:: Força-Tarefa Estilos de Vida Saudáveis :: ILSI Brasil :: 26 de Abril de 2011 ::
Hábitos e
Importância do
Café da Manhã
Camila Leonel Mendes de Abreu
Nutricionista. CRN-3: 13325
Especialista em Adolescência e
Mestre em Ciências Aplicadas a Pediatria
- UNIFESP / EPM –
[email protected]
Setor de Medicina do Adolescente
Disciplina de Especialidades Pediátricas
Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente
Universidade Federal de São Paulo
- Estruturação da Apresentação O Café da Manhã por 03 Pontos de Vista:
• PROFISSIONAL
contribuições científicas
encontradas na literatura
• POPULACIONAL
freqüência esperada
vs
freqüência observada
• INDÚSTRIA
tradução de tendências
alimentares em propostas de
serviços e produtos
Para Refletir:
Por que Devemos Realizar o Café da Manhã Todos os Dias?
Características e Perspectivas
Desejejum
é uma das três principais refeições do dia,
definida como a primeira refeição consumida
pela manhã [horário provável: entre 6 e 9h].
Rampersaud GC. Benefits of breakfast for children and adolescents:
update and recommendations for practitioners.
Am J Lifestyle Medicine. 2009; 3(2):86-103
Desayuno
caracteriza o rompimento do jejum involuntário
mantido durante o sono.
Affenito SG. Breakfast: a missed opportunity.
J Am Diet Assoc. 2007; 107(4):565-9.
Breakfast...
deve garantir, em média, 25% do total energético
estimado para o dia.
Song WO e cols. Is consumption of breakfast associated with
Body Mass Index in US adults?. J Am Diet Assoc. 2005;105(9):1373-82.
Trata-se do “combustível primordial” do
organismo para o início das atividades
cotidianas do indivíduo.
J Am Diet Assoc. 2003; 22(4):296-302.
Impacto do Consumo do Café da Manhã Para a Saúde
Evidências científicas relacionam o consumo
freqüente de café da manhã com:
(a) Controle de Peso
refeição matinal proporciona uma maior
ingestão de vitaminas, minerais e fibras e
menor ingestão de gorduras e colesterol
= Saciedade vs Quantidade Calórica Total
Adolesc Health. 2006; 39(6):842-9
J Am Diet Assoc. 2005; 105(5):743-60
Int JObes. 2003; 27(10):1258-66
Mas para tal ação, é essencial a Avaliação Qualitativa da Refeição!
1. Café da Manhã Completo ou Padrão
Presença de 1 fonte de cálcio e proteína + 1 porção de fruta e/ou fibras +
1 alimento do grupo dos carboidratos
2. Café da Manhã Incompleto
Incompleto de 1 (um) grupo de alimento: ausência de lácteos ou cereais ou frutas
Incompleto de 2 (dois) grupos de alimento: ausência de mais de um tipo de alimento
Incompleto total: ausência de qualquer alimento fonte
Rev Nutr. 1999; 12(1): 55-63
A nossa experiência
em conhecer
a prática do
café da manhã:
Orientador:
Dr. Prof. Mauro Fisberg
Co-orientadora:
Drª Profª Isa de Pádua Cintra Sampaio
Dados da Dissertação de Mestrado de
Eliana Cristina de Almeida,
Intitulada: “Hábito do consumo do café da
manhã por adolescentes de escolas públicas e
privadas, localizadas na região central
da cidade de Cotia - São Paulo”
CARACTERIZAÇÃO DA POPULAÇÃO ESTUDADA
10 a 19 anos
5 escolas
(n = 1129)
51,5%
Escola Pública = 3 (65,3%)
Escola Particular = 2 (34,7%)
• Média de idade da Escola Pública: 13,8 (1,7) anos
• Média de idade da Escola Privada: 15,0 (2,1) anos
48,5%
Proposta Estudo:
Verificar o hábito do consumo e
analisar a composição do café da manhã
TIPO DE CAFÉ DA MANHÃ CONSUMIDO PELOS ADOLESCENTES
100
%
80
Tal desequilíbrio pode contribuir para maior
risco de excesso de peso e para a dificuldade
em atingir as necessidades nutricionais,
principalmente de cálcio e fibras
60
DEFICIENCY is a “silent epidemic”
88,2%
JAMA 2011; 305 (5): 453-6.
