INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,
PECUÁRIA E DO ABASTECIMENTO
BOLETIM AGROCLIMATOLÓGICO
MENSAL
Foto: pt.hdwallpaper123.com
NÚMERO 08 VOLUME 48
ANO 2014
AGOSTO
1
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO.
INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA - INMET
BOLETIM AGROCLIMATOLÓGICO
MENSAL DE AGOSTO - 2014
Coordenação-Geral de Desenvolvimento e Pesquisa – CDP
Boletim Agro. Mensal
V.1, N.1- 1967 -Brasília
ISSN- 0100-3860
1. Clima 2.Agricultura
CDD 630.251 5
2
SUMÁRIO
Informações Gerais
04
Condições Meteorológicas Ocorridas no mês de agosto / 2014
05
Mapa de Precipitação
14
Mapa de Desvio de Precipitação
14
Mapa de Temperatura Média
15
Mapa de Desvio de Temperatura Média
15
Mapa de Temperatura Mínima
16
Mapa de Desvio de Temperatura Mínima
16
Mapa de Temperatura Máxima
17
Mapa de Desvio de Temperatura Máxima
17
Mapa de Número de Dias com Chuva
18
Mapa de Insolação
18
Mapa de Umidade Relativa
19
Mapa de Evapotranspiração Potencial
19
Mapa de Evapotranspiração Real
20
Mapa de Déficit e Excesso Hídrico
20
Mapa de Armazenamento Hídrico (mm)
21
Fenômenos Adversos
22
Mapas dos Fenômenos Adversos
30
Mapas - Normal Climatológica
34
Balanço Hídrico
35
Termos Técnicos
48
Notas Explicativas
49
3
Informações Gerais
O Boletim Agroclimatológico é uma publicação do Instituto Nacional de
Meteorologia – INMET, elaborado pela Seção de Apoio à Agricultura e Recursos
Hídricos – SEAGRE, subordinada a Coordenação-Geral de Desenvolvimento e
Pesquisa - CDP, e tem como objetivo proporcionar, aos agricultores e àqueles que
exercem suas atividades junto a eles, informações meteorológicas que possam contribuir
para o sucesso do planejamento agrícola.
Esta publicação conta com a colaboração dos meteorologistas e técnicos do
INMET, com especial participação daqueles atuando do Serviço de Processamento de
Informação – SEPINF/CMN, do Centro de Análise e Previsão do Tempo –
CAPRE/CGA, da Seção de Produtos de Imagens de Satélites – SEPIS/CGA, do
Serviço de Observações Meteorológicas – SEOME/CGA e do Serviço de Gerência de
Rede – SEGER/CSC.
Coordenação-Geral de Desenvolvimento e Pesquisa - CDP
Eixo Monumental, Via S1 – Sudoeste.
70680-900 – Brasília/DF
Fone: (61) 2102-4791
Email da responsável: nadir.sales@inmet.gov.br
4
Condições Meteorológicas ocorridas no Brasil no mês de
Agosto de 2014
Destacam-se, a seguir, dados referentes aos valores extremos de
precipitação e temperatura observados no mês de agosto nas diferentes regiões do
país.
REGIÃO NORTE
Em agosto as precipitações variaram de normal a acima da média climatológica em
grande parte da região. As exceções foram o nordeste e centrossul do Pará e o sul do Amazonas,
onde as precipitações ficaram abaixo da normalidade. Ressalta-se, porém que em agosto, as
chuvas já são bem escassas o que configura, portanto o início da estação menos chuvosa da
região.
Quanto aos desvios de chuva, os maiores desvios positivos foram registrados no estado
do Pará. Em termos quantitativos, em Altamira (PA) choveu 85,6 mm, o que corresponde a mais
de três vezes o esperado climatologicamente para o mês, que é de 26,4 mm. Esse valor também
corresponde ao maior total mensal já registrado no mês de agosto desde 1961, ultrapassando o
antigo recorde que era de 55,9 mm registrados em agosto de 1984. Outra localidade onde
também se observou esse mesmo padrão foi em Breves (PA), com o volume mensal de chuva de
160,4 mm - equivante a mais de duas vezes e meia o esperado para o mês que é de apenas 71,3
mm. Com isto, agosto de 2014 corresponde ao segundo mais chuvoso desde 1961, ficando atrás
apenas de agosto de 1984, quando o total mensal foi de 162,0 mm.
Em relação aos totais mensais de chuva, observou-se que, o maior acumulado mensal de
precipitação foi registrado em São Gabriel da Cachoeira (AM) com 278,2 mm. Esse valor
representa 44% acima da média climatológica de agosto (193,7 mm). Por outro lado, o menor
acumulado mensal de precipitação da região norte durante esse mês foi registrado em Porto
Nacional (TO): 3,9 mm. Esse valor corresponde 68% da média climatológica de agosto: 5,7 mm.
No Tocantins, climatologicamente o mês de agosto os totais mensais de chuva continua
bem escassos, padrão normal para essa época do ano. Das seis estações meteorológicas
convencionais do INMET localizadas no estado, só uma registrou chuva significativa, este mês:
Araguaina com 14,7 mm. O número de dias com chuva na região variou entre 1 a 18 dias. Não
houve registro de chuva, ou essas ficaram abaixo de 1,0 mm em cinco estações meteorológicas
convencionais do INMET na região norte durante esse mês de agosto.
No que diz respeito aos sistemas meteorológicos, a atuação de áreas de instabilidade
5
geradas pelo forte aquecimento diurno e, pelo grande fluxo de calor e umidade disponível na
atmosfera, favoreceram a ocorrência de chuva na região durante, praticamente todo o mês de
agosto. No dia 30, em especial, houve a formação de uma linha de instabilidade sobre a região
central do estado do Pará. Ressalta-se ainda que, uma frente fria oriunda da região sul, deslocouse rapidamente e influenciou na formação de áreas de instabilidade em Rondônia e no Acre no
dia 14.
Os maiores acumulados de chuva diários ocorreram em São Gabriel da Cachoeira (AM) e
em Eirunepé (AM): 60,0 mm, no dia 4 e 14, respectivamente. No entanto, em Eirunepé (AM) os
60,0mm registrados em um único dia, correspondem a 3% acima da média climatológica de
precipitação esperada para o mês de agosto (58,2 mm). Além disso, esse valor também representa
o terceiro maior total diário de chuva já registrado em agosto desde 1961, ficando atrás apenas
dos seguintes valores: 68,2 mm no dia 28/08/1987 e 68,0 mm no dia 30/08/2008.
Em termos médios, tanto as temperatura máxima média quanto as temperaturas mínimas
médias variaram de normal acima da normal climatológica em toda a região norte. No estado do
Tocantins, por exemplo, a temperatura máxima média variou até 3,5°C acima da climatologia. Já
com relação às temperaturas mínimas médias os destaques foram o Pará (exceto o nordeste),
Amazonas (exceto no noroeste), Roraima (exceto sul), Acre, Rondônia (exceto sul), onde na
maioria das estações os desvios de temperaturas mínimas médias ficaram acima de 2°C.
A temperatura média compensada variou entre 24,9°C em Rio Branco (AC) e 29,8°C em
Coari (AM). A média das temperaturas máximas do ar esteve compreendida entre 30,7°C nas
estações de Soure (PA) e 38ºC em Palmas (TO). A média das temperaturas mínimas do ar esteve
compreendida entre 16,6ºC em Araguaina (TO) e 25,2ºC em Manaus (AM).
REGIÃO NORDESTE
No mês de agosto, as precipitações variam de normal a acima da média climatológica em
praticamente toda a região. As exceções foram o litoral da Paraíba e do Rio Grande do Norte, e
no norte do Ceará e do Maranhão, onde as chuvas ficaram abaixo da normalidade.
Os maiores desvios positivos de chuva foram registrados em Pernambuco e no Maranhão.
No entanto, faz-se necessário destacar que esse mês, grande parte da região Nordeste, com
exceção da faixa litorânea, se encontra no período seco e que a média climatológica de chuva
para essas áreas é muito pequena ou até mesmo nula. Esse fato explica o porquê de ter se
observado desvios positivos de chuva tão elevados. Em Cabrobó (PE), por exemplo, choveu 14,9
6
mm o que representa aproximadamente três vezes a média para o mês que é de apenas 3,8 mm.
Esse valor passa a ser o maior acumulado mensal de precipitação já registrado desde 1961,
superando o recorde anterior que era de 11,2 mm acumulados em agosto de 1964. Fato
semelhante também foi verificado em Colinas (MA), onde a média climatológica é de apenas
11,5 mm e choveu 30,0 mm. Dentre as capitais da região, observou-se que praticamente em
todas, as chuvas registradas ficaram abaixo da média climatológica, com exceção de Maceió
(AL), onde o acumulado de precipitação ficou acima da climatologia esperada na capital. Por
outro lado, o menor acumulado mensal de chuva na região nordeste durante o mês de agosto, foi
registrado em Fortaleza (CE), o acumulado de 1,7 mm representou apenas 7% da média
climatológica de chuva esperada para o mês de agosto, que é de 21,8 mm.
O maior acumulado mensal de precipitação na região nordeste nesse mês de agosto foi
registrado em Maceió (AL) com 162,7 mm. Observou-se ainda que, os volumes de chuva mais
elevados (acima de 100 mm) foram registrados na faixa leste entre a Bahia e o Pernambuco:
162,7 mm em Maceió (AL), 157,9 mm em Porto de Pedras (AL), 162,2 mm em Recife (PE),
131,3 em Garanhuns (PE), 119,4 mm em Alagoinha (BA) e 103,7 mm em Itabaianinha (SE). O
número de dias com chuva variou entre 1 a 23 dias. Não houve registro de chuva, ou essas
ficaram abaixo de 1,0 mm em 26 estações meteorológicas convencionais do INMET na região.
Em relação aos principais sistemas meteorológicos que atuaram este mês sobre a região,
destacam-se: áreas de instabilidade (favorecidas, principalmente pela circulação dos ventos
úmidos vindos do oceano), uma massa de ar fria e duas massas de ar quente.
