QUALIDADE DA ÁGUA SUBTERRÂNEA EM ÁREAS
AGRÍCOLAS LOCALIZADAS NA MESORREGIÃO
SERRANA DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Nei K. Leite – UFSC
Joni Stolberg
Ronan Exterkoetter
Leonardo J. G. G. de Oliveira
Helder R. Marchini
Gilmario V. Santos
Alexandre O. Tavela
José L. Safanelli
Alexandra A. Montebello
Alex V. Krusche
nei.leite@ufsc.br
2014
Introdução
-   Há grande utilização de água subterrânea no
Planalto Catarinense
-   Em regiões rurais, o abastecimento é feito
utilizando poços rasos (amazonas/cisternas) ou
nascentes (vertentes)
-   A água subterrânea captada nestes locais é
utilizada para consumo humano, higiene pessoal,
irrigação e dessedentação de animais
-   Há um grande desconhecimento sobre a qualidade
da água nestes poços e se observa alta
susceptibilidade para doenças de veiculação
hídrica
Introdução
Poço de nascente localizado
no município de São
Cristóvão do Sul, ponto AS-6
Poço tipo amazonas
localizado no município de
Brunópolis, ponto AS-10
Objetivo
Dada a grande aptidão agrossilvipecuária e o histórico
de ocupação do Planalto Catarinense, qual o estado
das águas subterrâneas nas suas bacias
hidrográficas?
“avaliar a qualidade da água subterrânea, utilizada em
áreas agrícolas localizadas na bacia do rio Marombas,
mesorregião Serrana do Estado de Santa Catarina,
empregando monitoramento contínuo, com frequência
amostral mensal”
Área de Estudo
Bacia do rio Marombas
4.440 km2
145 km
São Cristóvão do Sul
Curitibanos
Brunópolis
•   Solos: Cambissolos, Latossolos, Nitossolos e Neossolos
•   Clima: Subtropical temperado Cfb
•   Precipitação: ≈ 1600 mm
Temperatura: 16,5°C
Caracterização Hidrológica
400
140
300
120
250
100
200
80
150
60
100
40
50
20
0
0
rio Marombas
10 anos
Precipitação
Vazão
Vazão (m3 s-1)
Precipitação (mm)
350
160
59-04 = 45
Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Fonte: Estação Curitibanos http://hidroweb.ana.gov.br/
Metodologia
Coliformes fecais
(Tubos Multiplos)
Erlenmeyer
Cadinho de Porcelana
(Resíduo Total)
Sonda Multiparamétrica
YSI 6920
Garrafa 1L
12 coletas (mai/13 – abril/14)
Nutrientes /
NeP
(Thymol)
Metodologia
‘
Resultados – Físico-químicos
(Portaria MS 2.914/2011) Período: mai/13 – abr/14
120
100
80
7.0
Baixa salinidade:
Md SDT = 19 mg/L
6.5
Águas brandas:
< 50 mg CaCO3 / L-1
6.0
pH
Condutividade Elétrica (uS/cm)
140
60
5.5
5.0
40
4.5
20
4.0
0
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
14
6
12
5
10
4
DBO
Oxigênio Dissolvido (mg/L)
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
8
3
6
2
4
1
2
0
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
Baixa MO:
COD: 0,1 e 2,7 mg/L
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
Resultados – Caracterização
Cloretadas
CálcicoMagnesiana
75%
Bicarbonatadas
CálcicoMagnesiana
25%
Resultados – Químicos
Resultados – IQA
100
Índice de Qualidade da Água (IQA)
ótima
80
60
40
boa
X
aceitável
Alto Fe
Alta turbidez
Alto Al
ruim
20
péssima
0
Temp, OD, Coliformes
fecais, pH, DBO, Ntotal,
Ptotal, Turbidez, SDT
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
Resultados – IQNAS
100
ótima
80
IQNAS
60
40
20
0
boa
aceitável
imprópria
pH, Cl, resíduo total,
dureza, flúor, NO3-N
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
