Cómo
aumentar el
aporte de las
facultades de
ingeniería al
desarrollo?
Renato
Dagnino
Ingeniería,
ética e
inclusión
social
Renato
Dagnino
Cuasi fuí atracado
cuando venía para cá!
‘
De nuevo...
y por eso se
volvió
violento...
yo sabia que América Latina era un
lugar de pobres, pero escuché decir
que es el más desigual del mundo…
Sí, pero se está dando
plata a los más pobres …
Sin embargo, ni lo más
básico (habitación, agua y
saneamiento, transporte…)
se está haciendo…
Pero si eso es caro y si falta mano
de obra calificada, no lo podemos
resolver nosotros?
Al final somos
ingenieros, no ?
Sí, pero quien sabe diseñar
tecnologías para lo básico,
de modo barato, sin mucha
máquina, con la mano de
obra que tenemos?
A mí, por lo menos, no me han
enseñado. Todo lo que aprendí
es para desarrollar tecnología
para las empresas!
Pero entonces pongamos en
nuestra hoja de cálculo otros
parámetros, variables, algoritmos,
lo que sea necesario…
Sí, tenemos que aprender
a desarrollar Tecnología
Social!
bueno, veamos primero
lo de la Tecnología
Social, cierto?
pero yo prefiero desarrollar
tecnología en una empresa
inovadora!
hoja de cálculo: conjunto de
indicaciones de carácter sócio-técnico
(parámetros, variables, algoritmos,
relaciones, modelos etc) que usamos
para concebir soluciones tecnológicas
Bueno, y
entonces…?
Tecnologia
Social
Tecnologia Convencional
da e para a empresa privada
NUESTRO PROBLEMA ES
GENERAR UN
conjunto de indicaciones de
carácter sócio-técnico alternativo al
actualmente hegemónico capaz
de orientar las acciones de
capacitación, fomento,
planificación, y desarrollo de TS
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
“planilha de cálculo”, que contém
parâmetros, variáveis, relações,
modelos, algoritmos etc., necessária
para conceber tecnologia
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
Que quer dizer caráter sócio-técnico?
CONSTRUÇÃO SOCIAL DA CIÊNCIA
AGÊNCIAS
CIENTISTAS
MILITARES
negociação
EMPRESAS
VERDES
IGREJA
CONSTRUÇÃO SÓCIO-TÉCNICA
interesses
e valores
“relevantes”
CONSTRUÇÃO SÓCIO-TÉCNICA
interesses
e valores
hegemônicos
interesses, valores,
raça, gênero,
classe social
Tecnociência
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
por que altrenativo?
do que hoje se gasta em
pesquisa, 70% é gasto
empresarial e, deste,
70% é de transnacionais
isto é, pesquisa que se traduz
em Tecnologia Convencional
Quase 90% dos dólares
de P&D são gastos na
criação de tecnologias
que atendem os 10% da
população mais rica do
mundo (Amy Smith, MIT)
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
porque o conformado para conceber
TC não é adequado para a TS
EMPRESA E CONHECIMENTO
sociedade
conhecimento
Inovação
EMPRESA
sociedade
impactos
positivos
produtos de preço
cadente e qualidade
crescente
conhecimento
mão-de-obra
qualificada
inovação
salários crescentes
subsídio
EMPRESA
realimentação positiva
via mercado e governo
impostos para
competitividade
sistêmica
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
porque não pode estar baseado nas
concepções Instrumental e
Determinista da Tecnologia
NEUTRAL
INSTRUMENTALISMO
visión moderna patrón = fe liberal,
optimista en el progreso:
conocimiento verdadero y
eficiente del mundo que, con
Ética, usamos para satisfacer
necesidades
CONTROLABLE
AUTÓNOMA
CONDICIONADA POR
VALORES
NEUTRAL
DETERMINISMO
optimismo de la visión Marxista
ortodoxa: fuerza productiva que
empuja inexorablemente a modos de
producción más perfectos; mediante
exigencias de eficiencia que ella
misma establece; hoy oprime pero
mañana, cuando apropiada por los
trabajadores, viabilizará o socialismo
INSTRUMENTALISMO
visión moderna patrón = fe liberal,
optimista en el progreso:
conocimiento verdadero y
eficiente del mundo que, con
Ética, usamos para satisfacer
necesidades
CONTROLABLE
AUTÓNOMA
SUSTANTIVISMO
pesimismo de la Escuela de Frankfurt
= medios y fines determinados por el
sistema: no es meramente
instrumental; incorpora valor; no
puede ser usada para propósitos
diferentes, de individuos o sociedades
CONDICIONADA POR
VALORES
NEUTRAL
optimismo de la visión Marxista
ortodoxa: fuerza productiva que
empuja inexorablemente a modos de
producción más perfectos; mediante
exigencias de eficiencia que ella
misma establece; hoy oprime pero
mañana, cuando apropiada por los
trabajadores, construirá o socialismo
AUTÓNOMA
SUSTANTIVISMO
pesimismo de la Escuela de Frankfurt
= medios y fines determinados por el
sistema: no es meramente
instrumental; incorpora valor; no
puede ser usada para propósitos
diferentes, de individuos o sociedades
INSTRUMENTALISMO
visión moderna patrón = fe liberal,
optimista en el progreso:
conocimiento verdadero y
eficiente del mundo que, con
Ética, usamos para satisfacer
necesidades
CONTROLABLE
ADEQUACIÓN SÓCIO-TÉCNICA
opción comprometida =
ambivalencia y resignación: no es
pesimista, explora grados de
libertad; internalizar valores
alternativos ex ante en la
producción, cambiando
instituciones
CONDICIONADA POR
VALORES
Pronto,
meu amo...
