JORNAL CIDADE
Editor-chefe: jota marcelo
uruaçu GoIÁS, 1º a 15 de NOVEMBRo DE 2011 - EDIÇÃO 131 - Ano x - R$2,50
www.jotAcIdadE.com
Aos 13 anos, Cidisem promove
saúde e apoia outras atividades
Marcello Dantas
Marcello Dantas
Com sede em Uruaçu, o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Integrado Serra da Mesa, presidido pelo prefeito local, Lourenço Pereira Filho (Lourencinho) (foto 2),
oferece rede de benefícios aos Municípios membros, promovendo ações mitigadoras dos impactos causados pelo surgimento e início de operação de usina hidrelétrica, em 1998.
Reportagem destaca a entidade, com prefeitos e técnicos do cotidiano do Cidisem comentando a relevância da sua existência e ligação com o lago Serra da Mesa (foto 1).
COMUNIDADES - Páginas 2 a 4
Aos 93 anos, morre a matriarca ‘Dona’
Pupuia, comerciante com atuação no TO
Uruaçu e outras cidades
OPINIÃO
CIDADE
Deputado estadual Cláudio
Meirelles se reúne com
republicanos de Uruaçu
Faleceu dia 5 de novembro em Goiânia, Guilhermina Ponce Mafra.
Moradora da tocantinense Alvorada e considerada segunda mãe do
radialista Motta Filho, de Uruaçu, a popular Pupuia ou Dona
Pupuia, realizava tratamento médico, após sofrer acidente caseiro.
Editorial - Página 5
Cidade - Página 7
têm o dever de oferecer
água doce aos turistas
da ‘Copa do Mundo’
Marquim do Site/ASCOM CMU
Municipalista e defensor do les (PR) participa de reunião em lidades. Na pauta, temas políticoexercício político com qualida- Uruaçu com membros da sigla, administrativos e institucionais.
de, o deputado Cláudio Meirel- vereadores, lideranças e personaPágina 6
Cláudio Meirelles (esq) durante reunião com uruaçuenses: política/temas institucionais
JORNAL CIDADE - DISTRIBUIÇÃO DE PÁGINAS
Capa..............................................................................1
Comunidades............................................................ 2
Comunidades............................................................ 3
Comunidades............................................................4
Opinião........................................................................ 5
Cidade......................................................................... 6
Cidade..........................................................................7
Social............................................................................ 8
(PÁGINAS POSTADAS NO SITE WWW.JOTACIDADE.COM)
Mariano Peres revela,
em novo capítulo, outra
leva de fatos da história
de PORTA ABERTA
SABOR DA LEITURA - Página 5
Coluna ESPAÇO
ESPÍRITA aborda o
tema aborto, registrando
interessantes mensagens
Na coluna, assinada por doutor Natalício Cardoso, está: “Yura
reluta em voltar à carne e até hoje
não se reequilibrou. Assim como
Yura, vários e vários espíritos
estão sendo arrancados do útero
materno selvagemente e nada se
diz, nada se faz: quando se faz é
para pedir a liberação desse ato
covarde em nossa Pátria.”
ESPAÇO ESPÍRITA - Página 7
JORNAL CIDADE - ACONTECIMENTOS MUNDIAIS
JORNAL CIDADE - CONTATOS COM A REDAÇÃO
Cultura - De fama mundial na juventude e como adulto, o cantor John
Lennon foi batizado com o nome de John Winston Lennon. O pai Alfred
Lennon trabalhava na Marinha mercante e deixou a família quando John
ainda era pequeno. Abandonada pelo marido, a mãe Julia Stanley Lennon
acabou deixando o filho para sua irmã criar. Durante o resto da infância
e adolescência, John morou com a tia Mimi e o tio George Smith, na
Menlove Avenue, em um bairro classe média da cidade de Liverpool.
JC (IMPRESSO): DESDE FEVEREIRO/2002 - JC (ON-LINE): DESDE SETEMBRO/2005
(Fonte: agências de notícias internacionais)
JC (BLOG DO JORNAL CIDADE): DESDE JULHO/2008
*(62) 3357-4158 *8500-1331 *9657-1441 *[email protected]
*www.jotacidade.com *blogdojornalcidade.blogspot.com
*flickr.com/marcellojunior *mjrdantas.blogspot.com
Visite Uruaçu, ‘Terra do Caju’ e do Lago Serra da Mesa
‘Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a constroem.’ - Salmo 126:1
2 - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
COMUNIDADES
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
COMUNIDADES
Aos 13 anos, Cidisem fomenta saúde
e apoia outras atividades coletivas
Márcia Cristina
Fachada da sede do Consórcio Serra da Mesa (Uruaçu),
que, entre outras iniciativas, visa com a promoção da
saúde, a melhoria da qualidade de vida da população na
microrregião, se pautando desenvolvimento sustentável
Jota Marcelo e Márcia Cristina
O Consórcio Intermunicipal de
Desenvolvimento Integrado Serra
da Mesa, presidido pelo prefeito
de Uruaçu, Lourenço Pereira Filho (Lourencinho), disponibiliza
série de benefícios aos Municípios
membros, promovendo atividades
mitigadoras dos impactos causados
pelo surgimento e início de operação da Usina Hidrelétrica de Serra
da Mesa, em 1998. Nesta reportagem, autoridades e personalidades
ligadas ao Cidisem opinam sobre
o trabalho oferecido, ao mesmo
tempo em que focam o trabalho do
atual presidente.
Idealização do Consórcio maior
é a implementação do conceito de
promoção da saúde pública, visando
a melhoria da qualidade de vida da
população na microrregião, apoiando
ações que permitem o desenvolvimento sustentável. Com atuação intensiva,
o Cidisem também desenvolve ativi-
dades de cunhos econômico, educacional, cultural, social, assistencial.
Criada e coordenada pela hoje
Eletrobras Furnas e, a CPFL Geração
em 29 de agosto de 1998 sob o nome
de Consórcio Intermunicipal de Saúde
Serra da Mesa (Cissem), a representação se tornou realidade em função
da necessidade de os Municípios sob
influência da Usina Serra da Mesa
passarem por monitoramento, controle e avaliação do impacto causado
pela construção do empreendimento
gerador de energia na região, estando
o represamento em si na cidade de
Minaçu.
Logo em seguida as duas empresas
responsáveis pelo empreendimento
observaram a necessidade de repassar
o comando das ações de saúde pública
por elas desenvolvidas aos Municípios ligados ao dial da novidade, de
modo a não permitir uma solução de
descontinuidade no referido processo
de prevenção.
Assim sendo, o Cidisem praticamente foi constituído, também, a partir
Marcello Dantas
Marquim do Site/ASCOM PMU
Cidisem surgiu com o advento do lago Serra da Mesa
da decisão administrativa, política de
prefeitos de oito Municípios goianos
das regiões Norte, Nordeste e do
Vale do São Patrício, interessados em
planejar, trabalhar juntos e, integrados
regionalmente, unindo esforços e
recursos com o propósito de assistir
suas populações.
Oficialmente os membros são 13
hoje: Alto Horizonte, Barro Alto,
Campinaçu, Campinorte, Colinas do
Sul, Estrela do Norte, Mara Rosa,
Minaçu, Niquelândia, Nova Iguaçu
de Goiás, Santa Rita do Novo Destino, São Luiz do Norte e Uruaçu, que
buscaram e buscam, coordenados pela
presidência, identificar e aglutinar
parceiros que cooperem financeira e
tecnicamente com o Consórcio. São
os casos, além da Eletrobras Furnas e
da CPFL Geração: da Agência Goiana
de Defesa Agropecuária (Agrodefesa),
pertencente ao Governo de Goiás; da
Fundação Nacional de Saúde (Funasa); e, das próprias Prefeituras dos
13 redutos.
A contínua idealização, discussão,
elaboração e, busca de assinatura de
futuros convênios perante os parceiros
maiores - Eletrobras Furnas e, CPFL
Geração -, é fator que envolve a presidência com expectativa, ansiedade
(com Lourencinho não é diferente
- inclusive neste novembro de 2011),
haja vista não ser comum renovações
antecipadas. Basicamente, a maior
parte dos recursos advinda de cada
período de convênio assinado tem
como destino investimentos que atendam ao Programa de Monitoramento
de Controle e Profilaxia de Raiva
Transmitida por Morcegos e Controle
da Malária, na área de influência da
hidrelétrica.
“Investimento em saúde faz parte
de nossos propósitos em todos os sentidos e como presidente do Consórcio
não podia ser diferente. Como, por
exemplo, não tomarmos cuidado com
a questão da raiva? Dentre os nossos
procedimentos, está o ato de fazer
trabalho de campo, também orientar
com divulgação e, tomando outras
providências. Tem como brincarmos
Presidente Lourencinho: “Investimento
em saúde faz parte de nossos propósitos
em todos os sentidos e como presidente
do Consórcio não podia ser diferente”
com a febre aftosa e a brucelose? De
forma alguma, pois a carne de Goiás é
uma das melhores do mundo e, temos
que manter essa conquista sem baixar
a guarda, pensando no consumidor
interno e nas exportações”, opina
Lourencinho.
Presidência
O primeiro presidente do Cidisem
foi Edmundo Fernandes Carvalho Filho (então prefeito de Uruaçu) - agosto
de 1998 a dezembro de 2000.
Depois, Nilson Antonio Preto
(gestor na época e hoje novamente
prefeito de Mara Rosa) - janeiro de
2001 a março de 2003.
Posteriormente, Marisa dos Santos Pereira Araújo (então prefeita de
Uruaçu) - março de 2003 a outubro
de 2008.
Durante curta temporada, ela foi
substituída por Ronan Batista, prefeito
de Niquelândia.
No seguimento de mandatos presidenciais, Lourencinho foi eleito
presidente do Cidisem por unanimi-
dade em 8 de maio de 2009, durante
Assembleia Geral Extraordinária que
também elegeu como vice-presidente
o prefeito de Colinas do Sul, Iran do
Lago (Iranzinho); e, como secretáriogeral o prefeito de Campinorte, Vander Borges.
Reeleito por unanimidade em
26 de março de 2010, o uruaçuense
permaneceu com os mesmos colegas
de diretoria.
O prefeito de Uruaçu foi reeleito
pela segunda vez em 1º de março de
2011, igualmente em chapa única,
ladeado por Iranzinho e Vander
Borges.
O endereço do Consórcio Serra da
Mesa é avenida Pedro Ludovico, 132,
Centro - Uruaçu Goiás; CEP 76400000. O telefone/fax, (62) 3357-5250.
O site, www.cidisem.com.br. O e-mail,
[email protected]
Leia mais sobre o Cidisem, abaixo
e, nas duas páginas seguintes. A reportagem está postada eletronicamente
no site www.jotacidade.com, link
ESTADUAIS, com série de fotos.
Prefeitos comentam importância do Cidisem
Procurados pela reportagem, prefeitos membros do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento
Integrado Serra da Mesa (Cidisem)
expuseram óticas sobre a entidade
e o trabalho desempenhado pelo
presidente Lourenço Pereira Filho
(Lourencinho), prefeito de Uruaçu.
Para o vice-presidente do Cidisem,
Iran do Lago (Iranzinho), prefeito de
Colinas do Sul, a existência da entidade é ímpar e merecedora de respaldo
maior. Ele diz que “certas autoridades
de Goiânia e Brasília não estão sabendo dar a devida importância para
o Cidisem, que busca ajudar diariamente os Municípios.” “Temos lutado
de maneira individual e coletiva para
mostrar que Colinas é importante. Se
os pedidos do Consórcio fossem atendidos com maior frequência, Colinas
estaria em situação mais confortável,
contando com mais estruturas, da
mesma forma as outras cidades que
fazem parte do Consórcio.”
Questionado como avalia o trabalho do presidente Lourencinho a frente do Consócio, disse: “Acompanho a
luta dele junto aos Ministérios, à Câmara Federal, ao Senado, ao governo
federal, perante o Governo de Goiás.
O Cidisem merecia atenção maior da
parte de Brasília e de Goiânia. Não é
culpa do presidente e nem dos anteriores”, lembra, observando: “Ele tem
se mostrado um presidente atuante. Se
dependesse dele, o Cidisem teria sido
atendido bem mais.”
Iranzinho enumera duas metas da
entidade não alcançadas nos últimos
meses: a liberação de recursos da ordem de R$20 milhões, que no início da
idealização eram R$100 milhões, por
parte do governo federal, para investimentos estruturantes nas localidades.
E, os recursos para construção de
cines-teatro em determinadas cidades.
“O Consórcio fez toda a parte dele,
atendeu aos critérios do convênio.
Temos o projeto e a área reservada
para construção desse espaço cultural,
porém o governo federal ainda não
nos atendeu.”
