Jornal
Diretor: Augusto de Oliveira
O DIA
São Paulo, sexta-feira, 15 de março de 2013
SP
Nª 22.922
Preço banca: R$ 2,50
Pnud: Brasil está entre os 15 que
mais reduziram déficit de IDH
Na primeira missa, papa chama
fiéis para seguir palavra de Deus
Página 3
Dinâmica desfavorável da inflação
pode não ser fenômeno temporário
Brasília – Com um crescimento de 24% no Índice de
Desenvolvimento Humano
(IDH) desde 1990, o Brasil
está entre os 15 países que
mais conseguiram reduzir o
déficit no índice que mede o
desenvolvimento humano de
cada país. Os dados estão no
relatório de Desenvolvimento
Humano 2013, lançado nesta
quinta-feira, 14, pelo Programa das Nações Unidas para o
Varejo inicia o ano com
retomada do crescimento
do volume de vendas
Página 3
Brasília – O Congresso Nacional Popular da China indicou Xi Jinping como novo
presidente do país. Jinping assumiu o controle do Partido
Comunista da China em novembro e também dirige o Exército chinês.
Página 4
Previsão do Tempo
Sexta: Chuvoso
durante o dia e a
noite.
Manhã
Tarde
Fonte: Climatempo
DÓLAR
23º C
17º C
Noite
A presidenta Dilma Rousseff participa do lançamento do
Programa Inova Empresa por ocasião da reunião da Mobilização
Empresarial pela Inovação (MEI)
Brasília - A presidenta Dilma
Rousseff disse nesta quinta-fei-
ra, 14, que a Empresa Brasileira
para Pesquisa e Inovação Indus-
Compra: 2,56
Venda: 2,56
OURO
Compra: 69,10
STF derruba sistema de
pagamento de precatórios
vigente desde 2009 Página 4
trial (Embrapii) será a responsável por promover um “casamento” entre instituições públicas
de pesquisa e inovação e empresas privadas. A criação da
empresa foi anunciada ontem
juntamente com o Plano Inova,
que pretende tornar as empresas brasileiras mais competitivas no mercado global por meio
da inovação tecnológica e aumento da produtividade.
“Vamos estabelecer uma parceria, praticamente um casamento. A Emprapii é um dos locais
desse casamento. Terá um papel
fundamental, um local de articulação das nossas relações, e
isso fará muita diferença para
todos nós”, disse Dilma a uma
plateia de empresários durante
reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), no Palácio do Planalto.
Página 4
Universidades paulistas
enfrentam críticas sobre
modelo de cotas Página 2
Copom mantém em 5%
projeção de reajuste da
gasolina este ano
Página 3
Vôlei Amil e Sollys/Nestlé
abrem segunda rodada
da semifinal
O confronto entre Vôlei
Amil (SP) e Sollys/Nestlé
(SP) abrirá a segunda rodada da semifinal da Superliga
feminina de vôlei 12/13. A
equipe de Osasco, atual
campeã, precisa de apenas
uma vitória para chegar a final, já que venceu o primeiro jogo da série melhor de
três por 3 sets a 1. No entanto, o time campineiro poderá contar com a força da
sua torcida. O jogo será disputado às 21h desta sextafeira, na Arena Amil, em Campinas (SP). O SporTV transmitirá ao vivo.
Página 10
Brasileiras estreiam com
vitória nos 16 anos
feminino do Banana Bowl
Sete brasileiras avançaram
às oitavas de final da categoria
16 anos feminino do Banana
Bowl nesta quinta-feira em rodada adiada devido às fortes
chuvas do dia anterior, realizado nas quadras de saibro do
Clube Paineiras do Morumby,
em São Paulo.
As paulistas Sophia Chow,
Erika Pereira e Luísa Stéfani
venceram seus jogos com faci-
Ranking de Corredores de
Ruas tem sua primeira
etapa neste domingo
A Meia Maratona Internacional de São Paulo abre neste domingo 17 as competições do Ranking
CAIXA/CBAt de Corredores de
Rua-2013 Com a participação de
atletas de cinco países, a prova de
21,097 km terá largada e chegada
na Praça Charles Miller, em frente
ao Estádio do Pacaembu.
A corrida, primeira de 32 etapas previstas, contará pontos para o Ranking
que apontará os dez atletas, no
masculino e no feminino. Página 10
Meia Maratona de São Paulo
lidade em sets diretos, com
destaque para Stéfani que
teve uma excelente atuação
para superar a cabeça de
chave número 10, a colombiana Juliana Valero, pelo
placar de 6/2 e 6/4. Luísa
Stéfani encara mais uma favorita, a argentina Ornella
Garavani, cabeça de chave
6, algoz da brasileira Giovanna Caputo. Página 10
Mitsubishi Cup abre
14ª temporada em
Ribeirão Preto
Sollys/Nestlé pode garantir um lugar na decisão
Foto/ Luiz Doro
EURO
feira, 14, o Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística
(IBGE). A receita nominal do
varejo também variou positivamente, pelo oitavo mês seguido, com alta de 1,3%. Página 3
Esporte
Comercial
Compra: 1,97
Venda: 1,97
Turismo
Compra: 1,88
Venda: 2,02
Rio de Janeiro - O volume de
vendas do comércio varejista retomou o crescimento em janeiro, com um aumento de 0,6%
em relação ao último mês de
2012, informou nesta quinta-
Foto/ Ricardo Leizer
China indica
Xi Jinping
como novo
presidente
do país
Foto/ Antonio Cruz/ABr
Brasília – Os moradores da
Paróquia 23 de Janeiro, na zona
oeste de Caracas, preparam-se
para receber, nesta sexta-feira,
15, o corpo do presidente Hugo
Chávez, que serão trasladados
da Academia Militar da Venezuela, no Forte Tiuna, para o
Quartel da Montanha, nesta região da capital venezuelana.
O Quartel da Montanha é
o lugar de onde Chávez comandou a rebelião de 4 de fevereiro de 1992 e passará a ser
o espaço em que o povo poderá homenageá-lo.
Nesta sexta-feira, na academia, haverá uma parada militar em homenagem ao líder
venezuelano.
O presidente Hugo Chávez
morreu no último dia 5, aos 58
anos, após longo tratamento de
câncer. Desde então, seu corpo
está sendo velado na Academia
Militar.
Página 4
Embrapii vai promover
“casamento” entre instituições
de pesquisa e empresas privadas
Foto/ Alexandre Arruda
Corpo de
Chávez vai
para quartel
de onde
comandou
rebelião
em 1992
Desenvolvimento (Pnud)
e levam em conta dados do
ano de 2012.
O Brasil manteve a mesma colocação em 2011, ficando em 85º lugar, entre os 187
países avaliados. A posição
coloca o Brasil entre os países com desenvolvimento humano elevado, com IDH de
0,730. Noruega, Austrália e
Estados Unidos são os primeiros colocados.
Página 4
Mitsubishi Cup promete muitas emoções
Página 10
Jornal O DIA SP
Local
Página 2
São Paulo, sexta-feira, 15 de março de 2013
Universidades paulistas enfrentam
críticas sobre modelo de cotas
Foto/ Direitos Reservados UNESP
Fóssil de baleia azul
pode ajudar a evitar
extinção da espécie
Fóssil de uma baleia azul foi encontrado na Praia do Leste, no
município de Iguape, no litoral sul de São Paulo tem 2 mil anos
São Paulo - Um fóssil de pécie], para ter esses três
baleia azul (Balaenoptera mus- quartos de novo vou ter que esculus) com aproximadamente perar 50 ou 100 anos para recu1,8 mil anos, encontrado na perar e não dá tempo, porque
praia do Leste, no município de no ano que vem vão continuar
Iguape, litoral sul paulista, po- matando”, apontou.
Além de contribuir para a
derá ajudar a evitar a extinção
da espécie. “Nós encontramos conservação da espécie, a desossos da coluna vertebral e pe- coberta vai permitir estudos sogamos a bula timpânica, que é bre a variação do nível do mar.
equivalente ao ouvido. [Isso] “Inicialmente, eu pensei que o
vai permitir que eu possa iden- fóssil teria 6 mil anos, porque
tificar com certeza a espécie”, foi quando teve uma grande vaexplica o professor Francisco riação do nível do mar”, expliBuchmann, coordenador do ca. Depois de constatada a idaLaboratório de Estratigrafia e de dos ossos, Buchmann conPaleontologia da Universidade cluiu que a fossilização ocorreu
em virtude de um grande evenEstadual Paulista (Unesp).
Parte do crânio do animal foi to natural, como por
encontrado por um morador lo- exemplo uma tempestade.
“[Ocorreu] algo que encacal, em agosto do ano passado. Ewerton Miranda de Souza lhou esse animal na praia e raentrou em contato com a Soci- pidamente esse mesmo evento
edade Brasileira de Paleontolo- soterrou o animal. Ele ficou
gia que indicou o laboratório da pelo menos parcialmente soUnesp para remover e avaliar terrado e isso favoreceu a fosos ossos. Nesta semana, a ida- silização”, explicou. De acorde do osso foi atestada após do com o pesquisador, “todo
análise de um laboratório ame- organismo tem grande potenricano especializado em data- cial de se tornar um fóssil, mas
ção por meio do carbono 14. se ele cair na rua, por exemEstima-se que a peça tenha en- plo, ele apodrece. Agora, se
um animal for soterrado, ele fica
tre 1,8 mil e 1,9 mil anos.
Buchmann destaca que, isolado do oxigênio, então ele
atualmente, existem apenas en- não apodrece, ele fossiliza. As
tre 100 e 200 baleias dessa es- condições do ambiente favorepécie no mundo. “Normalmen- ceram isso”, esclareceu.
A praia onde os ossos fote, fala-se que a [população de]
baleia azul está crescendo, mas ram encontrados tem rápida
[com essa descoberta] vai ser erosão, segundo o pesquisador,
possível provar com certeza que e foi isso que possibilitou a dessim ou que não. [Será possível coberta dos fósseis. “Em 2011,
dizer]: eu não acho que é uma a distância do mar para onde a
baleia azul, eu tenho certeza baleia foi encontrada era 700
que é uma baleia azul”, explica. metros. Isso quer dizer que,
Na avaliação do professor, em 11 anos, o mar invadiu 700
a espécie continua bastante metros, caíram várias casas,
ameaçada, pois a pesca é inten- ruas inteiras desapareceram.
sa, especialmente em países Debaixo de uma das casas que
como a Noruega e o Japão. “A caiu, apareceu essa baleia”,
pressão é muito grande. Esses relatou. Desde que ossos foram
animais levam, às vezes, dez, 20, descobertos, o mar já avançou
30 anos para fazer um filhote. mais e agora a área está sob a
Se eu matar três quartos [da es- água. (ABr)
Educação abre
concurso para 375
vagas em todo o Estado
A Secretaria da Educação
anunciou abertura do concurso
público para 375 vagas de novos
cargos para as 91 diretorias regionais de ensino e em órgãos centrais da administração da pasta.
São 96 vagas para agentes técnicos de assistência à saúde, 97 para
analistas socioculturais e 182
para analistas administrativos.
O candidato interessado
Jornal
deve se cadastrar entre 10h do
dia 20 de março e 16h de 12 de
abril (horário de Brasília) no site
da Fundação Vunesp. A taxa para
inscrição é R$ 74 e deverá ser
paga via boleto bancário, disponível para impressão no site da
instituição.
Mais informações sobre o
concurso, acesse o Portal da
Educação.
O DIA
Diretor
Augusto de Oliveira
Jornalista Responsável
Maria Augusta V. Ferreira
Mtb. 19.548
Periodicidade: Diária
Administração e Redação
Rua: Vergueiro, 218
CEP: 01504 –000
Fone: 3207-3301
Fax: 3207 –5237
S. Paulo
Publicidade Legal
Balanços, Atas e Convocações
R. Albion, 229 - Cj. 115 Lapa
Telefone: 3832-4488
Exemplar do dia: R$ 2,50
Assinatura
Anual: R$ 480,00
Semestral: R$ 240,00
Radiobrás – Agência Brasil
E-mail: [email protected]
Site: www.jornalodiasp.com.br
São Paulo – Os reitores das
três universidades paulistas estiveram na noite de quarta-feira,
13, na Assembleia Legislativa do
estado (Alesp) para apresentar,
em audiência pública, os projetos que estão sendo desenvolvidos nessas instituições para inclusão de alunos negros e de escolas públicas. Apesar de concordarem com a necessidade da
adoção de ações afirmativas, estudantes, professores e representantes de movimentos sociais criticaram o formato do programa apresentado, com gritos
de protesto e cartazes.
A partir de 2014, a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual Paulista
(Unesp) e a Universidade de
Campinas (Unicamp) deverão
adotar o Programa de Inclusão
com Mérito no Ensino Superior
Público (Pimesp). A Faculdade de
Tecnologia do Estado (Fatec) e
as faculdades de Medicina de
Marília e de Rio Preto também
devem aderir ao programa.
O Pimesp prevê que, até 2016,
50% das matrículas em cada curso sejam destinadas aos alunos
que cursaram integralmente o
ensino médio em escolas públicas – 35% desse total devem ser
pretos, pardos ou indígenas. Até
40% desses estudantes devem
ingressar a partir do Instituto
Comunitário de Ensino Superior
(Ices), que vai oferecer cursos
preparatórios com duração de
dois anos. Esses cursos garantem o diploma universitário e o
ingresso automático nas universidades públicas estaduais, desde que o aluno tenha aproveitamento mínimo de 70%.
Atualmente apenas 7% dos
alunos da USP são pretos, pardos ou índios e egressos de escolas públicas. Na Unesp, o índice é 10% e na Unicamp, 9%. Na
Faculdade de Medicina de Marília não há nenhum estudante que
preencha os dois requisitos simultaneamente.
