http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/malu/malu.html
Olha só o que o Dr Miguel Nicolelis diz pra gente:
“Veja só a piadinha que me deixa possesso, de quem não
acredita nem em si mesmo.
É completamente ridículo porque o sujeito ri de si mesmo, se
diminui e nem se dá conta.
É a piada mais infeliz que já vi!!”
“Deus criou esse maravilhoso país, mas deixa
ver o povinho que vou pôr lá.”
Isso é rir de nós mesmos...
E quantas vezes fazemos isso, sem nos darmos conta!
E o que é pior, continuamos fazendo!
É colocar na nossa cabeça um complexo de inferioridade.
É dizer que somos menos, “legal mesmo é o outro... De preferência do
Primeiro Mundo!”
Povos Indígenas no Brasil
X
Olimpíadas na China
Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa...
Né ? ... Ou não é ???
Um estudo da profª Malu Pinto / 2008
Brasil - China
Dois países...
Quantas línguas....
Quantas culturas...
Somos todos iguais?
Somos todos diferentes?
Iguais a quem? Diferentes de quem?
Quem somos?
Quantas
línguas
são
faladas
no
Brasil?
Le Monde Diplomatique Brasil
Quantas
línguas
são
faladas
na
China?
“A oportunidade oferecida pelas Olimpíadas (aos apoiadores
ocidentais pró Tibete) não é algo que esses manifestantes
pretendam deixar escapar.
Mas é ingenuidade imaginar que os protestos venham a
produzir uma mudança radical no status quo.
Poderão empurrar chineses e tibetanos para a mesa de
negociações, porém a independência total com que sonham
alguns militantes não estará na pauta”
José Tadeu Arantes
Editor do Le Monde Diplomatique Brasil
“Se a lógica dos manifestantes fosse estendida a todos os
países que oprimem ou limitam direitos de outros povos, não
haveria Olimpíadas, nem agora, nem daqui a muitos anos.
Os EUA seriam boicotados pela ocupação do Iraque, que já
ocasionou cerca de 650 mil mortes; Israel pelos palestinos; a
Russia pelos chechenos; o Reino Unido, pelos irlandeses,
escoceses e galeses; a Espanha pelos bascos, catalães e
galegos; a Turquia pelos curdos; a Índia pelos tâmeis e adivasis;
o Japão, pelos ainus; e assim sucessivamente.
Até o Brasil, que se ufana de ser uma “democracia racial”,
teria uma grande conta a saldar com sua população negra e
suas minorias indígenas.”
José Tadeu Arantes
Editor do Le Monde Diplomatique Brasil
É possível estudar o nosso país sem prestar atenção no resto do mundo?
Evo Morales / Bolívia
Luiz Inácio Lula da Silva/ Brasil
Hugo Chávez / Venezuela
Fernando Lugo / Paraguai
E o que o resto do mundo tem a ver com os povos indígenas do Brasil ?
Em 2003, quando construímos o
“Almanaque Indígena do Brasil – Hoje!”
,
descobrimos muita coisa interessante e que não conhecíamos,
seja por desinteresse ou por ignorância mesmo.
(http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.htm)
Nosso povo – Povo brasileiro, é formado pela miscigenação
de vários povos.
Até aí tudo bem... Isso nós já sabíamos!
 Miscigenação de Português, negro e índio, né?
NÃO, NÃO É !!!
Primeiro que português não é o povo branco.
Segundo que negro não é um povo.
Terceiro, que índio também não é um povo.
Então, se cada um deles não é um povo, nem representa um
povo, como entender tudo isso?
Simples, é só ver como é que cada um fala. Será que é a mesma
língua? Como é a cultura de cada um. Como que cada um vê o
mundo? As coisas mais básicas de nossas vidas, como nascer e
morrer; ter ou não filhos; viver em comunidade ou se separar
dela; ...
Então, assim vamos, aos poucos, percebendo que não existe
POVO NEGRO, nem POVO ÍNDIO, nem POVO BRANCO, e sim
povos, diversos povos, com diferentes línguas e culturas.
Só no Brasil existem mais de 200 povos indígenas e eles não são
todos iguais, não tem a mesma língua, nem a mesma cultura.
Então não é possível colocar todos os povos misturados num
lugar apertado em que não é possível desenvolver suas crenças,
seus valores.
