Linguagem Audiovisual
Dulce Márcia Cruz, Dra.
[email protected]
Linguagem Audiovisual
Os participantes têm a possibilidade de
incluir a sua própria imagem e voz ao
vivo.
 Pode também falar em off sobre
imagens fixas (fotos, gráficos,
desenhos), imagens em movimento (em
vídeo ou multimídia) e imagens dos
participantes das salas remotas.

Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Linguagem Audiovisual
 Meio
de comunicação é a TV:
telespectadores participam do programa
ao vivo.
 Trabalhar enquadramentos e qualidade
da imagem/som da sala local e remota.
 Pensar não mais apenas em texto, mas
também em sons e imagens.
 Trabalhar com a emoção, a criatividade e
a intuição.
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
A Imagem
Posicionar-se "para" a câmera
buscando estar sempre bem iluminado,
bem enquadrado, nunca “caindo” da
tela, nem cortando partes do seu corpo.
 Usar metáforas visuais sempre que
puder.
 Providenciar imagens de diferentes
fontes que enriqueçam os exemplos e
ilustrem a fala.

Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Comportamento
 Imagem
influencia recepção da
mensagem
 Gestual
 Expressão facial
 Fala
 Contato visual
 Modo de se portar
 Segurança
 Animação
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Aparência
 Prefira
roupas conservadoras, sem listras
muito finas ou grandes estampados
 Descarte materiais que refletem como a
seda
 Use cores sólidas e pastéis
 Fuja de contrastes como branco e preto
 Evite jóias ou bijuterias muito grandes,
brilhantes ou que distraiam a atenção
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Aparência
 Maquiagem
suave para as mulheres
 Cabelo e barba para os homens
 Traje adequado para a situação
 Evite decotes ou blusas de alça
 Dormir bem na noite anterior
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected].br
Atenção
Gráficos para televisão
precisam de uma
formatação especial
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Formato
Tela da televisão tem formato
paisagem.
 Levar em conta a definição da tela, a
composição das cores, a harmonia dos
elementos utilizados.
 Prever adaptação de documentos.
 Unir imagem e texto enriquece mas
demanda tempo de preparação e
pesquisa.

Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
de TV
Área deMonitor
segurança
do título
Risco de perder seu texto quando mostrado fora da
Deixar uma margem em volta do
texto e das imagens para
compensar as diferenças de
tamanho dos monitores
de TV
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Monitor de TV
Formato 3 X 4
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Tamanho
 Como
usar os documentos que não
podem ser modificados para o
enquadramento na TV
 Fotos
 Gráficos
 Objetos tridimensionais
 Fonte: mínimo texto 28 e cabeçalho 32
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Tamanho de Letras

Esta é uma fonte 12 pontos

Esta é uma fonte 18 pontos

Esta é uma fonte 24 pontos

Esta é uma fonte 28 pontos
 Esta
é uma fonte 32 pontos
 Esta
é uma fonte 36 pontos
Esta
Esta
é uma fonte 40 pontos
é uma fonte 44 pontos
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Programar Equipamentos
 Posições
de câmera PIP
 Câmera de documentos (testar
angulação da imagem, checar canetas
coloridas e papel)
 Abrir apresentações PowerPoint
 Checar som
 Checar funcionamento do quadro
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Programar Câmera
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Plano Geral
Plano aberto,
para
momentos
neutros e
para incluir
todos os
participantes
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Plano Médio
Mais fechado, da
cintura para
cima, para
quando estiver
expondo,
debatendo ou
conversando
com os
participantes da
sala remota.
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Close
Plano bem
fechado, parte
superior do
peito e o
rosto, para um
pouco mais de
intimidade ou
proximidade
com
interlocutores.
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Incluir PIP
 Deixar
espaço para
imagem do palestrante
(PIP), no canto direito do slide.
 Manter contato visual durante a
apresentação.
 Programar com antecedência uma
imagem próxima (close) para o PIP
(picture in picture).
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Maior Exigência
 Tempo
de preparação maior
 Quanto mais interação se deseja, mais é
preciso planejar
 Qualidade visual implica em
competência em software gráfico ou
acesso a equipe de apoio
 Projetar imagem como um ator de TV
 Criar presença dinâmica na tela
Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Mais cansaço
 Concentração
simultânea no conteúdo,
no material visual e na interação
 Restrição de movimento físico
 Efeito borrado
 Falta de sincronização dos lábios
 Encorajar a interatividade com
estudantes inibidos ou intimidados
 Dinâmicas de grupo são mais difíceis de
manejar com várias salas e mudança da
imagem por voz Linguagem audiovisual da videoconferência
Dulce Márcia Cruz
[email protected]
Download

Linguagem audiovisual