V ENCONTRO DA
SEMANA DA ÁGUA
20/08/2014
RIO PIRACICABA – MARÇO / 2013
RIO PIRACICABA – JULHO / 2014
MANANCIAIS PARA ABASTECIMENTO DA RMSP
VAZÃO MÉDIA
(m3/S) (*)
VOLUME
RESERVTÓRIO
(m3)(**)
VOLUME TOTAL
% POP RMSP
ARMAZENADO
SISTENA CANTAREIRA
33,0
990.000.000
1.487.240.000
SISTEMA ALTO TIETE
10,0
517.300.000
14,6
SISTENMA RIO CLARO
4,0
13.700.000
5,8
SISTEMA RIO GRANDE/BILLINGS
4,8
995.000.000
7,0
SISTEMA ALTO COTIA
1,0
16.500.000
SISTEMA BAIXO COTIA
0,9
SISTEMA GUARAPIRANGA
14,0
171.000.000
67,7
2.703.500.000
MANANCIAL
TOTAIS . . . . .
1.713.500.000
49,2
1,5
1,4
(*) Informações publicadas em 2008 e 2009
Fonte: http://memoriasabesp.sabesp.com.br/acervos/dossies/dossies.asp
(**) Informações Wikepédeia
20,0
86,8%
99,5
SISTEMA CANTAREIRA
Origem do nome
O primeiro projeto é de 1863, elaborado pelo
engenheiro James Brunless, de Londres, para estudar
um plano geral de abastecimento de água e coleta e
disposição dos esgotos para a Capital.
A população na capital em 1880 era de 30.000 hab
A primeira adutora construída em 1893 com 13,3 km
e 60 cm de diâmetro, córregos Bispo, Itaguassu e
Menino, 17 mil m3/dia (197 l/s)
SISTEMA CANTAREIRA
1962 inicio dos estudos para aproveitamento do rio
Juqueri
1968 inicio das obras de construção
1982 Término das obras
SISTEMA CANTAREIRA
O Sistema é formado por seis reservatórios: Jaguari,
Jacareí, Cachoeira, Atibainha, Paiva Castro e Águas
Claras, ligados por túneis e canais, uma estação
elevatória, tendo como destino a ETA Guaraú.
850,75
820,80
743,80
DESNÍVEL DE 116,5 m
734,20
SISTEMA EQUIVALENTE
O Sistema equivalente é formado pelos
quatro reservatórios formados pelos rios
JACAREÍ, JAGUARI, CACHOEIRA E ATIBAINHA.
Os reservatórios Jacareí e Jaguari estão
interligados por um canal artificial.
As águas do Sistema Cantareira para as
bacias PCJ são oriundas destes reservatórios.
OUTORGA: ato ou efeito de outorgar, consentir,
dar concessão.
Portaria DAEE nº 1213 de 06/08/2004
Renovação da outorga do Sistema Cantareira
foi adiada para 31 de outubro de 2015.
PORTARIA 1213
ARTIGO 5o - O limite de vazão de retirada, de que trata o artigo 4º, será fracionado em duas
parcelas, denominadas “X1” e “X2”, correspondentes respectivamente à Região Metropolitana de
São Paulo - RMSP, e à bacia do rio Piracicaba, de tal forma que “X = X1 + X2”, e obedecerá à
seguinte ordem de prioridade:
DEMANDAS
RMSP
PRIORIDADE
1
PRIMARIA
2
SECUNDARIA
TOTAL POR USUÁRIO
VAZÃO
(m3/s)
24,8
6,2
31,0
BACIAS PCJ
%
89,2
75,6
VAZÃO
(m3/s)
3,0
2,0
5,0
%
10,8
24,4
TOTAL POR
PRIORIDADE
VAZÃO
%
(m3/s)
27,8
100,0
8,2
100,0
36,0
Parágrafo Único – No caso de não ser possível atender à soma dos valores com a mesma
prioridade, o rateio será proporcional à participação de cada um no total referente à mesma
prioridade.
ATÉ 2004
765,71 hm3
ATUAL
973,50 hm3
VOLUME ÚTIL
VOLUME MORTO 1
VOLUME MORTO 2
220 BILHÕES DE
LITROS
182,4 BILHOES
DE LITROS
Download

V ENCONTRO DA SEMANA DA ÁGUA 20/08/2014