40
20
0
11,8%
Completo
Incompleto
O sexo feminino consumia de forma mais completa
PERCENTUAL DE ADOLESCENTES QUE CONSUMIAM O CAFÉ DA MANHÃ,
DE ACORDO COM A AUSÊNCIA DOS GRUPOS DE ALIMENTOS
7,4%
Total
refrigerante, pizza e salgadinhos
2 grupos
23,1%
Current dietary recommendations advise reducing
the intake of saturated fatty acids (SFAs) and
refined carbohydrates to reduce coronary heart
disease (CHD) risk
Am J Clin Nutr 2011;93:684–8.
1 grupo
pão francês com margarina + leite com achocolatado
0
20
%
40
60
Incompleto total foi mais freqüente no sexo masculino
e nos adolescentes de escolas privadas
69,5%
80
CONSUMO DE FRUTAS NO CAFÉ DA MANHÃ
100
80
60
Sexo feminino e adolescentes
eutróficos consumiam mais
alimentos do grupo das frutas
82,6%
%
40
20
17,4%
0
Sim
Não
Clinical recommendations for consumption of foods containing fiber:
• improve laxation and reduce diverticular disease .
• reduce obesity, cardiovascular disease, type 2 diabetes and some cancers.
• dietary fiber influences the characteristics and fermentation patterns of the intestinal microbiome in
humans.
[American Society for Nutrition. Adv. Nutr. 2: 151–152, 2011]
RELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E O TIPO DE CAFÉ DA
MANHÃ CONSUMIDO
consumo de fibra entre crianças e adolescentes brasileiros:
3,4 - 15,5 g por dia x AI 26-38 g/d
100
J Pediatr (Rio J). 2007;83(1):47-52
93,7%
80
87,2%
60
%
40
20
*
12,8%
6,3%
0
Eutrófico
Completo
Acima do Peso
Incompleto
Efficacy of Dietary Behavior Modification for Preserving Cardiovascular Health and Longevity
L. Djouss e, J. A. Driver, and J. M. Gaziano, Relation between modifiable lifestyle factors and lifetime risk of heart failure.
Journal of the American Medical Association. 2009; 302: (4): 394–400
Impacto do Consumo do Café da Manhã Para a Saúde
Evidências científicas relacionam o consumo freqüente de café da manhã com:
(b) Melhoria no Rendimento Escolar e Profissional
efeitos positivos no desempenho cognitivo, na atenção em realizar tarefas,
na capacidade de memorização, no sentimento de disposição e
na freqüência escolar e /ou menor taxa de absenteísmo.
[ Physiol Behav. 2007; 90(2-3): 382-5 ; Public Health Nutr. 2007; 10(6):582-9]
NICHO DE MERCADO: Incentivo a Programas de Café da Manhã
Ambiente Escolar
Adoção de alimentos adicionados,
enriquecidos e/ou fortificados, tais como:
leite com ferro, cereais com vitamina D,
bolachas e pães com fibras e sucos com cálcio
Desde que:
• Análise da situação epidemiológica
• Produto compatível com a faixa etária
• Avaliação nutricional sistemática
• Monitoramento da eficácia do alimento /
produto e de possíveis efeitos adversos
• Orientação alimentar e ações promotoras de
saúde.
Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2010;32(Supl. 2):140-147
Estímulo ao
Comportamento
Saudável
Guerra ao bacon,
ovos, panquecas
e waffles....
Promoção da Saúde é essencial para o enfrentamento dos
desafios globais da saúde pública de forma efetiva
Linha do Cuidado sob perspectiva da Macropolítica ou da Gestão
NICHO DE MERCADO: Incentivo a Programas de Café da Manhã
Para Ambiente Corporativo...
