PLANO MUNICIPAL
DE ECOTURISMO
Nova Lima – MG
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
OBJETO DA PROPOSTA
Elaboração do Plano Municipal de Ecoturismo de Nova Lima,
visando
a
regulamentação
das
atividades
desenvolvidas,
contribuindo para a proteção e conservação dos recursos naturais e
fomento do Ecoturismo no município de Nova Lima.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
INICIATIVA
Secretaria Municipal de Turismo de Nova Lima - MG
EXECUÇÃO
Impactur Consultoria Turística
PLANO MUNICIPAL DE
ECOTURISMO
NOVA LIMA - MG
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ECOTURISMO
"um segmento da atividade turística que utiliza, de forma
sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua
conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista
através da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar
das populações envolvidas". (EMBRATUR, 1994)
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ETAPAS DE TRABALHO
• Pesquisa Preliminar ou Documental
• Elaboração do Diagnóstico e do Plano de Ação
• Organização, Análise dos Dados e Elaboração do Documento
Estratégico
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CARACTERIZAÇÃO GERAL DO MUNICÍPIO
LOCALIZAÇÃO
ÁREA TERRITORIAL






Macrorregião Central
Microrregião Metropolitana – RMBH
Quadrilátero Ferrífero
Circuito do Ouro
Estrada Real
429,164 km2
POPULAÇÃO

PRINCIPAIS RECURSOS
ECONÔMICOS



Extração mineral
Comércio e serviços
Indústria
80.998 habitantes (IBGE, 2010)
MUNICÍPIOS LIMÍTROFES
PRINCIPAIS RODOVIAS
DISTÂNCIAS APROXIMADAS















Belo Horizonte
Brumadinho
Itabirito
Sabará
Rio Acima
Raposos
MG-030
MG-437
BR-040
BR-356
Belo Horizonte - 22 km
Brasília – 765 km
Rio de Janeiro - 455 km
São Paulo – 600 km
Vitória – 560 km
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CARACTERIZAÇÃO GERAL DO MUNICÍPIO
RELEVO
ALTITUDE





Plano - 5%
Ondulado - 15%
Montanhoso - 80%
Máxima - 1583 m (Serra do Cachimbo)
Mínima - 722 m (Rio das Velhas)
TEMPERATURA ANUAL
HIDROGRAFIA










Máxima – 27,1º C
Média - 21,1º C
Mínima – 16,7º C
VEGETAÇÃO



Campos de altitude
Mata atlântica em transição
Cerrado
Bacia do Rio São Francisco
Rio das Velhas
Rio do Peixe
Ribeirão dos Macacos
Ribeirão dos Cristais
Córrego Cardoso
Ribeirão da Mutuca
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CARACTERIZAÇÃO GERAL DO MUNICÍPIO
 Aspectos Históricos e Culturais;
 Honório Bicalho;
 São Sebastião das Águas Claras
(Macacos)
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CARACTERIZAÇÃO GERAL DO MUNICÍPIO
• Recursos e Atrativos Turísticos Naturais:
 Unidades de Conservação e Áreas Protegidas
 Recursos Hídricos
 Organizações Sociais
 Trilhas e Caminhos Ecoturísticos
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Análise Qualitativa do Potencial Turístico
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
-
Baixo contingente de pessoas capacitadas para o trabalho
com turismo;
-
Pouco envolvimento da comunidade nas questões do
turismo;
-
Falta uma identidade unificada no município
(sede/Macacos/Honório Bicalho/Jardim Canadá);
-
Não existência de iniciativas associativas dos prestadores de
serviços turísticos (pousadas e restaurantes principalmente);
Forças
-
Índice de
Desenvolvimento
Humano elevado;
-
Parte da população com
vontade de agir e
transformar a atividade
turística;
-
Incipiente consciência
ecológica desenvolvida
dentro da comunidade
Pessoas
-
População sem informação sobre as ações do turismo;
-
Vandalismo, poluição, falta de consciência dos
visitantes/comunidade.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
-
Os impactos ambientais causados pelo uso predatório dos
atrativos turísticos, causados por visitantes, principalmente
trilheiros e jipeiros, que provocam ruídos, erosões e riscos
de acidentes;
-
Atrações turísticas mal estruturadas;
-
Atrações turísticas sub-utilizadas;
Recursos
Turísticos -
Ausência de guias especializados em atividades de
ecoturismo;
-
Ausência de demanda específica e constante para práticas
de ecoturismo;
-
Carência na comercialização e operacionalização de
roteiros.