Resultados – IQNAS
91
90
89
IQNAS
88
87
86
85
84
ótima
Alto F
Alto NO3
83
82
AS06 AS07 AS08 AS09 AS10 AS11 AS12 AS13 AS14 AS15 AS16 AS17
Resultados – Microbiológicos
Pontos
AS-­‐6
AS-­‐7
AS-­‐8
AS-­‐9
AS-­‐10
AS-­‐11
AS-­‐12
AS-­‐13
AS-­‐14
AS-­‐15
AS-­‐16
AS-­‐17
mai/13 jun/13 jul/13 ago/13
Ausente
Ausente
2
9
2
2
2
5
2
Ausente Ausente Ausente
Ausente
9
2
16
2
>16
5
>16
Ausente
Ausente
2
16
2
>16
2
16
2
2
2
16
Ausente Ausente
Ausente
16
9
2
9
5
Ausente
Ausente
5
16
9
Ausente Ausente Ausente
Coliformes fecais (NMP/100 mL)
set/13 out/13 nov/13 dez/13
2
Ausente Ausente Ausente
9
Ausente Ausente
2
16
Ausente Ausente >16
9
Ausente
9
5
Ausente Ausente Ausente
2
Ausente Ausente Ausente Ausente
2
Ausente Ausente
16
9
Ausente Ausente
9
5
Ausente
9
Ausente
2
Ausente Ausente
2
5
Ausente Ausente
2
9
2
2
Ausente
jan/14
Ausente
Ausente
Ausente
Ausente
5
16
Ausente
Ausente
Ausente
2
5
9
fev/14
16
16
2
Ausente
Ausente
Ausente
>16
Ausente
9
Ausente
16
>16
mar/14
Ausente
Ausente
Ausente
Ausente
Ausente
2
2
Ausente
Ausente
Ausente
2
Ausente
abr/14
16
16
2
Ausente
Ausente
Ausente
>16
Ausente
9
Ausente
16
>16
100% dos poços apresentaram a presença de coliformes fecais em
pelo menos quatro coletas, sendo inadequadas para o consumo
humano, segundo a Portaria nº 1.469/2000 do Ministério da Saúde
Resultados – Características
Ponto Ponto AS-­‐6 AS-­‐6 Criação Agricultura Cercado Cercado Tampado Tampado Reves9mento Reves9mento animal Não Não Não Não Não Não Não Não AS-­‐7 AS-­‐7 Sim Não Não Não Não Não Não Não AS-­‐8 AS-­‐8 Sim Não Sim Sim Não Não Não Não AS-­‐9 AS-­‐9 Não Não Não Não Sim Sim Sim Sim AS-­‐10 AS-­‐10 Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim AS-­‐11 AS-­‐11 Sim Não Não Não Não Não Não Não AS-­‐12 AS-­‐12 Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim AS-­‐13 AS-­‐13 Sim Não Sim Sim Não Não Não Não AS-­‐14 AS-­‐14 Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim AS-­‐15 AS-­‐15 Não Não Não Não Não Não Não Não AS-­‐16 AS-­‐16 Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim AS-­‐17 AS-­‐17 Sim Não Não Não Não Não Não Não Considerações Finais
-   O conteúdo de sais dissolvidos revelou predomínio de
águas do tipo Cloretadas Cálcico-Magnesiana ou
Bicarbonatadas Cálcico-Magnesiana
-   Os poços encontram-se fortemente vulneráveis à
contaminação, sendo ¼ destes, considerados fora dos
padrões de potabilidade (presença de coliformes fecais,
ferro, alumínio, nitrato), na maioria dos meses amostrados
-   A ausência de tratamento na água utilizada pode ser um
agravante na transmissão de doenças de veiculação hídrica
-   Algumas formas de remediar os parâmetros que se
mostraram inadequados seria: melhorar as condições de
higiene e instalação dos poços e realizar tratamento através
de desinfecção, filtragem ou fervura, antes do consumo
destas águas
Agradecimentos
nei.leite@ufsc.br
•  
•  
•  
•  
FAPESC (Processo n° FAPESC3474/2012) e UFSC pelo apoio
financeiro e logístico
Grupo de Pesquisa em Análise Socioambiental no Planalto
Catarinense e Laboraratório Limnos/UFSC
CENA/USP
À todos proprietários rurais que gentilmente cederam seus
poços para a realização do presente estudo
Download

Não - ABAS