Os ventos úmidos vindos do oceano Atlântico contribuíram para a formação de
nebulosidade e chuvas significativas praticamente todo o mês. Nos estados de Alagoas e Rio
Grande do Norte foram registrados os maiores acumulados de chuva em 24 horas. Em Água
Branca (AL) foi registrado um acumulado diário de 81,0 mm, no dia 08. Esse valor representa o
maior já registrado nessa estação em um mês de agosto desde 1961, superando o antigo recorde
de 45,6 mm acumulados em 02/08/2013. Em Natal (RN) os 62,0 mm de chuva acumulados em
um único dia (04), ocasionou registro de alagamento em algumas vias da cidade, de acordo com
informações da Defesa Civil.
Por outro lado, duas massas de ar quente e seco foram responsáveis por inibir a formação
de nuvens, especialmente no interior da região, e pela ocorrência de baixos índices de umidade
relativa do ar e por temperaturas elevadas. A primeira massa de ar quente e seco atuou sobre a
Bahia e Piauí, entre os 10 e 11. E a última e mais duradoura, atuou especialmente no interior do
7
estado da Bahia, entre os dias 17 e 25. Porém, esse sistema, continuou regendo as condições do
tempo até o final do mês. Na ocasião, os menores valores de umidade relativa do ar registrados
nas estações meteorológicas convencionais do INMET na região foram: 18% nos dias 28 e 29 em
Bom Jesus da Lapa (BA) e 20% no dia 14 em Carolina (MA). E as maiores temperaturas
máximas, foram registradas no Maranhão e no Piauí: 39,6°C em Caxias (MA) e 39,5°C em
Floriano (PI), ambas no dia 29. Essa temperatura máxima registrada em Floriano (PI) igualou-se
com a maior já registrada no mês de agosto de 1961, que também foi de 39,5°C registrados no
dia 28/08/2013.
Ainda relação à temperatura, uma massa de ar fria ocasionou declínio de temperatura,
principalmente no sul da Bahia, entre os dias 07 a 09 de agosto. Desde a entrada desse sistema, a
temperatura mínima em Vitória da Conquista (BA), teve um declínio de 3,4°C entre os dias 06 e
07, caindo de 12,8°C para apenas 9,4°C. Ainda nessa estação, foi registrada a menor temperatura
mínima do mês na região nordeste: 9,2°C no dia 14.
Em termos médios, a temperatura máxima média variou de normal a cima da normal
climatológica (até 3,5°C – especialmente no norte do Maranhão). Quanto às temperaturas
mínimas médias, essas também ficaram acima da normal climatológica em praticamente toda a
região (até 3,0°C – no oeste da Bahia). As exceções foram, áreas isoladas do oeste de
Pernambuco e da Paraíba, sul e noroeste do Ceará, extremo norte e sudeste do Piauí e no
centrossul da Bahia, onde as temperaturas mínimas médias estiveram abaixo da normal, de até 2,4°C em Lençóis (BA).
A temperatura média compensada variou entre 17,8°C em Vitória da Conquista (BA) e
30,2°C em bom Jesus do Piauí (PI). A média das temperaturas máximas do ar esteve
compreendida entre 23,3°C em Garanhuns (PE) e 37,2ºC em Bacabal (MA). A média das
temperaturas mínimas do ar esteve compreendida entre 11,9ºC em Vitória da Conquista (BA) e
24,2ºC em Floriano (PI).
REGIÃO CENTRO-OESTE
Em agosto houve pouco registro de chuva, o que representa um padrão normal para toda a
região centro-oeste, uma vez que é o período seco. A única exceção foi o sul do Mato Grosso do
Sul, onde a chuva ficou abaixo da normalidade.
8
As únicas precipitações registradas na região foram: São Vicente-MT (24.0mm), Ponta
Porã-MS (19.0mm) e Matupá-MT (6.0mm), nos dias 30, 13 e 31, respectivamente. Sendo assim,
o número de dias com chuva na região centro-oeste variou entre 1 a 2 dias.
Durante o mês de agosto, as condições de tempo na região foram influênciadas pela atuação de
duas frentes frias, uma massa de ar frio, áreas de instabilidade e duas massas de ar quente e seco.
A primeira frente fria atuou no dia 05, atingindo o sul do Mato Grosso do Sul. A segunda frente
fria atuou no dia 13, o que ocasionou muita chuva no sul do Mato Grosso do Sul. Esse sistema
foi o responsável pelo total diário de precipitação de 19,0 mm em Ponta Porã (MS) no dia 13.
Em relação à temperatura, essa sofreu a influência de uma massa de ar frio, nos dias 14 e 15.
Essa massa de ar frio atuou sobre o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e sul de Goiás. Durante a
atuação desse sistema foi registrada a menor temperatura mínima da região: 5,9°C em Amambaí
(MS) no dia 14 (estação meteorológica automática do INMET). Além desses sistemas, notou-se
que o predomínio de duas massas de ar quente e seco, inibiu a formação de nuvens de chuva e
contribuiu para a ocorrência de temperaturas elevadas e de baixos índices de umidade relativa do
ar (abaixo de 30%). Os menores valores de umidade relativa do ar registrados nas estações
meteorológicas convencionais do INMET foram de: 14% em Pirenópolis (GO) no dia 14 e de
15% em Goiânia no dia 08. A maior temperatura máxima da região foi de 39,9°C em Nova
Xavantina (MT) no dia 28.
Em termos médios, a temperatura máxima média variou de normal a até 2,3°C acima da
climatologia, especialmente no Mato Grosso, centro e oeste de Goiás e sudeste do Mato Grosso.
Quanto às temperaturas mínimas médias, essas ficaram até 2,0°C acima da normal, exceto no
sudeste e centro do Mato Grosso onde ficou até -2,4°C abaixo da normal. A temperatura média
compensada variou entre 18,1 °C em Ponta Porã (MS) e 27,0ºC em Matupá (MT). A média das
temperaturas máximas do ar esteve compreendida entre 25,7°C em Ponta Porã (MS) e 36,5°C em
São José do Rio Claro (MT) e Goiás (GO). A média das temperaturas mínimas do ar esteve
compreendida entre 12,8ºC em Jataí (GO) e 19,8°C em Goiás (GO).
REGIÃO SUDESTE
Esse mês, as precipitações ficaram dentro da normalidade (pouca ou escassez total de
chuva) em praticamente toda a região. As exceções ocorreram em pontos isolados do Espírito
Santo e no nordeste de Minas Gerais. Lembrando que, o mês de agosto compõe o trimestre
9
(junho-julho-agosto) mais seco do ano na região Sudeste. Isso explica o porquê dos elevados
desvios positivos de chuva registrados esse mês, especialmente no Espírito Santo. Em São
Mateus (ES), por exemplo, o total mensal de chuva do mês de agosto é de apenas 44,4 mm
(Normal Climatológica 1961-1991), nesse ano registrou-se 144,6 mm, ou seja, mais de três vezes
a normal climatológica. Além disso, esse valor representa o terceiro maior total mensal (agosto)
já registrado no período de 1961 a 2014, ficando atrás apenas dos seguintes valores: 252,7 mm
em agosto de 2012 e 164,2 mm em agosto de 1971.
Em relação aos dados mais significativos de chuva registrados nas estações meteorológicas
convencionais do INMET localizadas na região, observou-se que os maiores totais mensais de
chuva foram de 160,2 mm no Alto da Boa Vista (RJ) e 144,6 mm em São Mateus (ES). Os
maiores totais diários (24 horas) de chuva foram registrados também nos estados do Rio De
Janeiro e do Espírito Santo: 106,0 mm no Alto da Boa Vista (RJ) no dia 14 e 48,0 mm em São
Mateus (ES) no dia 17. O número de dias com chuva na região variou de 1dia (Salinas, Teófilo
Otoni e Uberaba-MG e São Simão-SP) e 10 dias (Vitória-ES). Enquanto que não houve chuva
significativa (acima de 1,0 mm) em vinte das trinta e oito estações meteorológicas convencionais
do INMET no estado de Minas Gerais. Já em São Paulo, não choveu em quatro das dez estações
do INMET.
Nas estações meteorológicas automáticas do INMET na região, os dados mais
significativos foram: maior total mensal de chuva de 131,4 mm em Santa Teresa (ES); maior
chuva em 24 horas de 58,8 mm (dia 17) também Santa Teresa (ES); 85 km/h em Dores do Indaiá
(MG) no dia 28.
Durante esse mês observou-se que três sistemas de origem frontal conseguiram influenciar
as condições de tempo na região. A primeira frente fria deslocou-se muito rapidamente sobre os
estados de São Paulo, Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais no dia 05. O segundo e mais intenso
sistema frontal chegou a São Paulo no dia 13. No dia 14 atuou sobre Minas Gerais e Rio de
Janeiro. No dia seguinte (dia 15) atingiu o Espírito Santo, quando deslocou-se para o Oceano.
Durante a atuação desse sistema foram registrados os dados mais relevantes de chuva, como por
exemplo, os 106,0 mm no Alto da Boa Vista (RJ) no dia 14. Após a passagem desse sistema, a
circulação dos ventos - úmidos vindos do Oceano- contribuiu para a ocorrência das chuvas mais
significativas do mês no Espírito Santo. Nos dias 26 e 27 a terceira e última frente fria atuou
sobre São Paulo. Devido à atuação desse sistema houve chuvas isoladas no estado e inclusive
queda de granizo em São Carlos (SP). Além desses sistemas, esse mês observou-se que a
10
formação e atuação de áreas de instabilidade contribuíram para ocorrência de chuvas isoladas na
região. No dia 02 a presença de um cavado em altos níveis da atmosfera favoreceu a formação de
áreas de instabilidade sobre o norte de Minas Gerais e o Espírito Santo. Nos dias 16 e 17 áreas de
instabilidades provocaram chuvas isoladas em São Paulo. No dia 29 instabilidades ocasionaram
chuvas isoladas em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo informações divulgadas pela
imprensa local houve queda de granizo em pontos isolados da capital paulista e no bairro da
Barra da Tijuca no Rio de Janeiro (RJ). Outro fenômeno meteorológico que influenciou as
condições de tempo na região foi à presença de uma massa de ar quente e seco (Massa de Ar
Tropical Continental- típica dessa época do ano). Esse sistema esteve mais intenso em três
períodos do mês: 03 e 04; 10 a 12 e 17 a 25 (período mais crítico). Devido a atuação desse
sistema foram observadas temperaturas elevadas e baixos índices de umidade relativa do ar,
especialmente em São Paulo e em Minas Gerais. Em Pompeu (região central de MG), por
exemplo, a umidade relativa do ar chegou a 10% na tarde do dia 24 (menor índice da região).
