Prefeitura Municipal de Itaberaba
institui nepotismo legal. | Pág. 11
Cidades
MAIO/JUNHO DE 2012 • 133ª EDIÇÃO - FUNDADO EM SETEMBRO DE 1997 - ANO XV
O I N T E R C Â M B I O D E N O T Í C I A S D A C H A PA D A D I A M A N T I N A E R E G I Ã O | R $ 1 , 0 0
Utinga
Macajuba
Por causa da longa estiagem, o aniversário
de 59 anos de emancipação política e
econômica do município foi comemorado
com um desfile cívico. | Pág. 12
Nas eleições municipais de 2012, o
PMDB lança a pré-candidatura de
Fernão Sampaio para disputar o cargo
do executivo municipal. | Pág. 07
Movimento quer núcleo da Codevasf na Chapada
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
A primeira audiência pública para tratar do assunto foi realizada em Itaberaba, onde o movimento “Paraguaçu Rio da Bahia” solicita que seja a sede da Superintendência da Codevasf
O Rio Paraguaçu é o maior manancial na
região da Chapada Diamantina e vem ­ga­nhando
destaque graças às ações do movimento
­“Paraguaçu Rio da Bahia”, que reivindica a
­alteração da Lei Federal nº 6.088 de 16 de junho
de 1974 - que dispõe da criação da Codevasf.
Essa solicitação foi o tema central da ­audiência
pública realizada na Câmara de ­Vereadores de
Itaberaba no final do mês de maio. A aprovação de
um projeto de lei de autoria do deputado ­fede­ral
Afonso Florence (PT) seria o primeiro passo para
a criação da S
­ uperintendência do órgão.
A Codevasf teria sede em Itaberaba para
cuidar do Rio Paraguaçu e estabelecer políticas
públicas para sua recuperação e preservação.
­Segundo o líder do movimento, o prefeito de Nova
­Redenção Ivan Soares, a bacia do ­Paraguaçu é
uma das mais importantes do estado.
Ela é a responsável por mais de 80% da água
que abastece a capital e apesar disso, nunca
contou com qualquer política de sustentabilidade
ambiental ou de saneamento básico. Soares fez
um balanço da situação do rio na Chapada e
destacou as falas de ativistas e profissionais.
|Pág. 09
Divulgação
DESTAQUE
Marcelo Nilo e Gidú
anunciam água do Iguape
A população de Iguape, distrito do município de Boa
Vista do Tupim, terá um sistema de abastecimento de água
na região. O empreendimento vai beneficiar cerca de 800
famílias de seis comunidades rurais. A obra, esperada pela
população há mais de 30 anos, foi anunciada pelo presidente
da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Marcelo
Nilo, e pelo gerente regional da CAR, João Durval Passos
Trabuco, o popular Gidú, no dia 20 de maio, em ato público
realizado na praça principal da localidade.
|Pág. 15
Nilo, Cícero Monteiro, Gidú e Nery no dia da assinatura do convênio em Salvador
Em entrevista, Jean do PT
fala da pré-candidatura
Secretário da Sema visita
a Chapada Diamantina
Assessoria
Divulgação
Itaetê comemora o Dia do
Gari com inclusão social
Assessoria
Leia também
Uma Segunda
­Opinião
Neste pensamento linear...
Pág. 02
Cultura
Pedagoga lança livro infantil
“A Fada Dia e o Duende Mante”
Pág. 03
Opinião
Vereadores cobram de João
Filho cumprimento de “acordo”
Pág. 05
Em Sintonia
Percepções do inferno; onde
começa a luta antimanicomial
Pág. 05
Chapada
Candidatos do PSD podem
se enfrentar em Bonito
Pág. 07
Legislativo
O Partido dos Trabalhadores de Itaberaba
já tem nome certo para a disputa eleitoral de
2012. Trata-se do líder do MST na Chapada,
Jean do PT, que fala com exclusividade sobre a
situação política do município e da desastrosa
gestão do prefeito João Filho (PP).
O secretário estadual do Meio ­Ambiente,
Eugênio Spengler, esteve na Chapada
­Diamantina no dia 26 de abril para fiscalizar
e suspender a captação de água do Rio Utin­ga
- uma operação deflagrada por ele para garantir
o abastecimento de água na capital.
A Prefeitura de Itaetê, por meio da admi­­
nistração “A experiência de uma vida a serviço
do povo”, comemorou o Dia do Gari. A festa
em homenagem à data (16 de maio) ­aconteceu
no dia 19 e foi organizada pela ­Secretaria
­Municipal de Planejamento e Obras.
|Pág. 13
|Pág. 07
|Pág. 06
Câmara lança concurso para
alunos do ensino médio
Pág. 14
Publicidade
Confira os ganhadores do
Prêmio Qualidade 2012
Pág. 16
02
Editorial
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Nossa Editora
Deninha Fernandes
Editora Chefe
[email protected]
Olá, amigo leitor! Você
sabe que a Editora Jornal
da Chapada é uma empresa
familiar, onde os membros
da família Alves Fernandes
formam o Conselho Editorial.
O problema é que todos os
membros do conselho exercem hoje outras funções
paralelas e por conta disso
ultimamente ficou difícil
reunir todos. Por isso, no
mês de maio aproveitei o dia
das mães, decretei feriado
e promovi uma reunião do
Conselho Editorial do JC
em Salvador. Esta reunião
vinha sendo adiada há vários
meses.
A consolidação desta reunião ajudou a reforçar nossa
equipe envolvendo ainda mais
todos que se relacionam com
a editoração de nosso jornal.
Não só com a produção do
impresso, mas também com
as matérias que retransmitimos e produzimos para o
Blog do JC. Desde a matéria
de assessoria que colocamos
no ar até as que indicamos aos
nossos parceiros e contatos
na imprensa baiana.
É fundamental para quem
faz um trabalho como este, o
de produzir um jornal como
o Jornal da Chapada, refletir
sobre os feitos dos últimos
meses. É assim que você percebe o que deu certo, o que
podia melhorar, onde você
chegou ao seu limite e aonde
você podia ter ido mais. É
quando você se dá conta de
tudo o que fez e nem acredita
que conseguiu realizar... são
15 anos de trabalho!
E foram várias as conquistas e lutas durante esse período: a dificuldade do começo
da jornada, o primeiro exemplar, o primeiro exemplar em
cores, nossa home (www.jornaldachapada.com.br), onde
estamos conseguindo ir além,
com textos diversos, áudio,
vídeo, fotos, onde pudemos
colocar o nosso trabalho na
vitrine muito antes de chegar
a você na versão impressa.
Na oportunidade da reunião, demonstrei minha angústia com a limitação de
espaço do jornal, que normalmente implica na seleção
de conteúdo e redução de
textos. Claro que este fato
garante a característica de
simplicidade, fácil leitura e
diversidade, gerando elogios
por parte do público leitor e
o reconhecimento de um empreendimento bem sucedido.
Só nos falta dinheiro, o resto
temos prá dar e até vender, e
este sucesso todo é fruto da
qualificação e do comprometimento de toda nossa equipe
operacional.
Este encontro do Conselho
Editorial serviu para nos reciclarmos, discutirmos sobre as
melhoras que podemos fazer
na qualidade da impressão e
das fotos do nosso periódico,
além de conjecturarmos a
possibilidade de mudanças
no projeto editorial, para
continuar proporcionando
a você mais informação e
por consequência ampliação
do seu conhecimento. Este
foi o motivo do atraso da
circulação do nosso jornal
este mês.
Mas vamos ao que interessa. O mês de junho é de
homenagens aos três santos
católicos: São João, São
Pedro e Santo Antônio. Este
ano, a seca que assola a nossa
região deve diminuir a alegria
do povo, afinal as festas juninas se originaram da alegria
da colheita agrícola e as
festas, além de alegrarem o
povo da região, representam
um importante momento econômico, pois muitos turistas
visitam nossos municípios
para acompanhar os festejos.
O setor hoteleiro e o comércio aumentam os lucros e
geram empregos temporários
nestes municípios.
Nós, mantendo a tradição,
vamos ficar a noite de São
João em casa com a família e
tudo que faz parte das comemorações, como a fogueira e
as comidas e bebidas típicas.
Parece que apesar do estado
de crise em que se encontra
o município, o prefeito João
Filho vai fazer uma mega
festa. Pelo menos as atrações
são boas e devem atrair muita
gente para a cidade. Apesar
de achar mais importantes
os investimentos em políticas
públicas de convivência com
a seca, não vou criticar as
festas do gestor, até porque
gosto do período junino, e
por isso deixo o julgamento
da ação do prefeito para o
povo. Ele que deve saber o
que é melhor prá ele.
Até mais!
São João, eleições e produções midiáticas
Estamos lançando pela Editora Jornal
da Chapada mais uma edição de seu jornal
impresso. O periódico, que chega à sua
edição 133, continua seu crescimento na
região da Chapada Diamantina e em outras
do estado, sempre levando informações,
sugerindo pautas aos meios de comunicação e reproduzindo as notícias de agências,
site e blogs da Bahia e do Brasil, no seu
espaço virtual, o Blog do JC (www.jornaldachapada.com.br). Esse crescimento foi
comprovado com a homenagem do Prêmio
Qualidade 2012 – Itaberaba, que elegeu o
Jornal da Chapada como o impresso que
mais se destacou neste ano, por meio de
uma pesquisa de opinião pública.
Os textos da premiação podem ser
conferidos nas páginas 14 e 16 deste periódico, que ainda traz mais uma seleção
de boas notícias nos dois cadernos de oito
páginas cada, sendo metade colorida,
além das colunas fixas, as informações
de assessoria de imprensa e as opiniões
dos colunistas que completam o Jornal da
Chapada destes meses de maio e junho. As
novidades de educação, saúde, infraestrutura, lazer, cultura, política e curiosidades
passam pelos municípios associados e por
cidades vizinhas, mas também chegam às
bancas e aos assinantes outras notícias da
Bahia e do Brasil.
Para essa edição, o destaque fica com
a matéria de capa. O movimento intitulado “Paraguaçu Rio da Bahia” quer a
instalação de um núcleo da Companhia de
Desenvolvimento do Vale do São Francisco
(Codevasf) na Chapada Diamantina para
cuidar do maior manancial da região. A
matéria completa pode ser conferida na
página 9, abrindo o segundo caderno deste
impresso. Além desta matéria, ainda tem,
na página 7, o texto que explica a ação do
secretário estadual de Meio Ambiente nos
municípios de Utinga e de Seabra. Entenda
um pouco mais do racionamento da água
causado pelo longo período de estiagem.
Na página 3, os textos de cultura apresentam dicas de literatura, música, cinema
e moda, que dessa vez traz informações
para ajudar a montar um visual sem gastar
muito neste São João. Na sequência, nas
páginas 4 e 5, o leitor tem acesso a textos
curtos e artigos, como a coluna Espírita e a
da nova colaboradora do Jornal da Chapada.
A advogada Ana Christie M. Santana estará
conosco a partir desta edição trazendo a
solução para dúvidas e detalhes do mundo
jurídico. O espaço foi nomeado de “Entenda
Direito”, onde o leitor poderá acionar por
meio do e-mail [email protected]
com.br. Envie sua dúvida e participe.
Também nessas páginas têm os textos de
opinião e crítica, além da frase do mês que
traz um pouco, mas um pouco mesmo, do
que Carlinhos Cachoeira respondeu na CPI
que leva seu nome.
Nesta edição ainda tem mais denúncias
da gestão do prefeito de Itaberaba, o pepista
João Filho, que continua sua saga de improbidade administrativa. Agora ele é acusado
de contabilizar diárias falsas. As provas são
mais uma vez contundentes e a sociedade
aguarda o trabalho do Ministério Público,
que também continua a passos curtos. Até
agora João Filho só acumula as denúncias,
nenhuma providência foi tomada pelos órgãos competentes. O texto dessa denúncia
pode ser conferido na página 12. Lá o leitor
também encontrará texto sobre as reuniões
que debateram a criação da Associação
dos Portadores de Doença da Chagas na
região.
Na página 13, o Ponto de Entrevista
traz o pré-candidato do PT para a prefeitura de Itaberaba. Ele critica a gestão do
atual prefeito e aponta mudanças administrativas que farão parte de seu programa de
campanha eleitoral para outubro de 2012.
Sobre as eleições, o Jornal da Chapada ainda traz notas com fotos de pré-candidatos
em municípios como Bonito, Macajuba,
Ruy Barbosa e Nova Redenção. Traremos
em todas as edições mais informações
de outros pré-candidatos ao executivo e
legislativo em cidades da região.
Em Boa Vista do Tupim, o diretor
regional da CAR e um deputado estadual
anunciaram o sistema de abastecimento
de água do Iguape, distrito do município,
que beneficiará famílias de assentamentos
e de localidades vizinhas. O texto completo com cobertura do Jornal da Chapada
está na página 15. Antes, na página 11, o
leitor ainda confere como está a situação
do nepotismo em Itaberaba. O Projeto de
Lei do prefeito João Filho, que libera o
nepotismo, foi publicado no Diário Oficial
no mês de abril.
Nesta edição, voltamos a reverenciar
as datas comemorativas: 1º/06 - Dia da
Imprensa; 05/06 - Dia Mundial do Meio
Ambiente; 07/06 - Dia da Liberdade de
Imprensa; 07/06 - Corpus Christi; 11/06 Dia da Marinha Brasileira; 12/06 - Dia dos
Namorados; 17/06 - Dia do Funcionário
Público Aposentado; 19/06 - Dia do
Cinema Brasileiro; 21/06 - Início do inverno; 24/06 - Dia de São João; 29/06 - Dia
de São Pedro e São Paulo; 29/06 - Dia do
Pescador.
Uma Segunda Opinião
Frederico Alves Fernandes
Advogado pela Universidade Tiradentes
[email protected]
Neste pensamento linear...
... Como explicar prá a população que o
mesmo Judiciário que disse que jornalista
sem diploma é jornalista, votou pela necessidade do exame da OAB para o exercício
da advocacia? Ou seja, o cara, prá ser advo­
gado, além de ter diploma, precisa ainda de
um plus: passar no teste da ordem. Já prá
ser jornalista, lhe basta a coragem.
Registre-se que ter ou não diploma
nunca foi requisito prá nada. Quem nunca
ouviu histórias de gente analfabeta rica e
bem sucedida, e gente com diploma fazendo as maiores besteiras em suas festinhas
particulares, esquecendo-se de honrar seus
compromissos? Mas, isso também não é
a regra.
A regra é que ninguém gosta de discutir
com alguém calado. Gandhi fazia isso e
os ingleses morriam de ódio. O Carlinhos
Cachoeira foi fazer na CPMI (m de mista)
e a senadora Kátia Abreu quase voou no
pescoço dele. Mas, triste mesmo, foi ver
o Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro
da Justiça, como patrono do bicheiro.
Moralmente, eu tô falando. Legalmente,
o advogado deu um show. “Robou” prá si
o show que os deputados e senadores tão
querendo fazer em ano eleitoral. Agarrou
o direito de permanecer calado com unhas
e dentes.
Falando em unhas, como não lembrar
do caso Carolina Dieckmann? Alguém já
viu outro caso policial ser resolvido com
tanta agilidade? Impressionante. Fora os
casos de corrupção, que não são poucos, a
polícia é de fato o órgão mais efetivo do país
quando quer ser. O problema é que quase
sempre não quer.
Descobriu-se os autores, o IP, a conta
de internet dos caras... só não descobriram
porque uma atriz que sempre se recusou a
posar nua, guardava tantas fotos pelada em
seu computador. Coisas dela, né?
Talvez um dia ela apareça e faça como
a Xuxa no Fantástico, que quase 20 anos
depois apareceu prá dizer que sempre amou
de paixão o Ayrton Senna. Ousei pensar que
se fosse Pelé quem tivesse morrido, o amor
seria ele e não o piloto.
Essa entrevista da rainha dos baixinhos
gerou muita polêmica pelo lance dos abusos sexuais que a apresentadora sofreu na
infância. Caso gravíssimo, realmente. Mas,
na minha opinião, a principal notícia deveria
ser o fato de que o pai de Sasha, Luciano
Szafir, nem foi citado na matéria. Pobre
reprodutor.
Pobre da Dilma que já mudou as regras da poupança, reduziu IPI de carros, e
diversos impostos para as indústria, tudo
para fomentar o consumo e evitar a crise
europeia. Não é possível que ninguém saiba
que os ricos não irão repassar os descontos
para a população. Em tempos de crise, rico
guarda o seu dinheirinho e acumula o máximo que puder.
Não posso falar de minha cidade.
Nepotismo virou lei por lá. Lá prefeito pode
comprar terreno da própria família com
dinheiro público. Cansei de lá!
Na dica cultural: Vale a pena rir com
a Comédia MTV, toda quinta, às 22h30, e
aprender história com o programa Dossiê
Globo News, com Geneton Moraes Neto.
Simplesmente, perfeitos!
Ano de eleições e posso dizer que já
coloquei preço no meu voto. A campanha
continua: venda o seu voto para o maior número de candidatos possível e vote naquele
que não comprou. Faça como mandou o
Varela: passa o vassourão neles!
Expediente
JORNAL DA CHAPADA
Endereços: Rua Rosalvo Cardoso, Nº 113 - Urbis - CEP: 46.880.000 - Itaberaba/Ba - Tel.: (0**75) 9996-6836 ou
(0**71) 8878-9657 - e-mail: [email protected]
Data de Fundação: Setembro de 1997
E D I T O R A
Editora Chefe, Supervisora de Vendas e Redação: Deninha Fernandes
Coordenador Administrativo e Diretor Financeiro: José Carlos Leal Fernandes
Coordenação Editorial e Redação: Vitor Fernandes (DRT/BA 2430)
Conselho Jurídico: Mércia Cristiane Machado Tavares Fernandes (OAB/SE 4651)
Diagramação e Arte-Final: Agência Comunica Bahia - [email protected]
Diagramador Responsável: Vitor Fernandes
Revisão: Agência Comunica Bahia
Colaboradores: Walmir Brito / Frederico Alves de Fernandes / Adalício Neto (DRT/BA 2419)
Jornal da Chapada
Impressão: Gráfica Correio
Tiragem: 10.000 exemplares
Circulação: Salvador, Chapada Diamantina, Irecê, Juazeiro e Aracaju (SE)
OBS: O JORNAL DA CHAPADA NÃO SE RESPONSABILIZA PELO CONTEÚDO DAS MATÉRIAS EXPOSTAS
NAS COLUNAS ASSINADAS.
