Ano II nº 8 dezembro/2005 - fevereiro/2006
www.crmgo.org.br
REVISTA DO CONSELHO REGIONAL
DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS
EQUÍVOCOS SOBRE
A CIRURGIA PLÁSTICA
Erroneamente dividida entre estética e reparadora, a cirurgia plástica tornou-se alvo
de outro equívoco: querem transformá-la em uma atividade de resultado e não de
meio. Uma tentativa condenada pelo Cremego e pela Sociedade Brasileira de
Cirurgia Plástica - Seção Goiás.
em foco
cremego
em revista
Cirurgia plástica em debate
Associação equivocada
ecisões isoladas de algumas instâncias da Justiça brasileira e de órgãos de
defesa do consumidor, como o Procon de Goiás, pregam que as relações
entre médicos e pacientes devem ser regidas pelas mesmas normas que
regulamentam as relações entre prestadores de serviços e consumidores.
Ao enquadrar a relação médico e paciente no Código de Defesa do
Consumidor, os defensores desta idéia não cometem apenas um equívoco.
Eles atentam contra a confiança, um dos princípios básicos do
relacionamento entre os profissionais da medicina e seus pacientes.
E mais: na tentativa de proteger o paciente, acabam por transformá-lo em
um mero objeto, alvo do serviço prestado pelo médico. Pela lógica adotada, se
o serviço alcançar o resultado desejado, como a cura do paciente, o médico
terá cumprido sua parte prevista no Código de Defesa do Consumidor. Caso
contrário, todo o esforço empreendido visando confortar, tratar e assegurar o
melhor ao doente, terá sido em vão.
É lamentável que, enquanto a medicina desperta para
a necessidade cada vez mais urgente de humanizar as
relações entre médicos e pacientes e enquanto os cursos
de medicina investem na formação humanística e
holística do profissional, a Justiça e Procons insistam em
incutir na sociedade uma proposta que reduz o doente à
condição de simples mercadoria.
O Cremego condena essa proposta, bem distante de ser
a melhor para pacientes e médicos. Acreditamos que o
enquadramento da relação médico e paciente no Código
de Defesa do Consumidor apenas fragiliza esse
relacionamento e abre espaço para a indústria de
denúncias oportunistas contra médicos. Uma febre que já
atingiu os Estados Unidos e agora se espalha pelo mundo.
Esse, seguramente, não é o modelo que desejamos
nem precisamos no Brasil. O que necessitamos é
fortalecer a relação entre médicos e pacientes com a
melhoria do diálogo e a ampliação da confiança mútua.
Ao procurar um médico, o paciente precisa ter segurança
que está diante de um profissional dedicado, competente
e disposto a bem atendê-lo e o médico precisa de condições adequadas de
trabalho, de atualização permanente e de determinação para oferecer o
melhor a seus pacientes.
Não cabe ao profissional de medicina garantir a cura do doente, mas
assegurar que usará todos os recursos e conhecimentos disponíveis para
confortar e dar um tratamento digno a seu paciente. Esperamos que a Justiça e
os Procons revejam seu equívoco, pois o Cremego continuará trabalhando não
para que o paciente seja uma mercadoria nos consultórios, mas para que
continue sendo digno de todo o respeito da classe médica.
z Plenária temática discute problemas
enfrentados pela especialidade, a
publicidade na medicina e a
responsabilidade civil, ética e penal do
médico. Especialistas são unânimes
ao afirmar que a cirurgia plástica é
uma atividade meio e não de
resultado. PÁGINA 3
D
É lamentável que,
enquanto a medicina
desperta para a
necessidade cada vez mais
urgente de humanizar as
relações entre médicos e
pacientes, a Justiça e
Procons insistam em
incutir na sociedade uma
proposta que reduz o
doente à condição de
simples mercadoria.
ILIAM CARDOSO DOS SANTOS
PRESIDENTE
2.
Ritmo acelerado
z Medidas adotadas pela diretoria do
Cremego garantem maior agilidade
no julgamento de processos
instaurados pelo conselho. O
número de julgamentos triplicou
em dois anos, o que coloca o
Cremego entre os conselhos mais
atuantes do País . PÁGINA 5
cremego
em revista
Informativo oficial do Conselho
Regional de Medicina do Estado de Goiás
Rua T-28 nº 245, Setor Bueno, Goiânia-Goiás
Fone (62) 3250 4944 – www.crmgo.org.br
Periodicidade: Trimestral
Tiragem: 9 mil exemplares
Conselho editorial: z Adriano Alfredo Brocos Auad
z Iliam Cardoso dos Santos z Mauro Pereira Machado
z Salomão Rodrigues Filho
Jornalista Responsável: Rosane Rodrigues da Cunha MTb 764/JP /Fone: (62) 9975 4316
e-mail [email protected]
As matérias assinadas são de responsabilidade de seus
autores e não refletem, necessariamente, a opinião de
CREMEGO EM REVISTA
DIRETORIA - CREMEGO
Presidente: Iliam Cardoso dos Santos
1º Vice: Salomão Rodrigues Filho
2º Vice: Lueiz Amorim Cenedo
1º Secretário:Adriano Alfredo Brocos Auad
2º Secretário: Reginaldo Bento Rodrigues
1º Tesoureiro: Carlos Alberto Ximenes
2º Tesoureiro: Mauro Pereira Machado
Corregedor de Sindicância: Célio Heitor de Paula
Corregedora de Processos:Ana Maria de Oliveira
Diretor de Fiscalização: Ciro Ricardo Pires de Castro
CONSELHEIROS:
z Adriano Alfredo Brocos Auad z Ana Maria de Oliveira
z Antônio José de Araújo z Bragmar Emílio Braga z Breno
Prado de Sousa z Cacilda Pedrosa de Oliveira z Caied Salin
z Carlos Alberto Ximenes z Célio Heitor de Paula z Ciro
Ricardo Pires de Castro z Daniel do Prado Figueiredo Júnior
z Eduardo Alves Teixeira z Elias Hanna z Erso Guimarães
z Evandélio Alpino Morato z Francisco Geraldo Sarti de
Carvalho z Guilherme Lopes Barbosa z Haroldo de Oliveira
Torres z Heitor Alarico Gonçalves de Freitas z Iliam Cardoso
dos Santos z Ilion Fleury Júnior z Ivane Campos Mendonça
z José Garcia Neto z José Vieira Filho z José Wesley Benício
Soares z Lívia Barros Garção z Lueiz Amorim Canedo
z Maurício Machado da Silveira z Mauro Pereira Machado
z Paulo Roberto Prata Mendonça z Paulo Rassi z Priscila
Ribeiro Guimarães z Reginaldo Bento Rodrigues z Robson
Paixão de Azevedo z Rômulo Sales de Andrade z Salomão
Rodrigues Filho z Sebastião Leite Pinto z Silas Pereira Lima
z Simone Moraes Stefani Nakano z Sizenando da Silva Campos
Júnior z Walter Vosgrau Fagundes z Wanderly Barroso Campos
CIRURGIA PLÁSTICA
Plenária discute polêmica
sobre especialidade
cremego
em revista
Órgãos de defesa do
consumidor e Justiça
querem que cirurgia plástica
seja regida pela relação de
consumo entre prestadores
de serviços e clientes.
Especialistas e Cremego
condenam essa visão
P
rincipal alvo de
denúncias
contra médicos
protocoladas por
pacientes nos
ESPECIAL Conselhos
Regionais de
Medicina de todo o País, a cirurgia
plástica vem sofrendo um novo golpe
com as investidas da Justiça e de órgãos
de defesa do consumidor no sentido de
aplicar às relações entre cirurgiões
plásticos e pacientes as mesmas regras
que norteiam o relacionamento entre
prestadores de serviços e clientes.
Separando a cirurgia plástica em estética
e reparadora, divisão não reconhecida
pelo Conselho Federal de Medicina
(CFM), a Justiça e os Procons Estaduais
defendem que ao fazer uma plástica
estética, o cirurgião fica responsável por
garantir ao cliente o resultado esperado.
Caso a expectativa do paciente seja
frustrada,o médico pode ser punido por
descumprimento do contrato de
prestação de serviços.Para discutir esse
assunto polêmico,o Cremego e a
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Seção Goiás (SBPC-GO) promoveram,no
dia 9 de fevereiro,uma sessão plenária
temática,que reuniu conselheiros,
advogados e um grande número de
especialistas em cirurgia plástica.
Ao enfocar a responsabilidade civil do
médico,o presidente do Cremego,Iliam
Cardoso dos Santos,disse que a cobrança
da reparação de danos causados a
terceiros faz parte da evolução cultural da
sociedade,mas condenou a corrente que
preconiza ser a cirurgia plástica de
resultado e não de meio.
Luiz Humberto Garcia, especialista
em cirurgia plástica, lembrou que a
atribuição da obrigação de resultado à
especialidade ganhou corpo na França,
na década de 70. "Mas, logo o país
abandonou essa idéia ao perceber que a
Haroldo de Oliveira Torres, Carlos Alberto Calixto, Iliam Cardoso dos Santos, Ana Carolina Machado: assunto polêmico
cirurgia plástica está sujeita aos mesmos
fatores que incidem sobre as outras
áreas da medicina", declarou.
Segundo Garcia, o resultado
esperado de uma cirurgia plástica
depende, por exemplo, de reações do
organismo do paciente e de fatores
externos, como o comportamento dele
no período pós-cirúrgico. Para o
presidente da SBCP-GO, Carlos Alberto
Calixto, ao ignorar esses fatores, o Poder
Judiciário e os Procons cometem uma
injustiça contra a especialidade.
"Organizamos essa plenária não
para pedir proteção ao Cremego, mas
para discutirmos formas de prevenir os
problemas que atingem a
especialidade", disse Calixto,
ressaltando que o cirurgião plástico
trabalha constantemente sob intenso
estresse e que os pacientes insatisfeitos
raramente procuram o Cremego para
denunciar o médico. "Eles vão primeiro
à imprensa, ao Procon e ao Ministério
Público", declarou.
Instituições que, segundo o
presidente do Cremego, julgam o
profissional com sensacionalismo e não
com a imparcialidade do conselho.A
assessora jurídica do Cremego,Ana
Carolina Machado, orientou os médicos
sobre a responsabilidade civil, penal e
ética da categoria. Também foi
ressaltada a importância do
preenchimento pelo paciente do termo
de consentimento.
A elaboração deste termo, de
acordo com o presidente da SBPC-GO, é
uma forma de o médico se resguardar
de queixas futuras dos pacientes.A
documentação fotográfica do paciente
antes e depois da operação, a anamnese
adequada e o preenchimento correto do
prontuário, com todas as informações
sobre o quadro clínico e hábitos do
paciente que possam influenciar no
resultado da cirurgia, também são
fundamentais para resguardar os
direitos do médico. As dúvidas dos
profissionais, diz Calixto, podem ser
encaminhadas à Comissão de Ética da
SBPC-GO.
TRECHO DO CÓDIGO DO CONSUMIDOR
Aplicado pelo Procon sobre a responsabilidade médica
Art. 14. O fornecedor de serviços responde,
independentemente da existência de culpa,
pela reparação dos danos causados aos
consumidores por defeitos relativos à
prestação dos serviços, bem como por
informações insuficientes ou inadequadas
sobre sua fruição e riscos.
' 1º O serviço é defeituoso quando não fornece a
segurança que o consumidor dele pode
esperar, levando-se em consideração as
circunstâncias relevantes, entre as quais:
I - o modo de seu fornecimento;
II - o resultado e os riscos que razoavelmente
dele se esperam;
III - a época em que foi fornecido.
' 2º O serviço não é considerado defeituoso pela
adoção de novas técnicas.
' 3º O fornecedor de serviços só não será
responsabilizado quando provar:
I - que, tendo prestado o serviço, o defeito
inexiste;
II - a culpa exclusiva do consumidor ou de
terceiro.
' 4ºA responsabilidade pessoal dos profissionais
liberais será apurada mediante a verificação
de culpa.
Publicidade
exige
cuidados
Presidente da Comissão de
Divulgação de Assuntos Médicos
(Codame), o conselheiro Haroldo
de Oliveira Torres, enfocou na
planária a Resolução número
1.701/2003 do CFM, que trata da
publicidade na medicina. Ele
explicou sobre a proibição do
anúncio do uso de aparelhos e
técnicas exclusivas, da veiculação
em matérias jornalísticas do
endereço e telefone do médico e
da publicação de fotos dos
pacientes, mesmo que eles
tenham autorizado.
Torres explicou que a
Codame está à disposição dos
médicos para a avaliação prévia
dos anúncios a serem veiculados e
para orientações sobre entrevistas.
Esse trabalho pode evitar
problemas, como a punição pelo
Cremego de médicos que
infringem a resolução.
