XI Encontro Nacional de Editores
Científicos – XI ENEC
Mini-curso
Revista eletrônica: sua história, sua
evolução entre 1991 e 2007
Periódico impresso versus
eletrônico: onde publicar?
O
CRESCIMENTO
DO
CONHECIMENTO
EVOLUÇÃO DAS
PUBLICAÇÕES
CIENTÍFICAS
DESDE 1900
1.900 – 9.000/ano
1.950 – 90.000/ano
2.000 – 900.000/ano
(2.465 artigos por dia)
O
CRESCIMENTO
DO
CONHECIMENTO
EVOLUÇÃO DAS
PUBLICAÇÕES
CIENTÍFICAS
DESDE 1900
Agosto de 1991
Paul Ginsparg – Físico da Los Alamos
National Laboratory da Cornell University Califórnia – USA fundou a
Los Alamos e-print archives
Site atual - http://arxiv.org
Missão: distribuir automaticamente, por meio
eletrônico, “papers” para atender as áreas de
Physics, Mathematics, Computer Science,
Quantitative Biology and Statistics.
Tratava-se de um sistema eletrônico de
distribuição automática de “papers”
Submissão eletrônica podia ser definitiva ou
com correção futura pelo autor. Neste último
caso era denominado preview version.
Peer review (revisores) – sistema misto
1-arquivos eletrônicos – não submetidos a
pareceristas
2-jornais eletrônicos – com submissão prévia a
pareceristas.
Os arquivos eletrônicos entram numa lista por
ordem de chegada!
Revista eletrônica é considerada
revista científica?
De acordo com o Grupo Vancouver:
Publicação eletrônica, que inclui a
Internet, é publicação!
Em 1995 – existiam no mundo cerca de 100
revistas eletrônicas.
Em 2007 – estima-se em 70 a 80 mil sendo 25 mil
delas com corpo editorial e revisão por pares.
A primeira revista eletrônica
científica do Brasil sobre
Toxinologia e Doenças Tropicais
completa 13 anos de existência.
The Journal of Venomous Animals and Toxins
(JVAT – ISSN 0104-7930) – (1995 – 2002)
The Journal of Venomous Animals and Toxins
including Tropical Diseases
(JVATiTD – ISSN 1678-9199) – (2003 to date)
The Journal of Venomous Animals and Toxins –
ISSN 0104-7930 – foi lançado no mercado editorial
em Março de 1995.
Foi a primeira revista eletrônica científica brasileira
dedicada à Toxinologia. É até hoje uma publicação
oficial do Centro de Estudos de Venenos e Animais
Peçonhentos da UNESP - CEVAP.
Inicialmente era uma publicação bianual, escrita em
língua inglesa e distribuída em disquetes de 3,5”
para 1.600 pesquisadores sócios das Sociedades
Brasileira e International Society on Toxinology.
Esta era a capa do The
Journal of Venomous
Animals and Toxins. O
disquete era distribuído
no interior da mesma.
Vol 1, No. 2, p.46-97,
1995
O pesquisador recebia
pelo correio, imprimia o
conteúdo e montava a
sua revista em papel!
Este era o
disquete de 3,5”
distribuído no
interior da capa.
Vol.5, No.2,
pp.125-235
1999.
Esta forma de
distribuição
ocorreu entre
1995 e 1999.
Esta era a tela de navegação da revista após a
instalação do disquete no computador do usuário
Esta foi a
nossa
primeira
Home
page em
1996.
Comemoração
dos 20 anos
da UNESP.
Configuração
640x480
Em Fevereiro de 1996 reuniram-se em Paris, pela
International Council of Scientific Unions (ISCU)
e pela United Nations Educational, Scientific and
Cultural Organization (UNESCO), editores,
bibliotecários, pesquisadores e advogados, com
o propósito de discutir a avaliação dos textos
científicos para publicação eletrônica.
Isto porque estavam surgindo diariamente
dezenas de publicações sem corpo editorial!
Propostas da reunião:
1-estabelecer arquivos definitivos
2-estabelecer padrões de indexação
3-colocar datas de recebimento dos papers
4-avaliação por pares – garantia de qualidade
1997
A Scientific Electronic Library Online - SciELO é uma biblioteca
eletrônica que abrange uma coleção selecionada de periódicos
científicos brasileiros.