Cultura
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Musical Jovem
Roteiro
03
Criolo esbanja criatividade
A Fada Dia e o Duende Mante
Artista é mais um que disponibiliza suas músicas na rede
Livro infantil da pedagoga baiana Kalypsa Britto
Reprodução
“Nó Na Orelha” é o último trabalho do rapper paulista
Um sulista que com certeza sabe valorizar a cultura nordestina e a africana.
Melhor, um paulista que sabe
suingar. Sem xenofobia, mas
com a consciência de que
o hip hop cresce cada vez
mais entre os artistas, o
Jornal da Chapada traz o
músico Criolo para a coluna
Musical Jovem desta edição. Seguindo um estilo que
ainda atinge uma minoria
no Brasil, o batizado Kléber
Gomes conseguiu a façanha
de ser reconhecido como
um cantor de Rap talentoso
e compositor inspirado, embora já seja veterano nesse
segmento - está na estrada
desde 1989, mas só chamou
a atenção da mídia musical
nacional em 2010 com a divulgação dos dois primeiros
singles de seu novo disco.
Suas produções podem
ser conferidas no site http://
www.criolo.net/. Seu hip
hop foge do convencional, pode dar visibilidade a
outros cantores do gênero,
como o Emicida. Criolo foi
consagrado no VMB 2011,
premiação da MTV, onde
fez excepcional dueto com
Caetano Veloso cantando
“Não Existe Amor em SP”,
música que já virou um hino
para os amantes do gênero,
tornando-se um hit e atingindo a todas as classes.
Criolo usa o hip hop para
revelar grandes problemas
sociais (o que não chega a
ser novidade para o Rap) e
um pouco de autobiogafia,
salientando as dificuldades
de ser um cantor independente e exaltando a solidão
pessoal existente em cada
um na principal cidade brasileira. Entretanto, Criolo não
se prende apenas ao estilo
musical citado. Para rechear
o disco “Nó Na Orelha”, lançado de forma independente
e que já caiu nas graças da
crítica e do público, contou
com produção de Daniel
Ganjaman e Marcelo Cabral.
Nesse disco, o rapper
abre um leque de variações
musicais usando do soul,
samba, reggae e muito da
MPB atual para expor suas
ideias. Criolo abandona o
“sobrenome” Doido, que o
acompanhava há anos, e
mostra que além de ser um
grande rapper com influên­
cia no cenário nacional,
sendo um dos criadores da
Rinhas dos MC’s. “Bogotá”
abre o disco em ritmo latino
conduzido pela percussão e
guitarra, seguido por belas
frases feitas por um naipe
de metais que está presente
em toda faixa com partes
que fazem toda a diferença. “Subirusdoistiozin” foi
o primeiro single do álbum,
escolha muito bem feita,
pois a música é uma das
melhores do disco e deixa
clara a intenção de Criolo
de misturar o Rap com
outros estilos. O arranjo
da faixa conta com a base
tradicional do Rap feita
por uma bateria eletrônica
e adiciona instrumentos
como piano, guitarra, baixo
e trompete.
O disco traz outras músicas com estilos diversos,
como “Freguês Da Meia
Noite”, onde mostra Criolo
como um cantor de Bolero
brega acompanhado de
um instrumental bem característico do gênero, e
“Grajauex”, onde o cantor/
rapper volta às raízes falando de seu bairro natal com
rimas rápidas e bem feitas,
como se estivesse em uma
batalha de MC’s.
Dicas para o São João
O São João está chegando e é hora de se preparar!
Afinal, ir a uma festa junina
sem estar a caráter é muito
sem graça, principalmente
porque o mais engraçado da
festa junina é ver as pessoas
vestidas de caipiras. Para
compor o figurino é preciso
ter criatividade, pequenos
detalhes fazem toda a diferença. Só não deixe para
montar a sua roupa caipira
em cima da hora. Pensando
nisso, o Jornal da Chapada
traz algumas dicas para resolver o problema da fantasia
junina, seja você homem ou
mulher.
Os vestidos de festa junina
derivam das roupas típicas
européias que, por muito
tempo, foram usados pelas
mulheres do interior do país.
Assim, o tradicional corpete
trançado na parte de cima
se mantém na maioria dos
modelos. As cores fortes e as
estampas refletem toda a alegria e despojamento dessas
festas típicas. A saia bem rodada e com babados permite
movimentos leves durante a
dança. As mocinhas podem
resgatar do armário vestidos
ou saias floridas e em cor
única e acrescentar retalhos
Os contos tomam conta do imaginário coletivo.
Quem nunca sonhou com
duendes ou fadas que atire
o primeiro diamante. Na coluna Roteiro desta edição, o
destaque fica por conta do
livro infantil “A Fada Dia e o
Duende Mante”, da pedagoga e especialista em educação para crianças, Kalypsa
Britto. A publicação traz
ilustrações com paisagens
da Chapada Diamantina
da artista plástica e desing
paulista, Verônica Silva de
Souza Sakai.
Na sinopse do livro de
Kalypsa, há um pouco dos
elementos que podem ser
encontrados na leitura. A
narrativa começa quando
“tudo transcorria bem no
amanhecer da Chapada
Diamantina, até que a Fada
Dia ouve um barulho estranho nas proximidades da
Cachoeira da Fumaça e voa
para espiar, deparandose com o Duende Mante,
escondido entre as pedras,
segurando um enorme diamante”. A partir daí inicia-se
uma aventura pelas belezas
naturais do Parque Nacional
da Chapada Diamantina.
A obra narra uma empolgante história de amizade entre uma fada e um
duende que vivem no Reino
Encantado da Chapada
Diamantina e possuem a
missão de cuidar dos seres
humanos e da natureza.
Os leitores são envolvidos em temáticas como
meio ambiente, cidadania,
geografia, história, língua
portuguesa, ciências, matemática, ética e filosofia, de
uma forma simples, criativa
e aguçando a imaginação
do leitor.
Sobre a autora
Kalypsa Britto é pedagoga, habilitada em Educação
Infantil e Magistério nas
Séries Iniciais do ­E n­s ino
Funda­mental pe­la Uni­ver­
sidade do Estado da Bahia
(Uneb). Apaixonada pela
região onde nasceu, ela
escreveu seu primeiro livro
durante a experiência de
gestar a política pública
de educação municipal na
cidade de Andaraí, quando
constatou a inexistência
de livros que permitam um
trabalho educativo a partir
da realidade e das especificidades da região da
Chapada Diamantina, um
paraíso natural, localizado
no coração da Bahia.
Divulgação
Kalypsa é pedagoga e autora
do livro educativo
Muitos poderes e um “Deus fraco”
Reprodução
de tecidos, ou outros acessórios que acompanham os
vestidos e as roupas femininas de festa junina, como
as meias coloridas, tiaras,
brincos, colares, pulseiras e
chapéus de palha, tudo no
melhor estilo caipira. Nos pés
podem-se usar sapatilhas
(estilo de dançar forró), botas,
sapato boneca ou sandálias
de couro rasteirinhas.
Para completar, abuse da
maquiagem, que pode ser
bem forte, não esqueça o
batom vermelho e as bochechas rosadas, com pintinhas
pretas. As trancinhas dão o
toque final, use fitas de cetim
para prender cabelo e fazer
as tranças. Mas se você não
tiver tempo para compor um
look junino assim, não desanime, você pode entrar no
A publicação tem ilustrações que remetem às paisagens da Chapada Diamantina
Cinema
Mundo Fashion
Da Agência
Comunica Bahia
Divulgação
clima com calça jeans, camisa xadrez, lenço no pescoço,
bota e chapéu.
Para os mocinhos, basta
arranjar uma camisa xadrez,
chapéu de palha ou de couro,
calça jeans, suspensório e
um lenço para colocar no bolso da camisa. Pode-se optar
por um estilo mais country
ou mais caipira, o diferencial
estará nos detalhes, quanto
mais retalhos de tecido na
calça e na camisa, mais fiel
à vestimenta caipira. Para
um visual country abuse do
couro no chapéu, na bota e
no cinto. Não esquecer de fazer o bigode, o cavanhaque,
ou a costeleta com lápis (de
maquiagem), para fechar o
look. Inove, abuse das cores
e dos materiais a serem feitas
as suas roupas juninas.
Por Adalício Neto
A reunião de vários heróis
em um só filme após o boom
das fitas sobre super-heróis
só havia acontecido com a
sequência dos X-Men. Neste
fim de semestre a Marvel
Studios, estúdio pertencente
à mesma editora dos mutantes, produziu o filme Os
Vingadores, uma equipe formada por Capitão América
(Chris Evans), Hulk (Mark
Ruffalo), Homem de Ferro
(Robert Downey Jr.), Thor
(Chris Hemsworth), Viúva
Negra (Scarlet Johansson)
e Gavião Arqueiro (Jeremy
Rener). Desses apenas os
dois últimos não tinham sido
apresentados ao público nos
cinemas.
Loki (Tom Hiddleston),
irmão de criação de Thor, rouba o Cubo Mágico utilizando
suas habilidades paranormais
de controle da mente. Com o
artefato ele consegue apoio
de extraterrenos para invadir
e destruir o planeta Terra. A
junção dos Vingadores é imprescindível e inevitável.
A reunião deles é uma tentativa de Nick Fury (Samuel
L. Jackson), líder de uma
corporação secreta chamada
SHIELD, de manter o mundo
protegido de sujeitos perigos
como Loki. O recrutamento
acontece de formas variadas
e inusitadas, como no caso
de Hulk, feito pela agente
Natasha Romanoff (Viúva
Negra) na Índia.
Tony Stark (Homem de
Ferro) prefere trabalhar sozinho, mas após conhecer o
conteúdo das pesquisas da
SHIELD decide colaborar, à
sua maneira. As personalidades contrastantes desses vários heróis se tornam um problema para Fury justamente
enquanto há um ataque de
proporções catastróficas realizado por Loki. Já Thor entra
no dilema de ter que lutar
contra aquele que considerava um irmão e ainda tenta
aconselhá-lo em vão.
Apesar da preocupação
de tratar de um filme baseado
em uma revista em quadrinhos específica, o foco em
apenas um vilão foi um ponto
fraco. Poderia ter se criado
mais ação ainda com outros
personagens malfeitores em
um filme como esse, de mais
de duas horas de duração.
No entanto, isso não desmerece a capacidade de
apresentação dos membros
da SHIELD nessa que deve
ser a primeira aventura de
algumas.
Há rumores de que pelo
menos mais uma fita dos
Vingadores deve sair. Não
será por falta de sucesso nas
bilheterias, se considerarmos
que até o começo de maio,
apenas 11 dias após sua
estreia no Brasil, ela já tinha
alcançado a marca de U$$
700 milhões de dólares em
todo o mundo. O que resta é
esperar para vê-los em ação
talvez em 2015.
Site Oficial
04
Atualidades
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Carros
Fique por dentro
Chrysler 300C 2012
Reprodução
Carro de luxo que custa no Brasil mais de R$ 170 mil
Segundo informações da
mídia nacional, o 300C se afastou do mercado brasileiro em
2010 durante uma espécie de
reclusão da Chrysler, que atravessava uma reestruturação,
no Brasil inclusive, onde precisava rever seus rumos. Com
a volta do equilíbrio financeiro
e vivendo um momento globalmente mais feliz que o da própria Fiat, sua outrora salvadora,
a Chrysler retoma a comercialização do imponente sedã
no Brasil. Mantendo algumas
características da antiga geração, perdendo outras, o novo
300C volta por R$ 179,9 mil,
se debatendo entre a coerência
e a contradição.
O estilo mais bruto, que nos
Estados Unidos caiu no gosto
de cantores de rap, foi lapidado.
Foi-se a personalidade, ficaram
os traços imponentes (linha de
cintura alta, próxima do teto;
capô longo) e o resultado é um
desenho que deve ganhar mais
admiradores ao redor do mundo – principalmente na Europa.
Espírita
Internamente a contradição fala
mais alto. O acabamento não
deixa a desejar, mas há certa
frieza em parte do painel que
forra as portas e o plástico que
vai no volante e abunda no
console central é de qualidade
(e visual) discutível.
Velocímetro e conta-giros
são iluminados por um tom
azul de bom gosto, mas o
display central, onde estão
informações do computador
de bordo, poderia ser menos
tímido. A tela central sensível
ao toque traz excelente visualização do GPS (por conta do
seu tamanho avantajado), mas
não oferece câmera de auxílio à
ré – embora os alertas sonoros
estejam tanto lá quanto na parte
frontal do carro.
Ainda tem ajuste elétrico de recuo ou avanço dos
pedais, aquecimento do banco traseiro (os da frente têm
também ventilação), volante
aquecido, porta-copos dianteiros que aquecem ou refrigeram a bebida e espelhos
retrovisores memorizáveis.
Outros itens não tão raros, mas
igualmente necessários nessa
faixa de preço, também estão
lá: ar-condicionado digital de
duas zonas, coluna de direção
ajustável eletricamente, faróis
bixenônio adaptativos, sistema
de som premium (Alpine) com
nove alto-falantes e teto solar
panorâmico, entre outros. Na
segurança, o 300C traz airbags frontais, laterais dianteiros
e do tipo cortina; controle de
estabilidade e ABS.
Já o motor Pentastar V6,
de 286 cavalos e 34,7 kgfm
de torque, é digno de elogios
(não à toa foi eleito um dos
melhores propulsores de 2011).
Responde prontamente às investidas do condutor, tem sonoridade empolgante e alcançou a
interessante média de 8,5 km/l
durante o teste. O câmbio de
oito marchas, da alemã ZF,
também é referência. Troca as
marchas suavemente, na hora
certa, e entende bem o que o
motorista deseja. Na estrada, a
120 km/h, fez o motor girar a
incríveis 1.100 rpm.
Por Licurgo Soares de Lacerda Filho
Arbítrio dos espíritos
Quando criança, nós, espíritos, estamos sujeitos às
limitações impostas pelo corpo
físico e às necessidades de
adaptação ao meio material,
no qual somos inseridos. Neste
ponto de vista, quase não exercemos a liberdade de escolha,
já que, até mesmo para as
necessidades básicas, precisamos de ajuda. Até um certo
momento, comemos, bebemos
e vestimos o que determinam
nossos pais ou responsáveis.
Passa-se o tempo, e vamos
nos tornando mais aptos a
viver no plano da materialidade. Passamos a pensar e agir,
modificando o mundo à nossa
volta. Pensar e agir constituem
as mais singulares formas de
expressão da individualidade e
sempre refletem a experiência
obtida nas encarnações precedentes, bem como, a influência
exercida sobre nós, na presente
encarnação, proveniente de
nossos pais, educadores e daqueles que nos cercam.
Com o tempo, amplia-se
a diversidade de escolhas e
decisões, e, de forma diretamente proporcional, dilata-se a
responsabilidade, isto é, a obrigatoriedade de responder pelo
resultado de nossos atos. Isso
nos leva à conclusão de que o
desenvolvimento da liberdade
de escolha está intimamente
relacionado à responsabilidade que se possa ter por suas
consequências.
Assim acontece durante
toda a nossa jornada como
espíritos. Inicialmente, quando agimos sob o império dos
instintos, e a razão está em seu
estado embrionário, preocupamo-nos apenas com as nossas
mais elementares necessidades. Com as idas e vindas na
carne e o consequente desenvolvimento intelecto-moral,
vamos melhor nos identificando e conhecendo nosso papel
perante a vida. Estrutura-se o
discernimento acerca do bem e
do mal, amplia-se a responsabilidade por nossos atos, pois
que estes decorrem de decisões
Entenda Direito
baseadas na prevalências da
razão.
Não há dúvidas: “escrevemos” nossos “destinos”,
considerando as escolhas e
opções que fazemos, dentro
do meio em que estamos inseridos; tudo isso, levando em
conta os atos que deveremos
ensejar no campo das reparações. Nesse momento, para o
espírito que aí se enquadre, o
livre-arbítrio já é uma realidade. Dizem-nos os espíritos
superiores que: Deus criou
todos os espíritos simples e
ignorantes, isto é, sem saber. A
cada um deu uma missão, com
o fim de esclarecê-los e de os
fazer chegar progressivamente
à perfeição [...].
A meta, a diretriz, o horizonte de todo espírito é, portanto, a perfeição. Em linhas
gerais, é possível correlacionar
a evolução moral-intelectual
do espírito e o desenvolvimento de seu livre-arbítrio, sendo
ambos elementos da jornada
rumo à perfeição, que pode ser
feita por diferentes e infinitos
caminhos. Por isso, é natural
que cada qual, à medida que
realiza sua jornada evolutiva –
seja no plano material ou espiritual -, escolha o caminho que
percorrerá, dentre a infinidade
de opções que lhe surgirão pela
frente, resultando, daí, que a
perfeição espiritual seja alcançada com menor ou maior brevidade – se é possível utilizar
esta expressão quando se trata
da evolução do espírito.
Ao final, o que em verdade interessa é construir
nosso amanhã por meio da
ação efetiva no hoje; sabendo
que pelo uso do livre-arbítrio
poderemos até mesmo errar,
tendo sempre oportunidades
de reparação. É necessário, porém, considerar os lamentáveis
entraves que podem advir da
insistência em permanecermos
conscientemente no erro, utilizando de forma equivocada
nosso livre-arbítrio e tornando
mais árdua nossa jornada evolutiva.
Ana Christie M. Santana*
STF quer julgar o mensalão
em junho ou agosto
Antônio Cruz/ABr
O presidente do Supremo
Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, preparou dois cronogramas para o
julgamento da Ação Penal 470,
o processo do mensalão. No
primeiro cenário, o início é previsto para junho, e na segunda
opção, o julgamento começa
em agosto. Na primeira simulação, o julgamento começa no
dia 4 de junho e termina no dia
22 de agosto, com oito sema-
Rádios poderão financiar
equipamentos pelo BNDES
Foi aprovado no dia 23
de maio, na Comissão de
Ciência e Tecnologia do Senado (CCT), o Projeto de Lei
556/07, que permite às rádios
comunitárias receberem recursos do Banco Nacional de
Desenvolvimento Econômico
e Social (BNDES). O financiamento poderá ser usado para
aquisição de equipamentos,
modernização das instalações
ou para a produção de programas culturais e educativos,
assim como cursos de formação profissional. O senador
Walter Pinheiro (PT-BA),
relator do projeto na CCT,
justifica o parecer favorável
lembrando da dificuldade que
as emissoras comunitárias
têm para se manter. “Havia
a lacuna do financiamento.
