SISTEMA DE INFORMAÇÃO E
INTRODUÇÃO À ANÁLISE DE
DADOS
Rejane Sobrino Pinheiro
Kátia Regina de Barros Sanches
Aula 2
Programa
Aula 1:
• Sistemas de Informação em Saúde no Brasil I: finalidades, evolução, abrangência,
nível de agregação dos dados, detalhamento da informação e cobertura
• Apresentação dos Sistemas de Informação e Grandes bases de Dados em Saúde
(SIM, SINASC, SINAN, SIH-SUS, SIA-APAC).
• Acesso ao DATASUS
• Recuperação de dados e uso do TABNET, IDB- Brasil, Indicadores do Pacto da
Atenção Básica.
• Tabwin: download e instalação
Aula 2:
• SIM, IBGE, SINAN usando o Tabnet e Tabwin
• Cálculo de taxas, percentuais. Apresentação em gráficos e mapas.
Aula 3:
• SIH-SUS e SINASC.
• Análise bivariada
• Introdução ao EpiInfo I: uso dos dados do SINAN
• Read, Browse, Freq
• Introdução ao EpiInfo II: uso dos dados do SINAN
• Define, recode, let, if
Aula 4:
• Introdução ao EpiInfo III: Análise bivariada
• Tables, means, write recfile, route
Tabwin





Software de domínio público
Tabulador com mais de opções de uso que o Tabnet.
Permite cálculos e apresentações em gráficos e mapas.
Roda depois de instalado no computador ou a partir de CD.
Pode ser usado com tabela feita pelo Tabnet ou a partir dos dados
dos SIS.
 Tabwin pode ser usado para tabular diferentes bases de dados
 Para isso, é necessário informar:
 Qual é a base de dados (SIM, SINASC, SIH etc.) (arquivo de
definições);
 Quais são as variáveis de tabulação para as linhas, colunas e
conteúdo (arquivo de definições);
 Quem são os arquivos com as descrições dos códigos das
variáveis (arquivos de conversão);
 Quais são os dados (arquivos de dados).
 Todas essas informações estão na página do Datasus  baixar
programa, definições e conversões e arquivos de dados.
Criar pasta com nome
mapa 2001
Baixar os dados
Dicionário de dados
Decompactar e instalar Tabwin
Entrar no Windows Explorer  entrar na pasta do
Tabwin  clicar duplamente no ícone do Tab34.zip.
Instalando Tabwin
 Entrar na pasta Tabwin, onde o arquivo foi salvo  duplo
click no arquivo Tab34.zip.
 Entrar na pasta de mapas  duplo click no arquivo
maprn.zip.
 Na pasta Tabwin  clicar com o botão direito do mouse
sobre o arquivo tabwin32.exe (Aplicativo)  clicar em Criar
atalho
 Arrastar o Atalho do tabwin32.exe para a área do Windows
(Desktop)
 Abrir o Tabwin  duplo click no ícone na pasta ou no Atalho
na área do Windows
 Criar associação de extensão .TAB
 Fechar o Tabwin.
Clicar com o botão direito
do mouse
Criar associação dos arquivos .TAB com o
Tabwin  abrir com o programa no duplo click
População
 Recuperar os dados de população
 Base de vários indicadores
 Usar o Tabnet para recuperar os dados
 Depois, entrar no Tabwin e “levar” as
tabulações de óbito e população, por
exemplo, para o cálculo de taxa de
mortalidade.
Nenhum filtro  todos
os municípios
Salvar na
pasta do curso
Tabular o No. de óbitos por
causas segundo sexo dos
residentes no RN em 2004
Não filtrar por região
alguma do RN
Rodar o Tabwin
 Entrar na pasta Tabwin, onde o arquivo foi
salvo.
 Duplo click no arquivo tabwin32.exe
(Aplicativo) no Windows Explorer.
Ou
 Duplo click no ícone do Atalho para
tabwin32 na área do Windows
Para abrir no Tabwin uma tabulação feita no
Tabnet
Para calcular a mortalidade proporcional por grupos de
causas
Percentual na coluna
Para calcular a mortalidade proporcional por grupos de causas
(considerando todos os grupos e as mal definidas)
Percentual na coluna
Primeiramente,
calcular para o
sexo masculino
Depois, calcular
para o sexo
feminino
 As doenças do aparelho circulatório são as maiores causas para ambos os sexos
 A segunda maior causa é sintomas e sinais – mal definidas
 A terceira para homens são as causas externas e para as mulheres são as neoplasias
Calcular taxa de mortalidade:
Abrir tabela de óbitos salva no Tabnet
Incluir outra tabela – população – salva também no
Tabnet
Fazer o cálculo do indicador
Abrindo a tabela de óbitos
Para incluir a tabela de
população
Observar que as duas tabelas
estão na mesma base, ou seja,
todas são por município de
residência
Agora, calcular o indicador,
utilizando a opção do menu:
Operações
O cálculo, agora, é uma divisão
de duas variáveis para cada
linha da tabela:
Calcular indicador
Necessário informar quem
são o numerador,
denominador e alguns outros
dados
Numerador: óbitos
Denominador: população
Fator de multiplicação:
100.000
Duas casas decimais
Trocar nome variável para
ficar melhor na tabela
Ordena do
menor  maior
Ou, com outro click
do maior  menor
Retorna à ordem
alfabética inicial
Podemos:
Fazer alguns cálculos com variáveis
(somar, subtrair etc.)
