso de um sistema de desacoplamento do
conjunto redutor/cremalheira para liberar o portão, contando com um sistema
tranca mecânica que trabalha junto com pino para trancar o portão, sistema
contra esmagamento, e portando um alarme que indica a abertura não
programada do portão por um usuário não habilitado.
(71) José Luiz Andreata (BR/RS)
(72) José Luiz Andreata
(74) Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) MU 8702015-7 U2 (22) 15/10/2007
3.1
(51) B29C 47/00 (2009.01)
(54) EQUIPAMENTO PARA COMPLEMENTAR O PROCESSO DE EXTRUSÃO
E IMPRESSÃO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS
(57) EQUIPAMENTO PARA COMPLEMENTAR O PROCESSO DE EXTRUSÃO
E IMPRESSÃO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS. Refere-se o
presente modelo ao campo técnico de embalagens plásticas flexíveis, mais
especificamente a um equipamento para complementar o processo de extrusão
e impressão de embalagens plásticas flexíveis, o qual foi especialmente
desenvolvido para melhorar a qualidade de embalagens flexíveis, que
acondicionam os mais diversos tipos de produtos, sendo esses alimentícios ou
não. O equipamento (1) é formado por um conjunto de dispositivos e
componentes, que vem viabilizar e aperfeiçoar a co-extrusão e
consequentemente a qualidade final das embalagens, do "Processo de
obtenção de embalagens impressas a partir de substratos plásticos" sob o
numero PI0600588-8 de 13/02/2006 do mesmo inventor e depositante.
(71) José Custodio de Carvalho Santos (BR/PR)
(72) José Custodio de Carvalho Santos
(74) Adilson Gabardo
(21) MU 8702019-0 U2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) C09J 7/02 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM ADESIVO
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM ADESIVO. Conforme
descrito no relatório e conforme as ilustrações anexas é caracterizado por ser
uma nova disposição construtiva introduzida em um adesivo para fotografias,
utilizada de forma a unir a exposição de material publicitário predeterminado
junto a um espaço para ser colocada uma fotografia determinada pelo usuário.
(71) Gerson Luiz Simonaggio (BR/RS)
(72) Gerson Luiz Simonaggio
(74) LUIZ FERNANDO CAMPOS STOCK
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 45
(21) MU 8702049-1 U2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) A23P 1/02 (2009.01), A23P 1/00 (2009.01)
(54) BARRAS DE FRUTAS DESIDRATADAS
(57) BARRAS DE FRUTAS DESIDRATADAS. Patente de modelo de utilização
para barras de frutas desidratadas, que é obtido após arranjo em camadas de
frutas desidratadas. Formando um conjunto compacto e separado por camadas
de frutas desidratadas, que após corte ou modelagem assume forma definida
de acordo com o desenho da faca.
(71) RICARDO VITOY (BR/GO)
(72) RICARDO VITOY
(21) MU 8702092-0 U2 (22) 20/11/2007
3.1
(51) E06B 3/48 (2009.01)
(54) APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM SISTEMA DE ABERTURA DE
JANELA
(57) APERFEIÇOAMENTO INTRODUZIDO EM SISTEMA DE ABERTURA DE
JANELA. Patente de modelo de utilidade referente a um aperfeiçoamento
introduzido no sistema de abertura e fechamento de janelas de edificações,
sendo que, o referido aperfeiçoamento caracteriza-se pela combinação do
sistema de abrir com eixo vertical por meio de dobradiças e do sistema de
correr, e assim, cada metade lateral da janela é constituída por duas folhas,
sendo que uma delas tem sua lateral fixada à esquadria por meio de dobradiças
dispostas num eixo vertical, enquanto que, a segunda folha é dotada de rodas,
as quais deslizam sobre calhas que são montadas na primeira folha, ou seja,
aquela que é fixada por dobradiças, e deste modo, no momento da abertura da
janela, a segunda folha é empurrada paralelamente à primeira folha, deslizando
sobre esta, e em seguida, a primeira folha juntamente com a segunda é
empurrada para fora, dobrando-se por meio das dobradiças, proporcionando
assim a abertura de todo o vão da esquadria entre outras vantagens.
(71) IDIO INACIO VERGINIO MARCELINO (BR/SC)
(72) IDIO INACIO VERGINIO MARCELINO
(74) Anel Marcas e Patentes
46
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(72) Robinson Riello Lopes
(21) MU 8702105-6 U2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) G01V 9/00 (2009.01)
(54) CONFIGURAÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM DETECTOR DE
QUEDA DE BARREIRAS
(57) CONFIGURAÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM DETECTOR DE
QUEDA DE BARREIRAS. Refere-se sua configuração basicamente por Caixa e
conjunto eletro mecânico detector de quedas de barreiras peça DB, caixa,
retangular de base frontal configurada por moldura também retangular que
sobressai-se à frente, moldada sobre o meio lateral esquerdo, centralizado
neste orifício da peça DB que acionado por cabo extensor por movimento ou
rompimento deste com o avanço e/ou recuo do eixo principal interno movendo o
eixo principal interno no sentido vertical, em ambos os pontos de contato,
contato de rompimento e contado de movimento, fecha a corrente que envia o
sinal de que o cabo extensor foi acionado ou rompeu-se determinando que
houve queda de barreiras, processo este que alerta as empresas e ou órgâos
encarregados de sinalizar e/ou interditar tráfegos de trens e/ou veículos nas
vias correspondentes e aciona o serviço de desobstrução das vias.; A
Configuração construtiva aplicada em detector de queda de barreiras deverá
ser instalada nos locais onde for passível o deslocamento de terra e rochas na
beira de estradas de ferro e/ou rodagens, dependendo da altura do barranco,
serão instaladas eqúidistantes uma sobre a outra, em postes ao longo do
barranco quantas forem necessárias para que possam detectar qualquer
deslizamento significativo da encosta..
(71) ROALD AGNER SOUZA GOUVEIA (BR/PR)
(72) ROALD AGNER SOUZA GOUVEIA
(21) MU 8702295-8 U2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) A45C 11/18 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM PORTA CARTÕES DE
VISITA
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM PORTA CARTÕES DE
VISITA. A presente patente de modelo de utilidade refere-se a uma nova
disposição construtiva introduzida em porta cartões de visita, pertencente ao
setor técnico de materiais de escritório e particularmente desenvolvido para
armazenar cartões de visitas recebidos e para aqueles que serão entregues. O
porta cartões poderá ser confeccionado em peça única articulável, ou em duas
peças somente encaixadas, de geometria tal que permite que apenas um cartão
seja retirado de cada vez, sempre o que está em cima, e que os cartões de
terceiros que são introduzidos, entrem sempre por baixo, garantido a separação
dos cartões pessoais dos de terceiros.
(71) José Mastellaro (BR/SP)
(72) José Mastellaro
(74) David do Nascimento Advogados Associados
(21) MU 8702304-0 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A44B 1/02 (2009.01)
(54) BOTÃO FLEXÍVEL DE PLÁSTICO PARA VESTUÁRIO
(57) BOTÃO FLEXIVEL DE PLASTICO PARA VESTUARIO. Patente de Modelo
de Utilidade para um botão flexível de plástico para calças jeans é
compreendido por uma tampa de metal 1 ,cravada num corpo plástico 2, onde é
inserido um ilhós plástico 3, acompanha ainda o conjunto um rebite de alumínio
estriado 4. O rebite estriado inserido entre o tecido e penetrando o ilhós 3 que
também é internamente estriado permite um bom travamento do botão que
assim não se solta facilmente, alem do que, este processo exige menor força e
pode ser executado em maquinas manuais. Outra vantagem é de montagem do
botão pois que este é constituído de menos peças, obtidas em grande
produtividade pois são injetadas em moldes plásticos.Para finalizar o modelo é
imune à possibilidade de ferrugem no contato com o tecido, ao contrario do
modelo de ferro convencional.
(71) HÉLIO DONATO MACHADO (BR/SP)
(72) HÉLIO DONATO MACHADO
(21) MU 8702293-1 U2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) A61C 8/00 (2009.01), A61C 13/00 (2009.01)
(54) MINI PILAR CÔNICO ANGULADO
(57) MINI PILAR CÔNICO ANGULADO. Patente de modelo de utilidade para
um Mmi Pilar Cônico Angulado que é compreendido por um corpo 15, que tem
em sua parte inferior uma extensão 4 e na parte superior uma plataforma
inclinada 5 e nessa plataforma uma extensão 2 em forma de pino com rosca
externa e um canal 6 que trespassa o corpo 15 e cone 14 com rosca em seu
interior e hexágono 7 no ápice para apreensão da chave de torque, sendo que
a rosca de maior diâmetro 12 é compatível com a rosca externa da extensão
superior 2 da plataforma do corpo 15 e a rosca interna 8 no ápice do cone 15 é
compatível com os componentes que serão utilizados sobre o mmi pilar cônico
angulado.
(71) Riellens Indústria e Comércio Ltda - EPP (BR/SP)
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) MU 8702365-2 U2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) A47G 21/04 (2009.01)
(54) CONCHA COADORA
(57) Concha Coadora. Patente de Modelo de Utilidade para usos diversos, ou
seja, culinária doméstica ou comercial, industria e onde exista necessidade de
separação de matérias sólidas e líquidas, seu cabo com terminal em manopla
anatômica cuja finalidade é oferecer maior segurança ao operador do produto,
contém ainda uma perfuração projetada para facilitar sua guarda quando não
está sendo utilizada. A "Concha Coadora" pode ser fabricada em diversos
materiais, tais como: alumínio, plástico, aço inoxidável, entre outros.
Oferecendo assim, opções para vários tipos de utilização. A parte reta contida
no corpo filtrador permite melhor acesso aos sólidos contidos no fundo do
recipiente de preparação. Concha Coadora, pode ainda, ser confeccionada em
tamanhos variados, sendo assim, adaptadas com perfeição às necessidades de
sua utilização.
(71) Maria de Lourdes Pereira Lima Datore (BR/SP)
(72) Maria de Lourdes Pereira Lima Datore
(21) MU 8702395-4 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A46B 13/00 (2009.01), A47K 7/02 (2009.01), H01R 39/18 (2009.01)
(54) ESCOVA/BUCHA ELÉTRICA PARA LIMPEZA DAS COSTAS
(57) ESCOVA/BUCHA ELÉTRICA PARA LIMPEZA DAS COSTAS. Patente de
Modelo de utilidade para uma escova/bucha elétrica 7 que é compreendida por
uma escova/bucha 1, motor elétrico 2, encaixe rápido ou ventosas 3, cabo
removivel 4, fio elétrico 5 e corpo plástico protetor 6.
(71) Wanderlei Nery Bailer (BR/SP)
(72) Wanderlei Nery Bailer
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 47
(21) MU 8702396-2 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A61F 13/15 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO APLICADA EM FRALDA DESCARTÁVEL
(57) DISPOSIÇÃO APLICADA EM FRALDA DESCARTÁVEL. Constituído por
laminado(1) interno contendo um reforço(2) sob o revestimento externo(3)
aplicado por costura(4) a quente e, em que é centrado o furo(5) passante para o
rabo do animal, entremeado pelas bordas chuleadas(6) contendo faixas laterais
com adesivos ou cordões(7) de amarração, para aplicar a fralda sobre o quarto
posterior dos animais domésticos de médio e pequeno porte, com a total
segurança de reter os sedimentos por eles excretados sem inibir os seus
movimentos.
(71) FRALDOG'S CONFECCOES DE ACESSORIOS PARA ANIMAIS LTDA
(BR/SP)
(72) MARIZE SANTANA RIBEIRO
(74) MANOEL PAIXÃO DO NASCIMENTO
(21) MU 8702397-0 U2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) A47J 43/28 (2009.01)
(54) CONCHA DOSADORA
(57) CONCHA DOSADORA. Patente de modelo de utilidade para aplicação em
diversos segmentos, tais como: culinária doméstica ou comercial, industrias
químicas e farmacêuticas, entre outros que necessitem da separação entre
materiais líquidos e sólidos, seu corpo coletor constituído de uma concha
côncava com uma parte reta cuja finalidade é agilizar a coleta dos produtos
contidos no recipiente de preparação apresenta ainda perfurações
tecnicamente posicionadas a fim de facilitar a filtragem dos produtos em
preparação, a manopla anatômica permite melhor empunhadura e manuseio, a
Concha Dosadora pode ainda, ser fabricada em diversos materiais e tamanho,
adequando-se assim ao uso à que for destinado.
(71) Maria de Lourdes Pereira Lima Datore (BR/SP)
(72) Maria de Lourdes Pereira Lima Datore
48
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
de fórmula pré-programada e permite a programação de fórmula matemáticas,
que realizaram o cálculo do percentual de gordura, massa magra, massa óssea,
massa muscular e peso ideal, através da obtenção de medidas da dobra
cutânea de várias partes do corpo, com aviso de sinal sonoro indicativo que o
resultado está congelado no visor. Permite também a impressão de relatório
sem o auxilio de computador.
(71) GRAZIELA AFONSO BASILIO (BR/SP)
(72) GRAZIELA AFONSO BASILIO
(21) MU 8702418-7 U2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) B24B 23/02 (2009.01)
(54) ACESSÓRIO COM PRESILHAS PARA FIXAR LIXAS
(57) ACESSÓRIO COM PRESILHAS PARA FIXAR LIXAS. O qual é fabricado
em resina polipropileno reciclado e reciclável para preservação da natureza e
meio ambiente, ou qualquer outro tipo de material, desde que não agrida a
natureza, sendo constituído de: 1 - Placa base (1), possuindo núcleo rotativo
esférico (2), nervuras para reforço (3) e quatro ou seis garras (4) para fixar e
prender lixas, 2 - Tampa (5) do cabo esférico, provido de garras (7) para fixação
em ranhuras (8) providas no núcleo rotativo esférico (2) da placa base (1),
podendo ser alterado por qualquer outro sistema de fixação, 3 - Porta cabo (9),
fabricado inteiro ou bi-partido, colado ou com qualquer outra forma de
montagem e fixação, possuindo esférico rotativo (10) e rosca interna
padronizada (11) para acoplar cabo com rosca de diversos tipos, 4 - Forro da
base (12), constituindose de uma camada flexível, colada ou fixada por
qualquer forma na placa de base (item 01), e 5 - Embalagem: plástica, ou
outros tipos de materiais; papel, papelão, madeira, material sintético e outros,
contendo informações ao usuário, endereço e razão social.
(71) L.W.A. Comércio de Produtos Plásticos Ltda. EPP (BR/SP)
(72) Adalberto Ronchin Marcato
(74) Beérre Assessoria Empresarial Ltda.
(21) MU 8702425-0 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) G06F 17/00 (2009.01), A61B 5/107 (2009.01)
(54) RECURSO DE CÁLCULO INTRODUZIDO EM APARELHO DIGITAL PARA
MEDIR DOBRAS CUTÂNEAS
(57) RECURSO DE CÁLCULO INTRODUZIDO EM APARELHO DIGITAL PARA
MEDIR DOBRAS CUTÂNEAS. Recurso introduzido no sistema eletrônico digital
que integra instrumento medidor da espessura da dobra cutânea, que efetua
cálculo da média e mediana de três medidas consecutivas, com sinal sonoro de
aviso do resultado e congelamento do m resultado no visor. O recurso aceita
programação para que cada uma das três medidas somente ocorra após
determinado lapso de tempo, ou pela não variação da distância entre as pinças
(estabilização da dobra cutânea) em determinado percentual. O recurso dispõe
(21) MU 8702446-2 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) B65D 47/08 (2009.01), B65D 1/10 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM POTE HERMÉTICO COM SOBRETAMPA ARTICULADA
(57) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM POTE HERMÉTICO COM SOBRETAMPA ARTICULADA. Estando o corpo do pote compreendido por uma peça
formada por uma parte semi-elíptica maior (1) e uma parte semi-elíptica menor
(2) unidas no sentido longitudinal, tendo superiormente um setor de
embocadura elíptica saliente (4) dotado de uma delgada aba intermediária
contornante (5), e a tampa fixa do pote sendo formada por uma borda periférica
saliente (7) provida de uma delgada aba na extremidade (8), a qual se alonga
na parte anterior, definindo a pega (9) para manuseio, e internamente tem
moldada uma delgada nervura (10) que faz resultar um encaixe ajustável
fixamente na borda da embocadura do corpo, tendo superfície ligeiramente
abaulada que apresenta-se longitudinalmente com uma porção posterior
inclinada em direção ao centro (11) e uma porção em declive (12) a partir do
centro, e na porção inclinada tendo a abertura circular (14) de acesso ao interior
do pote, e na interseção dos dois planos tendo uma cavidade retangular (15)
com um orifício não passante (16) em cada lado, e a sobre-tampa articulada
possuindo uma projeção anelar (18) ajustável na abertura circular (14) da tampa
fixa, possuindo uma aba anterior (19) que define a pega para manuseio, e na
parte posterior tem um prolongamento retangular (20) dotado com um pino
roliço (21) em cada lado, o qual é inserido na cavidade retangular (15) da tampa
fixa e os dois pinos roliços (21) encaixados sob pressão nos orifícios não
passantes (16), determinando o ponto de articulação da sobre-tampa.
(71) NELY CRISTINA BRAIDOTTI (BR/SP)
(72) NELY CRISTINA BRAIDOTTI
(74) SÍMBOLO MARCAS E PATENTES LTDA.
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 49
região e estabelecimento devem ser enviadas as sacolas (cotas). Da
distribuição destas sacolas (2), os supermercados (8) fornecerão 1 O sacolas
(2) para cada cliente (9), controlando esta distribuição, para posterior
reciclagem. Caso o cliente (9) necessite de mais de 100 sacolas (2), as demais
deverão ser vendida por um preço que iniba o desperdício.
(71) DALVA REGINA PEREIRA CONFECÇÕES ME. (BR/SP)
(72) DALVA REGINA PEREIRA
(74) MARI ALBA PERITO
(21) MU 8702460-8 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B65D 30/00 (2009.01), A45C 13/36 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM SACOLA PARA
CARRINHO DE SUPERMERCADO
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM SACOLA PARA
CARRINHO DE SUPERMERCADO. Refere-se a presente patente de Modelo
de Utilidade a DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM SACOLA PARA
CARRINHO DE SUPERMERCADO (1), caracterizada por ser constituída por
um receptáculo retangular (2), abas (3) providas de orifícios (5), ou por meio de
ganchos (8), cordão, veícro (7), etc. e alças (4), oferece soluçóes adequadas
aos problemas surgidos na acomodação e transporte de produtos diversos.
Sendo fabricada com materiais adequados para esse fim. Na sua parte interna
frontal e posterior existe um elástico (6) que permite a maleabilidade e perfeita
formatação da Sacola, controlando a largura quando posicionada no carrinho e
ao ser retirada fecha-se a Sacola.
(71) CAIO ROSSI SAVASTANO (BR/SP)
(72) CAIO ROSSI SAVASTANO
(74) Dante Lioi Filho
(21) MU 8702461-6 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A45C 3/04 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO TÉCNICA INTRODUZIDA EM SACOLAS PARA
TRANSPORTE DE PRODUTOS ADQUIRIDOS EM SUPERMERCADOS,
PADARIAS,
FARMÁCIAS,
ENTRE
OUTROS
ESTABELECIMENTOS
COMERCIAIS
(57) DISPOSIÇÃO TÉCNICA INTRODUZIDA EM SACOLAS PARA
TRANSPORTE DE PRODUTOS ADQUIRIDOS EM SUPERMERCADOS,
PADARIAS,
FARMÁCIAS,
ENTRE
OUTROS
ESTABELECIMENTOS
COMERCIAIS. O presente Modelo de Utilidade diz respeito à Disposição
Técnica Introduzida em Sacolas para Transporte de Produtos Adquiridos em
Supermercados, Padarias, Farmácias, Entre Outros Estabelecimentos
Comerciais, (1), caracterizada por ser constituída por sacola (2); alça (3) e
estampa (4) a base de água, destacando-se que a sacola (2) é fabricada em
tecido 100% Polipropileno, oferecendo a vida útil de mais de um ano, permitindo
aos consumidores, utiliza-las sempre que forem às compras. A implantação
deste sistema de bolsas (2), em um primeiro passo, é realizado através de um
sistema de cotas (convertido em numero de sacolas) (5), o patrocinador (6) faz
um contrato de adesão assumindo um número de cotas, definindo para qual
(21) MU 8702472-1 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) G09F 3/02 (2009.01), B65C 3/12 (2009.01), B32B 7/06 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO EM RÓTULOS PARA GARRAFAS DE ÁGUAS MINERAIS E
OUTROS
(57) DISPOSIÇÃO EM RÓTULOS PARA GARRAFAS DE ÁGUAS MINERAIS E
OUTROS. Segundo a qual o rótulo (1) da garrafa (2) de água mineral ou outro
liquido, e de preferência na tradicional configuraçào retangular, apresenta-se na
forma de um envelope ou bolsa, aberto numa das bordas maiores longitudinais,
por onde recebe e acomoda internamente uma pequena revista (3), dito rótuloenvelope (1) formando ainda, na borda de abertura, uma lingUeta ou aba de
puxamento (4), projetada para fora, e colável, juntamente com o próprio rotulo,
na superfície da garrafa (2)
(71) ACQUA.INCORP - CONSULTORIA E PARTICIPAÇÕES LTDA. (BR/SP)
(72) AMÍLCAR AUGUSTO LOPES JÚNIOR
(74) SERGIO PEROCCO
(21) MU 8702484-5 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) B65D 25/06 (2009.01)
(54) CAIXAS ORGANIZADORAS COMPARTIMENTADAS
(57) CAIXAS ORGANIZADORAS COMPARTIMENTADAS. Apresenta um corpo
(1) de formato retangular, dotado superiormente de uma tampa (2), também de
formato retangular, a qual tem uma borda periférica (3) dobrada para baixo a
qual promove o perfeito acoplamento da dita tampa (2) ao corpo (1) retangular;
na porção central da borda periférica (3) localiza-se a trava central (4) saliente
com bordas arredondadas que permite o travamento da tampa (2) ao corpo (1);
na porção inferior frontal do corpo (1), projetam-se ranhuras em baixo relevo, as
quais estão dispostas paralelamente demarcando cinco compartimentos (5)
internos para o acondicionamento das miudezas, e, outra ranhura que corta o
50
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
corpo (1) de um lado ao outro na sua maior medida, delimitando um
compartimento grande (6) para o acondicionamento de objetos maiores; ainda
está previsto na presente patente mais três variantes similares ao modelo
principal acima descrito.
(71) NELY CRISTINA BRAIDOTTI (BR/SP)
(72) NELY CRISTINA BRAIDOTTI
(74) SÍMBOLO MARCAS E PATENTES LTDA.
(21) MU 8702578-7 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) E05F 1/16 (2009.01), E06B 3/46 (2009.01)
(54) MECANISMO PARA PORTA DE CORRER
(57) MECANISMO PARA PORTA DE CORRER. A presente patente de modelo
de utilidade mostram um conjunto de desenhos das figuras "A-1" e onde
formam o mecanismo que pode ser utilizados em portas de madeiras ou de
ferro solucionando os seguintes problemas as ferragens ficam invisíveis pêlos
dois lados da porta e evita que a mesma fique alta do trilho por que a peça
figura "A3"que é instalada na parte inferior da porta vem com regulagem que
deixa o mínimo de abertura ,o uso de trilhos é opção, pode -se usar somente
fresas na madeira diminuindo valores significativos para o móvel, e a peça da
figura "B3" mostra que a mesma é instalada na lateral da porta, local que facilita
o ajuste final de 100% por fora, para fazer o ajuste basta apenas enroscar o
parafuso com a ponta lapidada até o fmal.
(71) Reinivon Klei Alves Freire (BR/DF)
(72) Reinivon Klei Alves Freire
(21) MU 8702521-3 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B62D 25/20 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM PISO E MÓDULOS PARA
ACONDICIONAMENTO DE EMBALAGENS EM CARROCERIA DE VEÍCULOS
UTILITÁRIOS
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM PISO E MÓDULOS PARA
ACONDICIONAMENTO DE EMBALAGENS EM CARROCERIA DE VEÍCULOS
UTILITÁRIOS. Compreendida por um corpo principal constituído a partir de
placas de borracha, cuja face inferior é isenta de qualquer relevo, enquanto a
face superior incorpora diversos batoques, sendo seu perímetro dotado de abas
inferiores providas de pinos de engate e abas superiores dotadas de furos
acopladores, sendo que os batoques recebem o acoplamento de módulos
providos na secção inferior de furos e na secção superior de pinos que
sobrepostos formam uma parede.
(71) MARA SILVIA SANCHES (BR/SP)
(72) MARA SILVIA SANCHES
(74) CAPITAL MARCAS E PATENTES LTDA
(21) MU 8702545-0 U2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) B25B 33/00 (2009.01)
(54) CHAVE DE RODA ELÉTRICA
(57) CHAVE DE RODA ELÉTRICA. Patente de modelo de utilidade para uma
chave de roda elétrica que é compreendida por uma caixa de engrenagens 1,
conjunto de engrenagens 2, motor elétrico 3, plug acendedor de cigarro 4,
chave de roda fixada a caixa de engrenagens 5, chave de roda fixa ao motor 6,
carrinho para correr a chave de roda fixa na caixa de engrenagens 7 e chave
liga/desliga 8.
(71) Wanderley Nery Bailer (BR/SP)
(72) Wanderley Nery Bailer
(21) MU 8702587-6 U2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) A01K 31/20 (2009.01)
(54) SISTEMA DE AQUECIMENTO AVIÁRIO À BASE DE RESISTÊNCIAS
ELÉTRICAS
(57) SISTEMA DE AQUECIMENTO AVIARÃO Á BASE DE RESISTÊNCIAS
ELÉTRICAS. Patente de modelo de utilidade para um aquecedor à base de
resistências elétricas para aviários que é compreendido por várias resistências
que aquecem o ar recebido por duas ventoinhas. A ventoinha 1 ÇV 1) puxa o ar
de dentro do galpào e o retoma para as resistências (F2). A ventoinha 2 (V2)
também puxa o ar de dentro do galpâo, o envia para um sistema de préaquecimento do ar. Este pré-aquecimento é dado por um forno à lenha (1)
construído fora do galpão. Depois de pré-aquecido o ar retoma para as
resistências (F2). A quantidade de ar para cada resistência é controlada por
uma válvula borboleta (Fl) o ar aquecido é espalhado por um bico expansor(F3).
O grau de aquecimento do local é controlado por um termostato para manter a
temperatura ideal.
(71) José Carlos Gontijo Maia (BR/MG)
(72) José Carlos Gontijo Maia
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 51
num.15).
(71) Wanderson Carlos Costa (BR/MG)
(72) Wanderson Carlos Costa, Gilmar Alves de Melo, Luiz Carlos Pitol, João
Batista da Silva
(74) Sávio Faria Neves
(21) MU 8702594-9 U2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) F21V 21/02 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM LUMINÁRIA DE EMBUTIR COM FONTE
LUMINOSA DE ESTADO SÓLIDO
(57) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM LUMINÁRIA DE EMBUTIR COM FONTE
LUMINOSA DE ESTADO SÓLIDO. Idealiza um equipamento de iluminação da
micro- luminária de embutir (1) para alojar uma fonte luminosa de estado sólido
denominado LED (2); é constituído a partir de um dissipador (3) de material
metálico, de formato cilíndrico fechado apenas na sua face frontal por um
anteparo discoidal (4) contendo orifícios para fixação e passagem de fios (9); o
LED (2) circular é montado em uma placa de circuito (7) que por sua vez é
fixada entre o dissipador (3) e o suporte de lente (8); dito suporte de lente é
constituído por um elemento circular tubular contendo uma lente circular em sua
face frontal juntamente com uma placa de acabamento; a micro-luminária de
embutir (1) ora apresentada é embutida ao teto, forro ou painel (15) por meio de
um elemento de montagem (16) constituído de uma bucha de corpo cilíndrico
tubular, contendo um pequeno flange (17) em sua extremidade frontal e
nervuras longitudinais (18) distribuídos regularmente na porção externa.
(71) Aníbal René Reichenbach (BR/SP)
(72) Aníbal René Reichenbach
(74) Maria do Rosário de Lima
(21) MU 8702615-5 U2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B02C 11/08 (2009.01), B02C 11/02 (2009.01)
(54) MISTURADOR HORIZONTAL DE FARINHAS DE CEREAIS E
LEGUMINOSAS
(57) MISTURADOR HORIZONTAL DE FARINHAS DE CEREAIS E
LEGUMINOSAS. O misturador horizontal de farinhas de cereais e leguminosas
(Fig.1,2,3,45), que em um só elemento, conjuga a função de misturar e
temperar com ingredientes adicionados de tempero até atingir um padrão
uniforme na farofa com ganho de produtividade. O dito Misturador é constituído
por uma estrutura fixa (Fig.1 numOl) que ampara o maquinário composto por
um tambor externo (Fig.2 num.17) chave liga/desliga, motor trifásico 3 HP (Fig.2
num.07), colar de transferência de força (Fig.5 num.12) para os eixos do tambor
interno, polia secundária do comando (Fig.5 num.13), polia principal do
comando (Fig.5 num.14), 02 entradas para mangueiras do sistema de gás
(Fig.4 num.1 1), conjunto de bicos queimadores (Fig.2 num.05), lâmina retrátil
de vedação do sistema de abastecimento (Fig.4 num.1O), tambor inox para
mistura dos ingredientes (Fig.6 num.17), eixo central interno com garfos móveis
(Fig.6 num.16), eixo interno com garfos fixos para maceração da farofa (Fig.6
(21) MU 8702616-3 U2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) F27B 17/02 (2009.01)
(54) EQUIPAMENTO PARA FERVURA E SATURAÇÃO DE MATERIAL
REFRATÁRIO PARA ENSAIO DE DENSIDADE DE MASSA E POROSIDADE
APARENTE
(57) EQUIPAMENTO PARA FERVURA E SATURAÇÃO DE MATERIAL
REFRATÁRIO PARA ENSAIO DE DENSIDADE DE MASSA E POROSIDADE
APARENTE. Desenvolvido para promover a fervura de água para saturação de
material refratário destinado a realizar ensaios de densidade de massa e
porosidade aparente. Este equipamento é confeccionado com chapas
metálicas, contendo uma saída de excesso de água (8), sistema de drenagem
(9), sensor de temperatura (2), resistência para aquecimento (3) de água,
sistema de pulverização (5), bandeja para corpos de prova (7) projetada para
comportar os corpos de prova (6) em camadas sendo controlado por um
sistema eletro-eletrônico (11). Com a utilização deste equipamento para fervura
e saturação de material refratário para ensaio de densidade de massa e
porosidade aparente consegue-se os seguintes beneficios: permite contato
fisico da água fervente em todas as superficies dos corpos de prova; controla a
entrada de água mantendo o nível constante, distribuído por toda periferia da
cuba; reduz a temperatura da água na camada superficial, impedindo o
borbulhamento, mesmo próximo da temperatura de ebulição (100°C); alcança a
condição ideal de saturação, ou seja, quanto maior for a temperatura de fervura,
maiores são as chances para o completo preenchimento da totalidade dos
poros, inclusive dos menores que são os mais dificeis de serem ocupados pelo
liquido, resultando em uma maior precisão na determinação da percentagem
dos poros; oferece maior segurança com o isolamento térmico da cuba,
minimizando a perda de calor do líquido aquecido e impossibilitando a
ocorrência de acidentes pessoais; controle elétrico do equipamento separado
do recipiente (3), facilita a manutenção; promove um aquecimento mais
eficiente e um ajuste mais preciso, possibilitando programar a temperatura de
fervura e manter a temperatura da água com precisão de ± 1°C; possibilita a
transferência dos corpos-de-prova para operação de pesagem, completamente
imersos na água; permite o aquecimento mais rápido da água e a saturação de
uma quantidade maior de corpos-de-prova.
(71) Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A - Usiminas (BR/MG)
(72) Fabrício de Souza Vilela, Marcelo Aguiar Godinho, Belarmino Rodrigues
Pinto Neto, Júlio Henrique de Araújo Rosa
(74) MANOEL JAYME NUNES
(21) MU 8702627-9 U2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B65D 85/38 (2009.01)
(54) CAPA PROTETORA PARA CONTROLE REMOTO
(57) CAPA PROTETORA PARA CONTROLE REMOTO. Compreende a
presente patente de modelo de utilidade a uma capa protetora (1) para controle
remoto, confeccionada em material (soft premer) reciclável e não-tóxico,
contendo um formato retangular, em forma de caixa com bordas reviradas (2)
no sentido interno, em cuja lateral frontal há um orifício (3), coincidente com o
diodo emissor do controle remoto. Dita capa, cuja superfície externa apresenta
nervuras paralelas (4), na forma de filetes em alto relevo, em toda sua
extensão, para absorver os impactos provocados por quedas e proteger o
52
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
circuito interno do controle remoto contra quaisquer danos provocados por mau
uso ou descuido.
(71) Francisco Markowicz Júnior (BR/MG)
(72) Francisco Markowicz Júnior
(74) Souza Ramos & Associados
(21) MU 8702656-2 U2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) A61B 1/04 (2009.01)
(54) ACOPLADOR DE ENDOSCÓPIOS FLEXÍVEIS A CÂMERAS
FOTOGRÁFICAS DIGITAIS
(57) Acoplador de Endoscópios Flexíveis a Câmeras Fotográficas Digitais. O
Acoplador de Endoscópios Flexíveis a Câmeras Fotográficas Digitais é
compreendido por um suporte (1) que se prende à base da câmera digital
através da fixação para tripé existente nas câmeras e ao endoscópio através de
um acoplador endoscópico (2) na parte frontal do dispositivo; seu perfil interno
(9), conta com um desenho que permite a redução de material minimizando o
peso do dispositivo atem de permitir o deslocamento do conjunto óptico das
câmeras. Possuindo um rasgo para encaixar o cabo de conexão (3) ao
computador e ao monitor de vídeo. São utilizados parafusos para fixação do
cabo de conexão (4) da câmera ao computador e ao monitor de vídeo. Existe
também outro parafuso para fixação do endoscópio ao conector endoscópico
(5). Para apertar e afrouxar os parafusos de fixação tanto do cabo de conexão
quanto do conector endoscópico, existe uma chave desenhada (6) de modo a
ser embutida no dispositivo após o uso, alem de servir de acabamento estético
do mesmo.
(71) Robson Antônio dos Santos (BR/MG)
(72) Robson Antônio dos Santos
(21) MU 8702661-9 U2 (22) 30/07/2007
3.1
(51) B65D 83/00 (2009.01)
(54) DISPENSADOR MECÂNICO DE CAIXAS PARA VENDA DIRETA
(57) DISPENSADOR MECÂNICO DE CAIXAS PARA VENDA DIRETA.
Formado por uma caixa externa (01), uma tampa superior articulada (02), um
recipiente interno (03), dois pinos pivô (04), um escorregador para caixas (05),
um bocal retangular (06), um aumentador de moedas (07), um botão giratório
(08) e área de propaganda (09).
(71) Lorena Gabriela de Oliveira (BR/PR)
(72) Lorena Gabriela de Oliveira
(74) Diogo Ramos
(21) MU 8702683-0 U2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) A61H 99/00 (2009.01)
(54) APARELHO QUE ATIVA O FLUXO SANGUINEO
(57) APARELHO QUE ATIVA O FLUXO SANGUINEO. Aparelho que Ativa o
RPI 2011 de 21/07/2009
Fluxo Sanguíneo serve para descontrair os músculos das pernas, pés, braços e
mãos através de movimentos oscilantes provocados pelo Motor Elétrico (Figura
2, (2.6)) e um Sistema Mecânico (Figura 2, (2.4)), entre eles uma Correia em
"V" (Figura 2, (2.5)). A oscilação é provocada pelos movimentos de 2 (dois)
pistões em tempos diferentes, estes movidos pelas roldanas, suporte guia, mola
espiral e virabrequim. A duração da massagem é a critério do usuário através
de um simples botão de LIGA - DESLIGA. O sistema é alimentado pela rede
elétrica domiciliar ou comercial de 127V ou 220V podendo ser transportado e
utilizado em qualquer ambiente.
(71) Decore Móveis Ltda - Me. (BR/PR)
(72) Gentil Correia de Araujo
(74) Patricia Saugo
(21) MU 8702703-8 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) G06F 17/20 (2009.01), B42D 15/02 (2009.01)
(54) MÁQUINA DE IMPRESSÃO DE CARTÕES POSTAIS PERSONALIZADOS
E SERVIÇOS COMPLEMENTARES
(57) Máquina de Impressão de Cartões Postais Personalizados e Serviços
Complementares. Sendo um modelo que refere-se às maquinas de impressão
disponíveis nas lojas de fotografias e quiosques públicos destinadas a imprimir
imagens a partir de mídias digitais, do tipo "memory cards", "CD/DVD", "pen
driver", e afins, adaptadas para imprimir em cartões postais e permitir também a
inserção de textos com sua respectiva impressão.
(71) Rafael Adauto da Costa (BR/PR)
(72) Rafael Adauto da Costa
(74) Security, do Nascimento Souza & Associados Propriedade Intelectual
LTDA
(21) MU 8702751-8 U2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) E06B 3/26 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM PORTA
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA INTRODUZIDA EM PORTA. Patente de
modelo de utilidade referente a um aperfeiçoamento introduzido na forma
construtiva de uma porta que é produzida com placa tipo HDF, do inglês (High
Density Fiberboard), sendo que a referida porta tem suas duas placas de HDF
RPI 2011 de 21/07/2009
unidas por meio de estrutura em forma de grade que é fabricada com madeirade-lei, ou seja, madeiras de alta densidade e, portanto resistentes a ação da
umidade, além de que, após montada, a porta recebe a aplicação de
impermeabilizante líquido sobre as faces das placas de HDF e as faces grade
de madeira que ficam expostas, dando total isolamento contra as intempéries e
umidade.
(71) GIANCARLO MANGILI (BR/SC)
(72) GIANCARLO MANGILI
(74) Anel Marcas e Patentes
(21) MU 8702757-7 U2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) B60C 23/00 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO TÉCNICA INTRODUZIDA EM AVANÇÔMETRO, MEDIDOR
DOS ÍNDICES DE AVANÇO E PATINAGEM EM TRATORES AGRÍCOLAS DE
PNEUS, DISTÂNCIAS E RPM
(57) DISPOSIÇÃO TÉCNICA INTRODUZIDA EM AVANÇÔMETRO, MEDIDOR
DOS ÍNDICES DE AVANÇO E PATINAGEM EM TRATORES AGRÍCOLAS DE
PNEUS. DISTÂNCIAS E RPM. O presente Modelo de Utilidade diz respeito à
Disposição Técnica Introduzida em Avançômetro, Medidor dos Índices de
Avanço, Patinagem, em Tratores Agrícolas de Pneus, Distâncias e RPM (1),
caracterizada por ser constituída por dispositivos formados por, tampa frontal
(2); tubo central (3); tampão (4); disco (5) vazado; eixo central (6); suporte do
disco (7); suporte contrapeso (8); suporte (9) sensor (10); caixa (II) de
alojamento da bateria; tampa imã (12); imã (13). Em uma primeira alternativa, o
sensor de roda é provido de uma estrutura de cano, o qual opera com disco (5)
parado e a parte externa constituída pela tampa frontal (2), tubo central (3),
suporte (7) do disco (5) em movimento rotativo, fazendo girar o sensor (10)
fixado no suporte (9), ao redor da região perimetral do disco (7). Em uma
segunda alternativa, o dispositivo possui uma estrutura tal que a parte externa
do conjunto fica parada e o disco gira livre, destacando-se que nesta opção de
sensor, a caixa (11) com bateria é fixada no suporte (7) do disco (5). Para
ambas alternativas, são usados uma tampa imã (12) e um imã (13), os quais
permitem a fixação do dispositivo nas rodas do trator.
(71) FLÁVIO ROBERTO FINGER (BR/MG)
(72) FLÁVIO ROBERTO FINGER
(74) LUIZ ROCCO FILHO
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 53
(21) MU 8702763-1 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A47J 19/02 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM ESPREMEDOR DE FRUTAS
(57) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM ESPREMEDOR DE FRUTAS.
Compreendendo uma peça (1) cujo corpo é de formato basicamente oblongo e
que se afunila a partir da metade anterior até a extremidade anterior, de
maneira a definir o bico direcionador (2) por onde verte o suco extraido da fruta,
tendo aí moldadas cinco saliências em forma de dentes cônicos (3), destinadas
a reter as sementes da fruta, e sendo dotada de uma aba superficial
perifericamente saliente (4) com beiradas dobradas para baixo, sendo esta aba
mais larga na parte de trás, definindo o local de pega, e vai se estreitando
gradativamente até o bico direcionador (2), e no centro da parte plana do fundo
da peça tem moldada integralmente uma projeção oca e basicamente cônica
(5), com parede contornante em forma de gomos afunilados com paredes
planas (6), que constitui-se do elemento extrator do suco da fruta ao ser esta
atritada com dito elemento.
(71) NELY CRISTINA BRAIDOTTI (BR/SP)
(72) NELY CRISTINA BRAIDOTTI
(74) SÍMBOLO MARCAS E PATENTES LTDA
(21) MU 8702775-5 U2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) A47J 36/26 (2009.01), A47J 36/24 (2009.01), F24C 3/14 (2009.01)
(54) FOGAREIRO PORTÁTIL
(57) FOGAREIRO PORTÁTIL. A presente solicitação de patente referencia a
um conjunto dotado de fogareiro (1) com base (1 a) e boca (lb),suporte (2)
tendo um receptáculo (2 a) e aletas (2b) em sua superfície inferior e apoios (2c)
conformados por pés de apoio (2d), e base (3) que pode ser suprimida, O
rebordo (lc) originado pela conformação do rebaixo central (le), propicia uma
câmara de retenção de gás do fluido combustível, aumentando a eficácia do
queimador, constituído pelos orifícios (ld).
(71) FERNANDO IMHOF (BR/SC)
(72) FERNANDO IMHOF
(74) ANSELMO CARDOSO
(21) MU 8702794-1 U2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) A47C 19/22 (2009.01), F21V 33/00 (2009.01)
(54) CABECEIRA DE CAMA COM LUMINÁRIA EMBUTIDA
(57) CABECEIRA DE CAMA COM LUMINÁRIA EMBUTIDA. Cria uma
iluminação de ambiente agradável e de fácil acesso para ligar e desligar, bem
como aproveita espaços e proporciona uma decoração diferenciada e prática,
reduzindo gastos, pois permite a utilização de lâmpadas incandescentes ou
florescentes e tendo maior comodidade de acesso ao ligar e desligar e mais
econômica que as lâmpadas comuns por serem utilizadas lâmpadas
florescentes ou incandescentes. É feita toda em madeira ou compensado,
podendo ser feita para tamanhos variados e utiliza a parte inferior ou traseira da
cabeceira para que seja colocada a fiação para a instalação das lâmpadas.
(71) LAURO JOSÉ EIDT (BR/SC)
(72) LAURO JOSÉ EIDT
(74) CARLO ANDREAS DALCANALE
54
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
correntes de ar causadas pela ação de ventiladores convencionais. A aplicação
principal recomendada para o objeto deste Modelo de Utilidade é para que haja
uma perfeita abrangência nesta captação de resíduos, reside na instalação de
verdadeiras toucas fabricada com telas sintéticas, estas circundadas com
elástico e o conjunto vestindo literalmente a grade dos ventiladores. Noutra
hipótese, o objeto deste Modelo de Utilidade aplica-se aos condicionadores de
ar, objetivando semelhantemente aos ventiladores, à captação de residuos
aéreos trazidos pelas correntes de ar geradas por seu ventilador. O objeto
deste Modelo de Utilidade deverá ser visto como um ente multiuso e também é
previsto para uso como atoalhado de mão, na lavagem de pratos e na remoção
de resíduos alimentares. E noutro tempo ser usado na limpeza de pias e na
bancada da mesma, realizando a absorção do excesso de gorduras e acúmulo
de umidade.
(71) ROSIMERE MENDES DE SOUSA (BR/PB)
(72) ROSIMERE MENDES DE SOUSA
(21) MU 8702799-2 U2 (22) 19/10/2007
3.1
(51) F22B 15/00 (2009.01)
(54) TROCADOR DE CALOR À GÁS OU SERRAGEM PRENSADA
(57) TROCADOR DE CALOR À GAS OU SERRAGEM PRENSADA. Conforme
vimos na Figura 01, alimentação da caldeira horizontal é feita pelo aumentador
(7) onde coloca-se o briquete, abaixo do briquete ficará a grelha (9) para a
limpeza dos resíduos que cairão no depósito de cinzas (8) que eventualmente
poderá ser limpo. O calor emanado pela queima do briquete esquentará a água
que existe dentro dos canos de passagem (4), ela é imediatamente esquentada
e vai para o reservatório (3) que fica em ambos os lados do queimador. O
mesmo tem comunicação um com o outro através dos canos que o interligam
(5). Omo existem quatro andares de canos, tendo quatro canos em cada andar,
o volume de água que esquenta é bem grande, por este motivo a velocidade é
maior para o aquecimento. A fumaça emitida pela queima dos briquetes sairá
pela chaminé (1) existente na parte posterior da caldeira. Já na caldeira vertical
chamada de banho Maria, o briquete é colocado no alimentador (17) que ficará
na grelha (16) e após queimado irá para o depósito de cinzas (18) abaixo da
mesma. Quando o briquete é queimado esquenta os canos (14) e quando a
água (13) chega até os mesmos aquece imediatamente (12) e através da
irradiação aquece a água do reservatório acima (11), por esse motivo é
conhecida como banho-maria, pois aquece um ambiente e este que aquecerá o
outro. Portanto ambas as caldeiras podem ser esquentadas por briquetes, mas
a lenha convencional também pode ser utilizada, assim como a queima através
do gás (GLP) para o aquecimento dos canos e eventualmente a água.
(71) LUIZ ALBERTO PADILHA (BR/SC)
(72) LUIS ALBERTO PADILHA
(74) ROGÉRIO DE SOUZA
(21) MU 8702837-9 U2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) F24F 13/28 (2009.01)
(54) CAPTADOR DE RESÍDUOS AÉREOS ORIUNDOS DE CORRENTES DE
AR CAUSADAS PELA AÇÃO DE VENTILADORES OU CONDICIONADORES
DE AR
(57) CAPTADOR DE RESIDUOS AÉREOS ORIUNDOS DE CORRENTES DE
AR CAUSADAS PELA AÇÃO DE VENTILADORES OU CONDICTONADORES
DE AR. O objeto do Relatório Descritivo deste Modelo de Utilidade é destinado
preferencialmente à captação de resíduos aéreos oriundos da transferência de
(21) MU 8702868-9 U2 (22) 15/01/2007
3.1
(51) B60J 7/02 (2009.01)
(54) CAPOTA MARÍTIMA COM CONTROLE REMOTO - SISTEMA COM
CORREIA DENTADA
(57) CAPOTA MARÍTIMA COM CONTROLE REMOTO - SISTEMA COM
CORREIA DENTADA. Refere-se ao desenvolvimento de um avançado sistema
de abertura e fechamento de lonas, com seu funcionamento baseado
CORREJAS DENTADAS, a um controle a distancia, sendo necessário apenas o
acionamento do motor através do controle remoto acionado de dentro ou fora
da cabine, sendo utilizado em capota marítima de pick-up.
(71) Marcelo Chaves Ribeiro (BR/MT)
(72) Marcelo Chaves Ribeiro
(21) MU 8702875-1 U2 (22) 10/01/2007
3.1
(51) A47J 37/07 (2009.01), F27D 11/12 (2009.01), H05B 3/08 (2009.01)
(54) CHURRASQUEIRA QUE USA CORRENTE ELÉTRICA PARA FAZER O
CARVÃO PEGAR FOGO NA PRESENÇA DE OXIGÊNIO PRODUZIDO POR
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 55
RPI 2011 de 21/07/2009
ELETRÓLISE, SUGA A FUMAÇA PRODUZIDA NA QUEIMA DO CARVÃO E A
MANDA PARA O ESGOTO, UMA ESPÉCIE DE "VASSOURA" VARREM AS
CINZAS NO FINAL DO CHURRASCO PARA UM TRITURADOR QUE AS
LANÇAM TAMBÉM PARA O ESGOTO
(57) Churrasqueira que usa corrente elétrica para fazer o carvão pegar fogo na
presença de oxigênio produzido por eletrôlise, suga a fumaça produzida na
queima do carvão e a manda para o esgoto, uma espécie de "vassoura" varrem
as cinzas no final do churrasco para um triturador que as lançam também para
o esgoto. Nessa churrasqueira coloca-se fogo no carvão quando urna corrente
elétrica percorre o carvão(4), o circuito que coloca fogo no carvão(4), tém urna
óobrna de iesla(2) paia produzir elevada tensão em duas placas metálicas (3,5)
que fica no fundo da churrasqueira (tipo capacitor)(3,5), uma cuba eletrolítica
acoplada na churrasqueira que fornece oxigênio como comburente para o
carvão, na parte de 'ima urna correia de bicicleta envolve uma roda dentada
com eixo que tem outra roda dentada na outra extremidade ligada a outra roda
dentada que vai ao único motor, assim os espetos com a carne giram durante o
churrasco, um sugar(7), semelhante ao aspirador de pó esta acoplado na parte
superior da churrasqueira ao qual puxa a fumaça da queima do carvão e as
lançam no esgoto através de um cano, no final do churrasco urna "vassoura"
acoplada a churrasqueira recebe movimento de uma roda dentada que vem do
único motor, varre as cinzas para um triturador que junto coni água manda
essas cinzas para o esgoto.
(71) Daniel Silvério da Silva (BR/MG)
(72) Daniel Silvério da Silva
(51) C12C 5/02 (2009.01), C12C 5/00 (2009.01)
(54) BEBIDA ALCOÓLICA FERMENTADA E PROCESSO DE FABRICAÇÃO
(57) BEBIDA ALCOÓLICA FERMENTADA E PROCESSO DE FABRICAÇÃO. É
descrita uma bebida alcoólica fermentada que compreende uma concentração
entre 10,0 a 32,0% em peso/volume da composição de malte, uma
concentração entre 1,0 a 10,0% em peso/volume da composição de folhas
moídas de 1/ex para guariensis St.Hil., uma concentração entre 0,005 a 0,050%
em peso/volume da composição de lúpulo, e uma concentração de 85,0 a
94,0% em peso/volume da composição de água. Adicionalmente, é descrito um
processo de fabricação de bebida alcoólica fermentada.
(71) Eduardo Bier Industrial e Comercial de Produtos Alimentícios LTDA
(BR/RJ)
(72) Eduardo Bier Correa
(74) Claudio José Martins Costa Gonçalves
(21) PI 0702222-0 A2 (22) 02/08/2007
3.1
(51) B41J 1/08 (2009.01), B41J 3/407 (2009.01), G09F 3/00 (2009.01)
(54)
DISPOSITIVO
AUTOMÁTICO
DE
CARREGAMENTO/DESCARREGAMENTO
PARA
SUPORTES
DE
IMPRESSÃO EM IMPRESSORA
(57)
DISPOSITIVO
AUTOMÁTICO
DE
CARREGAMENTO/DESCARREGAMENTO
PARA
SUPORTES
DE
IMPRESSÃO EM IMPRESSORA. Que inclui um trilho 2 móvel, um quadro ou
lâmina 3 para receber suporte de impressão, posicionado em correspondência
com abertura 21, criada no dito trilho, sendo uma porção da borda 31 desta
lâmina articulada a uma porção correspondente da borda 221 da abertura 21 de
dito trilho, recebendo os suportes um a um de um alimentador 4,
substancialmente uma caixa, dentro da qual existe um assento 41 para o
alojamento dos pratos que suportam as etiquetas para serem impressas,
empilhadas uma sobre a outra, e para liberar um dos pratos durante o
movimento do trilho, quando estiver sobre o quadro.
(71) Grafoplast S.P.A. (IT)
(72) Ivana Piana
(74) D'Mark Registros de Marcas e Patentes S/C Ltda
(21) MU 8802520-9 U2 (22) 20/08/2008
3.1
(30) 20/08/2007 TW 096213809
(51) B21J 13/14 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO DE EJEÇÃO PARA UMA MÁQUINA DE FORJAR
(57) DISPOSITIVO DE EJEÇÃO PARA UMA MÁQUINA DE FORJAR. Um
dispositivo de ejeção para uma máquina de forjar inclui um elemento de golpe
(52), uma haste de depressão (2), uma haste de remoção de matriz (3), um pino
de ejeção (4) e um mecanismo de força (
(71) King-An Industrial Co, Ltd. (TW)
(72) Chia-Yin Chang
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0701165-2 A2 (22) 29/05/2007
3.1
(51) B01D 45/10 (2009.01)
(54) CAPTADOR COALESCENTE DE PÓ DE AR SERVIDO DE SECADORES
DE GRÃOS VEGETAIS
(57) CAPTADOR COALESCENTE DE PÓ DE AR SERVIDO DE SECADORES
DE GRÃOS VEGETAIS. Refere-se o presente pedido de patente a um
capatador de pó e partículas que permite limpar o ar servido produzido por
secadores de grãos vegetais. Tal limpeza é feita pela aplicação de spray de
água por meio de bicos aspersores (2), instalados num duto de entrada (1),
resultando no coalescimento do pó e das partículas que são lançados contra o
depósito de água (3), onde pó e partículas são retidos, sendo que o ar limpo sai
através do plano retentor de gotas (4). A água usada no spray vem do depósito
de água (3) por meio da bomba de água (5). Ao depósito de água (3) está
conectada a borda de visualização (7) que é dotada do dreno (6), do registro
bóia (9) e da tomada de esgotamento (8).
(71) Rubem Groff (BR/RS) , Silvio Clóvis Corbari (BR/SP)
(72) Rubem Groff, Silvio Clóvis Corbari
(74) GUERRA ADV.
(21) PI 0701200-4 A2 (22) 04/06/2007
3.1
(21) PI 0702244-1 A2 (22) 13/08/2007
3.1
(51) B28D 1/00 (2009.01), B24B 7/00 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM MÁQUINA PARA FAZER REBAIXO
ITALIANO EM MÁRMORE E GRANITO
(57) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM MÁQUINA PARA FAZER REBAIXO
ITALIANO EM MÁRMORE E GRANITO. Utilizado especificamente na indústria
de mármores e granitos, com o objetivo de simplificar e reduzir o tempo de
produção de rebaixos do tipo italiano em mármores e granitos. Desenvolvida
para ser utilizada em conjunto com lixadeira de mármores e granitos
pneumática com água, a fim de se adequar aos novos padrões de segurança
do trabalho em marmorarias. Composto por dois eixos transversais e dois eixos
longitudinais e um carrinho com quatro rodas em cada lado, sendo que duas
correm por cima e duas por baixo dos eixos longitudinais e nos eixos
transversais, permitindo que o carrinho com a lixadeira opere tanto no sentido
longitudinal quanto no transversal, possui batentes ajustáveis transversais e
longitudinais, com a função de limitar a área de deslocamento do carrinho
definindo a área de rebaixo na peça de mármore ou granito, possui também
regulagem de altura nas quatro colunas e urna regulagem operacional com
curso de trabalho, o conjunto é fixado a uma mesa, por meio de parafusos e o
granito ou mármore a ser rebaixado e fixado por meio de duas réguas
transversais fixadas a mesa por meio de parafusos.
(71) ALVINO GUSTAVO PROCHNOW (BR/SC)
(72) ALVINO GUSTAVO PROCHNOW
(74) Nilvan Paulo Minguranse
56
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(71) Wam S.p.A. (IT)
(72) Vainer Marchesini
(74) Tavares Propriedade Intelectual Ltda
(21) PI 0702694-3 A2 (22) 17/08/2007
3.1
(51) A63B 45/00 (2009.01)
(54) GOMO DE BOLA ESPORTIVA, PROCESSO DE PRODUÇÃO DE GOMO
DE BOLA ESPORTIVA E BOLA ESPORTIVA APERFEIÇOADA
(57) GOMO DE BOLA ESPORTIVA, PROCESSO DE PRODUÇÃO DE GOMO
DE BOLA ESPORTIVA E BOLA ESPORTIVA APERFEIÇOADA. O processo de
produção de gomos para bolas esportivas em geral compreende as seguintes
etapas: - deposição de uma película ou filme de um material adequado no
interior da cavidade de um molde para produção de gomos; - deposição de uma
quantidade de polímero adequado sobre a película ou filme; - fechamento do
molde; - repouso para cura, polimerização ou esfriamento; - extração do gomo
da cavidade do molde. A etapa de deposição da película é preferencialmente
através de pintura das faces da cavidade do molde. Alternativamente, a etapa
de deposição pode empregar um filme de material, preferencialmente, de
poliuretano (PU) ou policloreto de vinila (PVC) ou ainda de tecido, lona,
poliuretano plástico (TPU) ou outros filmes adequados para a operação. O
polímero a ser depositado no interior da cavidade e sobre o filme ou película
pode ser um poliuretano (PU) bi-componente. Alternativamente, o polímero do
substrato pode ser polibutadieno líquido hidroxilado (PBLH), borracha líquida ou
outros polímeros similares. O gomo (1) apresenta um substrato liso (2)
envolvido em sua face externa e suas bordas por uma película ou filme (3).
Preferencialmente a película é uma camada obtida por pintura da cavidade do
molde. Preferencialmente, o filme é de poliuretano (PU) ou policloreto de vinila
(PVC). Preferericialmente, o substrato é um poliuretano (PU) bi-componente.
Alternativamente, o polímero do substrato pode ser polibutadieno líquido
hidroxilado (PBLH), borracha líquida ou outros polimeros similares. Uma opção
do gomo (1') apresenta um substrato (2') dotado de diversas câmaras de ar (4')
que podem variar em dimensão e distribuição. A bola esportiva obtida com
gomos de substrato polimérico revestido por uma película ou filme resulta em
um melhor toque, maciez e pique.
(71) Dal Ponte & Cia Ltda (BR/RS)
(72) Elio Luiz Dal Ponte
(74) Custódio de Almeida & Cia
(21) PI 0702756-7 A2 (22) 28/06/2007
3.1
(51) B65G 33/14 (2009.01), B65G 33/12 (2009.01)
(54) TRANSPORTADOR COM TAMBOR SEGMENTADO
(57) TRANSPORTADOR COM TAMBOR SEGMENTADO. A presente invenção
refere-se a um transportador com tambor segmentado, inclui um duto para o
material a transportar internamente, do qual é montada uma hélice giratória de
transporte. O duto inclui pelo menos uma primeira parte de duto (1), à qual está
associada uma primeira parte de hélice (13) e uma segunda parte de duto (2), à
qual está associada uma segunda parte de hélice (22), comunicando-se entre si
em uma zona de comunicação (3) intermediária do duto, na qual o material a
transportar pode passar da primeira (1) para a segunda parte de duto (2) e na
qual ditas partes de hélice apresentam trechos respectivos de extremidades
colocados lado a lado um ao outro. O trecho de extremidade da primeira parte
de hélice está conformado e dimensionado para uma parte decrescente de
material a transportar [Fig. 2].
(21) PI 0703097-5 A2 (22) 18/09/2007
3.1
(30) 21/09/2006 US 11/533,964
(51) F16B 5/02 (2009.01), F16B 25/06 (2009.01)
(54) FIXADORES DE INTERFERÊNCIA COM LUVA DE ALTO DESEMPENHO
PARA APLICAÇÕES COMPOSTAS
(57) FIXADORES DE INTERFERÊNCIA COM LUVA DE ALTO DESEMPENHO
PARA APLICAÇÕES COMPOSTAS. Um fixador adaptado para passar por
orificios alinhados peças de trabalho é apresentado. O fixador inclui um
elemento do pino que tem a parte de transição em que o diâmetro da parte de
transição diminui de maneira radial conforme se estende a partir da parte da
haste cilíndrica regular para a parte rosqueada. O fixador também pode
compreender um elemento da luva e meios de travamento. Os meios de
travamento incluem um colar, uma porca ou qualquer outro tipo possível de
meios de travamento. Em exemplos de configurações, as peças de trabalho
podem ser formadas com uma pluralidade de materiais, os materiais incluem
estruturas compostas, metálicas ou de composto/metálicas, qualquer tipo de
combinação delas. Em configurações particulares, o fixador tem capacidade de
interferência de 0,0005 a 0,01 00 polegada em estruturas compostas sem risco
de separação em lâminas ou danos ao composto. Como resultado da
interferência do fixador, fendas entre o fixador e a estrutura são eliminadas
oferecendo boa condutividade elétrica entre os componentes. Como resultado,
o potencial de faíscas elétricas é reduzido, oferecendo um fixador mais seguro
para uso com aplicações aeroespaciais.
(71) ALCOA GLOBAL FASTENERS, INC (US)
(72) MICHAEL U. MARCH, OVIEDO ARCINIEGA
(74) GUERRA ADV.
(21) PI 0703112-2 A2 (22) 19/07/2007
3.1
(51) G06Q 30/00 (2009.01), G06F 21/00 (2009.01)
(54) SISTEMA E MÉTODO PARA TRANSFERÊNCIA DE CRÉDITOS COM
USO DE DISPOSITIVO MÓVEL
(57) SISTEMA E METODO PARA TRANSFERENCIA DE CRÉDITOS COM
USO DE DISPOSITIVO MÓVEL. Sistema e método de transferência de créditos
com uso de dispositivo móvel, utilizando os recursos oferecidos pelas redes de
comunicação sem fio e as facilidades de processamento presentes em
dispositivos móveis tais como celulares, paim tops, computadores de mão e
assemelhados. O sistema compreende uma unidade autorizadora de crédito
(18), um provedor (16) dotado de memória capaz de armazenar pelo menos um
aplicativo específico capaz de gerar senhas de uso único (OTP) bem como
meios de transferir dito aplicativo para a memória de um dispositivo móvel (15)
portado por um favorecido, bem como uma unidade validadora (17) de senhas
de uso único (OTP). O dito dispositivo móvel possui meios de processamento
de programas e de dados, bem como capacidade de estabelecer enlaces de
comunicações sem fio. O método compreende o carregamento no dito
dispositivo móvel (15) de um software capaz de gerar senhas de uso único
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 57
(OTP) a partir de dados exclusivos do favorecido podendo estes dados incluir,
ainda, o valor do crédito utilizado e outras informações. O crédito pode ser
utilizado num local de disponibilização de crédito provido de ATM, terminal de
ponto de venda, guichê de instituição financeira ou equivalente.
(71) Itautec S.A.-Grupo Itautec (BR/SP)
(72) Mara Regina Morelli, Fabrizio Vargas de Moraes
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0703118-1 A2 (22) 20/07/2007
3.1
(51) A01K 47/00 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO PARA COLETA DE PRÓPOLIS E MÉTODO DE COLETA
DE PRÓPOLIS
(57) DISPOSITIVO PARA COLETA DE PRÓPOLIS E MÉTODO DE COLETA
DE PRÓPOLIS. A presente invenção proporciona um dispositivo para coleta de
própolis adaptado para uso em conjunto colmélas, bem como um método de
coleta de própolis através do uso de tal dispositivo. Particularmente, tal
dispositivo pode ser adaptado para qualquer colméia e pode ter uma pluralidade
de configurações.
(71) União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS
(BR/RS)
(72) Miro Leopoldo Reckziegel
(74) ATEM & REMER ASSES. CONSUL. PROP. INT. LTDA.
(21) PI 0703285-4 A2 (22) 26/07/2007
3.1
(51) C09J 11/06 (2009.01), C09J 111/00 (2009.01)
(54) SOLUÇÕES BALANCEADAS DE SOLVENTES SEM TOLUENO PARA
ADESIVOS DE CONTATO
(57) SOLUÇÕES BALANCEADAS DE SOLVENTES SEM TOLUENO PARA
ADESIVOS DE CONTATO. Soluções balanceadas de solventes sem tolueno
para adesivos de contato à base de resinas de policloropreno, fundamentada
em uma mistura de solventes miscíveis entre si, a fim de prover a solubilidade
das resinas supracitadas. Ditas soluções, compreendem em sua formulação,
uma gama de compostos orgânicos com características distintas, tais como,
hidrocarbonetos alifáticos e/ou ciclo alifáticos, ésteres baseado nos acetatos de
alquila, compreendendo grupos alquilas compostos por 4 a 6 átomos de
carbono, álcoois com cadeias carbônicas lineares ou ramificadas dotadas de 2
a 6 átomos de carbono e cetonas apresentando uma composição estrutural
composta por 3 a 5 átomos de carbono.
(71) Oxiteno S/A Indústria e Comércio (BR/SP)
(72) André Luis Conde Da Silva, Carlos Roberto Tomassini, Fabio Rosa, Airton
Antonio Sábio, Rovício Ubirajara Miguel
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0704020-2 A2 (22) 06/11/2007
3.1
(51) C09D 5/14 (2009.01), C09D 5/00 (2009.01)
(54) TINTA INCOLOR REPELENTE PARA POMBOS
(57) TINTA INCOLOR REPELENTE PARA POMBOS. Cujo campo de aplicação
é a indústria de materiais repelentes e de prevenção de pragas e vetores
decorrentes de dejetos fecais de pássaros e aves, especialmente de uma tinta
incolor repelente a base de substâncias químicas, quais sejam: essências
especiais e polimero sintético, cujos componentes estão adequados aos
parâmetros ambientais vigentes, não possuindo impurezas cujas concentrações
sejam suficientes para causar riscos ao manuseio seguro.
(71) Cláudio Luiz de Goes (BR/RJ)
(72) Cláudio Luiz de Goes
(74) Roberto MC Freire Marcas e Patentes Ltda
(21) PI 0703151-3 A2 (22) 15/03/2007
3.1
(51) A47C 3/00 (2009.01), A47C 7/02 (2009.01), A47D 1/00 (2009.01), A47D
15/00 (2009.01)
(54) CADEIRA PARA CORREÇÃO POSTURAL
(57) CADEIRA PARA CORREÇÃO POSTURAL. Refere-se a uma cadeira para
correção postural, de pessoas com deficiência ou não, podendo ser utilizada
como cadeira para brincar, alimentar e participar de atividades em áreas
externas e internas, molhadas ou secas, junto ou não, a outras crianças.
(71) ONG Noisinho da Silva (BR/MG)
(72) Erika Valadares Vitor Foureaux Renault
(21) PI 0704129-2 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) G06F 19/00 (2009.01), G06Q 90/00 (2009.01)
(54) SISTEMA DE CONTROLE DE QUALIDADE - SCQ ATRÁVES DE
DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS MÓVEIS/FIXOS
(57) Sistema de Controle de Qualidade - SCQ através de dispositivos
eletrônicos móveis/fixos. A presente invenção consiste em um dispositivo
eletrônico móvel (PalmTop, Notebook, SmartPhones, Celulares) ou dispositivo
eletrônico fixo (microcomputadores,urnas eletrônicas, terminas touch-scren,
monitores touch-screen) com acesso à internet ou banco de dados local,
utilizado para medir o índice de satisfação de clientes, de uma forma
instantânea (on-line), em locais de acesso ao público através de um software de
qualidade no formato de um questionário.
(71) Felipe Augusto Pinheiro Rodrigues (BR/RJ)
(72) Felipe Augusto Pinheiro Rodrigues
(21) PI 0704173-0 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) B60P 1/00 (2009.01)
(54) SEMI-REBOQUE PARA TRANSPORTE, AUTO CARGA, AUTO
DESCARGA E POSICIONAMENTO PARA SOLDAGEM DAS SEÇÕES
TUBULARES FORMADORAS DE DUTOS TRANSPORTADORES DE
FLUIDOS--GASODUTOS, OLEODUTOS E SIMILARES
(57) SEMI-REBOQUE PARA TRANSPORTE, AUTO CARGA, AUTO
DESCARGA E POSICIONAMENTO PARA SOLDAGEM DAS SEÇÕES
TUBULARES FORMADORAS DE DUTOS TRANSPORTADORES DE
FLUIDOS - GASODUTOS, OLEODUTOS E SIMILARES. Um Semi-Reboque,
de 2 ou 3 eixos, com capacidade para transportar cargas até 27 toneladas de
seções tubulares com comprimento de 12 metros, de todos os diâmetros,
empregados na construção de dutos transportadores de fluidos diversos.
Desenvolvido especificamente para executar, sem auxilio de nenhum outro
equipamento, alem dos veículos rebocadores, todas as operações de
transporte, carga, descarga e posicionamento das seções tubulares, do ponto
onde os Semi-Reboques rodoviários universais conseguem chegar, até à
completa incorporação ao duto em construção. Equipado com guindaste
58
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
veicular, Dosicionado na Darte traseira do Semi-Reboque, carrega, transporta,
descarrega e posiciona de forma equilibrada e precisa, as seções tubulares, até
à sua plena incorporação ao duto em construção. Faz o transbordo dos semireboques rodoviários universais para a sua própria plataforma de carga. Opera
com rapidez e segurança, em solos com qualquer inclinação, positi- va ou
negativa. Em solos com inclinações positivas ou negativas, até 10 graus, pode
ser tracionado por qualquer caminhão trator universal (cavalo mecânico). Em
solos com inclinações positivas ou negativas acima de 10 graus opera
igualmente, tracionado por tratores de esteiras equipados com sistema de
acoplamento idêntico ao padrão utilizado por todos caminhões tratores
rodoviários universais ("Quinta Roda"). Tem sistema completo de freios de
operação e de estacionamento que se integram ao sistema do caminhão trator
quando é acoplado. Quando é tracionado por rebocadores que não possuem
sistema universal de freio a ar comprimido, terminais próprios, idênticos aos dos
caminhões tratores, suprem a energia gerada pela unidade motriz, mantendo
todo o sistema de freios, iluminação e sinalização em plena operaçao. A
plataforma de carga possui apoios nas 4 margens mantendo a carga segura
mesmo sem amarração. O apoios são revestidos com borracha lonada, de alta
resistência, que impede o atrito dos tubos com as superfícies metálicas da
plataforma. Possui também separadores moveis, do mesmo material, que
intercalam os tubos qualquer que seja seu diâmetro evitando que se atritem
entre si.
