Sábado,
8 de Maio,
às 19.00 Horas:
TORONTO FC
vs
PORTUGAL FC
2
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Direcção: Alexandre Ribeiro Franco
Ano XIX - Edição nº 974
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
www.postmilenio.com
Editorial
Não é preciso muito!
ulgo que o importante ao iniciar este
Editorial é afirmar os
meus agradecimentos a
algumas pessoas que
fizeram o favor de
demonstrar o seu reconhecimento,
o
seu
respeito, a sua amizade,
por alguém que mais
não tem feito do que
cumprir a sua obrigação.
J
POST-MILÉNIO:
Semanário
Todas as Sextas-feiras,
bem pertinho de si!
Propriedade de:
O MILÉNIO-STADIUM
2138 Truscott Dr.,
Mississauga, ON, L5J 2A6
Tel: 905-822-8111 e 905-822-6664
Fax: (905) 822-4856
E-mails: [email protected]
Administrador: Alexandre Franco
Director:Alexandre Franco
[email protected]
[email protected]
Desenhadora Gráfica e Paginadora:
Fabiane Azevedo
[email protected]
Colaboradores:Ana Júlia Sanca, Carlos
Morgadinho, Alexandre Campos Silva,
Cláudia Afonso, Luís Tavares Bello,
Ângelo Rocha de Oliveira, Dr. Alberto
João Jardim, Dra. Aida Batista, Dra. Ilda
Januário, Cruz dos Santos, ARO e Dra.
Alexandra Bourne Franco, Candeias Leal,
Gaudencio Lima, Lynda Matias, Filipe
Garcez e Lina Garcez
Colaboradores do Suplemento
Desportivo STADIUM: Aro, Camilo
dos Reis, Fernando Correia, Aires W.
da Silva e Marcelo Addax
Correspondentes: Luís Tavares Bello
(Montreal), Natércia Rodrigues
( Montreal) Eduardo Mário
Albuquerque (Lisboa)
Colaboração Fotográfica:
Tony Pavia
Distribuição: TDLTD, Tony Vilhena,
Jack Neves e OMS.
Delegação de "O Milénio-Stadium" em
Montreal:
PMC Publimed Conseil
Luís Tavares Bello
7800, Boul. Tashereau Suite 161
Brossard, Qc J4X 1V7
Tel. (514)577-5536
Fax (450)923-0688
[email protected]
A Direcção de O Post -Milenio não é
responsável pelos artigos
publicados neste Jornal, sendo
os mesmos de total
responsabilidade de quem
os assina.
Fui particularmente bem
recebido por gentes da Praia da
Vitória, do Rancho Folclórico
Amigos do Minho, da Casa dos
Açores e Orfeão Stella Maris.
Não é que eu não reconheça a
forma simpática como todos os
colaboradores deste semanário
são recebidos onde quer que se
apresentem, particularmente aos
fins-de-semana na cobertura dos
mais diversos eventos comunitários. Claro que não!
Onde quer que esteja alguém
que se identifique com o Post
Milénio, de imediato surgem as
facilidades, abrem-se as portas,
são indicadas as mesas onde
deveremos realizar o nosso trabalho, somos recebidos com um
aperto de mão das pessoas que
demonstram estar contentes por
estarmos a desempenhar a
nossa função, a nossa missão a
nossa obrigação.
Mas, não custa nada ser bem
educado. Um cumprimento. Um
sorriso. Uma palavra de apreço.
E, claro está, de imediato surge a
reciprocidade. Mas, o que aconteceu em relação às entidades
Alexandre R. Franco
Director
que mencionei foi muito agradável.
Os Amigos da Praia da
Vitória, particularmente na pessoa de Tony Rodrigues, demonstraram um apreço extraordinário
pela minha presença, tanto no
solar do Sr. David Correia, como
depois, no almoço anual que
decorreu no Ambiance Hall, onde
me deram a honra de ficar na
mesa principal juntamente com o
Presidente da Câmara Municipal
da Praia da Vitória, Dr. Roberto
Monteiro, com a Dra. Verónica
Bettencourt, para além do Sr.
Lorival Cunha. Gesto que registámos.
Depois foi a Sra. Susy
Amaral, responsável pelo Rancho
Folclórico Amigos do Minho, que
teve a amabilidade de nos
agradecer pela nossa presença
na Festa de Apresentação do
Rancho Folclórico.
Na Casa dos Açores, o seu
Presidente Carlos Botelho e VicePresidente Ricardo Viveiros, para
além claro da sempre simpática
Anabela Resendes, que me receberam maravilhosamente, tanto
no almoço que ofereceram à
comitiva da Praia da Vitória, como
depois no Jantar do Divino
Espírito Santo.
E para terminar, a forma maravilhosa como os responsáveis
pelo Orfeão Stella Maris me acolheram e me agradeceram, logo
após o sensacional triunfo na
Eden United Church. Onde ganharam o Peel Music Festival. À
Sra. Bella Ferreira e Dr. José
Rodrigues, os meus agradecimentos.
Não é preciso muito!
Colorir de verde a Davenport
Ana Bailão lidera iniciativa de limpeza
na Bailão,
Candidata a
Vereadora
pelo Bairro 18
Davenport, Juntou
Gerações na
Limpeza de
Parques e
Travessas Deste
Bairro da Cidade
de Toronto .
A
“Colorir de Verde a
Davenport” foi uma iniciativa liderada por Ana
Bailão Candidata a
Vereadora Municipal nas
próximas eleições pelo
Bairro 18, Davenport.
Inserida na campanha
anual do Município de
Toronto de um dia de
limpeza de toda a
cidade, esta acção reuniu
mais de 50 voluntários
num esforço comum de
embelezamento dos parques públicos do bairro
18.
Logo pelas 10 horas da
manhã munidos de sacos
e luvas, os voluntários
de todas as idades saíram
com boa disposição em
direcção ao Dovercourt
Park.
Uma criança de 12 anos
que participou na iniciativa disse considerar esta
acção “importante para o
ambiente, porque todos
queremos um parque
limpo e seguro para
adultos, crianças e animais,” disse Jeffrey.
Outro dos voluntários
considerou que “são
pequenas
iniciativas
como esta que demonstram o lema desta campanha, a Ana consegue
unir as pessoas à volta de
um ideia e só trabalhando juntos é que conseguimos o melhor para
o nosso bairro e para esta
cidade, disse John
Martinho,
morador
da
área”
Ana
Bailão
estava visivelmente satisfeita
pelo envolvimento do elevado numero
de pessoas e
pelo objectivo
alcançado,
“Quero trabalhar em prol de
um Bairro 18 e
de uma cidade
limpa , pois sei
que é importante para o dia
abrangidos por esta iniciativa que também
incluiu a limpeza de
algumas travessas de
acesso.
Paula Oliveira
a dia dos moradores e
aspecto geral da nossa
cidade. Quero continuar
a levar a efeito iniciativas com este mesmo
objectivo como vereado-
ra deste bairro,” disse
Ana Bailão.
Salem
Parkette,
McCormick Park e
Wallace Emerson Park
foram os outros parques
NR. Acompanhámos a
Ana Bailão no Parque
McCormick, a qual estava com duas das suas
excelentes apoiantes,
que
são
Cristina
Marques e Madalena
Barreto, para além de
muita juventude que ajudava e mostrava o que é
preciso fazer pelo Bairro
18.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
3
Parabéns, Stella Maris!
ALEXANDRE RIBEIRO FRANCO
Os teus olhos, negros negros
São gentios, são gentios da Guiné
Ai da Guiné, por serem negros
Por serem negros, gentios por não ter fé
impressionante. Pela sua beleza, sim, mas
muito mais, pela execução de vozes tão
ímpares, de pessoas tão simples, tão nossas.
Foi uma maravilha.
Os teus olhos são brilhantes
Semelhantes aos luzeiros que o céu tem
Ai eu amei dois olhos negros
Dois olhos negros, sem fazer mal a ninguém
Os meus olhos de chorar
Ai de chorar, fizeram covas no chão
Choram por ti, os teus por quem chorarão?
Meus caros amigos, nem calculam
como me senti feliz ao acompanhar uma
competição de canto, de classe, de valor, de
encanto, como eu nunca tinha testemunhado. Tenho que confessar que só
estive presente por saber da participação do
Orfeão Stella Maris, o qual tem como
Presidente Bella Ferreira e como grande
responsável pelo seu sucesso, o Dr. José
Rodrigues.
Cheguei à Eden United Church muito a
tempo de me aperceber do processo. Ouvi o
som maravilhoso que vários grupos corais
submeteram a esta maravilhosa competição, mas senti uma emoção muito
grande quando vi chegar o Orfeão Stella
Maris. Nem calculam como é bonito ver um
grupo de quase sessenta pessoas, com os
homens todos vestidos a rigor, com fatos
pretos, camisas brancas e gravatas amarelas, e as senhoras com vestidos pretos de
saias compridas, com blusas brancas e com
lindos cachecóis amarelos.
Um domingo. Cinco horas da tarde. E lá
estava o Orfeão Stella Maris no cumprimento de uma missão que mais não era do
que dar o seu melhor. Afinal acabou por
fazer muito mais do que isso. Acabou por
dignificar o que é Luso-Canadiano. Por elevar bem alto o nome dos Portugueses. Por
ganhar uma competição que envolvia outros grupos étnicos de grande classe.
Aliás, quando testemunhámos o Orfeão
da China, ficámos impressionados com o
seu valor. E não foi por acaso que foram os
chineses que ficaram em segundo lugar.
Foi bonito olhar para aquele grupo e
descortinar que caras bem conhecidas da
nossa Comunidade fazem parte dele.
Figuras que nunca esperávamos encontrar e
que subiram muito na minha consideração
única e simplesmente pelo facto de denotarem uma dedicação a causa tão magnífica
sem quaisquer interesses secundários.
Bonito, muito bonito mesmo.
O Dr. José Rodrigues merece os nossos
elogios. Funciona como um grande
treinador. Neste caso um treinador de quem
gosta de cantar. Só que não é fácil fazer
com que um Orfeão atinja valor tão extraordinário. Ficámos simplesmente maravilhados. Até lágrimas nos vieram aos olhos
quando vimos o primeiro lugar da competição ser garantido pelos portugueses.
Parabéns. Simplesmente espectacular.
Depois da competição, consegui reunir
o grupo, com a ajuda de muitos dos seus
elementos, claro, para tirarmos a fotografia
da praxe. Depois de se alcançar o objectivo
desejado, qual não foi a nossa surpresa
como com um pequeno sinal de dedos o
Orfeão entoou uma canção de agradecimento. Que coisa linda. E estavam todos
em uníssono. Uma maravilha.
Tenho de confessar que me arrepiei
quando ouvi: “Os teus olhos, negros
negros; São gentios, são gentios da Guiné;
Ai da Guiné, por serem negros;
Por serem negros, gentios por não ter
fé...”Numa competição bem canadiana, já
estou como dizia um amigo do Orfeão presente, ao Dr. José Rodrigues: “Maestro, só a
interpretação de os “Olhos Negros” ganha
qualquer competição!” E foi isso que aconteceu.
O “As long as I have Music” que foi a
segunda canção da competição, também foi
When the world seems far beyond me
And I have no place to go
When my life seems cold and empty
And I feel I'm all alone
Then a song that I remember
Helps to ease my troubled mind
And I find the strength within me
To reach out just one more time
For as long as I have music
As long as there's a song for me to sing
I can find my way, I can see a brighter day
The music in my life will set my spirit
When the road is dark and lonely
And I feel I want to cry
When the dreams I keep inside me
Seem to fade and almost die
Then I call upon my music
And it helps to dry my tears
And I know that I can make it
I'll go on despite my fears
For as long as I have music…
Como foi sensacional ouvir o Orfeão
Stella Maris interpretar este “As Long as I
Have Music”!
Não quero cometer o erro de mencionar
os nomes de amigos e conhecidos a quem
tive a oportunidade de dar um abraço e de
deixar de fora tantos outros, mas a verdade
é que tive muito gosto em os ver integrados
numa acção tão positiva, tão importante,
como é o Orfeão Stella Maris.
Parabéns, Bella Ferreira.
Parabéns, Dr. José Rodrigues.
António Azevedo
William Ribeiro
Atenção:
Contractors, Sub-Contractors,
Owners and Suppliers,
Construction Liens - Accounts Receivable
PRIMEIRA CONSULTA GRÁTIS
TEL. 416-533-7133
Fax: 416-533-3114
892 College St. - Toronto, On - M6H 1A4
4
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Amigos da Praia da Vitória
Esteve entre nós um trio de muito peso
ais um ano passou, mais
uma festa dos Amigos da
Praia da Vitória. O 10º ano
consecutivo, o que é digno de registo. Há pouco mais de um mês
estivemos na Praia da Vitória.
Jantámos no Restaurante O
Pescador.
M
Passeámos por aquela maravilhosa e
recente marginal. Visitámos o Miradouro de
onde se tem uma vista maravilhosa da
Cidade da Praia da Vitória. Tudo isto é difícil de esquecer, mas passámos a gostar
muito mais de tudo quanto está relacionado
com a Praia da Vitória, depois de convivermos com o trio que acabou de nos visitar,
formado pelo Presidente da Câmara da
Cidade da Praia, Dr. Roberto Monteiro, a
Dra. Verónica Bettencourt e o Sr. Lorival
Cunha, gente que veio pela mão do amigo
Tony Rodrigues e do Grupo de Amigos da
Praia da Vitória, com um apoio extraordinário das gentes da Terceira.
Estivemos na Adega do Sr. David
Correia. Temos que confessar que foi a
primeira vez que visitámos aquela magnífica sala de visitas dos terceirenses. Também
temos que notar que fomos o único órgão
de comunicação social que compareceu a
este convite para uma Conferência de
Imprensa, a qual acabou por ser conduzida
por apenas um jornalista, o qual ouviu da
boca do Presidente da Câmara da Cidade da
Praia da Vitória a sua satisfação por estar
em Toronto e por poder ter a oportunidade
de convidar os terceirenses da segunda e
terceira gerações a visitarem os Açores, a
visitarem a Terceira, a visitarem a Praia da
Vitória. Só desse modo os mais jovens
poderão ganhar amor àquela terra, a qual
tem sido alvo de um progresso extraordinário.
O Dr. Roberto Monteiro salientou também os prejuízos causados pelas enxurradas, particularmente em Agualva, onde a
recuperação vai custar dinheiros com que a
Câmara não contava e espera que exista
uma ajuda de todos os terceirenses, não
esquecendo, contudo, e agradecendo, as
ajudas que já foram uma realidade.
A Dra. Verónica Bettencourt, que tivemos o prazer de conhecer no Clube de
Golfe da Terceira, como responsável pelo
Turismo, salientou a forma que utiliza para
aliciar todos os portugueses, e não só, para
que visitem a Terceira, uma vez que esta
maravilhosa ilha tem todas as condições
para proporcionar uma estadia inesquecível. A Dra. Verónica é também a Presidente
da Comissão de festas, as quais decorrem
entre 30 de Julho e 8 de Agosto e não
deixou de salientar as magníficas atracções
desta Festas.
O Sr. Lorival Cunha, como responsável
da Gastronomia, disse que este ano foi dispensado, ou melhor não foi incluído nas listas o Restaurante Internacional, mas em
contra partida houve uma maior opção pela
qualidade a desfavor da quantidade.
Foi uma Conferência de imprensa bem
preparada, lamentando-se apenas a falta de
outros órgãos de comunicação social.
Depois, o almoço no Ambiance Hall,
onde Vítor Couto voltou a primar pelo
excelente catering oferecido a mais de
trezentas pessoas presentes.
O primeiro orador foi Mário Silva, que
fez uma visita de médico pois tinha outros
compromissos para a mesma tarde.
Estava prevista a vinda do Conjunto
Vanguarda, mas à última da hora este teve
que ser substituído pelo Duo Nocturno, formado por António Pais e Jorge Nunes, o
qual actuou após a apresentação dos artistas
locais, a Catarina Cardeal, acompanhada à
viola por Mike Siracusa e Mário Marinho.
O som e a música para dançar foi proporcionada por TNT Productions de Tony
Silva.
Como Mestre-de-cerimónias o Sr. José
da Silva, o que para nós foi uma surpresa
muito agradável. Os nossos parabéns. Desta
feita estávamos nós, Post Milénio, e outro
jornal comunitário, e temos que deixar uma
única nota negativa, o facto do outro jornal
ter sido primado com as cópias dos discursos feitos por cada um dos participantes,
tendo as pessoas em causa achado que nós
não precisaríamos dos mesmos. E adivinharam, pois o mais importante tinha sido
dito durante a conferência de imprensa e ali,
mais não tivemos do que uma repetição. A
atitude é que ficou registada, pois não é
assim que se deve proceder.
Na segunda-feira, a comitiva dividiu-se
entre dois locais bem terceirenses. O
primeiro foi o Peppers Café, onde o proprietário e amigo José Henrique Rodrigues
recebeu os visitantes com a habitual pompa
e circunstância, oferecendo um almoço
entre amigos do coração; e à noite, o jantar
foi no International Sports Bar, onde o casal
Oldemiro e Ludevina Meneses corresponderam com a habitual simpatia. Só que para
surpresa de todos, para além das excelentes
refeições (outra coisa não seria de esperar),
houve entretenimento de grande classe com
os Blues de Arrow Fisher, que até foi acompanhado ao piano por um dos elementos do
Duo Nocturno.
Uma passagem por Toronto de um trio
de muito peso, que ficou marcada para a
história de todos os terceirenses em geral e
praienses em particular que residem neste
país.
ARF
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
5
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
O BPI em acção entre nós
diáspora portuguesa, espalhada pelo
mundo, é já uma parcela importante
dos negócios dos Bancos
Portugueses. Pelo menos, assim nos
dizem as fontes que nos atiram, diariamente, com números e mais números. E a
verdade é que a importância poderia ser
ainda maior, não fora, às vezes, uma visão
menos atenta aos Portugueses espalhados pelo mundo.
A
Entre nós, no Canadá, são vários os escritórios de
representação de outras tantas instituições de crédito portuguesas. O BPI – um dos últimos a instalar-se por cá - é
um Banco de capital aberto, pronto a dar ainda mais
apoio aos já muito clientes que tem por esta zona.
Cotado como o quinto Banco em Portugal, em termos
de dimensão, começou a “andar” por todo o País, mas
com os olhos postos, naturalmente, no outro Portugal da
diáspora. Onde, a avaliar pelo que nos dizem, tem já uma
quota de mercado que vai até cerca dos 20%, a ultrapassar até a quota dos negócios em geral, em Portugal, que
seria de 11%. De resto, parece estar em boa posição para
conhecer o mercado, estudar os projectos em que se mete
e dar o necessário apoio aos seus já numerosos clientes.