Criar nova coluna e digitar os valores
desejados
Obter valor mínimo e máximo de
uma variável
Podemos (via menu ou mouse):
Ordenar
Mover colunas
Largura da coluna
Trocar nome de variável (só menu)
Eliminar variável (só menu)
Alterar no. de decimais (só menu)
Para mapear a
taxa de
mortalidade
Selecionar a variável a ser
mapeada
Podemos:
Alterar a escala de cores
Incluir o nome dos municípios
Dar zoom
Incluir valores
Copiar o mapa para um relatório
Incluir outras camadas de mapas
Podemos:
Alterar a escala de cores
Incluir o nome dos municípios
Dar zoom
Incluir valores
Podemos:
Incluir o nome dos municípios
Dar zoom (clicar botão esquerdo do
mouse e marcar a área que vai ser
ampliada)
Incluir a sede do município
Sobrepor outra camada de mapa
(regional de saúde)
Salvar imagem para relatório
Mudar a espessura da linha para 5
Pode ser alterada a cor da linha
Tirar o zoom
Mudar a escala
da legenda
Mudar as classes:
Tamanho de classe igual valor
Igual freqüência (= no. de municípios)
Manual
Alterar no. de classes (de 5 para 7)
Igual freqüência – os intervalos de classe
são recalculados de modo a cada classe
conter o mesmo no. de municípios.
Duplo click no valor a
ser alterado
Clicar com o botão
direito do mouse na
quadrícula cuja cor
será alterada (azul
céu  branco).
Podemos alterar as cores de qq faixa da
legenda. Por exemplo, separar o zero em
uma classe do mapa.
As barras mostram quantos
municípios (linhas da tabela) estão
dentro de cada faixa/classe do
mapa.
Duplo
clique no
valor da
legenda e
redigitar
Valores
com
intervalos
de 1.5
Regionais com maiores taxas estão ao sul
Gráficos
 Série de Aids segundo sexo - Natal
 Série com as taxas de Aids
Marcar
todos os
anos
Clicar na barra inferior referente
à janela do programa Tabwin
Abrir o arquivo com a série de
Aids por sexo - Natal
Incluir série:
Masculino
feminino
Mudar
a cor
Tirar
3D
Colocar
legenda
Copiar mapa para clipboard e
colar em relatório do Word.
Abrir janela com o Programa Word
Colar o gráfico (clicar em Editar 
Colar ou Ctrl V)
Este é o programa
ou editor de texto
Word
Fazer gráfico novo
Tentar o de barras, para ver que
não é tão bom quanto o de linhas
Melhor gráfico para
apresentar série é o de
linhas
Fazer gráfico novo
Tirar
Legenda
Etiquetas
Acrescentar
masculino e
feminino
Muito confuso: melhor
gráfico para apresentar
série é o de linhas
Exercícios
 1) Fazer o gráfico da evolução da Taxa de incidência de TB para RN
entre 1996 e 2004 (Aula 1 página 7).
 2) Fazer o mapa da Tx de incidência de TB para o Brasil em 2004 (Aula
1 pág. 7).
 3) Fazer o mapa da Taxa de incidência de TB para os municípios do RN
em 2005 (Pacto da Atenção Básica)  exemplo da Aula 1 pág. 16.
 4) Fazer o gráfico da mortalidade proporcional por grupo de causas
para Natal em 2003 (Aula 1 pág. 10).
 5) Fazer o mapa para o exercício 3 da Aula 1 pág. 12 Taxa de
mortalidade por Aids entre homens e mulheres para as capitais do
Brasil em 2003.
 6) Fazer o gráfico para o exercício 5 da Aula 1: distribuição da
mortalidade proporcional por causa mal definida entre homens e
mulheres – RN – 2003.
 7) Fazer o mapa da Taxa de mortalidade para o RN em 2004.
Exercícios
 8) Fazer o mapa da cobertura vacinal por municípios do RN em 2005
(link Assistência à saúde  Imunizações: Cobertura).
 9) Representar graficamente a série da cobertura vacinal de Natal entre
2000 e 2006.
 10) Fazer o gráfico de barras para a mortalidade proporcional por
grupos de causas entre homens e mulheres do exemplo de cálculo de
percentual pelo Tabwin da Aula 2 slide 56 pág. 14.
 11) Fazer o gráfico da série de OCMD dos estados do Nordeste
(exercício 1 – Aula 1 pág. 10). Sugestão: trocar linhas por colunas 
menu Quadro do Tabwin.
 12) Fazer o gráfico da distribuição da mortalidade específica por
doenças imunopreveníveis por faixa etária  sugestões: criar uma
coluna com “0”; digitar 1 em algumas capitais para o gráfico não ficar
cheio; suprimir as linhas com “0”  Ou: ir para o Tabnet  IDB-Brasil e
gerar a tabela filtrando para algumas capitais  mostrar colunas
empilhadas e retirar etiquetas.
 13) Comparar graficamente a taxa de mortalidade por aids entre
homens e mulheres, para as capitais do Brasil em 2003.
Solução do exercício 11
Podem ser
selecionados apenas
alguns
Solução exercício 12
Solução exercício 12
Solução exercício 13
Download

Aula 2