i
PAUTA DA 157a REUNIÃO ORDINÁRIA DA CONGREGAÇÃO DA
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO
MEMBRO:
DATA:
HORÁRIO:
LOCAL:
22/02/2010
14H00
AUDITÓRIO DA FEEC
I - ATA DA 154ª REUNIÃO ORDINÁRIA – pg. 1-8
ATA DA 155ª REUNIÃO ORDINÁRIA – pg. 9- 16
II – ORDEM DO DIA
1.
Homologação de assuntos aprovados “ad-referendum”:
1.1. Resolução da Comissão de Extensão nº 076/2009 - Contrato para Execução de
Projeto de P&D intitulado “Modelo de Otimização do Despacho Hidrotérmico” da
ANELL através das empresas BANDEIRANTE, ESCELSA, ENERPEIXE, CDSA,
CGTF, BAESA, ENERCAN, CERAN, CPFL PIRATININGA, CPFL PAULISTA, RGE,
DUKE, AES TIETÊ, AES ELETROPAULO, AES URUGUAIANA, CESP, CEMIG,
TRACTEBEL, COPEL e a UNICAMP, com interveniência da FUNCAMP, que tem
como interessado o Prof. Secundino Soares Filho, pg. 17-19
1.2. Resolução da Comissão de Extensão nº 02/2010 - Proposta de Contrato de
Prestação de Serviços entre Unicamp e Eletropaulo Eletricidade Metropolitana de
São Paulo S/A., que tem como interessado o Prof. José Antonio Siqueira Dias, pg.
20-22
2.
Indicação de candidato para promoção por mérito ou abertura de concurso para
professor titular – 2010 – arquivos disponíveis para download em:
http://www2.fee.unicamp.br, clicar em informações – diretoria – Congregação da
FEEC e também na intranet:
- Proposta do Prof. Jaime Portugheis – Decisão da Congregação de 14/12/2009
sobre procedimentos de escolha de candidato à promoção em 2010 sem discussão
prévia pelos departamentos;
- Indicação por votação secreta.
3.
Indicação de membro suplente e membro titular ao Conselho Científico do NIPE –
Proposta da Diretoria – Titular: Ernesto Ruppert Filho e Suplente: Fujio Sato, pg. 23
4.
a)
Relatório de Atividades:
Interessado: Prof. Edson Bim, período: 09/2006 a 08/2009 (Relator: Prof. Roberto de
Alencar Lotufo), pg. 24-27
Interessado: Prof. Lee Luan Ling, período: 11/2004 a 10/2009 (Relator: Prof. Ernesto
Ruppert Filho), pg. 28-32
b)
5.
Renovação de contrato na categoria de Professor Doutor MS-3 na PE:
ii
Interessado: Prof. Romis Ribeiro de Faissol Attux (Relator: Prof. Anésio dos Santos
Jr.), pg. 33-36
6.
a)
b)
c)
d)
Programa de Pesquisador Colaborador:
Interessado: Dr. Edmilson da Silva Morais – solicitação de reingresso e análise do
relatório de atividades do período anterior, período de 2 anos, DECOM (Relator:
Prof. Marconi Kolm Madrid), pg. 37
Interessado: Dr. Napoleão dos Santos Ribeiro – solicitação de ingresso no
programa, período de 2 anos, DMO (Relator: Prof. Luiz César Martini), pg. 38
Interessado: Dr. Leonardo André Ambrósio - solicitação de ingresso no programa,
período de 2 anos, DMO (Relator: Prof. Walter da Cunha Borelli), pg. 39
Interessado: Dr. Ricardo Coelho Silva - solicitação de ingresso no programa, período
de 1 ano, DT (Relator: Prof. Walmir de Freitas Filho), pg. 40
7.
Homologação do parecer final do concurso para professor livre-docente, área de
Telecomunicaçõs e Telemática, disciplinas - EE521 e EE540, pg. 41-42
8.
Abertura de processo seletivo para contratação emergencial em substituição ao Prof.
Jacobus Willibrordus Swart, pg. 43
9.
Banca do Processo Seletivo Docente, PE, MS-3, RTC, na área de Engenharia
Biomédica, disciplinas: EA997, EA097, EA078 (Relator: Prof. Hugo E. H. Figueroa) parecer será encaminhado oportunamente.
10. Complementação de Gratificação do Coordenador da Comissão de Extensão (Relator:
Prof. Fabiano Fruett) - parecer será encaminhado oportunamente.
11. Discussão sobre áreas de concursos.
12.
a)
b)
c)
d)
e)
f)
g)
h)
i)
j)
k)
l)
Atos da Comissão de Pós-Graduação:
Parecer nº 099/2009 – Credenciamento do Prof. Celso Páscoli Bottura, pg. 44
Parecer nº 100/2009 - Credenciamento do Prof. Ioshiaki Doi, pg. 45
Parecer nº 101/2009 - Credenciamento do Dr. Marcos R. Salvador, pg. 46
Parecer nº 102/2009 - Credenciamento da Dra. Clarice D. Albuquerque, pg. 47
Parecer nº 103/2009 - Credenciamento do Dr. Marcos Júlio R. Flores, pg. 48
Parecer nº 104/2009 - Credenciamento do Dr. Aurélio Ribeiro L. de Oliveira, pg. 49
Parecer nº 105/2009 - Credenciamento do Dr. Marcelo Fantinato, pg. 50
Parecer nº 106/2009 – Credenciamento do Dr. Celso Cavellucci, pg. 51
Parecer nº 001/2010 - Credenciamento do Dr. Alexandre Xavier Falcão, pg. 52
Parecer nº 003/2010 - Resolução Interna CPG/FEEC nº 43, pg. 53-55
Parecer nº 004/2010 - Credenciamento do Dr. Manfred F. Bedriñana Aronés, pg. 56
Parecer nº 007/2010 – Resolução Interna CPG/FEEC nº 44, pg. 57-58
13. Atos da Comissão de Extensão:
a) Resolução da Comissão de Extensão nº 01/2010 – Proposta de Convênio de
Prestação de Serviços entre Unicamp e Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação CGTI, com interveniência da Funcamp, que tem como interessado o Prof. José
Pissolato Filho, pg. 59-61
b) Resolução da Comissão de Extensão nº 03/2010 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de Prestação de Serviços de Pequena Monta do Depto. de Microondas e
Óptica - DMO (2o. sem/08), que tem como interessado o Prof. Hugo Enrique
Hernándes Figueroa, pg. 62-63
iii
c) Resolução da Comissão de Extensão nº 04/2010 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de Prestação de Serviços de Pequena Monta do Depto. de Sistemas de
Energia Elétrica - DSEE (1o. sem/09), que tem como interessado o Prof. Carlos Alberto
Castro Junior, pg. 64-65
14. Minuta do Regimento Interno da FEEC - arquivos disponíveis para download em:
http://www2.fee.unicamp.br, clicar em informações – diretoria – Congregação da
FEEC e também na intranet.
III – EXPEDIENTE
1. Calendário das reuniões da Comissão de Extensão – para ciência – documentação será
encaminhada oportunamente.
2. Informes da Comissão de Graduação.
3. Informes da Comissão de Pós-Graduação.
4. Informes da Comissão de Extensão.
5. Informes da Comissão de Avaliação Institucional.
6. Informes da Direção.
FEEC, 19 de fevereiro de 2010.
(Original assinado pelo Diretor)
As Resoluções originais das Comissões de
Graduação, Pós-Graduação e Extensão
foram
assinadas
pelos
respectivos
Coordenadores.
1
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
Ata da 154a Reunião Ordinária da Congregação da Faculdade de Engenharia Elétrica
e de Computação, realizada em 09 de novembro de 2009, das 14h15 às 17h20, no
Auditório da FEEC.
•
•
•
•
A reunião foi presidida pelo Prof. Max Henrique Machado Costa, Diretor da FEEC.
Compareceram os seguintes conselheiros: Docentes: José Raimundo de Oliveira,
Paulo Cardieri, José Antenor Pomílio, José Mario De Martino, Gilmar Barreto, Ricardo
Ribeiro Gudwin, Luiz César Martini, Sérgio Santos Mühlen, Vivaldo Fernando da Costa,
Fabiano Fruett, Marconi Kolm Madrid, Anésio dos Santos Jr., Walter da Cunha Borelli,
Luiz Carlos Pereira da Silva, Eduardo Tavares Costa, Luiz Carlos Kretly, Jaime
Portugheis, Ernesto Ruppert Filho, Ricardo da Silva Torres. Funcionários: Nelson Vitor
Augusto, Carlos Roberto de Souza. Discentes: Francisco M. Portelinha Jr., Mauro
Tardivo Filho, Pedro Tabacof. Convidado: Prof. Yuzo Iano.
Ausências justificadas - Docentes: César José Bonjuani Pagan, Hugo E. H. Figueroa,
Roberto de Alencar Lotufo. Funcionário: Jaqueline Bisson Ercolini Lopes. Discentes:
Ricardo Coelho Silva.
Ausências não justificadas - Docente: José Antonio Siqueira Dias, José Augusto F.
Afonso. Discentes: Thiago Bulhões da Silva Costa, Eduardo H. Dias.
PROF. MAX cumprimenta a todos e informa que o Prof. Yuzo, por ser um dos
interessados, foi convidado a participar da discussão sobre a indicação da demanda
da FEEC para promoção por mérito ou concurso para Professor Titular. Aproveita
também a oportunidade para informar que o indicado pela Comissão de Especialistas
para receber o Prêmio Zeferino Vaz de 2009 foi o Prof. Vinicius Amaral Armentano.
I – ATA DA 153ª REUNIÃO ORDINÁRIA
PROF. CARDIERI solicita que seja corrigida na linha 314 a data para “23/09/2009”.
PROF. KRETLY pede a palavra para falar sobre a discussão da fila para vagas
docentes e afirma não estar encontrando no documento a informação de que a
Congregação não aprovou nenhuma ordenação. O Docente afirma que ficou claro na
discussão, e não está bem traduzido na ata, o fato de a Congregação não ter apontado
a ordenação como solução, mas ter passado essa tarefa para a CAC e,
aparentemente, essa Comissão não fez esse trabalho. PROF. MAX explica que temos
03 solicitações que foram aprovadas em set/2006 e outras 03 que foram aprovados em
abril/2007, ou seja, há 02 grupos de três professores. O Diretor esclarece que a CAC
se manifestou com relação aos perfis, considerando que o novo perfil tem que ser
atendido segundo as regras da Universidade que prevalecem nesse momento. PROF.
JOSÉ RAIMUNDO comenta que a ata reflete bem o que foi discutido. Houve uma
longa discussão e se a Congregação desejar podemos recuperar a gravação onde o
assunto é tratado. PROF. JAIME comenta que recebeu uma carta da Diretoria
encaminhada pelo Prof. José Raimundo que solicita que ele submeta novamente um
memorial atualizado, segundo decisão da Congregação. Há uma resolução e um texto
nessa carta. Nesse documento é mencionado que seriam avaliados os memoriais dos
06 candidatos e se houvesse no 1º grupo um candidato que preenchesse o perfil este
seria o indicado. PROF. EDUARDO comenta que a discussão envolveu colegas que
estavam presentes na reunião. Recorda-se que foi decidido que a análise iria começar
pelos mais antigos que tiveram suas solicitações aprovadas pela Congregação em
setembro/2006. Se houvesse 01 candidato que atendesse ao novo perfil, esse seria o
indicado a preencher a vaga; se houvesse dois ou mais candidatos, a CAC faria a
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
2
indicação. Em não tendo no grupo de 2006 nenhum colega que atendesse o novo
perfil, seria feita a avaliação dos colegas que tiveram as aprovações em abril/2007. E
se houvesse apenas 01 candidato em 2007, então seria esse o escolhido. Caso
houvesse dois ou mais candidatos, a CAC tomaria a decisão. E a decisão de ser
concurso ou indicação dependeria do quadro ao qual o indicado pertencesse. PROF.
MAX esclarece que a CAC normalmente não faz classificações de candidatos. O
envolvimento da Comissão, nesse caso, foi de avaliar os perfis dos candidatos e
compará-los com o perfil que é exigido para pedidos de promoção ou abertura de
concurso. O Diretor lembra que estamos discutindo se a ata reflete realmente o que foi
tratado e, para dirimir dúvidas, iremos ouvir a gravação da reunião anterior para
esclarecer os pontos dúbios. Não seria interessante postergar a aprovação da ata, pois
tudo ficará refém dessa aprovação. Temos uma série de decisões que precisam ser
encaminhadas e dependem dessa aprovação. PROF. EDUARDO enfatiza que
desconhecia quem estava nos dois grupos. Salienta também, que não teria sentido
começar uma análise por 2006 para depois ir para 2007. PROF. JAIME comenta que,
na leitura da ata, observa que há docentes presentes que estavam na reunião anterior,
por isso entende que há membros suficientes para decidir sobre o assunto. Desse
modo, propõe que as pessoas mais diretamente envolvidas se retirem da sala para que
a Congregação decida a situação de maneira mais calma. PROF. EDUARDO reforça
que a análise iria começar pelos mais antigos, ou seja, aqueles que tiveram a
aprovação na Congregação de setembro/2006 e que atendessem ao perfil. Se
houvesse somente um candidato, esse seria o indicado; se houvesse dois, a CAC iria
fazer o critério para decisão. Caso não houvesse candidato de 2006 que atendesse ao
perfil, a escolha seria de um candidato de 2007. Como não se sabia quem estava no 1º
ou no 2º grupo, decidiu-se que todos os candidatos deveriam fazer uma adequação do
memorial para verificar se eles atendiam ao novo perfil. PROF. JOSÉ RAIMUNDO
localiza o trecho da votação e coloca o áudio para a plenária ouvir. E salienta que a
discussão ficou bastante centrada no posicionamento do Prof. Gudwin que tinha receio
de que essa discussão voltasse a acontecer no futuro. PROF. MAX entende, após
ouvir o áudio, que não houve uma decisão clara de como seria o encaminhamento
caso houvesse mais de um candidato. PROF. JAIME observa que há uma grande
resistência da Congregação em fazer comparações, pois somos colegas e há conflitos
de interesse. É evidente que qualquer Comissão, seja ela externa ou não, no momento
de se tomar uma decisão, fará comparações. O Docente entende que não haveria a
necessidade de se ouvir o áudio, tendo em vista que cada um dos interessados, ao
atualizar os respectivos memoriais e entregá-los novamente à Diretoria, aceitou uma
resolução da Congregação. PROF. KRETLY comenta ter a maior tranquilidade para
discutir essas questões e relata que na última reunião da Congregação ele e a maioria
dos conselheiros não tinham nenhuma informação sobre quem pertencia ao bloco do
ano de 2006 e 2007, por isso tem a tranquilidade em defender as ideias. O tema mais
polêmico, que não foi tocado, em seu ponto de vista, foi a ordenação da lista. O
Docente argumenta que no momento em que o item foi colocado em votação não
mencionamos a ordenação e dizer que a análise se inicia pelos candidatos de 2006
não significa que, encontrado o primeiro de 2006, será esse o encaminhado. Em seu
entendimento, mesmo após o 1º nome ter sido encontrado, todos os demais seriam
analisados e iriam disputar a ordenação, que era a questão mais complicada. PROF.
