A Estrada do Atlântico (Atlantic Road, Atlanterhavsveien,
em norueguês) é uma espectacular via que, desde a costa
continental, salta de ilha em ilha até chegar a Averøy, num
percurso fantástico através de pontes que se retorcem sobre
o mar.
Não é por acaso que esta estrada é o segundo destino
turístico mais visitado da Noruega.
Atlanterhavsveien
A sua construção começou em 1983 e foi marcada
pela luta contra os elementos. Durante os seis anos de
obras registaram-se 12 tempestades da mesma
categoria que os furacões.
São pouco mais de oito quilómetros de percurso,
incluindo oito pontes sobre o oceano.
O principal marco da estrada é a ponte de Storseisundet,
a mais longa de todas (260 metros), que realiza uma curva
espectacular.
Tal é a importância desta estrada que os noruegueses a escolheram
como a ‘construção do século’ no seu país.
O jornal inglês ‘The Guardian’ elegeu-a a melhor viagem em estrada
no mundo.
Fica localizada na zona dos fiordes ocidentais e em determinadas épocas do
ano podem avistar-se focas e baleias.
A pesca é um dos maiores atractivos da região, a tal ponto que são muitos os
que pescam nas pontes da estrada, circunstância pela qual se deve ter cuidado
ao dirigir pela estrada.
Desde 2009 a Estrada do Atlântico continua de Averøy a
Kristiansund através de um túnel com portagem,
baptizado de Atlanterhavstunnelen (Túnel do
Atlântico).
Sua construção se estendeu por quase seis anos
(cerca de 1Km / ano), mas desde sua inauguração,
em 1989, transformou-se na segunda estrada
costeira mais visitada pelos turistas, chegando a
ganhar em 2005 o prêmio de melhor construção
norueguesa.
Para percorrer a estrada o melhor é chegar a Molde e ali tomar a Estrada
64, que é precisamente a Atlanterhavsveien. A viagem desde a histórica
cidade de Bergen a Molde tem 450 Km, percorrendo toda a região dos
fiordes, sem dúvida uma ‘road trip’ incrível.
Oslo fica a quase 600 Km de distância.
Download

veja as fotos aqui