Além de Torres, do presidente
do Cremego e do presidente da
SBPC-GO, participaram da
plenária especialistas em cirurgia
plástica e os conselheiros Adriano
Alfredo Brocos Auad, Carlos
Alberto Ximenes, Erso Guimarães,
Elias Hanna, Ivane Campos
Mendonça, Lueiz Amorim Canedo,
Robson Azevedo, Simone Moraes
Stefani Nakano e Sizenando da
Silva Campos Júnior
Fonte: Código de Defesa do Consumidor.
.3
cremego
em revista
NOVA SEDE
Câmaras Técnicas
apresentam balanço
Salomão Rodrigues (esq.), Iliam Cardoso, Ciro Ricardo, Nilson Afonso: cronograma definido
Obras devem
começar em abril
A comissão nomeada pela presidência do Cremego para
acompanhar a execução da ampliação e reforma da sede do
conselho já definiu o cronograma físico da obra
A
s obras de reforma e ampliação da
sede do Cremego devem ter início
em abril de 2006. É o que prevê o
cronograma aprovado, em janeiro, pela
Comissão de Obras do conselho.
Nomeada pela presidência para
acompanhar e fiscalizar a execução dos
trabalhos de reforma e ampliação da
sede, a comissão reuniu-se, pela primeira
vez, no dia 31 de janeiro.
Durante a reunião, foi discutido e
aprovado o cronograma físico da obra,
que foi dividido em três fases: a
finalização dos projetos
complementares, a conclusão e
divulgação do edital de licitação da obra
e a contratação das empresas
vencedoras da licitação. Essas etapas
devem ser concluídas até 1º de março.
A comissão é presidida pelo
primeiro vice-presidente do Cremego,
Salomão Rodrigues Filho, e tem como
membros o segundo vice-presidente,
Lueiz Amorim Canedo, o diretor de
Fiscalização do conselho, Ciro Ricardo
Pires de Castro, o superintendente
Nilson Afonso de Melo e agente fiscal
Vanderlan Felix Pereira.A expectativa da
comissão é que as obras sejam
concluídas em 12 meses.
Além da reforma total do prédio
que abriga o Cremego, serão construídos
mais 3.159 metros quadrados nos lotes
anexos. Com essas obras, a sede
conselho passará a contar com quatro
pavimentos: subsolo, térreo, primeiro e
segundo pisos, que abrigarão o saguão
de acesso ao prédio, sala da diretoria,
biblioteca, salas de administração, copa,
cozinha, varanda, sala de repouso, além
de dois auditórios, um deles com
capacidade para receber 400 pessoas.
A reforma e ampliação serão
executadas em módulos para não afetar
o funcionamento do conselho.A
conclusão dos trabalhos vai marcar as
comemorações dos 50 anos do
Cremego, celebrados em 2007.
Regionais vão eleger delegados
Cinco das oito Delegacias Regionais
do Cremego vão realizar eleições para a
escolha de seus novos delegados e
suplentes neste primeiro semestre. Em
Ceres, a eleição foi agendada para 3 de
março. Em Anápolis, para 17 de março.A
Regional de Formosa fará eleição no dia
4.
11 de abril. Em Mineiros e Rio Verde, a
votação acontecerá, respectivamente,
nos dias 26 e 27 de maio.
Os delegados e suplentes serão
escolhidos durante assembléia geral dos
médicos, na sede de cada regional. Os
candidatos podem se inscrever
previamente ou se apresentar no
início da assembléia. Para se
candidatar, o médico deve estar em
dia com a anuidade do Cremego.
Após as eleições, será realizado, em
Goiânia, um grande encontro das
regionais do Cremego.
Presididas pela conselheira
Ivane Campos Mendonça, as
Câmaras Técnicas instaladas pelo
Cremego para apresentar e avaliar
temas relacionados a determinadas
especialidades médicas e, assim,
subsidiar a diretoria na tomada de
decisões sobre o assunto, tiveram
um ano de muito trabalho em
2005. Quatro câmaras técnicas
funcionaram ativamente ao longo
do ano.
Algumas já finalizaram seus
trabalhos. Outras ainda estão em
operação.A Câmara Técnica de
Alergia e Imunologia, coordenada
pelo conselheiro Francisco Geraldo
Sarti de Carvalho, encerrou suas
atividades ainda no primeiro
semestre, após quatro reuniões, que
resultaram na elaboração da minuta
de uma resolução que será
apreciada pelo Pleno do Cremego.
Sob a coordenação do
conselheiro Silas Pereira Lima, a
Câmara Técnica de Patologia
realizou oito reuniões em busca de
soluções para problemas que a
especialidade enfrenta. Os
membros da câmara também
fizeram um amplo levantamento
dos planos de saúde e laboratórios
que não possuíam registro no
Cremego ou que faziam a
terceirização de material para
laboratórios de outros Estados.
Ainda em funcionamento, a
Câmara Técnica de Acupuntura coordenada pelo conselheiro Robson
Azevedo - realizou, em 2005, cinco
sessões. Uma delas foi o 1º Fórum de
Acupuntura, que reuniu médicos,
representantes do Ministério Público
e das Secretarias de Saúde do Estado
e de Goiânia. Em outra reunião, os
integrantes da câmara discutiram
com promotores de justiça e
representantes de convênios a
contratação de serviços de
acupuntura pelos planos de saúde.
Também ainda em
funcionamento, a Câmara Técnica
de Medicina do Trabalho,
coordenada pelo conselheiro
Bragmar Emílio Braga, já realizou
oito reuniões.A câmara está
concluindo uma minuta de
resolução sobre Medicina do
Trabalho, que será encaminhada à
diretoria.
cremego
em revista
AGILIDADE
Número de julgamentos
triplica em dois anos
As medidas adotadas pela atual diretoria para agilizar o julgamento dos Processos Ético Profissionais instaurados contra
médicos colocam o Cremego entre os conselhos mais atuantes do País
E
m 2005, o número de
processos julgados pelo
Cremego triplicou em relação aos
julgamentos realizados em 2003.
Naquele ano, os conselheiros
julgaram 32 Processos Ético
Profissionais (PEP´s) instaurados
contra médicos, alguns deles já
em tramitação há anos no
conselho. Em 2004, o número de
julgamentos realizados saltou
para 73. Em 2005, chegou a 100.
Em 2006, já somam 14.
Os números, que por um lado
podem sugerir o aumento nos
casos de denúncias protocoladas
e PEP´s abertos pelo Cremego, na
prática traduzem a determinação
da atual diretoria em agilizar os
julgamentos. O objetivo é deixar
definitivamente de lado a imagem
de morosidade que parte da
sociedade ainda imputa aos
conselhos de medicina.
O número de julgamentos
mensais, que no passado, girava
em torno de dois, atualmente
chega a seis ou mais por semana.
Com isso, o prazo de tramitação
de cada processo, que era, em
“A agilidade no
julgamento não
prejudica a qualidade
técnica ou o amplo
direito de defesa
dos acusados”
AUMENTO SIGNIFICATIVO
O Cremego, que registrou um aumento no número de denúncias
recebidas contra médicos desde o caso Marcelo Caron, vem
trabalhando em tempo integral, com os conselheiros atuando em
dois plenos a cada sessão, para dar mais agilidade aos
julgamentos dos processos instaurados. Confira o que os números
revelam sobre o resultado deste trabalho.
SINDICÂNCIAS INSTAURADAS NO CREMEGO
299
281
254
234
230
2001
2002
2003
2004
2005
PROCESSOS ÉTICOS PROFISSIONAIS JULGADOS
100
73
32
14
2003
ILIAM CARDOSO DOS SANTOS.
2004
2005
2006 (*)
média, de cinco ou seis anos, hoje
fica em torno de dois anos.
Em fevereiro de 2006, o
Cremego adotou outra forma de
trabalho para dar ainda mais
agilidade aos julgamentos: o
esforço concentrado que
possibilita a avaliação de até oito
processos por dia. O primeiro
esforço foi realizado no dia 18.
Esse tipo de julgamento já faz
parte da rotina de trabalho do
Conselho Federal de Medicina e do
Conselho Regional de Medicina do
Estado de São Paulo (Cremesp).
Desta forma, o Cremego
pretende reduzir ainda mais o
tempo de tramitação dos PEP´s.
"Mas sem prejudicar qualquer
etapa do processo, sua qualidade
técnica ou o amplo direito de
defesa dos acusados", ressalta o
presidente do Cremego, Iliam
Cardoso dos Santos.
Ele atribui o aumento no
número de julgamentos, que coloca
o Cremego entre os conselhos mais
atuantes do País, à
profissionalização do trabalho.
"Profissionalização conquistada
devido ao empenho do corpo de
conselheiros, da Assessoria Jurídica,
da Corregedoria do Departamento
de Processos e de todos os
funcionários do Cremego", destaca
Iliam Cardoso dos Santos.
O presidente assegura que
todos os processos são
apreciados de forma séria e com
total imparcialidade pelos
conselheiros, que visam um
julgamento justo, dentro do
prazo legal, célere e em
conformidade com os princípios
da administração pública, da
ampla defesa e do devido
processo legal.
*Em janeiro e fevereiro de 2006
.5
cremego
em revista
Cocem orienta Comissões de Ética
A Cocem intensificou seus
trabalhos, em 2005, e o
resultado foi o aumento das
Comissões de Ética Médica
instaladas em Goiás
A
Coordenação das Comissões de
Ética Médica (Cocem),
regulamentada pela Resolução Cremego
número 057/98, visa a formação,
orientação e organização do
funcionamento das Comissões de Ética
Médica (CEM´s) nos estabelecimentos de
serviços de saúde goianos. Em 2005, a
Cocem intensificou essas ações e o
resultado foi bastante positivo com uma
ampliação significativa do número
Comissões de Ética Médica instaladas
em hospitais e outras unidades de saúde
públicas, filantrópicas e privadas da
capital e do interior.
Graças a esse trabalho, que vem
assegurando a conscientização da classe
médica sobre a importância das
Comissões de Ética, a Cocem empossou
47 CEM´s em 2005. Nos primeiros dois
meses de 2006, mais 15 comissões
tomaram posse.Ao todo, entre fevereiro
de 2005 e fevereiro deste ano, 342
médicos foram empossados pela Cocem
como membros de Comissões de Ética
Médica na Região Metropolitana de
Goiânia,Anápolis, Itumbiara e Luziânia.
Além de orientar a formação da
CEM´s, a Cocem acompanha o
desempenho dessas comissões,
mediando conflitos, dando sugestões
para o bom desempenho delas dentro
de suas instituições de trabalho e
promovendo a interação entre médicos,
diretorias e membros das comissões.
O objetivo é que as CEM´s atuem
como um braço do Cremego nas
instituições de saúde, zelando pelo
cumprimento do Código de Ética
Médica, exigindo condições adequadas
de trabalho para os médicos,
observando a relação entre a classe
médica e os outros profissionais da
unidade e, principalmente, entre
médicos e pacientes.
Por meio de atendimento presencial
ou telefônico, os membros e funcionários
6.
Núbia (esq.), Erso Guimarães, Breno Prado, Cynthia e Lueiz Amorim: trabalho positivo na Cocem
lotados na Cocem estão sempre prontos
a orientar os integrantes das Comissões
de Ética Médica. Essa orientação tem
início antes da eleição dos membros da
comissão, com a organização do
processo eleitoral.
Posteriormente,cabe à Cocem a
homologação dos nomes escolhidos e
posse dos eleitos,que somente podem
exercer suas funções nas Comissões de
Ética Médica após terem sido empossados
em uma solenidade oficial do Cremego.
"Esta solenidade dá ao médico o
direito de atuar como membro da CEM,
porém o Cremego tem registrado a falta
de alguns profissionais nestes eventos",
lamenta o presidente da Cocem,
conselheiro Breno Prado de Sousa.
Ele ressalta que essa ausência
impossibilita a participação do médico
eleito na comissão e a exige novas
convocações de posse pelo conselho, o
que contribui para a segmentação do
grupo, levando à desmotivação e
conseqüentemente à atuação tímida da
Comissão de Ética Médica da
instituição. Breno Prado conclama todos
os eleitos a comparecerem às
solenidades de posse de suas
comissões.
O presidente da Cocem
compartilha os trabalhos na
coordenação com o secretário, cargo
ocupado pelo segundo vice-presidente
do Cremego, Lueiz Amorim Canedo, e
com um membro efetivo, o conselheiro
Erso Guimarães.
Juntos, eles trabalham para
cientificar os médicos das atividades da
Cocem e das CEM's, ilustrando a
importância dessas comissões para a
sociedade médica e para população em
geral. Cynthia Fernandes Leite,
coordenadora do Setor de Comissões do
Cremego, e Núbia José Elias garantem o
suporte administrativo necessário ao
funcionamento da Cocem.
„
Para obter mais informações ou
solicitar os serviços da Cocem,
basta entrar em contato com a
coordenação na sede do Cremego - Rua
T-28, número 245, Setor Bueno -, pelo
telefone (62) 3250 4944 ou pelo e-mail
comissõ[email protected]
CEM´s empossadas em fevereiro
Apenas no mês de fevereiro de
2006, oito Comissões de Ética Médica
(CEM´s) foram empossadas pela Cocem.