Indígena ou aborígine, como ensina o dicionário, quer dizer
"originário de determinado país, região ou localidade; nativo".
http://www.socioambiental.org
O que todos os povos indígenas têm em comum?
Antes de tudo, o fato de cada qual se identificar como
coletividade específica, distinta de outras com as quais convive
e, principalmente, do conjunto da sociedade do país onde está.
http://www.socioambiental.org
Falar, hoje, em povos indígenas no Brasil significa reconhecer, basicamente, seis coisas:
1.
nestas terras colonizadas por portugueses, onde viria a se formar um país
chamado Brasil, já havia populações humanas;
2.
não sabemos exatamente de onde vieram; dizemos que são "originárias" ou
"nativas" porque estavam por aqui antes da ocupação européia;
3.
certos grupos de pessoas que vivem no território brasileiro atual estão
historicamente vinculados a esses primeiros povos;
4.
os índios que estão hoje no Brasil têm uma longa história, que começou a se
diferenciar daquela da civilização ocidental ainda na chamada "pré-história"; a
história "deles" voltou a se aproximar da "nossa" há cerca, apenas, de 500 anos
(com a chegada dos portugueses);
como todo grupo humano, os povos indígenas têm culturas que resultam da
história de relações que se dão entre eles próprios e entre eles e o meio
ambiente; foi, e continua sendo, drasticamente alterada pela realidade da
colonização;
5.
6.
a divisão territorial em países (Brasil, Venezuela, Bolívia,...) não coincide,
necessariamente, com a ocupação indígena do espaço geográfico; em muitos
casos, há povos que vivem dos dois lados de fronteiras internacionais, criadas
muito depois de eles já estarem na região; é por isso que faz mais sentido dizer
povos indígenas "no Brasil" do que "do Brasil".
http://www.socioambiental.org
Posse de Evo Morales na Bolívia
jan/2006
Os processos de colonização e de constituição de novos países
foram extremamente violentos:


extinção de povos inteiros, dizimação demográfica,
 tomada de terras,
comprometimento dos meios tradicionais de sobrevivência
física e cultural,

dissolução de identidades étnicas particulares na nova
sociedade nacional em formação...
Depois de tanto tempo passado, de tanta opressão e, muitas
vezes, miscigenação, surge um problema:
Como identificar grupos de pessoas que são originários ou nativos
desses lugares?
http://www.socioambiental.org
Essa não é uma questão fácil de responder, mas é fundamental.
Tem a ver com reconhecimentos de direitos especiais, luta por compensações
de dívidas históricas e conflitos de interesses quanto à posse de determinados
territórios ou à utilização de recursos naturais.
Situa-se, enfim, no campo da política: de cada país e também daquela que se
desenrola em organismos internacionais como a ONU, a OIT ou a OEA.
Documentos de épocas, países e instituições diferentes apresentam critérios
também diferentes para identificar quem é indígena, baseados em idéias como
raça, traços culturais ou desenvolvimento econômico.
http://www.socioambiental.org
No Brasil, o critério mais aceito, atualmente, é o da auto-identificação étnica.
Ou seja: é indígena um grupo de pessoas que se identifica como coletividade
distinta do conjunto da sociedade nacional em virtude de seus vínculos
históricos com populações de origem pré-colombiana (antes que Cristóvão
Colombo chegasse à América).
Todo indivíduo que se
reconhece como parte de um
grupo com essas características
e é pelo grupo reconhecido
como tal pode ser considerado
um índio.
Karipuna - Equador
Há mais de 20 anos, a maior parte dos índios de Roraima luta pela homologação
da Raposa-Serra do Sol em área contínua, e não em ilhas, como querem os
agricultores que invadiram as terras na década de 90 e que atualmente contam
com o apoio de uma parte dos povos indígenas que ali habitam. Além disso, a
existência do município de Uiramutã, criado em 1996, e cuja sede está na terra
indígena é outro entrave no caminho da homologação.
A homologação em área contínua, é a última etapa de um processo que começa
com estudos de identificação e delimitação do território. A Raposa- Serra do Sol,
última grande Terra Indígena da Amazônia que aguarda reconhecimento, está
pronta para ser homologada desde a edição da Portaria 820/98.