(71) Porphírio Lopes dos Santos (BR/RJ)
(72) Porphírio Lopes dos Santos
(21) PI 0704190-0 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) B23K 20/12 (2009.01), B63B 35/44 (2009.01), E21B 41/00 (2009.01)
(54) EQUIPAMENTO PARA REPARO DE ESTRUTURAS METÁLICAS E
MÉTODOS DE FUNCIONAMENTO
(57) EQUIPAMENTO PARA REPARO DE ESTRUTURAS METÁLICAS E
MÉTODOS DE FUNCIONAMENTO. Trata a presente invenção de um
equipamento capaz de promover operações de reparo de estruturas metálicas
pela técnica de processamento de pinos por atrito, com características que o
torna aplicável em restauração de estruturas que apresentem falhas de
preenchimento de soldas ou trincas, preenchimento de irregularidades
formadas por corrosão de material, fixação ou ancoragem de equipamentos em
superfícies e outros serviços que empreguem a técnica referida anteriormente.
O equipamento basicamente compreende um motor hidráulico (1), uma camisa
(2), uma haste (4), um eixo maciço (6) e um acoplamento (5). São
apresentados, adicionalmente, métodos de funcionamento do equipamento da
presente invenção para processamento de pinos por compressão e por tração.
(71) Petróleo Brasileiro S/A - PETROBRAS (BR/RJ)
(72) Marcelo Torres Piza Paes, Sinésio Domingues Franco, Robson José de
Souza, Vera Lúcia Donizeti de Sousa Franco, Francisco Francelino Ramos
Neto, Leonardo de Oliveira Alves Cardoso, Teófilo Ferreira Barbosa Neto,
Camila Monteiro Formoso, Henry Fong Hwang
(74) Antonio Claudio Correa Meyer Sant'Anna
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0704211-6 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B60R 21/02 (2009.01), B60R 21/233 (2009.01)
(54) PAINEL PROTETOR PARA OCUPANTES DE VEÍCULOS
(57) PAINEL PROTETOR PARA OCUPANTES DE VEÍCULOS. Que consiste
em instalar painel protetor laminar (1) ou acolchoado (7) composto de
gomos/almofadas inflados, entre o espaldar dos bancos dianteiros (9) e o banco
traseiro (4) em veículos, visando dar máxima proteção aos ocupantes (P) do
banco traseiro do veículo em caso de choque frontal deste veículo. Os
elementos inflados devem ter pressões maiores nos elementos mais internos, e
gradualmente pressões menores para os mais externos, podendo ser
concêntricos.
(71) AYRTON FRUGONI DE SOUZA (BR/RJ)
(72) AYRTON FRUGONI DE SOUZA
(74) Vieira de Mello, Werneck Alves - Advogados S/C
(21) PI 0704214-0 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) F02M 39/00 (2009.01)
(54) COLETOR DE ATOMIZAÇÃO PARA TESTES DE BICOS INJETORES À
DIESEL E CONGÊNERE
(57) COLETOR DE ATOMIZAÇÃO PARÁ TESTES DE BICOS INJETORES A
DIESEL E CONGÊNERE. Notadamente de um coletor (1) para atomização de
produtos químicos e óleo diesel utilizados em testes de bico injetor (2),
conformado por uma câmara (3) de porção anterior semicircular (3A) derivando
para porção traseira cilíndrica (3B), dita câmara (3), apoiada em pedestal (4)
obliquo, devidamente tamponada (5) por material transparente com orificio (6)
central através do qual o fluido do bico injetor (B) a ser testado é atomizado (A)
por dispositivo (7) específico, sendo perfeitamente visualizado com o auxilio de
luminária (8); como o interior da câmara (3) é revestido por material (9) absorsor
e filtrante o resíduo originado no teste é coletado, já filtrado, na porção cilíndrica
da câmara e recolhido por meio de mangueira (1 O) para recipiente (não
representado) adequado, para então ser reutilizado.
(71) Genivaldo Felix da Silva (BR/SP)
(72) Genivaldo Felix da Silva
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
(21) PI 0704223-0 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) B05C 17/02 (2009.01)
(54) ROLO DE RECARGA DE TINTA PARA PINTURA
(57) ROLO DE RECARGA DE TINTA PARA PINTURA. Patente de Invenção
para rolo de recarga de tinta para pintura que é compreendido por Fig. 1 rolo
recarga de tinta em formato tubular (1 )com um espaço interno oco formando
um recipiente, para ser introduzida à tinta no interior deste rolo recarregável (2)
RPI 2011 de 21/07/2009
no qual na parede desta terá várias aberturas de formatos variados ou furos
para dar passagem da tinta (3) sendo que um dos seus extremos deste tubo se
encontra tampado(4) tendo um batente para a "camisa"(5) e no extremo oposto
na sua parede externa deste tubo ou recipiente se encontra rosqueado(6). De
conformidade com quanto ilustra os desenhos acima descrito e relacionados
Fig.2 no qual é constituído de como será introduzida a "camisa" (7) no tubo( 1)
deste rolo de recarga e as setas mostram a direção para introdução desta; De
conformidade com quanto ilustra os desenhos acima descrito e relacionados
Fig.3 no qual é mostrada o rolo de recarga em formato tubular já com "camisa"
introduzida nesta(7) sendo mostrada a parte rosqueado(6) no qual será
rosqueada a tampa para condicionar a tinta no interior desta (8)tendo nesta
tampa uma borracha de vedação(9) e o pino de encaixe das hastes (9); De
conformidade com quanto ilustra os desenhos acima descrito e relacionados
Fig.4 no qual é mostrada o rolo de recarga de tinta para pintura já pronto e já
com o suporte de metal formada por duas hastes (11) no qual se encontra uma
parte cavada( 12) para ser encaixada o anel de aperto( 13) das hastes (11) nos
pinos de encaixe das hastes( 1 O)e para completar a empunhadura no qual o
pintor irá segurar este conjunto para pintar( 14). O diâmetro do rolo (recipiente
tabular) será bem maior, se for comparado dos rolos de pintura tradicionais
existentes no mercado, pois cabendo mais tinta no interior do rolo, menos
vezes, o pintor terá que parar a pintura para recarrega-lo.Como poderá também
poderá ser vendido o rolo já com a tinta no seu interior até fabricado pelos
fabricantes de tintas, podendo ser reaproveitado no caso exemplo: tinta de
parede ou ser descartável no caso exemplo: tintas a óleo e tintas sintêticas;
tintas de tecido e tinta acrilicas.
(71) Denis Malta Ferraz Filho (BR/RJ)
(72) Denis Malta Ferraz Filho
(21) PI 0704228-0 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) F04D 29/08 (2009.01)
(54) KIT E PROCESSO DE MANUTENÇÃO DE CÂMARA DE SELAGEM DE
BOMBA
(57) KIT E PROCESSO DE MANUTENÇÃO DE CÂMARA DE SELAGEM DE
BOMBA. A presente patente de invenção refere-se a um kit e processo de
manutenção de câmara de selagem de bomba para verificação de perda de
pressão de um sistema de resfriamento na selagem de uma bomba hidráulica
(11), e correção de sua eventual ocorrência.
(71) Industrias Schneider S/A (BR/SC)
(72) Roberto Schneider
(74) Maria Aparecida Pereira Gonçalves
(21) PI 0704283-3 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) B60R 13/01 (2009.01)
(54) PROTETOR DE PERDAS DE GRÃOS
(57) PROTETOR DE PERDAS DE GRÃOS. A granel BIG PROTECTOR é um
produto confeccionado em material de rafia e será utilizado em carretas de
transporte a fim de que retenha a perda de grãos no transporte. Sua utilizaão é
de facil manuseio, a peça e encaixada na carroceria de veículo e preso com
borrachas nas laterais superiores. Sua abertura para a descarga e simples,
sendo que só é preciso puxar a parte traseira para que o velcro abra e a
descarga ocorra.
(71) GIOCONDA MARISA DEMORI (BR/PR)
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 59
(72) GIOCONDA MARISA DEMORI
(21) PI 0704287-6 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) C08B 37/06 (2009.01)
(54) MATERIAL POLIMÉRICO PARA USO EM SISTEMAS DE LIBERAÇÃO
MODIFICADA DE FÁRMACO BASEADO EM PECTINA MODIFICADA
(57) MATERIAL POLIMÉRICO PARA USO EM SISTEMAS DE LIBERAÇÃO
MODIFICADA DE FARMACO BASEADO EM PECTINA MODIFICADA. A
presente invenção consiste na obtenção de materiais que possuem elevada
perspectiva de uso pela indústria farmacêutica. As sínteses desses novos
materiais são realizadas em duas etapas. Primeiramente, a pectina é
modificada quimicamente com o trimetafosfato trisódico em solução aquosa.
Em seguida, a pectina modificada é utilizada na produção de materiais de
revestimento. Estes materiais, por sua vez, podem ser utilizados como
excipiente em formulações e como revestimento de dispositivos farmacêuticos.
Tais materiais apresentam melhor relação custo beneficio (baixo custo de
aquisição, evita a utilização de solventes orgânicos, baixa viscosidade das
dispersões, o que reduz o tempo do processo de revestimento), como também
garantem ausência de toxicidade nas formulações farmacêuticas. Estabelecem
excelentes perspectivas para a utilização de muitas moléculas que apresentam
elevada limitação quando administradas pela via oral. Estes materiais de
revestimento poderão ser utilizados pela indústria farmacêutica em dispositivos
de liberação específica e modificada de fármacos no tratamento de inúmeras
patologias.
(71) Fundação Universidade Estadual de Maringá (BR/PR)
(72) OSVALDO ALBUQUERQUE CAVALCANTI
(74) Edenílson Vagner Tiene
(21) PI 0704291-4 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) B27N 5/00 (2009.01)
(54) VASOS PARA PLANTAS PRODUZIDOS A PARTIR DO EPICARPO DE
COCO BABAÇU E SEU PROCESSO DE FABRICAÇÃO
(57) VASOS PARA PLANTAS PRODUZIDOS A PARTIR DO EPICARPO DO
COCO BABAÇU E SEU PROCESSO DE FABRICAÇÃO. Uma nova maneira de
aproveitamento da fibra do coco babaçu, apresentando um processo de sua
trituração para confecção de vasos para plantas em substituição ao "xaxim ",
com aparência típica da fibra da casca do coco babaçu, e ainda, a produção de
substrato, subproduto destinado a adubação. O processo produtivo do xaxim
envolve as seguintes etapas: a) Descasca-se o coco babaçu em máquina
despeliculadeira; b) O epicarpo é conduzido a uma máquina trituradora para
desprendimento da fibra e resíduo orgânico (substrato); e) Em seguida, faz-se a
separação da fibra e do substrato em peneira vibratória; d) A fibra, adiciona-se
um aglomerante sintético, através de pistola a ar comprimido, para umidificação
e uniformização de material fibroso; e) Feito esse procedimento, a fibra é
conduzida a um molde metálico, dotado de sistema de pressão de rosca sem
fim, cujo interior recebe camadas de graxa para chassis e f) Por fim, o molde é
vulcanizado em forno à temperatura de 90°C a 120°C, durante 25 a 30 minutos
e resfriado naturalmente por aproximadamente 15 minutos
(71) FUNDAÇÃO DE FORMAÇÃO, PESQUISA E DIFUSÃO TECNOLÓGICA
PARA UMA CONVIVÊNCIA SUSTENTÉVEL COM O SEMI-ÁRIDO. (BR/CE)
(72) VIVALDO ALVES DE OLIVEIRA JUNIOR
(74) Paulo Roberto Martins Grangeiro
60
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
CARNE DE FRANGO
(57) EQUIPAMENTO MODULAR PARA CONGELAMENTO RÁPIDO DE
CARNE DE FRANGO. Patente de Invenção para equipamento modular de
congelamento rápido de carne de frango que é compreendido por uma esteira
transportadora (1), que passa através de um túnel de congelamento rápido
composto por uma série de módulos (2), onde o conjunto formado por placas
divisoras (3), ventilador (4), estruturas triangulares (5), placas laterais (6) e
sistema de recuperação (7) do ar já utilizado, para reaproveitamento do ar a
uma temperatura baixa com economia de energia, compõem cada módulo do
equipamento, podendo o número de módulos ser definido pelo frigorífico, O
equipamento também é dotado de um sensor de temperatura (9) da superficie
da carne na saída do túnel de congelamento, que atua em conjunto com o
dispositivo de controle da velocidade (10) da esteira, ajustando a velocidade do
equipamento, quando necessário. Além disso, possui um banco de resistências
(11) para controle da temperatura do ar que irá refrigerar a carne de frango.
(71) Fundação Universidade Estadual de Maringá (BR/PR)
(72) Ricardo Rogério de Santana
(74) Edenílson Vagner Tiene
(21) PI 0704292-2 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) C02F 3/10 (2009.01), C02F 3/00 (2009.01)
(54) SISTEMA NATURAL DE TRATAMENTO DE EFLUENTES
(57) SISTEMA NATURAL DE TRATAMENTO DE EFLUENTES. A presente
invenção refere-se ao campo técnico de saneamento, mais especificamente a
um sistema de tratamento de efluentes, que se utiliza de bambus (bambusa
vulgaris e bambusa tuldoides, além de outras espécies), para ser usado na
despoluição de esgotos e águas contaminadas por resíduos residenciais,
industriais, agrícolas entre outros em especial para diminuir ou praticamente
zerar o nível de contaminação da água por nitrato e/ou nitrito. O sistema conta
ainda com melhorias, que deixam a água a níveis ideais e estabelecidos para
consumo humano.
(71) Galdino Santana de Limas (BR/SC)
(72) Galdino Santana de Limas
(74) Brasil Sul Marcas e Patentes S/C Ltda.
(21) PI 0704297-3 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) B44C 5/04 (2009.01)
(54)
PROCESSO
DE
FABRICAÇÃO
ARTESANAL
DE
PLACAS
DECORATIVAS USANDO A RAMA DA VIDEIRA
(57)
PROCESSO
DE
FABRICACÃO
ARTESANAL
DE
PLACAS
DECORATIVAS USANDO A RAMA DA VIDEIRA. Objetivando o
reaproveitamento das ramas que são cortadas durante o processo de poda feita
nas parreiras, sendo essas ramas cortadas em tamanhos certos Conforme O
trabalho a ser executado , aplicadas sobre uma superfície adequada, podendo
ser lixadas ou não e acabamento com tinta, verniz, selador etc.
(71) DOMINGOS LINDOLFO ZANONATO (BR/RS)
(72) DOMINGOS LINDOLFO ZANONATO
(74) Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
(21) PI 0704308-2 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A23L 1/48 (2009.01), A23L 3/36 (2009.01), A23B 4/06 (2009.01), F25D
17/00 (2009.01)
(54) EQUIPAMENTO MODULAR PARA CONGELAMENTO RÁPIDO DE
(21) PI 0704311-2 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) F16K 17/00 (2009.01)
(54) ATUADOR COM PAINEL DE COMANDO GIRATÓRIO
(57) ATUADOR COM PAINEL DE COMANDO GIRATÓRIO. A invenção referese a um aperfeiçoamento em atuador que é dotado de um painel de comando
passível de ser girado, permitindo o seu posicionamento adequado à leitura e
operação independentemente do
posicionamento do atuador.
O
aperfeiçoamento em atuador que compreende um corpo (1 e 2), com um
volante para comando manual de emergência (3) e uma caixa elétrica (4). Na
face do atuador (1) está posicionado o painel de comando (5) que é circular e
independente, possuindo uma saliência externa, a qual é pressionada por meio
de um anel (6). O painel de comando (5) apresenta um display retangular (51),
um botão de seleção de função (52): remoto, local ou desligado (off) e um botão
de comando (53): abre e fecha. Opcionalmente, o painel de comando (5) pode
ser posicionado remotamente, sendo o mesmo interligado fisicamente com o
atuador (1) através de condutor ou empregando tecnologia "wireless". Uma
forma preferencial de montagem do painel de comando (5) é através de uma
aba circular externa (54) a qual é mantida pressionada por meio de um anel (6)
que é fixado no atuador (1) por parafusos (7). A face do atuador (1) possui um
recorte (11), onde se encaixa o fundo do painel de comando (5) e apresenta
ainda uma vedação do tipo "O-ring" (8) entre esses componentes.
(71) Oskar Hans Wolfgang Coester (BR/RS)
(72) Oskar Hans Wolfgang Coester
(74) Custódio de Almeida
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 61
corantes padrões têxteis que não fixam nos tecidos. Não fixação que gera, além
da poluição visual, alterações em ciclos biológicos, sobretudo no processo de
fotossíntese. Esse processo se apresenta como uma forma alternativa à
utilização de sais de alumínio e de polieletrólitos que, embora sejam um meio
eficaz e de baixo custo, geram uma contaminação secundária. A possibilidade
de uso da quitosana se dá por sua eficiente ação eletrostática e ainda de sua
função adsorvente. O objetivo do processo é possibilitar a utilização dos rejeitos
advindos da sericultura, alcançando o desenvolvimento sustentável do setor
têxtil.
(71) Fundação Universidade Estadual de Maringá (BR/PR)
(72) NILSON EVELÁSIO DE SOUZA
(74) Edenílson Vagner Tiene
(21) PI 0704312-0 A2 (22) 20/11/2007
3.1
(51) A61B 17/064 (2009.01), A61B 17/122 (2009.01), A61B 17/11 (2009.01)
(54) SISTEMA E MÉTODO DE UNIÕES NO INTERIOR DE CAVIDADES
(57) SISTEMA E METODO DE UNIÕES NO INTERIOR DE CAVIDADES. A
patente de invenção aqui descrita, apresenta um novo conceito de sistema e
método para a realização de fixações de dispositivos intra-corpóreos de forma
minimamente invasiva e realização de anastomoses e suturas, com a utilização
de grampos super-elásticos pré- deformados de forma rápida e segura.
(71) Universidade Federal de Santa Catarina (BR/SC)
(72) Daniel Martins
(21) PI 0704314-7 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A01C 11/00 (2009.01)
(54) PLANTADORA AUTOMÁTICA DE CANA PICADA
(57) PLANTADORA AUTOMÁTICA DE CANA PICADA. Compreendida pelo uso
de um Controlador Lógico Programável, com comandos de controle em um
painel de controle junto à cabina (17) do tratorista. Uso de bombas de fluxo
variável, com uma espécie de célula de carga (14) no compartimento de carga
(4) e um sistema com captura e interpretação de imagens para o controle do
nível de mudas no compartimento intermediário (16). Uso de um sistema
hidráulico parcialmente independente entre trator e plantadora. Emprego de
Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular (UHMWPE) nas ponteiras dos
sulcadores (2) e subsoladores (1), nas asas dos sulcadores (3), revestindo o
compartimento de carga (4) e correias transportadoras (10) e (11).
(71) Fundação Universidade Estadual de Maringá (BR/PR)
(72) Ricardo Rogério de Santana
(74) Edenílson Vagner Tiene
(21) PI 0704324-4 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) C02F 1/28 (2009.01)
(54) PROCESSO DE UTILIZAÇÃO DA QUITOSANA DO BICHO-DA-SEDA
(BOMBYX MORI) NA REMOÇÃO DE CORANTES TÊXTEIS DE EFLUENTES
INDUSTRIAIS
(57) Processo de utilização da quitosana do bicho-da-seda (Bombvx mori) na
remoção de corantes têxteis de efluentes industriais. O processo de utilização
da quitosana do bicho-da-seda na remoção de corantes têxteis de efluentes
industriais é caracterizado por ser um procedimento baseado na adsorçáo de
(21) PI 0704337-6 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) A46B 3/20 (2009.01), A46B 9/04 (2009.01)
(54) ESCOVA DE DENTE SEM CABO DESCARTÁVEL
(57) ESCOVA DE DENTE SEM CABO DESCARTAVEL. Constituída em uma
única peça redonda de silicone, látex ou resina termoplástica e pigmento (1) ,
toda envolta por cerdas macias (2). A junção das figuras 1 e 2 resulta no
produto final que é a ESCOVA DE DENTE SEM CABO DESCARTAVEL (3), o
objetivo da referida patente de invenção é a praticidade de fazer sua higiene
bucal, como por exemplo, a caminho de seu trabalho, colégio, caminhando,
após fazer uma refeição rápida, e não ter tempo hábil para ir ao banheiro
escovar os dentes, enfim podendo ser utilizada a qualquer hora e local.
Apresentando-se em cinco tamanhos diferentes (4). Higiênica, contendo flúor e
protegendo contra a ação das placas bacterianas e o mau hálito,
proporcionando um bem estar.
(71) SIDNEY MARTINS DE SOUSA (BR/PR)
(72) SIDNEY MARTINS DE SOUSA
(21) PI 0704353-8 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B62B 3/02 (2009.01), B62B 3/04 (2009.01), B62B 3/10 (2009.01)
(54) CARRINHO PARA CARGA, DESCARGA E DESLOCAMENTO DE
MATERIAIS EM FORMA DE CHAPAS, PLACAS OU PAINÉIS
(57) CARRINHO PARA CARGA, DESCARGA E DESLOCAMENTO DE
MATERIAIS EM FORMA DE CHAPAS, PLACAS OU PAINÉlS. Destinado à
carga, descarga e deslocamento de materiais em forma de chapas, placas ou
painéis, tais como: mármores, granitos, metais (ferrosos ou não), acrílicos,
plásticos, laminados, cerâmicas, madeira, vidro e demais produtos sob a
referida conformação basicamente laminada, compreendendo uma estrutura
principal mecanizada (1), apoiada sobre rodas (2), podendo ser tracionada por
meio de um eixo de direção (3), com manípulo (4) e mecanismo de
acionamento (5), do pistão hidráulico central (6) para elevação e abaixamento,
e pistão extremo (7) destinado ao giro e inclinação mecânica ou manual sobre
um eixo transversal (8) abaixo da mesa/plataforma (9) dotada de travessas
longitudinais (10) com roletes de apoio e deslizamento (11) e calços de apoio
(12).
(71) MARCIO DA SILVA RIBEIRO (BR/PR)
(72) MARCIO DA SILVA RIBEIRO
62
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0704358-9 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A23L 1/211 (2009.01), A23L 1/214 (2009.01), A23L 1/015 (2009.01), A23B
7/022 (2009.01)
(54) PROCESSO DE EXTRAÇÃO DE AMIDO DE MANDIOCA E DE SUAS
FIBRAS A PARTIR DE RESÍDUOS DA INDUSTRIALIZAÇÃO DA MANDIOCA
(57) PROCESSO DE EXTRAÇÃO DE AMIDO DE MANDIOCA E DE SUAS
FIBRAS A PARTIR DE RESíDUOS DA INDUSTRIALIZAÇÃO DA MANDIOCA.
A presente invenção tem como objetivos produzir e colocar no mercado um
produto com grande qualidade com excelente sabor, cor e principalmente baixo
teor de umidade para ser consumido por humanos. Este resíduo é composto de
mais ou menos 30 a 70% de amido e 30 a 70% de fibras (em base seca).O
processo composto consta de: 1- Remoção dos odores, sabores e coloração
desagradáveis, atravez de agentes oxidantes , tais como: Hipoclorito de Sódio
ou Peróxido de Hidrogénio, ou outros agentes químicos. As concentrações
usadas podem ser de 0,1% ou mais, durante algumas horas,dependendo das
concentração usada. De preferência usar 3 a 5% durante 1 a 3 horas. 2Eliminação dos resíduos dos reagentes usados, atravez de reagentes tais como
Bissulfito de Sódio.3- Remoção do excesso de água de mais ou menos 60 80% para mais ou menos 35 - 50% a travez de centrifugas ou filtro
prensas.Para facilitar a remoção da água, pode-se adicionar Óxido de Cálcio,
Óxido de Potássio ou outros agentes químicos, que reduzem a tensão
superficial da água. 4- Secagem abaixo de 14% de umidade em secador tipo
Flash Dry ou outro qualquer. Para facilitar a secagem pode-se retomar ao
produto úmido que entra no secador, 10 a 30% ou mais de produto já seco. Isto
vai facilitar a secagem e melhorar o produto final. 5 Moagem em moinho tipo
martelo ou outro. Quanto mais fino for a moagem melhor será a separação do
amido das fibras. Quanto mais fina a tela usada para classificação , maior será
a % de amido passante pela tela, e menor será sua % em amido no produto
retido na tela, ficam a maior parte das fibras por serem de maior tamanho que o
amido
(71) THIAGO SCHINDLER (BR/SC)
(72) THIAGO SCHINDLER
(74) Vera Lúcia Dias Lindner
(21) PI 0704367-8 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) A41D 13/05 (2009.01), A61F 5/052 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA EM PROTETOR CERVICAL
(57) PATENTE DE PRIVILÉGIO DE INVENÇÃO DE DISPOSIÇÃO
CONSTRUTIVA EM PROTETOR CERVICAL. Possuindo uma estrutura
anelar(2) formada por um arco frontal(3) que apresenta, inferior e axialmente,
uma conformação projetada por uma curvatura(4) seguida de uma aba(5),
solidária ao contorno do dito arco frontal(3) ; citado protetor cervical(1)
apresenta na sua porção central inferior, um trecho com abas(6), direcionadas
para o lado externo do protetor(1), com dimensional e conformação prápria para
o apoio juntos aos ombros do piloto ; as laterais do arco frontal(3) são formadas
por lingúetas(7) que, inferiormente, possuem nervuras de reforço(8), sendo que,
suas extremidades apresentam pelo menos três conformações(9) aptas ao
recebimento de fixadores(1O) ; as porções centraís(14) do protetor(1), que
recebem a introdução das linguetas(7), apresentam furos(1 5) para alocação
dos supracitados fixadores( 10) junto às conformações(9) das citadas
lingúetas(7), de modo a poder-se proceder a regulagem preferida do tamanho
do pescoço do pdoto a porção posterior interna do protetor( 1) possui um
encosto(16) em forma de arco, de modo a absorver e estabilizar a nuca do
piloto em eventuais forças de inércia ou choque, sendo que, abaixo deste
encosto(16), prolonga-se verticalmente uma lâmina(1 7), sendo solidária ao
sentido do comprimento da espinha dorsal.
(71) MR Pro Proteções Esportivas Ltda ME (BR/SC)
(72) Marcio Pires e Rios
(74) SANDRO WUNDERLICH
(21) PI 0704379-1 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) E03B 11/00 (2009.01)
(54) CAIXA D'ÁGUA DESCARTÁVEL
(57) CAIXA D'ÁGUA DESCARTÁVEL. Produzida em polietileno atóxico, virgem,
de baixa ou alta densidade,com ou sem pigmentação, de gramatura
variável,dependendo da capacidade da caixa ou reservatório, que pode variar
RPI 2011 de 21/07/2009
de 30 litros a 30.000 litros, aplicável em caixas e reservatórios fabricados em
fibrocimento/amianto, fibrocimento, concreto moldado, fibra de vidro, polietileno
ou outros polímeros, tendo sua fixação pelos flanges(A) das tubulações de
entrada(1), saída(2) e extravasão(3) de água. A aplicação da CAIXA D'ÁGUA
DESCARTÁVEL, vem substituir o processo de limpeza de caixas e
reservatórios d'água, que não são executados pela maior parte da população
conforme as recomendações dos fabricantes de caixas d'água e companhias de
saneamento por tratar-se de trabalho considerado desagradável pela população
em geral e de alto custo se contratada mão de obra especializada fisica ou
jurídica. A CAIXA D'ÁGUA DESCARTÁVEL resolve também o problema das
antigas caixas d'água fabricadas em fibrocimento/amianto, componente não
mais utilizado por tratar-se de agente cancerígeno. A CAIXA D'ÁGUA
DESCARTÁVEL é de fácil e rápida instalação, não necessitando mão de obra
especializada reduzindo o tempo e custos para garantir melhor qualidade da
água
(71) MAURO EKERMANN (BR/PR)
(72) MAURO EKERMANN
(21) PI 0704434-8 A2 (22) 16/11/2007
3.1
(51) G06Q 50/00 (2009.01), G06Q 90/00 (2009.01), G06K 7/00 (2009.01),
G06M 1/27 (2009.01), G06M 3/02 (2009.01), G06F 17/00 (2009.01), G04F 3/00
(2009.01)
(54) DISPOSITIVO ELETRÔNICO CONTROLADOR DE USO POR
CONTAGEM
DE
CRÉDITOS
PARA
PRODUTOS
BIOMÉDICOS,
CLÍNICO/CIRÚRGICO EM GERAL E TAMBÉM PARA ÁREA DE ESTÉTICA,
UTILIZANDO EM EQUIPAMENTO DE VIBRAÇÃO DE CÂNULA DE
LIPOASPIRAÇÃO E/OU LIPOINJEIÇÃO E SISTEMA DE USO
(57) DISPOSITIVO ELETRÔNICO CONTROLADOR DE USO POR
CONTAGEM
DE
CRÉDITOS
PARA
PRODUTOS
BIOMÉDICOS,
CLÍNICO/CIRÚRGICO EM GERAL E TAMBÉM PARA ÁREA DE ESTÉTICA,
UTILIZADO EM EQUIPAMENTO DE VIBRAÇÃO DE CÂNULA DE
LIPOASPIRAÇÃO E/OU LIPOINJEÇÃO E SISTEMA DE USO. A presente
patente descreve um dispositivo eletrônico controlador de uso por contagem de
créditos disposto em equipamento para área biomédica, clínica/cirúrgica em
geral, estética e para equipamento de vibração de cânula de lipoaspiração e/ou
lipoinjeção, visando disponibilizar sua utilização de forma controlada, aumentar
o tempo de vida útil e proporcionar o tempo mais adequado para ser
encaminhado para manutenção preventiva. Este dispositivo permite utilização
nos mais variados equipamentos da área biomédica como lipoaspiradores e
aqueles que utilizam tecnologia a laser. Ele é capaz de contabilizar e verificar a
existência de créditos, servindo de base pára solicitar mais créditos, além de
habilitar ou desabilitar o acionamento do equipamento. Seu principio de
funcionamento utiliza tecnologia de comunicação de dados sem fio e propicia
troca de dados via internet, comunicação com computadores, maior controle de
uso do equipamento, aumento de vida útil, manutenção preventiva, utilização do
sistema de contagem de créditos e uso em equipamentos da área biomédica.
(71) Antonio Francisco Júnior (BR/SP)
(72) Antonio Francisco Júnior
(74) Nelma Aparecida Mattosinho Martinez
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 63
RPI 2011 de 21/07/2009
(51) C08L 95/00 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO DE LIGANTE ASFÁLTICO PIGMENTÁVEL
(57) COMPOSIÇÃO DE LIGANTE ASFÁLTICO PIGMENTÁVEL. A presente
invenção se refere ao preparo de ligante asfáltico pigmentável obtido a partir de
correntes do refino de petrôleo e de xisto com baixo teor de asfaltenos,
diluentes aromáticos de alta aromaticidade, polímeros e pigmentos inorgânicos,
obtendo um produto de colorido. A composição da presente invenção é
empregada na pavimentação e permite embelezamento das vias, maior reflexão
da luz e diminuição da temperatura do revestimento e ainda maior resistência a
deformações permanentes, devido a sua excelente susceptibilidade térmica e
maior ponto de amolecimento.
(71) PETROLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS (BR/RJ)
(72) Leni Figueiredo Mathias Leite, Cristina Pontes Bittencourt, Adriana Tinoco
Martins, Mariana Guaranys de Oliveira Macedo, Luiz Rosa Silva Filho
(74) Seldon Parkes
(21) PI 0704435-6 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A61J 1/00 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO PARA FILTRAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA E SEPARAÇÃO
DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS E CONGÊNERES
(57) DISPOSITIVO PARA FILTRAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA E SEPARAÇÃO
DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS E CONGÊNERES. Composto
basicamente por uma base (2) circular dotada de suporte (3) removível para
tubo (4) de coleta, de onde também se projeta uma haste (5) de sustentação do
tubo (6) cónico, receptor do material a ser tratado, cuja ponteira (7) troncônica é
roscada (8) ao tubo (6) supra citado, ponteira (7) essa que recebe um "berço"
(9) compatível com o elemento (10) filtrante , através do qual o material
transpassa pela ação da gravidade e, o material remanescente é forçado pelo
mesmo caminho por meio de um êmbolo (11), desse modo promovendo a
filtração e/ ou separação do material em questão.
(71) Roberto Vito Ardito (BR/SP)
(72) Roberto Vito Ardito
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
(21) PI 0704459-3 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A61K 31/4365 (2009.01), C07D 495/04 (2009.01), C07B 63/04 (2009.01),
A61P 7/02 (2009.01)
(54) PROCESSO DE ESTABILIZAÇÃO E COMPOSIÇÕES FARMACÊUTICAS
ESTABILIZADAS DE AGENTE ANTI-PLAQUETÁRIO
(57) PROCESSO DE ESTABILIZAÇÃO E COMPOSIÇÕES FARMACÊUTICAS
ESTABILIZADAS DE AGENTE ANTI-PLAQUETÁRIO. A invenção refere-se a
um processo de estabilização do bissulfato de clopidogrel forma I, que não sofre
conversão espontânea à Forma II do bissulfato de clopidogrel, compreendendo
a produção de grânulos contendo a Forma I do Clopidogrel, um lubrificante que
proporcionará adicionalmente uma estabilidade prolongada da Forma I do
clopidogrel e compostos não ativos. Refere-se também a uma nova composição
farmacêutica contendo clopidogrel Forma I estável e não conversível na Forma
II, e a uma forma farmacêutica de liberação imediata, de uso oral contendo
grânulos de clopidogrel Forma I estável não conversível na forma II do
clopidogrel.
(71) Medley S.A. Indústria Farmacêutica (BR/SP)
(72) JORGE LUIZ COELHO
(74) LLC - Info Connection Ltda
(21) PI 0704479-8 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(21) PI 0704482-8 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) H04R 9/04 (2009.01), H04R 3/00 (2009.01)
(54)
CONJUNTO
MAGNÉTICO
DE
ALTA
EFICIÊNCIA
PARA
TRANSDUTORES DE BOBINA MÓVEL DE ALTA FIDELIDADE
(57)
CONJUNTO
MAGNÉTICO
DE
ALTA
EFICIÊNCIA
PARA
TRANSDUTORES DE BOBINA MOVEI DE ALTA FIDELIDADE. Refere-se a um
novo método de montagem para conjuntos magnéticos de transdutores de
bobina móvel com alto rendimento e alta sensibilidade, comparado às
configurações já conhecidas. Sua disposição de montagem permite a bobina
móvel trabalhar em regime linear, por submetêla a um campo magnético axial
de grande potência com igual intensidade por toda área de excursionamento,
mesmo em altos deslocamentos, reduzindo consideravelmente a distorção do
sinal sonoro.
(71) Cleyton do Nascimento Peixoto (BR/RJ)
(72) Cleyton do Nascimento Peixoto
(21) PI 0704502-6 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) A61K 6/06 (2009.01), A61C 5/00 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO À BASE DE CIMENTO ALUMINOSO PARA APLICAÇÃO
EM ENDODONTIA E PRODUTO CIMENTÍCIO OBTIDO
(57) COMPOSIÇÃO À BASE DE CIMENTO ALUMINOSO PARA APLICAÇÃO
EM ENDODONTIA E PRODUTO CIMENTICIO OBTIDO. É descrita uma
composição à base de cimento de aluminato de cálcio (CAC) para aplicação em
endodontia constituída de a) um cimento A1203 (68,5%), CaO ( 31%), SiO2
(0,3-0,8%), MgO (0,4-0,5%) e Fe2O3 (<0,3%), e b) aditivos: dispersante em
teor de 0,4 a 0,8% em peso em relação ao peso de cimento; agente
plastificante em teor de 2,0 a 4,0% em peso em relação ao peso de cimento e
aditivo radiopaco em teor de 20 a 35% em peso em relação ao peso de
cimento; e c) água, onde a proporção água/cimento é entre 0,19-0,24 em
presença de aditivos, O produto cimentício obtido após tempo de presa também
é descrito e apresenta propriedades aperfeiçoadas em relação ao produto
cimentício comercial mais utilizado, o MTA.
(71) FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (BR/SP)
(72) Victor Carlos Pandolfelli, Ivone Regina De Oliveira, Hebert Luis Rossetto,
Marcos Jacobovtz
(74) Maurício Saab
64
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
ferro arredondada (cúpula) (10), tem uma lâmina (11) com uma chapa em 5 (27)
na parte superior, para encaixe da lona (3) através dos ganchos especiais (26)
para fixação da lona; estes ganchos especiais (26) irão deslizar no interior da
chapa em 5 (27), onde o pequeno cano (28) soldado na parte superior do
gancho especial (26) irá evitar o embuchamento da lona (3) durante o
movimento; sobre estas extremidades haverá uma faixa de lona (29) fixa a
chapa de ferro (10) que irá vedar as extremidades da lona (3) principal; os arcos
(30) deverão ser inseridos na superficie (31) das laterais da carroceria (6) para
o deslizamento da lona (3); nas laterais do veículo há ganchos (19) distribuídos
linearmente para encaixe do cabo de aço (15) vedando a lona (3) com a fixação
através da roldana com mola e gancho (20); nestas laterais do veículo, abaixo
da carga, há um eixo (21) com mancais (22), carretéis (23) e manivela
removível (24); estes carretéis possuem um pino (25) para regular a folga dos
cabos de aço (1); o operador irá fixar as amarras do lado onde não será
desenlonado, e do outro, irá liberar a roldana com mola e gancho (20), o cabo
de aço (15) dos ganchos (19), liberará as cintas (17), indo para o lado oposto e
acionando a manivela removível (24) que promoverá o desenlonamento, o
deslocamento da lona (3) formará dobras por cada ilhós (2) (argola), onde a
parte dianteira e traseira da lona (3) não tomará outra direção, devido à fixação
da lona (3) à chapa em 5 (27), onde deslizará; para o processo de enlonamento
basta acionar a manivela removível (24) do lado desenlonado, esticando a lona
(3) sobre o veículo (6); a operação pode ser iniciada tanto do lado direito como
o esquerdo; a roldana com mola e gancho (20) poderá ser usada uma catraca;
para a retirada das tampas laterais, é só desconectar o sistema; a diminuição
da lona é opcional; e pode ter aplicações.
(71) Assis Silveira de Azevedo (BR/MS)
(72) Assis Silveira de Azevedo
(21) PI 0704521-2 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B65D 23/08 (2009.01)
(54) SISTEMA DE ENVASAMENTO DE LÍQUIDOS EM RECIPIENTES
RETORNÁVEIS E EMBALAGEM PROTETORA PARA ENVASAMENTO DE
LÍQUIDOS EM RECIPIENTES RETORNÁVEIS
(57) SISTEMA DE ENVASAMENTO DE LÍQUIDOS EM RECIPIENTES
RETORNÁVEIS E EMBALAGEM PROTETORA PARA ENVASAMENTO DE
LÍQUIDOS EM RECIPIENTES RETORNÁVEIS. Patente de invenção referente
a uma embalagem plástica (1) de filme flexível, virgem e esterilizado, a qual
apresenta formato adequado à ajustar-se ao interior do garrafão (G) retornável,
enquanto que, a extremidade superior (S) da referida embalagem plástica (1),
ou seja, sua boca, estende seu comprimento acima da boca do garraffio (O), e
assim, no momento em que esta embalagem (1) é aberta para consumir-se a
água, a sua parte superior (S) é usada para envolver toda a parte externa do
gargalo do garrafão (G), de modo que o referido garrafao (G) pode ser virado e
assentado sobre o suporte (T) de garrafão, sem que a água entre em contato
direto com a parte externa do gargalo do garrafão (G), evitando assim a
contaminação da água.
(71) MARCO AURÉLIO RONCHI (BR/SC)
(72) MARCO AURÉLIO RONCHI
(74) Anel Marcas e Patentes
(21) PI 0704725-8 A2 (22) 20/11/2007
3.1
(51) B60P 7/00 (2009.01)
(54) MECANISMO DE LONAMENTO E DESLONAMENTO POR CORDAS,
PARA CAMINHÕES DE TODOS OS MODELOS GRANELEIROS E OUTROS
VEÍCULOS, EMBARCAÇÕES, ARMAZÉNS E SECADORES SOLAR
(57) MECANISMO DE LONAMENTO E DESLONAMENTO POR CORDAS,
PARA CAMINHÕES DE TODOS OS MODELOS GRÁNELEIROS E OUTROS
VEÍCULOS, EMBARCAÇÕES, ARMAZÉNS E SECADORES SOLAR.
Compreendido em cabos de aço (1) transpassado em ilhós (2) (argolas)
distribuídos transversalmente à lona (3), com fileiras de ilhós (2) (argolas) em
ambos os lados, e nas fileiras das extremidades (8) a colocação de ganchos
especiais (26), apresentando também no lado superior da lona (3) destas
extremidades, as cintas (17) para vedação da carga; no veículo (6) a chapa de
(21) PI 0704739-8 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) A61L 15/44 (2009.01), A61F 9/007 (2009.01)
(54) SISTEMA DE APLICAÇÃO DE DROGAS EM CIRURGIAS
OFTALMOLÓGICAS POR MEIO DE CURATIVO E O CURATIVO
(57) SISTEMA DE APLICAÇÃO DE DROGAS EM CIRURGIAS
OFTALMOLÓGICAS POR MEIO DE CURATIVO E O CURATIVO. Refere-se ao
desenvolvimento de um sistema de aplicação de drogas durante procedimentos
cirúrgicos oftalmológicos, utilizando um papel filtro que pode ser do tipo
Whatman 41 como veiculo de administração. O sistema de aplicação de drogas
em cirurgias oftalmológica por meio de curativo consiste na veiculação do
antimetabólito MMC à superficie corneana durante a realização da cirurgia de
PRK por meio de um curativo no formato de disco. Cada disco contém uma
dose calculada de MMC de modo que disponibilize ao leito corneano uma
concentração de MMC a 0,02% ao final de um minuto. Os discos de papel filtro,
após receberem a solução de MMC, passam por um processo de secagem, o
que promove a impregnação da droga nas malhas do curativo. Ao final do
processo, cada disco é acondicionado individualmente em um envelope
cirúrgico estéril e esse por sua vez é mantido em um segundo invólucro
hermeticamente selado.
(71) FRANCISCO IROCHIMA PINHEIRO (BR/RN)
(72) FRANCISCO IROCHIMA PINHEIRO
(74) Maria Lucia Mosca
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0704754-1 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) G01B 7/06 (2009.01)
(54) PROCESSO E DISPOSITIVO PARA MEDIR CONTINUAMENTE A
ESPESSURA DE FILMES PLÁSTICOS EXTRUSADOS
(57) PROCESSO E DISPOSITIVO PARA MEDIR CONTINUAMENTE A
ESSPESSURA DE FILMES PLÁSTICOS EXTRUSADOS. A presente invenção
refere-se a um processo e equipamento para medição da espessura de filmes
plásticos, de maneira contínua e sem contato, com o uso de um sensor
capacitivo. Essa medição pode ser feita de 3 maneiras; com o uso de um
anteparo metálico fixo (3), cuja distância até o sensor capacitivo é fixa; outra
maneira, é com o uso de um anteparo metálico não-uniforme (6) cuja distância
até o sensor capacitivo não é fixa ao longo da largura do filme, sendo essa
distância medida constantemente por um sensor eddy-current (7). Esta
distância medida serve para re-calibração constante da fórmula que relaciona a
capacitáncia medida com a espessura do filme. A terceira modalidade de
medição é com o uso somente de um sensor capacitivo (8), encostado ou
quase encostado ao filme sem o uso de nenhum anteparo metálico.
(71) Erlon Maurício Guzella (BR/SC)
(72) Erlon Maurício Guzella
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 65
(21) PI 0704832-7 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) F03G 7/00 (2009.01)
(54) MOTOR A AR COMPRIMIDO ACOPLADO A TANQUE DE BAIXA E ALTA
PRESSÃO E INJEÇÃO ELETRÔNICA
(57) MOTOR A AR COMPRIMIDO ACOPLADO A TANQUE DE BAIXA E ALTA
PRESSÃO E INJEÇÃO ELETRÔNICA. Constituído por um motor formado a
partir de um bloco, um coletor de pressão e cilindros e baixa e de alta pressão,
e sistema de injeção eletrônica, sendo o bloco em sua secção superior dotado
de cilindro do compressor de ar cilindros do motor comunicante com a entrada
de ar atmosférico, sendo que lateralmente detém uma polia tracionada seguida
por uma flange com retentor, sendo que na lateral oposta verifica-se uma polia
sincronizada, sendo que internamente o bloco acondiciona um eixo excêntrico
liso, cuja os extremos são acoplados a polia sincronizada e a uma polia
tracionada, apoiado centralmente por um rolamento que é ladeado por cames
no qual e fixado o braço do pistão provido de rolamento ou esfera deslizante
que atuam no mterior da camisa do pistão, ou um eixo excêntrico liso com
mancal para acoplamento de bielas e um conjunto de bielas, sendo o motor
provido em suas laterais de cabeçotes de janelas que projetam mangueiras
formando dutos de saída de ar frio e filtrado e bicos injetores de ar acoplados a
mangueiras que se estendem das saídas de ar dispostas no coletor de pressão
que frontalmente detém um niple uma válvula de aceleração e mangueira de
alimentação de ar conectada a um cilindro de ar de baixa pressão do qual se
estende uma mangueira plugada no compressor do motor, sendo o cilindro de
ar de baixa pressão ligado através de duto ao cilindro de ar de alta pressão que
incorpora um uma válvula de abastecimento de ar, sendo o motor provido ainda
de sistema de injeção mecânica e eletrônica, um duto de admissão de ar
atmosférico e entrada de óleo.
(71) Antônio Dariva (BR/ES)
(72) Antônio Dariva
(74) Unif Marcas e Patentes Ltda
(21) PI 0704803-3 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) F04D 1/04 (2009.01)
(54) BOMBA D' ÁGUA PARA VEÍCULOS DE CARGA EM GERAL
(57) BOMBA D'ÁGUA PARA VEÍCULOS DE CARGA EM GERAL. Descreve-se
a presente patente como uma bomba d'água para veículos de carga em geral
que, de acordo com as suas características, propicia a formação de uma bomba
d'água (1) em estrutura própria e específica do tipo mecânica diretamente
acoplável no conjunto do motor dos veículos de carga em geral, com vistas a
possibilitar de forma extremamente segura, prática e econômica uma completa
otimização e um elevado índice de rendimento e performance nos
procedimentos de bombeamento de água no interior dos motores destes
veículos e, tendo como base, uma bomba d'água (1) com grande resistência,
segurança e versatilidade facilmente adaptável a uma vasta gama de conjuntos
motores de veículos de carga e usuários.
(71) VETORE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE AUTOPEÇAS LTDA (BR/PR)
(72) ARISTEU VARGAS DE AQUINO JUNIOR
(74) Ildo Ritter de Oliveira
(21) PI 0704929-3 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) E04B 2/58 (2009.01)
(54) SISTEMA DE FIXAÇÃO DE PAINÉIS OU DE PLACAS EM FACHADAS
VENTILADAS, SEM COLUNA OU VIGA DE FIXAÇÃO
(57) Sistema de fixação de painéis ou de placas em fachadas ventiladas, sem
coluna ou viga de flxação. A presente patente de invenção refere-se a um
sistema de fixação ajustável para posicionamento de paméis ou de placas em
fachadas ventiladas de edificações que compreende: - duas peças de ajuste á
66
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
espessura dos paineis ou das placas nas edificações pelo posicionamento da
cauda (3D) da figura 3, entre as abas (2A), da figura 2, atravês da variação da
distância entre as abas (3A), figura 3, e as abas (2A), figura 2. As quais são
fixadas no insert da figura 1, através de parafuso, passando-o pelos furos (3 E),
figura 3, (2D), figura 2 e (lD), figural, seguida do ajuste relativo ao prumo dos
painéis ou das placas, variando a distância em relação à parede da edificação,
variando a distância entre as abas (2A), figura 2, e a orelha (IA), figura 1,
correndo o parafuso através do furo (lD), figural.
(71) José Carlos Barbosa (BR/MG) , Arnaldo Mendes Júnior (BR/MG)
(72) José Carlos Barbosa, Arnaldo Mendes Júnior
vazam pelo furo ou furos da carteira com mesmo raio da saliência da placa, as
saliências comportam o preservativo que aparecem pelo lado externo da
carteira que ira exibir os preservativos encaixados na saliência côncava.
(71) JOSÉ CLEMENTE FILHO (BR/SP)
(72) JOSÉ CLEMENTE FILHO
(21) PI 0705168-9 A2 (22) 21/11/2007
(51) F02M 29/12 (2009.01), F02M 29/02 (2009.01)
(21) PI 0704937-4 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A01N 59/14 (2009.01), A01P 7/04 (2009.01)
(54) UTILIZAÇÃO DO ÁCIDO BÓRICO COMO FORMICIDA E CUPINICIDA NA
AGRICULTURA
(57) Utilização do Ácido Bórico como formicida e cupinicida na agricultura. O
Ácido Bórico se mostrou altamente eficiente para o controle de formigas
cortadeiras e cupins de solo, duas das principais pragas da agricultura
brasileira. O Ácido Bórico permite a aplicação de formicidas e cupinicidas que
não afetam a saúde dos aplicadores, e não afetam a natureza, como o solo e
água. A aplicação do Ácido Bórico, por ser de custo bem mais baixo, reduz os
custos das produções agrivolas,
(71) JOSÉ GUIDO GOMES (BR/MG)
(72) JOSÉ GUIDO GOMES
3.1
(54) VÁLVULA BORBOLETA DE UM SISTEMA DE TURBULÊNCIA PARA UM
MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA
(57) Válvula borboleta de um sistema de turbulência para um motor de
combustão interna. Uma válvula borboleta (15) de um sistema de turbulência
(14) para um motor de combustão interna (1); a válvula borboleta (15) exibe:
uma haste (18) que é rotacionalmente montada dentro de um canal de
admissão (10) para girar sobre um eixo de rotação (22); e uma placa da válvula
borboleta (20) que é rigidamente conectada à haste (18) e é fornecida com um
assento (23), que é coaxialmente disposto com relação à haste (18) e acomoda
a haste (18) dentro dela mesma.
(71) MAGNETI MARELLI POWERTRAIN S.p.A. (IT)
(72) Stefano Fornara, Giampaolo Schiavina
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C.
(21) PI 0705059-3 A2 (22) 28/06/2007
3.1
(51) C12S 3/14 (2009.01), C12R 1/07 (2009.01), C12R 1/125 (2009.01), A61K
8/65 (2009.01), A61Q 5/00 (2009.01), A61Q 19/00 (2009.01), A61Q 3/00
(2009.01)
(54) HIDROLISADOS DE QUERATINA, PROCESSO PARA SUA PRODUÇÃO
E COMPOSIÇÕES COSMÉTICAS CONTENDO OS MESMOS
(57) HIDROLISADOS DE QUERATINA, PROCESSO PARA SUA PRODUÇÃO
E COMPOSIÇÕES COSMÉTICAS CONTENDO OS MESMOS. A presente
invenção relata um processo para a hidrolise de queratina através de processos
microbiológicos e/ou enzimáticos. Em especial a queratina é oriunda de penas
de animais, como por exemplo o frango e são submetidas a hidrolise por uma
cepa de Badiius sp.. Os hidrolisados apresentam peso molecular menor que
500 Da, o que os torna ideais para aplicações cosméticas, em especial para
aplicações em composições para tratamentos re-construtivos da fibra capilar.
(71) Universidade Federal do Rio de Janeiro (BR/RJ)
(72) Alane Beatriz Vermelho, Ana Lúcia Vazquez Villa, Ana Maria Mazotto de
Almeida, Edilma Paraguai de Souza Dias, Elisabete Pereira dos Santos
(74) ATEM & REMER ASSES. CONSUL. PROP. INT. LTDA.
(21) PI 0705167-0 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) A61F 6/04 (2009.01)
(54) CONSOLE DE PRESERVATIVO SEXUAL MASCULINO PARA CARTEIRA
DE BOLSO
(57) CONSOLE DE PRESERVATIVO SEXUAL MASCULINO PARA CARTEIRA
DE BOLSO. Patente de invenção para opção de manter a camisinha dentro da
carteira de bolso protegida de um esmagamento e organizada , que é
compreendido por uma simples placa de plástico rigido ou vidro que mede 5 cm
por 5 cm quando for para comportar 1 preservativo ou 5 cm por 10 cm quando
for para comportar 2 preservativos e tem uma saliência côncava com raio de 2,2
cm ou 2 saí jências côncava de mesmo raio quando permite encaixe de 2
preservativos, esta placa se encaixa ou é fixada através de costura na parte
interna da capa da carteira de bolso pela abas da placa e as saliências côncava
(21) PI 0705172-7 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) D06F 37/24 (2009.01)
(54) ARRANJO DE SUSPENSÃO PARA MÁQUINA LAVADORA DE ROUPAS
(57) ARRANJO DE SUSPENSãO PARA MáQUINA LAVADORA DE ROUPAS.
O arranjo de suspensão para máquina lavadora de roupas é definido por uma
pluralidade de tirantes de suspensão (30) , cada um compreendendo uma haste
delgada e flexível apresentando um extremo superior (30a) acoplado a um
gabinete estrutural (10) e um extremo inferior (30b) acoplado a um tanque (50)
a ser mantido suspenso no interior do gabinete estrutural (10) O arranjo prever
ainda uma pluralidade de tirantes radiais (90), cada um tendo um extremo
interno (91) , acoplado a uma região lateral mediana do tanque (50) , e um
extremo externo (92) , acoplado a uma confrontante região mediana de um
respectivo tirante de suspensão (30), de modo a transmitir, a cada respectivo
tirante de suspensão (30), pelo menos parte dos deslocamentos radiais do
tanque (50) durante a operação da máquina, de modo a provocar uma
correspondente deformação elástica, por flexão, no respectivo tirante de
suspensão (30)
(71) WHIRLPOOL S.A. (BR/SP)
(72) JOSÉ PAULO DE ANGELO SANCHEZ, ERICO DE OLIVEIRA MUNHOZ
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0705175-1 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B66B 9/02 (2009.01)
(54) ELEVADOR RESIDENCIAL COM "FUSO"
(57) Elevador Residencial com "FUSO". Pedido de patente de Invenção de um
elevador para ser utilizado para o transporte de pessoas em uma residência
com até 3 pisos ou pavimentos projetado para dar segurança e tranqúltidade a
pessoas idosas ou que se utilizam de cadeira de rodas, muletas, e andadores, e
também para donas de casa que passam o dia a dia, subindo e descendo
escadas, e no fim do dia não tem disposição para nada. Existem muitos tipos de
elevadores em edifícios residenciais, comerciais, e industriais, providos de
cabine, cabos de aço e contra- pesos, motores potentes que se movimentam
em alta velocidade. Existem outro tipo de elevadores hidráulicos para pequenas
alturas e que geralmente tem problemas com bombas hidráulicas e que sofrem
avarias constantes, e muitos outros tipos de elevador. O elevador que mais se
assemelha ao presente projeto é o elevador utilizado por oficinas mecânicas
que utiliza um parafuso e um motor e suporte na parte de baixo para elevar
autos para consertos em sua parte inferior. Esta é a única semelhança entre o
elevador de autos e o presente projeto. Nos demais itens é totalmente diferente.
O presente pedido de Patente de Invenção é composto de três partes distintas,
a saber: 1O~ Possui uma casa de maquinas no sub-solo (folha 1/5) sendo
construída de concreto armado e aloja em seu interior um motor elétrico de 3
HP monofásico (A) folha 2/5 com polia e correia ligado ao redutor de velocidade
(B) interligado por poitas e correia a base de ferro (C) que sustenta o fuso do
elevador, ambas fixados com chumbadores de aço no concreto da casa de
maquinas. 2~>- Possui uma estrutura metálica com tubos de ferro quadrado de
50X50X3X 6.000 mim de comprimento, dotado de duas portas uma na parte
inferior ou trás na parte superior, possui em seu interior quatro cantoneiras (3)
folha 3/5 dispostas em par e em lados opostos para que a cabine deslize
através de seus oito roletes (2) localizados na parte externa da referida cabine
(folha4/5). 30.,. Possui uma cabine (1) de estrutura metalizada, a mesma da
Torre-guia com duas portas com comando eletrônico dentro com botões de
subida e descida(5) assoalho de alumínio (6) e teto (7), mancal com porca de
bronze no lado externo(3) e (3) e rodízios (oito no total) para deslizar
suavemente sobre o perfil "L" da torre (3) folha 3/5 e, 40.. Possui botões de
chamada externos, tanto em cima quanto em baixo, e 50... Pode ser instalado
interna ou eternamente no edificio ou casa.
(71) Antonio Gomeiro Filho (BR/SP)
(72) Antonio Gomeiro Filho
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 67
(21) PI 0705176-0 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) F28F 1/10 (2009.01)
(54) PROCESSO DE TROCA TÉRMICA EM TROCADORES DE CALOR DE
PLACAS CILÍNDRICAS
(57) PROCESSO DE TROCA TÉRMICA EM TROCADORES DE CALOR DE
PLACAS CILÍNDRICAS. O principal objetivo da presente invenção é criar um
novo conceito de trocadores de calor os quais são compostos de placas
térmicas de formato cilíndrico cuja resistência mecânica se apóia mais na
geometria construtiva dos seus componentes do que nas características fisicas
do material usado na sua construção, viabilizando melhor técnica e
economicamente a sua fabricação além de servir o mesmo propósito dos
trocadores de calor tipo placa, casco e tubos entre outros. A concepção da
"placa térmica cilíndrica" e muito simples sendo composta por dois tubos de
mesmo comprimento e diâmetros diferentes alinhados num mesmo eixo
assegurando o paralelismo das suas superficies. Um anel circular fechado e
encaixado entre os dois tubos poderá ser soldado nas extremidades dos tubos
componentes isolando o ambiente interno da placa térmica cilíndrica. Numa
analogia simples se poderia afirmar que o tijolo está para a construção civil do
mesmo modo que agora a placa térmica cilíndrica está para a fabricação de
trocadores de calor de múltiplas aplicações. Para gerar um trocador de calor na
nova conceituação basta agrupar e alinhar num mesmo eixo duas ou mais
placas térmicas cilíndricas de mesmo comprimento e diâmetros distintos
assegurando o paralelismo das superficies de troca térmica. Portanto, um novo
tipo de trocador de calor pode agora ser produzido por meio de um feixe de
quatro ou mais tubos concêntricos de mesmo comprimento e diâmetros
diferentes sendo que um dos fluidos refrigerantes flui pela superficie interna das
placas térmicas cilíndricas enquanto o outro refrigerante flui pela superficie
externa. Trocadores de calor construídos a partir do elemento "placa térmica
cilíndrica" podem ser usados para tanques de líquido abertos sendo necessário
apenas criar um circuito hidráulico adequado para a movimentação do
refrigerante interno, O liquido no tanque por sua vez vai ser movimentado livre e
longitudinalmente sobre a superficie externa das placas térmicas. Para casos
de trocadores de calor fechados cuja composição é por meio de placas térmicas
cilíndricas, são necessários dois circuitos hidráulicos nos quais são conduzidos
separadamente os dois refrigerantes que circulam interna e externamente às
placas térmicas. Nesse caso se poderá adotar um ou mais passes para cada
refrigerante adotando tampas de inspeção adequadas para esse fim nos
terminais dos trocadores de calor. Um sistema de equações matemáticas
elementares pelas quais se assume a proporcionalidade entre vazão de
refrigerante e a área correspondente da superficie de troca térmica em cada
circuito hidráulico (caso de circuitos hidráulicos paralelos desiguais) garantem o
dimensionamento de todos os diâmetros do feixe de tubos viabilizando os
demais cálculos termodinâmicos analogamente como vem sendo feito nos
trocadores de calor do estado da técnica.
(71) NARCIZO OSORIO BASSEGGIO (BR/SP)
(72) NARCIZO OSORIO BASSEGGIO
(21) PI 0705180-8 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) D05C 5/00 (2009.01)
(54) PROCESSO DE CONFECÇÃO DE BORDADOS
(57) PROCESSO DE CONFECÇÃO DE BORDADOS. O processo de confecção
de bordados é feito à máquina sobre diferentes tipos de material, como: tecido,
couro, TNT, Eva, couro sintético, plástico (cristal), etc., resultando em produtos
de tamanhos, formas e cores variados, para aplicação em roupas, calçados,
bolsas, cintos, tiaras, artesanatos, entre outros, consistindo em programar no
computador um programa de bordado para máquinas de bordar, que será
executado diretamente sobre o material escolhido, amarrado de tal forma que
as linhas não se soltem (nem mesmo quando submetido à lavagem), e
utilizando o próprio material como sustentação do bordado, e terminado o
bordado a própria máquina contorna o bordado, picotando com uma agulha
sem linha, sendo o corte efetuado pela própria máquina de bordar ou
destacando-se manualmente o bordado, dito processo permitindo a aplicação
do produto por meio de colagem, costura manual ou à máquina, rebite,
alfinetes, ganchos, velcro, etc.
(71) VAGNER APARECIDO JACOMASSI (BR/SP)
(72) VAGNER APARECIDO JACOMASSI
(74) Beerre Assessoria Empresarial Ltda
68
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0705245-6 A2 (22) 09/07/2007
3.1
(51) A01C 1/00 (2009.01), A01C 14/00 (2009.01)
(54) PROCESSO DE CULTIVO DE PLANTAS SOB CONDIÇÕES DE
HIPERGRAVIDADE
(57) Processo de Cultivo de Plantas sob Condições de Hipergravidade. A
presente invenção proporciona um processo de germinação e/ou modulação do
desenvolvimento de plantas utilizando o conceito inventivo de a elas impor uma
condição de hipergravidade, como forma de aumentar a eficiência e rapidez do
desenvolvimento e/ou da germinação de plantas.
(71) União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUC RS
(BR/RS)
(72) Thais Russomano, Felipe Prehn Falcão, Leandro Vieira Astarita, Clarice
Azevedo Machado, Priscilla Collin, Amanda Assunção Vieira, Marlise Araújo
dos Santos
(74) ATEM & REMER ASSES. CONSUL. PROP. INT. LTDA.
(21) PI 0705256-1 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B01D 53/44 (2009.01), B01D 53/75 (2009.01), B01D 53/78 (2009.01),
C02F 1/74 (2009.01), C02F 3/02 (2009.01)
(54) EQUIPAMENTOS E SISTEMA LAVADOR DE GASES COMBINADO COM
TRATAMENTO BIOLÓGICO EM CIRCUITO FECHADO DA ÁGUA DE
LAVAGEM
(57) EQUIPAMENTOS E SISTEMA LAVADOR DE GASES COMBINADO COM
TRATAMENTO BIOLÓGICO EM CIRCUITO FECHADO DA ÁGUA DE
LAVAGEM. Patente de invenção de um singular equipamento lavador de gases
contaminados, vapores orgânicos, odores e demais partículas agressivas,
combinado com outro, para tratamento biológico da água utilizada naquela
lavagem, visando reaproveitá-la sucessivamente no mesmo processo,
especialmente pelo tipo específico de lavagem, onde grande superficie de
gotículas e névoa é produzida por inúmeros bicos nebulizadores dispostos em
múltiplas camadas na parte interna de uma torre verticalizada do lavador,
superficie essa que se constitui em fluido de lavagem que se precipita sobre
uma pluralidade de anéis cônicos concêntricos dispostos na parede interna da
torre entre as faixas de impacto dos nebulizadores, provocando a formação de
sucessivas cascatas, aumentando o tempo de permanência do fluido na torre,
fator que promove uma melhor lavagem dos gases, garantindo ainda uma forte
aeração e conseqúente absorção de oxigênio pelo fluido de lavagem, que será
objeto de um tratamento biológico através de filtros de adsorçáo onde os
contaminantes absorvidos pelo fluido serão retidos, limpando a água de
lavagem enquanto que uma cultura especializada de bactérias, degrada-os,
transformando em CO2 e água todos os hidrocarbonetos, regenerando assim o
elemento adsorvente e enriquecendo com enzimas a água de lavagem,
devolvendo-a limpa ao tanque de recirculação e ao sistema de lavagem,
reiniciando o ciclo.
(71) HANS GEORG KRAUS (BR/SP)
(72) HANS GEORG KRAUS
(74) MARTHOM ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0705277-4 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) F16K 1/04 (2009.01), F16K 31/02 (2009.01)
(54) VÁLVULA DE CONTROLE DE FLUXO PARA AMORTECEDORES
HIDRÁULICOS DE AMORTECIMENTO VARIÁVEL
(57) VÁLVULA DE CONTROLE DE FLUXO PARA AMORTECEDORES
HIDRÁULICOS DE AMORTECIMENTO VARIÁVEL. O amortecedor, ao qual a
válvula de controle é aplicada, é do tipo que compreende: um tubo de pressão
(10) ; um pistão (14) dividindo o tubo de pressão (10) em câmaras de
compressão (CC) e de tração (CT) comunicáveis entre si através do pistão (14);
um reservatório (20) de fluido hidráulico, provido de uma comunicação fluida
seletiva e bidirecional com a câmara de compressão (CC); e uma válvula de
controle (VC) provendo uma comunicação fluida seletiva entre a câmara de
tração (CT) e o reservatório (20) e compreendendo um corpo tubular (40)
provido de pelo menos uma passagem radial (41) aberta para o interior do
corpo tubular (40) e para o reservatório (20); um pino obturador (60) axialmente
deslocável no interior do corpo tubular (40), entre uma posição de válvula de
controle fechada e diferentes posições de válvula de controle (VC) aberta para
comunicar a câmara de tração (CT) com o reservatório (20) ; e um meio atuador
(A) para deslocar axialmente o pino obturador no interior do corpo tubular (40)
(71) MAGNETI MARELLI COFAP COMPANHIA FABRICADORA DE PEÇAS
(BR/SP)
(72) SÉRGIO NELO VANNUCCI
(74) ANTONIO MAURICIO PEDRAS ARNAUD
(21) PI 0705295-2 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) H01M 2/16 (2009.01), B82B 3/00 (2009.01)
(54) MEMBRANAS ELETROATIVAS NANOESTRUTURADAS (MEN),
PROCESSO DE PREPARO DAS MESMAS E DISPOSITIVOS CONTENDO AS
MESMAS
(57) MEMBRANAS ELETROATIVAS NANOESTRUTURADAS (MEN),
PROCESSO DE PREPARO DAS MESMAS E DISPOSITIVOS CONTENDO AS
MESMAS. A presente invenção pertence ao campo das membranas contendo
mediadores redox. Em especial, a membrana da presente invenção é uma
membrana nanoestruturada contendo mediadores redox ao redor de
nanoparticulas metálicas. As nanopartículas metálicas são inicialmente
sintetizadas utilizando dendrímeros, depositadas em substratos sólidos e
depositadas com mediadores redox. As membranas da invenção são obtidas
por processo de auto-montagem e podem ser aplicadas em diversas áreas da
ciência e da indústria nas quais mediadores redox são necessários, tais como
na obtenção de sensores e biossensores.
(71) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO -USP (BR/SP)
RPI 2011 de 21/07/2009
(72) Valtencir Zucolotto, Osvaldo Novais de Oliveira Junior, Frank Nelson
Crespilho, Christopher M. A. Brett.
(74) MARIA APARECIDA DE SOUZA
(21) PI 0705297-9 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) B62J 9/00 (2009.01)
(54) BAULETO COM DISPOSITIVO DE TRAVAMENTO PARA VEÍCULOS
(57) Bauleto com dispositivo de travamento para veículos. O presente pedido de
patente refere-se a um bauleto com dispositivo de travamento, para fixação em
veiculos em geral, particularmente motos, para guarda de objetos tais como
capacetes e outros.
(71) TAURUS BLINDAGENS LTDA. (BR/PR)
(72) Rogério José Rigon
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C.
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 69
E/OU SEUS DERIVADOS; COMPOSIÇÃO NUTRACÊUTICA
(57) Processo para obtenção de um complexo solúvel de resveratrol e/ou seus
derivados; Complexo de resveratrol e/ou seus derivados; Composição
nutracêutica. A presente invenção proporciona produtos contendo resveratróis
melhorados e composições nutracêuticas e/ou fitoterápicas contendo as
referidas substâncias Os processos para sua obtenção envolvem o aumento da
solubilidade do polifenol trans-resveratrol e/ou seus derivados em água, através
de sua complexação com ciclodextrina. Os produtos da invenção apresentam
elevada solubilidade em meio aquoso e elevado grau de pureza, sendo,
portanto, úteis na preparação de composições nutracêuticas (farmacêuticas
e/ou alimetícias) com ação antioxidante, antiinflamatória, antiviral,
cardioprotetora, neuroprotetora e/ou quimiopreventiva de câncer, além de
proteger contra infecções e isquemia, reduzir a obesidade e prevenir o
envelhecimento. São também proporcionados fitoterápicos úteis para as
mesmas ações terapêuticas, preparados a partir do uso do complexo betaciclodextrina/trans-resveratrol; e um intermediário de síntese útil na
derivatização química para a obtenção de ingredientes ativos melhorados.
(71) União Brasileira de Educação e Assistência- Mantenedora da PUCRS
(BR/RS)
(72) André Arigony Souto
(74) ATEM & REMER ASSES. CONSUL. PROP. INT. LTDA.