Forças
-
Patrimônio histórico e
cultural de relevância
para o turismo.
-
Diversidade e grande
oferta de recursos
naturais
Fauna e Flora
Paisagens
Matas
Rio das Velhas
Lagoas
Cachoeiras
Córregos (banquetas)
Serras








Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
-
Gestão e
Informação
Fiscalização deficiente sobre atividades que prejudicam o
meio ambiente:
 Mineração – ameaça aos recursos naturais;
 Motoqueiros/trilheiros – atividade turística predatória;
 Falta de limpeza e estrutura nos atrativos;
 Desmatamento;
 Queimadas;
 Empreendimentos imobiliários;
- Ineficácia do Plano Diretor como instrumento ordenador do
território.
-
Especulação imobiliária
Forças
Posição geográfica
privilegiada,
proximidade de Belo
Horizonte;
Arrecadação de
impostos municipais
 Mineração
 Loteamentos
 Comércio e
serviços
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
-
Falta diversificação, segmentação e ampliação das empresas
de hospedagem no distrito sede;
-
Serviços turísticos que não apresentam qualidade para
atingir níveis que garanta maior demanda para o município;
Serviços -
Inexistência de agências de receptivo local;
-
Inexistência de um Centro de apoio ao turista na sede e
distritos;
-
Pouco envolvimento da iniciativa privada no
desenvolvimento turístico local.
Forças
Número expressivo de
estabelecimentos de
gastronomia e pousadas
com demanda
consolidada,
especialmente em
Macacos;
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de Análise
Fraquezas
-
Deficiência no saneamento básico, coleta lixo e
fornecimento de energia elétrica em Macacos,
Jardim Canadá e Honório Bicalho;
-
Ausência de infraestrutura e serviços nos recursos
naturais;
-
Ausência de lixeiras na sede do município;
-
Sinalização turística (indicativa e interpretativa)
deficiente.
Infraestrutura
Forças
-
Fácil acesso dos
principais núcleos
emissores ao município.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
-
Fluxo turístico irregular;
-
Promoção ineficiente dos atrativos locais;
-
Atividades de baixo valor agregado;
-
Não comercialização do destino turístico Nova Lima;
Forças
-
Demanda consolidada
para eventos da Sede,
Macacos e Jardim Canadá;
-
Festas em geral e festivais
gastronômicos;
Mercado
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
DIAGNÓSTICO MUNICIPAL PARA O ECOTURISMO
Eixos de
Análise
Fraquezas
Forças
- Informações sobre demanda inconsistentes.
Percepções dos participantes das oficinas:
 Falta de demanda ecoturística na sede;
 Perfil inadequado à realidade local;
Gestão e
 Pouca procura por atrativos turísticos locais;
Informação
 Faltam estatísticas do turismo;
 Fluxo de visitantes somente nos fins de semana e feriados;
-
Inexistência de monitoramento dos indicadores de
desenvolvimento do ecoturismo.
-
Baixo índice de
criminalidade;
-
Vontade política;
-
Inventário
atualizado
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Problema Central do Ecoturismo no Município
A falta de processos regulatórios e normativos que
estabeleçam uma melhor forma de uso dos recursos
naturais do município.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Objetivo Principal
Estabelecer processos regulatórios e normativos de uso
e fomento dos recursos naturais do município para o
ecoturismo.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Objetivos Específicos
1. Informar, sensibilizar e mobilizar a população nos assuntos
referentes ao desenvolvimento do ecoturismo.
