Redes de Computadores - RC
Prof. Eduardo
RC
• Área de formação tecnológica
• Carga horária: 134 h/a
• Professor
Eduardo Machado Real
eduardomreal@gmail.com
eduardomreal@hotmail.com
eduardomreal@uems.br
• Organização do curso
Aulas: quintas das 07:30h às 11:00h
Ementa
• Introdução a redes de computadores e comunicação de
dados.
• Protocolos e serviços de comunicação.
• Terminologia, topologias e modelos de referência.
• Fundamentos de transmissão de dados, codificações
analógica e digital.
• Protocolos de enlace e tecnologias de redes locais.
• Interconexão de redes e principais protocolos: protocolo IP
e protocolos auxiliares.
• Roteamento na camada de rede.
• Funções da camada de transporte e protocolos TCP e
UDP.
• Camada de aplicação, aplicações cliente-servidor e
principais serviços.
• Atividades práticas em laboratório.
Objetivos
• Reconhecer os fundamentos de comunicação e
transmissão de dados, meios e técnicas de
transmissão, bem como normas e padrões.
• Proporcionar aos alunos o conceito de arquitetura
de rede em camadas, adotando como referência a
arquitetura de protocolos TCP/IP.
Bibliografia
•
•
•
Básica:
STEVENS, D. L.; COMER, D. E. Interligação em rede com TCP/IP. Rio de
Janeiro: Campus. 1998. v.1
______. Interligação em rede com TCP/IP. Rio de Janeiro: Campus. 1998. v.2
SOARES, L. F. G. Redes de computadores. Rio de Janeiro: CAMPUS. 1998.
THOMAS, R. M. Introdução às redes locais. São Paulo: Makron Books, 1997.
Complementar:
TANENBAUM, A. S. Redes de computadores. Rio de Janeiro: Campus. 2004.
STEVENS, W. R. TCP/IP Illustrated. Addison-Wesley Publishing Company,
1994.
Indicações:
COMER, Douglas. Interligação de redes TCP/IP: princípios, protocolos e
arquitetura. Vol. 1, Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
KUROSE, James F.; ROSS, Keith W. Redes de Computadores e a Internet.
5ªed. 2010.
PETERSON, Larry R.; DAVIE, Bruce S. Redes de Computadores: Uma
Abordagem de Sistemas. 3ªed. Campus, 2004.
MORIMOTO, C. E. Redes: Guia Prático. 2ªed. Porto Alegre: Sul Editores, 2011.
Conteúdos
• http://eduardoreal.wikispaces.com
Avaliação
• Nota 1: P1*0,7 + A1*0,3
• Nota 2: P2*0,5 + S1*0,3 + A2*0,2
P1, P2 e P3  provas
S1 e S2  trabalho e
apresentação
A1, A2 e A3  atividades
• Nota 3: P3*0,5 + S2*0,3 + A3*0,2
Média = (Nota 1 + Nota 2 + Nota 3) / 3
E as datas para as provas
Motivação
• O ponto chave da tecnologia dominante neste século
tem sido a aquisição, o processamento e a
distribuição da informação.
- Instalação de redes telefônicas de alcance mundial.
- Invenção do rádio e televisão.
- Nascimento e o contínuo crescimento da indústria de
computadores.
- Lançamento de satélites de comunicação.
Motivação
• Durante as duas primeiras décadas de sua existência,
os sistemas computacionais eram altamente localizados
(normalmente dentro de uma grande sala) - o Centro de
Computação.
- Problemas
1. O conceito de um único e grande computador
fazendo todo o trabalho.
2. A ideia dos usuários trazerem o trabalho ao
computador, ao invés de levar o computador ao
usuário.
Este modelo arcaico está sendo rapidamente trocado por sistemas em que
um grande número de computadores separados, mas interconectados,
fazem a tarefa. É o que chamamos de Rede de Computadores.
Motivação
• Cenário antigo
Um único computador (poderoso) servindo toda a
empresa
• Cenário moderno
Um grande número de computadores separados e
interconectados executam as tarefas necessárias
Exemplo – RC (modelo comum)
Exemplo – RC (modelo comum 2)
• Exemplos?
