USO DO COMPUTADOR NO TRABALHO HOSPITALAR: PERCEPÇÃO DE
ENFERMEIROS
Matsuda LM1, Higarashi IH2, Oliveira JLC3, Bernardes A4, Évora, YDM5
Universidade Estadual de Maringá – UEM
Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – EERP
joao-lucascampos@hotmail.com
RESUMO
Introdução: Nas últimas décadas, o computador com seus diferentes modos de
apresentação e utilização, têm produzido grandes avanços na sociedade. Nesse
aspecto, a área da saúde, também tem se utilizado das inovações tecnológicas e
promovido mudanças nos processos de atendimento(1).
Na enfermagem, o uso do computador e de sistemas de informação, é destacado
na literatura, principalmente na realização de atividades de mensuração e de
melhoramento da qualidade. Nessa perspectiva, consta que, desde que as
informações sejam utilizadas de forma adequada, face à padronização dos
registros; otimização do tempo; segurança dos cuidados e; simplificação da
documentação,
o
computador
pode
indispensável ao trabalho do enfermeiro
ser
considerado
como
ferramenta
(2)
.
Justificativas: No Brasil, existem poucas publicações acerca do uso de
computadores no trabalho da enfermagem e; os resultados deste estudo poderão
subsidiar
ações
voltadas
à
implantação
e/ou
melhoria
na
tecnologia
computacional de instituições de saúde.
Objetivo: Apreender a percepção de enfermeiros sobre o uso do computador no
ambiente de trabalho hospitalar.
1
Enfermeira. Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá –
UEM PR. Pós-Doutoranda em Enfermagem Fundamental. Escola de Enfermagem de Ribeirão
Preto – USP. Bolsista da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e
Tecnológico do Paraná.
E-mail: lmmatsuda@uem.br
2
Enfermeira. Doutora em Educação. Docente do Departamento de Enfermagem da UEM – PR.
E-mail: ihhigarashi@uem.br
3
Enfermeiro. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UEM.
E-mail: joao-lucascampos@hotmail.com
4
Enfermeira. Docente da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – USP. E-mail:
andreab@eerp.usp.br
5
Enfermeira. Professora Titular da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – USP.
E-mail: yolanda@eerp.usp.br
Caminho Metodológico: Participaram 14 enfermeiros de um hospital público, do
interior paulista, que tem todos os setores informatizados. A coleta de dados
realizou-se por meio de entrevista gravada e Diário de Campo e os dados, foram
tratados e analisados de acordo com a técnica Análise de Conteúdo.
Resultados: Das entrevistas emergiram seis categorias temáticas: O uso do
computador na enfermagem: buscando a otimização e a qualificação do cuidado;
Aspectos negativos do uso do computador: instrumento para a mecanização do
cuidar?; Refletindo sobre os obstáculos e dificuldades para a informatização do
serviço; A informática e o registro de informações: repercussões sobre a prática
assistencial;
Avaliando
os
resultados
com
o
uso
do
computador
e;
Recomendações para o uso do computador na Enfermagem.
Dentre os aspectos positivos foram relatadas a rapidez; legibilidade e exatidão
das informações; maior segurança do paciente e; melhorias na qualidade do
cuidado. Dentre os aspectos negativos se destacaram à conduta de copiar e
colar as Prescrições Médicas e de Enfermagem; falta de computadores e
distanciamento do enfermeiro para com o paciente.
Conclusão: Concluiu-se que, apesar das fragilidades, todos os enfermeiros se
manifestaram favoráveis ao uso da tecnologia computacional no trabalho e
apontaram-na como recurso indispensável à qualidade do cuidado.
Palavras-Chave: Enfermeiro, Computador, Sistemas de Informação; Segurança
do Paciente; Qualidade do cuidado.
REFERÊNCIAS
1.
Évora YDM. A enfermagem na era da informática. Rev.Eletr. Enf. [online].
2007 [acesso em 2013 Jan 05]; 9(1):14. Disponível em:
http://www.fen.ufg.br/revista/v9/n1/v9n1a01.htm
2.
Callen J, Hordern A, Gibson K, Li l, Hains IM, Westbrook JI. Can technology
change the work of nurse? Evaluation of a drug monitoring system ambulatory
chronic disease patients. Int J Med Inform. 2013 Mar; 82(3): 159-67.
Download

USO DO COMPUTADOR NO TRABALHO HOSPITALAR