As rádios comunitárias não
Caro leitor, é com satisfação
que informamos que a partir da
próxima edição o Jornal da
Chapada terá uma coluna jurídica. Vamos nos dedicar a assuntos relacionados ao Direito
e à Justiça, buscando sempre
identificar as maiores dúvidas
da população e esclarecê-las
com base na lei, nas decisões
é fundamental para o exercício
da cidadania.
Surge, assim, a nossa missão de procurar contribuir para
o esclarecimento dos temas
jurídicos de maior interesse da
comunidade e interagir com
você, leitor, respondendo aos
seus questionamentos nas edições posteriores à publicação
de cada matéria. Sua participação é fundamental e uma honra
para nós.
mais recentes dos tribunais e no
entendimento de especialistas
renomados em cada área que
for tratada.
O Direito é parte integrante da vida diária do cidadão,
estando sempre presente seja
nas suas relações familiares,
comerciais, trabalhistas, seja
nas suas obrigações e direitos
em relação aos entes públicos,
dentre outras. Não há, portanto,
como se pensar em uma sociedade livre, justa e politizada, se
aos indivíduos que a compõem
não for proporcionado acesso
amplo ao conhecimento dos
seus direitos e deveres para que
possam desenvolvê-lo na vida
em sociedade. Essa consciência
Até o próximo contato!
*Ana Christie M. Santana
é advogada militante nas áreas
Criminal/Cível/Direito Público
(OAB/BA nº. 31.940), professora em cursos preparatórios
para Concursos Públicos e especialista em Direito do Estado
pela Universidade Anhanguera
- UNIDERP - São Paulo.
Reprodução
podiam ter acesso a recursos
principalmente para aquisição de equipamentos, para
melhoramentos, e até gozar
de benefícios da legislação
existente”. O texto foi aprovado em caráter terminativo.
Se não houver manifestação
para que o projeto seja analisado em plenário, a proposta
segue para a Câmara dos
Deputados.
Depois de uma década, Câmara
aprova PEC do Trabalho Escravo
A Câmara dos Deputados
aprovou, no dia 22 de maio, em
segundo turno, a Proposta de
Emenda à Constituição (PEC)
do Trabalho Escravo por 360
votos favoráveis, 29 contrários e
25 abstenções. A matéria volta,
agora, ao Senado Federal, para
nova rodada de votações em
dois turnos. A PEC foi à votação
depois de dez anos tramitando
Nova colunista no Jornal da Chapada
Montagem do JC
nas e 105 horas de duração. O
recesso de julho é respeitado,
mas os ministros têm que trabalhar no feriado de Corpus
Christi. Na segunda hipótese,
o julgamento começa no dia 6
de agosto e termina no dia 20
de setembro, totalizando sete
semanas. Essa versão prejudica a participação do ministro
Cezar Peluso, que tem que se
aposentar compulsoriamente
até o dia 3 de setembro.
no Congresso. A votação em
primeiro turno ocorreu em agosto de 2004. A pressão em favor
do texto é grande e conta com
a participação de organizações
não governamentais ligadas à
defesa dos direitos humanos, de
centrais sindicais e do próprio
governo, que estão se mobilizando desde o ano passado para
garantir a aprovação.
Antônio Cruz/ABr
Secretaria de Cultura inscreve para
edital de Economia Criativa
O apoio à economia criativa – uso da inventividade e
do capital intelectual de indivíduos para lançar produtos
e serviços culturais inovadores, capazes de gerar renda e
emprego, além de fomentar
a cultura -, ganha um novo
reforço com a criação do
edital específico para a área
na Bahia. Devido à iniciativa
da Secretaria de Cultura do
Estado (Secult), por meio do
Fundo de Cultura da Bahia,
dinâmicas culturais deste
tipo, que têm como processo
principal nas atividades produtivas o ato criativo gerador
de valor simbólico, poderão
ser contempladas com apoio
de até R$ 80 mil. As inscrições estão abertas até 15 de
junho. Mais informações e
detalhes de editais no site da
Secult (www.cultura.ba.gov.
br).
Política
Opinião
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Deninha Fernandes
Vereadores cobram de João Filho
cumprimento de “acordo”
Reprodução/Google
Em Sintonia
05
Percepções do inferno; onde começa
a luta antimanicomial
Vitor Fernandes
Jornalista (DRT/BA - 2430)
[email protected]
Segurança digital ainda é um campo inexplorado
e que depende de regulamentação
O expressivo crescimento entre os tais vereadores e o
da internet, tanto em número prefeito. Segundo o texto,
de usuários como em porta- esse acordo garantia aos edis
bilidade, também fez crescer a reeleição com o apoio da
os crimes virtuais, ou seja, os máquina pública, vetando
delitos praticados através da inclusive o lançamento de
rede. Apesar da falta de uma possíveis candidaturas dentro
legislação específica, os cri- do grupo, como por exemmes virtuais, em sua maioria, plo, a de alguns secretários
são passíveis de qualificação municipais.
judiciária e o infrator pode ser
A princípio não dei créenquadrado no Código Penal dito ao texto, pois como já
Brasileiro, ficando sujeito às disse, considero o anonimato
penas previstas em lei.
uma ação covarde. Porém, ao
Digo isso porque fico per- ouvir a sessão da Câmara de
plexa com as notícias veicula- Vereadores de Itaberaba, no
das nos e-mails anônimos que dia 17 de abril, percebi que
vêm circulando em Itaberaba o conteúdo da denúncia tinha
e, graças à net, no resto do fundamento. Imagine, caro
mundo. Sim, porque a veicu- leitor, que durante a sessão o
lação das notas anônimas são vereador Zé Ontônio leu um
encaminhadas para as caixas discurso, assinado pelos quade e-mails de centenas de tro vereadores citados no epessoas. Na minha opinião, mail anônimo, que trazia parte
o indivíduo que se esconde atrás de um e-mail
“...o que o vereador
anônimo para acusar ou
Zé Ontônio não sabe,
chantagear alguém merece ser enquadrado em
é que seu pronunvários crimes: calúnia,
difamação, injúria, ameaciamento deu um
ça, divulgação de segredo,
“upgrade” na credifurto, dano, apropriação
indébita, prevaricação,
bilidade do Jornal da
estelionato, violação aos
Chapada...”
direitos, incitação ao crime, falsidade ideológica e
outros, dependendo, evidente- do conteúdo da mensagem
mente, das peculiaridades de eletrônica. Fiquei estarrecida
cada fato.
quando o edil, que também é
Mas, em alguns casos, formado em Direito, usou o
tenho constatado que as de- plenário do Poder Legislativo
núncias anônimas que estão para confirmar que a sua
circulando nas redes sociais, subser­viência e as dos seus
principalmente as que acusam pares em relação aos deshomens públicos em Itaberaba, mandos administrativos do
têm algum fundamento e cha- prefeito João Filho se dá por
mam a atenção de toda socie- conta de acordos políticos.
dade, principalmente de nós Para assombro dos que ourepresentantes da imprensa. viam a sessão no momento, o
Eu, por exemplo, recebi em vereador detalhou o acordo e
minha caixa de e-mail pessoal fez acusações à secretária de
uma denúncia anônima dando Governo, Marigilza Almeida
conta de que quatro vereado- Mascarenhas.
res do município de Itaberaba
O conteúdo do pronunse reuniram com o prefeito ciamento do vereador Zé
João Almeida Mascarenhas Ontônio, repito, só me surFilho para chantageá-lo.
preendeu por ser ele também
A narrativa anunciava que um profissional do Direito,
a chantagem teve como moti- mas por outro lado gostei de
vação a falta de cumprimento vê-lo deixar cair a máscara,
de um acordo político firmado provando para a população
porque alguns vereadores são
omissos, tendenciosos e ausentes das suas missões constitucionais. Ele só confirmou
o que sempre denunciei aqui,
a troca de favores e o legislar
em causa própria.
O que ele (o vereador Zé
Ontônio) não sabe, é que
seu pronunciamento deu um
“upgrade” na credibilidade
do Jornal da Chapada. Sim,
porque quando o vereador
cobrou do prefeito João Filho
respostas para as denúncias
veiculadas no Balanço Geral
da Rede Record, ele admitiu
que todas têm fundamento.
Mas, a cobrança veio tarde
demais, afinal, o Jornal da
Chapada foi a fonte da maioria das denúncias e quando
as publicamos a Câmara se
calou e ainda tentou descaracterizá-las com acusações
pessoais.
A maior incoerência
dos vereadores foi cobrar
do prefeito respostas para
as denúncias e rejeitar o
pedido de abertura de uma
CPI para investigá-las. Era
conveniente! Ou você não
sabe que foi a Câmara que
autorizou o prefeito João
Filho a comprar o famigerado terreno do cemitério?
Que foi a Câmara que aprovou as contas de João Filho
reprovadas pelo TCM, diante
de tantas irregularidades? Que
foi a Câmara que aprovou a
alienação dos bens públicos
com escritura falsa? Que
foi a Câmara que aprovou o
projeto de lei que legalizou
o nepotismo? Sem falar nas
benesses pessoais de cada um
dos vereadores, como, por
exemplo, o fato das esposas
dos vereadores Zé Ontônio e
Gerson Almeida serem funcionárias da Itaprev, a Caixa
de Previdência do município,
e tantas outras, que citarei em
outra oportunidade por falta
de espaço.
Diante do exposto, resta a pergunta: onde está o
Ministério Público?
Até mais!
Disse também que houve
Recebi várias críticas por ter
escrito um artigo para um site da muitos avanços com a atual
Bahia. Entendi que as críticas se política de saúde mental no
referiam à falta do deboche e do Brasil. Entretanto, é precihumor característicos desse au- so considerar que a mudança
tor que vos escreve. Entretanto, de paradigma ainda está em
não foi o primeiro artigo sério processo e há muito desafio a
que fiz. Aqui mesmo nesta colu- ser superado. O Movimento
na já escrevi sobre muitos outros Antimanicomial, por exemassuntos sérios. Mas acreditei plo, luta pelo cumprimento da
que no dia nacional de Luta Lei 10.216/01 e preconiza as
Antimanicomial, comemorado seguintes prioridades para o
em 18 de maio, pudesse contri- avanço da reforma psiquiátrica.
buir para esse importante debate. Primeiro, implementar, ampliar
Um debate que traz algumas e fortalecer as redes territoriais
percepções que mais parecem de atenção à saúde mental com
visões do inferno e isso deveria diversos serviços substitutivos,
ser mais discutido. Precisamos estreitando relações com imporquebrar alguns tabus sociais e tantes frentes de luta e cuidado:
começar a falar sobre aborto, direitos humanos, assistência
legalização de drogas, direitos social, educação, moradia, trafemininos e dos gays, prostitui- balho e economia solidária.
Segundo, que se busque
ção juvenil, abusos sexuais contra crianças e... mas não venha a extinção de toda e qualquer
comparar com o depoimento de forma de internação de cidadãos
em sofrimento psíquico em
Xuxa, pelo amor de Deus!
Tentarei repassar tudo que hospitais psiquiátricos, comuniescrevi no artigo de uma
outra forma, mas pra come“...precisamos é
çar é importante registrar
que em Salvador, duran­quebrar tabus e
te toda a semana da Luta
­começar a falar sobre
Antimanicomial, aconteceram diversas atividades
aborto, legalização de
culturais, mostras de vídeos,
palestras, debates e uma
­drogas, direitos dos
audiência pública, que cegays, abusos sexuais
lebraram a data. O encerramento das comemorações,
contra crianças...”
que começaram no dia 14
de maio, foi no dia 19, com
a 5ª Parada em Movimento do dades terapêuticas, manicômios
Orgulho Louco, que há cinco judiciários e em quaisquer
anos reúne usuários, familiares outros estabelecimentos de
e trabalhadores de saúde mental regime fechado. São locais que
nas ruas do Farol da Barra, com mais parecem com um inferno.
o intuito de chamar a atenção da Quem já assistiu aos filmes
sociedade para a luta pelos direi- que denunciam os tratamentos
tos das pessoas em sofrimento dados aos internos nesses locais
psíquico, contra as internações sabem do que estou falando.
manicomiais e o preconceito Bicho de Sete Cabeças e Um
em relação às pessoas chamadas Estranho no Ninho são alguns
de loucas, além de reivindicar o títulos que servem de dica para
avanço da Reforma Psiquiátrica procurar e assistir. Existem outros mais fortes, como Laranja
Brasileira.
No artigo publicado, me re- Mecânica. Tire suas próprias
feri ao Brasil como um país que conclusões!
Continuando, a terceira priodemonstrou avanços e desafios
na assistência às pessoas em so- ridade é entender e considerar a
frimento psíquico atendidas no política de atenção a usuários de
Sistema Único de Saúde (SUS) álcool e outras drogas como pare ainda trouxe informações de te integrante das ações em saúde
pesquisas. Logo no início um mental, devendo-se respeitar os
trecho apresentava o dia 18 de mesmos princípios da Reforma
maio como uma data que remete Psiquiátrica Antimanicomial,
ao Encontro dos Trabalhadores em que a centralidade está na
da Saúde Mental, ocorrido em construção de projetos terapêu1987, na cidade de Bauru, em ticos singulares.
Essas prioridades só puSão Paulo – um evento que
trouxe uma série de reflexões deram acontecer por causa do
sobre saúde mental, desinstitu- processo decorrente da mobicionalização e lutas em busca lização de trabalhadores, usude uma sociedade mais justa e ários e familiares dos serviços
de saúde mental, foi quando
democrática.
Frase
do
Mês
“Estou aqui como manda a lei para
­responder o que for necessário. Constitucionalmente, fui advertido por meus advogados
para não dizer nada e não falarei nada aqui.
Somente depois da audiência que eu terei
com o juiz, se eu, porventura, achar que eu
devo contribuir, eu virei aqui para falar”.
Disse o empresário Carlinhos Cachoeira durante “depoimento”
na CPMI que leva seu nome, no dia 22 de maio.
ocorreu a Reforma Psiquiátrica
Brasileira (RPB). Mais do que
denunciar os manicômios como
instituições de violências, o
movimento antimanicomial
propôs a construção de uma
nova rede de serviços voltada
para o cuidado da pessoa com
transtorno mental, em defesa
dos direitos humanos e do resgate da cidadania.
Afinada aos princípios da
reforma, instituída no país há
11 anos pela Lei 10.216/01,
iniciou-se a construção de um
modelo humanizado de atenção integral na rede pública de
saúde, que mudou o foco da
hospitalização como centro ou
única possibilidade de tratamento aos pacientes. Atualmente,
encontram-se em implementação no território brasileiro
redes de serviços substitutivos
de atenção em saúde mental e
diversas iniciativas intersetoriais nos campos do trabalho
e da cultura. E, certamente,
uma das principais conquistas da Reforma Psiquiátrica
Antimanicomial tem sido a
de afirmar, garantir e restituir
os direitos dos usuários, dos
familiares e da comunidade,
buscando garantir seu protagonismo e a participação
popular.
Ainda tenho dois parágrafos e queria falar sobre
muito mais. Porém, abdiquei
desse texto para reforçar
o que havia escrito no artigo
da luta antimanicomial, em
alguns trechos até literalmente
reproduzido para ser mais categórico. Mas posso comentar
rapidamente sobre a aprovação
da PEC do Trabalho Escravo.
Não vou negar, sou a favor que
tomem sim as propriedades
daqueles que mantêm trabalhadores em condições insalubres.
Que fique registrado!
Dito isso, foi lido o artigo!
Se vocês chegou até aqui é
porque não é doido. Então para
continuar, queria te dizer que
assim como duvidam que o
homem chegou à Lua, duvidam de tudo que a Xuxa disse
naquele depoimento exclusivo
para uma rede de televisão. Aos
49 anos de idade, Xuxa revela
que sofreu abuso sexual até os
13 anos. Na mensagem, ela afirmou que só falou publicamente
sobre os abusos que sofreu
para incentivar outras crianças
vítimas a não ficarem caladas e
que denunciem. Porque então
ficar calada durante esses 36
anos? Ou melhor, porque só
falar agora? Mais uma vez é
bom rever sua opinião.
Reprodução
06
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Itaetê comemora Dia do Gari
Divulgação
A solenidade foi prestigiada por autoridades municipais
No Brasil, os garis são os
profissionais da limpeza que
recolhem o lixo das indústrias e edifícios comerciais e
residenciais, além de varrer
ruas, praças e parques. Também capinam a grama, lavam
e desinfetam vias públicas.
Apesar de imprescindíveis
para a manutenção da limpeza
das cidades, o gari quase sempre passa despercebido nas
ruas. Mudando este conceito
e promovendo a inclusão, a
Prefeitura Municipal de Itaetê,
por meio da administração
“A experiência de uma vida
a serviço do povo” comemorou o Dia do Gari. A festa
em homenagem à data (16 de
maio) aconteceu no dia 19 e
foi organizada pela Secretaria
Municipal de Planejamento e Obras, comandada por
Edmílson Pinto de Santana,
em parceria com as demais
secretarias municipais.
A cerimônia aconteceu no
Centro de Convivência do Idoso, com a presença de diversas
autoridades municipais, como
o chefe do poder executivo,
Admar Matos, acompanhado
de sua esposa, a primeira dama
Lorene Rocha, os secretários
municipais de Administração,
Transportes Saúde, Agricultura, Planejamento e Obras,
além de representantes da Secretaria de Educação e Assistência Social. Representando
o Poder Legislativo estiveram
presentes os vereadores Manoel Missias e Jorge Andrade.
Ainda se fez presente o senhor
Leonidio Souza, representante
da Secretaria de Agricultura
do Estado da Bahia. Além dos
homenageados, os garis, também participaram do evento
diversos representantes da
sociedade itaeteense.
A solenidade foi dirigida
pelo assessor de Comunica-
Divulgação
O ponto alto da festa foi o sorteio de brindes aos homenageados
ção do município, Péricles
Junior, e foi iniciada com a
leitura de um texto reflexivo
apresentado pela secretária
municipal de Administração,
que explicou a origem do
nome “gari”. Segundo ela, o
termo é oriundo do francês
Pedro Aleixo Gary, que no ano
de 1876, organizou a limpeza
da primeira capital do brasil,
criando a Superintendência de
Limpeza Pública. Após a extinção da sucperintendência, a
organização do trabalho passou para seu primo brasileiro
Luciano Gari, que comandou
uma equipe de limpeza pú-
Chapada
homenagear os nossos agentes de limpeza que trabalham
de domingo a domingo para
manter a cidade limpa”, afirma Santana.