Um Centro de Investimento
moderno
Os seus representantes vêm muitas vezes até nós.
Desta feita, José Silva Melo, responsável do Centro de
Investimento do Banco, esteve cá, depois de visitar os
Estados Unidos. O que é ser responsável pelo Centro de
Investimentos do BPI? Investimentos como? De lá para
cá... de cá para lá...? Começou uma conversa que há dias
entabulámos, falando do Banco que tem uns 700 balcões
e uns 39 centros de investimento... para além da chamada rede de empresas.
A vinda deve-se ao facto do BPI ter aberto, recentemente, dois balcões de representação e “com este apoio
logístico estamos a visitar clientes e contactar potenciais
clientes”. No sector de investimentos – e é disso que se
trata – “nós trabalhamos com um segmento alvo da nossa
clientela, com um tratamento específico que vai de
encontro às solicitações dos mesmos clientes, em ordem
à melhor colocação das suas disponibilidades financeiras”. E isto através de uma forma “transparente” de
lidar com todos. Para José Melo, “a comunidade de
Toronto é uma comunidade extremamente importante” e
“pomos ao serviço de todos uma equipa de assessores
financeiros com formação específica, ou seja, profissionais que têm conhecimentos bem alargados, relativamente
aos mercados de acções, aos mercados financeiros e aos
mercados cambiais”.
O mercado do Canadá tem evoluido
No Canadá a equipa do BPI está extremamente satisfeita. Até porque “o mercado tem evoluido de uma
Dirigentes do BPI visitam Durval Terceira
maneira impressionante, já que temos tido uma aceitação
grande da parte das pessoas que nos visitam e espero que,
no futuro, possamos ser uma presença ainda maior, no
Canadá, designadamente noutras cidades como
Montreal”.
Do mesmo Centro de Investimentos, António Alberto
Mourão, agora também entre nós, é o Director comercial.
Entende os progressos do Banco sob os mesmos prismas.
Sendo um dos responsáveis pelos escritórios que
operam fora das fronteiras, é a primeira vez que faz uma
“abordagem” fora. E diz-nos: “O que verifico é que o
Banco está muito bem representado pelos profissionais
que têm a trabalhar nesta zona junto da comunidade portuguesa e nessa perspectiva, acho que o Banco vai desenvolver muito o negócio e vai manter uma imagem muito
boa junto das nossas comunidades”.
Entende que se pode ainda ir mais longe. “Ainda estamos numa fase muito inicial, mas o que é facto é que está
tudo muito em aberto para que, num futuro mais ou
menos próximo, as coisas se possam desenvolver muito
mais...”
Em termos de futuro, António Mourão diz-se optimista. E mesmo quando, meio a rir, lhe perguntámos
como é que estará o Banco dentro de dez anos, não hesita em dizer que “daqui a dez anos... as coisas retomarão
por parte das comunidades uma maior afectividade e uma
maior relação com o mercado nacional e, nesse caso, com
o próprio BPI”. Pergunta-se, às vezes, o que pode fazer
neste dia-a-dia, trepidante e avançado, um Banco
Português. O BPI tem, de facto, força para avançar também por aqui? Tanto José Melo como António Mourão,
entendem que há cada vez mais possibilidades de
avançar. “A semente foi lançada e agora é só regá-la e
andar...” Gente a interessar-se pelo Portugal no Canadá. E
muitos mais poderá vir a ter... se esta onda de interesse se
mantiver...
Tanto quanto sabemos, o Banco já tem por cá uns
milhares de clientes, o que “constituiu razão pela qual...
já cá deveríamos estar”, como nos dizia, há tempos, Paulo
do Rosário, o responsável pelo escritório de representação, na College e Ossington. Até porque, ouvimo-lo
quando da inauguração ao director Rocha Pinto, “longe
da vista... longe do coração”. Que é, afinal, o que
ninguém quer...
Coisas do...milénio
Por: Gaudêncio Lima
Exame final – Qualquer dia... a qualquer hora... vou fazer o meu exame
profissional de “tagarelice”. Já me disseram que o mestre sr. César não
vai ser o meu examinador. Que me põem frente a uma plateia com muitos
Firminos e alguns Cruz e ainda umas quantas Marias que também andam
por aí a ver se me apanham numa argolada qualquer. Em matéria de
“tagarelice” tive, de facto, um bom mestre. E não tenho dúvidas de que
vou passar e com distinção. Depois sou bem capaz de ir beber um copo
com o ti Sebastião, para ver se ele me dá umas certas dicas de que preciso para acertar com os enigmas que costumam também andar pelo ar,
levados pela mão (e pela voz) do sr. Zé. O ti Sebastião está sempre em
cima da onda... e chego até a pensar que não morre de amores pelo sr.
César. Também não sei porquê... porque ele é mesmo um pachola...
Imaginem quem vem jantar... – O amigo do chefe, sr Pedro – não é o
filósofo, não, que esse anda muito arredado das nossas tertúlias... – vai
dar uma de forte. Vai mostrar que tem ainda mais pernas para andar! Está
a fazer anos de “mestre” da sua companhia... e vai daí traz cá, para jantar... um sr. Chamado Herman. Exacto... esse mesmo, o Herman José. É
só em Outubro mas já se badala no caso.
Por falar em badalar – Quem está em todas é o sr. Eduardo, que ainda
não é amigo do chefe mas vai ser. Agora está já a dizer que vai trazer cá
o Benfica. Exacto. O Benfica que vai ser campeão nacional de futebol...
já depois de amanhã. O Benfica que é o maior. O Benfica que é... uma
Nação. Pelo menos, eles assim o dizem...
Nação, Nação... – Uma Nação foi esta semana o Sporting. Esteve por cá
o Presidente maior e foram muitos os que se converteram. É que as pregações foram muitas e bonitas. E vimos nas festas todas – da Brockton
Stadium ao Oasis – muitos que de Sportinguistas não têm nada. Mas
foram jogar o jogo do “politicamente correcto...” Para não parecer mal.
Para dar nas vistas... A gritarem “Viva o Sporting”. Querem nomes? Eles
andam por aí até nos Jornais.
A “tagarelar” o chefe? – Num destes últimos dias... o chefe esteve
quase a entrar naquela padaria da Dundas. Uma padaria muito in. Esteve
quase a entrar mas não entrou. A verdade é que foi visto, em longa
cavaqueira – íamos a dizer em “amena cavaqueira” – com um senhor que
já não é novo como eu, a quem já falta o cabelo e que também vai
estando em todas. Eu que o vi – que os vi, melhor dizendo – dei comigo
a pensar no que é que “aquelas duas almas penadas estavam por ali a
fazer...” Pensei, pensei... e consegui saber. Consegui saber... mas não
digo. Bem vêem o chefe não gosta de “tagarelas”. E não gosta de “tagarelas” porque para “tagarela” basta ele...
Mudámos de poiso... – Íamos muitas vezes àquela padaria da Dundas.
Já conhecíamos os cantos à casa e os fregueses... mais fregueses.
Mudámo-nos, lá para cima, para a Oakwood. É que quando ouvi dizer que
havia lá dança – que também havia dança... – achei que valia a pena.
Quem lá passa muita vez, sobretudo à noite, é o amigo do chefe sr.
Armando. Bebe a bica da ordem. Come não sei que bolo... e por aqui me
sirvo...
As “cascas de banana” do Ferreira Moreno... - Anúncio de jornal: Leia
a Bíblia para saber o que as pessoas prometem fazer e leia este jornal
para saber o que elas fazem... Não sei se ele se está a referir ao sr Adam.
Mas tenho mais: a América é uma terra de oportunidades. Toda a gente
se pode tornar contribuinte... Pois. Quando a sorte lhe bate à porta, os
rabugentos queixam-se do barulho... quando a sorte nos bate à porta, às
vezes a televisão está tão alta que não conseguimos ouvir...
ONT.REG. # 4638987
A diáspora é já parcela importante
dos Bancos Portugueses
6
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Sporting Clube Português de Toronto
Um 30º Aniversário Simplesmente Brilhante
udo quanto
esteve relacionado com as
comemorações do
30º Aniversário do
Sporting Clube
Português de Toronto
foi digno dos mais
fortes elogios.
T
Primeiro a chegada dos
convidados de honra ao
aeroporto de Toronto, onde
o Dr. José Eduardo
Bettencourt, Presidente do
Sporting Clube de Portugal;
o Eng. Rogério Brito, VicePresidente do Conselho
Directivo e Director das
Filiais; Mário Lino, ex-futebolista e Treinador, muito
ligado à formação de fute-
envelope de congratulações.
Os discursos foram curtos e concisos (os principais
ficariam para o dia seguinte
no Jantar de Gala). O
Presidente da AssembleiaGeral Jack Ribeiro agradeceu a vinda dos dirigentes
leoninos, Augusto Pires,
Presidente do Sporting de
Pedro Dias com os treinadores da Academia do Sporting
bolistas, para além dos elementos da Academia de
Alcochete, Renato Alves e
Hugo Barbosa, e, claro, a
artista Mónica Sintra, a
quem alguns adeptos leoninos deram as boas vindas.
Do aeroporto para a
sede do Sporting Clube
Português de Toronto, na
Dupont, com uma curta passagem pelo hotel onde
ficariam hospedados, e eis
que estivemos perante a
primeira cerimónia das
comemorações festivas, o
Porto de Honra. Uma sala
cheia de sócios e simpatizantes. Para além de exdirigentes (foram vários os
ex-presidentes do Sporting
Clube Português de Toronto
que marcaram presença).
O Presidente Augusto
Pires recebeu com todas as
honras os visitantes, e
agradeceu às várias colectividades luso-canadianas
que se fizeram representar e
que deixaram o habitual
Toronto, agradeceu a todos
quantos compartilharam a
efeméride, o Eng. Rogério
Brito disse da satisfação da
sua presença, e o Presidente
do Sporting Clube de
Portugal, Dr. José Eduardo
Bettencourt
conquistou
todos os presentes com a
sua simpatia, não deixando
de salientar que era um
Presidente ainda sem títulos, mas que tudo iria ser
diferente no futuro.
No Estádio Brockton,
a parceria
Foi com grande entusiasmo que o Dr. José
Eduardo Bettencourt apreciou tudo quanto lhe foi
dado constatar, vendo duas
formações equipadas a
rigor. Uma com as camisolas e meias listadas verde e
brancas e outra com o
equipamento negro alternativo, num futebol desempenhado por jovens Sub-17,
mas com qualidade surpreendente, como tiveram
oportunidade de ver os
jovens Renato Alves e
Hugo Barbosa (que por
pura amizade, na altura em
que nos demos a conhecer,
estavam na companhia de
Chiquinho – Pedro Dias,
um dos grandes impulsionadores da formação de
jovens na nossa comunidade) da Academia de
Alcochete.
Estava assim anunciada
a presença da Academia de
Alcochete do Sporting
Clube de Portugal, na
parceria com o Sporting
Clube
Português
de
Toronto. Destaque também
para a presença de entidades
responsáveis pelo Brockton
Stadium que destacaram a
importância da passagem
daquele recinto desportivo
para o Sporting Clube
Português de Toronto, o que
proporcionou uma remodelação excelente para a prática da modalidade.
Mário Silva, Deputado
luso-canadiano, aproveitou
a ocasião para enaltecer a
obra que o Sporting Clube
Português de Toronto está a
levar a cabo, sem esquecer
o trabalho desempenhado
ao longo de 30 anos.
Na ocasião o Dr. José
Eduardo Bettencourt voltou
a demonstrar a sua simpatia
enquanto conversávamos
com ele, alegando que era a
primeira vez que estava no
Canadá e que estava
impressionado com tudo
quanto lhe tinha sido proporcionado de acompanhar
bem perto.
Claro que seria inoportuno perguntarmos se confirmava a ida da equipa
principal a Newark nos dias
22, 23, 24 e 25 de Julho, tal
como seria inapropriado
perguntarmos quais seriam
os jogadores na lista dos
dispensáveis ou na lista dos
contratáveis. Por isso, e
para não agravarmos a situação que se gera em relação
à comunicação social, o que
compreendemos, ficámos
pelo simples cumprimento e
pouco mais.
Adjectivos, para quê?
Mas a verdade é que
estaríamos perante uma
série deles se tivéssemos de
qualificar o que foi uma
do género: “É verde demais,
para o meu gosto (ou coisa
parecida)...”, cumpriram a
sua missão e muito naturalmente nem se esqueceram
de agradecer aos órgãos de
comunicação social presentes, fazendo, como mandam as regras, o primeiro
agradecimento aos jornalis-
Mário Lino, Pres. José Eduardo Bettencourt e Manaca
Um dos grandes leões
da comunidade é, indubitavelmente, o Monsenhor
Resendes, o qual não só
teve o prazer de estar na
mesa de honra junto dos
Presidente a ler o Post Milenio
Jantar de Gala... Brilhante!
Peter Fonseca
noite inesquecível, onde
estavam cerca de mil adeptos do Sporting. Pelo menos
naquela noite, até mesmo os
muitos benfiquistas que
tivemos oportunidade de
identificar terão aceitado o
repto que foi lançado em
palco de que naquela noite
fossem todos sportinguistas.
Presidentes do seu clube,
tanto em Portugal, como em
Toronto, como ainda foi ele
que abençoou todos os
sportinguistas que enchiam
por completo o salão principal do Oásis Convention
Centre. Era um mar de
gente. Impressionante.
Os
apresentadores,
Cristina Costa e Norberto
Sousa, a Cristina muito
leoa, o Norberto muito...
mas, ambos sportinguistas,
ele apenas por aquela noite,
muito embora ainda tivéssemos ouvido qualquer coisa
tas visitantes que, como é
hábito, eram do Record, de
A Bola e de O Jogo.
Quanto aos oradores, os
quais foram (e bem) intercalados durante o decorrer
do jantar, foram Jack
Ribeiro, Presidente da
Assembleia-geral
do
Sporting Clube Português
de Toronto que em representação dos sócios da
colectividade leonina deu as
boas-vindas aos visitantes e
pediu mais sócios para o
clube leonino de Toronto,
para que este pudesse continuar a trilhar os melhores
caminhos, numa confirmação do êxito alcançado
até ao momento.
Depois seguiram-se o
Dr. Rogério Brito, José
Eustáquio, Augusto Pires,
Peter Fonseca, Dr. Julio
Vilela e, finalmente, o
ansiosamente aguardado
Dr.
José
Eduardo
Bettencourt, o qual empolgou a multidão que estava
presente e que acompanhou
o seu discurso com muita
atenção. Como outra coisa
não seria de esperar, as
palavras do Presidente do
Sporting, tal como as do
Presidente Augusto Pires,
foram bem dirigidas no sentido das coisas maravilhosas que estavam a acontecer e que se espera venham
a acontecer no futuro, tanto
Continuação na página 7
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Sporting Clube Português
de Toronto
Continuado da página 6
no Sporting Clube de Portugal,
como no Sporting Clube
Português de Toronto.
Houve algumas comparações entre os presentes com festas anteriores, mas a verdade é
que naquela noite só deveríamos
pensar na presença do Presidente
José Eduardo Bettencourt e não
recordarmos a presença de outros convidados anteriores, e
muito menos levarmos a cabo
qualquer tipo de comparação
com Presidentes de outros
clubes que também nos visitaram.
A confraternização não
poderia ter terminado de forma
ainda mais refulgente do que
aconteceu, com um magnífico
espectáculo de variedades proporcionado por Steve Medeiros
e Christine Araújo, para encerrar
com uma verdadeira chave-deouro, como foi o caso com
Mónica Sintra, para no fecho
tanto a Mónica Sintra, como o
Congresso Nacional Luso-Canadiano
Prémios COPA 2010
Congresso Nacional
Luso-Canadiano tem
o prazer de anunciar
os candidatos distinguidos
com os Prémios COPA
2010 - Celebrando o
Sucesso Extraordinário de
Luso-Canadianos.
O
Mesa de honra
Monsenhor Resendes e o Dr.
Júlio Vilela (também este,
sportinguista apenas naquela
noite) vestiram a camisola do
Sporting.
Foi uma noite brilhante e é
isso que deve ficar na memória
de todos quantos eram sportinguistas presentes e sportinguistas por uma noite, também pre-
sentes. E gritámos em uníssono:
Viva o Sporting!
London, Jantar de Despedida e
BBQ
Seguiu-se a viagem até
London, onde a comitiva que
seguiu de Toronto foi muito bem
recebida, o almoço em London
que também incluiu a participação de Mónica Sintra, e depois
o jantar de despedida na sede do
Sporting Clube Português de
Toronto, um BBQ muito ao
nosso jeito no dia seguinte, e o
regresso do Dr. José Eduardo
Bettencourt, do Eng. Rogério
Brito, do Mário Lino e da
Mónica Sintra, a Portugal.
Por cá ficaram as saudades e
os parabéns ao Sporting Clube
Português de Toronto pela forma
exemplar com festejou este 30º
Aniversário.
Ângelo Rocha de Oliveira
7
O programa dos Prémios COPA foi
estabelecido para identificar e distinguir os indivíduos da comunidade Luso-Canadiana, que, por
todo o país, têm contribuído significativamente para a sociedade
canadiana. O evento realizar-se-á
no sábado, dia 15 de Maio de 2010,
no Meridien King Edward Hotel
(18h00), em Toronto, e os prémios
serão atribuídos às seguintes personalidades que se destacaram pelo
sucesso obtido em diversas áreas:
Artes & Cultura: Carmen Tomé
(Langley, BC)
Artes & Cultura: Remigio Pereira
(Gatineau, ON)
Desporto: John Tavares
(Mississauga, ON)
Educação & Academia: Prof.
George Bragues (Burlington, ON)
Educação & Academia: Prof. Luís
de Moura Sobral (Montreal, QC)
Prémio Força: John Tavares
(Mississauga, ON)
COPA Selection Committee
Chair, Elvino Sousa, said recently
“It is difficult to select award recipients from a variety of outstanding
nominations, and this year was no
exception. On behalf of my colleagues
on
the
Selection
Committee, I congratulate the
recipients and look forward to
meeting them at the upcoming
gala.”
O evento contará ainda com a
presença e as palavras da actriz do
NCIS: Los Angeles, Daniela Ruah,
assim como a participação musical
dos cantores de Fado Blues, ‘15’
Catarina Cardeal e Mike Siracusa.