Promoção Ambiente Saudável + Prevenção da Síndrome de Burnout*
*Cad. Saúde Pública. 2009; 25(7):1559-1568
Exaustão emocional (EE): fadiga intensa, falta de forças
para enfrentar o dia de trabalho e sensação de estar sendo
exigido além de seus limites emocionais.
Despersonalização (DE): distanciamento emocional e
indiferença em relação ao trabalho ou aos usuários do
serviço.
Diminuição da realização pessoal (RP): falta de
perspectivas para o futuro, frustração e sentimentos de
incompetência e fracasso.
condição clínica adaptativa, crônica e associada
às demandas e exigências laborais.
Análise custo-efetividade e índice de qualidade da refeição aplicados à Estratégia Global da OMS
Índice Dietético = método de análise para determinar a qualidade da alimentação, por meio de parâmetros
como: ingestão adequada de nutrientes, número de porções consumidas de cada grupo de alimentos e
quantidade de diferentes gêneros alimentícios.
Rev. Nutr.2010; 23(2):281-295
Objetivo dos serviços de alimentação e nutrição institucionais:
oferta de refeições nutricionalmente equilibradas e seguras quanto à qualidade
higiênico-sanitária e, adicionalmente, recuperação ou manutenção da saúde.
Custo por refeição total (R$)
1,58
1,69
2,03
Investimento
e não custo !
2,14
2,47
A adoção de uma porção de fruta na composição do cardápio, é viável
em termos financeiro e proporciona:
1) fator protetor em relação ao sobrepeso e obesidade obesidade.
2) provisão de uma porção adicional de fibras e compostos bioativos.
3) consolidação de hábitos alimentares mais saudáveis pela oferta de
diferentes tipos de frutas, conforme as épocas do ano.
Rev Saúde Pública 2008;42(1):64-72
Impacto do Consumo do Café da Manhã Para a Saúde
Evidências científicas relacionam o consumo freqüente de café da manhã com:
(c) Momento estratégico para estimular o convívio familiar nas refeições cotidianas
Incentivo a convivência
social e familiar =
resgate da identidade e
cultura alimentar?
METAS:
• Encontre oportunidades para
que a família se reúna na hora da
refeição.
• Desligue a tv na hora das
refeições .
• Realize as refeições em volta
da mesa.
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde.
Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Guia
alimentar para a população brasileira : promovendo a alimentação
saudável / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde,
Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição.
Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 210p
U.S. Department of Agriculture and U.S. Department of Health and Human Services.
Dietary Guidelines for Americans, 2010. 7th Edition, Washington, DC: U.S. Government Printing Office, Dec. 2010.
Impacto do Consumo do Café da Manhã Para a Saúde
Fortalecimento dos Relacionamentos
Conceito de Qualidade de Vida:
a percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e
sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos,
expectativas, padrões e preocupações.
[The WHOQOL Group 1995. The World Health Organization quality of life assessment (WHOQOL): position paper from the
World Health Organization. Social Science and Medicine 10:1403-1409]
Contudo, entre o que é Recomendado e o que é Praticado, existe uma ponte......
Vejamos agora, a outra parte....
O café da manhã, infelizmente, é a refeição mais negligenciada....
