O PANTANAL
•
•
Um dos ecossistemas mais ricos do Brasil,
o Pantanal, estende-se pelos territórios do
Mato-Grosso (região sul), Mato-Grosso do
Sul (noroeste), Paraguai (norte) e Bolívia
(leste). Ao todo são aproximadamente 228
mil quilômetros quadrados. Em função de
sua importância e diversidade ecológica, o
Pantanal é considerado pela UNESCO
como um Patrimônio Natural Mundial e
Reserva da Biosfera.
Aspectos Geográficos
O Pantanal é formado por uma planície e
está situado na Bacia Hidrográfica do Alto
Paraguai. Recebe uma grande influência do
Rio Paraguai e seus afluentes, que alagam
a região formando extensas áreas
alagadiças (pântanos) e favorecendo a
existência de uma rica biodiversidade. A
época de chuvas e cheias dos rios ocorre
durante os meses de novembro a abril
O PANTANAL
•
O clima do Pantanal é úmido (alto índice
pluviométrico), quente no verão e seco e frio
na época do inverno.
Fauna do Pantanal: vida animal
O ecossistema do Pantanal é muito
diversificado, abrigando uma grande
quantidade de animais, que vivem em
perfeito equilíbrio ecológico. Podemos
encontrar, principalmente, as seguintes
espécies: jacarés, capivaras, peixes
(dourado, pintado, curimbatá, pacu),
ariranhas, onça-pintada, macacoprego,veado-campeiro, lobo-guará, cervodo-pantanal, tatu, bicho-preguiça,
tamanduá, lagartos, cágados, jabutis,
cobras (jibóia e sucuri) e pássaros (tucanos,
jaburus, garças, papagaios, araras, emas,
gaviões). Além destes citados, que são os
mais conhecidos, vivem no Pantanal muitas
outras espécies de animais.
O PANTANAL
•
•
•
Flora do Pantanal
Assim como ocorre com a vida animal,
o Pantanal possui uma extensa
variedade de árvores, plantas, ervas e
outros tipos de vegetação. Nesta
região, podemos encontrar espécies
da Amazônia, do Cerrado e do Chaco
Boliviano.
Nas planícies (região que alaga na
época das cheias) encontramos uma
vegetação de gramíneas. Nas regiões
intermediárias, desenvolvem-se
pequenos arbustos e vegetação
rasteira. Já nas regiões mais altas,
podemos encontrar árvores de grande
porte.
As principais árvores do Pantanal são:
aroeira, ipê, figueira, palmeira e angico
O PANTANAL
•
•
Economia do Pantanal
Uma das principais atividades
econômicas do Pantanal é a pecuária.
Nas regiões de planícies, cobertas por
formação vegetal de gramíneas
(alimentação para o gado), estão
estabelecidas diversas fazendas de
gado. Há também a atividade da
pesca, uma vez que é grande a
quantidade de rios e de peixes na
região pantaneira.
O turismo também tem se
desenvolvido muito na região.Atraídos
pelas belezas do Pantanal, turistas
brasileiros e estrangeiros tem
comparecido cada vez mais, gerando
renda e empregos no Pantanal. A
região é muito bem servida em hotéis,
pousadas e outros serviços turísticos
O PANTANAL
• Curiosidades:
• - Animais do Pantanal
em risco de extinção:
cervo-do-pantanal,
tuiuiú e capivara.
- Você sabia que a
maior planície
inundável do mundo é
o pantanal matogrossense?
O PANTANAL
• Inundação sazonal é o
fenômeno ecológico mais
importante do Pantanal. A
cada ano, grandes regiões do
bioma mudam de hábitats
aquáticos para terrestres e
vice-versa. As cheias ocupam
cerca de 80% do Pantanal. Em
contraste, durante a estiagem,
grande parte da área inundada
seca, quando a água retorna
para o leito dos rios ou
evapora. O Pantanal é uma
grande área continental
inundável (147.574 km2 no
Brasil), com partes menores
tocando a Bolívia ao norte e o
Paraguai ao sul
O PANTANAL
•
O complexo de níveis de
inundação, nutrientes e biota
forma um sistema dinâmico. A
vegetação compreende 1.863
espécies de plantas fanerógamas
que ocorrem no Pantanal e 3.400
que se distribuem na Bacia do
Alto Paraguai, além de 250
espécies de plantas aquáticas.
Essa complexa cobertura vegetal
e a produtividade sazonal dão
suporte ecológico para uma fauna
diversa e abundante do Pantanal:
263 espécies de peixes, 41 de
anfíbios, 113 de répteis (177 Para
a Bacia), 463 de aves e 132 de
mamíferos. Ocorrem muitas
espécies ameaçadas de extinção
como a onça Panthera onca. Aves
aquáticas são excepcionalmente
O PANTANAL
•
A análise das causas-raízes das ameaças
ambientais à biodiversidade indica que 17%
do Pantanal e 63% do Planalto do seu
entorno sofreram perdas e modificações de
hábitats naturais devido à pecuária e
agricultura não sustentáveis, mineração,
contaminação ambiental (incluindo
contaminação por mercúrio, pesticidas e
esgoto urbano), turismo não-sustentável,
fogo, mudanças no fluxo das nascentes de
rios, erosão, ação de conservação
deficiente, com ineficiente implementação
da legislação ambiental. Sob o enfoque
evolucionário, a biodiversidade do Pantanal
parece estar bem adaptada à expansão e
ao encolhimento sazonal dos hábitats
naturais devido à inundação. Contudo, a
perda e alteração de hábitats devido à
conversão da vegetação natural pela
ocupação humana, constituem uma ameaça
real, com prejuízo para a biodiversidade.
O PANTANAL
• Palavras-chave:
biodiversidade,
conservação, fauna, flora,
Pantanal.
Alho, CJR.*
Pós-graduação em Meio
Ambiente e Desenvolvimento
Regional,
Universidade Para o
Desenvolvimento do Estado e
da Região do Pantanal –
UNIDERP,
Rua Ceará 333, CEP 79003010, Campo Grande, MS,
Brazil
*e-mail: alho@unb.br
O PANTANAL
•
Pantanal
Maior planície alagável do mundo com
230.000 km², que recebeu da Unesco os
títulos de Reserva da Biosfera e
Patrimônio Natural da Humanidade, o
Pantanal impressiona pela diversidade
de fauna e flora.
O Pantanal tem uma enorme importância
ecológica por abrigar um dos mais ricos
ecossistemas do planeta, com florestas
perenes periodicamente inundadas. A
grande diversidade de seres vivos faz do
Pantanal um dos melhores lugares para a
observação de flora, fauna, animais e
para a prática da pesca. Passeios a
cavalo e de barco, safáris fotográficos
em veículos 4x4, a cavalo ou em canoas,
são os principais programas para quem
quer conhecer a exuberância pantaneira
ALUNO:JUNIOR
PROFESSORA:ANA CLAUDIA
Download

O PANTANAL