Também haverá a realização de um
leilão. A ementa do jantar inclui
três pratos. Para compra de bilhetes
(individual: $125; mesas: $1250),
ligar para 416-532-3233 ou visite
www.copaawards.com.
O Congresso agradece reconhecidamente aos seus parceiros
patrocinadores, e convida outros
empresários para apoiarem este
evento importante.
Uma organização nacional sem
fins lucrativos e que representa
cerca de 400.000 Canadianos de
origem Portuguesa, o Congresso
foi criado em 1993. O Congresso
lida com temas e assuntos que
afectam directamente a comunidade Luso-Canadiana através de
uma rede de 35 directores, delegados e representantes locais em todo
o país.
8
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Rancho Folclórico Amigos do Minho
Casa do Alentejo
Cultura bem típica
do Norte de Portugal
Sentir o 25 de Abril
o âmbito das festividades
do 25 de Abril, foi apresentada na Casa do
Alentejo uma peça de Teatro do
Grupo Experimental “O
Projecto”.
N
s nossos parabéns a Susy
Amaral e a todos aqueles
que a ajudaram na formação deste novo Rancho
Folclórico, na circunstância, o
Amigos do Minho.
O
O Folclore Português é bastante diverso. E dentro da nossa Comunidade conseguimos encontrar grupos folclóricos das
maiores variantes possíveis, desde o Minho
ao Algarve, sem esquecermos a Madeira e
os Açores.
Esta bonita festa de apresentação do
Rancho Folclórico Amigos do Minho
decorreu na sede do Sport Clube Lusitânia,
perante uma casa repleta de um público
entusiástico e com o apadrinhamento do
Grupo Folclórico da Nazaré. Aliás, até ficámos impressionados com a quantidade de
pessoas que aplaudia a apresentação deste
novo Rancho Folclórico.
Um aplauso para os dirigentes do Sport
Clube Lusitânia que de imediato aderiram a
esta magnífica iniciativa, assim como a
todos os seus elementos, no total quarenta e
cinco pessoas, onde dez são músicos e 35
dançarinos. Um grupo enorme de pessoas,
on de não é nada fácil conciliar as necessidades artísticas com as disponibilidades de
cada um. Não fosse o amor e a devoção à
causa e nada conseguiria ser feito.
Gostámos do que vimos. Um Rancho
com uma excelente apresentação, não só
nas suas vestimentas, como também na
interpretação das suas músicas e danças.
Um aplauso também para o Rancho
Folclórico da Nazaré, um dos mais antigos
e dos mais conhecidos da nossa comunidade.
Também tivemos o prazer de rever um
amigo de longa data, o Henrique Conde,
também ele sempre disposto a ajudar
causas semelhantes, muito embora
saibamos que os seus amores primórdios
estão relacionados com o Peniche.
Mais uma vez o nosso agradecimento à
D. Susy Amaral pelo convite que nos formujlou, assim como os nossos parabéns a
todos os minhotos (e não minhotos) que
fazem parte do Rancho Folclórico Amigos
do Minho.
ARO
FILIPE GARCEZ
dia histórico, através do contacto directo
com testemunhos vivos, escritos com a
energia do momento que se vivia.
Muitas serão as formas de relembrar-
“Seis mulheres sob escuta”, trata-se
de uma obra premiada de Jaime Rocha
(poeta, escritor, dramaturgo e jornalista).
Um texto dramático que relata a história
de prisão de uma estudante nos anos 60, e
de mulheres que com ela partilharam a
sua vida na prisão.
Toda a problemática das várias
histórias que as levaram” à prisão, e à
forma como o seu dia-a-dia no espaço de
uma cela se desenvolve. Intrigas, segre-
dos e partilha “sob escuta”. Histórias simples que espelham problemas da nossa
sociedade antes da Revolução.
De destacar a Exposição de livros e
jornais da época (documentos gentilmente cedidos por Armando Viegas, presidente da Casa do Alentejo), permitindo
assim refrescar as nossas memórias desse
mos o nosso passado recente, no entanto,
esta exposição transporta-nos um pouco
mais perto. Fotos e textos de jornais desses primeiros dias com notícias que nos
eram transmitidas quase de hora a hora a
relatar o turbilhão social e politico que se
vivia.
Muita música, poesia e algumas
alocuções ao 25 de Abril fizeram também
parte deste dia, que mais uma vez a Casa
do Alentejo nos proporcionou.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Casa dos Açores
Divino Espírito Santo
Vale e Azevedo
Casa dos Açores do
Ontário voltou a
dedicar-se ao Divino
Espírito Santo com mais
uma festa que deixou o seu
salão nobre repleto de
muitos devotos. Sempre que
os responsáveis da casa
dos Açores do Ontário levam
a cabo algo relacionado
com o Divino Espírito Santo,
a resposta é espectacular.
ale e Azevedo, que começa a ser julgado em
Outubro pela apropriação de quatro milhões
de euros resultantes de transferências de
quatro futebolistas, está indiciado do desvio de
850 000 dólares da transacção de Amaral para a
Fiorentina.
Ex-presidente do Benfica
desviou 850 000 dólares
da transacção de Amaral
A
V
Sobre as origens do culto e dos
rituais utilizados, pouco se sabe. A
corrente dominante filia o culto açoriano ao Divino Espírito Santo nas
celebrações
introduzidas
em
Portugal pela Rainha Santa Isabel,
que por sua vez as teria trazido do
seu Aragão natal. De facto existem
notícias seguras da existência do
culto nos séculos XIV e XV em
Portugal.
O seu centro principal parece ter
sido em torno de Tomar (a Festa dos
Tabuleiros parece ter aí raiz), localidade que era sede do priorado da
Ordem de Cristo, a que foi confiada
a tutela espiritual das novas terras,
incluindo dos Açores. Outro centro
relevante foi Alenquer, localidade
onde, nos primeiros anos do século
XIV, a rainha Santa Isabel terá introduzido em Portugal a primeira celebração do Império do Divino
Espírito Santo, provavelmente influenciada por franciscanos espiritualistas, que ali fundaram o primeiro
convento franciscano em Portugal.
Pelo menos assim reza um velho
pergaminho franciscano depositado
na Câmara Velha daquela vila
estremenha. A partir dali o culto
expandiu-se, primeiro por Portugal
(Aldeia Galega, na época Montes de
Alenquer, Sintra, Tomar, Lisboa) e
depois acompanhou os portugueses
nos Descobrimentos.
As novas colónias, de início subordinado directamente ao prior de
Tomar, e depois ao arcebispado do
Funchal e ao novo bispado de
Angra, estavam sob a orientação
religiosa da Ordem, a quem com-
A venda dos direitos desportivos do brasileiro Amaral,
no valor global de dois milhões de dólares, foi consumada
a 27 de Junho de 2000, em Lisboa, e Vale e Azevedo,
segundo o despacho de acusação, mentiu aos elementos da
Direcção a que presidiu, de 3 de Novembro de 1997 a 31
de Outubro de 2000.
De acordo com a acusação a que a agência Lusa teve
acesso, a verba de 850 000 dólares acordada com o agente
Pedro Vicençote, transferida em duas tranches, "não deu
entrada nos cofres da Benfica, SAD, até ao final do mandato" de Vale e Azevedo, "nem integrou qualquer inscrição
contabilística".
Vale e Azevedo "fez constar junto dos directores
desportivos" da Benfica, SAD, que o clube "não receberia
qualquer verba pela venda do passe do jogador".
Testemunhas referiram que o então presidente apresentou como justificação para o clube não realizar um encaixe
financeiro "que a Fiorentina pagaria as diferenças entre os
vencimentos contratualmente estabelecidos pelo Benfica e
os efectivamente pagos" pelos clubes brasileiros
Corinthians e Vasco da Gama, aos quais Amaral foi
emprestado.
Um dos testemunhos foi produzido por José Manuel
Capristano, vice-presidente responsável a par de Vale e
Azevedo pelas contratações, transferências e empréstimos
de jogadores.
António Sala, igualmente elemento da Direcção de Vale
e Azevedo, e António Leitão, que desempenhou as funções
de assessor com competências na área financeira, são outras das 17 testemunhas arroladas pelo Ministério Público.
Neste processo, cujos factos remontam ao período de
Janeiro de 1999 a Julho de 2000, Vale e Azevedo é acusado da prática de três crimes de peculato, um de branqueamento de capitais, um de falsificação de documentos e um
de abuso de confiança.
As acusações estão relacionadas com as transferências
de Amaral para a Fiorentina, dos britânicos Scott Minto 500 000 libras foram utilizados para pagar prestação do iate
"Lucky Me", após falsificação de documento - e Gary
Charles para o West Ham e de Tahar el Khalej para o
Southampton.
Vale e Azevedo foi condenado em 2006 a sete anos e
meio de prisão no caso Dantas da Cunha, em 2007 a cinco
anos de prisão no caso Ribafria e a seis anos de prisão em
cúmulo jurídico nos casos Ovchinnikov e Euroárea.
A 25 de Maio de 2009, a 4.ª Vara do Tribunal Criminal
de Lisboa fixou o cúmulo jurídico em 11 anos e meio de
prisão. O antigo presidente do Benfica está impossibilitado
de sair do Reino Unido enquanto o Tribunal de
Westminster não se pronunciar sobre pedido de extradição
no âmbito do caso Dantas da Cunha.
JOP.
petia a nomeação do clero e a supervisão do seu desenvolvimento religioso.
Neste contexto, as referências ao
culto do Espírito Santo aparecem
muito cedo e de forma generalizada
em todo o arquipélago, já que
Gaspar Frutuoso, escrevendo cerca
de 150 anos após o início do povoamento, já o menciona, indicando ser
comum a todas as ilhas. Tal expansão apenas seria possível se contasse
com a tolerância, ou mesmo o incentivo, da Ordem de Cristo. Também
as referências a festejos feitas nas
Constituições Sinodais da Diocese
de Angra, aprovadas em 1559 pelo
bispo D. frei Jorge de Santiago,
demonstram que naquela altura já
eram matéria a merecer a atenção da
autoridade episcopal.
Tendo em conta que os
povoadores vieram de múltiplas origens, desde o norte ao sul de
Portugal, e ainda da Flandres e outras regiões europeias, o que aliás
está bem patente na diversidade dos
falares açorianos e das tradições e
costumes das ilhas, e que excluindo
a diocese, não existia no temporal
qualquer forma de governo comum,
a existência de um culto unificador,
comum a todo o arquipélago, e com
existência em fase tão precoce do
povoamento, parece demonstrar que
terá existido uma clara intenção e
coordenação na sua introdução.
Admitindo tal facto, não resta senão
a presença franciscana como explicação para a propagação do culto e
como veículo de introdução das
doutrinas joaquimitas.
A existência de Irmandades do
Divino Espírito Santo é já generalizada no século XVI. O primeiro
hospital criado nos Açores (1498), a
cargo da Santa Casa da Misericórdia
de Angra, recebe a designação,
ainda hoje mantida, de Hospital do
Santo Espírito. A distribuição de
carne e os bodos eram também já
comuns em meados do século XVI.
A partir daí, e particularmente
após o início do século XVIII, o
culto do Divino Espírito Santo
assume-se como um dos traços centrais da açorianidade, sendo o verdadeiro traço cultural unificador das
populações das diversas ilhas. Com
a imigração açoriana o culto é levado para o Brasil, onde já no século
XVIII existia no Rio de Janeiro, na
Baía e nas zonas de colonização
açoriana de Santa Catarina, Rio
Grande do Sul e Pernambuco. No
século XIX é levado para o Hawaii,
para o Massachussets e para a
Califórnia.
Hoje o culto açoriano do Divino
Espírito Santo está em claro crescimento, tanto nos Açores como nas
zonas de imigração açoriana,
nomeadamente as costas leste e
oeste dos Estados Unidos e a
Província do Ontário, Canadá, onde
a Casa dos Açores tem sido muito
responsável por estes eventos relacionados com o Divino Espírito
Santo.
MM
9
10
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Pequenos grandes marcos históricos
Portuguese Book Store
Portuguese-Canadian Historical Museum
Bodas de Ouro na Igreja de Santa Maria
onvites vários
levaram-me a três
sítios que resultaram
noutros tantos apontamentos que vos ofereço.
Merecem a nossa atenção
porque ilustram momentos diferentes na história
de organizações e pessoas da nossa comunidade. Como marco
histórico institucional,
comecemos pelo 45º
aniversário do Portuguese
Book Store.
C
Portuguese Book Store
Tendo aberto as suas portas
na rua Nassau, em 1965, pela
mão de Mário Tomáz, encontra-se hoje sito na “nova” área
portuguesa, na St. Clair W.,
onde sobrevive por um milagre
de boa vontade e afinco dos filhos do fundador, actualmente,
Ana Fonseca e José Luís
Tomáz. Em tempos tivemos
duas ou três livrarias e uma
papelaria. Hoje estamos
reduzidos à Portuguese Book
Store. Há que a acarinhar
porque nos dignifica e ajuda a
divulgar o que se vai publicando e gravando na comunidade.
Não só estamos em maré de
estagnação migratória, como a
Internet está também a
ameaçar o milenário livro,
como entidade física, em todas
as línguas.
Com a presença do Sr.
Cônsul, esta nossa e única
livraria, iniciou um fim-desemana de festejos do seu 45º
aniversário no serão de sextafeira, dia 23 de Abril. Além de
abundância de comida, houve
fartura de música ao vivo e da
muito boa! Pela primeira vez
tive o prazer de escutar o Trio
de Cordas de Hernâni Raposo
com Eduardo Câmara e Pedro
Joel.
Foram momentos bonitos
que me apraz partilhar com
toda a comunidade. E façamos
votos para que o casal consiga
manter aberta, por muitos e
bons anos, a livraria. Procuram
novas formas de satisfazer outras clientelas, desta feita, a sulamericana. Em breve dispensarão ao público, que há que
forçosamente
diversificar,
obras e periódicos brasileiros e
em língua espanhola.
Portuguese-Canadian
Historical Museum
Nada mantém melhor a
qualidade de vida do que um
projecto apaixonante. É o caso
do António Alves e do seu
companheiro de aventuras e
encarregado das relações
públicas,
João
Santos.
Continuam os dois entusiasmados e ocupados em fazer
avançar o projecto do Museu,
graças ao apoio do homem de
negócios e esposa, António e
Fernanda Belas, directores do
Museu, entre outros presentes,
Suzy Soares e Teresa
Rodrigues.
Convidaram-me sábado, 24
de Abril, para ir assistir a uma
visita organizada para estudantes e o Grupo Folclórico
Transmontano, desta feita com
a presença do Dr. Júlio Vilela,
pela primeira vez, nesta empresa, Ferma Import & Export Inc.
Os alunos, representando
várias escolas públicas e a
escola da Casa dos Açores do
Ontário, foram bem ensaiados
pela professora Ana Maria
DRA. ILDA JANUÁRIO
[email protected]
Costa. Recitaram poemas e
outros pequenos textos de cariz
histórico e geográfico. Em
exposição, o Infante D.
Henrique, as 7 Maravilhas de
Portugal,
pintadas
por
Hildebrando Silva, e ainda
uma série de painéis fotográficos contando a história do
bacalhau.
Bodas de Ouro na
Igreja de Santa Maria
Já havia assistido uma outra
vez e gostei da maneira como o
Padre Fernando Couto integra
na missa de domingo, uma cer-
imónia de celebração de Bodas
de Ouro. Desta vez, foi o casal
nortenho – Augusta e António
Sousa. Muito conhecidos na
comunidade pelas suas obras
de voluntariado, incluindo no
Lar dos Idosos, grupo que
ajudei a fundar pela ocasião da
celebração do cinquentenário
da chegada oficial dos portugueses ao Canadá. Já não
existe esse grupo; mas na
parceria que se formou com a
Yee Hong Foundation em
Mississauga, para alojar idosos
portugueses,
Augusta
e
António foram dos voluntários
que os visitaram regularmente,
enquadrados na Legião de
Maria. E assim os conheci.
Quanto mais os conheço, mais
gosto deles.
Para eles e para todos os
casais (e duplas) que conseguem suplantar o efeito por
vezes devastador do tempo e
das agruras familiares e
económicas dentro de casa e na
empresa familiar, aqui fica a
minha pequena homenagem. É
também uma homenagem a
todos aqueles que, antes e
depois da reforma, dão de si e
do seu tempo a causas sociais,
tal como as visitas aos doentes
e aos idosos, a preservação da
língua e do património cultural.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
11
Duo Santos – 25 Anos
Parabéns ao João e à Lisa Santos!
oi na Casa da
Madeira que o
Duo Santos
comemorou o seu 25º
Aniversário artístico. O
João e a Lisa Santos
que ultimamente parecem ter adoptado a
Casa da Madeira como
seu local de espectáculos, uma vez que
foi na Casa da Madeira
que também decorreu
o concurso de
amadores a que fizemos referência na
nossa edição da semana passada. Contudo,
desta feita, as razões
eram muito mais
fortes. Não é todos os
dias que qualquer
artista, esteja ele (ou
ela) onde estiver neste
maravilhoso globo terrestre onde vivemos,
que tem o ensejo de
cometer proeza tão
espectacular.
F
Foi um espectáculo
muito bem desenhado e
ainda melhor interpretado.
Os convidados encaixaram
Henrique Cipriano, Armando Costa e Pedro Alegre
em pleno. A Lidia Ferreira
também apadrinhou (até
parece que devia ser
amadrinhou, mas não é), o
Duo Santos e é ela a excelente apresentadora dos
seus espectáculos.
No palco passaram
alguns dos grandes artistas
da nossa comunidade.
Valdemar Mejdoubi, Daniel
Fernandes,
Armando
“Rilhas” Costa, Henrique
Cipriano, Tony Câmara e
tantos outros, sem esquecermos a recente vencedora do
seu concurso Verónica
Cardoso Domingues que
interpretou maravilhosamente uma bonita canção
de Ivete Sangalo.
Também lindo foi o
contacto simulado com o
Fernando Correia Marques,
com o “Papel de Quatro
Cores”, para além de outras
gravações vídeo da autoria
de Hélio Meneses.
E o fado que a Lisa
interpretou? Simplesmente
magnífico.
Claro que este duo
tornou-se ainda mais forte
quando se apresentou na
parte final do seu espectáculo como um quarteto, com
os dois filhos do casal João
e Lisa a mostrarem que
estão prontos para seguirem
as suas peugadas.