GUDWIN observa que, embora tenhamos discutido sem a ordenação, não
conseguimos chegar a uma conclusão. E relembra que foi mencionado na reunião que
não era possível criar uma comissão da forma como estávamos prevendo por uma
questão de tempo e a análise seria feita pela CAC, que faria o ordenamento de
maneira extemporânea, ou seja, não seria uma regra a ser seguida no futuro, mas
afirma que a ordenação deveria fazer parte da análise da CAC. PROF. JOSE
RAIMUNDO entende que no trecho da votação, ouvido no áudio, ficou bem claro que
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
153
154
155
156
157
3
seriam analisados em 1ª instância os três candidatos que tiveram seus pedidos
aprovados em setembro/2006 e, se nesse grupo houvesse uma indicação que
atendesse ao perfil, essa pessoa seria a indicada. Se no ano de 2006 não houvesse
nenhum candidato que atendesse ao novo perfil, a análise passaria para os três
candidatos de 2007. PROF. MAX afirma que não gostaria de passar por um ponto sem
que ele fosse absolutamente discutido de forma integral e que não restasse qualquer
dúvida sobre a exatidão da transcrição que a ata apresenta. É importante que se leve
em consideração que vários pontos podem ter sido discutidos em paralelo, mas alguns
foram votados e nem todos os que pareciam consensuais ou boas ideias por parte de
alguns conselheiros foram efetivamente votados; é importante distinguir essa situação.
Após ampla discussão PROF. MAX propõe a retirada de pauta da ata para que os
pontos dúbios sejam checados para que possamos deliberar sobre ela na próxima
reunião da Congregação. PROF. SÉRGIO sugere que seja perguntado aos
conselheiros quem se sente à vontade para votar a ata como está, pois ele se sente
em condição de votar. PROF. MAX prefere que o assunto seja tratado com maior
cuidado em razão das dúvidas que ainda permanecem. A votação tem o seguinte
resultado: a) retirada de pauta da ata - 13 votos favoráveis; b) votar a ata no momento
da reunião – 04 votos favoráveis e 04 abstenções. A retirada de pauta da ata é
aprovada com 13 votos favoráveis.
II - ORDEM DO DIA
Os seguintes itens são destacados: 1.1, 1.6, 1.7, 5, 6, 7, 9, 10, 11d, 11e, 11f e 11g. A
seguir os itens não destacados – 1.2, 1.3, 1.4, 1.5, 2, 3, 4, 8, 11a, 11b, 11c e 12 – são
colocados em votação e aprovados com 01 abstenção.
Itens aprovados sem destaque: 1.2, 1.3, 1.4, 1.5, 2, 3, 4, 8, 11a, 11b, 11c e 12:
1.
Homologadas as aprovações ad-referendum dadas aos seguintes itens:
1.2 Atos da Comissão de Extensão:
a) Resolução da Comissão de Extensão nº 054/2009 - Proposta de oferecimento do
curso: “Fundamentos de Eletricidade” pelo DEB, que tem como interessado o Prof.
Saide Jorge Calil.
b) Resolução da Comissão de Extensão nº 067/2009 – Proposta de Contrato de
Prestação de Serviços Tecnológicos de P&D entre Energest S.A./Bandeirante Energia
S.A./ UNICAMP / FUNCAMP, que tem como interessado o Prof. Secundino Soares
Filho.
1.3 Ato da Comissão de Pós-Graduação:
Parecer CPG nº 084/2009 – Credenciamento do Dr. Jader A. Lima Filho.
1.4 Indicação de representação junto ao Conselho Científico do CEPETRO – Prof. Max
Henrique Machado Costa (titular) e Prof. José Raimundo de Oliveira (suplente).
1.5 Parecer final do Processo Seletivo de Professor Doutor, nível MS-3, RTP, na área de
Energia Elétrica, nas disciplinas ET520 (Princípios de Conversão de Energia) e
ET621 (Laboratório de Máquinas Elétricas).
2. Indicação de representação junto ao Conselho Superior do NICS - Prof. Rafael Santos
Mendes (titular) e Prof. Leonardo de Souza Mendes (suplente).
3. Relatório de Atividades:
a) Prof. Gustavo Fraidenraich, período 08/2008 a 07/2009, conforme parecer favorável
do Prof. Ricardo Ribeiro Gudwin.
158
159
160
161
162
163
164
165
166
167
168
169
170
171
172
173
174
175
176
177
178
179
180
181
182
183
184
185
186
187
188
189
190
191
192
193
194
195
196
197
198
199
200
201
202
203
204
205
206
207
208
209
210
4
b) Prof. Peter Jürgen Tatsch, período de julho/2004 a junho/2009, conforme parecer
favorável do Prof. Marconi Kolm Madrid.
4. Programa de Pesquisador Colaborador:
a) Ingresso do Dr. Alessandro do Nascimento Vargas, junto ao DT, pelo período de dois
anos, conforme parecer favorável do Prof. Eduardo Tavares Costa.
b) Prorrogação de participação no programa e análise do período anterior do Dr. Marcos
Julio Rider Flores, junto ao DSEE, pelo período de 1 ano, conforme parecer favorável
do Prof. César José Bonjuani Pagan.
8. Homologado o Parecer final do Processo Seletivo de Professor Doutor, nível MS-3,
RTP, na área de Engenharia de Computação, nas disciplinas EA078 (Micro e
Minicomputadores: Hardware), EA079 (Laboratório de Micro e Minicomputadores) e
EA876 (Introdução a Software de Sistema).
11.
a)
b)
c)
Atos da Comissão de Pós-Graduação:
Parecer CPG nº 075/2009 – Credenciamento do Dr. Leandro Nunes de Castro Silva.
Parecer CPG nº 076/2009 – Credenciamento do Prof. Carlos Alberto Favarin Murari.
Parecer CPG nº 077/2009 – Revalidação de diploma do Dr. Luiz Gustavo Bizarro
Mirisola.
12. Atos da Comissão de Extensão:
a) Resolução da Comissão de Extensão nº 055/09 – Proposta de Contrato de Prestação
de Serviços entre UNICAMP e Companhia Piratininga de Força e Luz, com
interveniência da FUNCAMP, que tem como interessado o Prof. Luiz Carlos Kretly.
b) Resolução da Comissão de Extensão nº 056/09 – Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DSIF (1º sem/09), que tem
como interessado o Prof. Fabiano Fruett.
c) Resolução da Comissão de Extensão nº 057/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do Laboratório Nano
Engenharia Eletrônica (1º sem/09), que tem como interessado o Prof. Vitor
Baranauskas.
d) Resolução da Comissão de Extensão nº 058/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DSCE (1º sem/09), que
tem como interessado o Prof. José Pissolato Filho.
e) Resolução da Comissão de Extensão nº 059/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DECOM (1º sem/09), que
tem como interessado o Prof. Luiz César Martini.
f) Resolução da Comissão de Extensão nº 060/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do LAT (1º sem/09), que tem
como interessado o Prof. José Pissolato Filho.
g) Resolução da Comissão de Extensão nº 061/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DMO (1º sem/09), que tem
como interessado o Prof. Hugo E. H. Figueroa.
h) Resolução da Comissão de Extensão nº 062/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DCA (1º sem/09), que tem
como interessado o Prof. Fernando Antonio Campos Gomide.
i) Resolução da Comissão de Extensão nº 063/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DT (1º sem/09), que tem
como interessado o Prof. Ivanil Sebastião Bonatti.
j) Resolução da Comissão de Extensão nº 064/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DENSIS (1º sem/09), que
tem como interessado o Prof. Secundino Soares Filho.
211
212
213
214
215
216
217
218
219
220
221
222
223
224
225
226
227
228
229
230
231
232
233
234
235
236
237
238
239
240
241
242
243
244
245
246
247
248
249
250
251
252
253
254
255
256
257
258
259
260
261
262
263
5
k) Resolução da Comissão de Extensão nº 065/09 - Relatório Financeiro da FUNCAMP
sobre área de prestação de serviços de pequena monta do DSEE (2º sem/08), que
tem como interessado o Prof. Carlos Alberto de Castro Jr.
Itens destacados: 1.1, 1.6, 1.7, 5, 6, 7, 9, 10, 11d, 11e, 11f e 11g:
1. Homologada a aprovação ad-referendum dada ao seguinte item:
1.1 Processo Seletivo Docente, PE, MS3, área de Telecomunicações e Telemática,
disciplinas EE754 e EE755 – nova composição da Comissão Julgadora, conforme
parecer favorável do Prof. Sérgio Santos Mühlen.
PROF. MAX explica que, por impedimentos de última hora de dois membros da banca,
houve a necessidade de adiar a realização das provas. Profa Denise não pôde
participar no período previamente estabelecido e Prof. Amílcar teve que ser
substituído pelo Prof. Adaildo que, de suplente passou a titular. Profa Mônica de
Lacerda Rocha foi indicada como suplente. Após estes esclarecimentos, o item é
colocado em votação e aprovado com 01 abstenção.
1.6 Indicação da necessidade de novas vagas para contratação de docentes.
PROF. MAX explica que o assunto será discutido em uma reunião que ocorrerá hoje
na CVD sobre as novas áreas de contratação de docentes. Há um total de 40 vagas
para serem distribuídas para o próximo ano e existe a perspectiva de pelo menos 07
vagas adicionais. Com exceção da FCA, que tem uma dotação separada, há 21
unidades pleiteando vagas e há uma perspectiva de que a FEEC receba duas ou três
delas. A argumentação para esta solicitação está embasada por documentos com as
posições da CG e CPG. Esse material foi encaminhado à CVD para instruir nossa
solicitação de novas vagas docentes. A FEEC está solicitando 05 novas vagas para
contratações e as áreas serão decididas pela Congregação. PROF. JOSÉ
RAIMUNDO lembra que, no estudo que o Prof. Castro apresentou na reunião de
chefes de Departamento, foi feita uma análise dos seguintes impactos: a) dos
aposentados sobre as nossas áreas de concentração; b) nas disciplinas de pósgraduação; c) nos alunos atendidos/orientados; d) na produção de dissertações de
mestrado; e) nas teses de doutorado; f) publicações nacionais e internacionais. Foi
apresentado um resumo do impacto que cada um desses itens analisados teria sobre
cada uma das grandes áreas. Esse estudo termina com a sugestão de 05 novas
contratações sem explicitar áreas. De certa forma, a CG fez um trabalho semelhante
com base no documento que havia sido disponibilizado. Foi feita uma análise
completa e sugere que haja até 2010 uma reposição integral das aposentadorias
docentes e elenca as áreas prioritárias em termos de disciplinas de graduação:
computação, eletromagnetismo, automação, eletrotécnica e eletrônica. PROF. MAX
salienta que é importante que o nosso pedido de vagas seja compatível e na mesma
proporção da demanda apresentada no texto, tendo em vista que esse documento
será avaliado com profundidade e detalhamento pela CVD. Após estes
esclarecimentos, o item é colocado em votação e aprovado com 02 abstenções.
1.7 Indicação da demanda da FEEC para promoção por mérito ou concurso para
Professor Titular.
PROF. MAX informa que conversou com o Prof. De Decca sobre a documentação
encaminhada pela CVD e explicou ao Coordenador Geral a situação delicada da
FEEC, que conta com mais de 35% de professores titulares. Prof. De Decca
esclareceu que, neste momento, é necessário somente que as unidades indiquem as
respectivas demandas, pois o assunto da indicação será tratado somente em 2010.
Neste momento, dos docentes que tiveram seus respectivos pedidos aprovados na
Congregação, três satisfazem o perfil. Assim sendo, estes três nomes foram
264
265
266
267
268
269
270
271
272
273
274
275
276
277
278
279
280
281
282
283
284
285
286
287
288
289
290
291
292
293
294
295
296
297
298
299
300
301
302
303
304
305
306
307
308
309
310
311
312
313
314
315
316
6
encaminhados na demanda. PROF. JAIME questiona se iremos aprovar a demanda
sem ter os pareceres da CAC. PROF. MAX esclarece que, para este
encaminhamento, foi utilizada apenas a conclusão da CAC com relação aos
candidatos e não os pareceres. A conclusão é que temos 03 docentes que atendem
ao novo perfil e que já tiveram seus pedidos aprovados na Congregação. Os nomes
foram encaminhados conforme o documento que está anexo à pauta. Há um parecer
individual para cada docente, sendo a demanda a seguinte: a) 01 vaga para abertura
de concurso na área de Telecomunicações e Telemática, que tem como interessado o
DECOM; b) 02 solicitações de promoção por mérito que têm como interessados os
Professores Yuzo Iano e Luiz Carlos Kretly. Nesse momento temos 03 vagas sendo
demandadas para Professor Titular, seja por concurso ou por promoção por mérito.
Essa demanda será utilizada pela CVD, por uma Comissão ad-hoc que está sendo
constituída, para avaliar as solicitações das Unidades. A ideia é que sejam distribuídas
35 vagas para Professores Titulares e existe a perspectiva que sejam aumentadas
para 40, de modo semelhante ao que ocorreu no ano passado. O número de vagas
que cada Unidade receberá irá depender da demanda. PROF. ANÉSIO entende que
as três promoções já foram aprovadas pela Congregação e o que a CAC fez foi uma
atualização da documentação ao perfil vigente. PROF. JAIME afirma que a Diretoria
requereu, por meio de ofício, um novo memorial. Ele encaminhou a documentação
solicitada e até o momento não recebeu comunicado oficial sobre ela. Além disso, o
Docente enfatiza que os pareceres da CAC sempre acompanham os pedidos de
promoção por mérito. PROF. MAX esclarece que os pareceres não foram
disponibilizados pelo fato de não terem ainda recebido as assinaturas de todos os
membros da CAC. PROF. JAIME pergunta se iremos enviar, juntamente com a
aprovação da Congregação, os pareceres aprovados pela CAC para as instâncias
superiores. PROF. MAX esclarece que os pareceres não foram enviados pela razão já
mencionada anteriormente e explica que foram enviados os Formulários 1 e 2. PROF.