(21) PI 0705338-0 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) H01F 27/00 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA DETECTAR E CONTER VAZAMENTO DE ÓLEO EM
TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA
(57) PROCESSO PARA DETECTAR E CONTER VAZAMENTO DE ÓLEO EM
TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA. O processo consiste na adequação e
interligaçâo das caixas coletoras de óleo dos transformadores para captação e
armazenamento total ou parcial do óleo derramado por um dos
transformadores, que é enviado para um filtro que utiliza o principio da caixa
separadora por diferença de densidade e provido de uma manta absorvedora
de óleo no seu compartimento Interno para absorção de óleo e permitir a
passagem de água de chuva; Este filtro é provido de um sensor de presença de
óleo com a finalidade de acionar uma válvula de fechamentoInstalado na saida
do filtro e acionar o bombeamento do fluido presente e retido à montante do
filtro para um radiador provido de ventilador para arrefecimento do líquido e sua
condução para um separador mecânico de óleo; O óleo separado pelo processo
de arraste mecânico é enviado a um depósito de óleo que poderá ser uma
caixa, container ou bolsa inflável construído de lona e/ou lona para piscina, a
um local convenientemente distante para posterior tratamento ou descarte; A
água proveniente do separador mecânico de óleo, será direclonada para um
separador do tipo diferença de densidade e o óleo separado por este é então
enviado para o depósito descrito acima e a água proveniente da separação por
esta caixa separadora é enviado para um filtro provido de manta absorvente de
óleo A água de saída deste filtro será descartada na brita da subestação sem
risco de contaminação do solo.
(71) DIOGO KATAOKA (BR/SP)
(72) DIOGO KATAOKA
(21) PI 0705299-5 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) H01H 36/00 (2009.01), H01H 3/56 (2009.01)
(54) APERFEIÇOAMENTO EM CHAVE SELETORA
(57) Aperfeiçoamento em chave seletora. A presente invenção se refere a um
aperfeiçoamento em chave seletora utilizada no controle de equipamentos
eletroeletrônicos, dito aperfeiçoamento consistindo na introdução de elementos
magnéticos na chave de modo a permitir a realização de movimentos nos dois
sentidos e o controle do equipamento eletroeletrônico o seu reduzido número
de peças, reduzindo significativamente o seu desgaste, garantindo uma maior
confiabilidade ao produto final e a possibilidade de identificar a posição da
chave ao ligá-la mesmo se ela for movimentada enquanto estiver desligada.
(71) EMICOL ELETRO ELETRÔNICA S/A. (BR/SP)
(72) Fábio Donadelli
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C.
(21) PI 0705319-3 A2 (22) 23/07/2007
3.1
(51) A61K 31/05 (2009.01), A61K 31/724 (2009.01), A61K 31/7034 (2009.01),
A61P 9/00 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA OBTENÇÃO DE UM COMPLEXO SOLÚVEL DE
RESVERATROL E/OU SEUS DERIVADOS; COMPLEXO DE RESVERATROL
(21) PI 0705345-2 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) B62K 3/00 (2009.01)
(54) MECANISMO SECUNDÁRIO PARA ACIONAMENTO DE BICICLETA
(57) MECANISMO SECUNDÁRIO PARA ACIONAMENTO DE BICICLETA.
Patente de invenção para uma bicicleta que é compreendido por uma estrutura
metálica tubular 1 fixadas sobre rodas 1 e 2 localizada na parte dianteira e
traseira, possui guidão 9 para direcioná-la e selim 5 para o assento do ciclista,
dotado de freios dianteiro 6 e traseiro 7 movida pela força humana aplicada a
um sistema de transmissão mecânica secundária constituída de um braço de
pedivela 8 cujos movimentos são semi-circulares e alternados (fig. 1) estão
acoplados em um mesmo eixo 12, e independentes entre si, que engrena no
eixo 12 no sentido horário e sobe livre no sentido anti-horário ; o movimento
será transmitido por meio de uma coroa dentada motora 16, que por meio de
uma corrente secundária 17 será transmitido a uma coroa 22 fixada do eixo 19
da coroa 22 do modelo atual que por sua vez por meio da corrente 21 o
movimento será transmitido a coroa dentada movida 23 localizada no eixo 24
da roda traseira 3 tracionando assim a bicicleta. A coordenação dos
movimentos dos braços do pedivela 8 se fará por meio do pedivela 36
localizado na caixa central 14 ou por meio de cabo 25 que liga um braço ao
outro passando por uma roldana 27.
(71) DARCI DE SOUZA PEREIRA (BR/SP)
(72) DARCI DE SOUZA PEREIRA
70
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0705362-2 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) A63F 9/18 (2009.01), A63F 1/04 (2009.01)
(54) CONJUNTO DE CARTELAS COM SISTEMA DE PONTUAÇÃO ATRAVÉS
DE PERGUNTAS E RESPOSTAS, PARA LEITURA EM CAIXA COM VISOR
(57) CONJUNTO DE CARTELAS COM SISTEMA DE PONTUAÇÃO ATRAVÉS
DE PERGUNTAS E RESPOSTAS, PARA LEITURA EM CAIXA COM VISOR.
Propondo um confronto rápido e extremamente criativo entre os participantes,
através de um conjunto de peças especialmente desenvolvidas desde a caixa
(1), a qual ao ter sua tampa (2) retirada "arma-se", expondo um alojamento (5)
com visor (6) e uma série de cartelas (7) com pontuação, perguntas (P) e
respostas (A), (B) e (C). No decorrer da disputa, com a leitura das perguntas
nas cartelas (7), as respostas corretas só serão visualizadas através de suas
tiras holográficas (8), lidas junto ao filtro do visor (6) do alojamento (5). Portanto,
a validação da resposta correta é efetuada de maneira inédita e altamente
estimulante, tanto para o público infantil quanto para o público juvenil e mesmo
adulto.
(71) WALTER JOSÉ GUALBERTO (BR/SP)
(72) WALTER JOSÉ GUALBERTO
(74) MARIA DE FÁTIMA MELO FERNANDES
(21) PI 0705404-1 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A01G 9/10 (2009.01)
(54) APERFEIÇOAMENTO EM TUBETE DESCARTÁVEL
(57) APERFEIÇOAMENTO EM TUBETE DESCARTAVEL. Tendo corpo
ordinariamente tubular (1), substancialmente alongado na altura, cuja
extremidade inferior é afunilada de forma troncônica (2) e aberta inferiormente
(3), enquanto a extremidade superior é revirada para fora na forma de flange
(4), sendo que, ainda, dito corpo é biodegradável em um período preferível de 4
a 8 meses e, para tanto, a sua composição plástica inclui uma quantidade
condizente de aditivo oxibiodegradável.
(71) JOSÉ MARIA PULIDO GONZALO (BR/SP)
(72) JOSÉ MARIA PULIDO GONZALO
(74) MARIA APARECIDA PANIAGUA
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0705427-0 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) B28D 1/24 (2009.01), B23D 19/00 (2009.01)
(54) MÁQUINA PARA CORTE DE PEÇAS OU BLOCOS DE MINÉRIOS,
REFRATÁRIOS, CONCRETOS E MATERIAIS NÃO FERROSOS EM GERAL
(57) MÁQUINA PARA CORTE DE. PEÇAS OU BLOCOS DE MINÉRIOS,
REFRATÁRIOS, CONCRETOS E MATERIAIS NÃO FERROSOS EM GERAL.
Caracterizado por um corpo principal, formada a partir de uma estrutura,
constituída por uma base em formato de "L", cuja secção inferior é dotada de
cavidade, sendo a frontal em sua secção superior provida de chapa de
sustentação que projeta uma viga estrutural, cuja face superior e inferior são
providas de trilhos guias que recebem um carro móvel formado por um conjunto
de rolamentos superiores e inferiores, formados por rolamentos de topo e
laterais, posicionados sob placas de ajuste fixadas através de parafusos
centrais, na secção superior, inferior e central do carro móvel que é deslocado
por corrente acionada por um conjunto moto redutor, sendo que o dito carro
móvel em sua secção inferior projeta um suporte para fixação de um conjunto
de corte, formado por uma placa base basculante que em sua secção frontal
detém um conjunto travador de regulagem enquanto sua secção traseira recebe
na face superior um moto freio que aciona e trava o disco de corte, posicionado
sobre uma mesa de corte, formada por um bloco de chapas dotada de cavidade
longitudinal para acondicionamento do dito disco, sendo a mesa em seu
extremo frontal detém um anel acoplador que é assentado sobre um anel
receptor côncavo fixado em uma coluna de sustentação fixada na base, sendo
o extremo oposto fixado em uma flange giratória acoplada a uma engrenagem
conduzida de ajuste angular, ligada a uma engrenagem condutora através de
corrente que é acionada manualmente, sendo a flange giratória, provida de
trava de giro de mecanismo de freio, enquanto a mesa detém em sua face
superior, bases magnéticas de travamento batente de ajuste angular dotado de
pino travador e pino guia que deslizam em cavidades radiais, enquanto a face
lateral frontal da estrutura projeta um braço de apoio ajustável e removível,
sendo a máquina provida de dispositivo de alinhamento e posicionamento a
laser, e de portas de proteção que deslizam em barra superior.
(71) PAULO ROBERTO DELLA BARBA (BR/ES)
(72) PAULO ROBERTO DELLA BARBA
(74) DAVINO MARTINS DA SILVA FILHO
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 71
etileno) ou outro material similar, moldável, passível de conformar embalagem
dotada de dois ou mais compartimentos internos independentes (C) com
correspondentes tampas; dito molde (1) é alimentado por pelo menos duas
preformas (3) simultaneamente; dito molde (1), prevê um divisor retrátil (4), de
pouca espessura, disposto no lado oposto as preformas (3) e posicionado
equidistantemente em relação às mesmas; paralelamente à entrada e saída do
divisor retrátil (4) em relaçâo à matriz (2) sâo previstos bicos injetores de ar (5),
cada um deles para uma correspondente preforma (3) que recebe ar quente
simultaneamente e com a mesma pressâo, expandindo-se no interior da matriz
(2), adotando a forma desejada da embalagem (E); quando da saída do divisor
retrátil (4), a embalagem apresenta uma pequena fenda central (6) que
configura a parede divisória (D) conformadora dos compartimentos (C).
(71) Arthur Henrique Kampmann (BR/PR)
(72) Arthur Henrique Kampmann
(74) Mário de Nani Júnior
(21) PI 0705441-6 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B32B 27/00 (2009.01), B32B 27/10 (2009.01), B32B 27/32 (2009.01), B32B
27/18 (2009.01)
(54) MATERIAL EM CAMADAS PARA EMBALAGENS FLEXÍVEIS LAMINADAS
(57) Material em camadas para embalagens flexiveis laminadas. O presente
pedido de patente se refere a um produto em camadas, com duas ou mais
camadas, sendo ao menos uma camada de material de fonte renovável e todos
os materiais biodegradáveis e compostáveis, para uso em embalagens
laminadas em geral, com propriedades de barreiras a gás e vapor d'água.
(71) EMBALAGENS FLEXÍVEIS DIADEMA S/A (BR/SP)
(72) Miguel Ascoli Neto, Carlos Hart
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(21) PI 0705442-4 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B25B 27/30 (2009.01), F16D 51/20 (2009.01)
(54) FERRAMENTA UNIVERSAL COM MÚLTIPLA FUNÇÃO PARA
MANUTENÇÃO DE FREIO AUTOMOTIVO A TAMBOR
(57) FERRAMENTA UNIVERSAL COM MULTIPLA FUNÇÃO PARA
MANUTENÇÃO DE FREIO AUTOMOTIVO A TAMBOR. Patente de invenção
para uma ferramenta universal com múltipla função para manutenção de freio
automotivo a tambor compreendida por um corpo principal 1 envolto pela capa
guia 11 fixada na haste móvel 3 onde na extremidade esquerda do dito corpo
principal 1 está fixada a haste firme 2, e na extremidade direita o gancho 4,
sendo que a haste firme 2 exerce duas funções, onde a ponta de engate firme 7
é dotada de perfil para firmar no contorno extremo esquerdo da mola ou para
apoio da mesma e a outra extremidade de ponta cilíndrica 10 tem a finalidade
de manusear a mola centralizadora da sapata de freio sistema bendix; o corpo
principal 1 é dotado de cavidades de abertura 21 formando dentes 5 com o
propósito de apoiar o pino de alavanca 6 envolto pela capa guia 11 da haste
móvel 3 que está provisionada com a ponta de engate móvel 8 com perfil para
firmar no contorno extremo direito da mola ou para apoio da mesma,
trabalhando conjugada com a ponta de engate firme 7, seja para engate na
extremidade da mola ou para apoio da mesma em algum ponto fixo do conjunto
de freio, e o gancho 4 tem a função de mover a sapata de freio para
manutenção da mola, quando engatado o vão do gancho 14 na extremidade da
sapata de freio e apoiada a travessa de encosto 13 na face curvada na mesma.
(71) JOSE MAURICIO VIEIRA (BR/SP)
(72) JOSE MAURICIO VIEIRA
(21) PI 0705447-5 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) B65D 6/02 (2009.01), B29C 49/30 (2009.01), B29C 49/00 (2009.01), B29C
49/06 (2009.01)
(54) MOLDE E PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE EMBALAGEM ÚNICA
CONTENDO COMPARTIMENTOS INTERNOS INDEPENDENTES
(57) MOLDE E PROCESSO PARA FABRICAÇÃO DE EMBALAGEM ÚNICA
CONTENDO COMPARTIMENTOS INTERNOS INDEPENDENTES. Ditos molde
(1) e processo (P) foram especialmente desenvolvidos tendo em vista a
caracterização de meios que permitem a conformaçâo de embalagens (E), do
tipo garrafas, frascos e outros confeccionados em PET (politereftalato de
(21) PI 0705452-1 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) A61K 8/30 (2009.01), A61K 8/44 (2009.01), A61K 8/46 (2009.01), A61K
8/73 (2009.01), A61K 31/195 (2009.01)
(54) LOÇÃO ANTI-ACNE PARA PELE ACNEICA E AFECÇÕES CUTÂNEAS
(57) LOÇÃO ANTI-ACNE PARA PELE ACNEICA E AFECÇÕES CUTÂNEAS.
Idealiza uma loção que proporciona tratamento à acne e afecções cutâneas,
pertencente ao campo da industria farmacêutica, cuja formula é a combinação
de um medicamento que controla a população bacteriana, um princípio ativo
que reduz a resposta inflamatória, auxilia na manutenção da flora bacteriana
normal e colabora na hidratação cutânea e um principio ativo que bloqueia a
ação da enzima 5-alfa-redutase 1, portanto reduzindo a oleosidade excessiva
na sua causa, que é o grande diferencial da formulação em questão, já que
nenhum produto existente atua sobre este mecanismo de ação da acne; as
matérias primas utilizadas e suas variações para a produção da loção anti-acne
são constituídas por: Clindamicina 1,2%, com variação para mais ou para
menos de 5%; Anti-acne complex 5%, com variação para mais ou para menos
de 5%; Asebiol 10%, com variação para mais ou para menos de 5%; Álcool
isopropílico 40%, com variação para mais ou para menos de 5%; Glucam E20
5%, com variação para mais ou para menos de 5%; Água destilada qsp, 39%,
com variação para mais ou para menos de 5%.
(71) Marisa Gonzaga Cunha (BR/SP)
(72) Marisa Gonzaga Cunha
(74) Maria do Rosário de Lima
(21) PI 0705466-1 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) B32B 27/00 (2009.01), B32B 27/10 (2009.01), B32B 27/32 (2009.01), B29C
47/06 (2009.01)
(54) MATERIAL EM CAMADAS PARA PRODUÇÃO DE EMBALAGEM
FLEXÍVEL LAMINADA DE FONTES RENOVÁVEIS, BIODEGRADÁVEIS E
COMPOSTÁVEIS
(57) Material em camadas para produção de embalagem flexível laminada de
fontes renováveis, biodegradáveis e compostáveis. O presente pedido de
patente se refere a um produto laminado em camadas, constituído por duas ou
mais camadas, sendo todas elas originárias de fontes renováveis,
biodegradável e compostável, para uso em embalagens com propriedades de
barreiras a gás, luz, gorduras e vapor d'água adequados para substituição dos
atualmente utilizados que são porém constituídos de camadas de materiais com
origem de fonte não renováveis, nem biodegradável e também não
compostável, ditas camadas constituidas de filmes de celofane, papel e filmes
de álcool poli vinílico (PVA).
(71) EMBALAGENS FLEXÍVEIS DIADEMA S/A (BR/SP)
(72) Miguel Ascoli Neto, Carlos Hart
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(21) PI 0705527-7 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(30) 21/11/2007 IT MI2006A 002227
(51) A61K 8/18 (2009.01), A61K 8/60 (2009.01), A61K 8/73 (2009.01), A61Q
19/10 (2009.01), A61Q 17/00 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÕES HIGIÊNICAS E COSMÉTICAS PARA TRATAMENTO DE
PELES SENSÍVEIS
72
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
(57) Composições higiênicas e cosméticas para tratamento de peles sensíveis.
Uma composição produtos de higiene e cosméticos, que, sem qualquer
atividade farmacológica em particular, são adequados para um uso funcional
diferenciado e específico em peles suscetíveis aos sintomas relacionados a
peles sensíveis, hiperreativas, desidratadas, secas, hiperqueratósica, típicas da
idade senil e de pessoas confinadas à cama. As composições higiênicas e
cosméticas sujeitas sendo caracterizadas em que a água incluída nas suas
formulações está, principalmente, ligada com um valor de 'água livre" menor de
0.7.
(71) BETAFARMA S.P.A. (IT)
(72) Ettore Tallia
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C.
(21) PI 0705555-2 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) B62B 3/00 (2009.01)
(54) CARRINHO TRANSPORTADOR DE TAMBORES E BOMBONAS
(57) CARRINHO TRANSPORTADOR DE TAMBORES E BOMBONAS. O
referido projeto tem por finalidade implantar e demonstrar que a manipulação de
tambores e bombonas pode ser realizado com rapidez, praticidade e sem estar
associado á esforços físicos. Seu design e inovador e elaborado de tal forma
que pode se locomover em espaços reduzidos, podendo assim adentrar em
lugares de difícil acesso. O transporte de tambores e bombonas é um trabalho
típico realizado por homens e para comprovar a praticidade do "CARRINHO
TRANSPORTADOR DE TAMBORES E BOMBONAS" as mulheres também o
manipula com a mesma desenvoltura. O custo do "CARRINHO
TRANSPORTADOR DE TAMBORES E BOMBONAS", compete igualmente
com os outros equipamentos que tem a mesma finalidade existente no
mercado. Outra grande benfeitoria é a segurança que proporciona e a
prevenção de danos dorsais e lombares que se adquire no árduo trabalho de
transporte de cargas pesadas.
(71) JOSE GUILLEN BERNAL PITTA (BR/SP)
(72) JOSE GUILLEN BERNAL PITTA
(21) PI 0705561-7 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) C12N 5/02 (2009.01), C12N 5/08 (2009.01), A61K 35/34 (2009.01), A61P
19/00 (2009.01), C12Q 1/37 (2009.01), C12Q 1/02 (2009.01)
(54) PROCESSO DE OBTENÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO A PARTIR DE
CÉLULAS DO MÚSCULO ORBICULAR DO LÁBIO, COMPOSIÇÕES E USOS
(57) PROCESSO DE OBTENÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO A PARTIR DE
CÉLULAS DO MÚSCULO ORBICULAR DO LÁBIO, COMPOSIÇÕES E USOS.
A presente invenção destina-se a um processo de obtenção de células-tronco a
partir de fragmentos de músculo orbicular do lábio, suas composições (por
exemplo, células-tronco combinadas a membranas de colágeno e/ou
biomateriais! polimeros) e seu uso para a neoformação óssea e enxertos,
especialmente, enxertos ásseos alveolares em portadores de fissuras lábiopalatinas e sindromes craniofaciais.
(71) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP (BR/SP) , FUNDAÇÃO DE
AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO (BR/SP)
(72) Maria Rita dos Santos e Passos Bueno, Maria Rita dos Santos e Passos
Bueno, Daniela Franco Bueno, Irina Kerkis, Mayana Zatz
(74) MARIA APARECIDA DE SOUZA
(21) PI 0705572-2 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) A61K 47/36 (2009.01), A61K 47/38 (2009.01), A61K 47/32 (2009.01), A61K
9/36 (2009.01)
(54) MATERIAIS PARA REVESTIMENTO DE FORMAS FARMACÊUTICAS
SÓLIDAS ORAIS A BASE DE SULFATO DE CONDROITINA
(57) MATERIAIS PARA REVESTIMENTO DE FORMAS FARMACÊUTICAS
SÓLIDAS ORAIS A BASE DE SULFATO DE CONDROITINA. A aplicação da
tecnologia de revestimento usando materiais poliméricos tem sido
freqúentemente utilizada para obter-se efetivo controle na liberação controlada
e precisado fármaco com excelente reprodutibilidade. Processo de fabricação
de material habilitado à formação de filmes poliméricos foi desenvolvido, O
conjunto dos resultados obtidos permitiu observar a manutenção da integridade
do sistema testado nos meios que simularam as regiões proximais do trato
gastrintestinal, evidenciando que este material, contendo sulfato de condroitina,
apresenta habilidades para seletiva biodegradabilidade quando em contato com
a microflora colônica.
(71) Universidade Estadual de Maringá (BR/PR)
(72) Osvaldo Albuquerque Cavalcanti, Élcio José Bunhak, Elizabete Scolin
Mendes, Nehemias Curvelo Pereira
(74) Edenílson Vagner Tiene
(21) PI 0705593-5 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) G01N 31/00 (2009.01), B03D 1/12 (2009.01), B03D 1/01 (2009.01), B03D
1/02 (2009.01), B03D 101/02 (2009.01)
(54) MÉTODO DE QUANTIFICAÇÃO DE AMINAS EM RESÍDUOS DE
FLOTAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO
(57) MÉTODO DE QUANTIFICAÇÃO DE AMINAS EM RESÍDUOS DE
FLOTAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO. A presente invenção diz respeito a um
método de quantificação de aminas graxas provenientes de efluentes gerados
pelo processo de flotação reversa do minério de ferro, utilizando técnica
colorimétrica que contém o verde de bromocresol como corante orgânico.
(71) Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (BR/MG) , Universidade
Federal de Ouro Preto - UFOP (BR/MG)
(72) Maria Irene Yoshida, Cornélio de Freitas Carvalho, Danielle Marques de
Araújo
(21) PI 0705629-0 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) F04B 9/14 (2009.01)
(54) BOMBA SERINGA PARA SUCÇÃO DE FLUIDOS EM SANGRAMENTOS
DE SISTEMAS HIDRÁULICOS DE FREIOS AUTOMOTIVOS
(57) BOMBA SERINGA PARA SUCÇÃO DE FLUIDOS EM SANGRAMENTOS
DE SISTEMAS HIDRÁULICOS DE FREIOS AUTOMOTIVOS. A presente
invenção refere-se a uma bomba seringa relacionada no campo de
instrumentos ou ferramentas, para ser empregada em oficinas mecânicas com
eficiência e praticidade, ou onde houver sua compatibilidade, trata-se de uma
ferramenta para auxiliar na tarefa de sangramentos de sistemas hidráulicos de
freios automotivos que consistem em: um registro adaptador (1), conectado a
uma mangueira transparente (2), este a um cilindro oco transparente (3),
provido de um êmbolo (4), ligado a uma vareta com trava para sustentar o
vácuo no interior do dito cilindro (5), unindo-se a um cabo para sugar ou ejetar
fluidos através de movimentos manuais alternados (6).
(71) ANTONIO JOSÉ DE CARVALHO (BR/SP)
(72) ANTONIO JOSÉ DE CARVALHO
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0705670-2 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) E04H 4/08 (2009.01)
(54) COBERTURA PARA PISCINA
(57) COBERTURA PARA PISCINA. A presente invenção de Cobertura para
Piscina tem a função de tampar totalmente a piscina, impedindo assim, que
entre qualquer tipo de sujeira, oferecendo grande segurança para as crianças,
grande economia na manutenção da piscina, grande economia de água, elimina
o risco de mosquito da dengue e economia de remédio a ser usado na piscina,
porque a água não irá sujar, a Cobertura para Piscina é composto de: Metalon
carbonizado no tamanho de acordo de cada piscina, com encaixe para montar e
desmontar para ser transportado, coberto totalmente de lona a ser fixado em
cima da piscina, (figura 1) representa a estrutura da Cobertura para Piscina,
(figura 2) representa piscina sem cobertura, (figura 3) representa piscina já
coberta com a Cobertura para Piscina, (1) sapata para apoio da estrutura, (2)
colunas da estrutura, (3) cabo de aço para fixar a lona, (4) suportes para
encaixar as peças da estrutura, (5) estrutura Cobertura para Piscina já
montada, (6) piscina descoberta, (7) piscina coberta com Cobertura para
Piscina.
(71) Afonso Felipe de Miranda (BR/MG)
(72) Afonso Felipe de Miranda
(21) PI 0705673-7 A2 (22) 20/11/2007
3.1
(51) E04H 1/02 (2009.01)
(54) IMÓVEL MODULAR TRANSPORTÁVEL
(57) IMÓVEL MODULAR TRANSPORTÁVEL. Patente de Invenção de um
imóvel modular transportável que será utilizado na indústria da construção civil
e será construído em módulo único ou em vários módulos e tem a característica
de ser transportável, ou seja, será montável e desmontável, pois será
construído basicamente com estrutura metálica e/ou madeira ou plástico,
podendo também ser combinado com outros materiais ou então, poderá ser
construído basicamente com madeira. Esse novo processo de construção
permitirá que uma pessoa(flsica ou jurídica) adquira o seu imóvel próprio ser ter
que comprar um terreno.
(71) Charles Stefenoni Queiroz (BR/ES)
(72) Charles Stefenoni Queiroz
(21) PI 0705709-1 A2 (22) 27/11/2007
3.1
(51) G01B 3/02 (2009.01), G01B 3/00 (2009.01)
(54) INSTRUMENTO TECNOLÓGICO DE MEDIÇÃO, AFERIÇÃO DE
ÂNGULOS, CATETOS, HIPOTENUSAS E CÁLCULOS TRIGONOMÉTRICOS
(57) INSTRUMENTO TECNOLÓGICO DE MEDIÇÃO, AFERIÇÃO DE
ÂNGULOS, CATETOS, HIPOTENUSAS E CÁLCULOS TRIGONOMÉTRICOS.
Compreendido por ser um instrumento ferramental de precisão anatômica, leve,
útil, preciso e fácil de manusear, este instrumento é indispensável nas escolas,
nas indústrias e na engenharia civil. A Patente de Invenção é apresentada em
peça única, base com escala graduada contendo medidas desenhadas na parte
inferior da peça, contém uma escala graduada cambiável podendo ser maior ou
menor dependendo da necessidade do usuário, que passará o resultado da
hipotenusa e dos graus (ângulos) e esta fixada a escala graduada por uma
porca recartilhada e um parafuso para aperto que possibilita o giro do objeto
para a direita e vice-versa e giro total. A escala graduada cambiável dará as
medidas dos ângulos, catetos, hipotenusas e cálculos trigonométricos. Possui
desenhado na parte inferior um quadro de apoio para leitura em milímetros. Os
números da base com escala graduada são para traçar, verificar e medir suas
graduações podendo ser em centímetros, milimetros, décimos, centésimos e
milésimos dependendo da área de tolerância exigida.
(71) Vicente Parra Filho (BR/SP)
(72) Vicente Parra Filho
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 73
(21) PI 0705744-0 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) C12P 1/02 (2009.01), C12P 7/06 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO DE ENZIMAS, USO DA COMPOSIÇÃO NA HIDRÓLISE
ENZIMÁTICA DE MATERIAL LIGNOCELULÓSICO, PROCESSO DE
PRODUÇÃO DE ENZIMAS QUE DEGRADAM A FRAÇÃO DE
POLISSACARÍDEOS DA BIOMASSA, PROCESSO DE PRODUÇÃO DE
ÁLCOOL UTILIZANDO A COMPOSIÇÃO DE ENZIMA
(57) COMPOSIÇÃO DE ENZIMAS, USO DA COMPOSIÇÃO NA HIDRÓLISE
ENZIMÁTICA DE MATERIAL LIGNOCELULÔSICO, PROCESSO DE
PRODUÇÃO DE ENZIMAS QUE DEGRADAM A FRAÇÃO DE
POLISSAC.ARÍDEOS DA BIOMASSA, PROCESSO DE PRODUÇÃO DE
ÁLCOOL UTILIZANDO A COMPOSIÇÃO DE ENZIMAS. A presente invenção
se refere a uma composição de enzimas compreendendo (a) enzimas
celulolíticas obtidas por fermentação com Trichoderrna reesei; (b) enzimas
celulolíticas, hemicelulolíticas, ß-glicosidase e enzimas acessórias obtidas por
fermentação com Aspergilius awamori; (c) adicionalmente, pelo menos uma
espécie molecular selecionada do grupo de enzimas e/ou peptideos com
atividade CMCase, ditas espécies moleculares estando presentes nos
sobrenadantes do cultivo de T. reesei e/ou A. awamori como apresentado no
zimograma da Figura 6; e (d) opcionalmente, um veículo compatível com ditas
enzimas, sendo que as ditas enzimas (a) e (b) interagem de modo a resultar em
efeito sinérgico dado pela ação das enzimas acessórias que, entre outras
atividades, rompem as ligações entre a lignina e os polissacarídeos da
biomassa, notadamente a hemicelulose. A presente invenção compreende,
ainda, uma composição de enzimas compreendendo: (a) enzimas celuloliticas
obtidas por fermentação com Trichoderma .reesei; (b) enzimas celuloliticas,
hemicelulolíticas, ß-glicosidase e enzimas acessórias obtidas por fermentação
com Aspergilius awamori; e (c) opcionalmente um veículo compatível com ditas
enzimas, sendo que as ditas enzimas (a) e (b) interagem de modo a resultar em
efeito sínérgíco dado pela ação das enzimas acessórias e espécies moleculares
que atuam de forma diferenciada nos polissacarideos da biomassa e também
nas ligações entre a lignina e a hemicelulose. A invenção ainda inclui um
processo de produção de ditas enzimas celuloliticas e hemícelulolítícas, ßglicosidase e enzimas acessórias e ditas espécies moleculares que compõem a
composição da invenção e um processo de produção de álcool a partir de
biomassa utilizando, na etapa de hidrólise enzímática, a composição da
invenção.
(71) Fundação Universidade de Brasília (BR/DF) , Universidade Estadual de
Campinas - Unicamp (BR/SP) , Universidade Federal do Rio de Janeiro (BR/RJ)
(72) Elba P. da S. Bon, Leda Maria Fortes Gottschalk, Maria Antonieta Ferrara,
Elis Cristina Araujo Eleutherio, Marcos Dias Pereira, Edivaldo Ximenes Ferreira
Filho, Ayla Sant'Ana da Silva, Ricardo Sposina Sobral Teixeira, Leonora Rios de
Souza Moreira, Colin Webb
(74) Claudia Christina Schulz
(21) PI 0705868-3 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) B02C 4/06 (2009.01)
(54) MOEDOR DE CEREAIS E LEGUMINOSAS PARA OBTENÇÃO DE
FARINHAS ESPECIAIS
(57) MOEDOR DE CEREAIS E LEGUMINOSAS PARA OBTENÇÃO DE
FARINHAS ESPECIAIS. O Moedor de Cereais e Leguminosas para Obtenção
74
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
de Farinhas Especiais, que conjuga a função de moer e quebrar os grãos de
cereais ao mesmo tempo atingindo um padrão de farinha mais seca, granulada,
da espessura que se deseje fazer, solta sem aspecto gordurosa e muito fina. O
dito equipamento (Fig.7), é dotado de uma estrutura fixa que ampara o
maquinário no solo em chapas de aço galvanizado, composta por uma moega
(Fig.1 num.l) que recebe o grão descascado e leva-o através de uma alavanca
manual de alimentação de fluxo de produto (Fig.6 num.18) para um sistema de
cilindros (Fig.8 nuni26127) que funcionam dois a dois, perfurados nas laterais
de fundo da máquina, ultrapassando as paredes da estrutura através de polias
(Fig.6 num.23) que transferem a força mecânica vinda do motor (Fig.3 num.7)de
7,5 I{P. Os cilindros giram (Fig.8 num.26/27) em sentidos contrários um ao
outro, ou seja, um em sentido horário e outro em sentido anti-horário o que só é
possível pelo fato de ser usado um reversor automático(Fig..3 num.6) de
funcionamento do motor (Fig.3 num.7), placas protetoras dos conjuntos de
eixos, recipiente condutor da fama e saída da farinha pronta, o que resulta na
obtenção em uma farinha sem características de uma farinha moída nos
equipamentos tradicionais, conseguindo características fisicas semelhante a de
farinha de mandioca torrada.
(71) Wanderson Carlos Costa (BR/MG)
(72) Wanderson Carlos Costa, Gilmar Alves de Melo, João Batista da Silva, Luiz
Carlos Pitol
(74) Sávio Faria Neves
(21) PI 0705873-0 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) G01G 17/02 (2009.01)
(54) PROCESSO E DISPOSITIVO PARA MEDIR CONTINUAMENTE A
GRAMATURA DE FALSOS TECIDOS CHAMADOS DE TNT (TECIDO-NÃOTECIDO) OU NON-WOVEN
(57) PROCESSO E DISPOSITIVO PARA MEDIR CONTINUAMENTE A
GRAMATURA DE FALSOS TECIDOS CHAMADOS DE TNT (TECIDO-NÃOTECIDO) OU NON-WOVEN. A presente invenção refere-se a um processo e
equipamento para medição da gramatura de tecidos TNT de matéria plástica,
de maneira contínua e sem contato, com o uso de um sensor capacitivo. Essa
medição pode ser feita de 3 maneiras; com o uso de um anteparo metálico fixo
(3), cuja distância até o sensor capacitivo é fixa; outra maneira, é com o uso de
um anteparo metálico não-uniforme (6) cuja distância até o sensor capacitivo
não é fixa ao longo da largura do filme, sendo essa distância medida
constantemente por um sensor eddy-current (9). Esta distância medida serve
para re-calibração constante da fórmula que relaciona a capacitância medida
com a gramatura do tecido. A terceira modalidade de medição é com o uso
somente de um sensor capacitivo (12), encostado ou quase encostado ao
tecido TNT sem o uso de nenhum anteparo metálico.
(71) Erlon Maurício Guzella (BR/SC)
(72) Erlon Maurício Guzella
(21) PI 0705875-6 A2 (22) 21/11/2007
(51) E03F 3/04 (2009.01)
(54) TAMPA PROTEÇÃO PARA ESGOTO SANITÁRIO
3.1
RPI 2011 de 21/07/2009
(57) Tampa proteção para esgoto sanitário. Patente de invenção por uma tampa
proteção diferenciada e simplificada de: 1) PVC, com bolsa de 10 cm. 2)Ligando
o esgoto sanitário na caixa do bueiro o fossa céptica 3)Soldada com cola
adesivo plástica na ponta do tubo dentro da caixa 4) Com muita eficiência e
precisão. 5) Fácil e pratico com a tampa fechada impede que o inseto entre pela
tubulação como rato, barata e ate mesmo a água que volta do esgoto quando
transborda etc. 6) Esta tampa proteção colocada dentro da caixa na ponta do
tubo vai ter 100%de aceitação. Por ser muito fácil adaptação. 7) Em quanto que
a retenção e muito cara e existe mão de obra e levada, e pouca conhecida.
8)Quase ninguém usa. 9) Esta tampa com formato retangular no tamanho 150 x
150 com entrada central de 1 00 mm colocado dentro da caixa com o tamanho
do tubo 10 a 15 cm da parede da caixa tampa proteção 1 00x1 00x150 mm.
(71) Moacir Inacio dos Santos (BR/GO)
(72) Moacir Inacio dos Santos
(21) PI 0705876-4 A2 (22) 26/11/2007
3.1
(51) A47J 36/36 (2009.01)
(54) ABAFA FOGO
(57) ABAFA FOGO. Patente de invenção para um controlador de chamas
(labaredas) e gases tóxicos de churrasqueira à carvão. Compreendido por uma
bolsa plástica fig. 1.1 cheia d'agua misturada com outros líquidos, que ao ser
colocado por sobre as brasas da churrasqueira numa temperatura de no
mínimo 100°C transformando o estado líquido em gasoso, que saem através da
microporosidade da embalagem permitindo o controle das chamas (labareda) e
a neutralização dos gase tóxicos do carvão. A alça lateral fig. 1.2 (2-A e 2-B),
auxilia na colocação do abafa fogo dentro ca churrasqueira com maior
segurança.
(71) Epitácio Vieira Marques (BR/GO)
(72) Epitácio Vieira Marques
(21) PI 0705882-9 A2 (22) 20/11/2007
3.1
(51) B65D 1/06 (2009.01)
(54) CENTRAL DE PRODUTOS A GRANEL
(57) CENTRAL DE PRODUTOS A GRANEL. Caracterizado por constituir-se de
uma estrutura própria, específica do tipo mecânico, e formato geral
RPI 2011 de 21/07/2009
paralelepipedal (1), contendo integrados e simetricamente dispostos entre si um
suporte póstero-inferior (2) de formato geral similar a um "L", disposto
verticalmente e simetricamente sobre uma superfície plana qualquer e
possuindo um conjunto de travessas inferiores (2A) de formato geral retilíneos
de seção retangular, que, de acordo com as suas características, propicia a
formação de uma estrutura própria especifica do tipo mecânica diretamente
aplicável no conjunto de procedimentos e acondicionamento de produtos soltos
ou a granel, primordialmente cereais, rações e similares, com vistas a
possibilitar de forma extremamente prática e eficiente uma completa otimização
e hig ienizaçáo nestes procedimentos em mercados, petshops, agropecuários e
similares
(71) Joel Capelini (BR/PR)
(72) Joel Capelini
(74) Paulo José Lunkes
(21) PI 0705924-8 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) F24C 1/06 (2009.01), F24C 1/14 (2009.01), F24C 7/06 (2009.01), F24C
15/32 (2009.01), F24C 13/00 (2009.01)
(54) FORNO A GÁS PARA COZIMENTO A VAPOR E FOGÃO
(57) FORNO A GÁS PARA COZIMENTO A VAPOR E FOGÃO. A presente
invenção refere-se a um forno a gás capaz de prover um cozimento a vapor
através de uma disposição construtiva simples e de fácil implementação. Tal
disposição construtiva é provida por um forno a gás para co- zimento a vapor
(100) compreendendo pelo menos: uma cavidade interna (105) dotada de uma
porção útil acessível por um usuário e capaz de aco- modar utensílios e
alimentos; um meio de armazenamento (101) capaz de acomodar pelo menos
um tipo de liquido; e um dispositivo de aquecimento (103) associável ao meio
de armazenamento (101) e capaz de elevar a tem- peratura do líquido contido
no meio de armazenamento (101) para propor- cionar a evaporação de pelo
menos uma porção do líquido, sendo que o meio de armazenamento (101) está
disposto integralmente e fixamente na porção útil da cavidade interna (105) ou
disposto integralmente e fixamente abaixo de uma base (107) da cavidade
interna (105). Opcionalmente, o meio de armazenamento (101) é associável
removivelmente ao forno (100). A presente invenção refere-se ainda a um fogão
(200) compre- endendo pelo menos um topo de fogão e um forno (100) de
acordo com o acima descrito.
(71) Whirlpool S.A. (BR/SP)
(72) CRISTINA WESTPHAL HARTKE
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 75
(21) PI 0705979-5 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(30) 28/11/2006 IT MI2006A002289
(51) F01L 1/00 (2009.01), F01L 13/00 (2009.01), F01L 13/06 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO DE FRENAGEM POR DESCOMPRESSÃO EM MOTORES
ENDOTÉRMICOS
(57) DISPOSITIVO DE FRENAGEM POR DESCOMPRESSÃO EM MOTORES
ENDOTÉRMICOS. Dispositivo de frenagem por descompressão em um motor
endotérmico (1) do tipo que compreende uma cabeça com, pelo menos, um
eixo de alavanca (2), em que uma pluralidade de buchas excêntricas (31) de
uma pluralidade correspondente de alavancas (3) são rotacional e
excentricamente montadas, cada alavanca (3) sendo fornecida com um tucho
(4) para atuar uma ou mais válvulas de escape (5), e um eixo de comando de
válvulas (30) que aciona a referida pluralidade de alavancas (3), o dispositivo
sendo caracterizado pelo fato de que compreende um membro de acionamento
(6, 61) montado externamente ao referido eixo de alavanca (2) e ligado às
referidas buchas por meio dos meios de articulação (8, 9, 10), a disposição
sendo tal que uma respectiva rotação das referidas buchas (2) de um valor
angular pré-determinado (cL) com deslocamento conseqúente do eixo de
articulação das referidas alavancas (3) corresponde a cada excursão do
referido membro de acionamento (6, 61).
(71) IVECO S.P.A. (IT)
(72) PIETRO BIANCHI
(74) Di Blasi, Parente, S. G. & Associados S/C
(21) PI 0705987-6 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) H04L 9/32 (2009.01), H04L 9/16 (2009.01), G06F 21/22 (2009.01)
(54) MÉTODO, SISTEMA E PROCESSO PARA CERTIFICAÇÃO E/OU
AUTORIZAÇÃO ATRAVÉS DE SENHA TRIPLAMENTE DINÂMICA DE USO
ÚNICO
E
VOLÁTIL,
CARACTERIZADO
PELA
IDENTIFICAÇÃO
ALFANUMÉRICA OU DE IMAGEM DE TERMINAL ORIGINADOR E USO DE
QUALQUER SISTEMA OU PROCESSO DE TELECOMUNICAÇÃO
(57) Método, sistema e processo para autenticação e/ou certificação e/ou
autorização que utilize um identificador de chamadas do terminal recebedor.
Como interface para recebimento de seqúencial numérico e/ou alfanumérica
e/ou de imagem de terminal, capaz de ser caracterizado como um
gerador/recebedor de senha dinâmica que autentica a transação, operação ou
certificação, sejam estas transações eletrônicas ou não, objetivando uma
confirmação referente à identidade do usuário ou certificação de produtos e
serviços ou autorização de uso, de forma dinâmica, certificada e em tempo real,
que se utiliza de rede de comunicação de forma principal ou alternativa para
transmitir determinado sequencial de caracteres numéricos ou alfanuméricos,
especiais ou imagens, que uma vez identificados e confirmados, certificam a
transação ou operação e seus envolvidos, podendo fornecer ainda autenticação
adicional às de senhas numéricas, alfanuméricas e/ou biométricas. Seu uso
certifica e/ou autoriza, de forma principal ou ainda de forma adicional, às
transações e/ou operações que envolvam senhas, códigos numéricos de
identificação de usuário, servindo como contra-senhas ou como certificador de
qualquer processo, operação ou autorização, denominado de TDOTP (TRIPLE
DYNAMIC ONE TIME PASSWORD) - ou STD (SENHA TRIPLAMENTE
DINÂMICA).
(71) Ricardo Henrique Ramos (BR/SC) , Jefferson da Cunha (BR/SC)
(72) Ricardo Henrique Ramos, Jefferson da Cunha
76
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
cicatrizante e perfura a parede(P) do frasco, seja para inserir ou para extrair
medicamento, e no momento da retirada da agulha, a parede(P) e a membrana
interior(3) ficam perfuradas, mas o vedante(4) de função cicatrizante, devido a
memória do próprio material torna-se a fechar.
(71) VICENTE APARECIDO DA SILVA (BR/SP)
(72) VICENTE APARECIDO DA SILVA
(74) EXCEL MARCAS E PATENTES LTDA
(21) PI 0705996-5 A2 (22) 28/11/2007
3.1
(51) G05B 15/00 (2009.01), G05B 11/00 (2009.01), H02H 3/02 (2009.01)
(54) SISTEMA DE DESLIGAMENTO AUTOMÁTICO POR AUSÊNCIA DE
CONSUMO
(57) SISTEMA DE DESLIGAMENTO AUTOMÁTICO POR AUSÊNCIA DE
CONSUMO. Que se baseia no uso de um algoritmo no microprocessador do
equipamento, cuja habilitação poderá ser feita na inicialização ou durante o
funcionamento do equipamento, pelo pressionamento da chave liga-desliga, de
forma que o sistema monitore o consumo do equipamento e, quando verificada
a ausência de consumo, desligue-o da rede elétrica.
(71) Microsol Tecnologia S/A (BR/CE)
(72) Valdelirio Pereira Soares Filho
(74) Wettor Bureau de Apoio Emp. S/S Ltda ME
(21) PI 0706134-0 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) C11D 1/835 (2009.01), C11D 17/00 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO PARA LAVAR E SECAR UTENSÍLIOS DE COZINHA EM
MÁQUINAS DE LAVAR AUTOMÁTICAS
(57) COMPOSIÇÃO PARA LAVAR E SECAR UTENSÍLIOS DE COZINHA EM
MÁQUINAS DE LAVAR AUTOMÁTICAS. Composição que compreende uma
mistura de dois ou mais ingredientes ativos, contendo estes ação de lavar e
secar, numa só operação, as louças e utensílios; mais particularmente, a
presente composição inovada apresenta-se na forma de solução e compreende
a mistura de tensoativos náo-iônicos e catiônicos em associação a agentes
coadjuvantes facilitadores de limpeza. A presença dos tensoativos náo-iônicos
tem por finalidade principal a limpeza, enquanto que os catiônicos promovem
ação bactericida, secante e abrilhantadora.
(71) QUIMINAC INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA (BR/SP)
(72) MIGUEL ANTÔNIO SIMKUNAS
(74) JOSÉ EDIS RODRIGUES
(21) PI 0706141-2 A2 (22) 22/11/2007
3.1
(51) A61F 6/00 (2009.01)
(54) MÉTODO ANTICONCEPCIONAL REVERSÍVEL POR MEIO DE UM
DISPOSITIVO INTRA-TUBÁRIO
(57) MÉTODO ANTICONCEPCIONAL REVERSÍVEL POR MEIO DE UM
DISPOSITIVO INTRA-TUBÁRIO. A presente invenção refere-se a um método
anticoncepcional reversivel, através um dispositivo de barreira introduzido na
trompa de falópio, que poderá ser retirado, a qualquer momento, revertendo
assim o estado anticoncepcional sem deixar seqUelas, preservando a total
integridade anatômica e fisiológica deste seguimento o que permite ser aplicado
nos mais variados grupos de mulheres como método anticoncepcional
reversível, sem a necessidade de incisões cirúrgicas ou alteração do estado
físico.
(71) FLÁVIO FEITOSA SOUTO (BR/SP)
(72) FLÁVIO FEITOSA SOUTO
(74) CRIMARK ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA.
(21) PI 0706126-9 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(51) B65D 41/20 (2009.01), A61J 1/06 (2009.01)
(54) VÁLVULA CICATRIZANTE PARA FRASCOS DE MEDICAMENTOS
INJETÁVEIS
(57) VÁLVULA CICATRIZANTE PARA FRASCOS DE MEDICAMENTOS
INJETÁVEIS. Idealizada a fim de evitar vazamentos, impedir qualquer contato
do medicamento com o ar ambiente e possíveis contaminações, e visando
minimizar custos visto que os moldes utilizados para a fabricação dos frascos
de medicamentos são aproveitados, sendo apenas adaptados para o acople da
válvula cicatrizante no momento da moldagem do mesmo no processo de
sopro, caracterizada por ser constituída de um corpo único tubular(1) que pode
conter ou não um friso externo(2) ou uma reentrância, sendo este dotado de
uma membrana interna(3) de fácil perfuração, aproximadamente na região
central, sendo que uma das partes internas do corpo tubular(1) é preenchida
com vedante(4) de função cicatrizante, sendo este conjunto que compõe a
válvula cicatrizante(5) acoplada ao frasco do medicamento, podendo esta
receber uma tampa(T), um selo(S) ou mesmo um lacre de fácil abertura na
parte externa, conformando assim uma câmara de ar estéril(6), de modo que a
agulha, seja de um equipo ou de uma seringa, passa pela câmara de ar
estéril(6), perfura a membrana interna(3) atravessa o vedante(4) de função
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 77
(72) CARMEN GILDA BARROSO TAVARES DIAS, POLIANA BORGES
BRINGEL
(21) PI 0707568-5 A2 (22) 17/12/2007
3.1
(30) 22/06/2007 US 60/945,613; 26/07/2007 US 60/952,089; 08/11/2007 US
11/937,249
(51) B60G 15/07 (2009.01), B60G 15/00 (2009.01)
(54) SISTEMA DE SUSPENSÃO PARA PIVOTADAMENTE SUPORTAR UMA
RODA DE UM VEÍCULO MOTORIZADO
(57) SISTEMA DE SUSPENSAO PARA PIVOTADANENTE SUPORTAR UMA
RODA DE UM VEÍCULO MOTORIZADO. O sistema de suspensão da invenção
suporta de modo articulado uma roda de veículo motorizado. Braços de controle
superior e inferior cooperam com um cubo que suporta a roda. Um amortecedor
de vibração coopera com o braço de controle inferior. A ligação em U
interconecta o braço de controle inferior e uma das extremidades de terminal do
amortecedor de vibração, dai definindo um eixo geométrico comum que bisecta
a ligação em U. O amortecedor de vibração se desloca ao longo do eixo
geométrico comum para absorver as vibrações transmitidas a partir da
superfície do piso através da roda.
(71) Radar Industries Inc. (US)
(72) Robert D. Kucinski, Mark S. Zmylowski
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0706157-9 A2 (22) 19/11/2007
3.1
(51) A47C 1/00 (2009.01), A47C 1/034 (2009.01)
(54) ASSENTO DE AJUSTE POSTURAL
(57) ASSENTO DE AJUSTE POSTURAL. Compreende a presente patente de
invenção a um assento (1) para cadeira constituído de duas bases de apoio
planas (2 e 3): urna superior, e a outra inferior, contendo entre elas três molas
(4, 5 e 6) dispostas na região central a espaços regulares, sendo duas molas
dispostas em linha, paralelamente a borda frontal, e a outra mola disposta entre
etas a uma distância relativamente próxima a borda oposta. Contendo, ainda:
uma almofada de espuma (7), revestida por vinil, couro ou tecido (8); um
pequeno rolo cilíndrico (9), na parte anterior, próximo a borda frontal, para
separar as pernas. Dito assento, que pode compor, preferivelmente, unia
cadeira (10), especialmente construídas para tratamentos terapéuticos de
pacientes com problemas posturais, contendo: um apelo para os pés (11), que
pode ser ajustada através de manípulos (12), posicionados nos apoio de braços
e em quatro fissuras (13), dispostas, duas a duas, lateralmente, por onde
passam dois elásticos (14); nos suportes laterais do encosto, elásticos (15) que
são presos e ajustados por velcro, para ser usado como auxilio no contrcde da
postura ou como recurso de segurança, para apoio do tronco; uma almofada
removível (17); e quatro rodízios (16), para facilitam seu transporte em curtos
percursos. Sendo que tanto o rolo cilíndrico (9) ciuanto os elásticos (14 e 15)
podem ser removíveis, no caso do seu uso não ser necessario.
(71) Ivana Lopes Vieira (BR/MG)
(72) Ivana Lopes Vieira
(74) CHARLES SOARES ROCHA
(21) PI 0706187-0 A2 (22) 23/11/2007
3.1
(51) C08J 11/06 (2009.01), C04B 18/02 (2009.01), B29B 17/04 (2009.01)
(54) DESENVOLVIMENTO DE ECO-PISOS A BASE DE POLIESTIRENO PÓSCONSUMO CARREGADO COM FIBRA DE COCO DE BABAÇU
(57) DESENVOLVIMENTO DE ECO-PISOS A BASE DE POLIESTIRENO PÓSCONSUMO CARREGADO COM FIBRA DE COCO DE BABAÇU. Refere-se a
presente patente de invenção o Desenvolvimento de Eco-Pisos a Base de
Poliestireno Pós-Consumo Carregado com Fibra de Coco de Babaçu,
caracterizado por utilizar ferramentas simples na confecção das placas, através
de três etapas seguidas de moagem e compressão, utilizando resíduos pósconsumo e agroindustrial. A conformação dos eco-pisos foi realizada com o
objetivo de obter pisos com superficie superior com brilho e conforto térmico, e
superfície inferior rugosa para facilitar o assentamento.
(71) Universidade Federal do Pará (BR/PA)
(21) PI 0707571-5 A2 (22) 06/11/2007
3.1
(30) 06/11/2006 US 11/594,038
(51) H02J 3/00 (2009.01), G06Q 20/00 (2009.01), B60M 3/00 (2009.01)
(54) VEÍCULO FERROVIÁRIO OU OUTRO VEÍCULO RESTRITO A VIAJAR
SOBRE TRILHOS EQUIPADO PARA PROPORCIONAR ENERGIA ELÉTRICA
SOLAR PARA USO EM VEÍCULO MAGLEV E/OU VEÍCULO SOBRE PNEUS,
E SISTEMAS DE SUPORTE PARA ESTE TIPO DE VEÍCULO
(57) VEÍCULO FERROVIÁRIO OU OUTRO VEÍCULO RESTRITO A VIAJAR
SOBRE TRILHOS EQUIPADO PARA PROPORCIONAR ENERGIA ELÉTRICA
SOLAR PARA USO EM VEÍCULO MAGLEV E/OU VEÍCULO SOBRE PNEUS,
E SISTEMAS DE SUPORTE PARA ESTE TIPO DE VEÍCULO. Um veículo de
caminho restrito (ou trem de tais veículos), restritos a viajar ao longo de trilhos
ou trilhos-guia de um sistema de levitação magnética ou seguir uma catenária,
é equipado para fornecer energia elétrica derivada para o uso em não-veículo
derivado de coletores solares formado ou fornecido na superfície do veículo. A
energia elétrica solar é fornecida ao sistema de acoplamento distribuído
próximo ao trilho ou trilho-guia ou catenária e/ou fornecidas como partes deste,
O sistema de acoplamento então fornece a energia para possível uso pela rede
pública de energia elétrica ou outro uso de não- veículo, e pode compensar o
veículo (ou trens de veículos) para a energia elétrica.
(71) PAUL J. PLISHNER (US)
(72) PAUL J. PLISHNER
(74) Araripe & Associados
78
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0711516-4 A2 (22) 21/11/2007
3.1
(30) 23/11/2006 FR 06 10 259
(51) G06F 17/00 (2009.01)
(54) MÉTODO, PROGRAMA E SISTEMA PARA A SIMULAÇÃO DE CANAIS,
IMPLEMENTADO POR COMPUTADOR
(57) MÉTODO, PROGRAMA E SISTEMA PARA A SIMULAÇÃO DE CANAIS,
IMPLEMENTADO POR COMPUTADOR. Compreendendo as etapas de: (i) interpretação de dados característicos de um último canal (50, 150) e de um
canal inicial modelado (60); (ii) determinação, a partir desses dados
interpretados, de pontos (71 - 74, 81 - 84) sobre trajetórias (70, 80) que vão do
último canal ao canal inicial; e (iii) simulação de ao menos um canal
intermediário (92) que passa por esses pontos.
(71) TOTAL S A (FR)
(72) Labourdette Richard
(74) PAULO CESAR VAZ MACHADO
RPI 2011 de 21/07/2009
guidão trava o acelerador juntamente com o freio dianteiro mantendo o mesmo
acionado e travando a roda, sendo impossível a moto efetuar qualquer
movimento e também a aceleração que por sua vez ficará também travada.
Fica sem acelerador e o freio travado, sendo que o dispositivo de fácil
colocação e de maneira que não necessita de manutenção ou reparo, pois, sua
colocação, e de maneira fácil e segura tendo em vista o bloqueio do roubo da
moto.
(71) CLOVIS GARDESANI (BR/SP)
(72) CLOVIS GARDESANI
(21) PI 0714857-7 A2 (22) 25/07/2007
3.1
(51) B03B 4/02 (2009.01)
(54) BANADEIRA DE CAFÉ
(57) Banadeira de Café. Patente de invenção para banar o café em cereja que é
compreendido por uma armação de madeira (1) onde é fixado na sua superficie
o reservatório (2) e nas laterais a caixa de ventilação ( 3 ). Essa caixa contém
um ventilador (4 ) que serve para retirar as folhas do café, apenas os grãos de
café caem na bica de jogo ( 6 ) A bica de jogo é movimentada por um mancal
curvo (5 ). O café é peneirado por uma peneira de furos pequenos onde é
retirada as impurezas, os grãos vazão por uma peneira de furos maiores caindo
na bica de saída (7).
(71) PAULO RUBENS MENDES (BR/MG)
(72) PAULO RUBENS MENDES
(21) PI 0714448-2 A2 (22) 19/10/2007
3.1
(51) B60P 1/28 (2009.01), B60P 1/00 (2009.01)
(54) CARROCERIA TELESCÓPICA PARA CAMINHÕES E CAVALOS
MECÂNICOS
(57) CARROCERIA TELESCÓPICA PARA CAMINHÕES E CAVALOS
MECÂNICOS. Patente de Invenção compreendida por uma plataforma coberta
por módulos 1 que podem ser interpostos 2, 3, 4, 5, 6 deslizando sobre trilhos e
guias fixadas as laterais da estrutura da carroceria 7 e 9 proporcionando
espaços livres para facilitar o carregamento e descarregamento de volumes
diversos. Durante as movimentaçôes de transporte, tais módulos podem ser
fechados e travados formando uma unidade integral, protegendo com
segurança toda a carga armazenada.
(71) Alcides Boschiero Júnior (BR/SP)
(72) Alcides Boschiero Júnior
(21) PI 0714550-0 A2 (22) 08/11/2007
3.1
(51) B62H 5/02 (2009.01)
(54) TRAVA CONTRA ROUBO PARA MOTO
(57) Trava contra roubo para moto. Patente da invenção para moto que é
compreendida por uma trava tipo um cadeado colocado no guidão. 1)Colocado no acelerador. 2)- Puxando o freio dianteiro para traz. 3)- tendo um
furo no guidão passando a trava. A figura 2 mostra o furo no guidão passando
de um lado para outro. A Figura 3 mostra a trava que quando instalada no
(21) PI 0800110-3 A2 (22) 13/02/2008
3.1
(30) 14/02/2007 DE 102007007277.7
(51) B60G 23/00 (2009.01)
(54) SUSPENSÃO DE EIXO, E, MÁQUINA AGRÍCOLA
(57) SUSPENSÃO DE EIXO, E, MÁQUINA AGRÍCOLA. É descrita uma
suspensão de eixo (10) de um arranjo de duas rodas. A suspensão de eixo (10)
compreende um alojamento (12) que acomoda pelo menos dois suportes de
eixo (15, 16), cada qual conectado a um eixo de roda (30, 32). A fim de
melhorar as funções do corpo do eixo (10) em terreno irregular, os suportes de
eixo (15, 16) assumem a forma de corpos pivô, que compreendem um primeiro
elemento (18, 20) conectado no respectivo eixo de roda (30, 32) e um segundo
elemento (22, 24), os primeiros elementos (18, 20) dos respectivos corpos pivô
estendendo-se em direções opostas, o primeiro e segundo elementos (18, 20,
22, 24) do respectivo corpo pivô sendo arranjados rigidamente um em relação
ao outro e os corpos pivô sendo suspensos em tomo de pelo menos um eixo
pivô suportado fixamente no alojamento (12), e que são providos dispositivos de
conexão, que articulam os corpos pivô juntos de uma maneira tal que um
movimento pivô de um corpo pivô em tomo de seu eixo pivô produza um
movimento pivô do outro corpo pivô na mesma direção em tomo de seu eixo
pivô.
(71) John Deere Brasil LTDA (BR/RS)
(72) Rogerio Kroth, Ademar Gelbhar
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 79
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0800909-0 A2 (22) 04/04/2008
3.1
(30) 28/11/2007 US 11/946.279
(51) H03J 7/04 (2009.01)
(54) CONTROLE DE FREQÜÊNCIA DE RÁDIO PARA SISTEMAS DE
COMUNICAÇÃO
(57) CONTROLE DE FREQÜÊNCIA DE RÁDIO PARA SISTEMAS DE
COMUNICAÇÃO. Um dispositivo eletrônico capaz de realizar um controle de
freqúência automático (AFC) para manter uma freqúência e um sincronismo
sem boas rajadas recebidas, no qual uma unidade de oscilação e uma unidade
de processamento de banda base são providas. Onde a unidade de
processamento de banda base computa um ajuste de compensação de acordo
com um modelo de predição e uma informação armazenada referente a um
ajuste de valor digital prévio, quando detectando que a unidade de
processamento de banda base é incapaz de controlar a unidade de oscilação
de acordo com as rajadas recebidas a partir da unidade de comunicação
remota, e ajusta a unidade de oscilação de acordo com o ajuste de
compensação determinado.
(71) MEDIATEK INC. (TW)
(72) DUNG-YUN CHEN, CHIN-FA HSU, HUNG-SHIUN FU, CHUNG-SHINE
HUANG
(74) FLÁVIA SALIM LOPES
(21) PI 0801315-2 A2 (22) 15/05/2008
3.1
(30) 15/05/2007 US 11/748,744
(51) F16J 15/00 (2009.01)
(54) VEDAÇÃO DE EIXO RADIAL COM MÚLTIPLOS BORDOS PRÉLUBRIFICADA COM ACOMODAÇÃO DE GRANDE DESLOCAMENTO RADIAL
(57) VEDAÇÃO DE EIXO RADIAL COM MÚLTIPLOS BORDOS PRÉLUBRIFICADA COM ACOMODAÇÃO DE GRANDE DESLOCAMENTO
RADIAL. A presente invenção refere-se a uma vedação de eixo radial para
acomodar o deslocamento radial grande do eixo em relação a um invólucro. A
vedação inclui um inserto de retenção anular proporcionado para engatar a
vedação com um invólucro fixo. Um corpo de vedação elastomérico anular é
moldado junto ao inserto de retenção e inclui uma parte flexível se estendendo
axialmente se estendendo a partir de uma superfície interna do inserto de
retenção. Uma parte de vedação se estende a partir de uma extremidade
radialmente interior da parte flexível e inclui o primeiro e o segundo bordos de
vedação e uma superfície de mancal elastomérica disposta entre o primeiro e o
segundo bordos de vedação. A superfície de mancal inclui várias almofadas
elevadas adaptadas para engatar com o eixo. Cada uma das almofadas inclui
uma borda arredondada nas laterais das mesmas para encorajar a criação de
uma película de lubrificação entre as almofadas e o eixo. As almofadas são
lubrificadas por um lubrificante disposto em uma câmara lubrificante disposta
entre o primeiro e o segundo bordos de vedação.
(71) Freudenberg-Nok General Partnership (US)
(72) John C. Dahlheimer
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0801316-0 A2 (22) 15/05/2008
3.1
(30) 15/05/2007 US 11/748.764
(51) B25B 7/00 (2009.01)
(54) ALICATE DE PRESSÃO
(57) ALICATE DE PRESSÃO. O alicate de pressão compreende um primeiro
cabo conectado a uma primeira mandíbula. Um segundo cabo e uma segunda
mandíbula são conectados de forma pivotante ao primeiro cabo e à primeira
mandíbula de tal modo que movimento do primeiro cabo em relação ao
segundo cabo faz com que as mandíbulas sejam abertas e fechadas. É provido
um mecanismo para travar as mandíbulas em relação uma a outra e aplicar
uma força de sujeição ou agarramento sobre uma peça a trabalhar posicionada
entre as mandíbulas. Um mecanismo de liberação é provido para destravar o
alicate, o qual é independente da operação de travamento.
(71) Irwin Industrial Tool Company (US)
(72) David P. Engvall, Thomas M. Chervenak
(74) NELLIE ANNE DANIEL SHORES
(21) PI 0801342-0 A2 (22) 05/05/2008
3.1
(30) 04/05/2007 DE 20 2007 006 428.4
(51) B25C 5/00 (2009.01)
(54) TAMBOR DE ARMAZENAMENTO DE GRAMPOS PROVIDO COM UM
TRANSPONDER
(57) TAMBOR DE ARMAZENAMENTO DE GRAMPOS PROVIDO COM UM
TRANSPONDER. A presente invenção refere-se a um tambor para armazenar
e dispensar um material bobinado enrolado no tambor, em particular, uma linha
de grampos, o dito tambor compreendendo um corpo de tambor (10; 110) que
apresenta um cubo (50; 150) e paredes laterais (22, 32; 122,133)
respectivamente dispostas nas faces de extremidade axial do cubo (50; 150), as
ditas paredes laterais se estendendo além da superfície circunferencial externa
do cubo (50; 150) na direção radial, em que o espaço de armazenamento (S)
definido pelas superfícies viradas para dentro das paredes laterais (22, 32; 122,
132) e pelo cubo e se estendendo circunferencialmente em torno do cubo (50;
150) é usado para acomodar o material bobinado. O corpo do tambor (10; 110)
apresenta pelo menos uma região dielétrica (60; 160) para acomodar pelo
menos um transponder em uma área do cubo (50; 150) virada para longe do
espaço de armazenamento (S) para o material bobinado.
(71) POLY-CLIP SYSTEM GMBH & CO.KG (DE)
(72) Klaus Hein
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
80
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(21) PI 0801348-9 A2 (22) 25/04/2008
3.1
(30) 26/04/2007 US 11/740.340
(51) F28F 1/00 (2009.01)
(54) CONFIGURAÇÃO DE SUPORTE DE EXTREMIDADE PARA TUBOS DE
VAPOR DE UM SUPERAQUECEDOR OU REAQUECEDOR
(57) CONFIGURAÇÃO DE SUPORTE DE EXTREMIDADE PARA TUBOS DE
VAPOR DE UM SUPERAQUECEDOR OU REAQUECEDOR. Suporte de
extremidade para tubos paralelos de um superaquecedor ou reaquecedor com
uma parte tubular curva, uma parte tubular linear se estendendo para longe de
cada extremidade da parte tubular curva, e um elemento de suporte formado
em uma seção curva da parte tubular curva. As partes tubulares formam uma
conexão entre duas partes consecutivas de uma passagem de fluido. Em uma
modalidade preferida, as partes tubulares e o elemento de suporte são
formados, moldados ou fundidos integralmente de um material adequado, tal
como aço-carbono, aço inoxidável, liga de cromo-níquel, ou de outras ligas
adequadas que tenham alta resistência à temperatura e alta resistência à
oxidação. O elemento de suporte é configurado para fixar de forma segura a
configuração de suporte de extremidade aos consolos de suporte de parede na
parede de suporte de tubo. Preferivelmente, o elemento de suporte e o consolo
de suporte de parede deslizam um no outro para fornecer movimento relativo
entre os tubos de supe-raquecedor e o suporte de parede ou tubos de caldeira.
(71) The Babcock & Wilcox Company (US)
(72) George H. Harth III
(74) Nellie Anne Daniel-Shores
(21) PI 0801352-7 A2 (22) 06/05/2008
3.1
(30) 07/05/2007 US 60/916,446; 28/03/2008 US 12/057,409
(51) F04C 18/00 (2009.01)
(54) COMPRESSOR DE ALTA PRESSÃO E MÉTODO DE FORMAÇÃO DE
POLPA COM EXPLOSÃO DE VAPOR
(57) COMPRESSOR DE ALTA PRESSÃO E MÉTODO DE FORMAÇÃO DE
POLPA COM EXPLOSÃO DE VAPOR. A presente invenção refere-se a um
método de formação de polpa com explosão de vapor incluindo: impregnar um
material de alimentação de biomassa celulósico em um recipiente de reator
pressurizado, descarregar o material de alimentação impregnado do recipiente
para um compressor de alta pressão, elevar a pressão do material de
alimentação no compressor, descarregar o material de alimentação
pressurizado do compressor para um conduto acoplado em uma válvula de
descarga, reduzir rapidamente a pressão do material de alimentação
pressurizado quando o material de alimentação passa através da válvula de
descarga e polpar o material de alimentação pela expansão do fluido no
material de alimentação durante a rápida redução de pressão.
(71) Andritz INC. (US)
(72) Thomas Pschorn, Marc Sabourin, Peter Mraz
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0803004-9 A2 (22) 19/06/2008
3.1
(30) 19/06/2007 US 11/820.389
(51) C04B 35/48 (2009.01), C04B 35/10 (2009.01), C04B 35/14 (2009.01)
(54) COMPOSIÇÃO REFRATÁRIA PARA FORNOS DE FUSÃO VÍTREA
(57) COMPOSIÇÃO REFRATÁRIA PARA FORNOS DE FUSÃO VÍTREA. Um
sistema refratário incluir o primeiro conjunto de componentes e um aglutinante
de sílica coloidal. O primeiro conjunto de componentes inclui alumina e zircânia.
O aglutinante de sílica coloidal está em 5% em peso a 20% em peso do peso
seco do primeiro conjunto de componentes. A composição refratária
compreende 10% em peso a 45% em peso de alumina, pelo menos 35% em
peso de zircônia, e pelo menos20% em peso de sílica.
(71) Magneco/Metrel, INC (US)
(72) Charles W. Connors, Michael W. Anderson, Shirish Shah
(74) ALEXANDRE FERREIRA
(21) PI 0803040-5 A2 (22) 29/08/2008
3.1
(30) 30/08/2007 US 11/847834
(51) G09B 11/04 (2009.01)
(54) SISTEMA DE ESTÊNCIL, E, MÉTODO PARA USAR UM SISTEMA DE
ESTÊNCIL
(57) SISTEMA DE ESTÊNCIL, E, MÉTODO PARA USAR UM SISTEMA DE
ESTÊNCIL. É descrito um sistema de esténcil que inclui uma armação de
estêncil com uma pluralidade de aberturas formada nela para guiar o desenho
de um usuário, O sistema de estêncil inclui adicionalmente uma indicação em
forma de mão na armação de estêncil para indicar a um usuário para colocar a
mâo do usuário nela para estabilizar manualmente a armação de estêncil
durante uso.
(71) Meadwestvaco Corporation (US)
(72) Toni M. Schulken
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0803493-1 A2 (22) 08/09/2008
3.1
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 81
(30) 10/09/2007 US 11/852392
(51) G09B 19/10 (2009.01)
(54) KIT DE ATIVIDADE, E, MÉTODO PARA CRIAR UM PROJETO DE
ARTESANATO
(57) KIT DE ATIVIDADE, E, MÉTODO PARA CRIAR UM PROJETO DE
ARTESANATO. Um kit de atividade incluindo uma folha de montagem com um
desenho provido sobre a mesma e uma tira de papel colorido, O kit ainda inclui
instruções instruindo um usuário a cortar a tira de papel colorido em peças
menores e aderir as peças cortadas sobre o desenho.