No dia 8, tomaram posse os membros
das comissões eleitas no Ciams do Setor
Pedro Ludovico, Centro de Estudos de
Anestesia, Clínica Jardim América,
Instituto Goiano de Pediatria (Igope),
Hospital Geral de Goiânia, Maternidade
Dona Íris e Instituto Médico Legal. No
dia 17, foi a vez da CEM do Hospital
Cidade Jardim ser empossada.
Durante as duas solenidades, os
membros da Cocem ressaltaram a
importância do papel e a grande
responsabilidade das comissões de
ética, cujas normas de funcionamento
estão previstas na Resolução número
1.657/02 do Conselho Federal de
Medicina.
O coordenador da Cocem, Breno
Prado de Sousa, destacou que as CEM´s
são vinculadas ao Cremego e não às
instituições nas quais funcionam.
Ele alertou que as CEM´s devem
verificar a situação de todos os médicos
que ingressam nas unidades de saúde.
Essa é uma forma de prevenir a atuação
de profissionais irregulares. Qualquer
falha deve ser comunicada ao Cremego.
Erso Guimarães destacou também
a importância do relacionamento entre a
comissão e os pacientes. "Se os
membros da CEM recebem, ouvem e
orientam os pacientes, a maioria dos
problemas internos da unidade, que se
transformam em denúncias contra os
médicos, pode ser evitada", disse.
A Cocem prepara o agendamento
de posses de instituições do interior do
Estado, como Jataí, Ceres,Anápolis,
Mineiros, Rio Verde e Nerópolis.
cremego
em revista
Seguindo uma orientação do CFM,a
prestação de contas do Cremego foi
realizada em uma assembléia dos médicos,
que aprovou por unanimidade o balancete
BALANCETE
Assembléia aprova
contas do Cremego em 2005
receita do Cremego cresceu cerca de
meio milhão de reais entre 2004 e
2005. Foi o que revelou a prestação de
contas realizada na sede do conselho no
dia 23 de fevereiro, durante uma
assembléia dos médicos. Essa foi a
primeira vez que o Cremego fez sua
prestação de contas em uma assembléia
geral, que foi convocada em editais
publicados no Diário Oficial do Estado e
em um jornal diário de grande circulação.
A realização da assembléia segue
uma orientação do Conselho Federal de
Medicina (CFM) e passa a fazer parte da
rotina anual do Cremego. O aumento da
receita foi atribuído pelo primeiro
tesoureiro do Cremego, Carlos Alberto
Ximenes, principalmente, à
conscientização da classe médica sobre a
importância de quitar em dia a anuidade
devida ao conselho.
O pagamento dessa taxa é a principal
fonte de renda do Cremego, que conta
ainda com recursos oriundos de serviços,
como a expedição de carteira, emissão de
certidões para pessoas físicas e jurídicas e
taxas de registro de médicos e empresas.
“O balanço financeiro de 2005 foi
extremamente positivo”, avaliou Ximenes,
ressaltando que além do aumento da
receita, o Cremego conseguiu também
uma redução das despesas. Continuar
enxugando gastos, mas sem comprometer
o funcionamento do Cremego, é uma das
metas da Tesouraria do conselho em
2006, segundo Ximenes.
Algumas reduções dependem de
investimentos.“Como o realizado em
2005 com a informatização das delegacias
regionais”, explicou o primeiro tesoureiro,
referindo-se à medida que, além de dar
mais agilidade aos atendimentos
prestados aos médicos nas regionais,
ainda reduziu gastos com a comunicação
entre as delegacias e a sede do conselho.
Outro aumento nas despesas
verificado em 2005 deveu-se à
contratação de novos funcionários, todos
aprovados no concurso realizado pelo
Cremego no ano anterior. A contratação
dos concursados garantiu o
preenchimento de vagas ociosas,
aumentou o quadro de pessoal, melhorou
o funcionamento do conselho e assegurou
o cumprimento de uma exigência legal,
que determina o preenchimento de cargos
nessas instituições por meio de concurso
público.As contas aprovadas pela
assembléia serão apresentadas em março
ao CFM.
A
RESUMO DO DEM. DE GASTOS DO CREMEGO REF. DEZEMBRO DE 2005
CATEG. DE DESPESA
Pessoal
Obrigações Patronais
Diárias e Jetons
Material de Consumo
Serviços Terceiros-Pessoa Física
Serviços Terceiros Pessoa Jurídica
Delegacias Regionais
Transferências para CRM's
Despesa de Capital
TOTAL CATEGORIA DE DESPESAS
Cota Parte CFM
TOTAL GERAL CAT. DE DESPESAS
SALDO ANTERIOR
R$ 747.342,82
R$ 244.022,29
R$ 619.510,48
R$ 105.422,89
R$ 86.164,77
R$ 850.597,44
R$ 43.644,67
R$ 4.380,00
R$ 181.162,43
R$ 2.882.247,79
R$ 1.063.550,44
R$ 3.945.798,23
MÉDIA ANTERIOR
R$ 67.940,26
R$ 22.183,84
R$ 56.319,13
R$ 9.583,90
R$ 7.833,16
R$ 77.327,04
R$ 3.967,70
R$ 227,27
R$ 16.469,31
R$ 262.022,53
R$ 96.686,40
R$ 358.708,93
DEZEMBRO 2005
R$ 171.114,22
R$ 51.617,52
R$ 65.700,00
R$ 7.652,01
R$ 8.888,69
R$ 79.936,26
R$ 2.622,70
R$ 0,00
R$ 1.500,00
R$ 389.031,40
R$ 36.141,69
R$ 425.173,09
SALDO ACUM.
R$ 918.457,04
R$ 295.639,81
R$ 685.210,48
R$ 113.074,90
R$ 95.053,46
R$ 930.533,70
R$ 46.267,37
R$ 4.380,00
R$ 183.112,43
R$ 3.271.279,19
R$ 1.099.692,13
R$ 4.371.421,32
RESUMO DO DEM. DE RECEBIMENTOS DO CREMEGO REF. DEZEMBRO DE 2005
RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS
Receitas de Contribuições
Receita Patrimonial
Receitas de Serviços
Transferências Correntes
Outras Receias Correntes
TOTAL CAT. DE RECEBIMENTOS
SALDO ANTERIOR
R$ 3.000.971,50
R$ 296.126,19
R$ 137.373,93
R$ 303.184,28
R$ 149.749,75
R$ 4.028.966,87
MÉDIA ANTERIOR
R$ 272.815,59
R$ 26.920,56
R$ 12.488,54
R$ 27.562,21
R$ 13.613,61
R$ 366.269,72
DEZEMBRO 2005
R$ 44.163,80
R$ 57.403,88
R$ 9.711,48
R$ 47.443,20
R$ 15.417,38
R$ 342.004,45
SALDO ACUM.
R$ 3.045.135,30
R$ 353.530,07
R$ 147.085,41
R$ 351.077,48
R$ 165.617,13
R$ 4.371.421,32
DEMONSTRATIVO DAS DISPONIBILIDADES DO CONSELHO EM 31/12/05
CONTAS BANCARIAS
SALDO C/C BCO BRASIL
SALDO POUPANÇA B.BRASIL
SALDO APL.BB FIX EMP. MAX
SALDO C/C CEF
TOTAL DISPONIVEL
Saldo em 31/12/05
R$ 18.230,62
R$ 196,04
R$ 1.327.270,79
R$ 2.584,79
R$ 1.348.282,24
DEMONSTRATIVO DAS DISPONIBILIDADES DO CONSELHO EM 31/12/04
CONTAS BANCARIAS
SALDO C/C BCO BRASIL
SALDO POUPANÇA B.BRASIL
SALDO APL.BB FIX EMP. MAX
SALDO C/C CEF
TOTAL DISPONIVEL
Saldo em 31/12/04
R$ 2.927,53
R$ 156,74
R$ 1.614.968,47
R$ 943,48
R$ 1.618.996,22
z DR. PAULO RASSI z DR. PAULO ROBERTO PRATA MENDONÇA z DR. ROBSON PAIXÃO DE AZEVEDO z GUSTAVO BELO DE OLIVEIRA /CONTADOR CREMEGO
DÍVIDA ATIVA
DE OLHO NO PRAZO
Os médicos que não quitaram a anuidade devida ao Cremego
entre 2001 e 2004 e os estabelecimentos de saúde que
deixaram de efetuar esse pagamento de 2000 a 2004 serão
inscritos na dívida ativa da União.As execuções começam em
fevereiro de 2006. Os interessados em quitar seus débitos devem
procurar o Cremego.
Vence em 31 de março o prazo para o pagamento sem multa e
juros da anuidade de 2006 devida ao Cremego. O valor da
anuidade de pessoa física é de R$ 356,00. Os valores para pessoa
jurídica variam de R$ 378,00 a R$ 6,771,00, de acordo com o capital
social. Médicos que tenham completado 70 anos até a data do
vencimento da anuidade estão isentos do pagamento.
„
„
.7
cremego
em revista
REGISTROS
Cremego entrega
primeiras carteiras de 2006
Novos médicos recebem
registros no Cremego e a
orientação para que não
abram mão da educação
continuada
inqüenta e cinco médicos
receberam suas carteiras com
a inscrição no Cremego, durante
solenidade realizada no conselho
dia 11 de fevereiro.A entrega do
documento marca o ingresso
oficial do médico na profissão e,
como definiu o reitor da
Universidade Católica de Goiás
(UCG),Wolmir Amado, que
participou do evento, a carteira
profissional do médico é muito
mais do que um papel. "É a
acolhida dos médicos em uma
categoria profissional cada vez
mais organizada", disse,
ressaltando a importância do
Cremego nesta organização e na
regulação da profissão.
Ao cumprimentar os novos
profissionais, o reitor destacou que
a sociedade confia na classe
médica e espera que eles
coloquem todo o seu
conhecimento a favor da vida,
especialmente, dos mais frágeis e
excluídos.Amado desejou
felicidade aos novos médicos e
disse esperar que a felicidade
deles faça a de outras pessoas. "E
que daqui a 50, 60 anos, vocês
possam dizer que cumpriram sua
missão com dignidade", disse.
C
RITO DE PASSAGEM
Diretor da Faculdade de
Medicina da Universidade
Federal de Goiás (UFG), Paulo
César da Veiga Jardim, definiu a
entrega das carteiras como um
8.
Médica recebe carteira na primeira solenidade de 2006
rito de passagem entre a UFG, a
antiga casa dos médicos, e o
Cremego, a nova casa. Ele
orientou os novos colegas a
buscarem o conselho sempre que
necessitarem de apoio e
esclarecimentos. Também alertou
os profissionais que nunca
deixem de estudar e de se
atualizar. "A medicina requer
uma atualização constante",
declarou.
O diretor da Faculdade de
Medicina da UCG, Paulo
Francescantônio concordou.
Segundo ele, a medicina é a
profissão de maior
empregabilidade e no mercado
sempre há lugar para os bons
profissionais, mas é preciso que
estejam atentos à educação
continuada.A participação nas
instituições e nos movimentos
organizados da categoria, de
acordo com Francescantônio,
também é muito importante, pois
contribui para a valorização e o
fortalecimento da classe médica.
JURAMENTO
Essa participação foi
defendida ainda por Rafael
Cardoso, representante do
Sindicato dos Médicos do Estado
de Goiás (Simego), e por Marcelo
Ranulfo, representante da
Associação Médica de Goiás
(AMG). Eles ressaltaram que o
Simego e a AMG estão
trabalhando neste sentido, mas
precisam do apoio de toda a
categoria. "Assim, juntos, vamos
continuar fazendo da medicina a
profissão de maior credibilidade
no País", disse Ranulfo.
O conselheiro Célio Heitor de
Os médicos nunca podem
deixar de estudar e
de se atualizar, pois a
medicina requer uma
atualização constante
Paula leu o juramento, que os
novos médicos se comprometeram
a cumprir. O presidente do
Cremego, Iliam Cardoso dos
Santos, encerrou a solenidade com
uma palestra sobre as Perspectivas
Atuais e Futuras da Medicina
Brasileira. Um dos aspectos
ressaltados por ele foi a
necessidade da boa relação entre
o médico e o paciente.
"O conhecimento científico é
extremamente importante,mas nada
substitui essa relação",enfatizou,
acrescentando que 80% das
denúncias protocoladas no conselho
poderiam ser evitadas com um bom
relacionamento entre o médico e o
paciente. O presidente do Cremego
também reforçou a importância da
educação continuada, alegando
que as técnicas se tornam obsoletas
a cada cinco anos e que o
profissional precisa se atualizar.
Essa foi a primeira grande
solenidade de entrega de carteiras
de 2006. Outras devem acontecer
até o final do ano.
cremego
Médicos inscritos
O número de médicos inscritos no
Cremego vem aumentando a cada ano.