Eu estava sentado ali
bem perto do palco e a
determinada altura senti
uma vontade enorme de
colaborar naquela noite
inesquecível de efeméride
tão importante para todos
nós, mas consegui refrearme. Isto porque queria contar duas ou três coisas relacionadas com a carreira do
Duo Santos,
João Santos, Henrique Cipriano e Lisa Santos
A primeira: O Facto de
os ter visto actuar pela
primeira vez em Toronto,
no
palco
do
First
Portuguese, no 722 da
ho de Cascais oiço uma
entrevista ao Duo Santos
com a Lisa a falar fluentemente em Português. Muito
bem, disse eu cá para com
Salomé, João Santos,Veronica Domingues,
Avelino Teixeira e Henrique Cipriano
College, vinham eles de
Vancouver e ninguém os
conhecia. No entanto, logo
após a sua actuação, a
palavra que se passou pela
comunidade foi: O Duo
Santos é espectacular!
A segunda, de ter entrevistado a Lisa na CIRV-FM
com a condição de que ela
não falava português. Tudo
bem. Aceitei. Passados uns
tempos, qual não foi o meu
espanto quando eu estava
em Lisboa e às tantas da
madrugada, no rádio do
carro que conduzia a camin-
os meus botões.
E a terceira, o facto de
estar na sala, vindo de
Montreal Artur Gaipo, tão
ligado à razão pela qual a
Lisa canta hoje o Fado, pessoa que bem recordo dos
meus bons tempos da Rádio
Portugal de Montreal.
De qualquer modo, aqui
ficam os parabéns pelos 25
anos... e o desejo de, no
mínimo,
concretizarem
mais 25 anos de grandes
êxitos.
JAF
12
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Fofa e Apetecível
AIDA BAPTISTA
[email protected]
irava-os da cama de madrugada, noite escura se fosse
de Inverno. Ainda a dormir e
apoiados no meu corpo, desciam
as escadas e cambaleavam meia
dúzia de passos até ao carro.
Deitava-os no banco traseiro e
aconchegava-os com uma manta
para lhes dar a sensação de que
o sono nem chegara a ser interrompido.
T
E parecia que não, pois eles reatavamno exactamente no mesmo ponto em que eu
os havia acordado. Tenho a certeza de que
na maior parte das vezes nem se davam
conta de que o colchão havia sido trocado
pelos estofos de um Subaru verde azeitona,
trazido da Angola juntamente com outros
pertences. Enroscavam-se um no outro
feitos dois amantes a articular sons imperceptíveis, como se partilhassem o mesmo
sonho. Recordo o raiar de mais uma manhã
de quinta-feira, em que ela me começou a
contar a história do que acontecera no
sonho daquela noite. De repente, e muito
zangado, ele interrompeu a conversa:
- É mentira, mã, é mentira! Eu não le vi
lá!
Assim argumentado, defendia-se a
certeza de que a consanguinidade não se
ficava apenas por uns quantos genes
comuns, mas havia de se estender aos mesmos espaços e actos que Morfeu distribuía
por todos os seus súbditos.
O carro ficava preparado de véspera: a
minha pasta com os cadernos de apontamentos, um ou outro livro de apoio às
matérias e algumas fotocópias mais
necessárias para as sessões de estudo; um
saco com o farnel e uma muda de roupa que
haviam de vestir dentro do carro, um pouco
antes de entrarmos na cidade. Quase sempre, depois de passarmos Condeixa. Nem
era preciso parar, bastava abrandar a marcha porque, sem auto-estrada ainda, todo o
tempo estava cronometrado de modo a que
chegássemos à universidade a horas. Assim
que passávamos a ponte que atravessava o
magro caudal do Mondego, lia-lhes no
olhar a ansiedade. O trânsito ainda não
havia sido fechado na Ferreira Borges e
eles, através do vidro, iam seguindo as
montras das pastelarias que àquela hora
apresentavam uma grande variedade de
guloseimas, de fazer salivar as glândulas
mais resistentes à tentação.
Sabiam que não era por ali que nos ficávamos. Seria necessário passar o mercado e
avançar na marcha ascendente pela avenida
até nos aproximarmos da última fronteira
da gulodice, antes de virarmos à direita. Era
então que eu parava o carro, lhes dava as
moedas certas e, um deles (era sempre à vez
para evitar discussões), atravessava o passeio para, junto ao balcão, cumprir o ritual:
- Duas arrufadas, se faz favor!
E a senhora colocava-as dentro de um
cartucho de papel, apenas o tempo exigido
para que se cumprisse o negócio. Logo de
seguida, o carro enchia-se daquele cheiro
inconfundível a massa quente acabadinha
de cozer e polvilhada de açúcar.
Durante o meu primeiro ano de faculdade, este foi o mimo mais desejado com
que uma vez por semana presenteei os meus
filhos, forçados a acompanhar-me às aulas
por não ter com quem os deixar. De
Inverno, e sempre que estava a chover,
ficavam muitas horas dentro do carro. No
entanto, assim que a Primavera começava a
mostrar-se nos seus dias mais quentes e
luminosos, transformavam-se em duas crianças que, não sendo naturais de Coimbra,
melhor conheciam todos os becos e recantos da colina onde ficava a universidade. No
jardim da Sereia – contaram-me eles anos
mais tarde – entretinham-se a espreitar
casais de namorados que, em carícias
ousadas, satisfaziam o desejo que lhes percorria a juventude dos corpos.
De muita coisa guardaram um segredo
cúmplice, no receio de que certas revelações tivessem desencadeado da minha
parte uma reacção que os impedisse de continuar a fazer incursões por mundos até
então proibidos.
Lembrar hoje tudo isto, significa visitar
um tempo em que os meus filhos, durante
um ano lectivo viveram o papel de caloiros
que”, de forma submissa, aceitaram
cumprir a doce praxe de, uma vez por semana, fazer uma expressiva declaração de
amor a uma arrufada. A máxima “Dura lex,
sed lex” transformou-se na boca deles em
“Dulcis lex”.
Vem tudo a propósito de na semana passada ter lido no nosso diário “Correio da
Manhã”, uma notícia com o título
“Valorizar a Arrufada”. E dizia assim: ”Fofa
e apetecível, a Arrufada de Coimbra, pode
ser valorizada através da qualificação como
Indicação Geográfica Protegida, defende
Orlanda Duarte em tese de mestrado”.
Não sei se Orlanda Duarte conseguirá
atingir o resultado a que se propõe. De uma
coisa, porém, tenho absoluta certeza. Há
muitos anos que a Arrufada de Coimbra
ganhou esse estatuto na geografia da infância gastronómica de duas crianças.
Passados tantos anos, acreditem que
qualquer GPS as assinalará no mapa dos
seus mais recônditos sabores – fofa e
apetecível!
Madeira
Apoios da comunidade portuguesa de Toronto
superam já meio milhão de euros
s apoios financeiros destinados à Madeira angariados por associações e firmas portuguesas na região de
Toronto já superaram 700 mil
dólares canadianos (acima de
meio milhão de euros).
O
O temporal que assolou o arquipélago
há precisamente dois meses, provocando 43
mortos e avultados prejuízos, gerou uma
vaga de solidariedade em diversos pontos
do Canadá, com muitas associações e
empresas a multiplicarem iniciativas para
obter dinheiro para ajuda.
Em declarações à Lusa, o dirigente da
Casa da Madeira de Toronto, João Abreu,
contou que “as pessoas ficaram muito
tocadas com a tragédia e sentiram que a
Madeira precisava da ajuda”.
Conforme referiu, após ter conhecimento das notícias da intempérie, a sua associação encetou um contacto permanente com
responsáveis do Governo regional
madeirense, a fim de obter informações
sobre a situação e recolher dados sobre pes-
soas.
No caso dos associados e amigos da
Casa da Madeira de Toronto, criada há 20
anos, não houve notícias de familiares
directos atingidos, “mas sim amigos que
foram afectados”, disse.
Em Toronto e em outras regiões do
Ontário não tardou a resposta, quer do clube
madeirense em Toronto como de outras
associações portuguesas, que avançaram
com diversas iniciativas, desde campanhas
a emissões de rádio, jantares e espectáculos
para obter fundos para a Madeira.
A Casa da Madeira de Toronto, que
decidiu manter aberta a sua conta bancária
para apoiar as famílias afectadas, reuniu até
ao momento 135 mil dólares canadianos
(98 mil euros), cujo cheque é agora
entregue pessoalmente pelo seu líder ao
Executivo regional.
“Esse dinheiro vai directamente para as
famílias necessitadas. Vamos pedir [ao
Executivo regional] uma lista das famílias
que vão ser ajudadas com o nosso apoio e
vamos dar conhecimento a toda gente de cá
[Toronto] que fez donativos, para que saiba
que o dinheiro foi entregue às pessoas”,
salientou João Abreu.
Este dinheiro inclui verbas angariadas
por outras duas associações, o Centro
Português de Cambridge, no Ontário que
gerou 15 mil dólares, (cerca de 10 mil
euros) e pela Aliança dos Clubes e
Associações Portuguesas do Ontário
(ACAPO) que deu 18 mil dólares (cerca de
13 mil euros).
Também o grupo de rádio e televisão
CIRV-FM rádio/FPTV, do empresário
Frank Alvarez, promoveu emissões em
directo para doação de dinheiro e conseguiu
cerca de 280 mil dólares (cerca de 204 mil
euros), montante entregue no Funchal no
final de Março.
O sindicato do sector da construção
Local 183 do Canadá, que é o maior da
América do Norte e que conta com milhares
de portugueses associados, recolheu 300
mil dólares (220 mil euros), prevendo-se
que o seu presidente, o açoriano Durval
Terceira, se desloque em Junho à Madeira
para proceder à entrega da verba.
Outros valores de apoio foram dados
por associações e empresas, sensibilizadas
com os efeitos do temporal na Madeira.
Os escritórios em Toronto dos grupos
bancários portugueses Banif e BES associaram-se à onda de solidariedade e disponibilizaram, cada um, uma conta para receber
donativos para a Madeira.
EF.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
13
25 de Abril
A Revolução dos Cravos em Toronto
omemorou-se o 36º
aniversário da
Revolução dos
Cravos que naquele dia
longínquo de 25 de Abril
de 1974 derrubou a
ditadura mais longa da
Europa, e que em Portugal
perdurava há mais de 48
anos. Aqui, por estes lados
do Atlântico, mais precisamente em Toronto, muitos
foram os nossos compatriotas que se juntaram e
confraternizaram esta
data tão querida para os
amantes da Liberdade,
Democracia, Fraternidade
e da Paz.
C
A Associação Cultural 25 de
Abril, Núcleo Capitão Salgueiro
Maia, de Toronto, organizou nas
instalações do Centro Cultural
Português de Mississauga um jantar/convívio que contou com a
presença dum daqueles capitães
que conspiraram para o derrube da
ditadura e por um fim à guerra nas
antigas colónias e que tantos mortos causou ao longo de mais de 13
anos de luta. Para isso o então
capitão dos Comandos, Carlos
Matos Gomes, hoje coronel reformado, deslocou-se expressamente, com sua esposa, Maria do
Céu, de Portugal, para abrilhantar
estas festividades que ainda se
mantêm vivas nas nossas mentes,
pelo menos nos mais velhos
muitos dos quais ou tiveram que
cumprir comissões nesses territórios africanos ou emigrarem,
ou dar o “salto” para o estrangeiro
a fim de evitar serem enviados
para aquela luta contra as populações que aspiravam à autodeterminação.
Assim mais de 240 pessoas
conviveram naquela noite de alegria no salão nobre daquele nosso
mencionado Centro Cultural que
além dum soberbo jantar foi completado com um extenso programa
de entretenimento com as actuações do Grupo Coral e Musical
Português “Melodias de Sempre”,
do duo formado pelo maestro
Miguel Domingos e pela talentosa
jovem Verónica Fragomene, da
Banda Lira Nossa Senhora de
Fátima da Igreja Portuguesa de
Santa Inês de Toronto, da tuna
académica Luso Cantuna e do duo
musical “Duo Som Luso”.
A cerimónia iniciou-se com a
entoação dos hinos do Canadá e
que veio ocupar o Quartel do
Carmo, em Lisboa, “...Nós vamos
para Lisboa para acabar com o
estado que isto chegou…” E o
resto já todos nós sabemos.
Naquele dia memorável o
Governou caiu e deu-se início a
uma nova era na nação portuguesa
Carlos Morgadinho
maestro Miguel Domingos com
uma jovem a Verónica que encantou, pelos excelentes temas apresentados, e também pelas maravilhosas vozes, que foram aplaudidos de pé pela assistência.
Foi lida pela vice-presidente
da Direcção, a Pitty Domingos, a
O trabalho de MC-Mestre de
Cerimónias daquela noite esteve a
cargo da tesoureira da AC25A,
Lígia Nóbrega, que veio propositadamente das Bahamas, onde se
encontra destacada por motivos
profissionais, para connosco conviver e partilhar nesta festa tão
mensagem do coronel Vasco
Lourenço, um dos lideres do golpe
de estado que acabou com a
ditadura naquela manhã de Abril e
que exerce as funções de presidente da Associação 25 de Abril
querida para a nação lusa.
No seguinte o coronel Matos
Gomes e sua esposa, juntamente
com alguns directores da AC25A
estiveram presentes no almoço
comemorativo do 25 de Abril da
Membros dos corpos gerentes com o coronel e esposa
de Portugal pelos elementos da
referida Banda Filarmónica, com
uma oração pela Magdeleine
Vieira e um minuto de silêncio por
todos os sócios, membros directivos e capitães de Abril já falecidos.
Terminada a refeição foi a vez
de chamar-se ao palco, além dos
presidentes da AC25A de Toronto,
o Dr. Tomás Ferreira e Rogério
Vieira,
respectivamente
da
Assembleia Geral e da Direcção,
as diversas entidades presentes
dos quais destacamos o Dr.
Fernando Gonçalves em representação do nosso Cônsul-Geral de
Portugal em Toronto, ausente por
compromissos assumidos previamente, pelo deputado provincial
pelo círculo de Mississauga
South, o luso-canadiano, Charles
de Sousa, o representante do partido NDP pela área da Davenport,
Peter Ferreira e finalmente com o
convidado para estas celebrações,
o coronel Carlos Matos Gomes
que na sua alocução referiu ao seu
colega de unidade, o sempre lembrado capitão Fernando Salgueiro
Maia, que antes de sair de
Santarém com os seus soldados
teve aquela frase mais emblemática para se iniciar o 25 de Abril
quando ele se dirigiu aos seus soldados para os trazer na sua coluna
Coronel e esposa com o proprietário da Caldense
preenchida
com
liberdade,
democracia e a paz com o finalizar
do conflito armado com as colónias em África.
Seguiu-se as actuações do
Grupo Coral e Musical Melodias
Entrega do certificado de Honra em memória do saudoso Mário Lebre
de Sempre que sob a batuta da
maestro Maria José Martins
agradou plenamente a quantos
presentes naquela festa. Depois
foi a vez do duo formado pelo
de Lisboa, a Casa Mãe de todas as
outras
A terminar o período de actuações foram os jovens da Luso
Cantuna que, como é bastante
peculiar nestas andanças de animar as nossas festas, alegraram e
contagiaram praticamente os presentes que se lhes juntaram nas
muitas cantigas naquela noite.
Procedeu-se ao corte dum
grande e saboroso bolo de aniversário, uma oferta da padaria e
pastelaria da nossa comunidade,
Jack’s Bakery.
O encerramento foi com o que
muitos chamam o “Hino do 25 de
Abril”, a bem conhecida
“Grândola Vila Morena” do
saudoso José Afonso, entoados
pelo Grupo Coral Melodias de
Sempre e a Luso Cantuna e que
foram acompanhados de pé por
todos quantos ali se encontravam.
O “Duo Som Luso” terminou
com um excelente reportório de
música que “empurrou” uma
autêntica multidão de dançarinos
para dar ao pé e rodopiar sem descanso na pista de dança até bem
dentro da madrugada.
Casa do Alentejo de Toronto a
convite da Direcção desta muito
honrada Casa Regional da nossa
comunidade, na pessoa do seu
presidente, Armando Viegas. Ali,
naquela tarde assistiu-se no seu
palco do salão nobre, à actuação
dos Ranchos Corais Femininos e
Masculinos e pelo conjunto liderado por Helder Pereira com as
suas músicas de intervenção e,
mais uma vez, à actuação daqueles jovens alegres da tuna
académica
Luso
Cantuna.
Presente também o Dr. Júlio
Vilela, o nosso Cônsul-Geral de
Portugal e da deputada federal
Olívia Chow e do representante
do parido NDP a nível federal pela
Davenport, Andrew Cash. O trabalho de Mc esteve ao cuidado de
Euclides Cavaco.
A meio da tarde o coronel e
sua esposa, Maria do Céu, despediu-se dos presentes para se
dirigir para o aeroporto de
Toronto, para o regresso até
Portugal após praticamente uma
semana de estadia entre nós nas
presentes comemorações do Dia
da Liberdade.
14
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Actos de bravura e assistência premiados pela Polícia
* Steven Silva foi um dos galardoados
odos os anos, por
esta altura, a Polícia
de Toronto faz cerimónia de entrega de
galardões a vários elementos da comunidade que se
portaram como “heróis”.
Domingo, 25, ao princípio
da tarde, foi a oportunidade para mais um
encontro da Polícia com as
comunidades.
T
Uma cerimónia que serviu
para galardoar uns quantos elementos da comunidade. Quarenta
e um cidadãos que ajudaram a
Policia a resolver problemas
diversos.
Muita gente, no anfiteatro da
Policia. Todas as origens. Como é
de todas as origens esta comunidade em que vivemos e este País
multicultural que amamos.
41 membros da comunidade
foram reconhecidos com os
Prémios
da
Comunidade.
Premiados actos de bravura, coragem e assistência aos serviços da
Polícia de Toronto. A apresentação dos galardões foi feita pelo
Chair dos Serviços da Policia,
Alok Mukherjee e pelo Chefe
William Blair. A mestre de cerimónias foi a superintendente
Kathryn Martin, que fez a explicação de toda a cerimónia.
feito. E que todos os outros deveriam fazer.
No fundo, é a Polícia de
Toronto a integrar-se, e bem, no
andamento geral da sociedade de
Toronto. E a premiar actos de coragem e de bravura.
Interessante foi a alocução do
chefe da Polícia, William Blair,
que acentuou o muito que se
espera da comunidade em geral no
que toca à defesa dos interesses da
própria comunidade.
Um luso-canadiano entre
os premiados
Entre os elementos galardoados, nomes que dizem algo à comunidade portuguesa. E que levaram
a cabo actos que têm a ver com a
assistência prestada aos serviços
policiais. Entre eles, o jovem
Steven Silva, apresentado, para o
efeito, pela Esquadra 14. Conta-
Dois recipientes do EMS
nos a sua história e explica o
porquê do prémio. E conta-nos
com humildade e simplicidade.