Sobre viagem institucional desferida em maio de 2011 ao Rio de
Janeiro, por exemplo, Iranzinho disse
ter esperado que rápida parceria fosse
constituída, com as empresas parceiras visitadas repassando benefícios
solicitados. “Fomos ao Rio, mas não
obtivemos resposta ainda. A região,
como um todo, tem as suas carências. Não estou reclamando, estou
lamentando”, salienta, se referindo
ao deslocamento que fez junto com
Lourencinho; Cícero Romão, prefeito
de Minaçu; e, Ronan Batista, prefeito
de Niquelândia.
Basicamente os pedidos recaíram
sobre investimentos estruturantes e
sociais, com a visitação transcorrendo
nas sedes da Eletrobras Furnas; Petrobras; e, Valec - Engenharia, Construções e Ferrovias. Na época disse
Lourencinho ao JC: “É um pleito
arrojado e eu nomeei o prefeito Ronan
para elaborar um projeto para ser incluso, beneficiando os 13 Municípios
consorciados.” Considerando positivo
poder ser bem recebido em todos os
órgãos, o presidente elogiou a atenção
dispensada pelos interlocutores das
estatais no Rio. “As causas tratadas
são extremamente importantes e, ao
mostrar que pretendemos cada vez
mais investir, dedicar para com as
mesmas, a receptividade se tornou
mais acolhedora.”
Ao comentar o quanto é essencial os Municípios se organizarem,
lutarem pelos objetivos que têm em
comum, Iranzinho pontua que os
intentos devem permanecer, com os
representantes municipais buscando
melhorias para as comunidades.
“Além de todo o trabalho individual
de cada prefeito, temos que unir em
busca do bem comum para toda a
nossa região”, complementa o administrador de Colinas de Sul.
Procurado pela reportagem, Lourencinho reafirma estar confiante de
que benefícios frutos dessa visitação
serão destinados aos Municípios.
Nilson Preto
Para o prefeito de Mara Rosa, Nilson Preto (hoje exercendo o terceiro
mandato), que foi o primeiro presidente do Cidisem, a entidade exerce
papel fundamental em favor dos
Municípios membros, monitorando
desde as localidades ribeirinhas indo
até as demais, sempre com o propósito
de atender bem as necessidades, “que
não são poucas”.
Lembrando que no início o Con-
sórcio se dedicava mais ao controle
da raiva, malária, esquistossomose,
Nilson Preto salienta que com o
passar dos tempos o Cidisem abriu
leque maior de atividades. “Hoje
o Lourencinho tem feito um trabalho também competente, buscando
recursos e apoios junto ao governo
federal, especialmente, para apoiar
as necessidades.” Externando que o
Consórcio “está muito bem conduzindo pelo uruaçuense”, o mara-rosense
opina: “O Lourencinho tem feito um
bom trabalho, pois é um prefeito
igualmente dinâmico, trabalhador,
responsável.”
Ao pontuar ter certeza e tranquilidade de que o atual presidente
“está desenvolvendo todas as ações
necessárias, o que é importante, nos
protegendo”, Nilson Preto completa
com a afirmação de que o espírito de
união e organização deve imperar “na
região do lago Serra da Mesa e, em outros pontos de nossa região, inclusive
ajudando Mara Rosa.”
Em linhas gerais, os demais prefeitos consorciados avaliam de forma
semelhante - que unidos tendem conseguir muito mais conquistas, com o
Cidisem merecendo receber atenção
máxima, arregimentando apoios
necessários e os repassando aos 13
Municípios de imediato.
Mais sobre o Cidisem, a seguir e,
nas duas próximas páginas. Conteúdo
da reportagem está também no sítio
www.jotacidade.com/CAPA ATUAL
(Jota Marcelo e Márcia Cristina).
CABO BORGES
Alto Horizonte
LUCIANO LUCENA
Barro Alto
NENZÃO
Campinaçu
VANDER BORGES
Campinorte
ORCINO BRAGA
Estrela do Norte
CÍCERO ROMÃO
Minaçu
RONAN BATISTA
Niquelândia
ADELINO ALVES
Nova Iguaçu de Goiás
JOSÉ EUSTÁQUIO
Santa Rita do Novo Destino
CARLINHOS
São Luiz do Norte
Marquim do Site/ASCOM PMU
Iran do Lago analisa que relevância do Cidisem
é inquestionável, razão pela qual merece incentivos
Marcello Dantas
Nilson Preto: “O Lourencinho tem feito um
trabalho competente, buscando recursos e
apoios junto ao governo federal”
Com prefeitos
concentrados
em esforços,
Cidisem segue
buscando apoios
Além dos prefeitos Lourencinho
(Uruaçu), Iranzinho (Colinas do
Sul) e Nilson Preto (Mara Rosa), já
apresentados nesta página, o Consórcio Serra da Mesa reúne outros dez
administradores compromissados
com o municipalismo, tanto que suas
torcidas pelo êxito de a entidade conseguir benefícios para as comunidades
envolvem atendimento aos chamamentos do Cidisem e apoio para com
o seu funcionamento pleno.
Nas imagens de Marcello Dantas,
Marquim do Site (ASCOM/PMU) e
Márcia Cristina, os demais prefeitos
(Jota Marcelo).
3 - Jornal Cidade
COMUNIDADES
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
Das atividades mitigadoras
à diversidade das ações atuais
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
Cidisem sugere
ampliar ações
de fiscalização
de preservação
ambiental do lago
Jota Marcelo
Divulgação/Eletrobras Furnas
2009: Conselho Diretor do Consórcio reunido em Uruaçu
Na Eletrobras Furnas: Arnaldo Luiz de Oliveira (esq), chefe de Gabinete da presidência;
Iranzinho, prefeito de Colinas do Sul e vice-presidente do Cidisem; Cícero Romão,
prefeito de Minaçu e consorciado; Flávio Decat, presidente da Eletrobras Furnas;
Lourencinho, prefeito de Uruaçu e presidente do Cidisem; e, Ronan Batista, prefeito
de Niquelândia e consorciado: busca de recursos
Jota Marcelo e Márcia Cristina
Épocas novas em termos de lago
e de Consórcio Serra da Mesa, as
principais e pioneiras ações desenvolvidas, até dezembro de 2000,
recaíam sobre a promoção de atividades mitigadoras dos impactos
causados pelo surgimento e início
de operação da Usina Hidrelétrica
de Serra da Mesa, em 1998.
Foram a vacinação em massa
do rebanho contra a raiva bovina; o
controle da população de morcegos;
da malária e da esquistossomose; o
início de capacitação da turma de
agentes de saúde pública. Atender,
e bem, necessidades do Programa
de Monitoramento de Controle e
Profilaxia de Raiva Transmitida por
Morcegos e Controle da Malária, na
área de influência da hidrelétrica:
eis algo com o que o Cidisem se vê
compromissado a todo instante desde
o início de tudo, mesmo que com um
ajuste aqui ou ali, especialmente comparando a fase de implantação com o
período presente.
E, foi realizado também um diagnóstico situacional, em parceria com
o Ministério da Saúde (MS); a Organização Pan-Americana da Saúde
(OPAS); Fundação Nacional de Saúde
(Funasa); Secretaria de Estado da
Saúde de Goiás (SES-GO); Secretaria
Municipal da Saúde (SMS) uruaçuense; e, a hoje Eletrobras Furnas e, a
então Serra da Mesa Energia (Semesa
S.A. - incorporada pela CPFL Geração, que se tornou sócia na Usina).
Além do mais, justamente por ser
quase tudo novo, seria preciso motivar
e, praticar amplo trabalho de conscientização coletiva popular que consistia
no ato de implementar o conceito - e
os detalhes -, de promoção da saúde
pública, em benefício da qualidade de
vida dos habitantes dos Municípios
consorciados. Na condição de médico,
o presidente Edmundo Filho sabia
demais: capacitar as comunidades
para modificarem os determinantes
da saúde pública era essencial. Isso,
apoiando ações possibilitadoras do
desenvolvimento sustentável.
A relevância do Cidisem era visível publicamente e, na gestão Nilson
Preto, de fato foram estabelecidos
convênios entre a Eletrobras Furnas/
CPFL Geração, a Funasa e as Secretarias Estadual e Municipal de Saúde;
e, da Eletrobras Furnas/CPFL Geração
direto com a representação. Tempos
também em que o Consórcio buscava
se estruturar humana e materialmente.
Surgiam os treinamentos de capacitação; e, a aquisição 16 motocicletas,
mais seis viaturas, para os agentes de
saúde atuarem.
Ao mesmo tempo, sob apoio da
Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz),
foram executadas ações que versam
sobre o controle e monitoramento de
doenças endêmicas.
Igualmente outros colegas presidentes, Marisa dos Santos lidou com
questões envolvendo a renovação do
convênio com a Eletrobras Furnas/
CPFL Geração (2004 - ano em que a
entidade já atendia pela denominação
atual). Novas etapas de treinamentos
das equipes emergiram, com as atividades de campo (2005).
Época também em que o Consórcio passou a voltar atenção para a
piscicultura, projeto que nasceu (inclusive com a realização de Festival
do Peixe), se desenvolveu, cresceu.
Capacitando e gerando renda, com
Unidades Demonstrativas de Criação
de Peixes em Tanques-rede, a iniciativa já englobou os Municípios de
Uruaçu, Niquelândia, Minaçu, Colinas do Sul e Campinaçu. O benefício
incentiva melhorias econômicas nas
vidas de famílias participantes e a
produção é um confinamento feito
em tanques, onde alevinos (filhotes
de peixe) são colocados de maneira
separada - recebendo ração -, e sem
contato com o fundo do lago (nos
casos das Unidades do Cidisem).
Nos poucos meses em que presidiu
o Consórcio, Ronan Batista também
desenvolveu ideias resultantes em
melhorias humanas e materiais.
Atuação intensiva
Como o Cidisem necessita receber
atenção permanente, em favor da
municipalidade envolvida, as suas
atividades vão se desenvolvendo
em ritmo contínuo. Diante disso o
presidente Lourenço Pereira Filho
(Lourencinho), prefeito de Uruaçu,
atua com tempo especial dedicado
para a entidade, ao mesmo tempo em
que visou, visa contar com assessoria
eficiente. O profissional responsável
pela Secretária-executiva cumpre
ofício permanentemente. A missão
hoje cabe a Maria José dos Santos
(Zezé).
Mais que isso - os serviços disponibilizados -, o atual presidente resolveu
inovar, com a abertura de novos benefícios oferecidos para as comunidades,
que se viram mais envolvidas, sob
atuação mais intensiva do Cidisem
também com procedimentos nas áreas
econômica, educacional, cultural,
social e assistencial.
“O Consórcio passou a atuar de
maneira mais intensiva e não para
de ir atrás de benefícios para as comunidades. Por sermos interligados
regionalmente, gostaríamos de poder
levar ajudas trimestrais aos Municípios, pois sabemos que as demandas
são muitas. Porém, isso não é possível, mas não medimos esforços para
assistir cada uma delas”, esclarece
Lourencinho.
Na continuidade desta reportagem,
na página seguinte, resumo de atividades do Cidisem é apresentado. Antes,
confira novas informações sobre a
representação, abaixo e ao lado. Em
www.jotacidade.com/ESTADUAIS,
constam mais dados, com outras
muitas imagens fotográficas.
Técnicos elogiam leque de atuação e
benefícios do Consórcio Serra da Mesa
Marquim do Site/ASCOM PMU
Marquim do Site/ASCOM PMU
Maria José, com Lourencinho e Iranzinho: “Em breve vamos retornar as atividades por completo, quando o convênio com Furnas/CPFL voltar.”
Paulo Roberto, que habitualmente apresenta histórico, desafios e perspectivas do Consórcio, diz: “O prefeito Lourenço tem se dedicado bastante
para manter o grupo dos prefeitos consorciados unido e atuante, além de buscar sempre manter a excelência do trabalho realizado pelo Cidisem”
A reportagem foi em busca do
ponto de vista de técnicos a respeito do Consórcio Intermunicipal de
Desenvolvimento Integrado Serra da
Mesa. Lembrando as necessidades
das localidades membros, em linhas
gerais elogiam a rede de atuação e
os benefícios oferecidos. Destacando
como positivo o trabalho do presidente Lourenço Pereira Filho (Lourencinho), externam ser a dedicação fator
vital para ajudar atingir as metas. O
atual período, neste final de 2011, é
de interstício do convênio, razão pela
qual o Consórcio lutando muito para
renová-lo com a Eletrobras Furnas
e a CPFL Geração, empresas responsáveis pela Usina Hidrelétrica de
Serra da Mesa. “A assinatura de novo
contrato é importante para darmos
continuidade ao amplo trabalho de
prevenção e assistência que a região
tanto merece”, destaca o presidente.
representação é uma “grande força na
região Norte, trabalhando desde 1998
no controle da raiva e malária e, no incentivo da produção de peixes no lago
Serra da Mesa”, destacando ainda que
o Consórcio “atende muitas pessoas
que estão nos Municípios aliados.”