O reitor da Unesp, Julio Cezar Durigan, ressaltou a disposição da instituição em promover
a inclusão dos alunos negros e
de escolas públicas. “A Unesp
é favorável à inclusão e propostas estão sendo feitas. A que
foi apresentada no encontro foi
discutida entre os três reitores”,
disse, após apresentar as ações
que já são desenvolvidas pela
Unesp, como curso pré-vestibular gratuito que atende a 5 mil alunos por ano.
O pró-reitor de Extensão da
Unicamp, João Frederico da Costa , também destacou seis projetos que já são desenvolvidos
pela instituição. Entre eles está o
Programa de Formação Interdisciplinar Superior (Profis), curso
interdisciplinar voltado aos estudantes que cursaram o ensino
médio em escolas públicas de
Campinas. Os alunos do curso
recebem bolsas de R$ 400. O Pimesp prevê auxílio de meio salário mínimo.
A partir da adesão ao Pimesp,
a instituição deverá, segundo
Costa, unir todos os programas
para atender às metas de inclusão de alunos egressos de escolas públicas e negros. “A
Unicamp está, como as outras
universidades, preparando-se
para estudar uma forma de combinar todos esses programas de
maneira a garantir a meta em
2016”, disse.
Representante do movimento negro, o professor de direito
Sílvio Almeida criticou a forma
como a proposta foi apresentada. Para ele, faltou discussão
com a sociedade e dentro das
próprias instituições de ensino.
“É uma proposta que nasceu da
cabeça dos reitores, o que não
significa necessariamente que
nasce das universidades, porque
a universidade tem uma comunidade acadêmica.”
A pró-reitora de Graduação
da USP, Telma Zorn, rebateu as
críticas e disse que o Pimesp
pode sofrer modificações antes
de passar pela aprovação dos
conselhos universitários. “Não
há proposta fechada, os programas sempre evoluem. É assim que
acontece: a ideia surge de um
grupo, um número maior de pessoas pode contribuir e deve contribuir para consolidar aquilo que
foi discutido”, disse.
Sílvio Almeida também criticou o Ices, que oferecerá parte
dos cursos a distância. Na opinião do professor, o currículo não
oferece uma formação que garanta a inserção no mercado de trabalho. “[O sistema] cria uma discriminação negativa, que a Constituição não permite”, protestou.
Representante do Diretório
Central de Estudantes da USP,
Pedro Serrano também criticou o
sistema proposto pelo Ices. “Por
que criar uma antessala para o
estudante da escola pública?”,
questionou Serrano lembrando
que, com a implantação do instituto, grande parte dos cotistas
deverá passar dois anos cursando disciplinas preparatórias antes de ingressarem nos cursos
tradicionais. Ele pediu que qualquer deliberação sobre o programa seja suspensa até que se faça
um debate amplo com a sociedade. (ABr)
Pró-Sangue precisa de
Municípios terão
doadores dos tipos
R$ 456,5 milhões do
sanguíneos O+, O-, Desenvolvimento Social
A+, A-, B+ e BA Fundação Pró-Sangue,
responsável pelo abastecimento de mais de 110 instituições
de saúde da Região Metropolitana de São Paulo, necessita
de doadores dos tipos O+, O-,
A+, A-, B+ e B-.
Quem pode doar
Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde,
estar alimentado (evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que
antecedem a doação e bebidas alcoólicas 12 horas antes), estar
descansado (ter dormido 6 horas
nas 24 horas anteriores à doação), ter entre 16 e 67 anos, pesar no mínimo de 50 kg e levar
documento de identidade original com foto (para menores, documentos exigidos estão no site
da Pró-Sangue).
Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar
temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja
novamente apta à doação. Mais
informações no Alô Pró-Sangue
0800 55 0300 e no site da Fundação Pró-Sangue.
Educação libera
R$ 371 mi para
merenda, transporte
e creches
A Secretaria da Educação vai
investir R$ 371 milhões para ampliar os serviços descentralizados
de alimentação e de transporte
escolar e para a construção de
creches. O anúncio aconteceu
durante o Encontro do Governo
do Estado de São Paulo com os
prefeitos paulistas, nesta quinta,
na capital.
Para aprimorar a merenda servida aos alunos da rede estadual, o investimento será de R$ 245
milhões. A Secretaria aumentará
em 100% a verba para os 616 municípios conveniados, que passarão a receber do Estado R$ 0,50 por
estudante. No caso das escolas de
tempo integral, o repasse terá acréscimo de 555%. Essas unidades, que
atualmente recebem R$ 0,36 por aluno por dia, passarão a receber R$
2,00 por estudante.
Também serão empregados
R$ 93 milhões na compra de ônibus e micro-ônibus, no segundo
semestre, para transporte escolar em 449 cidades. A Secretaria
fará ainda um investimento de R$
33 milhões na construção de 20
unidades de educação infantil,
por meio do programa Creche
Escola, em 20 municípios.
Mais de 600 prefeitos prestigiaram o encontro onde Alckmin
anunciou um pacote de investimentos de R$ 2,46 bilhões em dez
grandes áreas. O governador
apresentou aos municípios os
programas estaduais que auxiliam as prefeituras no cumprimento do seu papel, bem como
no avanço da descentralização
administrativa.
Secretaria de Logística e
Transportes libera
R$ 915 mi para prefeituras
Os municípios paulistas poderão contar com recursos de R$
915 milhões da Secretaria de Logística e Transportes. Esse foi o
total liberado pela pasta
no Encontro do Governo do Estado de São Paulo com os prefeitos paulistas para investimento na conservação das estradas
vicinais paulistas. Assista o
evento ao vivo.
Os recursos vão ser aplicados na conservação de 922 quilômetros de 131 estradas vicinais, beneficiando 73 municípios. O governador Geraldo Alckmin destacou a importância da
atuação conjunta entre Estado
e municípios. Ele defendeu a
cooperação permanente, para
que o governo possa ajudar as
prefeituras nos problemas do
dia-a-dia da população.
Mais de 600 prefeitos prestigiaram o encontro onde Alckmin
anunciou um pacote de investimentos de R$ 2,46 bilhões em dez
grandes áreas. O governador
apresentou aos municípios os
programas estaduais que auxiliam as prefeituras no cumprimento do seu papel, bem como no
avanço da descentralização administrativa.
Os municípios paulistas poderão se beneficiar de R$ 456,5
milhões liberados por meio da
Secretaria do Desenvolvimento
Social no Encontro do Governo
do Estado de São Paulo com os
prefeitos paulistas, realizado na
capital nesta quinta, 14. Assista
o evento ao vivo.
A verba tem destino certo:
idosos, crianças e famílias de baixa renda. Do total, R$ 38 milhões
são para o programa Cartão do
Idoso, todas as pessoas com
mais de 80 anos que não sejam
contempladas com nenhum benefício passarão a receber R$ 100
por mês.
Outro destaque da área é a
expansão do programa Creche
Escola para todos os municípios
do Estado, com investimento de
R$ 331 milhões. O SP Solidário,
voltado às famílias de baixa renda, terá reforço de R$ 27,5 milhões e o São Paulo Amigo do
Idoso contará com mais R$ 60
milhões, para novos Centros Dia
para o Idosos e Centros de Convivência para o Idoso.
Mais de 600 prefeitos prestigiaram o encontro onde Alckmin
anunciou um pacote de investimentos de R$ 2,46 bilhões em dez
grandes áreas. O governador apresentou aos municípios os programas estaduais que auxiliam as prefeituras no cumprimento do seu
papel, bem como no avanço da
descentralização administrativa.
CESAR
NETO
w w w. c e s a r n e t o . c o m
EDITORIAL
Publicada desde 1993, a
coluna do jornalista Cesar Neto
é referência na política. A
missão é ser uma via de liberdade possível entre comunicação,
sociedade e instituições.
PERGUNTAS
Aos ditos evangélicos
na Câmara Federal: até quando
vão ficar calados diante do péssimo exemplo de quem se diz
cristão e não age de acordo
com Jesus ???
PARTIDOS
Pela 1ª vez na história
política brasileira um partido - o
PTB do eterno deputado-líder
na Assembleia SP e presidente
paulista Campos Machado - tá
filiando em ...
POLÍTICOS
... mais de 5 mil municípios
brasileiros. O projeto é ousado
e deve inspirar os demais 29
partidos. Ontem, na sede
estadual em São Paulo, foi
uma festança.
DE
... a volta de Edmir Chedid
(DEM) e na 4ª Secretaria - Marcos
Martins (PT). Até ontem à noite, o
PTB, o PMDB, o PSB - que quer
voltar a compor a Mesa - e até ...
SÃO
... o PSD (do ex-prefeito
paulistano e presidente nacional Gilberto Kassab) negociavam no sentido de quem fica
com a 3ª e a 4ª vice-presidência
e também a 3ª ...
PAULO
... Secretaria. E se o PSD
pode ficar de fora, o PDT já
tá. Em tempo: Barros Munhoz
(PSDB) só não será líder do
governo Geraldo Alckmin
(PSDB) se não quiser.
20
Lembrando do grande homem e grande profissional (não
sirvo nem pra ‘amarrar as chuteiras’) que foi meu pai - o jornalista e cronista esportivo
Odival Signorini, ...
ASSEMBLEIA
Hoje é o último dia de presidência (2 mandatos por 4 anos seguidos) do deputado Barros Munhoz (PSDB). Com a eleição pra
Mesa Diretora, vai ser o 1º dia da ...
ANOS
... o ex-governador paulista
e atual presidente da CBF José
Maria Marin parabeniza pelos
20 anos de publicação desta
coluna de política. O meu
sincero obrigado.
LEGISLATIVA
... presidência de Samuel
Moreira (PSDB). Na 1ª vice Chico Sardeli (PV), na 2ª vice Fernando Capez (PSDB), na 1ª
Secretaria - Enio Tatto (PT) na
2ª Sec. ...
EDITOR
O jornalista Cesar Neto
assina sua coluna desde 1993.
Dirigiu o Comitê de Imprensa
na prefeitura paulistana. É dirigente na Associação dos Cronistas Políticos (SP).
[email protected]
Jornal O DIA SP
São Paulo, sexta-feira, 15 de março de 2013
Economia
Página 3
Dinâmica desfavorável da inflação
pode não ser fenômeno temporário
Brasília - A maior dispersão
do aumento de preços ao consumidor, pressões características
do período (sazonais) e do segmento de transporte contribuem
para que a inflação mostre resistência. A avaliação consta da ata
da última reunião do Comitê de
Política Monetária (Copom) do
Banco Central (BC), divulgada
nesta quinta-feira, 14.
“Embora essa dinâmica desfavorável possa não representar
um fenômeno temporário, mas
uma eventual acomodação da inflação em patamar mais elevado,
o comitê pondera que incertezas
remanescentes – de origem externa e interna – cercam o cenário
prospectivo e recomendam que
a política monetária [definição da
taxa básica de juros, a Selic] deva
ser administrada com cautela”,
acrescentou o comitê.
No último dia 6, o Copom decidiu manter a taxa em 7,25% ao
ano. Entretanto, o comitê não repetiu mais a avaliação de que a
estratégia mais adequada para
garantir a convergência da inflação para a meta é manter as condições monetárias (Selic) por período de tempo suficientemente
prolongado.
Agora a avaliação é que o
“Copom irá acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até sua próxima reunião,
para então definir os próximos
passos na sua estratégia de
política monetária”.
Na ata da reunião, o comitê
destaca que “taxas de inflação
elevadas geram distorções que
levam a aumentos dos riscos e
deprimem os investimentos”. Segundo o Copom, essas distorções se manifestam, por exemplo,
no encurtamento dos horizontes
de planejamento das famílias, das
empresas e dos governos e na
deterioração da confiança de
empresários. O comitê enfatiza,
também, que taxas de inflação elevadas reduzem o poder de compra de salários e de transferências, com repercussões negativas sobre a confiança e o consumo das famílias. “Por conseguinte, taxas de inflação elevadas reduzem o potencial de
crescimento da economia, bem
como de geração de empregos e
de renda”, acrescenta.
A Selic é o principal instrumento usado pelo BC para con-
trolar a inflação, que tem surpreendido o governo. Na última sexta-feira, 8, o Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística (IBGE)
anunciou que o Índice Nacional
de Preços ao Consumidor Amplo
(IPCA) ficou em 0,6% no mês
passado, alcançando 6,31% no
acumulado de 12 meses.
O BC trabalha para que a inflação convirja para o centro da
meta, que é 4,5%, com margem
de 2 pontos percentuais para
mais ou para menos. De acordo
com a projeção dos analistas de
instituições financeiras divulgada na última segunda-feira, 11,
neste ano, a inflação medida pelo
IPCA deve ficar em 5,82%, contra 5,70% previstos na pesquisa
anterior. Para 2014, a estimativa
foi mantida em 5,50%.(ABr)
Copom mantém em 5% projeção
de reajuste da gasolina este ano
Brasília – A tarifa de telefonia e o preço do botijão de
gás devem ficar estáveis, este
ano, de acordo com projeção
do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC).
A projeção para o reajuste
do preço da gasolina, em 2013,
foi mantida em 5%. A estimativa para o recuo da tarifa resi-
dencial de eletricidade ficou
em aproximadamente 15%,
ante 11% considerados em janeiro. “Essa estimativa leva
em conta os impactos diretos
das reduções de encargos setoriais recentemente anunciadas, bem como reajustes e revisões tarifárias ordinários
programados para este ano”,
informa o BC, na ata da última
reunião do Copom.
Para o conjunto de preços
administrados por contrato e
monitorados, neste ano, a
projeção de reajuste foi reduzida para 2,7%, ante 3% considerados em janeiro.
Em relação à política fiscal,
o BC informa que considera
como hipótese de trabalho a
geração de superavit primário
(economia para o pagamento
de juros da dívida pública) de
R$ 155,9 bilhões em 2013, conforme os parâmetros da Lei de
Diretrizes Orçamentárias (LDO).