Em 19 de Abril do ano passado, Steven Silva estava com os
seus amigos num parque de esta-
Os premiados deste ano
Steven Silva
cionamento do Tim Horton’s
quando observou um veículo que
estava a andar em sentido contrário à rua onde estava e que era
de sentido único. O carro estava a
ser conduzido por um homem que,
inclusivamente, foi de encontro a
um contentor de lixo quando
entrava no parque de estacionamento. O condutor saiu do carro e
começou a usar o parque de estacionamento como se fosse... uma
casa de banho privada.
Ao ver tudo aquilo, Steven
achou, logo, que o homem estava
embriagado. Ao aproximar-se, viu
logo que o homem estava mesmo
intoxicado e quase nem conseguia
andar direito ou mesmo falar.
Reentrou no veículo, tentando pôr
o carro em funcionamento. Foi
então que Steven, actuando de
repente, entrou no carro e retirou
as chaves da ignição. Um dos amigos de Steven chamou a Polícia e
o conductor foi detido por condução sob os efeitos do álcool. Os
agentes tiveram praticamente de o
carregar, tal era a força da
embriaguez do homem.
É assim, de facto. Uma
história simples. Contada à
maneira do Steven. Como muitos
outros contariam. Ainda lhe perguntámos o que representava para
si a cerimónia. Steven disse que é
importante ver a Polícia a entender o viver geral das populações.
E quando lhe perguntámos se se
considerava um herói e um modelo para os outros, Steven disse que
não. Que fez o que tinha de ser
Presentes, para receberem os
respectivos galardões os elementos, recipientesa deste ano:
Geoff Boisseau, Steven Silva
(submetido pela Esquadra 14),
Laura Soch, Tim Wyers, David
Burrell, Barwaqo Abdullah,
Robert Chudoba, Loredana
Marcoccia, Thomas Muench,
Sergio Otoya, Benjamin Lucas,
Diego Delgado, Eric MacMullin,
David Fairman, Kristy Thompson,
Brad Matushewski, Charbel
Balloutine, Andrew “Brock”
Howes,
Richard
Thornton,
Michael Curry, Michael Cullum,
Rujohn Galo, Ida Fedorbaan,
Edward Maclellan, Aaron Daniel
Davis-Rotman,
Mouctar
Souaresoy, Stephan Fahel, Justin
Moriarity,
Matthew
Sisco,
Matthew Adams, Ross Mcleod,
Bob
Kretschmer,
Yonatan
Yacoubov, Christian Lalicon,
Graham Craddock, Georgeline
Lengyel, Leslie Denlin, Ronald
Nyuli, Kyle Andrew Sibul,
Conrad Hall e Murat Gokman.
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
15
Jogo "grande" pode valer título 15 anos depois
uase quinze anos depois, um jogo entre
"grandes" pode valer um título nacional
de futebol, agora o que irá opor domingo o FC Porto, já fora da corrida, ao Benfica, a
um ponto do 32.º campeonato.
Q
A 7 de Maio de 1995, o Sporting recebia o FC Porto em
Alvalade e uma vitória dos "dragões" garantia-lhes o título.
Um golo solitário de Domingos Paciência (grande penalidade) chegou para os portistas recuperarem o título.
Para conseguir encontrar outro jogo "grande" que valeu
o título nacional é preciso recuar quase 23
anos. A 29 de Maio de 1987, Benfica e
Sporting cruzavam-se na Luz na penúltima
jornada.
Os "leões" eram "intrusos",
porque o título discutia-se entre
"encarna-
dos" e FC Porto, que viria a sagrar-se campeão europeu,
enquanto o Benfica ganhava o troféu interno (2-1 ao rival
Lisboa).
Neste último quarto de século, e semelhante, só outro
embate entre "leões" e portistas, também em Alvalade e
com nota positiva para os ainda tetracampeões.
Mesmo assim, o FC Porto já entrou em Alvalade, a 22
de Maio de 1999, com as faixas de pentacampeão. Horas
antes, a outra equipa que também corria para o troféu, o
Boavista, empatava em Faro (2-2), abrindo caminho aos
festejos.
De resto, jogos entre “grandes” para título só como
"aperitivo", o primeiro em 1985/86. Faltavam duas jornadas para o fim da prova e o Benfica, a correr com o FC
Porto para a consagração, recebia o Sporting.
O jogo de 13 de Abril de 1986 lançou mais uma "acha"
para a fogueira de rivalidade entre os dois históricos. Os
sportinguistas continuam a lembrar que "rasteiraram" o
Benfica (2-1 na Luz) a favor do FC Porto, que viria a cortar a meta em primeiro na jornada seguinte.
Os “encarnados” vingar-se-iam 1999/2000 (penúltima
jornada) e 2001/2002 (antepenúltima), ao impedirem o
Sporting de celebrar às suas custas os respectivos títulos,
primeiro com uma vitória por 1-0 (golo de
Sabry) e depois com um empate a um golo.
Percorrendo a história recente, outro jogo "grande" em
forma de rampa de lançamento para a vitória no campeonato disputou-se a 28 de Abril de 1991, nas Antas, entre
FC Porto e Benfica. Dois golos de "rajada" de César Brito,
na recta final (81 e 85 minutos), "empurraram" o Benfica
para o ceptro. Três épocas depois, a 14 de Maio de 1994,
mais um episódio no "anedotário" partilhado entre sportinguistas e benfiquistas. Uma noite de gala de João Pinto (três
golos) em Alvalade contribuiu decisivamente para uma
vitória robusta do Benfica sobre o Sporting, por 6-3, e para
o penúltimo (30.º) título “encarnado”.Após 11 anos de
"jejum", um novo "clássico" lisboeta foi decisivo, já na
nova Luz, também a 14 de Maio, de 2005: uma cabeçada
de Luisão, a seis minutos do fim, garantiu o triunfo do
Benfica sobre o Sporting e um passo de "gigante" para
novo título, celebrado uma semana depois, no Bessa (1-1).
Na época seguinte, a quatro jornadas do fim, o Sporting
foi anfitrião do jogo que carimbou praticamente mais um
título do FC Porto, o primeiro do actual "terra" (1-0, com
um tento do brasileiro Jorginho).
NF.
F.C. Porto-Benfica:
Árbitro vai ser Olegário Benquerença
Decisivo Sp. Braga-P. Ferreira ajuizado por João Ferreira
29ª jornada da Liga é fulcral para a
nomeação do novo campeão nacional.
O F.C. Porto recebe o líder Benfica e a
Liga nomeou para esta partida o árbitro
Olegário Benquerença.
A
Olegário Benquerença
O Benfica poderá até sagrar-se campeão mesmo perdendo. O Sp. Braga, segundo classificado a seis pontos do
líder, recebe o P.Ferreira no Estádio Axa. Para a prossecução do difícil objectivo minhoto, os «arsenalistas»
estão obrigados a vencer os pacenses.
Em caso de empate o Benfica sagra-se campeão, seja
qual for o resultado do Dragão. O Municipal de Braga
deverá ter casa cheia, já que a direcção disponibilizou
bilhetes gratuitos para os adeptos locais. João Ferreira é
o árbitro designado para a partida.
Nomeações da 29ª jornada:
Rio Ave-V. Guimarães,
Bruno Paixão (Setúbal)
Marítimo-V. Setúbal,
Artur Soares Dias (Porto)
F.C. Porto-Benfica,
Olegário Benquerença (Leiria)
Belenenses-U. Leiria,
Luís Reforço (Setúbal)
Olhanense-Leixões,
Pedro Proença (Lisboa)
Sporting-Naval, André Gralha (Santarém)
Académica-Nacional,
João Capela (Lisboa)
Sp. Braga-P. Ferreira,
João Ferreira (Setúbal)
16
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
LA R I C A
V I L
Stadium Suplemento Desportivo
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
17
18
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Stadium Suplemento Desportivo
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
19
Barça vence, mas Inter e Mourinho estão na final da Champions!
Italianos na decisão ao fim de 38 anos
eis anos depois do título conquistado pelo
F.C. Porto em
Gelsenkirchen, José
Mourinho volta a uma final
da Liga dos Campeões! Ao
perder por 1-0 em Camp
Nou, o Inter fez valer a vantagem trazida do Giuseppe
Meazza (3-1) e quebrou um
jejum de 38 anos longe da
decisão do título europeu.
S
Num jogo marcado pela
expulsão de Thiago Motta, aos 28
minutos, o golo de Piqué foi
prémio insuficiente para um
Barcelona
bloqueado
pela
implacável organização defensiva
dos italianos. Mesmo massacrando na posse de bola, raramente o
Barça encontrou inspiração para
entrar com perigo na área de Júlio
César.
Bem se pode dizer que o
Barcelona foi de autocarro para
Milão mas o Inter chegou de autocarro até Madrid. O campeão italiano protagonizou um «catenaccio» à moda antiga, terminando o
jogo com apenas um remate, que
passou bem longe da baliza de
Valdés.
As coisas complicaram-se
para o Inter antes do jogo, com a
lesão de Pandev a forçar a titularidade de Chivu. Voltaram a complicar-se aos 28 minutos, quando
Thiago Motta, já amarelado, colocou a mão na cara de Busquets
num lance dividido. Influenciado
pela pressão do público, Franck de
Bleeckere mostrou um amarelo
severo ao médio brasileiro, que
deixou o campo em fúria, pedindo
satisfações a Busquets pela
teatralização do lance.
Se até aí o Inter pouco tinha
atacado, a partir daí a equipa de
Mourinho passou a ter a organização defensiva como única prioridade. Entregue a um jogo de sentido único, o Barça mostrou
desconforto com a situação,
penando para encontrar espaços
junto à área de Júlio César. Aos 32
minutos, Messi apareceu finalmente, mas o seu remate mereceu
uma defesa fantástica do
brasileiro. Foi a única oportunidade real do Barcelona até ao
intervalo, apesar de muitos
remates que passaram longe do
alvo.
A tendência prolongou-se na
segunda parte, com o Inter a
abdicar de pudores para fechar os
caminhos. Cambiasso e os centrais eram gigantes a afastar o
perigo e Guardiola prescindia de
Ibrahimovic, que passou ao lado
do jogo.
Com Bojan em cunha, os
catalães, aproveitaram o desgaste
do Inter para criar mais perigo na
área. Aos 80 minutos, Bojan falhou clamorosamente após cruzamento de Messi, cabeceando ao
lado. Era o sinal do que estava
para vir: a sete minutos do fim, o
recém-entrado Muntari demorou a
subir e deixou Piqué no limite do
fora-de-jogo. O central, reconvertido em ponta-de-lança, trabalhou
bem sobre Córdoba e Júlio César e
incendiou o Camp Nou.
Os últimos minutos foram de
uma intensidade louca, com o
Inter a sofrer, e Bojan a ver o 2-0
invalidado por mão de Touré.
Pouco depois de Bleeckere apitou
pela última vez, e Mourinho
entrou em campo, festejando de
de dedo em riste no centro do relvado, para frustração dos catalães.
Ficava adiado o sonho culé de festejar o título europeu em casa do
Real Madrid. Ficava também confirmada
a
maldição
da
Champions: nunca um campeão
conseguiu repetir o título, de 1992
para cá.
Mourinho: parabéns
Um feito notável
Claro que não é possível elogiar o futebol do Inter em Camp
Nou.
Mas foi o Barcelona que tentou transformar esta meia-final em
qualquer coisa diferente de «apenas» um jogo de acesso à final da
Liga dos Campeões.
O comportamento de responsáveis do Barcelona foi pouco
habitual, para dizer o mínimo. O
que fizeram alguns média da
Catalunha teria sido execrável se
em Espanha esta forma de tomar
partido, no futebol, não fosse natural. Quase obrigatória.
Colocado o jogo nestas bases,
José Mourinho preparou-se para
tudo.
E tudo era mesmo tudo.
O ambiente único de Camp
Nou, um adversário poderoso,
dois golos que parecendo um
mundo podiam ser coisa pouca se
o adversário chegasse cedo à baliza de Júlio César. E um árbitro
pressionado a um nível poucas
vezes visto nesta competição.
O tudo mudou para ainda mais
difícil quando Motta foi expulso,
cedo nesta história.
Com dez, Mourinho sublinhou
ainda mais o rigor.
O Inter foi uma vergonha?
Acho que não.
Pelo contrário. O Inter foi uma
equipa que se conhece até ao limite e que, não menos importante,
acreditou que do outro lado estava
um conjunto que também tem falhas.
Sim, ao longo de 180 minutos
José Mourinho expôs as deficiências do Barcelona. Que a equipa
mais forte do planeta não seja afinal perfeita é a notícia que sai
desta meia-final.
Custa a crer, mas ficou à
mostra, para o Mundo ver.
Ninguém poderá elogiar
Mourinho pela qualidade do futebol que a sua equipa jogou. Mas,
recordo o princípio do texto, esta
quarta-feira, em Barcelona, não
era de futebol que se tratava. Vista
da Catalunha, esta era sobretudo
uma oportunidade única de ganhar
em Madrid uma Liga dos
Campeões.
Parabéns a Mourinho. Por ter
percebido tudo, desde o princípio.
E por chegar à segunda final da
Liga dos Campeões, claro. Desta
vez o caminho foi mais duro do
que no F.C. Porto. E a final também se prevê mais equilibrada.
20
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
29ª Jornada
às 15:15 de domingo
s encontros da 29ª jornada da Liga portuguesa,
entre eles o FC Porto-Benfica, realizam-se
domingo, pelas 15:15, avançou à Agência Lusa
fonte da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).
A formação “encarnada” pode assegurar na penúltima ronda o seu 32.º título, desde que pontue no Estádio
do Dragão ou que o Sporting de Braga, segundo colocado, a seis pontos, não vença na recepção ao Paços de
Ferreira.
Entre os restantes encontros da ronda 29, destaque
para o Olhanense-Leixões, duas formações na luta pela
permanência.
O
29ª Jornada, 2 Maio, às 15.15:
Rio Ave - Vitória de Guimarães
Marítimo - Vitória de Setúbal
FC Porto – Benfica (Sport TV)
Belenenses - União de Leiria
Olhanense - Leixões
Sporting - Naval 1º de Maio (FPtv)
Académica - Nacional
Sporting de Braga - Paços de Ferreira (Sport TV).
Liga de Honra
Programa da 29.ª jornada
Sábado, 1 de Maio, às 12.30 horas
Feirense - Oliveirense
Portimonense - Varzim
Fátima – Estoril Praia
Sporting da Covilhã - Desportivo de Chaves
Desportivo das Aves - Beira-Mar
Carregado - Freamunde
Penafiel - Trofense
Gil Vicente - Santa Clara.
Mundial 2010
Deco descarta Portugal do lote de favoritos
futebolista internacional
português Deco descartou Portugal dos
favoritos a vencer o Mundial
2010, elogiando a elevada
qualidade técnica, mas recordando a falta de experiencia do
grupo de trabalho liderado por
Carlos Queiroz.
O
"Portugal nunca ganhou um
mundial, por isso não pode ser considerado favorito. Temos uma equipa
de grande qualidade, com grandes
jogadores e que pode ir longe e
chegar à final. Mas não podemos
falar em favoritismo", advertiu, em
entrevista ao site da FIFA.
Deco, que integrou a seleção
quarta classificada no Mundial 2006,
na Alemanha, considera que Portugal
"tem a mesma qualidade, embora
com menos experiencia", lembrando
que vários atletas vão disputar uma
grande competição pela primeira
vez.
"Até mesmo no banco. O
‘Felipão’ (Luiz Felipe Scolari) já
tinha vencido um Mundial com o
Brasil e orientado Portugal no Euro
2004, enquanto Queiroz terá pela
frente a sua primeira grande competição no comando da equipa. É um
excelente treinador, que terá em
mãos um grupo de jogadores muito
bom. Por isso, acho que temos tudo
para ter sucesso", explicou.
Anderson Luís de Souza, conhecido por Deco, lembra que "não é
fácil ser campeão do Mundo",
defendendo que muitas vezes o título
é decidido "nos pequenos detalhes” e
que é preciso “um pouco de sorte nos
momentos decisivos".
Defrontar o seu Brasil, país onde
nasceu, vai ser uma experiencia que
conhecerá pela quarta vez: "É interessante, sem dúvida, mas é completamente diferente disputar um particular com encarar um jogo do Mundial.
É bom já ter passado por isso e saber
o que significa jogar contra o Brasil,
a diferença que isso faz".
"De qualquer forma, não
podemos pensar que existe algum
sentimento negativo, bem pelo contrário. Sou brasileiro, naturalizei-me
por um país onde vivi muitos anos e
que me deu tudo. E ponto final. No
final de contas, trata-se mesmo é de
mais um grande jogo", resumiu.
Para um bom desempenho na
África do Sul, Deco defende que "o
grande desafio é o primeiro jogo,
pois vencendo na estreia, a Costa do
Marfim, as possibilidades de apuramento são muito grandes".
"A selecção que perder vai ter
muita dificuldade em passar à próxima fase", avisa.
Passar aos oitavos de final em
segundo lugar - assumindo o
favoritismo do Brasil - significa
muito provavelmente encontrar a
campeã europeia Espanha, uma
questão que minimiza.
"Não temos problemas em
defrontar seja que adversário for. Se
tivermos que jogar, é o que faremos.
Ir a um campeonato do Mundo a pensar em contra quem se vai jogar, em
escolher o adversário, não faz sentido. Para isso, mais vale ficar em
casa", frisou.
O médio criativo desvalorizou
ainda a influência de Cristiano
Ronaldo na equipa, lembrando que a
selecção já obteve todo o tipo de
resultados com e sem o avançado do
Real Madrid.
"Hoje em dia nenhuma grande
equipa depende de apenas um
jogador. O Manchester United continua bem após a sua saída, o Real
Madrid já ganhou jogos sem ele e
Portugal também. Claro que qualquer grande jogador faz falta, isso é
indiscutível, mas a selecção portuguesa não é dependente do
Cristiano Ronaldo, como nenhuma
dessas equipas é ou era", vincou.
E, ainda a esse propósito, concluiu: "Claro que o Ronaldo, como
um dos melhores do Mundo, faz
falta, mas não me parece correcto
falar em dependência".
Em fim do contrato com o
Chelsea, Deco espera voltar ao Brasil
para junto da família.
RBA.
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Liga Europa
Honra (29.ª jornada)
Atlético perde em Liverpool
mas Forlán garante final
Penúltima ronda
às 12:30 de sábado
s oito encontros da 29.ª e
penúltima jornada da Liga
de Honra em futebol realizam-se todos a partir das 12:30
de sábado, disse à Agência Lusa
fonte da Liga Portuguesa de
Futebol Profissional (LPFP).