Nesse mesmo dia, em Belo Horizonte (MG) foi registrado 14%.
Quantos às temperaturas, essas foram influenciadas pela atuação de três massas de ar frio.
A primeira atuou na região entre os dias 06 e 07. Durante a atuação desse sistema foram
registradas as menores temperaturas mínimas da região: -2,1°C em Maria da Fé e -1,0°C em
Passa Quatro, ambas em Minas Gerais e no dia 07. Nos dias 14 a 15 a segunda massa de ar frio
atingiu a região- esse sistema inclusive atuou sobre partes da região centro-oeste e norte, onde o
fenômeno é conhecido como Friagem. Devido à atuação desse sistema foi registrada a menor
temperatura máxima da região: 12,6ºC no dia 14 em São Paulo (SP), onde também ocorreu um
dos maiores declínios de temperatura (10,7ºC) da região, sendo que no dia anterior (dia 13) a
temperatura máxima foi de 23,3ºC. Nos dias 28 e 29 a terceira massa de ar frio permaneceu sobre
a região.
Em termos médios, verificou-se que as temperaturas máximas médias variaram de normal
a acima da média em praticamente toda a região. As exceções ocorreram no Rio de Janeiro e na
Zona da Mata de Minas Gerais. Os maiores desvios positivos de temperatura foram registrados
no norte de São Paulo. Em São Simão (SP) a temperatura máxima média foi de 30,8ºC, o que
corresponde a 2,4°C acima da média climatológica que é de 28,4°C. Em geral, a temperatura
máxima média variou de 19,0°C em Campos do Jordão (SP) a 32,9°C em Arinos (MG). Já as
temperaturas mínimas médias variaram de normal a abaixo da média (até 2,2°C - observada no
norte do Espírito Santo) em quase toda a região. As exceções foram registradas no oeste e norte
11
de Minas Gerais, oeste e centro de São Paulo, onde as temperaturas mínimas médias ficaram
acima da climatologia (até 1,8ºC – observada no oeste de São Paulo). Em termos médios, as
temperaturas mínimas médias na região variam de 6,4 °C em Campos do Jordão (SP) a 19,2ºC
em Vitória (ES).
REGIÃO SUL
Esse mês, as precipitações ficaram abaixo da normal climatológica em praticamente toda
a região. As únicas exceções foram a região metropolitana de Porto Alegre e o leste de Santa
Catarina e do Paraná, onde as precipitações ficaram próximas da climatologia.
Os maiores desvios negativos de chuva ocorreram no litoral e no oeste do Rio Grande do Sul.
Em Santa Vitória do Palmar (litoral do RS), choveu apenas 26,6 mm o que não representa seque
30% do esperado climatologicamente para o mês que é de 105,4 mm. Esse total mensal de chuva
corresponde ao segundo menor já registrado no mês de agosto (1961-2014), ficando atrás apenas
dos 4,2 mm registrados em agosto de 1980. O número de dias com chuva na região variou de 3
(Londrina, Maringá e Campo Mourão- PR) a 14 dias (Santa Vitória do Palmar-RS).
Quanto aos dados mais relevantes observados nas estações meteorológicas convencionais
do INMET destacam-se: 143,7 mm em Lagoa Vermelha (RS) - maior total mensal de chuva da
região; 50 mm em Cambará do Sul (RS) no dia 31 – maior total diário de chuva (24 horas). Vale
destacar que, das 17 estações meteorológicas convencionais do INMET no Rio Grande do Sul,
10 delas registram o maior total de chuva (24 horas) no dia 31. Em Santa Catarina observou-se
esse mesmo padrão – 4 das 10 estações convencionais do INMET com os maiores totais de
chuva no dia 31. Já no Paraná dos maiores totais diários de chuva (24 horas) ocorreram no dia 13
– em 6 das 7 estações convencionais do INMET no estado. Já nas estações meteorológicas
automáticas do INMET na região os dados mais significativos foram: 164,4 mm em Rio do
Campo (SC) - maior total mensal; 57,4 mm em Canela (RS) no dia 31- maior total diário de
chuva (24 horas); 29,6 mm às 20 UTC em Ibirubá (RS) – maior total horário de chuva; 100 km/h
às 06 UTC em Cidade Gaúcha (PR)- maior rajada de vento.
Durante esse mês além da atuação de áreas de instabilidade, cinco sistemas de origem
frontal influenciaram as condições de tempo na região. Nos dias 01 e 02 instabilidades préfrontais atuaram sobre o Rio Grande do Sul. No dia 03 o primeiro sistema frontal atingiu o Rio
Grande do Sul. Esse sistema avançou até o nordeste do estado no dia 04, quando se deslocou
12
para o Oceano. No dia 07 a segunda frente fria chegou ao Rio Grande do Sul, onde ocasionou
muita chuva e, especialmente diversas rajadas de vento. No dia 08 a frente atingiu o leste de
Santa Catarina e prosseguiu para o Oceano. Nos dias 09 e 10 áreas de instabilidade atuaram
sobre a região. Entre os dias 11 e 12 o terceiro sistema de origem frontal permaneceu
semiestacionário sobre o Rio Grande do Sul. No dia 12, observou-se a formação e atuação de
intensas áreas de instabilidade sobre Santa Catarina e no Paraná. Devido isso, chuvas
significativas com, inclusive queda de granizo ocorreram em vários municípios desses dois
estados. Nos dias 16 e 17, novamente chuvas intensas acompanhadas de queda de granizo em
áreas isoladas ocorreram Santa Catarina e o Paraná. Nesse período observou-se que um cavado
em médios e altos níveis da atmosfera contribuiu para a formação dessas intensas áreas de
instabilidade. A quarta frente fria deslocou-se muito rapidamente sobre a região no dia 25.
Durante esse episódio, mais uma vez, foi registrado chuva de granizo em áreas isoladas do
Paraná. Devido à circulação dos ventos associadas ao ciclone extratropical desse sistema
(posicionado no litoral do Uruguai) ocorreram intensas rajadas de vento no extremo sul do Rio
Grande do Sul o que prejudicou as operações no porto de Rio Grande (RS) entre a noite do dia
25 e a manhã do dia 26. No dia 31 o quinto e último sistema de origem frontal influenciou as
condições de tempo na região. As áreas de instabilidade atuaram com maior intensidade sobre o
norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o oeste do Paraná.
Em relação ao comportamento das temperaturas, observou-se que no mês de agosto essas
foram influenciadas pela atuação de quatro massas de ar frio (de origem polar). A primeira massa
de ar frio atuou sobre a região nos dias 05 e 06. Devido à atuação desse sistema houve formação
de geada em diversos municípios da região. A segunda massa de ar frio (primeira onda de frio do
mês) atuou sobre a região no período de 08 a 09. No período de 12 a 15 as temperaturas na região
foram influenciadas pela terceira, e mais intensa, massa de ar frio. Na ocasião foram registradas
as menores temperaturas máximas e mínimas da região: 8,8ºC em Caxias do Sul (RS) no dia 13 e
-4,3ºC em Lages (SC) no dia 14, respectivamente. Em Caxias do Sul (RS) ocorreu um dos
maiores declínios de temperatura máxima, pois no dia 12 foram registrados 18,0ºC e no dia
seguinte apenas 8,8ºC (variação de 9,2ºC). Devido esse sistema também houve formação de
geada e de nevoeiros em várias localidades. A quarta massa de ar frio (segunda onda de frio do
mês) permaneceu sobre a região nos dias 27 a 28. Durante a atuação desse sistema foram
registradas temperaturas negativas, a exemplo dos -2,0°C em São Joaquim (SC) no dia 27.
13
Geadas e nevoeiros também se formaram em praticamente toda a região durante a atuação desse
sistema.
Em termos médios, verificou-se que pelo segundo mês consecutivo, as temperaturas
máximas médias ficaram acima da normal climatológica em praticamente toda a região (0,9ºC a
2,8ºC). A temperatura máxima média variou de 18,0°C em São Joaquim (SC) a 28,6°C em
Londrina (PR). Quanto às temperaturas mínimas médias, essas variaram de normal a acima da
média (0,1°C a 2,0ºC). A única exceção foi observada na serra Catarinense, onde as temperaturas
mínimas médias ficaram abaixo da climatologia (-1,3ºC). Em termos médios, as temperaturas
mínimas médias variaram de 6,3°C em Lages (SC) a 16,2ºC em Maringá (PR).