(71) Meadwestvaco Corporation (US)
(72) Toni M. Schulken
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0803538-5 A2 (22) 29/09/2008
3.1
(30) 16/11/2007 US 11/985.607
(51) B01D 27/10 (2009.01), B01D 27/08 (2009.01)
(54) CARTUCHO COM VEDAÇÃO OVAL SEM GOTEJAMENTO DE SUJEIRA
(57) CARTUCHO COM VEDAÇÃO OVAL SEM GOTEJAMENTO DE SUJEIRA.
Uma unidade de montagem é descrita incluindo uma unidade de montagem
central e um cartucho de filtro de fluido. A unidade de montagem central inclui
uma carcaça principal apresentando uma abertura de embocadura de
escoamento, um interior aberto, e um flange radial. Uma prateleira interior é
posicionada próxima a abertura de embocadura de escoamento da carcaça
principal. A prateleira interior inclui uma abertura de escoamento interior. Uma
bilha da válvula de retenção é posicionada em forma móvel na prateleira interior
para movimentar-se entre a abertura de embocadura de escoamento e a
abertura de escoamento interior. Uma tampa de extremidade carregada com
mola é conectada de forma móvel junto a uma extremidade superior da carcaça
principal e é configurada para movimentar-se entre um estado comprimido e um
estado não-comprimido. Um pino de bloqueio se estende a partir de uma
superfície inferior da tampa de extremidade. Quando a tampa de extremidade
encontra-se no estado comprimido, o pino de bloqueio impede que a bilha da
válvula de retenção bloqueie o escoamento de um fluxo de fluido através da
abertura de escoamento interior.
(71) Cummins Filtration Ip, Inc (US)
(72) Wassem Abdalla, Zemin Jiang
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0804678-6 A2 (22) 28/10/2008
3.1
(30) 26/10/2007 US 60/983,111; 05/03/2008 US 12/042,368
(51) A63B 21/00 (2009.01), A63B 1/00 (2009.01)
(54) CONJUNTO DE EXERCÍCIO DE LEVANTAMENTO COM MANÍPULOS
GIRÁVEIS E BARRA PIVOTÁVEL
(57) CONJUNTO DE EXERCÍCIO DE LEVANTAMENTO COM MANÍPULOS
GIRÁVEIS E BARRA PIVOTÁVEL. A presente invenção refere-se a um
conjunto de exercício para realizar um amplo conjunto de exercícios incluindo
"pulI-ups" e "chin-ups" que inclui uma barra conectada entre conjuntos de
braços oscilantes giráveis. Os conjuntos de braços oscilantes se estendem ao
longo de faces verticais de uma estrutura e são adaptados para girar a barra
desde uma posição entre as faces verticais para outra posição. O conjunto de
exercício inclui pelo menos um conjunto de manípulo apertando removivelmente
a barra central e que tem um manípulo adaptado para girar 360 graus durante o
exercício.
(71) Perfect Pushup, LLC (US)
(72) Stephen G. Hauser, Mark B. Friedman, Alden M. Mills
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0804711-1 A2 (22) 31/10/2008
3.1
(30) 26/11/2007 DE 202007016585.4
(51) E04F 19/02 (2009.01)
(54) SISTEMA DE TRILHOS PERFILADOS
(57) SISTEMA DE TRILHOS PERFILADOS. I, sistema de trilhos perfilados (1)
serve para ligar juntas de expansão, cavidades e uma guarnição de coberturas
de piso (3). O dito sistema de trilhos perfilados (1) tem pelo menos um tecido
(9), alinhado substancialmente paralelo à dita cobertura de piso (3), cujo tecido
(9) se acopla desprendidamente em uma bolsa (10). A dita bolsa (10) é formada
por uma chapa de cobertura (13) sobrepondo-se ao dito tecido (9) e uma chapa
de base (14) subpondo-se ao dito tecido (9). A dita bolsa (10) é configurada em
pelo menos duas partes (11, 12). Uma primeira parte (11) formando a dita
chapa de cobertura (13) e uma segunda parte (12) formando a dita chapa de
base (14). As ditas primeira (11) e segunda (12) partes são retidas
conjuntamente pelos meios de retenção (18, 20). Em uma primeira modalidade,
os ditos meios de retenção (18, 20) contêm pelo menos um tecido (20)
rebaixado, para obter uma conexão de encaixe. Em uma segunda modalidade,
os ditos meios de retenção (18, 20) contêm pelo menos um parafuso (18).
(71) Herm. Friedr. Kuenne GMBH & CO. (DE)
(72) Frank Sondermann
(74) Tavares Propriedade Intelectual Ltda
(21) PI 0804741-3 A2 (22) 06/08/2008
3.1
(30) 06/08/2007 EP 07 113 873.9
(51) H02P 21/00 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE E/OU POSIÇÃO
DE ACIONAMENTO ELÉTRICO EM UM ROTOR DE ÍMÃ PERMANENTE,
DISPOSITIVO PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE ACIONAMENTO
E/OU POSIÇÃO DE UM ROTOR DE ÍMÃ PERMANENTE, MÓDULO DE
FUSÃO, E, MÓDULO DE MODELIZAÇÃO DE MÁQUINA
(57) PROCESSO PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE E/OU POSIÇÃO
DE ACIONAMENTO ELÉTRICO EM UM ROTOR DE ÍMÃ PERMANENTE,
DISPOSITIVO PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE ACIONAMENTO
E/OU POSIÇÃO DE UM ROTOR DE ÍMÃ PERMANENTE, MÓDULO DE
FUSÃO, E, MÓDULO DE MODELIZAÇÃO DE MÁQUINA. Processo para
determinação da velocidade (ωef) e/ou posição (φe) de acionamento elétrico
em um rotor de ímã permanente de uma máquina linear ou rotativa elétrica sem
escovas, a partir de uma medição de uma corrente de estator multifásica (i1, i2),
em particular para um circuito de regulagem de acionamento elétrico, a) em que
a determinação de velocidade é efetuada sem fio através de toda a faixa de
velocidade, inclusive paralisação do rotor, b) mediante utilização de um modelo
de máquina matemático (9), apropriado para velocidades mais altas, em que, a
partir da influência de uma força eletromotriz de retrocesso de rotor que
influencia a corrente de estator (i1, i2), se deduz a velocidade (ωef) e/ou posição
(φe) de rotor e um correspondente valor de velocidade de modelo (13, 19, 23) é
gerado, c) e, mediante utilização de um processo de injeção (32) apropriado
para velocidades mais baixas até inclusive paralisação, em que condutores de
82
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
estator conduzindo corrente são acoplados com uma fonte de sinal de teste (36,
37), e as correntes de estator resultantes (i1, i2) são avaliadas e/ou filtradas
quanto anisotropias dependentes de posição na estrutura de ímãs da máquina
elétrica, a partir das quais se deduz a velocidade (ωef) e/ou posição (φe) de
rotor e um correspondente valor de velocidade de injeção (45, 49) é gerado, d)
e com fusão dos valores de velocidade de modelo e injeção (23, 49) realizandose em um membro de combinação (50, 51), complementando-se
reciprocamente, para a velocidade de acionamento determinada (ωe, ωef),
e)em que, em correspondência com o aumento da velocidade de acionamento
determinada (ωe, ωef), a influência ou as contribuições dos valores de
velocidade de injeção (45, 49) são atenuadas com relação àquelas dos valores
de velocidade de modelo (13, 19, 23), em que f) para a atenuação, os valores
de velocidade de injeção (45, 49) são ponderados com fatores cujos valores
diminuem com crescente velocidade, g) e os valores de velocidade de injeção
ponderados são fundidos com os valores de velocidade de modelo (13, 19, 23)
no membro de combinação (50, 51), h) e o resultado de combinações a partir
do membro de combinação é utilizado como a velocidade de acionamento
determinada (ωe, ωef).
(71) Baumüller Nürnberg GMBH (DE)
(72) Fritz Rainer Götz, Viktor Barinberg
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0804824-0 A2 (22) 05/11/2008
3.1
(30) 05/11/2007 EP 07 120013.3
(51) F04D 17/08 (2009.01), F04D 29/10 (2009.01)
(54) BOMBA CENTRÍFUGA, UMA LUVA DE EIXO E UM MEMBRO DE
VEDAÇÃO ESTACIONÁRIO
(57) BOMBA CENTRÍFUGA, UMA LUVA DE EIXO E UM MEMBRO DE
VEDAÇÃO ESTACIONÁRIO. A presente invenção refere-se a uma bomba
centrífuga, uma luva de eixo e um membro de vedação estacionário para uma
vedação estática usada em conexão com uma vedação dinâmica de uma
bomba centrífuga. A invenção refere-se a uma vedação estática cuja folga pode
ser ajustada enquanto a bomba estiver em funcionamento. A invenção discute,
especialmente, a nova estrutura de tal vedação estática. Um aspecto
caracterizante de uma bomba centrífuga compreendendo um alojamento de
bomba (8), um eixo (6), um propulsor conectado no eixo, uma vedação
dinâmica (4) tendo uma câmara de vedação (12) e um repulsor (14) montado no
eixo (6) e uma vedação estática (2) disposta em um espaço de eixo (42) por
trás da vedação dinâmica (4), conforme visto da direção do propulsor, tal
vedação estática (54, 54) compreendendo um revestimento de vedação
ajustável axialmente (56), incluindo um membro de vedação estacionário e um
membro de vedação giratório disposto no eixo (6), é que o revestimento de
vedação (56) é provido de um membro de vedação flexível (77, 92), cujo
membro de resistência (68) é disposto em conexão com uma luva de eixo (60)
disposta no eixo (6).
(71) Sulzer Pumpen AG (CH)
(72) Jorma Tapani Lehtonen, Heikki Manninen
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0804892-4 A2 (22) 27/11/2008
3.1
(30) 27/11/2007 US 11/945,958; 15/05/2008 US 12/121,503
(51) G06F 17/27 (2009.01)
(54) SISTEMA DE ANÁLISE E COMENTÁRIO DE DOCUMENTO BASEADO
EM SINTAXE E PRODUTO
(57) SISTEMA DE ANÁLISE E COMENTÁRIO DE DOCUMENTO BASEADO
EM SlNTAXE E PRODUTO. A presente invenção refere-se a um sistema de
análise, comentário e relatório de documento que proporciona ferramentas que
automatizam a análise de segurança de qualidade talhada para tipos de
documento específico. Como uma ocorrência, o tipo de documento específico
pode ser uma especificação de exigência e o sistema pode juntar partes
diferentes de exigências, incluindo atores, entidades, modos, e um
remanescente. Contudo, a flexibilidade do sistema permite analisar qualquer
outro tipo de documento, como, por exemplo, manuais de instruções e melhores
guias práticos. O sistema auxilia a evitar confusão sobre o documento quando o
mesmo é distribuído devido aos termos não padrões, linguagem ambígua,
conflitos entre seções do documento, descrições incompletas ou imprecisas,
tamanho e complexidade do documento, e outros pontos.
(71) Accenture Global Services Gmbh (CH)
(72) Kunal Verma, Alex Kass
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0804927-0 A2 (22) 10/11/2008
3.1
(30) 23/11/2007 EP 07121465.4
(51) G06F 3/01 (2009.01)
(54) TELA DE TOQUE TÁCTIL PARA DISPOSITIVO ELETRÔNICO
(57) TELA DE TOQUE TÁCTIL PARA DISPOSITIVO ELETRÔNICO. Um
dispositivo eletrônico inclui uma base e uma tela de toque conectada à base e
móvel em relação a esta. A tela de toque inclui um dispositivo exibidor e uma
superfície de entrada sensível ao toque sobreposta ao dispositivo de exibição.
O dispositivo eletrônico inclui um mecanismo de retro-alimentação que inclui um
comutador móvel em relação à base para ativar em resposta à aplicação de
uma força na superfície de entrada sensível ao toque causando o movimento da
tela de toque. Componentes operacionais estão conectados à tela de toque
para operação do dispositivo eletrônico.
(71) Research In Motion Limited (CA)
(72) Chao Chen, Jason T. Griffin, Norman Ladouceur
(74) Orlando de Souza
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0804956-4 A2 (22) 17/11/2008
3.1
(30) 22/11/2007 EP 07301567.9
(51) H04L 9/00 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA TRANSFERIR LICENÇAS DE CONTEÚDO DIGITAL E
DISPOSITIVO PARA RECEBER TAIS LICENÇAS
(57) MÉTODO PARA TRANSFERIR LICENÇAS DE CONTEÚDO DIGITAL E
DISPOSITIVO PARA RECEBER TAIS LICENÇAS. É descrito um método para
transferir uma licença de conteúdo (L2) para um primeiro dispositivo (10) a partir
de um segundo dispositivo (20). O segundo dispositivo (20) torna (202) a
licença (L2) inutilizável para si próprio e envia (208) esta licença ([L2]) para o
primeiro dispositivo (10), que verifica (214) que ele pode importar a licença
([L2]), que é o caso se ele tornou uma de suas próprias licenças ([Li], fL31)
inutilizável para ele, mas não exportou esta licença ([Li], 1L33.). Se for assim,
ele atualiza (216) sua informação da licença (Fi) de forma que ele possa
importar uma licença ausente e torna (218) a licença recebida utilizável. O
primeiro dispositivo (10) também recebe um arquivo de conteúdo (S2) que
corresponde à licença recebida. A invenção possibilita transferência flexível de
licenças, como, por exempio, o segundo dispositivo (20) pode exportar a licença
para o primeiro dispositivo (10) sem receber nada de retorno, mas a exportação
fornece a ele o direito de importar uma licença adicional. Um dispositivo
também é fornecido.
(71) Thomson Licensing (FR)
(72) Olivier Courtay, Niclas Stahl
(74) Alexandre Ferreira
(21) PI 0804966-1 A2 (22) 18/06/2008
3.1
(30) 18/06/2007 US 60/944,614; 11/06/2008 US 12/137,294
(51) E21B 33/04 (2009.01)
(54) SUSPENSOR ROSQUEADO AJUSTÁVEL E FERRAMENTA DE
ASSENTAMENTO
(57) SUSPENSOR ROSQUEADO AJUSTÁVEL E FERRAMENTA DE
ASSENTAMENTO. Descreve-se um suspensor ajustável para reter no
revestimento e tubulaçào de tensào se estendendo entre uma cabeça de poço
submarino e uma cabeça de poço de superfície em uma plataforma.
(71) Vetco Gray Inc. (US)
(72) Frank C. Adamek, David Mcguckien, Jim Sinnott
(74) Montaury Pimenta, Machado & Lioce S/C Ltda
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 83
(21) PI 0804982-3 A2 (22) 21/11/2008
3.1
(30) 20/11/2007 US 11/943,185
(51) B06B 1/06 (2009.01), G01V 1/52 (2009.01)
(54) TRANSMISSOR ACÚSTICO MONOPOLO QUE COMPREENDE UMA
PLURALIDADE DE DISCOS PIEZELÉTRICOS
(57) TRANSMISSOR ACÚSTICO MONOPOLO QUE COMPREENDE UMA
PLURALIDADE DE DISCOS PIEZELÉTRICOS. A presente invenção refere-se
a um transmissor acústico monopolo com no mínimo um conjunto de discos
com uma pluralidade de discos piezelétricos configurados para dar saída de
pressão acústica otimizada dentro de uma faixa de freqúência desejada, ao
mesmo tempo em que alcança as restrições físicas de sistemas de registro
LWD e MWD. O transmissor é colocado em um recesso ou "ranhura" no
perímetro de uma carcaça de ferramenta de registro para reduzir ondas de
pressão acústica transmitidas diretamente ao longo da carcaça de ferramenta
para otimizar a transmissão de energia acústica para vizinhanças do furo de
sondagem. Para aumentar a saída de pressão acústica em uma faixa de
freqúência de registro desejada, a pluralidade de discos piezelétricos em cada
um de no mínimo um conjunto de discos são conectados eletricamente em
paralelo e disparados simultaneamente. A polaridade dos discos e o arranjo de
fiação são tais que cada disco se expande ou se contrai em uma direção
comum durante disparo simultâneo por uma voltagem aplicada. A freqúência de
saída desejada é obtida polarizando de maneira seletiva e dimensionando de
maneira seletiva os discos dentro do um ou mais conjuntos de discos. Cada
conjunto de discos é preferivelmente colocado dentro de uma carcaça de
pressão cheia de óleo que é compensada em pressão e temperatura. O eixo do
no mínimo um conjunto de discos pode ser paralelo ou perpendicular ao eixo
principal da ferramenta de registro.
(71) Precision Energy Services, INC (US)
(72) Dale A. Jones, Medhat W. Mickael
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0804994-7 A2 (22) 10/11/2008
3.1
(30) 09/11/2007 FR 07 07861
(51) C07C 233/18 (2009.01), A61K 31/65 (2009.01), A61P 15/08 (2009.01),
A61P 25/00 (2009.01), A61P 3/00 (2009.01), A61P 37/00 (2009.01)
(54) FORMA CRISTALINA VI DE AGOMELATINA, UM PROCESSO PARA A
SUA PREPARAÇÃO E COMPOSIÇÕES FARMACÊUTICAS CONTENDO-A
(57) FORMA CRISTALINA VI DE AGOMELATINA, UM PROCESSO PARA A
SUA PREPARAÇÃO E COMPOSIÇÕES FARMACÊUTICAS CONTENDO-A.
84
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
Forma cristalina VI do composto de fórmula (1), caracterizado por seu diagrama
de difração em pó de raio X.
(71) Les Laboratoires Servier (FR)
(72) Gérard Coquerel, Julie Linol, Lionel Le Pape, Jean-Pierre Lecouve
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0804995-5 A2 (22) 13/11/2008
3.1
(30) 19/11/2007 JP 2007-299535; 19/11/2007 JP 2007-299536; 18/06/2008 JP
2008-159216; 18/06/2008 JP 2008-159217; 31/07/2008 JP 2008-198376;
31/07/2008 JP 2008-198377
(51) C22C 38/00 (2009.01)
(54) PROPRIEDADES DE FADIGA EM MOLA SUPERIOR E MOLA DE AÇO
(57) PROPRIEDADES DE FADIGA EM MOLA SUPERIOR E MOLA DE AÇO.
Descreve é uma mola de aço a qual contém, em massa, 1,2% ou menos de O;
0,1% a 2% de Mn; 0,2% a 3% de Si; 0,0003% a 0,005% de Ai; 0,03 a 8 ppm de
Li; 30 ppm ou menos (excluindo O ppm) de Ca; e 10 ppm ou menos (excluindo
O ppm) de Mg. O aço contém inclusões de óxido satisfazendo as seguintes
condições de (1) a (3) em um número de 1 x 10-4 ou mais por milímetro
quadrado: (1) contendo um total de 80 por cento em massa ou mais de AI2O3 e
SiO2 com base na composição da inclusão excluindo Li2O; (2) tendo uma
relação em massa de AI2O3 a SiO2 a partir de 1:4 a 2:3; e (3) contendo lítio (Li).
A mola de aço dá uma mola que exibe propriedades de fadiga superiores sem
controle estrito da composição média das inclusões.
(71) Kabushiki Kaisha Kobe Seiko Sho (JP)
(72) Tomoko Sugimura, Koichi Sakamoto, Atsuhiro Yoshida, Kei Masumoto
(74) Nellie Anne Daniel-Shores
(21) PI 0805006-6 A2 (22) 02/10/2008
3.1
(30) 02/10/2007 US 60/976,947
(51) A61F 2/16 (2009.01)
(54) SISTEMA DE DOIS ELEMENTOS PARA PROVER UMA FACILIDADE DE
ACOMODAÇÃO COM CONTROLE DE DESVIO DE VARIÁVEL ESFERÍCA
(57) SISTEMA DE DOIS ELEMENTOS PARA PROVER UMA FACILIDADE DE
ACOMODAÇÃO COM CONTROLE DE DESVIO DE VARIÁVEL ESFERÍCA.
Em um aspecto, a presente invenção proporciona uma lente oftálmica de dois
elementos nos quais o desvio lateral dos elementos um com relação ao outro
pode ocasionar uma variação não só na potência esférica proporcionada pela
lente mas também na aberração esférica exibida por aquela lente. Em algumas
implementações, o perfil de espessuras dos dois elementos é projetado de
modo que a variação na aberração esférica é positivamente correlacionada com
aquela da potência esférica da lente.
(71) Alcon, INC. (CH)
(72) Xin Hong, Xiaoxiao Zhang
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0805010-4 A2 (22) 31/07/2008
3.1
(30) 31/07/2007 US 60/952,913
(51) G02B 27/42 (2009.01), G02B 3/08 (2009.01), G02B 5/18 (2009.01)
(54) MÉTODO DE MEDIÇÃO DE LENTES DIFRATIVAS
(57) MÉTODO DE MEDIÇÃO DE LENTES DIFRATIVAS. A presente invenção
se refere a um método de medição das propriedades áticas de lentes oftálmicas
RPI 2011 de 21/07/2009
multifocais. A luz colimada é passada através de uma lente oftálmica e sobre
uma estrutura de lentículas. A luz que sai da estrutura de lentícula é detectada
por um sensor. Os pontos manchados e/ou pontos duplos podem representar
zonas de dif ração de uma frente de onda. O centróide de um ponto ou o mais
brilhante de dois pontos pode ser usado para determinar a posição lateral do
ponto. Cálculos teóricos, medições de laboratório, medições clínicas e pontos
de imagem experimental podem ser gerados, comparados e checados para
determinar a lente equivalente monofocal. Uma MTF pode ser usada para
avaliar e comparar a lente difrativa e uma lente equivalente monofocal.
(71) ALCON RESEARCH, LTD (US)
(72) Michael J. Simpson
(74) DANNEMANN, SIEMSEN BIGLER & IPANEMA MOREIRA
(21) PI 0805027-9 A2 (22) 21/11/2008
3.1
(30) 23/11/2007 EP 07121386.2
(51) A61B 5/029 (2009.01)
(54) CONJUNTO SENSOR VENOSO CENTRAL E MÉTODO PARA
DETERMINAR O RENDIMENTO CARDÍACO DE UM PACIENTE
(57) CONJUNTO SENSOR VENOSO CENTRAL E MÉTODO PARA
DETERMINAR O RENDIMENTO CARDÍACO DE UM PACIENTE. O conjunto
sensor venoso central (11) compreende um corpo de cateter (2) com diversos
orifícios proximais (3a, 3b, 3c) . A porção de cateter é inserida na veia cava
superior (4) e inclui uma unidade de medição de fluxo proximal (6), e a porção
de cateter é inserida na veia cava inferior (5) e inclui uma unidade de medição
de fluxo distal (7) . O primeiro canal de entrada (8) supre um sinal de medição
indicativo do fluxo vp para unidade de avaliação (10), com qual sinal a unidade
de avaliação (10) calcula o fluxo de sangue na veia cava superior (4)
Similarmente, um segundo canal de entrada (9) supre um sinal de medição
indicativo de fluxo vd para unidade de avaliação (10), com qual sinal a unidade
de avaliação (10) calcula a taxa de fluxo de sangue na veia cava inferior (5) .
Pela lei da continuidade, a soma das taxas de fluxo nas veias cavas superior e
inferior (4 e 5) corresponde à taxa de fluxo que passa através do coração direito
(11) e artéria pulmonar (12), portanto, corresponde ao rendimento cardíaco.
(71) PULSION MEDICAL SYSTEMS AG (DE)
(72) OLIVER GÖDJE, STEPHAN JOEKEN, JÖRG SCHEIER, MARCUS VEECK
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0805033-3 A2 (22) 14/11/2008
3.1
(30) 16/11/2007 EP 07120876
(51) A23G 9/24 (2009.01)
(54) PROCESSO PARA A FABRICAÇÃO DE UM CONFEITO CONGELADO
REVESTIDO E CONFEITO CONGELADO REVESTIDO
(57) PROCESSO PARA A FABRICAÇÃO DE UM CONFEITO CONGELADO
REVESTIDO E CONFEITO CONGELADO REVESTIDO. A presente invenção
se refere a um processo para a fabricação de um confeito congelado revestido,
o processo compreende: formar duas folhas do material revestido
compreendendo as partículas e um ligante, o ligante compreendendo uma
solução aquosa de adoçantes de 70 a 90° Brix; colocar um ou mais pedaços de
confeitos congelados sobre a primeira folha do material de revestimento;
colocar então a segunda folha do material de revestimento em cima do confeito
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 85
congelado e da primeira folha; e moldar a segunda folha ao redor do confeito
congelado pressionando a segunda folha sobre a primeira folha, tal que elas
são ligadas juntas para formar um revestimento contínuo. Também é fornecido
um confeito congelado revestido.
(71) UNILEVER N.V (NL)
(72) Beata Bartkowska, Deborah Jane Towell
(74) Kátia Jane Ferreira
(21) PI 0805054-6 A2 (22) 30/09/2008
3.1
(30) 01/10/2007 US 11/906,293
(51) G06F 15/80 (2009.01), G06F 19/00 (2009.01), G06F 9/28 (2009.01)
(54) INFRAESTRUTURA PARA PROGRAMAÇÃO PARALELA DE GRUPOS
DE MÁQUINAS
(57) INFRAESTRUTURA PARA PROGRAMAÇÃO PARALELA DE GRUPOS
DE MÁQUINAS. GridBatch fornece uma estrutura de suporte de infra-estrutura
que oculta as complexidades e encargos de lógica de desenvolvimento e
aplicação de programação que implementa computações paralelizadas de
detalhes de programadores. Um programador pode usar GridBatch para
implementar operações computacionais paralelizadas que minimizam
exigências de largura de banda da rede, e eficientemente dividem e coordenam
processamento com putacional em uma configuração do m ultiprocessador.
GridBatch fornece uma abordagem eficiente e leve para rapidamente construir
aplicações paralelizadas usando configurações de multiprocessador
economicamente viáveis que alcançam os mais altos resultados de
performance.
(71) Accenture Global Services Gmbh (CH)
(72) Huan Liu
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0805068-6 A2 (22) 23/10/2008
3.1
(30) 25/10/2007 DE 10 2007 050 982.2
(51) B23Q 41/02 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO PARA O TRANSPORTE PASSO A PASSO DE PEÇAS
ATRAVÉS
DA
ÁREA
DE
TRABALHO
DE
UMA
MÁQUINA
TRANSFORMADORA
(57) DISPOSITIVO PARA O TRANSPORTE PASSO A PASSO DE PEÇAS
ATRAVÉS
DA
ÁREA
DE
TRABALHO
DE
UMA
MÁQUINA
TRANSFORMADORA. A presente invenção se refere a um dispositivo para o
transporte passo a passo de peças pela área de trabalho de uma máquina
transformadora, especialmente de uma prensa de forja, abrangendo pelo
menos uma viga elevadora (2;3,4), opcionalmente projetada com meio de
agarrar em forma de trilho de garras, que é ligado a unidades de acionamento
(6 a 8) nas suas duas extremidades, sendo que estas unidades deslocam as
vigas elevadoras ou o trilho de garras na direção horizontal, vertical e
transversal na área de trabalho. O transporte das peças em um tal dispositivo
deve ser aperfeiçoado, deve ser especialmente permitido se atingir altas
velocidades de deslocamento e com isso tempos de transporte mais curtos das
peças. Para tal fim, as unidades de acionamento (6 a 9) de um sistema
elevador (10 a 13) são projetados com uma carcaça de balancim (27) que gira
ao redor de um eixo (23) e com um balancim (28) montado na carcaça de
balancim (27) de modo a girar ao redor de um eixo que forma um ângulo de 900
com o eixo (23) e articulado às vigas elevadoras (2; 3, 4), sendo a carcaça de
balancim (27) acionada de modo oscilatório e estando engatada de modo
oscilatório com um primeiro segmento de roda dentada interna (30a) ou com um
primeiro segmento de roda dentada externa (30b) para o deslocamento da viga
elevadora (2;3, 4) na direção do transporte e estando o balancim (28) em
engate oscilatório com um segundo segmento de roda dentada interna (35a) ou
com um segundo segmento de roda dentada externa (35b) para o
deslocamento da viga elevadora (2;3, 4) transversalmente à direção de
transporte.
(71) SMS Meer GMBH (DE)
(72) Günter Graffy
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0805069-4 A2 (22) 07/08/2008
3.1
(30) 09/08/2007 US 11/891,662
(51) F02B 75/22 (2009.01), F01M 9/00 (2009.01), F02B 75/32 (2009.01), F01C
1/30 (2009.01)
(54) MOTOR ELÍPTICO DE PISTÃO OTTO CONTÍNUO
(57) MOTOR ELÍPTICO DE PISTAO OTTO CONTÍNUO. Um motor elíptico de
pistão Otto contínuo, que compreende um cilindro e uma elipse, onde o referido
cilindro inclui: i. um layout de formato em X dos pistões de ciclo Otto comum em
um bloco único, ii. uma janela de entrada de arrefecedor, uma janela de saída
de arrefecedor (partes N0 42 e 43, Fig. 3), iii. onde a lubrificação de pistões é
feita pelo liquido de lubrificação salpicado pelas bielas (connection arms), pelo
braço de guia e pelo movimento para cima e para baixo dos pistões em si (parte
N0 29, fig. 2) , e iv. as velas convencionais são colocadas no cilindro (parte N0
36, Fig. 2), e há v. um contato entre o braço de guia e a biela, os quais fazem
um traço de arco, o que força a elipse a rodar (parte N0 29, Fig. 2); e vi. os
orifícios dos cabos de vela passam através... (parte N0 32, fig. 2)
(71) Taqfiq Khalaf Abdulla (AE)
(72) Mohammed Ibraheem Asender
(74) ORLANDO DE SOUZA
(21) PI 0805070-8 A2 (22) 29/09/2008
3.1
(30) 27/09/2007 US 11/863,149
(51) A61M 25/08 (2009.01)
(54) CABO DE CONTROLE COM MECANISMO DE AVANÇO DE
DISPOSITIVO
(57) CABO DE CONTROLE COM MECANISMO DE AVANÇO DE
DISPOSITIVO. Trata-se de um cateter sendo dotado de um mecanismo de
avanço interno que pode avançar fios de reforço ou outros dispositivos, é
dotado de um cateter com um corpo do cateter, uma seção de ponta distal do
corpo do cateter, um dispositivo se estendendo através pelo menos do corpo do
cateter, e um cabo de controle proximal ao corpo do cateter, onde o cabo de
controle é dotado de um mecanismo de avanço com um membro rosqueado,
um membro de ajuste, e um membro guiado ao qual o dispositivo está
conectado, e o mecanismo de avanço está configurado para avançar e retrair o
dispositivo ao longo do corpo do cateter conforme controlado por um usuário. O
membro rosqueado e o membro de ajuste são geralmente dotados de uma
configuração cilíndrica. O membro rosqueado é dotado de uma superfície
externa configurada com um canal guia espiral. O membro de ajuste é
configurado para guiar o membro guiado para se mover dentro do canal guia
espiral para avançar e retrair o dispositivo, O membro de ajuste pode ser
giratório sobre o membro rosqueado pelo usuário para controlar o avanço e a
retração do dispositivo, O dispositivo pode ser um fio reforçador, uma agulha ou
qualquer outro dispositivo adequado para avançar e retrair em um cateter.
(71) Biosense Webster, Inc. (US)
(72) Keshava Datta, Jeffrey Schultz
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
86
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
(71) Nissin Kogyo., Ltda (JP)
(72) Genichi Hatakoshi
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0805134-8 A2 (22) 17/11/2008
3.1
(30) 16/11/2007 US 60/988,626; 31/12/2007 US 11/968,104
(51) H05K 1/02 (2009.01), H05K 7/20 (2009.01)
(54) CONJUNTO DE PLACA DE CIRCUITO REFRIGERADA POR
CONDUÇÃO
(57) Conjunto de placa de circuito refrigerada por condução. Um conjunto de
placa de circuito (102) refrigerada por condução pode incluir um quadro (104) e
ao menos uma placa de circuito (106) fixada no quadro (104), e apresentando
ao menos uma área (130) a ser resfriada, O conjunto (102) também pode incluir
ao menos um trilho (132) preso em dito quadro (104), e ao menos uma linha
térmica (124), apresentando uma primeira extremidade (126) e uma segunda
extremidade (128), a dita primeira extremidade (126) disposta próxima da dita
área (130) e a segunda extremidade (128) em contato com o dito trilho (132) de
modo a transferir o calor da dita área (130) até o dito trilho (132).
(71) GE AVIATION SYSTEMS LLC (US)
(72) JEFF BULT
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(21) PI 0805143-7 A2 (22) 12/11/2008
3.1
(30) 19/11/2007 US 11/942,117
(51) B29D 30/16 (2009.01), B32B 25/18 (2009.01), C08C 19/25 (2009.01)
(54) PNEU COM CAMADA SELANTE EMBUTIDA EM ZONAS
(57) PNEU COM CAMADA SELANTE EMBUTIDA EM ZONAS. A invenção
atual refere-se a um pneu pneumático que contém uma camada selante
perfurada zoneada embutida. A camada selante perfurada zoneada é composta
de zonas de borracha butílica despolimerizada de organoperóxido que são
constituídas de uma zona central principal e de zonas laterais unidas para
formarem uma camada selante unitária. O selante das zonas laterais da
camada selante tem um módulo de estocagem mais elevado (G') do que o
selante da zona central.
(71) The Goodyear Tire & Rubber Company (US)
(72) Joseph Alan Incavo, Thomas Roy Fuhrig, Warren James Busch, Patrick
David Marks
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0805202-6 A2 (22) 25/11/2008
3.1
(30) 26/11/2007 JP 2007303898
(51) F16D 65/02 (2009.01)
(54) CONSTRUÇÃO DE SUPORTE DE CORPO DE CALIBRAGEM PARA
FREIO A DISCO DE VÉICULO
(57) CONSTRUÇÃO DE SUPORTE DE CORPO DE CALIBRAGEM PARA
FREIO A DISCO DE VEÍCULO. Uma superfície de recebimento de torque 10k é
fornecida em uma parte de fixação de pino deslizante 5 em um lado de saída de
disco. Um pino deslizante 8 possui um corpo principal de pino deslizante 8a e
um parafuso de cabeça hexagonal 8b para fixação do corpo principal de pino
deslizante 8a à parte de fixação de pino deslizante 5, e as primeira e segunda
partes de flange 8d, 8h fornecidas respectivamente no corpo principal de pino
deslizante 8a e parafuso de cabeça hexagonal 8b de modo a manter a parte de
fixação de pino deslizante 5 para conectar o corpo principal de pino deslizante
8a com o parafuso de cabeça hexagonal 8b. A parte de fixação de pino
deslizante 5 é fornecida integralmente em um garfo dianteiro de modo a se
projetar a partir daí através das extensões de suporte, e as extensões de
suporte possuem pelo menos uma primeira extensão de suporte 4a se
estendendo a partir da parte de fixação de pino deslizante 5 em uma direção de
aplicação de torque de freio.
(21) PI 0805215-8 A2 (22) 27/11/2008
3.1
(30) 28/11/2007 EP 07 121780.6
(51) A21B 3/04 (2009.01), A21B 1/40 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA CONTROLAR O NÍVEL DE UMIDADE EM UM FORNO
DE ASSAR
(57) MÉTODO PARA CONTROLAR O NÍVEL DE UMIDADE EM UM FORNO
DE ASSAR. A presente invenção refere-se a um método para controlar o nível
de umidade dentro de uma cavidade de um forno de assar provido com um
gerador de vapor, que compreende o monitoramento da potência fornecida para
o gerador de vapor de modo a manter a potência em um valor predeterminado
que está correlacionado com uma escolha feita pelo usuário entre uma
pluralidade de valores predeterminados que correspondem a diferentes valores
de pelo menos um parâmetro de cozimento, especificamente o grau de
tostamento do alimento.
(71) Whirlpool Corporation (US)
(72) Paolo Crosta, Tamara Distaso
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0805229-8 A2 (22) 26/11/2008
3.1
(30) 26/11/2007 EP 07022904.2
(51) B60H 1/22 (2009.01)
(54) SISTEMA DE CONTROLE AMBIENTAL
(57) SISTEMA DE CONTROLE AMBIENTAL. Trata-se de um sistema de
controle ambiental para condicionar um compartimento de um veículo, o
sistema que inclui uma turbina através da qual o ar quente pressurizado é
expandido e resfriado para fornecer o ar que é mais frio e em pressão mais alta
que o ar com pressão mais baixa mais quente do compartimento e um
dispositivo de mistura no qual o ar mais frio com pressão mais alta a partir da
turbina e o ar mais quente com pressão mais baixa a partir do compartimento
RPI 2011 de 21/07/2009
são fornecidos e misturados e um aparelho de bomba para recircular ar do
compartimento, caracterizado pelo fato de que o aparelho de bomba é um
aparelho de bomba de jato que inclui uma seção de entrada, uma seção de
saída, uma seção de difusor e uma seção de mistura, a seção de entrada que
inclui uma entrada de ar primária para o mais frio com pressão mais alta a partir
da turbina e uma entrada de ar secundária para o mais quente com pressão
mais baixa a partir do compartimento, a seção de mistura que inclui uma
pluralidade de câmaras de mistura separadas e a seção de difusor que inclui
difusores para receber os gases misturados a partir de cada uma das câmaras
de mistura e a seção de saída que recebe os gases misturado a partir da seção
de difusor e que transporta os gases misturados até uma saida de gás
misturado que é conectada em uso ao compartimento e a seção de entrada que
inclui para cada pluralidade de câmaras de mistura, um bocal primário para
introduzir primeiramente o ar com pressão mais alta a partir da entrada de ar
primária em uma respectiva câmara de mistura e um bocal secundário para
introduzir primeiramente o ar com pressão mais baixa em uma respectiva
câmara de mistura.
(71) Honeywell Normalair-Garrett (Holdings) Limited (GB)
(72) Bernard Francis Sampson, Robert John Harvey
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0805241-7 A2 (22) 31/07/2008
3.1
(30) 11/09/2007 KR 10-2007-0091999; 29/02/2008 KR 10-2008-0018969
(51) G03G 15/00 (2009.01)
(54) DISPOSITIVO DE REVELAÇÃO, UNIDADE DE MEMÓRIA PARA O
MESMO E APARELHO DE FORMAÇÃO DE IMAGEM
(57) DISPOSITIVO DE REVELAÇÃO, UNIDADE DE MEMÓRIA PARA O
MESMO E APARELHO DE FORMAÇÃO DE IMAGEM. Um dispositivo de
revelação para prevenção de danos de uma unidade de memória e uma
conexão ruim entre terminais da unidade de memória e um corpo principal de
um aparelho de formação de imagem, pela melhoria de uma posição de
montagem da unidade de memória. O dispositivo de revelação é montado de
forma removível em um corpo principal do aparelho de formação de imagem. A
unidade de memória inclui terminais expostos através de um lado traseiro do
dispositivo de revelação. A unidade de memória é disposta mais próxima de
uma unidade de recepção de potência formada em um lado do dispositivo de
revelação do que de uma unidade de recepção de força de acionamento
formada em um outro lado do dispositivo de revelação.
(71) Samsung Electronics CO., LTD. (KR)
(72) Young Min Kim
(74) ORLANDO DE SOUZA
(21) PI 0805269-7 A2 (22) 01/09/2008
3.1
(30) 01/09/2007 DE 10 2007 041 686.7; 18/12/2007 DE 10 2007 060 811.1
(51) H02J 17/00 (2009.01), H01F 38/14 (2009.01)
(54) APARELHO E MÉTODO PARA TRANSMISSÃO SEM FIO DE ENERGIA
E/OU DADOS ENTRE UM DISPOSITIVO DE ORIGEM E AO MENOS UM
DISPOSITIVO DE DESTINO
(57) APARELHO E MÉTODO PARA TRANSMISSÃO SEM FIO DE ENERGIA
E/OU DADOS ENTRE UM DISPOSITIVO DE ORIGEM E AO MENOS UM
DISPOSITIVO DE DESTINO. A presente invenção refere-se a um aparelho e a
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 87
um método para transmissão sem fio de energia e/ou dados entre um
dispositivo de origem e ao menos um dispositivo de destino, sendo que neste
aparelho e método se induz uma voltagem por ao menos uma bobina primária
(18), no lado do dispositivo de origem, de ao menos um circuito primário em ao
menos uma bobina secundária (20), no lado do dispositivo de destino, de ao
menos um circuito secundário e em ao menos uma bobina de ao menos um
circuito ressonante, sendo que o circuito ressonante é disposto de tal modo que
fique eletricamente isolado em relação ao circuito primário e ao circuito
secundário.
(71) Maquet Gmbh & Co. KG (DE)
(72) Alfred Brühn
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
(21) PI 0805335-9 A2 (22) 28/11/2008
3.1
(30) 28/11/2007 EP 07425752.8
(51) F15B 13/044 (2009.01), B60K 31/06 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA ACIONAR UM ACIONADOR HIDRÁULICO ATRAVÉS DE
UMA VÁLVULA SOLENÓIDE DE PROPORÇÃO CONTROLADA POR
PRESSÃO
(57) Método para acionar um acionador niaraulico através as uma válvula
solenóide de proporção controlada por pressão. Um método para acionar um
acionador hidráulico (13) fornecido com uma válvula solenóide de proporção
controlada por pressão (21); o método inclui as etapas de: determinar uma
primeira contribuição de Ioop aberto (Ip) de acordo com a taxa de fluxo do óleo
pressurizado (QFF) que cruza a válvula solenóide de proporção (21) e de
acordo com a pressão desejada de carga (Pcarga) dentro da câmara de
acionamento (20); determinar uma segunda contribuição de Ioop aberto (IQFF)
de acordo com a posição desejada (XspooIRef) da bobina (29) da válvula
solenóide de proporção (21); determinar uma terceira contribuição de Ioop
fechado (lQCL) de acordo com a diferença (εx) entre um valor desejado (XREF)
da posição do pistão móvel (22) e um valor real (X) da posição do pistão móvel
(22); e calcular um valor desejado da corrente de acionamento elétrica (lTOT) da
válvula solenóide de proporção (21) através de uma soma algébrica das três
contribuições (lp, IQFF, IQCL). (figura 3)
(71) MAGNETI MARELLI POWERTRAIN S. P. A. (IT)
(72) ALESSANDRO FUSARI, PAOLO MARCHETTO, ROBERTO RAGAZZI
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(21) PI 0805361-8 A2 (22) 28/11/2008
3.1
(30) 28/11/2007 EP 07425754.4
(51) G05B 11/28 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA CONTROLAR UM MOTOR ELÉTRICO AO USAR A
TÉCNICA DE PWM
(57) Método para controlar um motor elétrico ao usar a técnica de PWM. Um
método para controlar um motor elétrico (3) ao usar a técnica de PWM; o
88
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
método de controle inclui as etapas de: aplicar às braçadeiras (38) do motor
elétrico (3) uma voltagem elétrica (Vm(t)) variando em tempo, que exibe uma
forma de onda quadrada e consiste em uma sequáncia de pulsos tendo um
período uniforme de onda e uma amplitude variável; ajustar o valor médio da
voltagem elétrica (Vm(t)) aplicada às braçadeiras (38) do motor elétrico (3) ao
variar a amplitude dos pulsos da voltagem elétrica (Vm(t)); determinar, no caso
de uma variação da amplitude dos pulsos, a variação geral exigida de
amplitude; subdividir a variação geral exigida de amplitude em um número
determinado de variações parciais, a soma geral do qual é equivalente à
variação geral exigida de amplitude; e variar gradualmente a amplitude dos
pulsos da voltagem elétrica (Vm(t)) ao aplicar em uma seqúência uma variação
parcial correspondente a cada pulso, de modo que a diferença entre a
amplitude de um pulso e a amplitude de um pulso seguinte é equivalente à
variação parcial correspondente.
(71) MAGNETI MARELLI POWERTRAIN S. P. A. (IT)
(72) MARCELLO SCIUTO, SERGIO VIGNA, PIERO CARBONARO,
FRANCESCO DEL MESE
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
3.2
PUBLICAÇÃO ANTECIPADA
(21) MU 8801660-9 U2 (22) 22/07/2008
3.2
(51) A45F 3/04 (2009.01)
(54) MOCHILA PARA TRANSPORTE DE ANIMAIS
(57) MOCHILA PARA TRANSPORTE DE ANIMAIS. Particularmente, cães, para
ser disposta às costas, de modo que animal fique próximo do rosto do dono.
Essa mochila se destina a atender às necessidades de criadores de cachorros
de pequeno porte, no sentido de transportá-los de maneira cômoda e segura
tanto para o proprietário como para o animal. Apresenta-se formada por duas
alças e quatro engates de plástico (dois nas costas do proprietário e dois nas
costas no animal), sendo feita em tecido resistente com presilhas que dão mais
segurança ao animal, para ao mesmo não cair da mochila no momento do
transporte. Desta forma, o animal fica mais junto ao corpo humano (nas costas)
e apoiando seus membros frontais (patas) no ombro esquerdo humano, ficando
cômodo para ambos.
(71) Lisandre Spall (BR/RS)
(72) Lisandre Spall
(74) Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
(21) PI 0804084-2 A2 (22) 10/09/2008
3.2
(51) B63B 35/32 (2009.01)
(54) EMBARCAÇÃO COLETORA E PROCESSO PARA COLETA MARÍTIMOFLUVIAL DE RESÍDUOS E SIMILARES
(57) EMBARCAÇÃO COLETORA E PROCESSO PARA COLETA MARÍTIMOFLUVIAL DE RESÍDUOS E SIMILARES. É constituído por uma embarcação
coletora e processo para coleta marítimo-fluvial de resíduos e similares (1),
pertence ao campo dos artigos para coleta de esgotos e similares, o qual prevê
uma embarcação (2) equipada com um aspirador (3) de resíduos líquidolodosos, dotado com uma mangueira (4) semi- rígida, com grande fluxo de
passagem, cuja tecnologia de aspiração é realizada por meio de sistema vácuosugador; o processo apresenta as seguintes etapas: os resíduos líquidolodosos são coletados pelo aspirador (3) por meio de sucção para o tanque (5)
instalado em uma embarcação (2) utilizando uma mangueira (4) semi-rígida;
após a coleta dos resíduos liquido-lodosos, a embarcação (2) navega em
direção a um atracadouro (6), onde é auxiliada, por um caminhão tanque (7)
com dispositivo vácuosugador, que fará a coleta dos resíduos armazenados em
seu tanque (5); após esta última etapa, o caminhão tanque (7) transportará os
resíduos liquido-lodosos, até a estação de tratamento.
(71) Sanirio de Itaguaí Locação Serviço e Representação LTDA (BR/RJ)
(72) Reginaldo Mattos Goulart, Marcelo José Alves
(74) CGM Assessoria LTDA
3.5
PUBLICAÇÃO DO PEDIDO RETIRADO
(21) MU 8700721-5 U2 (22) 21/06/2007
3.5
(51) E04F 21/04 (2009.01)
(54) GABARITO METÁLICO COM TIRANTES E PIQUETES PARA EXECUÇÃO
DA ESTRUTURA DE REFORÇO PROFUNDO DE SOLO
RPI 2011 de 21/07/2009
(57) GABARITO METÁLICO COM TIRANTES E PIQUETES PARA EXECUÇÃO
DA ESTRUTURA DE REFORÇO PROFUNDO DE SOLO. Patente de modelo
de utilidade para um gabarito metálico para estrutura de solo reforçado que é
compreendido por uma peça única eletrosoldada 1, ângulo variável fixado por
tirantes para manter a uniformidade da estrutura de solo reforçado 2 e base
fixada por piquetes em aço 3.
(71) Isabel Cristina de Oliva Coelho (BR/GO)
(72) Isabel Cristina de Oliva Coelho, Maurizio Sponga
3.6
PUBLICAÇÃO
DO
PEDIDO
ARQUIVADO
DEFINITIVAMENTE - ART. 216 PARÁG. 2º E ART. 17
PARÁG. 2º DA LPI
(21) MU 8700631-6 U2 (22) 29/03/2007
3.6
(51) G09F 23/10 (2009.01), B42D 15/00 (2009.01)
(54) GUIA PARA ZONA ESPECIAL DE NEGÓCIOS
(57) GUIA PARA ZONA ESPECIAL DE NEGÓCIOS. A presente Patente de
Modelo de Utilidade refere-se a uma publicação periódica dedicada a unia zona
de negócios de uma cidade abrangendo informações da prefeitura, da
associação empresarial, além de anuncios locais, matérias e um mapa atual da
referida zona, O presente guia é constituido basicamente de capa(l), texto (2),
texto (3), texto (4), anúncios empresariais(5), reportagens sobre a região e
empresas (6) e mapa da zona de negócios (7).
(71) Danielle Cristina Ribeiro Porto (BR/RJ)
(72) Danielle Cristina Ribeiro Porto
(74) Alfredo Jose Friendenberg de Brito
(21) MU 8701313-4 U2 (22) 03/04/2007
3.6
(51) A01G 13/10 (2009.01)
(54) BARREIRA COM ABA ANTI-FORMIGA
(57) BARREIRA COM ABA ANTI-FORMIGA. A presente patente de modelo de
utilidade tem por objetivo um modelo de barreira física, para uso em pequenas
e grandes plantações de árvores, para impedir, total ou parcialmente, o ataque
de formigas cortadeiras à mudas recém plantadas, compreendendo a referida
barreira(l) do presente modelo de utilidade um cilindro(2) e aba protetora(3) com
elemento de fixação por pressão(4) em seu lado interior, o referido elemento
sendo constituído por dentes(5) dispostos a intervalos de 7,5° na circunferência
interna da aba protetora(3), a aba protetora compreendendo ainda uma aba
inclinada(6) disposta na circunferência externa da aba protetora(3), a referida
aba inclinada(6) possuindo uma inclinação de cerca de 133° em relação a
lateral do cílíndro(2)
(71) Francisco José Bustamante da Cal (BR/MG)
(72) Francisco José Bustamante da Cal
(74) Luiz Augusto Prata dos Santos
(21) MU 8701876-4 U2 (22) 19/11/2007
3.6
(51) H01Q 1/36 (2009.01)
(54) DISPOSIÇÕES INTRODUZIDAS EM TORRES CAMUFLADAS PARA
TELECOMUNICAÇÃO
(57) DISPOSIÇÕES INTRODUZIDAS EM TORRES CAMUFLADAS PARA
TELECOMUNICAÇÃO. A presente modelo de utilidade refere-se a
"DISPOSIÇÕES INTRODUZIDAS EM TORRES CAMUFLADAS PARA
TELECOMUNICAÇÃO", composto por um conjunto de peças capaz de camuflar
torres de telecomunicações com galhos e folhas flexíveis, capazes de suportar
as ações das intempéries, principalmente os ventos, disfarçando-as como
árvores coníferas, palmeiras, ou como outras espécies, e sem que haja
interferência no diagrama de irradiação da antena. Feita em aço carbono ou aço
liga ou inoxidável, materiais sinteticos, apresentando sua composição técnica
funcional composta por 7 partes básicas que se caracterizam por apresentarem
as seguintes características: engaste(1), mola(2), engate da folha(3), caule (4),
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos 89
folha(5), solda(6) e poste(7).
(71) Brasilsat Harald S/A (BR/PR)
(72) Emilio Abud Filho, Mario Armando Arantes
(74) Senior's Marcas e Patentes Ltda.
(21) PI 0700920-8 A2 (22) 14/03/2007
3.6
(51) E02B 3/04 (2009.01), E02B 3/06 (2009.01)
(54) BLOQUEIO ARTIFICIAL APERFEIÇOADO CONFIGURADO PARA SUA
COLOCAÇÃO ORDENADA EM UMA CAMADA, PARA A PROTEÇÃO DE
DIQUES E MARGENS MARÍTIMAS E FLUVIAIS
(57) BLOQUEIO ARTIFICIAL APERFEIÇOADO CONFIGURADO PARA SUA
COLOCAÇÃO ORDENADA EM UMA CAMADA, PARA A PROTEÇÃO DE
DIQUES E MARGENS MARÍTIMAS E FLUVIAIS. Corresponde a um bloco de
forma circular de tamanho variável que mantém as relações entre os lados de
1,25 (altura)/1,443 (lado) para o âmbito marítimo e de 0,90 (altura) e 1,443
(lado) para utilização de margens expostas à ação da dilatação e que pode ser
decomposto em duas zonas. A zona interior, formada por um cilindro central (1)
perfurado, do qual partem seis asas (2) de forma de prismatóldes. O invólucro
externo do bloco possui a forma de um prisma hexagonal. O bloco em
referência permite a conexão entre peças pelo simples contato oferecido pela
justaposição das faces externas (3) com ordem de construção previamente
estabelecida.
(71) Guer Ingenieria, S.A (ES)
(72) Luis Victoriano Santana Rios, José Maria Berenguer Perez
(74) Carlos E. Borghi Fernandes
(21) PI 0701262-4 A2 (22) 04/04/2007
3.6
(51) A61K 31/57 (2009.01), A61K 31/47 (2009.01), A61P 31/00 (2009.01), C07D
215/56 (2009.01), C07J 7/00 (2009.01)
(54) SISTEMA DE CAPTAÇÃO DE POUPANÇA
(57) Sistema de Captação de Poupança. Onde oferece uma composição
oftálmica límpida e estável compreendendo uma quinolona ou um
aminoglicosídeo, um c orticosteróide, uma ciclodextrina e outros excipientes
farmaceuticamente aceitáveis em um veículo líquido.
(71) Brunswick Consultores Associados Com. e Repr. Ltda (BR/RJ) , Denner
Antonio da Silva (BR/RJ)
(72) Denner Antonio da Silva
(74) Security, do Nascimento Souza & Associados Propriedade Intelectual Ltda
(21) PI 0704704-5 A2 (22) 14/11/2007
3.6
(51) A61B 6/08 (2009.01)
(54) POSICIONADOR RADIOGRÁFICO ACOPLÁVEL
(57) POSICIONADOR RADIOGRÁFICO ACOPLÁVEL. A presente Patente de
Invenção refere-se a um dispositivo desenvolvido para permitir a obtenção de
imagens radiográficas pela técnica do paralelismo por meio de um encaixe
rígido que mantém o filme radiográfico periapical estático em relação ao
rebordo ósseo alveolar, na região de interesse, possibilitando que o tubo de
raios-x odontológico fique precisamente alinhado em relação ao
"POSICIONADOR RADIOGRAFICO ACOPLAVEL" e que os raios-x incidam
perpendicularmente no filme radiográfico periapical, resultando assim na
produção de imagens com elevada qualidade técnica e dimensional. O presente
invento é constituído basicamente do conjunto de posicionamento do filme(1),
do conjunto de conexão(2) e do aro de orientação radiográfica(3), conectados
entre si. O conjunto (1) é formado por um suporte de filme(4) conectado
lateralmente a um corpo principal (5) o qual é conectado a um conector(6) e a
duas hastes de acoplamento(7) e o conjunto(2) é formado por uma haste de
conexão(20), dois parafusos de aperto manual(21) e uma arruela(22).
(71) ASBEL RODRIGUES MACHADO (BR/MG) , EDER FERREIRA RANGEL
(BR/MG) , KEULER FERREIRA RANGEL (BR/PA)
(72) ASBEL RODRIGUES MACHADO, EDER FERREIRA RANGEL, KEULER
FERREIRA RANGEL
(74) Cidwan Uberlândia S/C Ltda
90
DIRPA - Notificação - Fase Nacional - PCT e Publicação de Pedidos
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Patentes - DIRPA
Despachos Relativos a Pedidos, Patentes
(incluindo as de MI/DI expedidas na vigência da Lei
5772/71) e Certificados de Adição de Invenção
RPI 2011 de 21/07/2009
1. Pedido Internacional
PCT/BR Designado ou
Eleito
1.3.1
RETIFICAÇÃO
(21) PI 0309652-1 A2 (22) 29/04/2003 1.3.1
(30) 30/04/2002 US 10/135,317;
08/04/2003 US 10/409,220
(51) B08B 9/00 (2009.01), B08B 9/027
(2009.01), B08B 3/00 (2009.01), B08B
3/14 (2009.01), B08B 7/00 (2009.01),
C03C 23/00 (2009.01), C23G 1/00
(2009.01), C23G 1/02 (2009.01)
(54) MÉTODO PARA LIMPEZA E
DESINFECÇÃO SIMULTÂNEA DE UM
SISTEMA DE ÁGUA INDUSTRIAL
(57) "MÉTODO PARA LIMPEZA E
DESINFECÇÃO SIMULTÂNEA DE UM
SISTEMA DE ÁGUA INDUSTRIAL".
Métodos em linha e fora de linha para
limpeza e desinfecção simultânea de um
sistema de água industrial são descritos
e reivindicados. Os métodos envolvem a
adição à água do sistema de água
industrial de um composto selecionado
do grupo que consiste dos sais alcalinos
de clorito e clorato e misturas dos
mesmos; e um ácido, seguido por deixar
a água no sistema de água industrial
circular durante diversas horas. A reação
dos sais alcalinos de clorito e clorato e
ácido produz dióxido de cloro in-situ na
água do sistema de água industrial. O
dióxido de cloro mata microrganismos e
o ácido atua para remover depósitos
mediante as superfícies de contato de
água do equipamento. Um método
alternativo envolve o uso de um agente
de quelação e um biocida. Outros
reagentes possíveis de limpeza e
desinfecção podem ser adicionados
quando necessário que incluem
inibidores de corrosão, agentes de
quelação, biocidas, tensoativos e
agentes redutores. Esses métodos de
limpeza e desinfecção funcionam em
uma variedade de sistemas de água
industrial que incluem os sistemas de
água de resfriamento e água de caldeira.
(71) Nalco Company (US)
(72) Andrew J. Cooper, Jasbir S. Gill,
Amit Gupta, Robert F. Kelly, Douglas G.
Kelley, Eric R. Myers
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(85) 28/10/2004
(86) PCT US03/13219 de 29/04/2003
(87) WO 03/092919 de 13/11/2003
Referente à RPI 1782 de 01/03/2005,
quanto ao item (72).
(21) PI 0519776-7 A2 (22) 12/12/2005 1.3.1
(30) 29/12/2004 US 11/025,253
(51) H04M 1/725 (2009.01), G06F 3/023
(2009.01), G06F 3/033 (2009.01)
(54) TERMINAL MÓVEL, E, MÉTODO
PARA OPERAR E ATUALIZAR A
INTERFACE DO USUÁRIO DO
TERMINAL MÓVEL
(57) TERMINAL MÓVEL, E, MÉTODO
PARA OPERAR E ATUALIZAR A
INTERFACE DO USUÁRIO DO
TERMINAL MÓVEL. Um terminal móvel
é apresentado possuindo uma interface
do usuário formada pelo controlador
(400), o visor (436) e o dispositivo de
entrada de multi-modos (438) para
navegação e seleção dentre a
informação apresentada no visor, O
controlador é adaptado, no contexto
atual dentre uma pluralidade de
contextos possíveis, para tornar
diferentes ações lógicas disponíveis para
seleção pelo usuário através de
respectivas ações físicas associadas no
dispositivo de entrada de multi-modos
(438), e para apresentar, a ação lógica
disponível no contexto atual, a
informação (490) no visor (436) servindo
para indicar (492) a ação física com a
qual a ação lógica é associada como
também para explicar (494) a ação
lógica.
(71) NOKIA CORPORATION (FI)
(72) SANNA M. KOSKINEN, SANNA
LINDROSS, PÄIVI JOKINEN, JUHA M
PUSA, KATJA KONKKA, NINA MÄKI
(74) Araripe & Associados
(85) 28/06/2007
(86) PCT IB2005/003740 de 12/12/2005
(87) WO 2006/070236 de 06/07/2006
Referente à RPI 1993 de 17/03/2009,
quanto ao item (85).
(21) PI 0519777-5 A2 (22) 21/12/2005 1.3.1
(30) 23/12/2004 FR 0413810
(51) C04B 41/50 (2009.01), C04B 35/83
(2009.01), F16D 69/02 (2009.01)
(54) MÉTODO DE PRODUÇÃO DE UMA
PRÉ-FORMA DA FIBRA DE PELO
MENOS UMA ESTRUTURA DE FIBRA
BIDIMENSIONAL DE CARBONO OU DE
UM PRECURSOR DO CARBONO
PARA FABRICAR UMA PEÇA DE
MATERIAL DE CARBONO/CARBONO,
PRÉ FORMA DE FIBRA PARA UM
DISCO DE FREIO FEITO DE FIBRAS
DO CARBONO E DE INCLUIR
PARTÍCULAS CERÂMICAS
REFRATÁRIAS DISPERSAS NA PRÉFORMA, PEÇA DE MATERIAL
COMPOSTO DE CARBONO/
CARBONO, DISCO DE FREIO DE
MATERIAL COMPOSTO DE
CARBONO/CARBONO
(57) MÉTODO DE PRODUÇÃO DE UMA
PRÉ-FORMA DA FIBRA DE PELO
MENOS UMA ESTRUTURA DE FIBRA
BIDIMENSIONAL DE CARBONO OU DE
UM PRECURSOR DO CARBONO PARA
FABRICAR UMA PEÇA DE MATERIAL
DE CARBONOICARBONO, PRÉFORMA DE FIBRA PARA UM DISCO
DE FREIO FEITO DE FIBRAS DO
CARBONO E DE INCLUIR
PARTÍCULAS CERÂMICAS
REFRATÁRIAS DISPERSAS NA PRÉFORMA, PEÇA DE MATERIAL
COMPOSTO DE
CARBONO/CARBONO, DISCO DE
FREIO DE MATERIAL COMPOSTO DE
CARBONO/CARBONO. Um ou os mais
estrutura bidimensional da fibra de fibras
do carbono ou do precursor do carbono é
impregnado (58, 59) por uma solução ou
por uma suspensão capaz de permitir
que uma discreta dispersão de partículas
cerâmicas permaneçam na estrutura da
fibra, e uma pré-forma da fibra (51) é
feita pela superposição das dobras
formadas da estrutura bidimensional feita
de fibras do carbono ou do precursor do
carbono, as dobras que estão sendo
ligadas a uma outra, e pelo menos
algumas das dobras que estão sendo
formadas pelo menos parcialmente de
uma estrutura bidimensional previamente
impregnada. O campo de aplicação é
particularmente aquele das peças da
fricção feitas do material composto de
C/C com partículas cerâmicas
incorporadas.
(71) Messier-Bugatti (FR)
(72) SANDRINE BAUD, ALAIN GIRAUD
(74) Araripe & Associados
(85) 25/06/2007
(86) PCT EP2005/057036 de 21/12/2005
(87) WO 2006/067184 de 29/06/2006
Referente à RPI 1993 de 17/03/2009,
quanto ao item (85).
(21) PI 0519778-3 A2 (22) 22/12/2005 1.3.1
(30) 23/12/2004 FR 0413845
(51) A61B 5/053 (2009.01), G01G 19/414
(2009.01), G01G 19/50 (2009.01)
(54) APARELHO PARA MEDIR A
COMPOSIÇÃO CORPORAL
(57) APARELHO PARA MEDIR
COMPOSIÇÃO CORPORAL. A invenção
se refere a um aparelho de medição da
composição corporal, que compreende
dispositivos de medição (4) de uma
impedância bioelétrica, dispositivos de
medição do peso, dispositivos de
aquisição de dados (2) corporais
pessoais, dispositivos de gravação em
memória (8) e de cálculo (7) dos valores
da composição corporal associados aos
dispositivos de comunicação (3) dos
resultados, onde os ditos dispositivos de
cálculo compreendem meios de
comparação que comparam os últimos
valores medidos com os dois parâmetros
diferentes da composição corporal de um
indivíduo desde valores anteriores
destes parâmetros medidos para um
mesmo indivíduo. O dispositivo de
cálculo compreende meios de análise de
dois resultados provenientes dos meios
de comparação que enviam um sinal aos
ditos dispositivos de comunicação (3)
para emitir uma mensagem única
representativa da evolução conjunta dos
dois parâmetros.
(71) SEB S.A. (FR)
(72) BÉNÉDICTE SIMOND
(74) Araripe & Associados
(85) 25/06/2007
(86) PCT FR2005/003255 de 22/12/2005
(87) WO 2006/070124 de 06/07/2006
Referente à RPI 1993 de 17/03/2009,
quanto ao item (85).
(21) PI 0519779-1 A2 (22) 06/12/2005 1.3.1
(30) 23/12/2004 US 60/638,903
(51) H04L 29/06 (2009.01), H04L 12/56
(2009.01)
(54) MÉTODO, PRODUTO DE
PROGRAMA DE COMPUTADOR,
APARELHO , E SISTEMA PARA
COMUNICAR A INFORMAÇÃO DE
PROGRAMAÇÃO ENTRE O
EQUIPAMENTO DO USUÁRIO E A
REDE DE ACESSO DE RÁDIO
USANDO ESPAÇAMENTO OU
ENCHIMENTO, E, CIRCUITO
INTEGRADO DE APLICAÇÃO
ESPECÍFICA PROVENDO A
FUNCIONALIDADE DE EXECUÇÃO DO
MÉTODO
(57) MÉTODO, PRODUTO DE
PROGRAMA DE COMPUTADOR,
APARELHO, E SISTEMA PARA
COMUNICAR A INFORMAÇÃO DE
PROGRAMAÇÃO ENTRE O
EQUIPAMENTO DO USUÁRIO E A
REDE DE ACESSO DE RÁDIO
USANDO ESPAÇAMENTO OU
ENCHIMENTO, E, CIRCUITO
INTEGRADO DE APLICAÇÃO
ESPECÍFICA PROVENDO A
FUNCIONALIDADE DE EXECUÇÃO DO
MÉTODO. Método pelo qual o dispositivo
UE e o Nó B comunicam a informação
entre si, tal como a informação de
programação, incluindo o passo de
enviar a informação como parte do sinal
de comunicação ao invés de enchimento
no sinal de comunicação, se a
informação puder ser ajustada ao
remover toda ou parte do enchimento.
(71) NOKIA CORPORATION (FI)
(72) ESA MALKAMAKI, BENOIST
SÉBIRE
(74) Araripe & Associados
(85) 22/06/2007
(86) PCT IB2005/003684 de 06/12/2005
(87) WO 2006/067570 de 29/06/2006
Referente à RPI 1993 de 17/03/2009,
quanto ao item (85).
(21) PI 9910359-1 A2 (22) 12/05/1999 1.3.1
(30) 13/05/1998 DE 19821285.2
(51) C07K 16/00 (2009.01)
(54) PROTEÍNA HÍBRIDA PARA
INIBIÇÃO DE DESGRANULAÇÃO DE
MASTÓCITOS E SEU USO
(57) "PROTEÍNA HÍBRIDA PARA
INIBIÇÃO DE DESGRANULAÇÃO DE
MASTÓCITOS E SEU USO" A invenção
refere-se a uma proteína híbrida
compreendendo ou compreendida por (i)
uma proteína conhecida que se liga a
mastócitos e/ou basófilos em uma
maneira conhecida e/ou é absorvida
pelos mesmos, e (ii) uma protease que
cliva uma ou mais proteínas da
92
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
aparelhagem secretora dos mastócitos
e/ou basófilos.
(71) Biotecon Gesellschaft Für
Biotechnologische Entwicklung Und
Consulting MBH (DE)
(72) Hans Bigalke, Jürgen Frevert
(74) Daniel & Cia
(85) 10/11/2000
(86) PCT EP99/03272 de 12/05/1999
(87) WO 99/58571 de 18/11/1999
Referente a RPI 1566 de 09/01/2001,
quanto ao item (71)
2. Depósito
(71) Thomas & Betts International, Inc
(US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0900716-4 A2 (22) 12/03/2009 2.1
(71) Tyco Healthcare Group LP (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900717-2 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) BJ Services Company (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900718-0 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) Bayer Materialscience AG (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
2.1
NOTIFICAÇÃO DE
DEPÓSITO DE PEDIDO
DE PATENTE OU DE
CERTIFICADO DE
ADIÇÃO DE INVENÇÃO
(21) PI 0900719-9 A2 (22) 12/03/2009 2.1
(71) Ptm Packaging Tools Machinery
Pte. LTD. (SG)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900702-4 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) GM Global Technology Operations,
Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900721-0 A2 (22) 12/03/2009 2.1
(71) Volkswagen do Brasil Indústria de
Veículos Automotores LTDA. (BR/SP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900703-2 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) GM Global Technology Operations,
Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900704-0 A2 (22) 27/04/2009 2.1
(71) Hitachi, Ltd. (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900705-9 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Kraft Foods Global Brands LLC (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900706-7 A2 (22) 04/03/2009 2.1
(71) Robert Bosch GMBH. (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900707-5 A2 (22) 31/03/2009 2.1
(71) GM Global Technology Operations,
Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900708-3 A2 (22) 30/03/2009 2.1
(71) Universidade Estadual de Londrina
(BR/PR)
(74) Marinete Violin
(21) PI 0900709-1 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Mitsuba Corporation (JP) , Honda
Motor Co., Ltd. (JP)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0900710-5 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) Salvador Vicente Zammataro
(BR/RJ)
(74) Reinaldo Coniglio Rayol Júnior
(21) PI 0900711-3 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Xerox Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900712-1 A2 (22) 18/03/2009 2.1
(71) Maquet GMBH & CO. KG (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900713-0 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Petroleo Brasileiro S.A. - Petrobras
(BR/RJ)
(21) PI 0900714-8 A2 (22) 12/03/2009 2.1
(71) Kabushiki Kaisha Toshiba (Toshiba
Corporation) (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900715-6 A2 (22) 03/03/2009 2.1
(21) PI 0900720-2 A2 (22) 16/03/2009 2.1
(71) Michel Singer (BR/RJ)
(21) PI 0900722-9 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Schweitzer Engineering
Laboratories, Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0900723-7 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Allergan, Inc. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900724-5 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Alberto Jorge Laranjeiro (BR/SP) ,
Hernandes Medinilha (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S LTDA
(21) PI 0900725-3 A2 (22) 24/03/2009 2.1
(71) Multioil Comércio e Serviços
Industriais Ltda (BR/RJ)
(74) Maria Célia Coelho Novaes
(21) PI 0900726-1 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Whirlpool S.A. (BR/SP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900727-0 A2 (22) 03/03/2009 2.1
(71) Saab AB (SE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900728-8 A2 (22) 04/03/2009 2.1
(71) Huesker Ltda (BR/SP)
(74) Wanderley Batista dos Santos
(21) PI 0900729-6 A2 (22) 19/03/2009 2.1
(71) Amanco Brasil Ltda (BR/SC)
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0900730-0 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Kraft Foods Global Brands LLC (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900731-8 A2 (22) 31/03/2009 2.1
(71) Metso Power Oy (FI)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900732-6 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) LG Eletronics INC. (KR)
(74) Alexandre Ferreira
(21) PI 0900733-4 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) The University Of Tokyo (JP) , Z
Protein Laboratories, INC. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900734-2 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Whirlpool Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900735-0 A2 (22) 27/02/2009 2.1
(71) Swelltec Limited (GB)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900736-9 A2 (22) 19/02/2009 2.1
(71) Honda Motor Co., LTD (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900737-7 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Thermojet do Brasil Ltda (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda
(21) PI 0900738-5 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Ethicon, INC. (US)
(74) Danneman, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900739-3 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Worthington Armstrong Venture
(US)
(74) Tavares Propriedade Intelectual
Ltda
(21) PI 0900740-7 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) BJ Services Company (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900741-5 A2 (22) 06/04/2009 2.1
(71) Amanco Brasil Ltda (BR/SC)
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0900742-3 A2 (22) 06/04/2009 2.1
(71) CJ Cheiljedang Corporation (KR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900743-1 A2 (22) 02/04/2009 2.1
(71) Isotron Ltda. (BR/PR)
(74) Bhering Advogados
(21) PI 0900744-0 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Eduardo Murgel Ferraz Kehl
(BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda
(21) PI 0900745-8 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Tecnoimpianti Water Treatment
S.R.L. (IT)
(74) Claudio Szabas e Magnus Aspeby
(21) PI 0900746-6 A2 (22) 01/04/2009 2.1
(71) Xerox Corporation (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900747-4 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Valmor da Cunha Grávio (BR/SP)
(21) PI 0900748-2 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Serraria União de Bariri Ltda.