O
At. Madrid perdeu em
Liverpool, mas garantiu a
presença na final da Liga
Europa com um golo de Fórlan no
prolongamento, ontem, quinta-feira,
na segunda mão das meias-finais.
Madrid a meio da temporada, depois um
ano frustrante na Luz, e consegue levar o
clube a uma final europeia. Montou bem a
equipa e teve o bom senso de manter o
avançado uruguaio até ao final, decisão
óbvia que só alguém que falasse por falar
não aconselharia.
Aquilani, aos 44 minutos, empurrou
os «reds» para a frente do marcador, vantagem ainda assim insuficiente para
garantir a presença em Hamburgo, face ao
golo de Fórlan na primeira mão. No prolongamento, Benayoun (95) reforçou a
candidatura inglesa, mas o avançado
uruguaio garantiu a festa «colchonera»,
aos 103 minutos.
Fulham afasta Hamburgo da final
O
Simão, mas sobretudo Quique e Reyes
O Atlético Madrid é quase tão
improvável numa final europeia como o
Fulham, o outro companheiro de decisão,
em Maio. O Fulham porque é uma mediana equipa inglesa. O Atlético porque é
uma irregular equipa espanhola.
E no entanto ambos decidirão em
Hamburgo quem fica com a Liga Europa.
E ambos chegarão à Alemanha com
justiça e depois de eliminarem adversários
que eram favoritos.
O Atlético Madrid deste ano tem uma
intensa cor portuguesa. Por causa de
Simão, que foi apenas regular. Por causa
de Paulo Assunção, que foi apenas ele
próprio, nada mais do que isso. Mas também por causa de Reyes e Quique Flores,
dois benfiquistas de curta data. E, já
agora, por ter sido a equipa «colchonera»
a eliminar o Sporting, nesta competição.
O esquerdino fez o passe para a
decisão de Forlan. O treinador chegou a
Mladen Petric não conseguiu garantir
o apuramento do Hamburgo para a final
da Liga Europa. Com um golo soberbo, o
avançado croata colocou a formação
alemã em vantagem, mas o Fulham viria a
dar a volta ao encontro na etapa complementar (2-1). Dois golos em apenas seis
minutos, para a equipa da casa.
Depois de um empate a zero na
primeira mão, o Fulham aproveitou o factor-casa para decidir a eliminatória. O
adversário surgia em Inglaterra com novo
treinador, após o despedimento de Bruno
Labbadia, na ressaca de uma pesada derrota na Bundesliga. O Hamburgo não conseguiu garantir a presença na final da Liga
Europa, que será disputada em
Hamburgo. Contudo, o cenário mudaria
completamente em apenas seis minutos.
Bobby Zamora, principal referência ofensiva do Fulham, esteve em dúvida até ao
apito inicial e acabou por evidenciar algumas limitações físicas. Roy Hodgson viria
a lançar Dempsey, na etapa complementar, vendo Davies relançar a eliminatória
ao minuto 70 (1-1).
Os ingleses precisavam de mais um
golo para seguir em frente. O Hamburgo
desesperava. Sentia a pressão dos adeptos
e procurava manter um bloco sólido, à
frente da sua baliza. Em vão. O Fulham
viria a marcar novamente, ao minuto 76,
des
O embate entre o Feirense (quinto, com
46 pontos) e a Oliveirense (líder, com 49) é
o mais aguardado, numa luta pela subida
em que também entram Beira-Mar (segundo, com 48), Portimonense (terceiro, com
48) e Santa Clara (quarto, com 47).
Os aveirenses actuam no reduto do
Desportivo das Aves, os algarvios recebem
o Varzim e os açorianos deslocam-se a
21
Barcelos, para defrontar o Gil Vicente.
O Varzim (13.º, com 28 pontos) está na
luta permanência, tal como o Sporting da
Covilhã (15.º, com 27) e o Desportivo de
Chaves (14.º, com 28), que se defrontam na
Covilhã.
- Programa da 29.ª jornada:
Sábado, 1 de Maio
Feirense - Oliveirense, 12:30.
Portimonense - Varzim, 12:30.
CD Fátima - Estoril, 12:30.
Sporting da Covilhã - Desportivo de
Chaves, 12:30.
Desportivo das Aves - Beira-Mar, 12:30.
Carregado - Freamunde, 12:30.
Penafiel - Trofense, 12:30.
Gil Vicente - Santa Clara, 12:30.
SSS.
Benfica e Sporting no Continente norte-americano
Benfica a 18 de Maio em Boston,
contra o Revolution
E a 23 de Maio em Toronto, contra o
Panathinaikos, no BMO Field!
enfica joga em Boston, a 18 de Maio contra o Revolution, e a 23 de
Maio jogará no estádio do BMO, em Toronto, contra o Panathinaikos
da Grécia, às 3 horas da tarde. A notícia é oficial, de acordo com o
comunicado da organização que recebemos já em cima do fecho desta
edição.
B
O Red Bulls leva a efeito mais uma etapa do seu habitual torneio anual, o qual desta
feita vai ter a presença do Sporting Clube de Portugal, para além do Sporting, que deverá ter nesta ocasião a possibilidade de apresentar o novo Sporting, o Sporting de Paulo
Sérgio, também vai estar presente o Manchester City, um novo Manchester City que
até poderá já ter no seu plantel os futebolistas benfiquistas que tão cobiçados são por
aquele clube inglês, David Luiz, Cardozo e Di Maria. Neste momento, estas palavras
não passam de conspirações, mas com elevado grau de validade.
Para além do Sporting e do Manchester City, as presenças do Tottenham, outra das
grandes equipas do campeonato da Inglaterra e, claro está, a equipa anfitriã, a do Red
Bulls de Nova York.
Os jogos decorrerão em Nova Iorque, no Red Bull Arena, estádio moderno e com
capacidade para 25 000 espectadores, e marcará o início da época 2010/11 em termos
de competição para o novo Sporting, sob o comando técnico de Paulo Sérgio.
O clube anfitrião, o New York Red Bull, que milita na Major Soccer League, a principal Liga norte-americana, vai defrontar, além dos "leões", cujo estágio de pré-época
começa no início de Julho, duas grandes equipas do futebol inglês, o Tottenham e o
Manchester City.
ONT. REG. # 1649491
22
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Stadium Suplemento Desportivo
Liga de Honra
Primeira Liga
II Divisão Série Norte
III Divisão Série A
Subida
Permanência
III Divisão Série E
Subida
Permanência
II Divisão Série Centro
III Divisão Série C
III Divisão Série B
Subida
Subida
Permanência
Permanência
III Divisão Série F
Subida
Permanência
II Divisão Série Sul
Série Açores
Promoção
Despromoção
III Divisão Série D
Subida
Permanência
III Divisão Série Madeira
Subida
Permanência
Stadium Suplemento Desportivo
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Portugal FC
Andrea Lombardo... Veste camisola Luso-Canadiana!
Domingo, 8 de Maio, no BMO Field
Às 19.00 horas: TORONTO FC Academy – PORTUGAL FC
emos o prazer de informar os nossos leitores
e, em particular, os
adeptos do futebol, que a
equipa representativa da
nossa comunidade, o
Portugal FC vai dar o seu
pontapé de saída para a
temporada que se avizinha
com uma equipa muito diferente das apresentadas nas
temporadas mais recentes,
colocando de lado os veteranos e direccionando a sua
formação para a juventude,
sob a orientação de um técnico com provas dadas,
inclusivamente no próprio
Toronto FC, Carmen Isaaco,
um treinador bem conhecedor do futebol da Canadian
Soccer League que vai certamente proporcionar o bom
futebol que o Portugal FC
poderá oferecer a todos os
luso-canadianos.
T
Isac Cambas, o Presidente da
Colectividade, tem como seu
braço direito Frank Cardona, também ele muito conhecedor do
nosso futebol, pelo que tudo indica que esta temporada as melhorias vão ser concludentes e de
modo a atraírem um número
muito maior de adeptos ao Estádio
Lamport, onde os jogos considerados em “casa”, vão decorrer. De
acordo com o calendário de jogos
que publicamos, como se pode
constatar, as sextas-feiras à noite,
a partir das 20 horas, deverão ser
reservadas para uma visita ao
Estádio Lamport. Um dos factores
de maior atracção é o facto de o
Portugal FC estar a trabalhar no
sentido de ter excelentes futebolistas no seu plantel. Para o caso está
a recente aquisição de Andrea
Lombardo, um jovem com provas
dadas no Toronto FC que durante
a temporada de 2010 vai envergar
a camisola luso-canadiana.
Entretanto e destacando jogo a
jogo, eis que chamamos a vossa
atenção para o primeiro desafio da
temporada, no domingo, 8 de
Maio, pelas 19 horas, no BMO
Field, o Portugal FC a defrontar o
Toronto FC Academy, num
desafio de futebol que vai merecer
a presença de todos aqueles que
gostam de bom futebol.
Depois, a estreia do Portugal
FC em “casa”, no seu Lamport
Stadium, na sexta-feira, 21 de
Maio, contra o Toronto Croácia,
num desafio onde os jovens do
Portugal FC vão ser colocados à
prova perante o seu publico e logo
num confronto dificílimo como
são sempre todos quantos o
Portugal FC tem que efectuar contra o Toronto Croácia.
Outro factor importante e de
grande destaque na temporada que
vai ter agora o seu pontapé de
saída, é o facto de a Liga passar a
contar com mais quatro equipas,
para um total de 13, o que eleva o
total de jogos para 24 (estamos
com quase tantos como o campeonato de Portugal, 24 jornadas
(em vez de 30). O Galaxy de
Brantford parece ter contratado
uma série de excelentes profissionais, surgindo também a
Academia do Montreal Impact, o
Milltown FC e o Hamilton
Croatia, como formações de
grande interesse para esta competição.
Eis o calendário completo do Campeonato:
Sat May 08 Sun May 16 Fri May 21 Fri May 28 -
BMO Field Lions Park Lamport Stadium
Lamport -
7:00 PM:
7:00 PM 8:00 PM 8:00 PM -
Fri Jun 04 Sun Jun 06 Fri Jun 18 Fri Jun 25 Fri Jul 02 Fri Jul 09 Fri Jul 16 Fri Jul 23 Sun Aug 01Sat Aug 07 -
Lamport St. Joan OA Lamport Bishop Reding SS
Lamport Lamport Lamport The Cove Victoria ParkSaputo -
8:00 PM 6:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:38 PM 3:00 PM 1:00 PM -
Fri Aug 13 Fri Aug 20 Sun Aug 22 Fri Aug 27 Fri Sep 03 Wed Sep 08 Fri Sep 17 Sun Sep 19 Fri Sep 24 -
Lamport Brian Stadium Centennial Lamport Lamport Club Roma Lamport Esther ShinerCentennial -
8:00 PM 9:00 PM 8:15 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 8:00 PM 3:45 PM 8:00 PM -
TFC Academy-Portugal F.C.
Brantford Galaxy F.C.- Portugal F.C.
Portugal F.C.-Toronto Croatia
Portugal F.C.- Montreal Impact
Academy
Portugal F.C.-Milltown F.C.
York Region Shooters-Portugal F.C.
Portugal F.C-Brampton Lions
Milltown F.C.-Portugal F.C.
Portugal F.C.-Serbian White Eagles
Portugal F.C.-F.C. Hamilton Croatia
Portugal F.C.-North York Astros
London City-Portugal F.C.
Brampton Lions-Portugal F.C.
Montreal Impact Academy-Portugal
F.C.
Portugal F.C.- TFC Academy
F.C. Hamilton Croatia-Portugal F.C.
Toronto Croatia-Portugal F.C.
Portugal F.C.-Brantford Galaxy F.C.
Portugal F.C.-York Region Shooters
St. Catharines Wolves-Portugal F.C.
Portugal F.C.-St. Catharines Wolves
North York Astros-Portugal F.C.
Serbian White Eagles-Portugal F.C.
23
24
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Stadium Suplemento Desportivo
Selecção Nacional é a 3.ª melhor do mundo
Portugal só é superado por Brasil e Espanha
mês e meio do
arranque do Mundial
2010, Portugal ocupa
pela primeira vez o pódio da
classificação da FIFA, sendo
apenas superado por Brasil
(1.º) e Espanha (2.º), que trocaram de posições.
A
Portugal, que tinha como melhor registo o quarto lugar, em
Março de
2001, Janeiro e
Fevereiro de 2002 e Março de
2010, ultrapassou a Holanda, passando a contar 1.249 pontos, contra 1.221 da formação "laranja".
A subida da formação das
"quinas" tem a ver com os pontos
de Março de 2009, que "caíram",
pois não disputou qualquer encontro, oficial ou particular, desde a
publicação do último "ranking", a
31 de Março. A tabela tem também um novo líder, já que o pentacampeão mundial Brasil voltou
a ultrapassar a Espanha, que liderava desde Novembro de 2009,
passando de uma desvantagem de
13 pontos para uma vantagem de
Liga Espanhola
46 (1.611 contra 1.565).
No "top 10" registaram-se
ainda mais alterações, com as
subidas de Argentina (9.ª para 7.ª)
e Croácia (10.ª para 9.ª) e as descidas de Inglaterra (7.ª para 8.ª) e
França (8.ª para 10.ª).
"Ranking" da FIFA de 28 abril
de 2010 (classificação a 31 de
março):
Liga Italiana
1. (2) Brasil 1.611 pontos
2. (1) Espanha 1.565
3. (4) Portugal 1.249
4. (3) Holanda 1.221
5. (5) Itália 1.184
6. (6) Alemanha 1.107
7. (9) Argentina 1.084
8. (7) Inglaterra 1.068
9. (10) Croácia 1. 052
10. (8) França 1.044
Liga Inglesa
PENICHE COMMUNITY CLUB OF TORONTO
Peniche Supra Os Belenenses Academy
Sábado, 1 de Maio
Às 10.00: Manchester City-Aston Villa
Domingo, 2 Maio
Às 8.20: Liverpool-Chelsea
Às 11.00: Manchester United-Sunderland
Às 13.00: Real Madrid-Osasuna
Às 14.45: Lazio-Inter de Milão
Às 15.15: FC Porto – Benfica (Sport TV)
Às 15.15: Sporting - Naval 1º de Maio (FPtv)
Às 15.15: Sporting de Braga - Paços de Ferreira
(Sport TV).
Quarta-feira, 5 de Maio
Às 15.00: Manchester City-Tottenham
Inscreva os seus filhos na nossa academia. Temos house league, escola de futebol,
equipas competitivas e escola de de guarda-redes.
Para mais informações ligue:
416.536.7063 | 416.845.5698 | 416.992.5301
ia
o
p
A
Leia o nosso jornal na net:
www.postmilenio.com
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Stadium Suplemento Desportivo
Liga de Honra
25
Taça de Portugal
Oliveirense e Beira-Mar podem subir na próxima ronda
Ainda há cinco candidatos ao sonho da I Liga
competitividade da
Liga de Honra é
famosa e, este ano,
não há excepção à regra. A
duas jornadas do final da
época, ainda há cinco
equipas com possibilidades
de ascender ao escalão
principal e a calculadora vai,
certamente, assumir
importância nestas próximas
semanas. Oliveirense, BeiraMar, Portimonense, Santa
Clara e Feirense sonham
com a promoção, com
cenários bem distintos para
todos eles.
A
Esta semana, a Oliveirense
ascendeu do quarto para o
primeiro lugar, beneficiando dos
deslizes
de
Beira-Mar,
Portimonense e Santa Clara. A
vitória sobre o Sp. Covilhã
assume assim capital importância
para os homens de Pedro Miguel
que estão, agora, em posição
favorável para subir.
E a promoção pode chegar já
esta semana. Para que tudo fique
decidido em seu favor, a
Oliveirense precisa vencer no terreno do Feirense, também ele
candidato, e aguardar por deslizes
do Portimonense na recepção ao
Varzim e do Santa Clara na deslocação a Barcelos.
Aliás, se algarvios e açoreanos perderem e Oliveirense
vencer o Feirense, não é só a
Oliveirense que pode abrir o
champanhe caso ganhe. Uma
vitória do Beira-Mar na Vila das
Aves também daria a promoção
aos aveirenses. Neste cenário,
Oliveirense e Beira-Mar adiariam
para a última jornada apenas a
decisão do título.
Há ainda a hipótese de o título ficar, de imediato, entregue à
Oliveirense, caso vença o
Feirense
e
Beira-Mar,
Portimonense e Santa Clara percam. Cenário pouco provável,
mas possível. Se assim fosse,
ficaria para a última ronda a discussão do último lugar de acesso
à I Liga.
Oliveirense sobe se:
*vencer o Feirense e
Portimonense e Santa Clara
perderem.
Oliveirense é campeão se:
*vencer o Feirense e
Portimonense, Santa Clara e
Beira-Mar perderem.
Beira-Mar sobe se:
*vencer o Aves e Portimonense,
Santa Clara e Feirense perderem.
Portimonense, Santa Clara e
Feirense não podem subir já
O que falta jogar para os candidatos:
Ronda 29:
Feirense-Oliveirense
Aves-Beira-Mar
Portimonense-Varzim
Gil Vicente-Santa Clara
Ronda 30:
Oliveirense-Portimonense
Beira-Mar-Carregado
Santa Clara-Aves
Estoril-Feirense
Final marcada
para as 12 horas
de 16 de Maio
D. Chaves e F.C. Porto
vão discutir troféu
no Estádio Nacional
A final da Taça de Portugal
que vai colocar frente-a-frente o
D. Chaves e o F.C. Porto foi
agendada para as 12h00 (horas
de Toronto) do dia 16 de Maio,
um domingo.
O jogo decisivo, marcado
para o Estádio Nacional, vai ser
transmitido em directo pela
FPtv.
Olic faz «hat trick» ao Lyon e coloca Bayern na final
Belenenses despromovido
11 anos depois
Belenenses foi
despromovido à Liga
de Honra de futebol,
após 11 épocas seguidas
no escalão principal, ao
perder por 2-0 no terreno
do Vitória de Guimarães,
em jogo da 28.ª e antepenúltima jornada da Liga
principal.
O
Andrezinho, de grande
penalidade (27 minutos), e Nuno
Assis (47) construíram o resultado que ditou o triunfo do Vitória
de Guimarães (5.º) no jogo disputado no Estádio D. Afonso
Henriques.
Classificada no 16.º e último
lugar com apenas 17 pontos
(duas vitórias e 11 empates), a
equipa de Lisboa foi incapaz de
alcançar o triunfo, único resultado que lhe permitia adiar a confirmação da descida por, pelo
menos, mais uma jornada.