14
MAPA DE PRECIPITAÇÃO (mm)
DESVIO DE PRECIPITAÇÃO
15
TEMPERATURA MÉDIA (ºC)
DESVIO DE TEMPERATURA MÉDIA
16
TEMPERATURA MÍNIMA (ºC)
DESVIO DE TEMPERATURA MÍNIMA
17
TEMPERATURA MÁXIMA (ºC)
DESVIO DE TEMPERATURA MÁXIMA
18
NÚMERO DE DIAS COM CHUVA
INSOLAÇÃO
19
UMIDADE RELATIVA (%)
EVAPOTRANSPIRAÇÃO POTENCIAL (mm)
20
EVAPOTRANSPIRAÇÃO REAL (mm)
DÉFICIT E EXCESSO HÍDRICO (mm)
21
ARMAZENAMENTO HÍDRICO (mm)
22
FENÔMENOS ADVERSOS
23
24
25
26
27
28
29
30
31
MAPA DOS FENÔMENOS ADVERSOS
32
33
34
35
MAPAS - NORMAL CLIMATOLÓGICA 1961-1990
PRECIPITAÇÃO ( mm)
TEMPERATURA MÉDIA (ºC)
36
Tabelas de Balanço Hídrico
37
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 1/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
114,3
11,3
0,0
Excesso
mm
ACRE
82704-CRUZEIRO DO SUL
07°36' S
072°40' W
25,8
32,8
20,8
108,9
126
9
36,0
30
83,0
125,6
29,8
82915-RIO BRANCO
09°57' S
067°52' W
24,9
33,3
21,9
79,2
206
6
35,0
8
257,0
111,4
17,9
86,0
25,4
0,0
82807-TARAUACA
08°10' S
070°46' W
25,8
32,8
20,7
86,6
107
7
21,0
9
223,0
125,3
37,0
104,1
21,2
0,0
00°03' S
051°07' W
27,8
32,8
24,6
91,8
93
12
20,0
16
299,0
164,4
48,2
143,2
21,1
0,0
82113-BARCELOS
00°58' S
062°55' W
26,4
32,5
22,9
136,9
87
15
45,0
27
160,0
136,4
2,2
136,4
0,0
0,0
82410-BENJAMIN CONSTANT
04°23' S
070°02' W
26,0
31,9
21,6
40,4
8
175,3
0,0
0,0
82425-COARI
04°05' S
063°08' W
29,8
33,1
24,7
82326-CODAJAS
03°50' S
062°03' W
26,6
33,0
82610-EIRUNEPE
06°40' S
069°52' W
26,0
34,2
82212-FONTE BOA
02°32' S
066°10' W
26,6
82067-IAUARETÊ
00°36' N
069°11' W
25,8
82336-ITACOATIARA
03°08' S
058°26' W
82723-LABREA
07°15' S
82331-MANAUS
03°06' S
82533-MANICORE
AMAPÁ
82098-MACAPA
AMAZONAS
125,2
169
16
29,0
5
219,8
208,8
23,2
155,5
53,3
0,0
22,4
98,3
111
9
27,0
10
224,0
141,4
41,2
120,5
20,9
0,0
21,0
143,0
245
5
60,0
14
119,0
138,7
24,0
138,7
0,0
0,0
32,0
22,6
134,6
87
13
38,0
5
187,0
139,9
94,8
139,8
0,1
0,0
30,7
22,2
34,7
3
76,2
0,0
0,0
28,7
33,2
24,8
79,3
95
7
30,0
16
257,0
183,2
23,9
123,0
60,2
0,0
064°50' W
26,3
33,8
21,3
27,1
32
7
13,0
28
151,2
132,8
5,6
37,6
95,2
0,0
060°00' W
28,8
34,0
25,2
32,2
68
3
22,0
17
27,0
186,2
8,2
62,3
123,9
0,0
05°49' S
061°18' W
27,3
34,1
22,9
73,2
96
9
25,0
7
205,7
151,3
9,2
84,1
67,2
0,0
82240-PARINTINS
02°38' S
056°44' W
28,9
33,8
25,0
62,6
82
6
33,0
22
255,8
190,2
27,9
134,7
55,5
0,0
82106-SAO GABRIEL DA CACHOEIRA
00°07' S
067°00' W
25,4
31,9
21,8
278,2
143
18
60,0
4
83,0
120,2
100,0
120,2
0,0
158,0
82317-TEFE
03°50' S
064°42' W
27,2
33,7
23,0
138,0
136
14
29,0
15
205,0
150,2
55,8
145,2
5,0
0,0
82353-ALTAMIRA
03°13' S
052°13' W
27,8
33,7
23,7
85,6
324
11
41,0
13
267,0
162,8
8,4
95,3
67,4
0,0
82191-BELEM
01°26' S
048°26' W
27,2
32,9
22,9
84,8
67
14
15,0
13
265,0
151,4
51,4
133,4
18,0
0,0
82246-BELTERRA
02°38' S
054°57' W
26,9
32,6
22,5
27,1
51
5
13,0
8
246,0
145,6
16,4
64,4
81,2
0,0
82188-BREVES
01°41' S
050°29' W
27,3
32,6
23,6
160,4
224
6
54,0
26
243,0
153,2
100,0
153,2
0,0
7,2
82263-CAMETA
02°15' S
049°30' W
28,1
33,7
23,8
63,1
56
10
14,0
31
302,0
170,1
34,3
128,8
41,3
0,0
PARÁ
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 2/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
Excesso
mm
PARÁ
82861-CONCEICAO DO ARAGUAIA
08°16' S
049°16' W
29,4
36,7
21,9
0,3
2
1
0,3
31
306,0
193,6
0,1
0,9
192,7
0,0
82862-CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA
08°20' S
049°18' W
82445-ITAITUBA
04°17' S
0,0
0,0
055°59' W
28,6
35,4
23,8
69,4
145
7
34,0
31
274,0
180,8
4,8
79,2
101,5
0,0
82562-MARABA
82181-MONTE ALEGRE
05°22' S
049°08' W
28,6
33,8
22,7
19,1
130
3
12,0
7
275,0
179,6
0,8
22,1
157,5
0,0
02°00' S
054°06' W
27,2
31,9
22,3
90,9
181
9
39,0
31
267,0
150,8
42,2
125,5
25,3
0,0
82178-OBIDOS
01°55' S
055°31' W
28,1
32,2
24,3
15,4
40
3
9,0
31
275,0
170,2
4,7
32,8
137,4
0,0
82184-PORTO DE MOZ
01°44' S
052°14' W
28,1
33,0
24,6
146,5
159
16
26,0
11
267,0
170,2
70,6
165,4
4,8
0,0
82668-SAO FELIX DO XINGU
06°38' S
051°58' W
27,6
35,9
20,2
8,0
14
3
5,0
30
0,0
156,4
2,2
15,6
140,9
0,0
82141-SOURE
00°44' S
048°31' W
27,2
30,7
22,5
50,2
10
11,0
17
277,0
150,2
36,8
113,4
36,8
0,0
82026-TIRIOS - AEROPORTO
02°13' N
055°56' W
0,0
0,0
82145-TRACUATEUA
01°04' S
046°54' W
26,3
31,3
22,5
69,3
64
11
31,0
1
267,0
135,2
40,2
106,8
28,4
0,0
82361-TUCURUI
03°46' S
049°40' W
27,5
33,5
22,8
48,3
194
12
13,0
31
230,0
156,2
5,2
58,3
97,9
0,0
82024-BOA VISTA
02°49' N
060°39' W
27,2
33,3
24,3
195,1
103
18
54,0
5
190,0
151,3
100,0
151,3
0,0
2,8
82042-CARACARAI
01°50' N
061°08' W
27,0
32,2
23,6
189,6
16
24,0
18
181,1
145,2
94,4
145,2
0,0
0,0
82659-ARAGUAINA
07°12' S
048°12' W
25,4
35,1
16,6
14,7
2
14,0
30
302,0
136,7
1,5
18,4
118,3
0,0
83033-PALMAS
10°11' S
048°18' W
28,9
38,0
21,9
0,0
0
294,0
179,9
0,3
1,6
178,3
0,0
82863-PEDRO AFONSO
08°58' S
048°11' W
27,2
37,1
19,6
0,2
1
298,0
148,2
1,5
5,4
142,8
0,0
83228-PEIXE
12°01' S
048°21' W
25,8
35,7
18,5
0,0
0
326,0
122,5
0,5
1,1
121,4
0,0
83064-PORTO NACIONAL
10°43' S
048°25' W
0,0
35,7
20,8
3,9
68
315,0
0,0
4,8
0,0
0,0
0,0
83235-TAGUATINGA
12°24' S
046°25' W
27,0
35,1
22,5
0,0
0
258,3
143,2
1,1
3,4
139,8
0,0
82989-AGUA BRANCA
09°17' S
037°54' W
20,4
25,4
16,3
116,2
19
81,0
8
215,0
123,2
59,4
120,5
2,7
0,0
82994-MACEIO
09°40' S
035°42' W
24,9
28,4
21,9
162,7
104
19
34,0
10
172,0
110,2
100,0
110,2
0,0
52,5
82992-PALMEIRA DOS INDIOS
09°27' S
036°42' W
22,3
27,2
18,6
98,4
189
18
42,0
8
198,0
127,8
10,9
102,1
25,7
0,0
RORAIMA
TOCANTINS
0,0
1
0,2
31
0,0
1
4,0
30
0,0
ALAGOAS
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 3/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
Excesso
mm
ALAGOAS
82990-PAO DE AÇUCAR
09°45' S
037°26' W
24,6
28,1
20,3
53,5
13
32,0
8
221,0
134,4
0,0
53,5
80,9
0,0
82996-PORTO DE PEDRAS
09°11' S
035°26' W
24,6
27,4
21,5
157,9
22
24,0
9
218,0
133,6
100,0
133,6
0,0
24,3
83249-ALAGOINHAS
12°08' S
038°25' W
22,1
27,2
17,7
119,4
174
17
30,0
1
78,6
100,0
78,6
0,0
40,8
83179-BARRA
11°05' S
043°10' W
26,0
33,7
18,1
0,0
0
0,0
327,0
124,7
0,1
0,2
124,6
0,0
83236-BARREIRAS
12°09' S
045°00' W
25,1
33,8
17,1
0,0
0
0,0
308,0
114,7
0,3
0,7
114,0
0,0
83288-BOM JESUS DA LAPA
13°15' S
043°24' W
26,2
33,6
19,0
0,0
0
83339-CAETITE
14°04' S
042°29' W
20,8
27,1
15,4
1,0
15
83398-CANAVIEIRAS
15°40' S
038°57' W
22,2
27,2
17,6
25,7
83498-CARAVELAS
17°44' S
039°15' W
22,3
26,9
18,8
49,2
83408-CARINHANHA
14°17' S
043°46' W
24,8
32,8
17,9
0,0
83192-CIPO
11°05' S
038°31' W
22,7
29,5
16,5
49,2
83286-CORRENTINA
13°19' S
044°37' W
83446-GUARATINGA
16°44' S
039°33' W
21,5
26,8
17,5
18,3
83182-IRECE
11°18' S
