PROJETO EDUCATIVO/TEIP
PLANO DE MELHORIA
(DE ACORDO COM A AVALIAÇÃO EXTERNA DA ESCOLA
REALIZADA, EM DEZEMBRO DE 2011, PELA IGE)
“ Acolher, Formar
e Preparar para a Vida”
2012 - 2014
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
ÍNDICE
INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 2
PARTE I – QUE ESCOLA SOMOS ........................................................ 4
1.1 - LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA ....................................................................... 4
1.2 - POPULAÇÃO E ESCOLARIZAÇÃO ................................................................ 4
1.3 - ENQUADRAMENTOSOCIAL ........................................................................... 7
1.4 - CARATERIZAÇÃO DA ESCOLA ......................................................................... 8
1.4.1. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E FUNCIONAL ........................................ 9
1.4.2. OFERTA EUCATIVA E FORMATIVA (2011/2012) ........................................ 11
1.4.3. CARATERIZAÇAO DA COMUNIDADE DISCENTE (2011/2012) ................ 12
1.4.4. RECURSOS HUMANOS .................................................................................... 13
1.4.5.OUTROS RECURSOS HUMANOS .................................................................... 14
1.4.6. RECURSOS FÍSICOS.......................................................................................... 15
1.4.7. INSTRUMENTOS DE PLANEAMENTO DE AÇÃO DA ESCOLA ................ 18
PARTE II - DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES ................... 19
2.1. DADOS DE INSUCESSO E DE ABANDONO ..................................................... 19
2.2. DADOS DE INDISCIPLINA .................................................................................. 22
PARTE III - PLANO DE INTERVENÇÃO ..................................... 24
EIXOS/AÇÕES/METAS................................................................................................ 25
EIXO 1 - APOIO À MELHORIA DAS APRENDIZAGENS .................................. 30
AÇÃO ............................................................................................................................. 30
“RUMO AO SUCESSO” ............................................................................................... 30
EIXO 2 - PREVENÇÃO DO ABANDONO, ABSENTISMO E INDISCIPLINA.. 51
AÇÃO ............................................................................................................................. 51
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA” .............................................................................. 51
EIXO 3 - RELAÇÃO ESCOLA - FAMÍLIAS - COMUNIDADE ........................... 75
AÇÃO ............................................................................................................................. 75
“ESIC EM FAMÍLIA” ................................................................................................... 75
EIXO 4 - MONITORIZAÇÃO E AUTOAVALIAÇÃO ........................................... 94
AÇÃO ............................................................................................................................. 94
1
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“AVALIANDO O PROJETO” ....................................................................................... 94
INTRODUÇÃO
O Projeto Educativo da Escola Secundária Inês de Castro integra o Plano de
Melhoria, respeitando a avaliação externa da Inspeção Geral de Educação (IGE),
realizada em 5 e 6 de Dezembro de 2011, e constitui-se como referente interno no
processo avaliativo.
No biénio 2012/2014, a ESIC propõe-se continuar a atingir as metas definidas e
concretizadas através da implementação das atividades dos quatro eixos prioritários
(apoio à melhoria das aprendizagens; prevenção do abandono, absentismo e
indisciplina; relação escola-família-comunidade e monitorização e autoavaliação) que
norteiam o projeto educativo.
A responsabilidade deste percurso educativo é gradualmente mais exigente e
ambiciona responder às necessidades da respetiva comunidade, contando com o
contributo de um envolvimento geral, já instituído, de todos os agentes educativos.
Os desafios da ESIC são sempre estimulantes, mas os que se aproximam tornamse realmente exigentes e serão as bússolas orientadoras de uma atuação conjunta que
pretende melhorar áreas identificadas pela IGE:
§ Os resultados dos alunos nos exames nacionais do ensino básico e secundário;
§ A indisciplina e o ambiente educativo;
§ A sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o
ensino secundário;
§ A identificação e o apoio a alunos com capacidades excecionais;
§ O acompanhamento e supervisão da prática letiva em sala de aula, enquanto
processo de melhoria da qualidade do ensino e de desenvolvimento
profissional;
§ O envolvimento dos pais e encarregados de educação na vida escolar dos seus
educandos;
§ A consolidação do processo de autoavaliação.
2
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Paralelamente à concretização deste plano de melhoria, a ESIC continuará a
ilustrar o seu lema – “
Acolher, Formar e Preparar
para a Vida” – presente em todas as atuações realizadas sempre num
sentido ascendente rumo a uma escola plena de sucessos académicos e sociais.
3
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
PARTE I – QUE ESCOLA SOMOS
1.1 - Localização geográfica
Imagem 1 – Localização geográfica
A Escola fica situada no Concelho de Vila Nova de Gaia, freguesia de Canidelo,
na Rua Quinta do Fojo.
Os limites da zona de inserção da Escola são o rio Douro a norte, a freguesia de
S. Pedro da Afurada a nordeste, a freguesia de Santa Marinha a leste, o Oceano
Atlântico a oeste e a freguesia da Madalena, a sul, enquadramento que lhe proporciona
uma grande diversidade paisagística, etnográfica e cultural. A escola conta com bons
acessos rodoviários e tem disponível uma razoável rede de transportes públicos.
A área de influência pedagógica abrange as freguesias de S. Pedro da Afurada e
de Canidelo. As duas freguesias apresentam características distintas.
1.2 - População e escolarização
4
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
De acordo com os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística, a freguesia
de S. Pedro da Afurada apresenta uma população residente de aproximadamente 3579
indivíduos (dados provisórios dos Censos 2011 – quadro 1).
A maior faixa da população situa – se no intervalo entre os 25 e os 64 anos
(quadro 2). O primeiro ciclo é o nível de instrução com maior número de indivíduos,
existindo ainda 366 cidadãos sem qualquer nível de instrução (quadro 3). Na referida
data encontravam-se em regime de frequência de ensino 797 indivíduos,
correspondendo a uma percentagem de 23,2% (quadro 4).
Total
♂
♀
3579
1750
1829
Quadro 1 – População residente por género (censos 2011)
Faixa etária
Total
0-14 anos
636
15-24 anos
458
25-64 anos
2008
65 anos ou mais
340
Quadro 2 – População residente por idade (censos 2011)
Nível de escolaridade
Total
Nenhum
366
1º ciclo
1089
2º ciclo
254
3º ciclo
245
Ens. Secundário
339
Ens. Médio
26
Ens. Superior
484
Quadro 3 – População residente por nível de escolaridade (censos
2011)
Situação profissional
Total população ativa
Desempregados
Estudantes
Reformados
Total
1680
107
797
367
5
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Quadro 4 – População residente por situação profissional (censos 2011)
De acordo com a mesma fonte, a freguesia de Canidelo apresenta um índice
populacional elevado, aproximadamente 27424 habitantes (censos 2011/ quadro 5).
Baseados nos censos de 2001 a maior faixa da população situa-se no intervalo
dos 25 e os 64 anos (quadro 6). O primeiro ciclo é o nível de instrução preponderante,
no entanto, 2232 indivíduos não frequentaram qualquer nível de ensino (quadro7).
Segundo os mesmos dados encontravam-se em regime de frequência no ensino 5476
indivíduos, número ao qual corresponde uma percentagem de 23,1% (censos
2011/quadro 8).
Total
♂
♀
27424
13235
14189
Quadro 5 – População residente por género (censos 2011)
Faixa etária
0-14 anos
15-24 anos
25-64 anos
65 anos ou mais
Total
4193
3341
14052
2264
Quadro 6 – População residente por idade (censos 2011)
Nível de escolaridade
Total
Nenhum
2232
1º ciclo
6451
2º ciclo
2833
3º ciclo
1984
Ens. Secundário
4002
Ens. Médio
1594
Ens. Superior
1737
Quadro 7 – População residente por nível de escolaridade (censos
2011)
Situação profissional
Total
6
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Total população ativa
Desempregados
Estudantes
Reformados
12993
1193
5476
2943
Quadro 8 – População residente por situação profissional (censos 2011)
1.3 – Enquadramento social
A população de S. Pedro da Afurada, a freguesia mais recente e típica do
concelho, bem localizada, distribui-se e desenvolve a sua atividade laboral quer pela
zona ribeirinha, predominantemente piscatória, quer no comércio e pequena indústria,
localizada na parte alta da freguesia. Desta forma, mantém algumas das suas tradições
culturais e espaços urbanísticos. Terra de grande densidade populacional, de grande
tradição religiosa e muito antiga, sofre atualmente um forte envelhecimento
demográfico.
A freguesia de Canidelo apresenta-se descaracterizada a este nível, assumindo-se
essencialmente como pólo dormitório de uma população flutuante que cedo sai de suas
casas para ir trabalhar noutros locais, nas mais diversas áreas, e tarde regressa. Isto
deve-se à existência de um fraco tecido industrial e tradicional. Cumulativamente
verifica-se um anormal crescimento demográfico (o betão foi progressivamente
ocupando as terras agrícolas, as zonas verdes e as dunas da orla marítima).
Apesar da diversidade de características inerentes às duas freguesias, em ambas
se verifica a existência de habitação degradada, problema que tem vindo a ser
colmatado através da construção na zona de bairros sociais. Existem na freguesia da
Afurada e na de Canidelo – bairros habitados na sua maioria por famílias
economicamente débeis e, em alguns dos casos, com disfuncionamento familiar.
Estas zonas, em termos sociais, encontram-se pouco apoiadas, ao nível dos
equipamentos sociais básicos – creches, ensino pré-escolar, ateliers de ocupação dos
tempos livres, centros de acolhimento para idosos. É de referir a inexistência de um
auditório que sirva os interesses culturais da comunidade. O acentuado crescimento
demográfico da comunidade envolvente arrasta como consequência uma grande
7
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
heterogeneidade na nossa população escolar dificultando a implementação de um
trabalho consentâneo com práticas de diferenciação pedagógica necessárias para dar
resposta aos interesses e expectativas do público que a frequenta.
A Escola tem vindo a estabelecer contactos regulares com a autarquia, e
particularmente com as Juntas de Freguesia de Canidelo e S. Pedro da Afurada e as
várias instituições da comunidade, no sentido de estabelecer e desenvolver uma
entreajuda e colaboração mútua, permitindo um maior intercâmbio com o meio
envolvente. Nesse sentido, aderiu ao programa da Rede Social Concelhia de V. N. de
Gaia, fazendo parte das Comissões Sociais da Freguesia de Canidelo desde 2003 e de S.
Pedro da Afurada desde 2008, colaborando em diversas iniciativas que têm como
objetivo racionalizar a gestão de recursos e maximizar a eficácia e eficiência das
políticas e intervenções sociais ao nível destas freguesias, nomeadamente na definição
dos seus diagnósticos sociais.
É de salientar o protocolo assinado com a Junta de Freguesia de Canidelo, em 30
de abril de 2011, em que se celebra a abertura da Biblioteca da escola à comunidade
educativa favorecendo, desta forma, uma maior abertura por parte da comunidade ao
conhecimento.
Outros parceiros – Solusel Lda; Escola de Música de Canidelo; Associação
Recreativa e Cultural de Canidelo; Cultur dança; UNAPAP – união das associações de
pais do agrupamento D. Pedro I – fazem da ESIC um espaço multifacetado para a
concretização do seu projeto educativo sempre norteado pela preocupação da qualidade
do ensino que oferece aos seus jovens e adultos bem como para a melhoria do próprio
clima de escola.
Assim, considerando a função dupla da Escola que somos, entidade responsável
pelo sucesso educativo e instituição central do processo de desenvolvimento
comunitário, avançamos para o estabelecimento de parcerias diversas e para a
elaboração de contratos programa que otimizem a consecução das metas do PEE/TEIP.
1.4 - Caraterização da Escola
8
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
A Escola Secundária de Canidelo, criada pela portaria 406/80 de 15 de julho,
iniciou as suas atividades a 17 de novembro de 1985, com vinte turmas, num total de
688 alunos.
Passou uma década e, no ano letivo de 1996/97, elegeu como patrono a figura
histórica de Inês de Castro.
É uma escola pública que leciona o 3º ciclo do Ensino Básico, o Ensino
Secundário, com percurso regular, os Cursos Qualificantes (Cursos de Educação e
Formação – CEF’s, Cursos de Educação e Formação de Adultos – EFA´s, Unidades de
Formação de Curta Duração (UFCD) e é sede de um Centro de Novas Oportunidades
(CNO) com Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências.
Desde 2006 que a escola está inserida no programa Territórios Educativos de
Intervenção Prioritária.
2006/07
1438
2007/08
1387
2008/09
1366
2009/10
1426
2010/11
1390
2011/12
1384
Quadro 9 – Número total de alunos nos últimos 6 anos letivos
1.4.1. Estrutura organizacional e funcional
9
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Imagem 2 – Organograma da Escola
DEPARTAMENTOS CURRICULARES
§
Departamento de Línguas;
§
Departamento de Expressões e Tecnologias;
§
Departamento de Ciências Sociais e Humanas;
§
Departamento de Matemática e Ciências Experimentais.
10
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
1.4.2. Oferta educativa e formativa (2011/2012)
CURSOS REGULARES
§ 3º Ciclo de Ensino Básico;
§ Ensino Secundário – Cursos Científico-Humanísticos: Ciências e Tecnologias,
Línguas e Humanidades, Ciências Socioeconómicas.
CURSOS QUALIFICANTES:
Cursos de Educação e Formação:
§ Acompanhante de Crianças Tipo II;
§ Operador de Informática Tipo II (2 turmas);
§ Serviço de Mesa e Bar Tipo II (2 turmas);
§ Práticas Administrativas Tipo III;
Cursos Profissionais:
§ Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos (2 turmas);
§ Técnico de Apoio à Gestão Desportiva;
§ Técnico de Restauração;
§ Técnico de Proteção Civil (2 turmas);
§ Técnico Auxiliar de Saúde;
§ Técnico de Secretariado;
§ Técnico de Apoio à Infância (2 turmas);
§ Técnico de Turismo;
§ Técnico de Multimédia;
Cursos de Educação e Formação de Adultos:
§ EFA Nível Secundário – Escolar.
§ U.F.C.D.’s - 50h (TIC, Inglês, CP, LC e MV)
11
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES
§ Número de indivíduos certificados – 79 (Básico) e 54 (Secundário);
§ Número de indivíduos em formação – 157 (Básico) e 132 (Secundário);
§ Número de inscritos - 497 (Básico) e 201 (Secundário).
1.4.3. Caraterização da comunidade discente (2011/2012)
A população escolar em 2011/2012 é constituída por 1384 alunos dos quais 52%
frequentam o 3º Ciclo e 48% ensino secundário: 28 turmas do ensino básico e 19 turmas
dos cursos científico-humanísticos do ensino secundário; 216 formandos (12 turmas)
dos cursos profissionais; 100 (seis turmas) dos cursos de educação e formação de jovens
de nível básico e 20 (uma turma) aos cursos de educação e formação de adultos de nível
secundário.
Cerca de 96 % dos discentes são de nacionalidade portuguesa. 24% dos alunos
do ensino básico e 21 % do ensino secundário têm computador com ligação à Internet.
Dos alunos que frequentam o estabelecimento de ensino, em regime diurno, 69% não
beneficiam de auxílios económicos, no âmbito da ação social escolar.
Ano/ modalidade
Nº
Turmas
N.º
Alunos
Ensino
Básico
3ª Ciclo
28
620
CEF's
6
100
Ensino
Secundário
Diurno
Níveis
Cursos Científico-Humanísticos
19
428
Cursos Profissionais
12
216
EFA
1
20
Total
1384
12
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Quadro 10 – Número de turmas e alunos no ano letivo 2011/2012
§ Beneficiários do SASE
Escalão A
Escalão B
Básico
138
121
Secundário
85
82
Quadro 11 – Alunos beneficiários do SASE (2011/2012)
§ Sinalizados com NEE – 12 Alunos
§ Com Português, Língua não-materna – 8 alunos
1.4.4. Recursos humanos
O corpo docente, em 2011/2012, é constituído por 164 profissionais, sendo 68%
dos docentes do quadro de escola. A experiência profissional é significativa, pois 74%
lecionam há 10 anos ou mais.