“Em breve vamos retornar as
atividades por completo, quando o
convênio com Furnas/CPFL voltar”,
antevê a popular Zezé, reforçando o
comentário narrado por Lourencinho
no início desta submatéria. Ela diz
que, como entidade preocupada com
os destinos dos Municípios consorciados, o Cidisem tomou todas as
providências exigidas, facilitando a
assinatura de novo contrato.
Em procedimento que a diretoria
compreende e elogia, as empresas parceiras exigem o cumprimento integral
das obrigações da entidade para que
convênios futuros sejam formalizados. Comentando a importância de
Para Maria José dos Santos, se- os Municípios lutarem conjuntamente
cretária-executiva do Consórcio, a pelas metas deles, a dirigente assinala
que com os mesmos trabalhando em
conjunto “podem conseguir muito
mais do que sozinhos. Unindo as suas
forças para conseguirem emendas e
benefícios fica mais fácil”, estimula.
Questionada como avalia o trabalho do presidente a frente do Cidisem,
Zezé enxerga ser “ótima”, pois, entre
outros fatores, “ele busca sempre,
junto à equipe, tornar o trabalho cada
vez mais eficiente.” Ao mencionar que
o presidente é dedicado, a secretáriaexecutiva diz: “O Lourenço é muito
atuante, sempre participa das reuniões
e está todo dia buscando trazer recursos e convênios.”
Paulo Roberto
Zootecnista, Paulo Roberto Silveira Filho tem no currículo vasta
atuação no Cidisem, como supervisor
de Programas; e, responsável técnico
pela implantação geral de Unidades
Demonstrativas de Criação de Peixes
em Tanques-rede, dentro do projeto
de piscicultura oferecido às famílias
Jota Marcelo de baixa renda.
Informando entender o Cidisem
como uma entidade única em Goiás e
uma das únicas do Brasil com tamanha relevância, ele refere: “Sua área
de atuação atende aproximadamente
170 mil pessoas, habitantes dos 13
Municípios consorciados, que direta,
ou indiretamente receberam desde
1998, ano de sua fundação, os benefícios das atividades mitigadoras de
impactos ambientais e de inclusão
social, exercidas pela entidade.”
Se valendo de provérbio chinês Se
todos varressem a porta de suas caTécnico Raimundo Sena: vigilância envolvendo a malária sas, o resultado seria uma rua inteira
limpa, Paulo Roberto sublinha: “Está
mais que claro que todos os Municípios lutando por objetivos que têm
em comum, terão muito mais poder
de negociação e muito mais possibilidade de terem suas expectativas
atendidas, beneficiando a população
necessitada.” Observando que os
Municípios consorciados apresentam
praticamente as mesmas deficiências
sociais, econômicas e operacionais,
o técnico categoria “que por meio de
uma ação sinérgica, com certeza, teria
efeito bem maior do que se cada um
agisse isoladamente.”
Avaliando o trabalho do presidente
Lourencinho a frente do Cidisem,
o zootecnista opina: “A meu ver, o
prefeito Lourenço tem se dedicado
bastante para manter o grupo dos
prefeitos consorciados unido e atuante, além de buscar sempre manter
a excelência do trabalho realizado
pelo Cidisem” e, considera que o dirigente maior tem se mostrado atuante:
“Com certeza. O Cidisem depende,
para a sua manutenção, de repasses
de verbas mensais pelas Prefeituras
consorciadas, e, ele tem se dedicado
pessoalmente, em contato com os demais prefeitos, para que esses repasses
sejam feitos sem atrasos.
E é em função de suas exposições
aqui feitas, além de outras, como a
do Consórcio Serra da Mesa servir de
exemplo para outras iniciativas, que
Paulo Roberto nota: “É uma entidade
que tem que ser fortalecida cada vez
mais, devido seu grande leque de atuação e benefícios que pode propiciar a
toda a população que está em sua área
de atuação.”
Raimundo Sena lidera
monitoramento da malária
Reportagem veiculada pelo JC no
primeiro semestre destacava observação de Raimundo Sena dos Santos,
supervisor e coordenador do Programa
de Controle da Malária, do Consórcio:
no caso da vigilância envolvendo a
malária - parte monitorada (só nos oito
Municípios lindeiros são 21.645 quilômetros quadrados) -, os pontos (raio
de atuação) que ganham atenção com a
série de ações somam até 50 quilômetros de cada margem do lago.
Ele esclareceu que o campo de
atuação das oito cidades lindeiras é
grande, com profissionais espalhados
em Uruaçu (quatro), Niquelândia
(três), Minaçu/Campinaçu (um), Colinas do Sul (um), Santa Rita do Novo
Destino/Barro Alto (um), Campinorte
(um), além de um agente que trabalha
no geoprocessamento. Dizendo ser
relevante a rede de parcerias montada,
ele valoriza o trabalho do Laboratório
de Triagem de Lâmina para Malária e
Lavras, lembrando que a atuação se
dá em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) uruaçuense.
Lembrando, por exemplo, ser possível
fazer triagem de larvas, exames de lâminas, Sena analisa que o Laboratório
terá que existir por todos os tempos.
Procurado via telefone e e-mail,
Carlos Alberto Vidal de Oliveira, que
atuou no Cidisem em distintas gestões,
inclusive na atual, não quis responder
os questionamentos. A reportagem visou colher opinião dele em função de
sua larga experiência, pois contribuiu
para com o crescimento do Consórcio
(Jota Marcelo e Márcia Cristina).
Dentro das inovações apresentadas
pelas gestões de Lourenço Pereira
Filho (Lourencinho) no comando do
Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Integrado Serra da Mesa
está o projeto elaborado para que a
entidade ajude de forma mais ampla
nas ações de educação ambiental.
Essa vontade de o Cidisem orientar
mais profundamente sobre a utilização
racional dos recursos naturais, em especial no que se refere ao lago Serra da
Mesa, nasceu dos ideais do presidente
Lourencinho e da equipe funcional do
mesmo na entidade, em parceria com
os 13 Municípios assistidas.
Surgiu o intento e a disponibilidade foi exposta nas esferas municipal;
regional; estadual; e, nacional - Eletrobras Furnas e da CPFL Geração; Prefeituras; Secretaria do Meio Ambiente
e dos Recursos Hídricos do Estado
de Goiás (Semarh); Instituto do Meio
Ambiente e dos Recursos Naturais
Renováveis (Ibama); e; Ministério
do Meio Ambiente, além de externar
o tema para outras representações e
iniciativas.
Ideia de Lourencinho e de outros
membros de caravana que se encontrava no Rio de Janeiro em maio, sob
fortalecimento da parceria foi colocado no conjunto de ações do Cidisem,
perante a Eletrobras Furnas e a CPFL
Geração: ampliar a fiscalização no
processo de preservação do lago (investimento ambiental). Flávio Decat,
presidente da Eletrobras Furnas disse
aos prefeitos visitantes ter se simpatizado com o pleito, sinalizando que
iria acatar o pedido.
Um dos grandes incentivadores é
Beto Ribeiro, secretário municipal do
Meio Ambiente, que também ocupa,
interinamente, as titularidades das
Secretarias Municipais uruaçuenses
da Agricultura, Pecuária e Aquicultura
(SEPAQ); do Turismo (Semut); e, de
Desporto e Lazer (SMDL).
A Secretaria Municipal do Meio
Ambiente da cidade sede do Consórcio tem se desdobrado para ajudar a
entidade e segundo Beto Ribeiro, é
vital estabelecer mais ações que visem
a responsabilidade social junto ao público direta e indiretamente envolvido
com a área do lago. “Se cada um de
nós contribuir para o respeito ao meio
ambiente, todo o desenvolvimento que
assistimos em Uruaçu e na região será
cada vez mais sustentável”, externa,
incentivando também: “É um trabalho
árduo, mas que vale a pena.” Para o
auxiliar de Lourencinho, o Cidisem
tem condições de ajudar desenvolver
ações de gestão ambiental que possam “assegurar o cumprimento da
legislação, de normas ambientais e
outros requisitos subscritos por órgãos
licenciadores e reguladores.”
Visando fomentar o desenvolvimento da sua área de atuação, o Consórcio promoveu em junho o Seminário: Projeto Gestão Ambiental para a
região Serra da Mesa e a Oficina de
Diagnóstico Participativo Programa
ReDes BNDES - Votorantim. De grande conteúdo, agrupou nomes de peso
ligados ao meio ambiente, ocasião
em que toda essa pretensão ambiental
(além de outras temáticas) do Cidisem
foi debatida.
Eletrobras Furnas
tem política ambiental
Março de 1998: a Eletrobras Furnas institui política ambiental firmando a atuação da empresa nas questões
relativas ao meio ambiente, dentro da
filosofia do desenvolvimento sustentável. Empresa de geração e transmissão
de energia elétrica, insumo básico
para o desenvolvimento econômico e
social, reconhece que suas atividades
podem levar à interferência ambiental,
sendo seu compromisso conduzir as
ações da empresa respeitando o meio
ambiente, baseada em princípios:
-Integração da Política Ambiental
às demais políticas da Empresa;
-Incorporação da componente
ambiental às etapas do planejamento,
projeto, construção e operação de seus
empreendimentos;
-Atendimento à legislação ambiental e aos compromissos ambientais
assumidos;
-Publicação das informações ambientais associadas a seus empreendimentos;
-Diálogo com empregados, comunidades e demais partes interessadas,
visando a troca de informações e a
busca de soluções participativas;
-Promoção de treinamento e participação em ações de educação ambiental, no que se refere às atividades
da Empresa;
-Aperfeiçoamento de processos
e incorporação de novas tecnologias
visando a melhoria contínua do desempenho ambiental; e,
-Racionalização do uso de recursos
naturais e combate ao desperdício de
energia elétrica.
O lago agradece (Jota. Com informações da Eletrobras Furnas).
4 - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
COMUNIDADES
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
Ações variadas beneficiam Municípios
Na sequência da reportagem sobre o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Integrado Serra da Mesa, o JC resume um pool de atividades em favor das 13 municipalidades membros da entidade. Das ações pioneiras centrais aos dias de hoje muitas inovações e novidades foram e são vistas, com proporção maior dentro da presidência Lourenço Pereira Filho (Lourencinho), prefeito de Uruaçu.
Fotos: Marquim do Site/ASCOM PMU
ECONOMIA
Acompanhado de prefeitos ou representantes; de Luiz Fernando Martins Lopes, consultor do
Consórcio; ou sozinho, o presidente Lourencinho faz diligências até a capital federal, se reunindo com
ministros, técnicos de Ministérios e outros representantes do governo federal e, também senadores,
deputados federais e representantes desses. Nas pautas, entregas de ofícios; protocolo de intenções
estruturantes, sociais e outras; reivindicações de verbas diversas; pedidos de apoios para implantação
de projetos.
Mesmo sabedora que é das necessidades das municipalidades, de forma diplomática e respeitosa
a presidência do Consórcio Serra da Mesa sempre mantém tais contatos institucionais efetuando
cobranças legais e pedindo empenho, atenção crescente do governo federal e dos congressistas para
com as cidades participantes.
Lourencinho disse à reportagem que não se cansa de pregar a respeito da saúde: o Cidisem tem
compromisso forte com as ações de prevenção e combate, mantendo, claro, atenção determinada
diante de outros segmentos aqui explanados.
Citando o caso de emenda solicitada no final de 2009 pelo Consórcio de R$100 milhões, reduzida para
R$20,6 milhões, mas que teve de ganhar pedido com nova formatação, razão pela qual não foi
liberada até o momento, Lourencinho relembra que, apesar de ter se constituído em pedido bem
elaborado, o intento teve sinalização positiva de R$20,6 milhões, montante que o Cidisem luta para
fazer chegar até os consorciados. “Os trâmites burocráticos são muitos, mas não me desanimam”,
posiciona.
Pelo bem do Consórcio, a atual presidência não cessa a busca permanente por aproximação maior
com os governos federal e estadual e, com congressistas e deputados estaduais. Bons exemplos são
os casos do senador Demóstenes Torres e dos deputados federais Sandes Junior e Rubens Otoni.
“Toda a bancada goiana no Congresso já recebeu e recebe manifestações nossas, pedindo apoio para
o Cidisem”, enfatiza Lourencinho. Contatos desse naipe, por exemplo, é que permitiram
deslocamentos de ministros da Pesca a Uruaçu e Colinas do Sul. Visitas essas que rendem ganhos
aos Municípios e parceiros, como entidades de saúde pública, pesqueiras, assistenciais, entre outras.
Na foto de fevereiro de 2011, parte dos prefeitos do Cidisem em Brasília: busca de benefícios.
Divulgação/Petrobras
SAÚDE
Idealização maior do Cidisem é a implementação do conceito de promoção da saúde pública, visando
a melhoria da qualidade de vida da população dos Municípios membros, apoiando ações que permitem
o desenvolvimento sustentável. Foto de 2009/sede do Consórcio: Curso de Capacitação de Médicos
Veterinários e Técnicos em Agropecuária para o Programa de Biologia e Controle de Morcegos.