(BR/SP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900749-0 A2 (22) 19/02/2009 2.1
(71) Babcock & Wilcox Power Generation
Group, Inc. (US)
(74) Nellie Anne Daniel -Shores
(21) PI 0900750-4 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) Sony Corporation (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900751-2 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) Deere & Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900752-0 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Luiz Maurício Soares Nascimento
(BR/RJ)
(21) PI 0900753-9 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Alstom Hydro France (FR)
(74) Custódio de Almeida
(21) PI 0900754-7 A2 (22) 13/04/2009 2.1
(71) Faculdades Católicas Mantenedora
da Pontifícia Universidade Católica do
Rio de Janeiro - PUC RIO (BR/RJ)
(74) Atem e Remer Asses. Consult. Prop.
Int. Ltda
(21) PI 0900755-5 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) Siderca Saic (AR)
(74) Ana Cristina Müller Wegmann
(21) PI 0900756-3 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Beda Oxygentechnik Armaturen
GMBH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900757-1 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Paulo Augusto Loncarovich Gomes ME (BR/SP)
(74) Maurício Darré
(21) PI 0900758-0 A2 (22) 27/02/2009 2.1
(71) Swelltec Limited (GB)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900759-8 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) José Carlos Cecchi (BR/SP)
(74) Aguinaldo Moreira
(21) PI 0900760-1 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Goodrich Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigbler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900761-0 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Vetco Gray, Inc. (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda
(21) PI 0900762-8 A2 (22) 11/03/2009 2.1
(71) Fabio de Felippe Dabori (BR/SP)
(74) Henrique Abreu de Andrade Rocha
(21) PI 0900763-6 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) Mário Umberto Teodoro Júnior
(BR/TO)
(21) PI 0900764-4 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) PC-TEL, Inc. (US)
(74) Hugo Silva , Rosa & MaldonadoProp. Int
(21) PI 0900765-2 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Paulo Augusto Loncarovich Gomes ME (BR/SP)
(74) Maurício Darré
(21) PI 0900766-0 A2 (22) 05/03/2009 2.1
(71) Prad Research And Development
Limited (VG)
(74) Walter de Almeida Martins
(21) PI 0900767-9 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Novaliq GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900768-7 A2 (22) 25/02/2009 2.1
(71) Andritz INC. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigbler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900769-5 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Lanxess Deutschland G (DE)
(74) Bhering Advogados
(21) PI 0900770-9 A2 (22) 13/04/2009 2.1
(71) Taf Indústria de Plásticos Ltda
(BR/SC)
(74) Maria Aparecida Pereira Gonçalves
(21) PI 0900771-7 A2 (22) 14/04/2009 2.1
(71) Antonio Ricardo Pacheco (BR/PR)
(74) Claudemir Elias Pacheco
(21) PI 0900772-5 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Clima Termoacustica Ltda. (BR/MG)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda
(21) PI 0900773-3 A2 (22) 26/02/2009 2.1
(71) Delmo Bernardi dos Santos (BR/RJ)
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 93
RPI 2011 de 21/07/2009
, Arlete Bernardi Santos (BR/RJ)
Ipanema Moreira
(21) PI 0900774-1 A2 (22) 27/04/2009 2.1
(71) Gilberto Careno (BR/SP) , Elias
Francisco da Silva (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda.
(21) PI 0900794-6 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) Seahorse Equipment Corporation
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900775-0 A2 (22) 05/03/2009 2.1
(71) Makita Corporation (JP)
(74) Araripe & Associados
(21) PI 0900795-4 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) Ronald Valter Igel (BR/RJ)
(21) PI 0900776-8 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Secretaria de Estado da Inclusão,
Assistência e do Desenvolvimento
Social- SEIDES (BR/SE)
(21) PI 0900796-2 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) Evonik Degussa GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900777-6 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Secretaria de Estado da Inclusão,
Assistência e do Desenvolvimento
Social- SEIDES (BR/SE)
(21) PI 0900797-0 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) Swelltec Limited (GB)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900778-4 A2 (22) 25/03/2009 2.1
(71) Halter Ind. Com. de Mecanoterapia
Ltda (BR/SC)
(21) PI 0900798-9 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Immatics Biotechnologies Gmbh
(DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900779-2 A2 (22) 05/03/2009 2.1
(71) MAKITA CORPORATION (JP)
(74) Araripe & Associados
(21) PI 0900780-6 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Universidade Estadual do Norte
Fluminense Darcy Ribeiro - UENF
(BR/RJ) , Edmilson José Maria (BR/RJ)
(21) PI 0900781-4 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Whirlpool S.A. (BR/SP)
(74) Alexandre Ferreira
(21) PI 0900782-2 A2 (22) 27/04/2009 2.1
(71) Nilberto de Souza Nacif (BR/MG)
(21) PI 0900783-0 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Associação Brasileira de Cimento
Portland (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda.
(21) PI 0900784-9 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Gnatus Equipamentos Médico
Odontológicos Ltda (BR/SP) , MM Optics
Ltda (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900785-7 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Kraft Capacetes Indústria e
Comércio Ltda - ME (BR/SP)
(74) Remarca Reg. de Marcas e
Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900799-7 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) Ti Group Automotive Systems L.L.C.
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900800-4 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) L'Oreal (FR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900801-2 A2 (22) 27/04/2009 2.1
(71) Gilberto Careno (BR/SP) , Elias
Francisco da Silva (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda.
(21) PI 0900802-0 A2 (22) 12/03/2009 2.1
(71) Universidade de São Paulo - USP
(BR/SP) , Fundação de Amparo à
Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP (BR/SP)
(74) Maria Aparecida de Souza
(21) PI 0900803-9 A2 (22) 18/03/2009 2.1
(71) Julia Takahashi (BR/SP)
(74) BEERRE ASSESSORIA
EMPRESARIAL LTDA
(21) PI 0900804-7 A2 (22) 30/03/2009 2.1
(71) Denys Emilio Campion Nicolosi
(BR/SP)
(21) PI 0900786-5 A2 (22) 24/04/2009 2.1
(71) Hércules Marçal Dias Junior
(BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900805-5 A2 (22) 05/03/2009 2.1
(71) JOSÉ MASTELLARO (BR/SP)
(74) DAVID DO NASCIMENTO
ADVOGADOS ASSOCIADOS
(21) PI 0900787-3 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) GM Global Technology Operations,
Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900806-3 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) MAN NUTZFAHRZEUGE AG (DE)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0900788-1 A2 (22) 28/04/2009 2.1
(71) Heraeus Kulzer GMBH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900789-0 A2 (22) 27/04/2009 2.1
(71) Petroleo Brasileiro S.A. - Petrobrás
(BR/RJ)
(21) PI 0900790-3 A2 (22) 06/04/2009 2.1
(71) Dynamic Air Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0900791-1 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Rexam do Brasil Embalagens Ltda
(BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda
(21) PI 0900792-0 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Robert Bosch Limitada (BR/SP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0900793-8 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) Accenture Global Services GMBH
(CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
(21) PI 0900807-1 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) TAGS LUMENS - COMUNICAÇÃO
DE SEGURANÇA
FOTOLUMINESCENTE LTDA-ME
(BR/SP)
(21) PI 0900808-0 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) Pado S A. Indústrial, Comercial e
Importadora (BR/SP)
(74) CESAR PEDUTI NETO
(21) PI 0900809-8 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) DURA AUTOMOTIVE SYSTEMS
DO BRASIL LTDA. (BR/SP)
(74) LOGOS MARCAS E PATENTES
S/S LTDA
(21) PI 0900810-1 A2 (22) 16/02/2009 2.1
(71) SYNGENTA PARTICIPATIONS AG
(CH)
(74) Artur Francisco Schaal
(21) PI 0900811-0 A2 (22) 13/03/2009 2.1
(71) EMERSON LOPES DOS SANTOS
(BR/SP)
(74) ESTRELA MARCAS E PATENTES
LTDA ME
(21) PI 0900812-8 A2 (22) 17/02/2009 2.1
(71) Hector Oscar Larin (BR/SP)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
(21) PI 0900813-6 A2 (22) 16/02/2009 2.1
(71) JOSÉ ESMAEL MECEDO SANTOS
(BR/SP)
(74) Maria do Rosário de Lima
(21) PI 0900814-4 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Anderson Luis dos Santos Adao
(BR/SP)
(74) Somarca Assessoria Empresarial
S/C Ltda.
(21) PI 0900815-2 A2 (22) 23/04/2009 2.1
(71) Sociedade Benef Israelita Bras
Hospital Albert Einstein (BR/SP)
(74) Somos Marcas e Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900816-0 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) WIELAND-WERKE AG (DE)
(74) ADVOCACIA PIETRO ARIBONI
S/C.
(21) PI 0900817-9 A2 (22) 06/03/2009 2.1
(71) Progeral Indústria de Artefatos
Plásticos Ltda (BR/SP)
(74) AMADEU GENNARI FILHO
(21) PI 0900818-7 A2 (22) 05/03/2009 2.1
(71) Brassuco Distribuidora de Bebidas e
Alimentos Ltda (BR/SP)
(74) Monica Lorón Guimarães
(21) PI 0900819-5 A2 (22) 13/03/2009 2.1
(71) SARITA OLIVA BEREZOVSKI
(BR/SP) , MARICY OLIVA BEREZOVKI
LARGMAN (BR/SP)
(74) Alcides Ribeiro Filho
(21) PI 0900820-9 A2 (22) 17/02/2009 2.1
(71) Roland Dieter Rau (BR/SP)
(74) Silvio Darré Junior
(21) PI 0900821-7 A2 (22) 16/03/2009 2.1
(71) L'OREAL (FR)
(74) Artur Francisco Schaal
(21) PI 0900822-5 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) L'oreal (FR)
(74) Priscila Penha de Barros Thereza
(21) PI 0900823-3 A2 (22) 17/02/2009 2.1
(71) LUCIANE CRISTIANA DE MORAES
FERNANDES SILVA (BR/SP)
(21) PI 0900824-1 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Fábio Henrique Pires de Oliveira
(BR/SP)
(74) Icamp Marcas e Patentes S/C Ltda
(74) MARIA APARECIDA PANIAGUA
(21) PI 0900832-2 A2 (22) 16/03/2009 2.1
(71) Nelson Yamasaki (BR/SP)
(74) Simbolo Marcas e Patentes Ltda
(21) PI 0900833-0 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) Brinquedos Bandeirantes S/A
(BR/SP)
(74) TINOCO SOARES & FILHO LTDA
(21) PI 0900834-9 A2 (22) 03/03/2009 2.1
(71) ORBISAT DA AMAZÔNIA
INDÚSTRIA E AEROLEVAMENTO S/A
(BR/SP)
(74) ROMEU GUILHERME TRAGANTE
(21) PI 0900835-7 A2 (22) 17/02/2009 2.1
(71) Promax Produtos Máximos S/A,
Indústria e Comércio (BR/SP)
(74) Britânia Marcas e Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900836-5 A2 (22) 16/02/2009 2.1
(71) Vitor Fernando Pires de
Albuquerque (BR/SP)
(21) PI 0900837-3 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) Segment Produtos Oftalmicos Ltda
(BR/SP)
(74) BEERRE ASSESSORIA
EMPRESARIAL LTDA
(21) PI 0900838-1 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) Jofer Embalagens Ltda (BR/SP)
(74) BEERRE ASSESSORIA
EMPRESARIAL LTDA
(21) PI 0900839-0 A2 (22) 16/03/2009 2.1
(71) Bruno Moretti (IT)
(74) David do Nascimento Advogados
Associados
(21) PI 0900840-3 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) JEFERSON FERREIRA DA SILVA
(BR/SP)
(74) BEERRE ASSESSORIA
EMPRESARIAL LTDA
(21) PI 0900841-1 A2 (22) 17/03/2009 2.1
(71) Mipal Indústria de Evaporadores
Ltda (BR/SP)
(74) Icamp Marcas e Patentes S/C Ltda
(21) PI 0900844-6 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Carlos Henrique da Silva Ferreira
(BR/SP)
(74) Aguinaldo Moreira
(21) PI 0900845-4 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Yukio Oizumi (BR/SP)
(74) Aguinaldo Moreira
(21) PI 0900825-0 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Anvi Comércio e Indústria LTDA.
(BR/SP)
(74) FORTRADE BRASIL MARCAS E
PATENTES S/S LTDA.
(21) PI 0900846-2 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E
VALORIZAÇÃO DA VIDA ANIMAL DEIXE VIVER (BR/SP)
(74) Maurício Darré
(21) PI 0900826-8 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) Gelius Indústria de Móveis Ltda
(BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S/C
Ltda
(21) PI 0900847-0 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) FERNANDO CELSO SODRÉ
VERGAMINI (BR/SP)
(74) Nobel Marcas e Patentes S/C Ltda.
(21) PI 0900827-6 A2 (22) 02/03/2009 2.1
(71) MAURIZIO & CIA LTDA. (BR/SP)
(74) AUNIMARK MARCAS E PATENTES
LTDA.
(21) PI 0900828-4 A2 (22) 09/03/2009 2.1
(71) TANIA MARIA GONÇALVES
(BR/SP)
(74) Ana Paula Mazzei dos Santos Leite
(21) PI 0900829-2 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Juliano Rodrigues Pappalardo
(BR/SP)
(21) PI 0900830-6 A2 (22) 10/03/2009 2.1
(71) Man Nutzfahrzerge ag (DE)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0900831-4 A2 (22) 13/03/2009 2.1
(71) ADALTON CARDOSO COSTA
(BR/SP)
(21) PI 0900848-9 A2 (22) 07/04/2009 2.1
(71) WAGNER ANTONIO RECCHIA
(BR/SP) , KARINA CASAGRANDE
PINHEIRO RECCHIA (BR/SP) , Lucimar
Antonio Rodolpho (BR/SP)
(74) EDNÉIA CASAGRANDE PINHEIRO
(21) PI 0900849-7 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) EIN'S I&S CO., LTD (KR)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
(21) PI 0900850-0 A2 (22) 06/04/2009 2.1
(71) BHS COMÉRCIO DE PRODUTOS
PARA SAÚDE LTDA (BR/SP)
(74) Alexandre Fukuda Yamashita
(21) PI 0900851-9 A2 (22) 09/04/2009 2.1
(71) ABELARDO GOMES DE ABREU
(BR/SP)
(74) Silvio Darré Junior
(21) PI 0900852-7 A2 (22) 07/04/2009 2.1
94
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
(71) Belmiro Athayde de Brito (BR/SP)
(74) Itamarati Patentes e Marcas S/C
Ltda.
(21) PI 0900853-5 A2 (22) 23/04/2009 2.1
(71) Baldan Implementos Agrícolas S/A
(BR/SP)
(21) PI 0900854-3 A2 (22) 06/04/2009 2.1
(71) Eletromecânica Dyna S/A (BR/SP)
(74) Cruzeiro Newmarc Patentes e
Marcas Ltda.
(21) PI 0900856-0 A2 (22) 20/04/2009 2.1
(71) ANISIO DAS NEVES (BR/SP)
(74) José Olivio de Freitas Pereira
(21) PI 0900857-8 A2 (22) 23/04/2009 2.1
(71) Fernando Roberto Sanchez (BR/SP)
, Gilmar Aparecido de Souza (BR/SP)
(74) Simbolo Marcas e Patentes Ltda
(21) PI 0900858-6 A2 (22) 23/04/2009 2.1
(71) Cristiano Alberto Ribeiro Santana
(BR/SP)
(74) CRUZEIRO NEWMARC PATENTES
E MARCAS LTDA
(21) PI 0900859-4 A2 (22) 23/04/2009 2.1
(71) BAIER & KÖPPEL GMBH & CO.
(DE)
(74) EDUARDO JOÃO ASSEF JUNIOR
(21) PI 0900860-8 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Jorge Ubirajara Magero (BR/RS)
(74) Paulo Lofrano Malagutti
(21) PI 0900861-6 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Carlos da Silva (BR/SP)
(21) PI 0900862-4 A2 (22) 20/03/2009 2.1
(71) Hyo Nan Choi (BR/SP)
(21) PI 0900863-2 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Marcelo Nunes Bastos (BR/SP)
(74) Ernani José Lenate Guimarães
(21) PI 0900864-0 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) Cristiano Alberto Ribeiro Santana
(BR/SP)
(74) CRUZEIRO NEWMARC PATENTES
E MARCAS LTDA
(21) PI 0900865-9 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) Nakram Indústria e Comércio Ltda.
(BR/SP)
(74) Nobel Marcas e Patentes S/C Ltda.
(21) PI 0900866-7 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) José Marcio Mostaço (BR/SP)
(21) PI 0900867-5 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) Instituto Presbiteriano Mackenzie
(BR/SP)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0900868-3 A2 (22) 16/04/2009 2.1
(71) Paulo Roberto Della Barba (BR/SP)
(74) Davino Martins da Silva Filho
(21) PI 0900869-1 A2 (22) 17/04/2009 2.1
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP)
(74) Maria Cristina Valim Lourenço
Gomes
(21) PI 0900870-5 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) TEKNO S/A (BR/SP)
(74) Edmundo Bruner Assessoria S/C
Ltda
(21) PI 0900871-3 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) URIAS FRANCISCO CINTRA
(BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S/C
Ltda
(21) PI 0900872-1 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) Nova Plast Indústria e Comércio
LTDA (BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S/C
Ltda
(21) PI 0900873-0 A2 (22) 08/04/2009 2.1
(71) SOCIETE DE VEHICULES
ELECTRIQUES (SAS) (FR)
(74) Alexandre Fukuda Yamashita
(21) PI 0900874-8 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) EIN'S I&S CO., LTD (KR)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
(21) PI 0900875-6 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) EIN'S I&S CO., LTD (KR)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
(21) PI 0900877-2 A2 (22) 22/04/2009 2.1
(71) Takashi Nishimura (BR/SP)
(74) Paulo Cesar Vaz Machado
2.4
NOTIFICAÇÃO DE
DEPÓSITO DO PEDIDO
DIVIDIDO
(21) PI 9917688-2 A2 (22) 26/08/1999 2.4
(62) PI9913824-7 26/08/1999
(71) Icos Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Notificação da entrada da Fase
Nacional(1.3):RPI 1589 (19/06/2001);
Conhecimento do parecer técnico(7.1):
RPI 1938 (26/02/2008)
(21) PI 9917716-1 A2 (22) 18/06/1999 2.4
(62) PI9906539-8 18/06/1999
(71) Teijin Limited (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Notificação da entrada da Fase Nacional
(1.3):RPI 1545(15/08/2000);
Conhecimento do parecer técnico(7.1):
RPI 1982(30/12/2008)
6. Exigências Técnicas
e Formais
(71) Pedro Yoshimitsu Danno (BR/SP)
(74) Antonio José de Cara
(21) MU 8202194-5 U2 (22) 18/09/2002 6.1
(71) D.C.V. Eventos e Entretenimento
S/C Ltda (BR/SP)
(74) Sul América Marcas & Patentes S/C
Ltda
(21) MU 8202518-5 U2 (22) 16/08/2002 6.1
(71) Arthur Augusto Roberto da Fonseca
(BR/RJ)
(21) MU 8202859-1 U2 (22) 26/12/2002 6.1
(71) Calçados Bibi Ltda (BR/RS)
(74) Nobel Marcas E Patentes S/C Ltda
(21) MU 8202947-4 U2 (22) 17/12/2002 6.1
(71) Chuba Indústria e Comércio de
Escadas Pré-Fabricadas LTDA-ME
(BR/SP)
(74) Seta Marcas e Patentes Ltda
(21) MU 8201508-2 U2 (22) 02/07/2002 6.1
(71) Antonio Inacio Schaan (BR/RS)
(74) Paulo Afonso Pereira Cons em
Marcas e Patentes Ltda
(21) MU 8201523-6 U2 (22) 27/05/2002 6.1
(71) Geralda Pereira dos Santos Dutra
(BR/SP)
(74) União Federal Marcas E Patentes
S/C LTDA
(21) MU 8201564-3 U2 (22) 25/06/2002 6.1
(21) PI 9901020-8 A2 (22) 18/03/1999 6.1
(71) Wella Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9901729-6 A2 (22) 06/05/1999 6.1
(71) Josemir Vasconcelos de Castro
(BR/PB)
(21) MU 8203443-5 U2 (22) 22/05/2002 6.1
(71) Piccin Máquinas Agrícolas LTDA.
(BR/SP)
(74) Ednéa Casagrande Pinheiro
(21) PI 9905904-5 A2 (22) 17/12/1999 6.1
(71) Les Laboratoires Servier (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) MU 8700226-4 U2 (22) 01/02/2007 6.1
(71) Francisco Irie (BR/SP)
(21) PI 9908833-9 A2 (22) 17/03/1999 6.1
(71) Macef (FR) , Laboratoires besins
Iscovesco (FR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0301807-5 A2 (22) 27/02/2003 6.1
(71) Du Pont do Brasil S/A (BR/RS)
(74) Mário de Almeida Marcas e
Patentes Ltda.
(21) PI 0304379-7 A2 (22) 16/09/2003 6.1
(71) Watanabe Máquinas Agrícolas
Indústria e Comércio LTDA (BR/PR)
(74) Brasil Sul Marcas e Patentes S/C
Ltda
(21) PI 9710012-9 A2 (22) 23/06/1997 6.1
(71) Merial (FR)
(74) DI BLASI, PARENTE, VAZ E DIAS
& AL.
(21) MU 8201162-1 U2 (22) 17/05/2002 6.1
(71) Amaro Pereira da Silva (BR/PR)
(74) Marpa Cons. & Asses. Empresarial
Ltda
(21) PI 9815832-5 A2 (22) 15/07/1998 6.1
(71) Archer-Daniels-Midland Company
(US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) MU 8203108-8 U2 (22) 26/12/2002 6.1
(71) Grendene S.A. (BR/CE)
(74) Custódio de Almeida & Cia.
(21) MU 8101219-5 U2 (22) 12/07/2001 6.1
(71) Sodramar Indústria e Comércio
LTDA. (BR/SP)
(74) Vera Lucia de Sá Benttenmuller
Pereira
(21) MU 8200707-1 U2 (22) 12/04/2002 6.1
(71) Alvaro Veras da Silva Júnior
(BR/SP) , Carlos Augusto Veras da Silva
(BR/SP) , WAGNER TRUGILLO
MARCONI (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
(21) PI 9814521-5 A2 (22) 21/12/1998 6.1
(71) Erber Aktiengesellschaft (AT)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9901495-5 A2 (22) 06/05/1999 6.1
(71) Institut Francais Du Petrole (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9708566-9 A2 (22) 11/04/1997 6.1
(71) 1149336 Ontario, INC. (CA) , Allelix
Biopharmaceuticals Inc. (CA)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) MU 8200320-3 U2 (22) 08/02/2002 6.1
(71) Moisés Flaviano Pereira (BR)
(21) PI 9814488-0 A2 (22) 23/12/1998 6.1
(71) Biosynthec (FR) , Akbar Emami (FR)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) MU 8203095-2 U2 (22) 22/11/2002 6.1
(71) Ilse Lang da Silva (BR/RS)
(74) Luiz Alberto Rosenstengel
6.1
EXIGÊNCIA - ART. 36 DA
LPI
(21) MU 8103409-1 U2 (22) 28/11/2001 6.1
(71) Afrânio Augusto Guimarães
(BR/MG)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9710273-3 A2 (22) 09/07/1997 6.1
(71) Carnegie Mellon University (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9710733-6 A2 (22) 09/07/1997 6.1
(71) Bayer Corporation (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9801335-1 A2 (22) 10/03/1998 6.1
(71) Chiesi Farmaceutici s.p.a (IT)
(74) Vicente Nogueira Advogados
(21) PI 9803067-1 A2 (22) 20/08/1998 6.1
(71) Ngk Spark Plug Co. Ltd. (JP)
(74) Yoshiaki Minao
(21) PI 9807742-2 A2 (22) 25/02/1998 6.1
(71) Gesellschaft Fuer Biotechnologische
Forschung MBF (GBF) (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9808908-0 A2 (22) 08/04/1998 6.1
(71) Sigma-Tau Industrie Farmaceutiche
Riunite S.P.A (IT)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9809720-2 A2 (22) 20/05/1998 6.1
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(21) PI 9909095-3 A2 (22) 18/11/1999 6.1
(71) Baxter International INC. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9909201-8 A2 (22) 25/03/1999 6.1
(71) Astellas Pharma Inc. (JP)
(74) Paulo Sérgio Scatamburlo
(21) PI 9910478-4 A2 (22) 20/05/1999 6.1
(71) Crayola LLC (US)
(74) Orlando de Souza
(21) PI 9910508-0 A2 (22) 10/05/1999 6.1
(71) Warner-Lambert Company (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9911182-9 A2 (22) 09/06/1999 6.1
(71) Glaxo Group Limited (GB)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9911575-1 A2 (22) 25/06/1999 6.1
(71) Warner-Lambert Company (US) ,
Cocensys, Inc. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9913123-4 A2 (22) 24/08/1999 6.1
(71) Arbozon Oy Ltd., (FI)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia.
(21) PI 9913532-9 A2 (22) 03/09/1999 6.1
(71) Metabasis Therapeutics, INC. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914012-8 A2 (22) 17/08/1999 6.1
(71) CORONIS GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914240-6 A2 (22) 01/10/1999 6.1
(71) Rhodia Chimie (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914578-2 A2 (22) 08/10/1999 6.1
(71) The Procter & Gamble Company
(US)
(74) Trench, Rossi E Watanabe
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 95
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 9915503-6 A2 (22) 06/11/1999 6.1
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916065-0 A2 (22) 13/12/1999 6.1
(71) Woodbridge Foam Corporation (CA)
(74) NELLIE ANNE DANIEL SHORES
(71) Ecolab Inc. (US)
(74) DANIEL & CIA
(21) PI 0011004-3 A2 (22) 16/05/2000 6.1
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0102480-9 A2 (22) 03/05/2001 6.1
(71) Eduardo Taurozzi (AR)
(74) Alberto Jerônimo Guerra Neto
(21) PI 0102619-4 A2 (22) 28/06/2001 6.1
(71) Uni-Charm Corporation (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916369-1 A2 (22) 23/08/1999 6.1
(71) Otis Elevator Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0011247-0 A2 (22) 23/05/2000 6.1
(71) Janssen Pharmaceutica N.V. (BE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9916691-7 A2 (22) 29/12/1999 6.1
(71) Ato B.V. (NL)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 0012259-9 A2 (22) 06/07/2000 6.1
(71) SQM Europe NV (BE)
(74) Magnus Aspeby
(21) PI 0103873-7 A2 (22) 04/09/2001 6.1
(71) Renato Di Dio (BR/SP)
(74) MARCAS MARCANTES E
PATENTES LTDA
(21) PI 0001813-9 A2 (22) 23/05/2000 6.1
(71) Pfizer Products Inc. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013142-3 A2 (22) 11/08/2000 6.1
(71) Purolator Filters NA LLC (US)
(74) NELLIE ANNE DANIEL SHORES
(21) PI 0104347-1 A2 (22) 24/05/2001 6.1
(71) Voith Paper Patent GMBH (DE)
(74) Silvana dos Santos Moreno
(21) PI 0013289-6 A2 (22) 08/08/2000 6.1
(71) Ciba Specialty Chemicals Holding
Inc. (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0104447-8 A2 (22) 05/10/2001 6.1
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013362-0 A2 (22) 16/08/2000 6.1
(71) Rhodia Chimie (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0104563-6 A2 (22) 09/08/2001 6.1
(71) Adelino da Conceição Basílio
(BR/SP)
(74) Geisler Chbane Bosso
(21) PI 0003219-0 A2 (22) 31/07/2000 6.1
(71) Vomm Chemipharma S.r.l (IT)
(74) Thomaz Thedin Lobo (0242)
(21) PI 0004750-3 A2 (22) 04/10/2000 6.1
(71) Sibrape Esterilizadores UVC Ltda.
(BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S/C
Ltda.
(21) PI 0005488-7 A2 (22) 21/11/2000 6.1
(71) Merck Patent GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008345-3 A2 (22) 16/02/2000 6.1
(71) Günter Weickert (DE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0008815-3 A2 (22) 28/02/2000 6.1
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0008835-8 A2 (22) 06/03/2000 6.1
(71) Kronos Titan GMBH & CO. OHG
(DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009208-8 A2 (22) 21/03/2000 6.1
(71) Bayer Corporation (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009218-5 A2 (22) 24/03/2000 6.1
(71) Ionex Limited (GB)
(74) DANIEL & CIA
(21) PI 0009314-9 A2 (22) 04/02/2000 6.1
(71) Bayer CropScience AG (DE)
(74) Artur Francisco Schaal
(21) PI 0009325-4 A2 (22) 14/03/2000 6.1
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013372-8 A2 (22) 25/07/2000 6.1
(71) Unilever N.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0014123-2 A2 (22) 20/09/2000 6.1
(71) Gala Industries, Inc. (US)
(74) Tavares & Companhia
(21) PI 0014255-7 A2 (22) 01/09/2000 6.1
(71) Hewlett-Packard Company (US)
(74) Antônio Maurício Pedras Arnaud
(21) PI 0014295-6 A2 (22) 06/07/2000 6.1
(71) Sekisui Chemical CO., LTD. (JP)
(74) Magnus Aspeby
(21) PI 0014678-1 A2 (22) 29/09/2000 6.1
(71) F. Hoffmann-La Roche AG (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0014859-8 A2 (22) 29/09/2000 6.1
(71) F. Hoffmann-La Roche AG (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0014983-7 A2 (22) 21/10/2000 6.1
(71) Kuraray Europe GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0015887-9 A2 (22) 15/12/2000 6.1
(71) Johnson & Johnson (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009427-7 A2 (22) 31/01/2000 6.1
(71) Zilla, INC. (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 0016261-2 A2 (22) 01/12/2000 6.1
(71) Construction Research &
Technology GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009815-9 A2 (22) 14/04/2000 6.1
(71) International Furan Technology
(PTY) Limited (KR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0016756-8 A2 (22) 12/12/2000 6.1
(71) Owens Corning (US) , Owens
Corning Composites S.P.R.L. (BE)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0010397-7 A2 (22) 25/01/2000 6.1
(71) Interface, INC (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0017337-1 A2 (22) 19/09/2000 6.1
(71) E.I. du Pont de Nemours and
Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0010560-0 A2 (22) 28/04/2000 6.1
(71) Ortho-Mcneil Pharmaceutical, INC.
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0100911-7 A2 (22) 28/02/2001 6.1
(71) Owens-Brockway Glass Container
INC. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0010599-6 A2 (22) 12/04/2000 6.1
(71) Aventis Pharma Limited (GB)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0102273-3 A2 (22) 05/06/2001 6.1
(71) Thomas Josef Heimbach GMBH &
CO (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0010986-0 A2 (22) 23/02/2000 6.1
(21) PI 0103601-7 A2 (22) 08/08/2001 6.1
(71) Gilberto Vieira da Costa (BR/RS)
(74) Luiz Alberto Rosenstengel
(21) PI 0104626-8 A2 (22) 22/10/2001 6.1
(71) Bettcher Industries, INC. (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0106250-6 A2 (22) 21/12/2001 6.1
(71) SNPE Matériaux Energétiques (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0107368-0 A2 (22) 19/11/2001 6.1
(71) Dainichiseika Color & Chemicals
MFG. CO., LTD. (JP)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0107616-7 A2 (22) 12/01/2001 6.1
(71) Aker Kvaerner MH AS (NO)
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0108113-6 A2 (22) 26/01/2001 6.1
(71) George B. Diamond (US)
(74) Waldemar do Nascimento
(21) PI 0108324-4 A2 (22) 14/02/2001 6.1
(71) Omya Development AG (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0108382-1 A2 (22) 14/02/2001 6.1
(71) Novamont S.p.A (IT)
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
(21) PI 0108383-0 A2 (22) 15/02/2001 6.1
(71) PPG Industries Ohio INC. (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0108530-1 A2 (22) 20/02/2001 6.1
(71) Pirelli Cavi e Sistemi S.p.A. (IT)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0109116-6 A2 (22) 22/02/2001 6.1
(71) Aloys Wobben (DE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0109208-1 A2 (22) 08/02/2001 6.1
(71) Iscar, Ltd. (IL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0109633-8 A2 (22) 20/03/2001 6.1
(71) Lanxess Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0109754-7 A2 (22) 01/02/2001 6.1
(71) Naturin GMBH & CO. (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0109762-8 A2 (22) 22/03/2001 6.1
(71) The Lubrizol Corporation (US) ,
Ameripol Synpol Corporation (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0109974-4 A2 (22) 24/05/2001 6.1
(71) Parker-Hannifin Corporation (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0110013-0 A2 (22) 12/04/2001 6.1
(71) Emitec Gesellschaft Fuer
Emissionstechnologie MBH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0110075-0 A2 (22) 13/04/2001 6.1
(71) Fry's Metals, INC. D.B.A. Alpha
Metals, INC. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0110170-6 A2 (22) 23/04/2001 6.1
(71) Hunter Douglas Industries B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0110817-4 A2 (22) 23/05/2001 6.1
(71) Parker-Hannifin Corporation (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0110858-1 A2 (22) 16/05/2001 6.1
(71) Kimberly-Clark Worldwide, INC.
(US)
(74) Clarke Modet do Brasil Ltda
(21) PI 0111045-4 A2 (22) 23/05/2001 6.1
(71) Sandvik Intellectual Property AB
(SE)
(74) Magnus Aspeby
(21) PI 0111372-0 A2 (22) 30/05/2001 6.1
(71) Commonwealth Scientific And
Industrial Research Organisation (AU)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0111942-7 A2 (22) 20/06/2001 6.1
(71) Volvo Lastvagnar AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0113254-7 A2 (22) 10/08/2001 6.1
(71) Norbert Egger (AT)
(74) Marcello do Nascimento
(21) PI 0114038-8 A2 (22) 30/08/2001 6.1
(71) Sharp Kabushiki Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0114074-4 A2 (22) 18/09/2001 6.1
(71) Basell Polyolefine GMBH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0114085-0 A2 (22) 20/09/2001 6.1
(71) Société De Technologie Michelin
(FR) , Michelin Recherche Et Technique
S.A. (CH)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0114180-5 A2 (22) 06/09/2001 6.1
(71) Cooper Cameron Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0114185-6 A2 (22) 24/09/2001 6.1
(71) Bayer Healthcare LLC (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0114251-8 A2 (22) 03/08/2001 6.1
(71) Degussa AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0114326-3 A2 (22) 26/09/2001 6.1
(71) Tetra Laval Holdings & Finance S. A
(CH)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0114429-4 A2 (22) 03/10/2001 6.1
(71) Technip France SA (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0114794-3 A2 (22) 10/10/2001 6.1
(71) Stego-Holding GMBH (DE)
(74) Di Blasi, Parente, S. G. &
Associados S/C
(21) PI 0115203-3 A2 (22) 24/10/2001 6.1
(71) Coflexip (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
96
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
(21) PI 0115218-1 A2 (22) 05/11/2001 6.1
(71) Curozone Ireland Limited (IE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0115499-0 A2 (22) 09/10/2001 6.1
(71) M-I Epcon AS (NO)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0115589-0 A2 (22) 12/11/2001 6.1
(71) Coflexip (FR) , Institut Français du
Petrole (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0115691-8 A2 (22) 14/11/2001 6.1
(71) Cooper Cameron Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0115803-1 A2 (22) 13/11/2001 6.1
(71) Trelleborg Industrie (FR)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0115864-3 A2 (22) 07/11/2001 6.1
(71) Iscar, LTD. (IL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0116209-8 A2 (22) 21/11/2001 6.1
(71) Gioel Italia ' 96 S.R.L. (IT)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0116533-0 A2 (22) 25/11/2001 6.1
(71) Iscar, LTD. (IL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0116631-0 A2 (22) 27/12/2001 6.1
(71) Toyota Jidosha Kabushiki Kaisha
(JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0116632-8 A2 (22) 27/12/2001 6.1
(71) Toyota Jidosha Kabushiki Kaisha
(JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0116635-2 A2 (22) 28/12/2001 6.1
(71) Profil-Verbindungstechnik GmbH &
Co. KG (DE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0116733-2 A2 (22) 19/07/2001 6.1
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0116821-5 A2 (22) 26/12/2001 6.1
(71) Iscar LTD. (IL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0116957-2 A2 (22) 28/03/2001 6.1
(71) Russell Energy Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0116979-3 A2 (22) 25/05/2001 6.1
(71) LG Electronics INC. (KR)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0117064-3 A2 (22) 06/07/2001 6.1
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, SIemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0117074-0 A2 (22) 02/07/2001 6.1
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Cruzeiro/Newmarc Patentes e
Marcas Ltda.
(21) PI 0117100-3 A2 (22) 24/10/2001 6.1
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0200271-0 A2 (22) 31/01/2002 6.1
(71) Briffault S.A. (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0200500-0 A2 (22) 09/01/2002 6.1
(71) Case Corporation (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Armaud
(21) PI 0202851-4 A2 (22) 19/07/2002 6.1
(71) Société de Technologie Michelin
(FR) , Michelin Recherche Et Technique
S.A. (CH)
(74) Momsen, Leonardos & CIA
(21) PI 0207805-8 A2 (22) 04/03/2002 6.1
(71) James Hardie International Finance
B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0207806-6 A2 (22) 04/03/2002 6.1
(71) James Hardie International Finance
B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0207807-4 A2 (22) 01/03/2002 6.1
(71) James Hardie International Finance
B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0207808-2 A2 (22) 01/03/2002 6.1
(71) James Hardie International Finance
B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0210279-0 A2 (22) 13/05/2002 6.1
(71) Aventis Pharmaceuticals, Inc. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0210465-2 A2 (22) 05/06/2002 6.1
(71) Saint-Gobain Vetrotex France S.A.
(FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0210484-9 A2 (22) 19/06/2002 6.1
(71) Pirelli & C. S.P.A. (IT)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0210490-3 A2 (22) 24/04/2002 6.1
(71) Pirelli & C. S.P.A. (IT)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0211763-0 A2 (22) 07/08/2002 6.1
(71) Cement Industry Environmental
Consortium (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0211945-5 A2 (22) 16/07/2002 6.1
(71) Highveld Steel And Vanadium
Corporation Limited (ZA) , Rossmali
Technology Holdings ( PTY) LTD. (ZA)
(74) Paulo Sergio Scatamburlo
6.7
OUTRAS EXIGÊNCIAS
(21) MU 8001872-6 U2 (22) 22/08/2000 6.7
(71) Dilso José Colpo (BR/PR)
(74) Joiceni Moreira Giaretta
Complementar taxa de expedição de
carta patente referente petição de nº
020090024913 de 16/03/2009.
(21) PI 0617903-7 A2 (22) 27/10/2006 6.7
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda
Para que o pedido seja regularizado,
apresente complementação do pedido
realizada através da petição nº
018080037745/DESP de 18/06/2008 em
três (3) vias, conforme determina o item
15.3.3.1 do Ato Normativo nº 127 de
05/03/1997.
(21) PI 0617907-0 A2 (22) 27/10/2006 6.7
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda
Para que o pedido seja regularizado,
apresente complementação do pedido
realizada através da petição nº
018080037746/DESP de 18/06/2008 em
três (3) vias, conforme determina o item
15.3.3.1 do Ato Normativo nº 127 de
05/03/1997.
(21) PI 0617914-2 A2 (22) 26/10/2006 6.7
(71) Sidel Participations (FR)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda
Para que o pedido seja regularizado,
apresente complementação do pedido
realizada através da petição nº
018080037742/NPRJ de 18/06/2008 em
três (3) vias, conforme determina o item
15.3.3.1 do Ato Normativo nº 127 de
05/03/1997.
(21) PI 9604066-1 A2 (22) 07/08/1996 6.7
(71) José Luis Bertazzoli (BR/SP)
Complementar taxa de expedição de
carta patente referente petição de nº
008106 de 02/04/2001.
(21) PI 9705652-9 A2 (22) 13/11/1997 6.7
(71) Nokia Mobile Phones Limited (FI)
(74) Araripe & Associados
Cumprir as exigências formuladas, cuja
fotocópia do despacho poderá ser
solicitada através do formulário modelo
1.05.
(21) PI 9905690-9 A2 (22) 02/12/1999 6.7
(71) Mebuki Indústria, Comércio e
Exportação Ltda. (BR/SP)
(74) Zilda Maria de Campos.
Afim de atender a Petição de Expedição
de Carta Patente nº 018090022713/SP
de 05/05/2009, queira o interessado
apresentar a devida procuração.
6.8
EXIGÊNCIA ANULADA(**)
(21) PI 0104183-5 A2 (22) 05/09/2001 6.8
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Anulado o despacho de exigência
técnica por ter sido indevido.
7. Ciência de Parecer
7.1
CONHECIMENTO DE
PARECER TÉCNICO
(21) MU 8002530-7 U2 (22) 24/11/2000 7.1
(71) Cipla Indústria de Materiais de
Construção Ltda. (BR/SC)
(74) Maria Aparecida Pereira Gonçalves
(21) MU 8102344-8 U2 (22) 28/09/2001 7.1
(71) Leandro Francisco Souza (BR/RS)
(74) Marpa Cons. & Asses. Empresarial
Ltda
(21) MU 8203278-5 U2 (22) 11/09/2002 7.1
(71) Universidade do Estado do Rio de
Janeiro (BR/RJ)
(74) José Carlos Vaz e Dias
(21) MU 8402713-4 U2 (22) 04/11/2004 7.1
(71) Jorge Moreira Jeber (BR/MG)
(21) PI 0301343-0 A2 (22) 28/04/2003 7.1
(71) Marchesan Implementos e
Máquinas Agrícolas Tatú S/A (BR/SP)
(74) Lanir Orlando
(21) PI 0301865-2 A2 (22) 16/06/2003 7.1
(71) Semeato S/A Indústria e Comércio
(BR/RS)
(74) Gabriela de Castro e Silva Pretto
(21) PI 0302892-5 A2 (22) 11/07/2003 7.1
(71) Santal Equipamentos S/A Comércio
e Indústria (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda.
(21) PI 0406233-7 A2 (22) 16/06/2004 7.1
(71) Reynaldo Dias de Moraes e Silva
(BR/DF)
(21) PI 0700968-2 A2 (22) 21/03/2007 7.1
(71) Luiz Fernando Pimentel do Rego
Freitas (BR/SP) , Cid Nardy (BR/SP) ,
Antonio José Braz (BR/SP) , José
Alberto Pacheco Vieira (BR/SP) , José
Eduardo de Barros Cruz (BR/SP) , João
Alfredo Pousada (BR/SP)
(21) PI 9612693-0 A2 (22) 02/09/1996 7.1
(71) Raision Benecol Ltd (FI/FI) (FI)
(74) Thomaz Thedim Lobo
(21) PI 9702707-3 A2 (22) 31/07/1997 7.1
(71) Nec Corporation (JP)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 9705485-2 A2 (22) 17/11/1997 7.1
(71) Pfannenberg GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9705685-5 A2 (22) 13/08/1997 7.1
(71) Rodolpho de Lucente Filho (BR/SP)
(74) Fator Assessoria em Marcas e
Patentes S/C Ltda
(21) PI 9706296-0 A2 (22) 18/12/1997 7.1
(71) Bravox S/A Indústria e Comércio
Eletrônico (BR/SP)
(74) Fortrade Brasil Marcas e Patentes
S/C Ltda.
(21) PI 9712028-6 A2 (22) 11/09/1997 7.1
(71) Zenith Electronics Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9712927-5 A2 (22) 22/09/1997 7.1
(71) Harris BroadBand Wireless Access,
Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9713148-2 A2 (22) 04/11/1997 7.1
(71) Telefonaktiebolaget LM Ericsson
(SE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9714392-8 A2 (22) 03/12/1997 7.1
(71) Tetrawerke Dr. Rer. Nat. Ulrich
Baensch GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9715054-1 A2 (22) 06/05/1997 7.1
(71) Ericsson Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9715288-9 A2 (22) 23/07/1997 7.1
(62) PI9711024-8 23/07/1997
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9715289-7 A2 (22) 23/07/1997 7.1
(62) PI9711024-8 23/07/1997
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9801028-0 A2 (22) 09/04/1998 7.1
(71) Rohm And Haas Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9803082-5 A2 (22) 21/08/1998 7.1
(71) Eaton Corporation (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 9803580-0 A2 (22) 16/09/1998 7.1
(71) Planet Wattohm (FR)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 97
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 9803833-8 A2 (22) 08/10/1998 7.1
(71) Maschinenfabrik Reinhausen GMBH
(US)
(74) Franco, Bhering, Barbosa e Novaes
(21) PI 9804250-5 A2 (22) 26/10/1998 7.1
(71) Pirelli General plc (GB)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9804469-9 A2 (22) 21/10/1998 7.1
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP)
(74) Pedro Emerson de Carvalho
(21) PI 9815735-3 A2 (22) 22/07/1998 7.1
(71) Panacea Medical Laboratories (US)
(21) PI 9815758-2 A2 (22) 26/06/1998 7.1
(71) Panacea Medical Laboratories (US)
(21) PI 9902077-7 A2 (22) 13/05/1999 7.1
(71) Eli Lilly And Company (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9902622-8 A2 (22) 24/06/1999 7.1
(71) Instituto Francais Du Petrole (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916345-4 A2 (22) 16/12/1999 7.1
(71) Solvay (BE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916576-7 A2 (22) 22/12/1999 7.1
(71) Novartis AG (Novartis SA) (Novartis
INC.) (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9916955-0 A2 (22) 22/12/1999 7.1
(71) H. Lundbeck A/S. (DK)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 9917251-8 A2 (22) 23/12/1999 7.1
(71) Sasol Technology (PTY) LTD. (ZA)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9917285-2 A2 (22) 10/03/1999 7.1
(71) INVISTA Technologies S.à.r.l. (CH)
(74) Ana Paula Santos Celidonio
(21) PI 9917622-0 A2 (22) 23/12/1999 7.1
(62) PI9917251-8 23/12/1999
(71) Sasol Technology (PTY) LTD. (ZA)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 9907013-8 A2 (22) 14/01/1999 7.1
(71) Novartis AG (Novartis SA) (Novartis
Inc.) (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9917710-2 A2 (22) 01/02/1999 7.1
(62) PI9909739-7 01/02/1999
(71) Novartis AG (Novartis SA) ( Novartis
Inc.) (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9907255-6 A2 (22) 25/01/1999 7.1
(71) K & T of Lorain, Ltd. (US)
(74) Clarke Modet do Brasil Ltda.
(21) PI 0000313-1 A2 (22) 04/02/2000 7.1
(71) Illju Bae (KR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9907350-1 A2 (22) 22/12/1999 7.1
(71) Eaton Corporation (US)
(74) Antonio Maurício Pedras Arnaud
(21) PI 0001753-1 A2 (22) 12/05/2000 7.1
(71) Wella Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9907961-5 A2 (22) 16/02/1999 7.1
(71) Zeftron, Inc (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9908814-2 A2 (22) 23/02/1999 7.1
(71) Combitech Traffic Systems AB (SE)
(74) Thomaz Thedim Lobo
(21) PI 9909742-7 A2 (22) 03/02/1999 7.1
(71) SNR Roulements (FR)
(74) Bhering Advogados
(21) PI 9910947-6 A2 (22) 10/05/1999 7.1
(71) Warner-Lambert Company (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9913542-6 A2 (22) 01/09/1999 7.1
(71) F. Hoffmann-La Roche Ag (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914771-8 A2 (22) 08/09/1999 7.1
(71) The Dow Chemical Company (US) ,
The Regents of the University of
Michigan (US)
(74) Antonio Maurício Pedras Arnaud
(21) PI 9915026-3 A2 (22) 08/10/1999 7.1
(71) Max-Planck-Gesellschaft Zur
Foerderung Der Wissenschaften E.V
(DE) , Bayer Bioscience Gmbh (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9915231-2 A2 (22) 10/11/1999 7.1
(71) UTC Power Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 9915276-2 A2 (22) 02/11/1999 7.1
(71) Cadbury Adams USA LLC (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9915421-8 A2 (22) 15/11/1999 7.1
(71) Astrazeneca AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9915950-3 A2 (22) 02/12/1999 7.1
(21) PI 0003352-9 A2 (22) 03/08/2000 7.1
(71) Isagro Ricerca S.r.l (IT)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0004583-7 A2 (22) 02/10/2000 7.1
(71) Tetra Laval Holdings & Finance SA
(CH)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0006309-6 A2 (22) 28/12/2000 7.1
(71) Nippon Shokubai Co., Ltd. (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0006583-8 A2 (22) 22/12/2000 7.1
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP) , Fundação de
Amparo à Pesquisa do Estado de São
Paulo - FAPESP (BR/SP)
(74) Pedro Emerson de Carvalho
(21) PI 0006666-4 A2 (22) 06/07/2000 7.1
(71) Fernando Marcelo Carletta (BR/SP)
(21) PI 0007595-7 A2 (22) 10/01/2000 7.1
(71) F. Hoffmann-La Roche AG (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
California (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008717-3 A2 (22) 28/02/2000 7.1
(71) Speedel Pharma AG (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013416-3 A2 (22) 17/08/2000 7.1
(71) The Royal Alexandra Hospital For
Children (AU)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0008763-7 A2 (22) 01/03/2000 7.1
(71) Sanofi-Aventis (FR)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013710-3 A2 (22) 31/08/2000 7.1
(71) Schering AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008939-7 A2 (22) 09/03/2000 7.1
(71) Biota Scientific Management PTY.
LTD. (AU)
(74) Vieira de Mello, Werneck Alves Advogados S/C
(21) PI 0013749-9 A2 (22) 07/09/2000 7.1
(71) Smithkline Beecham Corporation
(US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0009038-7 A2 (22) 14/03/2000 7.1
(71) Shell Internationale Research
Maatschappij B.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0014196-8 A2 (22) 21/09/2000 7.1
(71) Marsulex Environmental
Technologies, LLC (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009164-2 A2 (22) 17/03/2000 7.1
(71) Biotrove, Inc. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0014378-2 A2 (22) 26/09/2000 7.1
(71) ZIOPHARM Oncology, Inc. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009167-7 A2 (22) 17/03/2000 7.1
(71) Vertex Pharmaceuticals
Incorporated (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0015110-6 A2 (22) 26/10/2000 7.1
(71) Cytokinetics, Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0009299-1 A2 (22) 17/03/2000 7.1
(71) Abbott GMBH & CO KG. (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0009520-6 A2 (22) 31/03/2000 7.1
(71) Esperion Therapeutics, Inc. (US)
(74) Dannemann , Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0009844-2 A2 (22) 06/04/2000 7.1
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0010476-0 A2 (22) 04/05/2000 7.1
(71) Pharmacia & Upjohn S.p.A. (IT)
(74) Veirano e Advogados Associados
(21) PI 0015879-8 A2 (22) 03/06/2000 7.1
(71) Laboratórios Miret, S.A. (ES)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0016578-6 A2 (22) 15/12/2000 7.1
(71) Astrazeneca AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0016591-3 A2 (22) 15/12/2000 7.1
(71) Astrazeneca AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0016657-0 A2 (22) 08/12/2000 7.1
(71) Unilever N.V. (NL)
(74) Atem & Remer Asses. Consul. Prop.
Int. Ltda
(21) PI 0010997-5 A2 (22) 16/05/2000 7.1
(71) Ineos USA LLC (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0017486-6 A2 (22) 06/09/2000 7.1
(71) Dry Color Indústria e Comércio Ltda
(BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S/C
Ltda.
(21) PI 0011403-0 A2 (22) 31/05/2000 7.1
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0100901-0 A2 (22) 02/03/2001 7.1
(71) Ricardo Alfredo Laguzzi (BR/SP)
(74) Nina Cerniavskis
(21) PI 0011578-9 A2 (22) 07/07/2000 7.1
(71) H. Lundbeck A/S (DK)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0101695-4 A2 (22) 04/05/2001 7.1
(71) Saint-Gobain Ceramics & Plastics,
INC. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0012588-1 A2 (22) 18/07/2000 7.1
(71) Samyang Corporation (KR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0012696-9 A2 (22) 21/07/2000 7.1
(71) Novartis AG (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0007919-7 A2 (22) 20/01/2000 7.1
(71) CV Therapeutics, INC (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 0012869-4 A2 (22) 27/07/2000 7.1
(71) Smithkline Beecham P.L.C. (GB)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0008143-4 A2 (22) 11/02/2000 7.1
(71) International Furan Technology
(PTY) Limited (ZA)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0013112-1 A2 (22) 10/08/2000 7.1
(71) British Biotech Pharmaceuticals
Limited (GB)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008447-6 A2 (22) 23/02/2000 7.1
(71) The Regents Of The University Of
(21) PI 0013248-9 A2 (22) 14/08/2000 7.1
(71) Biogen Idec MA Inc. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008753-0 A2 (22) 06/01/2000 7.1
(71) Astellas Pharma Inc. (JP)
(74) Paulo Sérgio Scatamburlo
(21) PI 0007656-2 A2 (22) 20/01/2000 7.1
(71) Kirin Pharma Kabushiki Kaisha (JP)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0008331-3 A2 (22) 18/02/2000 7.1
(71) Schering Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0013126-1 A2 (22) 07/08/2000 7.1
(71) N.V. Organon (NL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0013175-0 A2 (22) 24/07/2000 7.1
(71) Schering Aktiengesellschaft (DE)
(21) PI 0101958-9 A2 (22) 11/05/2001 7.1
(71) Braskem S.A. (BR/BA)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0102027-7 A2 (22) 17/05/2001 7.1
(71) Hobart Brothers Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0102570-8 A2 (22) 26/06/2001 7.1
(71) Grain Processing Corporation (US)
(74) Matos & Associados - Advogados
(21) PI 0103113-9 A2 (22) 11/06/2001 7.1
(71) Olivar Norberto de Carvalho
(BR/SP)
(74) Beérre Assessoria Empresarial S.C
LTDA
(21) PI 0103573-8 A2 (22) 21/08/2001 7.1
(71) Fioreta Eletrodomésticos LTDA.
(BR/SP)
(74) Beerre Assessoria Empresarial Ltda
98
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
(21) PI 0103795-1 A2 (22) 30/08/2001 7.1
(71) The Goodyear Tire & Rubber
Company (US)
(74) Daniel & Cia.
(21) PI 0104520-2 A2 (22) 11/10/2001 7.1
(71) Umicore AG & CO. KG (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0104985-2 A2 (22) 24/08/2001 7.1
(71) Paul C. Broussard, Sr (US)
(74) Cruzeiro Newmarc Patentes e
Marcas Ltda.
(21) PI 0106831-8 A2 (22) 03/08/2001 7.1
(71) National Starch And Chemical
Investment Holding Corporation (US)
(74) Clarke Modet do Brasil Ltda
(21) PI 0106838-5 A2 (22) 11/10/2001 7.1
(71) Biocon Limited (IN)
(74) MOMSEN, LEONARDOS, & CIA.
(21) PI 0107367-2 A2 (22) 14/11/2001 7.1
(71) Illinois Tool Works INC. (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0108814-9 A2 (22) 02/03/2001 7.1
(71) Meritor Heavy Vehicle Braking
Systems (UK) Limited (GB)
(74) Clarke Modet do Brasil Ltda
(21) PI 0109830-6 A2 (22) 28/02/2001 7.1
(71) 3M Innovative Properties Company
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0109879-9 A2 (22) 29/03/2001 7.1
(71) 3M Innovative Properties Company
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0109898-5 A2 (22) 28/03/2001 7.1
(71) Dow Global Technologies INC. (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0109973-6 A2 (22) 21/03/2001 7.1
(71) Borealis Technology OY. (FI)
(74) Castro, Barros, Sobral, Vidigal,
Gomes Advogados
(21) PI 0111253-8 A2 (22) 25/05/2001 7.1
(71) Basell Polyolefine GMBH (DE)
(74) Momsen , Leonardos & Cia
(21) PI 0113239-3 A2 (22) 31/07/2001 7.1
(71) Iscar, LTD. (IL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0113566-0 A2 (22) 13/07/2001 7.1
(71) Kennametal, INC. (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0114805-2 A2 (22) 13/11/2001 7.1
(71) KSB Aktiengesellschaft (DE)
(74) Francisco Carlos Rodrigues Silva
(21) PI 0114859-1 A2 (22) 22/10/2001 7.1
(71) Saipem S.P.A. (IT)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0116594-1 A2 (22) 28/12/2001 7.1
(71) Ebara Corporation (JP)
(74) Jorge Luiz Aguiar
(21) PI 0116839-8 A2 (22) 27/11/2001 7.1
(71) Pirelli Pneumatici - S.p.A. (IT)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0203546-4 A2 (22) 11/09/2002 7.1
(71) The Goodyear Tire & Rubber
Company (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0203646-0 A2 (22) 06/09/2002 7.1
(71) The Goodyear Tire & Rubber
Company (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0203718-1 A2 (22) 12/09/2002 7.1
(71) The Goodyear Tire & Rubber
Company (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0207333-1 A2 (22) 12/02/2002 7.1
(71) Specialty Minerals (Michigan) INC.
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0207524-5 A2 (22) 22/02/2002 7.1
(71) Solvay (BE)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0208100-8 A2 (22) 19/03/2002 7.1
(71) Vesuvius Crucible Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0210148-3 A2 (22) 06/06/2002 7.1
(71) Vesuvius Crucible Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0211893-9 A2 (22) 03/07/2002 7.1
(71) Solvay Chemicals GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
7.2
PUBLICAÇÃO ANULADA
(21) PI 9713324-8 A2 (22) 24/10/1997 7.2
(71) Monsanto Technology LLC (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Anulada a publicação de 7.1 na RPI
1971 de 14/10/2008, por ter sido
indevida.
8. Anuidade de Pedido
8.7
RESTAURAÇÃO
(21) MU 8100203-3 U2 (22) 05/02/2001 8.7
(71) Alcindo Moreira Alves (BR/SP)
(74) Sociedade Civil Braxil Ltda
(21) PI 0116964-5 A2 (22) 23/03/2001 8.7
(71) TuttoEspresso SpA (IT)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
8.8
DESPACHO ANULADO
(**)
(21) PI 0105260-8 A2 (22) 20/09/2001 8.8
(71) Fundação de Amparo à Pesquisa do
Estado de São Paulo - FAPESP (BR/SP)
, Universidade de São Paulo - USP
(BR/SP)
(74) Di Blasi, Parente, Soerensen Garcia
& Associados S/C Ltda.
Referente ao despacho publicado na RPI
1963 de 19/08/2008 por ter sido
indevido.
8.11
MANUTENÇÃO DO
ARQUIVAMENTO
(21) PI 0001673-0 A2 (22) 20/04/2000 8.11
(71) The University Of Southern
Queensland (AU) , The State Of
Queensland, Represented By The
Department Of Primary Industries (AU)
Referente ao despacho publicado na RPI
1962 de 12/08/2008.
(21) PI 0102244-0 A2 (22) 31/05/2001 8.11
(71) Haldex Brake Products AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Referente ao despacho publicado na RPI
1971 de 14/10/2008.
9.1
DEFERIMENTO
CONTROLE DE PTAGAS EM UM
LOCAL PELA APLICAÇÃO DE TAIS
COMPOSTOS E PROCESSO PARA
PREPARAR UM COMPOSTO DE
FÓRMULA ( I )
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Alexandre Fukuda Yamashita
(21) MU 8001768-1 U2 (22) 28/08/2000 9.1
(54) Disposição em perfil para bandeja
de uso determinado.
(71) Pedro Weber (BR/SP)
(74) Gobernate Marcas e Patentes S/C
Ltda.
(21) PI 9805411-2 A2 (22) 17/12/1998 9.1
(54) PROCESSO APERFEIÇOADO DE
SECAGEM DE UM OLEODUTO
(71) Halliburton Energy Services, INC.
(US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) MU 8002958-2 U2 (22) 26/12/2000 9.1
(54) DISPOSIÇÃO EM CAPINADEIRA
MECÂNICA ACOPLADA NA TRASEIRA
DE TRATOR
(71) Bruno José Pinto Nichele (BR/RS) ,
Cilon Menezes Guimarães (BR/RS) ,
Sergio Luiz Montego Ferreira (BR/RS)
(74) Custódio de Almeida & Cia
(21) PI 9808112-8 A2 (22) 22/05/1998 9.1
(54) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO
DE UM ÁCIDO ALIMENTÍCIO, E, ÁCIDO
ALIMENTÍCIO EM FORMA
PARTICULADA
(71) Isegen South Africa (Proprietary)
Limited (ZA)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) MU 8102837-7 U2 (22) 23/11/2001 9.1
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA
INTRODUZIDA EM CALÇADO
(71) Chen-Yi Yang (TW)
(74) Símbolo Marcas e Patentes Ltda.
(21) PI 9808874-2 A2 (22) 03/04/1998 9.1
(54) "PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DE UM
ESTABILIZADOR COM FORMAÇÃO DE
PÓ REDUZIDA".
(71) Ciba Specialty Chemicals Holding
INC. (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
9. Decisão
(21) MU 8201470-1 U2 (22) 04/07/2002 9.1
(54) DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA
INTRODUZIDA EM QUADRO PARA
PASTAS SUSPENSAS EM GERAL
(71) FGVTN Brasil LTDA. (BR/PR)
(74) Marcos Aurélio de Jesus
(21) MU 8201740-9 U2 (22) 03/07/2002 9.1
(54) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM
BALÃO DE ENFEITE
(71) Gilbert Salomon Rosenberg (BR/SP)
(74) Focus Marcas e Patentes Ltda.
(21) MU 8202211-9 U2 (22) 16/09/2002 9.1
(54) DISPOSIÇÃO INTRODUZIDA EM
ANTENA PROTETORA PARA
MOTOCICLISTAS
(71) José Jacob Fernandes (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
(21) PI 0501016-0 A2 (22) 04/04/2005 9.1
(54) PROTETOR ANTI-IMPACTO PARA
BORDA DE CUBA DA PIA
(71) João Lazzaris Neto (BR/SC)
(74) Anel Marcas e Patentes Ltda.
(21) PI 9605329-1 A2 (22) 05/01/1996 9.1
(54) COMPOSIÇÃO DE EXCIPIENTE,
COMPOSIÇÃO EM FORMA DE
DOSAGEM SÓLIDA, PASTA AQUOSA
PARA PREPARAR EXCIPIENTE
FARMACÊUTICO COMPRESSÍVEL E
PROCESSO PARA OBTER
COMPOSIÇÃO EM FORMA DE
DOSAGEM SÓLIDA
(71) J. Rettenmaier & Soehne GmbH +
Co. KG (DE)
(74) J. Barone e Papa, Advogados
Associados
(21) PI 9704728-7 A2 (22) 16/09/1997 9.1
(54) PROCESSO PARA
ESTABILIZAÇÃO DE ÁCIDO
ASCÓRBICO LEVÓGIRO (LAA),
COMPOSIÇÃO AQUOSA ESTÁVEL DE
LAA, PROCESSO PARA PREPARAÇÃO
DE UMA SOLUÇÃO TÓPICA ESTÁVEL
DE LAA, EMULSÃO, PRODUTO
VITAMÍNICO E MÉTODO PARA
TRATAMENTO COSMÉTICO,
FARMACÊUTICO OU NUTRICIONAL
(66) PI9704418-0 08/08/1997
(71) Natura Cosméticos S.A. (BR/SP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9714187-9 A2 (22) 18/12/1997 9.1
(54) COMPOSTOS DE 1-ARILPIRAZOL
CARBOXIALDEÍDO OXIMA E
HIDRAZONA E COMPOSIÇÕES
PESTICIDAS COMPREENDENDO OS
MESMOS, MÉTODOS PARA
(21) PI 9809804-7 A2 (22) 08/05/1998 9.1
(54) PIPERAZINAS SUBSTITUÍDAS
COM ARILA E COMPOSIÇÃO
FARMACÊUTICA COMPREENDENDO
AS MESMAS
(71) Ortho-Mcneil Pharmaceutical, Inc.
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9810213-3 A2 (22) 01/07/1998 9.1
(54) CATALISADOR PARA A
PRODUÇÃO DE POLÍMEROS DE
OLEFINAS
(71) Union Carbide Chemicals & Plastics
Technology Corporation. (US)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 9810687-2 A2 (22) 03/07/1998 9.1
(54) PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DE UM COMPOSTO
DERIVADO DE 2ALQUILTIOBENZONITRILA
(71) Rhone-Poulenc Agro (FR)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9814214-3 A2 (22) 18/11/1998 9.1
(54) COMPOSIÇÃO COM ÁCIDO
AZELÁICO
(71) Intendis GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9814340-9 A2 (22) 10/12/1998 9.1
(54) COMPOSTOS DERIVADOS DE
INDOL, PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DOS MESMO E
COMPOSIÇÃO FARMACÊUTICA
(71) Sanofi-Aventis Deutschland GmbH
(DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9815239-4 A2 (22) 02/10/1998 9.1
(54) COPOLÍMEROS TRIBLOCO DE
POLIENTILENO GLICOL DE
POLI(LACTÍDIO-co-GLICOLÍDIO) DE
BAIXO PESO MOLECULAR
BIODEGRADÁVEIS TENDO
PROPRIEDADES DE RESFRIAMENTO
TÉRMICO REVERSO
(71) Macromed, Inc. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9815264-5 A2 (22) 05/11/1998 9.1
(54) COMPOSIÇÃO TÓPICA PARA O
TRATAMENTO DE UMA CONDIÇÃO
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 99
RPI 2011 de 21/07/2009
DERMATOLÓGICA
(71) Wyeth (US)
(74) David do Nascimento
(21) PI 9815625-0 A2 (22) 16/11/1998 9.1
(54) "PROCESSO E APARELHO PARA
DECOMPOSIÇÃO DE N2O E
PROCESSO PARA DECOMPOSIÇÃO
N2O GERADO NA PRODUÇÃO DE
ÁCIDO ADÍPICO".
(71) Asahi Kasei Kabushiki Kaisha (JP)
(74) Custódio de Almeida
(21) PI 9900060-1 A2 (22) 14/01/1999 9.1
(54) CONCENTRADO EMULSIFICÁVEL,
PROCESSO PARA COMBATE DE
PRAGAS OU DOENÇAS CAUSADAS
POR PRAGAS EM UM LOCAL, E, USO
DE UM CONCENTRADO
EMULSIFICAVEL.
(71) American Cyanamid Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9901434-3 A2 (22) 11/05/1999 9.1
(54) COMPOSIÇÃO FUNGICIDA
LÍQUIDA CONCENTRADA, E,
PROCESSOS DE CONTROLE DO
CRESCIMENTO DE FUNGOS
FITOPATOGÊNICOS E DE
OOMICETOS NUM LOCAL.
(71) American Cyanamid Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9903247-3 A2 (22) 29/07/1999 9.1
(54) COMPOSIÇÃO FUNGICIDA
(71) Nihon Nohyaku Co., Ltd. (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9903972-9 A2 (22) 30/08/1999 9.1
(54) "DISPOSITIVO DE ACOPLAMENTO
PARA A CONEXÃO LEBERÁVEL DE
UM ELEMENTO DE LEVANTAMENTO,
ESPECIALMENTE DE UMA MÁQUINA
DE JACQUARD".
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9906261-5 A2 (22) 23/12/1999 9.1
(54) "MÁQUINA PARA FABRICAR UMA
FOLHA DE MATERIAL FIBROSO".
(71) Voith Sulzer Papiertechnik Patent
Gmbh (DE)
(74) Cruzeiro / Newmarc Patentes e
Marcas Ltda.