Para 2014, a expectativa é
a geração de superavit primário em torno de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB), soma
de todos os bens e serviços
produzidos no país. (ABr)
Varejo inicia o ano com retomada do
crescimento do volume de vendas
Rio de Janeiro - O volume de
vendas do comércio varejista
retomou o crescimento em janeiro, com um aumento de 0,6%
em relação ao último mês de
2012, informou nesta quintafeira, 14, o Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística
(IBGE). A receita nominal do
varejo também variou positivamente, pelo oitavo mês seguido, com alta de 1,3%.
Na comparação com janeiro de 2012, houve aumento de
5,9% no volume de vendas, enquanto a receita nominal cres-
ceu 12,4%. Com a alta obtida
em janeiro, as variações acumuladas ao longo de 12 meses
chegam a 8,3% e 12,3%, respectivamente.
O instituto atribuiu a alta de
5,9% ante janeiro de 2012 principalmente à expansão de 3,4%
do segmento de hipermercados,
supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumos nesse período. O bom desempenho do setor foi responsável por 30% do
avanço no volume de vendas
nesse tipo de comparação.
Seis das oito atividades pes-
quisadas apresentaram resultados positivos no volume de vendas ante dezembro, com destaque para equipamentos e material de escritório, informática e comunicação, com crescimento de
18,5%. Os dois setores que obtiveram números negativos foram
tecidos, vestuário e calçados (0,4%) e móveis e eletrodomésticos (-2,6%).
Também cresceram outros artigos de uso pessoal e doméstico (4,7%); artigos farmacêuticos,
médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (3,1%); hiper-
mercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e
fumo (1,4%); material de construção (1,3%); combustíveis e lubrificantes (0,6%); livros, jornais,
revistas e papelaria (0,5%).
O varejo ampliado, que inclui
os setores veículos e motos, partes e peças (-1,2%) e materiais de
construção (1,3%), além dos oito
do varejo comum, subiu 0,3%,
com alta da receita nominal em
1,6%. Na comparação com janeiro de 2012, o volume de vendas
cresceu 7,1% e a receita nominal,
10,2%. (ABr)
Fazenda pede investigação
federal sobre suposto esquema
de pirâmide financeira
Brasília – A Secretaria de Assuntos Econômicos (Seae) do
Ministério da Fazenda pediu que
a Polícia Federal e o Ministério
Público Federal investiguem a
empresa norte-americana Telexfree e a empresa Ympactus Comercial LTDA, responsável pelas atividades da multinacional
no Brasil. Em nota oficial, a secretaria informou ter detectado
indícios de que as duas companhias pratiquem esquema de pirâmide financeira.
“A oferta de ganhos altos e
rápidos, proporcionados principalmente pelo recrutamento de
novos entrantes para a rede, o
pagamento de comissões excessivas, acima das receitas advindas de vendas de bens reais e a
não sustentabilidade do modelo
de negócio desenvolvido pela
organização sugerem um esque-
ma de pirâmide financeira, o que
é crime contra a economia popular”, destaca o comunicado.
A Seae informou ainda ter
detectado suspeitas de que as
duas empresas estimulem a economia informal e contrariem a legislação trabalhista, ao exigir a
prática de duas atividades –
comerciante e divulgador – e
pagar apenas uma. O órgão
também ressaltou que a empresa não está autorizada a atuar
no ramo de comércio, nem tem
relação com operadoras de telefonia fixa ou paga.
Com promessas de retorno
expressivo em pouco tempo, os
esquemas de pirâmide financeira
são considerados ilegais porque
só são vantajosos enquanto atraem novos investidores. Assim
que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como
cobrir os retornos prometidos e
entra em colapso.
Atuando no Brasil desde março de 2012, o Telexfree vende planos de minutos de telefonia voz
sobre protocolo de internet (VoIP
na sigla em inglês), que permitem
ligações ilimitadas para 41 países
por US$ 49 mensais. As empresas, no entanto, também oferecem promessas de ganho para
quem atuar como promotor do
serviço, postando diariamente
anúncios em sites de classificados e redes sociais e recebendo
comissão sobre as vendas.
A empresa oferece dois tipos
de contratos para divulgadores,
um com ganho líquido de US$
2.295,80 e outro com lucro de
US$ 11.599. Além disso, o
anunciante recebe US$ 20 a
cada novo divulgador que conquistar para o primeiro plano e
US$ 100 para o segundo.
O Telexfree e a Ympactus também são investigados pela Secretaria Nacional de Justiça. Os ministérios públicos de pelo menos sete estados – Acre, Bahia,
Espírito Santo, Mato Grosso,
Minas Gerais, Paraná e Pernambuco – igualmente investigam
as atividades das duas empresas e o Conselho Administrativo
de Defesa Econômica (Cade)
também foi notificado.
Por meio de nota postada no
Facebook, o Telexfree informou
que está colaborando com todas
as autoridades e que as investigações são importantes para tirar qualquer dúvida sobre a lisura das atividades da companhia.
De acordo com o Telexfree, as
manifestações serão postadas
apenas no perfil oficial da empresa na rede social. (ABr)
Eletrobras apresenta primeiro esboço
do seu plano de reestruturação
Brasília - O primeiro esboço
do plano de reestruturação da
Eletrobras foi apresentado na
tarde desta quinta-feira, 14,
pelo presidente da empresa,
José da Costa Carvalho Neto,
ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. O plano prevê cortes de gastos para melhorar o ganho de eficiência
operacional da empresa.
Mais cedo, Carvalho Neto
explicou que o plano prevê, em
um primeiro momento, ações voltadas para a eficiência operacional, como a escolha prioritária
dos investimentos da empresa.
Em um segundo momento, estão
previstas medidas para melhoria
da estruturação societária e organizacional da Eletrobras.
Ele disse que os investimen-
tos internacionais da empresa
devem ser mantidos, visando a
integração da América do Sul.
“Está avançando bem, estamos
satisfeitos, a empresa realmente
recebeu um impacto mas tem todas as condições de se fortalecer e cumprir o papel que está
reservado a ela no cenário nacional e internacional”
Em relação à possibilidade de
venda das distribuidoras, Carvalho Neto disse que existem cenários em que a empresa fica
com todas as distribuidoras e
outros em que parte delas é
vendida. “Estamos oferecendo
diversas opções para que o governo escolha”. Ele lembrou
que a decisão ainda deve passar pelo conselho de acionistas
da empresa. (ABr)
Na primeira missa, papa
chama fiéis para seguir
palavra de Deus
Vaticano – Ao celebrar sua primeira missa, o papa Francisco
conclamou nesta quinta-feira, 14, para a necessidade de buscar a
unidade da Igreja Católica Apostólica Romana, assim como de
caminhar e edificar os ensinamentos de Jesus Cristo.
“Quando não se caminha, para-se”, lembrou o papa. “Quando
não professamos Jesus como o nosso Senhor, as coisas não vão e
tudo se esboroa como os castelos de areia que as crianças constroem na praia”, disse, de improviso.
A missa - realizada na Capela Sistina, onde ocorreu o conclave
que elegeu o papa - durou cerca de uma hora e meia, contou apenas com a presença dos cardeais e alguns religiosos. Na cerimônia, o papa demonstrou que pretende buscar a coesão da Igreja.
“Quem não prega o Senhor, o faz pelo diabo”, ressaltou o papa
referindo-se à tentação e ao desvio de atos. Mas reconheceu que
tal atitude é complexa: “A tentação é de querer seguir Cristo sem a
cruz. Sem a Cruz, não somos discípulos do Senhor, somos mundanos. Há que ter a coragem de caminhar na presença do Senhor”.
A Igreja passa por um momento em que é cobrada por reformas
e enfrenta denúncias envolvendo escândalos de abusos sexuais,
desvios de recursos do Banco do Vaticano e divisões internas.
A primeira missa do papa Francisco seguiu o ritual do período
da Idade Média com cantos gregorianos, coral de meninos e os
cardeais vestidos com trajes em branco, vermelho e dourado. O
papa comungou e, em seguida, ofereceu a hóstia consagrada aos
cardeais. A missa simboliza o fim do conclave, que começou na
terça-feira, 12.
Papa impede que portas de basílica onde foi rezar fossem fechadas
Ao chegar nesta quinta-feira, 14, à Basílica de Santa Maria
Maior, no centro de Roma, o papa Francisco surpreendeu mais
uma vez. O responsável pela segurança da igreja quis fechá-la,
para permanência exclusiva do papa, mas ele repreendeu o rapaz:
“A igreja é de todos e para todos, deixe as portas abertas”.
Antes, o papa também demonstrou que está disposto a quebrar protocolos. Ele dispensou o carro oficial, destinado aos pontífices e optou por usar um veículo simples do Vaticano. A visita foi
rápida. O papa Francisco fez sua oração em frente ao altar de Nossa Senhora.
Anteontem, o papa Francisco também surpreendeu ao resolver ir de ônibus com os demais cardeais, na volta da Capela Sistina
para a Casa de Santa Marta – onde todos estavam hospedados
para o conclave. No jantar de celebração da eleição, ele brincou
com todos dizendo que tinham de rezar e pedir o perdão de Deus
por tê-lo escolhido. (ABr)
Síria: Liga Árabe pede à
ONU para impor cessarfogo obrigatório
Brasília - A Liga Árabe pediu nesta quinta-feira, 14, ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para impor um cessar-fogo
obrigatório a todas as partes envolvidas no conflito na Síria.
O apelo faz parte de um relatório sobre a situação dos refugiados
sírios que o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Al Arabi, distribuiu
aos ministros da Saúde árabes reunidos ontem no Cairo, Egito.
O texto pede ao Conselho de Segurança para intervir de forma
firme na Síria, de acordo com os instrumentos de que dispõe conforme a Cláusula 7ª da Carta das Nações Unidas.
A Cláusula 7ª permite “o uso de todas as medidas necessárias
para restaurar a paz e a segurança internacionais”, o que inclui
uma intervenção militar.
As tréguas negociadas durante o conflito pelos mediadores
internacionais foram violadas tanto pelas tropas de Damasco como
pelas forças rebeldes.
O relatório da Liga Árabe pede também à comunidade internacional que assuma responsabilidades e aumente a ajuda aos refugiados sírios que ultrapassam já 1 milhão de pessoas, segundo o
Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.
A organização reunida no Cairo recordou ainda que os Estados vizinhos da Síria, membros do organismo, como o Líbano, a
Jordânia e o Iraque necessitam de apoio econômico para ajudarem
os refugiados.
Para apoiar os países que fazem fronteira com a Síria, os ministros da Saúde árabes decidiram doar US$ 800 mil para assistência
médica de urgência destinada aos refugiados.
Hoje, completam dois anos do conflito sírio que deu origem a
uma guerra civil que já causou mais de 70 mil mortes. (ABr)
Contratações do Fies pelo
BB somam R$ 11,3 bilhões
Brasília – O Banco do Brasil (BB)
fechou mais de 80 mil contratos do
Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano com alunos
de faculdades particulares que
não têm como pagar seus cursos.
Com isso, o total de financiamentos contabiliza R$ 11,3 bilhões
desde que o BB passou a operar
o Fies, em agosto de 2010.
A informação foi transmitida
nesta quinta-feira, 14, pelo vicepresidente de Governo do BB, César Augusto Rabello Borges, durante cerimônia na qual o banco e
o Ministério da Educação comemoraram o sucesso da parceria,
feita para ampliar o volume de contratações, que até 2010 eram feitas exclusivamente pela Caixa Econômica Federal.
Ele disse que o BB atendeu em
pouco mais de dois anos 300 mil
estudantes de nível superior, e se
observa uma evolução muito forte
na procura por novos financiamentos. Tanto que no primeiro bimestre
deste ano houve crescimento de
64% nas contratações, comparado
a igual período do ano passado.
De acordo com José Henrique
Paim Fernandes, secretário executivo do Ministério da Educação, a
tendência é o número crescer
mais, uma vez que o próprio público universitário se amplia. Ele
estima que as contratações do
Fies alcancem aproximadamente
400 mil alunos em 2013, somadas
as operações do BB e da Caixa.
No seu entender, as condições de financiamento são favoráveis as estudantes em todos os
sentidos. A começar pela cobertura de 100% do valor da graduação e juros de 3,4% ao ano. Além
disso, o contratante só começa a
quitar o financiamento 18 meses
depois de formado, conforme
instruções que podem ser acessadas nos endereços eletrônicos
http://sisfiesportal.mec.gov.br ou
no www.bb.com.br/eufacoacontecer. (ABr)
Jornal O DIA SP
Nacional
Página 4
São Paulo, sexta-feira, 15 de março de 2013
Corpo de Chávez vai
para quartel de onde
comandou rebelião
em 1992
Brasília – Os moradores da Paróquia 23 de Janeiro, na zona
oeste de Caracas, preparam-se para receber, nesta sexta-feira, 15, o
corpo do presidente Hugo Chávez, que serão trasladados da Academia Militar da Venezuela, no Forte Tiuna, para o Quartel da Montanha, nesta região da capital venezuelana.
O Quartel da Montanha é o lugar de onde Chávez comandou a
rebelião de 4 de fevereiro de 1992 e passará a ser o espaço em que
o povo poderá homenageá-lo.
Nesta sexta-feira, na academia, haverá uma parada militar em
homenagem ao líder venezuelano.
O presidente Hugo Chávez morreu no último dia 5, aos 58 anos,
após longo tratamento de câncer. Desde então, seu corpo está
sendo velado na Academia Militar.
Ele tinha sido reeleito em outubro do ano passado, mas não
chegou a assumir o novo mandato na data prevista (10 de janeiro),
porque estava em Cuba, onde foi submetido, em dezembro, à quarta e última cirurgia. (ABr)
China indica Xi
Jinping como novo
presidente do país
Brasília – O Congresso Nacional Popular da China indicou Xi
Jinping como novo presidente do país. Jinping assumiu o controle
do Partido Comunista da China em novembro e também dirige o
Exército chinês.