2. Captar e qualificar prestadores de serviços em ecoturismo.
3. Estudar e avaliar o potencial de uso dos recursos naturais.
4. Estruturar roteiros, trilhas e rotas ecoturísticas.
5. Estabelecer estratégias de marketing para o ecoturismo.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Diretriz Principal
Criar leis, regulamentos e mecanismos de controle e
fomento do desenvolvimento do Ecoturismo.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Visão estratégica
Nova Lima. Lugar de Experiências Memoráveis em
Ecoturismo
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Nº
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
DIRETRIZES
-
1
Informar, sensibilizar e
mobilizar a população nos
assuntos referentes ao
desenvolvimento do
ecoturismo.
ESTRATÉGIAS
1.
A população de Nova
Lima deve ser estimulada
a participar do processo
de discussão e tomada de
2.
decisão em relação ao
desenvolvimento do
ecoturismo.
Realizar campanhas de
sensibilização nos meios de
comunicação locais;
3.
A população deve estar
ciente e consciente dos
mecanismos de
participação, dos
4.
impactos e dos benefícios
do ecoturismo.
Estabelecer processos de
comunicação com a população
local;
Construir projetos de educação
ambiental, patrimonial e para o
turismo;
Criar mecanismos de participação
da sociedade em processos de
tomada de decisão.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Nº
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
DIRETRIZES
ESTRATÉGIAS
1.
-
Captar e qualificar
2 prestadores de serviços
em ecoturismo.
É preciso aumentar o
2.
número de empresas
prestadoras de serviços de
ecoturismo, estabelecendo
3.
um padrão de excelência
na prestação de serviços,
4.
através de processos de
normatização e
fiscalização.
5.
Criar sistemas de certificação e
excelência em prestação de serviços
de ecoturismo;
Promover cursos de capacitação
para agentes turísticos;
Realizar Seminários e workshops;
Fomentar a instalação e
permanência de empresas
prestadoras de serviços em
ecoturismo;
Criar incentivos fiscais para a
instalação de empresas de
ecoturismo;
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Nº
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
DIRETRIZES
ESTRATÉGIAS
1.
Estudar e avaliar o
3 potencial de uso dos
recursos naturais
É preciso conhecer o
2.
potencial de uso de toda a
oferta de recursos naturais
e culturais do município
3.
para o ecoturismo, através
de estudos e
levantamentos técnicos.
4.
Ampliar e melhorar a qualidade de
pesquisas de demanda turística nas
diversas regiões do município;
Manter atualizado o inventário da
oferta turística;
Criar banco de dados de
monitoramento dos recursos
turísticos;
Desenvolver estudos de capacidade
de manejo dos recursos naturais do
município;
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Nº
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
DIRETRIZES
-
Estruturar roteiros,
4 trilhas e rotas
ecoturísticas
Os atrativos naturais e
1.
culturais do município
devem ser ofertados de
forma organizada e
sustentável,
2.
possibilitando aos
visitantes experiências
memoráveis; à
população local geração 3.
de oportunidades de
renda; à gestão pública
aumento da arrecadação
de impostos e taxas.
ESTRATÉGIAS
Desenvolver projetos de
roteirização da oferta de atrativos
ecoturísticos do município;
Identificar as intervenções físicas
necessárias para a oferta
comercial destes atrativos;
Realizar as intervenções
necessárias nas trilhas, roteiros e
rotas. Ex: sinalização, guardacorpo, escoamento e drenagem
pluvial, etc..
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
Nº
OBJETIVOS
ESPECÍFICOS
DIRETRIZES
-
Estabelecer estratégias
5 de marketing para o
ecoturismo
Aumentar o número de
visitantes em Nova Lima
interessados em realizar
atividades de
ecoturismo, com perfil e
comportamento
adequados à atividade e
que utilize os serviços e
equipamentos locais,
gerando renda no
município.