A SciELO é o resultado de um projeto de pesquisa da FAPESP Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, em
parceria com a BIREME - Centro Latino-Americano e do Caribe de
Informação em Ciências da Saúde. A partir de 2002, o Projeto conta
com o apoio do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento
Científico e Tecnológico.
O Projeto tem por objetivo o desenvolvimento de uma metodologia
comum para a preparação, armazenamento, disseminação e
avaliação da produção científica em formato eletrônico.
Com o avanço das atividades do projeto, novos títulos de periódicos
estão sendo incorporados à coleção da biblioteca.
The Journal of
Venomous Animals and
Toxins foi a primeira
publicação eletrônica
selecionada e incluída no
Scientific Electronic
Library Online (SciELO).
A coleção completa do
periódico está disponível
no SciELO desde
Novembro de 1998.
1998
1998
www.scielo.br/jvat
1998
www.scielo.br/jvat
A partir de 2000
até 2002 a
revista passou a
ser distribuída
em CD-Rom
O envio pelo
correio, dentro
de envelopes
bolha,
continuava
consumindo
importantes
recursos!
2003
A partir de
2003
ampliamos
a proposta
incluindo
as
Doenças
Tropicais
www.scielo.br/jvat
Estatística do
SciELO desde
02/1998 até 07/2007
Resumos visitados e baixados (downloaded)
(Entre Fevereiro de 1998 e Julho 2007)
The Journal of Venomous Animals and Toxins
(JVAT) – 172.047
The Journal of Venomous Animals and Toxins
including Tropical Diseases (JVATiTD) – 82.434
www.scielo.br/jvat
www.scielo.br/jvatitd
A partir de 2003 abolimos definitivamente o correio!
2003
www.jvat.org.br
Impacto mensal fornecido pelo Provedor alugado!
www.jvat.org.br
Impacto mensal fornecido pelo Provedor alugado!
www.jvat.org.br
www.jvat.org.br
Qual é o nosso Conteúdo?
Missão do periódico: publicar artigos
sobre Toxinologia e Doenças Tropicais
Editor’s viewpoint, Letters to the Editor,
Review articles, Original papers, Short
communications, Case and Preliminary
reports, Theses and Dissertations
abstracts, Book reviews and
Symposium abstracts.
BASES DE DADOS INDEXADORAS
BIOSIS - Biological Abstracts
BIOSIS - Zoological Abstracts
CAB Abstracts
Cambridge Scientific Abstracts
Chemical Abstracts Service
EMBASE - Excerpta Medica
Global Health
Tropical Diseases Bulletin
LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em
Ciências da Saúde
Review of Medical and Veterinary Entomology
Science Citation Index Expanded (Thomson Scientific
– Institute for Scientific Information - ISI)
DISPONÍVEL TAMBÉM EM:
Arizona Health Information Network – AZHIN
Directory of Open Access Journals
IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e
Tecnologia
J-Gate – The e-Journal Portal from global literature
Latindex - Sistema Regional de Información en Linea para
Revistas Científicas
Portal LivRe! Centro de Informações Nucleares (CIN) - da CNEN
NISC Colorado - Wildlife Review Abstracts
Portal Brasileiro da Informação Científica - Periódicos CAPES
Google Scholar, Alta Vista
SciELO – Scientific Electronic Library Online
Sumários de Revistas Brasileiras
VENOMS - the Atheris database on venomous animals
CONCLUSÕES
Distribuição em disquetes inclusos em capa dura entre 1995 e 1999.
Distribuição pela Internet em 1996 – www.botunet.com.br/cevap
Distribuição pelo SciELO a partir de 1998 – www.scielo.br/jvat
Distribuição em CD-Rom entre 2000 e 2002.
Distribuição pela Internet desde 1996, pelo SciELO a partir de 1998 e
utilizando o próprio site (www.jvat.org.br) a partir de 2003.
Periodicidade semestral entre 1995 e 2003.
Periodicidade quadrimestral em 2004.
Periodicidade trimestral a partir de 2005.