Sua eleição como presidente completa o processo de transferência de poder no país, que acontece uma vez a cada década. Ele
descartou a adoção de reformas políticas que poderiam reduzir o
papel do Partido Comunista no governo do país. (ABr)
Yoani Sánchez diz que
morte de Hugo Chávez
gerou temor em Cuba
Cidade do México (ANSA) - A blogueira e opositora cubana
Yoani Sánchez afirmou que a morte do presidente venezuelano,
Hugo Chávez, despertou temor em Cuba diante da possibilidade
da ilha perder seus subsídios econômicos.
“Para o cubano médio, a morte de Chávez representa o risco de
voltar ao colapso econômico”, disse a opositora durante uma visita à Universidade Iberoamericana, no México.
De acordo com a autora do blog “Generación Y”, o sentimento popular é que, sem Chávez, o presidente cubano, Raúl
Castro, “será forçado a acelerar as reformas econômicas e políticas no país”.
Ela também classificou Chávez, morto no último dia 5, como
uma figura “messiânica e populista”. (ANSA)
Mudança no cálculo
do FPE deve valer
a partir de 2018
Brasília – As regras definitivas para a base de cálculo do
Fundo de Participação dos Estados (FPE) passarão a valer a
partir de 1º de janeiro de 2018.
A proposta inicial do relator
da matéria no Senado, Walter
Pinheiro (PT-BA), era que fosse criada uma regra de transição pela qual os estados teriam garantidos até 2015 os ganhos atuais.
A sugestão de ampliar o prazo proposto pelo relator por
mais dois anos foi apresentada,
nesta quinta-feira, 14, pelo coordenador nacional do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Cláudio José
Trinchão, em debate nas comissões de Desenvolvimento Regional, Assuntos Econômicos e
de Constituição e Justiça.
“Quando se joga para 2017
[a definição da base de cálculo
do FPE] eu quero dizer aos governadores que se elegeram em
2014 que farão seu PPA (Plano
Plurianual de Investimentos) em
2015 levando em consideração
uma espécie de conforto que
em 2017 terá a mesma receita”,
disse Pinheiro.
Na reunião com os senadores, Walter Pinheiro procurou
desvincular os debates em torno do projeto de resolução do
Senado que unifica em 4% o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
O senador ressaltou que
qualquer tentativa de vincular
um assunto ao outro fatalmente “contaminaria” qualquer possibilidade de acordo em torno
do cálculo do FPE. Pinheiro
acrescentou que a votação da
matéria foi inviabilizada em 2012
“por causa do ambiente no Congresso contaminado pela disputa dos royalties [de petróleo]”.
O Supremo Tribunal Federal (STF) estendeu em dezembro de 2012 o prazo para a definição das regras de distribuição
do fundo. Motivado por ações
diretas de inconstitucionalidade encaminhadas pela oposição, o Supremo julgou as regras
vigentes inconstitucionais.
O líder do PMDB, Eunício
Oliveira (CE), requereu um parecer jurídico da assessoria do
Senado para que defina qual
fonte tributária federal poderia ser utilizada para ampliar a
base de cálculo do Fundo de
Participação dos Estados.
Sua ideia é apresentar uma
proposta de emenda à
Constituição que vincularia
novos tributos no cálculo do
FPE, se possível, algumas
contribuições.
Anteontem, na reunião dos
governadores com deputados e
senadores, o governador Cid
Gomes apresentou, em nome
dos demais, a proposta de incluir no FPE a Contribuição para
o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e a Contribuição sobre o Lucro Líquido
(CSLL). (ABr)
Brasília – Com um crescimento de 24% no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) desde 1990, o Brasil está entre os 15
países que mais conseguiram reduzir o déficit no índice que mede
o desenvolvimento humano de
cada país. Os dados estão no relatório de Desenvolvimento Humano 2013, lançado nesta quinta-feira, 14, pelo Programa das
Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e levam em conta dados do ano de 2012.
O Brasil manteve a mesma
colocação em 2011, ficando em
85º lugar, entre os 187 países avaliados. A posição coloca o Brasil
entre os países com desenvolvimento humano elevado, com IDH
de 0,730. Noruega, Austrália e
Estados Unidos são os primeiros
colocados. Na outra ponta aparecem, a República Democrática
do Congo, destruída por confli-
Foto/ Elza Fiuza/ABr
Pnud: Brasil está entre os 15 que
mais reduziram déficit de IDH
O representante do PNUD no Brasil, George Cherdiek, lança o
Relatório de Desenvolvimento Humano 2013 do Programa das
Nações Unidas para o Desenvolvimento
tos internos, e o Níger, como os
países com menor pontuação no
IDH. O ranking avalia o desenvolvimento humano dos países
em 3 dimensões: vida longa e saudável, acesso à educação e padrão decente de vida.
O relatório destaca a ascensão
dos países do Sul, com destaque
para Brasil, Chile, Índia e China. De
acordo com o estudo, estes países
estão “remodelando a dinâmica
mundial no contexto amplo do
desenvolvimento humano”.
“O relatório mostra que alguns países adotaram modelos de
desenvolvimento com maior destaque para a participação do Estado e políticas de transferência
de renda que tiveram um resultado histórico”, disse o representando do PNUD no Brasil, Jorge
Chediek, que classificou o Brasil
como um dos protagonistas dessa mudança. (ABr)
STF derruba sistema de pagamento
de precatórios vigente desde 2009
Brasília – O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou nesta quinta-feira, 14, grande parte
da emenda à Constituição que alterou, em 2009, o regime de pagamento de precatórios por estados
e municípios. Precatórios são títulos da dívida pública reconhecidos por decisão judicial definitiva. Estima-se uma dívida de R$
90 bilhões em precatórios por
cerca de 1 milhão de credores.
Anteontem, os ministros já
haviam derrubado parte da emenda. Ontem, analisaram o regime
especial criado com a reforma,
que permitia o pagamento em até
15 anos, a realização de leilões
para priorizar o credor disposto a
dar mais desconto e a reserva no
orçamento de estados e municípios entre 1% e 2% para quitação das dívidas.
Para a maioria dos ministros,
não é possível manter o novo regime porque ele prejudica o cidadão, permitindo o parcelamento
e a redução de uma dívida que
deveria ser paga integralmente e
de forma imediata, no ano seguinte à expedição do precatório. Também houve críticas ao comprometimento da autoridade judicial,
uma vez que as decisões deixam
de ser cumpridas integralmente.
Para a Corte, o Congresso
Nacional precisa encontrar outra
saída que não seja a regra nova
nem a anterior. Com a derrubada
da emenda, voltam a valer as regras da Constituição de 1988.
“Não se trata de escolher entre
um e outro regime perverso, temos que achar outras soluções”,
sintetizou a ministra Rosa Weber.
A regra anterior previa o pagamento imediato, mas era frequentemente descumprida por estados e municípios, que não sofriam qualquer sanção.
O Supremo começou a analisar o caso em 2011, com o voto
do relator, ministro Carlos
Ayres Britto. Ele criticou a má
gestão do dinheiro público,
lembrando que muitos estados
e municípios gastam mais com
publicidade que com o pagamento de precatórios. Após pedido
de vista, Luiz Fux devolveu o
processo este ano, acompanhando o relator.
“A criatividade dos governantes tem que funcionar de acordo com a Constituição, sem despejar nos ombros do cidadão o
ônus de um problema que nunca
foi seu”, disse Fux nesta tarde.
Ele defendeu formas alternativas
de solucionar os débitos, como
pedidos de empréstimos para a
União. Seguiram Britto os ministros Rosa Weber, Cármen Lúcia,
Celso de Mello e o presidente
Joaquim Barbosa.
A divergência foi aberta ainda na semana passada pelo ministro Gilmar Mendes. Ele entendeu que as novas regras foram
uma “vitória”, pois estados e
municípios estavam conseguindo quitar as dívidas. Para o ministro Teori Zavascki, embora o
novo regime não seja ideal, é um
avanço em relação ao anterior,
que não colocava percentuais de
reserva no orçamento nem punições para quem não cumpria os
pagamentos. Dias Toffoli também
seguiu a divergência.
O ministro Marco Aurélio deu
um voto médio. Ele concordou
com algumas alterações da lei,
como a adoção do prazo de 15
anos para vigência do regime especial – mas não mais que isso.
No entanto, ele discordou que as
regras especiais sejam aplicadas
a precatórios a vencer. Posicionou-se contrário também ao método do leilão, que considerou
uma “maldade” com os credores.
Para o ministro, a única regra possível de pagamento é a ordem
cronológica.
O ministro Ricardo Lewandowski também deu um voto médio.
Ele disse que o regime especial
não deve passar de 15 anos (e
apenas com precatórios já devidos), mas não fez qualquer objeção ao sistema de leilões. (ABr)
Embrapii vai promover “casamento”
entre instituições de pesquisa e
empresas privadas, diz Dilma
Brasília - A presidenta Dilma
Rousseff disse nesta quinta-feira, 14, que a Empresa Brasileira
para Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) será a responsável por promover um “casamento” entre instituições
públicas de pesquisa e inovação e empresas privadas. A criação da empresa foi anunciada
ontem juntamente com o Plano
Inova, que pretende tornar as
empresas brasileiras mais competitivas no mercado global por
meio da inovação tecnológica e
aumento da produtividade.
“Vamos estabelecer uma parceria, praticamente um casamento. A Emprapii é um dos locais
desse casamento. Terá um papel
fundamental, um local de articulação das nossas relações, e
isso fará muita diferença para
todos nós”, disse Dilma a uma
plateia de empresários durante
reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), no
Palácio do Planalto.
A presidenta ressaltou que os
recursos serão investidos após
análise do comitê gestor da Embrapii, formado pela Casa Civil,
pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério do Desenvolvimento,
Indústria e Comércio Exterior, Ministério da Fazenda e pela Secretaria de Micro e Pequena Empresa (SMPE). “Nenhuma agência do
governo tem autorização, a partir
de agora, para tratar como se fora
seu o recurso da inovação. Esse
recurso é algo a ser decidido de
forma compartilhada. Essa questão é absolutamente essencial
quando se trata desse plano. É
nisso que consiste o grande salto que nós tivemos.”
Ao todo, R$ 32,9 bilhões serão aplicados em 2013 e 2014 e
beneficiarão empresas de todos
os portes dos setores industrial,
agrícola e de serviços. Para a presidenta, a inovação é essencial
para o país. “Inovar para o Brasil
é uma questão de estar à altura
do seu potencial.”
O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI),
Robson Andrade, disse que o
desafio das medidas anunciadas pelo governo federal é alavancar o desenvolvimento tecnológico do país. “O pacote é
positivo. O Brasil precisa desenvolver tecnologia e inovar
para que a nossa indústria possa ser mais competitiva não só
no mercado interno, mas principalmente no exterior.”
Segundo Andrade, a iniciativa muda a lógica atual de universidades buscarem parceria com
empresas. “Agora, a empresa tem
a capacidade de ter o recurso e
buscar o centro tecnológico ou a
universidade para trabalharem
juntos”, analisou.
As linhas de financiamento
serão executadas pelo Banco
Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social (BNDES) e
pela Financiadora de Estudos e
Projetos (Finep), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O presidente do BNDES,
Luciano Coutinho, disse que serão lançados editais em várias
áreas, como petróleo e gás, etanol e saúde, chamando projetos
da iniciativa privada.
“É essa combinação que vai
gerar uma demanda de empréstimos na linha de inovação que vai
permitir dobrar a escala do que a
gente já está fazendo hoje”, disse Coutinho. Segundo ele, atualmente, o BNDES investe R$ 5 bilhões para programas de pesquisa e inovação. (ABr)
Brasil tem apoio de 120 países
para coibir comércio de animais
Brasília – Depois de uma
batalha que durou dez dias, o
Brasil conseguiu, nesta quinta-feira, 14, uma vitória internacional histórica, com a adesão de mais de 120 países à
proposta de maior controle
sobre o comércio internacional de três espécies de tubarão - martelo (hammerheads),
galha-branca (oceanic whitetip) e Lamna nasus (porbeagle), além das raias-jamanta
(manta rays). Os animais foram incluídos no Anexo 2 da16ª
Conferência da Convenção sobre Comércio Internacional das
Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção
(Cites), que terminou ontem, em
Bangcoc, na Tailândia.
Com a inclusão dessas espécies na lista de alerta da convenção, a delegação brasileira, formada por dez integrantes do governo ligados à área ambiental e
de relações internacionais e especialistas de universidades,
conquistou um dos acordos ambientais mais importantes da
conferência.
“Os aspectos de conservação e de uso sustentável de tubarões e raias no nível interna-
cional nessa Conferência das
Partes é imensurável. Para as espécies que propusemos, independentemente de qualquer
medida de conservação a nível nacional, estar no Anexo
2 da Cites é absolutamente essencial, porque a maior ameaça é a pressão de pesca para
produtos desses animais no
comércio internacional, como
o caso dos elefantes”, explicou a analista ambiental, Monica Brick Peres, gerente de
Biodiversidade Aquática e
Recursos Pesqueiros (GBA)
da Secretaria de Biodiversida-
de e Floresta do Ministério do
Meio Ambiente.
Monica coordenou a elaboração das propostas no evento
que reuniu, desde o último dia 4,
delegações de mais de 170 nações que se debruçaram sobre o
futuro de espécies ameaçadas
ou sob risco de extinção.
No Brasil, o governo publicou anteontem uma instrução
normativa que proíbe a pesca direcionada, o armazenamento, o
transporte e a comercialização do
tubarão galha-branca, conhecida cientificamente como Carcharhinus longimanus. (ABr)
Jornal O DIA SP
Esporte
Página 10
São Paulo, sexta-feira, 15 de março de 2013
Vôlei Amil e Sollys/Nestlé abrem
segunda rodada da semifinal
Vôlei Amil precisa da vitória nesta sexta-feira
No meio de tantas jogadoras
consagradas, a líbero Suelen, do
Vôlei Amil, tem se destacado nesta edição da Superliga. A jogadora tem a terceira recepção mais
eficiente do campeonato.