(21) PI 9906950-4 A2 (22) 09/06/1999 9.1
(54) PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DE ISOFLAVONAS, E
PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO
DE FORMONONETINA
(71) Michigan State University (US)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia.
(21) PI 9907490-7 A2 (22) 07/12/1999 9.1
(54) "PROCESSO PARA PREPARAÇÃO
DE UM MATERIAL CATALISADOR ÚTIL
PARA A PRODUÇÃO DE ACETATO DE
VINILA, CATALISADOR E PROCESSO
PARA A PRODUÇÃO DE ACETATO DE
VINILA".
(71) The Standard Oil Company (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 9908524-0 A2 (22) 11/08/1999 9.1
(54) REGENERAÇÃO LIVRE DE
HIDROGÊNIO DE EXTRATORES
DITIOFÓSFORO METÁLICOS
(71) Cytec Technology Corp (US) ,
Compagnie Des Mines de Xere (FR)
(74) Daniel & CIA
(21) PI 9909567-0 A2 (22) 30/03/1999 9.1
(54) COMPOSIÇÃO AGRICOLAMENTE
ATIVA, PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DE UM COMPOSTO,
PROCESSOS ELETROQUÍMICOS
PARA A PREPARAÇÃO DE UM
COMPOSTO E DE HIDRÓXIDO DE N,NDIMETILPIPERIDÍNIO, COMPOSTO,
CONCENTRADO DE SUSPENSÃO, E,
PROCESSO PARA REGULAR O
CRESCIMENTO DE PLANTA
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE) , Basf
Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9911754-1 A2 (22) 25/06/1999 9.1
(54) "COPOLÍMERO LINEAR DE
CICLODEXTRINA, SOLÚVEL EM
ÁGUA, COMPOSIÇÃO TERAPÊUTICA,
PROCESSO DE PREPARO DE UM
COPOLÍMERO LINEAR DE
CICLODEXTRINA, SOLÚVEL EM
ÁGUA, E, PROCESSO DE PREPRARO
DE UM COPOLÍMERO LINEAR DE
CICLODEXTRINA OXIDADA, SOLÚVEL
EM ÁGUA".
(71) California Institute Of Technology
(US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9911868-8 A2 (22) 01/07/1999 9.1
(54) "COMPOSIÇÃO DE POLÍMERO
MULTIMODAL PARA TUBOS E TUDO
COMPREENDENDO TAL
COMPOSIÇÃO".
(71) Borealis Technology OY (FI)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9911918-8 A2 (22) 22/06/1999 9.1
(54) "FORMULAÇÃO PARA
REVESTIMENTO QUE RECEBEM
TINTA, SUBSTRATO REVESTIDO BEM
COMO DISPERSÃO
COMPREENDENDO PARTÍCULAS
INORGÂNCAS POROSAS DE ÓXIDO".
(71) W. R. Grace & CO.-CONN (US)
(74) NELLIE ANNE DANIEL SHORES
(21) PI 9912014-3 A2 (22) 12/07/1999 9.1
(54) CÉLULA MICROBIANA
RECOMBINANTE, E, PROCESSOS DE
PRODUÇÃO DE UM PRIMEIRO
METABÓLICO E DE CONSTRUÇÃO DE
UMA CÉLULA MICROBIANA.
(71) Fluxome Sciences A/S (DK)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9912064-0 A2 (22) 12/07/1999 9.1
(54) "PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO IN SITU DE UM POLIOL
DE DISPERSÃO E PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO IN SITU DE UM POLIOL
DE DISPERSÃO POR
OXIALQUILAÇÃO, NA PRESENÇA DE
UM CATALISADOR DE
OXIALQUILAÇÃO".
(71) Bayer Antwerpen N.V. (BE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9912088-7 A2 (22) 14/07/1999 9.1
(54) "MÉTODO DE LAVAGEM A SECO
DE ARTIGOS".
(71) Greenearth Cleaning,LLC (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914595-2 A2 (22) 14/10/1999 9.1
(54) COMPOSIÇÕES DE
REVESTIMENTO EM PÓ
(71) International Coatings Ltd (GB)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9914679-7 A2 (22) 22/10/1999 9.1
(54) "APARELHO DE FILTRAGEM POR
PRESSÃO PARA REMOÇÃO DE
MATERIAL SÓLIDO DE UM VASO
PRESSURIZADO".
(71) Outokumpu OYJ (FI)
(74) Magnus Aspeby
(21) PI 9915216-9 A2 (22) 12/11/1999 9.1
(54) "PROCESSO PARA PREPARAÇÃO
DE TRAMA NÃO-TRANÇADAS FEITA A
PARTIR DE FIBRAS FRANZIDAS DE
MÚLTIPLOS COMPONENTES E
TECIDO SENDO UMA TRAMA NÃOTRANÇADA FEITA A PARTIR DE
FIBRAS FRANZIDAS DE MÚLTIPLOS
COMPONENTES".
(71) Kimberly-Clark Worldwide, Inc. (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 9915367-0 A2 (22) 16/11/1999 9.1
(54) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO
DE SULFETO DE HIDROGÊNIO PARA
USO INDUSTRIAL
(71) Paques Bio Systems B.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916153-2 A2 (22) 01/12/1999 9.1
(54) PROCESSO PARA A PRODUZIR
MATERIAL FINO CRISTALINO TENDO
UM TEOR DE AMORFO MENOR QUE
5%
(71) Aventis Pharma Limited (GB)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9916547-3 A2 (22) 14/12/1999 9.1
(54) "DISPOSITIVO E PROCESSO
PARA FABRICAR UM CORDONEL
METÁLICO, CORDONEL METÁLICO
PARTICULARMENTE PARA
REFORÇAR PRODUTOS
ELASTOMÉRICOS COMPÓSITOS E
PNEUMÁTICO PARA RODAS DE
VEÍCULOS".
(71) Pirelli Pneumatici S.p.A. (IT)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 9916646-1 A2 (22) 16/12/1999 9.1
(54) "PAPEL DE PREGA ÚNICA E SEU
MÉTODO DE FABRICAÇÃO".
(71) De La Rue International Limited
(GB)
(74) DANIEL & CIA
(21) PI 9917352-2 A2 (22) 14/10/1999 9.1
(54) "PROCESSO PARA POLIMERIZAR
ETILENO E PELO MENOS UMA OU
MAIS OUTRAS (S) OLEFINA (S) PARA
PRODUZIR INTERPOLÍMERO DE
ETILENO/OLEFINA".
(71) Eastman Chemical Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0000693-9 A2 (22) 18/02/2000 9.1
(54) "BANDEJA PERFURADA SEM
TUBO DE DESCIDA, TORRE DE
BANDEJA PERFURADA SEM TUBO DE
DESCIDA, E MÉTODO DE
DESTILAÇÃO USANDO UMA TORRE
DE BANDEJA".
(71) Nippon Shokubai Co., Ltd. (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0001330-7 A2 (22) 16/03/2000 9.1
(54) "PRODUTO DE CELULOSE
MODIFICADOS".
(71) Metsa Specialty Chemicals Oy (FI)
(74) Magnus Aspeby
(21) PI 0002193-8 A2 (22) 01/06/2000 9.1
(54) "SISTEMA LIGANTE DE DOIS
COMPONENTES, USO DE UM
SILICATO DE ALQUILA, USO DE
SILICATO DE TETRAETILA E
PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE
MOLDES OU MACHOS DE
FUNDIÇÃO".
(71) Hüttenes -Albertus Chemische
Werke Gmbh (DE)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0002993-9 A2 (22) 03/07/2000 9.1
(54) "SISTEMA DE PROTEÇÃO
CONTRA ADULTERAÇÃO DE DADOS
PERSONALIZADOS"
(71) Interprint LTDA (BR/SP)
(74) Ferraro e Faccioli Advogados
Associados
(21) PI 0004365-6 A2 (22) 21/09/2000 9.1
(54) Chassi de veículo de um veículo do
tipo com selim de estrutura de seção
fechada.
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0005419-4 A2 (22) 16/11/2000 9.1
(54) SISTEMAS DE TUBULAÇÃO
ESPIRALADA , E, PROCESSO PARA
JUNÇÃO DE DUAS SEÇÕES DA
TUBULAÇÃO ESPIRALADA
(71) Schlumberger Holdings Limited (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0005427-5 A2 (22) 17/11/2000 9.1
(54) "DISPOSITIVO PARA IMPRESSÃO
DECORATIVA CONTÍNUA COLORIDA
APLICADO NA PREPARAÇÃO DE
LAMINADO DE BORRACHA PARA
TAPETE DE VEÍCULOS".
(71) Marcia Helena Munhóz Mwosa
(BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda.
(21) PI 0006463-7 A2 (22) 28/12/2000 9.1
(54) Material para aplicação em trincas e
vazios de revestimentos refratários,
processo de aplicação do material e
equipamento para aplicação do material.
(71) Usinas Siderúrgicas de Minas
Gerais S.A. - USIMINAS (BR/MG) ,
Indústrias Brasileiras de Artigos
Refratários S/A - IBAR LTDA. (BR/SP)
(74) Manoel Jayme Nunes
(21) PI 0006681-8 A2 (22) 16/08/2000 9.1
(54) Prensa compacta elétrica.
(71) Francisco Cristiano Luz de Ávila
(BR/RS)
(74) Custódio de Almeida & Cia.
(21) PI 0008257-0 A2 (22) 14/02/2000 9.1
(54) "DISPOSITIVO DE TRANSPORTE
DE PRÉ-FORMAS, COMPORTANDO
MEIOS DE PREENSÃO
APERFEIÇOADOS".
(71) Sidel (FR)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0008951-6 A2 (22) 28/02/2000 9.1
(54) "CORANTES DE AZÓXI E DE
COMPLEXO DE COBRE, PROCESSO
PARA PREPARAR CORANTES DE
COMPLEXO DE COBRE, MÉTODO
PARA USAR UM OU MAIS CORANTES
DE AZÓXI E/OU SEUS COMPLEXOS
DE COBRE, SUBSTRATOS NATURAIS
OU SINTÉTICOS, E PRECESSO PARA
PREPARAR CORANTES AZÓXI".
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0010033-1 A2 (22) 27/04/2000 9.1
(54) PROCESSO PARA A
TERMINAÇÃO IMEDIATA DE
POLIMERIZAÇÕES POR RADICAL
LIVRE, APARELHO, E, SOLUÇÃO
INIBIDORA
(71) Basf Aktiengesellschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0010066-8 A2 (22) 18/04/2000 9.1
(54) "POLIETERPOLIÓIS
CRISTALIZADORES, PROCESSO
PARA A SUA PREPARAÇÃO BEM
COMO SEU EMPREGO".
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0012218-1 A2 (22) 14/06/2000 9.1
(54) "PROCESSO PARA
RECUPERAÇÃO DE LÍQUIDO DE
PROCESSAMENTO DE
COMPONENTES MAIS VOLÁTEIS E
MENOS VOLÁTEIS".
(71) CCR Technologies Ltd. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0015244-7 A2 (22) 01/11/2000 9.1
(54) "ESTRUTURA COMPÓSITA
ELÁSTICA".
(71) Oy Oms Optomedical Systems LTD,
(FI)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia
(21) PI 0016044-0 A2 (22) 10/10/2000 9.1
(54) "PROCESSOS DE FABRICAÇÃO
DE IMÃS PERMANENTES DE TIPO
FERRITA, PROCESSO DE
FABRICAÇÃO DE UM PÓ DE FERRITA,
E, IMÃS PERMANENTES DE FERRITA".
(71) Ugimag S.A. (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0100017-9 A2 (22) 05/01/2001 9.1
(54) "PROCESSO DE ADSORÇÃO COM
OSCILAÇÃO DE PRESSÃO (PSA)
100
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
PARA REMOÇÃO DE UM GÁS
PREFERIDO DE UMA MISTURA
GASOSA".
(71) Praxair Technology, Inc. (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0100629-0 A2 (22) 08/02/2001 9.1
(54) Método de controle de um
superalimentador de um motor de
combustão interna.
(71) Eaton Corporation (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0100977-0 A2 (22) 14/03/2001 9.1
(54) Aparelho de proteção contra calor
para um forno de recozimento contínuo
vertical.
(71) JFE Steel Corporation (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0102434-5 A2 (22) 19/06/2001 9.1
(54) CALCINHA HIGIÊNICA
(71) Uni-Charm Corporation (JP)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0102660-7 A2 (22) 04/07/2001 9.1
(54) "PENEIRA VIBRATÓRIA
INCLUINDO DUAS OU TRÊS
CAMADAS DE TELAS TECIDAS".
(71) M-I L.L.C. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0105462-7 A2 (22) 11/06/2001 9.1
(54) "PROCESSO DE RECUPERAÇÃO
AMBIENTAL EM REGIÕES URBANAS".
(71) DT Engenharia de
Empreendimentos Ltda. (BR/SP)
(74) J. Barone e Papa, Advogados
Associados
(21) PI 0106256-5 A2 (22) 26/12/2001 9.1
(54) "SISTEMA DE MÁQUINA DE
CONFORMADORA DE ARTIGOS DE
VIDRO E MÉTODO DE EQUALIZAÇÃO
DE TEMPERATURAS ENTRE GOTAS
DE VIDRO EM FUSÃO".
(71) Owens-Brockway Glass Container
INC. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0108800-9 A2 (22) 02/01/2001 9.1
(54) Método de montagem de juntas de
tubo.
(71) Hunting Oilfield Services, INC. (US)
(74) Tavares Propriedade Intelectual
Ltda.
(21) PI 0108873-4 A2 (22) 02/03/2001 9.1
(54) APARELHO DE ALIMENTAÇÃO DE
ENERGIA.
(71) Shell International Research
Maatschappij B. V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0108960-9 A2 (22) 08/03/2001 9.1
(54) "TELAS DE FILTRAGEM PARA
EQUIPAMENTO DE SEPARAÇÃO
VIBRATÓRIO".
(71) United Wire Limited (GB)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0109287-1 A2 (22) 15/03/2001 9.1
(54) "SILO DE ALOJAMENTO E/OU
DISPOSITIVO DE FILTRAÇÃO PARA
MATERIAIS CARREGADOS DE PÓ
COMBUSTÍVEIS".
(71) Thorwesten Vent GMBH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0111314-3 A2 (22) 10/05/2001 9.1
(54) Inserto de corte, e, conjunto de
ferramenta de corte.
(71) Iscar, LTD (IL)
(74) Momsen , Leonardos & Cia
(21) PI 0114151-1 A2 (22) 31/07/2001 9.1
(54) DISPOSITIVO PARA APLICAR UM
PRODUTO INJETÁVEL
(71) TecPharma Licensing AG (CH)
(74) Orlando de Souza
(21) PI 0115225-4 A2 (22) 12/10/2001 9.1
(54) DISPOSITIVO PARA O
CONTROLE, A REGULAÇÃO E/OU
PARA A COLOCAÇÃO EM
FUNCIONAMENTO DE UM IMPLANTE
ATIVO
(71) Wittenstein AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0115408-7 A2 (22) 15/11/2001 9.1
(54) SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE
ALIMENTO PARA AVES
(71) Roxell N.V. (BE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0117059-7 A2 (22) 22/06/2001 9.1
(54) ESTRUTURA DE ARMAÇÃO EM
MOTOCICLETA
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
9.2
INDEFERIMENTO
(21) MU 8000484-9 U2 (22) 11/04/2000 9.2
(54) FILTRO HOMOGENEIZADOR
(71) Jose Vicente Simões (BR/SC)
(74) Sandro Wunderlich
Assim sendo, de acordo com o Artigo 37,
concluo pelo indeferimento do presente
pedido, uma vez que não atende ao
Artigo 9º da Lei 9.279/96.
(21) MU 8002873-0 U2 (22) 19/12/2000 9.2
(54) DISPOSIÇÃO NA
APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS
LÍQUIDOS DIVERSOS
(71) Copra Indústria Comércio e Serviços
LTDA (BR/SP)
(74) Amadeu Gennari Filho
Sendo assim, indefiro o pedido com base
nos artigos 9º e 14 da Lei da Propriedade
Industrial, Lei 9279 de 14 de maio de
1996.
(21) PI 0303592-1 A2 (22) 31/07/2003 9.2
(54) ÓLEO DE SEMENTE DE UVA
(71) Everton Testa (BR/RS)
(74) Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
Sendo assim, opino pelo indeferimento
de pedido com base nos artigos 8º, 11 e
13 da Lei da Propriedade Industrial, Lei
9279 de 14 de maio de 1996.
(21) PI 0303710-0 A2 (22) 18/08/2003 9.2
(54) RECICLAGEM DE PNEUS VELHOS
PARA PRODUZIR NEGRO DE FUMO
COMO CARGA PARA AS INDÚSTRIAS
DE BORRACHA
(71) Luis Arzabe Alarcón (BR/SP)
Indefiro o presente pedido de patente
como Invenção - de acordo com o art. 8º
da LPI.
(21) PI 0505211-4 A2 (22) 01/11/2005 9.2
(54) PROCESSO DE OBTENÇÃO DA
SEPARAÇÃO DE SAIS MINERAIS
PELO TRATAMENTO DE
DESSALINIZAÇÃO DAS VINHAÇAS OU
VINHOTO PROVENIENTES DO
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO
ÁLCOOL ETÍLICO NAS DESTILARIAS
DE ÁLCOOL DE CANA DE AÇÚCAR,
PELA APLICAÇÃO DE EQUIPAMENTO
DE TECNOLOGIA: <ELETRODIÁLISE
REVERSA>
(71) Jose Leopoldo Teixeira (BR/SP)
(74) Bernadete Bueno Leite
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
concluo pelo indeferimento do presente
pedido, uma vez que não atende ao
Artigo 8º da Lei 9279/96.
(21) PI 9610012-5 A2 (22) 29/08/1996 9.2
(54) Processos para monitorar a
concentração de um analisado e
intensificar o índice de fluxo transdérmico
de um permeante ativo em uma área
selecionada no corpo de um indivíduo,
para aplicar uma tatuagem a uma área
selecionada da pele e para reduzir um
retardamento temporal na difusão de um
analisado do sangue de um indivíduo e a
evaporação do fluido intersticial e a sua
pressão de vapor
(71) Spectrx, Inc . (US) , Altea
Therapeutics Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
De acordo acordo com o artigo 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
a matéria não é considerada invenção
porque incide no art. 10 ( VIII ) da LPI e
pelo atual quadro incidir no Art. 25 da
LPI.
(21) PI 9700269-0 A2 (22) 19/02/1997 9.2
(54) PROCESSO CONTÍNUO E
AUTOMÁTICO PARA MEDIÇÃO E
AJUSTE DE BANHO
ELETROFORÉTICO.
(71) Du Pont do Brasil S/A. (BR/SP)
(74) Francisco e Minatti Advogados
Associados
Indefiro o presente pedido de patente
como invenção - de acordo com o art. 8º
da LPI.
(21) PI 9806849-0 A2 (22) 14/01/1998 9.2
(54) PROCESSO DE DESTILAÇÃO
COM CONTAMINAÇÃO REDUZIDA
(71) Aqua Pure Ventures Inc. (CA)
(74) Orlando de Souza
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido.
(21) PI 9808011-3 A2 (22) 16/03/1998 9.2
(54) PROCESSO PARA A
PURIFICAÇÃO DE CAPROLACTAMA
(71) DSM IP Assets B.V. (NL)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indeferimento do presente pedido, tendo
por base os Artigos 8° e 13 da LPI 9279
de 14/05/96.
(21) PI 9808542-5 A2 (22) 15/04/1998 9.2
(54) VEÍCULO DE LIBERAÇÃO DE
GENE, USO DO MESMO, E, CÉLULA
HOSPEDEIRA.
(71) Leadd B.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
De acordo com o art. 37 da Lei 9279/96,
opino pelo indeferimento do presente
pedido, uma vez que não atende ao
requisito de atividade inventiva (art. 8º
combinado com o art. 13 da LPI).
(21) PI 9811126-4 A2 (22) 23/07/1998 9.2
(54) PROCESSO DE ESTABILIZAR OS
ÉSTERES DO ÁCIDO (MET) ACRÍLICO
(71) Basf Aktiengesllschaft (DE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Indeferimento do presente pedido, tendo
por base os Artigos 8° e 13 da LPI 9279
de 14/05/96.
(21) PI 9811750-5 A2 (22) 21/08/1998 9.2
(54) ALIMENTO EM FORMA DE GEL
PARA ANIMAIS AQUÁTICOS
(71) Tetrawerke Dr. Rer. Nat. Ulrich
Baensch GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
De acordo com o art. 37, INDEFIRO o
presente pedido, uma vez que não
atende ao requisito de atividade inventiva
( Art. 8° combinado com 13 da LPI )
(21) PI 9812646-6 A2 (22) 15/09/1998 9.2
(54) COMPOSIÇÕES DETERGENTES
DE LAVANDERIA COM POLÍMEROS
DE BASE CELULÓSICA PARA
PROVER BENEFÍCIOS DE
INTEGRIDADE E APARÊNCIA A
TECIDOS LAVADOS COM AS MESMAS
(71) The Procter & Gamble Company
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indefiro o presente pedido de acordo
com o Art. 37, uma vez que não atende
ao requisito de atividade inventiva (Art. 8º
combinado com Art. 13 da LPI).
(21) PI 9813752-2 A2 (22) 17/12/1998 9.2
(54) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO
DE FORMULAÇÕES FARMACÊUTICAS
CONTENDO EXTRATO
(71) Divapharma Chur AG (CH)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que o mesmo apresenta
reivindicações que não atendem ao
requisito de atividade inventiva ( Artigo
8° e Artigo 13 da Lei 9279) e apresenta
reivindicações que não definem, de um
modo claro e preciso, matéria objeto de
proteção ( Artigo 25 da Lei 9279/96).
(21) PI 9814174-0 A2 (22) 10/11/1998 9.2
(54) PROCESSO PARA A PRODUÇÃO
DE FORMIL IMIDAZÓIS
(71) Lonza AG. (CH)
(74) Daniel & Cia
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que não atende ao requisito de
atividade inventiva ( Art. 8º e 13 da LPI )
(21) PI 9814641-6 A2 (22) 13/10/1998 9.2
(54) PROCESSAMENTO DO ÁCIDO
LÁCTICO; MÉTODOS; ARRANJOS; E,
PRODUTOS
(71) Cargill, Incorporated (US)
(74) NELLIE ANNE DANIEL SHORES
Indeferimento do presente pedido, tendo
por base os Artigos 8° e 13 da LPI 9279
de 14/05/96.
(21) PI 9900605-7 A2 (22) 23/03/1999 9.2
(54) UNIDADE DE ELETRODO DE
MEMBRANA PARA CÉLULAS DE
COMBUSTÍVEL DE ELETRÓLITO DE
POLÍMERO, PROCESSO PARA
PREPARAR A UNIDADE E TINTA
UTILIZADA
(71) Umicore AG & Co. KG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indeferimento do presente pedido de
patente com base nos referidos artigos
8º, 13 e 22 da Lei.
(21) PI 9900792-4 A2 (22) 24/02/1999 9.2
(54) Processo para descoramento de
pigmentos.
(71) Kemira Oyj (FI)
(74) Magnus Aspeby
Indefiro o presente pedido de acordo
com o Art. 8º combinado com o Art. 13
da LPI - Lei 9279 de 14/05/96.
(21) PI 9900955-2 A2 (22) 28/04/1999 9.2
(54) APERFEIÇOAMENTO EM TELHA
CERÂMICA REVESTIDA
(71) Carlos Pérez Bergmann (BR/RS)
(74) Custódio de Almeida & Cia
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
não atende ao requisito de atividade
inventiva e suficiência descritiva (Art. 8º
combinado com Art. 13 e Artigo 24 da
LPI).
(21) PI 9901922-1 A2 (22) 05/05/1999 9.2
(54) PROCESSO PARA OBTENÇÃO DE
COMPÓSITOS CERÂMICOS A PARTIR
DE POLÍMEROS POLISSILANOS OU
POLISSILOXANOS, REFORÇO DE
FIBRAS DE POLIACRILONITRILA, DE
CELULOSE, DE HÍBRIDOS DE FIBRAS
DE POLIACRILONITRILA E DE
CELULOSE, DE FIBRAS DE
CARBONO, DE HÍBRIDOS DE FIBRAS
DE CARBONO E DE
POLIACRILONITRILA, E FIBRAS DE
CARBONO E DE CELULOSE
(71) Universidade Estadual de Campinas
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 101
RPI 2011 de 21/07/2009
- Unicamp (BR/SP)
(74) Octacílio Machado Ribeiro
Indefiro o presente pedido de patente
como invenção - de acordo com o art. 8º
da LPI.
(21) PI 9902268-0 A2 (22) 15/06/1999 9.2
(54) FORMULAÇÕES DE
ZIPRASIDONA.
(71) Pfizer Products Inc. (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indefiro o presente pedido, uma vez que
este não atende aos requisitos novidade
( Artigos 8° e 11 da LPI ) e atividade
inventiva ( Artigos 8° e 13 da LPI )
(21) PI 9903824-2 A2 (22) 04/08/1999 9.2
(54) PROCESSO PARA A OBTENÇÃO
POR SINTERIZAÇÃO SOB PRESSÃO
ATMOSFÉRICA DE COMPONENTES
CERÂMICOS À BASE DE CARBETO DE
SILÍCIO (SIC) ADITIVADO COM
CARBONATO DE ÍTRIO E TERRAS
RARAS
(71) Centro Técnico Aeroespacial (CTA)
Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)
Divisão de Materiais (AMR) (BR/SP)
(74) Renato de Lima Santos
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
não atende ao requisito de atividade
inventiva (Art. 8º combinado com o Art.
13 da LPI).
(21) PI 9905016-1 A2 (22) 19/10/1999 9.2
(54) PREPARAÇÃO FARMACÊUTICA
PARA HIPERTENSÃIO ARTERIAL
(71) Biosintética Farmacêutica Ltda
(BR/SP)
(74) Vicente Nogueira Advogados
Indeferimento do presente pedido uma
vez que a matéria reivindicada não
atende ao requisito de atividade inventiva
( Art. 8° combinado com Art. 13 da LPI ).
O relatório não descreve clara e
suficientemente o objeto, de moda a
possibilitar sua realização por técnico no
assunto. tampouco indica a melhor forma
de execução ( Art. 24 da LPI ). As
reivindicações não estão fundamentadas
no relatório descritivo ( Art. 25 da LPI )
(21) PI 9905325-0 A2 (22) 04/08/1999 9.2
(54) PROCESSO PARA OBTENÇÃO DE
COMPÓSITOS CERÂMICOS À BASE
DE NITRETO DE SILÍCIO (SI3N4)
REFORÇADOS COM WHISKERS DE
CARBETO DE SILÍCIO (SIC(W)) PELO
MÉTODO CONVENCIONAL DE
FABRICAÇÃO DE MATERIAIS
CERÂMICOS
(71) Centro Técnico Aeroespacial (CTA) /
Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) /
Divisão de Materiais (AMR) (BR/SP)
(74) Renato de Lima Santos
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
não atende ao requisito de atividade
inventiva (Art. 8º combinado com o Art.
13 da LPI).
(21) PI 9909107-0 A2 (22) 26/03/1999 9.2
(54) PROCESSO PARA A CONVERSÃO
MICROBIANA DE FITOSTERÓIS EM
ADROSTENODIONA E
ANDROSTADIENODIONA
(71) N.V. Organon (NL)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
Indefiro o presente pedido, tendo por
base os Arts. 11 e 13 c/c o Art. 8º, Art.
22, Art. 24 e Art. 10 (IX) da LPI 9279/96.
(21) PI 9909739-7 A2 (22) 01/02/1999 9.2
(54) BENZOTIADIAZÓIS E DERIVADOS
(71) Novartis AG (Novartis SA) ( Novartis
Inc.) (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indefiro o presente pedido, uma vez que
este não atende ao requisito de atividade
inventiva ( Artigo 8° combinado com
Artigo 13 da LPI ), não apresenta
suficiência descritiva ( Artigo 24 da LPI )
e as reivindicações estão indefinidas
e/ou não fundamentadas no relatório
descritivo ( Artigo 25 da LPI )
(21) PI 9910821-6 A2 (22) 26/05/1999 9.2
(54) USO DE COMPOSTO,
COMPOSTO, COMPOSIÇÃO
FARMACÊUTICA, E, PROCESSO PARA
PREPARAR UM COMPOSTO
(71) Astrazeneca AB (SE)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que o mesmo não atende ao
estabelecido nos artigos 8° e 13, da LPI Lei 9.279/96.
(21) PI 9911178-0 A2 (22) 07/06/1999 9.2
(54) DERIVADOS DE 3-(2-OXO[1,3']BIPIRROLIDINIL-3ILIDENOMETIL)-CEFEMS
(71) Basilea Pharmaceutica AG (CH)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indeferimento do presente peido uma
vez que o mesmo não atende o disposto
nos Artigos 8º e 13 da Lei 9279/96.
(21) PI 9911853-0 A2 (22) 17/06/1999 9.2
(54) PROCESSO PARA PRODUZIR UM
PRODUTO MICÁCEO
PREFERIVELMENTE NA FORMA DE
UMA FITA DE MICA, E PRODUTO
OBTIDO
(71) Compagnie Royale Asturienne Des
Mines Societe Anonyme (BE)
(74) Antonio Maurício Pedras Arnaud
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
o mesmo não atende ao requisito de
atividade inventiva (Art. 8º combinado
com o Art. 13 da LPI).
(21) PI 9913040-8 A2 (22) 17/08/1999 9.2
(54) PROCESSOS DE EXTRAIR UM
LICOR RICO EM AÇÚCAR E UM
COMPONENTE DE AÇÚCAR A PARTIR
DE CANA-DE-AÇÚCAR
(71) Thermo Black Clawson Inc (US)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
concluo pelo indeferimento do presente
pedido, uma vez que não atende ao
Artigo 8º da Lei 9.279/96.
(21) PI 9913824-7 A2 (22) 26/08/1999 9.2
(54) COMBINAÇÕES DE INIBIDORES
CÍCLICOS, TETRACÍCLICOS DE
FOSFODIESTERASE ESPECÍFICA DE
GMP, COM AGENTES TERAPÊUTICOS
ADICIONAIS
(71) Icos Corporation (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que este não atende ao disposto nos
Artigos 8° combinado com o 13 e Art. 10
( VIII ) da Lei 9.279/96
(21) PI 9916579-1 A2 (22) 08/12/1999 9.2
(54) CONTRACEPTIVO ORAL
TRIFÁSICO
(71) Ortho-Mcneil Pharmaceutical, Inc.
(US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que não atende ao requisito de
atividade inventiva ( Art. 8° combinado
com Art. 13 da LPI )
(21) PI 9917346-8 A2 (22) 14/04/1999 9.2
(54) MÉTODO PARA PREPARAÇÃO DE
CITALOPRAM INTERMADIÁRIO E
UTILIZAÇÃO DO MESMO
(71) H. Lundbeck A/S (DK)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
Indeferimento do presente pedido, uma
vez que não atende aos Artigos 8º, 13 e
25 da LPI.
(21) PI 0005339-2 A2 (22) 30/10/2000 9.2
(54) TUBULAR EM SISTEMA DE
FLUXO MONOSSEGMENTADO
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP)
(74) MARIA CRISTINA VALIM
LOURENÇO GOMES
Portanto, sugiro o indeferimento do
pedido de patente na natureza de
invenção por falta de atividade conforme
Art. 8º c/c 13º da Lei 9279 de 14 de maio
de 1996.
(21) PI 0006095-0 A2 (22) 12/04/2000 9.2
(54) COMPONENTE CATALÍTICO
SÓLIDO E CATALISADOR PARA A
POLIMERIZAÇÃO DE OLEFINAS
(71) Basell Poliolefine Italia s.r.l. (IT)
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C
Indeferimento do pedido com base nos
artigos 8º, 11 e 13 da Lei.
(21) PI 0006955-8 A2 (22) 26/07/2000 9.2
(54) RECIPIENTE PLÁSTICO DOTADO
DE UMA SUPERFÍCIE INTERNA
TRATADA COM CARBONO
(71) Plastipak Packaging, Inc. (US)
(74) Advocacia Pietro Ariboni S/C.
Indeferimento do presente pedido com
base nos referidos artigos 8º, 11 e 13 da
Lei.
(21) PI 0008275-9 A2 (22) 17/02/2000 9.2
(54) DISAZOCORANTES REATIVOS
COM FIBRAS
(71) Clariant Finance (BVI) Limited (VG)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Sendo assim, opino pelo indeferimento
do pedido com base nos artigos 8º, 11 e
13 da Lei da Propriedade Industrial, Lei
9.279 de 14 de maio de 1996.
(21) PI 0010282-2 A2 (22) 03/05/2000 9.2
(54) CONJUNTO DE FILTRO PARA
USO EM UM SISTEMA DE
CIRCULAÇÃO DE FILTRO,FILTRO DE
FLUIDO PARA UM MOTOR,FILTRO DE
FLUIDO DE ÓLEO PARA UM MOTOR
(71) Alliedsignal INC. (US)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia.
Assim sendo, diante do exposto, de
acordo com o Art. 37 da LPI, indefiro o
presente pedido, uma vez que não
atende ao requisito de atividade inventiva
(Art. 8º combinado com Art. 13 da LPI).
(21) PI 0010487-6 A2 (22) 18/04/2000 9.2
(54) PNEU QUE CONTEM VEDANTE
(71) Honda Giken Kogyo Kabushiki
Kaisha (JP)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Portanto, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedidlo, uma vez que
não atende ao requisito de atividade
inventiva (Art. 8º combinado com Art. 13
da LPI).
(21) PI 0013133-4 A2 (22) 11/08/2000 9.2
(54) PROCESSO PARA A
PREPARAÇÃO DE BOEHMITA QUASECRISTALINA, E, CORPO MOLDADO
(71) Albemarle Netherlands B.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indeferido o presente pedido, uma vez
que: - Não atende ao requisito de
novidade (Art. 8º combinado com Art. 11
da LPI). - Não atende ao requisito de
atividade inventiva (Art. 8º combinado
com Art. 13 da LPI). - Não apresenta
suficiência descritiva (Art. 24 da LPI).
(21) PI 0013136-9 A2 (22) 11/08/2000 9.2
(54) BOEHMITA QUASE-CRISTALINA,
PROCESSO PARA A PREPARAÇÃO
DA MESMA, PARTÍCULA MOLDADA,
COMPOSIÇÃO DE CATALISADOR, E,
ALUMINA DE TRANSIÇÃO
(71) Albemarle Netherlands B.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indeferido o presente pedido, uma vez
que: - Não atende ao requisito de
novidade (Art. 8º combinado com Art. 11
da LPI). - Não atende ao requisito de
atividade inventiva (Art. 8º combinado
com Art. 13 da LPI). - Não apresenta
suficiência descritiva (Art. 24 da LPI).
(21) PI 0013214-4 A2 (22) 10/08/2000 9.2
(54) MÉTODO PARA LIXIVIAÇÃO DE
MATÉRIA SÓLIDA A PARTIR DE UMA
PASTA FLUIDA
(71) Outokumpu OYJ (FI)
(74) Thomaz Thedim Lobo
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
não atende ao requisito de atividade
inventiva (Art. 8º combinado com Art. 13
da LPI).
(21) PI 0013615-8 A2 (22) 24/08/2000 9.2
(54) MATERIAIS CIMENTOSOS
EXTRUDÁVEIS
(71) James Hardie International Finance
B.V. (NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que:
- Não atende ao requisito de novidade
(Art. 8º combinado com Art. 11 da LPI). Não atende ao requisito de atividade
inventiva (Art. 8º combinado com Art. 13
da LPI).
(21) PI 0014897-0 A2 (22) 13/10/2000 9.2
(54) REVESTIMENTO DE ATRITO
PARA COMPONENTES USADOS EM
SISTEMAS DE FREIO
(71) Schott AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que
o mesmo não atende ao requisito de
atividade inventiva (Art. 8º combinado
com Art. 13 da LPI).
(21) PI 0204625-3 A2 (22) 31/07/2002 9.2
(54) MINERALOGRAMA DE ÁGUA
DESSALINIZADA PARA CONSUMO
HUMANO
(71) Britivaldo de Souza Santana
(BR/SP) , Elydia Gordo de Santana
(BR/SP)
(74) Tinoco Saores & Filho S/C Ltda.
Assim sendo, de acordo com o Art. 37,
indefiro o presente pedido, uma vez que:
- Não atende ao requisito de novidade
(Art. 8º combinado com Art. 11 da LPI). Não apresenta suficiência descritiva (Art.
24 da LPI).
9.2.1
DECISÃO ANULADA (**)
(21) PI 0016024-5 A2 (22) 28/11/2000 9.2.1
(54) DISPOSITIVO DE SEGURANÇA
CONTRA EXCESS0 DE PRESSÃO POR
DEFORMAÇÃO DA JUNTA PARA UMA
PANELA DE PRESSÃO COM TAMPA
TIPO ABERTURA DE VISITA
(71) Seb S.A. (FR)
(74) Araripe & Associados
Referente a RPI 2006, item de despacho
9.2
11. Arquivamento
11.1.1
ARQUIVAMENTO
DEFINITIVO - ART. 33 DA
LPI
(21) MU 8002346-0 U2 (22) 06/09/2000 11.1.1
(71) Nilson Luiz Valentim Costa (BR/RJ)
(21) MU 8103404-0 U2 (22) 08/05/2001
11.1.1
(71) Elizabeth Maia Fernandes (BR/BA)
(21) MU 8402639-1 U2 (22) 28/10/2004
11.1.1
(71) Élio Jovart Bueno de Camargo
(BR/SP)
102
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
(21) MU 8402640-5 U2 (22) 28/10/2004
11.1.1
(71) Élio Jovart Bueno de Camargo
(BR/SP)
(21) MU 8402654-5 U2 (22) 28/10/2004
11.1.1
(71) Élio Jovart Bueno de Camargo
(BR/SP)
(21) MU 8501771-0 U2 (22) 01/09/2005
11.1.1
(71) Roberto Baby (BR/SC)
(74) Santa Cruz Consultoria em Marcas
& Patentes Ltda
(21) MU 8600810-2 U2 (22) 08/03/2006
11.1.1
(71) Meire Luci Zaninelo (BR/SP)
(74) Embramarcas-Empresa Brasileira
de Marcas
(21) PI 0300024-9 A2 (22) 09/01/2003
11.1.1
(71) Eastman Kodak Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0301289-1 A2 (22) 30/04/2003
11.1.1
(71) Esdras de Oliveira Nuño (BR/SP)
(21) PI 0301524-6 A2 (22) 29/05/2003
11.1.1
(71) Jean Gorjat (GB)
(74) Mercúrio Marcas e Patentes Ltda
(21) PI 0301964-0 A2 (22) 27/06/2003
11.1.1
(71) Globalstar L.P. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0302006-1 A2 (22) 26/05/2003
11.1.1
(71) Müller Weingarten AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0302026-6 A2 (22) 12/06/2003
11.1.1
(71) Deere & Company (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0303949-8 A2 (22) 06/10/2003
11.1.1
(71) André Gustavo Gontijo Penha
(BR/SP) , Christiane Neme Campos
(BR/SP)
(74) Toledo Corrêa Marcas e Patentes
S/C Ltda
(21) PI 0305645-7 A2 (22) 15/09/2003
11.1.1
(71) Luiz Vianna Junior (BR/BA) ,
Demétrio Moreira Garcia (BR/BA)
(21) PI 0306051-9 A2 (22) 18/12/2003
11.1.1
(71) David Caetano (BR/SP)
(74) Sul América Marcas e Patentes S/C
Ltda
(21) PI 0402627-6 A2 (22) 30/06/2004
11.1.1
(71) Metalcôr Peças Estampadas e
Forjadas Ltda (BR/SP)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0403002-8 A2 (22) 19/07/2004
11.1.1
(71) Aureliano Viana da Silva (BR/SP)
(74) Mercosul Ass. e Cons. Empresarial
P/ Amer. do Sul S/C Ltda
(21) PI 0403095-8 A2 (22) 20/07/2004
11.1.1
(71) Rodrigo Zimmermann (BR/SC)
(74) Hugo Leonardo Pereira Leitão
(21) PI 0403401-5 A2 (22) 17/08/2004
11.1.1
(71) José Linhares de Araújo (BR/PR) ,
Gilberto de Almeida Dantas (BR/PR)
(21) PI 0417343-0 A2 (22) 03/12/2004
11.1.1
(71) Glaxo Group Limited (GB)
(74) Nellie Anne Daniel-Shores
(21) PI 0503580-5 A2 (22) 02/09/2005
11.1.1
(71) Serpa & da Rold Comércio de
Produtos Automotivos Ltda - Me (BR/PR)
(74) Adilson Gabardo
(21) PI 9802777-8 A2 (22) 10/02/1998
11.1.1
(71) Nair Tazue Itice (BR/SP)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
(21) PI 0204859-0 A2 (22) 19/11/2002
11.1.1
(71) Nilso José Zanatto (BR/SC)
(21) PI 0205857-0 A2 (22) 22/11/2002
11.1.1
(71) Leonardo Vilas Boas Badotti
(BR/PR) , Ricardo Pereira Jasinski
(BR/PR)
(21) PI 0213609-0 A2 (22) 01/10/2002
11.1.1
(71) Dow Global Technologies, INC (US)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0213972-3 A2 (22) 07/11/2002
11.1.1
(71) Lord Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0215062-0 A2 (22) 13/12/2002
11.1.1
(71) Pharmacia Corporation (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0215817-5 A2 (22) 15/07/2002
11.1.1
(71) Fractus, S.A (ES)
(74) Martinez & Moura Barreto S/C Ltda
(21) PI 0215818-3 A2 (22) 15/07/2002
11.1.1
(71) Fractus, S.A. (ES)
(74) Martinez & Moura Barreto S/C Ltda
(21) PI 0209974-8 A2 (22) 22/05/2002
11.1.1
(71) Les Laboratoires Servier (FR)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0215833-7 A2 (22) 08/10/2002
11.1.1
(71) Cueros Industrializados Del Bajio,
S.A., De C.V. (MX)
(74) Antonio Mauricio Pedras Arnaud
(21) PI 0210198-0 A2 (22) 06/06/2002
11.1.1
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda.
(21) PI 0216019-6 A2 (22) 16/10/2002
11.1.1
(71) Aldo Luiz Eickhoff (BR/SC)
(21) PI 0210435-0 A2 (22) 14/06/2002
11.1.1
(71) BTG International Limited (GB)
(74) Nellie Anne Daniel Shores
(21) PI 0210717-1 A2 (22) 27/06/2002
11.1.1
(71) Aplix (FR)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0210718-0 A2 (22) 01/07/2002
11.1.1
(71) Novozymes North America, Inc.
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
(21) PI 0211209-4 A2 (22) 19/06/2002
11.1.1
(71) Merck Patent Gesellschaft Mit
Beschraenkter Haftung (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0211684-7 A2 (22) 09/10/2002
11.1.1
(71) João Dimitrov Ribeiro (BR/SP)
(21) PI 0212200-6 A2 (22) 30/08/2002
11.1.1
(71) Safe Effect PTY LTD (AU)
(74) Bhering Almeida & Associados
(21) PI 0212201-4 A2 (22) 30/08/2002
11.1.1
(71) Safe Effect PTY LTD (AU)
(74) Bhering Almeida & Associados
(21) PI 0213248-6 A2 (22) 11/10/2002
11.1.1
(71) Astrazeneca UK Limited (GB)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0213253-2 A2 (22) 15/10/2002
11.1.1
(71) Novo Nordisk A/S (DK)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
(21) PI 0213267-2 A2 (22) 10/09/2002
11.1.1
(71) Howard Stein (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 0216027-7 A2 (22) 03/12/2002
11.1.1
(71) Jair Serafim Amador (BR/GO)
11.4
ARQUIVAMENTO - ART.
38 PARÁG. 2º DA LPI
(21) PI 9905047-1 A2 (22) 09/11/1999 11.4
(71) Laudir Antônio Martins (BR/RS)
(74) Ernesto Luiz Holderbaum
11.6
ARQUIVAMENTO DO
PEDIDO - ART. 216
PARÁG. 2º DA LPI
(21) MU 8702458-6 U2 (22) 05/12/2007 11.6
(71) FERNANDO MIGUEL DO
NASCIMENTO (BR/SP)
(74) Alexandre Lopes Lacerda
(21) PI 0700152-5 A2 (22) 30/01/2007 11.6
(71) União Brasileira de Educação e
Assistência (BR/RS)
(74) Ricardo Amaral Remer
11.6.1
ARQUIVAMENTO DA
PETIÇÃO - ART. 216
PARÁG. 2º DA LPI
(71) Procept, INC. (US)
(74) ANTONIO MAURICIO PEDRAS
ARNAUD
Arquivado o pedido de divisão, de acordo
com o disposto no Art.26 da LPI, por ter
sido requerido após o final do exame cfe. item 7.5 do AN 127 - uma vez que o
pedido original foi indeferido em
25/11/2008.
12. Recurso
12.2
RECURSO CONTRA O
INDEFERIMENTO
(21) PI 9607960-6 A2 (22) 15/03/1996 12.2
(71) Alza Corporation (US)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
(21) PI 9702483-0 A2 (22) 18/06/1997 12.2
(71) Regina Aschermann Bardini
(BR/SP) , Nelson Guilherme Bardini
(BR/SP) , Ayres Antonio Paes de Oliveira
(BR/SP)
(21) PI 9706644-3 A2 (22) 01/07/1997 12.2
(71) Motorola, Inc. (US)
(74) Clarke Modet do Brasil LTDA
(21) PI 0006972-8 A2 (22) 15/06/2000 12.2
(71) Robert Bosch GMBH (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
15. Outros Referentes a
Pedidos
15.7
PETIÇÃO NÃO
CONHECIDA
(21) PI 0303544-1 A2 (22) 17/09/2003 15.7
(71) Industria de Plásticos Eliza LTDA
(BR/PR)
(74) Josué Cordeiro Montes
Desconheço a petição nº 015080002131
de 06/06/2008 , com base no disposto no
Art. 219, II da Lei da Propriedade
Industrial, uma vez que o interessado
não tem legitimidade para o ato.
(21) PI 9905047-1 A2 (22) 09/11/1999 15.7
(71) Laudir Antônio Martins (BR/RS)
(74) Ernesto Luiz Holderbaum
Desconhecida petição de nº
016090002744 de 07/05/2009,uma vez
que foi apresentada fora do prazo legal.
15.9
PERDA DE PRIORIDADE
(21) PI 0309504-5 A2 (22) 25/04/2003 15.9
(71) Pharmacia & Upjohn Company LLC
(21) PI 0211522-0 A2 (22) 29/07/2002 11.6.1 (US)
(74) Bhering Advogados
(71) Pharmacia & Upjohn Company (US)
Perda da prioridade reivindicada
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
(US60/375,890) por não atender a
Ipanema Moreira
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
Referente à petição 000827/RJ de
da LPI.
28/01/2004.
11.12
ART. 26 PARÁGRAFO
ÚNICO DA LPI
(21) PI 9816293-4 A2 (22) 27/04/1998 11.12
(62) PI9809378-9 27/04/1998
(21) PI 0309610-6 A2 (22) 24/04/2003 15.9
(71) University Of Georgia Research
Foundation (US) , Prolinia, INC (US)
(74) Bicudo Marcas e Patentes S/C
LTDA
Perda da prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no
artigo 16 § 7º da LPI.
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 103
RPI 2011 de 21/07/2009
(21) PI 0309729-3 A2 (22) 25/03/2003 15.9
(71) 3m Innovative Properties Company
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
Perda da prioridade reivindicada (US
10/147104 de 13.05.2002) por não
atender à disposição prevista no Art. 16
§7º da LPI.
(21) PI 0309752-8 A2 (22) 02/05/2003 15.9
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce
Perda da prioridade reivindicada
(US10/138,704) por não atender a
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
da LPI.
(21) PI 0309798-6 A2 (22) 30/04/2003 15.9
(71) University Of Connecticut (US)
(74) Tinoco Soares & Filho Ltda
Perda da prioridade reivindicada
(US60/377,544) por não atender a
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
da LPI.
(21) PI 0309809-5 A2 (22) 05/05/2003 15.9
(71) Biomarin Pharmaceutical Inc. (US) ,
Los Angeles Biomedical Research
Institute At Harbor-Ucla Medical Center
(US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce S/C Ltda.
Perda da prioridade reivindicada
(US10/141,668) por não atender a
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
da LPI.
(21) PI 0309951-2 A2 (22) 20/03/2003 15.9
(71) Pilkington North America INC. (US)
(74) Paulo C. Oliveira & Cia
Perda da prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no
artigo 16 § 7º da LPI.
(21) PI 0309952-0 A2 (22) 15/05/2003 15.9
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce
Perda da prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no
artigo 16 § 7º da LPI.
(21) PI 0309958-0 A2 (22) 13/05/2003 15.9
(71) Qualcomm Incorporated (US)
(74) Montaury Pimenta, Machado &
Lioce
Perda das prioridades reivindicadas
(US60/380,408) e (US10/176,353) por
não atenderem a disposição prevista no
Art. 16 §6º e §7º da LPI/96.
(21) PI 0310013-8 A2 (22) 13/05/2003 15.9
(71) Terumo Medical Corporation (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
Perda da Prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no
artigo 16 § 7 da LPI.
(21) PI 0310037-5 A2 (22) 19/05/2003 15.9
(71) Bell Helicopter Textron INC. (US)
(74) Tavares Propriedade Intelectual
LTDA
Perda da prioridade reivindicada
(US60/381,755) por não atender a
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
da LPI.
(21) PI 0310096-0 A2 (22) 19/05/2003 15.9
(71) Halliburton Energy Service, INC
(US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
Perda da prioridade reivindicada
(US60/381243) por não atender a
disposição prevista no art.16 §6º e §7º
da LPI.
(21) PI 0310100-2 A2 (22) 16/05/2003 15.9
(71) Esperion Therapeutics, INC. (US)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Perda das prioridades reivindicadas
(US60/381653 e US60/405478) por não
atenderem a disposição prevista no
art.16 §6º e §7º da LPI.
15.11
ALTERAÇÃO DE
CLASSIFICAÇÃO
(21) PI 9815264-5 A2 (22) 05/11/1998 15.11
(51) A61K 31/445 (2009.01), A61K 31/70
(2009.01), A61K 38/13 (2009.01), A61K
9/06 (2009.01), A61K 47/12 (2009.01),
A61K 31/435 (2009.01), A61P 17/00
(2009.01), A61P 17/06 (2009.01), A61P
17/10 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: A61K 31/445, A61K
31/70, A61K 38/13, A61K 9/06, A61K
47/12, A61K 31/435
(21) PI 9901020-8 A2 (22) 18/03/1999
15.11
(51) C07D 307/00 (2009.01), C07D
333/06 (2009.01), C07D 333/46
(2009.01), A61K 8/49 (2009.01), A61Q
5/10 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07D 207/08, C07D
307/10, C07D 333/06, C07D 333/46,
C07D 345/00, A61K 7/13
(21) PI 9914895-1 A2 (22) 16/10/1999
15.11
(51) A61K 31/7028 (2009.01), A61K
31/7048 (2009.01), A61K 31/352
(2009.01), A23L 1/30 (2009.01), A61P
3/02 (2009.01), A61P 9/10 (2009.01),
A61P 35/00 (2009.01), A61P 43/00
(2009.01)
Alterada a classificação de A61K 31/70
para a classificassão do item 51.
(21) PI 9915832-9 A2 (22) 03/12/1999
15.11
(51) C12N 9/18 (2009.01), C12N 15/19
(2009.01), C08G 63/91 (2009.01), C11D
3/386 (2009.01)
Alterada a classificação da Int Cl6a:
C12N 9/18 para Int. CL 2009.1: C12N
9/18, C12N 15/09, C08G 63/91, C11D
3/386.
(21) PI 9916345-4 A2 (22) 16/12/1999
15.11
(51) C07C 17/395 (2009.01), C07C 17/20
(2009.01), C07C 19/08 (2009.01), C01B
7/19 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07C 17/38, C07C
17/20, C07C 19/08, C01B 9/17
(21) PI 9917251-8 A2 (22) 23/12/1999
15.11
(51) C10G 65/14 (2009.01), C10G 65/12
(2009.01), C10G 2/00 (2009.01), C10L
1/08 (2009.01), C10L 1/00 (2009.01),
C10L 10/12 (2009.01), C10L 10/14
(2009.01), C10G 65/00 (2009.01), C10G
67/00 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C10L 1/08, C10G
65/14, C10G 2/00, C10L 1/16
(21) PI 9917622-0 A2 (22) 23/12/1999
15.11
(51) C10L 1/08 (2009.01), C10L 1/00
(2009.01), C10L 10/12 (2009.01), C10G
2/00 (2009.01), C10G 65/12 (2009.01),
C10G 65/14 (2009.01), C10G 65/00
(2009.01), C10G 67/00 (2009.01)
(62) PI9917251-8 23/12/1999
Alterada de Int.Cl: C10L 1/08, C10G
65/14, C10G 2/00, C10L 1/16
(21) PI 0006309-6 A2 (22) 28/12/2000
15.11
(51) B01J 19/02 (2009.01), C07C 57/05
(2009.01), C22C 38/44 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07C 57/05
(21) PI 0009299-1 A2 (22) 17/03/2000
15.11
(51) A61K 47/10 (2009.01), A61K 9/16
(2009.01), A61K 9/20 (2009.01), A61K
47/14 (2009.01), A61K 47/34 (2009.01),
A61P 31/10 (2009.01), A61P 35/00
(2009.01), A61P 37/06 (2009.01), A61P
43/00 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: A61K 9/20
(21) PI 0011247-0 A2 (22) 23/05/2000
15.11
(51) A61K 31/513 (2009.01), A61P 1/06
(2009.01), A61P 1/14 (2009.01), A61P
9/00 (2009.01), C07D 405/12 (2009.01),
C07D 405/14 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07D 405/14, C07D
405/12, A61K 31/505, A61P 9/00
(21) PI 0012696-9 A2 (22) 21/07/2000
15.11
(51) A61K 9/08 (2009.01), A61K 9/00
(2009.01), A61K 31/4523 (2009.01),
A61K 31/4535 (2009.01), A61K 47/10
(2009.01), A61K 47/18 (2009.01), A61P
27/14 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: A61K 31/445
(21) PI 0013112-1 A2 (22) 10/08/2000
15.11
(51) C07D 295/18 (2009.01), A61K
31/435 (2009.01), A61P 31/04 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07D 211/00
(21) PI 0013710-3 A2 (22) 31/08/2000
15.11
(51) A61K 45/00 (2009.01), A61P 5/30
(2009.01)
Alterada de Int.Cl: A61K 31/00
(21) PI 0014378-2 A2 (22) 26/09/2000
15.11
(51) A61K 31/4439 (2009.01), A61K
31/404 (2009.01), A61P 35/00 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: A61K 31/00
(21) PI 0014859-8 A2 (22) 29/09/2000
15.11
(51) C07D 243/12 (2009.01), A61K
31/551 (2009.01), A61P 25/00 (2009.01),
C07D 409/04 (2009.01), C07D 405/04
(2009.01), C07D 417/04 (2009.01), C07D
401/04 (2009.01), C07D 401/14
(2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07D 43/00
(21) PI 0015110-6 A2 (22) 26/10/2000
15.11
(51) C07D 239/91 (2009.01), A61K
31/517 (2009.01), A61P 35/00 (2009.01),
A61P 43/00 (2009.01)
Alterada de Int.Cl: C07D 239/91, A61K
31/517, A61K 37/02
(21) PI 0212342-8 A2 (22) 08/10/2002
15.11
(51) A61K 8/72 (2009.01)
Alterada a classificação de Int. Cl B01F
17/00, C12M 1/00. para Int. Cl. A61k
8/72.
(21) PI 0004238-2 A2 (22) 06/09/2000
15.22
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP)
(74) Pedro Emerson de Carvalho
Devolução de Prazo Concedida Reconhecido o obstáculo administrativo
e devolvido o prazo de 15 dias, nos
termos do artigo 221 parágrafo 2º da LPI
e da resolução 116/04.
(21) PI 0011051-5 A2 (22) 02/06/2000
15.22
(71) Michael P. Goldowsky (US)
(74) Matos e Associados
Requerente da Devolução de Prazo: o
depositante. Despacho: Concedida a
devolução de prazo de 18 (dezoito) dias,
a partir desta notificação.
15.23
PEDIDO SUB JUDICE
(21) PI 9509805-4 A2 (22) 08/11/1995 15.23
(71) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
INPI-52400.001743/09 Origem: Juízo da
015ª VF de São Paulo Processo Nº
2009.61.00.008582-4 Ação Ordinária de
Nulidade de Ato Administrativo Autor:
Bayer Aktiengesellschatt Réu: INPI Instituto Nacional da Propriedade
Industrial.
15.24
NOTIFICAÇÃO DE
REQUERIMENTO DE
EXAME PRIORITÁRIO DE
PEDIDO DE PATENTE
(21) MU 8200531-1 U2 (22) 27/03/2002 15.24
(71) Carlos Magalhães (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
(21) MU 8200539-7 U2 (22) 27/03/2002
15.24
(71) Carlos Magalhães (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda.
(21) MU 8201428-0 U2 (22) 01/07/2002
15.24
(71) Aspöck do Brasil Ltda. (BR/RS)
(74) Marpa Consultoria e Assessoria
Empresarial Ltda.
(21) PI 0214901-0 A2 (22) 12/12/2002
15.11
(51) A61K 8/72 (2009.01)
Alterada a classificação de Int. Cl B01F
17/00. Para Int. Cl. A61K 8/72.
(21) MU 8301683-0 U2 (22) 21/08/2003
15.24
(71) Carlos Magalhães (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
15.22
DEVOLUÇÃO DE PRAZO
CONCEDIDA
(21) MU 8400554-8 U2 (22) 19/04/2004
15.24
(71) Carlos Magalhães (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
(21) MU 8002222-7 U2 (22) 04/10/2000
15.22
(71) Luis Antonio Akabochi (BR/SP)
(74) ABM Assessoria Brasileira de
Marcas Ltda.
Requerente da Devolução de Prazo: o
depositante. Despacho: Concedida a
devolução de prazo de 33 (trinta e três)
dias, a partir desta notificação.
(21) PI 9906202-0 A2 (22) 10/12/1999
15.22
(71) Universidade Estadual de Campinas
- Unicamp (BR/SP)
(74) Octacílio Machado Ribeiro
Devolução de Prazo Concedida Reconhecido o obstáculo administrativo
e devolvido o prazo de 15 dias, nos
termos do artigo 221 parágrafo 2º da LPI
e da resolução 116/04.
(21) MU 8600710-6 U2 (22) 05/05/2006
15.24
(71) Guilherme Pereira Fonseca (BR/PR)
(74) London Marcas & Patentes S/S Ltda
(21) MU 8603028-0 U2 (22) 29/11/2006
15.24
(71) Carlos Magalhães (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
(21) MU 8700313-9 U2 (22) 06/03/2007
15.24
(71) Mário Armando Arantes (BR/PR) ,
João do Espírito Santo Abreu (BR/PR)
(74) Senior's Marcas e Patentes Ltda.
(21) PI 0302265-0 A2 (22) 26/05/2003
15.24
(71) Heera Daver (BR/SP)
(21) PI 0305078-5 A2 (22) 28/07/2003
104
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
15.24
(71) Antônio Stacishin Valente de
Queiroz (BR/PE)
(21) PI 0402517-2 A2 (22) 24/06/2004
15.24
(71) Milton Jorge Gosling Thim e Silva
(BR/RJ)
(21) PI 0404530-0 A2 (22) 21/10/2004
15.24
(71) Francisco Eduardo Audi (BR/SP)
(74) City Patentes e Marcas LTDA
(21) PI 0502395-5 A2 (22) 27/06/2005
15.24
(71) Nielson Infante Vieira (BR/PR)
(21) PI 0604015-2 A2 (22) 04/07/2006
15.24
(71) Luiz Antonio Lapa (BR/SP) , Jean
Yves Gilbert Francis Dutheil (FR)
(21) PI 0604516-2 A2 (22) 01/11/2006
15.24
(71) Oscar Antunes de Andrade (BR/PR)
(21) PI 0700867-8 A2 (22) 02/03/2007
15.24
(71) Christian Elias Tanajura Goulart
(BR/SP)
(21) PI 0705793-8 A2 (22) 27/07/2007
15.24
(71) Socimol - Indústria de Colchões e
Móveis Ltda. (BR/PI)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
15.24.2
CONCEDIDO O EXAME
PRIORITÁRIO DO
PEDIDO DE PATENTE
(21) MU 8302315-1 U2 (22) 31/10/2003
15.24.2
(71) Mecânica Industrial Centro Ltda.
(BR/SP)
(74) ABM Assessoria Brasileira de
Marcas Ltda.
(21) MU 8402950-1 U2 (22) 24/11/2004
15.24.2
(71) Neusa Georgetti Domingues
(BR/SP)
(21) MU 8602664-0 U2 (22) 27/11/2006
15.24.2
(71) Metalvax Comércio de Ferragens,
Metais e Valvulas Ltda ME (BR/SP)
(74) Pienegonda, Moreira & Associados
Ltda
(21) MU 8700215-9 U2 (22) 29/01/2007
15.24.2
(71) João Dias (BR/SP)
(74) ABM Assessoria Brasileira de
Marcas Ltda
(21) PI 0302287-0 A2 (22) 17/06/2003
15.24.2
(71) Vlado Spira (BR/SP)
(74) Tinoco Soares & Filho S/C Ltda
(21) PI 0307003-4 A2 (22) 22/09/2003
15.24.2
(71) Marcos Assunção de Sousa
(BR/CE)
(21) PI 0400657-7 A2 (22) 19/02/2004
15.24.2
(71) João Alves de Mira (BR/SP)
(74) Rosana Carvalho de Andrade
(21) PI 0403795-2 A2 (22) 03/09/2004
15.24.2
(71) Hellmut Ruediger Hans Detloff Graf
Von Schwerin (BR/SP)
(21) PI 0403859-2 A2 (22) 30/08/2004
15.24.2
(71) Giulia Moro (BR/SC)
(74) City Patentes e Marcas Ltda
(21) PI 0501022-5 A2 (22) 28/03/2005
15.24.2
(71) Indústria de Relógios Herweg S.A.
(BR/SC)
(74) Santa Cruz Consultoria Em Marcas
& Patentes LTDA
(21) PI 0604136-1 A2 (22) 29/09/2006
15.24.2
(71) Dério Rost (BR/PR) , Oscar Carlos
Noskoski (BR/PR)
(74) Josué Cordeiro Montes
(21) PI 0604159-0 A2 (22) 22/09/2006
15.24.2
(71) Maria Klenia Nunes Sanchez
(BR/RS)
(74) Santa Cruz Consultoria em Marcas
& Patentes LTDA
(21) PI 0700978-0 A2 (22) 21/03/2007
15.24.2
(71) Eduardo Eroico Sobrinho (BR/SP)
(74) Organização Mérito Marcas e
Patentes Ltda
(21) PI 0100148-5 A2 (22) 24/01/2001
15.24.2
(71) Unilever N.V. (NL)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
(21) PI 0205363-2 A2 (22) 18/12/2002
15.24.2
(71) Mário Wallace Simonsen Cochrane
Junior (BR/SP)
(74) Org. Mérito Marcas e Patentes Ltda
15.24.3
NEGADO O EXAME
PRIORITÁRIO DO
PEDIDO DE PATENTE
(21) MU 8401655-8 U2 (22) 19/07/2004
15.24.3
(71) Geninho Thomé (BR/PR)
(74) Fabiana Carvalho dos Santos
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, II, "b" da Resolução
191/08.
(21) MU 8402444-5 U2 (22) 15/10/2004
15.24.3
(71) Geninho Thomé (BR/PR)
(74) Fabiana Carvalho dos Santos
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, II, "b" da Resolução
191/08.
(21) MU 8501649-7 U2 (22) 08/08/2005
15.24.3
(71) Ronaldo Gilberto Milam (BR/SP) ,
Wilson Antonio Milam (BR/SP)
(74) Vilage Marcas & Patentes S/C LTDA
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, IV, "a" e "b" da
Resolução 191/08.
(21) PI 0305814-0 A2 (22) 19/11/2003
15.24.3
(71) Carton Access LTDA (BR/PR)
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, II, "b" da Resolução
191/08.
(21) PI 0501191-4 A2 (22) 11/04/2005
15.24.3
(71) Jacson Polese dos Santos (BR/PR)
(74) A Criativa Marcas e Patentes S/C
Ltda.
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, II, "b" da Resolução
191/08.
(21) PI 0603436-5 A2 (22) 05/06/2006
15.24.3
(71) Sul Mix Cosméticos Ltda (BR/RS)
(74) Gilson Almeida da Motta
Negado o exame prioritário do pedido de
patente uma vez que não foi atendido o
disposto no art. 6º, II, "a" da Resolução
191/08.
15.30
PUBLICAÇÃO ANULADA
(21) MU 8702237-0 U2 (22) 03/05/2007
15.30
(71) Gino Capobianco (BR/SP)
Referente ao despacho 15.24 publicado
na RPI nº 2010 de 14/07/2009.
15.31
DESPACHO ANULADO
(**)
(21) PI 0004126-2 A2 (22) 20/07/2000 15.31
(71) Seb S.A. (FR)
(74) Araripe & Associados S/C Ltda
Anulação do despacho 15.7 de não
conhecimento de petição publicado na
RPI nº 2006 de 16/06/2009 por ter sido
indevido.
16. Concessão de
Patente ou Certificado
de Adição de Invenção
16.3
RETIFICAÇÃO
(11) PI 9712618-7 B1 (22) 22/10/1997 16.3
(30) 30/10/1996 US 08/739.539
(45) 30/12/2008
(51) A61K 9/20 (2009.01), A61K 47/36
(2009.01)
(54) COMPRIMIDO FARMACÊUTICO
COMPREENDENDO AMILOSE
SUSTITUÍDA COMO UMA MATRIZ
PARA LIBERAÇÃO SUSTENTADA DE
DROGA CONTIDA NO COMPRIMIDO.
(73) Universite de Montreal (CA)
(72) Louis Cartilier, Iskandar Moussa,
Chafic Chabli, Stéphane Buczkowki
(74) Nascimento Advogados
Prazo de Validade: 10 (dez) anos
contados a partir de 30/12/2008,
observadas as condições legais.
Referentea a RPI 1982 de 30/12/2008,
Código de despacho: 16.1, quanto ao
nome do titular, ítem (73).
17. Nulidade
Administrativa
17.1
NOTIFICAÇÃO DE
INTERPOSIÇÃO DE
NULIDADE
ADMINISTRATIVA
(11) MU 8002972-8 Y1 (45) 20/05/2008
17.1
(73) Proline Indústria e Comércio Ltda.
(BR/PR)
(74) Douglas Hamilton de Queiroz
Requerente da nulidade administrativa:
Essenbra Produtos Aromáticos do Brasil
Ltda. ( petição nº 020080135400/RJ de
28/10/2008)
(11) PI 9906754-4 B1 (45) 06/05/2008 17.1
(73) Abbott Laboratories (US)
(74) Momsen, Leonardos & Cia.
Requerente da nulidade administrativa:
Cristália Produtos Químicos
Farmacêuticos Ltda. ( petição nº
020080139274/RJ de 06/11/2008)
24. Anuidade de
Patente
24.4
RESTAURAÇÃO
(11) PI 9303129-7 B1 (45) 11/07/2000 24.4
(73) Alfredo Portella Marques (BR/SP)
(74) Miguel & Consultores Associados
S/C Ltda.
24.5
DESPACHO ANULADO
(**)
(11) MU 7901280-9 Y1 (45) 13/09/2005
24.5
(73) Luiz Edson Mota Passos (BR/MG) ,
Dante da Mota Passos (BR/MG)
Referente ao despacho publicado na RPI
1904 de 03/07/2007 por ter sido
indevido.
(11) PI 9709107-3 B1 (45) 06/06/2006 24.5
(73) Bayer Aktiengesellschaft (DE)
(74) Dannemann ,Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Referente ao despacho publicado na RPI
2002 de 19/05/2009, item 24.3, por ter
sido indevido.
25. Anotação de
Alteração de Nome e/ou
Sede e Transferência de
Pedido, Patente e
Certificado de Adição
de Invenção
25.1
TRANSFERÊNCIA
DEFERIDA
(21) PI 0501443-3 A2 (22) 29/04/2005 25.1
(71) Sandvik Intellectual Property AB
(SE)
(74) Magnus Aspeby
Transferido de: Sandvik Intellectual
Property HB
(11) PI 9801141-3 B1 (22) 27/03/1998 25.1
(45) 22/07/2003
(71) Schaeffler KG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Transferido de: FAG Kugelfischer AG &
Co. oHG
(21) PI 9810061-0 A2 (22) 23/06/1998 25.1
(71) E.I. du Pont de Nemours and
Company (US)
(74) City Patentes e Marcas Ltda.
Transferido de: Process Dynamics, Inc.
(11) PI 0003371-5 B1 (22) 07/08/2000 25.1
(45) 20/11/2007
(71) Schaeffler KG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes 105
RPI 2011 de 21/07/2009
Ipanema Moreira
Transferido de: FAG Kugelfischer AG &
Co. oHG
(11) PI 0004416-4 B1 (22) 25/09/2000 25.1
(45) 02/01/2008
(71) VHL Indústria de Máquinas
Serigráficas Ltda. (BR/SP)
(74) Fortrade Brasil Marcas e Patentes
S/C Ltda.
Transferido de: Italo Larese
25.3
TRANSFERÊNCIA EM
EXIGÊNCIA
(11) PI 9605053-5 B1 (22) 10/10/1996 25.3
(45) 21/11/2006
(71) Holland Sweetener Company V.o.F.