A escola tem Estágios Pedagógicos nas disciplinas de Educação Física,
Português, História/Geografia, Física e Química e ainda um estágio em Artes Visuais
(Ensino Básico).
O pessoal Técnico é composto por um 3 Técnicos Superiores: Animadora Sócio
Cultural, Educadora Social, e Psicóloga. Estes integram os Serviços TécnicoPedagógicos, estando colocados ao abrigo do projeto T.E.I.P. - Território Educativo de
Intervenção Prioritária.
Integra também os Serviços Técnico-Pedagógicos uma docente de Apoio
Educativo, técnica de Ensino Especial.
O pessoal não docente, composto por 48 elementos, é estável, já que 98%
possuem contrato de trabalho em funções públicas, por tempo indeterminado.
Os assistentes técnicos são 16, no entanto, 1 encontra-se em junta Médica, uma é
coordenadora técnica e os restantes funcionários são efetivos.
13
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Dos 26 assistentes operacionais, 24 são efetivos e 2 contratados a termo parcial.
As restantes necessidades nesta área são colmatadas com o recurso ao IEFP – Centro de
Emprego de Vila Nova de Gaia – 7 P.O.C.’s – Programa Ocupacional do IEFP.
A prática laboral do pessoal não docente assume grande significado na vida
escolar. Estes funcionários asseguram o funcionamento dos diferentes serviços e
espaços e simultaneamente constituem-se como um veículo de transmissão de
referências para os alunos, contribuindo igualmente para a formação e transmissão de
normas e valores, é de salientar o número reduzido destes recursos humanos dada a
dimensão da Escola.
A escola tem em permanência dois guardas da E.M.S.E. – Equipa de Missão
para a Segurança Escolar.
1.4.5. Outros Recursos Humanos
Existe também a Brigada de Segurança que integra elementos do corpo
docente, não docente e discente, neste último caso pertencentes ao Clube de Proteção
Civil da Escola. A Brigada de Segurança tem como objetivos controlar e apoiar a
evacuação de pessoas em situação de risco ou em simulações das mesmas (exercícios de
evacuação, obrigatórios por Lei). Pretende também sensibilizar toda a comunidade
escolar para as situações de risco, divulgando procedimentos e criando rotinas de
comportamento válidas em todas as circunstâncias da vida. Em suma, pretende que a
comunidade escolar adquira uma Cultura de Prevenção e de segurança.
Os encarregados de educação estão representados pela Associação de Pais APESCA, existente desde 1987 e conta aproximadamente com 60 associados.
Consagra-se como uma “associação que procura promover relações com a
comunidade num clima de diálogo e abertura, estabelecendo parcerias para a construção
de uma escola melhor para todos”. Tem dinamizado diversas atividades com o “objetivo
de promover e facilitar a interação da Comunidade Escolar com a Comunidade Local”
especialmente a ESIC em Família I que decorreu em 2 de junho de 2012 e que pretende
conseguir um maior envolvimento dos encarregados de educação na escola dos seus
filhos.
14
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Acresce salientar que os indicadores relativos à formação académica dos pais
dos alunos permitem verificar que 18% têm formação secundária e superior. Quanto à
ocupação profissional, 11% dos pais exercem atividades profissionais de nível superior
e intermédio.
Os estudantes estão representados pela sua Associação de Estudantes e,
habitualmente, promovem projetos na área desportiva, recreativa e sociocultural, com o
intuito de mobilizar e promover a participação cívica dos alunos na vida da escola e da
comunidade.
1.4.6. Recursos físicos
Imagem 3 – A nova ESIC
A nossa escola integrou o Programa de Modernização da Parque Escolar do
Ensino Secundário, alvo de remodelação física considerável que readequou o espaço
escolar em função das necessidades:
- reorganização do sistema de ensino e currículos;
- diversidade das práticas pedagógicas;
- flexibilidade da oferta curricular;
- reforço do ensino experimental;
15
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
- utilização das TIC.
Esta remodelação permite a abertura da escola à comunidade, a existência de
espaços seguros, acessíveis e inclusivos para pessoas com deficiência, contemplando
igualmente soluções duradouras, ao nível da construção.
A nossa escola, situada na Rua do Quinta do Fojo, 4400-658 - Vila Nova de
Gaia, tem como código de intervenção 052.08, é constituída por uma estrutura física de
8 edifícios, sendo que 5 destes edifícios são constituídos por 2 pisos. A área envolvente,
ajardinada, é um espaço agradável e acolhedor.
Para além das 54 salas de aula normais a escola dispõe de:
LABORATÓRIOS:
§ 1 laboratório de física;
§ 1 laboratório de química;
§ 1 laboratório de biologia e geologia;
§ 4 laboratórios polivalentes;
§ 4 salas de preparação, trabalho de docentes e arrecadação.
TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC):
§ 1 arrecadação de material didático e audiovisual;
§ 1 oficina de informática;
§ 2 arrecadações de equipamento informático;
§ 1 gabinete para o coordenador TIC;
§ 1 sala para multimédia e design.
SALAS DE DESENHO E ESPAÇOS ESPECIALIZADOS PARA AS ARTES
VISUAIS E PLÁSTICAS:
§ 2 salas de desenho técnico/geometria;
§ 1 oficina de artes;
§ 2 salas de educação visual;
§ 2 salas de educação tecnológica;
§ 1 sala para oficina de expressões.
SALAS DE TRABALHO DE DOCENTES
16
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ 58 postos de trabalho de docentes;
§ 2 salas de reuniões para 4 a 8 pessoas.
BIBLIOTECA ESCOLAR
ESPAÇOS SOCIAIS E DE CONVÍVIO:
§ 1 receção;
§ 1 sala polivalente/auditório ( capacidade até 100 lugares);
§ 1 refeitório;
§ 1 cafetaria;
§ 1 sala para a associação de estudantes;
§ 1 sala de pausa para professores;
§ 1 sala de pausa para pessoal não docente;
§ 1 copa;
§ 1 vestiário de pessoal.
ESPAÇOS DE APOIO SÓCIO-EDUCATIVO:
§ 1 gabinete de psicologia e orientação educativa;
§ 1 posto de primeiros socorros com IS anexa, adaptada a deficientes.
ESPAÇOS DE DIREÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO:
§ Sala de direção;
§ Secretariado da direção;
§ 1 sala dos diretores de turma;
§ 3 gabinetes de atendimento ( encarregados de educação ).
SECRETARIA:
§ Espaço de trabalho e atendimento com 10 postos;
§ Gabinete para atendimento do serviço de ação social escolar (SASE);
§ Gabinete para chefia dos serviços.
APOIO PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO ADMINISTRATIVOS:
§ 1 gabinete para a associação de pais e encarregados de educação.
ESPAÇOS DE APOIO GERAL:
§ Cozinha, balcão (self);
§ Oficina de manutenção;
§ Arrecadação geral;
17
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ Arquivo geral.
INSTALAÇÕES PARA EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO:
§ 4 espaços cobertos;
§ 5 vestiários/balneários de alunos.
CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES:
§ 3 gabinetes de apoio;
§ 1 sala de formadores;
§ 1 gabinete para o coordenador;
§ 1 arquivo.
1.4.7. Instrumentos de planeamento de ação da escola
§ Projeto Curricular de Escola (última atualização em outubro de 2011);
§ Projeto Educativo/Território Educativo de Intervenção Prioritária – Plano de
Melhoria (respeitando a avaliação externa da escola realizada pela IGE, em 5 e 6
de dezembro de 2011);
§ Regulamento Interno;
§ Projetos Curriculares de Turma.
18
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
PARTE II - DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES
2.1. Dados de insucesso e abandono
7º ano
Indicadores
9º ano
CEF's
Nº.
Alunos
2006/07
352
245
310
44
2007/08
294
265
268
66
2008/09
264
222
287
56
2009/10
267
231
201
80
2010/11
226
218
209
86
2011/12
231
180
198
96
2006/07
109
31,0%
46
18,8%
54
17,4%
0
0,0%
2007/08
61
20,7%
32
12,1%
31
11,6%
0
0,0%
2008/09
64
24,2%
41
18,5%
89
31,0%
0
0,0%
2009/10
36
13.5%
16
6.9%
17
8.5%
0
0.0%
2010/11
48
21.2%
36
16.5%
38
18.2%
0
0.0%
2011/12
53
23%
43
24%
58
29%
0
0
2006/07
5
1,4%
6
2,4%
5
1,6%
2
4,5%
2007/08
5
1,7%
10
3,8%
9
3,4%
4
6,1%
Por
2008/09
Abandono
2
0,8%
4
1,8%
2
0,7%
1
1,8%
2009/10
1
0.39%
0
0%
0
0%
0
0%
2010/11
2
0.88%
0
0%
1
0.5%
0
0%
2011/12
0
0
4
2.7%
0
0
0
0
Inscritos
Por
insucesso
Retidos
8º ano
Anos
%
Nº.
alunos
%
Nº.
alunos
%
Nº.
alunos
%
Quadro 12 – Dados de insucesso e abandono no Ensino Básico (últimos 6 anos letivos)
19
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
10º ano
Indicadores
Anos
Nº.
alunos
%
11º ano
Nº.
alunos
12º ano
%
Nº.
alunos
%
2006/07
166
136
125
2007/08
142
121
116
2008/09
132
88
109
2009/10
168
119
108
2010/11
179
155
86
2011/12
156
134
137
2006/07
30
18,1%
15
11,0%
44
35,2%
2007/08
29
20,4%
11
9,1%
29
25,0%
2008/09
27
20,5%
2
2,3%
46
42,2%
2009/10
30
17,9%
18
15,1%
28
25,9%
2010/11
41
22,9%
24
15.5%
21
24,4%
2011/12
44
28%
11
8%
43
31%
2006/07
8
4,8%
7
5,1%
4
3,2%
2007/08
3
2,1%
5
4,1%
6
5,2%
2008/09
1
0,8%
4
4,5%
8
7,3%
2009/10
1
0,6%
4
3,2%
4
3,7%
2010/11
1
0,6%
2
1,3%
2
2,3%
2011/12
0
0%
0
0%
0
0%
Inscritos
Retidos
Por insucesso
Por
Abandono
Quadro 13 – Dados de insucesso e abandono no Ensino Secundário Regular
(últimos 6 anos letivos)
20
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
10º ano
Indicadores
11º ano
12º ano
Anos
Nº. alunos
%
Nº. alunos
%
Nº. alunos
%
2006/07
26
0
0
2007/08
63
24
0
2008/09
65
58
23
2009/10
60
57
54
2010/11
76
49
53
2011/12
106
63
44
2006/07
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2007/08
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2008/09
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2009/10
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2010/11
0
0,0%
0
0,0%
1
1.8%
2011/12
0
0,0%
0
0,0%
-
-
2006/07
2
7,7%
0
0,0%
0
0,0%
2007/08
5
7,9%
1
4,2%
0
0,0%
Por Abandono 2008/09
0
0,0%
0
0,0%
1
4,3%
2009/10
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2010/11
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
2011/12
0
0,0%
0
0,0%
0
0,0%
Inscritos
Retidos
Por insucesso
Quadro 14 – Dados de insucesso e abandono no Ensino Secundário Profissional
(últimos 6 anos letivos)
21
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
No âmbito do sucesso escolar, a ESIC tem registado uma evolução favorável,
acentuada, em especial, no ano letivo 2009/2010. Quanto ao abandono, este tem
registado uma redução significativa, chegando atualmente aos 0, 45%.
2.2. Dados de indisciplina
Ano letivo
Total de alunos
inscritos
Processos
disciplinares
2006/07
1438
12
2007/08
1387
13
2008/09
1366
9
2009/10
1358
10
2010/11
1338
4
2011/12
1362
16
Quadro 15 – Processos disciplinares (últimos 6 anos letivos)
Ano letivo
Nº total de Ocorrências
2007/08
493
2008/09
211
2009/10
367
2010/11
273
2011/12
365
Quadro 16 – Registo de ocorrências comportamentais
no Gabinete de Apoio ao Aluno (últimos 5anos letivos)
O número de ocorrências disciplinares tem registado um decréscimo do ano
letivo 2007/2008 até 2012, no entanto há anos em que a indisciplina diminuiu
significativamente. No próximo biénio, a ESIC propõe-se implementar um plano de
22
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
açao que tem o objetivo diminuir a indisciplina e promover um ambiente educativo
propício às aprendizagens.
23
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
PARTE III - PLANO DE INTERVENÇÃO
O plano de intervenção do projeto educativo parte dos dados caraterizadores do
contexto educacional da escola e tem em consideração os pontos fortes e, em especial,
as áreas a melhorar identificadas pela IGE, em dezembro de 2011, a saber:
PONTOS FORTES NO DESEMPENHO DA ESCOLA
A participação e o envolvimento dos alunos na vida da escola;
O reconhecimento da comunidade educativa pelo trabalho da escola;
A consolidação do trabalho colaborativo docente;
A diversidade de medidas de apoio educativo para promover a melhoria dos resultados
dos alunos;
Os protocolos e parcerias estabelecidas com entidades públicas e privadas;
O reconhecimento e a valorização das lideranças.
ÁREAS ONDE A ESCOLA DEVE INCIDIR PRIORITARIAMENTE
OS SEUS ESFORÇOS PARA A MELHORIA:
Os resultados dos alunos nos exames nacionais do ensino básico e secundário;
A indisciplina e o ambiente educativo;
A sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o ensino
secundário;
A identificação e o apoio a alunos com capacidades excecionais;
O acompanhamento e supervisão da prática letiva em sala de aula, enquanto processo
de melhoria da qualidade do ensino e de desenvolvimento profissional;
O envolvimento dos pais e encarregados de educação na vida escolar dos seus
educandos;
A consolidação do processo de autoavaliação.
24
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
3.1. EIXOS/AÇÕES/METAS
EIXO 1: APOIO À MELHORIA DAS APRENDIZAGENS
AÇÃO 1 - “RUMO AO SUCESSO”
METAS PARA O BIÉNIO 2012/2014:
§ Dado que a ESIC ficou aquém da meta estabelecida, propõe-se alcançar a
percentagem de 84,88% de sucesso escolar no terceiro ciclo (obtida em Junho de
2011);
META ULTRAPASSADA
§ No âmbito do programa educação 2015, a ESIC propõe-se atingir 65,33% de
sucesso em Língua Portuguesa, considerando a percentagem de 60,53% obtida
em 2012 (Exames Nacionais);
§
No âmbito do programa educação 2015, a ESIC pretende atingir 44,65% de
sucesso na disciplina de Matemática, considerando a percentagem de 39,47%
obtida em 2012 (Exames Nacionais).
Programa
Educação 2015
2009/10
2010/11
Meta
2011/12
2012/13
Meta Nacional
2015
Língua Portuguesa
57,4%
51,5%
60,5%
65,33%
75%
Matemática
34,3%
26,3%
39,5%
44,65%
55%
25
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
EIXO 2: PREVENÇÃO DO ABANDONO, ABSENTISMO E INDISCIPLINA
AÇÃO 2 - “VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
METAS PARA O BIÉNIO DE 2012/2014:
§ Reduzir o número de ocorrências disciplinares dentro e fora da sala de aula para
273 (indicador de Junho de 2011);
§ Manter a frequência da cantina e bufete dos alunos para 31038 registos de
utilização;
§ Aumentar para 149 o número de alunos que frequentam os miniprojetos
desportivos, tendo como referente: 143 alunos em junho de 2012.