Em 2003, o conselho efetuou 387
inscrições. Em 2004, esse número saltou
CRM
NOME
CRM
em revista
para 480 e em 2005 chegou a 560.
Apenas nos dois primeiros meses de
2006, já foram convocados 70 médicos
para o recebimento das carteiras com a
NOME
CRM
inscrição no conselho, 55 deles já
receberam o documento. Confira a
relação dos profissionais inscritos em
2005 e até o início de fevereiro de 2006:
NOME
CRM
NOME
360
OLGA SOCOLOFF
10901
LEANDRO ALVES DE OLIVEIRA
10977
HENRIQUE BORGES GOMIDE
11064
JANAINA DE SOUZA SANTOS
1151
VALTER PEREIRA DE MELO
10899
ANA CLAUDIA DE MELO ALENCAR MAIA
10978
AUREA PRISCILLA MOURA DINIZ GARCIA
11065
DARLAN NASCIMENTO
2747
MARIO ROBERTO MACEDO DE FIGUEIREDO
10900
MICHEL GEDDA
10979
RAFAEL MONTEIRO BRUNO
11066
REGINA ALICE FONTES VON KIRCHENHEIM
6552
DIVANA ALMEIDA GOMES GRANCIERI
10903
KARINA MIRANDA KHABBAZ
10981
LUCIO NORIO WATANABE
11067
CAROLINA MARTINELLI BEZERRIL
6875
FERNANDO CESAR DE QUEIROZ
10904
MARCELO CAMARGO COSTA FARIA
10986
FERNANDA RODRIGUES GOUVEIA DA MATA
11068
JOSE GONCALVES MONTEIRO NETO
7384
ADRIANO DO VALE DE SOUZA
10908
ANNA CAROLINA PAIVA COSTA TEIXEIRA
10987
ERIKA PATRICIA NETO
11069
TATIANA LEAO VANINI
7820
MARCELO NAGAO
10909
GEAN KELLYSON SATO MARQUES
10988
RACHEL MACHADO DE OLIVEIRA PORTELA
11070
ALEXANDER TAVARES DAUD
8207
SIMONE DE PAULA AMORIM
10911
ELISANDRO DA CUNHA SOUSA
10990
ADALZIZIO VIEIRA DE ARAUJO FILHO
11072
ALEXANDRE AUGUSTO CABRAL DE M VENTURA
8474
FABIANO INACIO DE SOUZA
10912
LOUISE RODRIGUES CANDIDO
10991
CLEIDE APARECIDA CANDIDO
11074
PAULO HENRIQUE DE SOUZA COELHO
8513
CLAUDIO MORGADO RODRIGUES DA COSTA
10914
GIANCARLO TOSATTI
10992
ALINE LAZARA RESENDE
11076
LORENA PAULA RIBEIRO
8796
GUSTAVO DOS SANTOS REZENDE
10917
ROMULO GUIMARAES ANDRADE
10993
FABIOLA ARAUJO DE SIQUEIRA
11077
RAFAEL CAMPOS COSTA
8916
HUMBERTO LEDA BOTELHO
10918
MARCIO POLO DE CASTRO
10994
MARIANA STIVAL GONCALVES
11078
THIAGO CAMPOS COSTA
8950
ANA CAROLINA VASCONCELLOS DE REZENDE
10919
FAUSTO DA PAZ CAZORLA
10995
NEIVA VIANA SANTANA
11079
LUIZ HENRIQUE PEREIRA MAIA
8955
KAREN DE SOUZA MENDONCA BOTELHO
10920
FLAVIO DE SOUZA VEIGA JARDIM
10996
BRUNO BENTO RODRIGUES
11080
JANDA RIEMANN COSTA E SILVA
8996
TATIANA DIAS VIEIRA
10921
KIARA FALCAO MICLOS
10998
JULIO CARLOS NOBREGA HENKES
11081
BRUNA RASSI ARANTES
9000
LEANDRO DOMINGOS MONTEIRO
10922
TIAGO TAVARES VILELA
10997
RODRIGO SIMIEMA LUSTOSA
11082
DANIEL RODRIGUES MAGALHAES
9051
MATEUS ALEXANDRE ALADIM SEBASTIAO DAMASCENO
10923
MARIA DAS GRACAS BARBOSA SOUSA
10999
LORENA DE CASTRO DINIZ
11084
DEBORA ROSSI MAGALHAES
9080
MARLOS AUGUSTO BITENCOURT COSTA
10924
VITOR ALVES CRUZ
11000
SHEILA MARTINS INACIO
11085
SANDRA PEREIRA CARRIJO
9195
MIRELA JACOMO LOYOLA CRUVINEL
10925
CAROLINA CASTRO PEDROSA
11001
FERNANDO DE NAPOLE AZEVEDO
11086
INGRID THOMA
9329
TULIO NAVES TORRES BORGES
10926
FABIO CHACUR PASCHOLATI
11003
LUCIANA DA RESSURREICAO SANTOS
11088
MONICA DE FATIMA SILVA
9358
LEONARDO DIAS CARRIJO
10927
LUIZ SOARES DE MELO
11005
LUCIANA BELLENTANI CASSEB DEL' ARCO
11089
CLAUDIO DE OLIVEIRA SILVA
9405
CAIRO CARLOS CARY SILVA
10928
FABRICIO GUIMARAES PRUDENTE
11006
CRISTIANO SILVEIRA BOAVENTURA
11090
LUIZ CARLOS BORBA CAMPOS
9417
MARIANA GOMES E SILVA
10929
EVERALDO RUIZ JUNIOR
11009
ANDRE LUIZ DEL ARCO
11093
ALBERTO DE ALMEIDA LAS CASAS JUNIOR
9480
ALESSANDRA ROSE DE REZENDE JACOB
10930
TANIA CARVALHO LOBO
11011
CLAUDIA DA SILVA OLIVEIRA
11094
SANDRO BOARETTO PAULA VASCONCELOS
9545
NILVAN BORGES DE MORAES ROCHA
10931
RODRIGO MARTINS DOS SANTOS
11012
LUCIANO LUCAS DE FREITAS
11096
ZEIAD SAMUEL ESPER
9558
ANA PATRICIA NERES FERRO
10932
ALEXANDRO ANTHONY BOSCATTI
11013
LUCIANA COSTA ALVES FREIRE
11098
GISLENE FREIRE DE OLIVEIRA
9607
MAURICIO BATISTA LEITAO
10933
GERALDO DIAS FERREIRA NETO
11014
MARCELA REGINA ARAUJO
11099
MARCIO ANTONIO DE SOUSA FIGUEIREDO
9707
VALDIVAN DINIZ LINHARES
10934
MARIANNA PERES TASSARA
11017
CRISTHIANE DIAS RODRIGUES SCHMALTZ
11101
HUGO ALEXANDRE ALVES DE CASTRO E LIMA
9727
MARCELA SILVA FERREIRA
10935
SEBASTIAO AMILTON PINHEIRO JUNIOR
11016
EDITH BROCKESTAYER
11106
URIEL JAIME SOUSA
9773
RONALDO FREUA BUFAICAL FILHO
10936
LARA ROBERTA MARQUES TEIXEIRA
11018
TALES DE OLIVEIRA JUNIOR
11109
FERNANDA CASTRO DANTAS
9831
FABIANA LEAO RABELO
10938
THIAGO PIRES LEITE
11019
BETHANIA DE OLIVEIRA
11110
CARMEN LUCIA NERY ALVES
9942
THALIANA DE FREITAS PAULA
10940
ANA CAROLINA MENDES DA COSTA
11020
MURILO SIMAO ARANTES DE BRITO
11111
GEMIMA OLIVEIRA DE ABREU
9941
RAFAEL CARDOSO MARTINEZ
10941
GUSTAVO COLAGIOVANNI GIROTTO
11023
AMANDA CAMARGO PANTALEAO
11112
MARCIO MATIAS DE OLIVEIRA
10359
DANILO MAGNUS ROCHA PINHEIRO
10944
FERNANDA DE CASTRO BARBOSA FONSECA
11024
LEONARDO OLIVEIRA SOARES
11113
DENIS ROBERTO MARTINS DA CUNHA
10420
ALBERTO CARLOS SOUZA CAJUI
10945
LARISSA FERREIRA DE ALMEIDA
11025
MARYO KEMPES BARBOSA
11115
GRACIELY FERNANDES DA SILVA
10425
ADRIANO GONÃALVES DE ARAUJO
10947
LEONARDO FARIA RIBEIRO
11027
GUSTAVO HENRIQUE DE OLIVEIRA E RIBEIRO
11117
PABLO FERREIRA BERNARDES
10462
RODRIGO CRUVINEL ROCHA LIMA
10948
MANUELA EMILIANA AMORELLI CHACEL
11028
CHRISLAYNNE FLORENCIO DE SOUSA
11118
ALETHEIA CRISTINA FOPPA
10487
JOSE ANTONIO NAVARRO
10949
LUIS ALEXANDRE RASSI GABRIEL
11029
CRISTIANE PORTO CORTEZ BITTAR
11119
CAMILA SOUSA PAVANI
10868
PABLO ERICK ALVES VILLA
10950
GUILHERME DE OLIVEIRA BARBOSA
11030
RICARDO PEIXOTO CLAUDINO DA SILVA
11123
GLAUCO ROGERIO ALVES DA COSTA
10870
ANA FLAVIA ALVES TEIXEIRA
10953
MARIA ELAINE DE ASSIS
11031
GUSTAVO VASCONCELOS NERY
11124
ANA CLAUDIA VITTI
10871
CARLOS LEONARDO MARTINS GUIMARAES
10955
SIMONE AFONSO BOA SORTE
11032
SILVIA MARQUES DE AGUIAR
11126
RICARDO HAHIMOTO DE MENEZES
10872
HEBER ROSA DA SILVA
10956
KARIN LUIZA MAGNO MESQUITA
11034
LEANDRA PEREIRA DA SILVA
11132
LUCIANA ALZIRA ALMEIDA RIBEIRO
10873
FABIO ERNESTO SAAVEDRA AGUIAR
10957
FLAVIENE MARIA RODRIGUES
11035
HERBERTH VERA CRUZ FURTADO MARQUES JUNIOR
11133
ALBERTO DE REZENDE FERREIRA LIMA
10874
HELEN ARAUJO DE MENESES
10958
LUCIO KENNY MORAIS
11037
ILSE ELIAS GOMES DORNINGER
11134
MARIA VILAUVA LOPES
10875
DEYBSON AUGUSTO DOS SANTOS
10959
RICARDO ALEXANDRE DE DEUS DOMINGUES
11038
JORDANA MARIA GONCALVES DE ARAUJO SANTOS
11135
LUZIA REGINA CRUVINEL MAIA
10876
GLAUCO MIRANDA
10960
HUMBERTO GRANER MOREIRA
11039
MARCELLE BRANDAO MARANHAO DE OLIVEIRA
11136
NATALIA CAMARDELLI CAJAZEIRA PRATES
10877
JOAO DE MAGALHAES MONTES NETO
10961
GUSTAVO FELIPE FERNANDES MACIEL
11041
SILVIA DE PAULA UNGARELLI
11137
VALDINER PIRES FILHO
10881
RODRIGO DE OLIVEIRA CUNHA
10962
JULIANA RODRIGUES E SILVA
11040
JULIANA ALVES BRAGA DE SA
11138
RENATO FAYAD TOLEDO
10882
SUSANA CARVALHO CORTES LOMBARDI
10963
JULIANA DA CUNHA COSTA
11042
RENATO DUARTE CARNEIRO
11139
RICARDO CAMPOS CRUVINEL FILHO
10883
MARCIO GABRIEL DOS SANTOS
10964
ZENON PINHEIRO DE LEMOS FILHO
11044
RODRIGO COSTA GONÃALVES
11140
JULIANA PRESTO CAMPOS
10884
RODRIGO RODRIGUES E SILVA
10965
TERENCE REZENDE CARVALHO
11045
LIGIA MARIA DE FARIA VIEIRA
11142
MASSIMO ANTONIONI ALVES DE CASTRO
10886
GUSTAVO HENRIQUE AQUINO SILVA
10966
GUSTAVO LEITE BESSA
11046
ELISA OLIVEIRA DAFICO PFRIMER
11143
LEANDRO MOREIRA DOS SANTOS
10887
LEANDRO AUGUSTO GRANJA DE OLIVEIRA
10967
CINTIA SILVERIO DE FARIA
11048
ISABELLA FALEIRO VIEIRA
11144
JULIETA BATISTA DA SILVA
10889
DANILLO ALMEIDA E SILVA
10968
FERNANDO DE MELO MARTINELLI
11049
HAMILTON BORGES JUNIOR
11145
HELIO CANDIDO RIBEIRO JUNIOR
10891
APOJUCAN ALVES DE CASTRO V. NETO
10971
CLAUDIO HENRIQUE RIBEIRO REIMER
11050
ROBERTA HELENA FERNANDES FEITOSA
11146
WIRIZ MARTINS DA SILVA
10892
DANIEL FLAVIO CABRINY DE ALMEIDA COSTA
10972
ALINE DE AQUINO LEMOS
11055
SUELLEN CRYSTHINE RABELO E SILVA
11147
UBIRATAN MAIA RODRIGUES DE VASCONCELOS
10893
CHRYSTIANE KARLA STIVAL FERREIRA
10973
FLAVIA FREIRE MARTINS
11057
RAFAEL VIEIRA GUERRA
11152
HAROLDO FERREIRA PACHECO
10894
VERONICA CANDIDO DE FREITAS
10974
CRISTHIANE PINHEIRO TEIXEIRA GICO DE AGUIAR
11058
GEANNA MARA LINO E SILVA DE RESENDE GUERRA
11153
LUCIANO ESTRELA LEAO
10896
RENATO BUENO DA SILVA
10975
JULIANO MIRANDA RODRIGUES
11060
DIONNE RIBEIRO PAIVA
11154
SANDRA REGINA QUEDA
10898
NILCEIA TERESA DE ALARCAO A DE OLIVEIRA SILVA
10976