Com a homologação os invasores têm de ser retirados.
Por isso, eles querem a homologação fracionada.
Ou seja, que sejam excluídas da Terra Indígena as áreas produtivas, as
estradas, as vilas e a cidade de Uiramutã.
A Raposa-Serra do Sol fica a noroeste de Roraima, na fronteira com a Guiana e a
Venezuela. É habitada por aproximadamente 15 mil índios das etnias Macuxi,
Tauarepang, Patamona, Ingarikó e Wapixana, que ocupam 152 aldeias.
O Estado de Roraima tem 32 terras indígenas, o que corresponde a 46% do
território estadual e uma população estimada de 40 mil índios, uma das maiores
populações indígenas do Brasil.
http://www.socioambiental.org/nsa/detalhe?id=1526
Le Monde Diplomatique Brasil – nº 10 – maio / 2008
http://www.socioambiental.org - acesso 24/maio/2008
Atlas Geográfico escolar IBGE 2002
Caros Amigos – - nº 134 -maio / 2008
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.
17.
18.
19.
20.
21.
22.
23.
24.
. http://renoi.blogspot.com/2007_04_01_archive.html
. http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smdhsu/default.php?p_secao=17
.http://www.ideti.org.br/blog/default.asp?view=archives&month=6&year=2006
.http://www.moderna.com.br/moderna/didaticos/projeto/2007/1/personagens?
cod_origem=ei
. http://www.vieiros.com/nova/62549/a-auga-e-a-vida-dereitos-que-non-sevenden
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.---. Atlas Geográfico escolar IBGE 2002
. Le Monde Diplomatique Brasil – nº 10 – maio / 2008
.jornal
. jornal
. jornal
. jornal
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/03almanq/index.ht
m
.---.---.---. http://bp1.blogger.com/
. http://www.unicef.org/lac/mapa_poblacion_indigena.jpg
.http://www.socioambiental.org/pib/portugues/quonqua/quemsao/indexqu.sht
m
25.
26.
27.
28.
29.
30.
31.
32.
33.
34.
35.
36.
37.
38.
39.
40.
41.
42.
43.
44.
45.
46.
47.
48.
49.
50.
51.
52.
53.
54.
55.
56.
.http://www.pime.org.br/mundoemissao/teologiaindia2.htm
.http://www.dhnet.org.br/dados/relatorios/dh/br/jglobal/jglobal2000/situacaodh
.html
http://projeto-bolivia.blogspot.com/2007/08/evo-morales.html
http://projeto-bolivia.blogspot.com/2007/08/evo-morales.html
http://karipuna.blogspot.com/2007/11/declarao-de-ilal.html
www.furnas.com.br/memoria_curiosidades_05.asp.
. www.antahkaranabridge.com/Novidades.html
. http://www.photografos.com.br/exibirfoto.asp?id=56095
.---.---. http://www.photografos.com.br
. http://karipuna.blogspot.com/
. http://karipuna.blogspot.com/
. http://karipuna.blogspot.com/
. http://karipuna.blogspot.com/
. http://karipuna.blogspot.com/
. http://bp3.blogger.com
. http://brasileirosdemallorca.blogspot.com/2007/09/lideranas-da-raposaserra-do-sol-firmam.html
.------. http://www.estadao.com.br/nacional/not_nac159391,0.htm .
. http://pessoas.hsw.uol.com.br/indios5.htm
. www.estadao.com.br/nacional/not_nac156561,0.htm
. http://brasil.indymedia.org/images/2006/07/358707.jpg
.---. www.ambienteemfoco.com.br/?p=1426
http://www.amazonoticias.com/noticias.php?idTipoNoticia=6&idNoticias=2194
.---. http://www.saude.ac.gov.br/.
http://www.rogeriosilveira.jor.br/reportagem2007_10_23_educacao_indigena
_aldeia_guarani_aguapeu_mongagua.php
http://www.rogeriosilveira.jor.br/reportagem2007_10_23_educacao_indigena
_aldeia_guarani_aguapeu_mongagua.php
. www.ambienteemfoco.com.br/?m=20061112
. www.ufmg.br/online/arquivos/003492.shtml
http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/malu/malu.html
Download

Brasil - ensinoreligiosonreapucarana