quero usar a tecnologia
convencional para o
bem-estar social
ética
NEUTRAL
DETERMINISMO
optimismo de la visión Marxista
ortodoxa: fuerza productiva que
empuja inexorablemente a modos de
producción más perfectos; mediante
exigencias de eficiencia que ella
misma establece; hoy oprime pero
mañana, cuando apropiada por los
trabajadores, viabilizará o socialismo
CONTROLABLE
AUTÓNOMA
CONDICIONADA POR
VALORES
mudança
social
mudança
social
será que a
Tecnologia é como
a espada do
capitão Gancho?
e se o Peter Pan pegar a espada,
poderá construir uma outra sociedade?
NEUTRA
INSTRUMENTALISMO
DETERMINISMO
CONTROLÁVEL
PELO HOMEM
AUTÔNOMA
SUBSTANTIVISMO
crítica marxista/pessimista da
Escola de Frankfurt: valores e
interesses capitalistas incorporados
na sua produção condicionam sua
dinâmica e impedem seu uso em
projetos políticos alternativos
ADEQUAÇÃO
SÓCIO-TÉCNICA
CONDICIONADA POR
VALORES
ou será que a Tecnociência é como
uma vassoura de bruxa?
será que a bruxa boa pode voar com
a vassoura da bruxa má?
uma bruxa boa
já tentou...
e tentou...
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
não apenas técnico ou econômico,
mas envolvendo valores, interesses,
busca de coerção e controle, etc.
fruto de um processo histórico de
conformação apoiado por mecanismos
ideológicos que reproduzem e
naturalizam valores e interesses
e agora…?
NEUTRA
DETERMINISMO
AUTÔNOMA
SUBSTANTIVISMO
INSTRUMENTALISMO
CONTROLÁVEL
PELO HOMEM
ADEQUAÇÃO SÓCIO-TÉCNICA
postura engajada e otimista:
construção social a ser reprojetada
mediante a internalização de valores
e interesses alternativos às
instituições onde é produzida:
pluralidade, controle democrático
interno e a priori
CONDICIONADA POR
VALORES
ADEQUAÇÃO SÓCIO-TÉCNICA
“outros” interesses
e valores
interesses, valores,
raça, gênero,
classe social
DESCONSTRUÇÃO
REPROJETAMENTO
FRONTEIRA DO CONHECIMENTO
DINÂMICA INOVATIVA
CONVENCIONAL
DINÂMICA
ALTERNATIVA
Adequação Sóciotécnica
Grande Empresa
produtos HiTec
NECESSIDADE
DEMANDA
EUA
Classe
Pobre
Classe
Rica
Brasil
3.000
30.000
Renda (US$)
FRONTEIRA DO CONHECIMENTO
DINÂMICA INOVATIVA
CONVENCIONAL
DINÂMICA
ALTERNATIVA
Grande Empresa
produtos HiTec
NECESSIDADE
DEMANDA
EUA
Classe
Pobre
Classe
Rica
Brasil
3.000
30.000
Renda (US$)
Modalidades de AST
1.Alteração na forma de distribuição
da receita gerada
2. Apropriação do conhecimento
3. Revitalização ou Repotenciamento
4. Ajuste do processo de trabalho
5. Tecnologias Alternativas
6. Incorporação de conhecimento
científico-tecnológico existente
7. Busca de conhecimento científicotecnológico novo
SW
OW
HW
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
que se inicia com a explicitação do
fundamento ideológico da “planilha de
cálculo” hegemônica
já estamos
no meio do
caminho!
Muito bem, mas quando
começamos?
conjunto de
indicaciones de
carácter sócio-técnico
alternativo al
actualmente
hegemónico capaz
de orientar las
acciones de
capacitación,
fomento,
planificación, y
desarrollo de TS
“planilha de cálculo”, que contém
parâmetros, variáveis, relações,
modelos, algoritmos etc., necessária
para conceber tecnologia
não apenas técnico ou econômico,
mas envolvendo valores, interesses,
busca de coerção e controle, etc.
porque o conformado para conceber
TC não é adequado para a TS
porque não pode estar baseado no
Instrumentalismo e Determinismo
fruto de um processo histórico de
conformação apoiado por mecanismos
ideológicos que reproduzem e
naturalizam valores e interesses
que se inicia com a explicitação do
fundamento ideológico da “planilha de
cálculo” hegemônica
entoces apúrate, porque
allá de donde vengo yo,
no es fácil...
pero yo prefiero desarrollar
tecnología en una empresa
inovadora!