EDUCAÇÃO
A ligação do Cidisem com instituições de ensino de todos os níveis é mantida através de palestras;
visitações à sede; atendimentos orientativos de técnicos em domicílio; campanhas educativas; cursos;
iniciativas científicas; trabalhos de pesquisa; repasse de conhecimentos, inclusive com particularidades
sócio-ambientais; abertura de espaços nos Seminários, Encontros, nas Oficias, Reuniões, audiências
promovidas pela entidade, daí por diante.
Acadêmicos da Universidade Federal de Goiás (UFG, sediada na capital Goiânia - curso de Medicina
Veterinária); estudantes bolsistas do Centro de Controle e Zoonoses de Aparecida de Goiânia
(Aparecida de Goiânia-GO); e, universitários da Faculdade Serra da Mesa (FaSem - cursos de
Enfermagem e, Farmácia), de Uruaçu, são exemplos de grupos estudantis que adquirem experiências
com o Consórcio Serra da Mesa.
A imagem mostra alunos da UFG e técnicos na sede do Cidisem em uma das visitas.
Jota Marcelo
Em 2011, o Consórcio promoveu vários eventos na área da saúde, como o Curso de Atualização em
Raiva e Malária, dia 9 de maio, ampliando conhecimentos e renovando capacitação de profissionais.
Jota Marcelo
Orientações sobre ações
de combate a febre aftosa
são permanentes, como
por exemplo em cursos
(esse foi em 2010).
Cidisem é parceiro do
Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento
(Mapa) e da Agência
Goiana de Defesa
da Agropecuária
(Agrodefesa/Governo de
Goiás), inclusive quando
das etapas da Campanha
Nacional de Vacinação
Contra a Febre Aftosa.
Reunião com representantes da área educacional dos Municípios na sede do Consórcio, em 2010.
Prefeitos Cícero Romão (esq.), Lourencinho, Iranzinho e Ronan Batista no Rio de Janeiro em maio,
ao pedirem apoios da Petrobras para série de investimentos. Com eles, Luiza Botelho, titular da
Coordenação de Relações Institucionais da estatal.
Jota Marcelo
Dentro das inovações apresentadas pelas gestões do presidente Lourencinho no Consórcio Serra da
Mesa está o projeto elaborado para que a entidade ajude de forma mais ampla nas ações de educação
ambiental, envolvendo o lago Serra da Mesa. Para fomentar o desenvolvimento da área de atuação do
Cidisem, a entidade promoveu em junho o Seminário: Projeto Gestão Ambiental para a região Serra da
Mesa e a Oficina de Diagnóstico Participativo Programa ReDes BNDES - Votorantim.
Um dos atrativos do evento: palestra ambiental, com Jacqueline Vieira da Silva (foto), superintendente
executiva da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Estado de Goiás (Semarh).
ASSISTENCIAL
SOCIAL
A parte social aqui destacada recai sobre o fato de o Cidisem estar sempre preocupado com o destino
de cada Município e da população em geral, em distintos segmentos. E é com a meta de ajudar as
comunidades e cada sociedade que tem procurado ajudar em frentes diversas, sempre que convocado
ou por iniciativas próprias permitidas, por meio de parcerias.
Durante sessão ordinária de 17 de outubro, a Câmara Municipal de Uruaçu aprovou indicação do
vereador Chiquinho, que trata da doação de 40 tanques-rede em definitivo para entidades pesqueiras,
onde o beneficiado maior é cada pescador, que usufruía o bem sem ser proprietário.
Os tanques, até então pertencentes ao Consórcio Serra da Mesa, foram doados sob registro legal de
documentação e, fruto de parceria entre o Cidisem, a Prefeitura, a Câmara Municipal e as entidades,
prova de mais uma grande preocupação de todas as partes perante os ribeirinhos.
Motivo de satisfação geral, como declarou Antonio Machado de Almeida (Toninho), presidente da
Colônia dos Pescadores Z-04 do Lago Serra da Mesa, sediada em Uruaçu. Dizendo se sentir muito
agradecido com o gesto coletivo de doação, Roberto Batista de Melo, presidente da Associação dos
Atingidos por Barragens e Amigos de Uruaçu (A.A.B.A.), disse que a concordância do Consórcio, onde
ele quase sempre comparece, “é um estímulo importante para os ribeirinhos.”
Já Paulo Liss, presidente da Cooperativa dos Piscicultores do Lago Serra da Mesa (Cooperpesca) e,
da Associação dos Comerciantes e Barqueiros Artesanais do Lago Serra da Mesa (Acbalse), ambas
também com sede em Uruaçu, é outro que comemorou a iniciativa, considerando a generosidade.
Na Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste, o Cidisem também tem projetos sociais
tramitando e a expectativa é que dentro das prioridades 2012 da Sudeco as conquistas se materializem.
Na ilustração, o leitor vê parte dos tanques-rede que o Cidisem repassou para as entidades.
Divulgação/Cidisem
Tão logo se elegeu para a presidência do Consórcio Serra da Mesa, Lourencinho informou ao
Conselho Diretor da entidade e as comunidades que dedicação para o assistencial não lhe faltariam na
defesa dos 13 Municípios. Uma das práticas de apoio da atual presidência do Cidisem se dá através
de parcerias firmadas com a Eletrobras Furnas. E por meio do Cidisem, Lourencinho está ajudando as
Prefeituras consorciadas. Os interesses institucionais municipais também são defendidos pelo Cidisem
na área assistencial através de iniciativas variadas.
Em 2010, por exemplo, foram inauguradas em diferentes Municípios unidades de Cooperativas de
Costureiras. A de Uruaçu atende pelo nome de Cooperativa das Costureiras de Uruaçu - Mulheres em
Ação (Copercuma). A iniciativa, resultante de parceria com Programa Eletrobras Furnas Social,
capacita especialmente mulheres, via atividades de educação profissional, com os participantes
desenvolvendo competências básicas para o trabalho, habilidade para o manuseio de máquinas,
equipamentos de corte, costura e acabamento.
O Programa Eletrobras Furnas Social tem por finalidade o apoio às ações sociais capazes de
promover a melhoria da qualidade de vida dos moradores de comunidades menos favorecidas
situadas nos Municípios onde a Eletrobras Furnas possui instalações (usinas, reservatórios e bacias
hidrográficas correspondentes, subestações, escritórios e linhas de transmissão), bem como locais
onde a empresa tenha concessão para implantação de novos empreendimentos.
Em outro caso de 2010, um veículo Pálio Weekend 1997, em excelente estado de conservação, placa
LBU 5307-RJ, foi doado, através do Cidisem, para a Secretaria Municipal de Promoção Social (SMPS)
uruaçuense. Para entregar o bem, o engenheiro Wagner Domingues esteve em Uruaçu, representando
a estatal federal.
Em registro fotográfico dos dias iniciais de funcionamento da Copercuma, costureiras da entidade.
Jota Marcelo
Divulgação/Cidisem
Doação de veículo, por parte da Eletrobras Furnas, para área assistencial uruaçuense.
Colinas do Sul, fevereiro/2010: visita de autoridades e personalidades, inclusive o então ministro da
Pesca, ocasião em que também foram oferecidos ensinamentos, dentro da 2ª Etapa da Oficina de
Validação do Programa de Desenvolvimento Territorial de Aquicultura e Pesca de Serra da Mesa.
Aleomar Sebastião/Cidisem
Paulo Liss (esq.), presidente da Cooperpesca e Acbalse. E, Toninho, presidente da Colônia dos
Pescadores Z-04 exibem arte do Selo de Inspeção Municipal (SIM), lançado/liberado oficialmente em
setembro/2011 para atestar produtos dentro das normas e de qualidade. Selo assegura a qualidade,
higiene, o estado de conservação do peixe. Com o SIM, fica autorizada a comercialização de pescados
dentro do Município de Uruaçu. Cidisem colaborou para tal conquista.
CULTURA
Através do Conselho Técnico de Cultura de Dirigentes Municipais de Cultura dos Municípios
Consorciados, o Cidisem desenvolve atividades, a maioria ainda na fase burocrática, para obter
benefícios aos membros.
O trabalho da Coordenadoria de Articulação Institucional; e, da Coordenadoria de Políticas Culturais,
Desenvolvimento do Turismo Cultural e Economia Criativa, ambas subordinadas à Secretaria
Executiva do Cidisem, mostrou no meio do ano e tem reforçado informações sobre a realidade do
Consórcio para o segmento cultural e, as oportunidades proporcionadas pela denominada Bacia
Cultural de Serra da Mesa, fatores primordiais no desenvolvimento de novos arranjos; para processos
criativos; e, suportar impactos do turismo cultural advindo de Brasília, uma das cidades sedes da Copa
do Mundo/2014. Da mesma forma Goiânia, projetada para receber uma seleção durante a Copa, se
tornando subsede. Um ano antes será realizada a Copa das Confederações, com oito seleções
mundiais. Brasília também será uma das sedes.
O Consórcio Serra da Mesa esteve presente no Fórum sobre Capacitação de Mercados Criativos para
a Copa de 2014, ocorrido em outubro e iniciativa desenvolvida pelo Governo do Distrito Federal em
parceria com outras representações. Dias também em que Sergio Mamberti, secretário de Políticas
Culturais do Ministério da Cultura, e outros assessores do MinC, recepcionaram comitiva de prefeitos
e outros representantes do Cidisem, além de representantes da Agência Goiana de Cultura Pedro
Ludovico Teixeira (Agepel), que está se transformando na Secretaria Estadual da Cultura.
Quando se fala em eventos, o turismo tem ligação direta. A área cultural do Cidisem está disposta em
cooperar tecnicamente para a implementação de projeto piloto que visa estimular o deslocamento de
turistas para a região de Serra da Mesa durante os eventos. Outras tratativas versando sobre cultura,
como a edificação de cines-teatro em algumas cidades consorciadas, estão em andamento.
Igualmente, projetos que venham viabilizar a realização de eventos.
Foto apresenta nomes do Cidisem reunidos com Sergio Mamberti, secretário de Políticas Culturais do
MinC, na sede do órgão federal.
5 - Jornal Cidade
OPINIÃO
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
Editorial
SABOR
DA LEITURA
Água doce aos turistas da ‘Copa’
“Divulgar aos turistas da ‘Copa’ toda a água doce de Serra da estarmos fomentando o turismo e localizados dentro do raio de 300
Mesa, das cachoeiras e outros atrativos é primordial.”
quilômetros próximo de uma cidade sede, no caso Brasília”, informa
Rogério Pacheco, diretor de Desenvolvimento Turístico da Secretaria
Palco da Copa do Mundo/2014, o Brasil terá 12 sedes: Belo Hori- Municipal do Turismo, que meses atrás ajudou produzir um vídeo em
zonte-MG, Brasília-DF, Cuiabá-MT, Curitiba-PR, Fortaleza-CE, Ma- parceria com a TV Brasil Tur, emissora web (www.tvbrasiltur.com)
naus-AM, Natal-RN, Porto Alegre-RS, Recife-PE, Rio de Janeiro-RJ, com canais em todos os Estados e no Distrito Federal. O auxiliar
Salvador-BA e São Paulo-SP. Das 17 candidatas que disputaram, fi- da Prefeitura uruaçuense relembra que o vídeo, sobre o lago Serra
caram fora as cidades de Belém-PA, Campo Grande-MS, Florianópo- da Mesa (destacando Uruaçu e Niquelândia), foi exibido durante o
lis-SC, Goiânia-GO e Rio Branco-AC.
Salão do Turismo - Roteiros do Brasil/2011, reNão se trata de consolo, mas Goiás aparece na lista
alizado pela sexta vez no Parque Anhembi, em
‘Brasília, São Paulo, de 13 a 17 de julho e que atraiu 116,7
divulgada pelo Comitê Organizador da Copa (COL) com
possibilidade de abrigar uma das seleções, através de
que receberá mil pessoas. A organização é do governo federal,
Centro de Treinamento. A partir de uma relação fornecivia Ministério do Turismo.
muitos turistas
da pelo COL é que as seleções classificadas para a Copa
Ainda sobre o trabalho da TV Brasil Tur, “esse
escolherão onde treinarão, decisão que deve acontecer
do mundo, está trabalho foi realizado em todo o Brasil para didepois do sorteio da tabela, em dezembro de 2013.
vulgar as principais potencialidades turísticas do
aí e tem tudo a País. Uruaçu só se enquadrou nesse projeto pelo
Aparecido Sparapani, presidente da Goiás Turismo
(Governo de Goiás), coordena trabalho para cumprir tover com Goiás’ fato de estar classificado junto à Goiás Turismo
das as exigências do COL e a meta é colocar o maior núcomo ‘Município Diamante’”, diz Rogério Pamero de possibilidades entre os Centros de Treinamento
checo, versando sobre a denominada Classificaapresentados. “Temos o aval do governador Marconi Perillo [PSDB] ção dos Municípios Prioritários Para o Desenvolvimento do Turismo
para disponibilizar o que for necessário para o Comitê.” Segundo ele, de Goiás, documento oficial atualizado setembro de 2010.
a Goiás Turismo trabalha para garantir Goiás entre as subsedes.