JAIME pede para que, juntamente com a aprovação da Congregação, sejam
enviados também os pareceres da CAC. PROF. JOSÉ RAIMUNDO explica que os
pareceres da CAC servem de base para a Congregação e o que foi pedido no ofício é
uma posição sobre a demanda da Faculdade. Desse modo, enfatiza que o que temos
que aprovar ou não é a aprovação que a Direção encaminhou “ad-referendum” da
Congregação: 03 nomes que foram analisados pela CAC e que atendem ao novo
perfil. A instrução que constava no ofício é que os formulários, e não pareceres,
fossem enviados. PROF. KRETLY questiona se no encaminhamento enviado houve
uma ordenação na lista. Prof. Max esclarece que não houve nenhuma ordenação e
afirma que deixará bem claro na reunião da CVD que não existe nenhuma ordem
implícita nesse documento. PROF. GUDWIN pergunta dentre os três nomes quais são
da demanda de 2006 e quais são da demanda de 2007. PROF. MAX esclarece que os
Professores Yuzo (promoção por mérito) e Jaime (abertura de concurso) tiveram suas
solicitações aprovadas em setembro/2006 e o Prof. Kretly (promoção por mérito) teve
seu pedido aprovado em abril/2007. Após ampla discussão, Prof. Max coloca em
votação a homologação da aprovação “ad-referendum”, que é aprovada com 01
abstenção. O Diretor apresenta a proposta do Prof. Jaime de encaminhar também os
pareceres dos três indicados. PROF. JOSÉ RAIMUNDO chama a atenção para o
Artigo 15 do Regimento da Congregação que menciona que itens a serem adicionados
à pauta, na Ordem do Dia, devem ser colocados com pelo menos 01 dia de
antecedência à reunião. Desse modo, PROF. MAX entende que a proposta do Prof.
Jaime não pode ser contemplada nesse momento, mas certamente poderá ser
contemplada na reunião de 30/novembro/2009.
Às 16h40 Prof. Max passa a presidência da reunião ao Prof. José Raimundo.
317
318
319
320
321
322
323
324
325
326
327
328
329
330
331
332
333
334
335
336
337
338
339
340
341
342
343
344
345
346
347
348
349
350
351
352
353
354
355
356
357
358
359
360
361
362
363
364
365
366
367
368
369
7
5. Ingresso no Quadro de Docentes da Unicamp, na Parte Permanente, com extensão ao
RDIDP, do Prof. Marco Antonio Robert Alves, conforme parecer favorável do Prof.
Walmir de Freitas Filho.
PROF. KRETLY informa que o Prof. Marco Antonio, além de se dedicar à área de
Microeletrônica, dedica-se também à pesquisa na área de Materiais, que é importante
para Faculdade e há poucos docentes trabalhando nessa área. O Docente parabeniza
o Prof. Marco Antonio por ser um profissional correto e também pela sua produção na
área. O item é colocado em votação e aprovado com 01 abstenção.
6. Abertura de Concurso público de provas e títulos para provimento de cargo de
Professor Doutor, Parte Permanente, na área de Energia Elétrica, na disciplina ET620
(Máquinas Elétricas), DSEE, conforme parecer favorável do Prof. Anésio dos Santos
Júnior.
PROF. KRETLY pede destaque do item por não ter tido tempo hábil para fazer
análises, mas verificou que o encaminhamento feito pelo parecerista está correto, pois
não faz menção ao candidato. A seguir, o item é colocado em votação e aprovado com
01 abstenção.
7. Concurso de Livre Docência na área de Telecomunicações e Telemática, nas
disciplinas EE521 e EE540, DMO - Parecer favorável da Comissão de Especialistas
sobre a inscrição do candidato Aldário Chrestani Bordonalli.
PROF. JOSÉ RAIMUNDO esclarece que o destaque ocorreu em razão de a
documentação ter sido distribuída no momento da reunião e também para exclusão do
termo “Abertura” do título do item. Após estes esclarecimentos, o item é colocado em
votação e aprovado com 01 abstenção.
9. Formação de uma Comissão Externa para seleção do candidato a promoção por mérito
ou abertura de concurso para Professor Titular da FEEC em 2009. Proposta: membros
externos da CAC - Professores José Roberto Cardoso e Marcelo Gattass - e Prof.
Sergio Shiguemi Furuie.
PROF. JOSE RAIMUNDO esclarece que o item foi destacado pela mesa e também
pelo Prof. Jaime. PROF. JAIME acredita que temos vários problemas, como: dois
quadros e épocas diferentes de entrega da documentação, por isso é complicado
fazer comparações. Nunca tivemos uma Comissão similar de seleção ou concurso
sem a participação de membros internos, por isso acha essa situação extremamente
nova e entende que o concurso seja a melhor solução. Uma comissão pode selecionar
um candidato e, se for o caso, reprovar os outros. O concurso pode aprovar todos e se
todos os candidatos são aprovados, podemos fazer uma pressão maior de modo a
demonstrar nossa demanda. PROF. JOSÉ RAIMUNDO entende que essa questão
precisa ser maturada e precisamos pensar melhor sobre ela. Em seu ponto de vista
acredita ser muito cedo para discutirmos nomes para uma Comissão tão importante
quanto essa, inclusive a sua forma de trabalho. No entanto, o Diretor Associado
chama a a atenção para o fato de a discussão estar ficando muito longa em razão do
envolvimento pessoal dos interessados. PROF. KRETLY afirma não ser o seu caso e
salienta ser um dos primeiros a sair da sala quando há assuntos de seu interesse. O
Docente considera ser equivocada para uma instituição madura como a UNICAMP a
atitude de sempre apelar para membros externos quando não consegue resolver uma
questão interna. O Docente entende que temos condições de fazer uma Comissão
mista e não uma composta exclusivamente por membros externos. PROF. EDUARDO
concorda com Prof. Kretly no que diz respeito à participação exclusiva de membros
externos para a avaliação de questões internas. A Faculdade precisa ter tranquilidade
para resolver essas questões e acredita que a CAC, com a participação dos membros
externos, ou até mais expandida, é quem deveria fazer o ranqueamento. O Docente
370
371
372
373
374
375
376
377
378
379
380
381
382
383
384
385
386
387
388
389
390
391
392
393
394
395
396
397
398
399
400
401
402
403
404
405
406
407
408
409
410
411
412
413
414
415
416
417
418
419
8
explica que os três candidatos a promoção têm excelentes serviços prestados à
Faculdade, atendem ao perfil definido e são merecedores desta promoção. Entretanto,
a proposta do Prof. Jaime de realização de concurso é contrária à decisão tomada na
última Congregação, pois a Comissão designada pela Congregação havia proposto
um concurso com as disciplinas Circuitos Elétricos I ou II e a Congregação
manifestou-se contrária a ela. PROF. FABIANO argumenta que todas as vezes que
esse assunto é tratado, discuti-se bastante e chega-se a mencionar os nomes dos
interessados e, nesse caso, acha estranho que essas pessoas estejam presentes na
sala. Em seu ponto de vista, os interessados podem permanecer na sala, mas sem se
pronunciarem, porque fica difícil saber se eles estão se manifestando do ponto de
vista de chefes ou por estarem envolvidos no assunto. E entende que, se o
interessado é o chefe, deveria designar o vice-chefe para participar da reunião. PROF.
GUDWIN entende ser conveniente pensarmos em um critério mais definitivo e que
possa vigorar daqui para frente. Se isso não ocorrer, a cada ano voltaremos a ter esse
mesmo tipo de discussão, pois serão outros interessados que solicitarão promoção.
Por isso acredita ser importante levar o assunto aos departamentos e trazer suas
contribuições para legitimar o critério a ser usado daqui para frente, caso a situação
permaneça como está. É importante que os interessados tenham uma visão do que os
espera adiante. PROF. JOSÉ RAIMUNDO concorda com o posicionamento do Prof.
Gudwin e salienta que estamos em uma situação de eterno trabalho na Congregação.
Essa situação não foi provocada pela Diretoria, mas sim pelas instâncias superiores
por meio do estabelecimento da limitação dos 35%. Como temos uma demanda já
instalada que precisa ser resolvida, temos que tentar soluções pontuais. O Diretor
Associado acredita que uma solução definitiva passa pela eliminação dos 35%. Diante
disso, PROF. JOSÉ RAIMUNDO propõe que o assunto seja encaminhando aos
departamentos para uma discussão mais profunda. PROF. ANTENOR afirma que
essa Congregação há aproximadamente 03 anos não assume sua responsabilidade
sobre o destino de nossa Faculdade no assunto de promoções. Negamos
sistematicamente a discussão do perfil e só o fizemos quando não tínhamos mais
saída e, no momento, não estamos querendo discutir quem essa Faculdade acha que
deve ser promovido. Não é a CAC quem tem que discutir essa questão, pois essa
Comissão não tem legitimidade para isso por ser assessora. Quem tem legitimidade
para escolher, entre os colegas, aquele que pode ser promovido a professor titular é a
Congregação, que não deve criar comissões para tomar decisões por ela. As
comissões têm o papel de assessorar, mas a decisão final é da Congregação. O
Docente tem dúvidas, do ponto de vista formal, se a CAC poderia fazer esta indicação,
haja vista o fato de haver colegas, na Comissão, que não são professores titulares.
PROF. SÉRGIO afirma ser oportuno o posicionamento do Prof. Antenor e manifestase contrário à proposta de formação de uma comissão externa e sugere que esse
trabalho poderia ser feito pela CAC completa, além dos nomes já sugeridos. O
Docente entende que a CAC é uma comissão assessora da Congregação e a
deliberação do que será feito é de responsabilidade da Congregação. Após ampla
discussão, PROF. JOSÉ RAIMUNDO apresenta as propostas levantadas até o
momento: a) formação de uma Comissão Externa; b) proposta do Prof. Sérgio –
análise pela CAC completa; c) proposta do Prof. Antenor que sugere que o item seja
votado na Congregação. No entanto, a discussão não avança pelo término de quorum.
Nada mais havendo a tratar, o Senhor Presidente declara encerrada a reunião e, para
constar, eu, Ademilde Félix, Assistente Técnico da FEEC, lavro a presente Ata.
9
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
Ata da 155a Reunião Ordinária da Congregação da Faculdade de Engenharia Elétrica
e de Computação, realizada em 30 de novembro de 2009, das 14h15 às 18h00, no
Auditório da FEEC.
•
•
•
•
A reunião foi presidida pelo Prof. Max Henrique Machado Costa, Diretor da FEEC.
Compareceram os seguintes conselheiros: Docentes: José Raimundo de Oliveira,
Carlos Alberto de Castro Jr., José Antenor Pomílio, José Mario De Martino, Gilmar
Barreto, Ricardo Ribeiro Gudwin, Luiz César Martini, Sérgio Santos Mühlen, César
José Bonjuani Pagan, Walmir de Freitas Filho, Hugo E. H. Figueroa, Fabiano Fruett,
José Antonio Siqueira Dias, Marconi Kolm Madrid, Anésio dos Santos Jr., Roberto de
Alencar Lotufo, Luiz Carlos Pereira da Silva, Eduardo Tavares Costa, Luiz Carlos
Kretly, Jaime Portugheis, Ricardo da Silva Torres. Funcionários: Nelson Vitor Augusto,
Jaqueline Bisson Ercolini Lopes, Carlos Roberto de Souza. Discentes: Francisco M.
Portelinha Jr., Mauro Tardivo Filho, Pedro Tabacof. Convidado: Prof. Yuzo Iano.
Ausências justificadas - Docente: Walter da Cunha Borelli. Discente: Ricardo Coelho
Silva.
Ausências não justificadas - Docente: José Augusto F. Afonso, Ernesto Ruppert Filho.
Discentes: Thiago Bulhões da Silva Costa, Eduardo H. Dias.
PROF. MAX cumprimenta a todos e informa que hoje temos a visita do Prof.
Mohamed e também do Prof. Lizandro Cardoso da PREAC.
I - Visita do Prof. Mohamed Ezz El Din Mostafa Habib – Pró-Reitor de Extensão e
Assuntos Comunitários.
PROF. MOHAMED apresenta um breve histórico do que são as atividades de
extensão universitária da UNICAMP e salienta que essas atividades são um
instrumento que possibilita à Universidade cumprir sua função social. Dentre os vários
órgãos vinculados à PREAC, PROF. MOHAMED destaca a Rádio e Televisão
Unicamp-RTV, que embora tenha essa denominação há aproximadamente 08 anos,
não conta com rádio e, recentemente estamos usando a rádio web. Estamos
trabalhando para ter concessões e autorização do Governo e do Congresso Nacional
para termos um canal de TV aberta, além de uma faixa de rádio. Por enquanto
estamos fazendo uma rede interna nas Unidades e outros lugares estratégicos para a
divulgação constante da TV Universitária. Este acesso é possível desde que se tenha
assinatura. No entanto, algumas Unidades não estão facilitando esse trabalho. Por
isso, solicita o apoio de todos para que seja viabilizada a instalação do ponto da RTV.
II – ATA DA 153ª REUNIÃO ORDINÁRIA
PROF. CASTRO solicita que seja corrigida na linha 361 a data para “23/09/2009”.
Após essa correção, a ata é colocada em votação e aprovada com 03 abstenções.
III - ORDEM DO DIA
Os seguintes itens são destacados: 2, 5, 7, 8, 9, 11a, 11b, 11c, 11d e 12b. A seguir os
itens não destacados: 1, 3, 4, 6, 10, 11e, 11f, 11g, 11h, 11i, 11j, 11k, 11l, 12a – são
colocados em votação e aprovados por unanimidade.
Itens aprovados sem destaque: 1, 3, 4, 6, 10, 11e, 11f, 11g, 11h, 11i, 11j, 11k, 11l, 12a
1.
Homologadas as aprovações ad-referendum dadas aos seguintes itens:
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
10
1.1 Parecer CPG nº 086/2009 – Credenciamento do Prof. João Frederico da Costa
Azevedo Meyer
1.2 Concurso de Livre Docência na área de Telecomunicações e Telemática, nas
disciplinas EE521 e EE540, do DMO – Comissão Julgadora, conforme parecer
favorável do Prof. Ricardo Ribeiro Gudwin.
3. Homologado o Parecer final do Processo Seletivo de Professor Doutor, nível MS-3,
RTP, na área de Telecomunicações e Telemática, nas disciplinas EE754, EE755.
4. Admissão do Dr. Madson Cortes de Almeida na PE-QD da Unicamp, com extensão ao
RDIDP, conforme parecer favorável do Prof. Luiz César Martini.
6. Processo Seletivo de Provas e Títulos para função de Professor Doutor, PE, MS3, na
área de Engenharia Biomédica, nas disciplinas EA997, EA097, EA078, Pareceres da
Comissão de Especialistas sobre as inscrições de candidatos.
10. Ato da Comissão de Graduação:
Parecer CG nº 059/2009 – Revalidação de Diploma do Eng. Eduardo Pontalti.
11. Atos da Comissão de Pós-Graduação:
e) Parecer nº 087/2009 - Credenciamento do Dr. Plínio Roberto S. Vilela.
f) Parecer nº 088/2009 - Credenciamento do Dr. Felipe Rudge Barbosa.
g) Parecer nº 089/2009 - Credenciamento da Dra. Rosana Almada Bassani.
h) Parecer nº 090/2009 - Credenciamento do Dr. Olinto César B. Araújo.
i) Parecer nº 091/2009 - Credenciamento da Dra. Ana Lúcia M. C. S. Silva.
j) Parecer nº 092/2009 - Credenciamento do Dr. Fabbryccio A. C. M. Cardoso.
k) Parecer nº 093/2009 - Credenciamento do Prof. Dr. Raul Vinhas Ribeiro.
l) Parecer nº 098/2009 - Revalidação de diploma do Dr. Rafael P. Guimarães.