1. quem são as empresas
inovadoras?
2. como gastam em inovação?
3. que resultados têm obtido?
4. qual é a tendência?
de 84 mil empresas industriais
“brasileiras” (privadas nacionais,
estatais e multinacionais) que o
IBGE pesquisou porque supunha
serem inovadoras, 28 mil (33%)
introduziram no mercado alguma
inovação de produto ou processo
nos últimos 3 anos
1. quem são as empresas
inovadoras?
2. como gastam em inovação?
3. que resultados têm obtido?
4. qual é a tendência?
Atividades inovativas
% dispêndio em 2005
Atividades internas de P&D
21%
Aquisição externa de P&D
3%
Aquisição de outros conhecimentos
externos
5%
Aquisição de software
2%
Aquisição de máquinas e
equipamentos
48%
Treinamento
2%
Introdução das inovações tecnológicas no
mercado
7%
Projeto industrial e outras preparações
técnicas
13%
P&D/PIB
máquinas e
equip./PIB
Brasil
0,3
5,3
Finlândia
3,5
5,7
EUA
2,6
5,9
OECD
2,2
6,9
Países
COMUNIDADE DE PESQUISA
RH para
CONCEBER
Tecnologia
P&D
EMPRESA
PAÍSES
AVANÇADOS
- nos EUA, cerca de
70% dos pósgraduados
formados ano a ano
vão fazer P&D em
empresas
privadas...
RELAÇAO UNIVERSIDADE – EMPRESA NOS EUA
“custo” da
universidade
P&D
empresarial
1%
200 bi
200 bi
2 bi
Contratos com
universidade
20%
1%
5%
2 bi
40 bi
Pesquisa na
universidade
- no ano que vem, se formarão 30 mil
mestres e doutores nas áreas de ciências
“duras” e engenharias (número que
cresce 10% ao ano)
- se o número dos que fazem P&D nas
empresas locais (3 mil em termos de p-e)
aumentar em otimistas 10% teremos
uma demanda de apenas 300!
- isto é, 1% dos que irão se formar...
1. quem são as empresas
inovadoras?
2. como gastam em inovação?
3. que resultados têm obtido?
4. qual é a tendência?
das 28 mil inovadoras, declararam que sua
inovação de processo ...
já existia no
mercado
nacional
76%
já existia no
não existia no
mercado
mercado mundial
mundial
4%
0,3%
das 2200 empresas inovadoras que
possuem relações com universidades
e institutos de pesquisa (7% do total),
que é de onde viriam os insumos
materiais, imateriais e humanos
capazes de alavancar a P&D
empresarial, 1500 (70%) consideram
essas relações de baixa importância
em 2003, 413 empresas locais
contrataram pesquisas com
universidades e centros de
pesquisa
1,5% das 28 mil ou 0,5% das 84
mil
1. quem são as empresas
inovadoras?
2. como gastam em inovação?
3. que resultados têm obtido?
4. qual é a tendência?
Evolução das Atividades Inovativas
Indicadores
1998 - 2000
2004 - 2005
Taxa de inovação
32%
33%
1%
% das inovadoras que
consideraram P&D de alta
ou média importância
34%
20%
-14%
% das inovadoras que
consideram aquisição de
equipamentos de alta ou
média importância
77%
81%
% da RLV alocada a
atividades inovativas
3,8%
2,8%
-26%
% da RLV alocada à P&D
interna
0,64%
0,57%
- 11%
4%
enquanto o governo realiza um esforço
considerável aumentando os recursos
para a P&D na empresa, elas diminuem o
seu gasto.
e isso que nos países de capitalismo
avançado se estima que para cada dólar
alocado pelo governo à P&D na empresa,
ela responde com um aumento de sete
dólares em seu gasto!
- das inovadoras, 20% declaram
ser alta ou média a importância
da P&D para seu comportamento
inovador
- 80% dizem o mesmo em relação
à aquisição de máquinas e
equipamentos
das empresas pesquisadas que não
inovaram, 12% atribuíram como causa de
alta ou média importância a escassez de
fontes de financiamento;
5%, a escassa possibilidade de
cooperação com outras empresas e
instituições e
70%, as “condições de mercado”.
Es a esta CyT que nos han
llevado las concepciones
Instrumental y Determinista…
Ahora entendí
el “rollo”…
es muy poco probable que puedas
desarrollar tecnología en una
empresa inovadora...
Con más razón tenemos
que cambiar nuestra
planilla de cálculo!
bueno, al final
no fué tan
difícil...
!! ??
muchas gracias!
[email protected]
Download

cómo resolver problemas sociales con ingeniería?