ESTRATÉGIAS
1.
Estudar a demanda potencial para a
atividade de ecoturismo em Nova Lima;
2.
Estabelecer parcerias com operadoras de
ecoturismo nacionais e internacionais;
3.
Criar campanhas promocionais da
atividade de ecoturismo em Nova Lima;
4.
Desenvolver trabalho de relações públicas
com empresas e entidades do setor;
5.
Desenvolver trabalho de assessoria de
mídias que apresente e acompanhe as
informações sobre a atividade de
ecoturismo no município.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTRATÉGIAS PARA GESTÃO DO ECOTURISMO
PROGRAMAS PARA O ECOTURISMO
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
PROGRAMAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO
ECOTURISMO EM NOVA LIMA
Objetivo Específico
1.
Informar, sensibilizar e mobilizar a população nos
assuntos referentes ao desenvolvimento do
ecoturismo
Programa
1.
Sensibilização e mobilização
1.
Estruturação e qualificação dos serviços
de ecoturismo
1.
Captar e qualificar prestadores de serviços em
ecoturismo.
1.
Estudar e avaliar o potencial de uso dos recursos
naturais
1.
Monitoramento de oferta e demanda
1.
Estruturar roteiros, trilhas e rotas ecoturísticas
1.
Formatação de produtos de ecoturismo
1.
Estabelecer estratégias de marketing para o
ecoturismo
1.
Mercado
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
INDICADORES PARA A GESTÃO SUSTENTÁVEL
DO TURISMO MUNICIPAL
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
INDICADORES PARA A GESTÃO SUSTENTÁVEL DO TURISMO
MUNICIPAL
 Indicadores de Gestão
 Indicadores Econômicos
 Indicadores Sociais
 Indicadores Ambientais
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
PLANEJAMENTO DAS TRILHAS
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
PLANEJAMENTO DAS TRILHAS
Definição
Podem ser definidas como sendo um percurso, em áreas naturais
ou urbanas, que conseguem promover um contato mais próximo
entre o homem e o ambiente. São percursos orientados,
metodologicamente, e não somente picadas abertas na vegetação,
ou simples trajetos nas vias urbanas.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
As trilhas definidas para estudo:
 Trilha Cachoeira de Macacos
 Trilha Vinte e Sete Voltas
 Trilha do Parque Rego dos Carrapatos
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Objetivo Geral
Estabelecer parâmetros para a definição de estratégias
que promovam atividades de ecoturismo planejadas,
com o mínimo impacto ambiental e o máximo de
benefícios às localidades.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Objetivos Específicos
• Avaliar a capacidade de suporte das trilhas no município de Nova
Lima/MG.
• Fazer deste documento uma ferramenta de auxílio na promoção dos
produtos e potencialidades turísticas locais;
• Contribuir para o desenvolvimento da atividade turística no
município pautado na organização e planejamento;
• Otimizar a utilização dos atrativos turísticos da localidade;
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Metodologia
Foi utilizada como referência a metodologia de CIFUENTES (1992)
que apresenta os cálculos de capacidade de carga turística através
do uso de três conceitos:
 Capacidade de Carga Física – CCF
 Capacidade de Carga Real – CCR
 Capacidade de Carga Efetiva – CCE
= VALOR ESTIMADO DO NÚMERO DE VISITANTES/DIA
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Metodologia
• A Capacidade de Carga Física (CCF) permite que cada visitante ocupe
um espaço físico mínimo em um tempo determinado, o que define o
limite máximo de visitas possíveis neste espaço-tempo.
• Em seguida é possível calcular a Capacidade de Carga Real (CCR) em
que são considerados os fatores de correção, que significa considerar
os impactos provocados pela visitação e as características biofísicas
do local.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Metodologia
Por último é calculada a Capacidade de Carga Efetiva (CCE), que advém
da comparação da CCR com a capacidade de manejo (CM) dos atores
envolvido com a gestão do espaço estudado.