12. Atos da Comissão de Extensão:
a) Resolução da Comissão de Extensão nº 066/2009 – Relatório Final do Convênio de
Cooperação Técnica entre UNICAMP/FUNCAMP/CTEEP, com interveniência da
FUNCAMP, que tem como interessado o Prof. Edson Moschim.
Itens destacados: 2, 5, 7, 8, 9, 11a, 11b, 11c, 11d e 12b
2. Proposta de enviar à CVD, juntamente com a lista de pedidos de promoção por mérito
e/ou abertura de concurso para Professor Titular, os pareceres da Comissão Ad-Hoc
formada pelos membros internos da CAC.
Antes de iniciar a discussão Prof. Kretly se retira da sala por ser interessado no
assunto. PROF. MAX relembra que o item 2 foi proposto na última Congregação a
partir de uma iniciativa do Prof. Jaime de enviar à CVD os três pareceres que foram
exarados pela Comissão Ad-Hoc que avaliou os candidatos à promoção. PROF.
JAIME solicita que sejam enviados também os pareceres emitidos pela CAC no ano
de 2006. PROF. MAX afirma que tinha entendido que a proposta do Docente era de
que fossem anexados os três pareceres que foram exarados recentemente pela
Comissão Ad-Hoc formada pelos membros internos da CAC. PROF. JAIME pede
permissão para modificar a proposta e anexar não apenas os pareceres recentes, mas
também os pareceres emitidos pelo Departamento e pela CAC em 2006. PROF. MAX
pergunta se há comentários sobre a alteração da proposta sugerida pelo Prof. Jaime
de colocar não apenas os pareceres recentes, mas também os pareceres do ano de
2006. Após ampla discussão, PROF. MAX consulta se a plenária está instruída e se
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
153
154
155
156
157
11
podemos votar e esclarece que estamos atendendo à solicitação do Prof. Jaime de
enviar o material pertinente a esses pedidos de promoção por mérito ou de abertura
de concurso. E explica que o Prof. Jaime pede para que, além dos pareceres recentes
da Comissão Ad-hoc, os pareceres originários desses pedidos do ano de 2006
também sejam enviados. Servidor NELSON entende que seja necessário colocar em
votação a proposta original e a proposta estendida. PROF. MAX acata a sugestão do
Servidor Nelson de contemplar também a proposta original além da modificação
sugerida pelo Prof. Jaime. Desse modo, temos 03 alternativas: a) proposta original
que está listada no item 2 (envio dos pareceres recentes da Comissão Ad-hoc à CVD);
b) proposta modificada (envio dos pareceres recentes e daqueles de 2006, tanto da
Congregação quanto do Depto); c) não favorável ao envio de material algum neste
momento à CVD. Prof. Jaime retira-se da sala no momento da votação. PROF.
LOTUFO sugere que seja feita uma votação em duas partes, isto é, nenhum envio à
CVD x envio de algum material à CVD e, depois que seja tratada a questão de qual
material será enviado. PROF. MAX acata a sugestão e faz um 1º encaminhamento:
nenhum envio à CVD x envio de algum material à CVD. A votação tem o seguinte
resultado: 07 votos favoráveis ao envio de algum material à CVD; 05 votos contrários
ao envio de qualquer material à CVD neste momento e 08 abstenções. A seguir, é
feito um 2º encaminhamento: enviar os pareceres recentes da Comissão Ad-hoc x
enviar todos os pareceres relativos aos pedidos. A votação tem o seguinte resultado:
05 votos favoráveis ao envio dos pareceres recentes da Comissão Ad-hoc; 07 votos
favoráveis ao envio de todos os pareceres relativos aos pedidos e 10 abstenções.
Serão enviados todos os pareceres (Departamento de 2006/2007, CAC de 2006/2007
e da Comissão Ad-hoc de 2009) pertinentes aos pedidos de promoção dos 03
candidatos que foram contemplados recentemente com o encaminhamento dos seus
pedidos para a caracterização da demanda. PROF. JOSÉ RAIMUNDO manifesta-se
contrário a esse envio e justifica seu posicionamento pelo fato de essa documentação
não ter sido solicitada. Professores Kretly e Jaime retornam para a sala.
PROF. MAX propõe, considerando o adiantado da hora, uma inversão de pauta, pois
há itens que precisam ser tratados hoje.
Item destacado pauta suplementar
1. Proposta para Aquisição de equipamentos com recursos do Programa de Reserva
Técnica Institucional para Pesquisa – FAPESP.
PROF. JOSÉ RAIMUNDO explica que temos uma Parcela de Reserva Técnica para
Custos de Infraestrutura Institucional para Pesquisa da FAPESP cujo valor reservado
para a Faculdade é de R$ 123.830,00 que será usado na área de informática. Em
vista disso, foi elaborada uma proposta que envolve a ampliação da rede sem fio com
extensão para os prédios E, F, G, H e a compra de um servidor de alto desempenho.
A ideia é utilizar um servidor baseado na tecnologia Blade que é um conjunto de
facilidades para que possamos, conforme necessário, adicionar gavetas de
processadores formando um cluster de processamento. É possível ter vários
processadores em um único gabinete. A tecnologia reduz o número de fios e o
consumo. A intenção é termos, dentro desse recurso, uma estação servidora com 08
unidades processadoras, sendo duas unidades da família Sparc e 06 unidades da
família Intel. Esse recurso permite modularidade e pode ser ampliado de acordo com a
necessidade. O Diretor Associado salienta que o projeto foi encaminhado à FAPESP,
mas é necessário ter o respaldo da Congregação. PROF. SÉRGIO pede
esclarecimentos com relação ao que pode e o que não pode ser incluído nessa
solicitação. O Docente também questiona, ainda dentro da área de equipamentos para
TI: a) por que não há menção de itens alocados na área física onde se localiza o DEB,
158
159
160
161
162
163
164
165
166
167
168
169
170
171
172
173
174
175
176
177
178
179
180
181
182
183
184
185
186
187
188
189
190
191
192
193
194
195
196
197
198
199
200
201
202
203
204
205
206
207
208
209
210
12
como por exemplo, rede wireless; b) quais outros tipos de itens podem ser incluídos,
como por exemplo, material multiusuário para suporte a laboratório de ensino de
graduação. PROF. JOSÉ RAIMUNDO esclarece que, com relação ao suporte a
laboratório de ensino de graduação, foi realizada uma consulta informal com outros
docentes que participaram da decisão desse tipo de atribuição de recurso e ficou
muito claro que a nossa primeira iniciativa seria a aquisição de osciloscópios,
geradores de sinais em quantidade suficiente para suprir a demanda de nosso
laboratório de ensino. Como essas aquisições seriam para graduação, não é possível
utilizar esse recurso para essa finalidade, pois a parcela de reserva técnica é
destinada para pesquisa. Nesse sentido o que é mais fácil adquirirmos são os
recursos para computação. Com relação à cobertura da área da rede sem fio onde se
localiza o DEB, a quantidade que estamos adquirindo é suficiente para os prédios já
citados anteriormente, inclusive o DEB. PROF. GUDWIN lembra que tínhamos um
servidor de alto desempenho que foi adquirido na gestão do Prof. Léo, mas que
aparentemente até hoje não está totalmente em funcionamento em razão de o Setor
de Informática não ter tido tempo para colocar esse servidor operacional. Assim o
Docente questiona se não teríamos que prever para esse equipamento um recurso
humano para fazer esse trabalho com objetivo de torná-lo disponível para a
comunidade. PROF. JOSÉ RAIMUNDO explica que a instalação desse equipamento é
mais simples e esta instalação está prevista. Após estes esclarecimentos o item é
colocado em votação e aprovado com 01 abstenção.
Continuação dos itens destacados da Ordem do Dia
PROF. MAX consulta a plenária se o item 11 pode ser discutido antes dos demais em
razão de o assunto não ter sido votado na reunião anterior. A plenária manifesta-se
favorável a essa alteração.
11. Atos da Comissão de Pós-Graduação:
a) Parecer nº 081/2009 – Resolução Interna 40.
b) Parecer nº 082/2009 – Resolução Interna 41.
c) Parecer nº 083/2009 – Resolução Interna 42.
d) Parecer nº 085/2009 – Revogação da Resolução Interna 07.
PROF. EDUARDO solicita esclarecimentos sobre o assunto e questiona qual a
diferença dessas Resoluções com relação ao que vem sendo praticado na FEEC. Com
relação à Resolução Interna 42, que dispõe sobre os critérios de seleção de alunos
regulares no programa de Pós-Graduação, o Docente questiona o que quer dizer o
termo “é de responsabilidade da CPG/FEEC, ouvidos os departamentos da FEEC”. O
Docente afirma que a fase de seleção de alunos regulares está chegando e questiona
qual o critério que será adotado e como será feito esse processo de seleção. PROF.
CASTRO presta esclarecimentos com relação aos questionamentos referentes à
Resolução Interna 42. Ao longo da história, o procedimento utilizado para inscrição e
seleção de alunos novos é o seguinte: os candidatos se inscrevem, a documentação
dos inscritos segue para os departamentos que, por meio de critérios próprios,
decidem pela aceitação dos candidatos e, posteriormente, a CPG faz o
encaminhamento administrativo necessário para aceitação dos alunos. Esse
procedimento é realizado dessa forma há vários anos, mas até então não estava
documentado; nunca houve um documento que definisse esse tipo de procedimento.
Por outro lado, o Regimento Geral de Pós-Graduação, aprovado em abril de 2008,
menciona claramente que esse procedimento de seleção de alunos regulares deve ser
público e definido pelos respectivos programas. Por conta disso, quando atualizamos o
nosso Regulamento de Pós-Graduação, que possivelmente será votado pela CCPG no
mês de dezembro/09, foi definido um item que define que o procedimento de seleção
211
212
213
214
215
216
217
218
219
220
221
222
223
224
225
226
227
228
229
230
231
232
233
234
235
236
237
238
239
240
241
242
243
244
245
246
247
248
249
250
251
252
253
254
255
256
257
258
259
260
261
262
263
13
para alunos regulares se dará por meio de uma resolução interna. Por isso, o que
estamos fazendo por meio da Resolução Interna 42 é atender o Regulamento Interno
da CPG que será aprovado em breve pela CCPG, que por sua vez segue o Regimento
Geral de Pós-Graduação. O Docente salienta que dentro de todo esse processo a ideia
é, na prática, manter os procedimentos da forma que já estão e afirma que a CPG não
tem interesse em mudar os procedimentos atuais. Ou seja, essa Resolução explicita
que os procedimentos para seleção são de responsabilidade da CPG, porque é isso
que diz o Regimento, mas internamente tomamos a decisão de respeitar a opinião dos
departamentos da FEEC. Esta é uma forma de colocarmos por escrito que faremos o
que já vem sendo praticado, ou seja, respeitar os critérios dos departamentos. Uma
vez aprovada a Resolução Interna 42 e estando em vigor o novo Regulamento, a CPG
terá por obrigação saber dos departamentos quais são os respectivos critérios de
seleção de alunos. Na prática, o Docente acredita que a maioria, senão a totalidade
dos departamentos, utiliza o mesmo critério que, de maneira geral, poderia ser descrito
como avaliação curricular, recomendações e eventuais entrevistas. A ideia geral é
formalizar essa situação e disponibilizar a Resolução no portal da CPG. PROF.
CASTRO presta esclarecimentos também com relação à Resolução Interna 40 que
estabelece os critérios para a distribuição de bolsas da quota institucional da FEEC.
Observando as equações que aparecem no item 1 e comparando ao que tínhamos
anteriormente, esclarece que nada mudou. O que temos hoje é uma fila de alocação
de bolsas para os alunos de mestrado e outra para alunos de doutorado; essas filas
consideram os níveis de curso separadamente. O que muda é exatamente o
denominador, isto é, o índice do departamento. O que ocorre é que em setembro de
2006 a Congregação aprovou um novo cálculo de índice dos departamentos. Esse
novo cálculo encontra-se na Resolução da Congregação nº 178/2006. Desse modo, a
partir de 2007, conforme aprovado pela Congregação, esse índice foi de fato utilizado.
Entretanto, em nenhum momento as Resoluções Internas de pós-graduação foram
atualizadas para seguir a decisão da Congregação. Novamente, foi oficializada uma
prática que vem ocorrendo desde 2007. O texto da Resolução Interna 40 é exatamente
a forma como vem sendo feita a alocação de bolsas desde o início de 2007. Para que
isso ocorresse tivemos que, juntamente com a aprovação da Resolução Interna 40,
revogar a Resolução Interna 7, que tratava do mesmo assunto e fazia alocação de
bolsas com um índice que já não era mais o praticado. PROF. CASTRO esclarece que
a forma de se calcular o índice, desde 2006, é de acordo com a Resolução da
Congregação nº 178/2006. PROF. EDUARDO manifesta-se satisfeito com relação aos
esclarecimentos prestados sobre a Resolução Interna 7. No entanto, a Resolução
Interna 42, do modo como está redigida, não apresenta nenhum critério e apenas
menciona que a seleção é de responsabilidade da CPG e será ouvido o departamento.
PROF. CASTRO concorda com o posicionamento do Prof. Eduardo e explica que
desde a coordenação anterior, a intenção não era inserir itens que alterassem os
critérios vigentes. A ideia é manter os critérios utilizados anteriormente. PROF.
EDUARDO acredita que seria melhor definir os critérios de alguma forma. Em seu
ponto de vista a Resolução tal como está não está dispondo sobre os critérios de
seleção. Após várias manifestações, PROF. CASTRO afirma entender a preocupação
dos docentes, mas decide manter o texto original e explica que no “Parágrafo único”
está claro que serão definidos critérios que estarão públicos no portal da CPG. Esses
critérios, que devem ser objetivos, serão coletados dos departamentos como sempre
foi feito. O Docente não vê, mesmo com as diversas opiniões, como a alteração do
texto melhoraria ou pioraria o que realizamos hoje. O Coordenador esclarece que a
Resolução Interna 42 começará a vigorar a partir da aprovação da Congregação e
valerá para o próximo processo seletivo. Após ampla discussão PROF. MAX faz um 1º
encaminhamento: votar os itens A, B e D. Os itens são aprovados com 01 abstenção.