§ Reduzir o abandono escolar para 0,43% tendo como referente a percentagem de
0,45% de junho de 2012;
§ Manter o número de formandos que concluem o processo formativo inerente aos
cursos qualificantes de acordo com os cursos que terminam a formação.
EIXO 3: RELAÇÃO ESCOLA – FAMÍLIAS - COMUNIDADE
AÇÃO 3 - “ESIC EM FAMÍLIA”
METAS PARA O BIÉNIO 2012/2014:
§ Registar um aumento para 5 atividades de animação que envolvam pais e
encarregados de educação, considerando o indicador de partida de junho de
2012;
§ Considerando a percentagem atingida em junho de 2012 – 62,3%, a ESIC
pretende atingir 64% de presenças de pais e Encarregados de Educação, na
escola, quando convocados;
26
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ A ESIC propõe-se manter em funcionamento os 5 circuitos de comunicação, em
especial a Rádio ESIC que deverá ter maior impacto no contexto educativo.
EIXO 4 – MONITORIZAÇÃO E AUTOAVALIAÇÃO
AÇÃO 4 - “AVALIANDO O PROJETO”
METAS PARA O BIÉNIO 2012/2014:
§ Melhorar os mecanismos de autoavaliação;
§ Concretizar as 30 atividades que integram o PEE/TEIP.
27
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
28
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
29
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
APOIO À MELHORIA DAS APRENDIZAGENS
Ação “RUMO AO SUCESSO”
EIXO 1
Coordenadoras
Esta ação procura, através de atividades diversificadas, alicerçadas no
trabalho colaborativo, combater o insucesso escolar, promover e estimular os
alunos para uma cultura de sucesso Os alunos dispõem de atividades de cariz
muito diferente, oferecidas pela escola, de modo a poderem desenvolver um
leque abrangente de competências que os prepare para a construção de saberes.
Através da promoção de atividades pedagógicas diversificadas, pretende-se
que toda a comunidade educativa se envolva num projeto comum de intervenção
na escola.
Após a avaliação externa, realizada em dezembro de 2011 pela IGE, a ESIC
propõe-se implementar vários planos de ação que têm como objetivos melhorar
determinadas áreas, previamente identificadas. Deste modo, a melhoria dos
resultados escolares dos alunos nos exames nacionais do ensino básico e
secundário, para além de ser uma prioridade transversal, ela concretiza-se
especificamente num reforço do acompanhamento ao estudo traduzido numa
intervenção pedagógica inovadora na escola. Paralelamente, a sequencialidade
pedagógica na transição do segundo para o terceiro ciclo e deste para o ensino
secundário será uma realidade que já deu os primeiros passos através de
contactos prévios com o Agrupamento D. Pedro I, cumprindo o plano de ação de
articulação pedagógica que terá uma aplicação semelhante na transição do 3º
ciclo para o ensino secundário.
Dando sequência à formação já desenvolvida pela escola, o
acompanhamento e supervisão da prática letiva em sala de aula, enquanto
processo de melhoria da qualidade do ensino e de desenvolvimento profissional,
será igualmente promovido, não só com as atividades Português em ação, mas
também através das Oficinas Pedagógicas, que implementarão a troca e partilha
de experiências inovadoras em contexto de sala de aula.
Por último, o projeto de identificação e apoio a alunos com capacidades
excecionais iniciado em 2011/2012 com o Kranius continuará a ser uma área que
prima pela valorização das competências destes alunos com índices acima da
média e consolidar-se-á através da resolução criativa de problemas com o
Projeto CriAtivos.
Em suma, a ESIC está envolvida na melhoria de determinadas áreas que se
tornarão prioridades num eixo que promove o apoio à melhoria das
aprendizagens rumo ao sucesso.
Dra. Maria João Pereira - Docente
30
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Dra. Cristina Sousa – Docente
OBJETIVOS GERAIS
§
§
§
§
Promover o sucesso educativo;
Estimular as aprendizagens dos alunos com capacidades excecionais;
Estimular os alunos para uma cultura de sucesso;
Consolidar a sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o ensino
secundário;
§ Fomentar a supervisão da prática letiva, em sala de aula, enquanto processo de partilha e troca
de experiências pedagógicas inovadoras;
§ Consolidar o trabalho colaborativo entre os vários agentes da comunidade.
Indicadores de Partida (junho 2011)
- A escola atingiu 84,88% de
sucesso escolar;
- A escola demonstrou uma
organização pedagógica que se
traduziu num trabalho colaborativo
bastante satisfatório.
Indicadores de Partida (junho 2012)
Metas 2012 - Balanço
- Aumentar o sucesso para 88,27% considerando a
percentagem de 84,88% obtida em junho de 2011;
(Aquém da meta)
-No âmbito do programa educação 2015, a ESIC propõe-se
atingir 56,6% de sucesso em Língua Portuguesa,
considerando a percentagem de 51,5% obtida em 2011
(Exames Nacionais); (Meta ultrapassada)
-No âmbito do programa educação 2015, a ESIC pretende
atingir 31,6% de sucesso na disciplina de Matemática,
considerando a percentagem de 26,3% obtida em 2011
(Exames Nacionais). (Meta ultrapassada)
Metas para biénio 2012-2014
31
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Recursos
adicionais
- A escola atingiu 76,15% de
sucesso escolar no terceiro ciclo;
- A escola atingiu as metas
propostas no âmbito do programa
de educação 2015 a Língua
Portuguesa (60,5%) e Matemática
(39,5%)
- A escola demonstrou uma
organização pedagógica que se
traduziu num trabalho colaborativo
bastante satisfatório.
- Dado que a ESIC ficou aquém da meta estabelecida,
propõe-se alcançar a percentagem de 84,88% de sucesso
escolar no terceiro ciclo (obtida em Junho de 2011;
- No âmbito do programa educação 2015, a ESIC propõese atingir 65,33% de sucesso em Língua Portuguesa,
considerando a percentagem de 60,5% obtida em 2012
(Exames Nacionais);
-No âmbito do programa educação 2015, a ESIC pretende
atingir 44,65% de sucesso na disciplina de Matemática,
considerando a percentagem de 39,5% obtida em 2012
(Exames Nacionais).
PE 2015
2009/10
L. Portuguesa
Matemática
Meta Nacional
2015
2010/11
2011/12
2012/13
57,4%
51,5%
60,5%
65,33%
75%
34,3%
26,3%
39,5%
44,65%
55%
1 técnico superior de Psicologia
1 técnico superior de Educação Social
1 técnico superior de Animação Sociocultural
32
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
33
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.1 - EMIP’S
Responsável: Dr.ª Susana Penha - Técnica Superior de Educação Social
As Equipas Multidisciplinares de Intervenção Pedagógica – EMIP’s - são grupos de trabalho
constituídos pelo Diretor de Turma, pelos Técnicos dos Serviços Técnico-Pedagógicos e o
Coordenador e/ou Subcoordenador dos Diretores de Turma do 3º ciclo, que analisam os casos dos
alunos com necessidade de acompanhamento, definem o programa de intervenção, os intervenientes e
os tempos de execução. Esta ação tem uma intervenção prioritária nos 7ºs e 8ºs anos de escolaridade e
pontualmente no 9ºano em função das sinalizações dos Diretores de Turma.
A implementação desta atividade conta com os conhecimentos específicos dos Técnicos envolvidos e
pretende:
§ Consolidar um sistema interno que permita uma sinalização dos alunos do ensino básico;
§ Encaminhar os alunos para um plano de intervenção de acordo com a problemática
diagnosticada;
§ Contribuir para melhorar o sucesso educativo;
§ Promover a articulação direta e permanente com os Diretores de turma e elementos da
comunidade educativa.
Em junho de 2011, temos o seguinte indicador: 211 alunos sinalizados e 92 reuniões realizadas.
Em junho de 2012, apurámos o seguinte indicador: 254 alunos sinalizados e 81 reuniões
realizadas.
Público-alvo:
Alunos do 3º ciclo do ensino
básico
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Adicionais
Justificação
Técnico Superior de Educação Social
Técnico Superior de Psicologia
Técnico Superior de Animação
Sociocultural
As EMIP´s contribuem para o sucesso educativo e
consolidam o trabalho colaborativo entre os atores
envolvidos nas aprendizagens. Estes grupos de
articulação pedagógica desempenham ainda um
papel fundamental na sinalização dos alunos com
problemáticas diversas. A implementação desta
atividade conta com os conhecimentos específicos
dos Técnicos envolvidos.
34
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Coordenador dos Diretores de Turma
Subcoordenador dos Diretores de Turma
Coordenadora dos Cursos Qualificantes
Diretores de Turma
Diretores de Curso
35
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1. 2 - Disciplinas de Oferta de Escola
Responsável: Coordenadora do Departamento de Expressões e Tecnologias
Com esta atividade pretende-se criar um leque variado de disciplinas opcionais com a mesma
importância das outras disciplinas de desenvolvimento cognitivo, que permitam responder às várias
vocações, sendo esta a melhor forma de assegurar uma formação completa dos indivíduos. Na escola
estarão em funcionamento, no biénio 2012/2014, as disciplinas de Oficina de Teatro e Expressão
Corporal; Oficina de Multimédia e Educação Tecnológica.
O conselho pedagógico da ESIC decidiu apresentar como oferta de escola para o 9º ano a disciplina
de Educação para o Empreendedorismo. Esta oferta complementar será de frequência obrigatória
para os alunos, desde que criada pela escola, em função da gestão do crédito letivo disponível.
Com esta diversidade de oferta, a ESIC pretende:
§ Desenvolver competências diversas de acordo com cada opção;
§ Estimular aprendizagens específicas e complementares ao currículo do ensino regular;
§ Assegurar uma formação completa dos alunos;
§ Melhorar os resultados académicos e sociais.
Público-alvo:
Alunos do 3º ciclo do ensino básico
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Professores das várias áreas disciplinares – códigos 530, 620
36
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.3 - Português em Ação
Responsável: Dr.ª Maria João Pereira - Docente
37
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Formação contínua em português - Todos os docentes que lecionam português estarão envolvidos na
implementação de novas metodologias de trabalho. O trabalho a desenvolver será por nível de
escolaridade, uma vez que todos os docentes já realizaram formação no âmbito dos Novos Programas.
Os encontros deverão ser semanais e orientados para a produção de materiais e discussão de
metodologias de trabalho comuns. Privilegiar-se-á o trabalho em pequeno grupo, embora seja de
considerar a existência de encontros mensais com toda a equipa de trabalho.
A sequencialidade na transição de ciclo será um dos eixos de trabalho fundamental e contará
com a participação ativa de docentes de português do Agrupamento de escola D. Pedro I. Será
construído um plano de trabalho comum de modo a agilizar toda a articulação pedagógica entre
ciclos. Continuaremos a contar com a participação de elementos convidados da Faculdade de Letras da
Universidade do Porto (FLUP).
Objetivos específicos:
§ Promover metodologias inovadoras no espaço sala de aula;
§ Criar situações de aprendizagem facilitadores do sucesso educativo;
§ Partilhar experiências pedagógicas entre ciclos de escolaridade e entre estabelecimentos de
ensino;
§ Promover situações de discussão de opções pedagógico-didácticas, tendo em vista a otimização
do processo ensino-aprendizagem;
§ Fomentar o trabalho colaborativo entre os professores da área disciplinar.
Plano de ação:
Area a melhorar: a sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o ensino
secundário.
Calendarização
Atividades (ESIC e Arup. D. Pedro I)
Final do ano letivo 2011/12
Reunião entre docentes das duas escolas (ESIC e
Agrupamento D. Pedro I) – identificar conteúdos não
lecionados e/ou abordados de forma mais frágil.
Setembro de 2012
Tempo zero: período em que se recuperam aprendizagens
concluído com a realização do teste diagnóstico.
Ao longo do ano letivo
Encontros formais e informais entre docentes da área
disciplinar das duas escolas com o intuito de troca de
informação útil para as aprendizagens dos alunos dos dois
ciclos.
A sequencialidade pedagógica entre o 3º ciclo e o ensino secundário respeitará os procedimentos
descritos
Público-alvo:
Alunos e docentes da área
disciplinar de Português/códigos
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
38
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
300 e 320
Existentes
Recursos
Coordenadora do projeto e professores de português - códigos 300 e 320 e ainda docentes da
mesma área disciplinar do Agrupamento D. Pedro I
39
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1. 4 - Matemática em Ação
Responsáveis: Dr.ª Cristina Sousa - Docente
Dr.ª Teresa Carmo - Docente
Sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o ensino secundário
Elaboração, monitorização e avaliação de um plano que defina estratégias eficazes para o
aprofundamento da sequencialidade pedagógica entre ciclos (do 2º para 3 º ciclos e do 3º ciclo para e
secundário).
Este plano visa garantir uma clara identificação das áreas da matemática nas quais as aprendizagens
dos alunos são mais frágeis, tornando necessário um maior investimento de preparação por parte dos
professores titulares de turmas do 7º e 10º anos de escolaridade (ensino regular e profissional).
Objetivos específicos:
§ Criar situações de aprendizagem facilitadores do sucesso educativo;
§ Partilhar experiências pedagógicas entre ciclos de escolaridade e entre estabelecimentos de
ensino;
§ Promover situações de discussão de opções pedagógico- didáticas, tendo em vista a otimização
do processo ensino-aprendizagem;
§ Fomentar o trabalho colaborativo entre os professores da área disciplinar.
Plano de ação:
Área a melhorar: a sequencialidade pedagógica na transição do 2º para o 3º ciclo e deste para o
ensino secundário.
Calendarização
Atividades (ESIC e Ag. D. Pedro I)
Final do ano letivo 2011/12
Reunião entre docentes das duas escolas (ESIC e Agrupamento D.
Pedro I) – identificar conteúdos não lecionados e/ou abordados de
forma mais frágil.
Setembro de 2012
Tempo zero: período em que se recuperam aprendizagens concluído
com a realização do teste diagnóstico.
Ao longo do ano letivo
Encontros formais e informais entre docentes da área disciplinar das
duas escolas com o intuito de troca de informação útil para as
aprendizagens dos alunos dos dois ciclos.
A sequencialidade pedagógica entre o 3º ciclo e o ensino secundário respeitará os procedimentos
descritos
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de
Calendarização:
Ao longo do ano
40
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
escolaridade
letivo
Existentes
Recursos
Professores da área disciplinar de
Matemática/ código 500 da ESIC e do
Agrupamento D. Pedro I
41
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.5 - Olimpíadas
Responsáveis: Dr.ª Teresa Carmo - Docente
Dr.ª Filomena Pinto - Docente
Dr.ª Glória Côrte-Real – Docente
As olimpíadas são concursos de âmbito nacional que pretendem testar conhecimentos nos diversos
níveis de escolaridade no âmbito das disciplinas envolvidas.
As Olimpíadas da matemática e do ambiente já constituem uma tradição na ESIC.
As Olimpíadas de Matemática são dinamizadas pela Sociedade de Professores de Matemática e
cabe a esta área disciplinar assegurar a sua realização na escola.
As Olimpíadas do Ambiente são coordenadas por uma equipa multidisciplinar composta por
elementos da Escola Superior de Biotecnologia - Universidade Católica Portuguesa, da Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza e do Zoomarine - Mundo Aquático SA - Comissão
Organizadora.
As Olimpíadas de Física e Química continuam igualmente em destaque na ESIC através da
participação de um grupo significativo de alunos do ensino básico e do ensino secundário.
As olimpíadas pretendem:
§ Testar conhecimentos específicos nos diversos níveis de escolaridade;
§ Estimular o gosto e o entusiamo pelas disciplinas envolvidas;
§ Desenvolver a capacidade de resolução de problemas;
§ Exercitar o raciocínio e a criatividade;
§ Alertar para as questões ambientais do quotidiano;
§ Conhecer algumas temáticas atuais ligadas ao ambiente;
§ Incentivar o espírito de curiosidade;
§ Contactar com estabelecimentos de ensino superior.
