Panorama da transferência de
tecnologia - "ToT"
Apresentação para os Parlamentares Brasileiros
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
1
O Caminho para a Independência Tecnológica (I) :
uma parceria estratégica completa entre o Brasil e a França

A França é um dos poucos países, como os Estados Unidos, a dominar
completamente todas as tecnologias críticas necessárias à concepção,
desenvolvimento, produção e manutenção de aviões de combate, por meio da:







DASSAULT-AVIATION, para a aeronave e os sistemas de armas,
SNECMA, para os motores,
THALES, para os equipamentos eletrônicos de bordo (aviônicos), o radar e
os sistemas de autodefesa,
MBDA, para os armamentos.
A totalidade dos sistemas e subsistemas que constituem o avião Rafale da
Marinha e da Força Aérea da França são de concepção e produção francesas.
Todas tecnologias utilizadas para conceber, desenvolver, produzir e manter
o programa Rafale são de propriedade industrial francesa.
Nenhuma autorização por parte de um Estado
estrangeiro é, portanto, requerida,


nem para a exportação da aeronave, de seus equipamentos e armamentos
associados,
nem para a transferência de tecnologia correspondente.
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
2
O Caminho para a Independência Tecnológica (II) :
uma cooperação tecnológica e industrial irrestrita


Segundo a legislação francesa,

a autorização do Estado francês cabe apenas ao Poder Executivo,

esta autorização é precedente a qualquer proposta comercial.
A autorização do Estado francês já foi inteiramente concedida:

para a exportação da aeronave, dos equipamentos e armamentos associados,

para a transferência de todas as tecnologias correspondentes,

para a comercialização, pelo Brasil, do RAFALE na América Latina.

O Estado francês concedeu autorização para a exportação do RAFALE e
de todas suas tecnologias sem restrições.

Não existem riscos de caráter político.
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
3
A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA (I):
uma abordagem completa e irrestrita

A transferência favorece três áreas:

O Programa F-X2
• desenvolvimento de capacidades adicionais, produção, manutenção,

O apoio aos projetos nacionais
• avião cargueiro KC-390,

A preparação do futuro
• aumento da capacidade aeronáutica do Brasil,
• desenvolvimento da próxima geração de aeronaves de combate,
• veículos aéreos não-tripulados (VANT – UAV)
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
4
A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA (II):
uma abordagem completa e irrestrita

A transferência das tecnologias críticas no campo
aeronáutico, para indústrias brasileiras de variados
tamanhos, assim como para centros de pesquisa e
universidades,



67 projetos de compensação (“offsets”) formalizados com
38 entidades/empresas
Compensação superior a 160% do valor do contrato comercial
Os desdobramentos (“spin-off”) vão além do setor
aeronáutico, por alcançar também indústrias estratégicas
nos campos da energia, meio ambiente, ciências biológicas,
tecnologia da informação; assim como da comunicação,
dos transportes, da fabricação e dos materiais

3000 empregos criados ou mantidos por, pelo menos, 10 anos
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
5
Uma transferência de tecnologia
incontestável




O estado da arte das tecnologias desenvolvidas para o programa
RAFALE
Uma experiência de 100 anos de trabalhos internos em Pesquisa e
Desenvolvimento de Tecnologias
Uma cobertura integral da aeronave, de seus sistemas, dos materiais
utilizados, dos seus motores, dos produtos e processos associados
As atividades de Pesquisa e Desenvolvimento voltadas à produção e
ao apoio em serviço
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
6
Uma cobertura completa na transferência
de tecnologias
Dados
Formação
Desdobramentos industriais
Capacidade de
desenvolvimento de
aeronaves militares
(pacote de dados)
Formação
Inicial e
treinamento
("hands on
OJT")
Engenharia
do RAFALE
(aeronave e
sistemas)
Código
Fonte
Autonomia para desenvolver
ulteriormente a aeronave RAFALE
Ferramentas e
processos
(simulação,
estações de
desenvolvimento)
Métodos, ferramentas
e processos
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
Métodos de
concepção e
desenvolvimento
Conhecimento
(“know how”)
7
Asas do RAFALE,
exemplo de transferência
de tecnologia
de fabricação (Dassault)
Instalação de equipamentos e ensaios finais
“Co-bonding” de material composto
nas superfícies de comando
“Tape Laying” automatizado para os painéis das asas
Trabalho detalhado em partes e subconjuntos
Ultrassom automático – testes não destrutivos
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
Montagem robotizada
8
Caixão da asa (estrutura) em material
composto para o KC-390 (Dassault)

A Dassault Aviation desenvolveu e possui experiência na fabricação de
caixão de asa em material composto (mais de 30 anos de investimento)
graças a uma abordagem progressiva nos aviões civis e militares
Caixão da asa do
RAFALE em material composto

Estabilizador vertical
do Falcon 7X
Caixão da asa da
futura versão do Falcon
Cooperação proposta para essa tecnologia chave :
Trabalho em equipe integrada com a EMBRAER para o KC-390
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
9
Comandos de Voo Digitais (DFCS)
para o Rafale e o KC-390 (Dassault)