A CCE significa o limite máximo aceitável de visitas que se pode
permitir em dado período de tempo. A CM é definida como a soma das
condições que a administração da área necessita de acordo com as
funções e objetivos da trilha. Para essa CM são relacionadas variáveis
como recursos humanos disponíveis, equipamentos e infraestrutura.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Cálculo
Capacidade de carga física
ST/SV X TT/TV
ST - Superfície total da área em metros lineares
SV - Superfície ocupada ou utilizada por uma pessoa/ visitante
A divisão entre essas duas variáveis deve ser multiplicada pelo número de
vezes que o local poderá ser utilizado pela mesma pessoa, que se obtém
através da divisão entre o tempo total em horas que o atrativo fica aberto à
visitação e o tempo necessário para que uma pessoa possa visita-lo.
TT - Tempo total diário de abertura para a visitação
TV - Tempo requerido para uma visita
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Cálculo
Capacidade de carga real
A Capacidade de carga real é a relação entre a capacidade de carga física
submetida aos fatores de correção particulares de cada local.
CCR - Capacidade de carga real
CCF - Capacidade de carga física
FC - Fatores de correção considerados: social, erosão, acessibilidade,
precipitação, alagamento
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Como as trilhas estudadas não possuem equipamentos,
intervenções e serviços que possibilitem verificar a sua capacidade
de manejo, o cálculo da capacidade de carga efetiva não foi
realizado. Com isso, apresenta-se uma série de diretrizes de
intervenção e manejo do uso turístico das trilhas.
Diretrizes de Intervenção para Uso Turístico:




Sinalização
Variáveis de Utilização da Trilha
Problemas Detectados
Avaliação, Controle e Manejo de Impactos
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
ESTUDO DA CAPACIDADE DE CARGA
Resultados
• Cachoeira de Macacos: a capacidade de carga real encontrada para a trilha é
de 71 visitantes por dia.
• Cachoeira Vinte e Sete Voltas: a capacidade de carga real encontrada para a
trilha é de 257 visitantes por dia.
• Parque Municipal Rego dos Carrapatos: a capacidade de carga real
encontrada para a trilha é de 255 visitantes por dia.
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CLASSIFICAÇÃO DAS TRILHAS
DE NOVA LIMA
Plano Municipal de Ecoturismo – Nova Lima
CLASSIFICAÇÃO DAS TRILHAS DE NOVA LIMA
Quanto às condições do percurso:
 Severidade do meio
 Orientação do percurso
 Condições do terreno
 Intensidade do esforço físico
TRILHA 1 – Percurso Cachoeira dos Macacos
Classificação
Grau de Severidade do
Meio
Orientação do Percurso
Condições do Terreno
Resultado
Valor
( ) 1 Pouco severo
(X) 2 Moderadamente severo
( ) 3 Severo
( ) 4 Bastante severo
( ) 5 Muito severo
2
( ) 1 Caminhos e cruzamentos bem definidos
(X) 2 Caminho ou sinalização que indica continuidade
( ) 3 Exige a identificação de acidentes geográficos e pontos cardeais
( ) 4 Exige habilidade de navegação fora do traçado
( ) 5 Exige navegação para utilizar trajetos alternativos e não conhecidos previamente
2
(X) 1 Percurso com piso bom
( ) 2 Percurso com piso regular
( ) 3 Percurso com piso irregular
( ) 4 Percurso com obstáculos
( ) 5 Percurso com obstáculos que exigem técnicas verticais