041°52' W
21,5
29,7
14,3
0,0
0
83244-ITABERABA
12°31' S
040°17' W
22,5
29,5
14,4
5,5
24
8
2,0
1
83295-ITIRUÇU (JAGUAQUARA)
13°31' S
040°07' W
18,2
23,8
15,2
29,9
78
13
7,0
7
83292-ITUAÇU
13°48' S
041°18' W
22,3
28,9
15,1
0,0
83186-JACOBINA
11°11' S
040°28' W
21,9
27,7
17,0
32,8
80
10
83242-LENCOIS
12°33' S
041°23' W
21,9
28,7
15,1
15,6
49
83090-MONTE SANTO
10°26' S
039°19' W
22,0
28,8
18,2
25,4
73
83184-MORRO DO CHAPEU
11°13' S
041°13' W
18,2
23,8
15,0
20,7
82986-PAULO AFONSO
09°22' S
038°13' W
23,5
28,8
19,5
82979-REMANSO
09°38' S
042°06' W
25,2
30,4
20,8
83229-SALVADOR (ONDINA)
13°00' S
038°30' W
23,5
26,4
83190-SERRINHA
11°38' S
038°58' W
20,9
26,7
BAHIA
88
301,0
129,7
0,0
0,0
129,7
0,0
1
0,0
1,0
20
288,0
75,5
0,4
1,4
74,1
0,0
13
5,0
16
174,0
124,4
37,3
88,4
36,0
0,0
10
21,0
30
210,7
0,0
57
13
9
14,0
6,0
17
31
0,0
0,0
231,0
78,6
74,6
74,6
3,9
0,0
132,4
0,1
0,2
132,1
0,0
81,8
7,6
52,1
29,6
0,0
0,0
0,0
197,0
122,9
11,4
39,4
83,5
0,0
298,0
124,6
0,0
0,0
124,6
0,0
199,0
82,1
0,1
5,6
76,6
0,0
173,0
57,8
64,1
50,5
7,3
0,0
250,0
126,0
0,0
0,0
126,0
0,0
6,0
15
206,0
78,3
9,6
38,4
39,9
0,0
11
5,0
20
217,0
79,9
8,5
23,3
56,6
0,0
9
10,0
17
208,0
79,4
0,1
25,4
54,0
0,0
118
17
5,0
1
223,0
62,1
6,5
24,1
38,0
0,0
39,6
185
12
21,0
8
230,0
89,6
0,0
39,6
50,0
0,0
3,6
180
1
4,0
17
329,0
111,1
0,5
4,6
106,5
0,0
21,2
60,2
47
18
10,0
15
190,0
90,1
74,2
86,0
4,0
0,0
17,8
69,9
133
13
18,0
17
170,0
116,6
15,6
79,2
37,4
0,0
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 4/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
327,0
114,0
0,2
0,3
113,6
0,0
Excesso
mm
BAHIA
83076-STa. R. DE CASSIA (IBIPE
11°01' S
044°31' W
25,0
34,1
15,2
0,0
0
0,0
83344-VITORIA DA CONQUISTA
14°53' S
040°48' W
17,8
24,5
11,9
4,8
82784-BARBALHA
07°19' S
039°18' W
25,1
32,8
18,3
0,4
6
82777-CAMPOS SALES
07°00' S
040°23' W
24,6
31,3
17,4
0,0
0
82583-CRATEUS
05°10' S
040°40' W
28,2
35,0
21,9
1,8
112
1
2,0
82397-FORTALEZA
03°46' S
038°33' W
26,7
31,5
22,7
1,7
7
2
82487-GUARAMIRANGA
04°17' S
039°00' W
20,6
26,5
17,4
2,6
5
4
82686-IGUATU
06°22' S
039°18' W
27,3
34,3
21,1
0,0
0
0,0
82493-JAGUARUANA
04°47' S
037°46' W
27,6
35,0
21,5
0,0
0
0,0
82588-MORADA NOVA
05°07' S
038°22' W
27,6
34,8
23,5
0,0
0
0,2
82586-QUIXERAMOBIM
05°10' S
039°17' W
27,9
34,8
22,5
0,0
0
82392-SOBRAL
03°44' S
040°20' W
27,9
36,3
20,5
0,0
0
82683-TAUA
06°00' S
040°25' W
27,2
33,5
20,5
82970-ALTO PARNAIBA
09°06' S
045°56' W
26,0
35,7
17,8
0,0
0
82460-BACABAL
04°13' S
044°46' W
28,5
37,2
22,6
18,7
105
82768-BALSAS
07°32' S
046°02' W
29,2
36,3
22,0
0,0
0
82571-BARRA DO CORDA
05°30' S
045°14' W
26,2
33,4
21,4
4,9
42
1
5,0
30
82765-CAROLINA
07°20' S
047°27' W
28,9
36,8
21,6
3,0
24
2
3,0
82476-CAXIAS
04°52' S
043°21' W
28,9
37,0
22,6
0,6
4
1
6,0
82382-CHAPADINHA
03°45' S
043°21' W
27,4
34,2
22,5
0,8
4
2
82676-COLINAS
06°02' S
044°15' W
26,9
36,5
19,1
30,0
260
82564-IMPERATRIZ
05°32' S
047°29' W
27,5
34,4
22,3
9,7
115
82280-SAO LUIS
02°32' S
044°13' W
26,1
30,7
24,4
3,8
82198-TURIACU
01°40' S
045°22' W
27,2
32,4
23,6
26,5
7
2,0
6
248,0
115,8
0,1
4,9
110,9
0,0
2
0,3
29
283,0
114,9
3,0
6,9
108,0
0,0
318,0
109,4
0,4
0,8
108,6
0,0
18
311,0
170,8
0,2
2,9
167,9
0,0
0,9
4
284,0
123,1
7,9
20,4
102,7
0,0
1,0
31
219,0
78,6
27,4
33,8
44,7
0,0
318,0
150,7
2,3
8,1
142,5
0,0
284,0
144,7
0,8
2,4
142,2
0,0
317,0
157,3
0,2
0,8
156,5
0,0
0,0
305,0
164,2
0,1
0,6
163,6
0,0
0,0
291,0
164,9
1,2
5,0
159,9
0,0
0,0
271,8
0,0
0,0
CEARÁ
0,0
21
MARANHÃO
0,0
285,0
137,9
0,5
1,6
136,3
0,0
252,6
147,7
2,6
25,5
122,2
0,0
312,0
149,0
0,2
0,9
148,2
0,0
306,0
131,8
1,1
7,6
124,2
0,0
31
302,0
184,8
0,3
4,3
180,5
0,0
22
277,0
188,1
0,9
5,3
182,8
0,0
0,6
6
299,0
144,2
3,3
11,4
132,8
0,0
1
30,0
30
100,0
141,8
3,3
36,7
105,1
0,0
1
10,0
30
260,0
155,5
0,6
11,5
144,0
0,0
12
5
2,0
3
275,0
130,1
9,6
28,1
102,0
0,0
47
10
8,0
10
229,0
150,7
17,6
69,9
80,8
0,0
2
18,0
30
0,0
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 5/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
Excesso
mm
MARANHÃO
82376-ZE DOCA
03°16' S
045°39' W
27,8
33,3
24,1
10,9
37
3
8,0
31
256,0
162,8
5,8
31,5
131,3
0,0
82696-AREIA
06°58' S
035°41' W
20,7
25,1
18,5
92,2
64
19
27,0
11
192,0
75,4
100,0
75,4
0,0
16,8
82795-CAMPINA GRANDE
07°13' S
035°53' W
21,4
26,5
18,2
39,6
67
16
16,0
11
214,0
78,8
67,6
72,0
6,8
0,0
82798-JOAO PESSOA
07°06' S
034°52' W
25,4
29,0
21,2
79,0
43
20
15,0
22
235,0
116,6
68,7
110,3
6,3
0,0
82792-MONTEIRO
07°53' S
037°04' W
24,8
32,0
15,7
10,4
87
2
9,0
9
241,4
113,2
1,6
13,3
99,9
0,0
82791-PATOS
07°01' S
037°16' W
26,8
33,5
21,1
2,0
1
2,0
22
299,0
141,0
1,5
6,6
134,3
0,0
82689-SÃO GONÇALO
06°45' S
038°13' W
26,9
34,4
20,2
0,3
7
1
0,3
8
319,0
142,7
2,1
6,9
135,8
0,0
82890-ARCOVERDE
08°26' S
037°03' W
22,3
26,5
16,4
58,9
146
12
12,0
8
256,0
85,7
19,9
65,0
20,7
0,0
82886-CABROBO
08°31' S
039°20' W
26,1
30,4
19,9
14,9
392
5
10,0
8
264,0
128,0
0,0
14,9
113,1
0,0
82893-GARANHUNS
08°53' S
036°31' W
19,8
23,3
17,1
131,3
198
20
27,0
8
115,0
70,7
100,0
70,7
0,0
60,6
82753-OURICURI
07°54' S
040°03' W
24,9
30,6
20,0
0,4
1
0,4
2
273,0
135,2
0,0
0,4
134,8
0,0
82892-PESQUEIRA
08°24' S
036°46' W
20,5
27,5
16,7
42,7
186
11
20,0
8
69,1
10,1
45,7
23,4
0,0
82983-PETROLINA
09°23' S
040°29' W
25,0
30,3
20,3
2,4
100
3
1,0
15
295,0
108,5
0,4
3,2
105,3
0,0
82900-RECIFE (CURADO)
08°03' S
034°57' W
24,0
27,9
20,8
162,2
79
23
36,0
10
179,0
97,4
100,0
97,4
0,0
64,8
82797-SURUBIM
07°50' S
035°43' W
21,9
27,7
18,2
58,4
126
16
16,0
22
230,0
79,3
39,6
67,6
11,7
0,0
82789-TRIUNFO
07°49' S
038°07' W
18,7
24,7
14,5
40,2
99
6
21,0
8
272,0
60,5
76,5
57,4
3,1
0,0
82975-BOM JESUS DO PIAUI
09°06' S
044°07' W
30,2
35,0
18,6
0,0
0
0,0
302,0
215,9
0,0
0,3
215,6
0,0
82474-CALDEIRAO
04°17' S
041°48' W
28,4
34,5
20,9
0,0
0,0
300,0
147,3
2,5
8,6
138,8
0,0
82976-CARACOL
09°17' S
043°20' W
24,6
32,7
16,1
1,2
82298-ESPERANTINA
03°54' S
042°15' W
26,7
34,9
19,8
4,5
82678-FLORIANO
06°46' S
043°01' W
29,9
36,7
24,2
0,0
82296-LUZILANDIA(LAG.DO PIAUI)
03°25' S
042°17' W
27,5
36,8
18,8
82684-MORRO DOS CAVALOS
07°51' S
041°54' W
28,0
35,0
21,8
PARAÍBA
PERNAMBUCO
PIAUÍ
0
1
1,0
17
319,0
133,8
0,3
1,9
131,8
0,0
5
2,0
30
313,0
141,3
6,5
23,6
117,7
0,0
326,0
212,4
0,1
0,4
211,9
0,0
0,0
0,0
144,4
0,0
0,0
4,4
0,0
0
22
284,1
111,0
144,4
0,0
0,0
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 6/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
0,0
300,0
143,8
1,7
5,3
138,5
0,0
0,0
325,0
140,5
0,1
0,2
140,3
0,0
0,0
326,0
185,1
0,0
0,0
185,1
0,0
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Excesso