Exemplo – RC (modelo comum 3)
• O que
reconhecemos
aqui?
Exemplo - cenário moderno
Exemplo - cenário moderno
• Rede de computadores
Coleção interconectada de computadores
autônomos
Dois computadores estão interconectados
se eles são capazes de trocar
informações
Utilização e objetivos da RC
• Fazer todos os programas, dados e outros recursos
disponíveis a todos, sem se considerar a localização física do
recurso e do usuário.
• Barateamento de processamento.
Até 1970, computadores eram muito caros se comparados aos
custos de comunicação. Atualmente, a situação se inverte: é
mais barato colocar vários computadores para análise local
de dados com transmissão eventual destes dados.
• Fornecer um meio de comunicação eficiente entre pessoas
trabalhando distantes umas das outras.
• Adicionalmente pequenos computadores tem uma taxa
preço/performance muito melhor que os mainframes. Os
mainframes são mais rápidos que os micro-computadores, mas são
mais mais caros.
Utilização e objetivos da RC
• Compartilhamento de recursos
• Meio de comunicação entre pessoas separadas
geograficamente
• Acesso a programas remotos
• Acesso a bancos de dados remotos (ex. reservas de
passagens, hotel, teatro, …)
• Correio eletrônico
• Economia de dinheiro
- Computadores pessoais possuem uma relação
preço/desempenho melhor do que grandes
computadores
• Facilidades de comunicação (Skype, MSN, VoIP, etc.)
• ...?
Estrutura de rede
• Nomenclatura para computadores em uma rede
Host, end system, nó, máquina ou elemento de rede.
• Hosts são conectados pela subrede (subnet) de
comunicação
- A tarefa da subrede é carregar mensagens de hosts
para hosts.
- A subrede de comunicação consiste de Linhas de
transmissão (canal ou enlace) e elementos comutadores.
Blocos de montagem
• Nós: PC, hardware de uso especial… Hosts,
switches, modems, hubs, roteadores, placa de
redes (NIC), cabos, fibras, etc.
• Enlaces: cabo coaxial, fibra óptica…
ponto a ponto
acesso múltiplo
Redes comutadas
• Uma rede pode ser definida recursivamente como...
• dois ou mais nós
conectados por um enlace
• duas ou mais redes
conectadas por um nó
Redes comutadas
• Comutação de circuitos: transporta fluxos de bits
rede
Telefônica original
• Comutação de pacotes: armazena e encaminha
mensagens
Internet
Endereçamento e roteamento
• Endereço: sequência de bytes que identifica um nó
normalmente exclusivo
• Roteamento: processo de encaminhar mensagens
ao nó de destino com base no seu endereço
• Tipos de endereços
unicast: específico do nó
broadcast: todos os nós na rede
multicast: um subconjunto dos nós na rede
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem?
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem?
- Um canal de comunicação entre elas
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem?
- Um canal de comunicação entre elas
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem e se entenderem?
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem e se entenderem?
- Uma linguagem comum entre elas.
Princípios da comunicação
• O que é necessários para duas pessoas se
comunicarem e se entenderem?
- Uma linguagem comum entre elas.
Protocolos de comunicação
• Conjunto de regras e procedimentos que definem a
comunicação entre duas ou mais entidades.
• Definem
– O formato e a ordem das mensagens trocadas entre
duas ou mais entidades.
– As ações tomadas durante a recepção e/ou
transmissão de mensagens.
– As ações tomadas em outros eventos.
Protocolos de comunicação
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas.
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas.
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura,
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura,
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura,
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura, em grupo, etc.
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura, em grupo, etc.
Protocolos de comunicação
• Mas se as entidades não quiserem “apenas” se
comunicarem?
- Comunicação confiável e sem falhas, com
qualidade, segura, em grupo, etc.
Arquitetura de redes, para reduzir a complexidade do
projeto de uma rede de comunicação.
Download

RC-apres - EduardoReal