Já o representante do Estado, Leonídio Souza Filho,
também usou a palavra e em
discurso elogiou a atuação
dos assessores municipais,
com destaque para o anfitrião
da festa, o secretário de Planejamento e Obras, “que mudou
a cara da cidade, deixando-a
mais limpa e mais aconchegante para nela se viver”. Ele
ressaltou que “a homenagem,
além de muito bonita, é justa,
Divulgação
Nova Redenção apresenta
pré-candidato para 2012
Jornal da Chapada
O pré-candidato foi apresentado no ato público do Iguape
Na Chapada Diamantina,
alguns municípios começam
a definir seus pré-candidatos
para as eleições em 2012. Em
Nova Redenção, por exemplo, o pré-candidato do grupo
político do prefeito Ivan Alves
Soares (PT) foi apresentado
neste domingo (20), durante
o ato público de anúncio da
implantação da água do Iguape, zona rural do município de
Boa Vista do Tupim. Segundo
Soares, a definição pelo nome
de Ademar Martins aconteceu
depois de muitas reuniões do
diretório local do Partido dos
Trabalhadores e outras legen-
a atender e servir os anseios
das comunidades com espírito
solidário e humanista”, declara o prefeito Ivan Soares.
Mais informações sobre
o pré-candidato
O pré-candidato do PT,
Ademar Martins, conhecido também como Ademar
da Cooteba, é ligado aos
movimentos sociais, cooperativismo e associativismo
e sempre atuou em defesa
principalmente do homem
do campo na luta por melhorias da qualidade de vida.
Foi fundador do PT de Nova
Jornal da Chapada
O secretário Edmilson Pinto falou da importância do evento
blica, isto no tempo do Brasil
Império. Quando os serviços
de limpeza no Rio de Janeiro
não iam bem, os cariocas
chamavam a “Turma do Gari”
e solucionavam o problema.
Aos poucos o nome se generalizou e até hoje os profissionais da limpeza pública são
chamados de garis.
O secretário de Obras,
Edmilson Pinto de Santana, fez um discurso curto e
emocionado, talvez por ter
sido o idealizador do evento - fato ocorrido em Itaetê,
pela primeira vez em um
município que conta com 51
anos de emancipação política
e administrativa. “Estamos
implantando a Festa do Gari e
esperamos que se transforme
em uma tradição comemorar
o Dia do Gari em Itaetê. Essa
foi a maneira encontrada pelo
prefeito Admar Matos para
diante do grande valor que
tem esse profissional”.
A palavra final ficou por
conta do prefeito, que também
fez uma homenagem aos garis
e agradeceu aos seus assessores, que têm promovido ações
estruturantes que dignificam
a administração municipal,
e parabenizou o organizador
do evento. A festa teve a sua
culminância com o sorteio de
vários prêmios para os homenageados, com o patrocínio
de vários comerciantes locais,
a exemplo do Mercadinho Irisan, Serralheria do Fi, Bar “o
Sinucão”, Lojas Iguatemi, Fabiana Móveis, Luciano Calçados, Moveletro, Prefeitura de
Itaetê, Mercadinho Vitória e
outros, que contribuíram para
o enlevo dos garis e dinamismo do evento que encerrou
com um coquetel oferecido a
todos os presentes.
Programa Salto para o Futuro,
da TV Escola. As educadoras
estavam acompanhadas de
Neurilene Martins Ribeiro, do
ICEP, no programa com o tema:
“Coordenação Pedagógica em
Foco”, que foi ao ar no dia 13
de abril. Que coisa boa!
Tapiramutá, Nova Itarana,
Iramaia e Mundo Novo. A festa
de São João é a maior alegria
do povo nordestino! Parabéns
prefeitos, não pode existir festa
com sede e fome!
Ademar da Cooteba é também presidente do PT do município
das que formam a base da sua
administração.
“A escolha de Ademar
Martins foi um consenso
partidário e veio confirmar
a continuidade desse projeto
político iniciado há oito anos.
Neste período, alavancamos
no desenvolvimento do município, mas poderíamos ter
avançado ainda mais, principalmente na área social. Por
isso, acreditamos na vocação
dos membros do PT municipal com plenas condições de
conduzir o processo de forma
Redenção, levantando assim
a bandeira da democracia e
da inclusão social. “Ademar
da Cooteba é um militante
ligado às instituições que
trabalham diretamente com
o povo, foi um dos melhores
secretários de Agricultura da
história de Nova Redenção e
a população que depende do
serviço há muito tempo pode
confirmar, por isso o escolhemos para continuarmos na
luta em prol de uma melhor
qualidade de vida”, completa
Soares.
O Jornal da Chapada aguarda
a homologação dos nomes dos
candidatos a prefeitos e verea­
dores em alguns municípios da
Chapada Diamantina para se
pronunciar! Como diz o adágio
popular, “macaco velho não
mete a mão em cumbuca”!
do prefeito João Filho continua crescente, ninguém sabe
ainda quem será seu opositor.
Comenta-se que se juntarmos
os votos de protesto com os
votos conscientes, o pré-candidato do PSol, Renival Pinto,
pode ser a surpresa da eleição.
Nada mais justo, afinal é o
único que bate de frente!
E Pra Acabar
O MMA, ou seja, a disputa entre os vereadores de
Itaberaba e os secretários précandidatos do prefeito João
Filho, continua acirrado neste
primeiro round. Nocauteada, a
secretária de Saúde Maria José
Novaes voltou ao seu posto
prometendo revanche. Quem
vai sobrar, Filé ou Carne de
Pescoço?!
raba também decretou estado de
emergência por conta da seca.
Parece que falta dinheiro para
água e cestas básicas, mas está
sobrando para a contratação de
bandas, pois este ano a festa traz
ótimas atrações que com certeza
não tocarão de graça! “Agora
eles só pensam no circo”, diz
um vereador! Ou, esqueceram
o pão?
Por falar nesta disputa...
Os ex-secretários Lula Bocão
(Esporte) e Zé Francisco
(Fazenda) são os únicos que
continuam no octógono. O
problema é que o vereador
Zé Ontônio insinuou em sessão da câmara que ambos são
patrocinados pela máquina
pública! Será que o Ministério
Púbico já tem ciência do
fato?
Hipócrita é quem acredita
que aquele prefeito da Chapada
não faz nada errado. Aliás, é
mais hipócrita ainda o jornalista
que acredita nele. Para comprovar basta procurar saber como
ele atuou no mercado mobiliário
do estado, e com a Coelba!
A Prefeitura Municipal
de Milagres decretou estado
de emergência no município
no dia 13 fevereiro de 2012 e
agora, no final de abril, realizou a 20ª Festa de Vaqueiros
com atrações de peso como
a Banda Aviões do Forró!
São as contradições do ano
eleitoral!
Falando em festa... A
Prefeitura Municipal de Ita­be­
Falando neste prefeito... A
vereadora e o povo querem saber: Quanto custou cada ônibus?
16 mil ou 80 mil? Ah tá! Para
ele, superfaturamento não viola
os princípios da administração
pública. Falso moralista!
Foi animador ver que a
educação dos municípios de
Utinga e Wagner (Chapada
Diamantina) são destaques
nacionais. Temos gravado a
participação das coordenadoras de educação, Marlene
Alencar Bodnachuk (Utinga)
e Vanilda Silva (Wagner) no
São assustadores os dados jurídicos das administrações públicas do município de
Itaberaba nos últimos 10 anos.
Existem em andamento no judiciário aproximadamente 50
processos que tratam de prejuízos causados ao erário pelos
últimos prefeitos.
Por falar nestes processos... Pelo andar da carruagem, o prefeito João Almeida
Mascarenhas Filho vai bater o
recorde de Washington Neves.
Tendo em vista que existem
em andamento 16 processos
de Washington Neves e, com
apenas três anos de governo,
já existem 14 de João Filho em
andamento. Coitada da pobre
viúva!
Os municípios da nossa
região que reduziram os gastos
com a festa de São João foram
Lençois, Mucugê, Piritiba,
Amargosa, Marcionílio Souza
e Irecê! Que cancelaram foram
O governador Wagner que
se cuide! Dizem que seu candidato na eleição de 2014 vai
enfrentar o candidato do PPS!
Como? O PPS da Bahia tem
candidato forte? Não, PPS quer
dizer Polícia, Professor e Seca!
Kákáká.
O sociólogo e ex-presidente
do Brasil, Fernando Henrique
Cardoso, 80 anos, venceu o
prêmio Kluge, concedido pela
Biblioteca do Congresso dos
Estados Unidos a personalidades que se destacam pela
produção acadêmica na área
das ciências humanas não contempladas pelo Nobel. FHC
receberá um premio de US$ 1
milhão. Os organizadores do
Kluge destacaram o papel do
sociólogo “na transformação do
Brasil de uma ditadura militar
com alta inflação em uma democracia includente, com forte
crescimento econômico”. A
entrega da premiação acontece
em Washington, no dia 10 de
julho.
O Tribunal de Contas dos
Municípios (TCM) condenou o
prefeito de Marcionílio Souza,
Edson Ferreira de Brito, a devolver aos cofres municipais
a quantia de R$ 82.154,00,
além de aplicar multa de R$ 2
mil por constatar que o viceprefeito Edson Pires de Souza,
no período de janeiro a abril de
2009 e janeiro e fevereiro de
2010, recebeu indevidamente
pagamentos no montante de R$
82.154,00, por exercer também
a função acumulada de médico
na rede de saúde municipal. A
decisão cabe recurso!
Pacientes de Itaberaba e
região já podem fazer fisioterapia sem sair de casa. Chegou na
cidade a Cuidare - um serviço de
fisioterapia domiciliar individua­
lizado e equipado para prestar
atendimentos.
Por falar na eleição de
Itaberaba... A frente virou
fundo! Enquanto a rejeição
Rafael e Felipe, ambos
filhos de Cal Fernandes, devem estar maravilhados. Os
garotos, assim como o pai,
são torcedores fervorosos do
Esporte Clube Bahia, que saiu
do jejum de 11 anos que não
vence o Campeonato Baiano.
Parabéns Baêa!..
Por falar em “torcedor
roxo” do Bahia... Aqui vão
nossas felicitações para a nossa
editora Deninha Fernandes e
suas noras Rennatta Santana
e Laura Alícia Côrtes, além
de Sena da Telemar, Gilson
Couto, Marcos, David da Giga,
Sandoval da Rosário FM e
Maurício Teles. Graças a Deus
a macumba acabou!
Dois amigos estão causando
alvoroço na Chapada. Dizem
que até quartel general têm.
Será que as eleições de 2012
conseguirá unir inimigos?
Chapada
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Secretário estadual de Meio Ambiente visita
Utinga e suspende captação de água de rio
Divulgação
Na ausência justificada do prefeito, o secretário foi recebido por Guilherme de Cássio
Fiscalizar e suspender a
captação de água do Rio Utin­
ga, na região da Chapada Diamantina, foi o propósito da
operação deflagrada pelo secretário estadual do Meio Ambiente (Sema), Eugênio Spengler,
quando visitou o município no
dia 26 de abril. O secretário,
acompanhado de assessores e
de técnicos do Instituto do Meio
Ambiente e Recursos Hídricos
(Inema) e da Polícia Ambiental,
foi recebido no município pelo
secretário municipal de Cultura
e Meio Ambiente, Guilherme
de Cássio Peixoto, em virtude
da ausência do prefeito Joyuson
Vieira, que estava em Itaberaba
para acompanhar o sepultamento do seu pai, que falecera
no dia anterior.
Durante a visita, o secretário deu entrevistas ao Jornal
da Chapada e à Rádio Comunitária 105FM, comunicando
à população sobre a ação. Segundo Spengler, o objetivo da
operação na região foi garantir
o equilíbrio do abastecimento
de água para o consumo humano em toda a região da Bacia
Hidrográfica do Paraguaçu e
também de Feira de Santana e
Região Metropolitana de Salvador. Isso porque os rios da
Chapada Diamantina, que formam a Bacia do Paraguaçu, são
os principais alimentadores da
Barragem de Pedra do Cavalo.
“A nossa atitude é em virtude
da situação de escassez de
água nesse período da seca. A
Barragem de Pedra do Cavalo
está sofrendo um rebaixamento
diário de dois centímetros”,
afirma Spengler.
humano e dessedentação de
animais.
Ainda segundo Spengler,
os proprietários que utilizam
a água para fins econômicos
receberão um auto de interdição da atividade de irrigação
e caso a atividade continue,
as bombas e equipamentos
encontrados nos rios poderão
ser apreendidos pela equipe,
com o apoio do Departamento
de Infraestrutura de Transporte
da Bahia (Derba) e da Empresa
Baiana de Desenvolvimento
Agrícola (EBDA). “Ao so-
Divulgação
O município implantou vários sistemas de abastecimento de água...
brevoar a região, percebi ape­
nas trechos de rios que nós
sabemos que são permanentes,
mas que já estão sem ou com
muito pouca água. Isso demonstra que está acontecendo uma
captação maior do que deve­
ria”, informa o secretário.
Outras cidades
A mesma medida adotada em Utinga aconteceu em
Seabra e resultou na apreensão
de seis bombas hidráulicas
Divulgação
...como os das comunidades de Baixona I e II, levando...
Uso prioritário
A operação em Utinga
se estendeu até o dia 27 de
abril, tendo o grupo de técnicos fiscalizado as margens
do Rio Utinga e Paraguaçu
para identificar e suspender
a captação de água para fins
econômicos, mesmo para as
pessoas possuidoras de outorga (liberação). Os que não têm
o documento só poderão voltar
a captar quando regularizarem
a situação junto ao Inema. A
medida está baseada na Lei
Federal de recursos hídricos
que, em casos de escassez de
água, determina o uso prio­
ritário apenas para consumo
cidade. A operação deflagrada
pelo secretário da Sema conta­
bilizou, até aquele momento, a
apreensão de três bombas com
motor e a destruição de dois
barramentos.
O longo período de estiagem se instalou em diferentes
regiões do estado da Bahia,
produzindo os seus efeitos
negativos e nefastos sobre a
economia dos agricultores. O
problema é que a estiagem não
é um fenômeno inusitado, afinal esta foi prevista há longas
datas pelos estudos do Instituto
instaladas para irrigação às
margens do Rio da Prata,
responsável por 40% da água
que abastece a cidade, e na
desobstrução de duas barragens, para garantir o curso
do rio. Uma retroescavadeira,
que realizava operação ilegal
no Rio Campestre, também foi
apreendida e quatro proprie­
tários notificados. No início
desta semana, a mesma ope­
ração teve continuidade em
Vitória da Conquista, com o
objetivo de aumentar o volu­
me de água que chega às
barragens Água Fria I e II e,
consequentemente, garantir
o abastecimento de água na
de Atividades Espaciais (IAE)
de São José dos Campos.
Esta previsão foi chamada de
“prognóstico do tempo a longo
prazo” e baseia-se em pesquisas cuidadosas fundamentadas
no histórico pluviométrico da
região nordeste. A cada 26
anos ocorre uma grande seca,
como aconteceu a de 1979/84
quando o Departamento Nacional de Obras Contra as
Secas (Dnocs) e outros órgãos
dos estados nordestinos receberam antecipadamente
relatórios sigilosos analisando
e alertando para o que iria
ocorrer. Não é um modelo
matemático na acepção do
termo, mas um “método estatístico de correlação,” estudo
que passou a merecer toda a
credibilidade dos técnicos e
dos poderes administrativos.
Tem um estudo dessas secas
acontecidas desde a chegada
de Tomé de Sousa ao Brasil. A coincidência é total, a
cada 26 anos acontece uma
grande seca. Exemplificamos
só algumas: 1582/84-1777/801877/80 -1930/33 1957/59 e
por aí vai a ciclometria das
secas.
Curtas
População critica
ação do governo
A ação do Governo do
Estado em Utinga foi muito
criticada pela população e principalmente pelos produtores
rurais. “O município é uma
região eminentemente agrícola, uma das características
mais peculiares do Rio Utinga
é a sua perenidade, sendo que
sua vazão dentro de Utinga
encontra-se em perfeita normalidade e não temos notícia
de alguma comunidade que se
abasteça do rio esteja com o
fornecimento de água para consumo humano comprometido”,
declara o secretário municipal,
Guilherme de Cássio.
Ainda segundo o titular da
pasta em Utinga, a preocupação
é de que, se os efeitos da seca
já estão castigando tanto o povo
desta cidade, qualquer ação que
venha a impactar na produção
agrícola do município quebrará
a economia, levando, em curto
espaço de tempo, do estado
de emergência ao estado de
calamidade pública.
As críticas feitas pela população de Utinga à ação do
governo de Jaques Wagner
têm sentido, afinal, segundo
o ex-diretor da Companhia de
Desenvolvimento dos Vales do
São Francisco e do Parnaíba
(Codevasf) e do Dnocs, o engenheiro Manoel Bonfim, a
Bahia foi o estado do Nordeste
que menos se preparou para
lidar com o longo período de
estiagem que atinge o estado.
“A seca não é surpresa para as
autoridades e para os estudiosos
que conhecem a pluviometria
da região. O Instituo Nacional
de Pesquisas Espaciais [Inpe]
fez, há mais de 40 anos, um
estudo sobre a corrente de secas”, afirmou Bonfim, ao lembrar que as grandes secas, como
a que assolou a Bahia em 1980,
se repetem aproximadamente a
cada 26 anos.
A administração do prefeito Joyuson Vieira, nestes
quase oito anos de mandato,
procurou suprir pelo menos
as dificuldades de água para
o consumo humano, segundo
dados apresentados pela Se­
cretaria Municipal de Cultura
e Meio Ambiente, implantando
no município vários sistemas de
abastecimento de água como
os de Lajinha, Pau-Pebas, Cajueiro-Lapa, Cajueiro-Barbado,
Vila São Domingos, Igrejinha,
Grotão, Encantada, Baixona
I e II, Amargoso e Grama.
Estão em fase de implantação
os sistemas de Pé de Serra,
Lajinha-Antônio José e Lajes.
O município expandiu também as redes de Cabeceira do
Rio, Riachão, Jiboia, Cambuí,
Umburana, Baixa do Cedro,
Cajueiro, Pedrinhas e Ladeira
Vermelha.
07
Luisele Ramos pode unificar
oposição em Ruy Barbosa
No município de Ruy
Barbosa a reeleição do prefeito José Bonifácio Dourado (PT) vai ser jogo duro!