Temos como indicador em junho de 2011 a boa adesão dos alunos às Olimpíadas, facto que
estimula as aprendizagens nas duas disciplinas envolvidas - Olimpíadas de Matemática – 88
alunos participantes; Olimpíadas do Ambiente – 114 alunos participantes.
Em 2011/2012 estiveram envolvidos 86 alunos nas Olimpíadas da Matemática; 58 alunos nas
Olimpíadas do Ambiente e 19 nas Olimpíadas da Física e Química (indicador de junho de
2012)
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
42
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Docentes das áreas disciplinares de Matemática - código 500; Biologia - código 520 e Física e
Química 510
“RUMO AO SUCESSO”
1.6 - Espaços Educativos
Responsáveis: Dr.ª Inês Sousa - Docente
Dr.ª Natália Cunha – Docente
A ESIC irá desenvolver um projeto inovador através de uma nova organização dos espaços educativos
com o intuito de:
§ Apoiar todos os alunos através da constituição de grupos/níveis de aprendizagem;
§ Desenvolver atividades de apoio ao estudo que estimulem a aquisição de novas aprendizagens;
§ Fomentar um apoio ao estudo orientado por planos de desenvolvimento, de recuperação e de
acompanhamento (despacho nº 50 de 2005, de 20 de outubro);
§ Melhorar os resultados escolares dos alunos.
Plano de ação:
A áreas a melhorar: resultados dos alunos nos exames nacionais do ensino básico e secundário; a
identificação e apoio a alunos com capacidades excecionais.
Calendarização
Destinatários
Atividades/metodologia
43
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Ao longo do ano Alunos do
letivo
terceiro ciclo
do ensino
básico
Cada turma usufruirá de dois blocos semanais destinados às
atividades de estudo;
Esse tempo semanal (90+90 min.) será atribuído ao horário
semanal da turma e funcionará depois das atividades letivas;
Os alunos permanecerão na sua sala de aula;
Serão destacados dois docentes, preferencialmente, de áreas
distintas (letras e ciências) para procederem ao acompanhamento
do estudo dos respetivos alunos;
Os docentes afetos a esse serviço podem ou não lecionar a turma
em causa;
Os grupos de alunos que usufruirão das atividades de
acompanhamento ao estudo deverão integrar até 12 elementos;
Estes grupos de alunos serão constituídos por níveis de
aprendizagem: a) os alunos com bom/médio aproveitamento; b)
os alunos com mais dificuldades;
A rotatividade destes grupos será definida pelas várias equipas
pedagógicas. Por exemplo, em simultâneo, podem funcionar
grupos de alunos com níveis de aprendizagem distintos, mas em
dias diferentes;
8º e 9º anos de escolaridade - os grupos serão constituídos nos
últimos conselhos de turma de avaliação;
7º ano de escolaridade - os grupos serão constituídos após o
tempo Zero (período destinado às atividades de diagnóstico);
A frequência deste tempo de acompanhamento ao estudo é
obrigatória;
O encarregado de educação deve partilhar com a escola o
compromisso do seu educando no cumprimento integral das
regras de funcionamento dos espaços educativos, assinando um
documento de formalização oficial.
Alunos do
Ao longo do ano
ensino
letivo
secundário
Os alunos do ensino secundário poderão frequentar a sala de
estudo que aglutinará as várias valências de apoio,
nomeadamente matemática e física e química;
Este espaço educativo funcionará no turno da tarde.
A monitorização dos espaços educativos passará pela aplicação de questionários que pretendem
apurar o grau de satisfação dos agentes educativos envolvidos – alunos; professores e encarregados de
educação
Em 2010/2011, a sala de estudo registou a seguinte frequência: presenças da frequência
voluntária 2200 (1450 no ensino básico e 750 no ensino secundário) - indicador junho de 2011.
Em 2010/2011, o LAB MAT registou a seguinte frequência: 7º ano: 759; 8º ano: 601; 9ºano:
531; 10º ano: 139; 11º ano: 272; 12ºano: 108 (indicador de junho de 2011).
44
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Público-alvo:
Alunos dos vários níveis de
escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes de várias áreas disciplinares
45
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.7 - Educação Especial
Responsável: Dr.ª Olinda Figueiredo – Docente
A educação especial integra um conjunto de recursos e serviços educacionais organizados para
apoiar, suplementar e, em alguns casos, substituir os serviços educacionais comuns, de modo a
garantir a educação formal dos alunos que apresentem necessidades educacionais muito diferentes
das da maioria das crianças e jovens.
As medidas educativas de educação especial são: apoio pedagógico individualizado, adequações
curriculares individuais; adequações no processo de matrícula, adequações no processo de avaliação,
currículo específico individual e tecnologias de apoio.
A ESIC através da educação especial pretende:
§ Contribuir para a integração dos alunos com necessidades educativas;
§ Promover o sucesso educativo dos alunos que necessitam de apoio especializado;
§ Trabalhar em articulação com os recursos da escola;
§ Aplicar as medicativas educativas previstas no decreto-lei nº 3, de 2008.
Em 2010/2011, três alunos usufruíram de um acompanhamento individualizado
(indicador junho de 2011).
Em 2011/2012, sete alunos usufruíram de um acompanhamento individualizado
(indicador junho de 2012).
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docente especializada (código 910)
46
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.8 - CriAtivos
Responsável: Dr.ª Cristina Sousa – Docente
“Temos que encontrar um caminho ou fazer um.” Albert Einstein
CriAtivos é um projeto que pretende desenvolver nos alunos competências criativas de resolução de
problemas. Este projeto foi criado a partir da colaboração entre a escola e o Torrance Center Portugal
e visa a implementação de um programa, com o mesmo nome, que é a versão portuguesa do Future
Problem Solving International (FPSI).
O CriAtivos habilita todos os envolvidos a utilizar uma metodologia eficiente, na resolução criativa
dos problemas, sejam eles pessoais, sociais, académicos… É missão do CriAtivos desenvolver a
capacidade empreendedora dos jovens para que, no mundo, possam projetar e inovar, no presente e no
futuro, usando o pensamento crítico e criativo.
Funciona na escola em regime extracurricular e pretende atingir os seguintes objetivos:
§ Favorecer aprendizagens significativas a nível académico, pessoal e social;
§ Acolher, acompanhar e integrar os estudantes promovendo o seu sucesso;
§ Promover o trabalho de equipa entre estudantes e entre professores e estudantes;
§ Preparar os alunos para desafios ao nível da comunidade e da integração na vida ativa.
Em 2012 (indicador de junho), 4 dos alunos do ensino secundário tiveram a oportunidade de
participar no "2012 FPSI Internacional Conference" (http://www.fpspi.org/), concorrendo
na componente GIPS, que se realizou de 7 a 10 de Junho de 2012, em Indiana, nos Estados
Unidos da América.
Meta para o biénio 2012/2014: participar nas Olimpíadas da Criatividade.
Plano de ação:
Área a melhorar: A identificação e o apoio a alunos com capacidades excecionais.
Calendarização
Atividade
Início do ano letivo
ASF – Aprender Sem Fronteiras
– CMPS – Comunity Problem
Solving
Ao longo do ano letivo
GIPS – Global Issues Problem
Solving
Metodologia
Recrutamento de monitores para a
construção do projeto seguindo a
metodologia - FPSPI
Seleção de jovens para aprenderem o
GIPS e assim concorrerem às
Olimpíadas da Criatividade
47
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Público-alvo:
Alunos dos vários níveis de ensino
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docente coordenadora
Professores de várias áreas disciplinares
48
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“RUMO AO SUCESSO”
1.9 - Krânius
Responsável: Dr. João Costa – Docente
Projeto que pretende estimular as aprendizagens dos alunos excelentes da ESIC. O perfil do aluno
que integra o Projeto é aquele que se destaca por competências acima da média em qualquer área ou
disciplina. Este projeto integra docentes de áreas disciplinares distintas que tentarão dar resposta aos
desafios dos alunos excelentes da escola.
Através deste projeto a ESIC pretende:
§ Identificar e apoiar alunos com capacidades excecionais;
§ Estimular as aprendizagens dos alunos excelentes;
§ Divulgar pequenos projetos desenvolvidos pelos alunos com competências acima da média;
§ Promover o sucesso educativo de excelência.
Em 2011/2012, 47 alunos desenvolveram miniprojectos, no âmbito do Kranius (indicador de
junho de 2012).
Plano de ação:
Área a melhorar: A identificação e o apoio a alunos com capacidades excecionais.
Calendarização
Atividades a desenvolver
No final do ano letivo
2011/12
Conselhos de turma de avaliação (3º período) levantamento de alunos
excelentes e identificação de interesses a considerar nos projetos a
desenvolver.
2012/2013 - Setembro
Constituição dos grupos de alunos / interesses e áreas a trabalhar.
Planificação dos projetos;
Ao longo do ano
Execução dos projetos (monitorização periódica);
Apresentação dos trabalhos / divulgação perante a comunidade;
Avaliação final. / Reajustes organizacionais
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
49
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Docente coordenador
Docentes de áreas disciplinares distintas
“RUMO AO SUCESSO”
1.10 – Oficinas Pedagógicas
Responsável: Conselho de Supervisão Pedagógica - Docentes
Após análise do relatório da avaliação externa da escola 2011, o conselho de supervisão pedagógica
(CSP) discutiu formas de atuação que vão ao encontro das áreas de intervenção prioritárias,
nomeadamente, daquelas que a este Conselho dizem respeito. No referido relatório, a equipa de
inspeção realça o contributo do CSP na “promoção da reflexão sobre as práticas pedagógicas, em
sede das estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica” (p.5). Ressalva, no entanto,
como uma das áreas de melhoria, o “acompanhamento e supervisão da prática letiva em sala de aula,
enquanto processo de melhoria da qualidade do ensino e de desenvolvimento profissional” (p.8).
O conselho de supervisão pedagógica pretende:
§ Estimular a reflexão sobre práticas pedagógicas;
§ Promover a partilha de experiências pedagógicas inovadoras;
§ Fomentar o acompanhamento e a supervisão da prática letiva, retirando, desta forma, alguma
possível carga negativa relativamente à supervisão letiva, em sala de aula.
Plano de ação
Área a melhorar: acompanhamento e supervisão da prática letiva em sala de aula, enquanto processo
de melhoria da qualidade do ensino e de desenvolvimento profissional.
Calendarização
Modalidade
Destinatários
Atividade
Ao longo do ano
Oficina pedagógica
Docentes das
- Partilha de práticas didáticoletivo
diferentes áreas
pedagógicas de uma forma
disciplinares
sistemática (frequência regular)
e abrangente (alargado às
diferentes áreas (reforço);
-intervenções diretamente em
sala de aula, caso exista vontade
expressa pelos docentes em se
trocarem experiências pedagógicas a esse nível.
A monitorização do plano será periódica e ditará reajustes organizacionais
Público-alvo:
Docentes das várias áreas disciplinares
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
50
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Existentes
Recursos
Docentes das várias áreas disciplinares
PREVENÇÃO DO ABANDONO, ABSENTISMO
E INDISCIPLINA
EIXO 2
Ação “VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
Valoriza-te pela escola fornece aos agentes educativos saberes e competências
que promovem o autoconhecimento e maximizam a utilização de todo um
conjunto de estratégias e instrumentos que permitem o sucesso educativo e a
construção de relações interpessoais profícuas por forma a reduzir os
comportamentos de indisciplina e o desenvolvimento global dos indivíduos, num
contexto escolar equilibrado.
Esta ação procura fazer da Escola um espaço seguro e saudável que facilite a
adoção de comportamentos e estilos de vida mais saudáveis, uma vez que esta se
encontra na posição ideal para promover e manter a saúde da comunidade
educativa e da comunidade envolvente.
A segurança deve ser uma preocupação comum a todos os membros da
comunidade educativa. Além do conhecimento e informação, neste âmbito, é
importante criar uma cultura de segurança, nomeadamente através da
interiorização de comportamentos e procedimentos e adoção das necessárias
medidas de prevenção.
Valoriza-te pela Escola incentiva a autoformação, promove o desenvolvimento
de projetos profissionais ajudando os indivíduos, principalmente os jovens na
construção dos projetos pessoais. É um processo interdisciplinar de avaliação do
indivíduo do ponto de vista das suas várias capacidades, com o objetivo de
identificar uma alternativa otimizada para esse indivíduo. São criadas respostas
diversificadas de educação e formação ajustadas às características da população
jovem e adulta.
Inclui ainda a criação e implementação de atividades de caráter educativo,
cultural, social, lúdico-pedagógico, artístico e recreativo tendo em vista a
interação e a inserção escolar e social dos alunos e o envolvimento ativo de toda
a comunidade educativa.
51
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
A prevenção do abandono, absentismo e indisciplina constituem, através de
todas as atividades que integram este eixo prioritário, as linhas orientadoras, que
assumidas por todos, pretendem construir uma escola promotora de uma
vivência integral no espaço educativo. Para tal também foi delineado um plano
de ação que tem como objetivo primordial fomentar um ambiente educativo
propício às aprendizagens, contrariando assim a indisciplina que,
persistentemente, ainda coabita nos corredores da ESIC.
Coordenadoras
Dr.ª Idália Carrasqueiras - Docente
Dr.ª Eugénia Silva - Docente
Dr.ª Gabriela Reis – Docente
OBJETIVOS GERAIS
§
§
§
§
§
§
Diminuir a indisciplina através da criação de um clima facilitador da aprendizagem promovendo
a construção da identidade e o desenvolvimento da consciência cívica dos alunos, tendo por base
meios comunicacionais adaptados e de qualidade;
Promover o sucesso educativo com a redução dos comportamentos desajustados nos âmbitos
pessoal e interpessoal;
Integrar o aluno na turma, na escola e na sociedade através da valorização da sua autoestima e da
ajuda na construção do seu projeto de vida;
Aumentar a frequência da cantina e do bufete promovendo o consumo de produtos saudáveis;
Fomentar atividades de caráter educativo, cultural, social, lúdico-pedagógico, artístico e
recreativo promovendo o envolvimento ativo de toda a comunidade educativa;
Proporcionar aos alunos melhores condições para que possam identificar os seus interesses
vocacionais e profissionais ajudando-os a construir os seus projetos de vida.
Indicadores de Partida (junho 2011)
- 273 ocorrências disciplinares dentro e fora da
sala de aula;
- 14306 registos de utilização da cantina e bufete
Metas 2012 - Balanço
- Reduzir o número de ocorrências disciplinares
dentro e fora da sala de aula para 263,
considerando o nº registado em 2011 (273);
(Aquém da meta)
- Aumentar a frequência da cantina e bufete dos
52
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
dos alunos;
- 126 alunos participaram em atividades dos
miniprojetos desportivos;
- 0,51% de abandono escolar;
- Absentismo - 100 alunos com PIT’s;
- 123 formandos dos cursos qualificantes que
concluíram o processo formativo.
alunos para 14878 registos de utilização,
considerando o indicador de partida – 14306 em
junho de 2011; (Meta ultrapassada)
- Aumentar para 130 o número de alunos que
frequentam os miniprojectos desportivos, tendo
como referente: 126 alunos em junho de 2011.