Segundo o gerente de Prestação de Serviços Turísticos da Goiás
“Cidades que não foram escolhidas como sede terão eventos li- Turismo, Jéferson Aragão, o objetivo do DVD e das outras formas
gados ao evento. Não podemos jogar em todas as cidades, mas fare- de divulgação é atrair turistas e Confederações de futebol que virão
mos o possível para que todas as regiões possam receber atividades ao Brasil para a Copa. O material terá informações sobre Centros de
da Fifa”, afirmou Joseph Blatte, presidente da entidade futebolística Treinamento e o estádio Serra Dourada, mais outros valores. “O Serra
em maio de 2009, quando foi divulgada a escolha das sedes. Com a Dourada é o nosso maior palco de futebol, que vai estar à disposição
Fifa garantindo que não deixará as cidades preteridas no processo de das seleções que vierem se hospedar em Goiânia, Caldas Novas ou
seleção sem eventos ligados à Copa, desde aquela época se tornou qualquer outro Município de Goiás”, ressaltou Aragão com confiança
importante que Goiás se prepare bem para se interligar ao máximo não faz muito tempo.
com o evento. Brasília, que receberá muitos turistas do mundo, está
A Goiás Turismo visa divulgar todas as potencialidades turísticas
aí e tem tudo a ver com Goiás.
do Estado, desde quedas d’água, recursos hidrotermais, patrimônio
Boa parte dos turistas que viaja para uma Copa aproveita o passeio histórico e Goiânia. “Estamos cumprindo uma determinação do goe se desloca para outros centros. Turistas que estarão nas sedes, em vernador ao presidente da Goiás Turismo”, salienta Aragão. A divulespecial os que estarão em Brasília, têm tudo para conhecer pontos gação será feita em todas as embaixadas brasileiras, às empresas de
turísticos goianos, como a região de Serra da Mesa, sendo Uruaçu, turismo do País e para as Confederações de futebol. “Posteriormente
de fato, o ponto de Serra da Mesa mais próximo de Brasília e com o presidente da Goiás Turismo vai formar uma Comissão para divulmelhores, maiores estruturas para receber visitantes. Divulgar aos tu- gar esse material em outros Países”, informa Aragão.
ristas da Copa toda a água doce de Serra da Mesa, das cachoeiras e
outros atrativos é primordial para atrair essa gente.
Erramos: sobre a submatéria Em vida seria mais viável. Viva as
Em informações do Governo de Goiás, a Goiás Turismo elabora almas!, da edição 130, página 4, dentro do mandato e da Legislatura
a produção, e distribuição no início de 2012, de DVD (inglês/portu- 2005-2008, a Prefeitura e a Câmara Municipal de Uruaçu também
guês), material impresso e multimídia para divulgar as potencialida- trabalharam em favor da doação de parte do imóvel do então Centro
des turísticas do Estado, inclusive Uruaçu - sede deste periódico -, Administrativo Feliciano Custódio de Freitas ao governo federal para
informação confirmada pela Prefeitura uruaçuense. “Estamos fazen- implantação do Campus Uruaçu do Instituto Federal de Educação,
do parte dos trabalhos de divulgação para a ‘Copa do Mundo’, por Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)
...CONTINUAÇÃO DA EDIÇÃO 130. CONTINUA
NA PRÓXIMA EDIÇÃO/132 (CAPÍTULO VII)...
Também acompanhe esta história de Peres em
www.jotacidade.com, link Sabor da Leitura
Desde que saiu da casa dos pais,
Donato passou a dedicar-se exclusivamente à música. Nunca por sua
cabeça passou a ideia de ser cantor
profissional. Entendia que a liberdade
de cantar quando queria, onde queria
e apenas para seus amigos, lhe dava
liberdade de ir e vir sem o assédio
de admiradores o que lhe parecia
algo extremante desagradável, como
acontecia com os cantores profissionais, para os quais as emissoras e as
gravadoras detentoras de seus contratos de exclusividade criavam grupos
chamados fãs-clubes e contratavam
seguranças para protegê-los dia e
noite. Naquele tempo no rádio, assim
como hoje na televisão, os artistas
eram escravos do público alienado
pela mídia. Por sua vez, Nair, a bela
mineira de Coromandel, só pensava em
realizar suas vontades de menina rica
e mimada. Não pensava em nenhum
envolvimento sentimental, embora
fosse a garota mais assediada do Brasil
naquela época. Alguns atraídos por sua
exuberante beleza, outros de olho nos
milhões de pés café de seu pai que, um
dia, mais cedo ou mais tarde, teriam de
parar em suas mãos.
Mais uma vez, invoco a sabedoria
e a experiência do papai para destrinchar as razões que determinaram os
fatos que se sucederam àquele encontro da milionária de Coromandel com
o Rei da boemia carioca. Papai faria
isso em uma pequena frase com duas
orações e oito palavras: “O coração é
terra a que ninguém vai.” Com efeito,
ninguém poderia imaginar o que se
seguiria a aquele encontro de pessoas
até então comprometidas com o celibato e sem qualquer vocação para
Blog do doutor
Mariano Peres
-Endereço abaixo-
uma união conjugal. Mas a filosofia
do Juquinha Caburé, herdada de seus
antepassados, esclarece o porquê do
deflagrar de certos acontecimentos
que ninguém ousa antecipar por parecerem absolutamente impossíveis;
por incompatíveis com tudo que se
conhece de seus protagonistas, tal
qual o caso de João Donato e Nair.
Por algo que bem explica a filosofia do papai, quando os olhares de
Nair e Donato se cruzaram alguma
coisa aconteceu que eles não entenderam. Souberam naquele instante
o que acontecia, mas não lhes era
possível entender porque estava
acontecendo. Era algo fora de seus
planos, mas entenderam imediatamente que era inevitável, ante a força
do magnetismo que os envolvia.
Durante a apresentação do grupo,
Nair não conseguia ouvir nada além
da interpretação de Donato. Para ele,
só os dois estava naquela sala: ela
e ele. Nem a sonoridade das magníficas interpretações do saxofone
de Abel Ferreira tirou Nair daquele
torpor, aquele feitiço que a envolvia
e fazia que com não visse e nem
ouvisse mais nada a não ser a voz
de Donato. Ele, por sua vez, estava
encantado com a beleza da garota e
lisonjeado por ela ter-se deslocado de
Minas Gerais somente para ouvi-lo e
conhecê-lo. Mas convencido de seu
talento, não se deixava envolver por
essas manifestações de carinhos à sua
pessoa. O que o dominava naquele
momento era a beleza da moça e
magnetismo que emanava de seu
olhar que o deixava sem ação.
DR. MARIANO PERES reside em Uruaçu e, é advogado, escritor, poeta e membro da Academia
Uruaçuense de Letras (AUL). Contatos: (62) 3357-2377 e [email protected] Visite o
site http://mariano.peres.zip.net
...Uruaçu pode perder um morador (e parte da família do mesmo) e
profissional qualificado no que faz,
com Trombas ganhando um vereador no próximo ano. Marcos Queiroz (Marquinho) é pré-candidato a
vereador por Trombas, dentro das
Eleições/2012. Filiado no PTB,
é servidor público municipal em
Uruaçu, com grandes ligações familiar, amigável e social naquela
cidade do Norte de Goiás, onde está
com frequência, acompanhado de
familiares, amigos ou só. Entre as
bandeiras de Marquinho estão: defesa de melhorias para a juventude;
cursos profissionalizantes; geração
de empregos/renda; estruturas para
a saúde; valor ao meio ambiente;
apoio ao esporte; fomento cultural;
atenção permanente para a zona
rural; entre outras ações coletivas.
Marquim do Site
Acervo de Ezecson Fernandes de Sá
RELIGIÃO
‘A VOLTA DO BOÊMIO’ - Capítulo VI
Imagem... - Hoje
Imagem... - Ontem
...Registro fotográfico em Uruaçu dos anos 1980 da fonte luminosa
da praça Castro Alves, que teve
nome mudado para praça Roberto
Izidoro de Almeida. Com a sua
fonte jorrando água sob belas combinações de cores, som com volume
agradável (visitantes levavam fitas
cassetes para o então vigilante,
Senhor Felipe, colocar no velho
gravador), canteiros bem tratados
(um exclusivo com roseiras), pés
de mungubas propiciando sombra
(e até escurinhos), bancos estratégicos, era referência para diversão
sadia e lugar de encontro de muita
gente de diferentes classes sociais.
Mulheres e homens que formam
certos casais (alguns hoje avós,
bisavós), liderando famílias, ali começaram seus namoros. Sem vida,
hoje a realidade do local é outra.
Dr. Mariano Peres
Viva Nossa Senhora e seu PILAR!
Padre Crésio Rodrigues da Silva
Em 1492, dias 12 e 13 de outubro
(quinta e sexta-feira), os europeus
entravam pela primeira vez no
continente americano; Cristovam
Colombo chega à ilha de Guanahaní
(Bahamas, St. Domingos), em nome
da Península Ibérica. Espanha, já há
muito tempo, rendia homenagens à
mãe de Jesus, sob o título de Nossa
Senhora do Pilar. Ali em Zaragoza,
junto ao rio Ebro, conforme legendária tradição, ela havia aparecido ao
apóstolo São Tiago animando-o em
um momento difícil de sua missão.
Neste lugar a Virgem Mãe recebe
gratidão e é invocada por milhares
de peregrinos que contemplam sua
minúscula imagem sustentada pelo
pilar, uma fina coluna de pedra que
desaparece inexplicavelmente nas
profundidades da terra, no interior da
Basílica. No alto deste grande templo
pude ver o que mais chama a atenção
dos brasileiros: os desenhos-pintura
de pequenas bandeiras do Brasil em
todo o telhado.
Com seus acertos e equívocos,
como sempre registra a história, os
colonizadores levaram consigo a fé
cristã, junto à qual está um especial
carinho por aquela a quem chamam
“la puríssima”, referindo ao dogma
da Imaculada. Praticamente em toda
parte onde punham os pés, tanto os
espanhóis como os portugueses procuravam imprimir sua cultura, razão
porque inúmeros nomes de cidades
na América Latina são os mesmos
dos “conquistadores”, assim como os
santos de devoção e algumas datas
comemorativas.
A grande maioria dos brasileiros
conhece a história de “Nossa Senhora da Concepção Aparecida”
(concebida puríssima), cuja imagem
foi milagrosamente pescada no rio
Paraíba em 1716. João, Domingos e
Felipe conseguiram imediatamente
uma abundante pesca e, outros milagres estavam por vir, como sinais da
graça de Deus através da devoção à
mãe do Senhor.
“Não se sabe como a pequena
imagem de 36 centímetros foi parar
no rio, porém se conhece seu autor,
Frei Agostinho de Jesus, um monge
carioca de São Paulo que trabalhava
em barro com arte e refinamento. A
imagem, que foi moldeada por volta
de 1650, permaneceu submergida no
Paraíba por muitos anos, até perder
sua policromia original e ficar de cor
castanho escuro. A Virgem morena se
apresenta para a veneração dos fiéis
recoberta por um manto de grossas
telas ricamente bordadas, que só
permitem ver o rosto e as mãos sobre
o peito em contínua oração. Porta a
coroa imperial, de ouro e pedras preciosas, com a qual foi coroada rainha
do Brasil; em seu manto se vê nossa
bandeira nacional e a do Vaticano.
Provavelmente, quando o papa Pio
XII definiu o dia 12 de outubro como
Festa de Nossa Senhora Aparecida
ao proclamá-la patrona do Brasil em
1930, deve ter lavado em conta o
significado da data do começo da cristianização deste espaço geográfico: o
“Novo Mundo”, incluindo a antiga
Terra de Santa Cruz; “junto à cruz…
estava Maria” (Jo 19,25).
Qualquer honra reconhecida às
pessoas, assim como as virtudes he-
róicas dos santos, não são possíveis
por mera força humana: a virtude é
sempre graça de Deus que deixamos
frutificar em nós como reconhecimento do Senhor (1Cor 12,3), cultivamos
o bem como responsório à vocação
cristã que recebemos de modo que
Jesus é o núcleo da vida de quem crê.
Igualmente, toda devoção a Nossa
Senhora encontra, claro, seu mais
profundo fundamento na Santíssima
Trindade. O Pai a escolheu, o Espírito
Santo a cobriu, e o Verbo se encarnou
nela como centro e sustentáculo se sua
história (nova Eva, nova humanidade),
como também é Ele o Pilar da construção, a Igreja, novo povo de Deus
(Lumen Gentium 9).