Para Suellen, o Vôlei Amil tem
tudo para fazer uma boa apresentação na partida desta sexta-fei-
ra. A jogadora fez questão de elogiar o ritmo de treino do grupo
campineiro que jogará em casa.
“No primeiro set, da última
partida jogamos muito bem taticamente e temos que fazer o
mesmo em todo o jogo desta
sexta-feira. Estamos há 10 dias
estudando a equipe delas. Sa-
bemos que será um jogo muito
difícil, mas estamos bem treinadas”, disse a jogadora, que agradeceu os elogios recebidos ao
longo da competição.
“O reconhecimento do nosso trabalho é sempre bacana.
Estou numa equipe que treina
muito forte e sempre quero ajudar ao máximo o grupo. Essa
temporada tem sido especial”,
garantiu Suellen.
Pelo lado do Sollys/Nestlé,
a oposto Sheilla é uma das referências da equipe. A bicampeã
olímpica (Pequim/08 e Londres/
12), que marcou 19 pontos no
primeiro jogo da série, espera
um confronto ainda mais difícil
contra o Vôlei Amil, na casa do
adversário.
“Temos que jogar concentradas e alegres. Acho que a vibração no nosso time é sempre um fator determinante. Treinamos a semana inteira corrigindo os detalhes
que erramos no último confronto
para esse jogo”, afirmou Sheilla.
Ranking de Corredores de Ruas tem
sua primeira etapa neste domingo
Foto/ Ronaldo Milagres
Meia Maratona Internacional de São Paulo contará pontos para o ranking da CAIXA
Meia Maratona de São Paulo
A Meia Maratona Internacional de São Paulo abre neste domingo 17 as competições do
Ranking CAIXA/CBAt de Corre-
dores de Rua-2013 Com a participação de atletas de cinco países, a
prova de 21,097 km terá largada e
chegada na Praça Charles Miller, em
frente ao Estádio do Pacaembu.
A corrida, primeira de 32 etapas previstas, contará pontos
para o Ranking que apontará os
dez atletas, no masculino e no feminino, que integrarão o Programa Nacional CAIXA de Apoio aos
Corredores de Rua de 2014.
Uma das atrações da prova,
que recebeu o Permit 09/2013 da
CBAt, é parte do percurso pelo
centro histórico de São Paulo. Os
corredores passarão por pontos
como a Avenida Rio Branco, Palácio
dos Campos Elíseos, Estação da Luz
e Monumento Duque de Caxias.
No ano passado, o quenianos
Joseph Aperumoi (1:01:38) e Pasalia Chepkorir (1:12:29) venceram
com novos recordes da competição. Já Marilson Gomes dos Santos, 2º colocado, e Cruz Nonata
da Silva, 3ª, foram os brasileiros
mais bem colocados.
Todos os inscritos na prova
deste domingo, que terá largadas
a partir das 07:10, devem retirar o
kit de participação nesta sexta-feira 15, das 10 às 20 horas, e no sábado 16 das 08:00 às 16 horas, no
Conjunto Desportivo Constâncio
Vaz Guimarães (quadras anexas ao
ginásio principal), à Rua Manoel
da Nóbrega, 1361, Ibirapuera.
No Ranking CAIXA/CBAt de
Corredores de Rua-2012, Giomar
Pereira da Silva conquistou o
pentacampeonato masculino,
com 459 pontos, seguido de
Valdir Sérgio de Oliveira (401) e
de José Márcio Leão (362). No
feminino, Roselaine de Sousa
Silva foi a campeã, com 515 pontos, seguida de Marily dos Santos (512) e de Conceição de Maria Oliveira (451).
Mitsubishi Cup abre 14ª
temporada em Ribeirão Preto
Rali de velocidade cross country começa dia 23 de março e promete provas muito rápidas e emocionantes
adrenalina e a cidade contemplou por vários anos a final do
rali, assim como será em 2013”,
conta Corinna.
Depois da primeira etapa em
Ribeirão Preto, a Mitsubishi Cup
segue para Mafra/SC (05/05), Jaguariúna/SP (22/06), Poços de
Caldas/SP (17/08), Londrina/PR
(21/09), Mogi Guaçu/SP (19/10)
e Campinas/SP (23/11).
A 14ª temporada da Mitsubishi Cup promete ser ainda
mais disputada nas categorias
Pajero TR4 ER Master, Pajero
TR4 ER e Pajero TR4 R. Estão
sendo produzidos novos veículos do modelo Pajero TR4 ER, o
que deve atrair mais duplas para
as categorias.
“Nossa expectativa é contar
com mais duplas entre as categorias Pajero TR4 ER e Pajero
TR4 ER Master. Por serem as
portas de entrada do rali, esperamos ver ainda mais novos pilotos e navegadores, assim
como tivemos ano passado”,
lembra Corinna, referindo-se ao
fato do número de pilotos e navegadores entre 16 e 22 anos
crescer a cada temporada.
Além das categorias Pajero
TR4R, Pajero TR4 ER e Pajero
TR4 ER Master, a Mitsubishi Cup
manterá a L200 Triton ER e L200
Triton ER Master, que fizeram
suas estreias na temporada 2012,
e a já consagrada L200 Triton RS.
Estas três últimas continuarão
sendo oferecidas aos competidores no sistema de locação.
“Em nosso exclusivo sistema de locação permitimos que
os competidores dediquem-se
Primeira etapa da Mitsubishi Cup 2013 será em Ribeirão
somente à pilotagem, deixando
para a equipe da Mitsubishi
todo o preparo e manutenção
dos veículos, antes e depois das
etapas. Esse modelo é empregado com sucesso há três anos nas
categorias e esperamos continuar com os 100% de aprovação
que temos desde que o sistema
foi lançado”, afirma Corinna.
A Mitsubishi Cup oferece
uma das maiores premiações do
automobilismo brasileiro. Em
2013 o prêmio total será de mais
de R$ 555 mil reais, que serão
distribuídos aos vencedores no
decorrer de sete etapas.
Em 2012, a Mitsubishi Cup
acelerou fundo em diversas partes do país, consagrando seis
das melhores duplas do Brasil.
Na categoria L200 Triton RS,
Cristian Baumgart e Beco Andreotti chegaram ao tricampeonato do rali de velocidade cross
Torneio prossegue até domingo com a disputa dos 14
e 16 anos masculine e feminine, no Paineiras
Luísa Stéfani
Sete brasileiras avançaram
às oitavas de final da categoria
16 anos feminino do Banana
Bowl nesta quinta-feira em rodada adiada devido às fortes
chuvas do dia anterior, realizado nas quadras de saibro do
Clube Paineiras do Morumby,
em São Paulo.
As paulistas Sophia Chow,
Erika Pereira e Luísa Stéfani
venceram seus jogos com facilidade em sets diretos, com destaque para Stéfani que teve uma
excelente atuação para superar
a cabeça de chave número 10, a
colombiana Juliana Valero, pelo
placar de 6/2 e 6/4. Luísa Stéfani encara mais uma favorita, a
argentina Ornella Garavani, cabeça de chave 6, algoz da brasileira Giovanna Caputo.
Nas oitavas de final, Chow
enfrenta a uruguaia Florencia
Rossi e Erika Pereira duela contra a peruana Maria Paula Torres, quarta principal favorita ao
título da competição, que anotou duplo 6/3 diante da brasileira Lara Oliveira.
A brasiliense Lara Soares, a
paranaense Gabriela Rezende, a
carioca Maria Clara da Silva e a
mato-grossense Eduarda Ferreira completam o time de brasileiras nas oitavas de final do Banana Bowl.
Cabeça de chave número 3,
Soares venceu fácil a compatriota Giovanna Bertoldi por 6/2
e 6/0 e desafia a chilena Catalina Obretch. Já Gabriela Rezende enfrenta a colombiana
Laura Arciniegas. Maria Clara
da Silva tem pela frente a paraguaia Lara Escauriza e Eduarda Ferreira tem duro confronto
contra a segunda principal favorita, a tenista Daniela Ramirez, da Venezuela.
O 43º Banana Bowl é uma
realização da Confederação Brasileira de Tênis com o apoio da
Federação Catarinense de Tênis, da Federação Paulista de
Tênis, do Itamirim Clube de
Campo e do Clube Paineiras do
Morumby. O patrocínio é dos
Correios e o co-patrocínio é da
Peugeot - montadora oficial da
CBT, e Asics - marca esportiva
oficial do tênis no Brasil. O
apoio é da Baeza Eventos, Banco Volkswagen, EGA Solutions,
Sincor, Enoteca Decanter, Prince, Puris Água Mineral, FMEL
e Prefeitura de Itajaí. A supervisão é da ITF e da Cosat. A bola
oficial é Tretorn. Mais informações no site oficial do torneio
www.bananabowl.com.br e
também em nossas mídias sociais Facebook.com/BananaBowl
e Twitter.com/bananabowl.
Nicolas Costa deve
representar o Brasil
na GP3
Foto/ Ricardo Leizer
Velocidade, emoção e adrenalina. A 14ª temporada da Mitsubishi Cup, rali de velocidade
cross country, começa dia 23 de
março, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A cidade recebe a competição há anos e já
virou tradição na região.
“O destino é conhecido, mas
a pista é completamente nova.
Nossa equipe técnica especializada trabalhou para explorar
novos trajetos. A pista tem partes rápidas e bem técnicas, com
piso de terra batida e cascalho
em alguns pontos. A cana está
alta também”, conta Corinna
Souza Ramos, diretora de Projetos Especiais da Mitsubishi. “É
por isso que a Mitsubishi Cup
tem a tradição de ser um campeonato de rali muito competitivo
e disputado”, diz.
Assim como nos outros anos,
cada etapa da Mitsubishi Cup
contará com três provas. Em Ribeirão Preto, a pista terá aproximadamente 30 quilômetros.
No final do dia, os campeões de cada categoria são premiados - uma das maiores premiações do automobilismo brasileiro. “A Mitsubishi Cup é uma
competição já consolidada, que
consegue surpreender os participantes a cada temporada. Podemos esperar grandes emoções em 2013”, diz Corinna.
A novidade deste ano é o retorno da competição para a cidade de Campinas (SP), que sediou o evento pela última vez em
2008. “Estamos muito felizes em
voltar para Campinas. Sempre
realizamos etapas repletas de
Brasileiras estreiam
com vitória nos
16 anos feminino
do Banana Bowl
Foto/ Luiz Cândido
O confronto entre Vôlei Amil
(SP) e Sollys/Nestlé (SP) abrirá a
segunda rodada da semifinal da
Superliga feminina de vôlei 12/13.
A equipe de Osasco, atual campeã, precisa de apenas uma vitória para chegar a final, já que venceu o primeiro jogo da série melhor de três por 3 sets a 1. No entanto, o time campineiro poderá
contar com a força da sua torcida. O jogo será disputado às 21h
desta sexta-feira, na Arena Amil,
em Campinas (SP). O SporTV
transmitirá ao vivo.
O duelo marcará ainda o encontro de cinco campeãs olímpicas de um lado, com três medalhistas de ouro do outro. Pelo
Sollys/Nestlé estarão em quadra,
as ponteiras Jaqueline e Fernanda Garay, a oposto Sheilla, e as
centrais Adenízia e Thaísa. No
Vôlei Amil, fazem parte do elenco
a central Walewska e a levantadora Fernandinha, que são comandadas pelo tricampeão olímpico, José Roberto Guimarães.
Foto/ Alexandre Arruda
Equipe campineira recebe time de Osasco às 21 desta sexta-feira, na Arena Amil
country. Na categoria L200 Triton ER Master, Marcelo Mendes e Deco Muniz sagraram-se
campeões com cinco vitórias em
sete etapas disputadas.Já na
categoria L200 Triton ER, João
Cerqueira Neto e Vinicius Castro levaram o título.
Entre as categorias de Pajero TR4, Rafael Cassol e Lelio
Vieira Junior foram os grandes
destaques da Pajero TR4 ER
Master ao conquistar o título
com uma etapa de antecipação.
Na Pajero TR4 ER, Renato Kahn
e Gilze Araújo levaram o caneco. Já Dimitris Rusezyk e Giulian Telma levantaram a taça na
categoria Pajero TR4R.
A Mitsubishi Cup tem patrocínio do Itaú, Gol, Pirelli, Castrol,
Magneti Marelli, Clarion, Mapfre,
Transzero, Unirios e Columbia.
Mais informações no site:
www.mitsubishi motors.com.br.
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
fale conosco através do e-mail:
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
esporte [email protected]
1234567890123456789012345678901212345678901234567890123
O carioca Nicolas Costa é
uma das grandes promessas do
automobilismo brasileiro. O piloto iniciou sua carreira no kart
com 10 anos de idade e já no
seu primeiro ano foi campeão
estadual. Passou pelos campeonatos paulista e brasileiro e,
com experiência, seguiu para os
campeonatos de monopostos.
Atualmente, Nicolas possui
diversos títulos no esporte a motor. Dentre os mais importantes,
um deles é bastante especial: o
piloto foi campeão da Fórmula Future, em 2010 – categoria criada por
Felipe Massa. Como prêmio pela
conquista, Nicolas foi contratado
para fazer parte do Ferrari Driver
Academy, programa de desenvolvimento de pilotos da equipe italiana. Ao mesmo tempo, disputou o
campeonato europeu de Fórmula
Abarth, conquistando um bom
quinto lugar em seu ano de estreia na Europa.
Em 2012, o piloto disputou
novamente a categoria. Em oito
rodadas triplas, conquistou seis
vitórias, 15 pódios, três poles e
nove voltas mais rápidas. Os resultados garantiram ao carioca
dois títulos de uma só vez: o Europeu e o Italiano de Fórmula
Abarth. Como comparativo, o úl-
timo brasileiro que sagrou-se
campeão Europeu no automobilismo foi Felipe Massa, em 2001.
Além disso, como parte do prêmio, o piloto foi convidado para
conhecer a sede da equipe McLaren de Fórmula 1.