mm
PIAUÍ
82287-PARNAIBA
03°05' S
041°46' W
27,2
34,7
22,3
0,0
0
82882-PAULISTANA
08°08' S
041°08' W
26,8
32,6
21,3
0,0
82780-PICOS
07°02' S
041°29' W
28,8
35,2
22,0
0,0
82480-PIRIPIRI
04°16' S
041°47' W
28,0
36,2
21,3
17,2
3
13,0
22
301,0
145,8
3,4
26,2
119,6
0,0
82879-SAO JOAO DO PIAUI
08°21' S
042°15' W
28,3
34,7
22,9
0,9
1
0,9
17
330,7
145,3
0,1
1,2
144,1
0,0
82578-TERESINA
05°05' S
042°49' W
28,1
36,1
20,8
1,0
1
1,0
22
312,0
168,9
1,0
5,2
163,7
0,0
82870-VALE DO GURGUEIA (CRISTI
08°25' S
043°43' W
27,9
35,0
20,1
0,0
0,0
330,0
143,6
0,4
1,2
142,4
0,0
82590-APODI
05°37' S
037°49' W
28,2
34,7
22,8
0,0
0
0,0
322,0
171,0
0,2
1,1
169,9
0,0
82596-CEARA MIRIM
05°39' S
035°39' W
25,4
31,2
21,4
29,9
43
235,6
119,3
40,9
89,0
30,3
0,0
82693-CRUZETA
06°26' S
036°35' W
26,7
33,3
21,2
0,0
0
0,0
305,0
138,1
1,5
4,5
133,6
0,0
82691-FLORANIA
06°07' S
036°49' W
26,0
32,8
20,7
0,0
0
0,0
293,9
127,5
1,6
4,1
123,4
0,0
82594-MACAU
05°07' S
036°46' W
27,8
34,4
22,1
0,0
0
0,0
316,0
162,0
0,0
0,0
162,0
0,0
82598-NATAL
05°55' S
035°12' W
25,1
28,6
21,2
89,7
79
267,0
112,5
79,6
110,1
2,4
0,0
82690-SERIDO (CAICO)
06°28' S
037°05' W
27,7
34,2
21,6
0,0
275,0
144,0
1,3
4,0
140,0
0,0
83096-ARACAJU
10°57' S
037°03' W
25,7
29,0
22,2
62,9
55
10
32,0
8
243,0
120,5
22,6
80,5
40,0
0,0
83195-ITABAIANINHA
11°16' S
037°47' W
22,4
26,9
19,0
103,7
128
19
33,0
7
178,0
82,8
100,0
82,8
0,0
20,9
83097-PROPRIA
10°12' S
036°50' W
23,5
28,5
19,5
72,1
79
19
28,0
8
176,0
90,4
83,3
88,8
1,6
0,0
83557-BOA ESPERANCA
18°32' S
040°16' W
20,4
27,2
15,4
45,1
5
17,0
17
213,0
118,1
3,0
48,3
69,8
0,0
83546-ECOPORANGA
18°21' S
040°50' W
28,3
15,7
46,8
6
25,0
17
0,0
0,0
83596-MARILANDIA (COLATINA)
19°24' S
040°32' W
28,2
15,4
42,4
17
0,0
0,0
83013-MUNIZ FREIRE
20°27' S
041°24' W
25,5
13,2
21,0
5
6,0
15
0,0
0,0
83550-SAO MATEUS
18°42' S
039°51' W
21,9
27,6
17,9
144,6
325
8
48,0
17
225,3
123,1
31,1
123,1
0,0
0,0
83648-VITORIA
20°19' S
040°19' W
22,5
27,4
19,2
83,4
206
10
23,0
17
138,0
80,4
37,1
80,4
0,0
0,0
0
11
R. GRANDE DO NORTE
9
16
9,0
62,0
5
4
0,0
SERGIPE
ESPÍRITO SANTO
20,8
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 7/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
90,5
0,0
0,0
90,4
0,0
Excesso
mm
MINAS GERAIS
83442-ARACUAI
16°50' S
042°03' W
23,3
31,7
15,9
0,0
0
0,0
222,8
83579-ARAXA
19°36' S
046°56' W
20,9
28,3
15,3
0,0
0
0,0
303,0
78,4
29,5
35,1
43,3
0,0
83384-ARINOS
15°54' S
046°06' W
23,8
32,9
15,6
0,0
0
0,0
256,6
129,1
0,0
0,1
129,0
0,0
83582-BAMBUI
20°01' S
046°00' W
19,7
29,4
9,2
0,0
0
285,0
67,3
21,8
20,9
46,4
0,0
83689-BARBACENA
21°14' S
043°46' W
14,1
23,3
10,3
61,4
298
4
39,0
19
202,0
41,0
80,6
41,0
0,0
0,0
83587-BELO HORIZONTE
19°56' S
043°57' W
20,5
27,0
14,7
3,3
22
4
2,0
18
257,0
72,2
16,6
19,7
52,4
0,0
83589-C. DO MATO DENTRO
19°01' S
043°26' W
18,1
27,8
10,5
17,3
166
2
17,0
18
227,0
55,9
6,1
20,2
35,7
0,0
83639-CAPARAÓ
20°31' S
041°54' W
17,0
25,8
10,4
3,4
18
240,0
0,0
0,0
83514-CAPINOPOLIS
18°43' S
049°33' W
21,1
30,7
17,3
0,0
0
83592-CARATINGA
19°44' S
042°08' W
19,1
27,5
12,6
1,8
12
83485-CARBONITA
17°32' S
043°00' W
83536-CURVELO
18°44' S
044°27' W
20,9
29,7
13,0
83538-DIAMANTINA
18°14' S
043°37' W
17,2
23,9
12,1
14,5
83635-DIVINOPOLIS
20°10' S
044°52' W
19,5
28,8
10,8
0,0
83338-ESPINOSA
14°54' S
042°48' W
23,8
30,7
18,1
0,0
83581-FLORESTAL
19°53' S
044°25' W
17,3
28,4
9,2
0,0
83334-FORMOSO
14°56' S
046°14' W
22,7
31,1
15,4
83488-ITAMARANDIBA
17°51' S
042°51' W
17,5
24,9
11,1
83521-ITUIUTABA
18°57' S
049°31' W
83395-JANAUBA
15°48' S
043°17' W
23,7
31,4
16,7
0,0
0,0
285,0
128,5
0,0
83386-JANUARIA
15°27' S
044°00' W
23,2
32,6
15,1
0,0
0
0,0
317,0
89,6
0,1
83481-JOAO PINHEIRO
17°44' S
046°10' W
21,8
29,3
18,0
0,0
0
0,0
252,3
99,2
83692-JUIZ DE FORA
21°46' S
043°21' W
17,2
23,2
13,1
11,6
52
6
5,0
28
198,0
83687-LAVRAS
21°45' S
045°00' W
18,5
26,9
12,1
8,6
38
2
7,0
18
285,0
83683-MACHADO
21°40' S
045°56' W
18,0
28,0
9,8
5,1
21
3
3,0
14
83388-MONTE AZUL
15°09' S
042°51' W
24,4
31,1
18,5
0,0
0
0,0
0,0
2
2,0
29
319,0
71,1
29,1
30,1
41,0
0,0
258,0
60,9
10,3
10,1
50,8
0,0
0,0
0,0
227,8
0,0
0,0
250,0
58,3
25,7
28,6
29,7
0,0
0,0
290,0
116,8
0,4
0,9
115,9
0,0
0
0,0
314,0
96,9
0,0
0,0
96,9
0,0
0
0,0
246,2
93,3
3,5
5,4
87,9
0,0
0,0
0
0,0
271,0
126,6
0,8
1,9
124,7
0,0
8,5
94
192,4
87,9
3,2
12,3
75,5
0,0
0,0
0,0
0,0
128,5
0,0
0,1
89,5
0,0
2,6
4,4
94,8
0,0
54,1
12,1
18,0
36,1
0,0
61,8
18,2
21,4
40,5
0,0
224,0
57,4
37,0
30,6
26,9
0,0
306,0
131,4
0,0
0,1
131,3
0,0
157
5
3
14,6
6,0
7,0
18
17
0,0
0,0
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 8/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
285,0
86,2
0,2
0,2
86,0
0,0
295,0
87,0
6,7
9,3
77,7
0,0
245,4
85,1
4,5
42,2
42,9
0,0
282,0
74,5
13,7
15,1
59,4
0,0
261,0
53,2
1,3
3,5
49,6
0,0
0,0
0,0
Excesso
mm
MINAS GERAIS
83437-MONTES CLAROS
16°41' S
043°50' W
22,4
29,9
15,4
0,0
0
0,0
83479-PARACATU
17°14' S
046°52' W
22,4
30,2
15,4
0,0
0
83737-PASSA QUATRO
22°22' S
044°58' W
15,9
26,0
8,4
39,6
137
83531-PATOS DE MINAS
18°31' S
046°26' W
20,7
28,9
13,6
0,0
0
83393-PEDRA AZUL
16°00' S
041°16' W
18,5
26,8
13,5
2,7
39
83483-PIRAPORA
17°20' S
044°55' W
21,9
30,7
14,1
83570-POMPEU
19°13' S
045°00' W
21,4
29,9
13,2
0,0
0
211,4
77,0
0,6
0,7
76,3
0,0
83441-SALINAS
16°09' S
042°17' W
22,7
30,4
15,0
0,6
5
1
0,6
16
267,0
87,4
0,1
0,8
86,6
0,0
83736-SAO LOURENCO
22°06' S
045°01' W
16,6
26,8
8,4
10,6
34
3
6,0
14
255,0
50,7
19,5
20,2
30,5
0,0
83586-SETE LAGOAS
19°29' S
044°10' W
19,9
29,5
11,9
0,2
1
1
0,2
19
285,0
68,1
1,8
1,9
66,2
0,0
83492-TEOFILO OTONI
17°51' S
041°31' W
21,6
29,0
16,4
22,5
126
5
10,0
17
221,0
76,4
1,0
23,2
53,2
0,0
83577-UBERABA
19°44' S
047°56' W
21,4
30,9
13,7
1,5
9
1
2,0
18
305,0
77,4
13,1
16,4
60,9
0,0
83428-UNAI
16°21' S
046°53' W
24,0
32,6
15,4
0,0
0
232,5
130,0
0,7
2,0
128,0
0,0
83642-VIÇOSA
20°45' S
042°51' W
17,5
26,0
11,6
7,4
42
209,0
55,8
21,3
20,7
35,1
0,0
83007-ALTO DA BOA VISTA
22°57' S
043°16' W
19,0
24,2
15,2
160,2
111,1
100,0
111,1
0,0
49,1
83788-ANGRA DOS REIS
23°00' S
044°19' W
20,8
24,6
16,6
40,3
120,1
7,5
49,4
70,7
0,0
83049-AVELAR (P.DO ALFERES)
22°20' S
043°25' W
16,6
25,6
10,3
5,6
83698-CAMPOS
21°44' S
041°19' W
21,5
27,2
17,3
13,5
83807-CARMO
21°56' S
042°36' W
19,8
27,9
14,7
83718-CORDEIRO
22°01' S
042°21' W
18,1
25,8
13,2
83114-IGUABA GRANDE
22°50' S
042°11' W
21,1
26,1
17,5
24,7
83695-ITAPERUNA
21°12' S
041°54' W
21,4
29,1
15,6
18,9
83054-JACAREPAGUA - AEROPORTO
22°59' S
043°22' W
27,8
17,6
83089-MARICA
22°55' S