Fatores Relacionados a Diminuição
no Consumo do Café da Manhã
Am J Clin Nutr. 1998; 67(Suppl):748S-56S; Am Diet Assoc. 2004; 104(5):753-61
Appetite. 2006; 46(3):248-53; Nutr Diet. 2006; 63(1):15-9
• mudanças no estilo de vida
• aumento do número de indivíduos que moram
sozinhos
• falta de tempo para realizar as refeições
• particularidades no consumo de pratos diferentes
pelos membros da família
• preocupação com a imagem corporal
• pratica de dietas restritivas
• ausência de fome nesse momento do dia
• falta de incentivo para a criação de um hábito
alimentar que inclua o consumo de café da manhã
• influência da televisão no consumo alimentar
• estágio de vida
Orientação Nutricional = Mudança nos hábitos de vida
compatíveis com a realidade do indivíduo / família
MOTIVOS PELOS QUAIS OS ADOLESCENTES NÃO APRESENTAVAM O
HÁBITO DE CONSUMIR O CAFÉ DA MANHÃ
Dados da Dissertação de Mestrado de Eliana Cristina de Almeida
Fazer dieta
Falta dinheiro
Não achar importante
Não gostar da refeição
Alimento não disponível
Medo de engordar
25,1% dos adolescentes acima do peso
Passar mal
Falta de costume
Sem fome
Sem tempo/ acordar tarde
0,0
5,0
10,0
15,0
20,0
25,0
30,0
35,0
40,0
45,0
50,0
(%)
Pública
Privada
Atendimento Individualizado versus Programa de Educação em Grupo:
Qual oferece mais mudança de hábitos alimentares e de atividade física?
META: o aprendizado e a conscientização sobre bem-estar.
J Pediatr (Rio J). 2004;80(6):468-74
Existe uma relação importante entre o consumo de café da manhã e a idade
consumo reduz quando se trata de crianças
e adolescentes, entre 4 e 18 anos
Crescer é sinônimo de “proteinizar”
= reter nitrogênio + maturação progressiva
crescimento mais
estável:
5-7 cm/ano
consumo aumenta quando se trata de adultos,
entre 19 e 60 anos
Funções fisiológicas estáveis
Estirão
puberal
Mudabças Fisiologicas
na Velhice /
Melhor Idade
VC 1º ano de
vida: cerca de 25
cm/ano
Lactente
Pré-púbere
Fatores nutricionais Fatores genéticos e
e ambientais
hormonais
Puberal
Ação dos esteroides sexuais e do
hormônio de crescimento
Redução na Estatura +
Mudança de Peso
CARACTERIZAÇÃO DO HÁBITO DO CONSUMO DO CAFÉ DA MANHÃ
Dados da Dissertação de Mestrado de Eliana Cristina de Almeida
Escola Pública:  15 anos consumiam mais irregularmente
23,1%
17,6%
59,3%
Nunca consumia
Consumia regularmente
Consumia irregularmente
Aos profissionais, cabe avaliar também, a freqüência em que a refeição é realizada:
• Hábito Regular: café da manhã presente de 5 a 7 vezes por semana
• Hábito Irregular: café da manhã presente até 4 vezes por semana
• Não Possui o Hábito: não realização rotineira do café da manhã
CARACTERIZAÇÃO DOS ADOLESCENTES, SEGUNDO O ESTADO
NUTRICIONAL E O HÁBITO DO CAFÉ DA MANHÃ
Dados da Dissertação de Mestrado de Eliana Cristina de Almeida
70
relação inversa entre a freqüência habitual de refeições e
melhora nos parâmetros bioquímicos e manutenção de peso
60
50
Am J Epidemiol 2003; 158(1): 85-92
61,8%
40
46,3%
*
30
20
10
*
30,3%
23,4%
21,7%
16,5%
0
Nunca consumia
%
* Teste Qui-Quadrado de Pearson
Consumia
regularmente
Eutrófico
Consumia
irregularmente
Acima do Peso
omissão de refeições = condição de risco para ganho de peso?
A Ausência do Café da Manhã & Suas Repercussões
• letargia / dificuldade de concentração
• atraso no aprendizado
Public Health Nutr. 2007; 10(6):582-9.
Nutr. 2006; 19(2):177-85.
J Am Diet Assoc. 2006; 106(11):1783-9
• potencialização da sensação de fome no almoço
• hipoglicemia
• elevação das taxas de colesterol e hiperglicemia
associados à ingestão tardia de alimentos no dia
alimentar
• inadequação dietética e maior dificuldade em atingir
as necessidades nutricionais de cálcio e outros
micronutrientes
A ingestão inadequada de
cálcio e vitamina D são um
problema mundial.