Em meados de outubro, o piloto testou, pela primeira vez na
vida, um carro da Marussia Team
de GP3 (a mesma que tem ligação
com a equipe de Fórmula 1) e surpreendeu nos testes oficias, terminando em um ótimo terceiro lugar
entre 20 pilotos do mundo inteiro.
O resultado foi considerado pelos
engenheiros do time como “excelente”, já que Nicolas terminou atrás
dos dois únicos pilotos que já testaram um carro de F-1. Para 2013, o
objetivo do piloto é participar do
Campeonato Mundial de GP3, primeiro dos dois “degraus” para chegar à categoria máxima do automobilismo mundial.
Nicolas Costa é a maior promessa do automobilismo do Rio
de Janeiro e do Brasil. Na F-1, o
último representante do Estado
foi Roberto Pupo Moreno, que
competiu pela equipe Forti Corse, em 1995. Antes dele, Nelson
Piquet carregou as cores do Rio
de Janeiro pelos autódromos do
mundo da Fórmula 1.
KCSTLBCTJGGUVWVXYZ[\[]
€ HLIFCLJGGUVWVXYZ[\[]
^]Wp`erci[h\V`V`c]sVXWYtV`
\[`uvw`sVX`gx`myqz{k
opiq`m
g[hicX`jklm`eV_ `
[YXd[i]`\c`]nXYc
opiq`j
× ØÙÚÛ
|DFLG}EL~
ݶµ¶·Þ»ß½Ã¿¶·à¿¹áâ
^_ `abc`dbX[eV`
c]W[_ V]f
|
‚ƒ„…†‡…ˆ‰‚Š‹‰Œ…‚ŽŠˆ‰‚Š†‘
‡…‚…‹‰‡Š„ˆ‰ˆ‰’Š“ˆ‰…‰…‹‰
‡Š„Šˆ‰Šˆ‰Ž”“…ˆ‰…‰…‹‰„…‚Š““•†‘
‚ƒ‰„ˆ‰‹ ƒˆ‰Œ“ƒ„ˆ‰‚Žˆˆ–‰
—‹‰“…‚…†‡…‰Œƒ”…‹˜‰†Š‰…†‡†‡Š˜‰
™ƒšŽ…ƒ‰ƒ‹ ›“…ˆˆƒŠ†„Š‰‚Š‹ ‰Š‰
”“†„…‰†œ‹…“Š‰„…‰Ž“‚Šˆ‰†Š‰ˆ‘
™‡Š‰„…‰Œž“ƒˆ‰…ˆ‡“„ˆ‰…‰‰šŽ†‘
‡ƒ„„…‰„…‰‚‹ƒ†’Ÿ…ˆ‰‚ƒ„…†‡„Šˆ‰
…‹ ‰‚Š†ˆ…šŽ•†‚ƒ‰ Žˆ‡‹ …†‡…‰
„…ˆ‡…ˆ‰¡‚ƒ„…†‡…ˆ‰”…Š”“ž™ƒ‚Šˆ¢–
—†šŽ†‡Š‰‰™“Š‡‰„…‰‚‹ƒ‘
†’Ÿ…ˆ‰‚“…ˆ‚…˜‰‰šŽƒ„„…‰„Š‰
›Œƒ‹…†‡Š‰„ˆ‰…ˆ‡“„ˆ‰Œƒ‰†‰
‚Š†‡“‹£Š‰…‰…ˆ‡ž‰‚„‰Œ…¤‰›ƒŠ“˜‰
†Š‡„‹ …†‡…‰†šŽ…ˆ‰‹ †‡ƒ‘
„ˆ‰›…Š‰—ˆ‡„Š–‰‰¥Š‹‰‰‚‹‘
„‰ˆ™ž‡ƒ‚‰„…‰ƒ¦‰šŽƒ„„…‰
…‰Š‰„…ˆ‚ˆŠ‰„Š‰§Š„…“‰§œƒ‚Š˜‰
Š‰…ˆ™‚…‹…†‡Š‰¨‰›“…‚Š‚…‰…‰‰
›†‡©£Š‰„…‰Ž“‚Šˆ‰Ž‹…†‡‰
…‹‰‡Š„‰‰›“‡…–‰
—‹ ‰„…‡…“‹ ƒ†„Šˆ‰Ž”“…ˆ‰
‰‹ž‰šŽƒ„„…‰„Œ•‹‰„‰™‡‰
„…‰“…‚Ž“ˆŠˆ‰…‰Š‰›Š‡ƒ‚Š‰‡…‹‰šŽ…‰
™¤…“‰‰…ˆ‚Š’‰…†‡“…‰‚Š†ˆ‡“Žƒ“‰
Ž‹‰…¦‡…†ˆ£Š‰‹…†Š“˜‰‹ˆ‰‚Š‹‰
šŽƒ„„…˜‰ŠŽ‰šŽƒª‹ …‡“Šˆ‰‰
‹ ƒˆ‰ˆ…‹ ‰šŽƒ„„…˜‰…†…™ƒ‘
‚ƒ†„Š‰Ž‹ ‰†œ‹ …“Š‰‹ ƒŠ“‰„…‰
……ƒ‡Š“…ˆ–‰«Š”ƒ‚‹…†‡…˜‰Š›©£Š‰
™ƒ‚‰›…‰ˆ…”Ž†„‰‡…“†‡ƒŒ–
—‹ ‰ŠŽ‡“ˆ‰Š‚ƒ„„…ˆ‰‡¨‰
…¦ƒˆ‡…‰Š‰“…‚Ž“ˆŠ˜‰‹ˆ‰‰Š›©£Š‰
™ƒ‚‰›“‰Š‰ˆŽ›…“™‡Ž“‹…†‡Š‰…‰
ƒ‰Š‰Ž“‚Š‰™ƒ‚‰†Š‰Š“©‹…†‡Š–‰
—‰†‰’Š“‰„‰‹ †Ž‡…†©£Š‰‰
’ƒˆ‡¬“ƒ‰¨‰‰‹ …ˆ‹ –‰­ƒžˆ˜‰‰
‹ †Ž‡…†©£Š‰‚Š†ˆ‡†‡…‰‚Š‹ ‰‰
Š›…“©£Š‰‡›‘Ž“‚Šˆ‰¨‰Ž‹ ‰
„ˆ‰™Š“‹ˆ‰„…‰„…ˆŒƒŠ‰›œƒ‚Š˜‰
…†‡£Š˜‰›Š“‰šŽ…‰™¤…“‰„ƒ“…ƒ‡Š®
—†šŽ†‡Š‰ƒˆ‡Š˜‰Šˆ‰‡“†ˆ›Š“‘
‡„Š“…ˆ‰‡•‹‰›“… Ž¤Š‰™ƒ††‚…ƒ“Š‰
‚Š‹‰‰‹†Ž‡…†©£Š‰„…‰ˆ…Žˆ‰‚‘
‹ƒ†’Ÿ…ˆ‰…‰Š‰‡“ˆŠ‰†‰…†‡“…”‰
„‰‚“”˜‰…‰‹Žƒ‡ˆ‰Œ…¤…ˆ‰‚Š‹‰‰
„ƒ‹ƒ†Žƒ©£Š‰“Ž›‡‰„…‰ˆ…Ž‰šŽ‘
„“Š‰„…‰‹Š‡Š“ƒˆ‡ˆ˜‰‚Š‹‰‚Š†ˆ…‘
šŽ•†‚ƒˆ‰ˆŠ‚ƒƒˆ‰…‰›ˆƒ‚Š¬”ƒ‚ˆ–
§Š“‰ƒˆ‡Š˜‰›“…‚ƒˆ‹ Šˆ‰„“‰
Ž‹‰ˆ‡‰†ƒˆ‡Š–‰—‰›“‰ƒ†ƒ‚ƒ“‰
Š‰›“Š‚…ˆˆŠ‰„…‰“…‚Š†ˆ‡“Ž©£Š˜‰ˆ‰
ƒ†™Š“‹ ©Ÿ…ˆ‰„…‰‚ƒ„…†‡…ˆ‰†ˆ‰
…ˆ‡“„ˆ‰„…Œ…“ƒ‹‰ˆ…“‰‡“‡„ˆ‰
‚Š‹Š‰Ž‹‰„…ˆ”“©‰†‚ƒŠ†˜‰
ˆˆƒ‹‰‚Š‹Š‰†Š‰‚ˆŠ‰„Šˆ‰‚ƒ„…†‘
‡…ˆ‰¨“…Šˆ–‰¯‰ƒ‹›“…ˆˆƒŠ††‡…‰Š‰
†œ‹…“Š‰„…‰‹Š“‡…ˆ‰†ˆ‰“Š„ŠŒƒˆ‰
ˆ…‹‰šŽ…‰ˆ…‰‡…†’‰Ž‹‰›“Š™Ž†„‰
ƒ†Œ…ˆ‡ƒ”©£Š˜‰‡‰‚Š‹Š‰Š‚Š““…‰
‚Š‹ ‰Šˆ‰‚ƒ„…†‡…ˆ‰¨“…Šˆ–‰¯‰
›Š“šŽ…‰›“…‚…‰†Š“‹ ˜‰‡Š„Š‰
‹Ž†„Š‰ˆ…‰‚Šˆ‡Ž‹ŠŽ˜‰ ž‰†£Š‰„ž‰
‹ƒˆ‰°Š“†‰±‚ƒŠ†–
¥Š‹ Š‰…ˆ‡£Š‰‡…†‡†„Š‰ƒ‹ ‘
›†‡“‰‰«…ƒ‰„Š‰²…ˆ‚†ˆŠ‰
›“‰Šˆ‰‹Š‡Š“ƒˆ‡ˆ‰“Š„ŠŒƒž“ƒŠˆ˜‰
„…Œ…“ƒ‰’Œ…“‰‡‹¨‹‰‰Š“ƒ‘
”‡Š“ƒ…„„…‰„Šˆ‰‚‹ ƒ†’Ÿ…ˆ‰
…Œ“…‹ ‰¡‚ƒ¦ˆ‰›“…‡ˆ¢˜‰Š†„…‰
Šˆ‰„„Šˆ‰ˆŠ“…‰Šˆ‰‚ƒ„…†‡…ˆ‰
™Šˆˆ…‹‰”“Œ„Šˆ‰…‰“…‚Ž›…“„Šˆ‰
›Š“‰Š‚ˆƒ£Š‰„ˆ‰ƒ†Œ…ˆ‡ƒ”©Ÿ…ˆ˜‰
Ž‹ ‰‡…‚†ŠŠ”ƒ‰…¦ƒˆ‡…†‡…‰†Š‰
³“ˆƒ‰’ž‰„¨‚„ˆ–‰
­‰™‡‰„‰„Š©£Š‰„…‰‹ …‘
„ƒ„ˆ‰…¦‡“…‹ˆ‰›“‰ƒ†Œ…ˆ‡ƒ”“‰
…‰…Œƒ‡“‰ˆ‰‹Š“‡…ˆ‰†ˆ‰…ˆ‡“„ˆ‰
ˆ¬‰Ž‹…†‡‰Š‰‚Žˆ‡Š‰™ƒ††‚…ƒ“Š‰
…‰›“ƒ†‚ƒ›‹ …†‡…‰ˆŠ‚ƒ‰„Š‰
‡“†ˆ›Š“‡…‰“Š„ŠŒƒž“ƒŠ–‰—ˆ‡‹Šˆ‰
†Ž‹ ‰Ž“‚Š˜‰šŽ…‰¨‰„…‰ˆƒ†Ž‚‰
„…‰ƒ‚Š–‰?
|DFLGASDFTML
1DT2GNLCBG3G
AEATFLGHIAJTABFAG
CG|B4CMAC
5
ðÎåÎÏÌÍãõòãóôÔõäèëãÕÖÎ
3857
8656147
634737
03
413616&545816 7
866396 146712306
8û43
86055865
834
6
75343641685394031616*
031
6103
41616ú1283014756
56550
66*4"15164
67839
43
6/-/9
6396 14675 6.)614
6
650
4
3716565764
657
86
17
73
626 13656-/614
6
861
6516
0
1 54656
5168$8316*4"15160
6
3857
865,5073
66789614
6
6
683 538
63058535475616
1
031
65478
616 57
6
7534365685855471475616& 6
*6
56164
163857
8316576
180116181665612836?