042°49' W
26,5
16,2
45,1
83801-REALENGO
22°52' S
043°26' W
27,5
16,7
21,0
0,0
4
29,0
18
0,0
4
2,0
21
284,2
0,0
0,0
4
5,0
29
116
8
106,0
14
51
12
15,0
14
RIO DE JANEIRO
21,0
149,0
4
2,0
14
40
6
6,0
28
20,2
70
5
8,0
20
39,1
167
8
19,0
19
183,0
6
11,0
14
72
5
7,0
14
20,0
14
7
26,0
14
8
8,0
14
109,2
2,3
9,8
99,4
0,0
71,4
55,6
57,1
14,3
0,0
111,7
0,2
20,5
91,2
0,0
55,4
37,6
45,8
9,6
0,0
208,0
118,3
0,3
25,1
93,2
0,0
216,0
72,0
1,8
20,2
51,8
0,0
0,0
0,0
28,9
0,0
0,0
0,0
214,2
202,0
119,3
41,1
90,3
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 9/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
211,0
58,2
43,4
39,6
18,6
0,0
0,0
0,0
184,8
79,0
5,6
22,8
56,2
0,0
0,0
0,0
176,6
95,9
15,8
44,4
51,5
0,0
28
66,0
0,3
17,1
48,9
0,0
86,7
21,7
49,5
37,2
0,0
199,2
72,3
25,0
38,5
33,8
0,0
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
7
9,0
14
9
16,0
14
6
8,0
14
8
19,0
14
6
12,0
10
2
16,0
Excesso
mm
RIO DE JANEIRO
83738-RESENDE
22°27' S
044°26' W
18,8
27,0
12,8
18,3
83048-RIO BONITO
22°42' S
042°38' W
83743-RIO DE JANEIRO
22°53' S
043°11' W
27,5
15,5
32,4
26,9
18,6
18,1
83789-SANTA CRUZ
22°55' S
043°41' W
83696-SANTA MARIA MADALENA
21°57' S
042°00' W
18,0
27,5
17,6
62,3
23,5
10,7
29,5
83805-SANTO ANTONIO DE PADUA
21°32' S
042°09' W
20,9
29,1
14,5
16,9
83744-TERESOPOLIS
22°25' S
042°58' W
14,7
22,7
12,1
34,7
78
8
10,0
14
83714-CAMPOS DO JORDAO
22°45' S
045°36' W
11,3
19,0
6,4
22,3
38
8
8,0
14
83676-CATANDUVA
21°07' S
048°56' W
23,1
30,3
16,5
0,0
0
0,0
219,0
90,9
4,7
7,0
83,9
0,0
83630-FRANCA
20°35' S
047°22' W
21,4
28,3
16,4
0,0
0
0,0
240,0
81,5
16,9
21,3
60,3
0,0
83075-GUARULHOS
23°26' S
046°28' W
18,3
25,0
13,2
29,9
178,0
114,7
3,5
34,6
80,1
0,0
83821-IGUAPE
24°43' S
047°33' W
18,6
23,0
15,0
0,0
0,0
83726-SAO CARLOS
21°58' S
047°52' W
19,9
27,9
13,6
1,6
4
2
1,0
14
250,0
83781-SAO PAULO(MIR.de SANTANA
23°30' S
046°37' W
18,3
24,8
13,3
29,6
74
4
14,0
14
83669-SAO SIMAO
21°29' S
047°33' W
20,4
30,8
13,7
0,3
0
1
0,3
14
83623-VOTUPORANGA
20°25' S
049°59' W
22,5
29,6
16,4
0,0
0
83783-CAMPO MOURAO
24°03' S
052°22' W
17,5
24,9
11,8
30,0
40
3
22,0
83813-CASTRO
24°47' S
050°00' W
13,7
21,6
8,0
44,8
53
8
83842-CURITIBA
25°26' S
049°16' W
15,7
22,8
10,6
62,7
85
6
83836-IRATI
25°28' S
050°38' W
14,4
22,5
8,9
42,2
46
83811-IVAI
25°00' S
050°52' W
15,5
23,7
10,2
66,2
83766-LONDRINA
23°19' S
051°08' W
19,8
28,6
13,7
31,0
83767-MARINGA
23°24' S
051°55' W
21,6
28,5
16,2
83844-PARANAGUA
25°32' S
048°31' W
18,9
24,0
15,4
22,3
61
40
82
SÃO PAULO
4
13,0
14
100,0
69,0
19,7
20,6
48,4
0,0
210,0
61,1
28,4
40,1
21,0
0,0
268,0
101,6
1,1
2,2
99,4
0,0
232,7
116,9
0,9
2,0
114,8
0,0
13
193,6
101,1
49,1
80,9
20,2
0,0
19,0
17
132,0
83,9
52,1
69,7
14,2
0,0
30,0
13
212,0
52,7
100,0
52,7
0,0
10,0
10
12,0
13
194,0
45,0
97,2
45,0
0,0
0,0
86
6
28,0
13
205,0
48,0
100,0
48,0
0,0
18,2
51
3
19,0
13
275,0
66,4
70,2
60,8
5,6
0,0
48,4
72
3
40,0
13
269,0
78,8
73,8
74,6
4,2
0,0
60,7
79
9
21,0
13
109,1
57,9
100,0
57,9
0,0
2,8
0,0
PARANÁ
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 10/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
38,3
100,0
38,3
0,0
23,4
Excesso
mm
R. GRANDE DO SUL
83980-BAGE
31°20' S
054°06' W
14,0
20,3
9,6
61,7
56
9
17,0
31
216,0
83919-BOM JESUS
28°40' S
050°26' W
12,8
20,2
7,2
132,7
64
13
46,0
31
233,0
83946-CAMBARA DO SUL
29°03' S
050°08' W
12,4
20,2
6,4
139,5
12
50,0
31
83942-CAXIAS DO SUL
29°11' S
051°11' W
14,5
20,9
10,0
98,1
52
10
34,0
31
83912-CRUZ ALTA
28°38' S
053°36' W
15,8
22,7
10,7
81,0
47
10
22,0
31
83964-ENCRUZILHADA DO SUL
30°32' S
052°31' W
14,1
20,5
9,9
131,9
79
10
34,0
83881-IRAI
27°11' S
053°14' W
17,1
25,9
11,4
77,7
48
8
83916-LAGOA VERMELHA
28°13' S
051°30' W
14,1
21,3
8,7
143,7
73
12
83914-PASSO FUNDO
28°13' S
052°24' W
14,7
21,5
9,9
126,1
67
83985-PELOTAS
31°47' S
052°25' W
13,8
19,9
9,4
82,9
83967-PORTO ALEGRE
30°03' S
051°10' W
15,9
22,7
11,5
129,1
83995-RIO GRANDE
32°02' S
052°07' W
14,0
18,8
10,4
83936-SANTA MARIA
29°42' S
053°42' W
15,9
22,7
11,0
83997-SANTA VITORIA DO PALMAR
33°31' S
053°21' W
13,0
18,2
9,7
83907-SAO LUIZ GONZAGA
28°24' S
055°01' W
17,5
24,6
83948-TORRES
29°21' S
049°43' W
15,7
20,6
83927-URUGUAIANA
29°45' S
057°05' W
16,0
83887-CAMPOS NOVOS
27°23' S
051°13' W
83883-CHAPECO
27°05' S
83897-FLORIANOPOLIS
27°36' S
83872-INDAIAL
43,3
100,0
43,3
0,0
89,4
107,5
100,0
107,5
0,0
32,0
235,0
46,9
100,0
46,9
0,0
51,2
229,0
46,6
100,0
46,6
0,0
34,4
2
182,0
42,1
100,0
42,1
0,0
89,8
27,0
31
197,0
51,2
100,0
51,2
0,0
26,5
27,0
16
215,0
43,1
100,0
43,1
0,0
100,6
10
30,0
16
199,0
43,6
100,0
43,6
0,0
82,5
60
11
30,0
4
191,0
37,7
100,0
37,7
0,0
45,2
94
11
39,0
31
165,0
43,7
100,0
43,7
0,0
85,4
40,4
32
10
8,0
4
156,5
37,2
100,0
37,2
0,0
3,2
92,2
64
10
34,0
31
188,0
45,8
100,0
45,8
0,0
46,4
23,6
22
15
10,0
7
168,0
37,3
87,2
36,4
0,9
0,0
12,1
56,2
38
8
28,0
31
214,0
52,6
100,0
52,6
0,0
3,6
11,6
101,2
63
9
32,0
31
188,0
44,6
100,0
44,6
0,0
56,6
23,7
10,4
25,2
25
7
18,0
7
220,0
43,1
83,6
41,6
1,5
0,0
14,0
21,2
8,7
88,7
52
9
26,0
31
232,0
43,5
100,0
43,5
0,0
45,2
052°38' W
16,6
22,9
11,9
87,3
68
7
30,0
31
239,0
51,0
100,0
51,0
0,0
36,3
048°37' W
17,7
23,0
13,4
90,2
94
7
17,0
31
219,0
52,2
100,0
52,2
0,0
38,0
26°54' S
049°13' W
17,7
24,5
13,7
96,3
102
10
24,0
16
180,0
113,0
46,8
104,8
8,2
0,0
83891-LAGES
27°48' S
050°20' W
12,6
20,6
6,3
61,0
45
10
15,0
16
205,0
39,5
100,0
39,5
0,0
21,5
83920-SAO JOAQUIM
28°16' S
049°56' W
11,6
18,0
6,7
94,7
55
11
30,0
31
209,0
42,3
100,0
42,3
0,0
52,4
15°47' S
047°55' W
21,3
27,7
14,9
0,0
0
280,0
81,6
7,5
9,4
72,2
0,0
SANTA CATARINA
DISTRITO FEDERAL
83377-BRASILIA
0,0
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 11/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
Excesso
mm
GOIÁS
83368-ARAGARCAS
15°54' S
052°14' W
25,6
35,9
14,5
0,0
0
0,0
276,0
119,5
1,5
3,4
116,1
0,0
83526-CATALAO
18°11' S
047°57' W
22,9
30,1
16,7
0,0
0
0,0
262,0
91,9
6,4
9,7
82,2
0,0
83379-FORMOSA
15°32' S
047°20' W
22,5
29,3
15,9
0,0
0
0,0
314,0
89,6
5,3
7,7
81,9
0,0
83423-GOIANIA
16°40' S
049°15' W
24,9
32,9
17,0
0,0
0
0,0
281,2
112,3
3,3
6,8
105,4
0,0
83374-GOIAS
15°55' S
050°08' W
26,7
36,5
19,8
0,0
0
0,0
278,0
136,8
0,8
2,3
134,5
0,0
83522-IPAMERI
17°43' S
048°10' W
21,5
30,7
13,6
0,0
0
0,0
246,9
122,9
1,1
2,7
120,2
0,0
83523-ITUMBIARA
18°25' S
049°13' W
0,0
0,0
83464-JATAI
17°55' S
051°43' W
21,6
32,8
12,8
0,0
0
0,0
270,0
78,9
13,7
16,4
62,4
0,0
83376-PIRENOPOLIS
15°51' S
048°58' W
22,8
32,8
15,3
0,0
0
0,0
277,0
90,1
4,6
6,7
83,3
0,0
83332-POSSE
14°06' S
046°22' W
24,4