(Meta ultrapassada)
- Reduzir o abandono escolar para 0,49% tendo
como referente a percentagem de 0,51% de junho
de 2011; (Meta ultrapassada)
- Reduzir o nº de alunos propostos para PIT’s para
96 (ensino básico e secundário), considerando o
indicador de junho de 2011 – 100 alunos; (Aquém
da meta)
- Aumentar o número de formandos que concluem
o processo formativo inerente aos cursos
qualificantes para 128, considerando o nº de junho
de 2011 – 123 formandos. (Meta ultrapassada)
Indicadores de Partida (junho 2012)
Metas para biénio 2012-2014
- 365 ocorrências disciplinares dentro e fora da
sala de aula;
- 31038 registos de utilização da cantina e bufete
dos alunos;
- 143 alunos participaram em atividades dos
miniprojetos desportivos;
- Reduzir o número de ocorrências disciplinares
dentro e fora da sala de aula para 273 (indicador
de Junho de 2011);
- Manter a frequência da cantina e bufete dos
alunos para 31038 registos de utilização;
- Aumentar para 149 o número de alunos que
frequentam os miniprojetos desportivos, tendo
como referente: 143 alunos em junho de 2012.
- 0,45% de abandono escolar;
- Absentismo -129 alunos do terceiro ciclo com
PIT’s;
- 105 formandos dos cursos qualificantes que
concluíram o processo formativo.
- Reduzir o abandono escolar para 0,43% tendo
como referente a percentagem de 0,45% de junho
de 2012;
- Manter o número de formandos que concluem o
processo formativo inerente aos cursos
qualificantes de acordo com os cursos que
terminam a formação.
53
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Recursos
adicionais
2012-2014
Técnico Superior de Animação Sociocultural
Técnico Superior de Educação Social
Técnico Superior de Psicologia
Crédito horário para implementar a Ação Tutorial
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.1 - Gabinete de Apoio e Informação ao Aluno
e à Família - GAIAF
Responsáveis: Dr.ª Sofia Lopes - Técnica Superior de Psicologia
Dr.ª Susana Penha - Técnica Superior de Educação Social
O Gabinete de Apoio e Informação ao Aluno e à Família – GAIAF pretende ser um projeto de
Mediação Escolar /Social que funcionará na Escola, no sentido de prestar um serviço de apoio aos
alunos e respetivas famílias, corpo docente e não docente e a toda a comunidade escolar, funcionando
em estreita articulação com os serviços e instituições da comunidade envolvente.
Este projeto tem como finalidade contribuir para o crescimento harmonioso e global dos jovens, nas
suas diferentes dimensões (Individual, Familiar, Escolar e Social), com o intuito de formar cidadãos
livres, responsáveis, solidários e autónomos. Pretende atuar, com base no princípio, de que se
previnem as consequências dos problemas, agindo sobre as suas causas, através de uma relação de
confiança e empatia estabelecida com os alunos.
Objetivos:
§ Promover condições psico-sócio-emocionais que contribuam para a consolidação do sucesso
escolar da criança/ jovem;
§ Prevenir situações de risco e reforçar os fatores sociais de proteção;
§ Fomentar a inter-relação entre os diversos intervenientes: família/ escola/ comunidade como
agentes participantes no processo de desenvolvimento socioeducativo.
Atividades/Estratégias de Intervenção:
§ APOIA-TE - Apoio e acompanhamento psicossocial aos alunos e às famílias
§ CONHECE-TE - Avaliação/Apoio psicológico e/ou psicopedagógico
54
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ ORIENTA-TE - Programa de Orientação Escolar e Profissional e Esclarecimento e
encaminhamento para formação profissional
§ SENSIBILIZA-TE - Ações de sensibilização e esclarecimento sobre diversas temáticas
§ RELACIONA-TE - Desenvolvimento de Competências Pessoais e Sociais
§ PREVINE-TE – Prevenção de comportamentos de risco e educação para os afetos.
O aluno, a família, a escola e a comunidade devem ser encarados como sistemas abertos em
constante interação porque o sucesso de todos e de cada um depende especialmente da comunicação
e do diálogo que é estabelecido entre si, baseado na criação de uma rede de relações apoiadas na
cooperação, coresponsabilidade e no trabalho em conjunto, refletido e participado.
Público-alvo:
Comunidade Educativa
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Existentes
Adicionais
Justificação
Técnico Superior de Educação Social
Técnico Superior de Psicologia
O funcionamento deste gabinete está
dependente da colocação de uma equipa de
técnicos da área da psicologia e da educação
social, com formação específica para atuar nas
diferentes dimensões numa abordagem
ecossistémica, ou seja o aluno, a família, a
escola, e a comunidade.
Coordenador dos Diretores de Turma
Subcoordenador dos Diretores de Turma
Coordenadora dos Cursos Qualificantes
Diretores de Turma
Diretores de Curso
55
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
56
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.2. Gabinete de Apoio ao Aluno (GAA)
Responsável: Dr.ª Isabel Batista - Docente
Espaço aberto ao acompanhamento dos alunos convidados a sair do contexto sala de aula na
sequência de comportamentos desajustados, de indisciplina ou de conflito. Nesse espaço estão
colocados dois docentes que acolhem os alunos, registam a ocorrência e dialogam com os discentes
com o intuito de refletirem sobre os motivos que desencadearam o comportamento em causa.
Os encarregados de educação são informados, através de contacto telefónico, acerca da ocorrência. O
Diretor de Turma receberá de imediato a descrição desse episódio. Este espaço aberto há dois anos,
continua a ser uma exigência neste contexto educativo pelo número de ocorrências disciplinares que
se registam quotidianamente.
Os alunos enquanto permanecem no Gabinete do Aluno realizam atividades pedagógicas orientadas
pelo docente da aula em que o discente assumiu um comportamento incompatível com o contexto
educativo. A resolução de fichas de trabalho no âmbito das várias áreas disciplinares e a realização de
tarefas pedagógicas orientadas são momentos que preenchem o tempo em que os alunos permanecem
no Gabinete do Aluno - GAA.
No ano letivo 2010/2011, o Gabinete de Apoio ao Aluno evidenciou uma significativa descida
do número de ocorrências relativamente ao ano letivo anterior. Registou-se um decréscimo de
26% (de 367 ocorrências passou a 273/ indicador de junho de 2011) nas ocorrências
disciplinares, facto que respondeu positivamente à meta estabelecida pelo PEE/TEIP para o
biénio 2009/2011.
No ano letivo 2011/2012, o Gabinete de Apoio ao Aluno evidenciou um aumento do número de
ocorrências relativamente ao ano anterior. Registou-se um aumento de 33,7% (de 273
ocorrências passou a 365).
O GAA pretende:
§ Acolher os alunos que são convidados a sair do contexto de sala de aula;
§ Promover a reflexão individual sobre comportamentos desajustados de indisciplina ou de
conflito;
§ Fomentar a realização de atividades pedagógicas orientadas pelos docentes;
§ Diminuir as ocorrências de natureza disciplinar;
§ Desenvolver um ambiente educativo propício às aprendizagens.
57
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Plano de Ação:
Área a melhorar: a indisciplina e o ambiente educativo.
Calendarização
Destinatários
Atividades
Alunos e encarregados de
educação
Formalização de contratos
pedagógicos,
responsabilizando alunos (e
Encarregados de Educação).
Alunos – grupo turma
Implementação de um
regulamento de turma.
Encarregados de educação;
alunos: associação de
estudantes; delegados e
subdelegados
Sessões de sensibilização junto
da associação de pais,
associação de estudantes,
delegados e subdelegados, no
sentido de promover um
melhor ambiente para um
processo de ensinoaprendizagem promotor de
sucesso.
Ao longo do ano letivo
Este projeto será iniciado nos conselhos de diretores de turma de setembro.
Público-alvo:
Alunos da ESIC
Calendarização:
Ao longo do presente ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes coordenadoras
Docentes das várias áreas disciplinares
Coordenadoras dos diretores de turma e diretores
de turma
58
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.3 - Ação Tutorial
Responsável: Dr.ª Angelina Duarte - Docente
A ação Tutorial envolve uma rede de tutores que se tem transformado na família tutorial da ESIC.
Para implementar esta atividade já foi desenvolvida formação destinada a um público-alvo
selecionado de entre o corpo docente da ESIC e partindo dos dados recolhidos pelo gabinete do aluno
- GAA.
Esta atividade entende-se como uma dinâmica colaborativa em que intervêm diferentes atores
(alunos, professores, pais/ encarregados de educação e técnicos) com diferentes graus de implicação.
A Ação Tutorial desenvolvida no Grupo Turma integra-se num projeto pioneiro a nível nacional.
Esta inovação centra-se no ano de escolaridade em que o projeto é implementado e no contexto
educativo específico de uma escola secundária.
A ação tutorial tem como principais objetivos:
§ Reduzir o nº de alunos com comportamentos desajustados ou de indisciplina;
§ Melhorar as aprendizagens;
§ Promover a relação entre a escola – família;
§ Incentivar a integração do aluno na escola e no meio.
Para além da modalidade Grupo Turma, a ação tutorial desenvolve-se na modalidade Bolsa de
Tutores.
Indicador de junho de 2011 – 21 alunos foram abrangidos pela modalidade Grupo Turma e
17 alunos foram abrangidos pela modalidade Bolsa de Tutores.
Indicador de junho de 2012 - 10 alunos foram abrangidos pela modalidade Grupo Turma e
32 alunos foram abrangidos pela modalidade Bolsa de Tutores.
Reajustes organizacionais:
§ A ação tutorial deverá funcionar com professores tutores escolhidos no próprio Conselho de
Turma dos tutorados, o que tornará mais simples a relação tutor- tutorado, bem como, o horário
de funcionamento da tutoria;
§ Os tutores não vêm qualquer impedimento no facto do Diretor de Turma poder ser tutor;
§ Deverá haver um limite de faltas a dar pelo tutorado e, se este for ultrapassado, o tutorado terá de
ser substituído;
§ Informatizar alguns procedimentos da ação tutorial;
§ Agilizar/simplificar o processo de iniciação das sessões de tutoria, bem como, do preenchimento
de fichas de caracter informativo;
§ Colocação, no início do ano, de alguns dos documentos a preencher, nomeadamente, os
59
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
registos das sessões de tutoria realizados, nas capas dos tutores.
Público-alvo:
Alunos do 3º ciclo
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Existentes
Adicionais
Justificação
Os professores tutores e os conselhos de turma
que tiveram alunos tutorados propõem a
continuidade da ação tutorial para os mesmos e
sugerem que outros alunos, também, possam
Crédito horário para a implementação da
beneficiar deste acompanhamento. Solicitam
ação tutorial
igualmente que, para os alunos tutorados com
mais episódios de indisciplina, haja um
acompanhamento mais frequente (por ex. duas
sessões semanais) e um maior envolvimento dos
Encarregados de Educação.
Docentes das várias áreas disciplinares
Experiência
inovadora que
numa
pedagógica
foi divulgada
Reflexão
sobre TEIPII:
60
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.4 - Põe-te a Mexer
Responsável: Dr. Manuel Rui - Docente
Esta atividade pretende promover uma cultura de prática desportiva através da dinamização de
miniprojetos desportivos:” Voleibol na ESIC”; “Surf na ESIC”; “Ténis na ESIC”; “Clube de
Badminton”; e “Golf na ESIC”. Estas modalidades respondem aos interesses dos alunos às quais
dificilmente poderiam ter acesso, se não estivessem integrados numa comunidade educativa que
contribui para o desenvolvimento da formação integral.
Esta atividade tem como objetivos:
§ Promover a prática de atividades desportivas;
§ Responder aos interesses dos alunos, na área desportiva;
§ Possibilitar a prática de algumas modalidades desportivas pouco acessíveis aos alunos;
§ Desenvolver a formação integral;
§ Contribuir para um bom ambiente escolar;
§ Fomentar a boa integração na escola.
Em junho de 2011 regista-se como indicador o número de 126 alunos que participaram
em miniprojetos desportivos.
Em junho de 2012 regista-se como indicador o número de 143 alunos que participaram
em miniprojetos desportivos.
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes da área disciplinar de Educação
Física /código 620
61
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.5 - Equipa de Saúde Escolar/Educação Sexual
Responsáveis: Dr. António Rocha - Docente
Dr.ª Idália Carrasqueiras - Docente
Dr. Manuel Rui – Docente
Em contexto escolar, Educar para a Saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de
conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua
saúde e ao bem-estar físico, social e mental. Com esta atividade pretende-se o desenvolvimento de
espaços educativos e de sensibilização neste âmbito.
A atividade inclui ainda todas as intervenções que visam a implementação da Educação Sexual em
Contexto Escolar (Lei n.º 60/2009 e Portaria 196-A 2010 de 9 de abril), nomeadamente a aplicação
do Programa de Educação Sexual em Contexto escolar e a criação de um Gabinete de Atendimento e
Informação ao Aluno – GAIA.
Indicador, junho de 2011: desenvolvimento do Programa de Educação Sexual em todas as
turmas dos vários anos de escolaridade ou na Formação Cívica ou na Área de Projeto ou ainda
orientado por uma Técnica, cumprindo as doze horas previstas pelos normativos.
Criar hábitos de alimentação saudável constitui-se igualmente como uma prioridade desta equipa
escolar. Esta preocupação concretiza-se através da disponibilização de ementas devidamente
reguladas, cuidadas, variadas e atrativas com o intuito de transmitir esses hábitos. A oferta de
produtos saudáveis, variados e atrativos nos bufetes da escola e vigilância permanente sobre as
ementas da cantina é uma atividade complementar desenvolvida pela equipa tal como o reforço da
aprendizagem que contrarie o consumo de produtos integrados na alimentação fastfood.
Em junho de 2011 temos como indicador o número de refeições servidas: 14306
Em junho de 2012 temos como indicador o número de refeições servidas: 31038
Através da realização de rastreios a equipa pretende recolher informação sobre patologias
emergentes e a divulgação de informação/conselhos e curiosidades para toda a comunidade escolar.
Esta atividade contribui para colmatar uma comprovada falta de informação no âmbito da saúde
familiar.
Em junho de 2011 temos como indicador o número de participantes nos rastreios promovidos
pela ESIC: 452
Em junho de 2012 temos como indicador o número de participantes nos rastreios promovidos
62
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
pela ESIC: 251
A recolha de sangue é uma atividade realizada em parceria com o Instituto Português do Sangue que
pretende, anualmente, sensibilizar a comunidade escolar para a importância da dádiva de sangue. A
adesão dos alunos, docentes e restante comunidade educativa para esta atividade comprova a
sensibilização para os valores universais da cidadania e para uma consciência atenta, sensível e
eticamente responsável.
Em junho de 2011 temos como indicador o número de dadores: 56
Em junho de 2012 temos como indicador o número de dadores: 39
Objetivos desta atividade:
§ Estimular o espírito de solidariedade e de partilha;
§ Criar regras saudáveis para as rotinas diárias;
§ Sinalizar fragilidades físicas no âmbito da visão, da audição e da obesidade;
§ Promover hábitos de alimentação saudável;
§ Fomentar uma cultura do desenvolvimento harmonioso do corpo.
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Coordenador da Equipa de Saúde Escolar
Docentes das várias áreas disciplinares
Assistentes Operacionais
Assistentes Técnicos
APESCA
Associação de Estudantes
63
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.6 - Segurança na Escola
Responsável: Dr. José Geraldes – Docente
Programa Escola Segura - Permanência na escola de dois elementos da EMSE – Equipa de
Missão para a Segurança Escolar. Há uma intervenção permanente nas redondezas da escola.
Manutenção do sistema de videovigilância e de automação de entradas e saídas - A ESIC
continua a recorrer ao sistema de videovigilância e de automação de entradas e saídas pois a
segurança constitui uma prioridade no projeto educativo.
Articulação/cooperação com a Escola Segura - Palestras subordinadas às temáticas do uso de
substâncias ilícitas, bulliyng e prevenção rodoviária. Os comportamentos desviantes dos discentes
ditam a implementação e abordagem destas temáticas específicas.