´µ¶·¸¹º»¶¼·´½¾¿¹ÀÁ½Âù¼·ÄÅ·¹·Æķǽ·È ¹Ãɶ·Ç½·ÆÊÄË
ÌÍÎÏÐÏÑÏÒÓÔÕÖÎÏÆÊÄ
ܧ
ãäåÎæÎçÍãèÎÓÔãéêèÎëìíÎåéîÎï
KCSTLBCTJGUVWVXYZ[\[]
@ABCDEFGCHIAJABFCG
KLMLGNCJFAIGOPQR
wV_ `Yhtc]WY_ chWV`\c`gxjk`_ Yrc]`hVtV`bWYYWpXYV`erci[`[V`_ cXe[\V`
c_ `ab[WXV`tcX]c]`\c`e[XXVecYX[`eV_ `[Wn`yk`Vsc]`\c`eVhYibX[V
ðÎåÎìÏñòÍãäèåóôÔõäèëãÕÖÎ
°Š“†
ù·½Ã½·¶ ·
ǽ· ¶Ç½Ã¶¼· ¶¿¶Ã·
¹Â·¶¿½¿½·½· ½¶Ã·
º¿¶·Ç½· ¹º¿½Éµ¶
öLIGôãÍÔòèãÏ÷ãîÔÍåøÎ
|6
34216/:6
6+54176
17586025 16ù60
4
053
483161618738616
5 416!349541656 18
6
5167
1616!178
658#56
560188
0583166 34326ú8 6
2131234565637886
64
6
733783
6"30181613
856560
6
14160
43585367
713
914
613656)/60
4"3 81#56
18161754586565!54
60
58
031475616 814560
8
81#56
565 8516û23016340356
4302
65505"30
6565801
%6 7
866
6 üý6-636
!56"403
4160
6
6375 16
46+13667
60
86%6
782
355656-6378
656!178
6
03348
6!5657853166.6011
6
136
754756!56
6147583
86565816
/:60 "616136567
8!56
%60
447
6 50þ430
6
6
4
6+54176 17586"
36541
61816
"5850586
6 54
8607
6
56 14754
6160175 8316
3233714
6 6347581
6
13
8656853#56!5611656
.///6ÿ 61816////6ÿ 6
8
803
414
6163 343
6
4
64û 58
656853#5656:6
1816-61 6163 1471
6
6375 16%'66%36
478
6
'075 86!5665750716
6
6
558
6
6550
6158714
6
6 7
837161816 16
556
853
6147503116
%781634
1
61816
673
3783
616 471
816"8140516
6
6375 16&'(66&5186'23"76
(43017
886!56343016!14
6
60
47
86556859386
61
54718616 180216375 16!56
1,331641685
6
60
4
6
560
27556375635161816
601
656 81456"8
7371
ý
71547564
6
653 46
6
+54176 17586781964
16 8156
"8
471634381164
68534
614316
5685
47167
16"
816568
27596
54
6"
8 116
867896"35756
08
1
60
6"18$361
4 1
6
560
447
6$730
6!56654 216
1695634301731656385
6*6
¶ÁÂù·¹·Ã½»
ý»¹Éµ¶·
¹Éµ¶·Ç½·
ǽ·Ã½É¶
ýɶ
!øãììÔÑ!ãêÔÍòÏ"#$%Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏ!øãììÔÏ(Ï!ãêÔÍò
ðäçëÖÎÏ"%$%Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏðäçëÖÎÏ*ï &
.çãÍÓÏðäçëÖÎÏ"#$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏÏðäçëÖÎÏ%-/*ï &
Ò1åçãÏðäçëÖÎÏ"&$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏÏðäçëÖÎÏ%&ï &Ï
Ò1åçãÏÐÔåç2Ï"&$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏÏðäçëÖÎÏ%&ï &
3 ÔÍÔêäìÏÒìîÎèãçÏ#-"äëãçòìÏ"#$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏ3 ÔÍÔêäì
3 ÔÍÔêäìÏ4åãÍÓãçÓÏ%'"äëãçòìÏ"#$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏ3 ÔÍÔêäìÏ
3 ÔÍÔêäìÏ4åãÍÓãçÓÏ%'"äëãçòìÏ&$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏ3 ÔÍÔêäì
3 ÔÍÔêäìÏÒ1òîäåÔõòÏ%'"äëãçòìÏ"&$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏÏ3 ÔÍÔêäìÏ
3 ÔÍÔêäìÏÐ56Ï%'"äëãçòìÏ"&$#Ï#é&Ó!ÔÏ%'ÐÏ3 ÔÍÔêäì
ñ)Ï*+é,%ñ)Ï*,é%,ñ)Ï0+é',ñ)Ï00é*,ñ)Ï%-&é-,ñ)Ï%%'é%-ñ)Ï%%#é0-ñ)Ï%#-é'-ñ)Ï%&-é#0ñ)Ï%7+é0--
0123456781964
61756160
41656385
62140
656
637516
561860
4303
41
66
71
656
378323
61758161756
613456854
1
6
6
6 17586781967
11666
81456!147315656
8716
2
57
6564
1634"
81#561816
6
7
837160
6755817816
6
7
8685$ 3
6%&'656&'(616
563
86566
8716160
6
011031561816))6378
6
*64
16 581
6
6+54176
1758654013,1
64160175 8316
"8 #560
6176-.//60 6565
6
287
67
71634554547554756
1658
6
6160
4"3 81
6
13616"2830164
61181460
6
385
62383016568356
1656186!547562
3578
6
3 371367
716561803162140
6
6
7
837160
685 1 5656
1781656340341
62
!53
656
3 43
6
867814
4586158716
4
8
65695610516"13,16
568
75
61758164160
8685716
85$ 3
63 371656"18
60
685 1 56561781
44785616
#563
45536
560
85657
616$31667814
0
6&1035865658 52
63
8656
7896573016634916* 03586181716
47
356561857
610886
*634216/:6
6 6
+54176 17586025 160
6
6
2573
6565861652
86
6
65801
61816
65 547
656
550
60
5803136562175860
4
0
8854756565
60
616;017
6
56'8347586<*
46
38=>6?
O
KCSTLBCTJGUVWVXYZ[\[]
;
161658#5616
16
ú
86+14 5868
9316
16187386575614
6116
1634038613821 6
6568356
3403561658
66;[email protected]
0
601234563 565,0316
181616541616"8
7371
%6 5
60
47160
658
#5601234563 565616
416 7
8391#56.6ú5,656-6
;3556*6342166"
8116
86:6
58#560
685
61618738656
+C69-9//6
ý
6
6 5
616
16
+14 [email protected]'66965!31
6
0
6385
62383016180
4
303
41
67811657830160
6
0
478
5685 7
6"853
6*7'6
0
647;6118560
71
86
562
8
60
41656385
6
0
685 1 56561781638
6
56552
657830
6;? 1-
10586568
16563 1655656
96
5 116*658
63556
75 671 2 6781
6:,:60
6
3"58540316781538
62
01475
*6
16+14 5860
471613416
0
6
6017
[email protected]ý656633756
447856
65!31547
63
45
53641663375657
69613821 6
8
81 1655783430
65657123
3156180
4303
41
63 3716
56169
416&1'60þ581656
862140
6560
8
60
61756
57830
6568
16563 1655656
)6
5 116?
¸Ã¶¿½Éµ¶·Ç¶·¹ÂÃß¹·
Ǻ»¶·G½¹·º ·¹¶·
¹¿½·Ç¹·½¾ÂF¹·»½¹»
ðÎåÎìÏðÎçÓóôÔõäèëãÕÖÎ
@CB~AIGOPQ GSL€ G
CTI C~JGAGJ3ITA
|ED~DAGJADG |6FTLJGFCTEGGG
;ILEEAIG;RGBCG<AIF2G
G
|
¶ ½É¶º·¹·
½Ç¹·ÇÂý¿¹·
¹Ã¹·Áö¿Â¿¹·
½·¿¹¾Â¿¹
¶F·¶Ç½·½¾½Ã ½¿¹Ã·
¿Ã»G¹·»¶¹Ç¶·¶·HÂÂG¶
;ILEEAIGHCICGCHETSC=>AJG
HIL4TJJTLBCTJGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
564
66"537
6$618161
9586560
573#5611816
17545860354756!5645
05375 656550
65 61301
#568
"33
41360
6781
6
:,:6568
27596181654"8547186
781212
651
65 61 2354756
1 853
616ý8
586554
56
71 2 68
57
656550
6
55031365 6180583160
65 85165503139116
B 65,5 66
6ý8
586
ý:61171
61816
67814
8756
565
16565!31 547
6
5478
616 34160
60188
0583168
93165 60
$37
6
56853754756ù60
88
6
6
5
031563 3711616-/60 ?26
5614
6154161678968353816
180216
6375 16560þ 23
6
71 2 6"
361171
61816"4
03
418656 658 1454756
0
616859316:,:61816781
6
,3 164168
16%602136"
36
1
4 1
618167814
871866
5
1656
6375 1656"853
6
3"301
618165031654 85
56568
4 116
ý1 2 66
556540
4
78186733783
6ý8
586ý:611
71
61714
65 6583
656
733156û230165635816
85 3#56
6781360
6
50316
2
2538
656 1816"
85716
B 6556554
3
6181616
503161 23547168505256 16
13
161816
67814
875656143
136565!54
6
8756
*6
7940316569.60656 16
½Iº»¶·½½Â¹Â·
¹Ã¹·Ã¶·
½ ½¿¶
0816567
8!56!568335 31616
"
8165 6213,168
71#560
6
30
656-D/6 66 18147316
5
6 7
863556 J 6(4
7584173
416-60
6782341656
5
5783161835656345
656
0
275565 6171685
6*6
51
685375475656
64
8056
58 375 68
1865 6176D//6 6
568
"43156416 16?
ðÎåÎÏ8çÎèèòçóôÔõäèëãÕÖÎ
8556560
4053
483
6ý
0
716
4
65
64556561754
6573
41
6160
43
85656550
6
136018
60
6
6
8
165616
3,6
865,5
*6560
471860
6
6$
541685181
6181685139186
853#565 615416 162
816
0
45475655403161816!56
733916
6550
60
6"588154
71656781212
6
6
7
837167586ù6
163
3
6610
7565685
3#561685
6"3,
6
6!56537186
8851656
81547
66?
ðÎåÎÏ3 ãçîòèÎÏ6ÎõçòìèÎóÌäåÎ÷ÎçÍãè
ôÔõäèëãÕÖÎ
ðÎåÎÏ8çÎèèòçó
816
096
561 1866ý8
586ý:6/-61816
65619586
568516568131656371#56561547816"1954
6783216
""8
1614756561!38386
6550
61603156
6+3
6
56814538
6'11
8656'
611
6657
63
45536416
16
16587966
01
81656550
60
6383161618738656+Cü/
%6ý8
586ý:6756
7
86782
3556-60
6782341656
5
57831618356569.606781
6:,:63"58540316781538
6
17
2
014756"853
61630
6416!178
68
16560188
05831656
0
$37
6853754756ý126565!31
60
6
105$83
60
6537
6561
6564
8056!56
32337167814
86851611 1160
6
176D/605475578
6568
"43156
8
16561543
64567
758854
6
..?).6+.6147147343
6"18$3656
452341656 1402
656852
!56
*63
678196375460
6385
62383016180
4303
41
6783
6
57830
685$ 3
63 37160
471 38
6
7
1166621 1 538
65601
716
85 31685
556!56154716
6
0
4"
87
656160
4543940316162
8
6?
ý
0
71634303
61654163
8571656560
107
6473
6
18165 8516"8
73716
01
8165671,3716
6853
6
3430316565416385716ù65
16
85301656
7
837168
"33
4136
56).636431564575614
6556
56858554716
0
6 136
56/A 6
67
716568
6
6
5
6163
8714756"173164
6
45 $03
61618016457565 547
B 6
63"585403136!56
6
0354756565416385716
6473
6
540
4781866
617543 547
616
´µ¶·¸¹º»¶¼·´½¾¿¹ÀÁ½Âù¼·ÄÅ·¹·Æķǽ·È ¹Ãɶ·Ç½·ÆÊÄË
9
€ HLIFCLJGUVWVXYZ[\[]
P
05
6565416
68-6 14216
168
71673301 54756
5
873160
6
6
7
86.66
96ý6
68.6561365618
83186
16758 341
6<'>60
67
6
6
837
6%6 7
86554
56.6
066 1
34186
6)60665714
8616
9///6860
67
8!56,3
656
..60 " 66&8656.)60 " 6648616
:///686*671,16560
85
6
6
7
86"
3614731656/S6
1181685052586167504
316"5,6
"56556"
36347538154756857812121
65675561653341
6
6714!342
6
56 1
3416181618731616"83
6
17816566375165681!5
03547
6
60
275563857154756
4
6230
63457
85671739116568576
ú5,6167504
316230
27556
168*6 7
861186165!3186
7
1616"1531656550
61618016
1173415475616187386575614
6
1
865678171865660188
60
6
15416/)/60 6
68-6'6.68576ú5,6
410560
6675581547
658
15381547565
873
6;56/616//6
0?26
6
5
68503165615416
ü)65 4
6561734 56ü)60?2656
5
03156,31
1
86"
816161416
618
014756*61758136021161754
6
516"13,161758136685716
6
281401655454
6160
8616
0188
0583186!5685116163421 56
5
873168
16561543
60
6
5542
65,03
618161658
656
416"854756
68-6'
876
36"18$3656
0181645 8161678153816
73
316<8-6'>656<8576ú5,>635473"3016
64
67
6563421616"153168-
1
865478
616
5381656
60
4
47
6565136
6561
634
,3
56561611716
63438116
5 6 5
6560
573
68616
3341
6
61345656347854
7
66075865683
60
6;6105886
5856163341
63438571619656
8505256160
8685
341475 54756
58 52160
60
4 6166
5
873
6%62140
6
8616596
7964
685573547
656
6
616
1114016560þ23
66857
6?
ðÎåÎìÏ6ãåçÔîÔãÏLåãNOÏ$òçêòååã
JFTGSUA~CBLGLGAJHLIFTMLG
CGV|[email protected][P
à·½ÃǹǽÂö·ÝË·´·Ädŷݽ¿·e»½¾·¹Â·
½Ã·Ã½½»¹Ç¶·½ ·¶º¶·Ç¹
\TFG€ DEFT€ ]TCGBLGECBFIC
17
730
6375 1656"853
6
0
6*7'647;67*'64'16138
21 6
60
47
865611 538
6
17581364
62140
63147538
656
560
8734162
7
6563 43
67187?
7
62140
6560
8
6564
6
54
8565657103
41547
6
01
391
64
618102
!56781538
6
563147538
61658
67
656
3421661 85 1
6757
6
1860
6
103
41547
657830
6560
873416?
@PYGPHLIF:CS^G
MA€ GA€ GOPQR
|6
*3661256!168503
315613655 2180186
1!364
6781364
683 53
8
6783 5785656/:6*05581656
/616//60 ?265 615416-ü65
4
656
561734 386-/.60 ?26
565
03156 ,3 160
6
6
581
60
4 6 3
656
/60 ?6R6
6*36+')6'
87
210065!31
60
6 7
862378
2
6D6:/656.9/60656
7940316
56):6 0 "6567
8!565
873
6
5831
6
6*)6'
872100
%609656!178
6
8716814
5616*3675 67814 3
6ý3
78
430656
37
65
03156781
6
3475 816!1778
654
617316
161860
478
5656571233156
385
65578
50þ430166 43
7
81 547
61685
6
6456
137547565657103
41 547
6
180
4303
41
63 3716567896
9
416563
7
617
730
68
16
563 155618
6/65011 547
6
656"18$360
67
1616956
5 664;6;56!528161601103
156
6
871 11613656.-.6
16-ü/6378
655454
616
3
6
6540
7
6?