Classificação CAPES – (Avaliação 2004 – 2006)
Nacional: Qualis A em Medicina II, Medicina Veterinária,
Multidisciplinar, Odontologia, Farmácia e Zootecnia/Rec. Pesqueiros
Internacional: Qualis A em Medicina III e B em Ciências Biológicas I
Periódico eletrônico
dá mais velocidade,
visibilidade e melhora
o fator de impacto do
seu trabalho?
PLoS Biology – “a peer reviewed open
access journal”
Citação: Eysenbach G (2006) Citation
Advantage of Open Access Articles. PLoS
Biol 4(5): e157
O autor avaliou o Periódico Proceedings of
the National Academy of Science entre 8 de
Junho de 2004 e 20 de Dezembro de 2004
comparando artigos publicados no formato
Open Access (OA) com os Não Open Access
Artigos NÃO citados
Artigos
publicados
206 dias
após a
publicação
6 meses
após a
publicação
Análise
Estatística
OA n=212
(14,2%)
No.
78
%
36,8
No.
11
%
5,2
ÑOA
n=1.280
(85,8%)
627
49,0
172
13,6 p=0,001
Total: 1.492
p=0,001
*OA>ÑOA; p=0,001
CONCLUSÕES
O periódico Proceedings of the National Academy
of Sciences tem um modelo híbrido. O conteúdo é
restrito aos assinantes, mas os autores podem
tornar seus artigos disponíveis gratuitamente na
Internet, desde que paguem por isso (U$ 1.000,00).
Artigos científicos publicados em revistas de
acesso aberto têm impacto maior e são citados com
mais freqüência do que estudos de literatura paga.
O autor (Gunther Eysenbach) constatou que os
artigos de acesso aberto foram citados duas vezes
mais que os demais papers no período de 4 a 10
meses após a publicação!
CONCLUSÕES – Transcrição na íntegra
Articles published as an immediate OA article on
the Journal site have higher impact than selfarchived or otherwise openly accessible OA
articles.
We found strong evidence that, even in a Journal
that is widely available in research libraries, OA
articles are more immediately recognized and cited
by peers than non-OA articles published in the
same Journal.
OA is likely to benefit science by accelerating
dissemination and uptake of research findings!
Como construir o
Portal de uma
revista eletrônica
científica com o
maior
desempenho e
aproveitamento
possível!
Tela principal de um
Portal
TOPO
Configuração 800x600
Topo
Lateral esquerda
Centro
Lateral direita
LATERAL
ESQUERDA
LATERAL
CENTRO
Base
De onde para onde
iniciar a
construção?
BASE
DIREITA
Tela principal de um
Portal
TOPO
Configuração 800x600
Topo
Lateral esquerda
Centro
Lateral direita
LATERAL
ESQUERDA
SENTIDO
DA
LEITURA
DIREITA
Base
De onde para onde
iniciar a
construção?
LATERAL
BASE
ZONATOPO
QUENTE
DE
LEITURA
LATERAL
ESQUERDA
CENTRO
BASE
LATERAL
DIREITA
TOPO
LATERAL
ESQUERDA
LATERAL
CENTRO
DIREITA
ZONA
FRIA DE
LEITURA
BASE
Como devemos disponibilizar as
informações no Portal?
O quê colocar na primeira tela?
1-Tudo! Ou quase tudo!
Por que procuramos um Portal eletrônico
científico?
1-Para buscar uma informação, um
trabalho científico, um conteúdo, etc.
2-Para submeter um artigo científico
TOPO DE UM PORTAL DE PERIÓDICO ELETRÔNICO
PORTAL JVATiTD 2007
www.jvat.org.br
BASE DE UM PORTAL DE PERIÓDICO ELETRÔNICO
PORTAL JVATiTD 2007
www.jvat.org.br
E o Los Alamos e-print
archives ?
Qual foi a sua evolução ao
longo dos 16 anos de vida?
E o JVATiTD?
E o futuro?
O que está reservado para as
revistas eletrônicas?
Elas vieram substituir as publicações
impressas?
Ou terão indicações precisas para
determinado tipo de artigo científico?
Quais são os principais diferenciais
entre publicação impressa e
eletrônica?
Pela atenção,
Muito obrigado!!!
Benedito Barraviera
[email protected]
[email protected]
Esta conferência está disponível no
site http://www.barraviera.med.br
Download

5-Revista eletrônica