Nesta data, também Dia das Crianças, nos fazemos pequenos como
ensinou Jesus: rogamos à Mãe dele
e nossa mãe santíssima sua sempre
prodigiosa intercessão… Que tenhamos um coração cheio de esperança,
livre de malícia, inspirado pela fé.
Ela tanto meditava as coisas sagradas
em seu coração como também agia
efetivamente. Acolhamos a ternura
desta Mãe. Sobretudo, sejamos
protagonistas de ações concretas de
amor aos menores, de defesa dos
necessitados como Ela nos ensina
no Magnificat.
Viva Nossa Senhora… Viva
Jesus Cristo, nosso sustento, nosso
PILAR. Amém.
Pamplona, 12/10/11, Festa de
Nossa Senhora do Pilar (patrona
da Espanha)
Festa de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil
PADRE CRÉSIO RODRIGUES dirigiu a Paróquia São Sebastião (Uruaçu) entre 1999 e 31/01/2009. Contatos: [email protected] e [email protected]
Registro Profissional GO01589JP/DRT-GO
Editora-assistente
Márcia Cristina
Editores/Colaboradores
Política - Jota Marcelo/(62) 8500-1331
Comunidades - Márcia Cristina/9657-1441
Social - Márcia Cristina (2197/DRT-GO)
Fotografia - Marcello Dantas/9949-4411
Matriz: rua Minas Gerais, 37-A, Salas 1 e 2, Caixa Postal 84, bairro São Vicente, 76400-000, Uruaçu-GO *** Telefax (62) 3357-4158 * 8500-1331 * 9657-1441
www.jotacidade.com * [email protected] * @jornalcidade * blogdojornalcidade.blogspot.com - flickr.com/marcellojunior * mjrdantas.blogspot.com
Dr. Mariano Peres/[email protected]
Pe. Crésio Rodrigues/[email protected]
Professor Cleiber Fernandes Santos/[email protected]
Professor André Luiz dos Santos/[email protected]
Dr. João Joaquim/[email protected]
Dr. Natalício Cardoso/3357-2577
Historiadora Cylene Gama/[email protected]
Dr. José Carlos Mendonça/[email protected]
CIRCULAÇÃO/COMERCIAL
(62) 3357-4158
-Assinantes,
-Anunciantes,
-Especial,
-Dirigida:
Parte de Goiás (Goiânia e
interior), parte do Distrito
Federal, parte de outros
Estados e parte do exterior.
TODO O CONTEÚDO DO
IMPRESSO CONSTA NO SITE.
Filiado a Associação das
Empresas de Jornais
e Revistas do Estado
de Goiás (Assejor)
FUNDADO EM 11 DE SETEMBRO DE 2001
Exclusivamente editado pela
CIDADE EDITORA JORNALÍSTICA LTDA,
empresa situada em URUAÇU GOIÁS
CONTRATE nossos Serviços Fotográficos (baixos
preços). DIVULGUE seu Evento (baixos preços).
Divulgadores/Serviços (comercial e jornalismo)
Goiás (interior) - Isomar Lopes e Rodrigues Neto * Goiás (Goiânia/Especial) - Marcello Dantas * Brasília-DF - Cida Carvalho
Os artigos, colunas assinadas e entrevistas são de inteira responsabilidade de seus autores ou entrevistados, e não refletem necessariamente, a opinião do jornal. Os editores ou colaboradores e divulgadores ou serviços não têm vínculos empregatícios com o jornal.
Não jogue este impresso ou parte dele em vias públicas
Editor-chefe
José Marcelo Lopes dos Reis (Jota Marcelo)
Articulistas-Colaboradores:
EXPEDIENTE
6 - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
CIDADE
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
CIDADE
Em Uruaçu, deputado Cláudio Meirelles
ouve republicanos
Fotos: Marquim do Site/ASCOM CMU
Jota Marcelo
Deputado estadual Cláudio Meirelles participa de reunião em Uruaçu com membros do PR, vereadores
e outras lideranças, personalidades.
Na pauta, temas político-administrativos e institucionais.
Republicano, o parlamnetar fez
visita de cortesia a Uruaçu dia 16
de novembro, quando se reuniu com
filiados do PR, vereadores e outras
lideranças, personalidades políticoadministrativas. Presidente da comissão provisória local do partido, doutor
Francisco Barroso, vice-prefeito da cidade, estava viajando e não participou.
José Francisco das Neves (Juquinha)
preside o PR em Goiás. Em um dos
momentos da reunião, Cláudio Meirelles e doutor Francisco chegaram a
trocar algumas frases pelo celular.
Abrindo a reunião o vereador
Rones Maia, presidente da Câmara
Municipal, desejou boas vindas ao
parlamentar em segundo mandato e
que pertence ao PR. Também vicepresidente da sigla na cidade, o edil
relatou sobre a atual conjuntura administrativa e política pela qual Uruaçu
passa. E, sobre a estrutura humana
que o PR local detém, explicando
que nomes importantes se filiaram
recentemente, tendo em vista ou não
o pleito eleitoral do próximo ano. Ele
informou também ter sido um dos responsáveis pelas conquistas que o partido conseguiu nos últimos meses, em
especial até 7 de outubro, prazo final
estipulado para mudança de partido
ou domicílio eleitoral em condições
de disputar as Eleições/2012.
Deixando claro não pretender
assumir a direção do PR, o mesmo
ocorrendo com outros nomes presentes na reunião, Rones Maia lamentou
que internamente a sigla passa por
problemas devido falta de sintonia
maior entre a presidência e maioria
absoluta dos filiados, assunto que é
de conhecimento público. Mesmo
discordando de certos procedimentos
internos, essa maioria não se expressa
publicamente. Rones Maia é uma das
poucas pessoas que têm disposição
para se manifestar.
“Não estamos aqui para tirar
ninguém da presidência e nem para
puxar o tapete de ninguém. Tanto,
que a reunião é pública e está sendo
realizada de porta aberta”, esclareceu
Rones Maia, lembrando ser amigo
pessoal de doutor Francisco. “O que
nós queremos e torcemos é por dias
tranquilos dentro do partido, que é
um grande partido dentro de Uruaçu”,
externou na reunião, comunicando
que muitos republicanos são aliados
do prefeito local, Lourencinho (PP).
Como se sabe, no início do ano o
vice-prefeito optou por se desligar
politicamente do prefeito, que é précandidato à reeleição. Doutor Francisco comenta há meses que tende apoiar
outra alternativa.
Ao mesmo tempo, o vice-presidente Rones Maia afirmou que o PR
tem pré-candidato a prefeito para 2012
e, chegando a citar nomes como o
do empresário José Francisco Vieira
(popular Zé Bétio) e do vereador
Pastor Noraldino, ambos presentes
no encontro. Ele também cita o nome
de doutor Francisco. Outras correntes
frisam que o próprio Rones Maia seria
boa alternativa para concorrer. E, ele
admite, sim, se candidatar.
Parcerias
Rones Maia expôs existir uma
meta de unidade sempre maior, da qual
a Câmara Municipal faz parte, em prol
de Uruaçu, com a maioria das lideranças da cidade afinando discursos em
torno do desenvolvimento da terra.
Bastidores: Gilmara Cunha; vereador Chiquinho; Cláudio
Meirelles; e, vereadores Pastor Noraldino e Rones Maia
“Não devemos atrasar o andamento
da cidade.” Com tais colocações, o
vice-presidente do PR e presidente da
Câmara Municipal sugeriu ao deputado estadual e aos presentes que sólida
união seja firmada e, parcerias possam
ser firmadas em futuro próximo entre
representantes uruaçuenses e o gabinete de Cláudio Meirelles.
Pastor Noraldino relatou que
Uruaçu passa por transformações
para melhor, seja através de melhor
infraestutura oferecida em relação a
épocas passadas, seja por meio dos
campos social e assistencial. Ele disse
que através do emprenho de muitas
pessoas existe grande movimentação
em favor de Uruaçu, cidade destaque
no Norte goiano. Pastor Noraldino
prestou informações sobre a liderança
exercida por Rones Maia, comentou
que o colega foi reeleito presidente
da Câmara Municipal para o mandato
2012, que o colega é pacificador, aglutinador e, que luta pelo bom relacionamento da direção do partido com os
filiados. Outros fatores mencionados
pelo vereador são a união existente
entre os parlamentares uruaçuenses e,
a relação respeitosa existente entre os
poderes constituídos. Outro nome do
PR que fez uso da palavra foi o Pastor
José Cláudio, que destacou: “O deputado nos visita e está se inteirando a
respeito dos acontecimentos de nossa
cidade. Isso é importante.”
Vereadores por outros partidos
também participaram da reunião - Irmão (PP), Chiquinho (PDT) e Robson
Pimentel (PP). Ao final da reunião
institucional, sugerida por Gilmara
Cunha, pré-candidata pelo PR a vereadora, ficou acertado: agenda de compromissos também institucionais será
organizada para o deputado cumprir
em Uruaçu, junto com representantes
dos Poderes Executivo e Legislativo
e, outras lideranças.
“Foi uma honra para nós poder
receber a visita do deputado Cláudio
Meirelles, que é uma pessoa sincera,
honesta, respeitada e que conheceu
mais a nossa cidade. Nesta reunião
de portas abertas, tratamos de assuntos administrativos e políticos, com
diálogos pelo bem de Uruaçu. Nossa
intenção maior mesmo é ajudar a
pensar uma cidade cada vez melhor”,
disse Rones Maia à reportagem. Outras informações e fotos: ao lado e em
www.jotacidade.com/REGIONAIS.
Reunião: debates sobre o PR e a atual realidade política de Uruaçu, entre outros temas
Pregado profissionalismo na política
Pontuando que a política deve
ser feita com profissionalismo, na
reunião de 16 de novembro, em
Uruaçu, o deputado estadual Cláudio
Meirelles (PR) disse ser fiel aos parceiros e Municípios. Explicando não
ter condições de especificar ajudas
para a cidade no momento, disse ser
real a possibilidade de uma parceria
ser formada, com abertura de portas
diante dos interesses coletivos de Uruaçu. Ele se tornaria representante da
cidade, obteria ajudas futuras de fato,
sendo apoiado de forma concreta e
transparente no amanhã por lideranças
político-administrativas da localidade
nortense. Tudo isso, bem conversado
posteriormente.
“Tenho compromissos com cidades onde fui bem votado e não posso
faltar com elas. Eu sou um deputado
que ando, brigo, luto, sou fiel. E
aqueles que querem meu apoio não
podem me trair. Eu ganho ‘Eleição’.
Não compro Eleição”, relatou.
Sobre questões partidárias, Cláudio Meirelles recomendou diálogo
máximo entre os integrantes da comissão provisória, demais lideranças e
filiados do PR. Experiente, o visitante
ressaltou ser primordial as decisões
ganharem corpo em Uruaçu e de comum acordo, evitando o que se chama
de decisão de cima para baixo.
Detalhando o jeito de ele fazer
política, o deputado narrou ser preciso
firmar parcerias sem dissabor, falando Legislaturas (1993-1996, 1997-2000,
2001-2005 e, parcialmente 2005a verdade e mostrando as razões.
2006). Ele presidiu a Câmara Municipal de Goiânia no biênio 2005-2006,
Tradição na política
Nascido em Goiânia e, tendo cres- quando conseguiu maior autonomia
cido em meio a discussões políticas, para os vereadores.
Proprietário rural, e, formado em
Cláudio Meirelles se interessou pela
carreira somente depois de formado, Administração de Empresas e Direito,
quando lançou a primeira candidatu- é filho de Olinto Meirelles (renomado
ra, em 1992. Muitos acontecimentos advogado radicado na capital do Estranscorreram e hoje é deputado tado) e sobrinho de Jesus Meirelles,
estadual em segundo mandato. Para ambos ex-deputados estaduais. O tio
exercer o cargo de deputado estadual foi eleito para a Assembleia Legisla2007-2010, foi eleito com 29.747 tiva do Estado de Goiás por quatro
votos. Em 2010 foi reeleito com mandatos e presidiu a Casa de Leis por
três vezes. Cláudio Meirelles tem três
26.733 votos.
Antes Cláudio Meirelles havia sido irmãos também formados em Direito
vereador por Goiânia durante quatro (Jota Marcelo).
Para o deputado estadual Cláudio Meirelles, política deve
ser feita com profissionalismo, qualidade e sinceridade.
“Eu ganho ‘Eleição’. Não compro Eleição”, afirma
Comando de Policiamento Rodoviário promove reunião em Uruaçu
Realizou-se no auditório do Memorial Serra da Mesa, dia 18 de outubro em Uruaçu, reunião de trabalho
com o efetivo da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar Rodoviária (2ª CIPMRv) e, que contou com a
participação de autoridades da Polícia
Militar do Estado de Goiás - coronel
Moisés de Mendonça, comandante
do 15º Comando de Policiamento
Rodoviário (15º CRPM). E, tenentescoronéis Victor Dragalzew Júnior,
comandante do 1º Batalhão de Polícia
Militar Rodoviário (1º BPMRv); e,
Walter Azeredo Veríssimo, que dirige
o 2º Batalhão de Polícia Militar Rodoviário (2º BPMRv).