(NL)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
A fim de atender ao solicitado na Petição
nº 020080118569/RJ de 10/09/2008,
esclareça a divergência entre os nomes
do titular no processo e na petição de
transferência.
25.4
ALTERAÇÃO DE NOME
DEFERIDA
(21) MU 8102644-7 U2 (22) 18/10/2001 25.4
(71) Actaris Ltda. (BR/SP)
(74) Icamp Assessoria Empresarial S/C
Ltda
Alterado de: Schlumberger Industrias
Ltda.
(21) PI 0302740-6 A2 (22) 06/08/2003 25.4
(71) Advanced Products Indústria e
Comércio Ltda. (BR/RJ)
(74) Luiz Carlos de Almeida
Alterado de: Advanced Nutrition Ltda.
(11) PI 9605640-1 B1 (22) 20/11/1996 25.4
(45) 20/02/2001
(71) FAG Kugelfischer AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Alterado de: FAG Kugelfischer Georg
Schäfer AG
(11) PI 9701620-9 B1 (22) 03/04/1997 25.4
(45) 19/03/2002
(71) FAG Kugelfischer AG (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Alterado de: FAG Kugelfischer Georg
Schäfer AG
25.7
ALTERAÇÃO DE SEDE
DEFERIDA
(21) MU 8102644-7 U2 (22) 18/10/2001 25.7
(71) Actaris Ltda. (BR/SP)
(74) Icamp Assessoria Empresarial S/C
Ltda
Sede alterada conforme solicitado na
Petição nº 018070052295/SP de
13/08/2007.
(11) PI 9600028-7 B1 (22) 04/01/1996 25.7
(45) 15/02/2005
(71) BOA Balg- und KompensatorenTechnologie GmbH (DE)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
Sede alterada conforme solicitado na
Petição nº 020080122845/RJ de
22/09/2008.
25.9
ALTERAÇÃO DE SEDE
EM EXIGÊNCIA
(21) PI 0700360-9 A2 (22) 15/01/2007 25.9
(71) Duna Enterprises S.L. (ES)
(74) Rubens dos Santos Filho
Afim de atender a Alteração de Sede
solicitada na Petição nº
018080024563/SP de 24/04/2008, queira
apresentar a guia de pagamento
referente a este serviço.
(21) PI 0202385-7 A2 (22) 25/06/2002 25.9
(71) KPL Packaging S.P.A. (IT)
(74) Dannemann, Siemsen, Bigler &
Ipanema Moreira
A fim de atender a Alteração de Sede
solicitada na Petição nº
020080090333/RJ de 27/06/2008, queira
apresentar a guia de recolhimento
referente a este serviço.
106
DIRPA - Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Patentes - DIRPA
PIPELINE - Comunicação de Depósito e
Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
RPI 2011 de 21/07/2009
23. Processamento de
Pedidos Segundo
Artigos 230 e 231 da
Lei 9279/96
23.2
EXIGÊNCIA
(21) PI 1101137-8K A2 (22) 14/05/1997 23.2
(71) Genentech, Inc. (US)
(74) Francisco Carlos Rodrigues Silva
108
DIRPA - Comunicação de Depósito e Despachos Relativos a Pedidos e Patentes
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Tabela de Códigos de Despachos de Pedidos e
Registros de Desenhos Industriais
RPI 2011 de 21/07/2009
30
Exigência – Art. 103 da LPI
O pedido requerido pela petição citada não
atende formalmente ao disposto no art. 103 da
LPI e/ou às demais disposições quanto à sua
forma, tendo sido recebido provisoriamente.
Não tendo sido possível uma ciência ao
interessado diretamente no processo ou por via
postal, fica o requerente obrigado a sanar, em
5 (cinco) dias a contar desta data, as
exigências estabelecidas. Não sendo a
exigência cumprida com a apresentação da
documentação correspondente no prazo acima,
o depósito não será aceito e a documentação
ficará à disposição do interessado.
31
Notificação de Depósito
Notificação de depósito de pedido de registro
de desenho industrial.
32
Notificação do Depósito Com Requerimento
de Sigilo
Tendo sido requerido o sigilo na forma do Art.
106 § 1º o processamento do pedido será
suspenso pelo prazo de 180 (cento e oitenta)
dias . O depositante poderá solicitar a retirada
do pedido dentro do prazo de 90 (noventa) dias
contados da data do depósito. A retirada do
pedido sem que o mesmo tenha produzido
qualquer efeito dará prioridade ao depósito
imediatamente posterior.
33
Pedido Retirado
Retirado o pedido com base no Art. 105 da LPI
a requerimento do depositante.
34
Exigência - Art. 106 § 3º da LPI
Suspensão do andamento do pedido de
registro de desenho industrial que, para
instrução regular, aguardará o atendimento ou
contestação das exigências formuladas. Caso a
exigência não tenha sido explicitada no
despacho da RPI, o depositante poderá
requerer cópia do parecer através do formulário
Modelo 1.05.
A não manifestação do
depositante no prazo de 60 (sessenta) dias
desta data acarretará o arquivamento
definitivo do pedido.
34.1
35
Conhecimento de parecer técnico
Suspenso o andamento do pedido para que o
depositante se Manifeste no prazo de 60
(sessenta) dias desta data, quanto ao contido
no parecer técnico. A cópia do parecer técnico
poderá ser solicitada através do formulário
1.05. A não manifestação ou a manifestação
considera
improcedente
acarretará
o
indeferimento do pedido.
Arquivamento do Pedido – Art. 216 § 2º e
Art. 106 § 3º da LPI
Arquivado definitivamente o pedido de registro
de desenho industrial, uma vez que não foi
apresentada a procuração devida no prazo de
60 (sessenta) dias contados da prática do
primeiro ato da parte no processo ou não
houve manifestação do depositante quanto à
exigência formulada. Pode ser adquirido no
Banco
de
Patentes
do
Centro
de
Documentação e Informação Tecnológica do
INPI - CEDIN - o folheto com o relatório
35.1
36
37
descritivo e reivindicações (se for o caso) e
desenhos do pedido.
Arquivamento da Petição
Arquivada a petição. Desta data corre o prazo
de 60 (sessenta dias) para eventual recurso do
interessado.
Indeferimento - Art. 106 § 4º da LPI
Indeferido o pedido por não atender ao
disposto no Art. 100 da LPI, conforme parecer
técnico. A cópia do parecer técnico poderá ser
solicitada através do formulário Modelo 1.05.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do depositante. Pode ser
adquirido no Banco de Patentes do Centro de
Documentação e Informação Tecnológica do
INPI - CEDIN - o folheto com o relatório
descritivo e reivindicações (se for o caso) e
desenhos do pedido.
Recurso Contra o Indeferimento
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra o indeferimento do
pedido de registro de desenho industrial,
objetivando o reexame da matéria. Desta data
corre o prazo de 60 (sessenta) dias para
apresentação de contra-razões por qualquer
interessado. Poderá ser requerida cópia do
recurso através do formulário modelo 1.05.
38
Outros Recursos
Notificação de interposição de recurso ao
Presidente do INPI contra a decisão proferida
pela DIRPA, objetivando o reexame da matéria.
Desta data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para apresentação de contra-razões por
qualquer interessado. Poderá ser requerida
cópia do recurso através do formulário modelo
1.05.
39
Concessão do Registro
Expedição do certificado de registro de
desenho industrial. O título acha-se à
disposição do interessado no setor competente
do INPI. Desta data corre o prazo de 5 (cinco)
anos
para
interposição
de
nulidade
administrativa por qualquer interessado (Art.
113 § 1º da LPI ). Se interposto o pedido de
nulidade no prazo de 60 (sessenta) dias
contados da data da concessão, os efeitos da
concessão do registro serão suspensos (Art.
113 § 2º).
40
Publicação do Parecer de Mérito
Notificação da emissão do parecer de mérito
conforme previsto no Art. 111 da LPI. O
interessado poderá requerer cópia do parecer
através do formulário Modelo 1.05.
41
Nulidade Administrativa
Notificação, ao titular da patente, de
instauração de processo administrativo de
nulidade. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual contestação do
titular (Art. 114 da LPI). Se interposto o pedido
de nulidade no prazo de 60 (sessenta) dias
contados da data da concessão, os efeitos da
concessão do registro serão suspensos (Art.
113 § 2º). Poderá ser requerida cópia do
processo de nulidade através do formulário
modelo 1.05.
42
Extinção - Art. 119 inciso I da LPI
Notificação da extinção do registro de desenho
industrial, pela expiração do prazo de vigência
de proteção legal ou da prorrogação.
43
Extinção - Art. 119 inciso II da LPI
Notificação da extinção do registro de desenho
industrial, pela homologação da renúncia
apresentada pelo seu titular. Homologada a
renúncia, o registro será considerado extinto na
data da apresentação da renúncia.
44
Extinção - Art. 119 inciso III da LPI
Notificação da extinção do registro de desenho
industrial pela falta de pagamento da
retribuição prevista nos Arts. 108 e 120 da LPI.
45
Extinção - Art. 119 inciso IV da LPI
Notificação da extinção do registro de desenho
industrial uma vez que após solicitação do INPI
o titular deixou de comprovar a obrigação
decorrente do Art. 217 da LPI.
46
Prorrogação
Prorrogada a vigência do certificado do
registro de desenho industrial por solicitação do
titular.
46.1
Exigência de comprovação de qüinqüênio
e/ou prorrogação – Arts. 120 e 108 da LPI
O Titular deverá apresentar a comprovação do
pagamento
de
qüinqüênio/prorrogação
recolhido dentro do prazo legal estabelecido.
Não cumprida a exigência no prazo de 60
(sessenta)
dias,
presumir-se-á
o
não
pagamento, acarretando a extinção do registro.
46.2
Exigência
de
complementação
de
qüinqüênio e/ou prorrogação – Art. 120 e
108 da LPI
O Titular deverá complementar, de acordo com
a tabela vigente na data da complementação o
recolhimento
do
qüinqüênio/prorrogação
especificado através do formulário modelo
1.07, acompanhado da guia de "cumprimento
de exigência" e da de “complementação”. O
não cumprimento no prazo de 60 (sessenta)
dias acarretará a extinção do registro.
46.3
Qüinqüênio/Prorrogação em exigência – Art.
120 e 108 da LPI.
Exigência referente ao pagamento de
qüinqüênio e/ou prorrogação. Desta data corre
o prazo de 60 (sessenta) dias para
cumprimento da exigência formulada sob pena
de extinção do registro ou desconsideração do
pagamento.
47
Petição Não Conhecida
Não conhecimento da petição apresentada em
virtude do disposto nos Arts. 218 ou 219 da
LPI.
48
Petição Sustada
Sustado o conhecimento da petição para
aguardar providências necessárias ao seu
conhecimento.
110
DIRTEC - Tabela de Códigos de Despachos de Pedidos e Registros de Desenhos Industriais
requerer cópia do parecer através do formulário
1.05.
49
Perda de Prioridade
Perda da prioridade reivindicada por não
atender às disposições previstas no Art. 99 da
LPI.
50
Alteração de Classificação
Alterada a classificação do registro para melhor
adequação.
51
Numeração Anulada
Anulada a numeração do registro.
53
Notificação de Decisão Judicial
Notificação de decisão judicial referente ao
registro.
54
Devolução de Prazo Concedida
Notificação de devolução de prazo uma vez
que não foi possível ciência ao interessado
diretamente no processo. Desta data corre o
prazo adicional concedido no despacho. O
prazo será de 5 (cinco) dias, na hipótese do
Art. 103 da LPI e de, no mínimo 15 (quinze)
dias a, no máximo, o prazo legal dos atos
correspondentes nos demais casos. (Art. 221
da LPI e AN 129 item 8).
55
57
Renumeração
Alterada a numeração por ter sido numerado
indevidamente.
52
54.1
56
Devolução de Prazo Negada
Negada a solicitação de devolução de prazo
uma vez que não ficou comprovada a justa
causa conforme a definida no Art. 221 da LPI.
A cópia do parecer poderá ser solicitada
através do formulário 1.05. Desta data corre o
prazo de 60 (sessenta) dias para eventual
recurso do interessado.
Exigências Diversas
Formulada exigência para adequação ou
cumprimento de disposições legais no prazo de
60 (sessenta) dias desta data. Caso a
exigência não tenha sido explicitada no
despacho da RPI, o depositante/titular poderá
Códigos para
Identificação de Dados
Bibliográficos
(INID)
(11)
Número do Registro
(15)
Data do Registro/Data da Prorrogação
(21)
Número do Pedido
Transferência Deferida
Notificação do deferimento da transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
Transferência Indeferida
Notificação do indeferimento da transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
58
Transferência em Exigência
Exigência referente ao pedido de transferência
requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para cumprimento da exigência
formulada, sob pena de indeferimento da
transferência.
59
Alteração de Nome Deferida
Notificação do deferimento da alteração de
nome requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
60
61
62
Alteração de Nome Indeferida
Notificação do indeferimento da alteração de
nome requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
Alteração de Nome em Exigência
Exigência referente ao pedido de alteração
nome requerida. Desta data corre o prazo
60 (sessenta) dias para cumprimento
exigência
formulada,
sob
pena
indeferimento da alteração.
de
de
da
de
Alteração de Sede Deferida
Notificação do deferimento da alteração de
Sede requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
(22)
Data do Depósito
(30)
Dados da Prioridade Unionista (data, país e
número)
(43)
Data de Publicação do Desenho Industrial
(antes de ser examinado)
(44)
Data de Publicação do Desenho Industrial
(depois de examinado, mas antes da
concessão do registro)
(45)
Data de Publicação do Desenho Industrial
(após concessão)
RPI 2011 de 21/07/2009
63
Alteração de Sede Indeferida
Notificação do indeferimento da alteração de
Sede requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso do
interessado.
64
Alteração de Sede em Exigência
Exigência referente ao pedido de alteração de
Sede requerida. Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para cumprimento da exigência
formulada, sob pena de indeferimento da
alteração.
65
Desistência Homologada
Homologada a desistência do pedido de
registro de desenho industrial, apresentada
pelo depositante. Pode ser adquirido no Banco
de Patentes do Centro de Documentação e
Informação Tecnológica do INPI - CEDIN - o
folheto com
o relatório descritivo e
reivindicações (se for o caso) e desenhos do
pedido.
66
Anotação de Limitação ou Ônus
Notificação referente à anotação de limitação
ou ônus conforme indicado no complemento
70
Publicação Anulada
Anulada a publicação de qualquer um dos itens
anteriores por ter sido indevida.
71
Despacho Anulado
Anulação do despacho referente a qualquer um
dos itens anteriores por ter sido indevido.
72
Decisão Anulada
Anulação da decisão referente a qualquer um
dos itens anteriores por ter sido indevida.
73
Retificação
Retificação da publicação de qualquer um dos
itens anteriores por ter sido efetuada com
incorreção. Tal publicação não implica na
alteração da data da decisão ou despacho e
nos prazos decorrentes da mesma.
74
Republicação
Republicação da publicação de qualquer um
dos itens anteriores por ter sido indevida.
(52)
Classificação Nacional
(54)
Título
(71)
Nome do Depositante
(72)
Nome do Autor
(73)
Nome do Titular
(74)
Nome do Procurador
(78)
Nome do Novo Titular no caso de Mudança
de Titular
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Índice Numérico Remissivo de Pedidos e Registros
de Desenho Industrial
RPI 2011 de 21/07/2009
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
5400630-9
5701885-5
5800420-3
5801277-0
5801372-5
5801791-7
5801982-0
5802210-4
5900292-1
56
56
59
56
62
62
56
56
62
113
113
113
113
114
114
113
113
114
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
5900628-5
5900687-0
5900779-6
5902234-5
6100793-5
6101749-3
6101757-4
6102173-3
6201253-3
62
62
62
62
56
62
62
62
62
114
114
114
114
113
114
114
114
114
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
6201731-4
6202047-1
6202558-9
6202586-4
6303072-1
6303165-5
6402532-2
6402549-7
6404698-2
PR
56
58
58
62
62
41
59
41
11
113
113
113
114
114
113
113
113
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
6500647-0
6501614-9
6600271-0
6603714-0
6603717-4
6604480-4
6604481-2
6604511-8
6701909-9
62
PR
PR
59
59
PR
54
54
PR
114
11
11
113
113
11
113
113
11
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
6701969-2
6702229-4
6703321-0
6704262-7
6704262-7
6704304-6
6704387-9
6704700-9
6705338-6
PR
PR
PR
PR
41
62
PR
62
41
11
11
11
11
113
114
11
114
113
DI
DI
DI
DI
DI
DI
DI
6800033-2
6800500-8
6802612-9
6802722-2
6802971-3
6803089-4
6804804-1
PR
56
PR
56
56
41
47
11
113
11
113
113
113
113
112
DIRPA - Índice Numérico Remissivo de Pedidos e Registros de Desenho Industrial
RPI 2011 de 21/07/2009
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Despachos Relativos a Pedidos e Registros de
Desenho Industrial
RPI 2011 de 21/07/2009
41
NULIDADE
ADMINISTRATIVA
(11) DI 6402532-2 (15) 19/10/2004 41
(73) CÉLIA TROVO (BR/PR)
(74) Fernando César Martins Borges
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício
Nulidade instaurada em 10/07/2009.
Trata-se do mesmo objeto do DI
6400656-5 cujo arquivamento foi
publicado em 31/08/2004.
(11) DI 6404698-2 (15) 24/05/2005 41
(73) INCOM INDUSTRIAL LTDA (BR/SP)
(74) Alberto Luis Camelier da Silva
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício
Nulidade instaurada em 10 de julho de
2009, por se tratar de objeto cuja forma
não atende ao requisito da originalidade,
conforme pode ser demonstrado através
dos documentos AU 105297 S de
04/08/1988; UK 2022861 de 12/05/1992
e UK 1024900 de 08/02/1985.
(11) DI 6704262-7 (15) 21/10/2008 41
(73) Edson Donizette Alves Pereira
(BR/SP)
(74) Beerre Assessoria Empresarial Ltda
Requerente: Movelfort Indústria e
Comércio de Móveis Ltda Nulidade
instaurada em 25/05/2009.
(11) DI 6705338-6 (15) 30/06/2009 41
(73) Duarte Luminosos Ltda - ME
(BR/SP)
(74) Mil Assessoria Empresarial Ltda
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício.
Nulidade instaurada em 13 de julho de
2009, ficando suspensos os efeitos da
concessão de acordo com o § 2º do
artigo 113 da Lei 9279/96, por tratar-se
de solução envolvendo obra
arquitetônica para fachada de prédio,
não sendo passível de proteção através
do registro de desenho industrial.
(11) DI 6803089-4 (15) 10/03/2009 41
(73) JOSÉ LUIZ RONCONI (BR/SP)
(74) EDNÉA CASAGRANDE PINHEIRO
Requerente: DIRTEC/INPI, de ofício
Nulidade instaurada em 13 de julho de
2009, por se tratar de objeto cuja forma
carece do requisito da originalidade, tal
como demonstram os documentos AU
93117 S de 14/08/1986; UK 2085634 de
10/08/1999 e UK 1012287 de
31/03/1983.
47
PETIÇÃO NÃO
CONHECIDA
(21) DI 6804804-1 (22) 30/10/2008 47
(71) Nissan Jidosha Kabushiki Kaisha
(Nissan Motor CO., LTD) (JP)
(74) Nellie Anne Daniel-Shores
De acordo com item I ART 218 da LPI.
Referente a petição RJ 020090026223
de 18/03/2009 apresentada fora do prazo
legal de 90 dias estabelecido para
comprovação de Prioridade (ART 99 da
LPI).
49
PERDA DE PRIORIDADE
(21) DI 6804804-1 (22) 30/10/2008 49
(71) Nissan Jidosha Kabushiki Kaisha
(Nissan Motor CO., LTD) (JP)
(74) Nellie Anne Daniel-Shores
Referente à Reivindicação de Prioridade
nº JP 2008- 012347 de 19/05/2008 tendo
em vista a comprovação intempestiva do
documento original.
54
DEVOLUÇÃO DE PRAZO
CONCEDIDA
(11) DI 6604481-2 (22) 11/10/2006 54
(15) 03/04/2007
(71) Giovanni Garboni (BR/RJ)
(74) Crimark Assessoria Empresarial SC
Ltda
Referente a petição SP 018090023344
de 08/05/2009. Devolvidos 15(quinze)
dias de prazo para manifestação à
decisão da NULIDADE PUBLICADA, na
RPI 1995 de 31/03/2009.
(11) DI 6604511-8 (22) 20/10/2006 54
(15) 03/04/2007
(71) Giovanni Garboni (BR/RJ)
(74) Crimark Assessoria Empresarial SC
Ltda
Referente a petição SP 018090023345
de 08/05/2009. Devolvidos 15(quinze)
dias de prazo para manifestação à
DECISÃO DA NULIDADE publicado na
RPI 1996 de 07/04/2009.
56
TRANSFERÊNCIA
DEFERIDA
(11) DI 5400630-9 (22) 20/05/1994 56
(15) 14/12/1999
(71) RECKITT BENCKISER
(AUSTRALIA) PTY LIMITED (AU)
(74) Momsen, Leonardos & Cia
Transferido de: " R & C Assets PTY
Limited ".
(11) DI 5701885-5 (22) 15/12/1997 56
(15) 06/07/1999
(71) RECKITT BENCKISER
(AUSTRALIA) PTY LIMITED (AU)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Transferido de: " R & C Assets PTY
Limited ".
58
TRANSFERÊNCIA EM
EXIGÊNCIA
(11) DI 5801277-0 (22) 29/07/1998 56
(15) 07/12/1999
(71) RECKITT BENCKISER
(AUSTRALIA) PTY LIMITED (AU)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Transferido de: " R & C Assets PTY
Limited ".
(11) DI 6202558-9 (22) 20/08/2002 58
(15) 11/02/2003
(71) SPAIPA S/A INDÚSTRIA
BRASILEIRA DE BEBIDAS (BR/PR)
(74) DI BLASI, PARENTE, VAZ E DIAS
& AL.
Identifique, bem como qualifique os
signatários do documento de cessão e
ainda apresente Contrato e/ou Estatuto
Social, constando a representatividade
de quem assina a cessão - Pet(NPRJ) Nº
020090038987, de 22/04/2009.
(11) DI 5801982-0 (22) 29/10/1998 56
(15) 08/09/1999
(71) RECKITT BENCKISER
(AUSTRALIA) PTY LIMITED (AU)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Transferido de: " R & C Assets PTY
Limited ".
(11) DI 5802210-4 (22) 29/10/1998 56
(15) 13/07/1999
(71) RECKITT BENCKISER
(AUSTRALIA) PTY LIMITED (AU)
(74) Momsen, Leonardos & CIA.
Transferido de: " R & C Assets PTY
Limited ".
(11) DI 6100793-5 (22) 03/04/2001 56
(15) 31/07/2001
(71) HUHTAMAKI PLÁSTICOS
RÍGIDOS BRASIL LTDA (BR/PR)
(74) MARCOS AURELIO DE JESUS
Transferido por cisão de: " Huhtamaki do
Brasil Ltda ".
(11) DI 6202047-1 (22) 11/07/2002 56
(15) 24/12/2002
(71) HUHTAMAKI PLÁSTICOS
RÍGIDOS BRASIL LTDA (BR/PR)
(74) Marcos Aurélio de Jesus
Transferido por Cisão de: " Huhtamaki do
Brasil Ltda ".
(11) DI 6800500-8 (22) 18/02/2008 56
(15) 05/08/2008
(71) LUIZ CARLOS BALASTEGUIN
(BR/SP)
(74) VILAGE MARCAS E PATENTES
S/S LTDA
Transferido de: " Valdir Aparecido
Ferreira Carneiro ".
(21) DI 6802722-2 (22) 07/07/2008 56
(71) HUHTAMAKI PLÁSTICOS
RÍGIDOS BRASIL LTDA (BR/PR)
(74) Marcos Aurélio de Jesus
Transferido por Cisão de: " Huhtamaki do
Brasil Ltda ".
(11) DI 6802971-3 (22) 28/07/2008 56
(15) 27/01/2009
(71) CP MARCAS E PATENTES LTDA
(BR/RJ)
(74) BEERRE ASSESSORIA
EMPRESARIAL LTDA
Transferido de: " Tomiques Borges Vieira
".
(11) DI 6202586-4 (22) 20/08/2002 58
(15) 07/01/2003
(71) Spaipa S/A. Indústria Brasileira de
Bebidas (BR/PR)
(74) DI BLASI , PARENTE , VAZ E DIAS
& AL.
Identifique, bem como qualifique os
signatários do documento de cessão e
ainda apresente Contrato e/ou Estuto
Social constando a representatividade de
quem assina a cessão - Pet(NPRJ) Nº
020090038383, de 22/04/2009.
59
ALTERAÇÃO DE NOME
DEFERIDA
(11) DI 5800420-3 (22) 12/03/1998 59
(15) 17/02/1999
(71) OPUS PRODUTOS DE HIGIENE E
DESCARTÁVEIS LTDA (BR/SP)
(74) Simbolo Marcas e Patentes Ltda
Nome alterado de: " Opus Ltda Produtos
de Higiene e Descartáveis ".
(11) DI 6402549-7 (22) 16/07/2004 59
(15) 19/10/2004
(71) OPUS PRODUTOS DE HIGIENE E
DESCARTÁVEIS LTDA (BR/SP)
(74) Símbolo Marcas e Patentes Ltda
Nome alterado de: " Opus Ltda Produtos
de Higiene e Descartáveis ".
(11) DI 6603714-0 (22) 12/09/2006 59
(15) 26/12/2006
(71) OPUS PPRODUTOS DE HIGIENE
E DESCARTÁVEIS LTDA (BR/SP)
(74) Símbolo Marcas e Patentes Ltda
Nome alterado de: " Opus Ltda Produtos
de Higiene e Descartáveis ".
(11) DI 6603717-4 (22) 12/09/2006 59
(15) 26/12/2006
(71) OPUS PRODUTOS DE HIGIENE E
DESCARTÁVEIS LTDA (BR/SP)
(74) Símbolo Marcas e Patentes Ltda
Nome alterado de: " Opus Ltda Produtos
de Higiene e Descartáveis ".
114
DIRTEC – Despachos Relativos a Pedidos e Registros de Desenho Industrial
62
ALTERAÇÃO DE SEDE
DEFERIDA
(11) DI 5801372-5 (22) 23/07/1998 62
(15) 16/11/1999
(71) ELSON FRANCISCO DI CÉLIO
(BR/SP) , ELSON FRANCISCO DI
CÉLIO (BR/SP)
(74) Sao Paulo Marcas e Patentes Ltda
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026347, de 22/05/2009.
(11) DI 5801791-7 (22) 21/10/1998 62
(15) 21/09/1999
(71) ELSON FRANCISCO DI CÉLIO
(BR/SP) , ELSON FRANCISCO DI
CÉLIO (BR/SP)
(74) São Paulo Marcas e Patentes Ltda.
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026347, de 22/05/2009.
(11) DI 5900292-1 (22) 04/02/1999 62
(15) 26/10/1999
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 5900628-5 (22) 25/03/1999 62
(15) 26/10/1999
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 5900687-0 (22) 25/03/1999 62
(15) 09/11/1999
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 5900779-6 (22) 25/03/1999 62
(15) 30/11/1999
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 5902234-5 (22) 20/10/1999 62
(15) 08/03/2000
(71) ELSON FRANCISCO DI CÉLIO
(BR/SP) , ELSON FRANCISCO DI
CÉLIO (BR/SP)
(74) Sao Paulo Marcas e Patentes Ltda
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026347, de 22/05/2009.
(11) DI 6101749-3 (22) 27/06/2001 62
(15) 04/12/2001
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 6101757-4 (22) 27/06/2001 62
(15) 04/12/2001
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 6102173-3 (22) 18/07/2001 62
(15) 12/11/2002
(71) DELO INDÚSTRIA E COMÉRCIO
LTDA (BR/MG) , DELO INDÚSTRIA E
COMÉRCIO LTDA (BR/MG)
(74) São Paulo Marcas e Patentes Ltda.
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026345, de 22/05/2009.
(11) DI 6201253-3 (22) 02/05/2002 62
(15) 22/10/2002
(71) DELO INDÚSTRIA E COMÉRCIO
LTDA (BR/MG) , DELO INDÚSTRIA E
COMÉRCIO LTDA (BR/MG)
(74) São Paulo Marcas e Patentes
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026345, de 22/05/2009.
(11) DI 6303072-1 (22) 04/09/2003 62
(15) 11/11/2003
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
RPI 2011 de 21/07/2009
(11) DI 6303165-5 (22) 04/09/2003 62
(15) 18/11/2003
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 6500647-0 (22) 28/02/2005 62
(15) 16/08/2005
(71) GL ELETRO-ELETRÔNICOS LTDA
(BR/SP) , GL ELETRO-ELETRÔNICOS
LTDA (BR/SP)
Sede alterada - Pet(DEPR) Nº
0185090000572, de 05/03/2009.
(11) DI 6704304-6 (22) 21/09/2007 62
(15) 24/06/2008
(71) ELSON FRANCISCO DI CÉLIO
(BR/MG) , ELSON FRANCISCO DI
CÉLIO (BR/SP)
(74) São Paulo Marcas e Patentes Ltda
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026347, de 22/05/2009.
(11) DI 6704700-9 (22) 14/11/2007 62
(15) 17/06/2008
(71) ELSON FRANCISCO DI CÉLIO
(BR/MG) , ELSON FRANCISCO DI
CÉLIO (BR/SP)
(74) São Paulo Marcas e Patentes Ltda.
Sede alterada - Pet(DESP) Nº
018090026347, de 22/05/2009.
Diretoria de Transferência de
Tecnologia - DIRTEC
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRTEC
Contratos de Tecnologia e Licenças de Uso de
Marcas
Tabela de Códigos de Despachos
060
Cumpra a EXIGÊNCIA formulada EM
GRAU DE RECURSO, observando o
disposto no complemento.
130
Pedidos de Averbação de Contratos
Indeferidos
DIRTEC
Programas de Computador
Tabela de Códigos de Despachos
080
Publicação de pedido de Registro de
Programa de Computador.
Publicação de pedido de programa de
Computador, art. 3º da Lei 9609/98.
082
Pedido em exigência devido a
irregularidades.
Pedido em exigência, conforme artigos
3º, 4º e 5º. Suspensão do andamento do
Pedido do Registro, que, para instrução
regular, aguardará o atendimento ou
contestação das exigências formuladas.
Da data da notificação corre o prazo de
60 dias para o comprimento desta
exigência.
090
091
092
093
094
Deferimento de pedido de registro de
programa de computador.
Deferido o pedido de registro de
programa de computador com base na
lei 9609/98. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para interposição de
recurso ao Presidente do INPI..
Alteração de Nome Deferida.
Notificação de deferimento de alteração
de nome. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventuais
recursos de interessados.
185
Pedidos de Averbação de Contratos
Arquivados
210
RECURSO(S) INTERPOSTO(S) contra
decisão indicada.
272
RECURSO CONHECIDO, observando o
disposto no complemento.
290
Retificação de Publicações
095
Alteração de Razão Social em
Exigência.
Notificação de exigência referente ao
pedido de alteração de razão social
requerida. Desta data corre prazo de 60
(sessenta) dias para cumprimento da
exigência formulada, sob pena de
indeferimento da alteração.
096
Alteração de Razão Social Indeferida.
Notificação de indeferimento de
alteração de razão social requerida.
Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventuais recursos
dos interessados
097
Alteração de Endereço Deferida.
Notificação de deferimento de alteração
endereço requerida. Desta data corre o
prazo de 60 (sessenta) dias para
eventuais recursos de interessados.
098
099
Alteração de Nome em Exigência.
Notificação de exigência referente ao
pedido de alteração nome requerida.
Desta data corre prazo de 60 (sessenta)
dias para cumprimento da exigência
formulada, sob pena de indeferimento da
alteração.
100
Alteração de Nome Indeferida.
Notificação de indeferimento de
transferência de alteração de nome
requerida. Desta data corre o prazo de
60 (sessenta) dias para eventual
recurso do interessado.
101
Alteração de Razão Social Deferida.
Notificação de deferimento de alteração
de razão social requerida. Desta data
corre o prazo de 60 (sessenta) dias para
eventuais recursos de interessados.
102
Alteração de Endereço em Exigência.
Notificação de exigência referente ao
pedido de alteração endereço requerida.
Desta data corre prazo de 60 (sessenta)
dias para cumprimento da exigência
formulada, sob pena de indeferimento
da alteração.
Alteração de Endereço Indeferida.
Notificação de indeferimento de
alteração endereço requerida. Desta
data corre o prazo de 60 (sessenta) dias
para eventual recurso do interessado.
Transferência
de
Titularidade
Deferida.
Notificação de deferimento da
transferência de titularidade requerida.
Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventuais recursos
de interessados.
Transferência de Titularidade em
Exigência.
Notificação de exigência referente ao
pedido de transferência de titularidade
requerida. Desta data corre prazo de 60
(sessenta) dias para cumprimento da
exigência formulada, sob pena de
indeferimento da transferência.
Transferência de Titularidade Indeferida.
Notificação de indeferimento de
transferência de titularidade requerida.
295
Anulação de Publicações
350
Pedidos de Averbação de Contratos
Aprovados
800
Certificados de Averbação Cancelados
998
Pedidos de Licença Obrigatória para
Exploração de Patentes
999
Outros
Desta data corre o prazo de 60
(sessenta) dias para eventual recurso
do interessado.
104
Petição não conhecida.
Não conhecimento de petição por
insuficiência de fundamentação legal ou
se desacompanhada do comprovante
da respectiva retribuição do valor
vigente à data de sua apresentação.
105
Desistência de pedido de registro de
programa de computador homologada.
Homologada a desistência do pedido de
registro de programa de computador.
106
Renúncia ao registro de programa de
computador homologada.
Homologada a renúncia do registro de
programa de computador.
107
Renúncia ao sigilo da documentação
técnica homologada.
Notificação de renúncia ao sigilo da
documentação técnica.
108
Registro/pedido de registro sub-judice.
Notificação de procedimento judicial.
109
Anotação de limitação ou ônus.
Notificação referente à anotação de
limitação ou ônus, conforme indicado no
complemento.
110
Publicação Anulada.
Anulação da publicação referente a
qualquer um dos itens anteriores, por ter
sido indevida.
111
Despacho Anulado.
Anulação do despacho referente a
qualquer um dos itens anteriores, por ter
sido indevida.
112
Decisão Anulada.
Anulação da decisão referente a
qualquer um dos itens anteriores, por ter
sido indevida.
113
Retificação.
Retificação da publicação referente a
qualquer um dos itens anteriores, por ter
sido efetuada com incorreção. Tal
publicação não implica na alteração da
data da decisão ou despacho e nos
prazos decorrentes da mesma.
116
DIRTEC – Despachos Relativos a Pedidos e Registros de Desenho Industrial
114
Republicação.
Republicação da publicação referente a
qualquer um dos itens anteriores, por ter
sido indevida.
115
Recurso contra o deferimento
Notificação de interposição de recurso
ao presidente do INPI contra o
deferimento do pedido de registro de
programa de computador, objetivando o
reexame da documentação formal.
Desta data corre o prazo de 30 (trinta)
dias para a apresentação de contrarazões pelo interessado. Poderá ser
requerida cópia do recurso utilizando o
formulário Folha de Petição Programa
de Computador.
120
CUMPRA A EXIGÊNCIA, observando
o disposto no complemento.
315
Recolha e/ou complemente a
RETRIBUIÇÃO devida, no exato valor
fixado na tabela de retribuições de
serviços, em vigor na data da
comprovação do cumprimento desta
exigência junto ao INPI, observando o
disposto no complemento. Recolha,
também, a retribuição estabelecida
para CUMPRIMENTO DE
EXIGÊNCIA.
325
ARQUIVADO o pedido de registro de
indicação geográfica, POR FALTA DE
CUMPRIMENTO/ RESPOSTA À
EXIGÊNCIA.
335
PUBLICADO o pedido de registro de
indicação geográfica. Inicia-se, nesta
data, o prazo de 60 (sessenta) dias
para manifestação de terceiros.
340
MANIFESTAÇÃO(ÕES) de
terceiros(s) indicado(s) no
complemento, face à publicação do
pedido de registro de indicação
geográfica.
373
DEFERIDO o pedido de registro de
indicação geográfica. Inicia-se,
nesta data, o prazo de 60 (sessenta)
dias para que o requerente comprove,
junto ao INPI, o recolhimento da
RETRIBUIÇÃO RELATIVA À
EXPEDIÇÃO DE CERTIFICADO DE
REGISTRO, no exato valor previsto
na tabela de custos de serviços
prestados pelo INPI, vigente à
época do recolhimento.
390
PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO
CONHECIDO. NEGADO
PROVIMENTO. MANTIDO O
INDEFERIMENTO do pedido de
registro de indicação geográfica,
tendo em vista o disposto no
complemento. ENCERRADA A
INSTÂNCIA ADMINISTRATIVA.
395
Comunicação de CONCESSÃO DE
REGISTRO de reconhecimento de
indicação eográfica. O certificado de
registro estará à disposição do Titular
na recepção do INPI, após 60
(sessenta) dias, a contar desta data.
Poderá, a pedido, ser remetido a
qualquer Delegacia/Representação do
INPI/MDIC.
405
Retificação da COMUNICAÇÃO DE
CONCESSÃO DE REGISTRO de
reconhecimento de indicação
geográfica, conforme indicado no
complemento. O certificado de
registroestará à disposição do Titular
na recepção do INPI, após 60
(sessenta) dias, a contar desta data.
Poderá, a pedido, ser remetido a
qualquer Delegacia/Representação do
INPI/MDIC.
410
NÃO CONHECIDA A PETIÇÃO
indicada, observando o disposto no
complemento.
412
Expedição do certificado de registro de
programa de computador. O título será
enviado ao titular ou ao seu procurador,
se for o caso.
Concessão do Registro.
para que o requerente comprove,
junto ao INPI, o recolhimento da
RETRIBUIÇÃO RELATIVA À
EXPEDIÇÃO DE CERTIFICADO DE
REGISTRO, no exato valor previsto
na tabela de custos de serviços
prestados pelo INPI, vigente à
época do recolhimento.
DIRTEC
Tabela de Códigos de Despachos
INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS
305
RPI 2011 de 21/07/2009
PREJUDICADA A PETIÇÃO
indicada.
413
ARQUIVADA A PETIÇÃO indicada.
414
INDEFERIDA A PETIÇÃO indicada.
375
INDEFERIDO o pedido de registro de
indicação geográfica, observado o
disposto no complemento.
415
ARQUIVADO o pedido de registro de
indicação geográfica, por
DESISTÊNCIA do requerente.
380
PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO
INTERPOSTO contra a decisão de
indeferimento do pedido de registro
de indicação geográfica.
416
385
PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO
CONHECIDO E PROVIDO.
DEFERIDO o pedido de registrode
indicação geográfica. Inicia-se, nesta
data, o prazo de 60 (sessenta) dias
RECONHECIDO O OBSTÁCULO
ADMINISTRATIVO. DEVOLVIDO O
PRAZO, conforme requerido, que
começará a fluir a partir da data de
sua publicação na RPI, observando o
disposto no complemento.
420
HOMOLOGADA A DESISTÊNCIA
requerida, através da petição
indicada.
423
ANULADO(S) o(s) despacho(s)
abaixo indicado(s).
425
NOMEADO PERITO, para
saneamento de questões técnicas.
430
SOBRESTADO o exame do pedido
de registro de indicação geográfica,
observando o disposto no
complemento.
435
PEDIDO DE REGISTRO DE
INDICAÇÃO GEOGRÁFICA SUBJUDICE. NOTIFICAÇÃO DE
PROCEDIMENTO JUDICIAL,
observando o disposto no
complemento.
440
REGISTRO DE INDICAÇÃO
GEOGRÁFICA SUB-JUDICE,
NOTIFICAÇÃO DE PROCEDIMENTO
JUDICIAL, observando o disposto no
complemento.
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Contratos de Tecnologia (EP, FT, SAT, FRA)
Licenças de Uso de Marca (UM)
RPI 2011 de 21/07/2009
Processo: 030611
350
Com Última Informação de: 23/06/2009
Certificado de Averbação: 030611/03
Cedente: THE PRUDENTIAL
INSURANCE COMPANY OF AMERICA
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
PRUDENTIAL
SECURITIES (BRASIL) LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: OUTRAS ATIVIDADES DE
SERVIÇOS PRESTADOS
PRINCIPALMENTE ÀS EMPRESAS,
NÃO ESPECIFICADAS
ANTERIORMENTE
CNPJ/CPF: 01.489.355/0001-59
Endereço da Cessionária: Rua Fidencio
Ramos nº 195 / 10º andar - Vila Olimpia
- São Paulo - SP
Natureza do Documento: Contrato de
19.06.2003Objeto: UM - Licença não exclusiva para
o Pedido de Registro nº 824148185 transformação deste Pedido de Registro
em Registro, alteração dos itens
"Objeto" e "Prazo"Valor: "NIHIL"Prazo: De 18/06/2009 pelo prazo de
vigência da marca para o Registro
nº 824148185Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Não se Aplica
Processo: 050204
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 050204/02
Cedente: REXAM PLC
País da Cedente: REINO UNIDO
Cessionária:
REXAM DO BRASIL
LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE
EMBALAGENS METÁLICAS
CNPJ/CPF: 00.771.979/0001-00
Endereço da Cessionária: Rua Darcy
Pereira nº 610, Parte A - Distr. Industrial
Santa Cruz - Rio de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato de
28/01/2005Objeto: UM - Licença não exclusiva para
os Registros no item "Prazo" - Alteração
dos itens "Valor" e "Prazo" do
Certificado de Averbação nº 050204/01Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: 1% (um por cento) sobre o preço
líquido de vendasForma de Pagamento: SemestralPrazo: De 26/01/2009 até 26/01/2019
para o Registro nº 818822740;
de 16/06/2008 até 16/06/2018 para o
Registro nº 818822759;
de 26/06/2007 até 26/06/2017 para o
Registro nº 824681878 e
de 24/04/2007 até 24/04/2017 para o
Registro nº 824681886Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 060589
350
Com Última Informação de: 10/06/2009
Certificado de Averbação: 060589/02
Cedente: BALL PACKAGING
CORPORATION
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
LATAPACK - BALL
EMBALAGENS LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE PRODUTOS
DE METAL - EXCLUSIVE MÁQUINAS
E EQUIPAMENTOS
CNPJ/CPF: 00.835.301/0001-35
Endereço da Cessionária: Via Ipitanga
nº 486 - Setor Sul - Centro Industrial de
Aratú-Set - Simões Filho - BA
Natureza do Documento: Aditivo n º 01
de 10/04/2009 ao Contrato de
04/05/2006
Objeto: SAT - Serviços relacionados à
implantação da terceira linha de
produção na fábrica e latas em Jacareí SP e de tampas em Simões Filho - BA e
construção de uma nova unidade fabril
localizada em Três Rios -Alteração dos
itens "Objeto" e "Valor"
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Até US$ 3,400,545.00
Forma de Pagamento: Taxa/hora
variando de US$ 104.00 até US$ 178.00
Prazo: 05 (cinco) anos a contar de
31/10/2006
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Até US$ 1,599,450.00 Serviços realizados pelo Diretor,
Gerente e Administrativo
Processo: 070960
350
Com Última Informação de: 23/06/2009
Certificado de Averbação: 070960/03
Cedente: ROSE K INTERNATIONAL
LIMITED
País da Cedente: NOVA ZELÂNDIA
Cessionária:
MEDIPHACOS LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE APARELHOS,
INSTRUMENTOS E MATERIAIS
ÓPTICOS, FOTOGRÁFICOS E
CINEMATOGRÁFICOS
CNPJ/CPF: 21.998.885/0001-30
Endereço da Cessionária: Av. Deputado
Cristovam Chiaradia nº 840 - Buritis Belo Horizonte - MG
Natureza do Documento: Aditivo de
01/09/2008 ao Contrato de 20/10/2006
Objeto: UM - Licença exclusiva de uso
do Registro de Marca nº 820928003 Alteração dos itens "Moeda de
Pagamento" e "Valor"
Moeda de Pagamento: EURO
Valor: Euro 10.00 para cada Lente Rose
K e Rose K2 vendida;
Euro 11.00 para cada Lente Rose K
Pós-Enxerto vendida
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 24/12/2008 até 31/03/2010
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 080023
350
Com Última Informação de: 03/07/2009
Certificado de Averbação: 080023/02
Cedente: JFE STEEL CORPORATION
País da Cedente: JAPÃO
Cessionária: GERDAU AÇOMINAS S/A.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: PRODUÇÃO DE FERRO, AÇO E
FERRO-LIGAS EM FORMAS
PRIMÁRIAS E SEMI-ACABADOS
CNPJ/CPF: 17.227.422/0001-05
Endereço da Cessionária: Rodovia MG
443 - Km 07 - Fazenda do Cadete Ouro Branco - MG
Natureza do Documento: Contrato nº
4600116736 de 13/04/2007
Objeto: SAT - Desenvolvimento do
projeto relativo do Laminador de Chapa
Grossa -Alteração do item
"Responsável pelo Pagamento do
Imposto de Renda"
Moeda de Pagamento: IEN JAPONES
Forma de Pagamento: Taxas/dia
YENES 60.000 e YENES 120.000;
Taxa/hora YENES 19.231
Prazo: De 13/04/2007 até 13/05/2008
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Processo: 081006
350
Com Última Informação de: 01/06/2009
Certificado de Averbação: 081006/02
Cedente: DAVID A TUTTON
,anteriormente denominado DAVID
TUTTON CONSULTANT MINING
ENGINEER
País da Cedente: ALEMANHA
Cessionária:
COMPANHIA VALE DO
RIO DOCE
País da Cessionária: BRASIL
Setor: EXTRAÇÃO DE MINÉRIO DE
FERRO
CNPJ/CPF: 33.592.510/0001-54
Endereço da Cessionária: Avenida
Graça Aranha, nº 26 - Centro - Rio de
Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Aditivo Nº 1 de
25/03/2009 ao Contrato nº 1.014.166/08
de 29/09/2008
Objeto: SAT - Serviços de engenharia
para o projeto BWE (cavadeira rotativa)
para a Mina de Bauxita Paragominas PA - Alteração dos itens "Cedente",
"Valor" , "Prazo" e "Serviços e
Despesas Isentas de Averbação pelo
INPI"
Moeda de Pagamento: EURO
Valor: Até EUR 171.360,00
Forma de Pagamento: Taxa/dia EUR
1.260,00
Prazo: De 29/03/2009 até 31/12/2009
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Até EUR 27.400,00 Despesas com viagens e reembolsáveis
Processo: 090096
350
Com Última Informação de: 09/06/2009
Certificado de Averbação: 090096/01
Cedente: YASUFUKU RUBBER
INDUSTRIES CO. LTD.
País da Cedente: JAPÃO
Cessionária: YASUFUKU POLÍMEROS
DO BRASIL LTDA
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE
BORRACHA
CNPJ/CPF: 08.741.572/0001-33
Endereço da Cessionária: Rua Rio
Jaguarão, 2.452-B - Distrito Industrial Manaus - AM
Natureza do Documento: Contrato de
01/06/2008
Objeto: FT- Fabricação de artefatos de
borracha e componentes plásticos para
indústria automobilística
Moeda de Pagamento: IEN JAPONES
Valor: 5,0%(cinco por cento) sobre as
vendas líquidas dos produtos
contratuais
Prazo: De 28/01/2009 até 01/06/2013
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Processo: 090215
350
Com Última Informação de: 30/06/2009
Certificado de Averbação: 090215/03
Cedente: SHARP CORPORATION
País da Cedente: JAPÃO
Cessionária:
MITSUI & CO., LTD
País da Cessionária: JAPÃO
Setor: FABRICAÇÃO DE
ELETRODOMÉSTICOS
Endereço da Cessionária: 2-1
Ohtemachi 1 - Chome, Chiyoda-Ku,
Tóquio 100-0004, Japão
Natureza do Documento: Contrato de
19/03/2008 e Aditivo de 16/12/2008Objeto: UM - Licença não exclusiva dos
Registros de Marcas de n°s
817924400, 824073088, 824035895,
824035887, 826112056, 826170633,
826170641, 826170650, 826871011,
826871089, 826871097, 826871100,
826753620, 827911220, 828381313,
823308553, 770332692, 003501876,
819117986 e Pedidos de Registro de
Marca de n°s
827008970, 829030042, 820266230,
820544256, 820544264, 820544272,
822486261, 822486288, 822486296,
822486270, 824640829, 824594118,
825131448, 825131456, 825131430,
822546116, 822546124, 822546132,
822546140, 826452205, 826452302,
827027273, 828724288, 828724121,
827114672, 827114680, 827114699,
827114702, 827114710, 826871119,
826871135, 826871143, 826871127,
827754043, 827751460 - Alteração
do item "Prazo" do Certificado de
Averbação nº 090215/02Valor: "NIHIL"Prazo: De 03/03/2009 até:
24/10/2010 para o Registro de Marca de
nº 819117986;
18/05/2012 para o Registro de Marca de
nº 770332692;
23/07/2016 para o Registro de Marca de
nº 817924400;
10/03/2017 para o Registro de Marca de
nº 003501876;
17/04/2017 para os Registros de Marca
de n°s
824073088, 824035895 e 824035887;
118
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRTEC - Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros
31/07/2017 para os Registros de Marca
de n°s 826112056,
826170633, 826170641 e 826170650;
21/08/2017 para os Registros de Marca
de n°s 826871011,
826871089, 826871097, 826871100;
11/09/2017 para o Registro de Marca de
n° 826753620;
02/01/2018 para o Registro de Marca de
n° 827911220;
13/05/2018 para o Registro de Marca de
n° 828381313;
03/06/2018 para o Registro de Marca
nº 823308553; e
até a concessão dos Registros de
Marca para os Pedidos
indicados no item "Objeto"Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Não se Aplica
Processo: 090309
350
Com Última Informação de: 03/06/2009
Certificado de Averbação: 090309/02
Cedente: SABRIS CONSULTING
LIMITED
País da Cedente: REINO UNIDO
Cessionária:
SYGMA MOTORS ENGENHARIA, INDÚSTRIA E
COMÉRCIO DE MOTORES LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: SERVIÇOS DE ARQUITETURA
E ENGENHARIA E DE
ASSESSORAMENTO TÉCNICO
ESPECIALIZADO
CNPJ/CPF: 09.296.540/0001-39
Endereço da Cessionária: Avenida
Cassiano Ricardo nº 1306 - Sala 2 Jardim Alvorada - São José dos
Campos - SP
Natureza do Documento: Ordem de
Compra nº SM 00604 de 02/04/2009
Objeto: SAT - Treinamento relativo ao
sistema de gerenciamento de motores
com total flexibilidade de software e
hardware, denominado DSPACE Alteração do item "Cedente"
Moeda de Pagamento: LIBRA
ESTERLINA
Valor: Até £ 8.000,00
Forma de Pagamento: Taxa/hora £
100,00
Prazo: De 01/04/2009 até 30/07/2009
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Até £ 500,00 - Gastos com
refeições e outras despesas
Processo: 090318
350
Com Última Informação de: 03/06/2009
Certificado de Averbação: 090318/01
Cedente: ORBITAL AUSTRALIA PTY
LTD
País da Cedente: AUSTRÁLIA
Cessionária:
SYGMA MOTORS ENGENHARIA, INDÚSTRIA E
COMÉRCIO DE MOTORES LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: SERVIÇOS DE ARQUITETURA
E ENGENHARIA E DE
ASSESSORAMENTO TÉCNICO
ESPECIALIZADO
CNPJ/CPF: 09.296.540/0001-39
Endereço da Cessionária: Avenida
Cassiano Ricardo nº 1306 - Sala 2 Jardim Alvorada - São José dos
Campos - SP
Natureza do Documento: Ordem de
Compra SM-00410 de 13/01/2009
Objeto: Serviços relativos ao projeto de
pesquisa referente ao sistema de
gerenciamento de motores (EMS Engine Management Systems), com
funcionalidades programáveis , utilizado
pelo sistema de injeção de combustível
usado com etanol
Moeda de Pagamento: DOLAR
AUSTRALIANO
Valor: AUD 39.555,00
Forma de Pagamento: Taxas/hora de
AUD 216,00 e AUD 229,00
Prazo: De 16/02/2009 até 30/06/2009
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090372
350
Com Última Informação de: 08/05/2009
Certificado de Averbação: 090372/01
Cedente: REXAM PLC
País da Cedente: REINO UNIDO
Cessionária: REXAM AMAZÔNIA LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE
EMBALAGENS METÁLICAS
CNPJ/CPF: 04.838.649/0001-37
Endereço da Cessionária: Avenida
Cupiuba nº 1600 - Distrito Industrial Manaus - AM
Natureza do Documento: Contrato de
02/02/2009
Objeto: UM - Licença não exclusiva para
os Registros mencionados no ítem
"Prazo"
Moeda de Pagamento: LIBRA
ESTERLINA
Valor: 1% (um por cento) sobre o preço
líquido de vendas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 05/05/2009 até 24/04/2017
para o Registro nº 824681886,
26/06/2017 para o Registro nº
824681878, 16/06/2016 para o Registro
nº 818822759 e 26/01/2019 para o
Registro nº 818822740
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090391
350
Com Última Informação de: 26/06/2009
Certificado de Averbação: 090391/01
Cedente: OXY VINYLS, LP
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
BRASKEM S/A.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE PRODUTOS
PETROQUÍMICOS BÁSICOS
CNPJ/CPF: 42.150.391/0001-70
Endereço da Cessionária: Rua Eteno nº
1561 - Complexo Petroquímico Camaçari - BA
Natureza do Documento: Contrato de
13/02/2009
Objeto: SAT - Serviços para o
desenvolvimento de projetos de
engenharia detalhados quanto às
alternativas de reatores disponíveis no
mercado, bem como estudo sobre as
especificações técnicas do reator
escolhido e serviços de consultoria
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Até US$ 117,536.00
Forma de Pagamento: Taxa/hora de
US$ 1,608.00
Prazo: De 13/02/2009 até 13/02/2010
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Até US$ 12,864.00 Serviços realizados por telefone e email
Processo: 090478
350
Com Última Informação de: 08/06/2009
Certificado de Averbação: 090478/01
Cedente: DANA AUTOMOTIVE
SYSTEMS GROUP, LLC
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
DANA INDÚSTRIAS
LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE PEÇAS E
ACESSÓRIOS DE METAL PARA
VEÍCULOS AUTOMOTORES NÃO
CLASSIFICADOS EM OUTRA CLASSE
CNPJ/CPF: 00.253.137/0001-58
Endereço da Cessionária: Rua Ricardo
Bruno Albarus nº 201 - Pavilhão A Sala B - Distrito Industrial - Gravataí RS
Natureza do Documento: Contrato de
18/08/2008
Objeto: FT - Fabricação de eixos
cardans, eixos leves e os componentes
relacionados
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: 2,5% (dois e meio por cento)
sobre as vendas líquidas de eixos
cardans e componentes relacionados;
2,0% (dois por cento) sobre as vendas
líquidas de eixos leves e componentes
relacionados
Prazo: De 30/04/2009 até 30/04/2014
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Processo: 090487
350
Com Última Informação de: 12/06/2009
Certificado de Averbação: 090487/01
Cedente: TECHNIP KTI S.P.A
País da Cedente: ITÁLIA
Cessionária: PERÓXIDOS DO BRASIL
LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE OUTROS
PRODUTOS INORGÂNICOS
CNPJ/CPF: 51.784.262/0001-25
Endereço da Cessionária: Rua João
Lunardelli nº 1301 - Cidade Industrial de
Curitiba - Curitiba - PR
Natureza do Documento: Fatura nº R
109000105 de 16/04/2009
Objeto: SAT - Assistência técnica
relativa à partida do alimentador
modificado e convertido de nafta para
gás natural, da Unidade de Hidrogênio
Moeda de Pagamento: EURO
Valor: EUR 39.000,00
Forma de Pagamento: Taxa/dia EUR
1.500,00
Prazo: De 08/03/2009 até 20/03/2009
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: EUR 132,29 - Despesa com
estada
Processo: 090488
350
Com Última Informação de: 12/06/2009
Certificado de Averbação: 090488/01
Cedente: THERMO FISHER
SCIENTIFIC (THERMO ELECTRON
(ERLANGEN) GMBH
País da Cedente: ALEMANHA
Cessionária: USINAS SIDERÚRGICAS
DE MINAS GERAIS S/A - USIMINAS
País da Cessionária: BRASIL
Setor: PRODUÇÃO DE LAMINADOS
PLANOS DE AÇO
CNPJ/CPF: 60.894.730/0001-05
Endereço da Cessionária: Rua
Professor José Vieira de Mendonça nº
3011 - Engenho Nogueira - Belo
Horizonte - MG
Natureza do Documento: Contrato de
15/04/2009
Objeto: SAT - Serviços de supervisão
de montagem e treinamento referente a
medidores de planicidade para a
laminação de chapas grossas
Moeda de Pagamento: EURO
Valor: EUR 31.300,00
Forma de Pagamento: Taxa/dia EUR
1.565,00
Prazo: De 19/04/2009 até 30/06/2012
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: EUR 5.000 - Despesas de
viagem
Processo: 090489
350
Com Última Informação de: 15/06/2009
Certificado de Averbação: 090489/01
Cedente: SMS MEER GMBH
País da Cedente: ALEMANHA
Cessionária: GERDAU AÇOMINAS S/A
País da Cessionária: BRASIL
Setor: PRODUÇÃO DE FERRO, AÇO E
FERRO-LIGAS EM FORMAS
PRIMÁRIAS E SEMI-ACABADOS
CNPJ/CPF: 17.227.422/0001-05
Endereço da Cessionária: Rodovia MG
443, Km 07 -Fazenda do Cadete - Ouro
Branco - MG
Natureza do Documento: Fatura nº
90007052 de 17/10/2008Objeto: SAT - Serviços de treinamento
em manutenção de formador de espiras
do cabeçote do laminador de fio
máquina nas instalações da Gerdau
Açominas - MGMoeda de Pagamento: EURO
Valor: EUR 11.760,00Forma de Pagamento: Taxa/dia EUR
980,00Prazo: De 01/08/2008 a 10/08/2008Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: EUR 2.804,05- Hotel,
passagem aérea, taxas e táxiProcesso: 090495
350
Com Última Informação de: 15/06/2009
Certificado de Averbação: 090495/01
Cedente: HOTWORK COMBUSTION
TECHNOLOGY
País da Cedente: REINO UNIDO
Cessionária:
ARCELORMITTAL
BRASIL S/A
País da Cessionária: BRASIL
Setor: PRODUÇÃO DE LAMINADOS
PLANOS DE AÇO
CNPJ/CPF: 17.469.701/0104-82
Endereço da Cessionária: Avenida
Brigadeiro Eduardo Gomes nº 930 Jardim Limoeiro - Serra - ES
Natureza do Documento: Fatura nº 6757
de 28/01/2009Objeto: SAT - Serviços de supervisão,
comissionamento e treinamento para o
revamping da estação fixa de pré
aquecimento de panela de gusaMoeda de Pagamento: EURO
Valor: EUR 60.694,00Forma de Pagamento: Taxa/dia EUR
1.734,12Prazo: De 12/12/2008 até 17/01/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: EUR 8.721,44 - Passagens
aéreas e ajuda de custoProcesso: 090496
350
Com Última Informação de: 15/06/2009
Certificado de Averbação: 090496/01
Cedente: MC MACHINERY SYSTEMS,
INC.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
MUSASHI DO BRASIL
LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE PEÇAS E
ACESSÓRIOS PARA OS SISTEMAS
DE MARCHA E TRANSMISSÃO
CNPJ/CPF: 10.963.007/0001-62
Endereço da Cessionária: Praça
Motogear nº 111 - Cruz de Rebouças Igarassu - PE
Natureza do Documento: Fatura nº
694309 de 12/03/2009Objeto: SAT - Serviços de reparo na
máquina de eletroerosão por imersão
marca Mitsubishi modelo EDM EA22,
série nº 022M2012 (MC7286)Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: US$ 4,962.56Forma de Pagamento: Taxa/dia US$
620.32Prazo: De 17/01/2009 até 25/01/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cedente
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: US$ 2,727.69 - Despesas
de viagemProcesso: 090497
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 090497/01
Cedente: CSI TECHNOLOGIES, LLC
DIRTEC - Diretoria de Transferência de Tecnologia
RPI 2011 de 21/07/2009
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: PETRÓLEO BRASILEIRO
S/A - PETROBRAS
País da Cessionária: BRASIL
Setor: REFINO DE PETRÓLEO
CNPJ/CPF: 33.000.167/0001-01
Endereço da Cessionária: Av. República
do Chile nº 65 - Sala 302 - Centro - Rio
de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato nº
0050.0046001.08.2 de 03/04/2009Objeto: SAT - Serviços Técnicos
relacionados ao Projeto Multiclientes
denominado "Desenvolvimento de
Método de Previsão com Base em
Normas para Integridade da Vedação
de Cimento sob Tensão - Fase I"Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Até US$ 26,562.50Prazo: De 01/03/2008 até 01/09/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090498
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 090498/01
Cedente: GEOCOSM LLC
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: PETRÓLEO BRASILEIRO
S/A - PETROBRAS
País da Cessionária: BRASIL
Setor: REFINO DE PETRÓLEO
CNPJ/CPF: 33.000.167/0001-01
Endereço da Cessionária: Av. República
do Chile nº 65 - Sala 302 - Centro - Rio
de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato nº
0050.0046476.08.2 de 05/01/2009Objeto: SAT - Serviços Técnicos
relacionados ao Projeto Multiclientes
denominado "Previsão Quantitativa da
Qualidade de Reservatórios de Arenito
(RQC)"Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: US$ 33,648.00Prazo: De 01/01/2009 até 31/12/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090499
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 090499/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: CLS SÃO PAULO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E
ESTABELECIMENTOS DE BEBIDAS,
COM SERVIÇO COMPLETO
CNPJ/CPF: 02.704.394/0015-90
Endereço da Cessionária: Rua Turiassu
nº 2100 SUC M005 - Perdizes - São
Paulo - SP
Natureza do Documento: Contrato de
28/03/2008
Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
n Rua
Turiassu nº 2100 SUC M005 - Perdizes
- São Paulo - Brasil em conformidade
com o "Sistema Outback Steakhouse",
incluindo a utilização das Marcas
referente aos Registros nºs 818727373,
818727381, 819671878 e Pedido de
Registro nº 819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia: US$
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 10/06/2009 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade:
3,5%(três e meio por cento) sobre as
vendas brutas
Processo: 090500
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 090500/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: CLS SÃO PAULO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E OUTROS
ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS
DE ALIMENTAÇÃO
CNPJ/CPF: 02.704.394/0014-09
Endereço da Cessionária: Av. Dr. Chucri
Zaidannº 902 - Loja 155 - Piso térreo Vila Cordeiro - São Paulo - SP
Natureza do Documento: Contrato de
23/10/2006
Objeto: Franquia Não Exclusibva para
operação de um Restaurante localizado
a Av.
Churchi Zaidan, 902 Loja 155 - Piso
Terreo - Shopping Center Market Place
- São Paulo, Brasil, em conformidade
com o "Sistema Ooutback Steakhouse",
incluindo a utilização
dasmarcasreferentes aos Registros nºs
818727373, 81872738, 819671878 e
Pedido de Registro nº 819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia: US$
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 04/09/2008 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade:
3,5%(três e meio por cento) sobre as
vendas brutas
Processo: 090501
350
Com Última Informação de: 16/06/2009
Certificado de Averbação: 090501/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
BRASÍLIA LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E
ESTABELECIMENTOS DE BEBIDAS,
COM SERVIÇO COMPLETO
CNPJ/CPF: 06.204.320/0004-92
Endereço da Cessionária: Av. Tancredo
Neves nº 148 - Lj 5A - Piso 3 - QD Z5 Caminho das Árvores - Salvador - BA
Natureza do Documento: Contrato de
12/02/2008
Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um resturante na Av.
Trancredo
Neves nº 148 Loja 05 A - Piso 3 Quadra Z5 - Shopping Iguatemi Caminho
das Árvores - Salvador - Brasil, em
conformidade com o "Sistema Outback
Steakhouse", incluindo a utilização das
marcas referentes aos Registros nº
818727373, 818727381, 819671878 e
Pedido de Registro nº 819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia:
40,000.00
Taxa de Royalties: 4%(quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 10/06/2009 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade:
3,5%(três e meio por cento) sobre as
vendas brutas
Processo: 090502
350
Com Última Informação de: 17/06/2009
Certificado de Averbação: 090502/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
RIO DE JANEIRO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E OUTROS
ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS
DE ALIMENTAÇÃO
CNPJ/CPF: 06.077.850/0008-40
Endereço da Cessionária: Av. Dom
Helder Camara nº 5080 - Salão
Comercial 4706 - Pilares - Rio de
Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato de
30/04/2007
Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
na Av. Dom Helder Câmara nº 5080 Salão Comercial 4706 Norte Shopping Cachambi - Rio de Janeiro - Brasil, em
conformidade como o "Sistema Outback
Steakhouse", incluindo a utilização das
Marcas referentes aos Registros nºs
818727373, 818727381, 819671878 e
Pedido de Registro nº 819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia:
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 05/09/2008 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento)sobre as vendas
brutas
119
Endereço da Cessionária: Avenida
Afrânio de Melo Franco nº 290 - Loja
405 D - Leblon - Rio de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato de
09/04/2007
Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
ns Av.
Afranio de Melo Franco nº 290 Loja
405D Shopping Leblon - Rio de Janeiro
Brasil, em conformidade com o
"Sistema Outback Steakhouse",
inclundo a
utilização das Marcas referentes aos
Registros nºs. 818727373, 818727381,
819671878 e Pedido de Regisstro nº
819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia:
US$40,000.00
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 04/09/2008 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento) sobre a receita
bruta
Processo: 090503
350
Com Última Informação de: 17/06/2009
Certificado de Averbação: 090503/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL, L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
RIO DE JANEIRO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E
ESTABELECIMENTOS DE BEBIDAS,
COM SERVIÇO COMPLETO
CNPJ/CPF: 06.077.850/0009-21
Endereço da Cessionária: Av. Maracanã
nº 987 SUC 0028 - Piso Expansão Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato de
11/05/2007Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
na Av. Maracanã, 987 SUC 0028 Piso
Expansão - Shopping Tijuca
Rio de Janeiro - BrasilMoeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia: US$
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutasForma de Pagamento: MensalPrazo: De 10/06/2009 até 23/12/2017Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento) sobre as vendas
brutas-
Processo: 090505
350
Com Última Informação de: 17/06/2009
Certificado de Averbação: 090505/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: CLS RESTAURANTES DO
SUL LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E OUTROS
ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS
DE ALIMENTAÇÃO
CNPJ/CPF: 07.531.778/0001-76
Endereço da Cessionária: Av. João
Wallig nº 1800 - Loja 2252 - Passo
D´Areia - Porto Alegre - RS
Natureza do Documento: Contrato de
12/12/2005
Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
na
Av. João Wallig nº 1800 - Espaço
Comercial 2252 - Passo D'Areia Shopping
Center Iguatemi - Porto Alegre - RS Brasil, em conformidade com o
"Sistema Outback Steakhouse",
incluindo a utilização das Marcas
referentes aos Registros nºs
818727373, 818727381, 819671878 e
Pedido de Registro nº 819213179
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia:
40,000.00;
Taxa de Roaylties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutas
Forma de Pagamento: Mensal
Prazo: De 05/09/2008 até 23/12/2017
Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(trê e meio por cento) sobre as vendas
brutas
Processo: 090504
350
Com Última Informação de: 17/06/2009
Certificado de Averbação: 090504/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
RIO DE JANEIRO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E OUTROS
ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS
DE ALIMENTAÇÃO
CNPJ/CPF: 06.077.850/0007-60
Processo: 090508
350
Com Última Informação de: 18/06/2009
Certificado de Averbação: 090508/01
Cedente: TOSHIBA TECHNICAL
SERVICES INTERNATIONAL
CORPORATION
País da Cedente: JAPÃO
Cessionária:
CELULOSE NIPOBRASILEIRA S/A - CENIBRA
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE CELULOSE E
OUTRAS PASTAS PARA A
FABRICAÇÃO DE PAPEL
120
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRTEC - Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros
CNPJ/CPF: 42.278.796/0001-99
Endereço da Cessionária: Rodovia BR
381, Km 172 - Distrito Perpétuo Socorro
- Belo Oriente - MG
Natureza do Documento: Fatura nº
E02976 de 20/05/2009Objeto: SAT - Serviços de manutenção
na turbina TG-2 durante parada geralMoeda de Pagamento: IEN JAPONES
Valor: YENES 7.834.400Forma de Pagamento: Taxa/dia YENES
125.000
Prazo: De 18/04/2009 até 01/05/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090509
350
Com Última Informação de: 18/06/2009
Certificado de Averbação: 090509/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL, L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
BRASÍLIA LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E
ESTABELECIMENTOS DE BEBIDAS,
COM SERVIÇO COMPLETO
CNPJ/CPF: 06.204.320/0003-01
Endereço da Cessionária: Avenida
Deputado Jamel Cecílio nº 3300, Loja
LUC AE-02 - Jardim Goiás - Goiânia GO
Natureza do Documento: Contrato de
22/01/2008Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um restaurante localizado
na Av.