Bonifácio, que conta com o
apoio do vice-governador e
secretário Otto Alencar, deverá enfrentar a pré-candidata do PTC, a doutora Luisele
Ramos. Ela é médica, esposa
do ex-prefeito Pedro Ramos e ganhou notoriedade
no município pela atuação
profissional.
Segundo informações,
Luisele deve unificar a oposição em uma força de coalizão com o apoio da população e do comércio local.
Fala-se ainda que a esposa
de Pedro Ramos pode contar
ainda com possíveis apoios
de lideranças políticas locais
Reprodução
como o ex-prefeito Valdenor
Brandão, Ney Dias, José
Guedes e Marivaldo Leite,
dos vereadores Ariosvaldo
Lyra, Saulo Dias, Bui de
Edmundo, Nó e Valdir além
de outras lideranças como
Hernoval, Pita, Douglas do
Caldeirão do Morro, Nego
Sasi do Paraíso, Beto do
Correio, Rosa Espínola,
Tatai do Paraíso, Tocoró,
Raimunda Soares, Alberto
Soares e João Caroço.
Fernão Sampaio é o candidato
do PMDB em Macajuba
Site do PMDB
Quem tem pretensões de
retornar à Prefeitura do município de Macajuba é o professor aposentado Fernão de
Ramalho Sampaio. Fernão
é pré-candidato a prefeito
do município pelo PMDB
e segundo informações de
membros do diretório municipal da sigla, “é exemplo
de seriedade, competência,
caráter e comprometimento
com as causas da população. Fernão Sampaio já
administrou o município
por três mandatos e foi em
suas administrações que
o município deu um salto
para o futuro”. Consta na
lista de obras do ex-prefeito a construção do prédio
da Prefeitura, a Câmara
de Vereadores, a Praça de
Eventos, a revitalização do
açude, a reforma do mercado e tantas outras, além
de promover o desenvolvimento do município nas
áreas de saúde, educação e
assistência social.
Candidatos do PSD podem se
enfrentar em Bonito
A conjuntura política para
as eleições de 2012 no município de Bonito, na Chapada
Diamantina, dá conta de que
dois nomes do mesmo partido podem disputar a vaga do
executivo municipal. O PSD
está dividido entre o atual
prefeito Rômulo Carneiro e o
ex-prefeito Edivan de Souza,
o popular Edinho, que quer retornar à prefeitura. O primeiro
conseguiu trazer o PP e o PDT
para lhe apoiar, enquanto o
segundo fechou apoio com as
siglas DEM e PRD.
Tudo indica que a escolha
do candidato de situação será
por meio de uma pesquisa.
Como Edinho tem a menor
rejeição, não precisa ser vidente para saber que o prefeito
Rômulo Carneiro vai botar
a viola no saco e desistir de
bater chapa dentro do partido.
Contudo, mesmo com a homologação da candidatura de
Edinho, a eleição em Bonito
ainda não esta decidida, relatos
de militantes do município
apontam para o fortalecimento
do vereador petista Rogério
Jornal da Chapada
Divulgação
...o bem natural para a população da zona rural
“Dois fatores pendem para
o nome de Edinho, um por ter
sido autor da melhor administração do município durante
dois mandatos, e segundo por
contar com o apoio incondicional do vice-governador e
secretário estadual de Infraestrutura, Otto Alencar”, afirma
um militante do município.
Políticos da região concordam
com o militante e ainda apontam que o comportamento de
Edinho é de pregar pela união
partidária.
Laytynher, popularmente conhecido por Géu, que pode ter
o apoio do governador Jaques
Wagner em sua candidatura a
prefeito.
Com a desistência da candidatura de Cássio Henrique
(PSC), Géu pode aglutinar os
membros do seu partido, o PT,
e de quebra levar o PCdoB,
PCB, PV, PTB e PHS. Em Bonito, ainda tem a candidatura
de Neto do PMDB, que reforça a vontade de Wagner em
apoiar o vereador petista.
08
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Assessoria
Música e arte circense no festival regional de Nova Redenção
O evento atraiu artistas de diferentes regiões da Bahia e premiou os primeiros colocados, os melhores músicos e intérpretes
A quarta edição do Festival de Música Regional
da Chapada Diamantina foi
realizada no município de
Nova Redenção nos dias 20 e
21 de abril, levando cultura e
atividades lúdicas para a população da região. O evento
é organizado pela Secretaria
Municipal da Cultura com o
apoio do prefeito Ivan Soares (PT), que nestes quase
oito anos de mandato vem
apoiando e incentivando a
cultura popular da Bahia,
revelando grandes talentos
locais e regionais.
Na noite de sábado, 20 de
abril, abertura do Festival,
aconteceu a apresentação
da trupe do Circo do Capão e, em seguida, houve o
pronunciamento do prefeito
local e a entrega do CD com
as músicas dos concorrentes
do ano passado, além do lançamento do Livro “A Guerra
dos Coronéis”, do jornalista
e escritor Renato Bandeira,
um documento da história da
Chapada Diamantina.
Jornal da Chapada
A noite de sábado do festival em Nova Redenção foi aberta por uma apresentação da trupe do Circo do Vale do Capão
Durante o seu pronunciamento, o prefeito Soares, que
também é músico, fez uma
apologia da cultura regional
relembrando os festivais
de música realizados por
associações de estudantes
do interior na capital, como
da Associação dos Estudan-
Jornal da Chapada
O gestor convidou ao palco internos da Casa de Estudante da capital
tes de Itaberaba (AEI), dos
quais foi um dos grandes
vencedores. Na oportunidade, o gestor convidou
ao palco os integrantes da
Associação dos Estudantes
de Nova Redenção, entidade
fundada em sua administração e que já está formando
profissionais capacitados
nas diversas áreas de atividade humana.
Ainda na noite do dia 20,
passaram pelo palco armado
na entrada da cidade poetas
e cantadores dos municípios
da Chapada Diamantina e
de outras regiões do estado.
Segundo os organizadores, a
competição tem crescido de
um ano para outro, atraindo
nesta edição poetas e cantadores de berços da música
regional na Bahia, como
Vitória da Conquista e Se-
nhor do Bonfim. “O evento
tem sido propagado no meio
artístico cultural no estado
a tal ponto que este ano
participaram da competição
também poetas e cantadores
dos estados de Minas Gerais
e Rio de Janeiro. Sem falar
no prêmio de mais de 15 mil
reais que contemplou os três
primeiros lugares, a melhor
letra e o melhor intérprete”,
informa o secretário de Cultura de Nova Redenção e
um dos organizadores, Paulo
Amando.
A grande atração do festival em Nova Redenção
foi o músico Armando da
Costa Macedo, conhecido
como Armandinho, filho
de Osmar Macedo, um dos
precursores do trio elétrico
na Bahia. O show do cantor
e instrumentista foi uma
viagem pela música baiana
passando pela sua performance no conjunto “A Cor
do Som” e no momento
solo como instrumentista de
bandolim e guitarra baiana,
que por sinal está completando 70 anos. “É muito
gostoso estar aqui no meio
desta grande plateia, porque
a acolhida da população foi
tão simpática e emocionante
que antes do show estamos
aqui no meio do povo também como parte deste grande
público”, afirma o músico.
Acompanhou a apresentação
de Armandinho, o seu irmão
contrabaixista e colega de
trio elétrico, Betinho.
Confira o resultado do
quarto Festival de Música
Regional da Chapada Diamantina. Em 1º lugar ficou
Roberto Bach (Vitória da
Conquista) com a música
“Chuva em Açoite”. O 2º
lugar foi para Paulo Gabiru
(Bom Jesus da Lapa), com a
canção “Canto de Louvação”
e o 3º lugar ficou com Laécio
Beethoven (Piritiba) com a
música “Jardim Viola”. O
evento da Chapada Diamantina ainda premiou a melhor
letra, de Paulo Macêdo (Irecê), com a música “Violada”,
e o melhor intérprete Edy
Bala (Salvador) com a música “Saudades de te ver”.
Jornal da Chapada
O concurso contou com um júri de músicos, poetas e cantadores
Cidades
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Superintendência da Codevasf pode ser
instalada na Chapada Diamantina
Rio Paraguaçu
Deputado Federal
Maior manancial da região, o Rio
Paraguaçu precisa de cuidados como
políticas públicas para sua revitalização
e preservação. | Itaberaba
Afonso Florence é o parlamentar autor
do projeto de lei que solicita a criação
do núcleo da Codevasf na região da
Chapada. | Audiência Pública
Jornal da Chapada
A iniciativa é do líder do movimento “Paraguaçu Rio da Bahia”, Ivan Soares, apoiado por ambientalistas e ativistas da região
Durante todo o dia 25 de
maio, uma sexta-feira, a população de Itaberaba e região
da Chapada Diamantina participou da primeira audiência pública do movimento
“Paraguaçu Rio da Bahia”,
que reivindica a alteração da
Lei Federal nº 6.088 de 16 de
junho de 1974 - que dispõe da
criação da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São
como os deputados federais,
que são os responsáveis pela
aprovação do projeto na Câmara Federal.
“Para isso vamos começar a
mobilizar a população colhendo um abaixo-assinado a ser
encaminhado juntamente com
as atas das reuniões que vamos
fazer em outros municípios.
Puxamos esta para Itaberaba
por entender que o município
Codevasf possa assumir a
gestão da Bacia Hidrográfica
do Rio Paraguaçu, ou seja,
criar uma superintendência
que cuide especificamente
do rio. Por meio dela, vamos
poder avançar na busca de investimentos e políticas públicas que visam recuperar o rio
do assoreamento, recuperar os
quilômetros de matas ciliares
e coibir o despejo de esgotos e
Jornal da Chapada
o vereador Ricardo Pimentel
(PRB), que convocou para
compor a mesa de discussão o
prefeito Ivan Soares, líder do
movimento na Chapada, o superintendente da Codevasf em
Bom Jesus da Lapa, Lourival
Soares Gusmão, a coordenadora do Inema, Maria Amélia
Matos Lima, o secretário da
Mesa Diretora da Câmara
de Vereadores de Itaberaba,
representantes dos movimentos sociais como Ademar
Marins, Libanilson Braga,
Cooteba, Fetag e MLT, Jean
do PT (MST), Josete Sampaio,
articuladora do Território
Piemonte do Paraguaçu, além
de Paulo Pina, representante
da EBDA, Geovane Rodrigues, representante do Banco
do Brasil, Valdomiro Vitor
(Coopaita), Gildete Columbim
(MDA), Ubiratan Calmom
(Acita) Renival Pinto (Psol),
Rodrigo Ita, assessor da senadora Lídice da Mata, e Andreia
Mascarenhas, assessora do
deputado estadual Zé Neto.
Abrindo os trabalhos o líder
do movimento “Paraguaçu Rio
da Bahia”, Ivan Soares fez
uma breve explanação sobre
o movimento e seus objetivos,
discorrendo sobre a importância do rio e de sua preservação.
“A bacia do Paraguaçu é uma
das mais importantes do estado, responsável por mais de
80% da água que abastece a
capital e apesar disso, nunca
contou com qualquer política
de sustentabilidade ambiental
seja o local apropriado para
sediar esta superintendência”,
ressalta Soares. O líder do
movimento afirmou ainda que
pesquisou e verificou que este
órgão pode sim ser criado, pois
em 2008 e 2010 foi criada a
superintendência da Codevasf
responsável pelos rios Parnaíba, Mearim e Itapicurú.
“Estamos felizes pelo povo
ter atendido o nosso chamado
para que pudéssemos fazer este
debate participativo, e, por ser
a primeira dessa propositura,
achei muito bons os depoimentos e principalmente a
explanação do superintendente
da Codevasf de Bom Jesus
da Lapa, Lourival Gusmão”,
completa Ivan Soares.
O deputado federal Afonso
Florence considera que esta
primeira audiência foi importante para discutir a possibilidade da adequação da
razão social da Codevasf por
meio de um projeto de lei
de sua autoria. “Esse evento
foi sugerido aqui pelos nossos companheiros da Chapada Diamantina e de outros
municípios ribeirinhos do
Rio Paraguaçu para que a
dejetos que vêm dizimando o
curso de água ao longo desses
anos. Com essa superintendência vamos garantir ao povo
da região sustentabilidade
ambien­tal e desenvolvimento
com agregação de renda”, ressalta Afonso Florence.
Debate e participantes
A audiência pública em
Itaberaba foi comandada pelo
presidente da Casa Legislativa,
Benedito Ballio Prado (Frei
Dito), o prefeito Elter Bastos
(Wagner) e a prefeita Ana
Lúcia (Barra da Estiva). Esta
última é gestora pública do
município onde fica a nascente
do Rio Paraguaçu. Abrilhantou o evento ainda o deputado
federal e vice-líder do PT no
Congresso Nacional, Afonso
Florence, autor do projeto de
lei federal.
Prestigiaram o evento
ativistas, ambientalistas e
coleta de lixo, tratamento e
destinação de resíduos sólidos, muitos destes projetos
com recursos do PAC. “Este
movimento renasce a nossa
esperança, pois acho que a
criação dessa superintendência na região seja o caminho
mais curto para a revitalização
do nosso rio”, enfatiza a prefeita de Barra da Estiva, Ana
Lúcia.
Participaram do debate
ativistas e ambientalistas
de Itaberaba e região, tendo
muitos deles feito questão
de se manifestar. O prefeito
de Wagner, Elter Bastos, que
apoia o movimento, falou
da bacia hidrográfica formada pelo Rio Utinga, um dos
afluen­tes mais fortes do Rio
Paraguaçu, que também necessita de políticas públicas de
revitalização. Ele ressaltou que
“a medida tomada pelo Gover­
no do Estado recentemente,
que foi o corte das bombas de
irrigação de pequenos, médios
e grandes produtores, causou
um grande impacto na agricultura familiar da região”.
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
Em sua fala, o superintendente da Codevasf, Lourival Gusmão, falou da experiência do órgão com a recuperação do Rio São Francisco
Francisco (Codevasf). Essa
mudança poderá acontecer
com o projeto de lei de autoria
do deputado federal Afonso
Florence (PT), que participou
do encontro e explicou a res­
peito do projeto que pede a
criação de uma superintendência da Codevasf com sede em
Itaberaba para cuidar do Rio
Paraguaçu, o maior manancial
da região.
A audiência pública aconteceu no auditório da Câmara
Municipal de Vereadores
de Itaberaba e foi uma iniciativa do líder do movimento
“Paraguaçu Rio da Bahia”, o
prefeito de Nova Redenção,
Ivan Soares, que fez um ba­
lanço do encontro. “Para início
dessa propositura foi muito
bom a participação de todos.
Gostei dos depoimentos dos
representantes da sociedade”.
O próximo passo, segundo
Ivan Soares, é trabalhar para
a aprovação do projeto de lei
de Afonso Florence. Ele disse
que isso depende do engajamento e da mobilização das
sociedades dos municípios
por onde passa o rio, por meio
de seus representantes legais,
09
Elter Bastos é um dos gestores da Chapada que apoia o projeto
ou de saneamento básico”,
informa Ivan Soares.
Merece destaque a explanação do superintendente
da Codevasf de Bom Jesus
da Lapa, Lourival Gusmão,
que, auxiliado por um retroprojetor, falou sobre a atuação
do órgão na revitalização
da Bacia do São Francisco
com obras de contenção de
encosta, replantio de matas
ciliares, implantação de sistemas de esgotamento sanitário,
Já o presidente da Câmara
de Vereadores de Itaberaba,
o edil Ricardo Pimentel, lembrou que a audiência pública
foi o ponta pé inicial para a
consolidação do movimento,
salientando a importância da
criação da superintendência
para cuidar da Bacia do Paraguaçu. Ele concluiu felicitando
o prefeito Ivan Soares por
pensar em trazer a instalação da
sede do órgão em Itaberaba, o
maior município da região.
Jornal da Chapada
A população lotou o auditório da Câmara em Itaberaba e muitas pessoas fizeram questão de se manifestar favoráveis ao movimento
10
Social
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Espaço Donald Amorim
Restaurante Santa Helena
sedia mais uma exposição comemora Dia das Mães
Jornal da Chapada
Espaço cultural abriga peças artísticas dos filhos de Zé Peu
O espaço cultural Donald
Amorim, na Câmara Municipal
de Vereadores de Itaberaba,
abriga mais uma exposição.
Dessa vez, a mostra é conjunta,
reunindo trabalhos dos irmãos
Andrade Santos: Angela Cosete
(Kota), Carlos Biquera, Wildeberg, Wadia e Jorge Barata. A
abertura da exposição “FIDEZEPEU” foi realizada no dia
20 de abril às 20h e contou com
a presença de representantes
políticos e do setor de cultura na
cidade de Itaberaba e Chapada
Diamantina.
No estande dedicado à artesã Angela Cosete (Kota),
também chamado de Mosaico
de Cordel, foram expostas
peças criadas usando linha de
algodão em traçados realizados
para revestir peças de vidro e
de cerâmica, além das esculturas em PVC. Já no estande de
Carlos Biquera, que reside na
cidade de Terra Nova, estavam
expostas pequenas bonecas
baianas, peças confeccionadas
com materiais recicláveis, ou
outros que agridem a natureza.
O artista ainda exibiu quadros
onde foi aplicada a técnica óleo
sobre tela. “Fico feliz em expor
nossos trabalhos pela segunda
vez em Itaberaba, graças à
oportunidade franqueada pela
Câmara de Vereadores”, enfatiza o artista que ainda apresentou
o irmão Wadia, que o auxilia na
fabricação das baianas.
O público também ficou impressionado com a arte do irmão
Jorge Barata, que expôs pequenas esculturas com rostos de
personagens do nosso cotidiano
e do folclore brasileiro, como o
Preto Velho e o Saci Pererê. As
peças são confeccionadas em
massa fria usando pregos e madeiras e são criadas no atelier do
artista - que reside em Salvador.
As pequenas estatuetas, além de
um objeto decorativo, podem
ser usadas também como peso
de papel. “Quero parabenizar a
Câmara de Itaberaba por este
aconchegante Espaço Cultural,
espero que nossa exposição
seja um portal para a vinda de
outros artistas do nosso estado”,
ressalta Jorge Barata.
Wildeberg, mais um dos
talentosos irmãos, expôs em seu
estande telas com tendência ao
realismo, onde o pintor retrata
a realidade dos temas centrais
da sociedade. Usando a técnica
óleo sobre tela e grafite, o artista
mostrou vários quadros com natureza morta, figuras humanas e
florais. A abertura da exposição
dos irmãos Andrade dos Santos
terminou com um farto coquetel
e foi prestigiada por diversos
seguimentos da sociedade itaberabense.
