Administração de Recursos Materiais
Turma 14 – Grupo 44
“Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada”Hong Yuh Ching
- Adição de valor ao cliente na logística de distribuição;
- O papel do distribuidor e do centro de distribuição;
- Métodos para buscar a eficiência do processo de distribuição;
- Tornando o transporte eficiente.
Brasília, 25 de outubro de 2009
Turma 14 – Grupo 44
Subgrupo X:
Daniela 09/08479
Débora 09/42308
Denise 09/42391
Subgrupo Y:
Marina 09/46800
Matheus 09/13430
Raphael 04/92191
Responsável: Débora
Novas demandas de clientes estão moldando os padrões de distribuição.
Quais demandas são essas? Explique.
Serviço ao cliente – maiores níveis de serviço, o que inclui entregas
freqüentes, entregas no tempo programado, transações sem erro,
disponibilidade de estoque e serviços de valor agregado como vantagem
competitiva.
Custo – redução de custos de modo que sejam
preservadas as margens já apertadas e que responda a
forças competitivas crescentes.
Velocidade – integração de toda a cadeia logística como forma de
encontrar as respostas certas reduzindo os ativos e os custos.
Quais são as duas principais formas de se reduzir os custos de
distribuição?
1- Reduzir o capital empatado nos
estoques, diminuindo o tempo que o
produto permanece na cadeia de
suprimento. Redução do tempo gasto
entre a obtenção do pedido do cliente e a
entrega completa do pedido.
2- Melhoria da eficiência dos recursos
utilizados, tanto na armazenagem como
no transporte.
O papel dos distribuidores no passado é inquestionável, mas seu papel
no futuro é incerto. Eles têm sido afetados por uma variedade de forças
externas. Cite algumas.
 Estreitamento da relação fornecedor-
cliente, em que o fornecedor passa a
atuar diretamente com o cliente.
 Redução nos custos de transporte e
aumento na variedade de serviços.
 Avanços tecnológicos em que o cliente
pode fazer seus pedidos diretamente ao
fornecedor, sem passar pelo distribuidor.
Softwares de consolidação de cargas e
frete que colocam em cheque a
necessidade de estocagem local feita
pelo distribuidor.
Qual a importância do negócio de distribuição nas estratégias de canal
de distribuição?
O papel do distribuidor tem sido
vital
em
tais
estratégias.
Tradicionalmente, os distribuidores
agregam valor, ligando compradores e
vendedores, providenciando meios
eficientes de vender e entregar produtos
aos clientes. Por meio da venda
eficiente, os distribuidores têm sido um
mecanismo
para
os
pequenos
fabricantes alcançarem o mercado e
para todos os fabricantes alcançarem
mais mercados cada vez mais remotos.
Explique o motivo das incertezas em relação ao papel dos distribuidores
no futuro.
Esse motivo está relacionado às diversas forças externas que
afetam os distribuidores, a saber:
- A consolidação e estreitamento das bases do fornecedor e cliente, em que
o fornecedor passa a distribuir diretamente ao grande ao grande varejista;
- A desregulamentação dos transportes em várias partes do mundo tem
reduzido os custos de transporte ao mesmo tempo que aumenta a variedade
de serviços, o que permite aos fornecedores alcançar muitos clientes;
- Os avanços tecnológicos têm esvaziado algumas das tradicionais
atividades dos distribuidores. Os clientes podem entrar com os pedidos
eletronicamente na casa do fornecedor, sem passar pelo distribuidor;
softwares de consolidação de cargas e frete colocam em cheque a
necessidade
de
estocagem
local
feita
pelo
distribuidor;
- O crescente número de empresas que aderem à filosofia de supply chain,
enfatizando a gestão de estoque e reduzindo não só o tempo em que o
produto fica nos locais de estocagem, mas também o número de vezes em
que é manuseado.
Quais são os dois papéis que representam fontes vantagem competitiva
para o distribuidor? Explique cada um deles.
Esses dois papéis são definidos como otimizadores de rede e
maximizadores de mercado. Os primeiros vão além das tradicionais
responsabilidades de operar centros de distribuição eficientemente e avaliar
opções de consolidação de cargas. Esses otimizadores de rede encorajarão e
facilitarão a troca de informações e enfoques de gestão do canal de modo a
ressaltar o serviço ao cliente e reduzir o inventário e custos por meio de todo
o canal de distribuição. Os segundos representam maneiras de os
distribuidores ajudarem seus clientes e ressaltarem a efetividade do seu
marketing. Em qualquer dos dois papéis, o distribuidor deve posicionar-se a
fim
de
estender
seu
limite
de
influência
no
canal.
Bibliografia
 “Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada”-
Hong Yuh Ching
 http://images.google.com.br/imghp?hl=pt-BR&tab=wi
Download

R081444