CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA
Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade
DOCUMENTAÇÃO QUE DEVE SER APRESENTADA PELO CANDIDATO E MEMBROS DO GRUPO
FAMILIAR NO MOMENTO DA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES
LER ATENTAMENTE ATÉ O FINAL, INCLUSIVE OS ESCLARECIMENTOS
A documentação deve estar completa e ser apresentada separada por pessoa, na exata ordem
descrita anteriormente. Os comprovantes de residência formam bloco à parte. Devem ser
apresentados os originais dos documentos dos quais foi solicitada cópia, caso haja algum xerox
incompleto ou ilegível.
DO CANDIDATO
- 2 fotos 3x4 (recente)
- xerox identidade e original
- xerox CPF e original
- xerox e original certidão de nascimento
- quitação com o Serviço Militar
- xerox e original título eleitoral e quitação com a Justiça Eleitoral
- original e xerox autenticado em cartório do Certificado de Conclusão e Histórico Escolar
do Ensino Médio
- se cursou todo ou parte do ensino médio na rede privada, apresentar documento fornecido
pela instituição, comprovando que o estudo foi com bolsa integral
- xerox da certidão de casamento, se legalmente casado
- original de certidão pública, feita por um dos cônjuges e assinada pelos dois, declarando união
estável, caso não sejam legalmente casados.
- xerox de documento comprovando separação, caso tenha sido legalmente casado. Se a
separação ainda não ocorreu legalmente, cópia da petição ou uma declaração da situação, feita
por um dos cônjuges com duas testemunhas.
- original de declaração de separação, feita por um dos cônjuges com duas testemunhas, caso
tenham vivido em relação conjugal estável.
- certidão de óbito, no caso de falecimento de um dos cônjuges.
- xerox e original da carteira profissional atualizada: página da foto, página da qualificação civil,
página do último contrato de trabalho e página seguinte a esta. O xerox deve ser apresentado
mesmo se o candidato não estiver contratado, ou for aposentado, ou nunca ter sido contratado.
Caso não tenha carteira profissional, apresentar negativa de PIS (para maiores de 16 anos),
obtida em qualquer posto do Ministério do Trabalho. Estagiários devem apresentar xerox do
contrato, bem como comprovante do valor do estágio.
- xerox comprovante de renda: contracheque, pró-labore, DECORE, recibo de aposentadoria
e/ou pensão, declaração de renda no mercado informal, declaração do sindicato dos
agricultores, seguro desemprego... ou qualquer outro documento que comprove renda. Estes
documentos devem referir-se aos três últimos meses. Se receber comissão e/ou horas extras,
apresentar os seis últimos meses. No caso dos agricultores, referir-se aos 3 últimos anos (veja
esclarecimentos no final). Na falta de renda, declaração desta situação, caso seja chefe de
família.
- extrato de conta vinculada do trabalhador no FGTS referente aos seis últimos meses
- declaração de imposto de renda – pessoa física de 2010 (todas as páginas)
- comprovante original obtido junto da agência do INSS, atestando existência ou não de
benefícios.
- negativa ou positiva original de propriedade de veículos obtida junto a qualquer DETRAN, para
maiores de 18 anos.
- negativa ou positiva original de propriedade de bens imóveis obtida junto a um cartório de
Registro de Imóveis, para maiores de 18 anos.
- extratos de conta corrente e poupança, originais, com informações dos últimos 60 dias.
- se tiver algum tipo de financiamento, xerox do contrato e das duas últimas parcelas vencidas.
- se sócio ou proprietário de empresa: xerox do contrato social, xerox da declaração do imposto
de renda de 2010, original negativa/positiva de DETRAN e bens imóveis no CNPJ da empresa.
Se a empresa está inativa, apresentar xerox de documento comprovando esta situação.
- cópia de decisão judicial determinando o pagamento de pensão alimentícia, caso esta tenha
sido abatida da renda bruta informada de membro de grupo familiar;
COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA
Se o candidato não residir com seu grupo familiar de origem, a comprovação deve
ser feita para a residência do candidato e também para o grupo familiar de origem.
- se residência própria: xerox das contas de luz e telefone dos últimos três meses; xerox da
primeira folha do carnê de IPTU de 2011 (parcela única). Se a residência for na zona rural, ao
invés do IPTU, xerox do ITR.
- se residência alugada: xerox do contrato de aluguel em vigor, com firma do proprietário do
imóvel reconhecida em cartório; xerox dos últimos três recibos de pagamento de aluguel. Caso
o aluguel seja dividido com outras pessoas, declaração especificando as condições. Xerox das
contas de luz e telefone dos últimos três meses.
- se residência cedida: declaração de quem cede, especificando a localização, para quem
cede, e em que condições é cedida. Xerox das contas de luz e telefone dos últimos três meses;
xerox da primeira folha do carnê de IPTU de 2011 (parcela única). Se a residência for na zona
rural, ao invés do IPTU, xerox do ITR.