Jornal da Chapada
O local é uma das opções da população de Itaberaba e parada obrigatória de visitantes da região
O Dia das Mães em Itaberaba foi de muita movimentação no Restaurante e
Churrascaria Santa Helena,
localizado no Km-88 da BR242 (arredores do município),
que comemorou a data no
O restaurante é uma das
principais opções de lazer da cidade de Itaberaba e parada obrigatória da população flutuante
que visita os municípios que
compõem a Chapada Diamantina. Com um buffet variado de
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
A homenagem chegou às famílias como a do gerente Edson
O público ficou impressionado com a arte dos irmãos
segundo domingo de maio
(13), oferecendo às mães um
botão de rosa. A iniciativa é da
gerente do estabelecimento,
Nelita Casagrande, a popular
Preta, e já acontece há mais
de oito anos.
comida a quilo, que vai do prato
principal às saladas, passando
por uma sugestiva carta de
vinhos e sobremesas deliciosas, o cardápio do Restaurante
e Churrascaria Santa Helena
conta ainda com o acompanha-
mento técnico da nutricionista
Cybele Suassuna.
Receber o botão de rosas
de cortesia do estabelecimento
no Dia das Mães encantou a
professora Maria José de Souza
Araujo, mãe de duas meninas.
“Acho maravilhosa a iniciativa da gerente da casa”, disse.
Já a jovem Deyse Brito, que
também dirigiu um restaurante
na cidade, ressaltou a ação do
Santa Helena. “Muito interessante o gesto da direção do restaurante, estava na fila do buffet
justamente comentando com
amigos a louvável iniciativa da
casa”. O salão do restaurante,
que costuma ser muito concorrido nos domingos e feriados
pelos moradores de Itaberaba,
neste domingo especial, ficou
lotado de famílias como a do
gerente de expediente da Caixa Econômica Federal (CEF),
Edson Sampaio, e da serventuária da justiça Lúcia Silva de
Almeida, ambos usuários do
estabelecimento no cotidiano
e que no Dia das Mães foram
acompanhados de toda a família.
Aniversariantes
Um viva para os
irmãos Issis e Ray Monte
Divulgação
Jornal da Chapada
Parabéns ao
Comandante Berilo
Parabéns para os irmãos
Issis e Rayran Vergetti Monte.
Ambos comemoraram mais
um ano de vida. Ray, o mais
velho dos dois, comemorou
dez anos no dia 14 de abril e
Issis, a caçulinha, comemorou
seis anos no dia 1ª de maio. O
casal de irmãos são os únicos
filhos de dr. Higrant e Albina
Vergetti Monte e fizeram
questão de comemorar suas
bodas este ano, de novo,
com festa no Curso de Inglês
CCEE de Itaberaba, onde
estudam.
Aliás, a festa de aniversário
Jornal da Chapada
de Ray e Issis estão entre os
eventos mais aguardados por
todos que integram o referido
curso de línguas, perdendo
apenas para as festa de Natal e
da Páscoa, dois grandes eventos realizados pelos empresários e professores Manoel
Parísio Ferreira e João Libério
de Oliveira - proprietários do
CCEE de Itaberaba. Parabéns
Isis e Ray, que Deus continue
fazendo de vocês as crianças
lindas e carinhosas que são.
São os sinceros votos de
todos que fazem o Jornal da
Chapada!
Quem está de parabéns
também é o comandante Berilo, que completou 90 anos
no dia 31 de março. Berilo
é aposentado da Marinha
Brasileira, reside em Aracaju
(SE) e é o tio por afinidade
do colunista Frederico Fernandes, um dos sócios do
Jornal da Chapada, por ser
este casado com sua sobrinha
Mércia Tavares.
“Os homens são como vinhos: a idade azeda os maus
e apura os bons”. Com esta
filosofia de vida cheia de ale-
gria, viagens, histórias, vida
em família... as homenagens
ao simpático comandante
Berilo foram organizadas
pela esposa Alba, apoiada
pelo único filho e também
comandante da Marinha, Berivaldo, sua esposa Claudia e
a filha Izabela. A festa de 90
anos do comandante Berilo
começou às 19h com uma
missa na Igreja do Salesiano
e teve seu ápice na recepção
realizada na Rua Dom Bosco, no centro da cidade de
Aracaju.
Mais Aniversariantes
4/05 – Gisele Leite Soares
Nova Redenção/BA
14/05 – Márcia Leal Fernandes
Salvador/BA
24/05 – José Carlos Leal Fernandes
Itaberaba/BA
29/05 – Genilda Teixeira Ramos
Itaberaba/BA
Felicidades ao
empresário Jorge Santos
Quem está de parabéns
também é o empresário Jorge
da Silva Santos, que comemorou mais um ano de vida
no dia 22 de abril. A festa
em comemoração às bodas
de Jorge Santos aconteceu
em sua residência localizada
no centro de Itaberaba e foi
preparada com muito carinho
pela esposa Santinha e os filhos Carla, Kacinha e Ricardo
da Silva Santos. Prestigiaram
o evento, parentes e amigos,
como os editores do Jornal da
Chapada, Zé Carlos e Deninha Fernandes, além de João
Gilberto e Ana (Discultura),
Jorge e Rene (Farmácias
Helirene), Salvador Abreu e
Maisa (Mil Watts), Albertinho e Ada (Adalab) e muitos
outros.
Na recepção em homenagem a Jorge Santos, os
convidados foram agraciados
Jornal da Chapada
com um concorridíssimo
churrasco e outros pratos
típicos da cozinha regional,
regados a uísque, drinques
tropicais e muita cerveja.
Na festa em homenagem às
bodas de Jorge Santos não
faltaram o tradicional bolo de
aniversário e o parabéns pra
você. Parabéns Jorge Santos,
muita saúde, paz e felicidade,
esses são os sinceros votos de
todos que fazem o Jornal da
Chapada!
Jornal da Chapada
Cidades
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
11
Prefeitura de Itaberaba institui nepotismo legal
O Projeto de Lei do prefeito pepista João Filho, que libera o nepotismo, foi publicado no Diário Oficial no mês de abril
Adilton Santana
Esquema aponta os familiares do prefeito envolvidos nas ações de nepotismo em Itaberaba
O Brasil vive um esforço
institucional de busca pela
moralidade. Ações como a
divulgação, pelo governo fede­
ral, dos vencimentos de seus
funcionários é um avanço nos
sistemas de controle e transpa­
rência. O Congresso Nacional
encontra-se às voltas para dar
sequência à CPI do Cachoeira,
tentando prestar satisfações
à sociedade brasileira. O Supremo Tribunal Federal (STF)
declara a constitucionalidade
da Lei da Ficha Limpa, retirando da vida pública brasileira
os maus políticos, dentre tantas
outras ações moralizantes.
Enquanto a sociedade civil organizada pressiona por mudanças, enquanto as instituições
procuram avançar nos seus
sistemas de controle e combate
à corrupção, à improbidade e à
imoralidade administrativa, o
exemplo do prefeito João Filho
(PP) e da Câmara de Verea­
dores de Itaberaba vem em
sentido contrário, legalizando
o nepotismo.
O prefeito pepista, além de
ser autor do projeto, sancionou
a Lei n°06/2012, publicada no
Diário Oficial em 19 de abril
de 2012. Ressalte-se que a
citada norma é a primeira iniciativa brasileira para legalizar
o nepotismo. O fato foi vastamente divulgado pelo Jornal
da Chapada e mais recentemente pelo Grupo Metrópole,
por meio de jornais e rádio,
novamente envergonhando a
população de Itaberaba com
atos ilegais e ímprobos do
gestor municipal, que ganha­
ram o conhecimento de todo o
estado da Bahia.
Votado em sessão extraordinária, o Projeto de Lei
(PL) n° 006/2012, proposto
pelo executivo, teve o apoio
de sete dos dez vereadores da
cidade. Na ocasião, os edis
Benedito Ballio Prado, Ildemar Brandão Braz e Maria
Milza se colocaram contra
o PL que autorizava o nepotismo. O Psol, por intermédio
do seu presidente, Renival
Sampaio, o popular Pinto,
foi o primeiro a denunciar o
fato ao Ministério Público
Estadual (MPE).
A Lei Municipal de nº
1.100 de 5 de dezembro de
2006 já regulamentava o veto
à contratação de parentes para
cargos em comissão e função
de confiança no município
de Itaberaba. Era vedada a
contratação de parentes de
Vereadores no Poder Executivo Municipal e de parentes
de gestores municipais (prefeito, secretários, etc.) no
Poder Legislativo Municipal,
o chamado nepotismo cruzado, hoje autorizado pela lei
do prefeito João Filho.
O absurdo e o desrespeito
ao dinheiro do povo não param
por aí. Além de abolir o nepotismo cruzado, o parágrafo
terceiro do artigo primeiro da
citada lei, prevê que: “A vedação (...) não se aplica ao cargo
de secretário e/ou cargos de
chefia perante o Poder Executivo e Legislativo”. Na prática
vale aquela expressão “liberou
geral”, uma vez que os cargos
de coordenador e gerente são
cargos de chefia, só ficando
de fora da farra os cargos dos
assessores técnicos, minoria
no quadro de funcionários do
município.
A Lei Municipal desrespeita a Constituição Federal,
atinge frontalmente o principio
da impessoalidade. Na prática,
a norma proposta e sancionada
pelo prefeito João Almeida
Mascarenhas Filho autoriza
o nepotismo. Os vereadores
do município legislaram em
causa própria, revogaram a
Lei Municipal de nº 1.100, e
autorizaram a contratação de
seus parentes no executivo
municipal, além de garantirem
a permanência dos parentes
do prefeito nos cargos do
município.
O presidente municipal
do PSDB, Delsuc Moscoso,
já havia ingressado com uma
ação popular, objetivando a
exoneração dos parentes do
prefeito João Filho nomeados
pelo município de Itaberaba. O
objetivo da proposição judicial
é a exoneração da secretária
de Ação Social, a esposa do
prefeito, da secretária de go­
verno, irmã do prefeito, do
secretário de Administração,
que é primo do prefeito e irmão
do secretário da Fazenda, que
por sua vez é primo do prefeito e irmão do secretário de
Administração. A proposição
ainda pede a exoneração de
diversos outros sobrinhos e
parentes em cargos menores,
e solicita também a devolução
aos cofres públicos dos valores
recebidos indevidamente. Os
gastos com a contratação dos
parentes do prefeito João Filho
são estimados em cerca de R$
1 milhão.
Delsuc Moscoso também
informou que “este projeto
de lei é uma vergonha para
a nossa cidade, uma ação
para justificar o nepotismo e
a contratação de parentes em
cargos públicos, mas temos a
convicção que o judiciário dará
uma resposta a estes fatos, que
constituem ato de improbidade
administrativa, por ferir os
princípios constitucionais da
Legalidade, Impessoalidade,
Moralidade e Eficiência”.
O STF editou a súmula
que tratava do nepotismo no
Brasil. O Supremo decidiu
como violação da Constitui­
ção Federal a nomeação de
“cônjuge, companheiro ou
parente em linha reta colateral
ou por afinidade de até o 3º
grau, inclusive da autoridade
nomeante ou de servidor da
mesma pessoa jurídica”, em
cargos de direção, chefia ou
assessoramento para cargos
de comissão ou confiança. O
Ministério Público precisa se
manifestar com relação a estes
fatos, considerados gravíssimos, podendo ensejar inclusive a caracterização de ato de
improbidade administrativa
dos vereadores e do prefeito
municipal.
Montagem do JC
Renival Pinto denunciou, Frei Dito votou contra o projeto e Delsuc pede a exoneração dos familiares de João Filho da Prefeitura
Inscrições abertas para o 15º Peça “Um Velório Muito
Estranho” bate recorde de
Festival Nacional 5 Minutos
público em Itaberaba
A Fundação Cultural do
Estado da Bahia (Funceb),
unidade da Secretaria de
Cultura do Estado (SecultBA), através da sua Diretoria
de Audiovisual (Dimas),
mantém abertas até 21 de
junho as inscrições para a 15ª
edição do Festival Nacional
5 Minutos. O concurso visa
à seleção e à premiação de
vídeos com duração de até
cinco minutos, de temática e estética livres, com
o objetivo de incentivar a
experimentação, a produção
e a difusão desta linguagem
no Brasil. O texto do edital,
bem como seus anexos, pode
ser consultado nos sites da
Dimas (www.dimas.ba.gov.
br), da Funceb (www.funceb.
ba.gov.br) ou da SecultBA
(www.cultura.ba.gov.br).
O 15º Festival Nacional 5
Minutos será realizado entre
15 e 20 de outubro deste ano,
com uma programação que
inclui mostras de vídeos e
games, seminários, palestras,
exposições e oficinas, com
acesso gratuito, em diversos
espaços de Salvador e interior do estado, tendo como
sede as salas Walter da Silveira e Alexandre Robatto,
na capital baiana. O evento
atrai realizadores de todo o
Brasil e tem, historicamente,
Reprodução
A programação será de 15 a 20 de outubro deste ano
contribuído para a formação de
diversas gerações de cineastas
e videomakers, bem como para
a consolidação de novos circuitos de exibição na Bahia.
Através do edital agora
aberto, serão selecionados 50
vídeos para compor a Mostra
Competitiva, de onde sairão
cinco premiados: “1º lugar –
Prêmio Walter da Silveira”,
no valor de R$ 10 mil; “2º
lugar – Prêmio Alexandre
Robatto”, no valor de R$ 8 mil;
“3º lugar – Prêmio Roberto
Pires”, no valor de R$ 6 mil;
“Prêmio Luiz Orlando”, de R$
4 mil, para o vídeo mais votado
pelo Júri Popular. A novidade
desta décima-quinta edição é a
concessão do “Prêmio Vito Diniz”, no valor de R$ 2 mil, para
o melhor vídeo de realizador
estreante, escolhido dentre os
participantes que estejam apresentando a sua primeira obra
audiovisual. As premiações
somam, portanto, um valor
total de R$ 30 mil.
Podem se inscrever pessoas físicas, brasileiros natos
ou naturalizados, além de
estrangeiros com situação de
permanência legalizada, de
qualquer estado do país, que
sejam diretores da(s) obra(s)
a ser(em) apresentada(s).
Cada proponente pode submeter até três vídeos, que não
devem ter sido exibidos em
edições passadas do evento.
As inscrições são efetivadas
tanto presencialmente, na
sede da Dimas, em Salvador/
BA, de segunda a sexta-feira,
das 14 às 18 horas, quanto
por via postal, através do
serviço Sedex com Aviso de
Recebimento, com a apresentação, em envelope lacrado,
dos documentos listados na
minuta do edital.
As três apresentações da
peça “Um Velório Muito
Estranho”, encenada nos dias
25 e 26 de maio, no Auditório do Colégio Modelo Luis
Eduardo Magalhães, bateu
recorde de público em Itaberaba. Isso demonstra a carência do município por uma
casa de espetáculo à altura
da população. A peça é uma
comédia prá chorar de rir.
Conta a história da família do
Amor Divino, proprietária da
fábrica de balas Nego Bom do
Amor Divino, cuja matriarca
é encontrada morta pela governanta Soledad - uma figura
estranha com um sotaque
porto-riquenho. Daí em diante
a trama passa a se desenrolar
em torno dos preparativos
para o velório.
Jornal da Chapada
As atrizes da TriAtos Produções têm o apoio do comércio local
Em meio a muita piada e
jargões baianos, o público tem
oportunidade de dar boas gargalhadas e exercitar seus conhecimentos gerais por meio de críticas. A peça tem texto de Luiz
Gomes, é dirigida por Fernando
Marinho e o elenco é formado
por Adriano Lima (Maria Júlia), Diogo Baleeiro (Tia Loló),
Gesner Braga (Maria Aparecida), Luiz França (Soledad)
e Sandro Rangel (Maria das
Graças). A apresentação em
Itaberaba é mais um presente
à população da TriAto Produções, das sócias Lee Ramos,
Jane Stela e Cleide Pimentel,
apoiadas pelo comércio local
e Jornal da Chapada.
Jornal da Chapada
Nas apresentações, o teatro bateu recorde de público com bilheterias de mais de 600 pessoas
12
Assessoria
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Prefeitura comemora o 59° aniversário
de Utinga com desfile cívico
Divulgação
Divulgação
Divulgação
O cortejo cívico contou com a participação de todas as escolas da rede municipal de ensino e no final houve um discurso do atual prefeito de Utinga Joyuson Vieira
O município de Utinga
comemorou o seu 59° aniversário de emancipação política
e econômica no dia 27 de
abril com um desfile cívico
que percorreu toda a cidade,
levando um pouco mais da
história local por meio da arte.
Este ano, em virtude da seca
que já atinge mais da metade
da Bahia, com mais de duas
centenas de municípios que
decretaram situação de emergência, o prefeito Joyuson
Vieira resolveu não realizar
festas e a tradicional cavalgada. Conhecido na região por
ser o gestor mais festeiro da
Chapada, Vieira comemorou
o aniversário de Utinga apenas
com o desfile.
Entretanto, mesmo sem
a realização da festa cultural e da cavalgada, o desfile
simbolizou todo o apreço da
administração de Joyuson
Vieira pelo município. O cortejo contou com a participação
de todas as escolas da rede
municipal de ensino, que
apresentaram, de forma lúdica
e com exemplos históricos, a
formação de Utinga, desde a
sua primeira casa de palha até
os dias atuais.
Durante pronunciamento,
após o desfile, o prefeito salientou a grave situação que a
região e o município estavam
passando. “Seria injusto e uma
grande irresponsabilidade se
nós administradores da cidade
fizéssemos uma festa enquanto pessoas chegam a não ter
água se quer para o próprio
consumo. Seria desumano
organizarmos a cavalgada,
sem ao menos ter pastos para
os animais se alimentarem”.
Joyuson Viera também parabenizou Utinga, todos que
fizeram parte da grande homenagem cívica e convidou
a população para cantar os
parabéns à bela cidade.
O desfile cívico contou
ainda com participações espe-
ciais, como a do grupo da melhor idade, do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), que
fez a I Caminhada da Inclusão,
da Filarmônica Minerva, do
vizinho município de Morro
do Chapéu. Conduzindo os
pelotões da caminhada pela
cidade, estava a tradicional
Fanfarra Municipal de Utinga
(Famut), que comemorou
também 40 anos de existência.