Brigada de segurança com alunos – Realização de simulacros que envolvem a equipa de
segurança que integra alunos, docentes, assistentes operacionais e técnicos. Os Bombeiros
Voluntários de Coimbrões, através de uma parceria já celebrada, cooperam com a comunidade
educativa na realização destes simulacros que pretendem formar e educar para a cidadania.
Em 2010/2011 registaram-se as seguintes ocorrências: danificação de material/instalações
35; falta de limpeza/ desarrumação – 15; desaparecimento de material -10; agressão entre
colegas – 25; roubo entre colegas 20; comportamento incorretos 34 (indicador em junho
de2011).
A Segurança na escola pretende:
§ Fomentar um clima de segurança;
§ Promover um ambiente escolar propício às aprendizagens;
§ Estimular um clima de segurança participada por todos os agentes educativos;
§ Preservar o espólio da escola;
§ Desenvolver o sentido de pertença pelos espaços escolares.
Público-alvo:
Comunidade escolar
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
64
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Docentes
Equipa de Missão para a segurança escolar
Assistentes Operacionais e Assistentes
Técnicos
APESCA
Alunos
Curso Profissional Técnico de Proteção
Civil
Clube de Proteção Civil
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.7 - Certifica-te para o Futuro
Responsáveis: Dr. Celso Gomes – Coordenador do CNO
Dr.ª Manuela Carvalho – Coordenadora dos Cursos Qualificantes
Esta atividade engloba o levantamento das necessidades e interesses de Educação e Formação para
jovens e adultos. A organização de respostas privilegiando as ofertas formativas que respondem às
necessidades de trabalho local (CEF´s, Cursos Profissionais) e ainda o Centro Novas Oportunidades RVCC - Reconhecimento Validação e Certificação de Competências - Básico e Secundário.
Em junho de 2011 temos o seguinte indicador de partida: 82 formandos de cursos de
educação e formação; 156 formandos de cursos profissionais e 54 formandos/adultos em
cursos de educação e formação de adultos de dupla certificação e 39 formandos/adultos de
cursos de educação e formação, nível secundário – escolar. No centro novas oportunidades na
revalidação, validação e certificação de competências temos a percentagem de 50,42%
quanto aos formandos certificados, considerando a totalidade das inscrições.
É de salientar ainda que 11 formandos (cursos profissionais) candidataram-se ao ensino
superior.
Em junho de 2012 temos o seguinte indicador de partida: 86 formandos de cursos de
educação e formação; 213 formandos de cursos profissionais e 14 formandos/adultos em
cursos de educação e formação, nível secundário – escolar. No centro novas oportunidades na
revalidação, validação e certificação de competências foram certificados 151 formandos.
[email protected] ESIC
Mostra da oferta formativa da escola - CEF´S, Profissionais, EFAS, CNO, Clubes e Ensino Regular,
tendo em vista a divulgação do trabalho dos vários percursos escolares e profissionais existentes.
A [email protected] ESIC I – 6 de maio de 2009 teve um impacto verdadeiramente positivo e significativo
para a autoestima e motivação dos formandos e formadores dos Cursos Qualificantes. Os resultados
excelentes transformaram a [email protected] não só numa mostra de talentos com dupla certificação, mas
também extensível aos alunos do ensino regular.
65
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
A [email protected] II – 11 e 12 de março de 2010 - Segunda Mostra de Oferta Formativa que reuniu
novamente toda a equipa dos cursos qualificantes que, em trabalho colaborativo e em perfeita
articulação pedagógica, apresentou o trabalho desenvolvido pelos formandos dos diversos perfis
formativos.
A continuidade deste Projeto teve uma interrupção no ano letivo 2010/2011 justificada pela renovação
dos espaços da ESIC.
Apesar de se registar uma interrupção na divulgação da mostra formativa através da [email protected], a
escola participou na Primeira Mostra Formativa do Município de Gaia.
A [email protected] III decorreu em 21 de Março de 2011 e revelou mais uma vez um verdadeiro
trabalho colaborativo que se traduziu numa mostra formativa plena de sucesso.
Esta terceira mostra integrou pela primeira vez um concurso interno para o melhor stand. A turma do
curso profissional de Turismo ganhou o respetivo prémio que consistiu na atribuição de livros para
todos os formandos, na instalação do stand vencedor num espaço da escola e ainda na participação
num jantar formal com toda a equipa pedagógica.
Esta atividade pretende:
§ Estimular o gosto formativo dos formandos;
§ Desenvolver percursos formativos que respondem às necessidades
diagnosticados;
§ Implementar uma formação de qualidade que projete a imagem da ESIC;
§ Promover uma boa integração na vida ativa.
Público-alvo:
Comunidade escolar
Calendarização:
e
interesses
Ao longo do ano letivo
Adicionais
Justificação
3 técnicos especializados na área da
Hotelaria e restauração
O sucesso da oferta formativa da ESIC deve-se
2 técnicos especializados na área de Turismo
também à qualidade dos técnicos especializados
5 técnicos especializados na área da
que integram a equipa pedagógica.
Proteção Civil
Existentes
Recursos
Docentes das várias áreas disciplinares
66
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
67
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.8 – Clubes
Responsáveis: Dr.ª Gabriela Reis - Docente
Dr.ª Manuela Magalhães - Docente
Criação de variadas ofertas lúdico-pedagógicas que integram as diferentes áreas do saber e que
complementam a aprendizagem do espaço sala de aula.
Clube de Fotografia, Clube Contrarregra, Clube de Proteção Civil, Clube de Japonês, Clube da
Amnistia Internacional, Clube de Debate e o Clube da Sétima Arte completam a oferta educativa da
ESIC
A ESIC já tem tradição nas atividades que desenvolve no âmbito dos diversos Clubes, em especial o
Contrarregra. Em parceria com o Teatro Nacional S. João do Porto, este clube já levou à cena a peça
“As Três Irmãs” de Anton Tchekhov. Durante uma semana, o Contrarregra representou no Convento
de S. Bento da Vitória, atividade que foi observada por altas individualidade da cultura portuense e
amplamente divulgada pela comunicação social.
Ainda no âmbito dos miniprojetos a ESIC contempla ainda o DecoJovem.
Em 2011 (indicador de junho) temos a considerar que
clubes da escola, a saber: 12 no Clube de Proteção civil,
Clube de fotografia e ainda 20 no clube de japonês.
Em 2012 (indicador de junho) temos a considerar que
clubes da escola, a saber: 10 no Clube de Proteção civil,
Clube de fotografia e ainda 33 no clube de japonês.
62 alunos integraram os vários
22 no Clube Contrarregra, 8 no
74 alunos integraram os vários
8 no Clube Contrarregra, 13 no
Os clubes em funcionamento na ESIC têm os seguintes objetivos:
§ Proporcionar a interiorização dos princípios da Proteção Civil;
§ Desenvolver competências essenciais que transformarão os alunos em adultos equilibrados e
competentes;
§ Estimular o espírito solidário e consolidar a consciência cívica;
§ Permitir a aprendizagem dos conteúdos da técnica fotográfica;
§ Identificar fases principais da evolução histórica e grandes momentos de rutura;
§ Conhecer a cultura japonesa – o passado e o presente, a tradição e a modernidade;
§ Educar para a cidadania;
§ Sensibilizar para a importância dos riscos e respetiva prevenção;
§ Descobrir e/ou explorar o prazer da língua portuguesa e da expressão dramática;
§ Promover a defesa e proteção dos animais;
§ Efetuar o arquivo fotográfico da ESIC evidenciada e imortalizada através dos registos
fotográficos;
§ Localizar no tempo e no espaço eventos e processos, distinguindo ritmos de evolução;
68
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ Incentivar a reflexão e debate sobre um tema;
§ Fomentar a tolerância e aceitação da diferença cultural.
O Clube de Inglês envolve todos os alunos interessados em aperfeiçoar os seus conhecimentos, de
forma lúdica, não só a nível gramatical como a nível de vocabulário. Para tal, os docentes
envolvidos têm conhecimento das necessidades dos alunos e em conjunto preparam atividades para
os poder motivar para o “sucesso”.
O Projeto Assistente Comenius – 20112/2013 - será concretizado com a presença de uma
estudante do Reino Unido que permanecerá na ESIC durante parte do ano letivo. (Responsável: Dr.ª
Palma Gonçalves – docente)
Parcerias Multilaterais – Alunos de várias escolas europeias, tendo como base um tema comum
relacionado com a reciclagem, deslocar-se-ão entre os diversos países/parcerias do projeto para
troca de experiências.
Este projeto alargar-se-á até 2013. (Responsáveis: Dr.ª Maria José Gomes e Dr.ª Manuela
Magalhães – docentes).
O clube de Inglês pretende:
§ Aperfeiçoar a oralidade da língua inglesa;
§ Estimular a autonomia dos alunos na aprendizagem da língua estrangeira;
§ Desenvolver competências linguísticas;
§ Promover a integração dos alunos;
§ Partilhar a aprendizagem da língua estrangeira entre alunos de níveis de aprendizagem
distintos;
§ Criar exercícios gramaticais de diferentes graus de dificuldade para serem resolvidos por
colegas/alunos do clube.
Em 2010/2011, o Clube de Inglês contou com a participação ativa de 19 alunos dos vários anos
de escolaridade (indicador junho de 2011).
Em 2011/2012, o Clube de Inglês contou com a participação ativa de 17 alunos dos vários anos
de escolaridade (indicador junho de 2012).
Público-alvo:
Comunidade Escolar
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes de várias áreas disciplinares/
parceiros
69
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
70
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.9 - ESPAÇO MIMO
Mais integração Melhores Oportunidades
Responsável: Dr.ª Cláudia Sousa – Técnica Superior de Animação Sociocultural
O Espaço M.I.M.O. (Mais Integração Melhores Oportunidades) desenvolve atividades lúdicopedagógicas, que funcionam em espaço específico, tais como: Guitarra Clássica; Atelier de Pintura;
Manualidades; Canto/ tuna da ESIC e Coro ESIC.
O MIMO Valoriza o enquadramento social, histórico e artístico, a troca de informações permanente
entre todos os envolvidos no projeto – professores, alunos, pais e população em geral que são
elementos fundamentais deste projeto ao enaltecer os contactos intergeracionais e as tradições
culturais da área geográfica onde a escola se insere.
O Espaço M.I.M.O. está aberto a toda a população escolar e funciona de acordo com os interesses e
disponibilidades, principalmente dos alunos. Todas as atividades propostas pretendem promover a
integração das pessoas na escola e na sociedade e desencadear mecanismos indutores do seu bemestar.
Este espaço de talentos vai continuar a abraçar o projeto ASF – Aprender Sem Fronteiras – no
domínio da guitarra, pois são os alunos mais velhos e experientes que vão ensinar aos mais novos
essa arte de dedilhar uma guitarra.
Em 2010/2011, 112 alunos e docentes estiveram envolvidos nas atividades do espaço MIMO,
a saber: 44 na Guitarra, 26 na Dança, 24 elementos no Coro ESIC, 17 elementos no Canto,
10 integraram o Teatro Musical e 4 as Manualidades (indicador de junho de 2011).
Em 2011/2012, 79 alunos e docentes estiveram envolvidos nas atividades do espaço MIMO, a
saber: 20 na Guitarra, 14 elementos no Coro ESIC, 10 elementos no Canto, 18 integraram o
CER (Comunicar, Expressar e realizar) e 17 as Manualidades (indicador de junho de 2012).
Férias na ESIC:
Organização de atividades de caráter lúdico-pedagógico para a ocupação dos alunos durante as
paragens letivas, no sentido de colmatar a falta de iniciativas na comunidade envolvente.
Os períodos de interrupção das atividades letivas da Páscoa e do verão serão ocupados com
workshops diversos que preencherão os momentos de lazer dos alunos que não dispõem de ocupação
nessas pausas letivas.
Indicador em julho de 2011: 16 alunos participaram no projeto na Páscoa e 28 alunos
participaram no projeto no verão.
Indicador em junho de 2012: 30 alunos participaram no projeto na Páscoa e 36 alunos
participaram no projeto no verão.
71
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Danças Urbanas:
Sendo a ESIC uma escola secundária, não dispõe de uma formação na área das Danças Urbanas que
possa responder aos interesses e expectativas dos alunos e que dê continuidade ao projeto iniciado em
2010/2011. Desta forma, a escola propõe continuar a ocupar 45 minutos semanais, por turma, em
atividades extracurriculares, e abrangendo todos os alunos do 7º ano de escolaridade, para a formação
em expressões corporais dando resposta às intenções formativas dos alunos manifestamente
comprovadas. Assim, semanalmente, serão valorizadas competências e despertas capacidades
ocultas, este encontro semanal funcionará como escape para os alunos que frequentam a escola.
Em 2010/2011, a escola diversificou a oferta para o 7º ano de escolaridade com a oferta de
“Danças Urbanas” (12 horas de crédito horário) e envolveu 130 alunos (indicador de
junho de 2011).
Em 2011/2012, a escola diversificou a oferta para o 7º ano de escolaridade com a oferta de
“Danças Urbanas” (10 horas de crédito horário) e envolveu 89 alunos (indicador de junho
de 2012).
Objetivos:
§ Contribuir para a redução do índice de abandono escolar;
§ Melhorar os níveis de assiduidade;
§ Promover o sucesso educativo;
§ Proporcionar ocupação dos tempos livres de uma forma lúdico-pedagógica;
§ Promover o desenvolvimento de competências, interesses e capacidades;
§ Reforçar a autoestima, a autovalorização e consolidar saberes;
§ Fomentar a motivação pela escola;
§ Incentivar os alunos e a população em geral a prosseguir a sua educação e formação;
§ Dotar os cidadãos de conhecimentos que lhes permitam melhor inserção ou progressão
profissional.
Atividades/Estratégias de Intervenção:
§ Música (guitarra clássica);
§ Manualidades;
§ CER (Comunicar, Expressar e realizar);
§ Canto/TUNA e Coro ESIC;
§ Dança;
§ Atelier de artes e pintura;
§ Música alternativa;
§ Dinamização de espaços escolares;
72
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
§ Atividades de Animação em espaços escolares;
§ Dinamização de programas para as pausas letivas e férias.
Público-alvo:
Comunidade Escolar
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Existentes
Adicionais
Justificação
Técnico Superior de Animação Sociocultural
Técnico Especializado de Danças
Docente de EMRC (Tuna e Coro da ESIC)
Técnica Superior de Animação Sociocultural
A implementação desta atividade exige
conhecimentos especializados de um
Técnico
Superior
de
Animação
Sociocultural e de uma docente com
formação adequada às necessidades da
escola.
Danças Urbanas - Torna-se fundamental
salientar que diversos alunos modificaram
o seu comportamento e melhoraram a sua
integração na turma. Com a prática desta
área da expressão corporal houve uma
melhoria significativa da autoconfiança e
do relacionamento interpessoal.
APESCA – Associação de Pais
Docentes
Alunos
Assistentes Operacionais
Assistentes Técnicos
73
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“VALORIZA-TE PELA ESCOLA”
2.10 - Visitas de Estudo
Responsável: Equipa PEE/ TEIP
A Visita de Estudo é uma das estratégias que mais estimula os alunos, dado o caráter motivador que
constitui a saída do espaço escolar. Institui-se como uma situação de aprendizagem que favorece a
aquisição de conhecimentos, proporciona o desenvolvimento de técnicas de trabalho e facilita a
sociabilidade. Serão realizadas várias visitas de estudo tendo em vista a articulação de conteúdos
interdisciplinares, a promoção das relações interpessoais e a ligação escola/meio/contextos
profissionais. As deslocações dos alunos surgem integradas nos Projetos Curriculares de Turma,
que dita a respetiva articulação pedagógica e a necessidade de realizar a atividade.
As visitas de estudo pretendem:
§ Fomentar situações de aprendizagem facilitadoras da valorização do saber;
§ Desenvolver técnicas de observação dirigidas para um trabalho específico;
§ Promover a integração escolar.