A seguir, o item C é colocado em votação com possíveis ajustes de redação que serão
264
265
266
267
268
269
270
271
272
273
274
275
276
277
278
279
280
281
282
283
284
285
286
287
288
289
290
291
292
293
294
295
296
297
298
299
300
301
302
303
304
305
306
307
308
309
310
311
312
313
314
315
316
14
avaliados a seguir. A votação tem o seguinte resultado: 10 votos favoráveis, 07 votos
contrários e 03 abstenções. A Resolução Interna 42 foi aprovada com 10 votos
favoráveis. Em seguida é sugerida a seguinte alteração de texto no Artigo 1º, “....é de
responsabilidade da CPG/FEEC, consideradas as recomendações dos departamentos
da FEEC”. PROF. MAX faz um 2º encaminhamento: votar a proposta original x
proposta modificada. A 2ª votação tem o seguinte resultado: 06 votos favoráveis à
proposta original; 11 votos favoráveis à proposta modificada e 04 abstenções.
5.
Admissão do Dr. Gustavo Fraidenraich na PE-QD da Unicamp, com extensão ao
RDIDP, conforme parecer favorável do Prof. Fabiano Fruett.
PROF. KRETLY questiona se essa é a pró-forma do processo seletivo realizado.
PROF. MAX esclarece que sim e explica que atualmente Prof. Gustavo está admitido
em caráter emergencial em substituição ao Prof. Jacobus que está afastado
desempenhando atividades no CTI. PROF. HUGO sugere que o Diretor faça breves
comentários com relação ao processo seletivo. PROF. MAX informa que 06
candidatos participaram do processo seletivo. Houve várias recomendações da banca
examinadora no sentido de admitir mais de um candidato, pela excelente qualidade
dos participantes, tendo sido os três primeiros colocados muito bem recomendados. A
vaga do processo seletivo emergencial ficará disponível e poderemos preenchê-la
com o 2º colocado aprovado no processo seletivo em caráter emergencial. Para tanto,
estamos tratando desse aspecto junto à Secretaria Geral para ver se há essa
possibilidade. Após estes esclarecimentos, o item foi colocado em votação e aprovado
por unanimidade.
12. Atos da Comissão de Extensão:
b) Resolução da Comissão de Extensão nº 067/2009 – Proposta de Contrato de
Prestação de Serviços Tecnológicos de P&D entre Energest S/A/Bandeirante Energia
S/A/UNICAMP, com interveniência da FUNCAMP, que tem como interessado o Prof.
Secundino Soares Filho.
PROF. LOTUFO explica que, na proposta desse convênio, está assinalado que não há
taxas por se tratar de convênio com uma concessionária de energia elétrica. No
entanto, o Docente afirma que muitos processos dessa natureza são devolvidos por
questões burocráticas e recomenda que a FEEC entre em contato com Adilson, do
Escritório de Convênios e Contratos, para que a tramitação seja agilizada e o processo
não seja devolvido. O Docente sugere que o item seja aprovado ‘ad-referendum’, pois
se o processo for aprovado e enviado do modo como está, corremos o risco de ele ser
devolvido à FEEC. PROF. GILMAR agradece a sugestão e orientação do Prof. Lotufo
e entende que se aprovarmos o item com essa recomendação, entraremos em contato
amanhã com Adilson para verificar se enviaremos o processo da forma como está ou o
devolveremos ao Prof. Secundino para ajustes. PROF. MAX entende que a proposta é
que o item seja votado para evitar um “ad-referendum” que, de certa forma, implica em
um custo em seu processamento. Após estes esclarecimentos, o item é colocado em
votação e aprovado por unanimidade.
7. Indicação de nomes para a Comissão Externa de Avaliação Institucional.
PROF. JOSÉ RAIMUNDO explica que a Comissão de Avaliação Institucional Interna
indicou 09 nomes que serão enviados à CGU, que por sua vez escolherá 03 para
composição da Comissão Externa de Avaliação Institucional. A Comissão Interna
propôs nomes que já fizeram parte da lista encaminhada no ano anterior para esta
mesma finalidade, quais sejam: Professores Luiz Pereira Calôba, Siang Wun Song,
José Roberto Cardoso, Valdemar Cardoso da Rocha Jr., Djalma Falcão, Takashi
Yoneyama, Marcelo Gattass, Marcelo Dutra Fragoso e Marcelo Sampaio de Alencar.
PROF. ANTENOR sugere a inclusão do nome do Prof. Sergio Shiguemi Furuie. PROF.
317
318
319
320
321
322
323
324
325
326
327
328
329
330
331
332
333
334
335
336
337
338
339
340
341
342
343
344
345
346
347
348
349
350
351
352
353
354
355
356
357
358
359
360
361
362
363
364
365
366
367
368
369
15
MAX encaminha a votação da lista com a inclusão do nome do Prof. Furuie. O item é
aprovado com 01 abstenção.
8. Minuta do Regimento Interno da FEEC.
PROF. JOSÉ RAIMUNDO pergunta se o item foi discutido nos departamentos. O
Docente considera o assunto extremamente importante e percebe que estamos dando
uma importância muito pequena a ele. Pelo adiantado da hora, PROF. JOSÉ
RAIMUNDO recomenda fortemente que o assunto seja discutido nos departamentos e
o assunto será aprovado da forma como está caso não haja mais nenhuma indicação
na próxima reunião da Congregação. Essa minuta e várias sugestões estão colocadas
na página da FEEC e na intranet está disponível um link chamado Serviço de
Consultas que permite a participação das pessoas na discussão de itens colocados em
pauta. Após ampla discussão, PROF. MAX encaminha a retirada de pauta do item, que
é aprovada por unanimidade.
9. Formação de uma Comissão Externa para seleção do candidato a promoção por mérito
ou abertura de concurso para Professor Titular da FEEC em 2009. Proposta: membros
externos da CAC - Professores José Roberto Cardoso e Marcelo Gattass - e Prof.
Sergio Shiguemi Furuie.
PROF. JAIME afirma que o DECOM não discutiu o assunto e solicita que essa
discussão seja levada aos departamentos. Assim, como é a primeira vez que será
discutido, o Docente propõe que o item seja colocado no Expediente e retorne, com
mais subsídios, à Ordem do Dia da próxima reunião. PROF. MAX esclarece que a
reunião da CVD que tratará da distribuição de vagas para professores titulares irá
acontecer em meados de março/2010. Então precisaremos ter essa indicação próximo
a essa data. Por outro lado temos mais uma reunião da Congregação que será
realizada em 14 de dezembro de 2009, por isso, não precisamos tomar decisões de
afogadilho. A ideia de ter duas semanas para discussões, conforme proposto pelo Prof.
Jaime, não é de todo incompatível com a cronologia que temos. PROF. EDUARDO
entende ser razoável afastarmos um pouco a discussão e sugere que o item seja
retirado de pauta. PROF. MAX encaminha a retirada de pauta do item para que seja
tratado impreterivelmente no dia 14 de dezembro de 2009. A retirada de pauta é
aprovada por unanimidade.
PROF. MAX informa que os itens do Expediente serão tratados na próxima reunião da
Congregação. PROF. EDUARDO questiona se, no momento da discussão, os
interessados estarão presentes na sala. PROF. MAX esclarece que tanto o Prof. Kretly
quanto Prof. Jaime têm direito de assento na Congregação. Prof. Yuzo foi convidado
em razão de manter uma certa isonomia e acredita que a decisão de se ausentar do
ambiente da discussão seja de foro íntimo e não vê como pode ser imposta aos
professores. Naturalmente pode-se observar que os três interessados já não estão
mais presentes na discussão do assunto e acredita que essa percepção já está sendo
adotada por eles. PROF. EDUARDO aproveita a oportunidade para convidar todos a
participarem do ciclo de Seminários dos Alunos de Pós-Graduação da Engenharia
Biomédica que será realizado na sala da Congregação nos dias 01 e 02 de dezembro
de 2009. PROF. GUDWIN levanta uma preocupação com relação à discussão que
postergamos para a próxima reunião. O Docente entende que precisamos decidir de
alguma forma a solução de continuidade e não basta decidir o que iremos fazer para
esse caso específico. Os outros dois candidatos que não forem contemplados ficarão
em uma fila pré-estabelecida e ordenada pela Comissão ou serão colocados
novamente no bolo para um futuro julgamento que será feito em um outro instante? Há
sutilezas nesse raciocínio para as quais precisamos estar preparados e seria
interessante levar essa questão para discussão nos departamentos. Assim como
370
371
372
373
374
375
376
16
decidiremos o que essa Comissão irá fazer, temos que saber o que faremos com os
nomes que não forem aproveitados imediatamente pelo processo. Temos que deixar
claro qual é a atribuição dessa Comissão, o que ela irá fazer e o que faremos com os
nomes daqueles que não forem indicados.
Nada mais havendo a tratar, o Senhor Presidente declara encerrada a reunião e, para
constar, eu, Ademilde Félix, Assistente Técnico da FEEC, lavro a presente Ata.
17
RESOLUÇÃO COMISSÃO DE EXTENSÃO FEEC Nº 076/2009
A Comissão de Extensão da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação, em sua 73ª Reunião Extraordinária Eletrônica, realizada no dia 14 de
dezembro de 2009, aprovou, o Contrato para Execução de Projeto de P&D
intitulado “Modelo de Otimização do Despacho Hidrotérmico” da ANELL através
das empresas BANDEIRANTE, ESCELSA, ENERPEIXE, CDSA, CGTF, BAESA,
ENERCAN, CERAN, CPFL PIRATININGA, CPFL PAULISTA, RGE, DUKE, AES
TIETÊ, AES ELETROPAULO, AES URUGUAIANA, CESP, CEMIG, TRACTEBEL,
COPEL e a UNICAMP com interveniência administrativa da FUNCAMP, tendo
como interessado o Prof. Dr. Secundino Soares Filho, com base no parecer
anexo.
Campinas, 15 de dezembro de 2009.
GILMAR BARRETO
Coordenador de Extensão
FEEC/UNICAMP
Aprovado ad-referendum da Congregação da FEEC em 15/12/2009
Prof. José Raimundo de Oliveira
Diretor Associado
18
ANEXO I – QUADRO PARA PARECER DA COMISSÃO ASSESSORA
Contrato/Convênio: Contrato para Execução de Projeto de P&D intitulado “Modelo de
Otimização do Despacho Hidrotérmico” da ANELL através das empresas BANDEIRANTE,
ESCELSA, ENERPEIXE, CDSA, CGTF, BAESA, ENERCAN, CERAN, CPFL PAULISTA,
RGE, DUKE, AES TIETÊ, AES ELETROPAULO, AES URUGUAIANA, CESP, CEMIG,
TRACTEBEL, COPEL/UNICAMP/FUNCAMP.
Unidade: FEEC
Departamento Proponente: DENSIS
Interessado: Prof. Secundino Soares Filho
Data: 14/12/2009
Recursos: R$4.487.577,60
Vigência: 24 meses
OBJETO:
1 - Parecer quanto ao Mérito:
Desenvolvimento do projeto intitulado “Modelo de Otimização do Despacho Hidrotérmico”,
dentro do programa de pesquisa e desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica
(ANEEL). As empresas que financiarão o projeto são a BANDEIRANTES, como proponente,
e mais dezoito outras empresas como cooperadas. O projeto visa implementar, adaptar,
aprimorar e testar a metodologia para a otimização do despacho interligado nacional que vem
sendo desenvolvida no Laboratório COSE do DENSIS com vistas à sua comparação com as
metodologias atualmente em uso pelo setor elétrico. O projeto se enquadra na categoria de
projetos estratégicos da ANEEL, os quais visam desenvolver pesquisas em temas de grande
relevância para o setor elétrico que demandem o financiamento conjunto por parte de várias
empresas.
Sou plenamente favorável à aprovação do projeto quanto ao mérito.
Prof. Paulo Augusto Valente Ferreira
2 - Parecer quanto ao interesse Institucional:
O projeto envolve atividades de pesquisa em Otimização de Despacho Hidrotérmico, área na
qual o Laboratório COSE, ligado ao Departamento de Engenharia de Sistemas (DENSIS) da
FEEC, é uma referência nacional. Um importante desdobramento do projeto poderá ser a
adoção da metodologia desenvolvida no COSE/DENSIS pelo setor elétrico brasileiro.
Integram também o projeto um grande número de pesquisadores de outras unidades da
UNICAMP (IMECC e IE), universidades (EES/USP, ICMC/USP, FEG/UNESP, UNIVAL) e de
3 Classificação
quantoeàsdesenvolvimento
categorias constantes
do Anexo
I daalunos
Resolução
GR 075/03
um
centro de pesquisas
(CTI/MCT),
além de
de graduação
e pósgraduação. O executor do projeto é o professor Secundino Soares Filho, que declara estar ciente
da Deliberação CONSU A-02/2001 e da Resolução GR 23/2008. As regras que regem os
projetos de Pesquisa e Desenvolvimento da ANEEL autorizam apenas o pagamento de taxas de
5% a título de administração, e de 5% a título de mobilização da infraestrutura existente nas
universidades. O executor do projeto propõe que esta última seja distribuída da seguinte forma:
PIDS 2,5%, FAEPEX 0,94%, AIU 1,56%. Existe ainda a perspectiva de doação de
equipamentos computacionais à UNICAMP no montante de R$ 454.500,00. Os resultados
decorrentes do desenvolvimento conjunto do projeto pelas partes serão de domínio público e
uso gratuito. As partes preservarão a autoria dos resultados.
Sou plenamente favorável à aprovação do projeto quanto ao interesse institucional.
Prof. Paulo Augusto Valente Ferreira
19
3 - Classificação quanto às categorias constantes do Anexo I da Resolução GR
075/03
Receitas
Origem
Ressarcimento de Custos Indiretos RCI
Ressarcimento à
AIU
(≥
Universidade RUn
3%)
(PIDS e FAEPEX)
Convênios e contratos
11%
%
Prestação de serviço e de pequena monta
11%
%
Consultorias, Assessorias, Regência ou Participação
em Cursos e Similares.
11%
%
n/a
n/a
Convênios cujo objeto é constituído integralmente de
atividades e programas assistenciais
n/a
n/a
Licenciamento de resultados de pesquisa da
Universidade (patentes, softwares, marcas, cultivares)
n/a
n/a
Convênios ou contratos com entidades de fomento,
públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, com
legislação superior que impede a cobrança de taxas.
n/a – não se aplica
4 - Compatibilidade com as minutas padrão já aprovadas pela Procuradoria
Não
Geral da Unicamp: Sim
______________________________________________
Presidente da Comissão Assessora da Unidade
Prof. Dr. Gilmar Barreto
20
RESOLUÇÃO COMISSÃO DE EXTENSÃO FEEC Nº 02/2010
A Comissão de Extensão da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação, em sua 74ª Reunião Extraordinária Eletrônica realizada em 29 de
janeiro de 2010, aprovou a proposta de Contrato de Prestação de Serviços entre
Unicamp e Eletropaulo Eletricidade Metropolitana de São Paulo S/A., tendo como
interessado o Prof. Dr. José Antonio Siqueira Dias, com base no parecer anexo.
Campinas, 02 de fevereiro de 2010.
