A Viagem de Ahmed
Workshop de introdução à responsabilidade
País, Mês de 20XX
1
Até ao final do dia vai:
Estar familiarizado(a) com os principais
debates e desafios relacionados com a
responsabilidade das ONG;
Conhecer os Marcos de Referência da
PRH;
Conhecer os principais documentos e
ferramentas da CA ligados à
responsabilidade.
2
Apresento-vos…
3
O quê?! Mas eu não pedi nada disto!
4
Perguntas
1. Como acha que Ahmed se sente neste
momento?
2. Como acha que o mecânico se sente?
3. O que acha que significa
«responsabilidade»?
5
Definição de Responsabilidade
da PRH
O uso responsável do poder
Ter em consideração...
Prestar contas a...
Ser responsabilizado por...
6
Agora já:
Compreende os conceitos de
qualidade e de responsabilidade;
Compreende a necessidade de existir
uma maior responsabilidade nos
sectores do desenvolvimento e da
ajuda de emergência;
Sabe quem é a PRH!
7
Devia ter explicado com clareza
o que queria fazer!
8
Decide adoptar uma abordagem
analítica.
9
Então…?
a. Quadro de Responsabilidade da
Christian Aid;
b. Marco de Referência N.º 1 da PRH:
A organização define os compromissos
pelos quais se responsabilizará e a
forma como serão cumpridos.
10
Agora já sabe...
Por que razão é importante ter um
quadro de responsabilização – define os
nossos compromissos com clareza para
que os intervenientes saibam o que
esperar de nós;
O que é um quadro de
responsabilização;
Como desenvolver um quadro de
responsabilização;
11
O que acham?
12
Sem informação,
como podem
questionar o que
fazemos?
13
Perguntas?
1. É capaz de identificar a(s) boa(s)
prática(s) usada(s) para partilhar
informação?
2. Quais são os problemas que podemos
enfrentar ao utilizar estes métodos?
3. Como podem ser superados?
14
Então…
Política de Informação Aberta da CA;
Directrizes da CA para a partilha de
informação;
Marco de Referência N.º 3 da PRH:
A organização faz questão de que as
pessoas que pretende ajudar e os
restantes intervenientes têm acesso a
informação oportuna, relevante e clara
sobre a organização e as suas
actividades.
15
Que informação?
Contexto organizacional;
Quadro de responsabilização;
Objectivos, planos e resultados do projecto;
Papéis e responsabilidades dos
funcionários;
Dados de contacto;
Critério de selecção de beneficiários e itens
a distribuir;
A participação molda as decisões;
Tudo pedido por beneficiários;
16
Agora já sabe...
Por que razão é importante partilhar
informação – as pessoas precisam de
saber informações básicas sobre a nossa
organização para poderem questionarnos.
Que informação precisamos de partilhar.
Como podemos desenvolver um plano
para partilhá-la.
17
Ahmed cruza-se com o Sr. Comité...
18
19
Perguntas
1. Qual é a diferença entre
«participação» e «consulta»? Qual
das duas temos tendência a fazer?
2. Por que razão é tão difícil haver
participação de qualidade?
20
Então…
Directrizes de participação da CA;
Marco de Referência N.º 4 da PRH:
A organização ouve as pessoas que
pretende ajudar, incorporando os seus
pontos de vista e análises nas
decisões relacionadas com os
programas.
21
Agora já sabe...
Por que razão a participação é
importante – estamos a falar da
qualidade das actividades
participativas e não de fazê-las só por
fazer!
Que obstáculos existem à
participação dos grupos vulneráveis
nos nossos programas.
22
23
Alguma vez quis queixar-se?
Queixarmo-nos
não faz parte
da nossa
cultura…
24
Já viu os preços que estão a
praticar no mercado?!
25
Mas, na verdade,
toda a gente se
queixa.
26
O que é um mecanismo?
Analise o ciclo de vida de uma reclamação:
Como é que as pessoas lhe acedem?
Onde e como solicitamos reclamações?
Como as recebemos?
Como as investigamos?
Como respondemos?
Como as rastreamos?
Como aprendemos com elas?
27
Então…
Política e procedimento de
reclamações da CA;
Directrizes para o tratamento de
reclamações;
Marco de Referência N.º 5 da PRH:
A organização permite que as pessoas
que pretende ajudar e os restantes
intervenientes façam reclamações e
recebam uma resposta através de um
processo eficaz, acessível e seguro.
28
Agora já sabe...
Por que razão o tratamento de reclamações é
importante – é uma forma de melhorar os
nossos programas e de ouvir os nossos
beneficiários.
Um mecanismo é mais do que a mera
apresentação de uma reclamação – é o
processo completo.
Quais são os obstáculos que impedem as
pessoas de se queixarem – têm de ser
abordados durante a criação!
29
Mais uma iniciativa nova?
O Ahmed enlouqueceu?
30
Perguntas
1. Quem está encarregue de garantir que
nós cumprimos os nossos
compromissos (de responsabilidade)?
2. Como podemos certificar-nos de que
os funcionários dispõem de recursos
adequados e do apoio necessário para
cumprir estes compromissos?
31
Então…
Código de conduta da CA, acordos de
desempenho, estrutura de
competências, formação dos
funcionários, etc.;
Marco de Referência N.º 2 da PRH:
A organização assegura-se de que os
funcionários têm competências que
lhes permitem cumprir os
compromissos da organização.
32
Agora já sabe…
Por que razão os funcionários devem ter as
competências certas para o trabalho que fazem;
Que é importante que todos os funcionários
compreendam o código de conduta;
Que a organização deve comprometer-se a
melhorar e a aumentar as capacidades dos
funcionários para que possam fazer bem o seu
trabalho!
33
34
Perguntas
1. Sentimos que os sistemas que temos
no lugar para monitorizar e avaliar o
nosso trabalho funcionam bem?
2. Como podemos certificar-nos de que
absorvemos as lições que aprendemos
e de que vamos partilhá-las e dar-lhes
seguimento?
35
Melhorias contínuas
Marco de Referência N.º 6 da PRH:
A organização aprende com a
experiência a melhorar continuamente
o seu desempenho.
36
Conclusões da AID4U…
O que acha?
37
Fim...
Ou talvez apenas o começo!
38
Implementação da PRH a
nível nacional
1.
2.
3.
4.
5.
Informe os seus funcionários e fomente o seu
interesse;
Analise e compreenda os seus próprios
desafios ao nível da responsabilidade;
Dê o exemplo: fale com os parceiros sobre a
sua responsabilidade para com eles e
documente os seus compromissos;
Identifique parceiros ou projectos para dar
seguimento à iniciativa ao nível dos projectos;
Planeie as suas melhorias com base nas suas
conclusões;
39
Download

Por que razão