RELAÇÕES INTERNACIONAIS
Prof. Rafael Pons Reis
[email protected]
Guerra Fria e a Ordem Bipolar
Conferência de Yalta (fev/1945)
Conferência de Potsdam (jul/1945)
Cortina de Ferro (1946)
GUERRA DA CORÉIA
(1950 – 1953)
• Dominação Japonesa desde 1910;
• EUA e URSS:
- tropas de ocupação até 1949;
- Paralelo 38
Projeto Político:
-Nação independente e unida:
eleições livres patrocinadas pela
ONU;
- recusa dos soviéticos em
cooperar com o plano:
República da Coréia ( maio de 1948) = SUL
República Democrática Popular da Coréia (set/ 1948)
NORTE
Forças em Confronto
- Retirada das tropas norte-americanas e
soviéticas da região (entre 1948 e 1949);
- Início das hostilidades na área do Paralelo 38;
- 25/06/50: Tropas norte-coreanas cruzam o
Paralelo 38 e invadem o Sul;
Relação de Forças
NORTE-COREANOS:
- 135 mil homens bem treinados (II WW);
- aviões, tanques e artilharia;
SUL-COREANOS:
- 95 mil homens;
- Poucos aviões e armamentos pesados;
• Reação dos EUA:
- Envio de tropas militares (sob o comando da
ONU) para rechaçar a invasão;
- Gen. Douglas MacArthur = Comandante
chefe do Comando da ONU;
- Reforço de tropas da recém-criada República
Popular da China (auxílio aos norte-coreanos);
IMPASSE:
-Estender o conflito até a China?
(MacArthur foi substituído por Matthew B. Ridgway)
Acordo de Paz (1953): Existência das duas Coréias.
Saldos da Guerra:
- Morreram mais de 50 mil soldados dos EUA e cerca de
1,5 milhão de chineses e norte-coreanos;
- Civis: um milhão de sul-coreanos e 2 milhões de
norte-coreanos perderam a vida como resultado da
fome, das epidemias e dos bombardeios.
O “DEGELO”
• Nikita Kruschev(1956);
i) nova linha diplomática;
ii) “desestalinização”;
iii) “mais de um caminho para o
socialismo.
• Supressão de revoltas na Polônia
e na Hungria (1956).
• 1959: Coexistência Pacífica
URSS X CHINA:
A bifurcação do socialismo
● 1956: Resistência de Mao Tse-tung à
política soviética de desestalinização;
● 1958: O Grande Salto Adiante (programa
de coletivização das propriedades
agrícolas e de industrialização acelerada);
●1960: Rompimento das relações
diplomáticas entre os dois países.
Muro de Berlim (1961)
Muro de Berlim (1961)
- Medo de uma Alemanha
reunificada;
- Berlim Ocidental: cidade livre;
- Êxodo de pessoal qualificado
para a Alemanha Ocidental;
- 12 e 13 de agosto de 1961.
John F. Kennedy (1961-1963)
John F. Kennedy (1961-1963)
● Projeção de política externa de
John F. Kennedy:
“nunca negociaremos acossados
pelo medo; ao mesmo tempo,
nunca teremos medo de
procurar a negociação” (1961).
Questão dos mísseis em Cuba
(1962)
- 1958: Forças de Castro tomam o governo
de Fulgêncio Batista;
- 1959 e 1960: nacionalização das
plantações de cana de açúcar e das
fazendas de criação de gado;
- Exílio de cubanos aos EUA (panfletos
contra Castro e bombas incendiárias);
- 1959: aproximação gradual com a URSS;
Questão dos mísseis em Cuba
(1962)
- 1960: nacionalização das refinarias de
petróleo;
- 1961: fracasso na invasão da Baía dos
Porcos;
- 1962: Espionagem norte-americana (base
de lançamento de mísseis nucleares
soviéticos);
Questão dos mísseis em Cuba
(1962)
● Resposta dos EUA:
i) Bloqueio aéreo e naval a Cuba;
ii) Mobilização das Forças Armadas;
● 1963: telefone vermelho
Lyndon B. Johnson (1963-1969)
USA: Lyndon B. Johnson
● 1963: † Kennedy;
Doutrina de Segurança Nacional:
Influência dos EUA na implantação
de regimes ditatoriais na América
Latina a partir dos anos 60.
(64) Brasil
(71) Bolívia
(73) Uruguai e Chile
(76) Argentina
URSS: O PODER NA TERCEIRA IDADE
● 1964: † Kruschev;
i) Andrei Kirilenko
ii) Alexei Kossigin
iii) Leonid Brejnev
● “Era da gerontocracia”
- Burocratização do Partido Comunista;
- Reforço ao controle sobre os países do
Leste Europeu;
- Ignorou a necessidade de reformas na
economia.
Download

Guerra_Fria_e_a_Ordem_Bipolar_I