GILMAR BARRETO
Coordenador de Extensão
FEEC/UNICAMP
Aprovado ad-referendum da Congregação da FEEC em 05/02/2010
Prof. José Raimundo de Oliveira
Diretor Associado
21
ANEXO I – QUADRO PARA PARECER DA COMISSÃO ASSESSORA
Contrato/Convênio:
Contrato
de
Prestação
de
Serviços
entre
UNICAMP/ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE
SÃO PAULO S.A.
Unidade: FEEC
Departamento Proponente: DEMIC
Recursos: R$1.133.940,00
Interessado: Prof. José Antonio Siqueira Dias
Vigência: 24 meses
Data: 29/ 01/2010
1 - Parecer quanto ao Mérito:
OBJETO:
O objetivo deste projeto é desenvolver um equipamento de medição de baixo custo,
fácil aplicação e dimensões reduzidas, que possa ser fixado entre a rede secundária e o
padrão de entrada do cliente de forma a permitir o aprimoramento do processo de
inspeção de fraude.
O controle/monitoramento de perdas comerciais representa um problema complexo e de
grande impacto econômico para empresas concessionárias de energia elétrica.
Meu parecer é favorável quanto ao mérito do convênio.
Prof. Luis Carlos Pereira da Silva
2 - Parecer quanto ao interesse Institucional:
O projeto prevê o envolvimento de bolsistas de mestrado, a publicação dos resultados, o
recolhimento das taxas à instituição e a divisão igualitária dos direitos de propriedade
intelectual.
Portanto, meu parecer é favorável quanto ao interesse institucional.
Prof. Luis Carlos Pereira da Silva
22
3 - Classificação quanto às categorias constantes do Anexo I da Resolução GR
075/03
Receitas
Origem
Ressarcimento de Custos Indiretos RCI
Ressarcimento à
AIU
(≥
Universidade RUn
3%)
(PIDS e FAEPEX)
Convênios e contratos
11%
5%
Prestação de serviço e de pequena monta
11%
%
Consultorias, Assessorias, Regência ou Participação
em Cursos e Similares.
11%
%
n/a
n/a
Convênios cujo objeto é constituído integralmente de
atividades e programas assistenciais
n/a
n/a
Licenciamento de resultados de pesquisa da
Universidade (patentes, softwares, marcas, cultivares)
n/a
n/a
Convênios ou contratos com entidades de fomento,
públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, com
legislação superior que impede a cobrança de taxas.
n/a – não se aplica
4 - Compatibilidade com as minutas padrão já aprovadas pela Procuradoria
Não
Geral da Unicamp: Sim
_____________________________________________________
Presidente da Comissão Assessora da FEEC
Prof. Dr. Gilmar Barreto
23
24
Campinas, 21 de dezembro de 2009.
Interessado: Prof. Dr. Edson Bim
Assunto: Relatório de Atividades
Período: setembro de 2006 a agosto de 2009
PARECER
Baseado no relatório de atividades do Prof. Dr. Edson Bim, referente ao período de 3 anos
compreendidos entre setembro de 2006 e agosto de 2009, resumidamente destaco as
seguintes atividades:
-
-
Publicou 2 artigos em revistas, sendo 1 deles internacional e 3 artigos completos em
congressos, sendo 1 deles internacional;
Publicou um livro didático pela editora Elsevier na área de Máquinas Elétricas;
Concluiu a orientação de 1 aluno de doutorado e 3 alunos de mestrado;
Na pós-graduação ministrou 4 turmas em duas disciplinas diferentes. A média de
alunos matriculados nas turmas foi de 5,5 alunos;
Na graduação, ministrou uma turma em disciplina teórica de 60 horas por semestre,
estando um semestre de licença. Sua avaliação discente teve uma média global de
oito;
Foi executor de projeto Auxílio Pesquisa FAPESP entre 2005 e 2007.
Faço um destaque na publicação do livro que foi escrito em boa parte durante o semestre
que foi dispensado de atividades didáticas em função de licença prêmio.
Pelos pontos acima e pela análise dos demais pontos do seu relatório de atividades,
recomendo à Congregação da FEEC, a aprovação do seu relatório de atividades.
Roberto de Alencar Lotufo
DCA-FEEC-Unicamp
25
COORDENADORIA DE GRADUAÇÃO - FEEC
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO
INTERESSADO :
Prof. Dr. Edson Bim
ASSUNTO
:
Relatório de Atividades
PERÍODO
:
Setembro de 2006 a Agosto de 2009
PARECER Nº 056/2009
A Comissão de Graduação da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação,
em reunião realizada em 16 de novembro de 2009, aprovou por unanimidade o
Relatório de Atividades apresentado pelo Prof. Dr. Edson Bim, referente ao
período acima mencionado.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 16 de novembro de 2009.
Prof. José Antenor Pomílio
Coordenador de Graduação-EE
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - UNICAMP
Caixa Postal 6101 - 13083-852 Campinas - S.P.
http://www.fee.unicamp.br
26
 (019) 3521-3716
Fax (019) 3289-5242
Coordenadoria de Graduação - FEEC
grad-fee@fee.unicamp.br
Campinas, 27 de Outubro de 2009
INTERESSADO
:
Prof. Edson Bim
ASSUNTO
:
RELATÓRIO DE ATIVIDADES
PERÍODO
:
Setembro de 2006 a Agosto de 2009
PARECER
Trata-se de um relatório referente a três anos de atividades. No período, incluindo desde o
segundo semestre de 2006 até o primeiro semestre de 2009 (seis semestres letivos), o Prof.
Edson Bim ministrou:
a) Sete (7) turmas de disciplinas teóricas obrigatórias, com sessenta (60) horas de aula,
com trinta e oito (38) alunos em média (EA513–1S/2007; ET520– 1S/2008;
ET751–2S/2006, 2S/2007(not.); ET620–2S/2006, 2S/2007(not.), 2S/2008(not.)).
Durante o 1º. Semestre de 2009 esteve em licença.
b) Uma (1) turma de disciplina eletiva de sessenta (60) horas (EG605–1S/2008) com
um (1) aluno matriculado (disciplina de pós-graduação com vagas para estudantes
de graduação).
c) Publicou o livro didático “Máquinas Elétricas e Acionamento”, editado pela Editora
Elsevier, para uso na graduação e pós-graduação.
d) As avaliações discentes disponíveis resultam em uma média global de 8,0.
Pelo exposto, esta coordenadoria recomenda a aprovação do seu relatório.
Prof. Dr. João Bosco Ribeiro do Val
Coordenador Associado de Graduação
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - UNICAMP
Caixa Postal 6101 - 13083-852 Campinas - S.P.
http://www.fee.unicamp.br
27
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO
:
PROF. DR. EDSON BIM
ASSUNTO
:
RELATÓRIO DE ATIVIDADES
P A R E C E R Nº 094/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
16 de Novembro de 2009, aprovou o Relatório de Atividades do Prof. Dr. Edson
Bim, relativo ao período de Setembro de 2006 a Agosto de 2009.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 19 de Novembro de 2009.
Prof. Carlos Alberto de Castro Jr.
Coordenador de Pós-Graduação
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
28
29
PARECER
(PARA O DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÕES)
Interessado: Prof. Dr. Lee Luan Ling.
Assunto:
Relatório de Atividades.
O relatório descreve as atividades da Prof. Dr. Lee Luan Ling no período de
novembro de 2004 a outubro de 2009.
Com relação às suas atividades de pesquisa, o Prof. Lee foi co-autor de oito
artigos em periódicos especializados de circulação internacional, quatro artigos em
periódicos especializados de circulação nacional, treze trabalhos completos em
anais de congressos internacionais, dezessete trabalhos completos em anais de
congressos nacionais, um resumo em anais de congresso internacional e um
resumo em anais de congresso nacional. Publicou um capítulo em livro de
circulação internacional. Ele concluiu a orientação de três teses de doutorado,
seis teses de mestrado e três iniciações científicas.
Com relação às suas atividades de ensino, o Prof. Lee ministrou uma
disciplina por semestre na graduação (com média de 20 alunos por disciplina)
sempre recebendo nas avaliações conceitos com valores próximos ou superiores
a nove. Na pós-graduação, ministrou em média meia disciplina por ano. No
segundo semestre de 2008, ele ofereceu uma nova disciplina de tópicos em
Modelagem de Tráfego de Redes.
Com relação às suas atividades de extensão, o Prof. Lee têm atuado como
assessor ad hoc do CNPq, Fapesp e CAPES, ministrou disciplina em curso de
extensão oferecido pela FEEC e revisou artigos para revistas com circulação
internacional e nacional.
O Prof. Lee é atualmente bolsista de produtividade do CNPq.
Pela produtividade descrita acima, sou amplamente favorável à aprovação do
Relatório de Atividades do Prof. Lee.
Prof. Dr. Jaime Portugheis
Campinas, 02 de novembro de 2009.
30
COORDENADORIA DE GRADUAÇÃO - FEEC
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO
INTERESSADO :
Prof. Dr. Lee Luan Ling
ASSUNTO
:
Relatório de Atividades
PERÍODO
:
Novembro de 2004 a Outubro de 2009
PARECER Nº 058/2009
A Comissão de Graduação da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação,
em reunião realizada em 16 de novembro de 2009, aprovou por unanimidade o
Relatório de Atividades apresentado pelo Prof. Dr. Lee Luan Ling, referente ao
período acima mencionado.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 16 de novembro de 2009.
Prof. José Antenor Pomilio
Coordenador de Graduação-EE
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - UNICAMP
Caixa Postal 6101 - 13083-852 Campinas - S.P.
http://www.fee.unicamp.br
31
Coordenadoria de Graduação - FEEC
(019) 3521-3716
Fax (019) 3521-3866
grad-fee@fee.unicamp.br
INTERESSADO
:
Prof. Dr. Lee Luan Ling
ASSUNTO
:
RELATÓRIO DE ATIVIDADES
PERÍODO
:
Novembro de 2004 a Outubro de 2009
PARECER
Trata-se de um relatório referente a cinco anos de atividades. No período, incluindo desde o
segundo semestre de 2004 até o primeiro semestre de 2009 (dez semestres letivos), o Prof. Lee
Luan Ling ministrou:
a) Dezoito (18) turmas de disciplina de laboratório obrigatória, com trinta (30) horas de aula e
doze (12) alunos em média (EE882 – 2S2004, 1S2005, 2S2008 e 1S2009; EE531 – 2S2005,
1S2006, 1S2007, 2S2007 e 1S/2008).
b) Duas (2) turmas de disciplinas teóricas eletivas, EE912 (60 horas, dividida a 50% com
outro docente) e EG409 (30 horas), totalizando quatro alunos matriculados (disciplinas de
pós-graduação com vagas para alunos de graduação).
c) Esteve dispensado de carga didática em função de licença prêmio no segundo semestre de
2006.
d) Dado que cada semestre letivo é composto por quinze (15) semanas letivas e que a carga
horária das disciplinas indicadas no item a) corresponde a um semestre letivo, a carga
horária semanal em disciplinas exclusivamente de graduação foi de 4 horas.
e) Orientou três estudantes em Iniciação Científica.
f) As avaliações discentes disponíveis resultam em uma média global de 9,21.
Pelo exposto, esta coordenadoria recomenda a aprovação do seu relatório.
Campinas, 11 de novembro de 2009.
Prof. Dr. José Antenor Pomilio
Coordenador de Graduação
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - UNICAMP
Caixa Postal 6101 - 13083-852 Campinas - S.P.
http://www.fee.unicamp.br
32
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. LEE LUAN LING
ASSUNTO
PARECER Nº
: RELATÓRIO DE ATIVIDADES
107/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
10 de Dezembro de 2009, aprovou o Relatório de Atividades do Prof. Dr. Lee
Luan Ling, relativo ao período de Novembro de 2004 a Outubro de 2009.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
Prof. Carlos Alberto de Castro Jr.
Coordenador de Pós-Graduação
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
33
Campinas, 08 de Fevereiro de 2010.
PARECER PARA A CONGREGAÇÃO DA FEEC-UNICAMP
Interessado: Prof. Dr. Romis Ribeiro de Faissol Attux
Assunto: Renovação de Contrato de Professor Doutor MS-3/Parte Especial do Quadro
Docente.
Trata-se da solicitação do Prof. Dr. Romis Ribeiro de Faissol Attux para renovação
de seu Contrato na Parte Especial do Quadro Docente da Unicamp.
O Prof. Attux
concluiu respectivamente, a graduação, o mestrado e o doutorado em Engenharia Elétrica
na FEEC, em 1999, 2001 e 2005. Entre os anos 2005 e 2007 o Prof. Attux realizou
pesquisas, como bolsista Pós-Doutor, junto ao Departamento de Comunicações (DECOM)
na FEEC.
Em 2007 o Prof. Attux ingressou, por meio de processo seletivo, no Quadro
Docente da Unicamp como Professor Assistente-Doutor MS-3 junto ao Departamento de
Engenharia de Computação e Automação Industrial (DCA) na FEEC.
A atuação do Prof. Dr. Romis Ribeiro de Faissol Attux em ensino, pesquisa e
extensão no período entre 2007 e 2009 é bastante intensa e alguns pontos são destacados:
-atuação em ensino de graduação em quatro disciplinas teóricas obrigatórias de
sessenta horas com sessenta e quatro alunos em média, em quatro disciplinas de laboratório
de trinta horas com treze alunos em média e em quatro disciplinas eletivas dentro do
programa de pós-graduação (EG) com a participação de vinte e quatro alunos de graduação;
-atuação em ensino de pós-graduação em quatro disciplinas, de sessenta horas,
sendo três distintas e ministradas pela primeira vez;
-orientação de pesquisas em dois trabalhos de doutorado, três de mestrado e três de
iniciação científica, co-orientação de duas dissertações de mestrado já concluídas e
participação em seis bancas examinadoras de mestrado e em sete bancas examinadoras de
doutorado;
-publicação de trabalhos em periódicos nacionais e em congressos, internacionais e
nacionais, publicação de cinco capítulos de livros, aceitação de um livro internacional para
publicação pela editora CRC Press e participação da organização de três eventos
científicos, sendo um deles internacional;
-representação do DCA junto à Comissão de Pós-Graduação da FEEC, atuação
como revisor de diversas publicações internacionais, participação como assessor ad hoc da
FAPESP e atuação como responsável pelo Ciclo de Seminários Filosóficos em
Engenharias, Ciências e áreas afins da FEEC.
A síntese, descrita acima, das atividades de pesquisa, ensino e extensão do Prof.
Attux caracteriza seu intenso exercício da docência para a realização das finalidades
institucionais da FEEC quando já atuando como Professor Assistente Doutor MS-3. Assim,
consideramos sua solicitação como de alta relevância para esta instituição e encaminhamos
à Congregação este parecer plenamente favorável a sua aprovação.
Atenciosamente,
Prof. Anésio dos Santos Júnior.