Ao final do percurso, todos
se reuniram na Praça Padre
João Ramos Marinho, onde
as autoridades municipais lotavam o palco de eventos para
finalizarem as homenagens
concedidas ao município.
Na oportunidade, houve
apresentação das escolas, que
em homenagem à data magna de Utinga mostraram os
resultados de projetos sociais
importantes, como os grupos
de dança e música. O grupo
do Projovem, por exemplo,
fez sua apresentação, o esporte foi homenageado pela
Escola Sacramento Neto, que
lembrou atletas de Utinga do
passado e do presente. Já o
Grupo da Melhor Idade prestou sua homenagem trazendo
a bandeira da cidade e a Filarmônica Minerva fez questão
de homenagear Utinga com
músicas populares do Brasil.
As apresentações seguiram
com a exibição da Famut, que
fez uma performance impecável, recebendo aplausos do
público presente.
Após as apresentações das
escolas, houve entonação do
Hino Nacional e em seguida
o Hino da Cidade de Utinga,
solenidade onde todos os presentes mostraram o orgulho de
ser utinguenses. Em seguida,
o secretário municipal de Educação, Antonio Nascimento,
agradeceu a todos que se
empenharam para a realização do evento e agradeceu o
prefeito Joyuson Viera pelo
empenho.
Reuniões debatem a criação
Prefeito João Filho é acusado
da Associação dos Portadores de contabilizar diárias falsas
de Doença da Chagas
Jornal da Chapada
O município de Itaberaba sediou no dia 15 de maio, a segunda reunião que debateu a criação
da Associação dos Portadores
de Doença de Chagas. Esse encontro aconteceu no auditório do
Colégio Modelo Luis Eduardo
Magalhães e faz parte da iniciativa do movimento liderado
pelos servidores da Secretaria
Municipal de Saúde de Itaberaba (setor de endemias), Manoel
Correia de Souza, Celso Moura
Neves, Eronildes Francisco dos
Santos e Hélio Santos Silva.
A ação é apoiada por muitos
profissionais de Saúde da cidade
de Itaberaba, da região da Chapada e do estado, a exemplo da
diretora da 18ª Diretoria Regional de Saúde (Dires), doutora
Lizandra Cunha, da coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Maristela Almeida de
Oliveira, também da Dires, e dos
médicos Benelson Guimarães e
Claudilson Matos, do Hospital
Couto Maia, do município de
Salvador.
“É muito importante que
esta associação se consolide
para buscarmos, de forma organizada, o controle, o acompanhamento, o diagnóstico e
o tratamento desta endemia,
cuja assistência aos portadores,
no nosso país, ainda é muito
negligenciada, principalmente
por falta de informação. O
nosso desejo é que a associação
beneficie pacientes de todos
os municípios que compõem
a nossa Diretoria Regional de
Saúde”, ressalta o profissional
Manoel Correia.
A segunda reunião do projeto de criação da Associação
dos Portadores de Doença de
Assessoria
A ação é apoiada por profissionais de saúde de Itaberaba e região
Chagas foi conduzida pelo
servidor Celso Moura Neves,
que convidou para compor a
mesa a palestrante Maria da
Conceição, a representante da
18ª Dires, Lizandra Cunha,
a coordenadora do Núcleo
de Educação permanente do
município de Itaberaba, Elania
Mo­raes Sant’Ana, os coordenadores municipais Paulo Almeida Barbosa (Endemias), Robson
Abreu Bastos (de Associações),
além de Manoel Correia de
Souza, o maior articulador do
projeto. Ao se pronunciar, Manoel Correia saudou os colegas,
dando destaque à presença da
coordenadora da Vigilância
Epidemiológica de Rui Barbosa
e ao representante do município de Nova Redenção, Solon
Santana Moura, estendendo
seus cumprimentos a todos os
portadores da doença presentes,
inclusive um casal do povoado
de Nova Cruz, do município de
Macajuba.
Na sequência, Correia convidou o colega e presbítero
Eronildes Francisco dos Santos,
que fez um louvor. Após a cerimônia religiosa de abertura,
Manoel Correia fez uma explanação dos motivos de criação
da Associação que será uma
entidade que engloba todo o
estado, mas que abrigará pacientes de todos os municípios
que compõem a jurisdição da
18ª Dires. Em seguida passou a
palavra para Celso Moura, que
explanou sobre a doença de chagas no município, região, estado
e país. O técnico em saúde pública discorreu ainda a respeito
dos esforços dos governos no
combate à doença, que, segundo
ele, “está controlada, pelo menos no que se refere à incidência
do barbeiro”, e focou no número
de chagados na Bahia, que é de
cerca de 2 milhões. Ele também
ressaltou que “alguns municípios da região contribuem para
este número alarmante”. Conforme o relato de Celso Moura,
só existem duas associações no
país do tipo da que eles querem
fundar em Itaberaba.
Os interessados em participar da associação ou saber mais
a respeito da Doença de Chagas
devem comparecer na reunião
ou procurar os responsáveis
pelo movimento no Centro de
Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), localizado
na Praça do Coqueiro, s/n, no
centro de Itaberaba.
A denúncia de Pinto tem como prova a fé pública do MP
Representando a Comissão Provisória Municipal do Partido Socialismo
e Liberdade (Psol), Renival
Sampaio França, o popular
Pinto, protocolou, no dia
24 de maio, no Ministério
Público Estadual (MPE),
uma representação pública
para que o órgão investigue
o prefeito de Itaberaba,
João Almeida Mascarenhas Filho (PP), por mais
um ato de improbidade
administrativa. Desta vez
a acusação contra o gestor
público é de contabilizar
diárias falsas.
“Temos em mãos uma certidão do próprio Ministério
Público, que atesta que, no dia
26 de abril de 2012, o prefeito
João Filho, no período da tarde,
estava na sede do escritório
regional do órgão, com sede em
Itaberaba, para tratar do lançamento do programa “O Ministério Público e os Objetivos do
Milênio: Saúde e Educação de
Qualidade para Todos”. Entretanto, encontramos no Portal
da Transparência Municipal
recibos de emissão de diárias
para o prefeito em viagens para
tratar do interesse do município
junto às Secretarias de Governo
do Estado de 23 a 28 de abril
de 2012, no valor de R$ 2,2
mil. Como ele poderia estar
em dois lugares ao mesmo
tempo?”, questiona Renival
Pinto.
O denunciante ainda
ressaltou que outra “diária
falsa” foi emitida no dia
25 de abril, já que o gestor se encontrava em sua
residência comemorando
o aniversário da primeira
dama, a sua esposa Maira
Mascarenhas. “A situação
em Itaberaba nos faz sentir
vergonha de sermos honestos. Com tantas representações que existem contra
o prefeito João Filho ele
continua cometendo atos
ímprobos e que ferem os
princípios administrativos.
Isso só acontece por conta
da impunidade”, dispara.
Renival Pinto também
informou que em sua representação sugere ao MPE
que convide para depor os
vereadores Ricardo Pimentel, Zé Ontônio e João do
Filé que, segundo ele, se
faziam presentes na festa
de aniversário da primeira
dama.
Montagem do JC
Observe o espelho do recibo das diárias emitidas e a certidão do Ministério Público
Entrevista
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
13
Jean do PT fala da situação política de Itaberaba
Pré-candidato pelo Partido dos Trabalhadores critica a gestão João Filho e aponta para mudanças estruturais na administração
Divulgação
nas ações do PT, nos programas
do PT, como o Programa de
Aceleração do Crescimento
(PAC). O PT vai explicitar na
sociedade as suas ações no
município, mesmo porque a população precisa ser informada
da avalanche de obras que os
nossos governos do PT estadual
e federal estão realizando em
nosso município.
JC - Para combater João
Filho, a oposição vem tentan-
O líder do MST na Chapada Diamantina detalha ações de governo em entrevista exclusiva ao Jornal da Chapada
O Jornal da Chapada traz no Ponto de Entrevista desta edição um bate-papo
com o pré-candidato do PT a prefeito do município de Itaberaba, Mauro Lúcio
Xavier Costa, o popular Jean do PT. Com formação técnica em agropecuária,
graduando em Gestão Ambiental, Jean reúne experiência política com militância
partidária desde a consolidação do partido na Bahia. Casado com Vera Lúcia
Barbosa, a atual secretária estadual de Políticas para as Mulheres e dirigente do
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra desde 1993, o petista fala da
situação política do município e das expectativas para 2012. No pleito de 2010,
Jean foi um dos articuladores das votações expressivas em Itaberaba que tiveram
o deputado federal Valmir Assunção (PT/BA) e o deputado estadual Marcelino
Galo (PT), o que lhe confere o respaldo para pleitear o cargo de gestor municipal.
Na oportunidade, o pré-candidato responde sobre política, e assuntos inerentes à
sociedade de Itaberaba e regional. Confira a íntegra da entrevista.
Jornal da Chapada - Para
começar, explique para o leitor
porque você quer ser prefeito
de Itaberaba?
Jean do PT - Cheguei para
esta cidade em 1999. Apesar de
na época fazer política regional, tive o prazer de conhecer,
ainda como prefeito, o saudoso
Miguel Brito. Após o governo
dele, a população vive numa
turbulência política marcada
pela troca de gestores via tribunais. Vejo neste processo uma
desarrumação do município,
logo as questões importantes
na política que deveriam ser
prioritárias para mudar a qualidade de vida do povo ficam
a desejar.
Quero ser o prefeito desta
cidade porque tenho vínculos muito fortes com ela, os
quais vou explicar no decorrer
desta entrevista. Mas não é só
isso, essa cidade vive um caos
social, as pessoas têm receio
de sair para as ruas por causa
das ações de violência que a
cada dia se intensificam. Falta
qualidade nos serviços básicos,
que são direito da população,
falta seriedade com o trato ao
patrimônio público, uso indevido dos recursos que seriam
de R$ 1.016,392,00 milhão, e o
acumulado até abril foi de R$
4.050.990,00 milhões, ou seja,
quase R$ 10 milhões, e todo
esse dinheiro está circulando
no município, é verba federal.
Ainda bem!
Sobre o público do Bolsa
Família, que é de 8.324 famílias em Itaberaba, só 16%
estão empregadas, ou seja, nós
estamos vivendo de programas
compensatórios. Ainda tem recursos que o município recebe
por mês para gerenciar programas como o ProJovem com R$
40,2 mil por mês, e o próprio
BPC, com R$ 18 mil ao mês,
entre vários outros. Aí entra a
transparência, para onde está
indo esses recursos? Não sou
eu quem tenho que dizer, então
eu pergunto: com todo esse dinheiro (e isso é só uma parte),
qual é a política de geração de
empregos do município? Só vemos vagas nas obras que os governos federal e estadual do PT
realizam em nosso município.
O governo municipal precisa
ter um programa estratégico
de geração de emprego, esses
fatores também me incentivam
a uma pré-candidatura, é um
desafio a enfrentar e convido o
“...o governo precisa ter um programa estratégico de geração de emprego, esses fatores também me incentivam a uma pré-candidatura...”
para fortalecer o município,
um município que não tem
política de geração de emprego, por exemplo. Temos um
repasse aqui ao mês de R$
1.426.249,93 milhão para o
Benefício de Prestação Continuada (BPC), e um acumulado
de R$ 5.700.023,72 milhões até
abril de 2012. Este benefício
é para idosos e pessoas com
deficiências e o repasse do mês
de abril para o Bolsa Família foi
povo de Itaberaba para juntos
enfrentarmos esse desafio.
JC - Você já tem, pelo menos em mente, um plano de
governo para Itaberaba? Explicite os principais pontos.
Jean do PT - Tenho ideias
sim, que em conjunto com o
programa do PT vamos aperfeiçoar, criando um belo programa, alinhado com as políticas públicas implantadas pelo
governo do presidente Lula e
da presidenta Dilma. Vamos
apresentá-lo à sociedade de
Itaberaba. Vamos entregar à
população o nosso programa
de governo para que a sociedade possa julgá-lo nas urnas,
não teria como apresentá-lo
neste espaço, mas os pontos
fundamentais são Saúde - fortalecimento dos PSFs com
equipe completa; Educação
de-obra, principalmente no
abacaxi. Temos todas as condições para criarmos um pólo
industrial, e vamos lutar por ele,
o município tem que ser precursor dessas políticas de geração
de renda e desenvolvimento
local e regional, não podemos
ser pautados por cidades iguais
à nossa, pois temos condições
de estar no mesmo patamar e
até mais avançado que elas,
nas potencialidades econômica
e social.
JC - O atual prefeito João
Filho tem sido combatido
muito pela oposição por conta
dos seus desmandos administrativos. Dê sua opinião sobre
a administração do gestor de
Itaberaba.
Jean do PT - O fato é que a
gestão de João Filho está afundada em denúncias de desvio
de dinheiro público. E ele não
reage com provas contrárias
e nem mostra as contas do
município, logo, como diz o
“...o fato é que a gestão de João
Filho está afundada em denúncias
de desvio de dinheiro público. E ele
não reage com provas contrárias...”
- valorização do profissional
de educação e equipar as escolas; Habitação - ampliação
e transparência na seleção das
famílias contempladas pelo
Fundo Nacional de Habitação
de Interesse Social (FNHIS)
e pelo Programa Minha Casa
Minha Vida (PMCMV), Cultura - criação de lei específica de
incentivo à cultura; Agricultura
- fortalecimento da agricultura
familiar, potencializando a produção de alimentos fortalecendo também o comércio; Trabalho - qualificação profissional,
alinhada à estratégia de geração
de oportunidades implantando
políticas de atração de indústrias e principalmente, priorizar
as compras do município em
nosso comércio, como medida
para seu fortalecimento.
Itaberaba é uma cidade
que faz parte dos 35 principais
municípios da Bahia, é cortado
por uma BR e por várias BAs,
temos um comércio forte mesmo sem a priorização por parte
do município, e ficará mais
forte ainda quando colocarmos
o dinheiro do município para
circular no próprio município,
uma agricultura potente que
apesar das intempéries, absorve
uma grande quantidade e mão-
ditado, “quem cala consente”.
Só comprova a veracidade
dos fatos que são noticiados.
A denuncia da compra de um
hectare, algo entorno de pouco
mais de duas tarefas de terras
na mão de sua irmã, que é a secretária municipal de Governo,
por R$ 86 mil é um absurdo.
Outra situação inadmissível é
a legalização do nepotismo, se
não é ilegal é imoral, uma prática condenada pela sociedade,
e aproveito para parabenizar o
companheiro Renival “Pinto”
e o dr. Delsuc Moscoso pelas
ações brilhantes no combate a
essa prática de corrupção, bem
como, o vereador Dito, que faz
um brilhante trabalho investigativo. Parabenizo também os
vereadores Dinho e Milzinha,
que são combativos na oposição e na defesa da cidade.
Falei no início da turbulência por qual passa o município,
o governo de João Filho é uma
dessas experiências turbulentas. Ele não tem mais tempo
para arrumar sua administração, mesmo porque os recursos
municipais deveriam ser explicados no início, o volume e
onde está sendo investido, isso
não está sendo feito, a gestão
de João Filho está “pongando”
Jean do PT - Tenho muito
que agradecer a esta cidade e
a este povo trabalhador, justo, que tenho o privilégio de
conviver, a gente não escolhe
lugar para nascer, mas escolhe
lugar para formar uma família
e eu escolhi Itaberaba. Meu
filho Vinicius nasceu neste
torrão há dez anos. Em 2011,
devido à nomeação de minha
esposa Vera Lúcia à Secretaria
de Políticas para Mulheres,
mudamos para Salvador, mas
“...Itaberaba quer mudança, quer
o novo, não esse que está aí, travestido de novo com políticas arcaicas
de perseguições e nepotismo...”
do a criação de uma Frente
Popular. Você é a favor da
unidade das oposições para
o lançamento de um único
nome?
Jean do PT - Sem dúvidas!
“Nunca se vence uma guerra
lutando sozinho” (sic), Itaberaba não tem segundo turno de
eleições, por esse motivo acredito na unidade das oposições,
só que ao contrário de dez anos
atrás, vivemos tempos novos
de mudanças. A população de
Itaberaba quer mudança, quer
o novo, não esse que está aí,
travestido de novo, com políticas arcaicas de perseguições
e desvios, de nepotismo e
apaniguados nos quadros de
gestores. Itaberaba conta hoje
com figuras muito sérias na
política local, que muito têm a
contribuir com a moralidade,
com a ética e o respeito à coisa
pública. Temos um debate com
13 partidos que são fundamentais para a construção de uma
campanha, afinal de contas
ninguém é dono de ninguém,
as pessoas são livres pra exercer seu direito de cidadão, toda
campanha é assim, vai chegando mais perto e as pessoas vão
se definindo, aí um determinado candidato tem o voto de
uma grande parcela de pessoas
que são seus apoiadores, e que
acreditaram em seu programa,
mas não que os votos são dele,
de jeito algum, se ele fosse o
dono, não precisava de eleição,
o TRE já dava o diploma para
o pretendente. (risos)
JC - Jean, boa sorte nesta
sua caminhada. Na oportunidade, franqueamos o nosso espaço para suas considerações.
toda semana estou aqui em
Itaberaba, e meu filho só fala
em retornar pra cá. Fico com
o coração partido ao dizer que
ele deve esperar a tarefa da mãe
dele terminar, pois só assim ele
pode retornar à sua terra natal.
E Marisa, que tem um ano e
dois meses de vida, ainda não
fala, mas vai falar. Marisa tentou nascer em Itaberaba, mas a
cidade não dispõe de UTI neonatal para receber uma criança
prematura, logo tivemos que
sair rápido para a capital, pois
a gravidez foi de risco.
Tenho muito a dialogar com
a população de Itaberaba, não
sei se vou conseguir atingir a
todos e todas com as informações que pretendemos, mas
peço a quem tiver essa oportunidade que transmita as nossas
intenções, pois são as melhores
com o nosso município, espelho muito em minha saudosa
mãe, dona Maria Edite de Jesus
Xavier, e no meu querido pai,
Dionísio Nascimento Costa.
Não pretendo jogar nosso nome
na lama, já conheço muito bem
os problemas sociais por qual
passa nosso município, e quando digo problemas sociais falo
porque já passei por dificuldades de acesso à direitos básicos.
Quero finalizar dizendo que a
sociedade de Itaberaba vai se
orgulhar de tantas conquistas
sociais que teremos juntos
com Lula, Dilma e Wagner
para melhorar a qualidade de
vida do nosso povo, pois só
tem sentido fazer política se
for para externar as boas ideias
e melhorar a qualidade de vida
das pessoas, pois gente nasceu
pra brilhar e não para morrer
de fome.