Em 2010/2011, realizaram-se 74 visitas de estudo (24 do ensino regular e 50 do ensino
qualificante) - indicador de junho de 2011.
Em 2011/2012, realizaram-se 46 visitas de estudo (32 do ensino regular e 14 do ensino
qualificante) – indicador de junho de 2012.
Público-alvo:
Alunos dos vários anos de escolaridade
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes das várias áreas disciplinares
74
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
RELAÇÃO ESCOLA - FAMÍLIAS - COMUNIDADE
Ação “ESIC EM FAMÍLIA”
EIXO 3
Coordenadores
“ESIC em Família”
A grande finalidade deste eixo é promover a melhoria da interação
escola/família/comunidade através do aumento da participação dos
pais/encarregados de educação na vida da escola e do seu compromisso com a
aprendizagem e sucesso escolar dos alunos (seus educandos).
A ligação da escola à comunidade e ou/meio envolvente tem estado sempre
presente no desenvolvimento do processo de ensino aprendizagem e em atividades
de complemento curricular, tendo-se acentuado nos últimos anos. Com efeito, a
escola tem contado com a colaboração de diversos organismos que, em estreita
colaboração com os agentes educativos, têm procurado promover e valorizar o
papel da escola e otimizar a comunicação dentro da escola e entre esta e a
comunidade. A escola, em aliança com a família e a comunidade, pretende,
sobretudo, ajudar no crescimento dos alunos, não só ao nível de atitudes e valores
como também no desenvolvimento de competências que lhes permitam enfrentar,
com sucesso, os desafios do mundo atual.
Esta ação engloba igualmente um conjunto de meios de divulgação das atividades
que reúnem a operacionalização deste projeto educativo. Resulta da necessidade de
continuar a melhorar a imagem institucional da escola e de ultrapassar algumas
dificuldades de comunicação interna, promovendo a interação de todos os agentes
educativos e criando sinergias que envolvam dinamicamente toda a comunidade.
Com o intuito de melhorar o envolvimento dos pais e encarregados de educação na
vida escolar dos seus educandos e respeitando a avaliação externa realizada pela
IGE, em dezembro de 2011, foi delineado um plano que pretende melhorar o
envolvimento parental da ESIC.
Dr.ª Fátima Sousa – Docente
Dr.ª Cristina Pais – Docente
OBJETIVOS GERAIS
- Incrementar o envolvimento dos pais no processo educativo dos educandos, motivando-os para
reflexão, adequação e transformação das práticas educativas familiares;
- Promover o envolvimento parental na ESIC;
- Abordar e acompanhar a família estabelecendo uma relação de confiança e empatia com a mesma;
- Estabelecer a ligação entre a escola/família/comunidade;
- Aumentar e melhorar os circuitos de comunicação/informação interna;
75
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
- Contribuir para uma imagem institucional mais positiva, promovendo uma cultura de Escola eficaz.
Indicadores de Partida (junho 2011)
Metas 2012 - Balanço
-1185 pais e Encarregados de Educação
participaram nas atividades da escola;
Registar um aumento para 1232 pais e
Encarregados de Educação, na participação nas
atividades da escola, considerando o indicador de
partida registado até junho de 2011;
-59,6% foi a percentagem de presenças de pais e
Encarregados de Educação, na ESIC, quando
convocados;
Considerando a percentagem atingida em junho de
2001 – 59,6%, a ESIC pretende atingir 61% de
presenças de pais e Encarregados de Educação, na
escola, quando convocados; (Meta ultrapassada)
-A ESIC registou quatro circuitos de
comunicação
A ESIC propõe-se ativar dois novos circuitos de
comunicação: a Rádio ESIC e o Canal Interno de
Comunicação. (Meta ultrapassada)
Indicadores de Partida (junho 2012)
Metas para o biénio 2012-2014
Número de atividades realizadas: 5 (Magusto;
Festa de Natal; ESIC em famíliaI; Carnaval;
Aniversário da escola.
Registar um aumento para 5 atividades de
animação que envolvam pais e encarregados de
educação, considerando o indicador de partida de
junho de 2012;
62,3% foi a percentagem de presenças de pais e
Encarregados de Educação, na ESIC, quando
convocados;
Considerando a percentagem atingida em junho de
2012 – 62,3%, a ESIC pretende atingir 64% de
presenças de pais e Encarregados de Educação, na
escola, quando convocados;
-A ESIC registou o funcionamento de 5 circuitos
de comunicação (Rota ESIC; Rádio
ESIC/Oficina de formação; ESIC on line;
Desalinhado e TV ESIC)
A ESIC propõe-se manter em funcionamento os 5
circuitos de comunicação, em especial a Rádio
ESIC que deverá ter maior impacto no contexto
educativo.
76
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Recursos
adicionais
(Indicadores de Junho de 2011)
Técnico Superior de Animação Sociocultural
Técnico Superior de Educação Social
Técnico Superior de Psicologia
77
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.1 – Concelho em Rede
Responsável: Dr.ª Susana Penha - Técnica Superior de Educação Social
Esta atividade concretiza-se através da participação do representante da escola nas reuniões das
Comissões Sociais das Freguesias de Canidelo e Afurada, do Plenário do Concelho Local de Ação
Social da Rede Social (CLAS) e do Contrato Local de Desenvolvimento Social de Canidelo e áreas
envolventes (CLDS) que intervêm no processo de definição das políticas sociais para o Concelho de
V. N. Gaia.
O trabalho na Rede Social implica não só o trabalho direto e local a nível das duas freguesias
(Canidelo e Afurada) como também a nível da Comissão Local de Acompanhamento Social
(C.L.A.S.).
O trabalho realizado é em rede e em articulação/cooperação com os serviços e instituições da
comunidade escolar e sociais reunidos em torno de uma finalidade comum que é a da mudança e do
desenvolvimento escolar e social.
Esta atividade pretende:
§ Participar na articulação da rede concelhia;
§ Promover a cooperação entre os serviços da comunidade educativa;
§ Estimular o desenvolvimento escolar e social.
Público-alvo:
Comunidade Educativa
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Adicionais
Justificação
Técnico Superior de Educação Social
Tem sido possível instituir entre os parceiros da
comunidade um trabalho colaborativo mais
próximo e muito produtivo, em grande medida,
através do Educador Social que funciona como um
mediador entre a escola/família/comunidade e,
dessa forma, tem-se obtido resultados mais
eficazes e eficientes na intervenção.
78
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Diretor
79
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.2 - Anima-te em Família
Responsável: Dr.ª Manuela Azevedo - Docente
Dr. ª Lídia Veloso – Docente
Dr.ª Cláudia Sousa – Técnica Superior Animadora Sociocultural
Criação de atividades lúdico-recreativas para as famílias em colaboração com todos os agentes
educativos, as instituições da comunidade e a Associação de Pais.
Indicador de junho de 2011 – 298 participantes nas várias atividades.
Em 2 de Junho de 2012 decorreu a ESIC em Família I que registou uma presença significativa de
pais e encarregados de educação na escola. Este encontro, que se realizou a um sábado, demonstrou
que o perfil deste evento cultural responde aos interesses dos vários agentes da comunidade e que
deve ter a sua repetição anual com o intuito de encerrar o ano letivo.
Eventos culturais e recreativos
Ao longo do ano letivo, realizar-se-ão vários eventos culturais e recreativos que pretendem
comemorar datas festivas.
No âmbito da diversidade de atividades culturais destacam-se exposições de arte, espetáculos
musicais, concertos e concursos entre outros.
O leque de atividades que integram os Eventos Culturais e Recreativos funciona como o espelho
daquilo que a ESIC vai construindo no seu quotidiano sempre com o objetivo de projetar a sua
imagem no exterior, mostrando o que de melhor se vai criando não só com recursos internos mas
também fruto das inúmeras parcerias que se foram estabelecendo ao longo dos sucessivos anos
letivos.
A elegância e a distinção estarão sempre presentes nestes momentos especiais que culminam etapas
mas, em simultâneo, perspetivam projetos futuros.
No âmbito do intercâmbio entre as escolas do concelho de Gaia, continuará a realizar-se um torneio
de futebol de 5 envolvendo o pessoal docente e não docente.
A Semana Cultural pretende ser a fusão da atividade realizada em 2010/2011 – Semanas Temáticas.
Esta atividade integrou quatro semanas temáticas – Semana das Humanidades; Semana das Línguas;
Semana das Expressões e Semana das Ciências. Estas semanas temáticas pretenderam aglutinar todos
os miniprojetos das diversas áreas disciplinares integradas nos Departamentos Curriculares.
O impacto verdadeiramente positivo que estas semanas tiveram na vida da ESIC ditou alguns
reajustes que resultaram na criação da Semana Cultural.
A abrangência proporcionada por atividades de todas as áreas disciplinares – transdisciplinaridade,
uma maior visibilidade dada às atividades promovidas pelos departamentos, a adesão espontânea e
interessada às atividades por parte de alunos e docentes e um elevado grau de satisfação dos
destinatários serão indicadores de partida para este projeto.
80
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Em 2011/2012 a semana cultural decorreu nos dias 21 e 23 de Março.
Os objetivos desta atividade são:
§ Divulgar os trabalhos realizados pelos alunos;
§ Fomentar parcerias culturais com instituições da comunidade;
§ Promover a transdisciplinaridade;
§ Consolidar o trabalho colaborativo entre todos os agentes educativos;
§ Desenvolver um ambiente educativo propiciador às aprendizagens;
§ Projetar a imagem da ESIC na comunidade;
§ Aproximar a escola das famílias;
§ Estimular a relação escola-família;
§ Promover um maior envolvimento dos encarregados de educação na escola.
Público-alvo:
Comunidade Escolar
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Existentes
Adicionais
Justificação
Técnica Superior de Animação Sociocultural Os conhecimentos especializados da técnica são
determinantes para o sucesso das atividades.
Diretores de Turma
Diretores de Curso
Coordenadores dos Clubes
Docentes das várias áreas disciplinares/
departamentos
Alunos
Associação de Estudantes
APESCA
Assistentes Operacionais
Assistentes Técnicos
Parceiros
A parceria com a escola de Música de
Canidelo será concretizada através da
atuação de alunos que são comuns aos dois
estabelecimentos de ensino.
81
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
82
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMILIA”
3.3 - Biblioteca
Responsável: Dr.ª Jacinta Cordeiro - Docente
A Biblioteca escolar constitui um recurso educativo fundamental de organização pedagógica da
escola e um instrumento essencial no desenvolvimento curricular, afeto às atividades de ensino e às
atividades curriculares não letivas e também ocupação dos tempos livres. Desta forma, pretende-se
com este recurso criar condições e atividades para que se torne um espaço apelativo à participação da
comunidade.
Em 30 de abril de 2011, foi assinado um Protocolo entre a ESIC/Biblioteca e a Junta de Freguesia de
Canidelo. Este indicador traduz a abertura da escola à comunidade educativa e significa a
aproximação da escola às famílias dos alunos.
A biblioteca pretende:
§ Fomentar o gosto pela leitura;
§ Proporcionar o contacto direto com livros de temáticas diversas;
§ Consolidar conhecimentos específicos;
§ Criar condições para a realização de trabalhos de pesquisa;
§ Divulgar aspetos culturais da comunidade;
§ Promover a abertura da escola à comunidade educativa;
§ Facilitar o acesso à cultura local;
§ Estimular a curiosidade pelo conhecimento das próprias raízes;
§ Aproximar a escola das famílias.
Em 2010/2011 a Biblioteca registou a seguinte frequência: 7º ano: 2336; 8º ano:1550;
9ºano:1822; 10º ano: 1328; 11º ano: 1139; 12ºano: 1358 (indicador de junho de 2011).
Em 2011/2012 a Biblioteca colaborou na implementação do Projeto Um Mês, Um Escritor
resultante da parceria estabelecida entre a escola e a Porto Editora.
Em 2011/2012 a Biblioteca registou a seguinte frequência: 7º ano: 3036; 8º ano:2006;
9ºano:962; 10º ano: 2068; 11º ano: 1924; 12ºano: 1665 Total: 11.673 (indicador de junho
de 2012).
Público-alvo:
Comunidade educativa
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
83
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
Existentes
2012-2014
Professora bibliotecária
Professores de várias áreas disciplinares
Assistentes operacionais
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.4 – Associação de Pais e Associação de
Estudantes
Responsáveis: Presidentes
A associação de pais e encarregados de educação da escola (APESCA) e a associação de estudantes
têm uma importância crucial na ESIC com reflexo numa intervenção pró-ativa em momentos
determinantes na vida da escola.
Espaço de atendimento a pais/ encarregados de educação
Atendimento a pais/encarregados de educação para esclarecimento de dúvidas, fornecimento de
informações e apoio na resolução de situações relacionadas com a escola.
Esse acompanhamento foi desenvolvido semanalmente em horário pós-laboral: em 2010/2011
contou com a presença de 15 pais e em 2011/12 de 4 pais, que solicitaram esclarecimentos
diversos.
A APESCA em colaboração com alguns diretores de turma desenvolverá um projeto formativo
dirigido aos pais e encarregados de educação da escola. A formação será realizada por alguns pais e
versará a utilização das tecnologias de informação e comunicação (TIC) como meio facilitador da
comunicação entre a escola e a família.
Com as atividades desenvolvidas pela APESCA e pela associação de estudantes pretende-se:
§ Envolver os pais na vida da escola dos seus filhos;
§ Promover uma maior visibilidade da associação de pais e associação de estudantes;
§ Desenvolver um espírito participativo dinâmico;
§ Estimular o sentido de representatividade;
§ Promover um maior envolvimento dos encarregados de educação na vida da escola.
Público-alvo:
Pais/Encarregados de Educação;
associação de estudantes/alunos
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
84
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Existentes
Recursos
Elementos da Associação de Pais
(APESCA)
Elementos da Associação de estudantes
85
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.5 – Envolvimento Parental
Responsável: Dr.ª Fátima Sousa - Docente
A escola tem procurado promover e aprofundar a inter-relação e a comunicação com os
encarregados de educação, com o intuito de sentirem a escola como um espaço de partilha de
preocupações e busca de soluções. Um dos momentos privilegiados para este contacto é o
atendimento pessoal dos mesmos pelos Diretores de Turma dos seus educandos. O envolvimento
dos encarregados de educação passa também pela sua participação nas reuniões regulares
estabelecidas pela escola.
Evolução da presença dos pais na escola nas reuniões convocadas pelos diretores de turma
(2010/2011 e 2011/2012):
1ª Reunião
2ª Reunião
3ª Reunião
1ª Reunião
Presenças
(%)
2010
2011
2011
2012
2011
2012
Presenças
(%)
7º ano
60
84
55
60
54
56
10º ano
48
48
8º ano
57
74
62
57
57
57
11º ano
36
31
9º ano
54
59
68
66
54
50
12º ano
31
3º ciclo
57
72
61
61
55
54
Secundário
38
2010/2011
2011/2012
56
59
59
58
54
41
43
46
52
67
63
58
63
54
49
38
47
55
Presenças
Média Anual (%)
7º ano
8º ano
9º ano
3º ciclo
10º ano
11º ano
12º ano
Secundário
Escola
2010
2011
2ª Reunião
2011
3ª Reunião
2012
2011
2012
61
67
53
48
51
59
38
58
15
56
57
42
41
31
56
61
44
49
A monitorização da presença dos encarregados de educação é feita periodicamente pelas
coordenadoras de diretores de turma tendo sempre como indicadores os níveis de presenças do ano
anterior e ainda as metas que a escola se propõe atingir.
Com esta atividade a ESIC pretende:
§ Monitorizar a presença dos encarregados de educação na escola, quando convocados;
§ Estimular a relação escola-família;
§ Fomentar um maior envolvimento dos pais na escola dos seus filhos.