Para o Rafale,


Desenvolvimento para as capacidades
adicionais ao programa F-X2
Para o KC-390


Modos avançados para os comandos
de vôo digitais – DFCS
Laboratório de desenvolvimento de
softwares críticos
Os sistemas digitais de comandos de
vôo utilizam tecnologias críticas
dominadas por raros fabricantes de
aeronaves, mas que são buscadas e
pesquisadas por muitos
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
10
Transferência das tecnologias críticas
do Radar com antena ativa (AESA)
(Thales)


Fabricação e manutenção dos módulos do Radar de última
geração com Antena ativa (AESA)
Transferência completa para a concepção, desenvolvimento
e integração do software necessário às futuras evoluções do
Radar
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
11
Laboratório de veículos aéreos
não tripulados (UAV Battlelab)
(Thales)

Transferência de um laboratório de simulação técnico-operacional capaz
de avaliar e validar os conceitos de utilização e as arquiteturas de
sistemas baseados no uso de VANT
Parceria com o CTA para o
projeto de futuros sistemas
VANT brasileiros
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
12
Fortalecimento da capacidade industrial
para a fabricação de motores aeronáuticos
(Snecma)

Engenharia de peças e subconjuntos

Elaboração de materiais aeronáuticos

Superligas de níquel e aços especiais
com a Villares Metal

Fabricação de peças e subconjuntos

Manutenção e reparo dos motores M88
do Rafale, dando total autonomia e
independência à FAB
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
13
Desenvolvimento de um motor para VANT
(para vigilância de espaços habitados e áreas de fronteira)
(Snecma)

Desenvolvimento conjunto com CTA/ITA de um motor
ecológico




de baixo consumo
de baixo ruído
com a capacidade para utilização de biocombustíveis
Transferência de tecnologia nas áreas de:





concepção
fabricação
ensaios
qualificação
manutenção e reparo
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
14
A ESCOLHA DA PERENIDADE (I) :
uma aeronave e um programa sem riscos





Em serviço efetivo no porta-aviões da Marinha desde 2004 e, nas bases
da Força Aérea desde 2006, o RAFALE já demonstrou plenamente
suas capacidades e seu desempenho em teatros de operações
("testado em combate").
As aeronaves que serão entregues inicialmente à Força Aérea Brasileira terão
a mesma configuração das aeronaves a serem fornecidas às Forças francesas
à mesma época, estando, portanto, operacionais, desde a sua entrega, para
todas as missões Ar-Ar, Ar-Mar, Ar-Solo e Reconhecimento.
Previsto para equipar as Forças francesas com cerca de 300 exemplares e
para substituir todas as aeronaves de combate hoje existentes, o Rafale
continuará sendo produzido por mais duas décadas.
A progressão do Programa RAFALE, concebido para incorporar continuamente
melhorias tecnológicas às quais o Brasil será associado é inteiramente
garantida pelo Governo francês, não dependendo, para a sua perenidade, de
nenhum apoio proveniente do exterior.
Não há risco de ordem técnica, de prazos,
ou na área financeira
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
15
O Rafale francês :
Aeronave em serviço, "testado em combate"

O Rafale M está operacional
na Marinha Francesa
desde junho de 2004

O Rafale C/B está operacional
na Força Aérea Francesa
desde junho de 2006

O Rafale participa de
operações no Afeganistão,
no âmbito de uma coalizão
internacional
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
16
A ESCOLHA DA PERENIDADE (II) :
uma cooperação industrial e tecnológica sem riscos




Há mais de 60 anos, as indústrias francesas DASSAULT-AVIATION
(aeronave e sistemas), SNECMA (motores), THALES (aviônicos) são
os principais atores de uma política francesa deliberada de
independência no setor estratégico da aviação de combate.
Sua atividade efetiva, tanto a serviço da Defesa como da aviação civil,
constitui a melhor garantia de sua perenidade nas próximas 3 ou 4
décadas, uma duração semelhante ao do programa de aeronaves de
combate F-X2.
Em associação com as empresas subcontratadas, as sociedades que
fabricaram o MIRAGE e produzem o RAFALE dispõem de uma larga
experiência na área de compensação (offset) e de transmissão de
conhecimento (know how), obtendo completa satisfação por parte dos
beneficiários.
Não há risco de ordem industrial ou tecnológica
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
17
Conclusão

Compromisso de longo prazo do Grupo RAFALE,
consistente com a parceria estratégica
entre o Brasil e a França

Cobertura total e irrestrita das tecnologias críticas

Tecnologias de propriedade da indústria francesa,
livres de qualquer dependência estrangeira
e transferência já autorizada pelo Governo Francês,

Marcante impulso para a indústria aeroespacial e de defesa,
com benefícios duradouros.
Apresentação Transferência de Tecnologia - 13 de outubro de 2009
18
Download

A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA - Poder Aéreo