34
35
36
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. ROMIS RIBEIRO DE FAISSOL ATTUX
ASSUNTO
PARECER Nº
: RELATÓRIO DE ATIVIDADES
108/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
10 de Dezembro de 2009, aprovou o Relatório de Atividades do Prof. Dr. Romis
Ribeiro de Faissol Attux, relativo ao período de Maio de 2007 a Novembro de
2009.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
Prof. Carlos Alberto de Castro Jr.
Coordenador de Pós-Graduação
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
37
Campinas, 10 de Dezembro de 2009.
Interessado: Dr. Edmilson da Silva Morais
Assunto: Relatório de Atividades do período de 13/08/2007 a 12/08/2009 e reingresso no
programa de pesquisador colaborador para o período 13/08/2009 a 12/08/2011
PARECER
No biênio Agosto/2007 – Agosto/2009 o Dr. Edmilson co-orientou uma dissertação de
mestrado, uma iniciação científicas, dois estágios supervisionados pelo IMECC, e orientou
grupos de estudos na área de tecnologia da fala e da linguagem, trabalhos estes realizados
conjuntamente com o prof. Fábio Violaro e alunos de pós-graduação da FEEC, IMECC e
IC da Unicamp. Baseado no relatório apresentado pelo interessado sobre suas atividades no
período, noto que a contribuição do Dr. Edmilson foi bastante positiva para o DECOM e
para FEEC.
O Dr. Admilson demonstra interesse em continuar suas atividades junto a FEEC no
próximo biênio e apresenta um plano de trabalho consistente e que certamente, se bem
realizado, trará mais resultados positivos para nossa faculdade. Sendo assim, eu reitero o
parecer favorável encaminhado pelo DECOM e recomendo para a Congregação da FEEC
que este pedido seja aprovado.
Marconi Kolm Madrid
DSCE/FEEC/UNICAMP
38
PARECER PARA A CONGREGAÇÃO DA FEEC
Assunto: Ingresso no Programa de Pesquisador Colaborador junto ao DMO/FECC
Interessado: Napoleão dos Santos Ribeiro
Supervisor: Prof. Dr. Evandro Conforti
O Professor Evandro Conforti solicita o Ingresso do Dr. Napoleão no Programa de
Pesquisador Colaborador junto ao DMO/FEEC para trabalhar sob sua orientação, desenvolvendo o
trabalho de pesquisa intitulado "Chaveamento Eletro-Óptico Amplificado Baseado em Injeção
Multipulso em Amplificadores Ópticos a Semicondutores".
Examinando o currículo do Dr. Napoleão, constata-se que em 2003 graduou-se em
Engenharia de Comunicações pelo Instituto Militar de Engenharia (IME- Rio de Janeiro). Foi
orientado pelo Prof. Evandro Conforti nos programas de Mestrado e Doutorado, tendo defendido
tese de Doutorado em 2009 no DMO, cujo nome da tese é o mesmo proposto aqui em seu plano de
trabalho. Em 2009 o Dr. Napoleão iniciou seu programa de Pós-Doutorado junto a FEEC sob
orientação do Prof. Evandro Conforti com bolsa FAPESP.
Publicou:
Seis trabalhos em congressos nacionais
Um resumo em anais internacionais
Três artigos em periódicos internacionais
Participou de seis eventos com apresentação de trabalhos.
Escreveu um Capítulo de Livro publicado
Um artigo aceito para publicação
Atualmente está co-orientando uma Tese de Mestrado
Examinando o plano de trabalho, verificamos que o Dr. Napoleão se propõe a dar
continuidade aos trabalhos realizados durante seu Doutorado, implementando sugestões
apresentadas por dois revisores de publicações em periódicos internacionais, produzidas pelo Dr.
Napoleão em conjunto com seu orientador Prof. Evandro Conforti.
Observamos que o candidato é bolsista de Pós-Doutorado da FAPESP e tem trabalhado no
referido projeto com período de trabalho estipulado entre 01 /11/2009 a 31/10/2011, estando
desenvolvendo estas atividades no Laboratório de Pesquisas em Comunicações Ópticas e
Microondas Prof. Attílio J. Giarola (LAPCOM), do Departamento de Microondas e Óptica ( DMO)
da FEEC/UNICAMP, sendo parte integrante de plano de pesquisa junto ao CEPOF-FAPESP Centro de Pesquisa e Óptica e Fotônica da FAPESP, resultados preliminares já foram publicados
em periódicos do IEEE.
O Plano de trabalho envolve entre outros objetivos:
Simulação e otimização computacional, desenvolvimento de circuitos, chaveamento eletroóptico experimental.
Co-orientar tese de mestrado
Estágio no exterior
Em vistas do exposto acima, podemos verificar que o Dr. Napoleão reúne condições mais do
que suficientes para atingir as metas propostas.
Apresento, portanto parecer plenamente favorável ao ingresso do Dr. Napoleão no Programa
de Pesquisador Colaborador junto ao DMO/FEEC.
Prof. Dr. Luiz César Martini
39
Universidade Estadual de Campinas
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação
Departamento de Telemática
Caixa Postal 6101
13083-970 – Campinas/SP
Fone: (19) 3521-3711 FAX: (19) 3521-3866
secretaria@dt.fee.unicamp.br
Campinas, 10 de dezembro de 2010.
Prof. Dr. Max Henrique Machado Costa
Diretor
FEEC-UNICAMP
PARECER
Interessado: Dr. Leonardo André Ambrosio
Assunto: Pesquisador Colaborador
Trata-se de solicitação de interesse do Dr. Leonardo André Ambrosio em atuar como
Pesquisador Colaborador junto ao Departamento de Microonda e Óptica, pelo período de
dois anos.
O Dr. Leonardo pretende atuar nas atividades de pesquisa previstas no projeto de pósdoutoramento, sob supervisão do Prof. Hugo E. Hernández-Figueroa, aprovado pelo CNPq,
com vigência de outubro/2009 a setembro/2010.
O Dr. Leonardo obteve seu doutorado pela Unicamp, em 2009. Publicou artigos em
periódicos e congressos na área na qual pretende atuar como Pesquisador Colaborador.
Considerando o exposto na Deliberação CONSU-A-6, de 02-08-2006 e Deliberação
CONSU-A-6, de 25/03/2008, sou favorável à aprovação do ingresso do Dr. Leonardo
André Ambrosio como Pesquisador Colaborador junto ao Departamento de Microonda e
Óptica da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação.
Prof. Walter da Cunha Borelli
UNICAMP-FEEC-DT
40
Campinas, 18 de fevereiro de 2010.
Parecer para a Congregação da FEEC
Interessado: Dr. Ricardo Coelho Silva.
Assunto: Ingresso no programa de pesquisador colaborador.
Trata-se de solicitação do Dr. Ricardo Coelho Silva, aprovada em reunião
departamental do Departamento de Telemática em 26/11/2009, para ingressar no programa
de pesquisador colaborador junto ao DT/FEEC/UNICAMP. Dr Silva obteve seu título de
doutor em engenharia elétrica pela FEEC/UNICAMP em 2009 e atualmente usufrui de uma
bolsa de pós-doutoramento do CNPq, com vigência de outubro/2009 a setembro/2010, para
realizar pesquisas junto ao Departamento de Telemática da FEEC/UNICAMP sob
supervisão do Prof. Dr. Akebo Yamakami. Em seu plano de atividades, o Dr. Borges
menciona também seu interesse em ministrar disciplinas de graduação e pós-graduação
junto à FEEC/UNICAMP durante o período de atuação como pesquisador colaborador.
Com base nas informações apresentadas no plano de atividades e no currículo do
Dr. Ricardo Coelho Silva, sou plenamente favorável à aprovação do seu ingresso junto
programa de pesquisador colaborador da FEEC/UNICAMP.
Walmir de Freitas Filho
41
ATA DA SEXTA REUNIÃO DA COMISSÃO JULGADORA DO CONCURSO
PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE
LIVRE DOCENTE NA ÁREA DE TELECOMUNICAÇÕES E TELEMÁTICA,
NAS DISCIPLINAS EE521 (INTRODUÇÃO À TEORIA ELETROMAGNÉTICA)
E EE540 (TEORIA ELETROMAGNÉTICA) DO DEPARTAMENTO DE
MICROONDA E ÓPTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E
DE COMPUTAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS, PARA
O QUAL SE CANDIDATOU O DOUTOR ALDÁRIO CHRESTANI
BORDONALLI.
DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS E PARECER FINAL CIRCUNSTANCIADO
Aos vinte e dois dias do mês de janeiro de dois mil e dez, às quatorze horas e
quarenta minutos, na Sala de Reuniões da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação da Universidade Estadual de Campinas, reuniu-se a Comissão
Julgadora do Concurso Público em epígrafe, composta pelos Professores
Doutores Rui Fragassi Souza (Presidente), João Marcos Travassos Romano,
Antonio Romeiro Sapienza, Murilo Araujo Romero e Adaildo Gomes
D’Assunção, conforme publicação no Diário Oficial do Estado de São Paulo em
19/12/2009, para a realização da Abertura Pública dos Envelopes contendo as
notas atribuídas ao candidato, conforme estabelecido no Artigo 17 da Deliberação
CONSU-A-5/03 de 25/03/2003. Procedeu-se à abertura dos envelopes, a
tabulação das notas e o cálculo das médias do candidato, cujo resultado segue
transcrito:
Membros
Rui Fragassi Souza
João Marcos Travassos Romano
Adaildo Gomes DAssunção
Antonio Romeiro Sapienza
Murilo Araujo Romero
Didática Arguição Defesa de Tese Título
9.8
9.8
9.9
10
9.8
9.8
10
10
9.9
10
10
10
9.7
9.7
9.5
9.8
9.6
9.8
9.8
9.8
Média
9.85
9.85
9.85
9.85
9.77
Uma vez conferidos esses resultados, a Comissão Julgadora declarou o candidato
habilitado para o Título de Livre Docente na Área de Telecomunicações e Telemática da
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Universidade Estadual de Campinas.
Após a divulgação das notas do candidato, a Comissão reuniu-se em sessão
reservada, de acordo com o § 2° do artigo 17 da Deliberação CONSU A-5/03 de
25/03/2003, tendo emitido parecer circunstanciado, assim transcrito:
42
PARECER FINAL
“A Comissão Julgadora expressa o seguinte parecer final, esclarecendo que as
provas se realizaram de acordo com as normas que regem o Concurso Público para
obtenção do Título de Livre Docente na Área de Telecomunicações e Telemática.
Na Prova de Títulos foi analisado o Memorial Circunstanciado com enfoque nos
títulos acadêmicos, experiência e capacitação, atividades didáticas, formação de
pesquisadores/orientação, participação em bancas examinadoras, produção
acadêmica, regularidade da produção científica e organização do memorial. Na
Prova Didática foram considerados: a) habilidades na abordagem do conteúdo; b)
sequência lógica e coerência do conteúdo; c) correção na linguagem e clareza da
comunicação; d) emprego apropriado de recursos didáticos. Na Prova de Arguição
foi avaliada a tese, tópicos da aula didática e aspectos do Memorial. Na Prova de
Defesa de Tese, o candidato expôs adequadamente o conteúdo de seu trabalho de
tese”.
Em seguida, atendendo ao Artigo 17 da Deliberação CONSU-A-05/03, em sessão
pública, o Senhor Presidente procedeu à leitura do Parecer Final e proclamou o
resultado do Concurso Público, o qual deverá ser homologado pela Congregação
da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação. O Resultado será enviado
para ciência da Câmara de Ensino, Pesquisa e Extensão da UNICAMP.
Finalizando, agradeceu a todos os presentes e encerrou os trabalhos deste
Concurso Público. Nada mais havendo a tratar, eu, Cynthia Jazra Nakamura,
lavrei a Ata da Quinta Reunião que, depois de lida e achada conforme, vai
assinada pelo Presidente, pelos demais Membros da Comissão e por mim.
Campinas, vinte e dois de janeiro de dois mil e dez.
Prof. Dr. Rui Fragassi Souza - Presidente
Prof. Dr. João Marcos Travassos RomanoMembro
Prof. Dr. Antonio Romeiro Sapienza- Membro
Prof. Dr. Murilo Araujo Romero- Membro
Prof. Dr. Adaildo Gomes D’Assunção - Membro
Cynthia Jazra Nakamura- Secretária
43
Coordenadoria de Graduação - FEEC
(019) 3521-3716
Fax (019) 3289-5242
grad-fee@fee.unicamp.br
Campinas, 12 de fevereiro de 2010
Prof. Max H. M. Costa
Diretor da FEEC
Prezado Max,
Considerando a premência no início dos procedimentos para que se realizem, no
mais curto intervalo de tempo, as contratações já previstas para este ano (nas áreas
de Engenharia Biomédica e Engenharia de Computação), as Coordenações dos cursos
de Engenharia Elétrica e de Engenharia de Computação, reunidas no dia de ontem,
com base nos estudos de demanda e oferta de carga didática, sugerem à Congregação
da FEEC que sejam abertos procedimentos para as seguintes contratações, em ordem
de prioridade:
1. Contratação emergencial (recursos do prof. Jacobus, que serão liberados pela
contratação na PE do prof. Gustavo).
Área de Automação, disciplinas EA044, E721 e EE722.
2. Contratação (Concurso Público ou Processo Seletivo, vaga nova)
Área de Eletrônica, Microeletrônica e Optoeletrônica, disciplinas E610, EE640 e EE641.
3. Contratação (Concurso Público ou Processo Seletivo, vaga nova)
Área de Telecomunicações e Telemática, disciplinas EE521, EE754 e EE755.
4. Contratação (Concurso Público ou Processo Seletivo, vaga nova)
Área de Automação, disciplinas EA044, EA721, EA722.