EDUARDO MARTINS DA SILVA
11063
LEANDRO MORIOKA
11156
DANIEL STROZZI
.9
cremego
em revista
REGISTROS
Médicos inscritos
CRM
NOME
CRM
NOME
CRM
NOME
CRM
NOME
11158
FABIO DE FREITAS LUZ
11279
HELIO MACHADO VIEIRA JUNIOR
11398
GETULIO ANTONIO DA SILVA BASTOS
11511
LUDMILLA CAROLINA B CAVALCANTE SABA
11159
ELISANGELA ALKMIN BEDA NARITA
11280
FABIANO SOUZA SOARES
11400
ANDRES LORGIO CHAVEZ PAREDES
11512
JOAO RISK MACHADO GIBRAIL
11160
EDUARDO ARAUJO CANEDO
11286
FABIO DE PAULA TURCO
11401
JADER FREDERICO DIAS DE BARROS
11513
MONICA CARVALHO DE OLIVEIRA
11167
FABIANO SANTOS GUIMARAES
11288
ETERIO JOSE RODRIGUES NETO
11402
HECTOR MARCELO ALBA CORDOVA
11514
KARENYNA PEREIRA DOS SANTOS
11168
CIBELE MOTTA ASSIS COELHO
11291
FABIO MASCARENHAS DINIZ
11406
CHRYSTIANO FONSECA CARDOSO
11516
TULIO DE SOUSA NUNES
11171
KLEBER COSTA CAMILO
11290
RAFAEL ROCHA DE SOUZA
11412
CECILIA MEIRELES DE CASTRO
11517
RODRIGO DE ALMEIDA MONTEIRO
11172
NELSON GUSTAVO VIANNA DE MELO
11292
SERGIO CRISTIANO INACIO CARDOSO
11414
MARIA EMILIA GONCALVES CURY
11519
ZELIA SOBRINHA DE SANTANA
11173
GRAZIELLY MARTINS PEIXOTO DE OLIVEIRA
11293
ANGELITA MARA CHAVES ANTUNES CARDOSO
11417
ADRIANA DE OLIVEIRA MACHADO
11520
MARCELO RAMOS MIRANDA
11175
FREDERICO DIB E CASTRO
11294
JOAO VICENTE DE PAIVA NETO
11420
ALINE DA SILVEIRA CAMPOS NUNES MADEIRA
11521
AMANDA DA ROCHA OLIVEIRA
11176
RENATA SANTOS OLIVEIRA
11295
ERNANE OLIVEIRA RODRIGUES
11423
ROBERTA DIAS ARRUDA
11522
SUZELEI MOISES SOBRINHO
11178
GYSELLE BESSA
11298
FERNANDA GERALDO DE ALMEIDA
11425
KYCIA QUEIROGA DE CARVALHO
11523
PAULO EDUARDO LUCAS
11180
MARCELA SANTOS DA SILVA
11302
ESTER BUENO CUNHA
11427
FLAVIA VILLAR MARQUES DE SA
11524
FREDERICO MORAES XAVIER
11183
FERNANDO LANDIM CARRILHO
11309
FERNANDO CANDIDO LOPES
11429
SALMA MARIA DIAS
11525
EMERSON TADAO JUNIOR
11186
VERA LUCIA RAMALHO
11311
AURO VIEIRA DE PAIVA
11430
JOAO BOSCO ROCHA COIMBRA JUNIOR
11526
RODRIGO OLIVEIRA XIMENES
11187
UILKA DANIELLA BRAGA CORREA
11313
THIAGO ZAGO ?ZARA
11431
JULIANA IZABEL MARTINS TAVEIRA
11527
FABRICIA PEREIRA DE OLIVEIRA
11189
CLEBER HENRIQUE OLIVEIRA SANTOS FRANCO
11314
NICELHI ASSAD
11432
RUI BARBOSA LEITE JUNIOR
11528
JOHNATHAN SANTANA DE FREITAS
11190
FLAVIA CRISTINA RODRIGUES
11315
GUNTER IGOR MAIA DE OLIVEIRA
11434
SERGIO ALBERTO ROBLETO PEREIRA
11530
TIAGO BATISTA DE OLIVEIRA
11191
SHAKESPEARE NOVAES CAVALCANTE DE MELO
11316
MARIO GOMES DA SILVA JUNIOR
11436
FREDERICO BARCELOS EVANGELISTA
11532
EDUARDO TEIXEIRA CAMPOS
11194
ROGERIO SAFATLE BARROS
11319
RODRIGO DE FARIA MARTINS
11437
RICARDO OLIVEIRA E SILVA
11535
YANA GUIMARAES BORGES RIBEIRO
11195
LUIGI BATISTA SERONNI
11322
PAULA CRISTINA FERREIRA
11438
FLAVIO CORDEIRO DO VALE
11616
ADHEMAR JOSÉ DOS SANTOS JÚNIOR
11197
DENISE DE OLIVEIRA PADILHA
11323
RAQUEL COIMBRA TEDESCO
11439
WEBER PEREIRA DA SILVA
11551
ADRIANO PASSAGLIA ESPERIDIÃO
11200
JEAN FREDERICO DE ARAUJO
11324
STANLLEY DE OLIVEIRA LOYOLA
11445
JULIANA CHAVES DE CASTRO
11541
ANA MARIA DE PAULA SOUZA LIMA
11202
IVY DE MENDONCA CORREA
11325
LUCIANA GOMES DE MENEZES BARBOSA
11446
ISMAEL CARVALHO WISNIESKI
11617
ANTÔNIO WILSON PORTO JÚNIOR
11204
ALESSANDRA TORRES DE CARVALHO
11326
ELIVANIA TOLEDO RODRIGUES
11452
TATIANA SAYURI NAKATA
11566
BRUNA ANTUNES RAMOS
11205
RODRIGO BUFAICAL DE ALMEIDA
11327
PATRICIA DE PINA DIAS ADORNO
11453
KENNEDY ALBERTO MOREIRA
11539
CARLA PACHECO ELIAS
11207
FLAVIO HENRIQUE DE LIMA
11332
HUMBERTO BARBOSA DE SOUZA FILHO
11456
ALDO VARLEI DE MIRANDA
11624
CAROLINE CAMPÊLO FERES
11209
ELISA VERA VIEIRA
11335
DENISE TAVARES DA SILVA
11460
OMAR MAMUD SALES
11537
CRISTIANE DE SOUZA SILVEIRA
11212
BRUNO GARCIA GONÃALVES
11336
LEANDRO HINHUG VILARINHO
11461
LILIAN MIWA HONMA TAKATA WATANABE
11548
DANIELA OLIVEIRA BORGES
11213
ANA CAROLINA MIRANDA DE CASTRO
11338
FREDERICO RIBEIRO DE OLIVEIRA
11462
RODRIGO PAOLINI
11574
DANIELLE BARBOSA DE MACEDO
11215
LUCIANA FERNANDA DE OLIVEIRA
11339
MONICA MARIA CARNEIRO DA SILVA
11464
BIANCA ROSAURA TESTONI
11622
ELIANE XAVIER DOS SANTOS
11216
FABRICIO NAVES LEAO
11341
ANDERSON CONSTANTINO
11467
BRUNO LUIS SILVA PEREIRA
11546
FERNANDO PAOLO ROCHA DE ALMEIDA
11217
RAFAEL FARIA DA CUNHA
11342
MAXLEY MARTINS ALVES
11468
CLARISSA MARINI PINTO
11218
FABIANA MESQUITA DE CARVALHO
11346
JULIANO SERVATO OLIVEIRA
11469
FRANCISCO MARANHAO JAPIASSU NETO
11637
FREDERICO LOPES DE OLIVEIRA
11219
OLGA HELENA DOMINGUES
11347
FABIANA RICHA VALIM
11471
KARYNE DE OLIVEIRA RESENDE
11619
GRÉCIA QUINTA RIBEIRO
11221
LUIZA HELENA DA SILVA ASSIS
11350
RICARDO DANTAS DE SOUSA
11474
MAURO PASCALE DE CAMARGO LEITE
11603
GUSTAVO HENRIQUE MEDEIROS QUEIROZ
11222
CARLOS ALEXANDRE FERREIRA
11351
MURILO MARTINS PEREIRA
11479
LORINE UCHOA INACIO
11628
JERÔNIMO MARQUEZ DE MACÊDO NETO
11223
ENOCK PINHEIRO DE SOUZA
11352
LUIZ AUGUSTO RODRIGUES
11481
PABLO THEODORO BARROS BRITO
11682
JOÃO PAULO DE OLIVEIRA MELLO
11224
HELIO AUGUSTO DA COSTA NUNES JUNIOR
11353
KACYLA TIE ARAUJO OTAKARA
11484
GRACYELLA PEDROSA NAVES
11612
KARIZA AIKO FRANTZ
11225
WAGNER TADEU PEREIRA DE OLIVEIRA
11354
LEE ANDERSON CRUVINEL CAMPOS
11485
JAIRO CESAR RODRIGUES DA SILVA
11545
LEONARDO RODRIGUES BARBOSA
11233
ADRIANO RODRIGUES DINIZ
11355
WALID CHARIF NAIM FILHO
11487
SILVIO ROBERTO BORGES ALESSI
11618
LETÍCIA RESENDE DE SÁ
11236
CINTHIA CARDOSO MOREIRA
11356
LUCIANO HENRIQUE MELATO
11488
LISSANDRO VARGAS PINHEIRO
11633
LUIZ ANTÔNIO BRETONES FILHO
11241
KEILE CRISTINE LIRA PRAZIM
11359
TATIANA CUNHA OLIVEIRA URZEDO
11489
AMIR NASSAR FILHO
11640
MANUELLA BARREIRA AMORIM
11245
RODRIGO LINO FREITAS
11360
HUMBERTO LUIZ AGUIAR DE OLIVEIRA
11490
SAULO MONTIJO TAVEIRA
11542
MARCO AURÉLIO NACIMENTO BORGES DE SOUZA
MARIA FRANCISCA FIRMINO PRADO MAURO
11246
KENNER GRANADO JUNQUEIRA
11366
DARLAN DE OLIVEIRA ANDRADE
11491
ELIAS SIMOES CRUVINEL
11613
11247
JORGE PINTO MOSTAPHIA
11368
PATRICIA MEDEIROS MILHOMEM
11492
LUIS GUSTAVO FERREIRA DOS SANTOS
11564
MARINALDO SOARES LEITE
MARLOS RODRIGUES LOPES E SILVA
11258
FLAVIO HENRIQUE CAETANO DE SOUSA
11369
BRUNO DE SOUZA MACHADO
11493
EULER BARBOSA DE OLIVEIRA
11600
11259
LEONARDO GONCALVES MONTALVAO
11370
JOAO SERAFIM DA CRUZ NETO
11498
EBERSON DA SILVA RODRIGUES DO NASCIMENTO
11547
MAX NAVES LEMES
11260
PABLO ROMULO MARTINS SILVA
11371
JOSE DE OLIVEIRA AVILA
11499
ALANO RIBEIRO DE QUEIROZ FILHO
11573
PATRÍCIA MARTINS PARREIRA
11262
ROGERIO AUGUSTO DE QUEIROZ
11373
FRANCIELLE BARRETO MACHADO
11500
AURELIO FELIPE ARANTES
11621
RENATA GOMES BASTOS
11264
LUCELIA MARIA BARBOSA
11374
MARCIA VALE CAETANO
11501
RENATO MARIANO NUNES
11625
RODRIGO DAFICO BERNARDES DE SOUSA BORGES
11265
JOSE CARLOS DE QUEIROZ JUNIOR
11375
CAMILA DE AVILA ANHEZINI GERAISSATE
11502
CRISTHIANO CHIOVATO ABDALA
11555
ROGÉRIO DE MELO CARVALHO SANTOS
11268
FLAVIO PASSOS BARBOSA
11376
CLARISSA MENDANHA
11503
EDUARDO SILVA DOS SANTOS MENDONCA
11544
THALES AUGUSTO RODRIGUES DE QUEIROZ
11270
ENDRIGO REGIO VIANA RIBEIRO
11379
BRUNO GUSTAVO CHAGAS
11504
FABIANNE LEAO DA SILVEIRA BORGES
11615
THIAGO ANDERSON CABRAL MOREIRA
11271
MARILENE LOPES PARRA
11386
RICARDO RODRIGUES DE OLIVEIRA E SILVA
11505
CESAR AUGUSTO DAHER CEVA FARIA
11549
ULISSE LUIS DIAS
11275
LETICIA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA
11387
EZIO PEREIRA DE ARAUJO
11506
KAMILLA COELHO JORGE
11565
VALMIR ABREU LIMA
11277
PABLO HENRIQUE DE FARIA
11391
JULIANO PEREIRA
11507
MARCELA DIAS FRANCISCO
11576
VINICIUS GONÇALVES DE AZEVEDO
11278
JOAO ORMINDO BELTRAO BARROS
11392
GRACIELLA GANAM ALVES
11508
JOSE CARLOS RIBEIRO JUNIOR
11562
WANDER SOUSA SANTOS
10.
cremego
em revista
ÉTICA E PESQUISA
Pesquisas com seres humanos
devem obedecer resoluções
O Cremego orienta classe
médica que a realização de
pesquisa envolvendo seres
humanos deve seguir
normas éticasm inclusive
para a divulgação
dos resultados
Cremego orienta a classe
médica que todas as
pesquisas envolvendo seres
humanos, além de seguir os
princípios éticos citados na
Resolução número 196/1996, do
O
Conselho Nacional de Saúde,
devem ter um protocolo
submetido à apreciação,
aprovação e acompanhamento
por um Comitê de Ética em
Pesquisa (CEP). Esse comitê deve
ser vinculado à Comissão Nacional
de Ética em Pesquisa (Conep/MS).