Divulgação
Jean confia nas políticas implantadas por Lula e Dilma no Brasil
14
Legislativo
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Prêmio Qualidade 2012
homenageia destaques da
região; JC entre os premiados
A cerimônia de entrega do
Prêmio Qualidade 2012, realizada na Pierina Long Bar, no
centro de Itaberaba, na noite
do dia 23 de maio, atraiu diversos segmentos da sociedade.
A honraria é uma iniciativa
pioneira da empresa Seletos
Pesquisa e Marketing e Revista
Bastidores que premia os destaques do ano de 2012 escolhidos
por pesquisa de opinião pública. Na memorável noite, foram
homenageados, por exemplo,
as lojas “Delza Presentes” e
“Cimentol”, e políticos como
o prefeito João Filho (PP),
o presidente da Câmara de
Vereadores, Ricardo Pimentel
(PRB), e Frei Dito (PT), que
foi escolhido o legislador mais
atuante de 2012. Também
foram homenageados, alguns
profissionais liberais a exemplo do odontólogo dr. Gustavo
Editora fala dos avanços conquistados pela ação do periódico
Pina Ruston e o publicitário
Mazinho.
No setor empresarial,
des­­taque para as empresas
“­Sendnet” e Jornal da Chapada,
que se destacou em 2012 em
primeiro lugar na categoria de
jornal impresso. Ao receber o
prêmio das mãos do gerente da
Cooperativa de Crédito Rural
Pintadas de Itaberaba (Sicoob/
Sertão), Ronailson Ramos da
Reprodução
Animais abandonados vão parar nas ruas ou em abrigos
Silva (Flay), a editora do periódico, Deninha Fernandes,
dedicou-o aos 15 anos de trabalho e perseverança do Conselho
Editorial do Jornal da Chapada,
aos amigos, colaboradores,
leitores e clientes. Ela lembrou
também de todos que foram
representados na cerimônia
pelo presidente da Câmara
Municipal de Vereadores de
Itaetê, Valdes Brito.
de animais, em áreas públicas
ou privadas, deixa de ser contravenção e se torna crime. O
texto também prevê a condenação de pessoas que causarem
qualquer abuso ou maus-tratos
aos animais, que podem ser
domésticos ou silvestres.
Os juristas qualificaram as
penas de acordo com o tipo de
lesão causada em decorrência
dos maus-tratos. Todos esses
crimes são passíveis de prisão,
que pode chegar a seis anos
caso levem o animal à morte.
O tráfico de animais silvestres
ou a sua criação foi outro tema
tratado no dia 25 de maio pelos
juristas. As penas variam de
dois a seis anos mais multa e
serão aumentadas se ficar comprovado que a pessoa importou
ou exportou qualquer animal
silvestre com a finalidade de
lucrar. Nesse caso, está incluí­
do no texto também o tráfico
de ovos e larvas.
A introdução de animais
exóticos na fauna brasileira,
sem a devida autorização do
órgão competente e o devido
licenciamento, também é considerada crime. A pena varia
de um a quatro anos de prisão
mais multa ainda a ser fixada
pela comissão de juristas no
texto do anteprojeto.
Artigo
Entrando, no final de
março, na sede do Ministé­
rio Público de Itaberaba, à
Avenida Getúlio Vargas, me
deparo com uma publicação no mural notificando o
prefeito de Itaberaba, João
Mascarenhas Filho, para dar
informações no prazo de 15
dias sobre o contrato 220/2009
feito com a empresa S A DE
OLIVEIRA DE ITABERABA
para “prestação de serviços de
impressão gráfica”.
Chamou-me a atenção
porque foi justamente a esta
empresa que eu tinha enviado, no início de 2011, um
ofício solicitando informações
sobre esse contrato, ofício
do qual não obtive resposta
porque a empresa já tinha
encerrado suas atividades.
Na cláusula segunda do contrato, assim está escrito: “As
especificações técnicas dos
trabalhos a serem executados
estão indicadas na proposta de
Casa Legislativa realiza novo concurso em Itaberaba
O lançamento do primeiro concurso de redação
estudantil promovido pela
Câmara de Vereadores
do município de Itaberaba aconteceu no dia 7 de
maio, no espaço cultural
da Casa Legislativa. A
cerimônia contou com os
autores da proposta e com
o presidente da Câmara,
o vereador Ricardo Pimentel (PRB), apoiado
pelos demais membros da
mesa diretora. O objetivo
do certame é provocar a
reflexão dos estudantes
relacionando o trabalho
do legislativo municipal
às melhorias de vida da
população, conscientizando
os alunos do princípio de
que o Poder Legislativo é
um instrumento de participação e modificação da
realidade social. O concurso é destinado aos alunos
regularmente matriculados
e frequentes no ensino médio das escolas públicas e
particulares de Itaberaba.
De acordo com o primeiro secretário da mesa
diretora da Casa, o verea­
dor Dinho do Fluminense
(PMDB), “o concurso é parte
da comemoração da instalação da primeira Câmara
Municipal em 30 de junho de
1948, há exatos 64 anos, proporcionando aos jovens uma
reflexão sobre a importância
do Poder Legislativo”.
O segundo secretário, o
edil Frei Dito (PT), ressalta
que “a Câmara vem buscando, cada vez mais, aproximar
cidadãos e vereadores e incentivar a participação dos munícipes no debate político”. Já o
presidente Pimentel enumera
as atividades realizadas pela
casa nessa gestão. “Na atual
administração foi criado o
espaço cultural Donald Amorim, o concurso de fotografia
amadora, realizadas diversas
audiências públicas e tribunas
livres, além do programa Voz
do Legislativo, que serviram
para levar informações ao
público e promover a interação entre o legislativo e a
comunidade”.
Sobre o concurso
Conforme o regulamento, disponível no portal da
Câmara na internet (http://
www.camara.itaberaba.
ba.io.org.br/), o concurso
destina-se à elaboração de
uma redação ou criação de
texto sobre o tema “A Importância do Poder Legislativo Para o Crescimento
da Cidade”. O trabalho
deverá ser manuscrito, com
no mínimo 25 linhas e no
máximo 35 linhas. O aluno
deverá preencher a ficha
de adesão disponível na
Câmara Municipal (Avenida Rio Branco, nº 373,
telefone 3251.0002) ou
nas secretarias das escolas
e entregá-la junto com o
trabalho inscrito até o dia 7
de junho.
As redações serão avaliadas por uma comissão
designada pelo presidente
da Câmara, que observará
os critérios da pertinência
ao tema proposto, originalidade, clareza, concisão, correção gramatical e
coesão. O diretor escolar
reunirá os trabalhos encaminhados pelos alunos a
serem enviados à Câmara
Municipal de Itaberaba, que
recolherá os trabalhos na
unidade escolar, de acordo
com agendamento prévio.
Os autores dos três trabalhos vencedores receberão prêmios atribuídos pela
Câmara Municipal mediante patrocínio do comércio
local e pessoas interessadas no desenvolvimento
da cultura. Os vencedores
serão agraciados na seguinte ordem: 1° colocado
um Netbook, 2° colocado
uma Máquina Fotográfica
Digital e 3° colocado um
Celular.
Divulgação
Uma das peças publicitárias da campanha de divulgação do concurso de redação
O convite que nunca existiu...
E a licitação que não aconteceu!
Por Vereador Dito*
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
Código Civil poderá incluir pena de
até 4 anos de prisão para quem
abandonar animais
Quem abandonar animais
poderá cumprir pena de um
a quatro anos de prisão, além
de pagar multa. A decisão foi
tomada no dia 25 de maio pela
comissão de juristas designada
pelo presidente do Senado,
José Sarney (PMDB), para
elaborar um anteprojeto de
aperfeiçoamento do Código Civil. Pela proposta, o abandono
Câmara lança concurso de redação
e prorroga período de inscrição
preço da contratada datada de
07/10/2009, apresentada no
convite 008/2009, licitação
045/09, que é parte integrante
deste contrato, independentemente da transcrição, e
que a contratada se obriga a
obedecer”.
É interessante que em
­nenhum lugar desta cláusula
se consegue saber a que serviços se refere este contrato.
E pior: essa carta convite nº
08 nunca existiu e também
nunca aconteceu a tal licitação 045. Isso se chama “falsificação de documentação
pública”. Em benefício de
quem? Do dono da empresa?
Normalmente quando isso
acontece é porque a empresa
está com a documentação
irregular e aceita participar
do jogo numa licitação (inexistente) já direcionada.
O valor do contrato também
chama atenção: R$ 69.546,50,
cujos recursos serão “provenientes do Fundo Municipal
de Saúde”. Seria interessante
pesquisar onde se encontram
as cópias desse material impresso na secretaria de saúde.
O contrato é datado de 08 de
outubro de 2009. Assinam
o prefeito, o proprietário da
empresa, Sérgio Almeida
de Oliveira, e duas testemunhas, que prefiro não expor
os nomes aqui. Essas e outras
irregularidades foram anotadas pelo TCM na análise das
contas de 2009, que receberam
o parecer pela reprovação,
mas nas quais a maioria dos
vereadores não viu nada de
anormal e as aprovou.
Mas, como falei no início, no mural do MP estava
a notificação ao prefeito e,
então, vamos aguardar o final
da investigação, quem sabe
com algum sinal de cópias de
cheques, material impresso
e outras descobertas. Mais
informações na próxima edição.
*Benedito Bállio, o Frei Dito,
é vereador de Itaberaba
Câmara de Itaetê aprecia PLs
do Poder Executivo
Assessoria
Projetos encaminhados são de interesse social e ajudam na gestão do executivo
Os vereadores da Câmara Municipal de Itaetê
apreciaram, no mês de abril,
três projetos de lei (PLs) de
autoria do Poder Executivo.
O Projeto de Lei n° 04/2012
de 3 de abril de 2012 dispõe
sobre alteração do organograma estrutural e funcional
da Secretaria Municipal de
Saúde e o projeto de Lei
n° 006/2012 de 12 de abril de
2012, que sugere o desmembramento da Secretaria Municipal de Cultura e Eventos, dá
nova denominação à Secretaria
Municipal de Meio Ambiente,
Cultura e Turismo.
No mês de abril o colegiado
da Câmara de Vereadores de
Itaetê apreciou também um PL
de grande importância para o
Executivo Municipal, o de
n° 007/2012 de 16 de abril
de 2012, que dispõe sobre as
diretrizes orçamentárias para
a elaboração do orçamento
geral do município para
o exercício de 2013. Vale
salientar que todas as proposições foram encaminhadas
para o parecer das comissões
permanentes.
Cidades
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
15
Diretor da CAR e deputado anunciam
sistema de água do distrito de Iguape
Jornal da Chapada
Jornal da Chapada
O povo lota a praça para festejar o anúncio da chegada da água no distrito de Boa Vista do Tupim
A água é o elemento fundamental para a existência da
vida na Terra. Todos os seres
vivos dependem dela para
sobreviver e para garantir
a permanência da espécie.
Entretanto, apesar de toda a
sua importância, a água é um
recurso muito escasso ainda
em muitos municípios da
Chapada Diamantina, principalmente na zona rural. Talvez
por conta disso, a população
de Iguape, distrito do município de Boa Vista do Tupim,
tenha comemorado o anúncio
da implantação de um sistema
de abastecimento de água na
região, que vai beneficiar mais
de 800 famílias de seis comunidades rurais.
O anúncio da obra, esperada pela população há mais de
30 anos, aconteceu no dia 20
de maio, em um ato público
realizado na praça principal
do distrito, e contou com a
presença do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia
(Alba), o deputado Marcelo
Nilo, dos prefeitos Rildo Ramos (Ibiquera) e Ivan Soares
(Nova Redenção), do gerente
do escritório de Embasa em
Boa Vista do Tupim, Pedro
Alves Souza e do gerente regional da CAR, João Durval
Passos Trabuco, o popular
Gidú, considerado o principal
batalhador da obra.
“Este sistema de abastecimento vai trazer a água
tratada do Rio Paraguaçu
para o distrito de Iguape. O
tratamento vai acontecer no
povoado de Santa Luzia e de
lá para cá vem distribuindo
para as localidades de Cabo
do Machado e Baixão, Assentamento Torre de Sião e
Iguape, além do destino final
que é no Assentamento Santa
Fé. Isso é uma demanda nossa
em parceria com o MST, MLT
e Ceta de mais de três anos,
junto aos governos estadual e
federal. Já está em construção
também um novo sistema de
abastecimento de água que vai
beneficiar o povoado de Terra
Boa e Assentamento Beira
Rio”, informa Gidú.
Ainda segundo o gerente
regional da CAR, esse sistema de Terra Nova já está di-
de um acidente que houve
comigo ontem ele pensou que
o evento fosse adiado, mas
estamos trazendo também a
sua mensagem para o povo
de Iguape e toda região”,
finaliza.
Prestigiaram também o
evento o presidente do Poder
Legislativo de Boa Vista do
Tupim, o vereador Mario Brito Freitas, acompanhado dos
edis Nelinho do PT e Alexandro Barreto, os representantes
de movimentos sociais sem
Lideranças políticas da região e o deputado Marcelo Nilo se juntam à população de Iguape
Tupim. “Estamos hoje em
Iguape, primeiro para rever
os amigos, porque sempre
é bom o político conversar
com o seu povo, e segundo,
para participar do anúncio da
implantação dessa importante
obra que conseguimos com
a ajuda do deputado federal
Valmir Assunção. Nós nos
juntamos a Gidú e aos movimentos sociais para reivindicarmos esta obra por entender
a sua importância para o povo
de Iguape e região. Mas nós
lonização e Reforma Agrária
(Incra) em parceria com o
Governo do Estado da Bahia
e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), com
orçamento previsto de aproximadamente R$ 1 milhão.
“Estamos participando desse
ato público de anúncio dessa
obra que vai beneficiar duas
áreas de assentamento em
Nova Redenção, que são os
assentamentos Santa Cruz e
Bom Jesus, ambos entre os
municípios de Nova Reden-
Jornal da Chapada
O diretor da CAR na Chapada informa que a próxima luta é pela água dos Assentamentos de Barra Verde e Cambuí
mensionado para atender aos
assentamentos Pé do Morro e
Aliança, onde a Embasa vai
assumir o tratamento da água.
“Ao todo serão beneficiados
mais de 1.500 famílias”, completa Gidú que ainda justificou
a ausência notada do deputado
federal Valmir Assunção. “Era
para o deputado estar aqui
hoje também, mas por conta
Jornal da Chapada
Alexandro saúda o povo em nome dos vereadores presentes
terra da região, como Ventania
e Ademar da Cooteba (MLT),
Francisco Neto do (MST),
Alfredo (Ceta) e o povo em
geral.
Em entrevista ao Jornal
da Chapada, o presidente da
Alba ressaltou a sua visita
ao distrito e a importância da
obra de infraestrutura para o
município de Boa Vista do
só ajudamos, o mérito é todo
dele, do presidente do PT de
Boa Vista do Tupim, João
Durval Passos Trabuco, o
amigo Gidú”, salienta Marcelo Nilo.
O sistema de abastecimento de água do Iguape
será construído por meio de
um convênio celebrado entre
o Instituto Nacional de Co-
Jornal da Chapada
Falaram pelo povo de Iguape, Tonho Branco e seu filho Tarcinho
ção e Boa Vista do Tupim.
Essa obra era muito esperada
pelo nosso povo. Por isso
estamos aqui para prestigiar
e participar, estamos na luta
com os movimentos sociais
também na busca pela reforma das casas e de água para
outros assentamentos”, disse
o prefeito de Nova Redenção
Ivan Soares.
Durante o ato público,
muitos fizeram questão de falar a repeito da obra, destaque
para o depoimento dos moradores Tonho Branco e seu filho
Tarcinho e para o depoimento
emocionado da professora
Soraya Oliveira Azevedo, do
povoado de Amparo (Zuca).
“O que está acontecendo aqui
no Iguape, assisti no Zuca há
4 anos, quando Gidú e Caboré
me procuraram para ajudá-los
na caminhada para a divulgação da implantação da água
do Zuca. Muitas pessoas não
acreditaram que íamos conseguir aquela obra e hoje fico
emocionada porque fiz parte
da história da implantação da
água do Zuca. Me emociono,
porque presenciei mães de
famílias brigando entre si,
por duas ou três latas de água,
até boletim de ocorrência em
delegacia houve, só faltava o
chicote. Aqueles que faziam
parte da ‘panela do prefeito’
tinham privilégios, os que não
votavam tinham de se virar
com duas latas de água”, lembrou Soraya.
Ainda segundo a professora, havia ocasiões em que
ela fazia as compras e depois
ficava pensando o que iria fazer
com elas, se não tinha água.
“Acreditem, hoje todo povo
mais vulnerável socialmente de
nossa localidade tem a mesma
água que tem na casa dos vereadores, hoje temos igualdade
e no passado éramos humilhados. No passado pagávamos R$
120 por um carro pipa de oito
mil litros e hoje cada morador
dispõe de 10 mil litros de água
por apenas R$ 15,65 e os que
têm Bolsa Família pagam apenas R$ 7”, declara Soraya.
Jornal da Chapada
A docente Soraya emocionada ao lembrar a luta pela água do Zuca
16
Jornal da Chapada - Maio/Junho de 2012
Publicidade
Prêmio Qualidade 2012 - Itaberaba
A cerimônia de entrega do Prêmio Qualidade
2012 da empresa Seletos e da Revista Bastidores, apresentada com grande pompa pelo
comunicador Mazinho, no dia 23 de maio, na
Pizzaria Pierina, homenageou aqueles que mais
se destacaram na pesquisa de opinião pública
feita em Itaberaba.
Na ocasião, o palestrante Wenes Rocha falou
sobre atender melhor para vender mais, e ressaltou que “tudo que merece ser feito, merece
ser bem feito”.
A plataforma foi composta pelo prefeito João
Filho, pelo presidente da Câmara de Vereadores,
Ricardo Pimentel, o major da PM, Marcos Índio, o
gerente do Banco Sicoob, Ronailson da Silva, e a
coordenadora da Escola Maria Bernarda, Tatiana
Rangel Matos, que entregaram os certificados
Prêmio Qualidade nas mãos dos agraciados.
A festa foi até a madrugada ao som do cantor
Cleber Teixeira, que encantou o público com sua
voz e músicas internacionais.
Download

edição impressa - Jornal da Chapada