1
Distância = 3.05km
V estimado = 5km/h (piso fácil)
Tempo estimado = 0,61h
Total tempo estimado = 40 min
Intensidade de Esforço
Físico
1
(X) 1 Pouco esforço – até 1h
( ) 2 Moderado - 1 a 3h
( ) 3 Significativo – 3 a 6h
( ) 4 Intenso – 6 a 10 h
( ) 5 Extraordinário – mais de 10h
TRILHA 2 – Percurso Vinte e Sete Voltas
Classificação
Grau de Severidade do
Meio
Orientação do Percurso
Condições do Terreno
Resultado
( ) 1 Pouco severo
(X) 2 Moderadamente severo
( ) 3 Severo
( ) 4 Bastante severo
( ) 5 Muito severo
2
( ) 1 Caminhos e cruzamentos bem definidos
(X) 2 Caminho ou sinalização que indica continuidade
( ) 3 Exige a identificação de acidentes geográficos e pontos cardeais
( ) 4 Exige habilidade de navegação fora do traçado
( ) 5 Exige navegação para utilizar trajetos alternativos e não conhecidos previamente
2
( ) 1 Percurso com piso bom
(X) 2 Percurso com piso regular
( ) 3 Percurso com piso irregular
( ) 4 Percurso com obstáculos
( ) 5 Percurso com obstáculos que exigem técnicas verticais
2
Trecho 1 - Subida
Distância = 3.2km
V estimado = 4km/h (piso moderado)
Tempo estimado = 1,53h
Intensidade de Esforço
Físico
Valor
Desnível = 150m
V de subida = 400m/h
Tempo estimado = 0,38h
Total tempo estimado = 1,9h
Trecho 2 - Trilha
Distância = 6km
Tempo estimado = 5km/h (piso facil)
Tempo estimado = 1,2h
Total tempo estimado = 3h10min
( ) 1 Pouco esforço – até 1h
( ) 2 Moderado - 1 a 3h
(X) 3 Significativo – 3 a 6h
( ) 4 Intenso – 6 a 10 h
( ) 5 Extraordinário – mais de 10h
3
Trilha 3 – Percurso Rego dos Carrapatos
Classificação
Grau de Severidade do
Meio
Orientação do Percurso
Condições do Terreno
Resultado
Valor
(X) 1 Pouco severo
( ) 2 Moderadamente severo
( ) 3 Severo
( ) 4 Bastante severo
( ) 5 Muito severo
1
(X) 1 Caminhos e cruzamentos bem definidos
( ) 2 Caminho ou sinalização que indica continuidade
( ) 3 Exige a identificação de acidentes geográficos e pontos cardeais
( ) 4 Exige habilidade de navegação fora do traçado
( ) 5 Exige navegação para utilizar trajetos alternativos e não conhecidos previamente
1
(X) 1 Percurso com piso bom
( ) 2 Percurso com piso regular
( ) 3 Percurso com piso irregular
( ) 4 Percurso com obstáculos
( ) 5 Percurso com obstáculos que exigem técnicas verticais
1
Distância = 4.000m
V horizontal = 5 km/h (piso fácil)
Tempo estimado = 0,8h
Total tempo estimado = 50 min
Intensidade de Esforço
Físico
(X) 1 Pouco esforço – até 1h
( ) 2 Moderado - 1 a 3h
( ) 3 Significativo – 3 a 6h
( ) 4 Intenso – 6 a 10 h
( ) 5 Extraordinário – mais de 10h
1
CONSIDERAÇÕES FINAIS
O Plano tem o propósito de orientar o município de Nova Lima no
processo de planejamento do ecoturismo, auxiliando nas correções dos
pontos fracos e ameaças e enfatizar os pontos fortes do município, além
de nortear as ações para aproveitamento das oportunidades.
O Plano Estratégico de Ecoturismo contribuirá para a construção de um
cenário em que os agentes políticos, atores sociais e população estarão
mobilizados, convergindo suas ações e pensamentos em busca de agregar
valor ao município, transformando-a em um polo de ecoturismo.
Marcelo Prates
marcelo@impactur.com.br
(31) 9116.6480
Consultoria técnica:
Fernando Ottoni
Paula Versiani
paula@impactur.com.br
(35) 9173.1047 | (35) 8452.1930
Download

PROJETO PILOTO TRILHA REAL