30,8
19,2
0,0
0
0,0
276,0
131,4
1,3
3,4
128,0
0,0
83470-RIO VERDE
17°48' S
050°55' W
22,7
31,7
15,7
0,0
0
0,0
293,0
88,5
10,5
15,0
73,5
0,0
83270-CANARANA
13°28' S
052°30' W
25,9
35,7
18,2
0,0
0,0
296,0
135,3
0,6
1,6
133,7
0,0
83361-CUIABA
15°37' S
056°06' W
26,3
35,2
19,0
0,0
0
0,0
261,0
129,2
4,3
11,2
118,0
0,0
83309-DIAMANTINO
14°24' S
056°27' W
24,7
35,1
17,6
0,0
0
0,0
218,6
106,9
7,2
13,7
93,2
0,0
83264-GLEBA CELESTE
12°17' S
055°17' W
23,2
33,2
15,5
0,0
0,0
83214-MATUPA
10°15' S
054°55' W
27,0
36,3
18,8
6,0
8,5
132,5
0,0
83319-NOVA XAV.(XAVANTINA)
14°41' S
052°21' W
23,4
36,4
14,8
0,0
83364-PADRE RICARDO REMETTER
15°47' S
056°04' W
25,0
34,7
18,2
0,0
83358-POXOREO
15°50' S
054°23' W
23,8
35,9
14,5
0,0
83410-RONDONOPOLIS
16°27' S
054°34' W
24,8
35,2
17,4
0,0
0,0
83267-SAO JOSE DO RIO CLARO
13°26' S
056°43' W
24,8
36,5
16,9
0,0
0,0
83363-SÃO VICENTE
15°49' S
055°25' W
24,1
31,5
17,9
25,2
83611-CAMPO GRANDE
20°27' S
054°37' W
21,4
29,0
16,0
83565-PARANAIBA
19°45' S
051°11' W
24,0
31,7
16,8
MATO GROSSO
215,7
1
0
2
6,0
303,0
141,0
0,9
0,0
301,0
127,7
0,4
0,9
126,8
0,0
0,0
282,0
132,1
4,6
12,6
119,5
0,0
0,0
254,0
129,8
2,7
7,1
122,7
0,0
131,1
1,8
5,0
126,1
0,0
285,0
133,7
0,4
1,2
132,4
0,0
267,0
130,5
5,7
35,8
94,7
0,0
0,0
0,0
62,4
0,0
24,0
31
30
MATO GROSSO DO SUL
227,2
0,0
0
0,0
277,0
99,9
21,8
37,4
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Instituto Nacional de Meteorologia - INMET
Data: 25/09/2014
Hora: 17:03:29
SEDE / SEPEA
Pág.: 12/12
Balanço Hídrico
Mensal de Agosto/2014
Temp Medias do Ar
(Graus Celsius)
Lati
Long
Comp Máx Mín
Precipitação
Total % da
mm Normal
No
Dias
Máx.
em 24hs
Dia da
máx.em
24hs
1
19,0
13
Insolação
Evaptr
Potenc
mm
Armaze
namento
mm
Evaptr
Real
mm
Deficit
mm
184,2
104,0
42,9
76,5
27,5
0,0
0,0
0,0
Excesso
mm
MATO GROSSO DO SUL
83702-PONTA PORA
22°33' S
055°42' W
18,1
25,7
12,9
83618-TRES LAGOAS
20°47' S
051°42' W
21,1
30,0
15,2
19,4
33
220,4
Sistema Nacional de Informações Hidro-Meteorológicas - SIM
Termos Técnicos
ANTICICLONE SUBTROPICAL - Séries de células de alta pressão alinhadas
aproximadamente ao longo de uma linha de latitude em ambos os hemisférios. O eixo do
cinturão se localiza nos níveis baixos a cerca de 35° de latitude em média e tem um
pequeno deslocamento meridional anual.
CAVADO - Região da atmosfera em que a pressão é baixa, relativa às regiões
circunvizinhas do mesmo nível. Importante na previsão de tempo, porque geralmente está
associado a chuvas.
CONVECÇÃO - Movimentos internos organizados dentro de uma camada de ar,
produzindo o transporte vertical de calor. A convecção é essencial para a formação de
muitas nuvens, especialmente do tipo cumulus.
CUMULUS - Tipo de nuvens com desenvolvimento vertical. A altura varia de
aproximadamente 600 metros na base e de 5000 metros no seu topo. Os cumulus
representam condições de ar instável e geralmente ocorrem ao longo das frentes frias.
CUMULONIMBUS - Nuvens com grande desenvolvimento vertical. O
cumulonimbus dá origem a pancadas de chuva forte, granizo, relâmpagos, trovões e
ventos fortes.
FRENTE - Faixa de nuvens geralmente bem definidas em imagens de satélites e
cartas meteorológicas, que ocorre entre duas massas de ar diferentes, é o limite entre duas
massas de ar diferentes que tenham se encontrado. Temos dois tipos de frentes: frias e
quentes, todas associadas com chuvas.
RAJADA - Aumento repentino da velocidade do vento em poucos minutos, causado
pela turbulência. Por diversas razões, a velocidade do vento em algumas ocasiões
torna-se extremamente variável. É um dos fenômenos meteorológicos que causa mais
destruição.
LINHA DE INSTABILIDADE - Linha mais ou menos interrompida de nuvens
cumulonimbus, com tempestades e trovoadas com um deslocamento algo retilíneo. Em
geral é mais duradouro que uma rajada, via de regra ocorrendo com a passagem de um
eixo de cavado, e assim que este passou, o vento ronda rápido com uma violenta rajada, a
temperatura cai de modo súbito acompanhada por pancadas de chuva e granizo e muitas
vezes, por relâmpagos e trovões. O vento pode aumentar abruptamente calmo até 20 a 30
nós.
MASSA POLAR - Massa de ar que tem sua origem nas regiões polares, provoca queda
de temperatura em quase todas as regiões do País e geadas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste,
durante o inverno.
ONDA DE ESTE - Perturbação migratória tipo onde dos estes tropicais. É uma onda
dentro da larga corrente dos estes e que se desloca de este para oeste, em geral mais
vagarosa que a corrente na qual está envolvida. As ondas de este ocasionalmente se
intensificam dentro dos ciclones tropicais.
VENTOS ALÍSIOS - Ventos persistentes, principalmente na atmosfera inferior, que
sopram sobre vastas regiões de um anticiclone subtropical em direção às regiões
equatoriais. Direção predominante no nosso hemisfério é de sudeste.
ZONA DE CONVERGÊNCIA INTERTROPICAL (ZCIT) - Estreita faixa de nuvens
onde se encontram os ventos alísios dos hemisférios. Influi diretamente nas chuvas da
região Nordeste e principalmente ao norte da região Nordeste.
EL NINO - Fenômeno meteorológico caracterizado pelo aquecimento anormal das águas
do Oceano Pacífico Equatorial, por isso provoca uma série de eventos atmosféricos
capazes de alterar o clima em todo o mundo. O EL NINO mais forte manifestou-se nos
anos de 1982/1983, quando as temperaturas da água do mar chegaram a ficar sete graus
acima do normal, com enchentes nos Estados da região Sul e seca na região Nordeste.
Notas Explicativas
1 - Temperatura média compensada calculada pela fórmula:
T = [ T ( 12h ) + 2 * T (24 h) + T (X) + T (n) ] / 5
Onde:
T= Temperatura média compensada (TMG) T(12h) = Temperatura observada às
12 horas (TMG)
T (24) = Temperatura observada às 24 horas (TMG) T(X) = Temperatura máxima
T (N) = Temperatura mínima
2- Evapotranspiração potencial (EP) calculada pelo método de Thornthwaite (1955).
3- Na f,alta da temperatura média compensada, EP será calculada em função da média
aritmética das temperaturas extremas.
4- Na falta de T, T(x) ou T(n), EP será calculada em função da temperatura média
estimada (normal 1931 à 1960).
5- Os dados meteorológicos são recebidos via computador, consistidos através de
programas de homogeneização de dados.
6- O Boletim Agrometeorológico é gerado por um programa escrito em linguagem
DBASE IV está interligado com o Banco de Dados Meteorológicos do INMET.
Download

boletim agroclimatológico mensal de agosto - 2014