Os estudos com seres
humanos também têm de
obedecer à Resolução número
671/1975, do Conselho Federal de
Medicina (CFM), e serem
precedidos de cuidadosa avaliação
dos riscos inerentes em
comparação aos benefícios
previsíveis para a pessoa exposta
ou para outros.
O presidente do Cremego,
Iliam Cardoso dos Santos, explica
que os médicos não são isentos
das responsabilidades criminais,
civis e éticas das pesquisa. Os
pesquisadores também devem
ficar atentos às normas para a
divulgação do resultado das
pesquisas. Essa divulgação deve
ser feita em publicações
científicas, sendo que a Resolução
CFM número 1.701/2003 proíbe o
médico de fazer propaganda de
métodos ou técnicas ainda não
aceitos pela comunidade
científica.
Saúde divulga nota técnica sobre Leishmaniose Visceral
A Superintendência de Políticas e Atenção
Integral à Saúde da Secretaria Estadual de
Saúde de Goiás divulgou uma nota técnica
No ano de 2005, foram
confirmados no Estado de Goiás,
36 casos de Leishmaniose Visceral
(Calazar), sendo que destes 3
evoluíram para óbito (2 crianças e
1 adulto). Em todos os casos,
observou-se uma demora para
diagnóstico e com isto houve
atraso no início do tratamento,
favorecendo assim o elevado
índice de letalidade (8,33%),
quando o esperado é a não
ocorrência de óbitos para estes
casos. Por isso, faz-se necessário
neste momento relembrar alguns
sinais e sintomas desta doença,
para que nossas unidades fiquem
alertas quanto ao diagnóstico
precoce da mesma.
A leishmaniose é uma doença
parasitária cujo agente etiológico é
a Leishmania sp, transmitida pelo
mosquito Phebotomo,
popularmente conhecido como
mosquito-palha, cangalinha e asa
dura, presente em encostas, serras,
sobre o diagnóstico e tratamento da
Leishmaniose Visceral (Calazar). Confira o
que diz o documento:
principalmente na zona rural, podendo
ser encontrado com menor freqüência
na zona urbana e peri-urbana. Os
principais reservatórios desta endemia
são o cão doméstico e, no ambiente
silvestre, as raposas e gambás. É doença
de evolução crônica, grave, cujos
principais sintomas são:
1 - Fase aguda: febre com
duração inferior a 4 semanas,
esplenomegalia associado ou não a
hepatomegalia. O baço encontra-se
palpável, porém não ultrapassando 5
centímetros do rebordo costal esquerdo.
2 - Período de estado: neste
período observa-se febre irregular
associada a emagrecimento progressivo,
palidez cutâneo-mucosa e aumento da
hepato-esplenomegalia. Esse quadro
evolui por aproximadamente 2 meses
ou mais, com comprometimento do
estado geral.
3 - Fase Final: caso o diagnóstico
e tratamento não sejam feitos em
tempo hábil ocorrerá uma evolução
progressiva da doença para o período
final com febre contínua,
comprometimento do estado geral,
desnutrição observada através de
cabelos quebradiços, cílios
alongados e pele seca; edema dos
membros inferiores podendo
evoluir para anasarca. Podendo
apresentar ainda icterícia, episódios
hemorrágicos e ascite.
Em caso de diagnóstico
precoce, o tratamento poderá ser
feito na unidade, mediante
solicitação de droga de primeira
escolha, Antimoniato de Meglumine
(consultar manual de Calazar e o
Guia de Vigilância Epidemiológica) à
Regional de Saúde correspondente.
Caso não haja segurança
quanto ao diagnóstico e tratamento
na unidade de saúde, o paciente
deverá ser encaminhado à
referência estadual (Hospital de
Doenças Tropicais)
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS
E ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE
FIQUE DE
OLHO
Diploma falso
O Conselho Regional de Medicina do
Estado do Tocantins informa que
Erasmo Antoneli Dotor tentou efetuar
seu registro no regional apresentando
um diploma falso, no qual constava
que ele tinha concluído o curso de
medicina na pseudo Universidade
Federal de Cuiabá.A Universidade
Federal do Mato Grosso confirmou a
falsidade do documento e informou
que Erasmo nunca foi aluno da
instituição.
Inscrição suspensa
O Conselho Regional de Medicina do
Estado da Bahia (Cremeb) suspendeu
cautelarmente, por unanimidade de
votos, a inscrição de Romeu Bruno
Mendes Molinari. Segundo o Cremeb,
o médico é alvo de várias denúncias
com indícios consistentes de
imprudência, negligência, imperícia e
conduta em desacordo com as normas
ético-profissionais. Ele fica impedido
de exercer a medicina na Bahia até
que haja outra deliberação.
Registro cancelado
O Conselho Regional de Medicina do
Estado do Rio Grande do Sul comunica
o cancelamento do registro provisório
de Nilo Sérgio Rodrigues Valença.
Diplomas cancelados
z A Universidade Federal do Rio
Grande do Sul informa o
cancelamento do registro do diploma
de médico de Jorge Júnior Niehues
Buss, que também teve o registro
(CRM SC nº 11.805-P) cancelado pelo
Conselho Regional de Medicina do
Estado de Santa Catarina.
z A Universidade de Brasília (UNB)
cancelou o registro do diploma de
Carla de Paula Laucevicius, expedido
pela Universidade Latina de Panamá.
Liminar revogada
O juiz de Direito da 4ª Vara
Federal - Seção Judiciária do
Amazonas revogou a liminar
concedida em favor de Reginaldo de
Araújo Monteiro, que garantia a
revalidação automática do diploma por
ele obtido em universidade estrangeira.
.11
cremego
em revista
Pareceres e resoluções
Resolução regulamenta emissão de declaração de óbito
Publicada no Diário Oficial da
União de 5 de dezembro de 2005, a
Resolução número 1.779/2005, do
Conselho Federal de Medicina (CFM),
regulamenta a responsabilidade
médica no fornecimento da declaração
de Óbito. De acordo com a nova
resolução, que revoga a Resolução CFM
número 1.601/2000, o preenchimento
dos dados constantes na declaração de
óbito é da responsabilidade do médico
que atestou a morte.
Ao preencher o documento, os
profissionais devem obedecer a
algumas normas. Confira:
zEm caso de morte natural sem
assistência médica, a declaração de óbito
deve ser fornecida pelos médicos do
Serviço de Verificação de Óbitos (SVO)
z Nas localidades que não
contarem com esse serviço, o
fornecimento da declaração fica a
cargo do médico do serviço público
de saúde mais próximo do local onde
ocorreu o óbito
z Na ausência do médico da
unidade de saúde, a declaração deve
ser emitida por qualquer médico da
localidade
z Em caso de morte com
assistência médica, a declaração de
óbito deve, sempre que possível, ser
fornecida, pelo médico que vinha
prestando assistência ao paciente
zA declaração de óbito do
paciente internado sob regime hospitalar
deverá ser fornecida pelo médico
assistente e, na sua falta, por médico
substituto pertencente à instituição
z Ainda de acordo com a
resolução, a declaração de óbito do
paciente em tratamento sob regime
ambulatorial deverá ser fornecida por
médico designado pela instituição
que prestava assistência ou pelo SVO
z A declaração de óbito do
paciente em tratamento sob regime
domiciliar (Programa Saúde da
Família, internação domiciliar e
outros) deverá ser fornecida pelo
médico pertencente ao programa no
qual o paciente estava cadastrado ou
pelo SVO, caso o médico não consiga
correlacionar o óbito com o quadro
clínico concernente ao
acompanhamento do paciente
z Em caso de morte fetal, os
médicos que prestaram assistência à
mãe ficam obrigados a fornecer a
declaração de óbito quando a
gestação tiver duração igual ou
superior a 20 semanas ou o feto tiver
peso corporal igual ou superior a 500
gramas e/ou estatura igual ou
superior a 25 centímetros
z Nos casos de mortes violentas
ou não naturais, a declaração de óbito
deverá, obrigatoriamente, ser
fornecida pelos serviços médico-legais.
Para conferir o texto completo da
resolução, acesse o site do Cremego:
www.crmgo.org.br
Conselheiro alerta sobre preenchimento da declaração
O conselheiro José Wesley Benício
Soares faz um alerta aos médicos
sobre dois pontos importantes
relacionados ao preenchimento da
declaração de óbito. O primeiro
refere-se aos campos 42 e 43, que
tratam da identificação do óbito
materno. Segundo Soares, não é raro
encontrar ambos os campos não
preenchidos nas declarações.
Ele reitera a importância do
preenchimento desses campos,
ressaltando que a morte materna é um
dado não somente de saúde, mas
também reflete de maneira importante a
qualidade de assistência à saúde e, de
maneira mais ampla, a condição social
de uma determinada comunidade.
O segundo ponto, de acordo com o
conselheiro, diz respeito ao
preenchimento da causa da morte.
"Existem dois campos para tal", explica.
A parte 1 trata da causa imediata da
morte, ou seja, aquilo que determinou o
óbito e também da causa básica da
morte, ou seja, aquela que vai figurar nas
estatísticas.
Um exemplo: um paciente que
tenha sido ferido por arma branca e
venha a falecer em decorrência disso,
após farta hemorragia.A causa
12.
Vítima de morte
violenta deve ser
encaminhada ao IML
ainda são freqüentes os casos de
médicos que fornecem esses atestados
ao constatarem a morte do paciente nas
unidades de saúde, deixando de
encaminhar o corpo ao serviço médicoAo determinar que em casos de
legal do município ou região.Ao
mortes violentas ou não naturais, a
preencher a declaração de óbito de
declaração de óbito deve ser
vítimas de mortes violentas, não naturais
ou de causa suspeita,
fornecida pelos
serviços médicoesses profissionais não
legais, a Resolução
somente desrespeitam o
CFM número 1779
Código de Ética Médica,
regulamenta uma
infringindo uma
resolução do CFM, como
norma que já faz
parte da rotina dos
ficam sujeitos a sanções
serviços de saúde,
penais. É o que pode
mas que ainda é
acontecer, por exemplo,
Teixeira: falha pode ser
ignorada e
quando for constatado
punida administrativa
desrespeitada por
que a pneumonia citada
e criminalmente
muitos médicos.
no atestado como a
Segundo o diretor-geral do Instituto
causa da morte natural é, na verdade,
Médico Legal (IML) de Goiânia,
decorrente de uma lesão que o
conselheiro Eduardo Alves Teixeira,
paciente sofreu há alguns meses ou
imediata da morte figura em primeiro
lugar e esta seria "choque
hipovolêmico" ou "anemia aguda",
em decorrência de "lesão perfurante
por arma branca". Esta última seria a
causa básica. A parte 2 do campo
causa da morte fica reservada a outras
condições que podem ou não ter
ligação direta com o óbito.
"Lembremos que o correto
preenchimento da causa do óbito é que
permite aos órgãos competentes o
anos ao ser baleado.