Zemel MB et al. Effects of dairy intake on weight
maintenance. Nutr Metab. 2008; 28(5):1-13.
doi:10.1186/1743-7075-5-28
O cálcio está significativamente presente em um pequeno
número de alimentos, sendo os mais importantes
leite e seus derivados
Na forma natural, poucos alimentos contêm vitamina D:
óleo de fígado de peixe, sardinha, salmão, atum e gema de ovo
novos valores
de referência
TOXICIDADE:
Ingestão habitual
maior do que 4.000 UI de
vitamina D e
2000 mg de cálcio
por dia =
risco de efeito adverso
Avaliação de UL é
uma medida interessante
para grupos que utilizam
suplementos e/ou em
estudos de fortificação
alimentar.
www.iom.edu/vitamind
Ingestão mínima
necessária
Perspectiva de Mercado
IMPORTÂNCIA DE CONHECER:
Fatores que Influenciam o Consumo de Alimentos
As Tendências da Alimentação no Brasil
A indústria de alimentos tem
2 papéis fundamentais:
• melhorar o perfil nutricional dos alimentos
• facilitar escolhas mais saudáveis dos alimentos
É justamente a busca por esse diferencial que
DEVE incentivar um número cada vez maior de indústrias,
a monitorar permanentemente a evolução das tendências
e, dessa maneira, otimizar seus esforços pela
inovação dos produto:
Elo entre os Institutos de Ensino e Pesquisa COM a Tecnologia
Necessidades de Consumidor Moderno:
As Tendências Observadas para o Consumo de Alimentos no Brasil
Saudabilidade e Bem-estar / e Sustentabilidade e Ética - 21%
...onde TEMPO é um elemento-chave no admirável mundo novo...
Paradigma do Consumidor
caracterizado por
uma refeição
ligeira e com
familiares
dispersos em
diferentes horário
A CIÊNCIA, A INDÚSTRIA E O CONSUMIDOR
Esses alimentos NÃO
podem ser encarados como
solução única para o café da
manhã, mas sim, como um
auxílio a disposição do
consumidor
Estudo Future of
Health & Welness in
Food Retailing:
oferta de produtos com
apelo de uma
vida saudável!
No contexto do CAFÉ DA MANHÃ
EXEMPLOS DE CARACTERÍSTICAS
VALORIZADAS PELOS CONSUMIDORES
EM DIFERENTES PAÍSES
Variação de sabores
Produtos com forte apelo sensorial +
embalagem e design diferenciados
Socialização em torno da alimentação
Produtos benéficos ao desempenho físico e
mental + saúde cardiovascular + saúde
gastrointestinal
Alimentos de alto valor nutritivo agregado
(funcionais, fortificados, diet/light)
Produtos isentos ou com teores reduzidos de
sal, açúcar e gorduras (better-for-you)
Produtos com selos de qualidade de
sociedades médicas
Alimentos de fácil preparo
Embalagens de fácil abertura, fechamento e
descarte
Produtos em pequenas porções (snacking, fi
nger food) e/ou embalados para consumo
individual (monodoses)
Produtos adequados para comer em trânsito
e/ou adequados para consumo em diferentes
lugares e situações
As mudanças no comportamento dos indivíduos implicam
alterações nos hábitos de compra, que, por sua vez, deverão
gerar adequação dos processos, produtos, serviços e embalagens
ofertados aos consumidores...
Qual o nosso
papel HOJE?
Solution Providers
Provedores de Solução
Uma pergunta é uma abertura à
[email protected]ÇÃO
Camila Leonel Mendes de Abreu
CVLattes: http://lattes.cnpq.br/0591734620071658
E-mail: [email protected]
Skype: clmabreu
MSN: [email protected]
Twitter: http://twitter.com/clmabreu
Download

Camila Leonel Mendes Abreu – Nutricionista