Com duas rondas pela frente,
ou seja, seis pontos em disputa,
os "azuis" já não podem
alcançar o 14.º posto, sinónimo
de manutenção, que é ocupado
pelo Olhanense, com 25 pontos,
tantos quanto o Vitória de
Setúbal (13.º) e mais três do que
um Leixões (15.º), ainda em luta
para se manter nos escalão
maior.
Depois de ter assegurado a
manutenção na "secretaria" em
2005/06 e na época passada,
devido a despromoções administrativas do Gil Vicente, no
primeiro caso, e do Estrela da
Amadora, no segundo, o
Belenenses regressa ao escalão
secundário após 11 épocas
seguidas entre a elite.
O histórico clube de Lisboa,
campeão nacional uma vez, em
1945/46, contabiliza 72 presenças na competição principal e
é o mais assíduo depois dos
“totalistas” Benfica, FC Porto e
Sporting, que contabilizam 76
participações, incluindo esta
época.
O Belenenses esteve apenas
três vezes no escalão secundário,
a última das quais em 1998/99.
STADIUM BELEZA
Equipa alemã vai discutir
o troféu pela oitava vez
Bayern de Munique está na final da
Liga dos Campeões (ou Taça dos
Campeões Europeus) pela oitava vez
no seu historial. Um «hat trick» de Ivica Olic
garantiu a presença no Estádio Santiago
Bernabéu.
O
Frente a um Lyon sem ponta de inspiração, o
Bayern precisou apenas de apresentar uma excelente
organização e grande pragmatismo. O apuramento
mento de Olic, e atirou ao lado.
Vinte e quatro minutos depois, o próprio Olic
mostrou ao colega como se faz. Muller também
apareceu na jogada, mas para assistir o croata, que
recebeu na área, rodou sobre Cissokho e bateu Lloris.
Só a precisar de três golos para chegar à final é
que o Lyon reagiu. Michel Bastos apareceu solto ao
segundo poste, após cruzamento de Jean Makoun,
mas o remate de pé esquerdo saiu ao lado. Foi a única
ocasião da equipa francesa, no primeiro tempo. O
Bayern já parecia ter tudo controlado antes do golo de
Olic, e depois ficou ainda mais confortável.
Quando o único sinal de
inconformismo é uma expulsão
Ivica Olic
acabou por ser mais fácil do que se esperava.
O Bayern entrou no Estádio Gerland em vantagem na eliminatória (venceu em Munique por 1-0),
mas recusou-se a defender o resultado. Logo aos dois
minutos a equipa alemã podia ter arrumado as contas,
mas Muller falhou um golo que parecia certo, quando
apareceu completamente solto na área, após cruza-
No segundo tempo a equipa alemã continuou a
gerir o jogo a seu belo prazer, com o Lyon incapaz de
reagir. A expulsão de Cris, aos 60 minutos, derrubou
todas as esperanças gaulesas. O capitão viu um
primeiro amarelo que já o afastava de uma hipotética
final, e ao aplaudir ironicamente a decisão do árbitro
conquistou o segundo cartão amarelo, e consequente
vermelho. Aproveitou o Bayern para aumentar a vantagem, ao minuto 67. Ivica Olic «bisou», após grande
passe de Hamit Altintop.
Já com o meio-campo defensivo do Lyon transformado em auto-estrada, o Bayern ainda marcou o
terceiro golo (78m). Olic completou o «hat trick» e
chegou aos sete golos na presente edição da Liga dos
Campeões, a um de Messi, o melhor marcador da
competição.
26
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Aniversários... e não só!
urante os últimos dias tivemos
alguns
aniversários
que
merecem a nossa
referência. Em causa
estiveram
dois
grandes amigos desta
casa.
D
O primeiro, um jornalista. Não simples- Fernando cruz Gomes e Família
mente um jornalista, mas
aquele que sempre considerámos como o melhor jornalista português
entre nós. Um que faz parte de uma equipa de três jornalistas que já eram
jornalistas antes de virem para o Canadá. Fernando Cruz Gomes
comemorou o seu 70º Aniversário. E quando se chega aos 70, para além
de todo o valor profissional, há que respeitar que neste caso a idade também passa a ser um posto.
Fernando Cruz Gomes comemorou esta sua entrada no grupo dos
septuagenários junto da sua família, numa festa muito íntima, à qual tive
o prazer e o privilégio de estar presente.
Parabéns, Fernando e que o dia dos teus anos se repita por muitos
mais anos com a presença... Tua e minha,
assim como de todos
aqueles
que
nos
querem bem.
Também em festa
de anos esteve a amiga
Maria Lopes, proprietária do Restaurante
Estrela do Mar, a qual
também reuniu muitos
dos seus amigos e
familiares, com particular destaque para os
filhos Élio e Nelson,
Maria Lopes e o filho Nelson Batista
para além, como é natural, de um grande circulo de admiradores do seu restaurante.
Amiga Maria Lopes, os meus agradecimentos pelo convite de que
fui alvo e deixe-me aproveitar para publicamente lhe dar os parabéns e
desejar que o seu aniversário seja sempre uma festa tão bonita como
aquela que levou a cabo, com muita alegria, boa disposição e sempre
com muita saúde.
Nota triste
Faleceu um amigo
O jornalista e antigo director da Volta a Portugal em bicicleta
Serafim Ferreira faleceu, vítima de cancro.
Serafim Ferreira foi jornalista do Jornal de Notícias (JN) e fundador
e director do diário desportivo O Jogo, cujo primeiro exemplar saiu para
a rua em Fevereiro de 1985.
Apaixonado pelo ciclismo, foi durante muitos anos o “rosto” da
Volta a Portugal, prova da qual foi director, quando esta era organizada
pelo JN.
Nascido a 30 de Julho de 1941, na freguesia do Bonfim, no Porto,
Serafim Ferreira tinha 68 anos.
Serafim Ferreira foi o primeiro Director de um jornal desportivo em
Portugal a me convidar para ser correspondente no Canadá. Na circunstância, do Jornal “O Jogo”, o que aconteceu durante sete anos, tendo
depois sido correspondente do Record durante outros sete anos e de A
Bola, outros sete anos. Foi portanto, Serafim Ferreira quem terá dado
início aos meus laços com os principais jornais desportivos de Portugal.
Que Descanse em Paz!
Selecção de Portugal adia
um dia concentração na Covilhã
selecção portuguesa de futebol vai
entrar em estágio para o Mundial
2010 um dia após o previsto, concentrando-se na Covilhã apenas a 14 de
Maio.
A
"Depois das visitas técnicas aos locais onde a
Selecção Nacional - Clube Portugal vai estagiar e
tendo em conta o desenrolar das competições
europeias, bem como das provas dos diferentes
países onde actuam internacionais portugueses,
foram decididas algumas alterações ao programa
de estágio para o Mundial 2010", explica a federação. A convocatória continua a 10 de Maio,
divulgada por Carlos Queiroz na Covilhã, mas o
pré-estágio subsequente apenas inicia a 14, sextafeira, um dia depois do programado.
O adiar de um dia motiva também a alteração
da primeira folga dos atletas, que assim têm dia
livre a 19 de Maio, repetindo-o a 25 de Maio e 2
de Junho, datas já anteriormente definidas.
Os futebolistas em actividade nos clubes até
16 de Maio, dia da final da Taça de Portugal, entre
FC Porto e Desportivo de Chaves, estão autorizados a apresentar-se apenas cinco dias depois.
O programa mantém os três desafios particulares, os dois primeiros na Covilhã a 24 de Maio
frente a Cabo Verde e no 1 de Junho com os
Camarões, enquanto o último é já em
Joanesburgo, no a 8 de Junho, frente a
Moçambique.
Na Covilhã, os adeptos têm acesso aos treinos
nos três primeiros dias e depois o seu acesso será
mais limitado.
Programa completo:
Segunda-feira, 10 Maio:
20:00 Convocatória, Covilhã.
Sexta-feira, 14 Maio:
13:00 Concentração pré-estágio, Hotel Serra da
Estrela.
Segunda-feira, 24 Maio
19:30 Portugal - Cabo Verde.
Após o jogo - conferência de Carlos Queiroz e
zona mista.
Dispensa dos jogadores.
Terça-feira, 01 Junho:
19:30 Portugal - Camarões.
Após o jogo - conferencia de Carlos Queiroz e
zona mista.
Dispensa dos jogadores.
Sábado, 05 Junho:
10:30 Treino (aberto OCS 15 minutos), Estádio
António Coimbra da Mota, Estoril.
13:00 Conferência imprensa com Carlos Queiroz
e um jogador, Hotel Lagoas Park.
21:30 Partida para a África do Sul.
Terça-feira, 08 Junho:
16:30 Portugal - Moçambique, Wanderers
Stadium.
Após o jogo - conferência imprensa com Carlos
Queiroz e zona mista.
Terça-feira, 15 Junho:
16:00 Costa do Marfim - Portugal.
Após o jogo - actividades Media da FIFA.
20:00 Partida para Joanesburgo.
Segunda-feira, 21 Junho:
13:30 Portugal - Coreia do Norte.
Após o jogo - actividades Media FIFA.
17:30 Partida para Joanesburgo.
Sexta-feira, 25 Junho:
16:00 Portugal - Brasil.
Após o jogo - actividades Media FIFA.
20:00 Partida para Joanesburgo.
RBA.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
O 25 de Abril dos jovens!
O passado, o presente e que futuro?
recente comemoração do
36° Aniversário do 25 de
Abril trouxe alguma novidade às já habituais manifestações. Para além dos discursos
de circunstância no Parlamento
e fora dele, das tradicionais marchas de contestação política, das
expressões populares de algum
contentamento e muita frustação, em virtude da actual situação económica e social do País
e das declarações (algumas das
quais a tocar o revisionismo
histórico dos acontecimentos da
época...) de alguns dos militares
que, em 74, ajudaram a depôr o
antigo regime, esta comemoração, a avaliar por alguns programas televisivos, mereceu o
interesse dum público, que há
muito deveria constituir o público
alvo da nossa memória histórica,... os nossos jovens.
A
É arrepiante ouvir as respostas dos nossos miúdos, quando interrogados sobre o 25
de Abril de 74!
-Quem foi o primeiro Presidente da
Republica, após o 25 de Abril? Resposta:
“Salazar”!
-O que foi o 25 de Abril? Resposta: “A
revolução que acabou com a monarquia”!
-Quem foi António de Spínola, Otelo ou
Salgueiro Maia? Resposta: “Não sei, não
conheço”!
-Qual foi o papel do Movimento dos
Capitães, no 25 de Abril? Resposta: “Não
me lembro, nessa altura só tinha 1 ano”!
Esta e outras respostas do mesmo tipo,
denunciam um mal muito maior do que a
simples e pontual ignorância de um facto
que marcou a nossa história moderna, elas
caracterizam o atraso cultural dos nossos
estudantes, em relação á história do seu País
e à construção da sua pátria. Quem
responde desta maneira absurda, sobre um
facto histórico com 36 anos de idade, pouco
ou nada deve saber sobre os acontecimentos
que marcaram a evolução de um país, com
nove séculos de história.
É angustiante reconhecer esta realidade
e extremamente preocupante perceber que
esta geração vai ter a responsabilidade futu-
ra de dirigir Portugal.
Naturalmente que os jovens não podem
saber aquilo que não lhes ensinaram e, neste
caso, a culpa não morre solteira. Pais, educadores, políticos e todos aqueles com
responsabilidades na educação e nos sistemas e programas de ensino da nossa
juventude, estão na origem deste “desastre”
educativo.Mas será que todos os responsáveis, em diferentes níveis, pensam que,
de facto, a ausência de conhecimentos sobre
a nossa história, é negativo? Acho que não!
Muito boa gente acha que conhecer a
história de um país é um exercício enfadonho, não lucrativo para o seu futuro profissional, uma perca de tempo, que retira a
atenção do aluno para outras matérias mais
importantes e tecnologicamente mais actuais, etc, etc.
Pois é,...quando eu era jovem estudante
também não percebia muito bem porque é
que tinha de estudar ( e decorar...) a história
de Portugal, desde os primórdios da
nacionalidade até aos rios, serras, cidades e
caminhos de ferro de Angola e
Moçambique. Só mais tarde, feito homem,
percebi que, embora muitas dessas e outras
matérias, directamente, pouco ou nada me
ajudassem a conseguir um emprego, na área
27
DR. LUIS BARREIRA
que eu tinha predestinado, elas acrescentaram uma enorme riqueza ao meu conhecimento, aguçando a minha perspicácia pela
aquisição de mais informação, produzindo
espírito crítico e acumulando cultura geral,
tão importante à minha estrutura intelectual
e à essência dos meus actuais valores.
Finalmente, foi a evolução desse acumular
inicial de conhecimentos, que me tem permitido ter uma visão geral sobre o mundo
que me rodeia e uma opinião sobre as
coisas que nos afectam.
Razão pela qual não posso estar de acordo com um sistema de ensino que “rouba”
aos alunos o conhecimento da sua génese,
que produz seres apátridas, ausentes de cultura universal, vulneráveis a todo o tipo de
influências e os vocaciona como “especialistas” de um sucesso, só compreendido na
quantidade de bens materiais que possam
obter.Não é pois de admirar que, muitos
daqueles que hoje têm 36 anos e após tanta
experiência educativa fracassada, vejam
apenas no 25 de Abril de 74, um mero
episódio romântico e aventureiro dos seus
pais, festejado em dia feriado.
Este ano tiveram “azar”,...coincidiu
com o Domingo. É o calendário da “crise”!
De 3 a 10 de Maio comemorações do Feriado Municipal de Ponta Delgada
Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres
apresentação de selo comemorativo, a realização de uma
mesa redonda sobre Ponta
Delgada nos últimos 30 anos e várias
iniciativas de cariz cultural assinalam
as comemorações do Feriado
Municipal associadas às Festas do
Senhor Santo Cristo dos Milagres.
A
O programa comemorativo tem início
no dia 3 de Maio e termina no dia 10, data
em que se assinalará a segunda-feira do
Feriado Municipal com uma sessão no
Salão Nobre dos Paços do Concelho, às
12h00, que será constituída pela assinatura
do protocolo de adesão de Ponta Delgada
como Câmara Fundadora da Fundação de
Serralves, um estatuto que conferirá ao
Município a participação no desenvolvimento de projectos de cariz cultural e ambiental daquela fundação, bem como apoio
técnico e científico à concepção, instalação
e funcionamento do futuro Museu de Arte
Contemporânea; pela apresentação do selo
comemorativo do centenário do Feriado
Municipal, associado à Segunda-feira do
Senhor Santo Cristo dos Milagres; e finalmente, pelo lançamento do volume VIII do
livro “Por Ponta Delgada”, livro de discursos proferidos pela Presidente da Câmara
em 2009.
Aquele dia de Feriado Municipal termina pelas 22h00, no arraial das festas, com
um concerto no Campo de S. Francisco da
Orquestra Ligeira de Ponta Delgada.
Um segundo ponto alto das comemorações do Feriado Municipal terá lugar na
quarta-feira, 5 de Maio, data em que está
marcada, para as 21h30, no Salão Nobre
uma mesa redonda destinada a reflectir e
debater a evolução de Ponta Delgada nos
últimos 30 anos que deverá contar com os
contributos dos antigos e da actual presidentes da Câmara Municipal – António
Costa Santos (1982/1984), João Gago da
Câmara (1984/1989), Mário Machado
(1989/1992), João San-Bento (1992/1993),
Manuel Arruda (1993/2001) e Berta Cabral.
Festa do Emigrante
No âmbito das actividades culturais o
destaque vai para a realização da Festa do
Emigrante, a 7 de Maio, às 21h30, no
Coliseu Micaelense. No palco, estreia o
teatro de revista “Batata com Pimenta”,
pelo grupo “Etcena” de Ponta Delgada.
Dezenas de artistas participam no teatro
de revista feito de quadros humorísticos em
ambiente de arraial, com textos originais de
Leonardo Sousa e cenografia e adereços de
Toni Vieira Faria e André Faria. A encenação e direcção de actores está a cargo de
Leonardo Sousa e as coreografias de Laura
Brandão e direcção de cena de Toni Vieira
Faria.
Como foi referido, o ar de festa chamará
de 3 a 14 de Maio à Câmara Municipal todo
o público interessado em ver ou rever a
exposição “Ponta Delgada na perspectiva
dos repórteres fotográficos”, de Carlos
Costa, Eduardo Resendes, José António
Rodrigues, Pedro Monteiro e Victor Melo,
no horário entre as 8h30 às 19h30.
Como referências culturais a não perder
no programa das comemorações do Feriado
Municipal de Ponta Delgada serão a
exposição de vários Registos do Senhor
Santo Cristo, na Biblioteca Municipal, com
inauguração marcada para 4 de Maio, às
18h30. Com esta mostra ficam também
abertas ao público as exposições de pintura
“As Festas do Senhor Santo Cristo” da
escola de Martim Cymbron, e de fotografia
“S. Miguel, Ilha Verde” de José António
Rodrigues.
Os aspectos religiosos e profanos das
Festas do Senhor Santo Cristo, que mais
impacto têm na sensibilidade dos fotógrafos, são mostrados, no Centro Municipal
de Cultura, a partir de 6 de Maio às 18h30.
Também no Centro Municipal de
Cultura, mas a 7 de Maio, a partir das
18h30, é inaugurada a exposição de Capas
do Senhor Santo Cristo, realizada em parceria com a Irmandade do Senhor Santo
Cristo dos Milagres.
28
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Filme da semana:
Robin Hood
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
Agenda Comunitária
Amor Da Pátria Community Centre
856 College St. – Tel. 416-525-2696
O Amor Da Pátria apresenta o Baile Do Sócio que
terá lugar no Sábado, 1 de Maio no Salão de
Festas da Casa Dos Açores do Ontário localizado
no 1136 College Street em Toronto. O jantar de
sopas do Espírito Santo será servido pelas 19
horas. Para reservas, contacte Melanie (416) 8857368 ou Dina (416) 530-0695.
Arsenal do Minho de Toronto – 1166 Dundas St.
West – Tel. 416-532-2328
Sábado, 8 de Maio, às 19.30, Celebração da Festa
das Mães. Jantar às 20 horas. Musica para dançar
pelo DJ Five Stars e ainda Amy Ventura. Para
mais informações 416-841-6679.
CASA DO ALENTEJO – 1130 Dupont St. – Tel.
416-537-7766 ou 416-537-0574.