86
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Plano de ação
Área a melhorar: o envolvimento dos pais e encarregados de educação na vida escolar dos seus
educandos.
Calendarização
Destinatários
Atividades
Início do ano letivo
Pais/encarregados de
Preparação dos encontros com os
educação do terceiro
encarregados de educação (Conselhos
ciclo do ensino básico
de diretores de turma)
Entrega da ficha – Encarregado de
educação/escola – e respetivos
esclarecimentos
quanto
à
sua
utilização.
Ao longo do ano
Pais/ encarregados de
Sessões de esclarecimento sobre
letivo – em regime
educação do terceiro
noções básicas de Tecnologias de
pós-laboral
ciclo do ensino básico
Informação e Comunicação (TIC) –
utilização do correio eletrónico;
Serão convidados encarregados de
educação para prestar depoimentos
acerca da importância das TIC como
meio facilitador para a comunicação
e/ou
resolução
de
problemas
relacionados com a vida escolar dos
alunos.
Nas
sessões
desenvolver-se-ão
atividades práticas realizadas nos
computadores da escola. A APESCA
colaborará neste projeto formativo.
Público-alvo:
Pais/Encarregados de Educação
Calendarização:
Ao longo do ano
Existentes
Recursos
Docentes – DT’s/coordenadoras de diretores
de turma
87
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
88
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.6 - ESIC em Comunicação
Responsáveis: Dr.ª Fernanda Vaz - Docente
Dr.ª Maria José Ribeiro - Docente
Dr. Jorge Margarido – Docente
Equipa PEE/TEIP
A ESIC em Comunicação aglutina os cinco circuitos de comunicação existentes na escola.
Rota ESIC
Folheto em formato digital de divulgação das diferentes atividades a realizar mensalmente na Escola
Secundária Inês de Castro. Este boletim informativo surge para responder à necessidade de reunir
todas as atividades que se desenvolvem na ESIC e que, desta forma, têm a respetiva divulgação.
Em 2010/2012 foi mensalmente inserido na página da escola, perfazendo um total de 22
publicações que retrataram as diversas atividades realizadas na ESIC, todas elas com
visibilidade para o exterior através deste circuito de comunicação.
Rádio ESIC
Meio de comunicação com um alinhamento definido, constituído por reportagens, notícias,
pensamentos do dia, diversidade de músicas, divulgação de atividades da Escola e Comunidade.
Em 2010/2011, no caso específico da rádio registou-se um atraso neste projeto devido a
anomalias detetadas na instalação sonora da exclusiva responsabilidade da Parque Escolar, que
limitaram as atividades desta estrutura.
No ano letivo 2011/2012 este circuito de comunicação foi ativado e funcionou, em simultâneo,
como laboratório para o Curso Profissional Técnico de Multimédia.
ESIC on-line
Página da Internet – www.esic.pt – veículo fundamental para o fluxo de informação entre as várias
estruturas da Escola e da Comunidade.
As estatísticas de navegação demonstram que o projeto tem sido um sucesso e que o número de
visitas se mantém a um nível elevado.
Comparativamente com 2009/2010, assiste-se a uma consolidação do leque de visitantes
habituais (63,31% passou para 67,05% em 2010/2011).
O Desalinhado – jornal escolar
O Jornal Escolar trimestral pretende divulgar todas as atividades implementadas na Escola e em todo
o contexto educativo. O Jornal Desalinhado tem mais do que uma década de existência e já se
89
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
assumiu como meio de comunicação tradicional da ESIC. Desta forma, reúne um conjunto de
contributos redatoriais que retratam o quotidiano escolar.
Em 2010/2011 foram publicados os números 42 (dezembro), 43 (abril) e 44 (junho) e foram
vendidos 430 exemplares.
Em 2011/2012 foram publicados os números 45 (dezembro), 46 (abril) e 47 (junho) e foram
vendidos todos os exemplares.
TV ESIC
Reinstalação de um canal interno de televisão onde é definida uma programação que integra as várias
estruturas da Escola e da Comunidade.
Esta atividade de reativação do canal interno de televisão ficou suspensa, desde o início do ano letivo
2010/2011, devido às evidentes dificuldades e impedimentos decorrentes da obra de
remodelação a que a escola tem sido sujeita.
Em 2011/2012 este circuito de comunicação deu os seus primeiros passos com especial destaque
para a cobertura do Torneio inter-escolas Futebol 5.
A ESIC em comunicação pretende:
§ Refletir a dinâmica interna da escola através da síntese da informação crítica acerca das suas
atividades;
§ Aprofundar as relações institucionais entre escola, família e comunidade;
§ Promover a articulação e complementaridade com recursos informativos da escola;
§ Divulgar as atividades realizadas na escola;
§ Envolver a comunidade no processo de comunicação interna e externa;
§ Favorecer os laços entre os diferentes membros da comunidade educativa;
§ Diversificar os meios de comunicação internos;
§ Envolver os alunos e encarregados de educação na dinamização de conteúdos;
§ Criar condições para tornar estes recursos instrumentos pedagógicos partilhados;
§ Educar para a cidadania.
Público-alvo:
Comunidade Educativa
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
APESCA
Diretor de Comunicação e Marketing – código 600
Docentes de Informática – 550
Docentes
Equipa redatorial constituída por 3 docentes (código
300, código 320 e código 600)
Curso profissional técnico de Multimédia
90
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Direção
91
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.7 - Agir Solidário
Responsável: Dr.ª Carina Veríssimo - Docente
É uma proposta social assumida pela comunidade escolar (Escola Secundária Inês de Castro,
Agrupamento de Escolas D. Pedro I, as Juntas de Freguesia de Canidelo e de S. Pedro da Afurada
e respetivas paróquias) que pretende dar respostas aos problemas sociais que vão surgindo
diariamente nas nossas populações. Esta experiência partilhada por todos os agentes da
comunidade educativa permite um enriquecimento coletivo e estimula o espírito de solidariedade.
O voluntariado é igualmente desenvolvido por todos através da recolha de alimentos
encaminhados para as famílias mais carenciadas tendo como meio de articulação as Conferências
de S. Vicente de Paulo.
Este trabalho colaborativo conta igualmente com a colaboração das técnicas TEIP e ainda com a
assistente social da junta de freguesia de Canidelo.
Em 2011/2012 realizaram-se duas recolhas de alimentos e uma caminhada solidária.
Com esta atividade pretende-se:
§ Intervir junto da comunidade;
§ Estimular o espírito de solidariedade;
§ Desenvolver competências pessoais e sociais;
§ Promover a consciencialização dos problemas sociais existentes nas freguesias;
§ Contribuir para o desenvolvimento comunitário.
Público-alvo:
Comunidade Educativa
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Recursos
Adicionais
Técnico Superior de Educação Social
Existentes
Justificação
Docentes
Alunos
Assistentes Técnicos
Assistentes Operacionais
APESCA
Parceiros
Perante o leque diversificado de atividades a
desenvolver, habitualmente, regista-se um
aumento significativo da articulação entre os
vários agentes da comunidade educativa.
92
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“ESIC EM FAMÍLIA”
3.8 - MuseuESIC
Responsável: Dr.ª Humberta Coelho - Docente
MuseuESIC é um projeto que reflete uma vontade de continuar a concretizar uma ideia, sempre
ambiciosa, de criação de um espaço que reúna e dignifique uma história, uma escola e um trabalho.
A nossa escola apresenta já uma história de 26 anos de existência… poder-se-á eventualmente
especular se este conjunto de anos será suficiente para a constituição de um museu. E, neste ponto, as
opiniões poderão divergir. Pensamos, contudo, que este tempo de mais de um quarto de século
justifica a constituição de um espaço de exposição de trabalhos e/ou objetos, sendo, por conseguinte,
o nosso objetivo o de colocar em prática esta ideia ou esta vontade, que revele a nossa escola, o nosso
espaço de trabalho e de criação.
O MuseuESIC pretende:
§ Reunir o espólio das diferentes áreas disciplinares e de outras estruturas da escola;
§ Encontrar um espaço para exposições (permanente e/ou itinerantes);
§ Agendar atividades pedagógicas que envolvam alunos e professores e museus da comunidade;
§ Estabelecer parcerias com museus e com a autarquia;
§ Perpetuar trabalhos de qualidade excelente realizados pelos alunos;
§ Fomentar o sentido de pertença em relação ao MuseuESIC.
Em 2011/2012 – indicador de junho - a equipa recebeu formação especializada sobre “Museu
de Escola” e realizou ações de sensibilização destinadas à comunidade educativa.
Público-alvo:
Comunidade escolar
Calendarização:
Ao longo do ano letivo
Existentes
Recursos
Docentes
93
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
MONITORIZAÇÃO E AUTOAVALIAÇÃO
Ação “AVALIANDO O PROJETO”
EIXO Nº 4
Coordenador
A implementação do projeto exige a monitorização e avaliação das
atividades/ações delineadas, com fim à orientação estratégica do tipo de ações
que deverão ser assumidas na comunidade educativa, de forma a conferir-lhes
intencionalidade e a concretizar os propósitos educativos.
A Consultora/Universidade Católica, a Comissão de Avaliação Interna (CAI) e
a Equipa PEE/TEIP II aplicam transversalmente os instrumentos de avaliação
que permitem a monitorização do projeto. A estreita articulação entre estes três
agentes educativos foi constante ao longo do ano 2011/2012.
Respeitando a avaliação externa, realizada pela IGE em dezembro de 2011, foi
delineado um plano de ação com o objetivo de consolidar o processo de
autoavaliação.
Dr.ª Manuela Carvalho (Coordenadora do PEE/TEIP)
OBJETIVOS GERAIS
§
§
Desenvolver em permanência a avaliação e interna como instrumento de diagnóstico regulador
e promotor da qualidade e também como instrumento de reflexão crítica partilhada;
Consolidar o processo de autoavaliação.
Indicadores de Partida (junho 2011)
Metas 2012 - Balanço
- Ao longo do biénio 2009-2011, os mecanismos
de avaliação estiveram sempre associados às
atividades realizadas na escola. Este caráter
formal do processo avaliativo foi-se instituindo e
melhorando progressivamente;
- Das 56 atividades do PEE/TEIP apenas duas não
se concretizaram por ausência de condições
técnicas.
Os mecanismos de avaliação de processos
foram melhorados com o contributo da
consultora
externa/Universidade
Católica.
(Meta ultrapassada)
O PEE/TEIP integrava 48 atividades, que foram
integralmente
concretizadas.
(Meta
ultrapassada)
94
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Indicadores de Partida (junho 2012)
- A CAI usufruiu de formação especializada.
- Foram concretizadas as 48 atividades, que
Recursos
adicionais
integravam o projeto.
Metas para biénio 2012-2014
- Melhorar os mecanismos de monitorização e
autoavaliação;
- Concretizar todas as atividades que integram o
PEE
Os conhecimentos técnicos de um consultor
Consultora externa - Dr.ª Manuela Ramôa externo facilitou a monitorização de um
/Universidade Católica
projeto que ambiciona atingir em pleno as
metas definidas.
95
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“AVALIANDO O PROJETO”
4.1- Comissão de Avaliação Interna (CAI)
Responsável: Dr.ª Alda Roma - docente
Criação de um espaço de reflexão e análise de dados, conceitos e práticas. Desenvolvimento de
uma metodologia com características de investigação/ação para, através de conhecimento
fundamentado, produzir intervenções mais adequadas e eficientes, de modo a criar as condições
necessárias para uma mudança da realidade. Recolha e tratamento de dados internos, posterior
análise e eventual apresentação de propostas conducentes ao plano de melhoria.
Em 2010/2011, para além de ter elaborado o relatório de autoavaliação, a CAI
1. procedeu ao tratamento/análise dos resultados escolares dos alunos;
2. aplicou questionários de satisfação aos alunos dos cursos qualificantes e respetivos EE;
3. aplicou questionários aos docentes de cada grupo disciplinar, com vista ao esclarecimento do
grau de satisfação relativo aos indicadores “visitas de estudo”, “clubes” e “semanas dos
departamentos”;
4. recolheu e tratou os dados do GAA.
Em 2011/2012, durante o 1º período, a CAI procedeu à recolha e tratamento de dados diversos,
com vista à intervenção da equipa de avaliação externa, que esteve presente na ESIC nos dias 4 e 5
de dezembro. Para além disso:
1. procedeu ao tratamento/análise dos resultados escolares dos alunos;
2. aplicou um questionário de satisfação aos alunos do 12º ano do ensino regular e qualificante,
assim como tratou os dados daí resultantes (os alunos dos restantes anos de escolaridade irão
responder ao mesmo questionário logo nos primeiros dias do próximo ano letivo);
3. aplicou um questionário de satisfação aos docentes do ensino básico, no âmbito do
funcionamento das coordenações por ano/ciclo, assim como tratou os respetivos dados;
4. recolheu e tratou os dados do GAA.
Plano de ação
(área a melhorar: consolidar os mecanismos de autoavaliação)
Na sequência da formação tida (“Construção de processos de autoavaliação – contributos para a
melhoria das práticas educativas”) e do trabalho desenvolvido com a Consultora externa (Dr.ª
Manuela Ramôa), a CAI irá alterar substancialmente os procedimentos e os processos.
Assim, e de acordo com o Regimento Interno deste órgão, o relatório final da autoavaliação passará
a ser apresentado à comunidade escolar durante o 1º período de cada ano letivo, abarcando dados
relativos aos resultados escolares dos alunos (avaliação interna e externa) e os dados resultantes dos
indicadores selecionados em cada ano a partir do referencial de autoavaliação.
96
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
Calendarização
Destinatários
Equipa de autoavaliação
Formação especializada (Projeto) –
“Construção de processos de
autoavaliação – contributos para a
melhoria das práticas educativas”;
Análise dos resultados escolares e
aplicação/ tratamento de questionários,
com vista ao apuramento do grau de
satisfação dos vários agentes
educativos em relação aos serviços
educacionais prestados pela instituição.
Coordenadora CAI
Partilha das sessões de trabalho
realizadas com a Consultora Externa e
com a Coordenadora PEE/TEIP.
Equipa de autoavaliação
Apresentação (ao CG e ao CP) do
relatório anual, eventualmente com
propostas/sugestões de atuação.
Ao longo do presente ano
letivo
Durante o 1º período
Público-alvo:
Atividades
Comunidade escolar
Calendarização:
ao longo de todo o projeto
Existentes
Recursos
Equipa de Autoavaliação da ESIC
constituída por docentes, alunos, pais,
assistentes técnica e operacional.
97
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
“AVALIANDO O PROJETO ”
4.2 - Monitorização e Avaliação do PEE/TEIP
Responsável: Consultora externa - Dr.ª Manuela Ramôa/Universidade Católica
Acompanhamento, avaliação e orientação estratégica do tipo de ações implementadas na comunidade
educativa, de forma a conferir-lhes intencionalidade e a concretizar os propósitos educativos.
Público-alvo:
Comunidade escolar
Calendarização:
Ao longo do projeto
Recursos
Adicionais
Justificação
Consultora externa/Universidade Católica
Com o intuito de melhorar todo o procedimento
avaliativo será necessário o acompanhamento
técnico de uma consultora externa – Dr.ª
Manuela Ramôa/Universidade Católica.
98
PROJETO EDUCATIVO TEIP – Plano de Melhoria
“Acolher, Formar e Preparar para a Vida”
2012-2014
O PEE/TEIP – PLANO DE MELHORIA 2012/2014 -,
depois de mais um reajuste organizacional, será
encarado como um novo desafio para esta
comunidade educativa que valoriza as aprendizagens
e promove a integração na vida ativa.
Escola Secundária de Inês de Castro, 11 de Julho de
2012
99
Download

Acolher, Formar e Preparar para a Vida