- outras situações: declaração esclarecendo a situação (ocupação irregular, processo de
partilha, promessa de compra e venda, propriedade sem escritura, comodato, usufruto,
arrendamento, agregado...). Xerox das contas de luz e telefone dos últimos três meses; xerox
da primeira folha do carnê de IPTU de 2011. Se a residência for na zona rural, ao invés do
IPTU, xerox do ITR.
Qualquer situação de divisão ou auxílio de despesa (aluguel, luz e telefone) deve ser declarada,
seja este auxílio em dinheiro ou de outra forma.
DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR
São considerados membros do grupo familiar, em relação ao candidato: pai ou padrasto, mãe
ou madrasta, irmãos naturais ou adotivos, avós, filhos naturais ou adotivos, esposo(a),
companheiro(a) em relação conjugal estável, demais pessoas que estejam sob guarda legal
(neste caso, apresentar documento da guarda). Só devem ser consideradas as pessoas que
morem na mesma residência, usufruindo da renda do grupo. Se o candidato não morar com
o seu grupo familiar e não constituir núcleo familiar próprio, deverá apresentar da
mesma forma os documentos do grupo de origem. Neste caso, se declarar-se
independente, esta independência deverá ficar clara na relação de renda/despesa,
do contrário, as informações do grupo de origem serão consideradas na avaliação.
- xerox identidade (na ausência desta, xerox da certidão de nascimento)
- xerox CPF
- xerox da certidão de casamento dos pais, se legalmente casados.
- original de certidão pública, feita por um dos pais, declarando união estável dos pais, caso não
sejam legalmente casados.
- xerox de documento comprovando separação dos pais, caso tenham sido legalmente casados.
Se a separação ainda não ocorreu legalmente, cópia da petição ou uma declaração da situação,
feita por um dos pais com duas testemunhas.
- original de declaração de separação dos pais, feita por um deles e com duas testemunhas,
caso tenham vivido em relação conjugal estável.
- certidão de óbito, no caso de falecimento do pai e/ou mãe.
- xerox e original da carteira profissional atualizada: página da foto, página da qualificação civil,
página do último contrato de trabalho e página seguinte a esta. O xerox deve ser apresentado
mesmo se o candidato não estiver contratado, ou for aposentado, ou nunca ter sido contratado.
Caso não tenha carteira profissional, apresentar negativa de PIS (para maiores de 16 anos),
obtida em qualquer posto do Ministério do Trabalho. Estagiários devem apresentar xerox do
contrato, bem como comprovante do valor do estágio.
-xerox comprovante de renda: contracheque, pró-labore, DECORE, recibo de aposentadoria
e/ou pensão, declaração de renda no mercado informal, declaração do sindicato dos
agricultores, seguro desemprego... ou qualquer outro documento que comprove renda. Estes
documentos devem referir-se aos três últimos meses. Se receber comissão e/ou horas extras,
apresentar os seis últimos meses. No caso dos agricultores, referir-se aos 3 últimos anos (veja
esclarecimentos no final). Na falta de renda, declaração desta situação, caso seja chefe de
família.
- extrato de conta vinculada do trabalhador no FGTS referente aos seis últimos meses
- declaração de imposto de renda de 2010 (todas as páginas).
- comprovante original obtido junto da agência do INSS, para maiores de 15 anos, atestando
existência ou não de benefícios.
- negativa ou positiva original de propriedade de veículos obtida junto a qualquer DETRAN, para
maiores de 18 anos.
- negativa ou positiva original de propriedade de bens imóveis obtida junto a um cartório de
Registro de Imóveis, para maiores de 18 anos.
- extratos de conta corrente e poupança, originais, com informações dos últimos 60 dias.
-se tiver algum tipo de financiamento, xerox do contrato e das duas últimas parcelas vencidas.
-se sócio ou proprietário de empresa: xerox do contrato social, xerox da declaração do imposto
de renda do último ano, original negativa/positiva de DETRAN e bens imóveis no CNPJ da
empresa. Se a empresa está inativa, apresentar xerox de documento comprovando esta
situação.
INDÍGENAS
Vide Portaria Normativa MEC Nº 2, de 19 de janeiro de 2011, Art. 14, item XI, parágrafo 8º.
PORTADORES DE DEFICIÊNCIA
Os deficientes físicos, mesmo que tenham cursado o ensino médio na rede privada e sem bolsa,
podem pleitear as bolsas do ProUni. Neste caso, devem apresentar laudo médico atestando a
espécie e o grau da deficiência, nos termos do art. 4º do decreto nº 3298, de 20 de dezembro
de 1999, com a redação alterada pelo Decreto nº 5296 de 2 de dezembro de 2004, com
expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID,
quando for o caso.
PROFESSORES
Os professores da rede pública de ensino, em pleno exercício, que estejam pleiteando bolsas
nos cursos de licenciatura, normal superior, ou pedagogia, destinados à formação do magistério
da educação básica, estão dispensados das comprovações de renda e patrimônio, próprios ou
do grupo familiar, mas não dos demais documentos. Mesmo que tenham cursado total ou
parcialmente o ensino médio em escola da rede privada como pagante, podem pleitear bolsa
nos cursos referidos acima. Devem apresentar cópia de documento que comprove efetivação no
quadro de pessoal e efetivo exercício da função, destacando as cargas (solicitar nas secretarias
municipais de educação e/ou coordenadorias regionais de educação).