Prof. Dr. José Antenor Pomilio
Prof. Dr. João Bosco Ribeiro do Val
Prof. Dr. Akebo Yamakami
Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - UNICAMP
Caixa Postal 6101 - 13083-852 Campinas - S.P.
http://www.fee.unicamp.br
44
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. CELSO PASCOLI BOTTURA
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
099/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou a solicitação de credenciamento do Prof. Dr. Celso
Pascoli Bottura (Aposentado/UNICAMP), como Professor Pleno junto ao DMCSI.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
45
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. IOSHIAKI DOI
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
100/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Prof. Dr. Ioshiaki Doi
(Aposentado/UNICAMP), como Professor Pleno junto ao DMCSI.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
46
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : DR. MARCOS ROGÉRIO SALVADOR
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
101/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Dr. Marcos Rogério Salvador
(Fundação/CPqD), como Professor Participante, junto ao DCA, com a finalidade
específica de co-orientar o aluno de mestrado Giovanni Curiel dos SantosRA069616.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
47
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADA : DRª. CLARICE DIAS DE ALBUQUERQUE
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
102/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento da
Drª. Clarice Dias de
Albuquerque (Bolsista/FAPESP), como Professora Participante, junto ao DT, com
a finalidade específica de ministrar no 1º semestre de 2010 a disciplina IE332Tópicos em Telemática, sendo o responsável pela disciplina o Prof. Dr. Reginaldo
Palazzo Jr.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
48
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : DR. MARCOS JÚLIO RIDER FLORES
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
103/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Dr. Marcos Júlio Rider Flores
(Colaborador/UNICAMP), como Professor Participante, junto ao DSEE, com a
finalidade específica de co-orientar o aluno de doutorado Hugo Murici AyresRA027775.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
49
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. AURÉLIO RIBEIRO LEITE DE OLIVEIRA
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
104/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Prof. Dr. Aurélio Ribeiro Leite
de Oliveira (IMECC/UNICAMP), como Professor Participante, junto ao DENSIS,
com a finalidade específica de co-orientar a aluna de mestrado Luciana Casacio
RA067898, sendo orientador o Prof. Dr. Christiano Lyra Filho.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
50
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : DR. MARCELO FANTINATO
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
105/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Dr. Marcelo Fantinato
(EACH/USP/São Paulo), como Professor Participante, junto ao DCA, com a
finalidade específica de co-orientar a aluna de mestrado Camila Socolowski de
Almeida-RA039273, sendo orientador o Prof. Dr. Mario Jino.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
51
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : PROF. DR. CELSO CAVELLUCCI
ASSUNTO
PARECER Nº
: CREDENCIAMENTO
106/2009
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 10 de
Dezembro de 2009, aprovou o credenciamento do Prof. Dr. Celso Cavellucci
(Consultor) como Professor Participante, junto ao DENSIS, com a finalidade
específica de co-orientar o aluno de mestrado Leonardo Mendonça Oliveira de
Queiroz-022575, sendo orientador o Prof. Dr. Christiano Lyra Filho.
À Congregação da FEEC
Campinas, 11 de Dezembro de 2009.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
52
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : Prof. Dr. Alexandre Xavier Falcão
ASSUNTO
PARECER Nº
: Credenciamento
001/2010
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
18 de janeiro de 2009, aprovou o credenciamento do Prof. Dr. Alexandre
Xavier Falcão (IC/UNICAMP), como Professor Participante junto ao DCA,
com a finalidade específica de co-orientar o aluno de doutorado André
Tavares da Silva, RA069431, tendo como orientador o Prof. Dr. Leo Pini
Magalhães.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 19 de janeiro de 2010.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
53
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : FEEC
ASSUNTO
PARECER Nº
: Resolução Interna CPG/FEEC 43
003/2010
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
18 de janeiro de 2009, aprovou a Resolução Interna CPG/FEEC 43, que
regulamenta o exame de qualificação.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 19 de janeiro de 2010.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
54
RESOLUÇÃO INTERNA 43
Regulamenta o exame de qualificação.
Artigo 1º – Todos os candidatos aos títulos de Mestre e Doutor em Engenharia
Elétrica deverão se submeter ao exame de qualificação.
§ 1º – O exame de qualificação tem por objetivo avaliar o projeto e a
preparação do candidato em conduzir sua pesquisa, bem como sua habilidade em
sintetizar e dissertar sobre o conhecimento adquirido em conseqüência da execução
desse projeto.
§ 2º – O exame de qualificação consiste da submissão de uma monografia
sobre o projeto de pesquisa do candidato e de sua exposição oral frente a uma banca
examinadora.
Artigo 2º – A monografia deverá ter no máximo 20 páginas e conter os seguintes
elementos:
I.
II.
III.
IV.
V.
Objetivos e justificativas do projeto de pesquisa
Revisão bibliográfica resumida
Metodologia utilizada
Plano de trabalho e cronograma
Resultados e conclusões parciais
Parágrafo único - No caso de exame de qualificação de doutorado, a
monografia deve definir claramente uma possível contribuição original na solução de
um problema relevante para o avanço do conhecimento científico/tecnológico de sua
área de pesquisa.
Artigo 3º - A banca examinadora para o exame de qualificação, definida pelo
Coordenador de Pós-graduação, será composta por três membros portadores do título
de Doutor, sendo um deles o orientador do candidato.
§ 1º – A participação dos membros da banca na exposição oral poderá ocorrer
na forma presencial ou através de videoconferência.
§ 2º – No caso de convite a membros externos, o departamento ao qual o
orientador está vinculado deverá arcar com as despesas de transporte, estadia e prolabore desses convidados, não cabendo à CPG/FEEC este ônus financeiro.
Artigo 4º - O orientador deverá preencher o formulário de solicitação de realização de
exame de qualificação e submetê-lo ao Coordenador de Pós-graduação da FEEC,
incluindo a sugestão de nomes para a composição da banca examinadora.
§ 1º - O formulário de solicitação, três cópias da monografia e o histórico
escolar do candidato deverão ser encaminhados à secretaria da CPG/FEEC no mínimo
quinze dias antes da data agendada para a realização do exame.
§ 2º - Caberá à CPG/FEEC enviar as cópias da monografia aos membros da
banca examinadora.
55
Artigo 5º - Os candidatos ao título de Doutor deverão submeter-se ao exame de
qualificação em data não posterior ao final do quinto semestre letivo a contar do seu
ingresso como aluno regular do programa de pós-graduação.
Parágrafo único – O aluno que não se submeter ao exame de qualificação no
prazo estipulado no caput será considerado reprovado.
Artigo 6º - Os candidatos ao título de Mestre deverão submeter-se ao exame de
qualificação em data não posterior ao final do terceiro semestre letivo a contar do seu
ingresso como aluno regular do programa de pós-graduação.
Parágrafo único – O aluno que não se submeter ao exame de qualificação no
prazo estipulado no caput será considerado reprovado.
Artigo 7º - Após a realização do exame de qualificação, a banca examinadora deverá
enviar à CPG/FEEC o formulário específico preenchido contendo a data do exame, a
avaliação (aprovado ou reprovado) e um parecer circunstanciado incluindo o
coeficiente de rendimento do candidato.
Parágrafo único – O aluno será considerado aprovado no exame de
qualificação caso obtenha parecer favorável da maioria dos examinadores. Caso
contrário, será considerado reprovado.
Artigo 8º - O candidato que for reprovado no exame de qualificação deverá submeterse a um novo exame no prazo máximo de 180 dias após sua reprovação ter sido
comunicada pela CPG/FEEC.
Parágrafo único – O aluno que não se submeter ao novo exame de
qualificação no prazo estipulado no caput será considerado reprovado.
Artigo 9º - Será desligado do programa de pós-graduação da FEEC o aluno que for
reprovado pela segunda vez nos referidos exames.
Aprovada em reunião da CPG/FEEC em 18/01/2010, Parecer 003/2010.
56
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : Dr. Manfred Fritz Bedriñana Aronés
ASSUNTO
PARECER Nº
: Credenciamento
004/2010
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em 08 de
fevereiro de 2010, aprovou o credenciamento do Dr. Manfred Fritz Bedriñana
Aronés (Pesquisador/UNICAMP), como Professor Participante junto ao DSEE,
com a finalidade específica de co-orientar a aluna de mestrado Beatriz de Lima
Tavares, RA085448, tendo como orientador o Prof. Dr. Carlos Alberto de Castro
Jr..
À Congregação da FEEC.
Campinas, 09 de fevereiro de 2010.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
57
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP
FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO – FEEC
COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO – CPG
INTERESSADO : FEEC
ASSUNTO
PARECER Nº
: Resolução Interna CPG/FEEC 44
007/2010
A Comissão de Pós-Graduação da FEEC, em reunião realizada em
08 de fevereiro de 2010, aprovou a Resolução Interna CPG/FEEC 44, que
regulamenta o exame de proficiência na língua inglesa.
À Congregação da FEEC.
Campinas, 09 de fevereiro de 2010.
PROF. CARLOS ALBERTO DE CASTRO JR.
Coordenador de Pós-Graduação
FEEC/UNICAMP
CPG/FEEC/UNICAMP
C.P. 6101
13083-852, Campinas, SP, Brasil
Telefone: (19) 3521 3869
Fax: (19) 3521 3866
58
RESOLUÇÃO INTERNA 44
Regulamenta o exame de proficiência na língua inglesa.
Artigo 1º - Os candidatos ao título de Mestre deverão apresentar proficiência em
leitura na língua inglesa, e os candidatos ao título de Doutor deverão apresentar
proficiência em leitura e escrita na língua inglesa.
Artigo 2º - A proficiência na língua inglesa deverá ser atestada pela comprovação de
pontuação mínima em qualquer um dos exames seguintes:
I. TOEFL (Test of English as a Foreign Language), 20 pontos (Reading) –
para Mestrado e Doutorado - e 15 pontos (Writing) – somente para
Doutorado;
II. ESLAT (English as a Second Language Achievement Test), 620 pontos;
III. ELTS (English Language Testing Service), 5,5 pontos;
IV. WAP (Writing for Academic and Professional Purposes), 65 pontos;
V. TEAP (Test of English for Academic and Professional Purposes), 65 pontos,
somente para Mestrado;
VI. CEL (Centro de Ensino de Línguas, UNICAMP), nota 5,0.
Parágrafo único - Alternativamente, a verificação de proficiência em leitura na língua
inglesa no caso de alunos de Mestrado, e em leitura e escrita na língua inglesa no caso
de alunos de Doutorado, poderá ser realizada sob a responsabilidade do departamento
ao qual o aluno estiver vinculado.
Artigo 3º - O orientador deverá enviar formulário específico com a avaliação referente
à proficiência do candidato à CPG/FEEC, para aprovação pela Coordenação.
Aprovada em reunião da CPG/FEEC em
59
RESOLUÇÃO COMISSÃO DE EXTENSÃO FEEC Nº 01/2010
A Comissão de Extensão da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação, em sua 74ª Reunião Extraordinária Eletrônica realizada em 29 de
janeiro de 2010, aprovou por unanimidade a proposta de Convênio de Prestação
de Serviços entre Unicamp e Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação - CGTI,
com interveniência administrativa da Funcamp, tendo como interessado o Prof. Dr.
José Pissolato Filho, com base no parecer anexo.
Campinas, 02 de fevereiro de 2010.
GILMAR BARRETO
Coordenador de Extensão
FEEC/UNICAMP
60
ANEXO I – QUADRO PARA PARECER DA COMISSÃO ASSESSORA
Contrato/Convênio: CONVÊNIO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS DE
CONSULTORIA ENTRE CGTI/UNICAMP/FUNCAMP
Unidade: FEEC
Departamento Proponente: DSCE
Recursos: R$ 2.310,00 (por módulo)
Interessado: Prof. José Pissolato Filho
Vigência: 24 meses
Data: 06/01/2010
1 - Parecer quanto ao Mérito:
OBJETO:
O presente contrato tem por objeto a prestação de serviços técnicos de consultoria
relacionados com a atividade de pesquisa e desenvolvimento de transformador de
distribuição autoprotegido, compacto, 85ºC, tendo o Prof. Dr. José Pissolato Filho como
executor e o Prof. Dr. José Antenor Pomilio como executor substituto. As atividades
previstas estão associadas predominantemente com metodologias de teste e ensaios,
elaboração de relatórios técnicos e levantamento de normas técnicas. Não estão
especificados a priori quantos módulos compõem as atividades a serem executadas. São
atividades relevantes para o setor elétrico e que se inserem de forma coerente na área de
atuação do Prof. Dr. José Pissolato Filho. Portanto, meu parecer é favorável quanto ao
seu mérito.
Prof. Fernando José Von Zuben
DCA/FEEC/Unicamp
2 - Parecer quanto ao interesse Institucional:
O assunto tratado neste contrato entre Unicamp, Funcamp e Centro de Gestão de
Tecnologia e Inovação (CGTI), tendo sido indicado como executor pela Unicamp o
Prof. Dr. José Pissolato Filho, está intimamente ligado às atividades de pesquisa
desenvolvidas no DSCE/FEEC, sendo aprovado por unanimidade por este
departamento, suportado por parecer favorável da Profa. Dra. Maria Cristina Dias
Tavares. Os direitos de propriedade dos resultados do projeto serão exclusivos da
empresa CGTI. No entanto, a execução deste convênio pode gerar atividades adicionais
para outros grupos do DSCE, da FEEC e da Unicamp. Sendo assim, meu parecer é
favorável quanto ao interesse institucional.
Prof. Fernando José Von Zuben
DCA/FEEC/Unicamp
3 - Classificação quanto às categorias constantes do Anexo
I da Resolução GR
075/03
61
Receitas
Origem
Ressarcimento de Custos Indiretos RCI
Ressarcimento à
AIU
(≥
Universidade RUn
3%)
(PIDS e FAEPEX)
Convênios e contratos
11%
5%
Prestação de serviço e de pequena monta
11%
%
Consultorias, Assessorias, Regência ou Participação
em Cursos e Similares.
11%
%
n/a
n/a
Convênios cujo objeto é constituído integralmente de
atividades e programas assistenciais
n/a
n/a
Licenciamento de resultados de pesquisa da
Universidade (patentes, softwares, marcas, cultivares)
n/a
n/a
Convênios ou contratos com entidades de fomento,
públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, com
legislação superior que impede a cobrança de taxas.
n
/a – não se aplica
4 - Compatibilidade com as minutas padrão já aprovadas pela Procuradoria
Não
Geral da Unicamp: Sim
__________________________________________________________
Presidente da Comissão Assessora da Unidade
Prof. Dr. Gilmar Barreto
62
RESOLUÇÃO COMISSÃO DE EXTENSÃO FEEC Nº 03/2010
A Comissão de Extensão da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação, em sua 74ª Reunião Extraordinária Eletrônica, realizada no dia 29 de
janeiro de 2010, aprovou por unanimidade, o RELATÓRIO FINANCEIRO DA
FUNCAMP SOBRE ÁREA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PEQUENA
MONTA DO DEPTO. DE MICROONDAS E ÓPTICA (2o. sem/08), tendo como
interessado o Prof. Dr. Hugo Enrique Hernandes Figueroa, com base no parecer
anexo.
Campinas, 02 de fevereiro de 2010.
GILMAR BARRETO
Coordenador de Extensão
FEEC/UNICAMP
63
64
RESOLUÇÃO COMISSÃO DE EXTENSÃO FEEC Nº 04/2010
A Comissão de Extensão da Faculdade de Engenharia Elétrica e de
Computação, em sua 74ª Reunião Extraordinária Eletrônica, realizada no dia 29 de
janeiro de 2010, aprovou por unanimidade, o RELATÓRIO FINANCEIRO DA
FUNCAMP SOBRE ÁREA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PEQUENA
MONTA DO DEPTO. DE SISTEMAS DE ENERGIA ELÉTRICA (1o. sem/09), tendo
como interessado o Prof. Dr. Carlos Alberto Castro Junior, com base no parecer
anexo.
Campinas, 02 de fevereiro de 2010.
GILMAR BARRETO
Coordenador de Extensão
FEEC/UNICAMP
65
Download

PAUTA DA 157a REUNIÃO ORDINÁRIA DA - FEEC