Essa falha por parte de alguns
médicos também onera os cofres
públicos e dificulta o trabalho dos
legistas, pois muitas vezes é
necessária a exumação do corpo para
a emissão de um laudo exato da
causa da morte. Somente em 2005,
de acordo com Teixeira, o IML de
Goiânia realizou cerca de 15
exumações a pedido da Justiça.
Esses fatos, segundo ele,
poderiam ter sido evitados se os
corpos dessas vítimas de violência ou
morte suspeita tivessem sido
encaminhados ao IML logo após os
óbitos. "Todos os casos de morte
decorrente de acidentes, ferimentos
por arma, choque elétrico, raio,
envenenamento, afogamento e
outros fatores externos, devem ser
encaminhados ao IML", afirma o
conselheiro.
conhecimento da realidade da
comunidade e permite que estratégias
possam ser planejadas e executadas
com o fito de combater os possíveis
fatores determinantes de morbiletalidade", diz.
cremego
em revista
AGENDA DA
DIRETORIA
02/12/05 - II Jornada de Ginecologia e
Obstetrícia do Sudoeste Goiano em São
Simão. Presença: Iliam Cardoso dos Santos
12/12/05 - Posse da Presidência do Ipasgo.
Presença: Salomão Rodrigues Filho
13/12/05 - Lançamento do Selo
Comemorativo de 20 anos do Laboratório
Padrão. Presença: Iliam Cardoso dos Santos
13/12/05 - Posse da nova diretoria da
Sociedade Goiana de Otorrinolaringologia.
Presença: Iliam Cardoso dos Santos
15/12/05 - Reunião no Senado Federal
com o assessor da senadora Lucia Vânia
sobre a PL 025/02. Presença: Salomão
Rodrigues Filho
13 e 14/01/06 - Curso de Ética e Bioética
para os Residentes do Hugo e HGG.
Presenças: Iliam Cardoso dos Santos, Lueiz
Amorim Canedo, José Wesley Benício
Soares, Ciro Ricardo Pires de Castro,
Haroldo de Oliveira Torres, Cacilda Pedrosa
de Oliveira, Lívia Barros Garção, Ivane
Campos Mendonça e Simone Moraes
Stefani Nakano
08/02/06 - Posse das Comissões de Ética
Médica de unidades de saúde de Goiânia.
Presenças: Breno Prado de Souza, Erso
Guimarães, Eduardo Alves Teixeira e Lueiz
Amorim Canedo
09/02/06 - Plenária temática sobre cirurgia
plástica. Presenças:Adriano Auad, Carlos
Alberto Ximenes, Erso Guimarães, Elias
Hanna, Haroldo de Oliveira Torres, Iliam
Cardoso dos Santos, Ivane Campos
Mendonça, Lueiz Amorim Canedo, Robson
HUGO E HGG PROMOVEM
CURSO DE ÉTICA E BIOÉTICA
As Comissões de Residência
Médica (Coremes) do Hospital de
Urgências de Goiânia (Hugo) e do
Hospital Geral de Goiânia (HGG)
promoveram nos dias 13 e 14 de
janeiro o 2º Curso de Ética e
Bioética dessas unidades. Realizado
em parceria com o Cremego, o curso
foi aberto a médicos residentes do
Hugo e do HGG e enfocou temas,
como Bioética, Tecnologia e
Mercado de Trabalho e Introdução,
Princípios e Projeções da Bioética.
O presidente do Cremego, Iliam
Cardoso dos Santos, foi um dos
conferencistas do primeiro dia do
evento. Ele enfocou o Ato Médico e a
Defesa do Ato Médico. Prontuário
Médico foi o tema abordado pela
conselheira Ivane Campos Mendonça e
as Normas que Regem o Registro e o
Exercício das Especialidades no
Cremego, pelo segundo vive-presidente
do conselho e conselheiro do CFM,
Lueiz Amorim Canedo.
O conselheiro José Wesley Benício
Soares falou sobre Atestado Médico e o
conselheiro Haroldo de Oliveira Torres
sobre Divulgação e Propaganda
Médica.A Ética na Emergência foi
enfocada pelo diretor de Fiscalização do
Cremego, Ciro Ricardo Pires de Castro, e
os Aspectos Bioéticos na UTI, pela
conselheira Cacilda Pedrosa de Oliveira.
O curso, que abordou outros temas, foi
encerrado com a simulação e discussão
de um julgamento médico.A primeira
vice-presidente do CFM, Lívia Barros
Garção, participou do encerramento.
Azevedo, Simone Moraes Stefani Nakano
e Sizenando da Silva Campos Júnior
11/02/06 - Entrega de carteiras a novos
médicos. Presenças: Célio Heitor de Paula e
Iliam Cardoso dos Santos
POSSE
A nova diretoria da Sociedade Goiana de Otorrinolaringologia (SGORL) foi
empossada no dia 13 de dezembro, em solenidade realizada em Goiânia. A
nova diretoria tem na presidência Leandro Azevedo de Camargo; na vicepresidência Mard Luiz Batista Leite; na secretaria-geral Murilo Bufaiçal Marra; na primeira secretaria Ana Cristina Pitaluga; na segunda secretaria Márcio
Caetano Vaz; na primeira tesouraria Paulo Henrique Dias Mattos e na segunda
tesouraria Fernanda Bugalho Duarte. O Cremego foi representado pelo presidente Iliam Cardoso dos Santos, que integrou a mesa ao lado do representante da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, Paulo Roberto Cunha Vêncio (à esquerda); do secretário Estadual de Saúde, Fernando Passos Cupertino
de Barros; do presidente eleito da SGORL Leandro Azevedo de Camargo, e do
ex-presidente João Ribeiro de Moura.
AGENDA
MÉDICA
CURSO DE ATUALIZAÇÃO
EM PSIQUIATRIA
PREPARATÓRIO PARA
PROVA DE TÍTULO EM
PSIQUIATRIA 2006
Data: março a setembro de 2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3252 1236
XLII CONGRESSO DA SOCIEDADE
BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL
Data: 4 a 8 de março de 2006
Local: Terezina (PI)
Informações: (71) 2104 3477
II CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM
ORTOPEDIA GERAL
Data: Março/2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3215 8069
II JORNADA GOIANA
DE MEDICINA DO TRABALHO
Data: 18 de março/2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3281 7511
I CURSO DE DOENÇAS
OSTEOMETABÓLICAS DA SBOT
Data: 17 e 18 de março de 2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3215 8069
V JORNADA SOBRE
PSICOPATOLOGIA E LINGUAGEM
Data: 23 a 25 de março de 2006
Local: Brasília (DF)
Informações: (61) 3307 1422
CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM PERDA
AUDITIVA INDUZIDA PELO RUÍDO
Data: 13 de maio de 2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3281 7511
IV CONFERÊNCIA INTERNACIONAL
DE ONCO-HEMATOLOGIA
Data: 19 a 20 de maio de 2006
Local: São Paulo (SP)
Informações: (11) 3149 5190
IX CONGRESSO INTERNACIONAL DE
CATARATA E CIRURGIA REFRATIVA
Data: 31 de maio a 3
de junho de 2006
Local: Belo Horizonte (MG)
Informações: (31) 3227 8544
VI CONGRESSO BRASILEIRO DE
OMBRO E COTOVELO
Data: 1 a 3 de junho de 2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3215 8069
XV CONGRESSO BRASILEIRO DE
GERIATRIA E GERONTOLOGIA
Data: 6 a 9 de junho de 2006
Local:Goiânia (GO)
Informações: (62) 3215 8069
CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM EXAME
FÍSICO DE MEMBROS SUPERIORES
Data: 16 de junho de 2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3281 7511
22º CONGRESSO
BRASILEIROS DE NEUROLOGIA
Data: 19 a 23 de agosto de 2006
Local:Recife (PE)
Informações: (71) 2104 3477
37ª JORNADA BRASIL
CENTRAL DE ANESTESIOLOGIA
Data: 24 a 26 de agosto de 2006
Local:Bonito (MS)
Informações: (62) 3215 8069
CURSO DE MEDICINA DO ESPORTE
Data: Agosto/2006
Local: Goiânia (GO)
Informações: (62) 3215 8069
VI CONGRESSO PAN-AMERICANO E
X CONGRESSO BRASILEIRO DE
CONTROLE DE INFECÇÃO E
EPIDEMIOLOGIA HOSPITALAR
Data: 11 a 15 de setembro de 2006
Local: Porto Alegre (RS)
Informações: (11) 3887 2628
.13
cremego
em revista
DEBATES NA TBC
No dia 1º de dezembro de
2005, o conselheiro Elias
Hanna abordou o tema
"obesidade mórbida" no
Programa Opinião em Debate da
TBC. Na semana seguinte, no dia
8, foi a vez do segundo
secretário do Cremego,
Reginaldo Bento Rodrigues,
participar do programa, falando
sobre cuidados básicos com
criança em fim de ano.
No dia 15 de dezembro, o
presidente, Iliam Cardoso dos
Santos, foi entrevistado e enfocou
a crise no funcionamento do
Hospital de Urgências de Goiânia
(Hugo). No dia 26 de janeiro, o
entrevistado foi o primeiro vicepresidente, Salomão Rodrigues
Filho, que analisou a assistência
psiquiátrica em Goiás. No dia 23
de fevereiro, o entrevistado foi o
presidente do Cremego, Iliam
Cardoso dos Santos.
„
O POPULAR (I)
O presidente do Cremego
falou sobre a ética e
normas na pesquisa com seres
humanos. Data: 5 de dezembro
de 2005. O assunto voltou a ser
abordado no dia 26 de dezembro
e foi enfocado em nota publicada
pelo Cremego na edição de 11
de dezembro do Popular.
„
O POPULAR (II)
A crise na Santa Casa foi
avaliada pelo presidente
do Cremego em entrevista no
dia 9 de dezembro de 2005.
„
O POPULAR (III)
O vice-presidente do
Cremego, Salomão
Rodrigues Filho, avaliou a alta
procura dos vestibulandos
pelos cursos de medicina. Data:
24 de janeiro.
„
DIÁRIO DE CUIABÁ
O jornal da capital de Mato
Grosso enfocou o número
de sindicâncias instauradas pelo
Cremego. O dado foi comparado
com os de outros conselhos do
Centro-Oeste. Data: 7 de
dezembro de 2005
„
14.
CREMEGO
NA MÍDIA
JORNAL OPÇÃO (I)
O aumento dos casos de
dengue em Goiás e como
os médicos estão lidando com a
doença foram assuntos
abordados pelo presidente do
Cremego, no dia 17 de janeiro. A
matéria foi publicada no
domingo seguinte, dia 22. O
assunto também foi pauta de
reportagem do jornal O Popular,
no dia 18 de janeiro.
„
JORNAL OPÇÃO (II)
A relação entre médicos e
pacientes foi abordada
pelo presidente do Cremego em
matéria veiculada no dia 29, que
tratava da decisão da Justiça que
considera o doente um
consumidor dos serviços
médicos
„
TRIBUNA DO PLANALTO
Os desafios da saúde pública
em Goiás foram analisados
pelo presidente do Cremego. Data:
19 de dezembro de 2005.
„
CREMEGO NOTÍCIAS
As edições de dezembro,
janeiro e fevereiro da coluna
Cremego Notícias foram publicadas,
respectivamente, nos dias 1º, 5 e 2.
A coluna circula toda primeira
quinta-feira de cada mês nos jornais
O Popular e Diário da Manhã.
„
TV RECORD
A morte de um bebê em um
hospital de Goiatuba foi
enfocada pelo presidente do
Cremego em entrevista à TV
Record. O assunto, que está sendo
apurado pelo Cremego, também
„
foi abordado pelo jornal O Popular.
Data: 12 de janeiro de 2006.
RÁDIO COMPANHIA
A conselheira e corregedora
de Processos do Cremego,
Ana Maria de Oliveira, falou sobre
automedicação,no dia 23 de janeiro.
„
RÁDIO K
Salomão Rodrigues Filho
enfocou o que a área da
saúde espera do próximo governo.
Data: 31 de janeiro.
„
RBC
„
Iliam Cardoso dos Santos
falou à Rádio Brasil
Central sobre as exigências para
a atuação no Brasil dos médicos
formados no exterior. Data: 10
de fevereiro.
MEDICINA - Presidente do
CRM de Goiás, Iliam
Cardoso dos Santos
participa, às 9 horas, do 2º
Curso de Ética e Bioética da
Comissão de Residência
Médica dos Hugo.
(13/01/06)
ENTREVISTA - Em entrevista
publicada em 19 de fevereiro, o
presidente do Cremego fala
sobre pesquisa que aponta os
médicos mais lembrados em
cada especialidade.
&
MEDICINA
CIA
Top 10
O portal do Conselho Federal de Medicina mais uma vez está
entre os finalistas do Prêmio iBest, que foi criado em 1995
com o objetivo de descobrir novos talentos e premiar os sites
que estavam fazendo a história da internet no Brasil. A
escolha dos melhores é feita pelos internautas. Com o site
www.portalmedico.org.br, o CFM concorre na categoria
Associações Profissionais. Para votar, basta acessar
www.ibest.com.br. A votação termina em 9 de março.