Ao explanar, o comandante Mendonça versou sobre significativos
resultados obtidos nesses primeiros
meses a frente do comando do Regional e, externando gratidão reconheceu
a importância de cada policial colaborador, pela dedicação diária que
contribui para com o enfrentamento
sistemático aos infratores da lei, que
se utilizam da malha viária goiana
“para perpetrar as mais diversas
modalidades de delitos, e, principalmente, para a redução dos índices de
acidentes graves, proporcionando a
segurança tão apetecida pelos cidadãos goianos.” Segundo ele, a PM-GO
desempenha “extraordinária contribuição republicana para a concretização do estado democrático de direito,
que busca superar o simples estado
de direito idealizado pela corrente
de pensamento cujo sistema políticoeconômico tem por premissa a defesa
da liberdade, nos campos econômico,
político, religioso e intelectual, contra
as ingerências e atitudes coercitivas do
poder estatal.”
Com a observação de que, ao abordar os condutores de veículos o militar
deve “primar pela boa educação e
que as suas ações sejam de caráter
pedagógico”, pontuou: “O patrulheiro
dispõe de oportunidade ímpar para
influenciar positivamente o condutor
do veículo em sua viagem.”
Agradecendo ao comandante da
2ª CIPMRv, major Samuel Arthur
Bernardes de Faria, pela recepção,
frisou aos presentes: “Que renove e revigore a sua motivação para melhorar
a qualidade do serviço que prestamos,
lembrando que no Estado democrático de direito ao policial militar não
basta apenas observar o princípio
da legalidade, além da necessidade
das suas ações estarem sempre em
simetria com este princípio, seus atos
só alcançarão a legitimidade jurídica
se forem eficiente, passando.”
O tenente-coronel Dragalzew externou que a PM-GO é uma instituição
dinâmica e que vem acompanhando os
inquestionáveis avanços engendrados
pelo invejável avanço tecnológico
gerado pela globalização, salientando os avanços conquistados pela
corporação no campo da logística,
visto que, o militar, além de dispor
de equipamentos ultramodernos para
bem desempenhar a sua função, cons-
tantemente frequenta cursos, visando
aprimorar técnicas.
Ao encerrar o discurso, apresentou
dados estatísticos da Unidade Rodoviária que comanda, mencionando
alarmantes índices de sinistros com
vítimas de lesões graves e fatais,
apresentando “admoestações salutares acerca da premente necessidade
de se implementar políticas públicas
visando uma sensível redução desses
indesejáveis episódios.”
Qualificação da abordagem
Já o tenente-coronel Veríssimo
externou: embora o Regional esteja
apresentando resultados satisfatórios,
todo o efetivo necessita de se aquilatar
na qualificação da abordagem policial,
visto que “a missão do patrulheiro
rodoviário não restringe apenas em
notificar o cidadão flagrado trafegando em desacordo com as normas de
trânsito castrenses.”
Salientou ainda que, embora sabendo que o conceito moderno de
segurança pública preconiza que não
se restringe apenas à prevenção e
repressão, que requer a participação
efetiva de vários órgãos do Estado,
visto que seu ciclo se completa com a
prevenção, coação, justiça, defesa dos
direitos, saúde e social, ponderou que
para alcançarmos a tão cobiçada Ordem Pública, “que nada mais é do que
o estado de serenidade e tranquilidade
pública, em harmonia com as normas
e regramentos que regulam a vida
em comunidade, a preservação deste
conceito só será possível se houver um
imperioso despertamento por parte da
PM de que não se faz segurança isoladamente.” Mais: “O assunto reclama
que todos os órgãos do Estado operem
de forma harmônica, sobretudo com a
maciça participação da sociedade.”
Obras, com melhorias
O Destacamento de Polícia Militar
Rodoviário de Santa Tereza de Goiás
inaugurou dia 22 de novembro, reforma e ampliação de suas instalações,
oferecendo melhores condição de
trabalho. Mais informações: www.jotacidade.com/ESTADUAIS (Redação,
com dados da 2ª CIPMRv - capitão/
subcomandante Diney Pereira).
A - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
ESPECIAL
Uruaçu, dezembro de 2011
B - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
ESPECIAL
Uruaçu, dezembro de 2011
7 - Jornal Cidade
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
CIDADE
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
Tocantins: aos 93 anos, morre ‘Dona’ Pupuia
Fotos: Motta Filho/Site do Motta
Reprodução/Motta Filho/Site do Motta
Dona Pupuia: laços familiares e de
amizade em Uruaçu. Foi a segunda
mãe do radialista Motta Filho
Chegada do corpo de Dona Pupuia ao Salão Paroquial
(Alvorada), onde foi celebrada missa de corpo presente
Faleceu dia 5 de novembro, dedicar quase que totalmente aos faem Goiânia, Guilhermina Ponce miliares - filhos, noras, genros, netos
Mafra, conhecida como Pupuia ou e bisnetos.
Dona Pupuia, aos 93 anos.
História de vida
Ela estava realizando tratamenEm 1º de junho de 1918, nascia
to médico, depois de sofrer uma Guilhermina Ponce na cidade de Peixe
queda em sua residência, na cidade (na época pertencente ao Estado de
de Alvorada-TO, onde residia e foi Goiás, hoje região Sul do Tocantins e
sepultada. Dona Pupuia, juntamente distante a 319 quilômetros da capital
com o esposo Francisco Mafra de Palmas). Em 3 junho de 1915 nasSantana (o Chicão, ajudou a construir cia Francisco Mafra de Santana em
a cidade tocantinense citada, que hoje Ilhéus-BA. Por ocasião do destino,
tem cerca de 18 mil habitantes. A os dois se conheceram e sob olhares
matriarca, que residiu em Uruaçu nos firmes surgiu um grande amor, resulanos 1950 e 1960, deixou sete filhos, tante de matrimônio feliz e duradouro
29 netos e 35 bisnetos.
em Goiânia, capital de Goiás. Uma
O velório transcorreu na sede do vez casados, nos idos de 1951 o novo
Salão Paroquial, pertencente à Igreja par escolheu Uruaçu para residir,
Católica, onde foi celebrada missa precisamente na fazenda Cabeçeira
de corpo presente. O sepultamento Funda, de propriedade de Cecília, avó
ocorreu dia 6, por volta das 17h, no dela, Dona Pupuia.
Cemitério Municipal.
Após alguns meses, migraram-se
Em 15 de junho de 1978, Chicão para a fazenda Capão do Cedro, locahavia falecido. Com isso, coube a lizada a 14 quilômetros de Alvorada
dedicada matriarca Dona Pupuia se e, ali o casal idealizou construir uma
ESPAÇO
ESPÍRITA
pensão, aproveitando-se da oportunidade por ocasião da instalação de um
acampamento da então Rodobrás (empresa rodoviária do governo federal)
e da construção da rodovia Bernardo
Sayão (BR-153 veio anos depois).
Em dados do Governo do Tocantins, dia 11 de novembro de 1963 o
distrito de Alvorada foi elevado à condição de Município, desmembrandose de Peixe. Por bom tempo, a pensão
recebeu os encarregados e operários
envolvidos com a obra.
Mudança para a cidade
Passaram os anos e, com a finalidade de educar os filhos e, ao mesmo
tempo em que surgia Alvorada, o casal
resolveu investir outra vez em um
ramo comercial.
Foi quando implantaram a primeira pensão, de nome Três Poderes, na
zona urbana da promissora cidade.
Dona Pupuia e Chicão foram fundamentais na construção de Alvorada.
A prosperidade do novo empre-
endimento foi essencial na criação e
educação dos sete filhos de sobrenome
Ponce Mafra: Josemá (Santo), Lucimar (Luci), Édima (Dima), Anamá
(Naninha), Cecília, José da Penha
(Zezinho) e Maria Sueli.
Durante cerca de 12 anos, o uruaçuense Ismar Lopes dos Reis (Motta
Filho), radialista, cronista esportivo,
desportista e editor/administrador
do site www.mottafilho.com.br, mais
que morou com essa mulher de vida
marcante: ele foi criado por Dona
Pupuia, espécie de segunda mãe do
mesmo, que tem como mãe biológica Benedita Lopes dos Reis (Dona
Ditinha, moradora de Uruaçu e mãe
também de Jota Marcelo, editor-chefe
do Jornal Cidade.
Dos tempos de criança, Motta
Filho guarda inúmeras lembranças
de Dona Pupuia, rica na simplicidade,
rica na dedicação para com os familiares em geral. Mais que lembranças,
igualmente todos os familiares Motta
Filho guarda para sempre importante
patrimônio conquistado em Alvora- respeitada e conselheira de políticos,
da: a boa educação que recebeu da eclesiásticos e atuantes de todos os
segmentos.
matriarca.
Como se vê, não apenas a família,
mas Alvorada num todo passou de
Exemplo
Mulher guerreira, correta, honesta imediato a sentir saudade e falta de
e de pulso forte, Dona Pupuia deixou Guilhermina Ponce Mafra (Da Redaum legado de vida e de exemplo ção, com transcrição [sob adaptações],
para a família toda, da mesma forma do site www.mottafilho.com.br
para a cidade de Alvorada, onde era [Uruaçu] - Motta Filho).
Interior do Salão Paroquial durante a missa. Uma vida
dedicada aos bons princípios, compartilhando educação
Sepultamento no cemitério de Alvorada. Na verdade, uma
despedida de alguém que cumpriu bem o seu papel. As
histórias da cidade e de Dona Pupuia se entrelaçam
Texto II - “Yura – Sequelas da Insensatez”
Dr. Natalício Cardoso
“__E vamos deixar que reali- perada, viu-se tragada por uma água
zem o aborto?”
fervente e, para não sofrer demais,
plasmou em sua mente que era uma
“À medida que me inteirava das linda menina de dois anos de idade. O
estórias daqueles espíritos, mais corpo foi jogado fora, mas sua alma foi
me comovia. A humanidade está amparada pela Mão sublime de Maria
cada vez mais materialista e é esse de Nazaré. Yura reluta em voltar à
materialismo que hoje faz aumentar carne e até hoje não se reequilibrou.
as clínicas do aborto.
Assim como Yura, vários e vários
Aqui, na Colônia dos Rejeitados, espíritos estão sendo arrancados do
estamos vivendo ao lado das vítimas útero materno selvagemente e nada se
da liberdade sexual. Na nossa frente, diz, nada se faz: quando se faz é para
os rejeitados, os filhos assassinados pedir a liberação desse ato covarde em
por mulheres que não aprenderam a nossa Pátria.
respeitar a si mesmas.
__Você tem razão, Luiz Sérgio, a
__Veja, Sérgio, aquela menina: mulher que interrompe covardemente
no momento do seu desencarne, ou uma gravidez um dia sofrerá não só
melhor, na hora do aborto, plasmou com os remorsos, como também por
esse corpo de uma criança de dois ter violentado o próprio corpo.
anos e aqui se encontra há quatro
Encontrava-me cansado. Fui
anos. Por mais que receba tratamen- saindo, contando os meus passos. Meu
to, teima em não crescer e encarnar coração chorava baixinho em imaginar
de novo. Vamos até lá, quero que a o compromisso de um aborteiro, o
conheça.
seu desespero ao transportar a porta
Ao nos aproximarmos, ela bus- da espiritualidade, quando o dinheiro
cou o colo da irmã Rosália, enco- ganho fácil não lhe servirá para nada
lhendo-se toda, trêmula de medo e e a consciência culpada pelo remorso
choramingando, assustada.
será um fardo pesado de carregar.
__Não fique assim, querida, o
titio já vai embora, disse-lhe eu.
Conivência dos pais
Alisei seu cabelo e me retirei.
Um dos encarregados do socorro
Loreta me acompanhou pedindo pediu nossa ajuda para uma jovem de
desculpas.
dezesseis anos que naquele dia iria
__Sabe, Sérgio, vou lhe contar revelar ao namorado sua gravidez.
a vida e a luta de Yura para nascer. Kelly e Hápila logo se prontificaram
Dizem que é da sua última encarna- a auxiliar e dali saímos em busca de
ção o nome que hoje usa. Foi mulher Rosalinda. Encontramo-la diante do
lindíssima, quando viveu no plano namorado e este, assombrado, dizia:
físico. Desencarnou, mas precisou
__Eu não posso assumir essa resretornar ao seio da sua antiga famí- ponsabilidade, vamos dar um jeito
lia. Aí, iniciou-se a sua tortura. Após nisso.
longo aprendizado, chegou o mo__Mas eu quero o meu filho!
mento da volta à carne e com apenas
__Então, minha querida, se vire
dois meses de vida uterina recebeu sozinha, não conte comigo. Estou
violenta carga negativa de repulsa, comprando um imóvel e depois vou
ódio. Por mais que implorasse que a para a Europa fazer mestrado. Meus
deixassem viver, sentiu a violência pais enlouquecem se eu falar da sua
do homem encarnado, infligindo-lhe gravidez, Rosalinda. O que posso
um dos mais cruéis métodos aborti- fazer é conseguir a grana para você
vos: aquele no qual sentiu sobre a se desfazer da coisa.
sua frágil pele a queimação. DesesOlhei para os meus amigos, prin-
cipalmente uma nova caravaneira que
se juntara a nós: Glessi. Esta, com a
expressão de surpresa, era a imagem
da preocupação. Aproximou-se do
rapaz, que nada tinha de bom no
coração, e este, apesar de intuído
por nós, continuava no firme propósito de assassinar o próprio filho.
