Auditoria de Imagem nas Mídias
Relatório semanal
21/07 a 27/07 de 2014
 Auditoria de Imagem nas Mídias - Relatório semanal
21/07/14 a 27/07/14
A semana que passou
BB - destaques positivos
Elétricas
Ações
Crédito ao Consumo
CCBB
Canais de Distribuição
BB - destaques negativos
Elétricas
Ações
Tarifas
 O Banco do Brasil está inserido nos dois principais assuntos
da semana para o setor bancário: o socorro às elétricas e à
Eletrobras, e a liberação do compulsório para o BC.
 No primeiro, o cenário é sensível, uma vez que a mídia aponta
uso dos bancos públicos pelo governo frente ao desinteresse dos
privados pelos financiamentos.
 O segundo é controverso. Jornais ressaltam contradição da
autoridade monetária ao estimular o crédito para consumo após
enfatizar a prioridade do combate à inflação, afirmando que a
Selic não cairá até as eleições. Os concorrentes privados emitem
manifestações positivas acerca da medida e impulsionam
visibilidade. BB e Caixa não se posicionam. Avaliação exposta é
de que os bancos públicos serão os principais beneficiados
 As ações do BB e dos privados sobem e ficam entre os
destaques da bolsa. Movimento reflete principalmente o recálculo
dos lucros dos bancos com os planos econômicos, para R$ 21,87
bilhões e impulsiona a visibilidade.
 O protagonismo do BB recua na semana. Único destaque na
exposição individual do BB está na coluna Correio Econômico, no
Correio Braziliense. O Banco informa que dobrou a quantidade de
saques nos 35 mil caixas eletrônicos habilitados com cartões
internacionais emitidos no exterior das redes VisaPlus e
MasterCirrus durante a Copa. Foram movimentados, em junho,
R$ 156 milhões, mais que o dobro do mesmo mês de 2013, com
liderança dos norte-americanos.
 Viés negativo vem de defesa do consumidor, com reportagem
do Correio Braziliense sobre a ativação do limite de emergência
do cartão de crédito; e da revista IstoÉ, que foca os pacotes de
tarifas.
 Banco do Brasil: exposição inidvidual perde força
Estado 22/07
Pág. B3
CB 26/07
Pág. 10
O Globo 25/07
Pág. 8
Valor 22/07
Pág. A4
Valor 25/07
Pág. C2
Valor 24/07
Pág. D2
Estado 22/07
Pág. C2
RETRATOS DA CONCORRÊNCIA
Concorrência
destaques positivos
Itaú: Itaú Cultural,
Macroeconomia, Ações
Bradesco: Analistas, Tecban,
Ações
Santander: Santander Global,
Analistas, Análise Setorial
Caixa: Elétricas, Cine Belas
Artes, Caixa Cultural
Concorrência
destaques negativos
Itaú: Ações, Agências,
Reclamações
Bradesco: Ações, Imobiliários,
Produtos PF
Santander: Carta aos
correntistas, Analistas, Limite
cartões
Caixa: Governo, Ações Judiciais,
Imobiliário, Elétricas
IQEM: Índice de Qualidade da Exposição na Mídia
Mídia Nacional – Com Cultura – 21/07 a - 27/07
IQEM
% Positivo na
semana
BB: 84%
Bradesco: 87%
CEF: 77%
Itaú: 91%
Santander: 55%
Visibilidade
em pontos:
soma do
impacto de
todas as
menções ao BB
e concorrentes
(+ e -)
√ O Santander conquista manchetes negativas com a institucionalização
de leitura antes atribuída ao ´mercado`: a economia piora se Dilma
crescer nas pesquisas. A afirmação foi enviada em extratos a clientes de
alta renda e ocasionou elevado desgaste de imagem para o banco,
acusado de fazer terrorismo eleitoral.
√ O Bradesco é exposto em noticiário de atenção, por deter fatia do
português Banco do Espírito Santo, em crise. Rumores de que o banco
brasileiro poderia aumentar sua participação no grupo surgem na mídia
como uma iniciativa positiva para melhorar a solvência da instituição.
√ A visibilidade do Itaú permanece com relevante vantagem sobre os
demais bancos. Além da ostensiva participação no noticiário
macroeconômico, marca presença em colunas e cadernos de variedades
com cinema, cultura, bikes, patrocínio esportivo e financiamento de Ongs.
√ A Caixa melhora a imagem com pautas diversificadas, como
automatização de avaliação de joias para penhor e ampliação da fatia na
Tecban, além do Cine Caixa Belas Artes Negativo vem do esfriamento do
crédito imobiliário, no Valor, e de manchete de página na Folha que mostra
que o crédito a empresas virou alvo de disputas políticas.
 Concorrência: informe do Santander é destaque da semana
Valor 21/07
Pág. C2
Estado 27/07
Pág. B10
Folha 26/07
Pág. A4
Estado 22/07
Pág. B9
O Globo 27/07
Pág. 15
Estado 21/07
Pág. B5
 Setor: bancos privados elogiam medidas do BC
Valor 22/07
Pág.A4
O Globo 22/07
Pág. 18
Estado 26/07
Pág. B1
Valor 25/07
Pág. C12
O Globo 26/07
Pág. 24
Valor 24/07
Pág. A3
Folha 25/07
Pág. B4
O QUE VEM POR AÍ
AGENDA DA SEMANA
Terça: BC - Relatório de Crédito (junho).
Quarta: IGP-M (Jul.); Tesouro: Resultado do Governo Central (Jun.)
Quinta: BC: Resultado Primário Consolidado (Jun.); Balanços de Santander e Bradesco
Sexta: IPC-S (Jul.); IBGE - Produção Industrial (junho).
CENÁRIO ECONÔMICO/FINANCEIRO
 As recentes medidas do Banco Central (BC) para ampliar a oferta de crédito vão ficar no foco do
mercado financeiro nesta semana. Há dúvidas se elas realmente vão ajudar na recuperação da
economia como deseja o governo, especialmente depois que o Copom confirmou a manutenção da
taxa básica de juros em 11% ao ano. O tema terá destaque amanhã, quando for divulgado o
desempenho do mercado de crédito em junho, fechando o semestre; na quinta-feira, quando dois
grandes bancos de varejo, o Bradesco e o Santander, apresentarem os resultados do segundo
trimestre; e também na sexta-feira, quando o IBGE informar a produção industrial de junho.
Na próxima quarta-feira, dia 30, vence o prazo para que a Argentina faça o pagamento devido aos
credores que aceitaram renegociar a dívida soberana. Se não pagar, vai entrar em ´default`, o
nome técnico para ´calote`.
CENÁRIO POLÍTICO
A presidente Dilma Rousseff participa, nesta terça-feira, dia 29, em Caracas, na Venezuela, da
Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados. O encontro é precedido pela 46ª
reunião do Conselho do Mercado Comum do Mercosul, que já acontece hoje naquela cidade.
Download

semanal 28072014