Guia médico
As operadoras de planos de saúde que
atuam em Goiás têm de fornecer
anualmente a seus associados uma
relação atualizada e completa dos
médicos e da rede de clínicas, hospitais e
laboratórios credenciados. É o que
determina uma lei aprovada pela
Assembléia Legislativa e sancionada pelo
governador Marconi Perillo, em janeiro. O
guia médico deve ser enviado
gratuitamente pelas operadoras à
residência do associado.
PGRSS: manual
Limitação
proibida
As operadoras de planos de
saúde não podem limitar o
número de exames a serem
realizados pelos usuários. O
alerta é Agência Nacional de
Saúde Suplementar (ANS).
De acordo com a ANS, se o
médico solicita o exame com
indicação precisa e a
operadora nega a
autorização fica
caracterizada a limitação de
cobertura. Neste caso, a
operadora pode ser autuada
e multada pela ANS. Se
houver divergência entre o
médico e a operadora
quanto à necessidade do
exame, deve ser formada
uma junta composta pelo
médico solicitante, o médico
da operadora e um terceiro
escolhido em comum acordo
pelos dois primeiros, para
sanar a dúvida.
em revista
Rosane Rodrigues da Cunha [email protected]
Alerta Maceió
Em carta enviada ao
ministro da Saúde, Saraiva
Felipe, o Conselho Regional
de Medicina do Estado de
Alagoas (Cremal) alerta que
há muito o Ministério da
Saúde (MS) vem
contribuindo para que "a
medicina e os médicos
tenham um dos piores
momentos de suas
existências". No documento,
intitulado Alerta Maceió, o
Cremal critica os programas
de saúde pública lançados
pelo MS, que não definem as
competências específicas de
médicos e dos demais
profissionais de saúde.
Também condena a
ocupação de diretorias
técnicas e chefias de clínicas
de unidades de saúde por
não-médicos e o ensino de
matéria exclusiva de médico
a profissionais de outras
áreas. A carta, encaminhada
no início de janeiro, leva
também as assinaturas da
Sociedade de Medicina de
Alagoas e do Sindicato dos
Médicos do Estado.
cremego
Tratado brasileiro
Organizado em três volumes, com
26 módulos e mais de 700
capítulos, distribuídos em 5.465
páginas, chega ao mercado o
primeiro Tratado de Clínica Médica
brasileiro. Fruto de dois anos
ininterruptos de trabalho, editado
pelo professor e doutor Antônio
Carlos Lopes e idealizado pela
Editora Roca, o tratado é
considerado a mais completa fonte
de consulta das diversas doenças
que acometem o ser humano.
"Sentíamos a falta moral de ter
uma obra dessa abrangência
produzida por médicos brasileiros.
Era um absurdo, por exemplo,
estudar Doença de Chagas em um
livro americano, afinal, é uma
doença endêmica do Brasil",
afirma Antonio Carlos Lopes.
A partir de 2006, ao solicitar a abertura ou renovação do alvará
sanitário nos órgãos estaduais e municipais de Vigilância
Sanitária, os estabelecimentos de serviços de saúde goianos
terão de apresentar o Plano de Gerenciamento de Resíduos de
Serviços de Saúde (PGRSS). Essa é uma exigência da Resolução
número 306, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária
(Anvisa), aprovada em 7 de dezembro de 2004. Para facilitar a
elaboração do PGRSS, a Superintendência Estadual de Vigilância
Sanitária elaborou um manual, que pode ser encontrado no site
www.visa.goias.gov.br.
RH na identidade
O SUS de A a Z
Aguardando a votação do
Plenário da Câmara Federal, o
Projeto de Lei 6210/05, do
deputado Carlos Nader (PLRJ), prevê a inclusão do
registro do tipo sangüíneo na
carteira de identidade.
Segundo o deputado, essa
citação facilitará a atuação
das equipes de saúde em
situações emergenciais. O
projeto, tramita em conjunto
com o PL 308/95, do exdeputado Genésio
Bernardino, que obriga a
citação do tipo sangüíneo
também na certidão de
nascimento e na carteira de
motorista.
O Ministério da Saúde e o
Conselho Nacional de
Secretários Municipais de
Saúde (Conasems)
lançaram, no dia 25 de
janeiro, a versão eletrônica
do guia SUS de A a Z, que
traz uma série de
informações sobre o
Sistema Único de Saúde
(SUS). Com uma linguagem
simples, o guia pode ser
consultado não apenas por
gestores e profissionais da
área da saúde, mas por toda
a população. Para conferir,
basta acessar o site
www.portalmedico.org.br e
clicar no ícone SUS de A a Z.
.15
cremego
em revista
CARDIOLOGISTA E PSF
Jataí (GO)
Contato: (64) 3631 2903
(Antônio Carlos)
CIRURGIÃO
Aporé (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (64) 3644 1164 (Ailton)
CIRURGIÃO GERAL
Senador Canedo (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (62) 3275 9915 (Mara)
CLÍNICA MÉDICA
Formosa (GO)
Hospital Municipal
Contato: (61) 3981 1172/
99785696/ 3981 1217 (Dra.
Lady / dr. Célio)
CLÍNICO GERAL
Goiânia (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Para atuar na área
de saúde mental
Contato: 3901 1223
(Leidienn / Carlene)
CIRURGIÃO GERAL
Goiânia (GO)
PrevCorp
Contato: (62) 3092 2906
3281 6715
CLÍNICO GERAL
Goiânia (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (62) 3901 1223
(Carlene)
CLÍNICO GERAL
Goiânia (GO)
Contato: (62) 3293 1800
(Regina/Natália)
CARDIOLOGISTA
Goianésia (GO)
Hospital São Carlos
Contato: (62) 3353 3050
CLÍNICO GERAL PSF E PLANTÃO
Doverlândia (GO)
Hospital Municipal
Contato: (64) 3644 1776
CLÍNICO GERAL E PSF
Silvânia (GO)
Enviar currículo
Fonefax: (62) 332 2178
e-mail [email protected]
CLÍNICO GERAL / CIRURGIÃO
Santo Antônio da Barra (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (64) 9611 1276 /
9987 2864.
[email protected]
CIRURGIÃO OU
GINECOLOGISTA
Ivolândia (GO)
Salário: R$ 12.300,00
Contato: (64) 3685 1218/
3685 1142 (Dr. Júnior)
CLÍNICO GERAL
Aporé (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (64) 3644 1164 (Ailton)
CLÍNICO GERAL
Niquelândia (GO)
Centro de Atenção Psicossocial
Salário: R$7,6 mil
Contato: (62) 3959 7044
(Helder Camapum secretário de Saúde)
CLÍNICO GERAL - PSF
Niquelândia (GO)
Salário: R$ 6,9 mil
Contato: (62) 3959 7044
(Helder Camapum secretário de Saúde)
CLÍNICO GERAL
PSF e Plantão Noturno
São Miguel do
Passa Quatro (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (62) 3407 1472
(João Paulo)
CLÍNICO GERAL
Vicentinópolis (GO)
Hospital Municipal
Contato: (64) 3691 1836
3691 1407
CLÍNICO GERAL
Minaçu (GO)
Cooperativa dos
Trabalhadores da Saúde
Contato: (62) 3379 1202
(Maria Sirlette ou Neile)
DERMATOLOGISTAS/
ENDOCRINOLOGISTAS/
OUTRAS ESPECIALIDADES
Jussara (GO)
Contato: 8115 9353 (Fabiana)
8115 9599 (José Augusto)
ENDOCRINOLOGISTA
E NEUROLOGISTA
Goiânia (GO)
Contato: (62) 3531 6834
(Depto. Convênios/Bruna)
GINECOLOGISTA (feminino)
Goiânia (GO)
Contato: (62) 3531 6834
Depto. Convênios/Bruna
MÉDICO CLÍNICO GERAL
São Simão (GO)
Contato: 8411 4699
(Rogério)
OFERTA DE
EMPREGOS
MÉDICO PSF
Aparecida do Rio Doce (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (64) 3637 1500
3637 1314
MÉDICO PSF
Mambaí (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (62) 3484 1233
(62) 3484 1201(Gesildete)
MÉDICO PSF
Santa Helena de Goiás (GO)
Contato: (64) 3641 1605
3641 2421 (Dr. Ney ou Marília)
MÉDICO PSF
Amaralina (GO)
Contato: (62) 3384 3175 /
9656 2419 (Dádio Marques)
MÉDICO
Rio Verde (GO)
qualquer especialidade
Contato: (64) 9282 9507
(Dr. Heliton) (64) 3623 1325
(64) 9282 9520 (Onilton)
MÉDICO DO TRABALHO
Goiânia (GO)
Com experiência
mínima de 2 anos e para
trabalhar no período matutino
Contato: (62) 3229 1777
(Camila)
MÉDICO DE APOIO
Aparecida de Goiânia (GO)
Clínico, Pediatra,
Ginecologista,
Neurologista,
Endocrinologista, Otorrino
Salário Inicial: R$ 1.692,37
Contato: (62) 3545 5845
(Bruno Valente)
MÉDICO AUDITOR
Aparecida de Goiânia (GO)
Salário Inicial: R$ 1.692,37
Contato: (62) 3545 5845
(62) 9908 4726 (Bruno Valente)
MÉDICO AMBULATÓRIO
Aparecida de Goiânia (GO)
Prefeitura Municipal de Saúde
Clínico, Pediatra,
Ginecologista,
Neurologista,
Endocrinologista, Otorrino
Salário Inicial: R$ 1.692,37
Contato: (62) 3545 5845
(62) 9908 4726 (Bruno Valente)
MÉDICO PLANTONISTA
Senador Canedo (GO)
Hospital e Maternidade
Salário fixo: R$ 2,1 mil
Contato: (62) 9968 8099 (Alsueres)
/ 9631 0268 (Dr. Vicente)
MÉDICO PSF
Serranópolis (GO)
Salário: R$ 5 mil
Contato: (64) 3668 1448
1837 (Siméia)
[email protected]
cultura.com.br
MÉDICO - RECÉM-FORMADO
Itapaci (GO)
Contato: (62) 3361 1101
[email protected]
(Maria Emília)
CLÍNICO GERAL
Joviânia (GO)
Contato: (64) 3408 7020
9983 1323
MÉDICO PSF
Trindade (GO)
Ambulatório Plantão Diurno
Contato: (62) 3505 4311/
3505 3350
(Adriana/Ana Flávia)
MÉDICO PSF
E PLANTONISTA
NOTURNO
Palmelo (GO)
Salário inicial: R$ 8 mil (líquido)
Contato: (64) 3694 1409
(64) 9654 9577
(Salú Martins)
MÉDICO PSF
Montes Claros de Goiás (GO)
Contato: (62) 3370 1447
(62) 96420779
(Regis ou Raquel)
MÉDICO PSF
Matrinchã (GO)
Secretaria Municipal de Saúde
Contato: (62) 3391 1181 (Osmira)
MÉDICO PSF
Aparecida de Goiânia (GO)
Salário Inicial: R$ 1.692,37
Contato: (62) 3545 5845
(62) 9908 4726
(Bruno Valente)
PEDIATRIA
Formosa (GO)
Hospital Municipal
Contato: (61) 3981 1172/
99785696/ 3981 1217
(Dra. Lady / dr. Célio)
PLANTONISTA
E MÉDICO PSF
Cidade Ocidental (GO)
Contato: (61) 3625-6111
(Suane) ou
8133-8103
(Dra Carolina)
PLANTONISTA
Goiânia (GO)
Hospital Santa Bárbara
Contato: (62) 3287 1251
(Maria Helena)
PLANTONISTA
Goiânia (GO)
Hospital Santa Maria
Contato: (62)
3572 9000
(Maria Cristina)
RADIOLOGISTA
Goiânia (GO)
Clínicas Brasil
Contato: (62)
9969 4000
RADIOLOGISTA ULTRASSONOGRAFISTA
Bonfinópolis (GO)
Hospital Municipal
Contato: (62)
3334 1441
1120. Fátima ou
Rosenilda.
„
Para anuncia nesta
página, basta
entrar em contato
com a Assessoria de
OBSTETRA PLANTONISTA
Hospital São Carlos
Goiânia (GO)
Contato: (62) 9686 0874
3094 2124 (Enf. Vera)
Comunicação
OFTALMOLOGISTA
São Miguel do Araguaia (GO)
Contato: (62) 3364 1997 (Sr. Hélio)
[email protected] ou
PEDIATRA - PLANTONISTA
Aparecida de Goiânia (GO)
Prefeitura Municipal
Salário Inicial: R$ 1.692,37
Contato: (62) 3545 5845
(62) 9908 4726
(Bruno Valente)
do Cremego telefone (62) 9975 4316 /
3250 4944 e-mail:
[email protected]
Confira as ofertas de
emprego também
no site do Cremego
www.crmgo.org.br
Download

cremego - Conselho Federal de Medicina