Encontrava-se tranquilo com sua
decisão. Glessi então chegou perto da
garota, mas esta, sentindo-se sozinha,
retrucou ao namorado:
__Arrume então a grana. Tenho
uma colega que já abortou; pedirei
a ela o endereço do médico hoje
mesmo. A que horas você me entrega
o dinheiro?
__Às duas horas da tarde, está
bem?
Aqueles dois nem pareciam já ter
desfrutado algumas horas de carinho, pois conversavam com a maior
frieza.
__A que pé chega um relacionamento carnal sem amor e sem respeito,
comentou Amintas.
Seguimos a mocinha e tudo fizemos para que tivesse força suficiente
para enfrentar sua gravidez. Mas ela
não concebia ter um filho sem a presença paterna e ali, estirada na cama
do seu belo quarto, chorava desesperada. A mãe entrou e lhe perguntou:
__Por que choras, querida?
__Estou grávida e abandonada
por Leandro __ disse-lhe, intuída
por nós.
A mãe sentou-se, tamanha surpresa.
__O que? Abandonada? Você é
que pensa! Ele é obrigado a casar com
você. Vou chamar o Máximo.
__Mamãe, por favor, não o quero à
força. Se ele não me ama, como posso
casar com ele?
A mãe xingou tanto, fez tanto
escândalo até a chegada do marido,
que Rosalinda estava decidida a fugir
de casa. Pensamos: com o marido
as coisas melhoram. Mas que nada,
Máximo apenas não gritou, pediu para
a filha e a mulher se sentarem diante
dele e respondeu:
__Nada de desespero, aconteceu,
aconteceu. Eu sempre achei, filha, que
você estava abusando da liberdade.
Mas quero que fique bem claro: eu
não suporto um escândalo em minha
carreira pública. A política não permite esses fatos tão desagradáveis.
Precisamos, juntos, encontrar uma
solução que não atrapalhe minha
candidatura. Estou preparado para as
próximas eleições e não é você, minha
única filha, que vai prejudicar-me.
Mesmo que Leandro desejasse casar,
não estamos em condições de fazer
uma festa à altura da nossa posição
social. E, como vocês duas estão
dizendo que ele não deseja casar,
forçá-lo seria desastroso. Isso nunca.
Tenho alguns amigos médicos que
podem fazer caridosamente a interrupção desta gravidez. Irei procurálos e logo estaremos livres deste fato
desagradável. Posteriormente, vocês
duas partem para a Europa e Rosalinda
ficará estudando lá.
__Quer se ver livre de mim também?
__Pense como quiser, filha. Ninguém vai atrapalhar minha projeção
política.
A mãe acariciava os longos e
belos cabelos da filha. Esta chorava,
por sentir o quanto estava sozinha.
Nós fizemos de tudo, mas Máximo
e a esposa não queriam envolver-se
em um escândalo e Rosalinda estava
grávida de alguém que não a queria
por esposa. Era demais para aquele
orgulhoso pai. Perguntei a Kelly:
__E vamos deixar que realizem
o aborto?
__O que fazer, Luiz Sérgio? O
livre-arbítrio pertence ao homem
e ninguém pode roubar-lhe esse
direito.
Um dos amigos influentes de
Máximo preparou em sua clínica o
aborto de Rosalinda. Na sala de espera, o olhar de ansiedade de todos nós.
DR. NATALÍCIO CARDOSO reside em Uruaçu; é delegado regional da Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO); e, espírita convicto. Contatos: (62) 3357-2577
Quando ela deu entrada na sala abortiva, pareceu-me que aquelas paredes
choravam; era um lugar de desespero.
Existem muitas clínicas espíritas
da Falange de Maria de Nazaré que
fazem plantão de socorro para salvar
almas. Porém ali, diante de nós, um
médico que recebeu de Deus o dom
de curar estava preparando-se para
matar um indefeso ser. Presenciamos
o desespero do feto; ele se debatia
apavorado ao pressentir sua morte.
Rápido, muito rápido, o ato cruel. O
médico tinha muita pratica. Pena que
ele, ao interromper a gravidez de Rosalinda, não pôde perceber as lágrimas
nos olhos daquela forma fetal e o seu
martírio. Era uma linda menina, e
como gritava apavorada. A doutora
Ísis envolveu-a em seus braços e dali
saiu, levando-a com carinho. Olhei
Rosalinda: apenas uma criança e tão
marcada pela vida. Pensei: será que
ela vai parar aqui ou vai ainda assassinar muitos outros filhos?
Saímos atrás de Ísis, que tudo fazia
para acalmar o espírito que sofrera a
rejeição; mas ele gemia, o corpo todo
queimado, sentindo a cruel realidade
de um aborto. Enquanto isso, Rosalinda era cuidada pelo médico amigo de
seu pai. Ela nem imaginava que sua
filha agora também recebia cuidados
médicos e, como todos os abortados,
sofria a pior das dores: a da rejeição.
Ísis ajudada pelos socorristas, encaminhou-se para um Centro Espírita e lá,
com a ajuda de outros médicos, foi a
criança levada a um trabalho espiritual, recebendo fluídos tranquilizantes
que aliviaram a queimação que sentia
em seu corpo. Perguntei ao médico
do Centro até quando a criança iria
ficar ali.
__Logo será levada para um hospital da erraticidade, onde aguardará
nova oportunidade.
__Meu Deus, quem pratica o aborto não imagina como está infringindo
as lei de Deus! Soube que nessas
clínicas fazem de trinta a quarenta
abortos por dia.
__É mesmo, Luiz Sérgio, essas
intervenções estão aumentando de
tal maneira, que ninguém é capaz de
avaliar seu crescimento. Em nosso
Centro já contamos com uma enfermaria exclusivamente para socorrer
os abortados. Em um Centro Espírita
deve também existir a prece para
os rejeitados. Para você uma ideia,
atendemos mais abortados do que
suicidas. Hoje o aborto é praticado
sem piedade no mundo inteiro.
Virei-me para a garotinha e falei
a Kelly:
__Gostaria de ver como se processou a sua encarnação.
O doutor Salles nos convidou a
acompanhá-lo e foi passando o filme sobre Rosalinda, seu namorado
Leandro e o contato dos dois com o
espírito que acabaram por rejeitar.
__Quem é a velhinha? Perguntei
ao doutor Salles.
__A mãe de Máximo, avó de
Rosalinda.
__A mãe dele?
__Sim. Ela adora a neta, por isso
se propôs a voltar como sua filha. Ela
criou Rosalinda até os seis anos.
Vimos Leandro e Rosalinda
sendo levados à espiritualidade e ela
adorando o contato com a vó. “Que
bom que a senhora vai voltar, e ainda
como minha filha. Lutarei pela sua
felicidade.” Tudo certinho, os dois
prontos para receberem a filha. O
contato entre eles era de muita paz.
Assistimos à comovente despedida
da avó com seu esposo, ele ainda
ficaria alguns anos no mundo espiritual, entretanto ali na enfermaria dos
abortados jazia um corpo de criança,
todo dolorido. Mais machucado
ainda se encontrava o seu espírito
por saber-se desprezado pelo filho
e pela neta que adorava. Como será
o último capítulo desta estória? Não
sabemos quanto tempo permanecerá
no corpo de criança e se Rosalinda
um dia vai conseguir ter filhos.
8 - Jornal Cidade
SOCIAL
(PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
POR AÍ...
√ Publique sua foto!
√ Divulgue seu evento!
√ Anuncie sua empresa!
ASSINATURAS para o Município de Uruaçu: Motta Filho
(62) 9991-0870 * 3357-5374 * [email protected]
Fotos: Arquivos pessoais
Márcia Cristina
Uruaçu, 1º a 15 de novembro de 2011
Enlace matrimonial de
Claudia e Alexandre
em 30 de julho de 2011,
na Catedral Sant’Ana
(Uruaçu). Filhos muito
amados pelos pais, se
unem para perpetuar o
amor na formação de
uma nova família. Na
foto 2, os noivos com
os pais Vandilson e
Maria Helena (e), Elzio e
Maria Selma
Bruna Vilefort, modelo
da capital Goiânia,
busca fama nacional e
internacional nas
passarelas.
Acadêmica de Direito na
Universidade Salgado de
Oliveira (Universo) e
promotora de eventos,
tem 19 anos e quer
brilhar muito
10 de novembro é um dia
de alegria para o Humberto
Mallmann Graziadei
(Senhor Humberto), que
em 2011 completou 86
anos com saúde, vigor e
muita alegria junto com
sua esposa Beth Mesquita
Graziadei. Eles receberam
parentes e amigos, com
todos cumprimentando
carinhosamente o
aniversariante. Em
especial, a esposa Beth
Mesquita Graziadei e sua
filha do coração, Mickelle
Goulart, não pouparam
carinho para o
aniversariante dessa data
tão especial. Mensagem de
todos: Que Deus
conserve Senhor
Humberto com muita
saúde, alegria e
juventude!!! Parabéns
Senhor Humberto pelo seu
aniversário!!! Votos de
todos seus admiradores!!!
A-C-O-N-T-E-C-E
Conexão
uma pessoa em Uruaçu.
Novidade: Uruaçu ganha
o Colégio Conexão Serra da
Enquetes
Mesa. Matrículas abertas.
O internauta que visita o site
Contatos podem ser feitos do JC tem a oportunidade de
pelo telefone 8406-5673.
votar nas enquetes que ficam
no ar quinzenalmente. Os
UEG
temas são atrativos. Confira
Não basta ter que resolver em www.jotacidade.com. Veja
a causa da Celg, a Univer- resultados passados no link
sidade Estadual de Goiás ENQUETES ANTERIORES.
Aos que já votaram em enqueganha naco de atenção.
tes nossas ficam registrados
agradecimentos.
Jornalismo
O JC andou recebendo
Preferência
críticas só porque noticiou
grandes verdades sobre
Se dependesse única e ex-
“A libertação do desejo conduz à paz interior.”
LAO-TSÉ, filósofo da China antiga
clusivamente do prefeito Lourencinho (PP), que anunciou
ser pré-candidato à reeleição,
o vice dele nas Eleições/2012
seria... Seria... Seria quem?!?
Hospitais
Sobre construção/implantação de Hospitais Regionais: o
de Valparaíso de Goiás levou
13 anos para funcionar. O de
Santo Antônio do Descoberto
está chegando a dez. De Novo
Gama (que virou abrigo de moradores de rua), cerca de dez
também. No Norte goiano, Alto
Horizonte caminha para ter um
Hospital Escola Municipal. O
Articulistas
Regional, projetado para ser
Edições impressas e página
levantado em Uruaçu, voltou à eletrônica do JC: articulistas
estaca quase zero e a cidade oferecem excelentes textos.
deve ganhar um Municipal.
Equilíbrio
Retorno
Diante das adversidades,
Zé Orlando mudou de Uru- a pessoa deve ter equilíbrio,
açu em 1989 e agora está de pois é feio fingir saber de tudo,
volta com a família. Profissio- quando na verdade pouco donal qualificado, dirige a Orlan- mina. Também é preciso saber
do Auto Pinturas, com serviço aceitar as verdades da vida.
de lanternagem e pintura em
Saúde
geral. Ele e equipe estão cenMelhor auxiliar do escalão
trados na rua da Prata, 14 (fundos da Delegacia), setor Bela central de Lourencinho, em
Uruaçu Magda Vieira de Melo,
Vista. O fone é 8432-5537.
CONTATOS: (62) 3357-4158, 9657-1441, [email protected] INTERNET: www.jotacidade.com, a sua página
eletrônica do JC, onde brindamos o internauta com outra coluna, no link SOCIAL.
Acesse também e indique ao mundo: blogdojornalcidade.blogspot.com, flickr.com/marcellojunior e mjrdantas.blogspot.com
secretária municipal da Saúde, é exemplo de servidora.
Hotel
O melhor de Uruaçu é...
Concurso
Estude, preste, trabalhe.
Crack
Consumo de crack compromete o desenvolvimento
cerebral. O governo federal,
que torra tanto dinheiro com
besteiras, poderia fazer mais
para ajudar combater essa
desgraça.
Download

Aos 13 anos, Cidisem promove saúde e apoia outras atividades