Sexta-Feira, dia 30 de Abril:
Todos os meses, na última Sexta-Feira de cada
mês, haverá “Sessão de Bingo” no Salão Azul da
Casa do Alentejo
Elenco voz: Mark Strong, Russell Crowe, Cate Blanchett,
Danny Huston, Matthew Macfadyen, Max von Sydow, Kevin
Durand...
Género: Aventura
Direcção de Produção: Ridley Scott
Duração: 148 minutos
SINOPSE:
O destemido arqueiro Robin Hood (Russell Crowe) e seu bando de saqueadores eram ladrões que se preocupavam somente com suas próprias vidas.
Até que decidem enfrentar o poder e a corrupção que tomou conta da cidade
de Nottingham, sufocada pelos altos impostos e dominada pelo xerife local
(Matthew Macfadyen). Em sua luta contra os poderosos e a favor dos oprimidos, Robin passa a ser considerado um fora da lei e, durante sua cruzada,
acaba conhecendo e se apaixonando por Lady Marian (Cate Blanchett).
CASA DOS AÇORES – 1136 College St. – 416603-2900
Dia 8 Maio dia dedicado às Mães com jantar e
música ao som do conjunto o TABU
Dia 30 de Abril lançamento do livro do escritor
Anthony de Sá, a partir das 19.30 horas.
A Casa dos Açores do Ontário tem o prazer de
convidar a comunidade para o lançamento do
livro "Terra Nova" do escritor Luso Descendente
Anthony de Sá, a decorrer no dia 30 de Abril no
Salão Nobre da Casa dos Açores do Ontário, 1136
College St.
Para mais informações contacte a CAO 416 603
2900
Convocatória
Convoco para o dia 2 de Maio ás 15.30, na sede da
Casa dos Açores do Ontário uma Assembléia
Geral Ordinária nos termos e disposições combinadas dos Artigos 47º- 3 e 4, ; 48º; 49º; 52º e 53º,
todos dos Estatutos da CAO, com a seguinte
ordem de trabalhos:
1. Leitura da última acta.
2. Deliberação do relatório de contas da gerência
do Ano Fiscal de 2009, após o parecer do
Conselho Fiscal.
3. Aprovar o orçamento e plano anual.
4. Outros assuntos.
A Assembleia Geral reunirá em segunda convocatória desde já feita com qualquer número de
sócios, se meia hora após a primeira convocatória
não se encontrar metade e mais um dos sócios
efectivos.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
Leo Machado
CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA – Tel. 905-286-1311.
Sábado dia 1 de Maio, Tradicionais sopas do
Espírito Santo, pelas 7:00 da noite
Com a música do Conjunto Alem Mar.
Domingo dia 2 de Maio, o grande jogo do ano,
Porto Benfica. Com Sardinha assada entre a 1:00
e as 2:00 da tarde.
Festa do Dia da Mãe – Sábado, 8 de Maio.
Abrilhantada pelo Conjunto Starlight. Telefone
para reservas.
O Luso Support Centre está agora a aceitar
inscrições para o novo programa “Universidade
Sénior”, um programa educacional para pessoas
da terceira idade. Em princípio o programa irá
começar com aulas de informática (Computador como usar a internet etc.), um workshop sobre o
sistema eleitoral dos três níveis de governo,
municipal, provincial e federal e aulas de exercício. Os interessados devem telefonar para o Luso
Support Centre através do número 416-761-9761
ou podem passar pelo 2295 St. Clair Ave. W. para
levantar uma inscrição.
Comissão de Festas de Nossa Senhora da Luz –
706 Old Weston Rd.
Tradicional Matança do porco, a 1 de Maio de
2010, com jantar e Baile abrilhantado pelo DJ 5
Star. Adultos: $20; Crianças (até aos 10 anos):
$12.50. Para mais informações ou marcações, por
favor contacte: José Bettencourt: (416) 454-4538;
José M. Bettencourt: (416) 457-2196; David
Miranda: (416) 588-4506
FUTEBOL CLUBE DO PORTO DE TORONTO
– TEL. 416-726-1817 ou 416-791-0227
Festa do Dia da Mãe, Sábado dia 8 de Maio, no
2295 St. Clairn West. Jantar com inicio às 19.30
horas, com a apresentação do Grupo Cantares
Amigos do Minho.
Além-Mar Band
A Além-Mar Band vai fazer o lançamento do novo
CD intitulado "MEMÓRIAS DE UM POVO",
este sábado dia 1 de Maio na Festa do Espírito
Santo em Mississauga no Ontário
As pessoas que estiverem interessadas no CD,
poderão contactar com a Além Mar Band através
dos
seguintes
contactos:
[email protected] ou pelo telefone: (519) 453
5688
A Casa Cultural de Vila do Conde em Toronto
vem por este meio dar a conhecer a todos os seus
sócios que por falta de comparência de grande
parte dos mesmos na passada Assembleia geral de
22 de Março esta foi adiada para o próximo
Domingo dia 2 de Maio de 2010 as 15:00h na sede
deste clube (1110 Dundas st w) em Toronto. A
todos os associados agradecemos a sua comparência com as cotas em dia ou não.
Antecipadamente gratos pela comparência.
Irmandade do Imigrante – Tel. 416-533-0386
29º Aniversário – Sábado, 1 de Maio, no
Lithuanian Hall, 1573 Bloor St. West, junto à
Dundas, con jantar às 19 horas, servido por Cabral
Catering, abrilhantado pelo Conjunto Dynamic
Duo. $40 adultos, $25 crianças. Para mais informações e reservas: Gregório Barcelos: 416-5320444; Jacinto Melo: 647-828-4618; e João
Borges: 416-543-9677.
Classificados
Procura-se recepcionista para consultório médico/dentárioDeve ter capacidade escrita e oral
em Português e Inglês e conhecimento de informática.Devera ser energética, positiva e com
boa orientação para o serviço ao consumidor.
Terça a Sábado, 10.00 am às 5.00 pm. Mande
resumé para [email protected]
Precisamos de trabalhadores com experiência
em Interlock e Piscinas. Os interessados devem
ligar para: 416-527-1620 ou 416-520-6819
Secretária para Escritório de Representação
Banco Português com Escritório de
Representação em Toronto precisa de
Secretária que fale e escreva, fluentemente,
Português e Inglês, com conhecimentos de
informática na área do utilizador, Word, Excel,
power point, Outlook e Internet, boa capacidade
de comunicação, facilidade de relacionamento
com a Comunidade Portuguesa e com experiência na banca portuguesa de dois a três anos.
Salário anual: $40 000.00 CAD.
Enviar currículo para o fax: 416-603-8892 ou
para o e.mail [email protected]
ESPECIAL DE PRIMAVERA
Agora $180.00!
Aproveite esta oportunidade de ver a RTPInternacional com um pagamento único de
$180.00. Tudo legal. O Tony Satellite só instala
equipamentos legais. Um “receiver”, uma
parabólica, mais a instalação, tudo por $180.00
e fica a ver a RTP-International para semprre.
Sem contratos. Sem depósitos. Sem pagamentos mensais. Apenas um pagamento de
$200.00. Os interessados devem ligar para o
647-896-1612.
Empresa de design gráfico procura designer
com experiência em inDesign, Photoshop e
Illustrator.Enviar currículo e portfolio para
[email protected]
Apartamento na área da Dupont e Dundas
Oeste, com 3 quartos de cama, uma sala de
estar, uma casa de banho (nova), uma cozinha e
sala de jantar (nova), num segundo andar com
muita luminosidade e brilho.
Os interessados devem telefonar para
o 905-731-0567.
Companhia Portuguesa precisa de “chauffer”
(condutor – motorista) com experiencia em “disposal” e com carta de condução DZ. Os interessados deverão telefonar para: 416-2743057.
Starsky Supermarket
Were looking to fill the following positions: Deli
Clerk/Baker or Baker Helper. Full-time open to
shift work including weekends, positive attitude.
Fax resume to 905 363-2002 attention Human
Resource
Manager
or
email
[email protected]
Supermercado Starsky
Precisamos de empregado para a Delicatessen
e de um ajudante de Padeiro/Pasteleiro, com atitude positive. Posições em full-time, em turnos,
mesmo para trabalhar durante os fins-de-semana.
Resumés ou CV devem ser enviados para o Fax:
905-363-2002, à atenção do Human Resource
Manager, ou enviados por e.mail para:
[email protected]
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
A Nossa Sociedade
1
1. Durval Terceira e esposa
2. Alvaro e Fernanda Ribeiro
3. Arnaldo e Avelina lopes
4. Manuela Sousa
5. Beto Luquesi
6. Jorge costa
7. Maria Ferreira
8. Mary Silveria, Carlos Ferreira e Mario Pires
9. Carlos, Isilda, Carla e Emily Brito
10. Miguel Sousa, Pedro Ribeiro e Igor Ribeiro
11. Fátima Ferreira
2
5
4
3
6
9
7
10
8
10
29
30
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
HORÓSCOPO
CARNEIRO
21/03 A 20/04
TOURO
21/04 A20/05
GÉMEOS
21/05 A 20/06
CARANGUEJO
1/06 A 20/07
LEÃO
22/07 A 22/08
VIRGEM
23/08 A 22/09
BALANÇA
23/09 A 22/10
ESCORPIÃO
23/10 A 21/11
SAGITÁRIO
22/11 A 21/12
Capricornio
22/12 a 20/01
AQUÁRIO
21/01 A 19/02
Peixes
20/02 a 20/03
Por: Paulo Cardoso
O Sol em conflito com Plutão tende a perturbar as relações com pessoas
de autoridade e aumenta a possibilidade de conflitos com estranhos. Não
seja obstinado. Mostre que também é capaz de ser flexível. Plutão, ao
acentuar a sua insatisfação, poderá expô-lo a atitudes limite.
O conflito entre o Sol e Neptuno indica um momento em que não deverá deixar que “mexericos de escritório”, ou intrigas, interfiram no curso normal do
trabalho. É um excelente momento para acentuar a índole prática e o realismo a qualquer coisa em que esteja empenhado.
Durante este período, algo de excitante ou inesperado poderá acontecer. Se
continuar assim impaciente, poderá ter um aborrecimento a qualquer momento,
dificuldades de vária ordem poderão começar a surgir, e uma hipótese de vir a
sofrer um acidente não deverá ser excluída.
A sua imagem pessoal está, neste momento, valorizada, até mesmo à luz
dos seus próprios olhos, o que facilitará bastante os seus contactos e relacionamentos com as outras pessoas, tanto a nível pessoal como profissional. Poderá ter vontade de iniciar um novo projecto, eventualmente profissional, mas não deverá fazê-lo sem a ajuda de alguém.
O seu lado prático está agora mais em evidência, e poderá querer ver frutos dos projectos que andou a preparar com vistas ao seu aperfeiçoamento profissional. Essa determinação é-lhe particularmente benéfica
neste momento, e o seu ego vai apreciar o reconhecimento dos outros.
Poderá sentir alguma quebra na sua habitual vitalidade, mas notará, muito
provavelmente, uma maior objectividade e sentido do real ao longo deste
período. Se experimentar algum pessimismo ou receio de fracassar, não
desanime, nada está perdido. Aceite, com humildade, a ajuda de alguém
ou, pelo menos, escute uma palavra amiga, e verá como a sua auto-confiança regressará.
Mantenha a honestidade e legitimidade em todos os seus negócios. De
qualquer modo, suscitará oposição às suas próprias ideias. Se manteve
intacta a sua integridade poderá manter a sua posição. Tenha a disponibilidade para ceder.
As suas ideias podem não ser muito claras ou não se sentir com muita energia, pelo que um bom livro ou filme poderão ser uma escolha melhor do que
qualquer actividade mais enérgica ou ambiciosa. Evite as decepções nos seus
relacionamentos.
Nesta altura, irá provavelmente dar-se conta de que há várias coisas que
estão a escapar ao seu controle. Poderá sentir que a sua segurança e
estabilidade estão, de uma certa forma, a ser postas em causa e isso
poderá provocar-lhe alguns receios, até mesmo uma certa desorientação.
Tente adaptar-se às circunstâncias com calma e tranquilidade e poderá,
talvez, ganhar o jogo.
Poderá sentir algum desejo de se revelar mais aos olhos dos seus amigos,
das pessoas de quem gosta, e da sociedade em geral. Essa sua atitude
expansiva poderá facilitar-lhe o caminho para novos relacionamentos pessoais ou profissionais. Um novo projecto poderá delinear-se no horizonte,
um convite para colaborar em algo que lhe dará sucesso e prestígio poderá surgir a qualquer momento.
A actual conjuntura dos astros aumenta o seu desejo de alcançar êxito profissional e reconhecimento na sua carreira. Aproveite a ocasião e dê prioridade ao trabalho, se a sua tendência habitual vai mais para a diversão.
Poderá obter algum sucesso se se iniciar no mundo dos negócios com firmeza e empenho. Se já tinha pensado nisso antes, é talvez agora a altura
ideal para pôr em prática essas ideias.
Se se abrir com alguém e exteriorizar o que lhe vai na alma, em vez de tentar
resolver essa frustração que lhe domina o espírito neste momento, ultrapassará este momento de preocupações com uma relativa facilidade. Não é um
sinal de fraqueza recorrer a alguém quando realmente se necessita de um
ombro amigo, pelo contrário, pode ser até um gesto de coragem.
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
31
Lazer
Culinária
PALAVRAS CRUZADAS
Folhadinhos de atum
1
Ingredientes:
1 cebola picada
1 colher de sopa de azeite
1 colher de salsa picada
1 lata de atum 120 g
1 colher de chá de mostarda
1 colher de chá de ketchup
200 g de massa folhada
1 ovo cozido
2
3
4
5
6
7
8
9 10 11 12 13 14 15
1
2
3
4
Preparo
Refogue ligeiramente a cebola e a salsa noazeite.
Retire do lume e acrescente o atum bem escorrido,
a mostarda e o ketchup.
Coloque a massa folhada, descongelada conforme as instruções da embalagem, numa superfície enfarinhada. Estenda um pouco com o rolo, mais no sentido do comprimento do que na largura. Coloque o
recheio ao comprido nesta tira de massa, pincele os bordos com ovo batido e dobre os lados da massa
por cima do recheio. Pincele o exterior com ovo batido, salpique com ervas aromáticas, queijo ralado
ou sementes de sésamo. Corte em 8 pedaços e leve ao forno a cozer até dourar.
Sirva com uma salada mista ou embrulhe em papel de alumínio como refeição ligeira para a praia.
5
6
7
8
9
10
11
Camembert embrulhado com framboesas e alecrim
Ingredientes:
1/2 chávena de compota de framboesas
1/4 de chávena de framboesas
1/2 colher de chá de alecrim bem picado
1 folha de massa folhada
1 camembert
1 ovo batido
Bolachas salgadas e fatias de baguette, para servir
Preparo
Aqueça o forno a 190 ºC. Misture a compota, framboesas
e alecrim numa tigela. Tempere com pimenta. Reserve.
Estique a massa folhada. Corte a casca superior do queijo.
HORIZONTAIS: 1- prerrogativa, adquirir por contágio 2- época notável, protecção, a ele 3- noções
leves e superficiais, roer 4- oposto, aplauso tipico
nos espectaculos tauromáquicos, prefixo designativo
de negação 5- fechar as asas para descer mais
depressa, rebanho de gado grosso, ave corrdora de
grande porte 6- peso de mil quilos no sistema metrico, vereador municipal 7- satélite de júpiter, região
militar (abrev.), rumo 8- Décimo, aguardente de
cereais aromatizada com bagas de zimbo, país de
Ásia, alumínio (s.q.) 9- divindade que respondia a
consultas, grande porção, ale 10- senhor inglês
(abrev.), diapasão, ruim 11- filtrada, rezaram,
solitário.
VERTICAIS: 1-consignado por escrito 2- também
(arc.), ninho, deserto 3- excitara 4- distraído 5-
regras, vício de comer e beber com excesso 6- bico
do peito 7- insignificância, no ano do Senhor
(abrev.lat.), Deus da burla e do sarcasmo 8- método de localizar objetos debaixo de água através da
reflexão de ondas ultra-sónicas, caminhar 9- actínio
(s.q.), ali, plantar medicinal das margens do mar vermelho 10- tabique, ratar 11-bolo de farinha de
arroz e azeite de coco, usado na Ásia, adido
(abrev.), parecença 12- parte gordurosa do leite que
toma à superfície a forma de película, espécie de
enguia, milímetro (abrev.) 13- ansiedade, transitava
14- Rio da Suiça, tomografia axial computorizada
(sigla) 15-letra gregea correspondente ao R latino,
sáurio cuja pele muda de cor sob acção da luz ou
da vontade do animal.
Respostas
Coloque o queijo no centro da massa folhada. Deite a mistura de framboesas por cima do queijo.
Dobre a massa em lados opostos, por cima do queijo. Pincele os restantes lados da massa com o
ovo. Dobre por cima do queijo e pressione para selar. Pincele a massa com o ovo e coloque num
tabuleiro de ir ao forno. Cozinhe por 20 minutos ou até a massa estar dourada.
Sirva com bolachas salgadas e fatias de pão, se desejar.
Horizontal
1- regalia, apanhar 2- era,
capa, ao 3- laivos, ratar 4invés, olé, an 5- siar, manada,
ema 6- tonelada, edil 7- io,
RM, rota 8- dez, gim, Irão, al
9- oráculo, ror, ice 10- Mr,
lamiré, má 11- coara, oraram,
só
Vertical
1- registrado 2- er, Nio, ermo
3- galvanizara 4- aéreo 5leis, gula 6- manila 7- avo,
AD, momo 8- sonar, ir 9- ac,
Embora estas duas imagens pareçam idênticas,
têm 7 diferenças.
Tente descobri-las e divirta-se!
Sudoku
O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa
grade de 9×9, constituída por 3×3 subgrades chamadas regiões. O quebra-cabeça contém
algumas pistas iniciais. Cada coluna, linha e região só pode ter um número de cada um dos
1 a 9. Resolver o problema requer apenas raciocínio lógico e algum tempo.
7
D
I
F
E
R
E
N
Ç
A
Tabela:
10 minutos: Você é um craque!
15-20 minutos: Você domina o jogo.
21-25 minutos: Fazendo progresso.
25 ou mais minutos: Praticar mais.
lá, mirra 10- parede, roer 11apa, ad, ar 12- nata, iró, mm
13- anelo, ia 14- aar, TAC 15coragem, aia
S
Solução da edição 972
7 DIFERENÇAS
32
30 de Abril a 6 de Maio de 2010
Post-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!
Download

Sábado, 8 de Maio, às 19.00 Horas: