Sessão de Divulgação
abordagem LEADER - PRODER
Aviso de concurso nº1/2012
Projectos inovadores de revitalização do mundo rural,
em Abrantes, Constância e Sardoal
TAGUS, Julho de 2012
território elegível
Abrantes | Constância | Sardoal
 Excepto as freguesias não rurais
de Abrantes:
S. João e uma parte de S. Vicente
eixos territoriais e transversais de
Eixos Territoriais de Desenvolvimento
desenvolvimento
 Rio Zêzere
 Ambiente e biodiversidade
 Moinhos e Moleiros
 Tejo Sul
 Azeite e Metalurgia
 Nova travessia Tejo
 Quintas românticas do Tejo
Eixos Transversais de
Desenvolvimento
 Quintas de Codes – Castelo de Bode
 Tejo Norte
 A Charneca e as ervas aromáticas e medicinais
 Ruralidade e Etnografia
 Artes e ofícios da tradição






Castelos do Tejo
Ruralidade e Etnografia
Fé e Religiosidade
Património Arqueológico
Tejo e os seus Portos Fluviais
Grande Rota do Zêzere
subprograma 3
dinamização das zonas rurais
3.1 DIVERSIFICAÇÃO DA ECONOMIA E CRIAÇÃO DE EMPREGO

3.1.1 Diversificação de Actividades na Exploração Agrícola

3.1.2 Criação e Desenvolvimento de Microempresas

3.1.3 Desenvolvimento de Actividades Turísticas e de Lazer
3.2 MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA

3.2.1 Conservação e Valorização do Património Rural

3.2.2 Serviços Básicos para a População Rural
medida 3.1 – diversificação da
economia e criação de emprego

Promover a diversificação e desenvolvimento de actividades económicas,
criadores de riqueza e de emprego, permitindo fixar população e
aproveitando recursos endógenos transformando-os em factores de
competitividade, de acordo com a estratégia definida para o território de
intervenção.

Dotação financeira: 1.473.500 € (verba disponível para o concurso
nº1/2012)
acção 3.1.1 – diversificação de
actividades na exploração agrícola

Objectivo: Estimular o desenvolvimento de actividades não agrícolas na
exploração, criando novas fontes de rendimento e de emprego.

Beneficiários: Agricultor ou membro do seu agregado
familiar.

Investimento Elegível: Entre 5 000 e 300 000€

Nível de Apoio: Entre 40 e 60%, sob a forma de subsídio não reembolsável

Dotação Financeira: 294.000€
Nota: A transformação/comercialização de produtos constantes
do Anexo I do Tratado só é apoiável até 25.000€ de investimento
elegível. Valores superiores vão ao Eixo 1 do PRODER
acção 3.1.2 – criação e
desenvolvimento de microempresas

Objectivo: Incentivar a criação e desenvolvimento de empresas nas zonas
rurais tendo em vista a densificação do tecido económico.
 Beneficiários: Microempresas (certificadas pelo
IAPMEI).

Investimento Elegível: Entre 5 000 e 300 000€

Nível de Apoio: Entre 40 e 60%, sob a forma de subsídio não reembolsável

Dotação Financeira: 728.500€
Nota: A transformação/comercialização de produtos constantes
do Anexo I do Tratado só é apoiável até 25.000€ de investimento
elegível. Valores superiores vão ao Eixo 1 do PRODER
acção 3.1.3 – desenvolvimento das
actividades turísticas e de lazer

Objectivo: Desenvolvimento do turismo e outras
actividades de lazer, potenciando a valorização dos
recursos endógenos dos territórios, nomeadamente
produtos locais e património natural e cultural.

Beneficiários: Qualquer pessoa, singular ou colectiva, de direito
privado

Investimento Elegível: Entre 5 000 e 300 000€

Nível de Apoio: Entre 40 e 60%, sob a forma de subsídio não
reembolsável

Dotação Financeira: 451.000€
medida 3.2 melhoria da qualidade de vida

Promoção da recuperação e conservação do património rural e aumento
da acessibilidade da população a serviços essenciais às comunidades, de
acordo com as necessidades identificadas na Estratégia Local de
Desenvolvimento.

Dotação financeira: 1.430.500€ (verba disponível para o concurso
nº1/2012)
acção 3.2.1 – conservação e
valorização do património rural

Objectivo: Valorização do património rural na óptica do
interesse colectivo, enquanto factor de identidade e
atractividade dos territórios.

Beneficiários: Qualquer pessoa, singular ou colectiva, de direito
privado, ou autarquias locais.

Investimento Elegível: Entre 5 000 e 200 000€

Nível de Apoio: 60%, sob a forma de subsídio não
reembolsável

Dotação Financeira: 819.500€
acção 3.2.2 – serviços básicos para a
população rural

Objectivo: Aumento da acessibilidade a serviços básicos,
por forma a aumentar o nível de vida e de integração
social das populações.

Beneficiários: privados, parcerias entre entidades públicas e privadas
cuja componente pública não seja maioritária, IPSS e ONG.

Investimento Elegível: Entre 5 000 e 500 000€

Nível de Apoio: Até 75%, sob a forma de subsídio não
reembolsável, com um máximo de apoio de 200.000€

Dotação Financeira: 611.000€
como efectuar uma candidatura


A TAGUS abriu os avisos do concurso nº1/2012 a 16.JUL.12 .
Ter em atenção:
- Formulário de Candidatura
versão 6;
-Guião de Preenchimento
versão 5;
- Entrega do Pedido de Apoio
em formato digital;
- email: [email protected];
- prazo de entrega de candidaturas: até 17h, do dia 17.SET.12
+informações:
.
www.tagus-ri.pt
o que se pretende?
um mundo rural…





…mais povoado
…com qualidade de vida
…mais atraente
…mais competitivo
…que preserve as heranças
 mas... um mundo rural que não perca a ruralidade e a
sua identidade
Download

Apresentação