Deputado Jamel Cecílio, 3300, loja Luc
AE-02 - Jardim Goiás, Goiânia, GO
Brasil, em conformidade com o
"Sistema Outback Steakhouse",
incluindo a
utilização das marcas referentes aos
Registros nºs 818727373, 818727381 e
819671878; e Pedido de Registro nº
819213179Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia: US$
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutasForma de Pagamento: MensalPrazo: De 10/06/2009 até 23/12/2017Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento) sobre as vendas
brutasProcesso: 090510
350
Com Última Informação de: 18/06/2009
Certificado de Averbação: 090510/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL, L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária:
CLS RESTAURANTES
BRASÍLIA LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E
ESTABELECIMENTOS DE BEBIDAS,
COM SERVIÇO COMPLETO
CNPJ/CPF: 06.204.320/0002-20
Endereço da Cessionária: Av. do
Contorno nº 6061, Loja 148 - São Pedro
- Belo Horizonte - MG
Natureza do Documento: Contrato de
29/07/2008Objeto: Franquia Não Exclusiva para
operação de um restaurante localizado
na Av. do
Contorno, 6061 Loja 18 - São Pedro,
Belo Horizonte - MG-Brasil, em
conformidade com o "Sistema Outback
Steakhouse", incluindo a utilização das
marcas referentes aos Registros nºs
818727373, 818727381 e 819718878; e
Pedido de Registro nº 819213179-
Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia:
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutasForma de Pagamento: MensalPrazo: De 10/06/2009 até 23/12/2017Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento) sobre as vendas
brutasProcesso: 090519
350
Com Última Informação de: 19/06/2009
Certificado de Averbação: 090519/01
Cedente: FRAMO ENGINEERING AS
País da Cedente: NORUEGA
Cessionária: PETRÓLEO BRASILEIRO
S/A - PETROBRAS
País da Cessionária: BRASIL
Setor: REFINO DE PETRÓLEO
CNPJ/CPF: 33.000.167/0001-01
Endereço da Cessionária: Av. República
do Chile nº 65 - Sala 302 - Centro - Rio
de Janeiro - RJ
Natureza do Documento: Contrato nº
0050.0041942.08.2 de 31/03/2009Objeto: SAT - Serviços técnicos para o
Projeto Multiclientes denominado
"Programa de Desenvolvimento e
Testes de Tubo Criogênico Flexível"Moeda de Pagamento: COROA
NORUEGUESA
Valor: Até NOK 5.043.200,00Prazo: De 01/11/2007 até 31/12/2009Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Processo: 090520
350
Com Última Informação de: 19/06/2009
Certificado de Averbação: 090520/01
Cedente: OUTBACK STEAKHOUSE
INTERNATIONAL, L.P.
País da Cedente: ESTADOS UNIDOS
Cessionária: CLS SÃO PAULO LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: RESTAURANTES E OUTROS
ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS
DE ALIMENTAÇÃO
CNPJ/CPF: 02.704.394/0013-28
Endereço da Cessionária: Av. Moaci nº
187 - Moema - São Paulo - SP
Natureza do Documento: Contrato de
13/06/2006Objeto: Franquia não exclusiva para
operação de um Restaurante localizado
na Av.
Moaci, 187, Moema, São Paulo-Brasil,
em conformidade com o "Sistema
Outback Steakhouse, incluindo a
utilização das marcas referentes aos
Registros nºs 818727373, 818827381 e
819671878; e Pedido de Registro
nº 819213179Moeda de Pagamento: DOLAR DOS
ESTADOS UNIDOS
Valor: Taxa Inicial de Franquia: US$
40,000.00;
Taxa de Royalties: 4% (quatro por
cento) sobre as vendas brutasForma de Pagamento: MensalPrazo: De 05/09/2008 até 23/12/2017Responsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Cessionária
Serviços/Despesas Isentas de
Averbação: Taxa de Publicidade: 3,5%
(três e meio por cento) sobre as vendas
brutasProcesso: 882729
350
Com Última Informação de: 24/06/2009
Certificado de Averbação: 882729/04
Cedente: ABBOTT GMBH & CO. KG.,
anteriormente denominada ABBOTT
GMBH, incorporadora da KNOLL
GMBH, anteriormente denominada
KNOLL AG.
País da Cedente: ALEMANHA
Cessionária: ABBOTT LABORATÓRIOS
DO BRASIL LTDA., anteriormente
denominada KNOLL PRODUTOS
QUÍMICOS E FARMA CÊUTICOS
LTDA.
País da Cessionária: BRASIL
Setor: FABRICAÇÃO DE
MEDICAMENTOS PARA USO
HUMANO
CNPJ/CPF: 56.998.701/0001-16
Endereço da Cessionária: Rua Michigan
nº 735 - Brooklin - São Paulo - SP
Natureza do Documento: Contrato de
20/05/1988 e Aditivo de 19/06/1998Objeto: UM - Licença exclusiva de uso
do Registro nº 82900380 - Alteraçãodos
itens "Cedente" e "Cessionária" do
Certificado de Averbação nº 882729/02Valor: "NIHIL"Prazo: Válido a contar de 15/06/2009,
pelo prazo de vigência da marca
referente ao Registro objeto da licençaResponsável pelo pagamento do
Imposto de Renda: Não se Aplica
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Despachos Relativos a Pedidos e Registros de
Programas de Computador (RS)
RPI 2011 de 21/07/2009
080
PUBLICAÇÃO DE PEDIDO
DE REGISTRO DE
PROGRAMA DE
COMPUTADOR
Processo: 09738-0
080
Título: PORTAL DE APOIO AO ALUNO
Titular: FACULDADE DE TECNOLOGIA
DE JUNDIAÍ
Criador: EMERSON FREIRE,
EMERSON RANCOLETTA
Linguagem: JAVASCRIPT, PHP
Campo de Aplicação: ED-03
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 01/06/2009
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09740-1
080
Título: RECUPERA - RECUPERAÇÃO
DE ATIVOS
Titular: SYSOPEN CONSULTORIA E
INFORMÁTICA S/C LTDA
Criador: CARLOS VANDERLEI
FELDBERG, LUIZ EDUARDO
BEZERRA BENICHIO
Linguagem: ASP.NET, JAVASCRIPT,
VB.NET
Campo de Aplicação: AD-05, FN-03
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 08/11/2004
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/06/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09741-3
080
Título: NSS - NEVOA STORAGE
SYSTEM
Titular: NEVOA NETWORKS
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE
INFORMATICA LTDA
Criador: FÁBIO GOMES FERREIRA,
MARK HUNTER HAGEWOOD
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10
Tipo de Programa: GI-07, SO-07
Data da Criação: 05/06/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/06/2009
Procurador: EDUARDO NATAL
RODRIGUES
Processo: 09742-5
080
Título: VOLTA FÁCIL
Titular: INSIGNE FREE SOFTWARE
DO BRASIL LTDA
Criador: JOSÉ DE CAMPOS FLEXA
RIBEIRO FILHO, PAULO FERNANDO
VASCONCELLOS DE FREITAS
Linguagem: C#, PERL, SILVERLIGHT
Campo de Aplicação: AD-11
Tipo de Programa: GI-08
Data da Criação: 10/06/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/06/2009
Procurador: ICAMP MARCAS E
PATENTES S/C LTDA.
Processo: 09743-0
080
Título: VCL WEB - VERIFICAÇÃO DE
CONFORMIDADE LEGAL
Titular: MARQUESINI & SOARES
CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA
Criador: HERICK LEITE RIBEIRO
Linguagem: HTML, JAVASCRIPT, PHP
Campo de Aplicação: DI-01, MA-04,
SM-02, TB-04
Tipo de Programa: GI-01
Data da Criação: 28/10/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
19/06/2019
Procurador: FABRICIO SPADOTTI
Processo: 09744-2
080
Título: MODELO DE AUTÔMATOS
CELULARES PARA CRIAÇÃO DE
SOCIEDADES ARTIFICIAISS
Titular: RUBENS DE ALMEIDA
ZIMBRES
Criador: RUBENS DE ALMEIDA
ZIMBRES
Linguagem: C++, MATHEMATICA
Campo de Aplicação: AD-02, AD-06,
AD-10, CO-04, EC-07
Tipo de Programa: AT-06, AV-01, GI-01,
SM-01, TC-01
Data da Criação: 15/07/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
16/06/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09745-4
080
Título: SAJ - SISTEMA DE ANÁLISE DE
JUNTAS
Titular: UNIVERSIDADE DE SÃO
PAULO
Criador: MARCELO LEITE RIBEIRO,
VOLNEI TITA
Linguagem: MATLAB
Campo de Aplicação: IN-03
Tipo de Programa: DS-03
Data da Criação: 15/03/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
15/06/2019
Procurador: MARIA APARECIDA DE
SOUZA
Processo: 09748-3
080
Título: PROJECT COP
Titular: ANDRÉ SOUZA GOMES
SANCHES
Criador: ANDRÉ SOUZA GOMES
SANCHES
Linguagem: VISUAL BASIC
Campo de Aplicação: AD-01, AD-02,
AD-05, AD-06, AD-10
Tipo de Programa: FA-01, GI-01, GI-02,
GI-04
Data da Criação: 02/05/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
16/06/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09749-5
Título: LEDCOMMERCE
Titular: VANDERLEI HENRIQUE
PEREIRA
080
Criador: VANDERLEI HENRIQUE
PEREIRA
Linguagem: DELPHI
Campo de Aplicação: AD-05, AD-11, IF10
Tipo de Programa: AT-02, AT-03, GI-01,
GI-04, SO-05
Data da Criação: 05/01/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
17/06/2019
Procurador: MERCANTIL ASSESSORIA
EM MARCAS E PATENTES S/C LTDA
Processo: 09750-4
080
Título: LEDWIN
Titular: VANDERLEI HENRIQUE
PEREIRA
Criador: VANDERLEI HENRIQUE
PEREIRA
Linguagem: CLIPPER
Campo de Aplicação: AD-07, AD-08,
TB-02
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AT02, GI-01, GI-04
Data da Criação: 02/01/1998
Regime de Guarda: Sigilo Até
17/06/2019
Procurador: MERCANTIL ASSESSORIA
EM MARCAS E PATENTES S/C LTDA
Processo: 09751-6
080
Título: SISTEMA DE INTERAÇÃO
SUPERKICK
Titular: VENTURUS CENTRO DE
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
Criador: CASSIANO OTÁVIO BECKER,
GIBSON PASQUINI NASCIMENTO,
RAFAEL SANGALLI, WILSON AKIO
HIGASHINO
Linguagem: ACTIONSCRIPT, HTML,
JAVA, JAVASCRIPT
Campo de Aplicação: CO-04, CO-05,
IN-02, TB-06, TC-01
Tipo de Programa: CD-01, ET-01, ET02, TC-04, TI-03
Data da Criação: 01/08/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
17/06/2019
Procurador: ROMEU GUILHERME
TRAGANTE
Processo: 09752-1
080
Título: PROGRAMA HOMEYES
Titular: VENTURUS CENTRO DE
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
Criador: CARLOS EDUARDO
BALDACIN, FRANCISCO BENTO DA
SILVA NETO, JOSÉ EDUARDO
SLOMPO, JOÃO MARCOS GUALTIERI
BERAQUET , JOÃO MARCOS
GUALTIERI BERAQUET , JOÃO
MARCOS GUALTIERI BERAQUET ,
JOÃO MARCOS GUALTIERI
BERAQUET , RAFAEL SANGALLI,
RAPHAEL GUSTAVO ESTEVES
DALLOCA, RODRIGO CIA, SERGIO
FAGNANI NETO
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: CO-04, IN-02, SV01, SV-02, TC-01
Tipo de Programa: AP-01, CD-03, TI-01,
TI-03, UT-01
Data da Criação: 15/10/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
17/06/2019
Procurador: ROMEU GUILHERME
TRAGANTE
Processo: 09758-6
080
Título: ÍNTEGRA
Titular: CLEIDI CRISTINA OLIVEIRA,
JOÃO RICARDO VILLAS BOAS
FERREIRA, LEONARDO MARQUES
BORGES, MARCOS JOSÉ DA SILVA,
WHATELY ALKMIM SOBRINHO
Criador: CLEIDI CRISTINA OLIVEIRA,
JOÃO RICARDO VILLAS BOAS
FERREIRA, LEONARDO MARQUES
BORGES, MARCOS JOSÉ DA SILVA,
WHATELY ALKMIM SOBRINHO
Linguagem: BORLAND DELPHI 7.0,
FIREBIRD
Campo de Aplicação: AD-02
Tipo de Programa: AP-02
Data da Criação: 13/06/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/06/2019
Procurador: CIDWAN UBERLÂNDIA
LTDA
090
DEFERIMENTO DE
PEDIDO DE REGISTRO
DE PROGRAMA DE
COMPUTADOR
Processo: 02336-1 antigo: 98003104
090
Título: PENHOR ON-LINE REGISTRO
DO SISTEMA PONTO DE VENDA AGÊNCIA
Titular: LELLIS PROCESSAMENTO DE
DADOS LTDA.
Criador: JOFFRE LELLIS FILHO
Linguagem: ASSEMBLER, C/C ++ FOR
DOS, C/C ++ FOR WINDOWS, C/C ++
FOR WINDOWS N, COBOL, COBOL
FOR WINDOWS, GPT, PASCAL FOR
WINDOWS, VISUAL BASIC FOR WIN
Campo de Aplicação: FN-02, FN-03,
FN-04, FN-05
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AT04, TC-04
Data da Criação: 20/08/1998
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/10/2008
Procurador: IFEMP - INSTITUTO DE
FOMENTO EMPRESARIAL LTDA.
Processo: 02337-3 antigo: 98003116
090
Título: PENHOR ON-LINE REGISTRO
DO SISTEMA LEILÃO
Titular: LELLIS PROCESSAMENTO DE
DADOS LTDA.
Criador: JOFFRE LELLIS FILHO
Linguagem: ASSEMBLER, C/C ++ FOR
DOS, C/C ++ FOR WINDOWS, C/C ++
FOR WINDOWS N, COBOL, COBOL
FOR WINDOWS, GPT, PASCAL FOR
WINDOWS, VISUAL BASIC FOR WIN
122
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRTEC - Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros
Campo de Aplicação: FN-02, FN-03,
FN-04, FN-05
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AT04, TC-04
Data da Criação: 20/08/1998
Regime de Guarda: Sem sigilo Até
26/10/1998
Procurador: IFEMP - INSTITUTO DE
FOMENTO EMPRESARIAL LTDA.
Processo: 03048-1
090
Título: HOME STOCK
Titular: RICARDO WAGNER DANTAS
RODRIGUES
Criador: RICARDO WAGNER DANTAS
RODRIGUES
Linguagem: DELPHI, JAVA
Campo de Aplicação: FN-03, FN-05
Tipo de Programa: AP-01, GI-04, TI-03
Data da Criação: 01/03/1999
Regime de Guarda: Sigilo Até
14/04/2010
Procurador: CRUZEIRO / NEWMARC
PATENTES E MARCAS LTDA.
Processo: 05363-5
090
Título: EMV SMART SUITE
Titular: HST EQUIPAMENTOS
ELETRÔNICOS LTDA
Criador: MARCELO RODRIGUES
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: FN-05, IF-03, IF10
Tipo de Programa: GI-01, PD-01, PD03, SO-02, SO-09
Data da Criação: 13/01/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
15/08/2013
Procurador: AUTORAL PATENTES E
MARCAS S/C LTDA.
Processo: 06222-6
090
Título: ANALISTA ELETRÔNICO
Titular: RENATO CANSIGLIERI ORSI
Criador: RENATO CANSIGLIERI ORSI
Linguagem: ASP, DREANWAVER,
FLASH, JAVASCRIPT
Campo de Aplicação: AD-02, IF-01, IF02, IF-04, SV-02
Tipo de Programa: AP-04, GI-01, GI-02,
TC-01
Data da Criação: 23/08/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/07/2014
Procurador: LUPO & FILHOS
ASSESSORIA EM MARCAS E
PATENTES S/C LTDA.
Processo: 07935-6
090
Título: CPQD2158 - CPQD GERÊNCIA
DA PLANTA SAGRE WEB VIEWER V.7.8.0
Titular: FUNDAÇÃO CPQD - CENTRO
DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO
EM TELECOMUNICAÇÕES
Criador: CARLOS ALBERTO
PREVIDELLI, RAFAEL DE MELO
CUBA, RUDOLFFO JORDAN LEMOS
Linguagem: ASP, JAVA, JSP
Campo de Aplicação: TC-02, TC-04
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 30/06/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
12/01/2017
Procurador: SILVANIA BRANDÃO
AUGUSTO
Processo: 09430-0
090
Título: GLADIADOR
Titular: KAMRAN KASHI
Criador: KAMRAN KASHI
Linguagem: DOT NET
Campo de Aplicação: TC-02, TC-03
Tipo de Programa: DS-01, GI-01, GI-02,
GI-03, GI-04
Data da Criação: 04/10/2004
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: FORTRADE BRASIL
MARCAS E PATENTES S/C LTDA
Processo: 09431-2
090
Título: MECÂNICA FÁCIL - SISTEMA
PARA AUTO MECÂNICAS
Titular: RENATO CÉSAR MENDES ME
Criador: RENATO CESAR MENDES
Linguagem: DELPHI
Campo de Aplicação: AD-05, AD-08,
FN-05
Tipo de Programa: AT-03
Data da Criação: 02/01/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
02/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09432-4
090
Título: SINTEC PLUS - SISTEMA
INTEGRADO COMERCIAL
Titular: RENATO CÉSAR MENDES ME
Criador: RENATO CESAR MENDES
Linguagem: DELPHI
Campo de Aplicação: AD-05, AD-08,
FN-05
Tipo de Programa: AT-03
Data da Criação: 02/01/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
02/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09433-6
090
Título: SISDIZIMO - SISTEMA PARA
CONTROLE DE DIZIMO
Titular: RENATO CÉSAR MENDES ME
Criador: RENATO CESAR MENDES
Linguagem: DELPHI, PARADOX
Campo de Aplicação: AD-05, AN-05,
FN-05
Tipo de Programa: AT-03
Data da Criação: 02/01/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
02/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09439-4
090
Título: SEP - SISTEMA E-PESQUISE
Titular: MANOEL FERNANDES DA
SILVA
Criador: MANOEL FERNANDES DA
SILVA
Linguagem: ASPX, CS
Campo de Aplicação: CO-02
Tipo de Programa: IA-01
Data da Criação: 06/02/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
06/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09464-3
090
Título: SIMM-SISTEMA DE
INFORMAÇÃO DE MOVIMENTAÇÃO
FINANCEIRA MÓVEL
Titular: FERNANDO DE ARAÚJO
ALVES
Criador: FERNANDO DE ARAÚJO
ALVES
Linguagem: JAVA, PHP
Campo de Aplicação: AD-05, FN-05
Tipo de Programa: AP-04, AV-02, CD01, GI-01, SO-04
Data da Criação: 20/06/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
11/02/2019
Procurador: PORTFOLIO MARCAS E
PATENTES LTDA
Processo: 09465-5
090
Título: VIGILANTE MÓVEL
Titular: FERNANDO DE ARAÚJO
ALVES
Criador: FERNANDO DE ARAÚJO
ALVES
Linguagem: FLEX, JAVA
Campo de Aplicação: SV-01
Tipo de Programa: GI-01, GI-06, PD-01
Data da Criação: 02/01/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
11/02/2019
Procurador: PORTFOLIO MARCAS E
PATENTES LTDA
Processo: 09466-0
090
Título: PGPI PROGRAMA PARA
GERENCIAMENTO DA PINTURA
INDUSTRIAL
Titular: MARCELO JOSE FIALHO
HAMSI
Criador: EDUARDO LUIZ NOVAES
MACHADO
Linguagem: MYSQL, PHP
Campo de Aplicação: CC-06
Tipo de Programa: AP-02, AP-03, AP04, CT-03
Data da Criação: 17/07/2004
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: EDMUNDO BRUNNER
ASS EM PROP. INDL. LTDA.
Processo: 09500-2
090
Título: SIMULADOR DE LEILÕES DE
ENERGIA ELÉTRICA - SLE
Titular: ERICK MENEZES DE
AZEVEDO
Criador: ERICK MENEZES DE
AZEVEDO
Linguagem: C#, PHP
Campo de Aplicação: EC-07, EN-01
Tipo de Programa: SM-01
Data da Criação: 03/03/2009
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09501-4
090
Título: MODULO GERENCIADOR DE
SENHA RANDOMICA BASE SQL
Titular: JOSÉ CARLOS CECCHI
Criador: JOSÉ CARLOS CECCHI
Linguagem: WINDEV11
Campo de Aplicação: FN-03, SV-01,
TP-01, TP-03, TP-05
Tipo de Programa: AT-03, AT-04, GI-01,
GI-06, PD-05, SO-02
Data da Criação: 18/02/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
06/03/2019
Procurador: AGUINALDO MOREIRA,
DARRÉ MOREIRA COMÉRCIO E
SERVIÇOS LTDA
Processo: 09506-0
090
Título: GUIA ALVO
Titular: ALEXANDRE FERNANDES
ROCHA, SANDRO DE SOUZA
PEIXOTO
Criador: ALEXANDRE FERNANDES
ROCHA, SANDRO DE SOUZA
PEIXOTO
Linguagem: J2ME, JAVA
Campo de Aplicação: IF-01, IF-02, IF04, IF-07
Tipo de Programa: AP-01, GI-01
Data da Criação: 30/11/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/02/2016
Procurador: GIL MARCAS &
PATENTES S/S LTDA
Processo: 09509-6
090
Título: ECOSIM AB
Titular: VALMOR RICARDO BROILO
Criador: VALMOR RICARDO BROILO
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: CO-02, ED-04,
FQ-02, SD-08
Tipo de Programa: SM-01, SM-02
Data da Criação: 29/12/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
27/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09510-5
090
Título: GESTÃO DE PLANEJAMENTO
ORÇAMENTÁRIO E GESTÃO FISCAL
Titular: LEXICON INFORMÁTICA E
SERVIÇOS LTDA
Criador: ESTANISLAU EUGÊNIO FIM
Linguagem: ASP.NET
Campo de Aplicação: AD-02, AD-04,
EC-06, FN-01, FN-05
Tipo de Programa: GI-01, TC-04
Data da Criação: 31/12/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
27/02/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09511-0
090
Título: GWM LIGHT
Titular: GT BUSINESS,
COMMUNICATION AND
INFORMATION TECHNOLOGY LTDA
Criador: DANIEL MELO AGRA DE
VASCONCELOS, LOURENÇO
MIRANDA CORDEIRO JÚNIOR,
WILKER LÚCIO DA SILVA
Linguagem: MYSQL, PHP
Campo de Aplicação: IF-04, IF-07, IF09, IF-10
Tipo de Programa: GI-01, GI-03, GI-07,
SO-04
Data da Criação: 01/11/2002
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/02/2019
Procurador: ESCOBAR ADVOCACIA PROPRIEDADE INTELECTUAL E
DIREITO EMPRESARIAL
Processo: 09512-2
090
Título: SMARTOS
Titular: SMARTBOX DO BRASIL LTDA
Criador: MARCELO FERREIRA
DANTAS
Linguagem: PHP
Campo de Aplicação: AD-11, TC-04
Tipo de Programa: PD-01, PD-05, TI-03,
TI-04
Data da Criação: 10/03/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
10/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09513-4
090
Título: KLINIKO'S
Titular: ECO EMPRESA DE
CONSULTORIA E ORGANIZAÇÃO EM
SISTEMAS E EDITORAÇÃO LTDA
Criador: LUIZ ANTONIO DUARTE
SILVA
Linguagem: DOTNET C#
Campo de Aplicação: AD-02, SD-01,
SD-02, SD-03, SD-05, SD-06, SD-07,
SD-08, SD-10
Tipo de Programa: AP-01, GI-01, IA-02,
PD-05
Data da Criação: 03/03/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
03/03/2018
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09515-1
090
Título: LOCAR FACIL LFSILVEIRA
Titular: LUIS FRANCISCO DE SOUZA
DA SILVEIRA
Criador: LUIS FRANCISCO DE SOUZA
DA SILVEIRA
Linguagem: DELPHI, PASCAL
Campo de Aplicação: AD-08, EC-14,
FN-06, IF-09, IF-10
Tipo de Programa: AP-01, CD-06, GI01, GI-06, SO-05
Data da Criação: 04/03/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
04/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09517-5
090
Título: SAEDIGITAL SISTEMA DE
AUTO ESCOLA DIGITAL
Titular: PAULO EDSON DA SILVA
Criador: PAULO EDSON DA SILVA
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: AD-05, AD-11
DIRTEC - Diretoria de Transferência de Tecnologia
RPI 2011 de 21/07/2009
Tipo de Programa: AT-01, AT-06, GI-06,
TC-03, UT-06
Data da Criação: 20/03/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
12/03/2019
Procurador: REMAT MARCAS E
PATENTES LTDA
Processo: 09519-2
090
Título: SAEDESKTOP SISTEMA DE
AUTO ESCOLA
Titular: PAULO EDSON DA SILVA
Criador: PAULO EDSON DA SILVA
Linguagem: DELPHI 7
Campo de Aplicação: AD-05, AD-11
Tipo de Programa: AT-01, AT-06, DS05, GI-06, UT-06
Data da Criação: 24/05/1997
Regime de Guarda: Sigilo Até
12/03/2019
Procurador: REMAT MARCAS E
PATENTES LTDA
Processo: 09521-3
090
Título: TUCTOR
Titular: ROGERIO NEIVA PINHEIRO
Criador: ROGERIO NEIVA PINHEIRO
Linguagem: JAVA, SERVLET
Campo de Aplicação: CO-02, ED-04,
ED-06, IF-07
Tipo de Programa: AP-02, DS-04, GI01, IA-02, SO-07
Data da Criação: 02/01/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
04/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09523-0
090
Título: SHIVA
Titular: DANILO SOUZA DA CUNHA,
FLÁVIO RAMON ALMEIDA DE SOUZA,
MARCELO CHAAR DA SILVA,
ULYSSES JOSÉ CORREIA
POTIGUARA
Criador: DANILO SOUZA DA CUNHA,
FLÁVIO RAMON ALMEIDA DE SOUZA,
MARCELO CHAAR DA SILVA,
ULYSSES JOSÉ CORREIA
POTIGUARA
Linguagem: OBJECT PASCAL
Campo de Aplicação: AN-02, CO-04, IN02
Tipo de Programa: FA-01, SO-04, TC04
Data da Criação: 03/04/2006
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: CÍNTIA REIS COSTA
Processo: 09525-4
090
Título: GUIA DE UTILIZAÇÃO DO
PROGRAMA "NOVO RASTRO" PARA
RASTREAMENTO E
GERENCIAMENTO PASSIVO
Titular: JORGE LUIZ FELSKY
Criador: JORGE LUIZ FELSKY
Linguagem: BORLAND DELPHI 7.0,
SQL - SERVER
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10
Tipo de Programa: AP-03, CD-01, GI01, GI-02, GI-04
Data da Criação: 10/02/2009
Regime de Guarda: Sem sigilo
Procurador: SYLVIO JOSÉ DE
OLIVEIRA RAMOS
Processo: 09527-1
090
Título: FIRE STORM
Titular: MOACIR JAIME SILVANO
Criador: MOACIR JAIME SILVANO
Linguagem: OBJECT PASCAL
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10
Tipo de Programa: AV-01, AV-02, SO01
Data da Criação: 09/06/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
17/03/2019
Procurador: CERUMAR ASSESSORIA
E CONSULTORIA EM PROPRIEDADE
INTELECTUAL LTDA
Processo: 09529-5
090
Título: TELECOMMUNICATIONS
RESOURCES MANAGEMENT
SYSTEM - TRMS
Titular: LAC CONSULTORIA LTDA.
Criador: LUIZ AUGUSTO DE
CARVALHO
Linguagem: HTML, JAVA, PHP
Campo de Aplicação: AD-09, TC-01,
TC-02, TC-03, TC-04
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AP04, CD-05, IA-02
Data da Criação: 04/03/2009
Regime de Guarda: Sigilo Até
10/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09531-6
090
Título: PROCESSOS - SISTEMA DE
ACOMPANHAMENTO DE
PROCESSOS
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL / SQL
Campo de Aplicação: IF-01
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AT-06
Data da Criação: 29/02/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09532-1
090
Título: TSHEET-ANALISE DE
PRODUTIVIDADE
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL/SQL
Campo de Aplicação: IF-01
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 31/08/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09533-3
090
Título: WEDO
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL/SQL
Campo de Aplicação: FN-01
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 31/01/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09534-5
090
Título: LALUR - RELATORIOS FISCAIS
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL / SQL
Campo de Aplicação: FN-01, FN-03,
FN-05
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, AP-05
Data da Criação: 28/02/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09535-0
Título: ADENDOSINFO
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL / SQL
Campo de Aplicação: IF-10
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 28/02/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
090
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09536-2
090
Título: ADENDOSFAT
Titular: DOMINGUES E PINHO
CONTADORES LTDA
Criador: FRANCISCO ANTONIO
FERREIRA
Linguagem: DELPHI 7, PL / SQL
Campo de Aplicação: IF-10
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 31/03/2008
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/03/2019
Procurador: MOMSEN, LEONARDOS &
CIA.
Processo: 09552-0
090
Título: SISTEMA DE
PROCESSAMENTO, ARMAZENAGEM
E OPERACIONAL DE LOTERIAS
Titular: HEBARA DISTRIBUIDORA DE
PRODUTOS LOTÉRICOS S/A
Criador: ANDRÉ NUNES DOS
SANTOS, DANIEL HENRIQUES DOS
SANTOS TEIXEIRA, GUSTAVO
LEOPOLDINO GANLEY ZIMMERMANN
Linguagem: C#, FLASH/ACTION
SCRIPT, NET
Campo de Aplicação: FN-05
Tipo de Programa: SO-01
Data da Criação: 03/07/2007
Regime de Guarda: Sigilo Até
03/07/2017
Procurador: SILVIA REGINA DAIN
GANDELMAN
Processo: 09553-2
090
Título: PERFORMER - NUTRIÇÃO
Titular: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Criador: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: SD-01, SD-02,
SD-03, SD-04, SD-05, SD-06, SD-08,
SD-10, SD-11
Tipo de Programa: AP-01, AP-03, GI-01,
GI-06, SO-07
Data da Criação: 28/06/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09554-4
090
Título: PERFORMER - MANUTENÇÃO
Titular: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Criador: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: SD-01, SD-02,
SD-05, SD-07
Tipo de Programa: AP-03, AP-04, AT06, FA-01
Data da Criação: 05/06/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09555-6
090
Título: PERFORMER - SERVIÇOS
GERAIS
123
Titular: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Criador: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: SD-01, SD-02,
SD-05, SD-07
Tipo de Programa: AP-03, AP-04, AT06, FA-01
Data da Criação: 10/08/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 09556-1
090
Título: PERFORMER - PATRIMÔNIO
Titular: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Criador: CAIRO HENRIQUE RÉGIS
BUENO DE OLIVEIRA, JOSÉ CARLOS
ZANINI, JOSÉ FRANCISCO SALM JR.,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL,
MILTON CLÉCIO ZANINI, MÁRCIO
JOSÉ MAHL, MÁRCIO JOSÉ MAHL
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: SD-01, SD-02,
SD-05
Tipo de Programa: AP-03, AP-04, FA01, GI-01, SO-07
Data da Criação: 05/06/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/03/2019
Procurador: Não informado ou
inexistente
100
TRANSFERÊNCIA DE
TITULARIDADE DEFERIDA
Processo: 03669-5
100
Titular: CONSIST SOFTWARE LTDA
Título: FLEX BI
Transferido de FIBER CONSULTING
LTDA
Processo: 07229-4
100
Titular: NASCE CONSULTORIA,
GESTÃO E TECNOLOGIA LTDA
Título: SISTEMA DE GESTÃO
HOSPITALAR E CLÍNICO
ASSISTENCIAL (HIS CIS)
Transferido de NAIRIO APARECIDO
AUGUSTO PEREIRA DOS SANTOS
Processo: 07293-6
100
Titular: NIT SOLUÇÕES EM
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
LTDA
Título: NOAR GERENCIADOR DE
CONTEÚDOS
Transferido de CONSOLE
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Processo: 07704-1
100
Titular: TOOLS ARQUITETURA
FINANCEIRA DE NEGÓCIOS S.A
Título: SCE - SISTEMA DE CARTÃO
PRIVATE LABEL
Transferido de AMH INFORMÁTICA
LTDA
Processo: 07705-3
100
Titular: TOOLS ARQUITETURA
FINANCEIRA DE NEGÓCIOS S.A
Título: INTELLECTOR COMPILADOR
Transferido de AMH INFORMÁTICA
LTDA
124
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRTEC - Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros
Processo: 08165-2
100
Titular: CARLOS SOTTO MAIOR,
CONTRACTORS PEOPLEWARE AND
TECHNOLOGY SERVIÇOS DE
TELEATENDIMENTO LTDA
Título: CALL CENTER SOLUTIONS CCS
Transferido de CARLOS SOTTO
MAIOR
Processo: 08171-4
100
Titular: GUITON CESAR KUNTZE,
SUITA SISTEMAS SOLUÇÕES EM
SOFTWARE LTDA
Título: SISTEMA COMERCIAL ADSALE
Transferido de ANDRÉ DE GODOY
NUNES
ANDRÉ DE GODOY NUNES cedeu
para o titular SUITA SISTEMAS
SOLUÇÕES EM SOFTWARE LTDA
todos os direitos patrimoniais que lhe
pertenciam (20% do total), ficando esta
com 60% dos direitos patrimoniais e
permanecendo GUITON CESAR
KUNTZE com os 40% restantes.
Processo: 08207-6
100
Titular: CARLOS SOTTO MAIOR,
CONTRACTORS PEOPLEWARE AND
TECHNOLOGY SERVIÇOS DE
TELEATENDIMENTO LTDA
Título: CCS - CTISERVER
Transferido de CARLOS SOTTO
MAIOR
Cessão de direitos referente somente à
metade dos direitos patrimoniais.
Permanece como co-titular CARLOS
SOTTO MAIOR.
Processo: 08208-1
100
Titular: CARLOS SOTTO MAIOR,
CONTRACTORS PEOPLEWARE AND
TECHNOLOGY SERVIÇOS DE
TELEATENDIMENTO LTDA
Título: CCS - CSOCLIENT
Transferido de CARLOS SOTTO
MAIOR
Cessão de direitos referente somente à
metade dos direitos patrimoniais.
Permanece como co-titular CARLOS
SOTTO MAIOR.
Processo: 08640-6
100
Titular: LINEDATA SISTEMAS E
GEOPROCESSAMENTO LTDA
Título: CITYGEO
Transferido de LINE DATA S/C LTDA
Processo: 08641-1
100
Titular: LINEDATA SISTEMAS E
GEOPROCESSAMENTO LTDA
Título: SANEGEO
Transferido de LINE DATA S/C LTDA
113
REPUBLICAÇÃO
Processo: 06611-3
113
Título: GOLAP
Titular: SEMA SISTEMAS LTDA
Criador: MARCO ANTONIO GANTOIS
GOMES, SEDAT ÖZMEN
Linguagem: API
Campo de Aplicação: AD-05, AD-10,
FN-05, IF-02
Tipo de Programa: GI-01, GI-02, GI-03,
GI-04, GI-07
Data da Criação: 01/12/2004
Regime de Guarda: Sigilo
Procurador: JEFFERSON GUIZAN
(090 na RPI 1898) Retificação do
deferimento. Deferimento publicado com
o título do programa incorreto.
120
CONCESSÃO DO
REGISTRO
Processo: 03959-0
120
Título: SISTEMA DUTY CADASTRO(r)
Titular: DUTY CONSULTORES LTDA
Criador: RICARDO TADEU CORREIA
DA SILVA
Linguagem: DELPHI 5
Campo de Aplicação: IF-01, IF-02, IF04, TP-01, TP-03
Tipo de Programa: CD-01, GI-06, TI-01
Data da Criação: 01/02/1999
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/07/2011
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07193-2
120
Título: SCOPUS SEST
Titular: SCOPUS TECNOLOGIA S/A
Criador: ARTHUR WONGTSCHOWSKI,
CÉSAR ALISON MONTEIRO PAIXÃO,
LEON ACHJIAN JUNIOR, RICARDO
KOMATSU DE ALMEIDA, WILSON
VICENTE RUGGIERO
Linguagem: C, C++
Campo de Aplicação: IF-10
Tipo de Programa: PD-01
Data da Criação: 01/10/2004
Regime de Guarda: Sigilo Até
29/12/2015
Procurador: MARCOS AURÉLIO DOS
SANTOS
Processo: 07367-2
120
Título: CPQD2112 - CPQD CUSTOMER
CARE - CLIENTE - V.1.0
Titular: FUNDAÇÃO CPQD - CENTRO
DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO
EM TELECOMUNICAÇÕES
Criador: CLÁUDIO LUIZ DE
FIGUEIREDO SANTOS, EDERSON
MARCOS FERREIRA, ESTER LOPES
RIBEIRO FARINELLO, FÁBIO
HENRIQUE DE FREITAS CRESTANI,
MADALENA AGDA DE OLIVEIRA,
MARINILZE APARECIDA PEDRO
VIEIRA, REGIANE CRISTINA L
EVANGELISTA, SILVIA HELENA
MARION P. BUENO, STELLA EMY
OTA
Linguagem: JAVA
Campo de Aplicação: TC-04
Tipo de Programa: AP-01, AP-05, AT01, AT-06, PD-04
Data da Criação: 01/09/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
04/04/2016
Procurador: CARLOS DEMANTOVA
NETO, CÉSAR LOPES DE AZEVEDO,
SILVANIA BRANDÃO AUGUSTO
Processo: 07374-6
120
Título: COMPILADORES NCL EM CPP
Titular: FACULDADES CATÓLICAS
MANTENEDORA DA PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO
DE JANEIRO - PUC - RJ
Criador: LUIZ FERNANDO GOMES
SOARES
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10, TC02
Tipo de Programa: CD-01, LG-01, TI-01
Data da Criação: 01/11/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/04/2016
Procurador: JESUS HORTAL
SÁNCHEZ, SJ
Processo: 07375-1
120
Título: FORMATADOR CPP
Titular: FACULDADES CATÓLICAS
MANTENEDORA DA PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO
DE JANEIRO - PUC - RJ
Criador: LUIZ FERNANDO GOMES
SOARES
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10, TC02
Tipo de Programa: CD-01, LG-01, TI-01
Data da Criação: 01/11/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/04/2016
Procurador: JESUS HORTAL
SÁNCHEZ, SJ
Processo: 07376-3
120
Título: MODELO NCL/NCM EM CPP
Titular: FACULDADES CATÓLICAS
MANTENEDORA DA PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO
DE JANEIRO - PUC - RJ
Criador: LUIZ FERNANDO GOMES
SOARES
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: IF-07, IF-10, TC02
Tipo de Programa: CD-01, LG-01, TI-01
Data da Criação: 01/11/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/04/2016
Procurador: JESUS HORTAL
SÁNCHEZ, SJ
Processo: 07380-1
120
Título: LINAC DATA ENTRY
Titular: MARIO JOSE DE BARROS
Criador: MARIO JOSE DE BARROS
Linguagem: OBJECT PASCAL
Campo de Aplicação: FQ-11
Tipo de Programa: SO-02, SO-04
Data da Criação: 04/05/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
05/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07381-3
120
Título: MED-STRESS 5.0 - AVALIAÇÃO
DOS RISCOS DE STRESS
Titular: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Criador: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Linguagem: VISUAL BASIC
Campo de Aplicação: SD-06, SD-07
Tipo de Programa: AP-01, GI-01
Data da Criação: 07/03/2002
Regime de Guarda: Sigilo Até
06/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07386-6
120
Título: MED-HLB 7.0 - LAUDO DE
MICROSCOPIA ÓTICA
Titular: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Criador: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Linguagem: VISUAL BASIC
Campo de Aplicação: SD-06, SD-07
Tipo de Programa: AP-01, GI-01
Data da Criação: 25/03/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
06/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07387-1
120
Título: MED-MOL 11.0 - A RECEITA
PRONTA
Titular: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Criador: CARLOS AUGUSTO
GROHMANN BUZZINI
Linguagem: VISUAL BASIC
Campo de Aplicação: SD-06, SD-07
Tipo de Programa: AP-01, GI-01
Data da Criação: 10/01/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
06/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07390-4
120
Título: LOTE DE COMPRA DE
EXPECTATIVA DE PERDA MÍNIMA LEPM
Titular: ERNESTO ODERICH
SOBRINHO
Criador: ERNESTO ODERICH
SOBRINHO
Linguagem: VISUAL BASIC 6
Campo de Aplicação: AD-08
Tipo de Programa: DS-05, FA-01, SO01, TC-02
Data da Criação: 12/04/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
19/04/2016
Procurador: CUSTÓDIO DE ALMEIDA
& CIA
Processo: 07391-6
120
Título: DATAPLIC
Titular: THIERRY ALBERT MENDES
PEDROSO GOMEZ
Criador: THIERRY ALBERT MENDES
PEDROSO GOMEZ
Linguagem: VISUAL BASIC 6.0
Campo de Aplicação: IF-01
Tipo de Programa: DS-01
Data da Criação: 25/01/2002
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07396-2
120
Título: PROGRAMA SAV PCV
Titular: MARCO AURÉLIO PEREIRA
DO NASCIMENTO
Criador: MARCO AURÉLIO PEREIRA
DO NASCIMENTO
Linguagem: EXCEL, VISUAL BASIC
Campo de Aplicação: FN-03
Tipo de Programa: AT-04
Data da Criação: 17/05/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
19/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07397-4
120
Título: SRP BROADCASTING
Titular: SAULO RESENDE PÓVOA-ME
Criador: SAULO RESENDE DE PÓVOA
Linguagem: DELPHI 4.1
Campo de Aplicação: CO-04, TC-02
Tipo de Programa: AT-01, SO-01, SO09, UT-06
Data da Criação: 03/10/2004
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07398-6
120
Título: FLORESTECH
Titular: ANDRÉ GOMES TORRES
Criador: ANDRÉ GOMES TORRES
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: EN-04, EN-05
Tipo de Programa: AT-03, AT-06, SO02, SO-07
Data da Criação: 25/05/2000
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07399-1
120
Título: SIMULADOR DE PROCESSOS
EM TEMPO REAL
Titular: ANDRÉ GOMES TORRES,
JOSIVALDO SANTOS FERNANDES,
TIAGO COSTA COELHO
Criador: ANDRÉ GOMES TORRES,
JOSIVALDO SANTOS FERNANDES,
TIAGO COSTA COELHO
Linguagem: C++
Campo de Aplicação: EN-04, EN-05
Tipo de Programa: AT-06, SM-01, SO04, SO-07
Data da Criação: 15/02/2006
Regime de Guarda: Sigilo Até
28/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07402-6
Título: MOEBIUS
120
DIRTEC - Diretoria de Transferência de Tecnologia
RPI 2011 de 21/07/2009
Titular: SONDA DO BRASIL S/A
Criador: CLÉBER GOJLEVICIUS,
HELEN REGINA TUFANINI
RODRIGUES, LEANDRO SÃO
LEANDRO, ROBERTO ALPIOVEZZA
MUNHOZ, RODRIGO CÉSAR DE
CARVALHO
Linguagem: LOTUS, ME, NOTES
CHAMADO SAAT
Campo de Aplicação: AD-02
Tipo de Programa: GI-01, GI-04, SO-01,
SO-02, SO-05
Data da Criação: 10/07/2004
Regime de Guarda: Sigilo Até
26/04/2016
Procurador: CONE SUL MARCAS E
PATENTES LTDA
Processo: 07403-1
120
Título: G-INTERFACE
Titular: GÊNIA COMÉRCIO E
ASSESSORIA EM INFORMÁTICA
LTDA
Criador: DARIAM GOMES VILLELA,
FRANCISCO FERNANDO GORI MAIS,
MARCELO MONCIA RODRIGUES,
MAURO CORTINES LAXE
Linguagem: COBOL
Campo de Aplicação: IF-02
Tipo de Programa: DS-08, GI-01, SO02, SO-04, TI-03
Data da Criação: 11/07/1993
Regime de Guarda: Sigilo Até
11/04/2016
Procurador: SILVIO DARRÉ JÚNIOR
Processo: 07406-0
120
Título: MYABCM
Titular: CLÓVIS HENRIQUE CARDOSO
DOS SANTOS RIBEIRO
Criador: CLÓVIS HENRIQUE
CARDOSO DOS SANTOS RIBEIRO
Linguagem: C#, C++
Campo de Aplicação: AD-02, AD-03,
AD-05, EC-14, FN-06
Tipo de Programa: AP-01, AP-02, AP03, AP-05, GI-01
Data da Criação: 01/06/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
03/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07409-6
120
Título: DOC MOBILE
Titular: LUCIANO MARTINS RIÊRA
Criador: LUCIANO MARTINS RIÊRA
Linguagem: JAVA JZME J2SE
Campo de Aplicação: IF-02, SD-09, TC02
Tipo de Programa: GI-01, GI-04, TI-01,
TI-03
Data da Criação: 24/09/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
20/04/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07413-4
120
Título: G-WORKFLOW
Titular: GÊNIA COMÉRCIO E
ASSESSORIA EM INFORMÁTICA
LTDA
Criador: DARIAM GOMES VILLELA,
FRANCISCO FERNANDO GORI MAIS,
MARCELO MONCIA RODRIGUES,
MAURO CORTINES LAXE
Linguagem: COBOL
Campo de Aplicação: AD-05, FN-03, IF04, TC-03
Tipo de Programa: AP-03, AT-02, FA02, GI-01, SO-07
Data da Criação: 25/07/1993
Regime de Guarda: Sigilo Até
05/05/2016
Procurador: SILVIO DARRÉ JÚNIOR
Processo: 07414-6
120
Título: G-TCP
Titular: GÊNIA COMÉRCIO E
ASSESSORIA EM INFORMÁTICA
LTDA
Criador: FRANCISCO FERNANDO
GORI MAIS, MAURO CORTINES
LAXE, SILVIO SHINZATO
Linguagem: ASSEMBLER, COBOL
Campo de Aplicação: AD-06, AD-08, IF07, IF-10
Tipo de Programa: CD-01, CD-03, SO04, SO-08, TI-03
Data da Criação: 06/07/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/04/2016
Procurador: DARRÉ & BUENO
COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA
Processo: 07418-0
120
Título: SCPAG/SCPAMS/SAPAG
Titular: WR2 INFORMÁTICA LTDA
Criador: MARIO ALEXANDRE
SCAVONI GEORG MARTINS
Linguagem: DELPHI, OBJECT PASCAL
Campo de Aplicação: AD-01, AD-02,
AD-04, AD-08, AD-09
Tipo de Programa: AP-01, AP-02, AP03, AP-04
Data da Criação: 15/01/2000
Regime de Guarda: Sigilo Até
09/05/2016
Procurador: MARIO ALEXANDRE
SCAVONI GEORG MARTINS
Processo: 07424-2
120
Título: FLORESTECH
Titular: ELEANDRO FÁBIO FERREIRA
Criador: ELEANDRO FÁBIO FERREIRA
Linguagem: ACCESS
Campo de Aplicação: AG-11
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 25/05/2000
Regime de Guarda: Sigilo Até
10/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07425-4
120
Título: GPS DO PROFESSOR
Titular: PREMIER PRODUÇÕES
EDUCACIONAIS
Criador: ADALTO SEBASTIÃO
FRANCO, JACQUES MARCELINO
MARQUES
Linguagem: DELPHI 6.0
Campo de Aplicação: ED-01, IF-10
Tipo de Programa: AP-01, GI-01
Data da Criação: 01/03/2001
Regime de Guarda: Sigilo Até
04/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07426-6
120
Título: HABITE-SE
Titular: FLÁVIO SILVA DE
CARVALHÃES MOREIRA
Criador: FLÁVIO SILVA DE
CARVALHÃES MOREIRA
Linguagem: C#, FLASH SCRIPT 2.0
Campo de Aplicação: AD-10, CO-04, IF10, UB-05
Tipo de Programa: FA-01, FA-04, GI-01,
GI-02, SO-01, SO-04
Data da Criação: 16/04/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
03/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07427-1
120
Título: ALERTE- 1
Titular: FLÁVIO JOAQUIM DE SOUZA
Criador: FLÁVIO JOAQUIM DE SOUZA
Linguagem: PASCAL
Campo de Aplicação: IF-02
Tipo de Programa: GI-04
Data da Criação: 25/03/2003
Regime de Guarda: Sigilo Até
15/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07438-6
120
Título: FERRAMENTA PADRÃO DE
TRATAMENTO DE ANORMALIDADEFPTA
Titular: JOCEMAR MOURA PINTO
Criador: PAULO EDUARDO FARIZELE
PINTO
Linguagem: Não informado
Campo de Aplicação: MA-04, SD-01,
TB-02
Tipo de Programa: FA-01, GI-04
Data da Criação: 16/09/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
19/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
Processo: 07440-0
120
Título: QUICK FOOD
Titular: IRAPUÂ PUERTAS COSTA,
MARIA CRISTINA APARECIDADE
SOUZA FIGUEIREDO
Criador: IRAPUÂ PUERTAS COSTA,
MARIA CRISTINA APARECIDADE
SOUZA FIGUEIREDO
Linguagem: DELPHI
Campo de Aplicação: SV-03
Tipo de Programa: AP-01
Data da Criação: 14/01/2005
Regime de Guarda: Sigilo Até
24/05/2016
Procurador: PINEGONDA, MOREIRA &
ASSOCIADOS LTDA
Processo: 07441-2
120
Título: SL HEALTHFITNESS
Titular: SANDRO LOPES GOMES
Criador: SANDRO LOPES GOMES
Linguagem: EXCEL
Campo de Aplicação: BL-05, BL-06, BL07, CO-02
Tipo de Programa: FA-03
Data da Criação: 05/06/2004
Regime de Guarda: Sigilo Até
25/05/2016
Procurador: Não informado ou
inexistente
125
126
DIRTEC - Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros
RPI 2011 de 21/07/2009
Estatísticas
RPI 2011 de 21/07/2009
DIRETORIA DE PATENTES
Código
1.1
1.1.1
1.2
1.2.1
1.2.2
1.3
1.3.1
1.3.2
2.1
2.4
2.5
2.6
2.7
3.1
3.2
3.5
3.6
3.7
3.8
4.3
4.3.1
4.3.2
6.1
6.6
6.7
6.8
6.9
6.10
7.1
7.2
7.3
7.4
8.5
8.6
8.7
8.8
8.9
8.10
8.11
9.1
9.1.1
9.1.2
9.1.3
9.1.4
Quantidade
Código
Quantidade
75
6
172
2
195
2
1
6
158
7
1
130
1
2
1
2
76
-
9.2
9.2.1
9.2.2
9.2.3
9.2.4
10.1
10.5
10.6
10.7
10.8
11.1
11.1.1
11.2
11.4
11.5
11.6
11.6.1
11.11
11.12
11.13
11.14
11.15
11.16
11.17
11.30
11.31
12.1
12.2
12.3
12.6
12.7
12.8
13.1
13.2
15.1
15.2
15.3
15.3.1
15.4
15.7
15.8
15.9
15.10
15.11
15.12
15.13
15.14
15.21
15.22
15.22.1
15.23
15.24
15.24.1
15.24.2
15.24.3
15.30
15.31
15.32
15.33
45
1
45
1
2
1
1
4
2
13
18
4
1
17
15
6
1
1
-
Código
16.1
16.2
16.3
16.4
17.1
17.2
17.3
18.1
18.2
18.3
18.4
18.5
18.6
18.10
18.11
18.12
18.13
19.1
19.2
19.3
21.1
21.2
21.6
21.7
21.8
21.9
21.10
22.2
22.3
22.4
22.5
22.10
22.11
22.12
22.13
22.14
22.15
22.20
22.21
22.22
22.23
TOTAL: 1036
Quantidade
1
2
-
Código
23.1
23.1.1
23.2
23.3
23.4
23.5
23.6
23.7
23.8
23.9
23.10
23.11
23.12
23.13
23.14
23.15
23.16
23.17
23.18
24.2
24.3
24.4
24.5
24.6
24.7
25.1
25.2
25.3
25.4
25.5
25.6
25.7
25.8
25.9
25.10
25.11
25.12
25.13
Quantidade
1
1
2
5
1
4
2
2
-
EstatísticasRPI REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL de
128
Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros
Registros - DIRTEC
Estatística de Pedidos e Registros de
Desenhos Industriais
RPI 2011 de 21/07/2009
PEDIDOS E REGISTROS DE DESENHOS INDUSTRIAIS
Código
30
31
32
33
34
34.1
35
35.1
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
46.1
46.2
46.3
47
48
49
Quantidade
5
1
1
Código
50
51
52
53
54
54.1
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
70
71
72
73
74
TOTAL: 41
Quantidade
2
10
2
4
16
-
Estatística da Diretoria de Contratos de
Tecnologia e Outros Registros - DIRTEC
RPI 2011 de 21/07/2009
CONTRATOS DE TECNOLOGIA
LICENÇAS DE USO DE MARCAS
Código
Quantidade
Código
Quantidade
Código
Quantidade
060
130
185
210
-
272
290
295
350
800
33
-
998
999
-
Total:
33
REGISTROS DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR
Código
Quantidade
Código
Quantidade
Código
Quantidade
080
082
090
091
093
094
095
096
097
098
099
100
13
41
-
101
102
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
1
114
115
120
30
Total:
96
11
INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS
PEDIDOS E REGISTROS
Código
Quantidade
Código
Quantidade
Código
Quantidade
305
315
325
335
345
350
357
360
365
-
373
375
380
385
390
395
405
410
415
-
420
423
425
430
435
440
445
-
Total:
-
132
Estatísticas
RPI 2011 de 21/07/2009
RPI 2011 de 21/07/2009
Código Internacional adotado pelo INPI
para Países e Organizações
Internacionais
Organizações Internacionais
Escritório Eurasiano de
Patentes
Escritório de Marcas do
Benelux e Escritório de
Modelos de Benelux
Instituto Internacional de
Patentes
Organização Regional de
Propriedade Industrial
Africana
Organização Africana de
Propriedade Intelectual
(OAPI)
Organização Européia de
Patentes EPO
Organização Mundial de
Propriedade Intelectual
(OMPI) (WIPO)
EA
Escritório para Harmonização
no Mercado Interno (Marcas
Registradas e Designs)
EM
BX
IB
AP
OA
EP
WO
Países - Ordem de Nomes
AFEGANISTÃO
ÁFRICA DO SUL
ALBÂNIA
ALEMANHA
ANDORRA
ANGOLA
ANGUILLA
ANT.IUGOSLÁVIA
(REP.MACEDÔNIA)
ANTARTICA
ANTÍGUA E BARBUDA
ANTILHAS HOLANDESAS
ARÁBIA SAUDITA
ARGÉLIA
ARGENTINA
ARMÊNIA
ARUBA
AUSTRÁLIA
ÁUSTRIA
AZERBAIJÃO
BAHAMAS
BANGLADESH
BARBADOS
BAREINE
BELARUS
BÉLGICA
BELIZE
BENIN
BERMUDAS
BOLÍVIA
BÓSNIA E HERZEGÓVINA
BOTSUANA
BRASIL
BRUNEI DARUSSALAM
BULGÁRIA
BURKINA FASO
BURUNDI
BUTÃO
CABO VERDE
CAMARÕES
CAMBOJA
CANADÁ
CATAR
CAZAQUISTÃO
CHADE
AF
ZA
AL
DE
AD
AO
AI
MK
AQ
AG
AN
SA
DZ
AR
AM
AW
AU
AT
AZ
BS
BD
BB
BH
BY
BE
BZ
BJ
BM
BO
BA
BW
BR
BN
BG
BF
BI
BT
CV
CM
KH
CA
QA
KZ
TD
133
Código Internacional de Países
CHANNEL ISLAND OF
GUERNSEY
CHILE
CHINA
CHIPRE
COLÔMBIA
COMORES
CONGO
COSTA DO MARFIM
COSTA RICA
CROÁCIA
CUBA
DINAMARCA
DJIBUTI
DOMINICA
EGITO
EL SALVADOR
EMIRADOS ARABES
UNIDOS
EQUADOR
ERITRÉIA
ESLOVÁQUIA
ESLOVENIA
ESPANHA
ESTADOS UNIDOS
ESTÔNIA
ETIÓPIA
FEDERAÇÃO RUSSA
FIJI
FILIPINAS
FINLÂNDIA
FRANÇA
GABÃO
GÂMBIA
GANA
GEÓRGIA
GEORGIA DO SUL E
ILHAS SANDWICH DO
SUL
GIBRALTAR
GRANADA
GRÉCIA
GROELÂNDIA
GUADALUPE
GUAM
GUATEMALA
GUIANA
GUIANA FRANCESA
GUINÉ
GUINÉ BISSAU
GUINÉ EQUATORIAL
HAITI
HOLANDA
HONDURAS
HONG-KONG
HUNGRIA
IÊMEN
ILHA BOUVET
ILHA DO HOMEN
ILHA NATAL
ILHA NORFALK
ILHAS CAIMAN
ILHAS COCOS
ILHAS COOK
ILHAS FAROE
ILHAS HEARD E MC
DONALD
ILHAS MALVINAS
ILHAS MARIANAS DO
NORTE
ILHAS MARSHALL
ILHAS MENORES
AFASTADAS EUA
ILHAS SALOMÃO
ILHAS TURKS E CAICOS
ILHAS VIRGENS
(BRITÂNICAS)
ILHAS VIRGENS (U.S.)
GG
CL
CN
CY
CO
KM
CG
CI
CR
HR
CU
DK
DJ
DM
EG
SV
AE
EC
ER
SK
SI
ES
US
EE
ET
RU
FJ
PH
FI
FR
GA
GM
GH
GE
GS
GI
GD
GR
GL
GP
GU
GT
GY
GF
GN
GW
GQ
HT
NL
HN
HK
HU
YE
BV
IM
CX
NF
KY
CC
CK
FO
HM
FK
MP
MH
UM
SB
TC
VG
VI
ILHAS WALLIS E FUTURA
ÍNDIA
INDONÉSIA
IRÃ (REPÚBLICA
ISLÂMICA DO)
IRAQUE
IRLANDA
ISLÂNDIA
ISRAEL
ITÁLIA
JAMAICA
JAPÃO
JORDÂNIA
KIRIBATI
KUWAIT
LAOS
LESOTO
LETÔNIA
LÍBIA
LIECHTENSTEIN
LITUÂNIA
LUXEMBURGO
MACAU
MADAGASCAR
MALÁSIA
MALÁWI
MALDIVAS
MALI
MALTA
MARROCOS
MARTINICA
MAURÍCIO
MAURITÂNIA
MAYOTTE
MÉXICO
MIANMÁ
MICRONÉSIA (EST. DA
FEDERAÇÃO)
MOÇAMBIQUE
MÔNACO
MONGÓLIA
MONT SERRAT
NAMÍBIA
NAURU
NEPAL
NICARÁGUA
NÍGER
NIGÉRIA
NIUE
NORUEGA
NOVA CALEDÔNIA
NOVA ZELÂNDIA
OMÃ
ORGANIZAÇÃO
EUROPÉIA DE PATENTES
PAÍSES BAIXOS
PALAU
PANAMÁ
PAPUA NOVA GUINÉ
PAQUISTÃO
PARAGUAI
PERU
PITCAIRN
POLINÉSIA FRANCESA
POLÔNIA
PORTO RICO
PORTUGAL
QUÊNIA
QUIRGUISTÃO
REINO UNIDO
REPÚBLICA CENTRO
AFRICANA
REPÚBLICA DA CORÉIA
REPÚBLICA DA
MOLDOVA
REPÚBLICA DOMINICANA
WF
IN
ID
IR
IQ
IE
IS
IL
IT
JM
JP
JO
KI
KW
LA
LS
LV
LY
LI
LT
LU
MO
MG
MY
MW
MV
ML
MT
MA
MQ
MU
MR
YT
MX
MM
FM
MZ
MC
MN
MS
NA
NR
NP
NI
NE
NG
NU
NO
NC
NZ
OM
EP
PB
PW
PA
PG
PK
PY
PE
PN
PF
PL
PR
PT
KE
KG
GB
CF
KR
MD
DO
REPÚBLICA POPULAR
DEM. DA CORÉIA
REPÚBLICA TCHECA
REPÚBLICA UNIDA DA
TANZÂNIA
REUNIÃO
ROMÊNIA
RUANDA
SAARA OCIDENTAL
SAINT PIERRE E
MIQUELON
SAMOA AMERICANA
SAMOA OCIDENTAL
SANTA HELENA
SANTA LÚCIA
SÃO CRISTÓVÃO E
NEVIS
SÃO MARINO
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
SÃO VICENTE E
GRANADINAS
SENEGAL
SERRA LEOA
SEYCHELLES
SINGAPURA
SÍRIA
SOMÁLIA
SRI LANKA
SUAZILÂNDIA
SUDÃO
SUÉCIA
SUÍÇA
SURINAME
SVALBARD E JAN MAYEN
TADJIQUISTÀO
TAILÂNDIA
TAIWAN, PROVÍNCIA DA
CHINA
TERRAS AUSTRAIS
FRANCESAS
TERRIT. BRITAN.
OCEANO ÍNDICO
TERRITÓRIO OCUPADO
PALESTINO
TIMOR -LESTE
TOGO
TOKELAU
TONGA
TRINIDAD E TOBAGO
TUNÍSIA
TURCOMENISTÃO
TURQUIA
TUVALU
UCRÂNIA
UGANDA
URUGUAI
UZBEQUISTÃO
VANUATU
VATICANO
VENEZUELA
VIETNÃ
YUGOSLÁVIA
ZAIRE
ZÂMBIA
ZIMBÁBUE
KP
CZ
TZ
RE
RO
RW
EH
PM
AS
WS
SH
LC
KN
SM
ST
VC
SN
SL
SC
SG
SY
SO
LK
SZ
SD
SE
CH
SR
SJ
TJ
TH
TW
TF
IO
PS
TL
TG
TK
TO
TT
TN
TM
TR
TV
UA
UG
UY
UZ
VU
VA
VE
VN
YU
ZR
ZM
ZW
134
RPI 2011 de 21/07/2009
Países - Ordem de Sigla
AD
AE
AF
AG
AI
AL
AM
AN
AO
AQ
AR
AS
AT
AU
AW
AZ
BA
BB
BD
BE
BF
BG
BH
BI
BJ
BM
BN
BO
BR
BS
BT
BV
BW
BY
BZ
CA
CC
CF
CG
CH
CI
CK
CL
CM
CN
CO
CR
CU
CV
CX
CY
CZ
DE
DJ
DK
DM
DO
DZ
EC
EE
EG
EH
EP
ANDORRA
EMIRADOS ARABES
UNIDOS
AFEGANISTÃO
ANTÍGUA E BARBUDA
ANGUILLA
ALBÂNIA
ARMÊNIA
ANTILHAS HOLANDESAS
ANGOLA
ANTARTICA
ARGENTINA
SAMOA AMERICANA
ÁUSTRIA
AUSTRÁLIA
ARUBA
AZERBAIJÃO
BÓSNIA E HERZEGÓVINA
BARBADOS
BANGLADESH
BÉLGICA
BURKINA FASO
BULGÁRIA
BAREINE
BURUNDI
BENIN
BERMUDAS
BRUNEI DARUSSALAM
BOLÍVIA
BRASIL
BAHAMAS
BUTÃO
ILHA BOUVET
BOTSUANA
BELARUS
BELIZE
CANADÁ
ILHAS COCOS
REPÚBLICA CENTRO
AFRICANA
CONGO
SUÍÇA
COSTA DO MARFIM
ILHAS COOK
CHILE
CAMARÕES
CHINA
COLÔMBIA
COSTA RICA
CUBA
CABO VERDE
ILHA NATAL
CHIPRE
REPÚBLICA TCHECA
ALEMANHA
DJIBUTI
DINAMARCA
DOMINICA
REPÚBLICA DOMINICANA
ARGÉLIA
EQUADOR
ESTÔNIA
EGITO
SAARA OCIDENTAL
ORGANIZAÇÃO
EUROPÉIA DE PATENTES
Código Internacional de Países
ER
ES
ET
FI
GG
KR
KW
KY
KZ
LA
LB
ERITRÉIA
ESPANHA
ETIÓPIA
FINLÂNDIA
CHANNEL ISLAND OF
GUERNSEY
FIJI
ILHAS MALVINAS
MICRONÉSIA (EST. DA
FEDERAÇÃO)
ILHAS FAROE
FRANÇA
GABÃO
REINO UNIDO
GRANADA
GEÓRGIA
GUIANA FRANCESA
GANA
GIBRALTAR
GROELÂNDIA
GÂMBIA
GUINÉ
GUADALUPE
GUINÉ EQUATORIAL
GRÉCIA
GEORGIA DO SUL E
ILHAS SANDWICH DO
SUL
GUATEMALA
GUAM
GUINÉ BISSAU
GUIANA
HONG-KONG
ILHAS HEARD E MC
DONALD
HONDURAS
CROÁCIA
HAITI
HUNGRIA
INDONÉSIA
IRLANDA
ISRAEL
ILHA DO HOMEM
ÍNDIA
TERRIT. BRITAN.
OCEANO ÍNDICO
IRAQUE
IRÃ (REPÚBLICA
ISLÂMICA DO)
ISLÂNDIA
ITÁLIA
JAMAICA
JORDÂNIA
JAPÃO
QUÊNIA
QUIRGUISTÃO
CAMBOJA
KIRIBATI
COMORES
SÃO CRISTÓVÃO E NEVIS
REPÚBLICA POPULAR
DEM. DA CORÉIA
REPÚBLICA DA CORÉIA
KUWAIT
ILHAS CAIMAN
CAZAQUISTÃO
LAOS
LÍBANO
LC
SANTA LÚCIA
FJ
FK
FM
FO
FR
GA
GB
GD
GE
GF
GH
GI
GL
GM
GN
GP
GQ
GR
GS
GT
GU
GW
GY
HK
HM
HN
HR
HT
HU
ID
IE
IL
IM
IN
IO
IQ
IR
IS
IT
JM
JO
JP
KE
KG
KH
KI
KM
KN
KP
LI
LK
LR
LS
LT
LU
LV
LY
MA
MC
MD
MG
MH
MK
ML
MM
MN
MO
MP
MQ
MR
MS
MT
MU
MV
MW
MX
MY
MZ
NA
NC
NE
NF
NG
NI
NL
NO
NP
NR
NU
NZ
OM
PA
PB
PE
PF
PG
PH
PK
PL
PM
PN
PR
PS
PT
PW
PY
QA
RE
RO
RU
RW
SA
SB
SC
SD
LIECHTENSTEIN
SRI LANKA
LIBÉRIA
LESOTO
LITUÂNIA
LUXEMBURGO
LETÔNIA
LÍBIA
MARROCOS
MÔNACO
REPÚBLICA DA MOLDOVA
MADAGASCAR
ILHAS MARSHALL
ANT.IUGOSLÁVIA
(REP.MACEDÔNIA)
MALI
MIANMÁ
MONGÓLIA
MACAU
ILHAS MARIANAS DO
NORTE
MARTINICA
MAURITÂNIA
MONT SERRAT
MALTA
MAURÍCIO
MALDIVAS
MALÁWI
MÉXICO
MALÁSIA
MOÇAMBIQUE
NAMÍBIA
NOVA CALEDÔNIA
NÍGER
ILHA NORFALK
NIGÉRIA
NICARÁGUA
HOLANDA
NORUEGA
NEPAL
NAURU
NIUE
NOVA ZELÂNDIA
OMÃ
PANAMÁ
PAÍSES BAIXOS
PERU
POLINÉSIA FRANCESA
PAPUA NOVA GUINÉ
FILIPINAS
PAQUISTÃO
POLÔNIA
SAINT PIERRE E
MIQUELON
PITCAIRN
PORTO RICO
TERRITÓRIO OCUPADO
PALESTINO
PORTUGAL
PALAU
PARAGUAI
CATAR
REUNIÃO
ROMÊNIA
FEDERAÇÃO RUSSA
RUANDA
ARÁBIA SAUDITA
ILHAS SALOMÃO
SEYCHELLES
SUDÃO
SE
SG
SH
SI
SJ
SK
SL
SM
SN
SO
SR
ST
SV
SY
SZ
TC
TD
TF
TG
TH
T
TK
TL
TM
TN
TO
TR
TT
TV
TW
TZ
UA
UG
UM
US
UY
UZ
VA
VC
VE
VG
VI
VN
VU
WF
WS
YE
YT
YU
ZA
ZM
ZR
ZW
SUÉCIA
SINGAPURA
SANTA HELENA
ESLOVENIA
SVALBARD E JAN MAYEN
ESLOVÁQUIA
SERRA LEOA
SÃO MARINO
SENEGAL
SOMÁLIA
SURINAME
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
EL SALVADOR
SÍRIA
SUAZILÂNDIA
ILHAS TURKS E CAICOS
CHADE
TERRAS AUSTRAIS
FRANCESAS
TOGO
TAILÂNDIA
TADJIQUISTÀO
TOKELAU
TIMOR-LESTE
TURCOMENISTÃO
TUNÍSIA
TONGA
TURQUIA
TRINIDAD E TOBAGO
TUVALU
TAIWAN, PROVÍNCIA DA
REPÚBLICA UNIDA DA
TANZÂNIA
UCRÂNIA
UGANDA
ILHAS MENORES
AFASTADAS / EUA
ESTADOS UNIDOS
URUGUAI
UZBEQUISTÃO
VATICANO
SÃO VICENTE E
GRANADINAS
VENEZUELA
ILHAS VIRGENS
(BRITÂNICAS)
ILHAS VIRGENS (U.S.)
VIETNÃ
VANUATU
ILHAS WALLIS E FUTURA
SAMOA OCIDENTAL
IÊMEN
MAYOTTE
YUGOSLÁVIA
ÁFRICA DO SUL
ZÂMBIA
ZAIRE
ZIMBÁBUE
“Lista dos Códigos de Duas-Letras
para representação dos Paises,
Entidades e Organizações
Intergovernamentais baseada no
Padrão ST.3 recomendado pela
OMPI e na ISSO 3166-1.”
Download

DIRETORIA DE PATENTES - Revista da Propriedade Industrial