OUTROS DOCUMENTOS
A comissão que analisa os processos de bolsas pode solicitar quaisquer outros documentos que
acharem necessários.
ESCLARECIMENTOS
- Todas as rendas consideradas são as brutas. Portanto, renda familiar bruta é a soma de
todos os rendimentos auferidos por todos os membros do grupo familiar, renda esta composta
do valor bruto de salários, proventos, gratificações eventuais ou não, gratificações por cargo de
chefia, pensões, pensões alimentícias, aposentadorias, benefícios sociais, comissões, prólabore, outros rendimentos do trabalho não assalariado, rendimentos do mercado informal ou
autônomo, rendimentos auferidos do patrimônio (ex.: aluguéis de bens móveis, imóveis e
equipamentos), e quaisquer outros, de todos os membros do grupo familiar, incluindo o
candidato.
- Descontos: o único desconto autorizado pelo ProUni é a pensão alimentícia paga por alguém
do grupo familiar. Neste caso, cópia da sentença que define esta pensão deve ser apresentada.
- Rendimentos da agricultura: solicitar ao sindicato dos agricultores, declaração
identificando o agricultor, destacando o que produz, a quantidade do que produz, a área
utilizada para produzir, a renda bruta anual obtida desta produção e quantas pessoas
dependem desta renda. Estas informações devem ser discriminadas para os 3 últimos anos, ano
a ano. Caso não obtenha esta declaração via sindicato, procurar um contador. As informações
terão como base o talão de produtor. Geralmente o sindicato não cobra pelo documento. O
valor declarado deve ser o bruto, pois em cima dele será concedido um desconto a título de
custeio.
- DECORE (Declaração Comprobatória de Rendimentos): este documento é fornecido por
contadores e refere-se à renda de autônomos ou sócios e proprietários de empresas que não
tenham pró-labore na forma de contracheque. Também é uma opção para os agricultores não
sindicalizados. Há cobrança de taxa. Costumam pedir prazo.
- Declarações: todas as declarações devem iniciar com a identificação do declarante (nome,
documento de identificação, endereço), a expressão “declaro para os devidos fins e sob as
penas da lei”, e o teor da declaração. Datar e assinar. Assinaturas devem ser reconhecidas em
cartório. Há cobrança de taxa. Se for só reconhecer as assinaturas, é na hora. Se elaboram o
documento, costumam pedir prazo.
- Negativa de PIS: emitida nos postos do Ministério do Trabalho, mediante apresentação de
documento de identidade (leve também o CPF). Não tem taxa e é emitida na hora.
- Comprovante de INSS: obtido nas agências do INSS mediante a apresentação de
documento original (identidade, CPF e Carteira Profissional), ele informa se a pessoa recebe ou
não auxílios, pensões e aposentadorias. Atente para o horário de funcionamento das agências
(das 8 às 14h). O documento é gratuito. Emissão no momento do atendimento. Mas costuma
haver fila de espera...
- Negativa/positiva de propriedade de veículos: emitida mediante apresentação do CPF
em unidades do DETRAN. Há cobrança de taxa. Emissão na hora.
- Negativa/positiva de bens imóveis: emitida no Cartório de Registro de Imóveis da cidade,
costuma ser demorado (até 7 dias), dependendo da cidade. Procure solicitar imediatamente e
explique a que se destina. Quando você e/ou o grupo familiar de origem for de outra cidade,
busque o documento no cartório daquela cidade. Se a cidade não tiver cartório, busque na
cidade mais próxima daquela cidade ou na cidade onde você saiba que foi feito algum registro.
Para este documento há cobrança de taxa.
- Renda: toda renda formal e/ou informal deve ser declarada. Ajudas de custo, auxílios,
divisões de despesa, etc, na forma de dinheiro ou outra forma, deve ser declarada. Nas
declarações de renda informal na forma de dinheiro, deve-se especificar a atividade(s) e o valor
médio mensal obtido.
- Extratos bancários: os extratos obtidos em terminais raramente trazem a movimentação
dos últimos 60 dias, a menos que esta movimentação tenha sido mínima. Dirija-se ao
funcionário do banco para obter orientações. A movimentação de valores não relacionados com
a renda comprovada devem ser esclarecidos.
- Evite demorar para entregar os documentos. O sistema ProUni é controlado por Brasília.
Findos os prazos, o sistema fecha e não há como fazer qualquer registro.
- Dúvidas: se você tiver alguma dúvida quanto à documentação, entrar em contato com a
profª. JOKA (54) 3268 2288 Ramal 207 / 0800 7071011 ou através do endereço eletrônico
cesfcoor@terra.com.br
IMPORTANTE
Não serão recebidos processos incompletos, nem fora dos prazos estabelecidos no
cronograma em anexo, independente da justificativa.
Download

centro de ensino superior cenecista de farroupilha do