ðÎåÎÏ$KäÍÓãÔÏ!ÌLÌóôÔõäèëãÕÖÎ
_¿·¿½ ·`¸´·
¶ · ¹¹·
¶ »½¿¶·
Ƕ·aù»
ºF·½Ã·
¶ ½Ã¹»Âá¹Ç¶·¹·
bºÃ¶¹·¶·½ºÇ¶·
½ ½¿Ã½
öCSA€ CBGSUA~CG
BLG4TBCEGAG€ CTL
cº¹·¶Ã¿¹·½·
¹ »¹·¿Ã¹½Âù
ðÎåÎÏ3 5M5óôÔõäèëãÕÖÎÏÏ
54165 67
16855656
0
4053
48316*%*6
656 3
604136
4147816116160
471860
64
6
03767353160
7
65616
75167
0208554656)6
5 116
10
1161
60
4
560547816
0
616"4#56&1'60
6116
0
57
6
678136;?6;;6
0þ5816568678153816757
726
0
45,
6181631
6B'765654781
161,3318
%60188
660
58031391
656
1658#5612160
60þ23
6
17
730
6565365
03156
56 7
86D660
6180
43
03
41
63 3716239
4563
7
6
ðÎåÎÏÌäÓÔóôÔõäèëãÕÖÎ
Q6
P
73
6
5
616"15316
((6
61105 146025 16
1
65801
62813538
64
6
"34165613
641658
6
586
'66D:2860
685
65731
6
547856+C:/63656+C./636%6
4
6
5
6
3616
8716
11678153816560
40537
6347584
6
56
4 560
6
362140
6343
31361786561475841678153816
0
65542
62
839
4716
%61105146756
7
8656D:6
26567814 3
617
7301656
5365
031566+
1618
6D6
5 116*7'60
478
5634þ
30
6565712331569613821 6
54
8565657103
41547
66
03
4186257
7265478116B'7656
1,33186"18$3656,54
46158
"$3
6
781538
6
147565
873
60
6
2
82
57161816103
41547
6
6
0þ23
656375161473"87
60
6
0
478
5685
7
6
86
4165681
3
6
61 4637546!560
#56
610
756567504
316573
6563
58
6
683538
6'
876*0733706
6
64
64
65 547
656
550
60
107
6853
*6853
656025 11616
58
6*66:660
6781
63475
8116416!178
68
18661816
6
"3416
65 4
65578565756
14
6561658
68J 60
6
7
86
566261816/:6?
R
´µ¶·¸¹º»¶¼·´½¾¿¹ÀÁ½Âù¼·ÄÅ·¹·Æķǽ·È ¹Ãɶ·Ç½·ÆÊÄË
;IDS^G~G}DJGUVWVXYZ[\[]
@ASCEEGLG€LIGWCI~LGGG
KCGSC€ CGSL€ GLG|SFILJGG|6
;
Þ»¿¹·¿½¶»¶Â¹·Ç¹·
¹ ¹·Ç¶·Þ¿Ã¶·¿Ã¹á·
½Ã¶¶ ¹·½·¶Á¶Ã¿¶
6563421616 58055
754964
61156
601 3
42#56*078
68
383
6
57101 564
6 5801
6
86
161141167504
3160
616
"5871656375465,03
64756
6
601
6160116160123416 5
11056
6011
50þ430
6
*078
69:969,:656.:969,
*617167504
3161601 16
6*078
6781962545"503
61816
625 57186561816161û56
6
7
8371685714
65613
86
8
7331561$6
65014
6
6164
375656
4
6162
8
6
6
01 342
6
6ü.6 578
656
0
83 547
656)/605475 578
6
5618 816160116
6*078
658
375617565617816160125053816
8653
6561
87505
856166
3475 81
61
65781
6'56
65
6
41601250538165,05586./60 6516
561213,1617
17301547561816
8
75
6165787816*65
6
1816
666
2856
6!56"1
033716
6105
61
60
1873547
6
5621 1 561213,
6
60
02
ðÎåÎÏ3 òçîòÓòìÑnòÍNóôÔõäèëãÕÖÎ
18
93
60
6175831656
!13156583
86
60
02
6
3475383
6
32337161654
731
615!116564
610
16 31560
4783234
6
13618163432386160831
656
"
6*63
61601166
85
556"1033714
61623 35
4391
6
65781
616
16
141733016
63455454756
563783256
65
6561453816
43"
8 5615!14
561
6
58"36"530
6
6 7
8371656
1
314
67
161618756
6
560
8
416 5841601 16
323371613416"036105
61
6
0
478
56
683
63341
6
757
6
186563751656180
4
303
41
64
784
6 1814734
6
161 815656853 814756
4
375656
4
61
6
7
83716?
ú
860
4
016
68
8357
83
656-D643156
6
01342
618 6
5
6
)6D.614
6/6648
6-8656
6
18 6D9614
6/-6648
6.86
8
93
6547856ü6561 7
656
/656/65618
656/61816
0
185058561660
4053
4
83
618161627373
61616
6"853
65657103
41547
6
ú
360
471711616
3233156
à·G¹Â·½¶»ÂǶ·µ¶l·
!ãçëÎÏ,%#ÏîøãììÔìÏm*ÏOèåÔï ÎìÏÓëÔåÎìoÏÓòÏ
!nn-%%*7Ïãå2Ï!nn00+#,
!ãçëÎÏ*%+ÏîøãììÔìÏm*ÏOèåÔï ÎìÏÓëÔåÎìoÏÓòÏ
!nn--0,+Ïãå2Ï!nn00+&+
!ãçëÎÏ*%'ÏîøãììÔìÏm*ÏOèåÔï ÎìÏÓëÔåÎìoÏÓòÏ
!n4--+*#Ïãå2Ïôn4%&*+0é
NCBDFAB=‚LGHIAMABFTMCG
LGAJSCHC€ ABFLG
LGSC€ TBU‚LGGGGGGGGGGGGGGG
|SFILJG~CBUCGHIz€ TLGAGAJT~B |
{6
ƒ¶¶·Þ¿Ã¶·½½º·
¹·¹¿½¶Ã¹·Ç½·
ǽ·ǽ·Ã¶Çº¿¶
ðÎåÎÏ3 òçîòÓòìÑnòÍNóôÔõäèëãÕÖÎ
01342
6*078
6 14216516
!18716596 689 3
634
7584103
4165653 46%6
01 342
6!566
67
6563421616
58055754960
4!37
6
6û836
347584103
4165161716!1315656
58 4
316
6347583
8656160123
416565
653 465,7584
60
43754756
163"585475658#56
6550
575614
6:ü655031371616
85165653 4634û7831656501
6
50
258165
6(47584173
416ú
86
;53 4656"1
837
654785613656
-///6340837
6
64
67
61816
85052586
6<3ú653 461
18>
%64
6*078
616 58055
754966213160
4!371
614
7583
8 54756
689 3
6|856
7|6
0
4"583
65
6;53 46}54786
882534J 57"1546
689 3
6
|&58 146;53 46*
186/-|6416
0175 8316ý814
87614612306'1056
56
6|ú
06346&
6/|6
6;53 46
547586'777 1876?
561831#564
68
05
6568
6
6181"
656"3,1
6
16711634"583
861616
6
"853
65657103
41 547
6
6!56
56857186416!5281616516
575601
6
0
88586191547
6
347147þ45
656186!568
0186
6
103
41547
634
4783
6
6"853
6
5657103
41547
6560
45!54756
7811 547
6168
1678153816
0
6830
65610354756?
656
"5850586 136
5 814164
678þ437
6
031868554731 54756
601342
613637
613656
0
47161816
601342
4538
6
6!56
5"571868518
6565 58 940316
*614754
685547316656
316-/A 6136560
4716
6!56
160
88573165 4
6550313716
B 6
637546!56556586
583"301
65
6 7
837166
6
37516565011547
60
447
6
56516547856
7816!56
6
0250116416345
612354716
530186'56"
8635473"301
61
68
2516416345
6516
716
6187565 17116
6
550
66855371
615875616ý
5864011547
65617131
85
'
1140
65 63
63885
185656168$83163281
6
6
7
86
565186ù6"13 1616
516
637516565,17
6
6
01342#56*63
6
5 6
0
885868
25 16560
88
6
16187565,758416
65011547
6
181616347584166!56
635561
6
0
47883
6
65714
656161
3416
654
60
88
3
1181653718678147
84
6
6
01342
4538
6
560
0186
6
550
656168116565"57186
16583"301
6316
6501
1547
6181658656261 6
8
2516118547560
6!52816
56
8756
678340164
672
6
5635403
6
68
08186 16
"303416560
4"314161816"19586
68518
6561678
016165161816
!56
6550
65162 573
6
4
154756ù6345
6
*
62737386516143"301
16
60
447
656501154
7
616850
541
665"57186
1678
016
860
45475656
!13156560
1755360
6
6
5
6
6550
618164
6
0
8
5758616"403
413156
637516'
5475656
5
637
61473 656!564
626
5165505"30164
65801
656
85
3
66!56
6"537161 161171#56;5556537186
186
61188186
65011547
6
18164
60
88586
6830
616516
015856!14
6
6550
6573586
56
3547
6
54
601186
10354756416578116?
|DFLG5TSCJ
4$803
6ý813
6!56
7565645 $03
6"
01
64
657
8656
7
0305
7165617
$536083
6168353816
1638716
65 547
61816
1!33
6562546316ú1052
06
118161!38386 625 6
86
53
65716"5881 5471621716
105186
63756
0
4
803
781
3
0
2860301864
6
6
6
ú1052
066ù6385371616 341656
165 3860
0186
3465654216
6
83
6
6ú1052
06%6105
6
634758417167126
56586
"537
638571547565
6ú1052
06
4
654585
6
"1052
0
0
?
4
803
ý81301
16 3416
6
4$803
6ý81
3
6
683
655860301864
6
50
456<6
163871>6ù63853716*6
1873861561185058
6358
6
5
656550
61
7583
8
547566$650
2586
6
5
6
0301865 6< 13657125>65
0
2586
614
6561 1547
656
03018656<'
3037186
4717
>6
*1850586 16"302161816
8554023 547
6561
6!56
55865865431165
634758
41716*$6
6543
6 6
6
545
856
6
4$803
6ý81
3
654781865 60
4717
61816
"195861645 031
6560
4085739186
6543
6
60
47817
6562
57
656
1 1547
6181616853940316
6
4
60
4
8031
6?
HATABFA
ÒÑï ãÔèfϹº¿¶H¶Ã¹»s ¹¿½Ã Âǹd¶ dßÃ
nèÎëfÏG¿¿ltt¹º¿¶H¶Ã¹»¶Ç¹dß»¶¶¿d¶
cÂý¿¶Ã·½·bÇ¿¶Ã·b¾½º¿Â¶lÏ÷éÏÌéÏLåãNOÏm3 8nÏ-,%*&'46o 8òèfÏ%%Ï++'+é%%&-ÏóÏ&--%ÏÑÏMò1åòèfÏ%%,*'-++-*ÏÏ5ôfÏ*-u%',##
ÌäåÎÏ÷ÎçÍãèÏ2Ïäï ãÏíäêèÔîãÕÖÎÏÔÍÓòíòÍÓòÍåòÏÓòÍåçÎÏÓÎÏæÎçÍãèÏLÏôÔãÏ46éÏÌìÏÔÓ2ÔãìÏòÏîÎÍîòÔåÎìÏ
p½¶Ã¿½Ãl·ÌÍëòèÎÏq.äåÎqÏLèÔõòÔçã
òï ÔåÔÓÎìÏòï ÏãçåÔëÎìÏãììÔÍãÓÎìÏÍÖÎÏçòíçòìòÍåãï ÏÍòîòììãçÔãï òÍåòÏãÏÎíÔÍÔÖÎÏÓòìåòÏvçëÖÎ/ÏìòÍÓÎÏÓòÏ
e¶¿rùÁ¶l·3 ãçîòèÎÏ6ÎõçòìèÎ
ò1îèäìÔõãÏçòìíÎÍìãêÔèÔÓãÓòÏÓÎìÏãäåÎçòìéÏLÏîÎÍåòOÓÎÏòÓÔåÎçÔãèÏ2ÏÓòÏçòìíÎÍìãêÔèÔÓãÓòÏÓòÏ3 ãìåòçï ÔÓÔãÏ
3 ãçhòåÔÍëÏ"åÓãéÏÐòÓãÓÎÏÎÏäìÎÏòÏîvíÔãÏíãçãÏwäãèwäòçÏÔï Ïìòï ÏìäãÏò1íçòììãÏãäåÎçÔNãÕÖÎé
¸Ã¶H½¿¶·`ÃÁ¶·½·bÇ¿¶Ã¹Éµ¶lÏ÷Îì2ÏÓòÏÌçÔï ãå2Ôã
¸ºß»Â¹Éµ¶·Ç½·È ¹¿½Ã Âǹ·È ¹Ãx½¿Â·y¿Ç¹
4ÎêÏèÔîòÍÕãÏÓòÏÒÓÔåÎçãÏ6Ôï êäîãÏ"åÓã
ðÎåÎÏ8çãÓÔÕÖÎóôÔõäèëãÕÖÎ
{
WLBJISTLG;ICT=‚LG
SITCGELgCGMTIFDCE
ÌîÎï íãÍøòÏÎÏÍÎììÎÏêèÎëfÏ
CDFLgLIBCELTCZ:EL~JHLFZSL€
ÒÏåãï ê2ï ÏÍÎÏãîòêÎÎhfÏ
4CSA:LL^ZSL€ iCDFLgLIBCE
|BDBSTAGBLG|DFLGVLIBCE
QQGjjkjZQQ9P
Download

this publication as PDF