Sandra Diniz Costa
Para todas as crianças,
que sabem ver o mundo
com alegria e inocência.
Era uma vez dois olhos. Dois olhos
bonitos, de alguém bonito. Mas estes
olhos tinham um problema: eles viam
tudo ao contrário. E pior: eles viam ao
contrário tudo o que era bom...
Se o dia amanhecia azul e bonito, um dia novinho,
saído do forno para todo mundo ser feliz...
...os olhos viam ao contrário
e reclamavam da luz tão forte
que doía,
do sol tão quente que queimava,
do vento irritante que soprava.
Se amanhecia um dia de chuva fina
dando banho no mundo,
eles viam ao contrário
e achavam ruim
aquela água tão molhada,
aquelas nuvens tão nubladas,
aquele cinzento tão acinzentado...
Se alguém sorria para aqueles olhos,
eles achavam que era um riso de ironia
ou de deboche...
Se alguém cantava,
a música era brega
ou então barulhenta demais...
Se alguém fazia qualquer gesto
amigo, aqueles olhos achavam logo
uma segunda intenção,
uma maldade escondida...
E o corpo todo do dono daqueles olhos
sofria com aquilo, porque,
quando nossos olhos são ruins,
todo o nosso corpo fica escuro,
sem a luz da alegria...
Aqueles olhos frios esfriavam toda a alma...
aqueles olhos doloridos provocavam dor no
corpo inteiro...
aqueles olhos maus impediam que a alegria e
a bondade vivessem no corpo de seu dono.
Um dia, o dono dos olhos resolveu ir
ao médico de olhos,
o oftalmologista,
para ver se conseguia
uns óculos que corrigissem
aqueles olhos tortos
que viam ao contrário.
Mas NÃO era caso para médico.
os médicos só consertam os defeitos
físicos dos olhos
e aquele defeito não era físico...
Depois, ele resolveu procurar um milagre...
mas milagres andam complicados hoje em dia,
com tanta dor no mundo precisando de conserto..
O que aqueles olhos gostariam mesmo
era de um par de uns óculos mágicos...
óculos que mudassem de cor...
VERDES
Que ficassem
, para ensiná-los
a ter esperanças de novo...
AZUIS,
... ou que ficassem
para ajudá-los a sonhar...
SABE COR-DE-ROSA,
... ou quem
para ensinarem a se apaixonar...
Mas um dia, aconteceu uma coisa
muito melhor...
Numa antiga biblioteca,
eles encontraram um livro...
Um livro grosso...amarelado...
chamava a anteção...
E QUANDO
AQUELE LIVRO
FOI ABERTO...
O MILAGRE
ACONTECEU!
Dele saíram maravilhas...
princesas e bruxas,
fadas e duendes,
gigantes e anões...
e dragões... e elfos... e
soldados...
e bailarinas... e
serpentes...
piratas de pernas de
pau...
seres um mundo distante,
do tempo do “Era uma
vez...”
Um mundo que aqueles olhos nunca antes
haviam imaginado...
Um mundo mágico:
nele tudo é possível...
tudo pode acontecer!
Neste mundo, o mau é castigado
e o bom, premiado...
Os sapos ainda viram príncipes...
E todos vivem felizes para sempre...
O contato com a literatura e com a beleza
foi mudando aqueles olhos...
A fantasia era como se fosse
um par de óculos mágicos,
que iluminavam tudo
com um novo jeito de ser...
Um jeito de ser de novo criança...
Eles se tornaram olhos brilhantes,
olhos bons,
olhos felizes...
é com eles que
Deus olha o mundo...
Também você, meu menino,
pode ter olhos assim:
Basta olhar você mesmo no espelho
depois de ter lido uma história!
Download

Apresentação do PowerPoint